Notícias




Data Inicial:
(dd/mm/aaaa)  

Data Final:
(dd/mm/aaaa)  
Título:
Palavras na Notícia:



Secretaria Estadual da Saúde regulamenta medidas de proteção contra o coronavírus em academias e clubes
03/09/2020
Fonte: CREF2/RS

A Secretaria da Saúde do Rio Grande do Sul publicou na última terça-feira, dia 1º de setembro, a Portaria 582/2020, que dispõe as medidas de prevenção ao coronavírus para as atividades esportivas e para as práticas corporais. O dispositivo contempla os estabelecimentos da área da Educação Física, como academias de ginástica, dança, lutas marciais e afins.

Entre as principais medidas elencadas pelo documento, estão priorizar atendimentos remotos ou ao ar livre, vedar contatos físicos, obedecer ao limite de ocupação de acordo com a bandeira do Distanciamento Controlado vigente, disponibilizar álcool em gel 70% para trabalhadores e clientes e fazer a higienização dos ambientes a cada três horas ou dos objetos compartilhados a cada uso, como aparelhos de musculação e colchonetes. O texto ressalta a importância de promover mudanças no ambiente para evitar que pessoas fiquem muito perto umas das outras e também o incentivo ao cuidado pessoal, como pedir que cada pessoa utilize garrafas individuais e não compartilhe toalhas.

Além disto, o uso de máscara segue sendo obrigatório, mesmo em ambientes abertos. Sobre a circulação de pessoas, o texto traz ainda a necessidade de definir corredores com fluxo em sentido único, suspender a utilização de catracas, desestimular o uso de elevadores e aferir a temperatura de todos que ingressarem nos estabelecimentos.

Trabalhadores em grupo de risco não deverão exercer atividades presenciais. Para os clientes deste grupo, deverão ser ofertados horários exclusivos e os atendimentos terão que ser agendados. Neste primeiro momento, as práticas esportivas em formato coletivo continuam vedadas.

Clique aqui e acesse o texto completo da Portaria SES 582/2020.


academias protocolos secretaria da saúde



CREF2/RS disponibiliza documento com recomendações após retorno às aulas de Educação Física nas escolas
29/07/2020
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS criou um documento com recomendações após o retorno às aulas de Educação Física nas escolas. A publicação, elaborada pela Comissão de Educação Física Escolar, está disponível para download aqui.

Levando em consideração a importância da Educação Física e a preocupação com o retorno às aulas, o documento “Recomendações de retorno às aulas presenciais de Educação Física na reabertura das escolas: COVID-19” apresenta um protocolo a ser seguido pela equipe técnica das escolas. O objetivo desta publicação é sensibilizar professores e demais membros do quadro pedagógico das unidades de ensino, no intuito de seguirem as orientações da Organização Mundial da Saúde, do Ministério da Saúde e dos demais órgãos estaduais e municipais, orientando os alunos e as suas famílias sobre as medidas de prevenção ao contágio pelo coronavírus.

“O plano de retorno às atividades diante da pandemia vai exigir cuidados específicos e, para reduzir o risco de contaminação, será preciso que a sociedade esteja plenamente engajada para aderir às novas normas de convívio social e às novas rotinas no interior das unidades de ensino”, frisa o documento. Além de diversas recomendações, a publicação ainda reúne protocolos de segurança, medidas de higienização, de proteção, de monitoramento e de avaliação, assim como outras orientações sobre o uso de máscara e sobre a dinâmica das aulas.

A Comissão de Educação Física Escolar do CREF2/RS é formada por Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), Clery de Lima (CREF 000297-G/RS), Jeane Cazelato (CREF 000003-G/RS), Miryam Brauch (CREF 006834-G/RS) e Ninon Leal (CREF 001350-G/RS).


