Notícias




Data Inicial:
(dd/mm/aaaa)  

Data Final:
(dd/mm/aaaa)  
Título:
Palavras na Notícia:



Anuidade 2020 tem vencimento, parcelamento e desconto prorrogados para final de agosto e setembro
15/06/2020
Fonte: CREF2/RS

Considerando os impactos do novo coronavírus (COVID-19), que têm alterado também o funcionamento de estabelecimentos na área das atividades físicas em todo o país, o CREF2/RS informa que a Anuidade 2020 teve o seu vencimento, parcelamento e desconto prorrogados mais uma vez.

A última data para pagamento da Anuidade 2020 de Pessoa Física foi adiada para o dia 31 de agosto. Já o vencimento da Anuidade 2020 de Pessoa Jurídica foi transferido para o dia 30 de setembro.

Todas as guias com estas novas opções de pagamento já podem ser retiradas no Portal de Autoatendimento do site do CREF2/RS. Clique aqui para emitir o boleto.

A atual gestão do CREF2/RS segue monitorando tudo que envolve o coronavírus no Rio Grande do Sul. Caso a situação de isolamento e de restrições se mantenha nos próximos meses, o Conselho poderá prorrogar novamente o vencimento e o desconto da Anuidade 2020.


Anuidade 2020 covid-19



Anuidade 2020 tem vencimento, parcelamento e desconto prorrogados para final de junho e julho
20/05/2020
Fonte: CREF2/RS

Considerando os impactos do novocoronavírus (COVID-19), que têm alterado também o funcionamento de estabelecimentos na área das atividades físicas em todo o país, o CREF2/RS informa que a Anuidade 2020 teve o seu vencimento, parcelamento e desconto prorrogados.

A última data para pagamento da Anuidade 2020 de Pessoa Física foi adiada para o dia 30 de junho. Já o vencimento da Anuidade 2020 de Pessoa Jurídica foi transferido para o dia 31 de julho. Mais informações estão disponíveis na Resolução CREF2/RS nº 168/2020.

Todas as guias com estas novas opções de pagamento já podem ser retiradas no Portal de Autoatendimento do site do CREF2/RS. Clique aqui para emitir o boleto.

A atual gestão do CREF2/RS segue monitorando tudo que envolve o coronavírus no Rio Grande do Sul. Caso a situação de isolamento e de restrições se mantenha nos próximos meses, o Conselho poderá prorrogar novamente o vencimento e o desconto da Anuidade 2020.


anuidade covid-19



Anuidade 2020 tem vencimento prorrogado para final de junho e julho
01/04/2020
Fonte: CREF2/RS

Considerando os impactos do novo coronavírus (COVID-19), que tem alterado também o funcionamento de estabelecimentos na área das atividades físicas em todo o país, o Conselho informa que a Anuidade 2020 teve o seu vencimento com desconto prorrogado.

A última data para pagamento da Anuidade 2020 de Pessoa Física foi adiada para o dia 30 de junho. Já o vencimento da Anuidade 2020 de Pessoa Jurídica foi transferido para o dia 31 de julho. Mais informações estão disponíveis na Resolução CREF2/RS nº 168/2020.

Todas as guias com estas novas opções de pagamento já podem ser retiradas no Portal de Autoatendimento do site do CREF2/RS. Clique aqui para emitir o boleto.

A atual gestão do CREF2/RS segue monitorando tudo que envolve o coronavírus no Rio Grande do Sul. Caso a situação de isolamento se mantenha nos próximos meses, o Conselho poderá prorrogar novamente o vencimento da Anuidade 2020.


Anuidade 2020 pagamento



Anuidade 2020 tem vencimento prorrogado para final de junho e julho
30/03/2020
Fonte: CREF2/RS

Considerando os impactos do novo coronavírus (COVID-19), que tem alterado também o funcionamento de estabelecimentos na área das atividades físicas em todo o país, o Conselho informa que a Anuidade 2020 teve o seu vencimento com desconto prorrogado.

A última data para pagamento da Anuidade 2020 de Pessoa Física foi adiada para o dia 30 de junho. Já o vencimento da Anuidade 2020 de Pessoa Jurídica foi transferido para o dia 31 de julho. Mais informações estão disponíveis na Resolução CREF2/RS nº 168/2020.

Todas as guias com estas novas opções de pagamento já podem ser retiradas no Portal de Autoatendimento do site do CREF2/RS. Clique aqui para emitir o boleto.

A atual gestão do CREF2/RS segue monitorando tudo que envolve o coronavírus no Rio Grande do Sul. Caso a situação de isolamento se mantenha nos próximos meses, o Conselho poderá prorrogar novamente o vencimento da Anuidade 2020.


Anuidade 2020



Anuidade 2020 tem vencimento prorrogado
18/03/2020
Fonte: CREF2/RS

Considerando os impactos da emergência em saúde pública do novo coronavírus (COVID-19), que tem alterado também o funcionamento de estabelecimentos na área de atividades físicas, bem como atento às demandas dos registrados, o Conselho publicou, no dia 18 de março, a Resolução CREF2/RS nº 168/2020. O documento determina a prorrogação, em dois meses, do vencimento com desconto das anuidades de Pessoa Física e Jurídica.

Os boletos com a nova opção de pagamento deverão ser retirados pelos registrados, exclusivamente, no Portal de Autoatendimento do site do CREF2/RS. O Portal já foi ajustado e as guias estão disponíveis para emissão.

Acesse o Resolução na íntegra aqui.


coronavirus anuidade



Retire o boleto da Anuidade 2020 no Portal de Autoatendimento
13/01/2020
Fonte: CREF2/RS

Os boletos da Anuidade 2020, tanto para pessoa Física como Jurídica, já estão disponíveis no Portal de Autoatendimento. Na semana passada, as guias de pagamento foram enviadas para o endereço cadastral de todos os registrados.

Pelo quarto ano consecutivo, o Conselho está mantendo o valor integral da anuidade, sem nenhum tipo de reajuste. A atual gestão do CREF2/RS, também por levar em consideração a realidade econômica do país, decidiu ampliar os descontos ofertados e estender os prazos de pagamento e de parcelamento, comnforme o pagamento da primeira parcela, sendo possível pagar todas de uma só vez.

As instruções completas sobre a Anuidade 2020 estão disponíveis nas Resoluções CREF Nº 161/2019 e Nº 162/2019:

Pessoa Física:

1ª opção: com desconto à vista
Pagamento único de R$ 340,00, com vencimento em 30 de abril*

2ª opção: com desconto parcelado
Valor total de R$ 423,00, parcelado em até quatro vezes.
(desde que o pagamento da última parcela não ultrapasse o vencimento em 30 de abril, devendo esta condição ser requerida pelo registrado ao CREF2/RS)**

3ª opção: sem desconto parcelado
Valor total de R$ 603,07, parcelado em até cinco vezes
(esta condição deve ser requerida pelo registrado ao CREF2/RS até o dia 30 de abril)**

Pessoa Jurídica:

1ª opção: com desconto à vista
Pagamento único de R$ 746,70, com vencimento em 31 de maio*

2ª opção: com desconto parcelado
Valor total de R$ 820,00, parcelado em até cinco vezes
(desde que o pagamento da última parcela não ultrapasse o vencimento em 31 de maio, devendo esta condição ser requerida pelo registrado ao CREF2/RS)**

3ª opção: sem desconto parcelado
Valor total de R$ 1.490,40, parcelado em até cinco vezes
(esta condição deve ser requerida pelo registrado ao CREF2/RS até o dia 31 de maio)**

* Pagamento por meio de boleto a ser recebido no endereço cadastral ou retirado no Portal de Autoatendimento do site.
** Pagamento por meio de boleto retirado no Portal do Autoatendimento do site.


Anuidade 2020



Anuidade 2020 está disponível a partir do dia 10 de janeiro sem reajuste e com descontos maiores
07/01/2020
Fonte: CREF2/RS

Pelo quarto ano consecutivo, o Conselho está mantendo o valor integral da anuidade, sem nenhum tipo de reajuste. A atual gestão do CREF2/RS, também por levar em consideração a realidade econômica do país, decidiu ampliar os descontos ofertados às Pessoas Físicas e Jurídicas e estender os prazos de pagamento e de parcelamento.

O boleto da Anuidade 2020 com desconto à vista será enviado para o endereço cadastral de todos os registrados. Além disto, as guias – desta e das outras opções de pagamento – estarão disponíveis no Portal de Autoatendimento do site, a partir de 10 de janeiro, e pelo sistema Débito Direto Autorizado (DDA) bancário.

Confira abaixo os valores, os prazos para pagamento e os descontos oferecidos pelo Conselho. As instruções completas sobre a Anuidade 2020 estão disponíveis nas Resoluções CREF Nº 161/2019 e Nº 162/2019:

Pessoa Física:

1ª opção: com desconto à vista
Pagamento único de R$ 340,00, com vencimento em 30 de abril*

2ª opção: com desconto parcelado
Valor total de R$ 423,00, parcelado em até quatro vezes
(desde que o pagamento da última parcela não ultrapasse o vencimento em 30 de abril, devendo esta condição ser requerida pelo registrado ao CREF2/RS)**

3ª opção: sem desconto parcelado
Valor total de R$ 603,07, parcelado em até cinco vezes
(esta condição deve ser requerida pelo registrado ao CREF2/RS até o dia 30 de abril)**

Pessoa Jurídica:

1ª opção: com desconto à vista
Pagamento único de R$ 746,70, com vencimento em 31 de maio*

2ª opção: com desconto parcelado
Valor total de R$ 820,00, parcelado em até cinco vezes
(desde que o pagamento da última parcela não ultrapasse o vencimento em 31 de maio, devendo esta condição ser requerida pelo registrado ao CREF2/RS)**

3ª opção: sem desconto parcelado
Valor total de R$ 1.490,40, parcelado em até cinco vezes
(esta condição deve ser requerida pelo registrado ao CREF2/RS até o dia 31 de maio)**

* Pagamento por meio de boleto a ser recebido no endereço cadastral ou retirado no Portal de Autoatendimento do site.
** Pagamento por meio de boleto retirado no Portal do Autoatendimento do site.


Anuidade 2020



CREF2/RS divulga valores da Anuidade 2020 sem reajuste e descontos maiores
28/11/2019
Fonte: CREF2/RS

Pelo quarto ano consecutivo, o Conselho está mantendo o valor integral da anuidade, sem nenhum tipo de reajuste. A atual gestão do CREF2/RS, também por levar em consideração a realidade econômica do país, decidiu ampliar os descontos ofertados às Pessoas Físicas e Jurídicas e estender os prazos de pagamento e de parcelamento.

O boleto da Anuidade 2020 com desconto à vista será enviado para o endereço cadastral de todos os registrados. Além disto, as guias – desta e das outras opções de pagamento – estarão disponíveis no Portal de Autoatendimento do site, a partir de 10 de janeiro, e pelo sistema Débito Direto Autorizado (DDA) bancário.

Confira abaixo os valores, os prazos para pagamento e os descontos oferecidos pelo Conselho. As instruções completas sobre a Anuidade 2020 estão disponíveis nas Resoluções CREF Nº 161/2019 e Nº 162/2019:

Pessoa Física:

1ª opção: com desconto à vista
Pagamento único de R$ 340,00, com vencimento em 30 de abril*

2ª opção: com desconto parcelado
Valor total de R$ 423,00, parcelado em até quatro vezes
(desde que o pagamento da última parcela não ultrapasse o vencimento em 30 de abril, devendo esta condição ser requerida pelo registrado ao CREF2/RS)**

3ª opção: sem desconto parcelado
Valor total de R$ 603,07, parcelado em até cinco vezes
(esta condição deve ser requerida pelo registrado ao CREF2/RS até o dia 30 de abril)**

Pessoa Jurídica:

1ª opção: com desconto à vista
Pagamento único de R$ 746,70, com vencimento em 31 de maio*

2ª opção: com desconto parcelado
Valor total de R$ 820,00, parcelado em até cinco vezes
(desde que o pagamento da última parcela não ultrapasse o vencimento em 31 de maio, devendo esta condição ser requerida pelo registrado ao CREF2/RS)**

3ª opção: sem desconto parcelado
Valor total de R$ 1.490,40, parcelado em até cinco vezes
(esta condição deve ser requerida pelo registrado ao CREF2/RS até o dia 31 de maio)**

* Pagamento por meio de boleto a ser recebido no endereço cadastral ou retirado no Portal de Autoatendimento do site.
** Pagamento por meio de boleto retirado no Portal do Autoatendimento do site.


Anuidade 2020



CREF2/RS reúne-se com representantes de academias para discutir taxas do ECAD
22/10/2019
Fonte: CREF2/RS

Na última sexta-feira, dia 18 de outubro, a Comissão de Assuntos em Academia e Afins e o vice-presidente do CREF2/RS, Giovanni Bavaresco (CREF 001512-G/RS), reuniram-se com 10 representantes de academias. O objetivo foi debater uma proposta com valores mais acessíveis a serem pagos ao Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (ECAD) do Rio Grande do Sul.

Tanto representantes da Comissão como das PJ's apontaram esta proposta como uma alternativa para aumentar a adimplência das academias junto ao órgão arrecadador, bem como fortalecer o setor das academias, especialmente as de pequeno porte, oneradas por uma série de tributos e atingidas diretamente pela crise econômica.

Na reunião, ficou definido que o CREF2/RS, autarquia federal que regulamenta a profissão de Educação Física, será o órgão condutor destas negociações, bem como coordenará uma campanha conscientizadora sobre a importância do pagamento das taxas ao ECAD.


ECAD



Prazo para pagamento da Anuidade 2019 com desconto encerra nesta sexta-feira
29/03/2019
Fonte: CREF2/RS

Nesta sexta-feira, dia 29 de março, encerra o prazo para pagamento da Anuidade 2019 com desconto. Todas as Pessoas Físicas e Jurídicas, que ainda não retiraram a guia desta opção no Portal de Autoatendimento, podem emitir e pagar o boleto com desconto somente até hoje. Clique aqui Portal de aqui para gerar uma guia ou para reimprimir a sua.

