Notícias




Data Inicial:
(dd/mm/aaaa)  

Data Final:
(dd/mm/aaaa)  
Título:
Palavras na Notícia:



Prefeitura de Nova Petrópolis retifica edital após notificação do CREF2/RS
16/10/2018
Fonte: CREF2/RS

A Prefeitura de Nova Petrópolis retificou o edital do Concurso Público Nº 001/2018, que visa, entre outros cargos, a contratação de professores de Educação Física para o Ensino Fundamental do município. A mudança ocorreu após uma notificação do CREF2/RS e da atuação da conselheira Márcia da Cruz (CREF 007542-G/RS), tornando obrigatório o registro no Conselho para a nomeação e para a posse do candidato aprovado para a vaga.

Conforme publicado no Diário Oficial de Nova Petrópolis, no último dia 10 de de outubro, foi incluído o item 9.8 no Edital do concurso, que segue: “serão exigidos no ato da nomeação e posse do candidato os documentos abaixo relacionados: para cargo de professor de Ensino Fundamental – Anos Iniciais e Finais na disciplina de Educação Física – registro no Conselho Regional de Educação Física, conforme Lei nº 9.9696/98”.

Mais informações sobre o concurso da Prefeitura de Nova Petrópolis, assim como o seu edital completo, podem ser conferidas aqui.


concursos editais



Presidente e vice-presidente do CREF2/RS tomam posse no Conselho Estadual de Esportes do RS
04/10/2017
Fonte: Assessoria de Imprensa do Palácio Piratini

O governador José Ivo Sartori empossou na manhã desta segunda-feira (2), em ato no Palácio Piratini, os integrantes do Conselho Estadual de Esportes do Rio Grande do Sul (Ceers). Entre os nomeados, estão a presidente do CREF2/RS, Carmen Masson (CREF 01910-G/RS), e seu vice-presidente, Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS). Durante a cerimônia, também foi assinado decreto que regulamenta o Pró-Esporte RS LIE (Lei de Incentivo ao Esporte) e o Fundo Estadual de Incentivo ao Esporte (Feie).

As ações fazem parte das políticas públicas de promoção ao esporte do governo do Estado, executadas pela Secretaria da Cultura, Turismo, Esporte e Lazer (Sedactel), que se somam aos editais e programas oriundos da Lei Geral do Desporto (Lei Pelé) e das atividades realizadas no Centro Estadual de Treinamento Esportivo (Cete).

Pró-Esporte

O decreto estabelece as novas regras e procedimentos do Pró-Esporte RS LIE e a aplicação do fundo. O programa é executado pelo Departamento de Fomento da Sedactel.

Também determina a criação do sistema informatizado do Pró-Esporte, que garante transparência e capacidade de gerenciamento dos processos. Com a inovação, a tramitação será digital, evitando a necessidade de deslocamento de entidades do interior à capital para protocolo e apresentação de documentos.

Conselho

O Conselho Estadual de Esportes do Rio Grande do Sul (Ceers) é um órgão com caráter consultivo e deliberativo, vinculado à Sedactel. Substitui o extinto Conselho Regional do Desporto (CRD). É formado por representantes do governo do Estado e de entidades ligadas ao meio esportivo, além de representantes indicados por notório saber.

Em nome dos conselheiros empossados, o representante da Sogipa, Alexandre Algeri, afirmou que este projeto "possibilita sonhos". Para Algeri, "o esporte é uma das principais ferramentas de transformação social".

Ao Ceers compete interpretar a legislação esportiva nacional e estadual, elaborar instruções normativas sobre sua aplicação e zelar pelo seu cumprimento. Além disso, é de sua responsabilidade homologar o calendário estadual de atividades esportivas e, principalmente, acompanhar e fiscalizar a aplicação dos recursos materiais e financeiros do Estado destinados a atividades esportivas.


Conselho Estadual de Esportes do Rio Grande do Sul



CREF2/RS e Valorize firmam convênio para Pessoas Jurídicas
27/06/2016
Fonte: CREF2/RS

As Pessoas Jurídicas registradas no CREF2/RS têm, a partir de agora, mais um convênio à disposição. O Conselho e a empresa de consultoria esportiva Valorize, com sede em Porto Alegre, firmaram uma parceria para oferecer 10% de desconto na realização de projetos incentivados.

Para se candidatar a um dos editais promovidos pela Lei de Incentivo ao Esporte, a Pessoa Jurídica precisa ser da natureza esportiva, sem fins lucrativos, e estar em funcionamento há mais de um ano. Associações públicas, confederações, clubes, federações e fundações privadas, por exemplo, são algumas das entidades aptas a concorrer.

Entre os diversos projetos que podem ser realizados, estão: eventos esportivos, como campeonatos, circuitos e provas; reformas de centros de treinamento; construção de ginásios; seminários para professores, técnicos e praticantes; escolinhas de futebol, vôlei, basquete e de outras modalidades esportivas. Mais informações pelo e-mail projetos@valorizeprojetos.com.br ou pelo site www.valorizeprojetos.com.br


Convênios



CREF2/RS visita Secretaria Municipal de Educação de Caxias do Sul
27/04/2016
Fonte: CREF2/RS

Na tarde de ontem, dia 26 de abril, o CREF2/RS, representado pela conselheira Márcia da Cruz (CREF 007542-G/RS), visitou a Secretaria Municipal de Educação (SMED) de Caxias do Sul. Em reunião com o novo secretário do município, Agenor Basso, e com o assessor pedagógico, Sidnei dos Santos Jr. (CREF 014180-/G/RS), ela falou um pouco sobre o Código de Ética Profissional e sobre os encaminhamentos que são dados depois das ações de fiscalização.