Educação Física Escolar covid-19



Comitê de Crise da Educação Física tem reunião com Prefeitura de Porto Alegre
25/06/2020
Fonte: CREF2/RS

Nesta quinta-feira, dia 25 de junho, o Comitê Estadual de Crise da Educação Física na COVID-19 esteve reunido com Bruno Miragem, secretário extraordinário de Enfrentamento do Coronavírus da Prefeitura Municipal de Porto Alegre. O encontro teve como assunto principal a reabertura das empresas da área da Educação Física, como academias e centros de treinamento.

A reunião também contou com a presença de Claudio Franzen (CREF 003304-G/RS), conselheiro do CREF2/RS e coordenador de Esporte e Lazer da Prefeitura. “Demonstramos ao Poder Público Municipal a importância da continuidade da nossa atividade, principalmente para a promoção da saúde de toda a população”, frisou Alessandro Gamboa (CREF 001534-G/RS), 2º vice-presidente do CREF2/RS e presidente do Comitê Estadual de Crise da Educação Física na COVID-19. No encontro, ele também evidenciou que todos os protocolos de segurança estão sendo seguidos à risca pelas academias.

“A Prefeitura Municipal entende a nossa situação e está tentando flexibilizar o funcionamento dos estabelecimentos, mas segue muito preocupada com o alto índice de leitos de UTI ocupados no momento. Há um esforço grande neste sentido e temos a expectativa de que a situação dos hospitais melhore logo”, conclui Gamboa.

Também fazem parte do Comitê de Crise Luciane Citadin (CREF 000100-G/RS), Rogério Menegassi (CREF 001080-G/RS), Ubirajara Brites (CREF 000416-G/RS), Carla Pretto (CREF 006564-G/RS), Fernando Sassen, Sílvio Silveira (CREF 001529-G/RS) e Everton Deiques (CREF 008538-G/RS).


covid-19 crise comitê



CREF2/RS coloca-se à disposição do Governo Estadual para elaborar retomada da Educação Física Escolar
02/06/2020
Fonte: CREF2/RS

Na última semana, o Conselho enviou ao Governo Estadual um ofício, em que se coloca à disposição para contribuir na elaboração de protocolos para a retomada das aulas de Educação Física na rede pública de ensino. O documento, que foi uma iniciativa da Comissão de Educação Física Escolar do CREF2/RS, também cita a disponibilidade de seus membros para trabalharem conjuntamente com a Secretaria da Educação, para que possam construir assim uma disciplina melhor e mais preocupada com a promoção da saúde, com a socialização e com o prazer de realizar exercícios físicos, assim como na capacitação de professores.

Encaminhado ao governador Eduardo Leite e ao secretário da Educação Faisal Karam, o ofício ainda salienta que o retorno das aulas é uma realidade e que precisa ser feito de forma gradual e segura. “Considerando que os tempos são outros e que se faz necessário uma modernização no ensino, aliando as tecnologias atuais, as aulas práticas e os meios virtuais devem ser levados em conta, já que a sua utilização serve como motivação e aderência do aluno ao programa de ensino”, frisa o documento.

A Comissão de Educação Física Escolar do CREF2/RS é formada por Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), Clery de Lima 9CREF 000297-G/RS), Jeane Cazelato (CREF 000003-G/RS), Miryam Brauch (CREF 006834-G/RS) e Ninon Leal (CREF 001350-G/RS).


Educação Física Escolar Escolas



Governo Estadual publica decreto sobre distanciamento controlado
11/05/2020
Fonte: CREF2/RS

O Governo Estadual divulgou ontem, dia 10 de maio, o Decreto 55.240, que institui o distanciamento controlado para fins de prevenção e de enfrentamento à pandemia causada pelo novo coronavírus (COVID-19) no Rio Grande Sul. A normativa prevê quatro níveis de restrições, representados por bandeiras nas cores amarela, laranja vermelha e preta. O Estado foi dividido em 20 regiões e cada uma destas áreas será avaliada, semanalmente, por 11 indicadores diferentes.