A partir de amanhã, a Anuidade 2019 passará a ser cobrada no seu valor integral, de R$ 603,07 para Pessoa Física e de R$ 1.490,40 para Pessoa Jurídica. Nos dois casos, ainda poderá ser feito um parcelamento de até cinco vezes, também com os boletos sendo emitidos pelo próprio profissional através do Portal de Autoatendimento.

Confira abaixo os valores e as modalidades de pagamento ainda vigentes da Anuidade 2019:

Pessoa Física:

Anuidade com desconto
Valor total de R$ 423,00, com vencimento em 29 de março

Anuidade sem desconto
Valor total de R$ 603,07, com vencimento em 31 de março
(Pode ser parcelada em até cinco vezes)

Pessoa Jurídica:

Anuidade com desconto
Valor total de R$ 819,72 com vencimento em 29 de março

Anuidade sem desconto
Valor total de R$ 1.490,40, com vencimento em 31 de março
(Pode ser parcelada em até cinco vezes)

** Pagamento por meio de boleto retirado no Portal do Autoatendimento do site.


Anuidade 2019



CREF2/RS alerta que os prazos para pagamento da Anuidade 2019 são inalteráveis
07/02/2019
Fonte: CREF2/RS

O Departamento Financeiro do CREF2/RS ressalta que os valores e prazos para pagamento da Anuidade 2019 não são passíveis de alteração, adiamento ou atrasos, pois são normatizados pelas Resoluções nº 150, 151 e 152 de 2018, todas disponibilizadas neste link. A Resolução é uma normativa legal emitida pelo CREF2/RS, com a finalidade de disciplinar matéria de sua competência específica.

Entretanto, os registrados ainda podem realizar o pagamento com desconto parcelado em duas vezes (28/02 e 29/03), ou em pagamento único (até 29/03). Nestas opções, o boleto deve ser retirado diretamente no Portal do Autoatendimento do site do Conselho.


Anuidade 2019



Prazo para pagamento da Anuidade 2019 com desconto máximo encerra dia 31 de janeiro
25/01/2019
Fonte: CREF2/RS

As primeiras opções de descontos oferecidos pelo CREF2/RS para pagamento da Anuidade 2019, tanto para Pessoa Física como Jurídica, vencem no dia 31 de janeiro. Confira os valores e também outras possibilidades de descontos e prazos disponibilizadas pelo Conselho aqui.

O boleto foi enviado pelo Correio ou pode ser retirado através do Autoatendimento do site. Quem utiliza o sistema Débito Direto Autorizado (DDA) bancário ainda pode pagar a Anuidade 2019 diretamente por meio deste serviço. Mais informações sobre como funciona o DDA estão disponíveis aqui.


ANUIDADE



Anuidade 2019 disponível no Portal de Autoatendimento a partir de hoje
10/01/2019
Fonte: CREF2/RS

O boleto da Anuidade 2019 já está disponível no Portal de Autoatendimento do CREF2/RS. Nos próximos dias, a guia de pagamento também começará a ser enviada, via Correios, para o endereço cadastral de todos registrados.

Quem utiliza o sistema Débito Direto Autorizado (DDA) bancário ainda pode pagar a Anuidade 2019 diretamente por meio deste serviço. Mais informações sobre como funciona o DDA estão disponíveis aqui.

Confira abaixo os valores, os prazos para pagamento e os descontos oferecidos pelo Conselho:

Pessoa Física:

1ª opção: com desconto à vista
Pagamento único de R$ 361,80, com vencimento em 31 de janeiro*

2ª opção: com desconto parcelado
Valor total de R$ 423,00 em três parcelas iguais de R$ 141,00
(vencimentos em 31 de janeiro, 28 de fevereiro e 29 de março)**

3ª opção: sem desconto
Valor total de R$ 603,07, com vencimento em 31 de março
(pode ser parcelada sem juros em até cinco vezes)**

Pessoa Jurídica:

1ª opção: com desconto à vista
Pagamento único de R$ 760,00, com vencimento em 31 de janeiro*

2ª opção: com desconto parcelado
Valor total de R$ 819,72 em três parcelas iguais de R$ 273,24
(vencimentos em 31 de janeiro, 28 de fevereiro e 29 de março)**

3ª opção: sem desconto
Valor total de R$ 1.490,40, com vencimento em 31 de março
(pode ser parcelada sem juros em até cinco vezes)**

* Pagamento por meio de boleto a ser recebido no endereço cadastral ou retirado no Portal de Autoatendimento do site.

** Pagamento por meio de boleto retirado no Portal do Autoatendimento do site.


Anuidade



Anuidade 2019 já está disponível através do sistema DDA bancário
04/01/2019
Fonte: CREF2/RS

O boleto da Anuidade 2019, que será enviado para o endereço cadastral de todos os registrados e disponibilizado no Portal de Autoatendimento a partir do dia 10 de janeiro, já pode ser pago pelo sistema Débito Direto Autorizado (DDA) bancário.

O DDA é um sistema que permite que todos os pagamentos por meio de boletos sejam recebidos por intermédio dos bancos, sem a necessidade de emissão de guias de pagamento em papel ou em arquivos PDF. A Anuidade 2019, vinculada ao CPF das Pessoas Físicas e ao CNPJ das Pessoas Jurídicas registradas, já podem ser rastreadas eletronicamente por todos os bancos integrantes do sistema DDA, garantindo assim mais comodidade e rapidez na hora do seu pagamento.

Para aderir ao DDA, é necessário que você entre em contato diretamente com o seu banco. Na maioria dos casos, o cadastro do Débito Direto Autorizado pode ser feito rapidamente pela Internet, sem a necessidade de ir pessoalmente à sua agência.

As instruções completas sobre a Anuidade 2019 estão disponíveis nas Resoluções CREF CNº 150/2018, Nº 151/2018 e Nº 152/2018. Confira abaixo os valores, os prazos para pagamento e os descontos oferecidos pelo Conselho:

Pessoa Física:

1ª opção: com desconto à vista
Pagamento único de R$ 361,80, com vencimento em 31 de janeiro*

2ª opção: com desconto parcelado
Valor total de R$ 423,00 em três parcelas iguais de R$ 141,00
(vencimentos em 31 de janeiro, 28 de fevereiro e 29 de março)**

3ª opção: sem desconto
Valor total de R$ 603,07, com vencimento em 31 de março.
(pode ser parcelada sem juros em até cinco vezes)**

Pessoa Jurídica:

1ª opção: com desconto à vista
Pagamento único de R$ 760,00, com vencimento em 31 de janeiro*

2ª opção: com desconto parcelado
Valor total de R$ 819,72 em três parcelas iguais de R$ 273,24
(vencimentos em 31 de janeiro, 28 de fevereiro e 29 de março)**

3ª opção: sem desconto
Valor total de R$ 1.490,40, com vencimento em 31 de março
(pode ser parcelada sem juros em até cinco vezes)**

* Pagamento por meio de boleto a ser recebido no endereço cadastral, através do sistema DDA ou retirado no Portal de Autoatendimento do site.
** Pagamento por meio de boleto retirado no Portal do Autoatendimento do site.


Anuidade



CREF2/RS divulga valores da Anuidade 2019 sem reajuste
13/12/2018
Fonte: CREF2/RS

Tendo em vista o momento que o país ainda vivencia, o Sistema CONFEF/CREFs decidiu manter o valor integral da Anuidade 2018 para o próximo ano.

O boleto, que será enviado para o endereço cadastral de todos os registrados, estarão também disponíveis no Portal de Autoatendimento do site, a partir do dia 10 de janeiro.

A partir de 31 de março de 2018, todas as anuidades sofrerão reajustes. Leia as instruções completas nas Resoluções CREF Nº 150/2018, Nº 151/2018 e Nº 152/2018.


Confira abaixo os valores, os prazos para pagamento e os descontos oferecidos pelo Conselho:

Pessoa Física:

1ª opção: com desconto à vista
Pagamento único de R$ 361,80, com vencimento em 31 de janeiro*

2ª opção: com desconto parcelado
Valor total de R$ 423,00 em três parcelas iguais de R$ 141,00
(vencimentos em 31 de janeiro, 28 de fevereiro e 29 de março)**

3ª opção: sem desconto
Valor total de R$ 603,07, com vencimento em 31 de março.
(pode ser parcelada sem juros em até cinco vezes)**

Pessoa Jurídica:

1ª opção: com desconto à vista
Pagamento único de R$ 760,00, com vencimento em 31 de janeiro*

2ª opção: com desconto parcelado
Valor total de R$ 819,72 em três parcelas iguais de R$ 273,24
(vencimentos em 31 de janeiro, 28 de fevereiro e 29 de março)**

3ª opção: sem desconto
Valor total de R$ 1.490,40, com vencimento em 31 de março
(pode ser parcelada sem juros em até cinco vezes)**

* Pagamento por meio de boleto a ser recebido no endereço cadastral ou retirado no Portal de Autoatendimento do site.
** Pagamento por meio de boleto retirado no Portal do Autoatendimento do site.


Anuidade



Profissionais registrados com mais de 65 anos podem solicitar isenção de anuidade
14/11/2018
Fonte: CREF2/RS

Todos os profissionais, que tenham mais de 65 anos de idade e pelo menos cinco anos ininterruptos de registro no Sistema CONFEF/CREFs, podem solicitar a isenção de pagamento da anuidade. Para efetuar o pedido, basta preencher e entregar o requerimento, disponível para download aqui.

Para que a isenção da anuidade seja deferida, também é necessário que o profissional registrado esteja em dia com os documentos e com as suas obrigações estatutárias, além de não estar cumprindo qualquer sanção disciplinar imposta pelo Sistema CONFEF/CREFs. O prazo para análise da documentação, entregue pessoalmente no CREF2/RS ou recebida pelos Correios, é de 60 dias. Mais informações sobre os casos de isenção de recolhimento de anuidade estão disponíveis nesta página.


Anuidade isenção



CREF2/RS repudia uso do nome do Conselho em cobranças realizadas pelo SINPEF/RS
29/08/2018
Fonte: CREF2/RS

Em razão dos frequentes questionamentos de profissionais registrados que recebemos diariamente a respeito da contribuição sindical, o CREF2/RS vem por meio desta nota esclarecer que não possui vínculo com o SINPEF/RS e que repudia veementemente o uso do seu nome nestas cobranças.

Todas as questões relacionadas aos pagamentos exigidos, que estão unicamente sob responsabilidade do SINPEF/RS, devem ser tratadas diretamente com o Sindicato, pela página www.sinpefrs.com.br, pelo e-mail contato@sinpefrs.com.br ou pelos telefones (51) 3085-9529 e (51) 3062-3156.

Demais esclarecimentos sobre a contribuição sindical, antes e após a Reforma Trabalhista, podem ser encontradas na nossa página, diretamente neste link.


Sindicato



CREF2/RS esclarece sobre contribuição sindical
06/08/2018
Fonte: CREF2/RS

Tendo em vista as inúmeras consultas acerca da obrigação do profissional de Educação Física pagar a contribuição sindical ao Sindicato dos Profissionais de Educação Física do nosso Estado, esclarecemos:

1 - A contribuição sindical era devida conforme previsto na Consolidação das Leis do Trabalho – CLT (Decreto Lei 5452/43) em seus artigos 578 combinado com 599, até 11 de novembro de 2017 quando foi publicada a Reforma Trabalhista.

2- Em tese, pela Reforma Trabalhista, a contribuição fiscal deixou de ser obrigatória. Antes da reforma trabalhista era facultativo o pagamento de “mensalidade sindical”, “contribuição associativa”, “contribuição assistencial” e “contribuição federativa ou confederativa”, pois de fato em relação a essas não existia lei prevendo obrigação do pagamento a menos que o profissional fosse filiado ao Sindicato. Desconhecemos se o Sindicato, alguma vez, já ingressou com processo judicial contra algum profissional de Educação Física para cobrar os valores da contribuição sindical obrigatória em atraso.

3- Salientamos que há ações judiciais discutindo no STF a constitucionalidade da exclusão da obrigatoriedade da contribuição sindical. Pode ser, então, que isto mude e volte a ser obrigatória novamente. Foi proferida, recentemente, decisão considerando a reforma trabalhista válida, inclusive afastando a obrigatoriedade do pagamento da contribuição sindical.

4- E, o mais importante: por previsão expressa na Constituição Federal, art. 8º, III, o Sindicato é o órgão responsável por defender os interesses dos profissionais de Educação Física: "III - ao Sindicato cabe a defesa dos direitos e interesses coletivos ou individuais da categoria, inclusive em questões judiciais ou administrativas".

5- De qualquer sorte, o pagamento ou não da contribuição a partir da Reforma Trabalhista é uma escolha do profissional de Educação Física, não cabendo ao CREF2/RS intervir nisso.

Quanto aos questionamentos encaminhados ao CREF2/RS, pelos profissionais de Educação Física, por e-mail e telefone, seguem as dúvidas mais frequentes acerca da contribuição sindical:

Quem deve pagar a contribuição sindical?

Antes da Reforma Trabalhista, o Art. 579 da CLT estabelecia que a Contribuição Sindical "é devida por todos aqueles que participam de uma determinada categoria econômica ou profissional, ou de uma profissão liberal, em favor do Sindicato representativo da mesma categoria ou profissão, ou, inexistindo este, na conformidade do disposto no art. 591." Conforme dispõe o artigo, todo aquele que exercer atividade profissional estará obrigado ao recolhimento da contribuição.

Sou profissional liberal autônomo e não estou associado a nenhum sindicato. Estou obrigado ao pagamento da contribuição sindical?

Primeiramente, vale diferenciar associação a sindicato, registro em Conselho de Classe e pagamento de contribuição sindical. A associação é quando o profissional preenche ficha associativa para usufruir de todos os benefícios de convênios que o Sindicato dispõe, pagando, para tanto, uma mensalidade diretamente ao Sindicato. O registro em Conselho de Classe, por sua vez, gera o pagamento de anuidade e habilita o profissional a exercer sua profissão, pois o Conselho é o órgão fiscalizador da habilitação profissional. Por fim, o pagamento da contribuição sindical, conforme já visto, é aquele devido por todo profissional que esteja no exercício de sua profissão na forma do art. 579 da CLT.

