Notícias



CREF2/RS realiza evento inédito debatendo a Resolução 391 do CONFEF
28/09/2020
Fonte: CREF2/RS

Na última quinta-feira, dia 24, a Comissão de Saúde do CREF2/RS promoveu o webinário “Profissional de Educação Física na Atuação Hospitalar - Fórum de Contextualização da Resolução CONFEF 391/2020”. De acordo com o apresentador e mediador Clery de Lima (CREF 000297-G/RS), o evento ocorreu de forma inédita no Brasil, e contou com o apoio do Sistema CONFEF-CREFs. “Durante quase duas horas, centenas de profissionais assistiram online um debate aprofundado sobre a Resolução que legaliza a atuação do Profissional de Educação Física no contexto hospitalar, lembrando que o trabalho multiprofissional intra e extra hospitalar já acontece há décadas.

Agora, complementa Clery, se abre o campo para consolidar definitivamente a Educação Física na Saúde. Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), que também mediou o webinário, ressaltou o importante avanço para o profissional representado pela Resolução, principalmente neste momento em que as doenças crônico-degenerativas, a exemplo da diabetes, câncer e doenças coronarianas, que vêm crescendo em proporções alarmantes. “O sedentarismo é normalmente um fator agravante e o exercício físico é um componente imprescindível no combate e tratamento destas doenças", afirma.

O webinário iniciou com a explanação de Francisco Pitanga (CREF 000108-G/BA), que versou sobre a “Apresentação e contextualização da Resolução 391 do CONFEF”. Pitanga explicou que o CONFEF já trabalhava em uma resolução de atendimento dos profissionais de Educação Física. “Todos protocolos de atendimento dos profissionais eram reconhecidos desde 1997, porém não conseguimos legitimar de forma concreta a atuação nessa área”. Naquele tempo, explica Pitanga, nossa ideia era trabalhar na confecção de uma resolução que tratasse dos protocolos de atendimento, considerando o SUS, a atenção básica, os hospitais públicos e privados, abrangendo também naquilo que o agente está mais acostumado a atuar, que são clubes, academias, clínicas, programas de condicionamento físico, além da possibilidade de montarem consultórios. Este trabalho, escrito em conjunto por 50 profissionais, resultou numa publicação editada ano passado, intitulado “Orientação para avaliação e prescrição de exercícios físicos direcionados para a saúde”, publicada pelo CREF4/SP.

Dando prosseguimento às exposições, Fábio José da Silva (CREF 008140-G/PR) se pronunciou sobre “O profissional de Educação Física na Saúde Pública – SUS”. "Falar sobre a atuação do profissional de Educação Física na atenção primária é muito gratificante porque quando eu tive o ingresso no SUS, em 2014, desconhecia a questão da atenção primária no SUS. Então eu destaquei alguns pontos importantes para referenciar os locais de atuação do primária”. Ele explicou que na atuação primária, que é o locus onde ele atua, estão as Unidades Básicas, o CAPS 2, o CAPS AD (álcool e outras drogas), o Caps Infanto Juvenil e nas Academias da Saúde. “Este é um polo muito importante de promoção da saúde e conhecimento e também não podia deixar de registar, os programas de residência, do qual fiz parte por um certo tempo, que uma forma de mostrar ao egressos da graduação essa visão ampliada do SUS.

Ângela Harthmann (CREF 008303-G/RS) falou sobre o tema “No hospital, onde o profissional de Educação Física pode atuar”. "Primeiramente, gostaria de assinalar para nós, que trabalhamos em hospital, que esta resolução é algo de grandioso. Ângela ressaltou que o trabalho no Serviço de Educação Física e Terapia Ocupacional do Hospital de Clínicas já existe há 40 anos, e ele foi pensado e idealizado por uma professora de Educação Física da UFRGS, chamada Tereza Galvão. “Quando ele foi inaugurado, junto à Unidade Pediátrica como Serviço de Orientação Terapêutica, sendo algo extremante inovador àquela época, e pioneiro no Brasil, e no passar destes anos, apenas em 2005 temos promulgada a Lei das Brinquedotecas, que coloca obrigatório este instrumento onde haja internação pediátricas". A profissional afirma que existiam serviços de Educação Física apenas na Unidade Pediátrica e hoje se espalharam para outros 14 locais do Hospital,

Ângela explica que estes atendimentos se dão na internação psiquiátrica de adultos e adolescentes, na hemodiálise, transplante de medula óssea, ambulatório e cirurgia bariátrica, no ambulatório de Fibrose Cística e muitos outros locais diferentes. "As atividades realizadas têm como base a recreação, devido à importância desta proposta no ambiente hospitalar, seja para criança, seja para o adulto, pois isto tira um pouco da tensão do paciente, e que envolve o ambiente, melhorando qualidade da internação. Além disto, realizamos estímulo motor, com bebês, principalmente, e além disto, o exercício físico em si”

Alexandre Lazzarotto (CREF 002537-G/RS), trouxe o tema “O profissional de Educação Física no contexto hospitalar”. "Se analisarmos retrospectivamente, em uma equipe no contexto hospitalar falávamos nos referindo a médicos e enfermeiros. Hoje, podemos falar que todas as áreas da saúde estão contempladas em um hospital, em maior ou menor grau. E o que significa isto a partir da Resolução? É que estamos formando um profissional com perfiis diferentes, com outras competências e técnicas humanistas. E o ministrar este conhecimento ficava a critério do curso. A Resolução entra para modificar a grade curricular dos curso de Educação Física, abrindo possibilidade de cursos de especialização no âmbito hospitalar público ou privado."

Já Isabel Rossato (CREF 003235-G/RS) falou sobre “O papel de brincar nos cuidados paliativos com pacientes oncológicos”. Eu trabalho há 18 anos na Oncologia Pediátrica, e ao longo do tempo percebi a necessidade de buscar outros conhecimentos para dar conta do trabalho nesta unidade. Eu atuo basicamente com a ferramenta do brincar e com a preocupação de dar continuidade ao crescimento e desenvolvimento destes pacientes que se submetem a um tratamento prolongado". Isabel explicou que ao longo do tempo houve necessidade da busca de outros saberes, pois ela descobriu que as pessoas conversam mais sobre sua situação com aquelas em que elas criam maior vinculo, e por muitas vez os profissionais que trabalham com o brincar são as que criam laços com pacientes e suas famílias. “Então, fui buscar informação em outras áreas. Por exemplo, participo de cursos onde 90% do público são psicólogas".

Você pode assistir o webinário online e gratuito no Youtube e no Facebook do Conselho.


Webinário



Profissionais registrados têm desconto no Simpósio Sul Brasileiro de Treinamento de Força
17/09/2020
Fonte: CREF2/RS

Os profissionais registrados no Sistema CONFEF/CREFs e os acadêmicos do curso de Educação Física têm 10% de desconto na inscrição do Simpósio Sul Brasileiro de Treinamento de Força. O evento, promovido pela Convenção Brasil, vai ocorrer no dia 10 de outubro, de maneira inteiramente online.

Clique aqui para mais informações.

Das 8h às 19h, o Simpósio vai contar com dez palestras e irá conceder um certificado digital de 9 horas/aula para todos os participantes. Para o desconto, basta utilizar o código promocional CREF10 no momento de inscrição na página acima. A programação completa do evento também está disponível no mesmo link.

Simpósio Sul Brasileiro de Treinamento de Força
Data: 10 de outubro, sábado, das 8h às 19h
Evento online e 100% ao vivo. Não fica gravado e não será retransmitido.
Inscrições e mais informações: www.convencaobrasil.com.br


eventos convenção brasil apoio



Profissionais e estudantes têm desconto no Simpósio Sul Brasileiro de Treinamento de Força
24/08/2020
Fonte: CREF2/RS

Com o apoio do CREF2RS, a Convenção Brasil vai realizar, no dia 10 de outubro, o Simpósio Sul Brasileiro de Treinamento de Força. O evento, 100% online e ao vivo, ocorrerá das 8h às 19h, pela plataforma Zoom. Os profissionais de Educação Física registrados no Sistema CONFEF/CREFs e os estudantes do curso têm 10% de desconto na inscrição, utilizando o cupom promocional CREF10.

Clique aqui para acessar a página do Simpósio.

A atividade vai contar com nove palestrantes e abordará diversos tópicos dentro do treinamento de força, como hipertrofia muscular nos treinos de casa, treinamento com peso corporal, musculação e bases metabólicas do emagrecimento, treinamento de força para idosos e biomecânicas das lesões na musculação, entre outros mais. Haverá a emissão de certificado digital de 9 horas/aula para todos os participantes.

Confira a programação completa:

8h às 8h55 – Hipertrofia muscular nos treinos em casa
Cauê Teixeira (CREF 042574-G/SP)

9h às 9h55 – Musculação: Bases metabólicas do emagrecimento
Luiz Carnevali (CREF 014212-G/SP)

10h às 10h55 – Treinamento com peso corporal
Alexandre Evangelista (CREF 010726-G/SP)

11h às 11h55 – Novos achados sobre Hipertrofia Muscular
Charles Lopes (CREF 029686-G/SP)

13h às 13h55 – Treinamento de Força para Idosos
Igor Conterato (CREF 005276-G/RN)

14h às 14h55 – Treinamento de força com elásticos
Henrique Miguel (CREF 073818-G/SP)

15h às 15h55 – Treinamento de força e saúde metabólica
Leonardo Lima (CREF 023984-G/SP)

16h às 16h55 – Periodização ou Modulação Nutricional para Hipertrofia
Eduardo Reis (CRN-3 46384)

17h às 17h55 – Estratégias biomecânicas para hipertrofia não regional no treino de Força
Leônidas de Oliveira Neto (CREF 002514-G/RN)

18h às 18h55 – Biomecânicas das lesões na musculação
Leônidas de Oliveira Neto (CREF 002514-G/RN)


eventos treinamento de força



Pesquisa busca identificar impacto do COVID-19 no mercado fitness
19/08/2020
Fonte: CREF2/RS

A Universidade Europeia, com a colaboração de diversos pesquisadores brasileiros, está aplicando um questionário para identificar o impacto do COVID-19 no mercado fitness. O trabalho terá o seu resultado final disponibilizado de maneira pública, por meio de um relatório, que poderá auxiliar as organizações, as empresas e os profissionais de Educação Física a sistematizarem a gestão do seu trabalho num futuro próximo, no cenário pós-pandemia.

Você pode participar da pesquisa clicando neste link.

A realização deste trabalho conta com o apoio do Sistema CONFEF/CREFs, da startup GymCode, do Projeto Inteligência Esportiva da UFPR, do Grupo de Pesquisa e Estudos em Comunicação e Marketing no Esporte da USP e do Núcleo de Estudos em Gestão e Marketing Esportivo da UDESC. A participação é voluntária e anônima.


pesquisa covid-19



Pesquisa da UFPel busca identificar impacto da COVID-19 nas empresas de atividades físicas e esportivas
31/07/2020
Fonte: CREF2/RS

Com o apoio do CREF2/RS, o Grupo de Gestão em Educação Física, vinculado à Escola de Educação Física da UFPel, está realizando uma pesquisa para identificar o impacto da COVID-19 nas empresas de prestação de serviços em atividade físicas e esportivas no Rio Grande do Sul.

O trabalho tem o intuito de auxiliar o planejamento das empresas do segmento nesse cenário atual, de tantas incertezas. O formulário de participação é online, tem tempo médio de resposta de cinco minutos, e está disponível neste link.


Pesquisa covid-19 ufpel



Sesc-RS promove Dia do Desafio online nesta quarta-feira
27/05/2020
Fonte: CREF2/RS

Nesta quarta-feira, dia 27 de maio, o Sesc-RS promove nesta quarta-feira, dia 27 de maio, a 26ª edição do Dia do Desafio. O evento, realizado mundialmente pela TAFISA (The Association For International Sport for All), é um dos maiores movimentos sociais no combate ao sedentarismo do planeta e conta com o apoio do CREF2/RS, mais uma vez, no âmbito do Rio Grande do Sul.

Por conta do momento atual, relacionado à pandemia do novo coronavírus (COVID-19), esta edição do Dia do Desafio tem o intuito de estimular que a toda a população do Estado pratique atividade física de casa. O Sesc-RS, neste sentido, estará transmitindo diversas aulas online de maneira gratuita pela sua página do Facebook, que pode ser acessada pelo link www.facebook.com/SescRS.

Cada participante pode compartilhar e convocar os seus amigos para participar do desafio, lembrando de utilizar as hashtags #DDDOnline e #DiadoDesafio2020 e de marcar o perfil @sescrs nas redes sociais. Mais informações sobre o Dia do Desafio estão disponíveis nesta página do Sesc-RS e também no evento oficial no Facebook.


Sesc-RS Dia do Desafio



Academias de Caxias do Sul promovem campanha beneficente contra COVID-19
04/05/2020
Fonte: CREF2/RS

Desde a última sexta-feira, dia 1º de maio, diversas academias de Caxias do Sul estão promovendo uma campanha beneficente, com o intuito de arrecadar e doar alimentos às comunidades carentes e mais prejudicadas com a pandemia do coronavírus na Serra. A iniciativa, batizada com o nome “Academias Unidas”, se estenderá até o próximo domingo, dia 10 de maio.

Todos os interessados em participar devem fazer a sua entrega de alimentos não perecíveis em uma das academias listadas abaixo. A campanha tem o apoio do CREF2/RS:

Villagio Fitness (CREF 005110-PJ/RS)
Rua Santo Verggani, 442

Performa Academia (CREF 001883-PJ/RS)
Rua Moreira César, 1685

Raiar – Unidade Cinquentenário (CREF 000128-PJ/RS)
Rua Alcides Maya, 294

Raiar – Unidade São Pelegrino (CREF 005049-PJ/RS)
Rua Augusto Pestana, 296

Pranadar – Unidade Panazzolo (CREF 000127-PJ/RS)
Rua Daltro Filho, 2277

Pranadar – Unidade Sagrada Família (CREF 003397-PJ/RS)
Rua Atílio Andreazza, 3355

Fit Club Gold – Unidade Matriz Villagio Iguatemi (CREF 005335-PJ/RS)
Avenida Terezinha Pauletti, 172

Fit Club Gold – Unidade Esplanada (CREF 005336-PJ/RS)
Avenida Bom Pastor, 2217

Fit Club Gold – Unidade Cruzeiro (CREF 005337-PJ/RS)
Rua Luiz Michielon, 1610

Academia Bem Viver – Unidade Diamantino (CREF 004968-PJ/RS)
Rua Madre Bárbara, 806

Academia Bem Viver – Unidade Farroupilha (CREF 005122-PJ/RS)
Rua Padova, 187

Academia Base Ativa (CREF 003196-PJ/RS)
Rua Dr. Calixto Maximiliano Rassia, 773

Personal Fit Academia (CREF 005123-PJ/RS)
Rua Victor Sanvitto, 47

Bohrer Sports (CREF 001046-PJ/RS)
Rua Antônio Ribeiro Mendes, 2800

Vida Sports Academia (CREF 002194-PJ/RS)
Rua Pinheiro Machado, 2569

Academia Vidativa – Unidade Ana Rech (CREF 000389-PJ/RS)
Rua José Geraldo Basso, 50

Academia Vidativa – Unidade Planalto (CREF 002164-PJ/RS)
Rua Marcopolo, 199

Bio Center Academia – Unidade Santa Catarina (CREF 000205-PJ/RS)
Rua Jacob Luchesi, 1887

Bio Center Academia – Unidade São Pelegrino
Rua Júlio de Castilhos, 3176

Academia Corpus Move (CREF 001731-PJ/RS)
Rua Camaleão, 451

Studio Corpus Fit (CREF 004569-PJ/RS)
Rua André Michelon, 156

Motivida (CREF 002381-PJ/RS)
Avenida Dr. Assis Antônio Mariane, 648

Academia Energia (CREF 005121-PJ/RS)
BR 116, 1104, Galópolis

SixGym Premium (CREF 002776-PJ/RS)
Rua Sinimbu, 386

Academia Exerce Fitness (CREF 002128-PJ/RS)
Rua Vereador Otto Scheifler, 31

Cia do Corpo (CREF 001305-PJ/RS)
Rua Luiz Michelon, 2121/Sala Superior

Power Premium Evolution (CREF 004735-PJ/RS)
Rua Visconde de Pelotas, 2038

Hideale (CREF 003396-PJ/RS)
Rua Pedro Tomasi, 1017

TchêCrossFit (CREF 002161-PJ/RS)
Rua Mariana Prezzi, 910

Academia Titan (CREF 000394-PJ/RS)
Rua Luiz Michelon, 445

King’s Gym Academia (CREF 004069-PJ/RS)
Rua Pinheiro Machado, 1510

Sportscenter Academia (CREF 003093-PJ/RS)
Rua Avelino Antônio de Souza, 552

Ge Training Club (CREF 004262-PJ/RS)
Rua Jacob Luchesi, 1944

Power Fitness Academia (CREF 003480-PJ/RS)
Rua João Venzon Netto, 70

Academia Hulk's Gym (CREF 004654-PJ/RS)
Rua Matheo Gianela, 740

Academia Repúblyca Fitness (CREF 003033-PJ/RS)
Rua Quintino Bocayuva, 1021

Academia Bora Bora (CREF 003013-PJ/RS)
Rua Manoel Eugênio Oliveira Soares, 23

Academia Evolution (CREF 003355-PJ/RS)
Rua Sarmento Leite, 3392

Center Life Academia (CREF 002970-PJ/RS)
Rua Jacob Luchesi, 3854

Espaço Integrado Tisiane Tieppo (CREF 015991-G/RS)
Rua Vinte de Setembro, 2712/Sala 3

O2 Academia (CREF 002957-PJ/RS)
Rua Silveira Martins, 1799

Schubert Fitness (CREF 003740-PJ/RS)
Rua Hugo Luciano Ronca, 2335

Rasia Pro Trainer (CREF 005081-PJ/RS)
Rua Sinimbu, 1536/Sala 57

Fast Training Academia (CREF 001378-PJ/RS)
Rua Sarmento Leite, 1161

Studio Personal Marina Parenti (CREF 016519-G/RS)
Rua Bortolozani, 240/Sala 1

Onix Studio Personal (CREF 027290-G/RS)
Avenida Hércules, 1991

Vitta & Salute Academia (CREF 001894-PJ/RS)
Avenda Arthur Perottoni, 1185

Fight Center – Fernanda Pazini (CREF 025215-G/RS)
Rua Sinimbu, 2440

ATIVE Academia (CREF 004862-PJ/RS)
Rua Nilceu de Melo Catarina, 2849

Studio de Treinamento Funcional Viver Bem (CREF 012964-G/RS)
Rua Aurélia de Carli Andreazza, 1162

Body Academia (CREF 001896-PJ/RS)
Rua Feijó Júnior, 1023/Sala 4

R3 Fitness Academia (CREF 002207-PJ/RS)
Rua Fábio Formolo, 1596

Centro de treinamento Julião Tora (CREF 000717-PJ/RS)
Avenida Rosseti, 345

RedRocks Academia (CREF 001450-PJ/RS)
Rua Marechal Floriano, 1548

Happy Sports Kids Club (CREF 005333-PJ/RS)
Rua Os Dezoito do Forte, 457

Academia Vinhedos Fitness (CREF 002760-PJ/RS)
Rua Honey de Bertussi, 1130

Moviment Academia (CREF 001925-PJ/RS)
Avenida França, 1212, Bela Vista

Escola de Judô KuseDojô – Miguel Kuse (CREF 011310-G/RS)
Rua Venâncio Aires, 157

Academia Motivação (CREF 004709-PJ/RS)
Rua Oscar Bertoldo, 234

Denique Club e CrossFit Caxias do Sul (CREF 004013-PJ/RS)
Rua Carlos Dutra Viana, 261

Woman Fitness Academia (CREF 001729-PJ/RS)
Avenida Rio Branco, 957/Sala 2

Academia Life Company (CREF 003094-PJ/RS)
Avenida Itália, 417/6º Andar


Academias Caxias do Sul Beneficente



Convenção Brasil adiada para novembro
01/04/2020
Fonte: CREF2/RS

A 27ª edição do Convenção Brasil, por causa da pandemia do coronavírus, foi transferida para os dias 13, 14 e 15 de novembro. O evento, que conta com o apoio do CREF2/RS, será realizado no Parque Esportivo da PUCRS, em Porto Alegre.

Profissionais registrados no Conselho têm 10% de desconto na inscrição de dois cursos e 20% de desconto na inscrição de três ou mais atividades da Convenção Brasil. A programação completa deste ano está disponível neste site: www.convencaobrasil.com.br

27ª Convenção Brasil
Data: 13 a 15 de novembro
Local: Parque Esportivo da PUCRS
Endereço: Avenida Ipiranga, 6690 – Partenon
Inscrição e mais informações: www.convencaobrasil.com.br


Eventos Convenção Brasil



CREF2/RS realiza 9º Fórum de Mobilização pela Educação Física Escolar em Capão da Canoa
04/03/2020
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS irá realizar, no dia 4 de abril, a nova edição do Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar, em Capão da Canoa. O evento, que tem o apoio da APEF/RS e integra a programação do 46º Encontro Nacional dos Profissionais de Educação Física (ENAPEF), vai ocorrer na Casa de Cultura Erico Verissimo e contará com duas palestras, ministradas por Cláudia Lucchese (CREF 002358-G/RS) e Eneida Feix (CREF 002116-G/RS), e uma atividade lúdica conduzida por Fernando Saraiva (CREF 002582-P/RS). As inscrições são gratuitas e podem ser feitas aqui ou diretamente no local.

Eneida é especialista em Educação Psicomotora, em Lazer e Recreação e em Jornalismo Esportivo e possui mestrado na área de Ciências do Movimento Humano. Tem 40 anos de experiência na área de Recreação, com atuação no Ministério do Esporte, na Secretaria Municipal de Educação e de Esportes, Recreação e Lazer de Porto Alegre, na FUNDERGS e nos Ensinos especial, Fundamental, Médio e Superior. Já Cláudia é graduada pela UFRGS e possui pós-graduação em Medicina e Ciências do Esporte (UFRGS) e em Ergonomia (UGF). É coordenadora dos programas de Qualidade de Vida no Banrisul e certificada pela International Stress Management Association em gerenciamento do stress no trabalho.

Promovido pela Comissão de Educação Física Escolar do CREF2/RS, o Fórum está previsto para iniciar às 13h45min e para encerrar às 16h45min. O evento, é aberto para todos os profissionais e acadêmicos do curso de Educação Física. O Conselho emitirá certificado online para todos os presentes na atividade.

9º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar
Data e horário: 4 de abril, sábado, das 13h45min às 16h45min
Local: Casa de Cultura Erico Verissimo
Endereço: Avenida Flávio Boianowski, 789 – Zona Nova (Capão da Canoa)
Entrada gratuita. Inscrições aqui ou diretamente no local


Educação Física Escolar Escolas Capão da Canoa ENAPEF



Fiscalização do CREF2/RS realiza força-tarefa em três municípios
12/11/2019
Fonte: CREF2/RS

Ao longo deste ano, a Comissão de Orientação e Fiscalização (COF) do CREF2/RS traçou uma estratégia de organização para as operações de fiscalização do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR), denominada Força-Tarefa. O processo teve origem em uma reunião realizada no início do ano, entre a COF, os profissionais de Educação Física e os proprietários de PJ's em Bento Gonçalves.

Na ocasião, os conselheiros Alessandro Gamboa (CREF 001534-G/RS), Carla Pretto (CREF 006564-G/RS) e o assessor de Fiscalização Samuel Almeida (CREF 013510-G/RS) explicaram as ações e os processos de fiscalização, além de aspectos referentes à Lei do Estágio. Em contrapartida, os profissionais e os proprietários questionaram o Conselho sobre o exercício profissional e sobre as ações de fiscalização realizadas na região da Serra. Ao final do encontro, eles entregaram uma lista à COF, contendo nomes de 70 estabelecimentos com possíveis irregularidades e solicitaram uma ação efetiva por parte do CREF2/RS.

Bento Gonçalves

Com as informações repassadas na reunião, o DEFOR realizou uma investigação minuciosa dos dados, apresentando uma análise da situação à COF. A partir deste momento, foi dado início à operação, com a organização da primeira Força-Tarefa. Coordenada por Almeida, uma equipe composta por quatro fiscais foi deslocada nos dias 28 e 29 de maio para Bento Gonçalves. Durante a ação, os agentes fiscais do CREF2/RS visitaram 40 estabelecimentos, dos quais 22 estavam em situação regular, enquanto outros 18 apresentavam irregularidades. Eles lavraram 18 autos de infração de Pessoa Jurídica e 19 autos de infração de Pessoa Física.

Os casos de maior incidência nas autuações de Pessoa Jurídica foram relativas à infração nº 22 - permitir atuação de Pessoa Física exercendo atividade de profissionais de Educação Física e à infração nº 26 - estabelecimento sem profissional de Educação Física presente, ambas com 24% de incidência. Também foram flagradas as infrações nº 3 - Quadro de Profissionais desatualizado junto ao CREF2/RS, representando 17% das ocorrências, a infração nº 1 - empresa sem registro junto ao CREF2/RS - com 10%, e a infração nº 21 - permitir atuação de diplomado sem registro, com 7% de incidência.