Todas as informações sobre o distanciamento controlado podem ser conferidas através da página www.distanciamentocontrolado.rs.gov.br. No anúncio deste novo Decreto, o governador Eduardo Leite também ressaltou que os Prefeitos devem respeitar as normativas estaduais, mas podem definir regras mais restritivas, como ocorre atualmente em Porto Alegre. Mais informações sobre a Capital aqui.

O Decreto 55.240 possui um Protocolo Geral, com regras comuns para todas as pessoas, e um Protocolo Específico, com normativas para serem adotadas por cada setor. O uso de máscara, por exemplo, é obrigatório em todas as situações e em todos os locais, abertos ou fechados. O mesmo vale para os procedimentos de higienização e distanciamento interpessoal.

Quanto aos critérios definidos para a área da Educação Física, a normativa estabelece a diferenciação da seguinte forma:

Bandeira amarela:

Academias de ginástica:
Autorização para até 25% de trabalhadores presentes no local
Atendimento presencial restrito, individualizado por ambiente

Clubes sociais, esportivos e similares:
Autorização para até 25% de trabalhadores presentes no local
Atendimento presencial restrito, exclusivo para atletas profissionais e equipe, sem público. Atletas amadores somente nas áreas externas

Bandeira laranja:

Academias de ginástica:
Autorização para até 25% de trabalhadores presentes no local
Atendimento presencial restrito, individualizado por ambiente

Clubes sociais, esportivos e similares:
Autorização para até 25% de trabalhadores presentes no local
Atendimento presencial restrito, individualizado de atletas profissionais e amadores por ambiente

Bandeira vermelha:

Academias de ginástica:
Fechado

Clubes sociais, esportivos e similares:
Fechado

Bandeira preta:

Academias de ginástica:
Fechado

Clubes sociais, esportivos e similares:
Fechado


Distanciamento controlado COVId-19 coronavírus RS Rio Grande do Sul



CREF2/RS cria passo a passo do cadastro da ação O Brasil Conta Comigo
03/04/2020
Fonte: CREF2/RS

O Ministério da Saúde publicou ontem, dia 2 de abril, a Portaria 639/2020, que dispõe sobre a ação estratégica “O Brasil Conta Comigo – Profissionais da Saúde”, voltada ao cadastramento e à capacitação de profissionais da área da saúde para o enfrentamento à pandemia do coronavírus (COVID-19) no Brasil.

A ação criará um banco de profissionais da área da saúde em todo território nacional, de caráter instrumental e consultivo, visando auxiliar gestores federais, estaduais e municipais do SUS nas ações de enfrentamento à COVID-19. O Ministério da Saúde dará a devida capacitação a estas pessoas, seguindo os protocolos oficiais e aprovados pelo Centro de Operações de Emergências em Saúde Pública (COE-nCOV).

O cadastro é obrigatório para todos. No entanto, ao preencher o formulário, o profissional terá a opção de escolha entre contribuir ou não nas mais diversas áreas de serviço à sociedade.

Para realizar o cadastro, é preciso seguir as seguintes etapas:

1) Acessar o link https://registrarh-saude.dataprev.gov.br;

2) Informar o CPF e o e-mail utilizado regularmente;

3) Ao enviar este primeiro formulário, a mensagem do sistema deve ser: “Acesso enviado com sucesso! Em breve você receberá um e-mail no endereço informado com o acesso ao sistema. Se necessário, verifique a caixa de spam. Agradecemos sua colaboração. Caso você não receba o e-mail em 24 horas, entre em contato com o 136”;

4) Acessar o link recebido no e-mail cadastrado, através da opção “Acessar Formulário” (Importante: este e-mail não deve ser deletado porque pode ser utilizado para atualizações e eventuais correções das suas informações pessoais);

5) Preencher o formulário com os seus dados pessoais. Clicar em confirmar;

6) Ao enviar este segundo formulário, a mensagem do sistema deve ser: “Dados enviados com sucesso! Mantenha seus dados atualizados, para isso acesse o mesmo e-mail enviado para a realização do cadastro. Agora, clique no link abaixo para participar do curso Protocolos de Manejo Clínico do Coronavírus (COVID-19). Lembre-se! A sua colaboração pode salvar vidas”;

7) Acessar e realizar o curso online. O link do curso também é enviado ao e-mail cadastrado.