Assim, basta que o profissional esteja no exercício de sua atividade profissional para estar obrigado ao pagamento da contribuição sindical. Em referência à obrigatoriedade de pagamento de taxa associativa ao Sindicato, esta somente será devida àquele profissional que manifeste interesse em associar-se ao Sindicato para gozar dos benefícios que a entidade sindical dispõe. Portanto, confusão não há entre taxa de associação e contribuição sindical, pois esta é obrigatória por ser tributo e aquela é devida em decorrência do consentimento do profissional associado.

Sou licenciado em Educação Física e atuo apenas junto ao Magistério Estadual/Municipal/Escola Privada e recolhi nos últimos anos a contribuição sindical para o sindicato da minha categoria, tenho que pagar o SINPEF?

A Consolidação das Leis do Trabalho, em seu art. 585 e parágrafo único concedeu ao profissional liberal o direito de escolha referente à sua contribuição sindical. Dispõe o mencionado artigo que ao profissional liberal é dado o direito de escolha quanto ao recolhimento da contribuição sindical em favor do Sindicato representativo de sua profissão na proporção de um dia de trabalho ou juntamente com os demais trabalhadores o recolhimento para o Sindicato majoritário da atividade preponderante da empresa em que trabalha. Sendo assim, se você recolheu para o Sindicato da Categoria, e tem como comprovar, poderá requerer junto ao SINPEF a inexigibilidade da contribuição sindical.

Sou profissional liberal e já pago a anuidade para meu Conselho de Classe, estou isento do pagamento da contribuição sindical?

Conforme já esclarecido, o pagamento da anuidade referente ao Conselho de Classe serve para garantir seu exercício profissional e a regularidade perante a este órgão, já a contribuição sindical além de compor receita financeira para o Fundo de Amparo ao Trabalhador e ao Seguro-Desemprego, serve para que o Sindicato implemente o fortalecimento da categoria e defenda os interesses dos trabalhadores por eles representados. Desta forma, por serem entidades distintas e a contribuição sindical estar classificada como tributo, o pagamento de um não isenta o do outro.

Trabalho para uma empresa privada e o RH dela solicita o recolhimento da contribuição sindical para o Sindicato majoritário (da atividade preponderante da empresa). Para quem devo recolher a contribuição sindical: para o Sindicato majoritário ou para o da minha categoria profissional?

A Consolidação das Leis do Trabalho, em seu art. 585 e parágrafo único concedeu ao profissional liberal o direito de escolha referente à sua contribuição sindical. Dispõe o mencionado artigo que ao profissional liberal é dado o direito de escolha quanto ao recolhimento da contribuição sindical em favor do Sindicato representativo de sua profissão na proporção de um dia de trabalho ou juntamente com os demais trabalhadores o recolhimento para o sindicato majoritário da atividade preponderante da empresa em que trabalha. Lembre-se que paga a guia em favor do sindicato de sua categoria profissional liberal, o RH não poderá descontar em favor do outro sindicato a contribuição, haja vista o direito de escolha ser garantido na lei.

“Art. 585. Os profissionais liberais poderão optar pelo pagamento da contribuição sindical unicamente à entidade sindical representativa da respectiva profissão, desde que a exerça, efetivamente, na firma ou empresa e como tal sejam nelas registrados. Parágrafo único. Na hipótese referida neste artigo, à vista da manifestação do contribuinte e da exibição da prova de quitação da contribuição dada por Sindicato de profissionais liberais, o empregador deixará de efetuar, no salário do contribuinte, o desconto a que se refere o Art. 582.”

Se eu não pagar a Contribuição Sindical, o que pode acontecer?

Até a Reforma Trabalhista, o não pagamento da contribuição sindical consistiria na suspensão do exercício da profissão, nos termos do art. 599, da CLT, sem prejuízo das penalidades financeiras.

Outras dúvidas contatar o SINPEF: http://www.sinpefrs.com.br


Sindicato Contribuição Sindical



Vereadores farão Moção de Repúdio a MP que retira recursos do esporte
11/07/2018
Fonte: Site da Câmara Municipal de Porto Alegre

A elaboração de uma Moção de Repúdio ao texto da Medida Provisória (MP) nº 841/18 que, desde o dia 11 de junho, retira mais de R$ 541 milhões, oriundos de percentuais das apostas nas loterias federais, de projetos de incentivo ao esporte, em especial ao atletismo brasileiro, foi o encaminhamento adotado após debate sobre o tema, na tarde desta terça-feira (10/7), no encontro conjunto das comissões de Educação, Cultura, Esportes e Juventude (CECE), e de Defesa do Consumido, Direitos Humanos e Segurança Urbana (Cedecondh) do Legislativo Municipal. A reunião, por iniciativa do vereador André Carús (MDB), que sugeriu a redação do documento, contou com a presença de outros parlamentares e representantes de entidades esportivas.

Ao iniciar a discussão da pauta, Carús disse que a MP, da forma como foi apresentada não irá produzir os resultados pretendidos, que é o de reduzir a violência nas cidades a partir da transferência de boa parte dos recursos do esporte juvenil para o Fundo Nacional da Segurança. De acordo com o vereador, é preciso pressionar o governo federal para reverter a situação “com a máxima urgência, porque os danos já estão causando estragos”.

Retrocesso

Para o vice-presidente de formação de atletas do Comitê Brasileiro de Clubes (CBC), Fernando Manuel de Matos Cruz, a MP retrocede em conquistas que vinham sendo obtidas desde a Lei Pelé. Disse, ainda, que da parte percentual do que é arrecadado com as loterias e destinada ao esporte, só atingiu a área de incentivo à formação de jovens para o atletismo. “O prejuízo é grande porque esses recursos vinham sendo investidos em equipamentos, como a construção de pistas atléticas, piscinas e outros; no pagamento de profissionais e no fomento à participação de atletas em competições, o que agora não é mais possível”.

Cruz explicou como o recurso, em média de R$ 40 milhões anuais, era distribuído até que a MP entrasse em vigor e zerasse os repasses de 0,5% de todos os prognósticos de loterias aos cuidados do CBC. “Ao esporte escolar cabia 5%, ao esporte universitário 10%, ao comitê paraolímpico 15%, às despesas administrativas 20% e os 50% restantes ao esporte olímpico e aos clubes”.

Luciana Miorro, coordenadora de Projetos Esportivos do Grêmio Náutico União, declarou que é grande a expectativa dos jovens atletas com a possibilidade de reversão dos efeitos da MP. “Eles estão apreensivos porque foi graças a esses recursos que muitos puderam ser incluídos no esporte”, disse. Ela exemplificou que no União, entre outras formas de investimento, foi possível revitalizar o piso de dois ginásios e equipar o departamento médico, entre outras melhorias “que refletem no preparo dos atletas para competições nacionais e internacionais”.

José Haroldo Arataca, diretor técnico e treinador da Confederação Brasileira de Atletismo (CBA), considerou que, apesar de danosa pelo seu contexto, a MP teve um resultado positivo. “Já vim aqui nesta Casa Legislativa muitas vezes e é a primeira vez que vejo a união dos representantes das entidades em defesa do esporte”. Arataca, no entanto, lamentou não ver a indignação popular. “As pessoas choram pela nossa colocação em sexto no Mundial, mas não se manifestam ao fato de estarmos na 84º posição em educação”, criticou.

Segundo o diretor da CBA, os recursos cortados atingem ainda, o esporte escolar, inviabilizando qualquer iniciativa, como os tradicionais jogos universitários. Ele elogiou a gestão dos recursos que até então eram destinados ao CBC e comparou: “a pista da Sogipa, com o controle da entidade foi construída por R$ 1,8 milhões e uma semelhante, na Ufrgs custou cerca de R$ 10 milhões”. Arataca também lembrou que parte dos recursos cortados do atletismo foram para reforçar o próprio prêmio das loterias, que aumentou recentemente de valor, e também para o futebol, por força da pressão feita pela “bancada da bola”.

Equívoco

O vice-presidente da Federaclubes, Carlos Humberto Rigon, disse que a MP é um equívoco. Além de prejudicar imediatamente aos clubes mais estruturados, como Sogipa, União e Veleiros, corta, também, o sonho das entidades menores que vinham se organizando para a aprovação de projetos junto ao CBC. Ele adiantou que o tema será um dos pontos a ser debatido no Congresso da Federaclubes que acontece em Gramado nos próximos dias 20, 21 e 22 de julho.

Lauro Aguiar, vice-presidente do Conselho Regional de Educação Física da 2ªRegião (CREF2RS) informou que o tema vem sendo tratado, também, no âmbito da Assembleia Legislativa, onde uma Audiência Pública está sendo chamada para discutir os efeitos da MP 841/18. Ele lamentou os poucos fóruns de debate e criticou a falta de realização das Conferências do Esporte. “Não somos contra a segurança pública, mas entendemos que não adianta construir presídios se não investirmos em prevenção à violência e isso se faz com iniciativas como a do incentivo da prática do esporte, assim como de investimentos em educação e cultura para os nossos jovens”.

Mauro Myskin, vice-presidente do Colégio Brasileiro de Ciência do Esporte, afirmou que a extinção da secretaria de Esportes e as políticas públicas para o setor, em Porto Alegre, foram completamente abandonadas. Ressaltou a importância da união de todos para a derrubada da MP, o que considera fundamental para a continuidade de projetos que vinham sendo desenvolvidos pelas entidades e clubes.

Leonardo Monteiro, que representou o deputado federal João Derly (Rede) ressaltou que a MP, que entrou em vigor no dia 12 de junho, tem prazo de 45 dias para ser apreciada pelo Congresso, ou passará a trancar a pauta. Ele lembrou, no entanto, que como há o recesso de julho e a contagem é interrompida, o prazo deve vencer em meados de agosto. “A solução mais rápida é a de pressão sobre o governo para que ele reveja os efeitos da MP sobre o Esporte. Fora isso, ou é esperar a votação, que pode ser pela derrubada, alteração do texto ou aprovação, ou ainda, aguardar os 120 dias para ver a MP, caso não seja apreciada em plenário, perca automaticamente os seus efeitos”.

Paulo Eduardo Barbosa Santos, presidente do Conselho Municipal de Desportos (CMD) reforçou as críticas à falta de incentivo ao esporte na capital gaúcha. Disse que o tratamento em Brasília, com a MP é semelhante ao que vem sendo destinado ao setor em um ano e sete meses do atual governo. Que o CMD perdeu recursos orçamentários, sede e, assim como os demais, qualquer apoio para o desenvolvimento do trabalho dos conselheiros.

Medida

Em suas manifestações, os vereadores presentes ao encontro, assim como o proponente da pauta, se posicionaram contra a retirada de recursos do esporte. De acordo com Cassiá Carpes (PP), o problema da falta de verbas não é diferente de quando foi presidente da extinta Fundação de Esporte e Lazer do Estado do Rio Grande do Sul (Fundergs). "Era preciso muito jogo de cintura para podermos realizar algo", justificou. João Bosco Vaz (PDT) disse que a MP coloca uma pá de cal sobre qualquer possibilidade de investimento em esporte na capital, visto que o atual governo não realiza nenhum aporte ao setor, assim como nas demais áreas, como na social, "totalmente abandonadas pelo poder público".

Na mesma linha Sofia Cavedon (PT), lamentou o desmonte do esporte na cidade. Ela ainda ressaltou que devido aos projetos do Executivo que trancam a pauta, a Moção de Repúdio não poderá ser votada com a celeridade que merece e, portanto, "o melhor é coletar as assinaturas dos vereadores para remetê-la o mais rápido ao presidente da Câmara Federal". disse. Prof. Alex Fraga (PSol) alertou que é necessário deixar clara a intenção da interrupção imediata dos efeitos da MP na Moção, visto se permanecer com seus efeitos por quatro meses, até que perca o seu valor, "irá provocar estragos que só poderão ser recuperados no ano que vem".

Para a vereadora Comandante Nádia (MDB), presidente da Cedecondh, a união de esforços em prol do Esporte é importante. Disse que os vereadores estão engajados na luta das entidades e clubes para fazer valer o desejo da comunidade esportiva brasileira. Tarciso Flecha Negra (PSD), que presidiu o encontro, destacou que o esporte é capaz de salvar a vida de muitos jovens. Ele lembrou a sua história e a importância que o setor tem para coibir a violência. Da mesma forma a vereadora Mônica Leal (PP) informou que assinará a Moção. Para ela, não se pode colocar em confronto a Segurança e o Esporte. "Cada um dos setores tem a sua importância e devem ter a atenção dos governos", declarou. O vereador Alvoni Medina (PRB), também participou do encontro.

Texto: Milton Gerson (reg. prof 6539)
Edição: Helio Panzenhagen (reg. prof. 7154)
Foto: Andielli Silveira/CMP


epúdio a MP que retira recursos do esporte



CREF2/RS entrega Cédula de Identidade Profissional durante formaturas
18/06/2018
Fonte: CREF2/RS

Com o intuito de agilizar o procedimento de registro de recém-formados, o CREF2/RS entrega a Cédula de Identidade Profissional (CIP) durante o ato solene de formatura, para todos que assim desejarem. Para que haja a entrega no local, no mínimo cinco formandos deverão solicitar o registro profissional ao CREF2/RS, e a Instituição de Ensino Superior deverá enviar para o endereço da Sede do CREF2/RS, com no mínimo trinta dias de antecedência do evento, o convite da formatura, com data, local e horário, nominata da turma de formandos em folha timbrada, carimbada e assinada, atestando a data da colação de grau, CPF e a base legal de cada acadêmico.

Além disto, a Comissão de Formatura ou a Instituição de Ensino Superior necessitam providenciar junto aos formandos os seguintes documentos, que precisão ser enviados ao CREF2/RS igualmente com 30 dias de antecedência à formatura: requerimento de registro de graduado (disponível neste link); cópia autenticada do RG e do CPF ou da CNH; duas fotos 3x4 iguais, recentes, de frente e com fundo branco; comprovante original do pagamento da taxa de inscrição do CONFEF (obtida aqui) e cópia simples do comprovante de residência. O envio do Histórico Escolar Universitário, contendo a carga horária total cursada, a data de autorização e de reconhecimento do curso, bem como a data de ingresso e de conclusão, também é obrigatório.