Nas autuações de Pessoa Física, houve uma maior ocorrência da infração nº 13 – permitir atuação de Pessoa Física exercendo atividade de profissional de Educação Física – Exercício ilegal, com 32% de incidência. A infração nº 17 – infração ao Código de Ética atingiu 29% de incidência, enquanto que a infração nº 18 – Responsável Técnico descumprindo obrigações inerentes à função e a infração nº 12 – diplomado em Educação Física sem registro exercendo atividade profissional apresentaram, respectivamente, 25% e 7% de incidências.

Carazinho

A segunda operação Força-Tarefa foi acionada a partir de um ofício encaminhado ao CREF2/RS pelo promotor de Justiça Paulo Estevan, da Promotoria de Justiça Cível de Carazinho. O documento solicitava ao Conselho a fiscalização em oito estabelecimentos daquele município. De posse dos dados das academias, Gamboa e Almeida acompanharam a Força-Tarefa, que atuou no município entre os dias 25 e 26 de julho. Na operação, foram visitados 29 estabelecimentos, dos quais 19 estavam regulares e dez apresentavam irregularidades. A Força-Tarefa lavrou dez autos de infração de Pessoa Jurídica e sete autos de infração de Pessoa Física.

Nas autuações de Pessoa Jurídica, a maior incidência ocorreu com a infração nº 1 – sem registro junto ao CREF2/RS, que atingiu 40% das ocorrências. O segundo maior registro foi de academias que permitiam a atuação de Pessoa Física exercendo a atividade de profissionais de Educação Física – infração nº 22, com 30% de incidência; e a infração nº 26 – sem profissional de Educação Física presente, representando 30% das ocorrências.

Nas autuações de Pessoa Física, a infração nº 18 – RT descumprindo obrigações inerentes à função registrou o maior percentual de incidência, alcançando 57% dos autos, enquanto a infração nº 13 - permitir atuação de Pessoa Física exercendo atividade de profissional de Educação Física – Exercício Ilegal registrou 42% de incidência.

Rio Grande

A terceira Força-Tarefa foi estruturada nos mesmos moldes da operação realizada em Bento Gonçalves. No dia 17 de agosto, os conselheiros Alessandro Gamboa e Carla Pretto reuniram-se com profissionais de Educação Física e proprietários de PJ's do município de Rio Grande. Ao final do encontro, também houve cooperação dos profissionais e dos empresários, que encaminharam à COF uma lista com 27 possíveis estabelecimentos irregulares.

Após o DEFOR realizar a análise dos dados, formou-se a Força-Tarefa Rio Grande, composta por quatro fiscais, coordenados novamente por Almeida. A ação, desenvolvida entre os dias 7 e 12 de outubro, visitou 63 estabelecimentos, dos quais 34 estavam regulares e 29 irregulares. A Força-Tarefa lavrou 29 autos de infração de Pessoa Jurídica e 42 autos de infração de Pessoa Física. Na operação, cinco estabelecimentos foram fechados, com a necessidade de apoio da Brigada Militar em duas academias.

Nas autuações de Pessoa Jurídica, houve maior ocorrência da infração nº 1 - sem registro junto ao CREF2/RS, com 58% de incidência. A infração nº 22 - permitir atuação de Pessoa Física exercendo atividade de profissionais de Educação Física registrou 51% de ocorrências e a infração nº 26 – sem profissional de Educação Física presente alcançou 41% de incidência.

Os maiores casos vistos nas autuações de Pessoa Física foram relativos à infração nº 13 – permitir atuação de Pessoa Física exercendo atividade de profissional de Educação Física – Exercício ilegal, registrando 54,7% das autuações. A infração nº 27 – infração ao Código de Ética obteve 33,3% dos autos.

Denuncie irregularidades

Você pode contribuir com o trabalho da Fiscalização encaminhando a sua denúncia pelo formulário disponível neste link. Não são aceitas denúncias anônimas ou por telefone. O CREF2/RS mantém sob total sigilo os dados de todos os denunciantes.


Fiscalização COF



CREF2/RS participa de campanha desenvolvida pela Associação Solidária Só os Fortes
31/10/2019
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS, em parceria com a Associação Solidária Só os Fortes, está arrecadando alimentos não perecíveis, roupas, lacres de latas de alumínio e tampas de garrafa PET. O ponto de coleta das doações está instalado na recepção do Conselho, na sua sede em Porto Alegre.

A campanha conjunta com o CREF2/RS tem o intuito de beneficiar asilos, creches e abrigos, assim como moradores de rua, portadores de necessidades especiais e famílias que perderam os seus pertences em incêndios e enchentes. Segundo a representante da Associação, Andrenise Silva, também estão sendo aceitos móveis em bom estado e eletrodomésticos, recolhidos diretamente na residência do doador, mediante agendamento antecipado.

Andrenise também frisa que, com os lacres de latas de alumínio, é possível adquirir cadeiras de rodas e que as tampas de garrafa PET podem ser trocadas por alimentos. Segundo a conselheira Sônia Waengertner (CREF 007781-G/RS), coordenadora da campanha no CREF2/RS, a ação mostra que um pequeno gesto, como separar uma tampa ou um lacre, pode fazer a diferença na vida de pessoas que tanto precisam de apoio.

Associação Solidária Só os Fortes
Endereço: Avenida Benjamin Constant, 212 - Bairro São João
Telefone para contato: (51) 98499-7264


Campanha



MPF recomenda ao Ministério da Educação suspender autorização para funcionamento de novos cursos EAD na área da saúde
10/10/2019
Fonte: Ministério Público Federal

O Ministério Público Federal encaminhou na última terça-feira, dia 8 de outubro, uma recomendação ao Ministério da Educação para que seja suspensa, imediatamente, a autorização para funcionamento de novos cursos de graduação na área da saúde na modalidade Educação a Distância (EAD). O pedido é para que esta determinação seja mantida até que seja concluída a tramitação do Projeto de Lei 5414/2016, que trata do tema, ou até que haja a devida regulamentação do art. 80 da Lei 9.394/96 (Lei de Diretrizes e Bases da Educação), sobre desenvolvimento do ensino a distância.

O credenciamento de Instituições de Educação Superior exclusivamente para oferta de cursos de graduação na modalidade à distância foi autorizado pelo Decreto nº 9.057, de maio de 2017. O ato não prevê tratamento diferenciado para cursos voltados ao campo da saúde. No entanto, o ensino para essa área temática conta com diretrizes específicas e já anteriormente aprovadas pelo Conselho Nacional de Saúde (CNS). A Resolução CNS 350, de junho de 2005, por exemplo, determina que a abertura de cursos no campo da saúde somente pode ser feita pelo MEC caso não haja objeção por parte do Ministério da Saúde e do próprio Conselho Nacional.

Acerca do tema, o CNS também tem publicada, desde 2016, uma resolução na qual externa posicionamento contrário à autorização de todo e qualquer curso de graduação da área da saúde ministrado na modalidade EAD. O documento aponta preocupação com os prejuízos que tais cursos podem oferecer à qualidade da formação dos profissionais, bem como os riscos que esses profissionais possam causar à sociedade, “uma vez que passam por uma formação inadequada e sem integração do ensino com a comunidade”.

Na recomendação, o Ministério Público Federal destaca que a formação de profissionais de saúde demanda uma interação constante entre trabalhadores da área, estudantes e pacientes, a fim de assegurar a integralidade da atenção, a qualidade e a humanização do atendimento prestado aos indivíduos, famílias e comunidades. Nesse sentido, é fundamental que os estudantes estejam inseridos em atividades práticas como forma de aperfeiçoar o ensino teórico.

O MPF ressalta que a formação na área da saúde não se limita a oferecer conteúdos teóricos, pois “exige o desenvolvimento de habilidades técnicas, clínicas e laboratoriais que não são passíveis de aquisição na modalidade EAD, sem o contato direto com o ser humano, visto tratar-se de componentes da formação que se adquirem nas práticas inter-relacionais”.

A recomendação cita ainda uma nota pública contra a graduação à distância na área da saúde assinada por cinquenta entidades representativas de associações nacionais de ensino, conselhos profissionais, federações e executivas estudantis. No documento, as entidades defendem que a formação de trabalhadores no campo da saúde deve ser realizada por meio de cursos presenciais, com o objetivo principal de garantir a segurança e a resolubilidade na prestação dos serviços de saúde à população brasileira.

A recomendação ao MEC se dá no âmbito de um inquérito civil que tramita na Procuradoria da República em Goiás e é assinada pela procuradora federal dos Direitos do Cidadão, Deborah Duprat, e pela procuradora regional dos Direitos do Cidadão no Estado, Mariane Guimarães. O Ministério da Educação terá 30 dias para que informe as medidas adotadas para o cumprimento da solicitação ou as razões para o seu não acatamento.

Foto: Agência Brasil


EAD



CREF2/RS homenageia vencedores do Troféu Destaque 2019
02/09/2019
Fonte: CREF2/RS

No sábado, dia 31 de agosto, o CREF2/RS promoveu a entrega do Troféu Destaque 2019. O prêmio, criado pelo Conselho como forma de comemorar o Dia do Profissional de Educação Física, celebrado em 1º de setembro, teve a sua cerimônia realizada na Praça dos Fundadores do Grêmio Náutico União, com um coquetel festivo.

Divididos em quatro categorias principais, os finalistas do Troféu Destaque 2019 foram escolhidos pelos profissionais registrados, que puderam indicar os seus favoritos por meio de uma votação aberta no site do Conselho. Todos os ganhadores foram eleitos pela Plenária e revelados durante a cerimônia. As empresas que completaram dez anos de registro ininterrupto, em 2019, também foram convidadas para a festa e receberam um certificado de homenagem pelos serviços prestados.

A cerimônia iniciou às 20h, com um discurso do presidente do CREF2/RS José Edgar Meurer (CREF 001953-G/RS). Na sua fala, ele deu boas-vindas aos presentes e reforçou a relevância do Troféu Destaque, sobretudo para a valorização da profissão. “É com grande honra que o CREF2/RS parabeniza e homenageia diversos profissionais de Educação Física nesta noite, pelo trabalho importantíssimo que desempenham para toda a sociedade”, frisou.

Homenagens especiais

Além dos quatro vencedores conhecidos durante a cerimônia, o CREF2/RS entregou outros quatro prêmios. O primeiro foi o Voto de Louvor ao profissional Juliano Mantovani (CREF 025864-G/RS), professor de Educação Física do Instituto Estadual de Educação Assis Chateaubriand, em Charqueadas. Na última semana, Mantovani ficou conhecido no Brasil inteiro por proteger os alunos da sua escola de um atentado, evitando uma grande tragédia.

Edison Cardoso (CREF 000001-G/RS), mais conhecido pelo apelido de Macaco e falecido em abril de 2018, também foi condecorado. Um dos criadores do CREF2/RS e ex-presidente da Federação Gaúcha de Basquete e da APEF, ele foi representado pelos seus dois filhos e recebeu o troféu Homenagem Especial – In Memoriam. Referência para o esporte e para a Educação Física, Cardoso obteve reconhecimento por atuar de maneira pioneira para a regulamentação e para a valorização da profissão.

O conselheiro federal Carlos Cimino (CREF 001691-G/RS), que foi o mestre de cerimônias do evento, ainda chamou ao palco Joel Pedroso (CREF 000241-G/RS), vencedor na categoria Personalidade; e Renita Dametto, homenageada com o Mérito da Educação Física. Eles receberam os seus troféus através de uma escolha feita diretamente pela Plenária. A lista completa dos ganhadores do Troféu Destaque 2019 é:

Categoria Profissional – Atuação Bacharelado:
Roberta Borges (CREF 007239-G/RS)
Graduada em Educação Física pela UFPel e pós-graduada em marketing esportivo e academias de ginástica, é proprietária da Academia VO2 Beta, em Pelotas, há 18 anos. Atua na área fitness com aulas de jump, step, local e é uma das referências em todo o Estado nas modalidades kangoo jumps, board fitness e HUGS 7.

Categoria Profissional – Atuação Licenciatura:
Josiane Fassini (CREF 013909-G/RS)
Graduada em Educação Física pela Ulbra Canoas e pós-graduada em Mídias e Educação, é professora da Escola Municipal Miguel Couto, em Nova Santa Rita. Atua com a inclusão através do projeto “Educação Física Inclusiva na EJA”, com atividades desportivas adaptadas, como goalball e vôlei sentado. É também coordenadora do projeto “A Escola da Universidade”, em parceria com o curso de Educação Física da Ulbra.

Categoria Profissional – Atuação Projetos Sociais:
Evandir Ferraz (CREF 008382-P/RS)
Conhecido pelo nome artístico Mike Júnior, é professor de street dance no Ballet Gutierres, em Porto Alegre. Pioneiro em adotar e explorar a cultura hip hop em suas aulas, há 15 anos desenvolve um projeto social no Centro Comunitário da Vila Orfanotrófio, aproximando crianças carentes da dança. É idealizador da modalidade hip hop fitness e instrutor de step nas academias Movere Fitness, HF Personal Training e Fit Academia.

Categoria Pessoa Jurídica:
Fazendo Onda (CREF 001345-PJ/RS)
Em atividade desde 202, a Fazendo Onda é uma escola de natação e academia de Igrejinha. Além de aulas de natação, hidroginástica e caminhada aquática, também desenvolve projetos de emagrecimento para grupos de pessoas com IMC acima da faixa “Obesidade 1”, com duração de seis meses e prêmios para os melhores resultados. Em quatro etapas realizadas até o momento, ajudou a eliminar mais de 620kg somente através da atividade física.

Personalidade:
Joel Pedroso (CREF 000241-G/RS)
Graduado em Educação Física pelo IPA, é oficial da reserva da Brigada Militar. Atuou grande parte da sua carreira no Corpo de Bombeiros e exerceu diversas funções, como coordenador dos salva-vidas da Operação Golfinho, diretor da Escola de Educação Física da Brigada Militar e comandante dos Bombeiros em Porto Alegre. Também foi coordenador de segurança aquática na Olimpíada e Paralimpíada do Rio de Janeiro, nas provas de remo e canoagem. Atualmente é gerente de esportes do Grêmio Náutico União e presidente da Sociedade Brasileira de Salvamento Aquático.

Mérito da Educação Física:
Renita Dametto
Graduada em Educação Física pela Feevale, é especialista em Treinamento Esportivo e mestre em Educação. Ex-atleta da Seleção Brasileira de handebol, foi professora rede pública de Porto Alegre, secretária de Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul e presidente da FUNDERGS. Integrou o Conselho Nacional de Esporte e Lazer, o Conselho Nacional da Ciência e Tecnologia e a Câmara Técnica da Lei de Incentivo ao Esporte. Instituiu o Programa RS Educação Digital e o Programa de Apoio aos Parques Tecnológicos. Coordenou a reestruturação do CETE, o 20° Campeonato Mundial de Atletismo Máster e a Passagem da Tocha Olímpica em Porto Alegre.


Trofeu Destaque



CREF2/RS participa de ação de fiscalização conjunta em Caxias do Sul
26/07/2019
Fonte: CREF2/RS

Ao longo desta semana, o Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS participou de uma ação de fiscalização conjunta em Caxias do Sul. A iniciativa, promovida pelo Grupo de Agentes Fiscais do Fórum dos Conselhos Regionais e Ordens das Profissões Regulamentadas do Rio Grande do Sul (FÓRUM-RS), contou também com o apoio da Vigilância Sanitária.

De acordo com a agente fiscal do CREF2/RS Fabiane Liell (CREF 020063-G/RS), o foco desta atividade foi visitar estabelecimentos relacionados à área da saúde, como hospitais, academias e clínicas estéticas. “Nós estivemos envolvidos em uma semana de muita troca de experiências, vivência de outras realidades e crescimento profissional. Foi muito gratificante poder conhecer rotinas, dificuldades e propósitos de outros Conselhos, percebendo como todos nós lutamos pelas nossas profissões e defendemos a sociedade”, avaliou a agente fiscal.

Com a participação de agentes fiscais dos Conselhos de Fonoaudiologia, Enfermagem, Nutricionistas, Fisioterapia e Terapia Ocupacional, Biomedicina, Farmácia, Engenharia e Agronomia, Medicina, Psicologia, Administração e Medicina Veterinária, o trabalho coletivo foi considerado extremamente positivo e de grande repercussão, tanto entre empresários e clientes que estavam frequentando estes espaços no momento das visitas. “Esperamos que mais ações com esta sejam realizadas pelo FÓRUM-RS, com o intuito de coibir cada vez mais o exercício ilegal ou irregular das profissões”, concluiu Fabiane.


Fiscalização Caxias do Sul



CREF2/RS realiza 8º Fórum de Mobilização pela Educação Física Escolar em agosto
17/07/2019
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS irá realizar, no dia 24 de agosto, a oitava edição do Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar, em Porto Alegre. O evento, que tem o apoio da APEF/RS e do Sesc/RS, vai ocorrer no SESC Protásio Alves e contará com uma palestra ministrada pelo conselheiro federal Ricardo Catunda (CREF 000001-G/CE) e uma atividade lúdica conduzida por José Anchieta (CREF 000337-G/RS). As inscrições são gratuitas e podem ser feitas aqui.

Com mestrado em Educação em Saúde pela Universidade de Fortaleza e doutorado em Ciências da Educação Física pela Universidade de Lisboa, Catunda atualmente é professor da Universidade Estadual do Ceará e presidente da Comissão de Educação Física Escolar do CONFEF. A sua palestra terá o título “Metodologias Ativas no Ensino da Educação Física”.

Promovido pela Comissão de Educação Física Escolar do CREF2/RS, o Fórum está previsto para iniciar às 13h45min e para encerrar às 16h30min. O evento, que integra a programação gratuita do 45º ENAPEF, é aberto para todos os profissionais e acadêmicos do curso de Educação Física. O Conselho emitirá certificado online para todos os presentes na atividade.

8º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar
Data e horário: 24 de agosto, sábado, das 13h45min às 16h30min
Local: SESC Protásio Alves – Auditório João Daudt
Endereço: Avenida Protásio Alves, 6220 – Petrópolis
Entrada gratuita – inscrições aqui


Educação Física Escolar Comissão de Educação Física Escolar



SESC-RS promove Dia do Desafio em Porto Alegre
24/05/2019
Fonte: SESC/RS

No dia 29 de maio, o SESC-RS irá promover, em Porto Alegre, a 25ª edição do Dia do Desafio, ação que propõe às pessoas interromper suas atividades rotineiras e praticar por, pelo menos, 15 minutos consecutivos de qualquer tipo de atividade física. O evento tem o apoio do CREF2/RS.

Neste ano, a capital gaúcha competirá com Campinas e o município que mobilizar mais pessoas em relação ao número oficial de habitantes vence. Utilize as hashtags #DiaDoDesafio e #PortoAlegre até a data do evento e registre a sua participação enviando fotos e o número de colaboradores engajados pelo e-mail diadosesafiopoa@sesc-rs.com.br. Conheça abaixo os locais públicos para participar, entre às 8h e 18h, em Porto Alegre.

Largo Glênio Peres
Estrutura com toldo e tatame com programação o dia todo com artes marciais e apresentações de dança. Ponto central de arrecadação de agasalho para o desafio solidário

Esquina Democrática
Chute a gol

Rua da Praia
Muro de escalada

Praça da Alfândega
Futemesa

CETE
Programação desenvolvida pelo CETE com aulões de dança, artes marciais, esportes olímpicos e cama elástica, jogo de cotonetes, Bob Esponja e jacaré inflável para as crianças das escolas estaduais e municipais do entorno

Mais informações no site www.sesc-rs.com.br.

Foto: Marco Prass/Arquivo Trensurb


Dia do Desafio



Primeiro Campeonato Brasileiro de Canicross ocorre no Rio Grande do Sul
09/05/2019
Fonte: CREF2/RS

Com o apoio do CREF2/RS, o primeiro Vai Totó – Campeonato Brasileiro de Canicross ocorreu no domingo, dia 5 de abril, em Torres. O evento reuniu diversos participantes, dos mais diferentes Estados. "Nossa responsabilidade é grande quando contagiamos as pessoas e elas iniciam a prática esportiva. O canicross é um esporte sério e tem regras, sempre pensando no bem-estar animal”, avaliou Maurício Pinzkoski, organizador do Vai Totó.

A corrida com cachorro nasceu em 1990, na Inglaterra. O objetivo do canicross é criar um vínculo com o cachorro através da corrida em que o cão deve ir à frente, utilizando um equipamento apropriado, fazendo tração. Muito popular na Europa, no Brasil ele tem se desenvolvido a partir do Rio Grande do Sul com as ações voluntárias e beneficentes da Vai Totó desde 2016.

Confira os campeões brasileiros:

Categoria Estreante Feminino
1º Daniela Gorziza/Cusco – 24'21''33

Categoria Estreante Masculino
1º Maicon Grossmann – ASCORT – 20'42''77

Categoria Elite Feminino - DCWV - Canicross Veteran Woman (40 anos ou +)
1º Letícia Casonatto/Cusco – 45'10''54

Categoria Elite Feminino - DCW - Canicross Elite Woman (17 a 39 anos)
1º Simone Jablonski/Phoenix – 44'04''83

Categoria Elite Masculino - DCMV - Canicross Veteran Man (40 anos ou +)
1º Caio Celso M. Vidor – 52'15''84

Categoria Elite Masculino - DCM - Canicross Elite Man (17 a 39 anos)
1º Victor Salazar/Cusco –31'11''33


Canicross



CREF2/RS entrega agasalhos ao Fitness Solidariedade no Ginásio Tesourinha
30/04/2019
Fonte: PMPA

O CREF2/RS participou no domingo, dia 28 de abril, da 3ª edição do Fitness Solidariedade, que reuniu quase 300 pessoas de todas as idades, assim como nomes de relevância de diversas academias. O evento ocorreu no Ginásio Tesourinha, onde o Conselho entregou as roupas arrecadas na campanha solidária que está realizando na sua sede.

A ação foi promovida pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Esporte e coordenada pela Diretoria de Esportes, Recreação e Lazer, também com o apoio do CREF2/RS, da Relax Massagem, do Departamento Municipal de Habitação, da Guarda Municipal, da Carris e da Ceasa, que doou frutas para o lanche dos dançarinos. Aulas de ritmos como zumba, funk, dança de salão, hit pop, aeroplus, dança do ventre e salsa levaram alegria e movimentou os participantes.

Cláudio Franzen (CREF 003304-G/RS), diretor-geral de Esportes de Porto Alegre e 1º secretário do CREF2/RS, deu enfoque para a troca interpessoal como o grande destaque desse tipo de atividade. “É emocionante o carinho que damos e recebemos em todas as edições do Fitness. Esta iniciativa surgiu de uma ideia carinhosa para arrecadar agasalhos e, quando percebemos, tínhamos grandes parceiros envolvidos no nosso projeto. É a alma e o corpo caminhando juntos”, enfatizou.

Foto: Joel Vargas/PMPA


Fitness Solidariedade



CREF2/RS é contrário a projeto de Marchezan que entrega parques à iniciativa privada
04/04/2019
Fonte: CREF2/RS

Nesta quarta-feira, dia 3 de abril, o presidente do CREF2/RS José Edgar Meurer (CREF 001953-G/RS) levou o apoio do Conselho aos vereadores, líderes de associações de parques, praças e equipamentos esportivos públicos, bem como dos seus usuários, que lutaram no plenário da Câmara Municipal de Porto Alegre para barrar o Projeto 1330/18, que propõe entregar à iniciativa privada a administração das praças e dos parques urbanos de Porto Alegre por até 35 anos.

Em sua proposta, o prefeito Nelson Marchezan autoriza a cobrança de ingresso pela concessionária para acesso às áreas fechadas dos parques urbanos em que tenham sido realizados "investimentos substanciais" pelo concessionário. Além disso, poderão ser objeto de exploração publicitária o mobiliário e demais equipamentos integrantes da concessão.

Para o presidente do CREF2/RS, um possível cenário em que espaços públicos de lazer e atividade física, reconhecidos como locais promotores de saúde e bem-estar coletivos, sejam cercados e tenham acesso restrito apenas a pagantes, além de uma afronta aos cidadãos de Porto Alegre, é um crime contra a saúde da população, em especial contra os mais pobres, que já sofrem com a crise econômica, péssimos serviços públicos, altíssimo desemprego e violência desenfreada.

Os alvos principais da proposta do Executivo são o Parque da Harmonia, a Redenção e o Parque Chico Mendes, mas outros espaços públicos, como o Arariboia, conhecido por desenvolver atividades sociais, poderão ser fechados para a população. Ao todo, nove parques e 637 praças da cidade podem ser concedidas à iniciativa privada. "Isto afetará a formação das futuras gerações de porto-alegrenses. Em especial, dos mais desassistidos. Veremos a violência crescer, a epidemia do sedentarismo e do consumo de drogas se agravarão. As praças e parques sempre foram do povo, e assim devem permanecer”, declara Meurer. A votação da polêmica acabou transferida para a próxima segunda-feira, dia 8 de abril.


Privatização de Parques e Praças Públicas



CREF2/RS participa de campanha desenvolvida pela Associação Solidária Só os Fortes
27/03/2019
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS, em parceria com a Associação Solidária Só os Fortes, está arrecadando alimentos não perecíveis, roupas, lacres de latas de alumínio e tampas de garrafa PET. O ponto de coleta das doações está instalado na recepção do Conselho, na sua sede em Porto Alegre.