Importante: você deve manter as suas informações sempre atualizadas. Mudanças de situação de emprego, especialização e eventual contágio pela COVID-19 devem ser informados.

Você também tem que responder se deseja ou não fazer parte da ação “O Brasil Conta Comigo – Profissionais da Saúde” para o enfrentamento à COVID-19. A participação não é obrigatória.

Demais informações:

a) CPF ou e-mail já está cadastrado:
- Quando o profissional informa o CPF e o e-mail e aparece a mensagem de alerta “Este CPF ou e-mail já está cadastrado. Caso queira atualizar suas informações, procure em sua caixa de e-mails a mensagem enviada pelo Ministério da Saúde” é sinal de que o profissional já foi cadastrado anteriormente.

b) Atualização ou correção de cadastro:
- Acesse a caixa do e-mail cadastrado, procure a mensagem enviada pelo Ministério da Saúde e clique no botão “Acessar Formulário”. Você deve atualizar as informações em caso de mudanças de situação de emprego, especialização, eventual contágio pela COVID-19 e se deseja ou não fazer parte da ação.

c) Quem deve se cadastrar:
- Os profissionais de saúde com registro nos 14 Conselhos Profissionais da área da saúde (como os profissionais de Educação Física) devem realizar o cadastro na ação “O Brasil Conta Comigo – Profissionais da Saúde”. Devido à situação de calamidade pública nacional oficialmente declarada, o cadastro é obrigatório.

d) Como será a participação dos profissionais da saúde:
- Após o preenchimento do cadastro, os profissionais deverão participar de cursos específicos, na modalidade educação a distância, sobre procedimentos para lidar com a pandemia do coronavírus (COVID-19). Devido à situação de calamidade pública nacional, oficialmente declarada, o cadastro e a capacitação são obrigatórios aos profissionais, contudo não implicam necessariamente em recrutamento. Se você colocar no cadastro que concorda em fazer parte das ações de enfrentamento ao coronavírus, ao concluir o curso, você poderá ser chamado para trabalhar em locais onde há necessidade premente. As diretrizes do recrutamento dos profissionais serão publicadas posteriormente.

e) Prazo para cadastramento:
- O prazo de cadastramento estará aberto enquanto as ações para o enfrentamento do coronavírus (COVID-19) estiverem vigentes, mas a orientação é para que o profissional faça o cadastro e a capacitação o mais breve possível.


coronavírus Ministério da Saúde



Ministério da Saúde convoca profissionais da saúde para cadastro e capacitação contra coronavírus
02/04/2020
Fonte: CREF2/RS

O Ministério da Saúde publicou nesta quinta-feira, dia 2 de abril, a Portaria 639, que dispõe sobre a ação estratégica “O Brasil Conta Comigo – Profissionais da Saúde”, voltada ao cadastramento e à capacitação de profissionais da área da saúde para o enfrentamento à pandemia do coronavírus (COVID-19) no Brasil.

Levando em consideração a alta demanda dos serviços ambulatoriais e hospitalares do SUS, o Ministério da Saúde tem o intuito de mobilizar profissionais de Educação Física, biomedicina, enfermagem, farmácia, fisioterapia, serviço social, fonoaudiologia, medicina, nutrição, odontologia e psicologia, entre outros mais, para estarem preparados para atuar nestes locais, durante uma situação emergencial. O cadastro é obrigatório para todos. No entanto, ao preencher o formulário, o profissional terá a opção de escolha entre contribuir ou não nas mais diversas áreas de serviço à sociedade.