Para a solenidade, o CREF2/RS enviará um Conselheiro representante para a entrega das CIPs. No momento de recebimento, o graduado deverá assinar o Termo de Responsabilidade Ético-profissional. Para a emissão da Cédula, também será necessário coletar a digital de cada um dos formandos, o que poderá ser feito de duas formas: comparecendo ao CREF2/RS ou agendando com o Conselho para que um funcionário dirija-se até a Instituição de Ensino Superior para efetuar o procedimento.

Para mais informações, confira a íntegra da PORTARIA 2016/000352.


Formatura



Aberto prazo para inscrições de chapa de 17 de maio a 16 de julho de 2018
17/05/2018
Fonte: CREF2/RS

O CONSELHO REGIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA DA 2ª REGIÃO – CREF2/RS, Autarquia Federal, vem, por meio da Comissão Eleitoral, informar aos interessados em realizar o registro da chapa para o pleito do ano de 2018, maiores considerações referentes ao Regimento Eleitoral a fim de orientar e dirimir dúvidas.

A eleição para renovação do plenário do CREF2/RS ocorrerá no dia 14 de Setembro de 2018 de forma presencial na sede em Porto Alegre, sito a rua Coronel Genuíno, nº 421, conjunto 401 das 09 horas às 16 horas e por correspondência, através do recebimento de um kit eleitoral sem qualquer custo ao eleitor no mês de Agosto/2018, que deve ser postado e retornar até as 15 horas do dia 14 de Setembro de 2018 para a caixa postal destinatária.

O que é preciso para concorrer? (Artigos 8 e 12 do Regimento Eleitoral – Resolução CREF2/RS 133/2018).
1. Ser cidadão brasileiro ou naturalizado.
2. Possuir curso superior em Educação Física.
3. Estar em pleno gozo dos seus direitos profissionais.
4. Possuir registro profissional por pelo menos 02 anos ininterruptos no CREF2/RS.
5. Ter votado ou justificado o voto na última eleição (consulte lista no site do CREF2/RS - http://crefrs.org.br/eleicoes2015/).
6. Não ter realizado administração danosa no Sistema CONFEF/CREFs, segundo apuração em inquérito, cuja decisão tenha transitado em julgado na instância administrativa.
7. Não ter contas rejeitadas pelo CREF2/RS.
8. Não estar cumprindo pena imposta pelo Sistema CONFEF/CREFs.
9. Não estar inadimplente com os pagamentos de anuidades e demais obrigações pecuniárias com o Sistema.
10. Não ter sido condenado por crime doloso ao qual se aplica a pena de reclusão transitada em julgado, enquanto persistirem os efeitos da pena.
11. Não ter sido destituído de cargo, emprego ou função por efeito de causa relacionada a prática de ato de improbidade em administração pública ou no exercício de representação de entidade de classe, decorrente de sentença transitada em julgado.
12. Não for inadimplente em quaisquer prestações de contas em decisão administrativa definitiva.
13. Se candidatar em apenas uma chapa concorrente.
Quais documentos são necessários para o pedido de inscrição de chapa?
1. UM REQUERIMENTO: (EM DUAS VIAS): Montar um requerimento (ofício) dirigido ao Presidente da Comissão Eleitoral com a nominata completa de 14 (quatorze) Membros candidatos a Conselheiros, sendo 10 (dez) Membros Efetivos e 04 (quatro) Suplentes, para um mandato de 06 (seis) anos; No requerimento deve constar o nome completo dos membros, com o número de registro junto ao CREF2/RS, além da assinatura de todos os concorrentes e o nome fantasia da chapa; No requerimento deve, ainda, estar especificado dos 14 (quatorze) membros, qual será o representante da chapa concorrente, que deve firmar o requerimento.
2. DECLARAÇÕES FIRMADAS POR CADA CANDIDATO: Declaração individualizada de cada concorrente informando o atendimento aos requisitos especificados no artigo 8 do Regimento Eleitoral (Resolução CREF2/RS 133/2018), devidamente assinada pelo mesmo (não é necessário o reconhecimento de firma).
A votação não é obrigatória, porém para concorrer é necessário que o candidato tenha votado ou justificado na última eleição para o plenário do Conselho.

Para maiores dúvidas consulte o Regimento Eleitoral (Resolução CREF2/RS 133/2018), disponível no site do Conselho, bem como através do e-mail eleicoes@crefrs.org.br.

Jacques Delhaye Hidalgo
Presidente da Comissão Eleitoral
CREF 002325-P/RS


ELEIÇÕES 2018



O número de corredores de rua não para de aumentar em Porto Alegre
23/04/2018
Fonte: CREF2/RS

Seja apenas no fim de semana ou sempre que pode, há um grupo que não para de aumentar no Brasil: o de pessoas que participam das corridas de rua. O número de corredores de rua cresceu mais de 50% nos últimos 5 anos e, atrás de tanta gente, tem gerado uma variedade enorme de pequenos e grandes negócios. Com o aumento dos adeptos desse esporte houve um significativo crescimento da mídia especializada - com revistas e sites promovendo a modalidade - e dos fabricantes voltados para esse segmento, que passaram a oferecer tênis cada vez mais modernos e arrojados, camisetas com tecnologias que melhoram a regulação térmica do corpo, e produtos similares. Também ocorreu um incremento na estrutura de apoio fornecida pelas empresas organizadoras dos eventos, que passaram a oferecer melhor suporte antes e após a prova, através de maior facilidade de pagamento das inscrições, de consulta dos resultados e até mesmo de busca de fotos dos atletas tiradas durante as competições.

Este aumento vertiginoso de esportistas também foi sentida no Rio Grande do Sul e, em especial, na capital gaúcha. Tal representatividade fez com que o Município de Porto Alegre sancionasse, em 2017, a Lei 12.225, que determina a data de 24 de abril como Dia Municipal em Homenagem Corrida de Rua. A indicação foi da Câmara Técnica de Corrida de Rua do CREF2/RS.

Segundo a presidente da Câmara, Cláudia Ramos Lucchese (CREF 002358-G/RS), o "boom" nas corridas de rua se deve a múltiplos fatores. “Hoje cada vez mais pessoas se encantam por esse esporte, que é democrático, pois teoricamente qualquer pessoa pode colocar um tênis, uma bermuda e sair para correr. E por ser uma atividade aeróbica, na maioria das vezes, podemos perceber que a evolução do condicionamento cardiorrespiratório é um dos fatores importantes nessa prática. Mas além disso, o que se percebe ainda é o prazer e a sensação de estar do indivíduo que participar de corridas”, explica. Muitos estudos relatam a liberação de hormônios do "bem", como a serotonina, quando se pratica a corrida. E esse hormônio é o grande remédio contra sentimentos de solidão e depressão.

Cláudia explica que esse esporte também proporciona a possibilidade de interagir com o meio ambiente, fazer novas amizades e com isso a sensação de pertencimento a um grupo com os mesmos objetivos. “Muitas pessoas que participam de provas de corridas de rua não buscam tanto a alta performance, e sim os benefícios acima descritos e principalmente a questão da superação, de saber que a competição é consigo mesma e isso o torna mais resiliente”, ressalta.

Mas, como todos os outros esportes, a corrida exige muitos cuidados e principalmente o acompanhamento de profissionais de Educação Físicas capacitados para que se evitem lesões importantes ou problemas cardiorrespiratórios, por exemplo. Uma pesquisa desenvolvida pela Unicamp com o objetivo de verificar a prevalência de lesões dos participantes nos corredores de rua constatou que cerca de 31% dos entrevistados relataram algum tipo de lesão. As lesões são mais recorrentes entre os que se submetem a maiores cargas de treinamento e mais participações em provas. A pesquisa indica que os corredores que vêm praticando corrida há mais tempo e que se submetem a maiores cargas de treinamento são mais suscetíveis a lesões, embora estas inferências devam ser confirmadas por outros estudos.

E é nesse sentido que a Câmara técnica de Corrida de Rua vem se reunindo periodicamente desde 2016. São profissionais de Educação Física que trazem seu conhecimento nessa área e discutem sobre quais as melhores ações para divulgar à sociedade que correr com segurança deve passar por algumas etapas como avaliação médica, avaliação física, atividades educativas e sempre com evolução de acordo com a especificidade de cada indivíduo. “Assim, muitas assessorias ou grupos de corridas têm se formado no Brasil e em nosso Estado. Sempre supervisionados por profissionais de Educação Física habilitados, o corredor tem a chance de praticar esse esporte com mais segurança e ainda evoluir na técnica e em outras competências necessárias”, avalia Cláudia.


Câmara técnica de Corrida de Rua



CREF2/RS não tem relação com a contribuição sindical do SINPEF/RS
23/03/2018
Fonte: CREF2/RS

O Conselho Regional de Educação Física da 2ª Região – CREF2/RS, uma autarquia federal com poderes delegados pela União para por regulamentar e fiscalizar o exercício profissional, não possui vínculo com as atividades desempenhadas pelo Sindicato do Profissionais de Educação Física – SINPEF/RS.

O CREF2/RS foi criado pelo advento da Lei 9.696, de 1° de setembro de 1998, que regulamenta a Profissão de Educação Física, e não tem nenhuma relação com as cobranças do Sindicato. Portanto, todas as questões relacionadas aos interesses trabalhistas, bem como os pagamentos exigidos, devem ser tratados diretamente com o Sindicato.

Em caso de dúvidas e divergências sobre a Contribuição Sindical, entre em contato com o SINPEF/RS pela página www.sinpefrs.com.br, pelo e-mail contato@sinpefrs.com.br ou pelos telefones (51) 3085-9529 e (51) 3062-3156.


Sindicato contribuição sindical



Novo Portal de Autoatendimento está à disposição no site do CREF2/RS
21/02/2018
Fonte: CREF2/RS

O novo Portal de Autoatendimento do CREF2/RS está com um layout mais moderno. O objetivo é promover uma interação mais agradável e uma navegabilidade facilitada, o que possibilita um acesso mais rápido ao conteúdo desejado. Localizado no menu esquerdo do site do CREF2/RS, o acesso agora está dividido em diferentes tipos de acesso.

A primeira aba é o Acesso Público, dedicado ao público em geral sem a necessodade de senha. Lá o usuário comum pode encontrar informações básicas sobre os registrados e a situação atual do profissional, bem como confirmar a veracidade das Certidões emitidas pelo CREF2/RS.

A segunda aba do portal é restrito aos profissionais. Para acessá-la, é necessário informar o número de registro do CREF2/RS no sistema e informar a senha de acesso. Caso ao profissional não tenha senha cadastrada ou esqueceu, poderá solicitar o envio para o e-mail de cadastro. Entre os serviços disponibilizados, é possível realizar alterações no registro – como endereço, telefone e e-mail –, além de parcelamento de anuidade e emissão de novos boletos para pagamento e emitir a Certidão de Regularidade Profissional.

A terceira aba é dedicada às empresas. Nela, é possível a emissão de boletos e parcelamento. A ferramenta também possibilita a consulta do cadastro completo da empresa. Existe ainda uma última aba para uso exclusivo dos funcionários do CREF2/RS.

Acesse o serviço de autoatendimento.


Portal de Autoatendimento



CREF2/RS envia boleto da Anuidade 2018 via Correios
04/01/2018
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS já começou a enviar, nesta semana, os boletos da Anuidade 2018 para todas as Pessoas Físicas e Jurídicas registradas no Conselho. As guias de pagamento, de acordo com os Correios, deverão chegar aos endereços dos profissionais e empresas cadastradas partir da próxima quarta-feira, dia 10 de janeiro. Nesta mesma data, os boletos também estarão disponíveis para impressão no Portal de Autoatendimento.


Tendo em vista o momento difícil que o país vivencia, o Sistema CONFEF/CREFs decidiu manter o valor integral da Anuidade 2017 para este ano, sem nenhum tipo de reajuste. Confira abaixo valores, descontos e opções de pagamento:

Pessoa Física:

1ª opção: com desconto à vista
Pagamento único de R$ 361,80, com vencimento em 31 de janeiro*

2ª opção: com desconto parcelado
Valor total de R$ 423,00 em três parcelas iguais de R$ 141,00
(vencimentos em 31 de janeiro, 28 de fevereiro e 30 de março)**

3ª opção: sem desconto
Valor total de R$ 603,07, com vencimento em 31 de março
(pagamento somente nesta data, podendo ser parcelada sem juros em até cinco vezes)**

Pessoa Jurídica:

1ª opção: com desconto à vista
Pagamento único de R$ 760,00, com vencimento em 31 de janeiro*

2ª opção: com desconto parcelado
Valor total de R$ 819,72 em três parcelas iguais de R$ 273,24
(vencimentos em 31 de janeiro, 28 de fevereiro e 30 de março)**

3ª opção: sem desconto
Valor total de R$ 1.490,40, com vencimento em 31 de março
(pagamento somente nesta data, podendo ser parcelada sem juros em até cinco vezes)**

Leia as instruções completas nas Resoluções CREF2/RS nº 123/2017 e nº 124/2017.

* Pagamento por meio de boleto a ser recebido no endereço cadastral.
** Pagamento por meio de boleto retirado no Portal do Autoatendimento.


Anuidade



CREF2/RS divulga valores da Anuidade 2018 sem reajuste
12/12/2017
Fonte: CREF2/RS

Tendo em vista o momento difícil que o país vivencia, o Sistema CONFEF/CREFs decidiu manter o valor integral da Anuidade 2017 para o próximo ano. Solidariedade, responsabilidade social e cooperação são valores que acreditamos e buscamos colocar em prática com esta ação.

O boleto será enviado para o endereço cadastral de todos os registrados, a partir de janeiro de 2018. Caso prefira, você também poderá acessar o portal de Autoatendimento do CREF2/RS para retirar as guias de pagamento.

Pessoa Física:

1ª opção: com desconto à vista
Pagamento único de R$ 361,80, com vencimento em 31 de janeiro*

2ª opção: com desconto parcelado
Valor total de R$ 423,00 em três parcelas iguais de R$ 141,00
(vencimentos em 31 de janeiro, 28 de fevereiro e 30 de março)**

3ª opção: sem desconto
Valor total de R$ 603,07, com vencimento em 31 de março.
(pagamento somente nesta data, podendo ser parcelada sem juros em até cinco vezes)**

Pessoa Jurídica:

1ª opção: com desconto à vista
Pagamento único de R$ 760,00, com vencimento em 31 de janeiro*

2ª opção: com desconto parcelado
Valor total de R$ 819,72 em três parcelas iguais de R$ 273,24
(vencimentos em 31 de janeiro, 28 de fevereiro e 30 de março)**

3ª opção: sem desconto
Valor total de R$ 1.490,40, com vencimento em 31 de março
(pagamento somente nesta data, podendo ser parcelada sem juros em até cinco vezes)**

A partir de 31 de março de 2018, todas as anuidades sofrerão reajustes.
Leia as instruções completas nas Resoluções CREF2/RS nº 123/2017 e nº 124/2017.