De acordo com Andrenise Silva, representante da Associação, a campanha conjunta com o CREF2/RS tem o intuito de beneficiar asilos, creches e abrigos, assim como moradores de rua, portadores de necessidades especiais e famílias que perderam os seus pertences em incêndios e enchentes. "Também recolhemos móveis em bom estado e eletrodomésticos, diretamente na residência do doador, mediante agendamento antecipado", explica.

Andrenise também frisa que, com os lacres de latas de alumínio, é possível adquirir cadeiras de rodas e que as tampas de garrafa PET podem ser trocadas por alimentos. Segundo a conselheira Sônia Waengertner (CREF 007781-G/RS), coordenadora da campanha no CREF2/RS, a ação mostra que um pequeno gesto, como separar uma tampa ou um lacre, pode fazer a diferença na vida de pessoas que tanto precisam de apoio.

Associação Solidária Só os Fortes
Endereço: Avenida Benjamin Constant, 212 - Bairro São João
Telefone para contato: (51) 98499-7264


Campanha Social



Liga Gaúcha de Trail e CREF2/RS lançam Campeonato Gaúcho de Trail Running
22/02/2019
Fonte: Revista Trail Running/Wanderson Nascimento

O dia 20 de fevereiro de 2019 marca mais um importante capítulo para o trail running brasileiro. Com a homologação da Federação de Atletismo do Estado do Rio Grande do Sul – FAERGS, afiliada da Confederação Brasileira de Atletismo – CBAt, e com a liderança da Câmara Técnica de Corrida de Rua do CREF2/RS, foi lançado o Campeonato Gaúcho de Trail Running.

Idealizado a partir da união de organizadores de provas trail running no Estado, com ampla participação de atletas, técnicos e pessoas ligadas ao esporte, o campeonato passa a ser a competição oficial do estado, que será disputada em seis etapas, com diferentes percursos e distâncias.

De acordo com um dos idealizadores do projeto, Émerson Ramos Corrales, que representou a Raiz Trail, juntamente com a Audax Trail Tour e as FACCAT Trail Run, para formatar o regulamento, o campeonato começou a ser planejado desde o ano passado, quando a Câmara Técnica do CREF2/RS realizou reuniões mensais para organizar o esporte no Rio Grande do Sul e, por meio da união da grande maioria dos organizadores de eventos trail do estado, criou-se a Liga Gaúcha de Trail running. Esses entes, ainda incentivados por assessorias e grupos de corridas, decidiram estreitar os laços com a FAERGS, único órgão que tem propriedade para chancelar um campeonato da modalidade no estado.

Dessa forma, da iniciativa Liga Gaúcha de Trail running e dos seguintes organizadores de eventos de trail: Audax Eventos Esportivos, Corrida de Sexta Eventos Esportivos, Faculdades Integradas de Taquara, J Machado Eventos Esportivos , Raiz Trail Promotora e Produtora de Eventos Esportivos, e TH2 Gramado Eventos, com o apoio do CREF/2 RS e autorizado pela FAERGS, foi lançado o 1º Campeonato Gaúcho de Trail running.

"As provas possuirão o PERMIT da FAERGS e terão a validação da International Trail Running Association (ITRA) em todos os percursos do campeonato. As provas sera?o disputadas de forma individual, em que o objetivo e? concluir o(s) trajeto(s) no menor tempo possível e dentro do limite ma?ximo estipulado por cada etapa. As competições possuem características de autossuficiência ou semi-suficiência para os atletas, de acordo com o regulamento específico de cada etapa", declara.

Émerson vê a iniciativa como promissora para o futuro da modalidade, podendo ser o embrião e o ponto de partida para diversos outros campeonatos estaduais. "Sabemos que o pessoal do nordeste também está em franca organização para isso. E quem sabe se possuirmos campeonatos estaduais reconhecidos por suas federações, possamos em um futuro ter o campeonato brasileiro de trail running. Entendemos que a divulgação e realização do campeonato tem potencial para atrair público de todos os esportes e todas as idades, fazendo com que o trail running seja conhecido, se consolide, cresça e assuma papel de protagonista no universo dos esportes outdoor no país", destaca.

Ele reafirma também a importância da organização e regulamentação para se criar um campeonato desse tipo. "O surgimento de novos circuitos e a entrada de novos organizadores ainda carecem de certa regulação pelos órgãos gestores do esporte no país, para que exista uma convivência harmoniosa entre organizadores, assessorias, grupos e atletas, mas cremos que o trail running nacional caminha nesse sentido. Da nossa parte, ao solicitar a autorização da FAERGS para a realização do CGTR, antes de qualquer objetivo, buscamos focar nossos esforços em apresentar, para o público que busca se desafiar em provas de trail running, um produto regular e chancelado pelos órgãos responsáveis pela gestão no nosso estado e no país", conclui.

O 1º CAMPEONATO GAÚCHO DE TRAIL RUNNING será dividido nas seguintes categorias, para ambos os sexos: Curto: Até 9km
Médio: Entre 10km e 20km
Longo: Entre 21km e 42km
Ultra: Acima de 43km
Para mais informações e consulta do regulamento, acesse o site oficial do evento: cgtrail2019.


Câmara Técnica de Corrida de Rua



Liga Gaúcha de Trail e CREF2/RS lançam Campeonato Gaúcho de Trail Running
22/02/2019
Fonte: Revista Trail Running/Wanderson Nascimento

O dia 20 de fevereiro de 2019 marca mais um importante capítulo para o trail running brasileiro. Com a homologação da Federação de Atletismo do Estado do Rio Grande do Sul – FAERGS, afiliada da Confederação Brasileira de Atletismo – CBAt, e com a liderança da Câmara Técnica de Corrida de Rua do CREF2/RS, foi lançado o Campeonato Gaúcho de Trail Running.

Idealizado a partir da união de organizadores de provas trail running no Estado, com ampla participação de atletas, técnicos e pessoas ligadas ao esporte, o campeonato passa a ser a competição oficial do estado, que será disputada em seis etapas, com diferentes percursos e distâncias.

De acordo com um dos idealizadores do projeto, Émerson Ramos Corrales, que representou a Raiz Trail, juntamente com a Audax Trail Tour e as FACCAT Trail Run, para formatar o regulamento, o campeonato começou a ser planejado desde o ano passado, quando a Câmara Técnica do CREF2/RS realizou reuniões mensais para organizar o esporte no Rio Grande do Sul e, por meio da união da grande maioria dos organizadores de eventos trail do estado, criou-se a Liga Gaúcha de Trail running. Esses entes, ainda incentivados por assessorias e grupos de corridas, decidiram estreitar os laços com a FAERGS, único órgão que tem propriedade para chancelar um campeonato da modalidade no estado.

Dessa forma, da iniciativa Liga Gaúcha de Trail running e dos seguintes organizadores de eventos de trail: Audax Eventos Esportivos, Corrida de Sexta Eventos Esportivos, Faculdades Integradas de Taquara, J Machado Eventos Esportivos , Raiz Trail Promotora e Produtora de Eventos Esportivos, e TH2 Gramado Eventos, com o apoio do CREF/2 RS e autorizado pela FAERGS, foi lançado o 1º Campeonato Gaúcho de Trail running.

"As provas possuirão o PERMIT da FAERGS e terão a validação da International Trail Running Association (ITRA) em todos os percursos do campeonato. As provas serão disputadas de forma individual, em que o objetivo é concluir o(s) trajeto(s) no menor tempo possível e dentro do limite máximo estipulado por cada etapa. As competições possuem características de autossuficiência ou semi-suficiência para os atletas, de acordo com o regulamento específico de cada etapa", declara.

Émerson vê a iniciativa como promissora para o futuro da modalidade, podendo ser o embrião e o ponto de partida para diversos outros campeonatos estaduais. "Sabemos que o pessoal do nordeste também está em franca organização para isso. E quem sabe se possuirmos campeonatos estaduais reconhecidos por suas federações, possamos em um futuro ter o campeonato brasileiro de trail running. Entendemos que a divulgação e realização do campeonato tem potencial para atrair público de todos os esportes e todas as idades, fazendo com que o trail running seja conhecido, se consolide, cresça e assuma papel de protagonista no universo dos esportes outdoor no país", destaca.

Ele reafirma também a importância da organização e regulamentação para se criar um campeonato desse tipo. "O surgimento de novos circuitos e a entrada de novos organizadores ainda carecem de certa regulação pelos órgãos gestores do esporte no país, para que exista uma convivência harmoniosa entre organizadores, assessorias, grupos e atletas, mas cremos que o trail running nacional caminha nesse sentido. Da nossa parte, ao solicitar a autorização da FAERGS para a realização do CGTR, antes de qualquer objetivo, buscamos focar nossos esforços em apresentar, para o público que busca se desafiar em provas de trail running, um produto regular e chancelado pelos órgãos responsáveis pela gestão no nosso estado e no país", conclui.

O 1º CAMPEONATO GAÚCHO DE TRAIL RUNNING será dividido nas seguintes categorias, para ambos os sexos:
Curto: Até 9km
Médio: Entre 10km e 20km
Longo: Entre 21km e 42km
Ultra: Acima de 43km
Para mais informações e consulta do regulamento, acesse o site oficial do evento: cgtrail2019.


Câmara Técnica de Corrida de Rua



CREF2/RS e PROCON realizam ação em academias da Região Metropolitana
04/12/2018
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS, com o apoio de outros Conselhos Profissionais, participou das ações da 7ª Semana Estadual de Fiscalização, entre os dias 26 e 29 de novembro. O trabalho conjunto, sob a coordenação do PROCON, visitou academias de Porto Alegre, Canoas e São Leopoldo, onde foram averiguadas algumas infrações, como a ausência de um profissional de Educação Física orientando as atividades nesses locais e estabelecimentos funcionando sem registro junto ao Conselho.

Com o tema “Defesa do Consumidor”, a 7ª Semana Estadual de Fiscalização teve o intuito de garantir produtos e serviços de qualidade, oferecidos somente por profissionais habilitados em diversas áreas de atuação. De acordo com o PROCON, muitos estabelecimentos autuados também estavam descumprindo normas do Código do Consumidor, por não terem a tabela de preços exposta na entrada e por se recusarem a assinar contrato com os clientes.

As academias autuadas pelo Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS têm agora um prazo para apresentar a sua defesa e só poderão voltar a funcionar depois que regularizem a sua situação. Você também pode colaborar com o trabalho dos agentes fiscais do Conselho preenchendo o formulário de denúncia disponível nesta página.


Fiscalização



CREF2/RS visita Santa Maria e Santa Cruz do Sul e busca aproximação aos profissionais do interior
29/11/2018
Fonte: CREF2/RS

Na última quinta-feira, dia 22 de novembro, o vice-presidente do CREF2/RS Giovanni Bavaresco (CREF 001512-G/RS) e o assessor institucional Gilson Bornes (CREF 003100-G/RS) estiveram em Santa Maria e em Santa Cruz do Sul, visitando academias e profissionais que atuam nas duas cidades. A iniciativa, que tem o intuito de buscar uma aproximação com os registrados do interior e de construir coletivamente as ações desempenhadas pelo Conselho, será intensificada ainda mais a partir de 2019.

Em Santa Maria, o CREF2/RS também teve um encontro com o superintendente de Esportes e Lazer do município, Givago Ribeiro (CREF 023762-G/RS). A reunião, além de esclarecer sobre a atuação do Conselho, serviu para uma boa troca de informações e de experiências. “No que diz respeito aos eventos realizados em espaços públicos, aqui em Santa Maria, seria muito importante que os organizadores tivessem uma orientação jurídica do Conselho, para que eles as obrigações e a responsabilidades relacionadas a esse tipo de atividade. A fiscalização, em função disso, tem uma demanda muito grande aqui na região”, comentou Ribeiro.

Atento às necessidades do interior, os representantes do Conselho também ouviram aqueles que lidam com as dificuldades, relacionadas ao dia a dia da Educação Física. “Quase todos os proprietários de academias em Santa Maria e em Santa Cruz do Sul solicitaram palestras, referentes à legislação e à atuação do CREF2/RS, e mais apoio para a realização de cursos e eventos. A nossa aproximação com profissionais que atuam longe da nossa sede visa identificar as demandas e atender todas as solicitações, à medida que vamos construindo assim uma profissão mais forte, unida e valorizada em todo o Rio Grande do Sul”, avaliou Bornes.


Santa Maria Santa Cruz do Sul Interior



Ginástica Laboral faz 40 anos de existência no Brasil
27/11/2018
Fonte: CREF2/RS

Em 2018, o Sistema CONFEF/CREFs, em conjunto com a sociedade brasileira, celebram os 40 anos da implantação no país da Ginástica Laboral, uma ferramenta extremamente importante para a manutenção da saúde dos trabalhadores. Tanto em nível mundial, como nacional, a evolução desta atividade esteve intimamente ligada às transformações do mundo do trabalho e às demandas relativas à saúde dos trabalhadores. O novo ritmo de produção imposto pela Revolução Industrial, que implementou linhas de produção em série, através de grandes cadeias de produção seriais, forçaram os operários a realizar diariamente milhares de movimentos repetitivos. Ao mesmo tempo que esse gigantesco desenvolvimento manufatureiro aumentou em muito a eficiência e a produtividade, gerou em contrapartida o crescimento exponencial de novas doenças laborais, como Lesões por Esforço Repetitivos (LER), Distúrbios Osteo-Musculares (DORT), além de acidentes no chão de fábrica. Este quadro preocupante alertou pesquisadores, médicos, empregadores e sindicatos ao redor do mundo para os sérios prejuízos à saúde dos trabalhadores, acarretados pela produção massiva que se estendeu pelas cidades e campos.

O afastamento do trabalho por problemas de saúde ainda é uma realidade crescente no Brasil. De acordo com o Anuário do Sistema Público de Emprego e Renda do Dieese compilado a partir de informações do Ministério do Trabalho, em 2015, foram contabilizados 181,6 mil casos de natureza diretamente relacionada ao ambiente profissional – o que representa uma alta de 25% comparado aos dez anos anteriores.

Para elaborar uma resposta aos novos problemas laborais e proporcionar um ambiente mais sadio e seguro aos trabalhadores, fez-se necessário um estudo profundo de cada seção de trabalho, do quadro funcional, dos turnos, das características da organização e dos seus diversos setores. Estava nascendo a Ginástica Laboral, que em seus primórdios era denominada “ginástica de pausa”, implantada na indústria europeia com o objetivo de dar repouso ativo aos operários por alguns períodos durante sua jornada de trabalho. A partir deste momento histórico, a ideia toma força e se dissemina pelo mundo.

No Brasil, o Rio Grande do Sul foi pioneiro oficial na implantação do programa, quando no dia 22 de novembro de 1978, tendo como protagonista a Escola de Educação Física da FEEVALE-RS, efetivou-se o primeiro contrato com uma empresa da região para a implantação de um programa de Ginástica Laboral, baseado em análises biomecânicas e estruturada pelos profissionais de Educação Física da instituição, bem como através de parcerias com o SESI da região. A data virou um marco histórico para a atividade, tanto que em vários estados do país, o dia 22 de novembro é oficialmente considerado o Dia da Ginástica Laboral, referência importante para reforças ao conjunto da sociedade sobre o valor que estes programas têm para a saúde e para a produtividade sustentável.

Como observa o conselheiro do CREF2/RS e Ergonomista do Trabalho, Alessandro Gonçalves (CREF 005863-G/RS), o atual modelo de Ginástica Laboral representa uma importante ferramenta ergonômica e exerce papel fundamental no equilíbrio entre a saúde, produtividade e qualidade de vida dos trabalhadores envolvidos nos programas. “Utilizar a Ginástica Laboral de forma estratégica, alinhada com ações de ergonomia e segurança ocupacional é um diferencial competitivo em empresas que entendem o passado, trabalham o presente e constroem o futuro”, assegura. Alessandro explica que a atuação do profissional de Educação Física frente a programas de Ginástica Laboral exige conhecimentos em diversas áreas. “Entender o contexto em que as organizações estão inseridas irá atribuir um ganho de competitividade aos profissionais, já que a função exige identificação com o sistema de trabalho das empresas clientes. Também é obrigatório conhecer as cadeias musculares, exercícios de alongamento, relaxamento e fortalecimento muscular. Além disso é preciso entender os componentes da música, a ludicidade, o equilíbrio, a propriocepção e as rotas metabólicas”, enumera.

Alessandro argumenta que a Ginástica Laboral é aplicável onde houver trabalho, pois sempre haverá riscos biomecânicos envolvidos, portanto os programas de GL têm vários ambientes para se desenvolver. Um novo mercado a ser explorado são as zonas agrícolas. “Apesar de ainda não estar muito difundida, a prática de Ginástica Laboral em ambientes rurais pode garantir aos trabalhadores e empregadores os mesmos benefícios encontrados e já mensurados nas empresas, cujas sedes encontram-se em locais urbanizados”.

É o que acontece em Américo Brasiliense (SP), onde cerca de 200 cortadores fazem diariamente Ginástica Laboral antes de começar a trabalhar. O objetivo é prevenir doenças como lesão por esforço repetitivo, que atinge com frequência os cortadores de cana. O projeto foi criado depois de uma norma regulamentadora de 2005 exigir das empresas melhoria nas condições de trabalho e ações de prevenção a acidentes de trabalho. Isso ocorre também nas grandes empresas da cadeia produtiva do frango no Rio Grande do Sul, como a Perdigão, a Doux/Frangosul e a Minuano, que oferecem uma ampla gama de benefícios assistenciais aos seus funcionários, entre eles programas de Ginástica Laboral nas suas linhas de produção.  

De fato, são os resultados quantitativos na melhora da saúde do trabalhador e do consequente aumento da produtividade, advindo do bem-estar proporcionado pelo programa, que tornaram a Ginástica Laboral em uma atividade econômica consolidada no mercado. Segundo a presidente da Associação Brasileira de Ginástica Laboral (ABGL), Cynara Cristina Pereira (CREF 068042-G/SP), o programa está implantado em inúmeras empresas de diversos segmentos por todo o país e cresce na medida em que profissionais de Educação Física tem se especializado para desenvolver os programas, a partir da publicação e da demonstração científica dos indicadores de resultados, e se fortalece quando inovações bem sucedidas são aplicadas nos ambientes corporativos. “Dados científicos informam que o passivo gerado pelas das doenças laborais, os afastamentos e o absenteísmo oneram três vezes mais a empresa que todos os custos somados de produção, aí inclusos matéria-prima, os insumos, os salários e a logística. Portanto, é muito mais inteligente investir em programas de promoção da saúde e qualidade de vida no trabalho”, avalia.

O Rio Grande do Sul, além de ter sido vanguarda na implantação da Ginástica Laboral no país, sedia empresas com sólida cultura de promoção da saúde dos trabalhadores. Um destes exemplos é o Banrisul S/A, cujo programa de Ginástica Laboral, de acordo com a conselheira do CREF2/RS e supervisora de Ginástica Laboral e Fitness do Banrisul Cláudia Lucchese (CREF 002358-G/RS), foi construído a “quatro mãos”. “Foi em 1999 que se formou uma comissão paritária de saúde, composta de membros representando os empregados indicados pelo Sindicato da categoria e membros representantes da Empresa, dando início a um projeto piloto em algumas agências, que após seis meses já tinha indicativo de expansão às mais de 500 agências do Banrisul”, constata. Cláudia esclarece que o objetivo do programa é a prevenção das Lesões por Esforços Repetitivos – LER, especificamente os Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho – DORT e promoção da saúde ocupacional dos empregados da empresa.

Conforme a supervisora, desde a implantação poucas vezes ocorreram interrupções no programa. “Até porque esta atividade faz parte do acordo coletivo selado pelo Sindicato com o Banco". O maior problema, explica Claudia, se dá por conta da morosidade nas licitações públicas, acarretadas pelo formalismo no procedimento. “Importante ressaltar que por ser um programa qualitativo, o banco nunca buscou medidas de resultados em produtividade. A questão maior sempre foi a percepção subjetiva do empregado em relação ao programa. O quanto a prática da Ginástica Laboral colabora para a qualidade de vida no trabalho”, especifica. Os dados levantados entre os participantes pela supervisora demonstraram que 95% destes entendem que quando participam das atividades, sentem-se mais ativos, como menos desconfortos em relação às posturas exigidas no seu posto de trabalho. Também consideram que levantar da cadeira e mobilizar seu corpo e relaxar a mente tem sido o grande ganho com esse programa. “Hoje a média de participação no Banrisul é de 65% dos empregados. No momento, passamos novamente por um processo de licitação pública”, relata a supervisora.

Outro grande referencial para o setor é o Serviço Social da Indústria (SESI), pioneiro na área e grande divulgador da Ginástica laboral no país, constantemente reconhecida pelos serviços prestados em segurança e saúde no trabalho. Premiado com o Marca Brasil no período entre 2006 a 2017, distinção que reconheceu a excelente atuação do SESI em Ginástica Laboral, Medicina Ocupacional e Serviços para Semana Interna de Prevenção de Acidentes no Trabalho (Sipat), o SESI ainda teve sua Ginástica Laboral eleita por 12 anos consecutivos como o melhor programa de GL do País.

Para o superintendente do Sesi-RS, Juliano Colombo, a Ginástica Laboral busca atuar como ferramenta de promoção de saúde do trabalhador, interagindo com a política corporativa da empresa. "Nosso objetivo é contribuir para a educação postural e adaptação funcional, além de estimular o exercício físico e o comportamento saudável. Com as ações de promoção da saúde, o Sesi-RS busca contribuir para o bem estar e o aumento da produtividade da indústria. A atividade começou no Brasil, em 1978, em parceria do Sesi gaúcho com a Feevale, com o projeto Ginástica Laboral Compensatória. Hoje atuamos com o Programa Sesi Ginástica na Empresa, em 114 companhias, alcançando cerca de 8.700 trabalhadores no estado", explica. Em todo o país, o SESI Ginástica na Empresa atende diariamente 750 mil trabalhadores de 2,5 mil indústrias.

Tendo em vista a importância da Ginástica Laboral para os trabalhadores e como mercado para os profissionais de Educação Física, o CREF2/RS irá comemorar os 40 anos da implantação da Ginástica Laboral no Brasil realizando na manhã do dia 1º de dezembro o “Workshop Ginástica Laboral: Os Desafios e Oportunidades do Mercado”. O evento, com público-alvo nos profissionais e estudantes de Educação Física, inicia às 9h, com a palestra "Como criar e comercializar programas de Ginástica Laboral" ministrada pelo conselheiro Alessandro Gonçalves (CREF 005863-G/RS). O conselheiro reforçará em sua fala a prerrogativa dos profissionais de Educação Física como protagonistas da Ginástica Laboral, bem como discorrerá como realizar um planejamento sólido para criar e comercializar programas de Ginástica Laboral. A partir das 10h30min, ocorrerá um workshop prático de execícios, com encerramento das atividades previsto para as 12h.

Workshop Ginástica Laboral: Os Desafios e Oportunidades do Mercado
Data e horário: 1º de dezembro, sábado, das 9h às 12h
Local: sala 204 da FADERGS
Endereço: av. João Pessoa, 1107, bairro Farroupilha, Porto Alegre/RS
Inscrições gratuitas e mais informações podem ser obtidas pelo site http://crefrs.org.br/eventos/laboral2018/. As vagas são vagas limitadas, e encerram no dia 29 de novembro, quinta-feira
Contato: 51-3288 0200
Organização: CREF2/RS
Apoio: FADERGS


Ginástica Laboral



CREF2/RS celebra os 40 anos da implantação da Ginástica Laboral no país promovendo um Workshop
20/11/2018
Fonte: CREF2/RS

Em comemoração aos 40 anos da implantação da Ginástica Laboral no Brasil, o CREF2/RS realizará na manhã do próximo dia 1º de dezembro o “Workshop Ginástica Laboral: Os Desafios e Oportunidades do Mercado”. O evento, com público-alvo nos profissionais e estudantes de Educação Física, acontecerá das 9h às 12h, na sala 204 da FADERGS, em Porto Alegre. As inscrições são gratuitas até o dia 29 de novembro e as vagas limitadas. O evento terá carga horária de três horas e serão emitidos certificados online aos participantes.

O evento inicia às 9h, com a palestra "Como criar e comercializar programas de Ginástica Laboral" ministrada pelo conselheiro Alessandro Gonçalves (CREF 005863-G/RS). O conselheiro reforçará em sua fala a prerrogativa dos profissionais de Educação Física como protagonistas da Ginástica Laboral, bem como discorrerá como realizar um planejamento sólido para criar e comercializar de programas de Ginástica Laboral. A partir das 10h30min, ocorrerá um workshop prático de execícios, com encerramento das atividades previsto para as 12h.

Alessandro é pós-graduado em Ergonomia do Trabalho e em Gestão de Pessoas Estratégicas e Negócios, além de mestre em Reabilitação e Inclusão, com mais de 15 anos de experiência na área da Ginástica Laboral e saúde do trabalhador. Alessandro também é sócio-diretor da G2 Sports e consultor de academias.