Márcia aproveitou o encontro também para tirar algumas dúvidas sobre a elaboração dos editais de concursos públicos, que devem exigir, para os cargos de competência dos profissionais de Educação Física, o registro no CREF2/RS. Neste sentido, a Secretaria se prontificou em verificar se todos os professores da rede municipal possuem o CREF ativo. Além disto, também serão elaboradas, em parceria com o Conselho, oportunidades de formação e de capacitação aos profissionais que atuam nas escolas municipais. “Esta ação, contribuirá também com o projeto político-pedagógico escolar, que já está em andamento no município”, explicou Basso.

A proposta foi vista, pela SMED, como uma importante contribuição. A Secretaria e o Conselho voltarão a se reunir, em breve, para definir os detalhes da primeira palestra que será oferecida aos profissionais de Educação Física da Caxias do Sul. O tema será a Ética Profissional.


CREF Serra Educação Física Escolar



CREF2/RS expressa preocupação com extinção da Fundergs em reunião com secretário Estadual de Turismo, Esporte e Lazer
11/08/2015
Fonte: CREF2/RS

O projeto de extinção da Fundação de Esporte e Lazer do Rio Grande do Sul (FUNDERG), aliado ao corte de verbas e a possível descontinuidade dos projetos na área de esportes, anunciados pelo Governo do Estado, levaram a presidente do CREF2/RS, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), os conselheiros Carlos Alberto Cimino (CREF 001691-G/RS) e João Guilherme de Souza Queiroga (CREF 000839-G/RS), além de várias entidades desportivas gaúchas a se reunirem, nesta segunda-feira (10), com o secretário Estadual de Turismo, Esporte e Lazer, Juvir Costella, na tentativa de esclarecer as novas diretrizes governamentais.

Durante a reunião, Costella confirmou o fim da Fundergs, mas garantiu aos presentes que seus serviços serão preservados ao serem incorporados pela Secretaria. “É um processo de gestão estratégica em que vamos diminuir o quadro pessoal, com a meta de economizar cerca de R$ 2 milhões. Estes recursos serão reinvestidos no esporte”, alega. O secretário disse que novos editais estão temporariamente suspensos, mas os convênios firmados por meio da Lei Pelé permanecem, e o Projeto Pró-Esporte, de apoio ao esporte educacional, participação, inclusão e rendimento, terá abertura no dia 24 de agosto, com mudanças no regramento e possível diminuição no prazo de captação de recursos. “Também definimos os esportes olímpicos como prioridade dos nossos esforços”, conclui.

A presidente do CREF2/RS manifestou preocupação quanto à extinção da Fundergs e sua absorção pela Secretaria. “Fundações, em sua constituição jurídica, tem dotação orçamentária própria e, se bem administradas, podem dar mais agilidade às questões do esporte e do lazer de que a sociedade gaúcha tanto precisa”, analisa. Carmen também expressou solidariedade aos profissionais que serão demitidos na Fundação e no Centro Estadual de Treinamento Esportivo (CETE). “A despeito da série de problemas estruturais que vimos na trajetória destes órgãos, há um quadro de profissionais com qualidade que deveria continuar a exercer suas atividades com a presteza de sempre”.

O conselheiro Carlos Alberto Cimino analisou as medidas como medianas em relação à crise e também lamentou as demissões. “Falamos claramente nossos anseios, necessidades e urgências ao secretário. Ele, em contrapartida, sinalizou que haverá novos tetos e critérios de abordagem para projetos, e que se deverá respeitar a excepcionalidade dos prazos divulgados”.

Já o conselheiro Queiroga explicitou ao secretário a luta histórica dos profissionais de Educação Física em prol da Educação Física Escolar e pela inclusão social. “Fazemos parte de um processo que construiu neste país uma legislação que visa o incentivo do esporte educacional, conseguindo que o Governo Federal editasse legislação própria. No momento, esperamos apoio da Secretaria aos Jogos Universitários Brasileiros (JUBs), tão importantes na consolidação de novos atletas”.

Fizeram parte do encontro na SEL a Federação Gaúcha de Voleibol, VoleiSul, Associação de Jetski do RS, Federação de Clubes de Esportes Equestres, Veleiros do Sul, Federação Gaúcha Universitária de Esportes e Instituto Gaúcho de Esportes.


Fundergs



CREF2/RS obtém vitória judicial contra Governo do Estado e CPERS Sindicato
03/08/2015
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS obteve sentença favorável na ação civil pública ajuizada no Tribunal Federal da 4ª Região (TRF4) contra o Centro de Professores do RS (Cpers Sindicato) e o Governo do Estado do Rio Grande do Sul. O Conselho demandou, em síntese, o registro profissional de todos os professores de Educação Física da rede pública estadual, inclusive os contratados anteriormente à publicação da Lei nº 9.696/98, como requisito obrigatório, nos editais dos futuros concursos públicos e o oferecimento obrigatório da disciplina de Educação Física na grade curricular.

Segundo a presidente do CREF2/RS, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), mesmo cabendo recurso à sentença, a decisão representa uma importante vitória, já que esta é uma reivindicação histórica do Conselho. “A garantia do direito à prática esportiva nas escolas, desde a educação infantil, ministrada por profissional de Educação Física habilitado, deve ser prioridade para qualquer governo, já que a Educação Física Escolar tem um papel fundamental no desenvolvimento integral do aluno”, assevera.


Educação Física Escolar