* Pagamento por meio de boleto a ser recebido no endereço cadastral.
** Pagamento por meio de boleto retirado no Portal do Autoatendimento do site.


Anuidade



CONFEF divulga nota de repúdio à decisão que autoriza ex-goleiro Bruno a dar aulas de futebol
09/08/2017
Fonte: CONFEF

Diante da recente decisão proferida pela 1ª Vara Criminal e de Execuções Penais da Comarca de Varginha, em Minas Gerais, que promoveu o ex-goleiro Bruno Fernandes a função de professor, permitindo o ensino do futebol a crianças e adolescentes como parte do pagamento de sua pena, o CONFEF manifesta o seu mais veemente repúdio e preocupação, entendendo ser um descaso da Justiça oferecer a jovens referência tão imprópria em seu processo de formação. Deste modo, o Conselho compromete-se a mobilizar as entidades representantes dos direitos das crianças e adolescentes a fim de reverter a decisão.

Anteriormente, uma determinação do Supremo Tribunal Federal (STF) impediu que o ex-atleta exercesse a sua profissão de goleiro de Futebol. A Justiça mineira, no entanto, autorizou Bruno a ministrar aulas de futebol a crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, econômica ou familiar. Com a nova decisão, o ex-goleiro poderá exercer a função de professor sem a formação acadêmica necessária. Que conhecimento didático, metodológico e ético possui este condenado? Quais valores morais e sociais este indivíduo transmitirá a estes jovens?

A decisão é perigosa e traz riscos, sobretudo à saúde de crianças e adolescentes, assim como ao desenvolvimento das competências e habilidades motoras, tão necessárias de serem ensinadas com ética e competência. Os princípios como respeito à integridade física, mental e social da criança e do adolescente foram preteridos por um olhar exclusivamente técnico sob o ponto de vista jurídico, unilateral e descontextualizado da ótica social. A decisão judicial desrespeita também a Convenção sobre os Direitos das Crianças, que em seu artigo 3º estabelece que “todas as ações relativas às crianças, levadas a efeito por instituições públicas ou privadas de bem-estar social, tribunais, autoridades administrativas ou órgãos legislativos, devem considerar, primordialmente, o interesse maior da criança”.

O CONFEF não questiona a importância das políticas públicas prisionais, que focam no trabalho como oportunidade de recuperação de detentos e remição da pena. Contudo, entende que a decisão da justiça estica a corda ao limite máximo da compreensão e torna o instrumento de reinserção social difícil de ser aceito em sua forma, alcance e eficiência.


CONFEF



30 de março é a última data para pagamento da anuidade com desconto
23/03/2017
Fonte: CREF2/RS

O dia 30 de março é o último prazo para pagamento da Anuidade de 2017 para as Pessoas Físicas e Jurídicas registradas no CREF2/RS que optaram pelo pagamento com desconto. Na mesma data, vence a última parcela para quem optou por pagar em duas vezes ou três vezes.

Apenas no dia 31 de março será possível realizar o pagamento da anuidade pelo valor integral em 5 parcelas sem multa. É importante frisar que a partir do dia 31 de março, todas as anuidades terão reajustes de acordo com o que foi estabelecido na Resolução 116/2016 e na Resolução 117/2016.

As guias para pagamento estão disponíveis no Portal de Autoatendimento.


Anuidade



Vence na terça-feira, 28 de fevereiro, a segunda parcela da anuidade
23/02/2017
Fonte: CREF2/RS

A próxima terça-feira, dia 28 de fevereiro, é o último prazo para pagamento da segunda parcela da Anuidade de 2017 para as Pessoas Físicas e Jurídicas registradas no CREF2/RS que optaram pelo pagamento em três vezes. Na mesma data, vence a primeira parcela para quem optou por pagar em duas vezes. O pagamento da última guia para ambas as opções será no dia 30 de março.

As guias para pagamento estão disponíveis no Portal de Autoatendimento.

Importante: a partir de 31 de março, todas as anuidades terão reajustes de acordo com o que foi estabelecido na Resolução 116/2016 e na Resolução 117/2016.


Boletos



Vence em 28 de fevereiro a segunda parcela da anuidade
17/02/2017
Fonte: CREF2/RS

O dia 28 de fevereiro é o último prazo para pagamento da segunda parcela da Anuidade de 2017 para as Pessoas Físicas e Jurídicas registradas no CREF2/RS que optaram pelo pagamento em três vezes. Na mesma data, vence a primeira parcela para quem optou por pagar em duas vezes. O pagamento da última guia para ambas as opções será no dia 30 de março. As guias para pagamento estão disponíveis no Portal de Autoatendimento.

Importante: a partir de 31 de março, todas as anuidades terão reajustes de acordo com o que foi estabelecido na Resolução 116/2016 e na Resolução 117/2016.


Anuidade



Prazo para pagamento da Anuidade 2017 com desconto máximo encerra hoje
31/01/2017
Fonte: CREF2/RS

Hoje, dia 31 de janeiro, é o último prazo para que as Pessoas Físicas e Jurídicas registradas no CREF2/RS paguem a Anuidade 2017 com o seu desconto máximo. A partir de amanhã, dia 1º de fevereiro, o valor, com um desconto reduzido, poderá ser quitado em duas vezes, com vencimentos nos dias 28 de fevereiro e 30 de março. As guias para pagamento estão disponíveis no Portal de Autoatendimento.

Profissional - Pessoa Física com até cinco anos de registro:

1ª opção: com desconto máximo à vista
Pague o boleto no valor de R$ 307,00, com vencimento em 31 de janeiro

2ª opção: com desconto parcelado em três vezes
1ª parcela: insira o desconto de R$ 166,00 e pague o boleto no valor de R$ 141,00, com vencimento em 31 de janeiro
2ª parcela: retire o boleto no site do CREF2/RS, no valor de R$ 141,00, com vencimento em 28 de fevereiro
3ª parcela: retire o boleto no site do CREF2/RS, no valor de R$ 141,00, com vencimento em 30 de março
Valor total parcelado: R$ 423,00

3ª opção: com desconto parcelado em duas vezes
1ª parcela: retire o boleto no valor de R$ 211,50 no Portal de Autoatendimento, com vencimento em 28 de fevereiro
2ª parcela: retire o boleto no valor de R$ 211,50 no Portal de Autoatendimento, com vencimento em 30 de março
Valor total parcelado: R$ 423,00

Observação: a partir de 1º de março, que não optou por pagar a primeira parcela, com vencimento em 28 de fevereiro, poderá quitar a Anuidade 2017 à vista com desconto, no valor de R$ 423,00, com vencimento em 30 de março.

4ª opção: sem desconto
Somente no dia 31 de março a anuidade poderá ser paga no valor de R$ 603,07, sem desconto, em cota única ou parcelada em cinco vezes. As guias devem ser retiradas no site do CREF2/RS neste dia.

Profissional - Pessoa Física com mais de cinco anos de registro:

1ª opção: com desconto máximo à vista
Pague o boleto no valor de R$ 361,80, com vencimento em 31 de janeiro

2ª opção: com desconto parcelado em três vezes
1ª parcela: insira o desconto de R$ 220,80 e pague o boleto no valor de R$ 141,00, com vencimento em 31 de janeiro
2ª parcela: retire o boleto no site do CREF2/RS, no valor de R$ 141,00, com vencimento em 28 de fevereiro
3ª parcela: retire o boleto no site do CREF2/RS, no valor de R$ 141,00, com vencimento em 30 de março
Valor total parcelado: R$ 423,00

3ª opção: com desconto parcelado em duas vezes
1ª parcela: retire o boleto no valor de R$ 211,50 no Portal de Autoatendimento, com vencimento em 28 de fevereiro
2ª parcela: retire o boleto no valor de R$ 211,50 no Portal de Autoatendimento, com vencimento em 30 de março
Valor total parcelado: R$ 423,00

Observação: a partir de 1º de março, que não optou por pagar a primeira parcela, com vencimento em 28 de fevereiro, poderá quitar a Anuidade 2017 à vista com desconto, no valor de R$ 423,00, com vencimento em 30 de março.

4ª opção: sem desconto
Somente no dia 31 de março a anuidade poderá ser paga no valor de R$ 603,07, sem desconto, em cota única ou parcelada em cinco vezes. As guias devem ser retiradas no site do CREF2/RS neste dia.

Empresa - Pessoa Jurídica:

1ª opção: com desconto máximo à vista
Pague o boleto no valor de R$ 760,00, com vencimento em 31 de janeiro

2ª opção: com desconto parcelado em três vezes
1ª parcela: insira o desconto de R$ 486,76 e pague o boleto no valor de R$ 273,24, com vencimento em 31 de janeiro
2ª parcela: retire o boleto no site do CREF2/RS, no valor de R$ 273,24, com vencimento em 28 de fevereiro
3ª parcela: retire o boleto no site do CREF2/RS, no valor de R$ 273,24, com vencimento em 30 de março
Valor total parcelado: R$ 819,72

3ª opção: com desconto parcelado em duas vezes
1ª parcela: retire o boleto no valor de R$ 409,86 no Portal de Autoatendimento, com vencimento em 28 de fevereiro
2ª parcela: retire o boleto no valor de R$ 409,86 no Portal de Autoatendimento, com vencimento em 30 de março
Valor total parcelado: R$ 819,72

Observação: a partir de 1º de março, que não optou por pagar a primeira parcela, com vencimento em 28 de fevereiro, poderá quitar a Anuidade 2017 à vista com desconto, no valor de R$ 819,72, com vencimento em 30 de março.

4ª opção: sem desconto
Somente no dia 31 de março a anuidade poderá ser paga no valor de R$ 1.490,40, sem desconto, em cota única ou parcelada em cinco vezes. As guias devem ser retiradas no site do CREF2/RS neste dia.

Importante: a partir de 31 de março, todas as anuidades terão reajustes de acordo com o que foi estabelecido na Resolução 116/2016 e na Resolução 117/2016.


Anuidade Anuidade 2017



Diferenças de registro de Pessoa Física e de Pessoa Jurídica
30/01/2017
Fonte: CREF2/RS

Dúvidas relativas aos registros no CREF2/RS para Pessoas Físicas e Pessoas Jurídicas são comuns. A Lei Federal Nº 9.696/98 dispõe sobre a regulamentação da profissão de Educação Física e cria os respectivos Conselho Federal e Regionais, sendo que a Lei Federal Nº 6.839/80 já colocava sobre a obrigatoriedade do registro de empresa nas entidades fiscalizadora do exercício da profissão.

O registro da Pessoa Física está vinculado ao CPF e habilita o profissional a exercer a atividade dentro da habilitação em que foi comprovada formação, de acordo com a base legal fornecida pela faculdade. Licenciados têm permissão para atuar na Educação Básica, formada pela educação infantil, ensino fundamental e médio, enquanto bacharéis estão habilitados para atuar no âmbito das academias, da ginástica laboral, dos clubes e como personal trainer, entre outros. Além disso, cada bacharel pode atuar como responsável técnico em até dois estabelecimentos.

Além dessas duas categorias, existem ainda os registros de provisionados: pessoas que comprovaram pelo menos três anos de atuação antes da data da regulamentação da profissão, obtendo permissão do Conselho para atuar em uma modalidade específica. A Cédula de Identidade Profissional do CREF2/RS, válida como documento identidade em todo o território nacional, identifica a categoria em que ele está habilitado a trabalhar.

Já o registro de Pessoa Jurídica deve ser obtido por todos os estabelecimentos prestadores de serviços na área de atividades físicas, desportivas ou similares. Este registro está vinculado ao CNPJ e deve ser solicitado pelo seu representante legal. Proprietários de uma PJ relacionada à Educação Física não precisam obrigatoriamente possuir registro de Pessoa Física, desde que não ministrem aulas ou orientem alunos. No entanto, todas empresas devem manter em tempo integral no seu estabelecimento um profissional de Educação Física registrado no Conselho, com habilitação em bacharelado.

O Certificado de Funcionamento é o documento que identifica o registro de uma PJ e seu responsável técnico. Emitido anualmente pelo CREF2/RS, este documento é enviado via correio para o endereço de registro da empresa.

Outro item importante é que o pagamento da anuidade de um tipo de registro não exclui o outro pagamento. Como possuem objetivos diferentes, o profissional de Educação Física que for proprietário de uma empresa de serviços de atividade física e atuar na área terá que manter em dia suas obrigações estatutárias previstas para o registro de Pessoa Física e de Pessoa Jurídica. Em caso de dúvida, entre em contato pelo telefone (51) 3288-0200 ou pelo e-mail contato@crefrs.org.br.


Registro Fiscalização



Prazo para pagamento da Anuidade 2017 com desconto máximo encerra dia 31 de janeiro
25/01/2017
Fonte: CREF2/RS

A próxima terça-feira, dia 31 de janeiro, é o último prazo para que as Pessoas Físicas e Jurídicas registradas no CREF2/RS paguem a Anuidade 2017 com o seu desconto máximo. A partir do dia 1º de fevereiro, o valor, com um novo desconto, poderá ser quitado em duas vezes, com vencimentos nos dias 28 de fevereiro e 30 de março.

No dia 31 de março, o valor da Anuidade 2017 passa para o seu valor integral, podendo ser parcelado em cinco vezes. As guias para pagamento estão disponíveis no Portal de Autoatendimento.