Workshop Ginástica Laboral: Os Desafios e Oportunidades do Mercado
Data e horário: 1º de dezembro, sábado, das 9h às 12h
Local: sala 204 da FADERGS
Endereço: av. João Pessoa, 1107, bairro Farroupilha, Porto Alegre/RS
Inscrições gratuitas e mais informações podem ser obtidas pelo site http://crefrs.org.br/eventos/laboral2018/. As vagas são vagas limitadas, e encerram no dia 29 de novembro, quinta-feira
Contato: 51-3288 0200
Organização: CREF2/RS
Apoio: FADERGS


Ginástica Laboral



Câmara de Corrida de Rua organiza Circuito de Provas de Trail Run 2019
23/10/2018
Fonte: CREF2/RS

A Câmara Técnica de Corrida de Rua realizou sua reunião mensal no dia 19 de outubro, na sede do CREF2/RS, a qual contou com a presença representantes de empresas organizadoras de Trail Run. Na ocasião, foi retomada a pauta do encontro anterior, que consiste num trabalho de orientação, regramento e conduta para o Trail Run. Além disto, foi iniciada a organização de um Circuito de Provas de Trail Run que será realizada em 2019, onde cada empresa será responsável por uma etapa, uma estratégia para fortalecer a união do grupo. A reunião dividiu-se em duas comissões, que irão se articular em torno de duas temáticas: uma ficará encarregada de avançar a elaboração da Cartilha de Orientação ao Trail Run, e a que organizará a padronização das provas que estão incluídas no Circuíto.

Segundo Eduardo Marques (CREF 003397-G/RS), representante da Audax Eventos Esportivos, a comissão encarregada pelo Circuito organizará aspectos da competição como os termos da premiação, como vão funcionar os atendimentos médicos, qual tipo de cobertura de seguro mais adequado, a cobrança para que sempre haja um Responsável Técnico presente, entre outros quesitos. "Isso visa dar mais qualidade e segurança às empresas e aos competidores, já que o CREF2/RS dará seu apoio e divulgação, o que traz para a competição a chancela institucional de uma autarquia federal”. Ao fechar as datas e locais das provas, o CREF2/RS divulgará o calendário.

Marques explicou que a comissão editorial do guia vai reunir, selecionar e adaptar à realidade gaúcha aconselhamentos para o praticante e para o organizador, como dicas para um bom planejamento, responsabilidade pela segurança na prova, os cuidados com o meio ambiente , o trato respeitável com os habitantes locais. "Existe um grande contingente de corredores de rua migrando para as trilhas, atraídos pelo contato com a natureza e pelos novos desafios que o tipo de esporte apresenta. São muitos iniciantes, e percebemos que elas estão muito cruas para as novas exigências”. A ideia, prossegue Marques, é fazer com que o Trail Run, que é reconhecido pela Confederação Brasileira de Atletismo, seja apresentado à sociedade um esporte organizado e com um grande apelo pelo seu aspecto competitivo e desafiador, bem como a interação com a natureza e com potencial desenvolver o turismo em regiões com economia pouco desenvolvida.

Para a presidente da Câmara, Cláudia Ramos Lucchese (CREF 002358-G/RS), o fato de umgrande número de organizadores de provas frequentarem as reuniões demonstra que o principal papel da Câmara, que é o de unir as pessoas para que elas possam dividir seu saber, está cumprido. Para Cláudia, isso permitirá permitirá apresentar à sociedade um esporte organizado, consistente e confiável, com a presença do profissional de Educação Física como Responsável Técnico nestes eventos. A próxima reunião da Câmara Técnica de Corrida de Rua acontecerá na sede do CREF2/RS no dia 22 de novembro.


Câmara Técnica de Corrida de Rua



CREF2/RS adere ao Outubro Rosa propondo atividade física como prevenção ao câncer de mama
18/10/2018
Fonte: CREF2/RS/INCA

Neste mês, o Instituto Nacional do Câncer (INCA) lançou a campanha Outubro Rosa 2018, que tem como tema "Câncer de mama: vamos falar sobre isso?". O objetivo é fortalecer as recomendações do Ministério da Saúde para o rastreamento e o diagnóstico precoce do câncer de mama e desmistificar conceitos em relação à doença. O CREF2/RS vem se somar na luta contra a doença que é a principal causa de óbitos femininos no Brasil. Para tanto, o Conselho propõe a difusão da atividade física como uma grande aliada não só na prevenção do câncer de mama, bem como na reabilitação de paciente, se realizada sob orientação médica. Com isso, reforça uma das principais filosofias que norteiam a Educação Física, que é sempre trabalhar a saúde, bem-estar e prevenção, evitando ao máximo o surgimento de doenças por meio de uma vida saudável.

O Conselho também ressalta o trabalho essencial dos cerca de 27 mil profissionais habilitados a orientarem corretamente estes exercícios, de modo a não causarem comorbidades nos pacientes ou até mesmo agravar a doença principal. Como o câncer tem tratamento multidisciplinar, o CREF2/RS possui a clara percepção de que o caminho que levará a uma prevenção mais eficaz ao câncer de mama, evitando os sofrimentos por ele causados, passá pela maior integração das profissões da saúde, bem como dos avanços do campo científico e da divulgação na população da doença, seus sintomas

A atividade física é oficialmente reconhecida pelos órgãos oficiais de saúde como uma importante e acessível ferramenta para prevenção do câncer de mama, bem como coadjuvante em seu tratamento, Como o desenvolvimento científico e tecnológico impactaram impulsionaram alguns dos fatores que aumentam o risco da doença, como a obesidade, o sedentarismo e o sobrepeso após a menopausa, o exercício físico torna-se ainda mais imprescindível no atual momento histórico.

O câncer de mama é uma doença causada pela multiplicação de células anormais da mama, que formam um tumor. Há vários tipos de câncer de mama. Alguns tipos têm desenvolvimento rápido enquanto outros são mais lentos. No Brasil, estimam-se 59.700 casos novos de câncer de mama, para cada ano do biênio 2018-2019, com um risco estimado de 56,33 casos a cada 100 mil mulheres. Em 2016, aproximadamente 14 mil mulheres foram a óbito.

De acordo com dados do Diesporte (Diagnóstico Nacional do Esporte) criado pelo Ministério da Saúde, 45,9% da população brasileira é sedentária, sendo que 50,1% é representado pelo público feminino. O CREF2/RS vem travando uma batalha incessante pela preservação e manutenção dos locais públicos esportivos, bem como de seus órgãos representativos, que estão sendo ameaçados pelas políticas recessivas implantadas no país, além de lutar pela maior inserção do profissional de Educação Física nos Núcleos de Apoio a Saúde da Família (NASF), possibilitando a prevenção e manutenção, por meio da prática de atividades físicas, das populações que dependem da saúde pública no país.


Outubro Rosa 2018



CREF2/RS encerra em Pelotas seu ciclo de palestras sobre os 20 anos de regulamentação da profissão
25/09/2018
Fonte: CREF2/RS

O ano de 2018 marcou as duas décadas da aprovação da Lei 9696/98, legislação que regulamentou a profissão de Educação Física. Para celebrar a data, o CREF2/RS vem realizando durante este ano o Ciclo de Palestras “20 Anos de Regulamentação da Profissão de Educação Física” em cidades do interior do estado. No próximo dia 17 de outubro, Pelotas sediará o terceiro e último encontro do Ciclo, encerrando as comemorações de uma das mais importantes conquistas profissionais que trouxeram qualidade e segurança aos serviços prestados à saúde do povo brasileiro e na manutenção do bem-estar e na prevenção contra doenças.

O evento já visitou a cidade de Santa Maria, no dia 25 de abril, e Caxias do Sul no dia 6 de maio. Os palestrantes convidados pelo Conselho promoverem nestas cidades um diálogo com profissionais da saúde, docentes, estudantes e vários estratos do sociedade sobre vários aspectos da profissão, analisando suas conquistas e os desafios de promoção da saúde integral e políticas públicas que garantam as conquistas constitucionais. Até o momento, o Ciclo contou já abrangeu um público de 150 participantes.

Pelotas promete repetir o entusiasmo apresentado nas duas primeiras edições, tanto de público quanto pelos palestrantes. O próximo evento ocorrerá numa quarta-feira, 17 de outubro, das 19h às 22h. A primeira conferência tratará da “Orientação e Fiscalização do Exercício Profissional da Educação Física”, sendo realizada a partir das 19h05min pelo palestrante Samuel Moreira de Almeida (CREF 013510-G/RS). Samuel é licenciado em Educação Física, e exerce a função de secretário na Comissão de Orientação e Fiscalização do CREF2/RS.

A segunda palestra iniciará às 20h40min, tendo como tema “A Importância da Avaliação Física nas Academias, Empresas e Escolas”, ministrada por Leandro Feijó Leal (CREF 008113-G/RS). Licenciado pleno em Educação Física, Leandro possui ampla experiência em avaliação física. É criador e responsável técnico do Total Body Test (1998), método já utilizado em mais de 6 mil avaliações. Atuou em diferentes academias na cidade de Porto Alegre, nas áreas de avaliação física e de musculação. Atualmente é personal trainer na Body Tech.

Ciclo de Palestras “20 Anos de Regulamentação da Profissão de Educação Física” - Pelotas
Data: 17 de outubro, quarta-feira, das 19h às 22h
Credenciamento: 18h30min
Abertura: 19h
Local: Auditório da Escola Superior de Educação Física - UFPel
Rua Luís de Camões, 625 - Pelotas
Carga horária: 4 horas
O evento terá a emissão de Certificado online aos participantes
Inscrições gratuitas até o dia 16 de outubro pelo link aqui
*Com apoio da ESEF/UFPel


Ciclo de palestras “20 anos de regulamentação da profissão de Educação Física



CREF2/RS presente no VI Encontro dos Operados Bariátricos
18/09/2018
Fonte: CREF2/RS

No último domingo, dia 16 de setembro, o CREF2/RS esteve presente no VI Encontro dos Operados Bariátricos, realizado pela Associação Brasileira de Apoio aos Operados Bariátricos (ABAOB), no Parque da Redenção, em Porto Alegre. No local, a equipe do Conselho realizou cerca de 30 avaliações antropométricas, com medição do Índice de Massa Corporal (IMC), e também concedeu informações gerais sobre o trabalho realizado e sobre a importância da atividade física orientada.

A coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS, Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), e a supervisora da Fiscalização, Denise Candaten (CREF 010750-G/RS), esclareceram a população sobre a atuação do Conselho, que fiscaliza e defende a sociedade do exercício ilegal e dos maus profissionais. “As aulas de Educação Física precisam ser, obrigatoriamente, ministradas por pessoas devidamente habilitadas, com formação superior e registro. Quem frequenta academia deve exigir a Cédula de Identidade Profissional do instrutor”, complementou Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS.


VI Encontro dos Operados Bariátricos



ACSAM realiza seminário de Taekwondo em Sobradinho
25/07/2018
Fonte: ACSAM

No sábado, dia 21, a Associação Centro Serra de Artes Marciais (ACSAM) realizou no município de Sobradinho o I seminário formativo do projeto Taekwondo ACSAM – Ênfase ao Esporte Educacional, evento que contou com a presença de todos os associados da entidade. As atividades teóricas iniciaram pela manhã, no auditório do Polo Regional de Educação, e na abertura do evento esteve presente o presidente do Conselho Municipal de Desportos, Lisomar Morais Dias, e representando o Colégio Tiradentes de Santa Maria, compareceu o aluno Lincoln Pontel Dalberto.

Conforme o professor Jerônimo Jesus Dalberto (CREF 18150-P/RS), coordenador do evento, o seminário desenvolveu as atividades práticas com etapas de exercícios físicos, táticos e lutas. Ao final do I seminário formativo, todos foram agraciados com medalhas e certificados de participação. Devido ao êxito do evento, futuramente deverão ocorrer novas edições. Esta edição contou com o apoio institucional do Conselho Regional de Educação Física do Rio Grande do Sul (CREF2/RS), Secretaria Municipal de Educação, Cultura, Turismo e Desporto de Sobradinho e do Conselho Municipal de Desporto (CMD).


Taekwondo



Vereadores farão Moção de Repúdio a MP que retira recursos do esporte
11/07/2018
Fonte: Site da Câmara Municipal de Porto Alegre

A elaboração de uma Moção de Repúdio ao texto da Medida Provisória (MP) nº 841/18 que, desde o dia 11 de junho, retira mais de R$ 541 milhões, oriundos de percentuais das apostas nas loterias federais, de projetos de incentivo ao esporte, em especial ao atletismo brasileiro, foi o encaminhamento adotado após debate sobre o tema, na tarde desta terça-feira (10/7), no encontro conjunto das comissões de Educação, Cultura, Esportes e Juventude (CECE), e de Defesa do Consumido, Direitos Humanos e Segurança Urbana (Cedecondh) do Legislativo Municipal. A reunião, por iniciativa do vereador André Carús (MDB), que sugeriu a redação do documento, contou com a presença de outros parlamentares e representantes de entidades esportivas.

Ao iniciar a discussão da pauta, Carús disse que a MP, da forma como foi apresentada não irá produzir os resultados pretendidos, que é o de reduzir a violência nas cidades a partir da transferência de boa parte dos recursos do esporte juvenil para o Fundo Nacional da Segurança. De acordo com o vereador, é preciso pressionar o governo federal para reverter a situação “com a máxima urgência, porque os danos já estão causando estragos”.

Retrocesso

Para o vice-presidente de formação de atletas do Comitê Brasileiro de Clubes (CBC), Fernando Manuel de Matos Cruz, a MP retrocede em conquistas que vinham sendo obtidas desde a Lei Pelé. Disse, ainda, que da parte percentual do que é arrecadado com as loterias e destinada ao esporte, só atingiu a área de incentivo à formação de jovens para o atletismo. “O prejuízo é grande porque esses recursos vinham sendo investidos em equipamentos, como a construção de pistas atléticas, piscinas e outros; no pagamento de profissionais e no fomento à participação de atletas em competições, o que agora não é mais possível”.

Cruz explicou como o recurso, em média de R$ 40 milhões anuais, era distribuído até que a MP entrasse em vigor e zerasse os repasses de 0,5% de todos os prognósticos de loterias aos cuidados do CBC. “Ao esporte escolar cabia 5%, ao esporte universitário 10%, ao comitê paraolímpico 15%, às despesas administrativas 20% e os 50% restantes ao esporte olímpico e aos clubes”.

Luciana Miorro, coordenadora de Projetos Esportivos do Grêmio Náutico União, declarou que é grande a expectativa dos jovens atletas com a possibilidade de reversão dos efeitos da MP. “Eles estão apreensivos porque foi graças a esses recursos que muitos puderam ser incluídos no esporte”, disse. Ela exemplificou que no União, entre outras formas de investimento, foi possível revitalizar o piso de dois ginásios e equipar o departamento médico, entre outras melhorias “que refletem no preparo dos atletas para competições nacionais e internacionais”.

José Haroldo Arataca, diretor técnico e treinador da Confederação Brasileira de Atletismo (CBA), considerou que, apesar de danosa pelo seu contexto, a MP teve um resultado positivo. “Já vim aqui nesta Casa Legislativa muitas vezes e é a primeira vez que vejo a união dos representantes das entidades em defesa do esporte”. Arataca, no entanto, lamentou não ver a indignação popular. “As pessoas choram pela nossa colocação em sexto no Mundial, mas não se manifestam ao fato de estarmos na 84º posição em educação”, criticou.

Segundo o diretor da CBA, os recursos cortados atingem ainda, o esporte escolar, inviabilizando qualquer iniciativa, como os tradicionais jogos universitários. Ele elogiou a gestão dos recursos que até então eram destinados ao CBC e comparou: “a pista da Sogipa, com o controle da entidade foi construída por R$ 1,8 milhões e uma semelhante, na Ufrgs custou cerca de R$ 10 milhões”. Arataca também lembrou que parte dos recursos cortados do atletismo foram para reforçar o próprio prêmio das loterias, que aumentou recentemente de valor, e também para o futebol, por força da pressão feita pela “bancada da bola”.

Equívoco

O vice-presidente da Federaclubes, Carlos Humberto Rigon, disse que a MP é um equívoco. Além de prejudicar imediatamente aos clubes mais estruturados, como Sogipa, União e Veleiros, corta, também, o sonho das entidades menores que vinham se organizando para a aprovação de projetos junto ao CBC. Ele adiantou que o tema será um dos pontos a ser debatido no Congresso da Federaclubes que acontece em Gramado nos próximos dias 20, 21 e 22 de julho.

Lauro Aguiar, vice-presidente do Conselho Regional de Educação Física da 2ªRegião (CREF2RS) informou que o tema vem sendo tratado, também, no âmbito da Assembleia Legislativa, onde uma Audiência Pública está sendo chamada para discutir os efeitos da MP 841/18. Ele lamentou os poucos fóruns de debate e criticou a falta de realização das Conferências do Esporte. “Não somos contra a segurança pública, mas entendemos que não adianta construir presídios se não investirmos em prevenção à violência e isso se faz com iniciativas como a do incentivo da prática do esporte, assim como de investimentos em educação e cultura para os nossos jovens”.

Mauro Myskin, vice-presidente do Colégio Brasileiro de Ciência do Esporte, afirmou que a extinção da secretaria de Esportes e as políticas públicas para o setor, em Porto Alegre, foram completamente abandonadas. Ressaltou a importância da união de todos para a derrubada da MP, o que considera fundamental para a continuidade de projetos que vinham sendo desenvolvidos pelas entidades e clubes.

Leonardo Monteiro, que representou o deputado federal João Derly (Rede) ressaltou que a MP, que entrou em vigor no dia 12 de junho, tem prazo de 45 dias para ser apreciada pelo Congresso, ou passará a trancar a pauta. Ele lembrou, no entanto, que como há o recesso de julho e a contagem é interrompida, o prazo deve vencer em meados de agosto. “A solução mais rápida é a de pressão sobre o governo para que ele reveja os efeitos da MP sobre o Esporte. Fora isso, ou é esperar a votação, que pode ser pela derrubada, alteração do texto ou aprovação, ou ainda, aguardar os 120 dias para ver a MP, caso não seja apreciada em plenário, perca automaticamente os seus efeitos”.

Paulo Eduardo Barbosa Santos, presidente do Conselho Municipal de Desportos (CMD) reforçou as críticas à falta de incentivo ao esporte na capital gaúcha. Disse que o tratamento em Brasília, com a MP é semelhante ao que vem sendo destinado ao setor em um ano e sete meses do atual governo. Que o CMD perdeu recursos orçamentários, sede e, assim como os demais, qualquer apoio para o desenvolvimento do trabalho dos conselheiros.

Medida

Em suas manifestações, os vereadores presentes ao encontro, assim como o proponente da pauta, se posicionaram contra a retirada de recursos do esporte. De acordo com Cassiá Carpes (PP), o problema da falta de verbas não é diferente de quando foi presidente da extinta Fundação de Esporte e Lazer do Estado do Rio Grande do Sul (Fundergs). "Era preciso muito jogo de cintura para podermos realizar algo", justificou. João Bosco Vaz (PDT) disse que a MP coloca uma pá de cal sobre qualquer possibilidade de investimento em esporte na capital, visto que o atual governo não realiza nenhum aporte ao setor, assim como nas demais áreas, como na social, "totalmente abandonadas pelo poder público".

Na mesma linha Sofia Cavedon (PT), lamentou o desmonte do esporte na cidade. Ela ainda ressaltou que devido aos projetos do Executivo que trancam a pauta, a Moção de Repúdio não poderá ser votada com a celeridade que merece e, portanto, "o melhor é coletar as assinaturas dos vereadores para remetê-la o mais rápido ao presidente da Câmara Federal". disse. Prof. Alex Fraga (PSol) alertou que é necessário deixar clara a intenção da interrupção imediata dos efeitos da MP na Moção, visto se permanecer com seus efeitos por quatro meses, até que perca o seu valor, "irá provocar estragos que só poderão ser recuperados no ano que vem".

Para a vereadora Comandante Nádia (MDB), presidente da Cedecondh, a união de esforços em prol do Esporte é importante. Disse que os vereadores estão engajados na luta das entidades e clubes para fazer valer o desejo da comunidade esportiva brasileira. Tarciso Flecha Negra (PSD), que presidiu o encontro, destacou que o esporte é capaz de salvar a vida de muitos jovens. Ele lembrou a sua história e a importância que o setor tem para coibir a violência. Da mesma forma a vereadora Mônica Leal (PP) informou que assinará a Moção. Para ela, não se pode colocar em confronto a Segurança e o Esporte. "Cada um dos setores tem a sua importância e devem ter a atenção dos governos", declarou. O vereador Alvoni Medina (PRB), também participou do encontro.

Texto: Milton Gerson (reg. prof 6539)
Edição: Helio Panzenhagen (reg. prof. 7154)
Foto: Andielli Silveira/CMP


epúdio a MP que retira recursos do esporte



O número de corredores de rua não para de aumentar em Porto Alegre
23/04/2018
Fonte: CREF2/RS

Seja apenas no fim de semana ou sempre que pode, há um grupo que não para de aumentar no Brasil: o de pessoas que participam das corridas de rua. O número de corredores de rua cresceu mais de 50% nos últimos 5 anos e, atrás de tanta gente, tem gerado uma variedade enorme de pequenos e grandes negócios. Com o aumento dos adeptos desse esporte houve um significativo crescimento da mídia especializada - com revistas e sites promovendo a modalidade - e dos fabricantes voltados para esse segmento, que passaram a oferecer tênis cada vez mais modernos e arrojados, camisetas com tecnologias que melhoram a regulação térmica do corpo, e produtos similares. Também ocorreu um incremento na estrutura de apoio fornecida pelas empresas organizadoras dos eventos, que passaram a oferecer melhor suporte antes e após a prova, através de maior facilidade de pagamento das inscrições, de consulta dos resultados e até mesmo de busca de fotos dos atletas tiradas durante as competições.

Este aumento vertiginoso de esportistas também foi sentida no Rio Grande do Sul e, em especial, na capital gaúcha. Tal representatividade fez com que o Município de Porto Alegre sancionasse, em 2017, a Lei 12.225, que determina a data de 24 de abril como Dia Municipal em Homenagem Corrida de Rua. A indicação foi da Câmara Técnica de Corrida de Rua do CREF2/RS.

Segundo a presidente da Câmara, Cláudia Ramos Lucchese (CREF 002358-G/RS), o "boom" nas corridas de rua se deve a múltiplos fatores. “Hoje cada vez mais pessoas se encantam por esse esporte, que é democrático, pois teoricamente qualquer pessoa pode colocar um tênis, uma bermuda e sair para correr. E por ser uma atividade aeróbica, na maioria das vezes, podemos perceber que a evolução do condicionamento cardiorrespiratório é um dos fatores importantes nessa prática. Mas além disso, o que se percebe ainda é o prazer e a sensação de estar do indivíduo que participar de corridas”, explica. Muitos estudos relatam a liberação de hormônios do "bem", como a serotonina, quando se pratica a corrida. E esse hormônio é o grande remédio contra sentimentos de solidão e depressão.

Cláudia explica que esse esporte também proporciona a possibilidade de interagir com o meio ambiente, fazer novas amizades e com isso a sensação de pertencimento a um grupo com os mesmos objetivos. “Muitas pessoas que participam de provas de corridas de rua não buscam tanto a alta performance, e sim os benefícios acima descritos e principalmente a questão da superação, de saber que a competição é consigo mesma e isso o torna mais resiliente”, ressalta.

Mas, como todos os outros esportes, a corrida exige muitos cuidados e principalmente o acompanhamento de profissionais de Educação Físicas capacitados para que se evitem lesões importantes ou problemas cardiorrespiratórios, por exemplo. Uma pesquisa desenvolvida pela Unicamp com o objetivo de verificar a prevalência de lesões dos participantes nos corredores de rua constatou que cerca de 31% dos entrevistados relataram algum tipo de lesão. As lesões são mais recorrentes entre os que se submetem a maiores cargas de treinamento e mais participações em provas. A pesquisa indica que os corredores que vêm praticando corrida há mais tempo e que se submetem a maiores cargas de treinamento são mais suscetíveis a lesões, embora estas inferências devam ser confirmadas por outros estudos.

E é nesse sentido que a Câmara técnica de Corrida de Rua vem se reunindo periodicamente desde 2016. São profissionais de Educação Física que trazem seu conhecimento nessa área e discutem sobre quais as melhores ações para divulgar à sociedade que correr com segurança deve passar por algumas etapas como avaliação médica, avaliação física, atividades educativas e sempre com evolução de acordo com a especificidade de cada indivíduo. “Assim, muitas assessorias ou grupos de corridas têm se formado no Brasil e em nosso Estado. Sempre supervisionados por profissionais de Educação Física habilitados, o corredor tem a chance de praticar esse esporte com mais segurança e ainda evoluir na técnica e em outras competências necessárias”, avalia Cláudia.


Câmara técnica de Corrida de Rua



Formação em Licenciatura é tema do 7º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar
09/04/2018
Fonte: CREF2/RS

A Comissão de Educação Física Escolar do CREF2/RS realizou, no último sábado, dia 7 de abril, a sétima edição do Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar. O evento, que contou com o apoio da APEF/RS, do Sesc/RS e da Prefeitura de Torres, integrou a programação do 44º Encontro Nacional dos Profissionais de Educação Física (ENAPEF) e teve como atração uma palestra conduzida pela conselheira federal Iguatemy Martins (CREF 000001-G/PB).

Com entrada gratuita para profissionais de Educação Física e acadêmicos do curso, o 7º Fórum reuniu participantes de todo o Estado e trouxe para debate a formação em Licenciatura e como os professores podem se preparar melhor para atuar nas escolas. A mesa de abertura foi composta pela presidente da Comissão de Educação Física Escolar do CREF2/RS Miryam Brauch (CREF 006834-G/RS), pelo representante da Secretaria de Educação do Rio Grande do Sul Paulo Rezende (CREF 001298-G/RS), pela presidente do CREF2/RS Carmen Masson (CREF 001910-G/RS) e pela presidente da APEF/RS Luciane Citadin (CREF 000100-G/RS). Nas suas falas, todos destacaram os avanços conquistados pelo Fórum e pelo Conselho nos últimos sete anos e como esta oportunidade de aperfeiçoamento profissional é de grande valia para todos os Licenciados em Educação Física, sempre com palestras de alto nível.