A campanha “O Brasil Conta Comigo – Profissionais da Saúde” criará um banco de profissionais da área da saúde em todo território nacional, de caráter instrumental e consultivo, visando auxiliar os gestores federais, estaduais e municipais do SUS nas ações de enfrentamento à COVID-19. O Ministério da Saúde dará a devida capacitação a estas pessoas, seguindo os protocolos oficiais e aprovados pelo Centro de Operações de Emergências em Saúde Pública (COE-nCOV).

Os profissionais de Educação Física registrados no CREF2/RS já podem - e devem - preencher o formulário disponibilizado pelo Ministério da Saúde no link https://registrarh-saude.dataprev.gov.br.

Clique aqui e confira um passo a passo para você fazer o seu cadastro com facilidade.

Mais informações sobre a campanha “O Brasil Conta Comigo – Profissionais da Saúde” podem ser conferidas na Portaria 639 ou nesta notícia do site do Ministério da Saúde.


Ministério da Saúde coronavírus



Câmara de Corrida de Rua se reúne com presidente da Federação Gaúcha de Montanhismo
17/09/2018
Fonte: CREF2/RS

A Câmara Técnica de Corrida de Rua, presidida por Cláudia Ramos Lucchese (CREF 002358-G/RS), realizou sua reunião mensal no dia 13 de setembro, na sede do CREF2/RS, contando com representantes de empresas organizadoras de Trail run e membros das equipes de corrida desta modalidade. Neste encontro, a Câmara trouxe o presidente da Federação Gaúcha de Montanhismo, Nelson Brugger (CREF 006884-G/RS), para que relatasse os protocolos de segurança física e de conservação do meio ambiente utilizados no montanhismo. Estes princípios devem ser discutidos e adaptados aos tópicos que estarão presentes na Cartilha de Trail run, que será editada pelo CREF2/RS, e dirigida à divulgação aos praticantes, à sociedade e aos profissionais de Educação Física das noções de boas práticas para competir nesta modalidade, respeitando o meio ambiente e, principalmente, permitindo uma prática segura do esporte.

O presidente da Federação Gaúcha de Montanhismo explicou que os montanhistas têm uma ação muito forte ligada ao meio ambiente e à difusão de práticas de mínimo impacto nos locais onde se praticam os esportes nos ambientes naturais. "Eu havia lido no site do CREF2/RS sobre a intenção da Câmara de Corrida de Rua de produzir um manual para adaptar o corredor urbano ao trail run. Pensei que a Federação deveria contribuir, pois temos uma grande experiência na orientação das pessoas que estão começando a prática de esportes em áreas naturais”.

Brugger esclareceu que uma pessoa correndo em um parque nacional, mesmo sem saber, ajuda a defender aquela área de preservação, pois quando você tem um grupo razoável ocupando estes espaços, inibisse a ação de caçadores, palmiteiros e garimpeiros. "Contudo, reforçamos a compreensão que estes espaços são mais frágeis e têm um equilíbrio delicado”. O montanhista explicou que todos os parques naturais apresentam alguma área aproveitável para a atividade física, tendo apenas que adaptar o tipo de público e de percurso ao terreno.

Ele reforçou a expertise que a Federação tem de orientação das pessoas sobre as recomendações e cuidados, tanto na proteção der meio ambiente, quanto referentes aos cuidados de segurança pessoal. "Isto vai desde como fazer um banheiro no meio do mato, o que se enterra no buraco e o que não pode ser deixado, a que distância tem que ficar de uma fonte de água, como identificar água potável, entre outros exemplos".

Quantos aos animais silvestres, Brugger disse existir um temor disseminado em relação a cobras e serpentes, mas que o animal que causa o maior número de acidentes mortais é a abelha. "Aconselhamos a não usar perfume ou desodorante quando for praticar atividades nestes lugares, pois o cheiro é um forte atrativo para os insetos. Isso não é uma coisa óbvia para um corredor de rua urbano", complementa.