Profissional - Pessoa Física com até cinco anos de registro:

1ª opção: com desconto máximo à vista
Pague o boleto no valor de R$ 307,00, com vencimento em 31 de janeiro

2ª opção: com desconto parcelado em três vezes
1ª parcela: insira o desconto de R$ 166,00 e pague o boleto no valor de R$ 141,00, com vencimento em 31 de janeiro
2ª parcela: retire o boleto no site do CREF2/RS, no valor de R$ 141,00, com vencimento em 28 de fevereiro
3ª parcela: retire o boleto no site do CREF2/RS, no valor de R$ 141,00, com vencimento em 30 de março
Valor total parcelado: R$ 423,00

3ª opção: com desconto parcelado em duas vezes
1ª parcela: retire o boleto no valor de R$ 211,50 no Portal de Autoatendimento, com vencimento em 28 de fevereiro
2ª parcela: retire o boleto no valor de R$ 211,50 no Portal de Autoatendimento, com vencimento em 30 de março
Valor total parcelado: R$ 423,00

Observação: a partir de 1º de março, que não optou por pagar a primeira parcela, com vencimento em 28 de fevereiro, poderá quitar a Anuidade 2017 à vista com desconto, no valor de R$ 423,00, com vencimento em 30 de março.

4ª opção: sem desconto
Somente no dia 31 de março a anuidade poderá ser paga no valor de R$ 603,07, sem desconto, em cota única ou parcelada em cinco vezes. As guias devem ser retiradas no site do CREF2/RS neste dia.

Profissional - Pessoa Física com mais de cinco anos de registro:

1ª opção: com desconto máximo à vista
Pague o boleto no valor de R$ 361,80, com vencimento em 31 de janeiro

2ª opção: com desconto parcelado em três vezes
1ª parcela: insira o desconto de R$ 220,80 e pague o boleto no valor de R$ 141,00, com vencimento em 31 de janeiro
2ª parcela: retire o boleto no site do CREF2/RS, no valor de R$ 141,00, com vencimento em 28 de fevereiro
3ª parcela: retire o boleto no site do CREF2/RS, no valor de R$ 141,00, com vencimento em 30 de março
Valor total parcelado: R$ 423,00

3ª opção: com desconto parcelado em duas vezes
1ª parcela: retire o boleto no valor de R$ 211,50 no Portal de Autoatendimento, com vencimento em 28 de fevereiro
2ª parcela: retire o boleto no valor de R$ 211,50 no Portal de Autoatendimento, com vencimento em 30 de março
Valor total parcelado: R$ 423,00

Observação: a partir de 1º de março, que não optou por pagar a primeira parcela, com vencimento em 28 de fevereiro, poderá quitar a Anuidade 2017 à vista com desconto, no valor de R$ 423,00, com vencimento em 30 de março.

4ª opção: sem desconto
Somente no dia 31 de março a anuidade poderá ser paga no valor de R$ 603,07, sem desconto, em cota única ou parcelada em cinco vezes. As guias devem ser retiradas no site do CREF2/RS neste dia.

Empresa - Pessoa Jurídica:

1ª opção: com desconto máximo à vista
Pague o boleto no valor de R$ 760,00, com vencimento em 31 de janeiro

2ª opção: com desconto parcelado em três vezes
1ª parcela: insira o desconto de R$ 486,76 e pague o boleto no valor de R$ 273,24, com vencimento em 31 de janeiro
2ª parcela: retire o boleto no site do CREF2/RS, no valor de R$ 273,24, com vencimento em 28 de fevereiro
3ª parcela: retire o boleto no site do CREF2/RS, no valor de R$ 273,24, com vencimento em 30 de março
Valor total parcelado: R$ 819,72

3ª opção: com desconto parcelado em duas vezes
1ª parcela: retire o boleto no valor de R$ 409,86 no Portal de Autoatendimento, com vencimento em 28 de fevereiro
2ª parcela: retire o boleto no valor de R$ 409,86 no Portal de Autoatendimento, com vencimento em 30 de março
Valor total parcelado: R$ 819,72

Observação: a partir de 1º de março, que não optou por pagar a primeira parcela, com vencimento em 28 de fevereiro, poderá quitar a Anuidade 2017 à vista com desconto, no valor de R$ 819,72, com vencimento em 30 de março.

4ª opção: sem desconto
Somente no dia 31 de março a anuidade poderá ser paga no valor de R$ 1.490,40, sem desconto, em cota única ou parcelada em cinco vezes. As guias devem ser retiradas no site do CREF2/RS neste dia.

Importante: a partir de 31 de março, todas as anuidades terão reajustes de acordo com o que foi estabelecido na Resolução 116/2016 e na Resolução 117/2016.


Anuidade Anuidade 2017



Boletos podem ser retirados pelo Portal de Autoatendimento no site do CREF2/RS
20/01/2017
Fonte: CREF2/RS

Para facilitar o pagamento da Anuidade de 2017, tanto para Pessoa Física como para Pessoa Jurídica, o CREF2/RS informa que os boletos podem ser retirados no Portal de Autoatendimento no site do Conselho. Acesse: http://www.crefrs.org.br/online.

Na área de Acesso Restrito ao Cadastro, clique em Profissional (atendimento para Pessoa Física) ou Empresa (atendimento para Pessoa Jurídica). Para acessá-la, informe apenas os números do registro incluindo os zeros e logo após insira a sua senha. Caso você não se recorde da sua, clique no link “Esqueceu sua senha?”. Também há neste espaço a opção para obter uma senha de primeiro acesso. Em ambos os casos, o código será envido para o e-mail de cadastro. Para alterá-lo, será necessário entrar em contato com a área de Registro do CREF2/RS.

Depois, clique na opção Guia de Pagamentos – Débitos. Você poderá imprimir a guia para pagamento com desconto à vista ou o primeiro boleto para pagamento parcelado em três vezes somente até o dia 31 de janeiro. As demais guias estarão disponível após o sistema reconhecer o pagamento da primeira parcela.

Clique aqui e assista ao vídeo explicativo sobre o acesso ao Portal de Autoatendimento do CREF2/RS neste link.


Boletos



Boletos da Anuidade 2017 estão disponíveis no Portal de Autoatendimento
12/01/2017
Fonte: CREF2/RS

Os boletos da Anuidade 2017 do CREF2/RS, tanto para Pessoa Física como para Pessoa Jurídica, já podem ser retirados no Portal de Autoatendimento. Para imprimi-los, basta acessar este link e fazer a opção de entrada pelo Acesso Restrito.

A guia única de pagamento, também enviada no começo deste ano para todos os registrados via Correios, foi adequada aos princípios de economia e de sustentabilidade. Por causa disto, os carnês completos não serão mais enviados, como feito anteriormente.

Quem optar pelo pagamento parcelado precisará, obrigatoriamente, retirar no Portal de Autoatendimento as demais guias e pagar o primeiro boleto inserindo o desconto correspondente. Os valores e os prazos, de acordo com a Resolução 116/2016 e com a Resolução 117/2016, são:

Profissional – Pessoa Física com até cinco anos de registro:

1ª opção: com desconto à vista
Pague o boleto no valor de R$ 307,00, com vencimento em 31 de janeiro

2ª opção: com desconto parcelado
1ª parcela: insira o desconto de R$ 166,00 e pague o boleto no valor de R$ 141,00, com vencimento em 31 de janeiro
2ª parcela: retire o boleto no site do CREF2/RS, no valor de R$ 141,00, com vencimento em 28 de fevereiro
3ª parcela: retire o boleto no site do CREF2/RS, no valor de R$ 141,00, com vencimento em 30 de março
Valor total parcelado: R$ 423,00

3ª opção: sem desconto
Somente no dia 31 de março a anuidade poderá ser paga no valor de R$ 603,07, sem desconto, em cota única ou parcelada em cinco vezes. As guias devem ser retiradas no site do CREF2/RS neste dia.

Profissional – Pessoa Física com mais de cinco anos de registro:

1ª opção: com desconto à vista
Pague o boleto no valor de R$ 361,80, com vencimento em 31 de janeiro

2ª opção: com desconto parcelado
1ª parcela: insira o desconto de R$ 220,80 e pague o boleto no valor de R$ 141,00, com vencimento em 31 de janeiro
2ª parcela: retire o boleto no site do CREF2/RS, no valor de R$ 141,00, com vencimento em 28 de fevereiro
3ª parcela: retire o boleto no site do CREF2/RS, no valor de R$ 141,00, com vencimento em 30 de março
Valor total parcelado: R$ 423,00

3ª opção: sem desconto
Somente no dia 31 de março a anuidade poderá ser paga no valor de R$ 603,07, sem desconto, em cota única ou parcelada em cinco vezes. As guias devem ser retiradas no site do CREF2/RS neste dia.

Empresa – Pessoa Jurídica:

1ª opção: com desconto à vista
Pague o boleto no valor de R$ 760,00, com vencimento em 31 de janeiro

2ª opção: com desconto parcelado
1ª parcela: insira o desconto de R$ 486,76 e pague o boleto no valor de R$ 273,24, com vencimento em 31 de janeiro
2ª parcela: retire o boleto no site do CREF2/RS, no valor de R$ 273,24, com vencimento em 28 de fevereiro
3ª parcela: retire o boleto no site do CREF2/RS, no valor de R$ 273,24, com vencimento em 30 de março
Valor total parcelado: R$ 819,72

3ª opção: sem desconto
Somente no dia 31 de março a anuidade poderá ser paga no valor de R$ 1.490,40, sem desconto, em cota única ou parcelada em cinco vezes. As guias devem ser retiradas no site do CREF2/RS neste dia.

ACESSE MAIS INFORMAÇÕES E ASSISTA A UM PASSO A PASSO NESTE LINK.


Anuidade 2017



CREF2/RS entrega Cédula de Identidade Profissional durante formaturas
16/12/2016
Fonte: CREF2/RS

Com o intuito de agilizar o procedimento de registro de recém-formados, o CREF2/RS, a partir de agora, irá entregar a Cédula de Identidade Profissional (CIP) durante o ato solene de formatura, para todos que assim desejarem. A solicitação, que tem que ser feita pela Instituição de Ensino Superior com o mínimo de 30 dias de antecedência à cerimônia, precisa contemplar pelo menos cinco recém-formados por colação de grau. O convite oficial da formatura – com data, local e horário – e a nominata da turma em folha timbrada também precisam ser anexadas ao pedido.

Além disto, a Comissão de Formatura ou a Instituição de Ensino Superior necessitam providenciar junto aos formandos os seguintes documentos, que precisão ser enviados ao CREF2/RS igualmente com 30 dias de antecedência à formatura: requerimento de registro de graduado (disponível no site do CREF2/RS); cópia autenticada do RG e do CPF ou da CNH; duas fotos 3x4 iguais, recentes, de frente e com fundo branco; comprovante original do pagamento da taxa de inscrição do CONFEF (obtida no site do CREF2/RS) e cópia simples do comprovante de residência. O envio do Histórico Escolar Universitário, contendo a carga horária total cursada, a data de autorização e de reconhecimento do curso, bem como a data de ingresso e de conclusão, também é obrigatório.

Para a solenidade, o CREF2/RS enviará um Conselheiro representante para a entrega das CIPs. No momento de recebimento, o graduado deverá assinar o Termo de Responsabilidade Ético-profissional. Para a emissão da Cédula, também será necessário coletar a digital de cada um dos formandos, o que poderá ser feito de duas formas: comparecendo ao CREF2/RS ou agendando com o Conselho para que um funcionário dirija-se até a Instituição de Ensino Superior para efetuar o procedimento.

Para mais informações, confira a Portaria 2016/00352.


Cédula de Identidade Profissional CIP Formatura



Esclarecimento sobre os valores da Anuidade 2017 para Pessoa Física
07/12/2016
Fonte: CREF2/RS

A anuidade 2017 de Pessoa Física não possui valores diferentes para quem tem mais ou menos de cinco anos de registro. O que existe, na verdade, é um desconto maior – apenas para a modalidade de pagamento à vista, até o dia 31 de janeiro – para aqueles que têm menos tempo de registro. Isso ocorre por que o CREF2/RS entende que o salário dos recém-formados é, na maioria das vezes, inferior à remuneração daqueles que tem mais tempo de serviço. Buscamos assim nos adequar à realidade da profissão.

Para pagamento parcelado, é necessário digitar o valor do desconto no campo desconto. Para mais informações sobre a Anuidade 2017, confira a Resolução 116/2016 e a Resolução 117/2016. Os valores e os prazos de pagamento são:

Profissional - Pessoa Física com até cinco anos de registro:

1ª opção: com desconto à vista
Preencha o boleto no valor de R$ 307,00, com vencimento em 31 de janeiro

2ª opção: com desconto parcelado
1ª parcela: insira o desconto de R$ 166,00 e pague o boleto no valor de R$ 141,00, com vencimento em 31 de janeiro
2ª parcela: retire o boleto no site do CREF2/RS, no valor de R$ 141,00, com vencimento em 28 de fevereiro
3ª parcela: retire o boleto no site do CREF2/RS, no valor de R$ 141,00, com vencimento em 30 de março
Valor total parcelado: R$ 423,00

3ª opção: sem desconto
Somente no dia 31 de março a anuidade poderá ser paga no valor de R$ 603,07, sem desconto, em cota única ou parcelada em cinco vezes. As guias devem ser retiradas no site do CREF2/RS neste dia.

Profissional - Pessoa Física com mais de cinco anos de registro:

1ª opção: com desconto à vista
Preencha o boleto no valor de R$ 361,80, com vencimento em 31 de janeiro

2ª opção: com desconto parcelado
1ª parcela: insira o desconto de R$ 220,80 e pague o boleto no valor de R$ 141,00, com vencimento em 31 de janeiro
2ª parcela: retire o boleto no site do CREF2/RS, no valor de R$ 141,00, com vencimento em 28 de fevereiro
3ª parcela: retire o boleto no site do CREF2/RS, no valor de R$ 141,00, com vencimento em 30 de março
Valor total parcelado: R$ 423,00

3ª opção: sem desconto
Somente no dia 31 de março a anuidade poderá ser paga no valor de R$ 603,07, sem desconto, em cota única ou parcelada em cinco vezes. As guias devem ser retiradas no site do CREF2/RS neste dia.

Observação: a partir de 31 de março, todas as anuidades terão reajustes de acordo com as resoluções pertinentes. Clique aqui e acesse o Portal de Autoatendimento do CREF2/RS para retirar os boletos.


Anuidade Anuidade 2017



CREF2/RS divulga valores da Anuidade 2017
06/12/2016
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS aprovou em Plenária os valores e os prazos de pagamento das anuidades 2017. Adequando o processo de cobrança bancária à economia e à sustentabilidade, os carnês completos não serão mais enviados, como feito nos últimos anos.