Na sequência, Iguatemy iniciou a apresentação intitulada “A formação em Educação Física para atuação na Escola: preparando o professor, vivenciando a Licenciatura”. Na primeira parte da sua fala, a palestrante trouxe números referentes à quantidade de docentes presentes na Educação Básica, estimada em 2,1 milhões de pessoas, e à presença de professores de Educação Física devidamente habilitados para desempenhar esta função. “Como indica o Plano Nacional de Educação (PNE), quase 80% daqueles que atuam nas escolas têm curso superior. No entanto, um dos principais problemas não diz respeito a este dado, mas ao fato de que somente metade deles lecionam dentro da sua área específica. Apenas na Educação Física, por exemplo, há um deficit de cerca de 30% de profissionais habilitados”, pontuou.

A Educação Física Escolar, embora bem representada frente a outras disciplinas em que a ausência de professores capacitados é mais evidente, como Química, Física e Biologia, precisa capacitar melhor os seus profissionais. Os apontamentos feitos por Iguatemy ao longo da palestra, baseados em indicadores divulgados pelo Governo Federal, mostraram que o baixo capital cultural, a frágil preparação para o Magistério, a teoria descolada da formação prática e o estágio não encarado como uma ação estratégica de formação são os principais eixos que precisam ser contemplados pelos cursos de Licenciatura. “As Instituições Públicas e Privadas não estão resolvendo a questão formativa do futuro professor. A maioria das alterações curriculares feitas nas Licenciaturas, nos últimos anos, não teve uma avaliação feita do seu impacto e dos seus resultados”, salientou Iguatemy.

Na segunda parte da apresentação, Iguatemy falou sobre a intervenção profissional nas escolas e como os professores de Educação Física podem se preparar para realizar um trabalho de excelência. A palestrante destacou os seis eixos da atuação – planejar, programar, organizar, desenvolver, coordenador e lecionar conteúdos de Educação Física no Ensino Infantil, Fundamental e Médio – e como eles poderiam ser aplicados da melhor forma. “Os professores precisam colecionar, selecionar e aplicar metodologias e técnicas nas diversas faixas etárias e níveis de ensino. No entanto, a maioria dos profissionais sentem falta de capacitação adequada para fazer esta distinção”, relatou Iguatemy. “A ausência de uma sistematização ainda é algo que prejudica a evolução da Educação Física enquanto disciplina escolar e a valorização dos seus professores. O profissional precisa compreender, dentro dos cursos de Licenciatura, que não pode dar a mesma aula para alunos do 4º, do 5º ou do 6º ano. Resumidamente, não há qualidade no ensino que é engessado e igual para todo mundo”, complementou.

Para Iguatemy, a falta de clareza do que é ensinado e as expectativas de aprendizado que não são atendidos afetam não só os alunos, mas também os docentes, que no fim das contas acabam se afastando do saber pedagógico das Licenciaturas. “Os professores têm que conhecer o conteúdo daquilo que ensinam, precisam dominar todos os assuntos que são levados para as aulas de Edução Física. O principal indicador de qualidade do ensino é o capital humano, ou seja, os docentes bem formados e preparados”.


Fórum Educação Física Escolar Educação Física Escolar ENAPEF



CREF2/RS realiza 7º Fórum de Mobilização pela Educação Física Escolar amanhã em Torres
06/04/2018
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS irá realizar neste sábado, dia 7 de abril, a sétima edição do Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar, em Torres. O evento, que tem o apoio da APEF/RS, do Sesc/RS e da Prefeitura de Torres, vai ocorrer no Hotel Sesc Torres e contará com uma palestra ministrada pela conselheira federal Iguatemy Martins (CREF 000001-G/PB). Com entrada gratuita, a atividade iniciará às 14h. As inscrições podem ser feitas no local.

Com mestrado em Educação pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e doutorado em Ciências do Desporto pela Universidade do Porto, Iguatemy é professora da UFPB e vice-presidente do Conselho Federal de Educação Física (CONFEF). Com experiência nas áreas de gestão do Ensino Superior, ensino de Graduação e formação profissional em Educação Física, a sua palestra terá o título “A formação em Educação Física para atuação na Escola: preparando o professor, vivenciando a Licenciatura”. O evento está previsto para encerrar às 16h30min e o CREF2/RS emitirá certificado para todos os presentes.

7º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar
Data e horário: 7 de abril, sábado, das 14h às 16h30min
Local: Hotel Sesc Torres – Salão Ilha dos Lobos
Endereço: Rua Plínio Kroeff, 465
Entrada gratuita

Cronograma:
14h – Credenciamento
14h15min – Abertura
14h30min – Palestra “A formação em Educação Física para atuação na Escola: preparando o professor, vivenciando a Licenciatura”
15h30min – Debate


Eventos



Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar ocorre neste sábado em Torres
02/04/2018
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS irá realizar neste sábado, dia 7 de abril, a sétima edição do Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar, em Torres. O evento, que tem o apoio da APEF/RS, do Sesc/RS e da Prefeitura de Torres, vai ocorrer no Hotel Sesc Torres e contará com uma palestra ministrada pela conselheira federal Iguatemy Martins (CREF 000001-G/PB). Com entrada gratuita, a atividade iniciará às 14h. As inscrições podem ser feitas até quarta-feira, dia 4 de abril, por este link.

Com mestrado em Educação pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e doutorado em Ciências do Desporto pela Universidade do Porto, Iguatemy é professora da UFPB e vice-presidente do Conselho Federal de Educação Física (CONFEF). Com experiência nas áreas de gestão do Ensino Superior, ensino de Graduação e formação profissional em Educação Física, a sua palestra terá o título “A formação em Educação Física para atuação na Escola: preparando o professor, vivenciando a Licenciatura”. O evento está previsto para encerrar às 16h30min e o CREF2/RS emitirá certificado para todos os presentes.

7º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar
Data e horário: 7 de abril, sábado, das 14h às 16h30min
Local: Hotel Sesc Torres – Salão Ilha dos Lobos
Endereço: Rua Plínio Kroeff, 465
Entrada gratuita

Cronograma:
14h – Credenciamento
14h15min – Abertura
14h30min – Palestra “A formação em Educação Física para atuação na Escola: preparando o professor, vivenciando a Licenciatura”
15h30min – Debate
16h30min – Encerramento


Educação Física Escolar APEF Fórum



7º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar será em Torres
12/03/2018
Fonte: CREF2/RS

O município de Torres sediará no dia 7 de abril, das 14h às 16h30min, o 7º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar. A realização é do CREF2/RS, com apoio da APEF/RS, Sesc/RS e Prefeitura de Torres. O local do evento será no Salão Ilha dos Lobos do Hotel Sesc Torres, na rua Plínio Kroeff, 465. A carga horária será de quatro horas, e o evento terá a emissão de Certificado online aos participantes As inscrições são gratuitas até o dia 4 de abril e podem ser feitas neste link.

Na programação, haverá a palestra "A formação em Educação Física para atuação na escola: preparando o professor, vivenciando a licenciatura", ministrada pela professora Iguatemy Lucena Martins (CREF 000001-G/PB). Iguatemy possui mestrado em Educação pela Universidade Federal da Paraíba e doutorado em Ciências do Desporto pela Universidade do Porto. É professora associada da Universidade Federal da Paraíba e vice-presidente do Conselho Federal de Educação Física. Atua nas áreas de gestão do Ensino Superior, Ensino de Graduação e formação profissional em Educação Física.

7º Fórum de Mobilização Escolar pela Educação Física Escolar

14h - Credenciamento
14h15min - Abertura
14h30min - "A formação em Educação Física para atuação na escola: preparando o professor, vivenciando a licenciatura"/Palestrante: Profª Drª Iguatemy Lucena Martins (CREF 000001-G/PB)
15h30min- Debate
16h30min- Encerramento


7º Fórum de Mobilização Gaúcha Escolar pela Educação Física Escola



CREF2/RS apresenta projeto de combate à obesidade infantil ao deputado Maurício Dziedricki
27/02/2018
Fonte: CREF2/RS

A presidente do CREF2/RS Carmen Masson (CREF 001910-G/RS) e o vice-presidente do CREF2/RS Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS) visitaram ontem (27/02) o gabinete do deputado estadual Maurício Dziedricki (PTB). Eles estavam acompanhados do presidente mundial dos Professores de Educação Física Sem Fronteiras da FIEP, Almir Grunh (CREF 000001-G/PR), e do delegado regional da FIEP, Everton Deiques (CREF 008538-G/RS). Também estava presente à reunião o vereador do município de Guaíba, Everton Silva Gomes (CREF 002615-G/RS). Carmen e Lauro foram apresentar o projeto de inserção da população infantojuvenil nas academias registradas ao CREF2/RS, visando combater a obesidade nesta faixa etária.

Segundo Lauro, o Brasil é segundo país em número de academias, com centenas de milhares de frequentadores. "Contudo, temos poucos dados referentes aos resultados obtidos pela atividade física referentes à obesidade e ao sobrepeso. A academia poderia ser um ponto de referência para articularmos projetos de saúde", explicou. Para Lauro, atualmente as pessoas buscam um posto de saúde, sendo ali tratados e atendidos. "Se tivéssemos dados das doenças associadas ao sedentarismo na infância e juventude, teríamos subsídios para tratá-los em academias", raciocina.

O vice-presidente afirmou que o projeto prevê o credenciamento de academias em programas do Ministério da Saúde e secretária da Saúde do estado. Com isto, analisa Aguiar, pretende-se oportunizar avaliações com foco no grau elevado de obesidade. “Tudo isto integrado às demais profissões da saúde. Conseguiríamos, então, uma visão sistêmica na saúde no estado, em uma ação validada pelo Ministério da Saúde, o que permitiria uma coleta de dados regional, valorizando cientificamente a importância da atividade física no combate à obesidade infantojuvenil”.

Segundo a presidente do CREF2/RS, já existe um projeto semelhante em Minas Gerais. "Lá, a secretaria de Esportes e Saúde criou uma bolsa saúde que cadastra algumas academias registradas no CREF mineiro". Carmen explicou que a secretaria paga cerca de R$70,00 por criança obesa. Com este valor, ela passa a fazer atividade três vezes por semana em uma academia cadastrada. “Este estabelecimento tem obrigação de gerar relatórios sobre suas condições físicas. Esta ação é a garantia de que esta criança não será o obeso de amanhã”. Carmem complementou que o projeto operou de 2012 a 2015, abrangendo 93 municípios, e que o secretário de Esportes e Saúde de Minas Gerais está à disposição para colaborar na consolidação do projeto gaúcho.

O deputado Maurício Dziedricki, que é presidente da Comissão Especial de Combate à Obesidade Infanto Juvenil na Assembleia Legislativa, mostrou-se interessado com o projeto, pois na sua concepção, as crianças atualmente despendem um tempo exagerado em frente a tela de TV, computadores, smartphones e videogames. Dziedricki afirmou que aliado ao sedentarismo, existe um excesso de oferta de carboidratos, refrigerantes, fast food, farináceos e gorduras trans, que contribuem para o sobrepeso e obesidade, uma das doenças crônicas não transmissíveis mais comuns na infância, podendo gerar hipertensão, problemas cardíacos e diabetes tipo 2, dentre outras doenças. "Existe um prognóstico de que nos próximos dez anos o Brasil será o país com a maior número de obesos do mundo. Frente a este diagnóstico assustador, na maioria das vezes são adotadas políticas de cura ou busca desta cura, mas com a doença já presente, ao passo que a lógica deveria ser a prevenção, muito em especial da criança e do adolescente, no que diz respeito ao trato nutricional e atividade física”, ponderou. "Este projeto vem ao encontro de uma solução preventiva contra esta epidemia", concluiu.

Dia Estadual dos Profissionais de Educação sem Fronteiras

Em outro momento da reunião, o presidente mundial Professores de Educação Física Sem Fronteiras da FIEP, Almir Grunh apresentou o trabalho da organização ao deputado, e colocou a pretensão de tornar, por força de lei, o dia 20 de abril a data comemorativa dos Professores de Educação Física Sem Fronteiras no Rio Grande do Sul. Já o delegado regional da FIEP, Everton Deiques, explicou que de 15 a 22 de setembro de 2019 serão comemorados os 70 anos de existência da organização, quando serão recepcionadas delegações de todos o Brasil e do estrangeiro. “Gostaríamos de contar com apoio da Casa do Povo para recepcionar as delegações nestas comemorações”, explicou o delegado.

Segundo o deputado, a Assembleia Legislativa, via de regra, produz muito mal sua legislação no que se refere à vida da sociedade gaúcha. “Precisamos enxugar o número de leis , pois há excesso de legislação, fazendo com que exista um represamento de leis importantes para o estado.”, ressaltou. “Contudo”, prosseguiu o deputado, “muitas vezes não se reconhece uma simples positivação de uma data comemorativa e a sua inclusão no calendário de eventos de estado”. Para exemplificar sua fala, Dziedricki argumentou que Porto Alegre já dera uma bela lição ao criar a Lei que instituiu o Dia do Profissional de Educação Física, de autoria do ex-vereador Professor Garcia (CREF 000002-G/RS). “Colocarei a proposta da criação da data comemorativa à apreciação dos meus pares e faço questão de apoiar às comemorações dos 70 anos de existência dos Professores de Educação Física Sem Fronteiras”, finalizou.

Foto: Pablo Vini Fotografia


Obesidade infantil



Fiscalizações e Arrastão da Saúde marcam o Litoral norte
29/01/2018
Fonte: CREF2/RS

A última semana de janeiro foi marcada por ações conjuntas dos conselhos regionais no Litoral Norte do Rio Grande do Sul.

Nos dias 25 e 26 de janeiro, os conselhos de Educação Física (CREF2/RS), Administração (CRA-RS), Farmácia (CRF-RS) e Técnicos de Radiologia (CRTR-6) realizaram ações de Fiscalização nesta região. Os agentes de orientação e fiscalização visitaram hospitais e prefeituras do litoral.

Já no sábado, dia 27, foi realizada a 6º edição do “Arrastão da Saúde”, com o apoio do Sesc/RS. Representantes dos conselhos profissionais percorreram a praia distribuindo kits informativos, com dicas de saúde e de prevenção de doenças. Estiveram presentes à ação os Conselhos de Administração (CRA-RS), Biologia (CRBio-03), Educação Física (CREF2/RS), Farmácia (CRF-RS), Medicina Veterinária (CRMV-RS) e Nutrição (CRN-2).


Arrastão da Saúde



Arrastão da Saúde vai a Tramandaí neste sábado
22/01/2018
Fonte: FÓRUM–RS

No próximo sábado (27/01), a orla marítima de Tramandaí receberá, a partir das 10h, mais uma edição do Arrastão da Saúde, ação realizada pelo Fórum dos Conselhos Profissionais do Rio Grande do Sul (Fórum/RS), com o apoio do Sesc/RS.

A ação é promovida pela Câmara da Saúde do Fórum/RS com o objetivo de incentivar a cultura da saúde na comunidade e esclarecer à população quanto a importância dos Conselhos na defesa da saúde coletiva.

Representantes dos Conselhos de Administração (CRA-RS), Biologia (CRBio-03), Educação Física (CREF2/RS), Farmácia (CRF-RS), Medicina Veterinária (CRMV-RS), Nutrição (CRN-2) e Odontologia (CRO-RS) percorrerão a praia distribuindo kits de informativos, com dicas de saúde e de prevenção de doenças.

Arrastão da Saúde
Local: início na Estação Verão Sesc/RS, na beira da praia de Tramandaí/RS
Data: sábado, 27 de janeiro, das 10h às 12h
Promoção: Câmara da Saúde do Fórum/ RS


FÓRUM–RS



Arrastão da Saúde acontece nas areias de Tramandaí no dia 27 de janeiro
05/01/2018
Fonte: Fórum/RS

No último sábado de janeiro (27/01), a orla marítima de Tramandaí receberá, a partir das 10h, mais uma edição do Arrastão da Saúde, ação realizada pelo Fórum dos Conselhos Profissionais do Rio Grande do Sul (Fórum/RS), com o apoio do Sesc/RS.

A ação é promovida pela Câmara da Saúde do Fórum/RS com o objetivo de incentivar a cultura da saúde na comunidade e esclarecer à população quanto a importância dos Conselhos na defesa da saúde coletiva.

Representantes dos Conselhos de Administração (CRA-RS), Biologia (CRBio-03), Educação Física (CREF2/RS), Farmácia (CRF-RS), Medicina Veterinária (CRMV-RS), Nutrição (CRN-2) e Odontologia (CRO-RS) percorrerão a praia distribuindo kits de informativos, com dicas de saúde e de prevenção de doenças.

Arrastão da Saúde
Local: início na Estação Verão Sesc/RS, na beira da praia de Tramandaí/RS
Data: sábado, 27 de janeiro, das 10h às 12h
Promoção: Câmara da Saúde do Fórum/ RS


Arrastão da Saúde



Ação da Polícia Civil com o CREF2/RS fiscaliza academia e demais estabelecimentos comerciais em Esteio
21/11/2017
Fonte: CREF2/RS

Com o apoio do CREF2/RS, a Polícia Civil, através da Delegacia de Repressão aos Crimes Contra o Patrimônio das Concessionárias e os Serviços Delegados (DRCP), realizou uma ação de fiscalização em Esteio, na manhã desta terça-feira, dia 21 de novembro. Com a supervisão dos delegados Luciano Peringer e Rafael Liedick, foram visitados uma academia e outros quatro estabelecimentos comerciais, com o intuito de combater o furto de energia e também a receptação de fios de cobre roubados.

Entre os estabelecimentos comerciais vistoriados, somente a academia foi autuada pelo CREF2/RS, por não possuir um profissional de Educação Física habilitado, no momento da visita, ministrando as atividades. Durante a ação, Peringer ressaltou que a DRCP irá intensificar o combate a este tipo de crime, que acarreta um imenso prejuízo aos cofres públicos e à sociedade. O telefone da Polícia Civil para denúncias é o 0800-510-2828.


Fiscalização Polícia Civil



Fiscalização autua 20 academias irregulares na terceira semana de agosto
28/08/2017
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS realizou, entre os dias 13 a 19 de agosto, 44 visitas de fiscalização, fechando quatro academias no município de Canoas por não apresentarem nenhum profissional para assumir as atividades. A ação em Canoas contou com apoio da Polícia Civil.

Também foram autuados 20 estabelecimentos por uma ou mais infrações, sendo constatado que nove delas não possuíam registro da empresa, 12 funcionavam sem profissional presente no momento da visita e outras nove permitiam atuação de leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio. Uma academia descumpria o Termo de Cooperação firmado com o Conselho.

Internamente, a Fiscalização encaminhou 12 processos de Ação Civil Pública – ACP, para empresas sem registro, além de 11 notificações foram emitidas para empresas e pessoas que não se regularizaram/justificaram após vencido o prazo de suas autuações, além de duas denúncias encaminhadas à Comissão de Ética Profissional – DCE e um Processo Administrativo de Fiscalização – PAD FIS, aberto para empresa reincidente em infrações gravíssimas

Os municípios fiscalizados durante o período foram Porto Alegre, Guaíba, Cachoeirinha, Gravataí, Sapucaia do Sul, Canoas, Nova Petrópolis e Eldorado do Sul.


DEFOR



Fitness Solidariedade ocorre neste sábado em Porto Alegre
04/07/2017
Fonte: CREF2/RS

Com o apoio do CREF2/RS, a Prefeitura de Porto Alegre vai realizar neste sábado, dia 8 de julho, o Fitness Solidariedade. O evento beneficente, aberto à população em geral, ocorrerá no Ginásio Tesourinha, das 8h30min às 13h. A entrada será a doação de um agasalho.

A atividade, promovida pela Diretoria de Esportes da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, terá diversas aulas em sua programação, como ritmos, dança aeróbica, ginástica e HIIT, entre outras mais. A conselheira Rosa Pacheco (CREF 000059-G/RS) e os profissionais Claudio Franzen (CREF 003304-G/RS), Aderson Loureiro (CREF 0000038-G/RS), Jocelito Moraes (CREF 000039-G/RS), Carson Siega (CREF 000494-G/RS) e Fernando Saraiva (CREF 002582-P/RS), entre outros mais, serão alguns dos professores presentes no evento.

Fitness Solidariedade
Data: 8 de julho de 2017, das 8h30min às 13h
Local: Ginásio Tesourinha
Endereço: Avenida Erico Verissimo, 225 – Azenha
Entrada: doação de um agasalho


Eventos



Pesquisador da FADERGS visita CREF2/RS e traz dados preocupantes sobre a obesidade e sedentarismo
23/05/2017
Fonte: CREF2/RS

O Coordenador de Pesquisa da Escola de Saúde e Bem-Estar do Centro Universitário da FADERGS, Roberto Costa, pós-doutorado em Ciências do Movimento Humano pela UFRGS, visitou o CREF2/RS, ontem, dia 22. Costa vem estudando há 20 anos a obesidade na infância e adolescência e as doenças crônicas a elas associadas. Segundo o professor, os dados indicam que a cada ano a condição da saúde juvenil se deteriora, por mais que se façam ações governamentais e sociais de combate à obesidade. “Talvez as estratégias não sejam as mais apropriadas”, avalia.

Segundo a presidente do CREF2/RS, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), o Conselho apoia a ação de combate à obesidade infantil, problema que já se tornou uma pandemia. "Cerca de 33% das crianças e adolescentes estão com sobrepeso ou obesas. Ou seja, uma em cada três crianças tem esta doença. A obesidade implica em várias outras sequelas, sejam psicológicas, como exclusão da criança, ou agressões, via bullyng. Isto pode causar sérios traumas que deveriam ser evitados com atividade física e uma alimentação saudável".

Costa alerta para o bombardeio a que as crianças e a adolescentes sofrem pela publicidade, incentivando o consumo de alimentos ricos em gordura, açúcar e sal e com baixa qualidade nutricional. “De outro lado, enfrentamos o sedentarismo cada vez mais elevado. Crianças que antes brincavam ativamente na rua, hoje ficam inativas em frente a uma tela. A isto, soma-se alimentação inadequada, resultando em um caminho aberto para doenças”, constata.

Segundo Roberto, as classes sociais desfavorecidas sofrem mais com este tipo de alimentação. “Infelizmente, um pacote de biscoito recheado, com 1200 calorias, é mais barato do que uma fruta”, constata. O coordenador explica que o acesso a estes alimentos de má qualidade nutricional é facilitado pelo baixo custo. “Outro ponto é a questão da palatabilidade, não podemos negar que estes alimentos processados são gostosos para o paladar da criança e do adolescente”, explica.

De acordo com o coordenador, os adolescentes obesos apresentam índice elevado de síndrome metabólica. “Encontramos em Porto Alegre adolescentes obesos que tinham triglicérides alterados, colesterol elevado, obesidade abdominal, hipertensão arterial, ou seja, indivíduos com doenças de idosos, o que indica um risco elevado para a saúde, principalmente porque se apresenta uma tendência a se prolongar durante toda a vida”, argumenta. Costa conclui que estas pessoas chegam a sua vida adulta com sobrepeso e doenças crônicas, acabando por apresentar um risco maior de óbitos. “Atualmente vemos um aumento no número de indivíduos apresentando infarto aos 35 anos e AVC aos 45 anos”.

As ações para solucionar este problema têm que envolver toda a sociedade, aponta Costa. “Precisamos de uma mudança de atitude em relação a práticas alimentares e ao combate do sedentarismo, e para isto precisamos do apoio dos pais, da sociedade civil e da classe política em todos os âmbitos”. Costa vislumbra a escola como melhor ambiente para estas políticas serem efetuadas. “É o momento para utilizarmos este ambiente para a incentivarmos saúde. O ensino da matemática, da física e do português são muito importantes, mas é imperativo que eduquemos para a saúde”, arremata.

Para Costa, o professor de Educação Física que é o profissional de saúde dentro da escola, e ele tem que assumir este espaço. “É importante que tenhamos primeiro o conhecimento da condição dos alunos, precisamos saber aqueles que tem obesidade ou que estão em risco”. A partir desta etapa, afirma o professor, temos que propor as ações que envolvam a alimentação e a orientação aos pais sobre o que a criança traz para a escola. “Nos últimos cinco anos, o único país que conseguiu uma redução da obesidade na fase escolar foi nos EUA, com o programa alimentar implementado pela primeira-dama Michelle Obama. Infelizmente, com o novo presidente o programa foi revogado”, constata.

Costa explica que o deputado estadual Maurício Dziedrickir tem dois projetos de Lei envolvendo o tema. O primeiro introduz o cadastro de obesidade infanto juvenil, bem como torna obrigatório a realização da avaliação antropométrica para verificação do estado nutricional e triagem de risco para doenças crônicas não-transmissíveis nos alunos do ensino fundamental e médio nas escolas do Estado.