O presidente da Federação analisa que os esportes da natureza são menos estruturados que os esportes tradicionais, apresentando uma informalidade maior. "Futebol e voleibol você aprende na escola. Surfe e escalada não", resume, e cita a Argentina e Chile como países na América Latina que estão na vanguarda da prática dos esportes na natureza.

Um artigo do ex-presidente do Instituto Estadual de Florestas do Rio de Janeiro, André Ilha, publicado no site da Confederação Brasileira de Montanhismo e Escalada (CBME) sobre a política de visitação em áreas protegidas corrobora a ideia de preservação defendida por Brugger. "Desta forma, acreditamos firmemente que, pelo menos, uma parcela destes visitantes, caso tenha tido uma experiência positiva de acordo com o seu interesse e a sua aptidão física, levantará a voz em defesa dos parques visitados, exigindo mais verbas, mais estrutura e mais fiscalização contra os verdadeiros criminosos. Na mesma linha, as pessoas que desenvolverem um vínculo afetivo com parques desfrutados através da experiência direta, serão aquelas que oferecerão o necessário anteparo político para barrar propostas legislativas que visem a reduzi-los, extingui-los ou “flexibilizar” suas regras de proteção para atender a poderosos interesses econômicos sempre à espreita".


Câmara Técnica de Corrida de Rua



Nova unidade móvel do CREF2/RS será sua sede sob rodas no interior gaúcho
03/09/2018
Fonte: CREF2/RS

No final de 2017, o CREF2/RS adquiriu um furgão Mercedes Benz 515 CDI, o modelo mais modernado da montadora nesta classe de veículos. Seu interior está sendo transformado em um escritório de atendimento, equipado com notebooks, impressoras e gerador elétrico. Após as modificações, a van terá capacidade para atender até quatro pessoas sentadas confortavelmente dentro do escritório climatizado. Tudo isso para se converter na nova unidade móvel do Conselho, que passará a integrar as viagens do projeto Interiorizasul. O objetivo será aliar uma melhor assistência aos profissionais do interior do estado com o aumento da área de cobertura do projeto, proporcionando autonomia suficiente para chegar a municípios que atualmente não são visitados pela dificuldade de acesso ou pela falta de cedência de local. É importante frisar que o caráter autárquico do CREF2/RS faz com que compras deste vulto sigam a Lei nº 8.666, que prevê licitação para efetuar compra da van, a contratação do projeto e a adaptação interna. Por este motivo, a unidade móvel possivelmente será inaugurada pela nova diretoria escolhida após as eleições do CREF2/RS, em setembro de 2018.

O Rio Grande do Sul possui uma extensão territorial de cerca de 280 mil km², onde apenas 30% das pessoas físicas e jurídicas estão localizados na capital e sua Região Metropolitana. Os 70% restantes estão distribuídos de maneira assimétrica em outras regiões do estado, o que dificulta o atendimento dos profissionais mais distantes. Atualmente, o projeto Interiorizasul conta nas suas viagens com uma supervisora de Interiorização e um motorista para realizar os serviços de translado e atendimento. Eles trabalham em locais cedidos por prefeituras ou instituições de ensino superior, havendo necessidade de adaptação às instalações e aos horários cedidos.

A presidente do CREF2/RS, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), explicou que projeto de expansão física no interior do Conselho no estado, por meio da criação de postos avançados de atendimento, ficou dificultado pela falta de pessoas capacitadas, visto que os funcionários são nomeados por concurso público. Entretanto, no último edital aberto, infelizmente não houve classificados para os cargos no interior, como nas cidades de Pelotas e de Santa Maria. "Agora a van será a sede itinerante do Conselho, pois todos serviços de registro oferecidos em Porto Alegre estarão disponíveis aos profissionais nas suas cidades”, assegurou a presidente, que também ressaltou que as visitas poderão se prolongar por uma semana no município programado, o que dará oportunidade aos profissionais das cidades vizinhas buscarem atendimento. “Este é mais um meio de nos aproximarmos dos nossos registrados na sua própria região”, completou a presidente.