A guia com desconto à vista será encaminhada pelos Correios e os demais boletos precisarão ser retirados na Internet, estando disponíveis no Portal de Autoatendimento do site do Conselho a partir do dia 9 de janeiro. Para pagamento parcelado, é necessário digitar o valor do desconto no campo desconto.

Para mais informações sobre a Anuidade 2017, confira a Resolução 116/2016 e a Resolução 117/2016. Os valores e os prazos de pagamento são:

Profissional - Pessoa Física com até cinco anos de registro:

1ª opção: com desconto à vista
Pague o boleto no valor de R$ 307,00, com vencimento em 31 de janeiro

2ª opção: com desconto parcelado
1ª parcela: insira o desconto de R$ 166,00 e pague o boleto no valor de R$ 141,00, com vencimento em 31 de janeiro
2ª parcela: retire o boleto no site do CREF2/RS, no valor de R$ 141,00, com vencimento em 28 de fevereiro
3ª parcela: retire o boleto no site do CREF2/RS, no valor de R$ 141,00, com vencimento em 30 de março
Valor total parcelado: R$ 423,00

3ª opção: sem desconto
Somente no dia 31 de março a anuidade poderá ser paga no valor de R$ 603,07, sem desconto, em cota única ou parcelada em cinco vezes. As guias devem ser retiradas no site do CREF2/RS neste dia.

Profissional - Pessoa Física com mais de cinco anos de registro:

1ª opção: com desconto à vista
Pague o boleto no valor de R$ 361,80, com vencimento em 31 de janeiro

2ª opção: com desconto parcelado
1ª parcela: insira o desconto de R$ 220,80 e pague o boleto no valor de R$ 141,00, com vencimento em 31 de janeiro
2ª parcela: retire o boleto no site do CREF2/RS, no valor de R$ 141,00, com vencimento em 28 de fevereiro
3ª parcela: retire o boleto no site do CREF2/RS, no valor de R$ 141,00, com vencimento em 30 de março
Valor total parcelado: R$ 423,00

3ª opção: sem desconto
Somente no dia 31 de março a anuidade poderá ser paga no valor de R$ 603,07, sem desconto, em cota única ou parcelada em cinco vezes. As guias devem ser retiradas no site do CREF2/RS neste dia.

Empresa - Pessoa Jurídica:

1ª opção: com desconto à vista
Pague o boleto no valor de R$ 760,00, com vencimento em 31 de janeiro

2ª opção: com desconto parcelado
1ª parcela: insira o desconto de R$ 486,76 e pague o boleto no valor de R$ 273,24, com vencimento em 31 de janeiro
2ª parcela: retire o boleto no site do CREF2/RS, no valor de R$ 273,24, com vencimento em 28 de fevereiro
3ª parcela: retire o boleto no site do CREF2/RS, no valor de R$ 273,24, com vencimento em 30 de março
Valor total parcelado: R$ 819,72

3ª opção: sem desconto
Somente no dia 31 de março a anuidade poderá ser paga no valor de R$ 1.490,40, sem desconto, em cota única ou parcelada em cinco vezes. As guias devem ser retiradas no site do CREF2/RS neste dia.

Observação: a partir de 31 de março, todas as anuidades terão reajustes de acordo com as resoluções pertinentes. Clique aqui e acesse o Portal de Autoatendimento do CREF2/RS para retirar os boletos.


Anuidade Anuidade 2017



CREF2/RS comemora Dia Estadual da Ginástica Laboral com evento na Assembleia Legislativa
23/11/2016
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS, por meio da sua Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa, com o apoio do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região, realizou ontem, dia 22, no Plenarinho da Assembleia Legislativa do estado, o evento “Ginástica Laboral, Atividade Física na Empresa e o Trabalho Seguro”. O objetivo foi divulgar e consolidar a atuação do profissional de Educação Física como protagonista nas atividades de prevenção da saúde do trabalhador. A data foi escolhida pois, em 22 de novembro de 1978, foi formalizado o primeiro contrato de Ginástica Laboral no Brasil, firmado pelo SESI/RS e a faculdade de Educação Física da FEEVALE, sendo posteriormente transformada em Dia Estadual da Ginástica Laboral pela Lei 14.418, de autoria do Deputado Estadual Adilson Troca.

O evento foi marcado pelo lançamento do livro “Ginástica Laboral: Prerrogativa do profissional de Educação Física”, escrito por especialistas ligados ao Sistema CONFEF/CREFs, e também pela entrega do Prêmio de Reconhecimento à Prestação de Serviço de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa à SER – SAÚDE, EDUCAÇÃO E REABILITAÇÃO, empresa que atua desde 1990 no mercado. A premiação foi recebida pelo sócio da SER, Marco Aurélio Scharcow (CREF 002463-G/RS). Ao final do evento, foi realizada a palestra “A atuação do profissional de Educação Física na promoção da saúde do trabalhador”, ministrada Rony Tschoeke (CREF 004979-G/PR), conselheiro do CREF9/PR e autor de diversos livros sobre o tema.

Segundo o vice-presidente do CREF2/RS e presidente da Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa, Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), o livro Ginástica Laboral: Prerrogativa do profissional de Educação Física” foi escrito por cinco conselhos e coordenado pelo presidente do CREF9/PR Eduardo Branco (CREF 000009-G/PR) e membros e profissionais da Câmara Técnica do SESI. “E também é resultado de muitas parcerias que fizemos, como o Procom, MP, Polícia Civil e agora, fechando com chave de ouro, com o Tribunal Regional de Trabalho da 4ª Região, onde tive a felicidade de conhecer desembargador Raul Sanvicente, e ele falou uma coisa certa: a Ginástica Laboral é apenas uma ferramenta para entrarmos na empresa, existem outros programas de atividade física que podem ser utilizados”. Para tanto, completou Lauro, “este livro que estamos lançando vai mostrar os parâmetros para implantar um programa de Ginástica Laboral”.

Adriano Soares da Silva, analista da Gerência de Produção do SESI, explicou que existe um trabalho árduo para que os ambientes de trabalho sejam saudáveis. “E a Ginástica Laboral é um dos serviços que nós oferecemos. Hoje não vemos o profissional de Educação Física apenas para alongar e reforçar a musculatura. Nós cremos que ele é o promotor de saúde dentro do ambiente de trabalho, pois é a pessoa com conhecimentos para educar ou reeducar o trabalhador na atividade física”, avaliou. Silva disse que SESI trabalha de forma articulada, com o profissional de Educação Física atuando junto a fisioterapeutas, nutricionistas e assistentes sociais, sempre pensando na melhor estratégia apara atender as empresas.

O desembargador do TRT4, Raul Sanvicente, gestor do programa Trabalho Seguro, instituído pelo Tribunal Superior do Trabalho, afirma que o programa representa uma face diferente do que é o dia a dia do Judiciário Trabalhista, onde o juiz aguarda as demandas e julga, devolvendo para a sociedade uma sentença. “Este programa seria como se o juiz saísse do gabinete e fosse conviver com a sociedade pró-ativamente para o desenvolvimento de uma cultura de prevenção”, avalia. O desembargador afirmou que o Tribunal humildemente se junta e reconhece todas estas iniciativas em prol de hábitos saudáveis, “pois sabemos que há muitos anos profissionais de Educação Física se dedicam ao assunto”.

Esse programa, continua Sanvicente, “funciona através de parcerias com várias instituições, e é muito enriquecedor estender esta parceria ao CREF2/RS”. O desembargador explicou que busca nesta interação com a sociedade a efetividade do programa, pois o Tribunal sempre ressalta que não adianta apenas formalidade. "Penso que com a parceria com o CREf2/RS, que deve se dar em março, após os trâmites burocráticos, vamos conhecer melhor a Ginástica Laboral, podendo levar esclarecimentos aos juízes e aos servidores em relação a esta atividade.

A presidente do CREF2/RS, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), ressaltou a trajetória de lutas que o Conselho vem desenvolvendo ao longo do tempo, mobilizando inclusive o CONFEF para expandir a ideia. "Com isto, organizamos este livro, que pode parecer, em uma passada rápida, algo simbólico, mas tem um peso muito significativo, pois nos abre espaço de representatividade da Ginástica Laboral em nível federal". Carmen explicou que a Ginástica Laboral é encargo do profissional de Educação Física e tem como objetivo a prevenção de doenças, sendo a forma mais efetiva e barata de investimento na saúde. "Pesquisas mostram que toda pessoa sedentária tem 100% de chances de ter problemas cardíacos. Se ela fizer atividade física regularmente baixa esta probabilidade para 66%. Está na hora de investirmos na atividade física e desafogarmos os hospitais brasileiros”.

A Atuação do Profissional de Educação Física na promoção da saúde do trabalhador

O Conselheiro do CREF9/PR Rony Tschoeke (CREF 004979-G/PR) afirmou em sua palestra que, depois da folha de pagamento, o segundo maior custo das empresas atualmente são com planos de saúde."Ou seja, a sinistralidade é cada vez maior, com as pessoas recorrendo em massa aos planos de saúde, fazendo exames mais complexos e com isto tem onerado tanto as operadoras quantos as empresas que têm que pagar por estes custos".

Rony afirmou que uma pergunta intrigante e recorrente nas pesquisas sobre saúde é "por que você não faz atividade física regularmente?". A resposta invariavelmente é falta de tempo. "O que seria compreensível, se as pessoas não afirmassem nestas mesmas pesquisas que assistem TV em média de 12 a 14 horas por semana", explica Rony, alertando que são recomendados 150 minutos de atividade física por semana.

"Será que a culpa é do progresso?", questiona Rony. "Se formos pensar nas três revoluções industriais, podemos constatar houve mudanças significativas na vida das pessoas. Hoje vivemos a quarta Revolução Industrial, que traz a realidade virtual. Isto trará efeitos para nossas vidas, tanto é que o Fórum de Davos já incluiu qualidade de vida em seus debates".

O conselheiro afirma que a Ginástica Laboral tem um papel muito importante no atual momento histórico, e que o desafio é aprender a ensinar os trabalhadores a serem fisicamente mais ativos. "Temos que unir esforços distintos em uma estratégia integrada de promoção de saúde", ressalta, lembrando que já em 2005, a Conferência Internacional sobre Promoção da Saúde, realizada em Bangkok, afirmava que o setor privado tem a responsabilidade de assegurar a saúde dos seus empregados, suas famílias e comunidades.

Rony ponderou que os profissionais de Educação Física tem que ser um pouco mais sedutores no marketing social. "Transformando a atividade física não em obrigação, mas sim em um desejo. Para isto, é necessário utilizar cinco pilares: engajamento dos líderes, criar pertencimento, ética e buscar as ações que têm trazido melhores resultados e sustentabilidade", definiu.


Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa



30 de março é o último dia para o pagamento da Anuidade 2016 com desconto
29/03/2016
Fonte: CREF2/RS

Amanhã, dia 30 de março, é o prazo final para o pagamento da Anuidade 2016 com desconto. A partir de quinta-feira, dia 31 de março, as Pessoas Físicas e Jurídicas registradas no Conselho só terão as opções referentes à quitação do valor integral, tanto à vista como parcelado em cinco vezes.

Quem não recebeu o carnê da Anuidade 2016, enviado pelos Correios no começo deste ano, ainda pode imprimi-lo pelo site do CREF2/RS. Para isto, basta acessar o Portal de Autoatendimento.

Anuidade 2016 – PROFISSIONAL
Valor com desconto até o dia 30/03/2016: R$ 342,00
Valor integral em 31/03/2016: R$ 553,40
Pagamento parcelado sem juros e sem multa: 5x de R$110,68, com 1º vencimento em 31/03/2016

Anuidade 2016 – PESSOA JURÍDICA
Valor com desconto até o dia 30/03/2016: R$ 684,00
Valor integral em 31/03/2016: R$ 1.367,65
Pagamento parcelado sem juros e sem multa: 5x R$273, 53, com 1º vencimento em 31/03/2016


Anuidade



Profissionais e empresas registrados têm desconto em assessoria contábil e empresarial
24/02/2016
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS e a Eficare – Assessoria Contábil e Empresarial firmaram um convênio para oferecer desconto aos profissionais e empresas registrados no Conselho. O benefício, de 15%, é válido para todos os serviços oferecidos pela empresa, que envolvem contabilidade em geral, imposto de renda, gerenciamento de folha de pagamento, assessoria financeira e trabalhista, emissões de alvará, CNPJ e inscrições municipais e estaduais para a abertura de empresas, entre outros mais.

A Eficare fica em Viamão, na região metropolitana de Porto Alegre, e pode ser contatada pelo telefone (51) 3129-5455. Mais informações pela página www.eficare.com.br ou pelo e-mail eficare@eficare.com.br.


Convênio empresas contabilidade



CREF2/RS oferece pagamento da anuidade 2016 com desconto parcelado
08/12/2015
Fonte: CREF2/RS

O Carnê de Anuidade 2016 mudou, permitindo agora ao profissional de Educação Física e à Pessoa Jurídica fazer o parcelamento com desconto. Aproveite mais esta vantagem para que o CREF2/RS continue a fiscalizar com ética e seriedade o exercício dos Profissionais de Educação Física.

Anuidade 2016 – PROFISSIONAL
Valor com desconto até o dia 30/03/2016: R$ 342,00
Pagamento parcelado: 3X R$ 114,00 com vencimentos em 31/01, 28/02 e 30/03 de 2016
Valor integral em 31/03/2016: R$ 553,40
Pagamento parcelado sem juros e sem multa 5X de R$110,68 com 1º vencimento em 31/03/2016

Anuidade 2016 – PESSOA JURÍDICA
Valor com desconto até o dia 30/03/2016: 684,00
Pagamento parcelado: 3X R$228,00 com vencimentos em 31/01, 28/02 e 30/03 de 2016
Valor integral em 31/03/2016: R$ 1.367,65
Pagamento parcelado sem juros e sem multa 5X R$273, 53 com 1º vencimento em 31/03/2016

O boleto da anuidade de 2016, com desconto, já está disponível no site do CREF2/RS, e pode ser acessado no autoatendimento.