“E quem se não o profissional de Educação Física seria o mais indicado para realizar estas medidas”, afirma Costa. “Pois na sua graduação, o profissional de Educação Física tem disciplinas como biometria, medidas de avaliação ou avaliação física, que são matérias que cuidam desta medição antropométrica", analisa. O professor afirma ser possível fazer estes procedimentos em apenas uma aula. "Ele consegue fazer estas três medidas em todos os seus alunos. Em uma semana, ele terá conseguido medir todos os seus alunos. “Importante frisar que o PL vale para escolas públicas e particulares”, ressalta.

O segundo PL apresentado obriga todos os produtos alimentícios produzidos por indústrias do Estado a apresentar no rótulo a quantidade de sal e açúcar que contém em medidas em colheres de café. "Por exemplo, este suco tem seis colheres de chá de açúcar”.


Obesidade e Sedentarismo



CREF2/RS participará do Dia do Desafio proposto pelo SESC/RS
16/05/2017
Fonte: CREF2/RS/SENAC/RS

A presidente do CERF2/RS, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), e o seu vice-presidente Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), participaram hoje (16), no Teatro SESC, em Porto Alegre, do lançamento regional do Dia do Desafio 2017. O evento de foi realizado simultaneamente em Caxias do Sul, Lajeado, Porto Alegre, Passo Fundo, Pelotas, Santa Maria e Santa Rosa. O Dia do Desafio (DDD) acontece sempre na última quarta-feira de maio (este ano, acontece no dia 31) e propõe que as pessoas interrompam suas atividades rotineiras e pratiquem, por pelo menos 15 minutos consecutivos, qualquer tipo de exercício físico.

Em Porto Alegre, a cerimônia reuniu autoridades como o vice-prefeito de Porto Alegre Gustavo Paim, o vereador João Bosco Vaz, o diretor de Eventos da Secretaria Municipal de Porto Alegre Claudio Franzen, parceiros e imprensa. Também estiveram presentes representantes das cidades de Viamão, Cachoeirinha, Gravataí, São Leopoldo, Novo Hamburgo, Canoas, Torres, Tramandaí, Taquara, Montenegro e municípios das respectivas áreas de abrangência.

Durante o evento, foi realizado um bate-papo com os medalhistas olímpicos Gustavo Endres (Vôlei) e Mayra Aguiar (Judô), e contou ainda com a apresentação do ganhador do The Voice Kids, Thomas Machado. Este ano, o DDD conta com o apoio do Governo do Estado e Prefeitura Municipal, além das parcerias com a Secretaria Estadual de Educação, o Centro Estadual de Treinamento Esportivo (CETE), a Prefeitura Municipal, através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, da Coordenadoria Geral da Vigilância em Saúde e Federações Gaúchas de diversas modalidades.

Segundo a presidente do CREF2/RS, o Conselho sempre é parceiro do Dia do Desafio, pois é um movimento que o SESC faz em prol da saúde. “Com isto incentiva-se que as pessoas sejam mais saudáveis ao praticarem atividade física. A ideia para este ano é termos Ginástica Laboral no Conselho no Dia do Desafio. Além disto, pretendemos sempre apoiar o SESC na sua promoção de atividades de Educação Física e dos profissionais de Educação Física”.

Lauro afirmou que a data nada mais é do que reforçar a conscientização da população para a prática de Educação Física. “Ressaltando sua importância para evitar todas as doenças associadas ao sedentarismo e a depressão, que atualmente é considerado o mal do século. Penso que evento faz com que as pessoas repensem modo de viver e seu estilo de vida para que possamos ter uma vida mais saudável.

O Sistema Fecomércio-RS/ Sesc realiza o projeto nas cidades gaúchas em parceria com as prefeituras. No Rio Grande do Sul, o Dia do Desafio foi incluído no calendário oficial do Estado a partir da Lei 12.492 de 16 de maio de 2006, de autoria do então deputado estadual Giovani Cherini.

De acordo o diretor regional do SESC/RS Luiz Tadeu Piva, o DDD foi criado no Canadá, sendo difundido mundialmente pela The Association For International Sport for All (TAFISA), entidade de promoção do esporte para todos, sediada na Alemanha. “É uma campanha de incentivo à prática regular de atividades físicas em benefício da saúde”, afirma. “Não pretendemos ter 10 milhões de atletas no Rio Grande do Sul, mas sim 10 milhões de pessoas saudáveis”, resume Luiz. O Sesc/SP coordena o evento no Continente Americano desde 2000 e no Rio Grande do Sul a ação é capitaneada pelo Sistema Fecomércio-RS/Sesc em parceria com as Prefeituras. O convite à atividade física se estende a todos, envolvendo o poder público de cada cidade, as instituições da sociedade civil, empresas, voluntários locais e os próprios participantes.

Para participar do DDD, os municípios se inscrevem previamente e devem mobilizar a comunidade a realizar alguma atividade física entre 0h e 20h do dia 31 de maio. A ação acontece em forma de disputa entre duas cidades de mesmo porte populacional em todo o continente americano ou como autodesafio. O município que mobilizar mais pessoas em relação ao número oficial de habitantes vence. Mais informações podem ser obtidas no site www.sesc-rs.com.br/diadodesafio.


Dia do Desafio 2017



Práticas Integrativas e Complementares é um novo campo para profissionais de Educação Física
15/05/2017
Fonte: CREF2/RS

A construção da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares no SUS (PNPIC) iniciou-se a partir do atendimento das diretrizes e recomendações de várias conferências nacionais de saúde e das recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS). Em junho de 2003, representantes das associações nacionais de Fitoterapia, Homeopatia, Acupuntura e Medicina Antroposófica reuniram-se com o então ministro da Saúde, ocasião em que, por solicitação dele, foi instituído um grupo de trabalho, coordenado pelo Departamento de Atenção Básica, da Secretaria de Atenção à Saúde (SAS), e pela Secretaria-Executiva, com a participação de representantes das secretarias de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos e de Gestão do Trabalho e Educação na Saúde, do Ministério da Saúde (MS); Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa); e associações brasileiras de Fitoterapia, Homeopatia, Acupuntura e Medicina Antroposófica, para discussão e implementação das ações, no sentido de elaborar-se a política nacional.

Em setembro de 2003, o grupo gestor responsável pela ordenação dos trabalhos e formulação da política nacional definiu, entre outras coisas, a criação de quatro subgrupos de trabalho, respeitando as diversas áreas, em virtude das especificidades de cada uma delas. Como estratégia de elaboração da política, o grupo gestor elaborou um plano de ação a ser adotado pelos subgrupos para, posteriormente, a ser consolidado em documento técnico único relativo à política nacional.

Em 2006 foram criadas no Brasil as Políticas Nacionais de Práticas Integrativas Complementares, partindo da orientação da O.M.S., para fortalecer ações e serviços de PICS (Práticas Integrativas e Complementares) na rede de atenção à saúde e comunidade. A M.T.C. (Medicina Tradicional Chinesa), através de um modelo transdisciplinar foi acrescentado a essas práticas, aqui no Brasil, e abrindo possibilidades aos profissionais de Educação Física para atuação tanto em empresas, comunidades, escolas, academias de rua, NASF (Núcleo de Apoio a Saúde da Família) entre outros.

Marco Aurélio Scharcow (CREF 002463-G/RS) foi um dos profissionais de Educação Física que aderiram às novas modalidades. “Na minha prática e convivência na Educação Física, tive a felicidade de conhecer pessoalmente o criador do método “Lian Gong” em 18 terapias, uma prática corporal elaborada na década de 70 pelo Dr. Zhuang Yuan Ming, médico ortopedista da Medicina Tradicional Chinesa que viveu em Shangai na China”, explica.

Marco afirma que esta prática foi escolhida pelo governo de Shangai para ser amplamente divulgada para a população e o Dr. Zhuang, o seu criador, recebeu o prêmio de “Pesquisa Cientifica de Resultado Relevante”. “O Doutor Zhuang, uniu conhecimento da MTC – Medicina Tradicional Chinesa e a Moderna Medicina Ocidental, com as artes guerreiras e os antigos exercícios terapêuticos”.

Segundo Scharcow, o objetivo principal do Lian Gong em 18 Terapias é a de tratar e prevenir dores no corpo, inúmeros problemas osteosmusculares, articulações, etc. hoje tão freqüente nas condições da vida moderna, além de atuar nas disfunções dos órgãos internos e problemas respiratórios. São exercícios preventivos e curativos, cujas práticas põe em movimento o “Chi” (energia vital) através dos meridianos, em especial ao “Zhen Chi” ou “Chi Verdadeiro” no organismo, termos encontrados nos fundamentos da MTC, Medicina Tradicional Chinesa, que diz “Quando o Zhen Chi esta pleno no interior do corpo humanos fatores negativos não podem invadir”. A prática ajuda na circulação do sangue, dissolve aderências e inflamações dos tendões. Restaura a movimentação natural, melhorando a resistência e a vitalidade do organismo. O sistema completo do Lian Gong em 18 terapias é composto de 3 partes, totalizando 54 exercícios.


Práticas Integrativas e Complementares



I Festival Educacional de Artes Marciais é realizado no último dia 30 em Sobradinho
03/05/2017
Fonte: ACSAM

Neste último final de semana, no dia 30, ocorreu em Sobradinho, no ginásio Castelão, o evento I Festival Educacional de Artes Marciais, com modalidades de Asamco, Hapkido e Taekwondo. Cerca de 100 atletas, instrutores e mestres participaram do torneio promovido pela Associação Centro Serra de Artes Marciais (ACSAM) e coordenado pelo profissional de Educação Física Jerônimo Jesus Dalberto (CREF 018150/RS). O evento contou com o apoio do CREF2/RS.

As competições reuniram agremiações representantes das cidades de Erechim,Erebando, Estância Velha, Ipiranga do Sul, Nova Santa Rita, Ponta Grossa (PR), Santa Cruz do Sul, Santa Maria e Sobradinho. Também prestigiou o certame o vice-prefeito Armando Mayerhofer, o presidente do Conselho Municipal de Desportos, Lisomar de Moraes Dias, o presidente da Confederação Brasileira de Asamco, grão-mestre Giovane Delavechia e o grão-mestre Roberto Nochang Carneiro, fundador do estilo Asamco, além de outras lideranças locais.


Lutas



RT: toda academia deve ter o seu responsável técnico
13/04/2017
Fonte: CREF2/RS

Toda academia de atividades físicas, escolinhas desportivas e demais empresas do setor, ao se registrarem no CREF2/RS, juntam em seus assentamentos um Termo de Responsabilidade Técnica assinado pelo Profissional de Educação Física que assume este encargo. A Lei Federal no 6839/80 estabelece esta exigência legal, ao determinar em seu artigo 1º que o registro de empresas e a anotação dos profissionais legalmente habilitados, delas encarregados, serão obrigatórios nas entidades competentes para a fiscalização do exercício das diversas profissões.

Sendo que, no campo da Educação Física, somente profissionais com habilitação como Bacharel poderão assumir tal função. Ser o Responsável Técnico significa dizer que este profissional não pode se eximir de sua responsabilização sobre qualquer fato incidental ou acidental que envolva os aspectos técnicos e éticos do trabalho que é realizado em todos os horários e modalidades existentes na empresa. Para se ter uma ideia, o RT (sigla habitualmente usada para designar o Responsável Técnico) assume responsabilidade sobre a segurança e a qualidade dos equipamentos, do espaço físico, das condições de higiene, da regularidade dos estágios e estagiários e de todo o corpo técnico, coordenando e zelando pelo mais correto andamento do trabalho desenvolvido.

Os proprietários de estabelecimentos que ofereçam serviços na área de atividades físicas certamente possuem sua parcela de responsabilidade, mas sempre será o Responsável Técnico o primeiro a responder perante o consumidor do serviço, à Justiça, Polícia, Vigilância Sanitária, Administração Pública em geral e, logicamente, perante o CREF e o CONFEF.

São atribuições do Responsável Técnico:

• Coordenar as atividades dos Profissionais de Educação Física;
• Zelar pela boa qualidade e eficiência dos serviços prestados pelos profissionais de Educação Física;
• Zelar pelo respeito às disposições gerais da Profissão e do estabelecimento;
• Prestar apoio às atividades de atendimento e ensino, no caso de estágios curriculares acadêmicos;
• Perceber e analisar as modificações e inclusões de procedimentos;
• Inspecionar as condições físicas e tecnológicas para o atendimento;
• Coordenar o corpo técnico do estabelecimento;
• Supervisionar a execução das intervenções profissionais nas diversas atividades e programas;
• Zelar pelo fiel cumprimento do Código de Ética do Profissional de Educação Física.

O responsável técnico também está sujeito às penalidades previstas nas demais leis como qualquer outro cidadão.

Leia na íntegra a Resolução CONFEF nº 134/2007 que normatiza o RT aqui.
No site do CREF2/RS estão disponíveis os documentos para atualização do RT da empresa. A exclusão de RT de uma empresa pode ser solicitada pela empresa ou pelo próprio profissional. Acesse o link e saiba mais.


Rensponsável Técnico



Presidente do CREF2/RS e presidente do CONFEF são homenageados em Santa Maria
27/03/2017
Fonte: Saúde pela Prática

A presidente do CREF2/RS, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), e o presidente do CONFEF, Jorge Steinhilber (CREF 000002-G/RJ), participaram no dia 24, em Santa Maria, do 26º Troféu Desportivo Cidade de Santa Maria e II Medalha Santa Maria/Quilisport, quando receberam a homenagem especial pelo trabalho do Sistema CREF/CONFEF.

O evento, realizado pela Quilisport/CAEL-SM, com o apoio da FIEP BRASIl e da Prefeitura de Santa Maria, entre outros, contou com o pronunciamento de Jorge Steinhilber sobre as ações realizadas pelo CONFEF. Ao todo foram distribuídos 75 troféus, 18 medalhas e certificados a pessoas e entidades de que se destacaram no esporte e no lazer em Santa Maria. Diversas autoridades do Esporte e da Educação Física gaúcha estiveram presentes, entre elas, o conselheiro do CREF2/RS Clery Quinhones de Lima (CREF 000297-G/RS).
Foto: Visão/Quilisport


Homenagem



Escola Estadual Presidente Roosevelt recebe projeto Esporte e Saúde na Escola
22/03/2017
Fonte: UFRGS

Neste sábado, dia 18, sob coordenação da professora Anelise Reis Gaya (CREF 024009-G/RS) e em parceria com a Universidade do Porto de Portugal, a UFRGS com o apoio do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência - PIBID iniciou o Projeto Esporte e Saúde na Escola, o qual tem como objetivo principal a promoção da saúde de escolares e está sendo desenvolvido na Escola Estadual Presidente Roosevelt.

Durante o dia o projeto foi oficialmente apresentado aos pais. Na ocasião foi explicado como se dará as ações, o detalhadamente, o termo de consentimento livre e esclarecido onde os pais autorizam seus filhos a participar do projeto, além da aplicação de questionários que visam avaliar o suporte parental em relação a prática de atividade física, saúde mental, estilo de vida e características de pais e filhos além de uma avaliação física (pressão arterial, peso, estatura, perímetro da cintura) e indicadores de saúde realizada por profissionais de educação física educadores físicos e enfermeiros devidamente formados.


Projeto Esporte e Saúde na Escola



Reunião da Câmara da Saúde do Fórum/RS discute EAD
16/03/2017
Fonte: CREF2/RS

O vice-presidente do CREF2/RS, Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), esteve presente nesta terça-feira, dia 14, da reunião da Câmara da Saúde do Fórum dos Conselhos Profissionais do Rio Grande do Sul (Fórum/RS), realizada na sede da OAB. Entre as putas discutidas, o risco de extinção dos cargos SUSEPE, o termo de cooperação técnica dos Conselhos Profissionais com Ministério Público do RS, Observatórios Sociais e o Movimento dos Conselhos Profissionais da área da saúde contra os cursos de graduação predominantemente na modalidade EAD, entre outros.

Segundo Lauro, o MEC já autorizou 274,1 mil vagas de ensino a distância, em 11 das 14 profissões da saúde. “A Educação Física tem uma oferta de 68 mil vagas”, alerta o vice-presidente. Para seu funcionamento, os cursos EAD deveriam obedecer uma série requisitos, mas que na prática não são cumpridos, tais como: não observância às diretrizes curriculares, bem como a carga horária e sua integralização; deficiência nas avaliações; falta de capacitação dos docentes; inexistência de estágios obrigatórios e atividades laboratoriais, dentre outros. Aliados a esses elementos que não condicionam a uma formação de qualidade, há uma proposta de mudança por parte do MEC, que altera o Decreto nº 5.622/2005, comprometendo ainda mais a qualidade da formação.

“O EAD deixa de exigir o credenciamento prévio para oferta presencial; credenciamento único para oferta de graduação e de pós-graduação lato sensu; credenciamento lato sensu EAD fica restrito às escolas de governo”, explica Lauro. Já os polos de apoio presencial passam a ser criados pelas instituições de ensino, que deverão informá-los ao MEC, no prazo de 60 dias, a partir da expedição do ato interno de criação, respeitando o quantitativo anual .

Os tutores que exercem atividades compatíveis com a docência deverão ser contratados como docentes (tutores a distância) e fica prevista a possibilidade de oferta de curso EAD totalmente virtual, mas, inicialmente, somente em caráter experimental e condicionado à autorização pelo MEC, mesmo para instituições com autonomia (Art. 10). A IES somente poderá pedir curso 100% virtual após o reconhecimento do primeiro curso EAD. O que, para o vice-presidente do CREF2/RS, é um erro pedagógico, já que no ensino da Educação Física faz-se indispensáveis aulas presenciais. “É necessário um amplo debate sobre o tema do EAD, pois corremos o risco de precarizar ainda mais nosso ensino”, alerta Lauro.


FÓRUM RS - Câmara da Saúde



Reunião da Câmara da Saúde do Fórum/RS discute EAD
16/03/2017
Fonte: CREF2/RS

O vice-presidente do CREF2/RS, Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), esteve presente nesta terça-feira, dia 14, da reunião da Câmara da Saúde do Fórum dos Conselhos Profissionais do Rio Grande do Sul (Fórum/RS), realizada na sede da OAB. Entre as pautas discutidas, o risco de extinção dos cargos SUSEPE, o termo de cooperação técnica dos Conselhos Profissionais com Ministério Público do RS, Observatórios Sociais e o Movimento dos Conselhos Profissionais da área da saúde contra os cursos de graduação predominantemente na modalidade EAD, entre outros.

Segundo Lauro, o MEC já autorizou 274,1 mil vagas de ensino a distância, em 11 das 14 profissões da saúde. “A Educação Física tem uma oferta de 68 mil vagas”, alerta o vice-presidente. Para seu funcionamento, os cursos EAD deveriam obedecer uma série requisitos, mas que na prática não são cumpridos, tais como: não observância às diretrizes curriculares, bem como a carga horária e sua integralização; deficiência nas avaliações; falta de capacitação dos docentes; inexistência de estágios obrigatórios e atividades laboratoriais, dentre outros. Aliados a esses elementos que não condicionam a uma formação de qualidade, há uma proposta de mudança por parte do MEC, que altera o Decreto nº 5.622/2005, comprometendo ainda mais a qualidade da formação.

“O EAD deixa de exigir o credenciamento prévio para oferta presencial; credenciamento único para oferta de graduação e de pós-graduação lato sensu; credenciamento lato sensu EAD fica restrito às escolas de governo”, explica Lauro. Já os polos de apoio presencial passam a ser criados pelas instituições de ensino, que deverão informá-los ao MEC, no prazo de 60 dias, a partir da expedição do ato interno de criação, respeitando o quantitativo anual .

Os tutores que exercem atividades compatíveis com a docência deverão ser contratados como docentes (tutores a distância) e fica prevista a possibilidade de oferta de curso EAD totalmente virtual, mas, inicialmente, somente em caráter experimental e condicionado à autorização pelo MEC, mesmo para instituições com autonomia (Art. 10). A IES somente poderá pedir curso 100% virtual após o reconhecimento do primeiro curso EAD. O que, para o vice-presidente do CREF2/RS, é um erro pedagógico, já que no ensino da Educação Física faz-se indispensáveis aulas presenciais. “É necessário um amplo debate sobre o tema do EAD, pois corremos o risco de precarizar ainda mais nosso ensino”, alerta Lauro.


FÓRUM RS - Câmara da Saúde



CREF2/RS participa de encontro em Brasília para debater EAD
02/03/2017
Fonte: CREF2/RS

O vice-presidente do CREF2/RS, Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), participou no dia 24 de fevereiro do Encontro das Profissões das Áreas da Saúde para debater o EAD na Graduação. A programação traçou um panorama dos cursos EAD em Saúde no Brasil e fez o compartilhamento de experiências no enfrentamento do EAD, alinhando o posicionamento das instituições de ensino superior (IES) sobre o tema, além de encaminhar e definir estratégias comuns.

Segundo Lauro, as IES estão se tornando unidades de negócios onde os acadêmicos serão capacitados e as suas experiências obtidas pela tela do computador. “Atualmente são 25 EAD com 333 polos no país em Educação Física, perfazendo 68.869 vagas”, contabiliza. Para Aguiar, resta saber como serão a qualidade do ensino e a absorção dos formandos, bem como o resultado desse ensino e a preservação e o cuidado com o ser humano.

“Contamos com o apoio do Conselho Nacional de Saúde (CNS) para atuar na formação de recursos humanos na área da saúde”, afirma Aguiar, que aposta na articulação do CNS com o Ministério de Educação para a autorização e reconhecimento de cursos de graduação nesta modalidade. No caso da Educação Física, o vice-presidente do CREF2/RS afirmou que o curso EAD deve contar obrigatoriamente com aulas presenciais. “Como a profissão envolve muito o contato humano, devemos contar com aulas presenciais nestes cursos, mesmo sendo ministrados à distância”.


EAD



CREF2/RS visita FAMURS para apoiar projetos de atividade física das prefeituras
10/02/2017
Fonte: CREF2/RS

O vice-presidente do CREF2/RS Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS) reuniu-se ontem, dia 9, na Federação das Associações dos Municípios do RS (FAMURS), com Paulo Azeredo Filho, assessor técnico da área da Saúde da entidade. O objetivo do encontro foi oferecer o apoio do Conselho aos municípios que queiram desenvolver ações voltadas para o esporte. Azeredo Filho propôs a formalização do apoio por meio de um termo técnico de cooperação, que desenhe legalmente a cooperação.

A coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS, Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), compareceu à reunião e defendeu a aproximação com as prefeituras “Vamos trabalhar a orientação da legislação e a defesa do profissional de Educação Física registrado como único profissional qualificado para orientar a atividade física. Também conscientizaremos as prefeituras de que a atividade física é fundamental na prevenção de inúmeras doenças, como aquelas associadas ao sedentarismo e à epidemia de obesidade existente no Estado”, afirmou. “E isto reflete em economia nos gastos públicos na saúde”, completou. Também esteve presente na reunião a assessora de Comunicação do CREF2/RS Elenice Sacchi de Freitas.

A Famurs é a Casa dos Municípios. Composta por 27 Associações Regionais, a entidade representa todas as 497 cidades gaúchas – reunindo prefeitos, vice-prefeitos, secretários, técnicos e órgãos da gestão pública municipal. O assessoramento e a qualificação dos gestores também fazem parte do trabalho da entidade, e problemas e soluções do cotidiano da administração pública são discutidos na Federação.


FAMURS



Arrastão da Saúde acontece neste sábado nas areias de Tramandaí
24/01/2017
Fonte: CREF2/RS

No próximo sábado (28/01), a orla marítima de Tramandaí receberá, das 9h às 12h, mais uma edição do Arrastão da Saúde, ação realizada pelo Fórum dos Conselhos Profissionais do Rio Grande do Sul (Fórum/RS), com o apoio do SESC-RS. A ação é promovida pela Câmara da Saúde do Fórum-RS com o objetivo de incentivar a cultura da saúde na comunidade e esclarecer à população quanto a importância dos Conselhos na defesa da saúde coletiva.

Representantes dos Conselhos de Administração (CRA-RS), Biologia (CRBio-03), Educação Física (CREF2/RS), Fonoaudiologia (CREFONO7), Farmácia (CRF-RS), Fisioterapia e Terapia Ocupacional (CREFITO-5) e Medicina Veterinária (CRMV-RS) percorrerão a praia distribuindo kits informativos, com dicas de saúde e de prevenção de doenças. Compareça!

Arrastão da Saúde
Local: início na tenda do SESC-RS, beira da praia de Tramandaí – Rio Grande do Sul
Data: sábado, 28 de janeiro, das 9h às 12h


Fórum-RS



Associação Brasileira de Apoio aos Operados Bariátricos visita o CREF2/RS
24/01/2017
Fonte: CREF2/RS

Nesta segunda-feira, dia 23, a presidente do CREF2/RS, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), recebeu a visita da Associação Brasileira de Apoio aos Operados Bariátricos (ABAOB), representada pela vice-presidente da ABAOB, Jussara Tessele, e pela assessora Thaiana Lima. Durante o encontro, foi realizado um balanço das atividades efetuadas em 2016 pelo Projeto Desobesa Brasil, e reiterada a parceria com o CREF2/RS para 2017.

Segundo Jussara, o objetivo do Projeto é engajar pessoas com sobrepeso e aquelas que realizaram cirurgia bariátrica em atividades físicas, esportivas, programas de saúde nutricional e psicológico, como forma de reduzir a obesidade em Porto Alegre, segunda capital do país que mais sofre com a doença. De acordo com Carmen, o trabalho realizado pela ABAOP é fundamental no combate à epidemia de obesidade e sobrepeso que assola o estado e o Brasil. “A ABAOP tem um trabalho sério e competente, com um excelente programa de saúde nutricional e psicológico para pessoas com sobrepeso de todas as idades e àquelas que realizaram a cirurgia bariátrica”, afirmou a presidente.