A gerente do CREF2/RS, Tatiana Cidade (CRA TE-001259-RS), declarou que a antiga seccional em Caxias do Sul gerava despesas anuais na ordem de R$ 340 mil reais e que os valores projetados só aumentavam, gerados pelos reajustes anuais com custos de pessoal, serviços contratados, locação do espaço, translados para capacitações e deslocamento dos servidores. “Este valor subsidiaria até dois veículos viajando quinzenalmente para todas as regiões do estado, abrangendo um público de registrados muito maior”, constatou.

Tatiana também esclareceu que o projeto recebeu aporte financeiro do CONFEF, por meio do “Programa de Desenvolvimento dos CREFs”, no qual anualmente o Conselho Federal disponibiliza valores a título de investimento em projetos que julga estrategicamente adequados aos regionais. “O que possibilitou pouquíssimo investimento por parte do CREF2/RS na aquisição do veículo e da própria adaptação interna, visto que o subsídio concedido superou mais da metade do valor do projeto da unidade móvel”.

Segundo a presidente Carmen Masson, o objetivo do Conselho é a de reduzir custos e investir estes recursos de forma mais eficiente, pois com seccionais fixas, atende-se a poucas regiões, já com unidades móveis, esse atendimento seria estendido a um público muito maior. O projeto Interiorizasul, com auxílio da Van, passará a contar com um funcionário do Departamento de Registro, que com seus conhecimentos fará com que os procedimentos possam ser realizados na hora, tais como registros, emissões de Cédula, protocolos diversos, emissão de certificados de funcionamento e atualizações. A van também dará suporte a todos os eventos externos realizados pelo CREF2/RS.

*A imagem que ilustra esta matéria é uma simulação baseada no projeto de adaptação da van*


Interiorizasul



Câmara Técnica de Corrida de Rua participa do Dia Mundial da Saúde
13/01/2016
Fonte: CREF2/RS

A Câmara Técnica de Corrida de Rua realizou, na tarde desta quarta-feira (13), sua reunião mensal. Entre os temas tratados, foram debatidas as ações que a Câmara pretende realizar no Fórum das Entidades da Saúde de Porto Alegre e do estado, evento que ocorrerá em comemoração ao Dia Mundial da Saúde (7 de abril).

Segundo a presidente da Câmara, Cláudia Ramos Lucchese (CREF 002358-G/RS), a ação deverá acontecer no Parque da Redenção, em Porto Alegre, na primeira quinzena de abril, e seguirá os protocolos da Organização Mundial de Saúde que recomendam a caminhada e a corrida de rua como alternativas democráticas e baratas de atividade física. “Esta será uma ótima oportunidade para a Câmara sensibilizar a população quanto a necessidade de modificar o estilo de vida sedentário e praticar atividade física regular, a fim proporcionar maior qualidade de vida”.

Cláudia ressaltou a integração de novas assessorias esportivas à Câmara, bem como a participação na reunião do profissional de Educação Física Diogo Lopes Castilho (CREF 008405-G/RS), que explanou as atividades desenvolvidas pelo SESI-RS, local em que trabalha. Também foi iniciado o estudo do conteúdo de uma cartilha sobre caminhada e corrida de rua, que será editada para profissionais de Educação Física e população.

Estiveram presentes à reunião Cláudia Ramos Lucchese (CREF 002358-G/RS), Gabriel Picarelli Mafalda (CREF 015471-G/RS), Renato Rimoni Capanelli (CREF 002109-G/RS), Juliano Maciel (CREF 016431-G/RS), Diogo Lopes Castilho (CREF 008405-G/RS) e Kátia Ferreira (CREF 014403-G/RS).


Câmara Técnica de Corrida de Rua