Anuidade



Business Conference aborda avaliação física e gestão administrativa na Convenção Brasil
15/06/2015
Fonte: CREF2/RS

Uma parceria do CREF2/RS com a Convenção Brasil 2015 proporcionou gratuitamente neste sábado (13), na PUCRS, o evento Business Conference, levando aos profissionais de Educação Física e às Pessoas Jurídicas as palestras "Avaliação Física no Contexto das Academias", ministrada pelo conselheiro federal do CONFEF Emerson Garcia (CREF 000046-G/MG); e "Saúde Financeira: Alerta Máximo", realizada por Christian Munaier (CREF 041884-P/SP), sócio-consultor da 4GOAL e colunista do canal ESPN. O intuito do evento foi o aprimoramento da gestão das academias, já que dados da Associação da Academias do RS (ACAD RS)indicam que 90% dos proprietários não têm formação na área de gestão administrativa, bem como a aproximação do profissional de Educação Física com o mundo dos negócios e com suas entidades representativas institucionais.

Conselheiro do CONFEF, doutorado pela Universidade da Florida (EUA) e atualmente professor da Universidade Federal do Maranhão, Garcia iniciou seu trabalho com a avaliação física na década de 70, junto à seleção de esquiadores dos EUA, por ocasião do seu trabalho de mestrado. Ele explicou em sua palestra que nesta época o conceito de avaliação física era muito difuso no Brasil. "Trouxe esta experiência para o país nos meados daquela década, implantando primeiramente em uma academia em Belo Horizonte. Foi um período em que a experiência se deu principalmente no sudeste brasileiro”. Mesmo passados mais de 40 anos, o conselheiro ainda vê um nicho que as academias não exploram: a estrutura de atendimento ao esporte. “No Maranhão, tentamos suprir isto com uma parceria entre a UFMA e o Governo do Estado para atender a população. A evolução foi grande, pois já temos exames modernos como a termografia, usada na detecção de lesões".

“Para normatizarmos avaliação física, o CONFEF criou a nota técnica N° 002/2012, com o título “A avaliação física em programas de exercícios físicos e desportivo”, disse Garcia, explicando que a divulgação da nota derivou da demanda de muitas prefeituras por atestados médico para todos praticantes de exercício físico, pelo descaso de alguns profissionais, pela falsa sensação que os mesmos tinham de que o atestado iria isentá-los de suas responsabilidades e de diversos questionamentos ao CONFEF sobre as competências do profissional de Educação Física. As informações contidas nesta nota se fundamentam nas diretrizes do Colégio Americano de Medicina Esportiva (ACSM) e no livro “Recomendações sobre condutas e procedimentos do Profissional de Educação Física na atenção básica à saúde”, publicado pelo CONFEF em 2011.

Segundo a nota, a avaliação física é um procedimento essencial do trabalho do profissional de Educação Física e objetiva reunir elementos para fundamentar a sua decisão sobre o método, tipo de exercício e demais procedimentos a serem adotados para prescrição de exercício físico e desportivo. Este procedimento deve ser amplo e sistemático e de acordo com os objetivos e as características do beneficiário, pode ser composta por anamnese completa, análise dos fatores de risco para coronariopatia, classificação de risco, verificação dos principais sintomas ou sinais sugestivos de doença cardiovascular e pulmonar, medidas antropométricas, testes neuromotores, avaliação metabólica, avaliação cardiorrespiratória e avaliação postural.

Garcia também debateu as mortes de três jovens ocorridas recentemente em academias de Florianópolis. “Um médico avaliou os acontecimentos como exceções, fatos inevitáveis. Contudo, verificou-se que as academias estavam com várias irregularidades no seu funcionamento. Ou seja, se acontecer uma fatalidade, e estivermos totalmente na legalidade, não haverá brecha legal para sermos penalizados". Quanto a casos de óbito em academia, o conselheiro disse que seria sempre prudente a realização de exames toxicológicos nos corpos, o que muitas vezes não é permitido pela família.

Outro fenômeno interessante abordado pelo conselheiro foi o aumento da procura de atividade física indicada por médicos. “Até 2011, o número de pessoas que buscavam atividade física por indicação médica era muito pequeno. Hoje, há 69% de indicação médica. Temos, porém, uma demanda muito diferente. Por exemplo: duas pessoas de mesma idade com 5% de gordura e VO2 diferentes”. O conselheiro aprova a exigência do exame médico, mas admite a falta de médicos como empecilho para atender os pacientes. "Se todos as pessoas que demandarem atividade física exigirem atestados, as filas não iriam ter fim", quantifica.

Já Christian Munaier alertou para a pouca troca de informações no mercado de fitness e pela gestão financeira amadora das academias. “Qual o percentual que vocês destinam à folha de pagamento, com os devidos aprovisionamentos? Quando temos estes dados, temos um bom checkup econômico. A questão da gestão financeira começa com o entendimento de tudo o que está a nossa volta”, analisa. O consultor previu o cenário econômico nacional com retração do PIB e do consumo em relação a 2014. “Ao mesmo tempo, o mercado de atividades físicas está aumentando. Até bem pouco tempo, tínhamos 1,8% de cada brasileiro fazendo atividade física orientada. Em 2014, nós dobramos este número, com 30.767 empresas atuando no segundo maior mercado no mundo. Já os EUA são os primeiros, com 50 milhões de praticantes de atividades físicas”, avalia.

Munaier vê nosso mercado como incipiente, com um longo caminho a percorrer para se tornar maduro. Ele sugeriu o incremento dos eventos realizados nas academias, especialmente nos momentos com baixa expectativa econômica, visando aumentar a rentabilidade. “Sua empresa também pode ser uma importante plataforma de divulgação de outras empresas”, exemplificou. “Em época de pouca procura por nossos serviços, temos que estimular os clientes a comprar planos de mais longa duração, para que possamos ter uma melhor programação. Fica o questionamento: qual a última campanha que as academias fizeram em conjunto para estimular a prática atividade física de forma orientada? Nós temos um mercado sedentário”, sentencia.

Por fim, Munaier propôs tornar a avaliação física como uma ferramenta estratégica no aumento da receita e da segurança do seu cliente. “Transforme esta avaliação em algo desejável pelo cliente, apresentando o profissional de Educação Física com o o indicado para orientá-lo a alcançar seus objetivos, por meio dos seus conhecimentos técnicos, embasamentos científicos, bem como uma atitude humanística na transmissão de conhecimento", incentivou Christian. Ele orienta aos seus gestores que incluam a avaliação física dentro de um pacote de serviços das academias chamado orientação para resultado. "Criem produtos em torno deste poderoso instrumento de trabalho. Mensurem o índice de reavaliações e novas consultas nutricionais. Tenham sempre em vista um indicador de performance", concluiu.


Convenção Brasil Business Conference



Pagamento da Anuidade 2015 tem desconto de 40% e 65% até o final deste mês
04/02/2015
Fonte: CREF2/RS

Pessoas Físicas e Jurídicas registradas no Conselho podem pagar a Anuidade 2015 com o desconto de 40% e 65%, respectivamente, até o dia 28 de fevereiro. Enviado no começo do mês via Correios, o carnê pode ser emitido também na página do CREF2/RS, através do portal de autoatendimento. Aqui você encontra o passo a passo para a impressão.

O pagamento integral e à vista da Anuidade 2015 pode ser realizado agora, respeitando os seguintes prazos e valores:

Pessoa Física:
a) Até 28 de fevereiro de 2015, com 40% de desconto, totalizando o valor de R$ 303,16;
b) Até 30 de março de 2015, com 30% de desconto, totalizando o valor de R$ 353,69.

Pessoa Jurídica:
a) Até 28 de fevereiro de 2015, com 65% de desconto, totalizando o valor de R$ 437,05;
b) Até 30 de março de 2015, com 60% de desconto, totalizando o valor de R$ 499,48.




CREF2/RS publica Edital de Lançamento em Dívida Ativa
29/01/2015
Fonte: CREF2/RS

O Conselho Regional de Educação Física da 2ª Região notificou, para no prazo máximo e improrrogável de 30 dias contadas a partir de hoje, as pessoas jurídicas para exercerem, caso queiram, suas obrigações de pagamento ou impugnação dos lançamentos, sob pena de inscrição em Dívida, tendo em vista o previsto na Lei Nº 12.197, de 14 de janeiro de 2010.

O Edital de Lançamento em Dívida Ativa foi publicado na edição desta quinta-feira, dia 29 de janeiro, do jornal Zero Hora. Para visualizá-lo em tamanho maior, é só clicar na imagem ao lado.

O Edital, na íntegra, pode ser acessado neste link.




Prazo para pagamento da Anuidade 2015 com maior desconto encerra dia 31 de janeiro
26/01/2015
Fonte: CREF2/RS

Pessoas Físicas e Jurídicas registradas no Conselho podem pagar a Anuidade 2015 com o maior desconto, de 50% e 70%, respectivamente, até o final desta semana. O boleto, enviado no começo do mês via Correios, também pode ser emitido na página do CREF2/RS, através do serviço de autoatendimento. O passo a passo para a impressão pode ser acessado aqui.

O pagamento integral e à vista da Anuidade 2015 pode ser realizado respeitando os seguintes prazos e valores:

Pessoa Física:
a) Até 31 de janeiro de 2015, com 50% de desconto, totalizando o valor de R$ 252,63;
b) Até 28 de fevereiro de 2015, com 40% de desconto, totalizando o valor de R$ 303,16;
c) Até 30 de março de 2015, com 30% de desconto, totalizando o valor de R$ 353,69.

Pessoa Jurídica:
a) Até 31 de janeiro de 2015, com 70% de desconto, totalizando o valor de R$ 374,61;
b) Até 28 de fevereiro de 2015, com 65% de desconto, totalizando o valor de R$ 437,05;
c) Até 30 de março de 2015, com 60% de desconto, totalizando o valor de R$ 499,48.




CREF2/RS envia carnê da Anuidade 2015
07/01/2015
Fonte: CREF2/RS

Na última sexta-feira (2), o CREF2/RS enviou às Pessoas Físicas e Jurídicas registradas no Conselho o carnê da Anuidade 2015. A expectativa é que os Correios entreguem todos até a semana que vem. O pagamento integral e à vista poderá ser realizado com desconto, respeitando os seguintes prazos e valores:

Pessoa Física:
a) Até 31 de janeiro de 2015, com 50% de desconto, totalizando o valor de R$ 252,63;
b) Até 28 de fevereiro de 2015, com 40% de desconto, totalizando o valor de R$ 303,16;
c) Até 30 de março de 2015, com 30% de desconto, totalizando o valor de R$ 353,69.

Pessoa Jurídica:
a) Até 31 de janeiro de 2015, com 70% de desconto, totalizando o valor de R$ 374,61;
b) Até 28 de fevereiro de 2015, com 65% de desconto, totalizando o valor de R$ 437,05;
c) Até 30 de março de 2015, com 60% de desconto, totalizando o valor de R$ 499,48.

Mais informações sobre a anuidade 2015 e parcelamentos aqui.




CREF2/RS divulga valores da Anuidade 2015
12/12/2014
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS aprovou na última Plenária os valores e prazos das anuidades 2015. Para as Pessoas Físicas, será de R$ 505,27, com vencimento em 31 de março de 2015. Já para as Pessoas Jurídicas, o valor será de R$ 1.248,70, com vencimento na mesma data. Quem desejar poderá efetuar o pagamento em até oito parcelas mensais e consecutivas, sem desconto e sem multa, com primeiro vencimento também em 31 de março de 2015.

O carnê será enviado aos profissionais em janeiro, via Correios. Pessoas Físicas e Jurídicas podem realizar pagamento integral à vista com desconto, com os seguintes prazos e valores:

Pessoa Física:
a) Até 31 de janeiro de 2015, com 50% de desconto, totalizando o valor de R$ 252,63;
b) Até 28 de fevereiro de 2015, com 40% de desconto, totalizando o valor de R$ 303,16;
c) Até 30 de março de 2015, com 30% de desconto, totalizando o valor de R$ 353,69.

Pessoa Jurídica:
a) Até 31 de janeiro de 2015, com 70% de desconto, totalizando o valor de R$ 374,61;
b) Até 28 de fevereiro de 2015, com 65% de desconto, totalizando o valor de R$ 437,05;
c) Até 30 de março de 2015, com 60% de desconto, totalizando o valor de R$ 499,48.




Autoatendimento está à disposição no site do CREF2/RS
13/05/2014
Fonte: CREF2/RS

Mudou de endereço e quer informar ao CREF2/RS? Precisa imprimir nova guia de pagamento ou declaração de inadimplência? Então todos estes serviços estão à disposição na página do Conselho.

O serviço de autoatendimento fica no menu esquerdo do site do CREF2/RS e é dividido em dois tipos de acesso. O primeiro, dedicado ao público em geral, permite que o usuário comum encontre informações básicas sobre os registrados e a atual situação de cada um. O portal restrito aos cadastrados, por outro lado, possibilita alterações no registro – como endereço, telefone e e-mail –, além de parcelamento de anuidade e emissão de novos boletos para pagamento.

Ainda ficou com dúvida? O passo a passo que ensina como usar o autoatendimento está aqui.




Projeto de Lei do Senado prevê isenção do pagamento de direitos autorais sobre músicas de academias
26/09/2013
Fonte: CREF2/RS

Tramita no Senado Federal o Projeto de Lei 315/2010, do Senador Arthur Virgílio (PSDB-AM), que visa isentar do pagamento de direitos autorais às academias de ginástica, de ensino de lutas e danças e os estabelecimentos semelhantes.
Como justificativa, o Senador destaca que este tema já foi controverso no passado, e existem decisões judiciais contra e a favor do pagameto de taxa para a utilização de músicas.
O Senador argumenta que não se trata de desvalorização do trabalho do artista, e ressalta que os ganhos financeiros auferidos pelas academias não estão relacionados à execução de obras musicais e que é preciso distinguir a natureza da utilização da música de acordo com o ambiente, diferentemente do que ocorre em locais como boates, bares e restaurantes.
Segundo o Senador, no caso das academias a música tem função acessória, e nessa condição não pode gerar despesa para os estabelecimentos.
Destaca também que a propsota visa corrigir ""flagrante injustiça cometida contra os empreendedores da atividade física"".

Leia a matéria original no site JusBrasil.