Associação Brasileira de Apoio aos Operados Bariátricos



Arrastão da Saúde acontece nas areias de Tramandaí no dia 28 de janeiro
12/01/2017
Fonte: CREF2/RS

No último sábado de janeiro (28/01), a orla marítima de Tramandaí receberá, das 9h às 12h, mais uma edição do Arrastão da Saúde, ação realizada pelo Fórum dos Conselhos Profissionais do Rio Grande do Sul (Fórum/RS), com o apoio do SESC-RS. A ação é promovida pela Câmara da Saúde do Fórum-RS com o objetivo de incentivar a cultura da saúde na comunidade e esclarecer à população quanto a importância dos Conselhos na defesa da saúde coletiva.

Representantes dos Conselhos de Administração (CRA-RS), Biologia (CRBio-03), Educação Física (CREF2/RS), Fonoaudiologia (CREFONO7), Farmácia (CRF-RS), Fisioterapia e Terapia Ocupacional (CREFITO-5) e Medicina Veterinária (CRMV-RS) percorrerão a praia distribuindo kits informativos, com dicas de saúde e de prevenção de doenças. Compareça!

Circuito da Saúde
Local: início na tenda do SESC-RS, beira da praia de Tramandaí – Rio Grande do Sul
Data: sábado, 28 de janeiro, das 9h às 12h


Arrastão da Saúde



CREF2/RS defende Secretaria Municipal de Esportes, Recreação e Lazer na Câmara de Vereadores de Porto Alegre
22/12/2016
Fonte: CREF2/RS

Na manhã desta quinta-feira, dia 22 de dezembro, o vice-presidente do CREF2/RS Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS) esteve na Câmara Municipal de Porto Alegre para buscar o apoio dos vereadores contra a proposta de extinção da Secretaria Municipal de Esportes, Recreação e Lazer (SME). A votação está prevista para ocorrer hoje à tarde e os representantes do Plenário receberam uma carta, que apresenta os motivos para a continuidade do trabalho da SME e os benefícios que são proporcionados pelo órgão para toda a sociedade. O texto na íntegra segue abaixo:

O Conselho Regional de Educação Física da 2ª Região (CREF2/RS), representando cerca de 10 mil profissionais de Educação Física e 800 empresas registradas apenas em Porto Alegre, vem ratificar a importância da manutenção da Secretaria Municipal de Esportes, Recreação e Lazer (SME), que tem sido referência na execução e na propagação de políticas públicas de esporte e de lazer, constituindo significativos programas e projetos na área do esporte escolar e da saúde.

Desde a sua criação nos anos 1920, a SME vem cumprindo o seu papel institucional com excelência, cuja função para a sociedade porto-alegrense é fundamental e imprescindível, gerando ações que oportunizam a prática da atividade física e do esporte, nas suas mais diversas modalidades e dimensões, além de fomentar a formação de novos profissionais de Educação Física.

Através do esporte e do exercício físico, a população de Porto Alegre tem demonstrando uma grande melhora na sua qualidade de vida, mesmo diante de números preocupantes apresentados em 2016 pelo Ministério da Saúde, em que relaciona 50% da população brasileira ao sobrepeso e a algum tipo de doença relacionada à obesidade, como hipertensão e diabetes. De acordo com dados da Organização Mundial de Saúde, para cada R$ 1,00 investido em esporte e em atividade física são poupados outros R$ 5,00 em saúde.

Diante desse quadro, somente com a permanência da SME será possível desonerar a Prefeitura e os postos de saúde, solidificando as políticas públicas das quais a sociedade vem sendo beneficiada por meio do esporte e da atividade física. O CREF2/RS, seguro de contar com o vosso apoio na busca constante dos interesses da sociedade, está à disposição para esclarecer eventuais questionamentos.


Porto Alegre



CREF2/RS recebe apoio da Câmara Municipal de Alegrete contra MP 746
06/12/2016
Fonte: CREF2/RS

Na tarde desta terça-feira, dia 6 de dezembro, o presidente da Câmara Municipal de Alegrete Roger Severo (CREF 011057-G/RS) compareceu à sede do CREF2/RS para oficializar o apoio dos vereadores do município ao CREF2/RS na luta contra a Medida Provisória 746, que propõe a exclusão da disciplina de Educação Física da grade curricular do Ensino Médio. O documento, assinado pelos 15 membros do Plenário da cidade, foi entregue ao vice-presidente do Conselho Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS).

No encontro, Severo destacou a importância do profissional de Educação Física e da disciplina para o pleno desenvolvimento de crianças e de adolescentes. “Entendemos que será um retrocesso esta alteração proposta pela MP 746. Os profissionais de Educação Física têm um papel fundamental em nossa sociedade, seja na melhora da habilidade motora das crianças, no estímulo da capacidade cognitiva ou na promoção da qualidade de vida destas pessoas”, salientou.

Andamento da MP 746

O senador Pedro Chaves, relator da MP 746 na comissão mista encarregada de analisar a medida, emitiu um parecer, no dia 29 de novembro, solicitando que a Educação Física permaneça como disciplina obrigatória do Ensino Médio. O texto, que tramita a partir de agora como um Projeto de Lei de Conversão (PLC), seguirá para análise da Câmara e do Senado Federal. Mais informações aqui.


MP 746 Educação Física escolar



CREF2/RS comemora Dia Estadual da Ginástica Laboral com evento na Assembleia Legislativa
23/11/2016
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS, por meio da sua Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa, com o apoio do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região, realizou ontem, dia 22, no Plenarinho da Assembleia Legislativa do estado, o evento “Ginástica Laboral, Atividade Física na Empresa e o Trabalho Seguro”. O objetivo foi divulgar e consolidar a atuação do profissional de Educação Física como protagonista nas atividades de prevenção da saúde do trabalhador. A data foi escolhida pois, em 22 de novembro de 1978, foi formalizado o primeiro contrato de Ginástica Laboral no Brasil, firmado pelo SESI/RS e a faculdade de Educação Física da FEEVALE, sendo posteriormente transformada em Dia Estadual da Ginástica Laboral pela Lei 14.418, de autoria do Deputado Estadual Adilson Troca.

O evento foi marcado pelo lançamento do livro “Ginástica Laboral: Prerrogativa do profissional de Educação Física”, escrito por especialistas ligados ao Sistema CONFEF/CREFs, e também pela entrega do Prêmio de Reconhecimento à Prestação de Serviço de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa à SER – SAÚDE, EDUCAÇÃO E REABILITAÇÃO, empresa que atua desde 1990 no mercado. A premiação foi recebida pelo sócio da SER, Marco Aurélio Scharcow (CREF 002463-G/RS). Ao final do evento, foi realizada a palestra “A atuação do profissional de Educação Física na promoção da saúde do trabalhador”, ministrada Rony Tschoeke (CREF 004979-G/PR), conselheiro do CREF9/PR e autor de diversos livros sobre o tema.

Segundo o vice-presidente do CREF2/RS e presidente da Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa, Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), o livro Ginástica Laboral: Prerrogativa do profissional de Educação Física” foi escrito por cinco conselhos e coordenado pelo presidente do CREF9/PR Eduardo Branco (CREF 000009-G/PR) e membros e profissionais da Câmara Técnica do SESI. “E também é resultado de muitas parcerias que fizemos, como o Procom, MP, Polícia Civil e agora, fechando com chave de ouro, com o Tribunal Regional de Trabalho da 4ª Região, onde tive a felicidade de conhecer desembargador Raul Sanvicente, e ele falou uma coisa certa: a Ginástica Laboral é apenas uma ferramenta para entrarmos na empresa, existem outros programas de atividade física que podem ser utilizados”. Para tanto, completou Lauro, “este livro que estamos lançando vai mostrar os parâmetros para implantar um programa de Ginástica Laboral”.

Adriano Soares da Silva, analista da Gerência de Produção do SESI, explicou que existe um trabalho árduo para que os ambientes de trabalho sejam saudáveis. “E a Ginástica Laboral é um dos serviços que nós oferecemos. Hoje não vemos o profissional de Educação Física apenas para alongar e reforçar a musculatura. Nós cremos que ele é o promotor de saúde dentro do ambiente de trabalho, pois é a pessoa com conhecimentos para educar ou reeducar o trabalhador na atividade física”, avaliou. Silva disse que SESI trabalha de forma articulada, com o profissional de Educação Física atuando junto a fisioterapeutas, nutricionistas e assistentes sociais, sempre pensando na melhor estratégia apara atender as empresas.

O desembargador do TRT4, Raul Sanvicente, gestor do programa Trabalho Seguro, instituído pelo Tribunal Superior do Trabalho, afirma que o programa representa uma face diferente do que é o dia a dia do Judiciário Trabalhista, onde o juiz aguarda as demandas e julga, devolvendo para a sociedade uma sentença. “Este programa seria como se o juiz saísse do gabinete e fosse conviver com a sociedade pró-ativamente para o desenvolvimento de uma cultura de prevenção”, avalia. O desembargador afirmou que o Tribunal humildemente se junta e reconhece todas estas iniciativas em prol de hábitos saudáveis, “pois sabemos que há muitos anos profissionais de Educação Física se dedicam ao assunto”.

Esse programa, continua Sanvicente, “funciona através de parcerias com várias instituições, e é muito enriquecedor estender esta parceria ao CREF2/RS”. O desembargador explicou que busca nesta interação com a sociedade a efetividade do programa, pois o Tribunal sempre ressalta que não adianta apenas formalidade. "Penso que com a parceria com o CREf2/RS, que deve se dar em março, após os trâmites burocráticos, vamos conhecer melhor a Ginástica Laboral, podendo levar esclarecimentos aos juízes e aos servidores em relação a esta atividade.

A presidente do CREF2/RS, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), ressaltou a trajetória de lutas que o Conselho vem desenvolvendo ao longo do tempo, mobilizando inclusive o CONFEF para expandir a ideia. "Com isto, organizamos este livro, que pode parecer, em uma passada rápida, algo simbólico, mas tem um peso muito significativo, pois nos abre espaço de representatividade da Ginástica Laboral em nível federal". Carmen explicou que a Ginástica Laboral é encargo do profissional de Educação Física e tem como objetivo a prevenção de doenças, sendo a forma mais efetiva e barata de investimento na saúde. "Pesquisas mostram que toda pessoa sedentária tem 100% de chances de ter problemas cardíacos. Se ela fizer atividade física regularmente baixa esta probabilidade para 66%. Está na hora de investirmos na atividade física e desafogarmos os hospitais brasileiros”.

A Atuação do Profissional de Educação Física na promoção da saúde do trabalhador

O Conselheiro do CREF9/PR Rony Tschoeke (CREF 004979-G/PR) afirmou em sua palestra que, depois da folha de pagamento, o segundo maior custo das empresas atualmente são com planos de saúde."Ou seja, a sinistralidade é cada vez maior, com as pessoas recorrendo em massa aos planos de saúde, fazendo exames mais complexos e com isto tem onerado tanto as operadoras quantos as empresas que têm que pagar por estes custos".

Rony afirmou que uma pergunta intrigante e recorrente nas pesquisas sobre saúde é "por que você não faz atividade física regularmente?". A resposta invariavelmente é falta de tempo. "O que seria compreensível, se as pessoas não afirmassem nestas mesmas pesquisas que assistem TV em média de 12 a 14 horas por semana", explica Rony, alertando que são recomendados 150 minutos de atividade física por semana.

"Será que a culpa é do progresso?", questiona Rony. "Se formos pensar nas três revoluções industriais, podemos constatar houve mudanças significativas na vida das pessoas. Hoje vivemos a quarta Revolução Industrial, que traz a realidade virtual. Isto trará efeitos para nossas vidas, tanto é que o Fórum de Davos já incluiu qualidade de vida em seus debates".

O conselheiro afirma que a Ginástica Laboral tem um papel muito importante no atual momento histórico, e que o desafio é aprender a ensinar os trabalhadores a serem fisicamente mais ativos. "Temos que unir esforços distintos em uma estratégia integrada de promoção de saúde", ressalta, lembrando que já em 2005, a Conferência Internacional sobre Promoção da Saúde, realizada em Bangkok, afirmava que o setor privado tem a responsabilidade de assegurar a saúde dos seus empregados, suas famílias e comunidades.

Rony ponderou que os profissionais de Educação Física tem que ser um pouco mais sedutores no marketing social. "Transformando a atividade física não em obrigação, mas sim em um desejo. Para isto, é necessário utilizar cinco pilares: engajamento dos líderes, criar pertencimento, ética e buscar as ações que têm trazido melhores resultados e sustentabilidade", definiu.


Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa



CREF2/RS participa do VI Seminário de Fiscalização Profissional
14/11/2016
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS participou nesta sexta sexta-feira, dia 11, do VI Seminário de Fiscalização Profissional promovido pelo Fórum dos Conselhos Regionais e Ordens das Profissões e com apoio da OAB/RS. A iniciativa teve como tema “Ações conjuntas entre Conselhos Regionais e Ordens das Profissões com entidades Públicas – Foco na gestão pública”. O evento foi realizado no Auditório Mondercil Paulo de Moraes do Ministério Público do Rio Grande do Sul.

Durante o Seminário, foram debatidos temas como ações de parcerias entre as diversas instituições que, de forma direta ou indireta, contribuem para a realização das atividades de fiscalização como PROCON, Ministério Público, Brigada Militar e Tribunal de Contas da União e do Estado. Também esteve na pauta outros temas como ações do Grupo de Agentes Jurídicos dos Conselhos e Ordens (GAJ), no que se refere à dívida ativa e ao exercício ilegal da profissão, e a discussão sobre a campanha 10 Medidas contra a corrupção.

O vice-presidente do CREF2/RS, Lauro Ubirajara de Aguiar (CREF 002782-G/RS) ressaltou as ações em conjunto com o serviço público, que podem orientar o judiciário em questões ligadas aos conselhos. “Nem todos os juízes têm expertises em áreas ligadas às profissões regulamentadas. Por isto, cada vez mais firmamos termos de cooperação com a FAMURS, OAB, TRT para termos um aporte mais objetivo, já que o Estado não está respondendo a altura dos seus encargos”, disse.

Para a fiscal Cláudia Miranda (CREF-009683), o Seminário foi uma excelente oportunidade para troca de experiências com outros conselhos profissionais regulamentados, além da possibilidade de dialogar com órgãos públicos. “Com isto, podemos ter outros exemplos de abordagem, além de divulgarmos e desmitificarmos o trabalho da fiscalização”, afirmou.


DEFOR



Audiência pública reúne profissionais e sociedade pela Educação Física no Ensino Médio
11/11/2016
Fonte: CREF2/RS

Na manhã desta sexta-feira, dia 11 de novembro, a Frente Parlamentar Mista do Esporte, liderada pelo deputado federal João Derly, realizou, na Câmara Municipal de Porto Alegre, uma audiência pública em defesa da Educação Física no currículo escolar do Ensino Médio. O evento, que contou com a participação das mais diferentes entidades ligadas à educação e ao esporte no Estado, teve ainda a presença da presidente do CREF2/RS Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), da 1ª secretária Débora Garcia (002202-G/RS) e da presidente da Comissão de Educação Física Escolar do Conselho Miryam Brauch (CREF 006834-G/RS).

Com o objetivo de debater alternativas à Medida Provisória 746, que exclui a Educação Física, assim como outras disciplinas, do currículo obrigatório do Ensino Médio, a audiência foi aberta por Derly, que frisou que o evento proposto pela Frente Parlamentar é o início de um grande movimento a favor da sociedade. “A Educação Física é um componente essencial, que precisa urgentemente de um currículo mínimo e de uma estratégia pedagógica clara”, declarou. “No Estado, conscientes da sua importância, temos um projeto, em tramitação na Assembleia, para assegurar a obrigatoriedade desta disciplina em todos os anos escolares. Este é um exemplo que temos que levar para o restante do país”, complementou o Deputado.

A mesa de debate, que teve a presença de representantes do Sindicato dos Profissionais de Educação Física (SINPEF-RS), da Secretaria Estadual de Educação e da Federação Internacional de Educação Física (FIEP), entre outras instituições, continuou com o discurso da Presidente do CREF2/RS. Na sua fala, Carmen destacou que a Educação Física não pode ter o seu espaço diminuído pela MP. “Quem tem um ritmo de vida ativo consegue prevenir diversas doenças, apenas praticando exercícios. Por isto, acreditamos não só que a Educação Física precisa ser obrigatória em todas as etapas escolares, mas ela tem que ter também a sua carga horária ampliada e a presença do profissional de Educação Física garantida nestes espaços”.

Os presentes, que lotaram a Sala das Comissões da Câmara Municipal, também puderam se manifestar. O consenso entre todos, profissionais de Educação Física e membros de outras tantas organizações da sociedade civil que também estiveram no encontro, é que o trabalho precisa ser conjunto, para que se concretizem as mudanças sugeridas à Medida Provisória. “A reforma do Ensino Médio é necessária, mas acreditamos que a educação precisa ser ampliada – e não reduzida. O que leva as pessoas a pensarem em acabar com a Educação Física, uma disciplina tão importante para a formação das crianças e dos adolescentes?”, questionou Francisco de Vargas Neto (CREF 007683-G/RS).

No encerramento da audiência, Derly declarou que a Frente Parlamentar Mista do Esporte está organizando um grande ato em Brasília, no próximo dia 19 de novembro. A ideia do Deputado é, fazer na véspera da votação da MP 746, uma grande conscientização da necessidade da Educação Física continuar sendo um componente curricular obrigatório no Ensino Médio. Com a sugestão dos presentes, também será realizada um novo encontro, para ampliar a discussão sobre o assunto, e elaborada uma carta para todos os Deputados Federais a respeito do tema. Você também pode assinar a petição online de apoio à obrigatoriedade da Educação Física no Ensino Médio: http://bit.ly/ManifestoSIMaEducaçãoFísica


Audiência Pública MP 746 Educação Física escolar



Compareça à Audiência Pública pela obrigatoriedade da Educação Física no ensino médio nesta sexta-feira
08/11/2016
Fonte: CREF2/RS

A presidente do CREF2/RS, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), comparecerá nesta sexta feira, dia 11, ao ato promovido pela Frente Parlamentar Mista do Esporte, que tem na presidência o deputado federal João Derly, em defesa da OBRIGATORIEDADE DA EDUCAÇÃO FÍSICA no currículo escolar do ensino médio. O evento ocorrerá a partir das 9h30min, no plenário Ana Terra, da Câmara de Vereadores.

O objetivo é manter a obrigatoriedade da Educação Física no currículo, contrariando a Medida Provisória (MP) encaminhada pelo Governo Federal ao Congresso em setembro. Para tanto, propõe emenda ao texto original da MP.

O evento é aberto aos representantes do meio acadêmico e esportivo, aos pais e aos próprios alunos. Além do CREF2/RS, estarão presentes o Sindicato dos Profissionais de Educação Física do Rio Grande do Sul (SINPEF-RS), a Associação dos Profissionais de Educação Física do Rio Grande do Sul (APEF/RS) e a Associação das Federações Esportivas do Estado do Rio Grande do Sul (AFERS).

Você também pode assinar a petição online de apoio à obrigatoriedade da Educação Física no Ensino Médio: http://bit.ly/ManifestoSIMaEducaçãoFísica

Audiência pública da obrigatoriedade da Educação Física no Ensino Médio
Data: sexta-feira, dia 11 de novembro, às 9h30min
Local: Plenário Ana Terra – Câmara Municipal de Porto Alegre
Endereço: Avenida Loureiro da Silva, 255 – Centro Histórico


Audiência Pública pela obrigatoriedade da Educação Física



Audiência pública em defesa da Educação Física no Ensino Médio é nesta sexta-feira
07/11/2016
Fonte: CREF2/RS

A Frente Parlamentar Mista do Esporte, comandada pelo deputado federal João Derly, vai realizar, na próxima sexta-feira, dia 11 de novembro, uma audiência pública em defesa da obrigatoriedade da Educação Física no currículo escolar do Ensino Médio. O evento ocorrerá a partir das 9h30min, no plenário Ana Terra, da Câmara Municipal de Porto Alegre. A entrada será gratuita.

O objetivo da audiência é contrariar as determinações da Medida Provisória 746, encaminhada pelo Governo Federal ao Congresso em setembro, que exclui a Educação Física, assim como outras disciplinas, do currículo obrigatório do Ensino Médio. “A Educação Física é um componente essencial, que precisa urgentemente da definição de um currículo mínimo e de uma estratégica pedagógica clara”, declarou Derly.

Você também pode assinar a petição online de apoio à obrigatoriedade da Educação Física no Ensino Médio: http://bit.ly/ManifestoSIMaEducaçãoFísica

Audiência pública da obrigatoriedade da Educação Física no Ensino Médio
Data: sexta-feira, dia 11 de novembro, às 9h30min
Local: Plenário Ana Terra – Câmara Municipal de Porto Alegre
Endereço: Avenida Loureiro da Silva, 255 – Centro Histórico


Audiência Pública MP 746 Educação Física escolar



Audiência pública em defesa da Educação Física no Ensino Médio é nesta sexta-feira
07/11/2016
Fonte: CREF2/RS

A Frente Parlamentar Mista do Esporte, comandada pelo deputado federal João Derly, vai realizar, na próxima sexta-feira, dia 11 de novembro, uma audiência pública em defesa da obrigatoriedade da Educação Física no currículo escolar do Ensino Médio. O evento ocorrerá a partir das 9h30min, no plenário Ana Terra, da Câmara Municipal de Porto Alegre. A entrada será gratuita.

O objetivo da audiência é contrariar as determinações da Medida Provisória 746, encaminhada pelo Governo Federal ao Congresso em setembro, que exclui a Educação Física, assim como outras disciplinas, do currículo obrigatório do Ensino Médio. “A Educação Física é um componente essencial, que precisa urgentemente da definição de um currículo mínimo e de uma estratégica pedagógica clara”, declarou Derly.

Você também pode assinar a petição online de apoio à obrigatoriedade da Educação Física no Ensino Médio: http://bit.ly/ManifestoSIMaEducaçãoFísica

Audiência pública da obrigatoriedade da Educação Física no Ensino Médio
Data: sexta-feira, dia 11 de novembro, às 9h30min
Local: Plenário Ana Terra – Câmara Municipal de Porto Alegre
Endereço: Avenida Loureiro da Silva, 255 – Centro Histórico


Audiência Pública MP 746 Educação Física escolar



Ulbra Guaíba promove evento para discutir MP 746 e PEC 241
31/10/2016
Fonte: CREF2/RS

Com o apoio do CREF2/RS e da Secretaria Municipal de Educação, a Ulbra Guaíba realizou na última quinta-feira, dia 27 de outubro, o I Ciclo de Debates: um Olhar sobre o Futuro da Educação Física. O evento, que integrou o II Encontro de Educação Física da Costa Doce e a Semana Acadêmica do Curso de Educação Física da Ulbra Guaíba, trouxe para debate a MP 746, que propõe a reforma do Ensino Médio, e a PEC 241, que busca limitar os gastos públicos.

A mesa foi composta pelo coordenador do curso de Educação Física Luciano Loureiro (CREF 007142-G/RS), pela doutora em Políticas Públicas Líbia Aquino, pela professora da UFRGS Anelise Gaya (CREF 024009-G/RS) e pelo representante da Secretaria de Educação Vitor Powaczruk (CREF 023027-G/RS). O evento contou com a presença de mais de 200 pessoas, entre professores das escolas da região e estudantes. Além de debater a relação da MP 746 e da PEC 241 com o futuro da Educação Física, a Base Nacional Comum Curricular e a saúde na escola também foram abordadas. “É preciso que mais momentos como este, para firmarmos um posicionamento forte, de que a Educação Física é uma disciplina fundamental para o desenvolvimento da cultura corporal”, declarou Loureiro.


Eventos Guaíba Ulbra Guaíba



CREF2/RS e deputado João Derly se unem contra a MP 746
28/10/2016
Fonte: CREF2/RS

A presidente Carmen Masson (CREF 001910-G/RS) e o vice-presidente Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS) estiveram reunidos, na tarde de hoje, dia 28 de outubro, com o deputado federal João Derly. O objetivo do encontro foi buscar apoio para a mobilização dos profissionais de Educação Física e das instituições de ensino para participarem da audiência pública a favor da obrigatoriedade da Educação Física no currículo escolar do Ensino Médio, que será realizada no dia 11 de novembro, na Câmara Municipal de Porto Alegre.

A sessão, proposta pela Frente Parlamentar Mista do Esporte, foi idealizada por Derly, coordenador do grupo. O Deputado, que concorda com a necessidade de uma reforma no Ensino, destacou que as disciplinas, como a Educação Física, na verdade precisam ser aperfeiçoadas, não excluídas do currículo, como propõe a MP 746. “A Câmara Legislativa deveria discutir o que pode ser feito para melhorar a educação. A Educação Física é um componente obrigatório e essencial, que precisa urgentemente da definição de um currículo mínimo e de uma estratégia pedagógica clara”, declarou.

No encontro, Carmen firmou o compromisso do CREF2/RS em lutar contra a aprovação da MP 746 e também salientou que o investimento na Educação Física, sobretudo no ambiente escolar, pode representar uma economia para o Poder Público, em longo prazo. “Diversos estudos têm mostrado que o exercício físico é uma forma valiosa de se prevenir diversas doenças”, comentou. “A criança que não é sedentária, que é atendida de maneira correta pela Educação Física escolar, não tem o seu desenvolvimento motor e cognitivo prejudicados e se torna um adulto ativo e meno propenso a diversas doenças, desonerando assim o Sistema Único de Saúde”.

Depois desta audiência pública em Porto Alegre, o objetivo é levar a discussão também para Brasília. Como adiantou Derly, a ideia é reunir o maior número de pessoas possíveis, entre profissionais de Educação Física e representantes do esporte, em um ato contra a MP 746. A data prevista para a votação da Medida Provisória é os dias 22 e 23 de novembro.

Audiência Pública pela obrigatoriedade da Educação Física
Data: sexta-feira, dia 11 de novembro, às 9h30min
Local: Câmara Municipal de Porto Alegre – Plenário Ana Terra
Endereço: Avenida Loureiro da Silva, 255 – Centro Histórico
Entrada gratuita


MP 746 Audiência Pública



Ulbra Guaíba realiza amanhã debate sobre PEC 241 e MP 746
26/10/2016
Fonte: CREF2/RS

Com o apoio do CREF2/RS, a Ulbra Guaíba vai realizar amanhã, dia 27 de outubro, o I Ciclo de Debates: um Olhar sobre o Futuro da Educação Física. O evento, que integra a programação da VI Semana Acadêmica do curso de Educação Física da universidade, trará para debate as atualizações da PEC 241 (que limita os gastos públicos), da MP 746 (que reforma o Ensino Médio) e as políticas públicas em Educação. A entrada será gratuita.

O evento terá a mediação de Luciano Loureiro (CREF 007142-G/RS), coordenador do curso de Educação Física da Ulbra Guaíba, e a participação dos professores Líbia Aquino, Anelise Gaya (CREF 024009-G/RS) e Vitor Powaczruk (CREF 023027-G/RS). A atividade vai ocorrer no Auditório Principal da instituição, das 19h30min às 22h. Mais informações pelo telefone (51) 3480-1618.

I Ciclo de Debates: um Olhar sobre o Futuro da Educação Física
Data: 27 de outubro, quinta-feira, das 19h30min às 22h, com entrada gratuita
Local: Ulbra Guaíba
Endereço: Rodovia BR 116, 5724 – Moradas da Colina
Mais informações: (51) 3480-1618


Eventos políticas públicas



CONFEF se posiciona contra Medida Provisória de reforma do Ensino Médio
23/09/2016
Fonte: CONFEF

O Conselho Federal de Educação Física publicou uma nota ontem, dia 23 de setembro, se posicionando radicalmente contra a Medida Provisória apresentada pelo Governo Federal, que altera os parágrafos 1º, 2º, 3º e 7º do artigo 26 da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB). Com a mudança, a disciplina de Educação Física, que antes era prevista em todas as etapas da Educação Básica (Infantil, Fundamental e Médio) passa a ser obrigatória apenas nos Ensinos Infantil e Fundamental.

O CONFEF considera um contrassenso que, no momento em que inúmeras pesquisas apontam o crescimento da obesidade e do sedentarismo infantojuvenil, e sabendo que a atividade física é a medida mais eficaz para evitar esse mal, o Governo proponha a retirada da Educação Física do Ensino Médio. Sobretudo por se tratar do país que acabou de atravessar a década de megaeventos esportivos, sediando recentemente os Jogos Olímpicos e Paralímpicos, em que ficou clara a importância da atividade física na manutenção da saúde e da formação cidadã.

A MP ainda terá de ser aprovada em até 120 dias pela Câmara e pelo Senado, caso contrário, perderá o efeito. Desta forma, o Conselho Federal de Educação Física se compromete a fazer todo o esforço possível junto ao Congresso Nacional a fim de rejeitar a medida. Conta ainda com o apoio dos profissionais de Educação Física e da sociedade em geral para trabalhar junto aos deputados e senadores para a reprovação da proposta.

Atualização: Embora em seu texto final a Medida Provisória indique que o ensino de artes, Educação Física, filosofia e sociologia deverá continuar em vigor até o segundo ano letivo posterior à aprovação da nova Base Nacional Comum Curricular (BNCC), o MEC manteve o trecho que retira da LDB a garantia explícita de que essas disciplinas já consolidadas deveriam ser aplicadas no Ensino Médio.

Sendo assim, o Conselho Federal de Educação Física permanece comprometido a fazer todo o esforço possível junto ao Congresso Nacional a fim de rejeitar a medida. Ademais, já temos conhecimento de pelo menos cinco parlamentares que se comprometeram a propor emendas à MP. Continuamos contando com o apoio dos profissionais de Educação Física e da sociedade em geral para trabalhar junto aos Deputados e Senadores dos seus respectivos estados a reprovação da MP.

No portal do Senado Federal, há uma consulta pública para receber a opinião da sociedade. Dê o seu voto aqui. Há também um abaixo-assinado contra a MP que já conta com mais de 100 mil assinaturas. Assine-o aqui.


CONFEF



CREF2/RS atende população durante edição do Desobesa Brasil na Redenção
12/09/2016
Fonte: CREF2/RS

No último domingo, dia 11 de setembro, o CREF2/RS esteve presente na 9ª edição do Projeto Desobesa Brasil, realizada pela Associação Brasileira de Apoio aos Operados Bariátricos (ABAOB), no Parque da Redenção, em Porto Alegre. No local, a equipe do Conselho realizou cerca de 100 avaliações antropométricas, com medição do Índice de Massa Corporal (IMC), e concedeu informações gerais sobre o trabalho realizado e sobre a importância da atividade física orientada.

De acordo com Jussara Tessele, vice-presidente da ABAOB, a obesidade é o segundo maior fator de risco para diversas doenças, como câncer, hipertensão e diabetes. “Isto é muito preocupante, pois uma pesquisa divulgada recentemente pelo IBGE mostrou que o Rio Grande do Sul tem o maior percentual do país de pessoas com excesso de peso”, comentou. O Brasil está em segundo lugar na lista de países que mais realizam procedimentos de redução de estômago no mundo, perdendo apenas para os Estados Unidos – conforme dados apresentados pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM).

Realizado das 9h às 15h, o Desobesa Brasil ainda teve oficinas sobre alimentação saudável, aulas de dança e terapias holísticas à disposição, de forma totalmente gratuita. Com grande presença de público, o CREF2/RS também pode esclarecer a população sobre a atuação do Conselho, que fiscaliza e defende a sociedade do exercício ilegal e dos maus profissionais. “As aulas de Educação Física precisam ser, obrigatoriamente, ministradas por pessoas devidamente habilitadas, com formação superior e registro. Quem frequenta academia deve exigir a Cédula de Identidade Profissional do instrutor”, complementou Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS.


Desobesa Brasil eventos



CREF2/RS participa do Desobesa Brasil neste domingo na Redenção
09/09/2016
Fonte: CREF2/RS

A Associação Brasileira de Apoio aos Operados Bariátricos (ABAOB) vai realizar, neste domingo, dia 11 de setembro, a 9ª edição do Projeto Desobesa Brasil, no Parque da Redenção, em Porto Alegre. O evento, que terá a sua estrutura montada próxima ao Monumento Expedicionário, vai oferecer múltiplas atividades à população, em que diversos profissionais da saúde prestarão atendimento e mobilizarão a sociedade para o combate ao sobrepeso. A equipe do CREF2/RS estará presente no local, das 9h às 15h, dando dicas sobre a prática de atividade física e realizando avaliações antropométricas, com medição do Índice de Massa Corporal (IMC).

O Desobesa Brasil, inicialmente agendado para ocorrer no último final de semana, precisou ser adiado por causa do mau tempo. Oficinas sobre alimentação saudável, aulas de dança e terapias holísticas são alguns dos serviços que estarão à disposição, de forma totalmente gratuita.

9ª Edição do Projeto Desobesa Brasil
Data: domingo, dia 11 de setembro, das 9h às 15h
Local: Parque da Redenção – próximo ao Monumento do Expedicionário
Mais informações: www.facebook.com/desobesabrasil


Desobesa Brasil eventos



CREF2/RS realiza avaliações antropométricas na Redenção neste domingo
08/09/2016
Fonte: CREF2/RS

A Associação Brasileira de Apoio aos Operados Bariátricos (ABAOB) vai realizar, neste domingo, dia 11 de setembro, a 9ª edição do Projeto Desobesa Brasil, no Parque da Redenção, em Porto Alegre. O evento, que terá a sua estrutura montada próxima ao Monumento Expedicionário, vai oferecer múltiplas atividades à população, em que diversos profissionais da saúde prestarão atendimento e mobilizarão a sociedade para o combate ao sobrepeso. A equipe do CREF2/RS estará presente no local, das 9h às 15h, dando dicas sobre a prática de atividade física e realizando avaliações antropométricas, com medição do Índice de Massa Corporal (IMC).

O Desobesa Brasil, inicialmente agendado para ocorrer no último domingo, precisou ser adiado para este final de semana por causa do mau tempo. Oficinas sobre alimentação saudável, aulas de dança e terapias holísticas são alguns dos serviços que estarão à disposição, de forma totalmente gratuita.

A ABAOB e o Projeto Desobesa Brasil têm como objetivo engajar pessoas com sobrepeso e àquelas que realizaram a cirurgia bariátrica em atividades físicas, esportivas, programas de saúde nutricional e psicológico. Ambas iniciativas buscam a reinserção do obeso e daqueles que realizam o procedimento cirúrgico bariátrico, procurando formas de incentivo à socialização das pessoas que não saíam de casa, por se sentirem discriminadas pela sociedade.

9ª Edição do Projeto Desobesa Brasil
Data: domingo, dia 11 de setembro, das 9h às 15h
Local: Parque da Redenção – próximo ao Monumento do Expedicionário
Mais informações: www.facebook.com/desobesabrasil


Desobesa Brasil eventos



Conselho realiza avaliações antropométricas neste domingo na Redenção
02/09/2016
Fonte: CREF2/RS

A Associação Brasileira de Apoio aos Operadores Bariátricos (ABAOB) vai realizar, neste domingo, a 9ª edição do Projeto Desobesa Brasil, no Parque da Redenção, em Porto Alegre. O evento, que será realizado próximo ao Monumento do Expedicionário, vai contar com a participação do CREF2/RS, que estará no local dando dicas sobre a prática de atividade física e realizando avaliações antropométricas gratuitamente. O horário de atendimento será das 9h às 15h.

Além do Conselho, outras entidades também participarão do evento, oferecendo à população múltiplas atividades, como aulas de dança, dicas de nutrição e terapias holísticas. De acordo com Bianca Tessele, presidente da ABAOB, o objetivo do Projeto Desobesa Brasil é engajar pessoas com sobrepeso e aquelas que realizaram cirurgia bariátrica em atividades físicas, esportivas, programas de saúde nutricional e psicológico, como forma de reduzir a obesidade em Porto Alegre, segunda capital do país que mais sofre com a doença.

O Projeto Desobesa Brasil será transferido para o próximo domingo, dia 11 de setembro, em caso de chuva.

9ª Edição do Projeto Desobesa Brasil
Data: domingo, dia 4 de setembro, das 9h às 15h
Local: Parque da Redenção – próximo ao Monumento do Expedicionário
Mais informações: www.facebook.com/desobesabrasil/a>


Eventos Desobesa Brasil



CREF2/RS participa do Projeto Desobesa Brasil neste domingo
29/08/2016
Fonte: CREF2/RS

No próximo domingo, dia 4 de setembro, das 9h às 15h, a Associação Brasileira de Apoio aos Operados Bariátricos (ABAOB) promoverá a 9ª edição do Projeto Desobesa Brasil, no Parque da Redenção, em Porto Alegre. O evento, que será realizado próximo ao Monumento do Expedicionário, vai oferecer múltiplas atividades à população, em que diversos profissionais da saúde prestarão atendimento e mobilizarão a sociedade para o combate à obesidade e ao sobrepeso. A equipe do CREF2/RS estará presente no local dando dicas sobre a prática de atividade física e realizando avaliações antropométricas.

A ABAOB e o Projeto Desobesa Brasil têm como objetivo engajar pessoas com sobrepeso e àquelas que realizaram a cirurgia bariátrica em atividades físicas, esportivas, programas de saúde nutricional e psicológico. Ambas iniciativas buscam a reinserção do obeso e daqueles que realizam o procedimento cirúrgico bariátrico, procurando formas de incentivo à socialização das pessoas que não saíam de casa, por se sentirem discriminadas pela sociedade.

9ª Edição do Projeto Desobesa Brasil
Data: domingo, dia 4 de setembro, das 9h às 15h
Local: Parque da Redenção – próximo ao Monumento do Expedicionário
Mais informações: www.facebook.com/desobesabrasil


Desobesa Brasil eventos



CREF2/RS pleiteia vaga para profissionais de Educação Física no Conselho Estadual de Saúde
24/08/2016
Fonte: ALRS

Na manhã de hoje, dia 24 de agosto, a presidente do CREF2/RS Carmem Masson (CREF 001910-G/RS) compareceu à reunião ordinária da Comissão de Saúde e Meio Ambiente, da Assembleia Legislativa. A visita teve como objetivo pleitear uma cadeira no Conselho Estadual de Saúde para os profissionais de Educação Física, conforme preconiza a portaria 256/2013, do Ministério da Saúde.

“Há tempos buscamos garantir a participação da Educação Física no Conselho Estadual, pois somos profissionais que atuam na área da saúde, com ênfase na prevenção e no combate ao sedentarismo, que atinge cerca de 70% da população urbana no Brasil, conforme dados do IBGE”, justificou. A Presidente argumentou ainda que a atuação dos profissionais da Educação Física têm sido decisiva na prevenção de doenças crônicas não transmissíveis e na promoção da saúde do trabalhador.

Também presente no encontro, o vice-presidente Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS) solicitou ainda o apoio dos deputados para a atualização do Código Sanitário do Rio Grande do Sul, que já tem 44 anos de existência. Segundo ele, a alteração da lei é necessária para adequá-la às mudanças sociais, econômicas e tecnológicas que ocorrem no campo da saúde, responsáveis pela adoção de novos conceitos, definições e processos de trabalho.

A reunião foi comandada pelo vice-presidente da Comissão de Saúde Tarcísio Zimmermann (PT). O deputado afirmou que considera os dois pleitos feitos pelo CREF2/RS, em nome dos profissionais de Educação Física, legítimos. A Assembleia se comprometeu em dar andamento a estas questões e Zimmermann ressaltou, no entanto, que a mudança do Código Sanitário requer a vontade política do Poder Executivo.

Foto: Vinicius Reis/ALRS


Conselho Estadual de Saúde Saúde



Projeto Esporte e Saúde I seleciona voluntários para pesquisa
11/08/2016
Fonte: CREF2/RS

O projeto Esporte e Saúde I, coordenado pelo professor Giovani Cunha (CREF 006684-G/RS) e vinculado à Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança (ESEFID) da UFRGS, está selecionando crianças do sexo masculino, com excesso de peso e idade entre 10 e 12 anos, para participar de um período de treinamento de futsal durante três meses. O estudo, promovido pelo grupo de pesquisa Projeto Esporte Brasil (PROESP-Br), procura investigar o efeito do treinamento de fustal sobre parâmetros de saúde.

O PROESP-BR conta com o apoio da Câmara da Saúde do CREF2/RS e as atividades relacionadas à pesquisa irão ocorrer no segundo semestre de 2016, nas dependências da ESEFID. A participação é voluntária e gratuita. Os interessados devem entrar em contato pelo e-mail treinamento.futsal@gmail.com ou pelo telefone (51) 8250-2713, de segunda à sexta, das 8h às 18h.


Pesquisa Câmara da Saúde



CREF2/RS em Revista: Nicolas Sanchez é um dos árbitros de tênis selecionados para a Olimpíada
29/07/2016
Fonte: CREF2/RS em Revista

O “uruguaio-gaúcho” Nicolas Sanchez (CREF 012322-G/RS), professor de tênis do Teresópolis Tênis Clube, é um dos convocados pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) para fiscalizar os melhores tenistas do mundo, que vão participar da próxima Olimpíada. Natural da cidade de Nueva Helvecia, Sanchez se mudou para Porto Alegre ainda durante a infância, quando o seu pai, um tenista profissional de grande sucesso em terras uruguaias, foi contratado pela Sogipa, na década de 80.

Juiz de linha há 15 anos, o árbitro tem uma extensa lista de campeonatos no currículo, que inclui o Pan-americano de 2007 e o Rio Open, realizado no ano passado. Preparado para vivenciar o maior evento esportivo do mundo, Sanchez quer aproveitar a ida ao Rio de Janeiro também para adquirir conhecimento. A entrevista, que reproduzimos parcialmente abaixo, foi publicada na última edição do CREF2/RS em Revista sobre os Jogos Olímpicos e pode ser conferida na íntegra no link.

Por que ser árbitro e não atleta?

O fato de ser árbitro e não atleta, pra mim, foi algo que teve uma transição natural. Queria continuar neste meio esportivo e, para isto, já tinha feito o curso da Federação Internacional de Tênis (ITF). Rapidamente, já estava arbitrando os maiores tenistas do mundo . No momento, estou atuando somente nos torneios da ITF, da Associação dos Tenistas Profissionais (ATP) e da Associação de Tênis Feminino (WTA), como árbitro de linha. Vale salientar que esta parte de já ter sido atleta e conhecer alguns tenistas profissionais torna o meu trabalho um pouco mais fácil, porque este conhecimento me dá toda a base de como o jogo vai ser.

O que é mais motivador e desafiador no seu dia a dia de trabalho como juiz?

O que mais me motiva em ser árbitro é ter a oportunidade de conhecer os maiores tenistas do mundo e fazer parte dos torneios da ATP e da WTA. O árbitro é fundamental para o andamento de cada torneio. Quanto aos desafios, às vezes não são as jogadas que exigem mais, mas o conjunto, o torneio como um todo. Tem vezes que pegamos partidas longas, tenistas complicados, calor, e tudo isto nos demanda uma concentração redobrada, para não perder o foco na partida. É como se estivéssemos dentro da quadra jogando! O atleta, quando não está concentrado, acaba perdendo a partida. No nosso caso, podemos perder a marca da bola, um ponto, e assim tornar a partida mais tensa do que o normal.

Além da sua carreira como árbitro, você também é professor de tênis. Como fazer para conciliar as duas profissões?

As duas carreiras são bem tranquilas de administrar, porque as aulas não são competitivas, são apenas sociais, com cunho da aprendizagem e da saúde. Elas não comprometem em nada as arbitragens. Se optasse por treinar alguma equipe profissional, mesmo em nível estadual, eu teria que escolher a carreira de árbitro ou de treinador. Sou presidente da Associação Gaúcha de Árbitros de Tênis (AGAT) e o item mais importante é este: o árbitro não pode estar ligado a nenhuma equipe ou clube. Além disto, é muito interessante arbitrar os torneios profissionais e passar as experiências e as curiosidades do mundo do tênis para os alunos, mesmo que eles sejam apenas tenistas de primeira viagem. Também passo para eles informações de como funcionam os rankings, as competições da ATP e da WTA, quais os tenistas que estão em ascensão. Repasso ainda o calendário dos torneios, pois é muito importante que eles vejam ao vivo, bem de perto, como o esporte funciona.

As suas primeiras competições internacionais como árbitro foram os Jogos Pan-americanos do Rio e a Copa Davis. Como surgiram essas primeiras oportunidades, em eventos de grande visibilidade?

As maiores competições foram, realmente, o Pan-americano de 2007 e a Copa Davis, em duas oportunidades, em 2012 e 2015. Antes, eu já tinha arbitrado torneios, futures e challengers de nível da ITF e da ATP. As oportunidades surgiram pelo bom desempenho e alto nível da arbitragem que sempre mostrei dentro da quadra, me destacando como chefe de equipe. A Olimpíada será a maior competição em que irei atuar, mas são inúmeros os torneios de alto nível que já participei. Um dos últimos foi o Rio Open 2016, onde pude arbitrar os jogos de Rafael Nadal, John Isner, Pablo Cuevas, entre outros tenistas do primeiro escalão mundial.

Como você está se preparando para a Olimpíada? O que está sendo diferente no seu dia a dia?

A preparação mais intensa iniciamos em janeiro deste ano, com a convocação para os torneios mais importantes e que contaram com a participação de tenistas de ponta, que exigem o máximo de cada árbitro. Tem também a parte da saúde física e mental, que é importante para permanecermos muito bem concentrados dentro da quadra. O meu dia a dia ainda continua o mesmo, mas acredito que em breve já estaremos com atividades específicas para a Olimpíada.

Quais são as suas expectativas com os Jogos Olímpicos deste ano? O que você espera levar desta experiência para a sua carreira de professor e de árbitro de tênis?

As expectativas são as melhores possíveis! Espero respirar cada momento desta atmosfera esportiva, que é o maior evento esportivo do mundo. Quero aprender e absorver tudo que for possível, já que os Jogos Olímpicos não são só a modalidade de tênis, mas também todos os outros esportes. Espero que ocorra tudo como planejado, já que penso que a Olimpíada não voltará para o Brasil tão cedo. Só terei esta única oportunidade. Quero trazer para cá um legado da mais alta qualidade e poder dizer para a minha filha, para os alunos e para os amigos que fiz história, participando como árbitro da Olimpíada.

O tênis brasileiro nunca ganhou uma medalha olímpica, mesmo que tenha revelado grandes atletas. O que a modalidade ainda precisa desenvolver para se tornar competitiva também nos Jogos Olímpicos?

Tivemos e ainda temos tenistas extraordinariamente talentosos. Atualmente, o melhor tenista brasileiro, Thomaz Bellucci, está na 35ª colocação do ranking da ATP. No feminino, a melhor é a Teliana Pereira, que está na 86ª posição. Eles terão a dura missão de trazer uma medalha olímpica. Já nas duplas, temos uma real possibilidade, pois o Marcelo Mello está no 2º lugar e formará a dupla com o Bruno Soares, que se encontra na 7ª colocação. Um torneio singular, como a Olimpíada, mexe com a cabeça. Ela aparece a cada quatro anos e, quando os atletas estão lá, ficam deslumbrados com a grandiosidade. Nem todos estão focados na medalha de ouro e acabam por se distrair com a estrutura do evento. No tênis, sempre falamos que o atleta é 50% cabeça, ou seja, ele depende de concentração total. Os atletas brasileiros devem trabalhar isto para almejar o brilho do ouro.

Como o tênis brasileiro pode crescer depois dos Jogos Olímpicos?

O esporte no Brasil, de um modo geral, nunca aproveita 100% o legado deixado. Passamos por isso no Pan-americano e na Copa do Mundo. Cabe às entidades esportivas pensarem de uma maneira mais decisiva. Praticamente, vivemos só do futebol no Brasil, mas temos várias modalidades que precisam de investimentos, pois têm grandes talentos sem oportunidade e patrocínio. Acredito que, nesta Olimpíada, os verdadeiros gestores se sentirão influenciados e verão que o esporte necessita de apoio em longo prazo. No tênis, sempre dizemos que o importante é investir nas categorias de base, através de escolinhas comunitárias gratuitas e quadras públicas, facilitando o interesse da população pela modalidade. Já fiz muitos cursos nas maiores escolas de tênis do mundo e todos são taxativos: o maior investimento deve ser nas categorias de base e na formação.


Tênis Olimpíada Jogos Olímpicos



Conselhos da saúde se reúnem para discutir estratégias em defesa da qualidade de assistência à saúde
19/07/2016
Fonte: Crefito5

Os Conselhos Profissionais da área da saúde se reuniram na manhã de hoje, dia 19 de julho, para discutir estratégias de ação em defesa dos interesses das profissões e da sociedade. A reunião, realizada na sede do Conselho de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Crefito5), contou também com a presença dos Conselhos de Farmácia, Biomedicina, Nutrição, Odontologia, Enfermagem e Psicologia. O CREF2/RS esteve representado pela presidente Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), pelo vice-presidente Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS) e pela 1ª secretária Débora Garcia (CREF 002202-G/RS).

Neste primeiro encontro, foi analisado o impacto do PLS 350/2014, também conhecido como Novo Ato Médico, para cada uma das profissões da área da saúde. Segundo o presidente do Crefito5, Fernando Prati, o Projeto de Lei que tramita no Senado é vago no que diz respeito as atividades privativas de médicos, podendo causar diferentes interpretações e desconforto entre as profissões. “O projeto é uma ameaça à autonomia das profissões que atuam na área da saúde. Precisamos mostrar aos senadores e deputados os riscos de um projeto como esse para a sociedade”, afirmou.

De um modo geral, os participantes entendem que o Projeto de Lei provocará um problema geral de saúde, a partir do momento em que ratifica a hierarquia histórica dos médicos sobre os outros profissionais da área da saúde e ameaça a valorização e a autonomia de mais de 300 mil profissionais só no Rio Grande do Sul. A proposta é que as entidades representativas se unam para debater com os parlamentares de forma mais sólida politicamente, a fim de colocar o ponto de vista das áreas da saúde preocupadas com atos de monopólio.

Para isto, foi proposta a criação de uma frente multiprofissional que atuará em defesa da saúde, composta por membros de cada uma das áreas interessadas, que buscará melhor assistência dos serviços de saúde para a sociedade. Além disso, os Conselhos se comprometeram a elaborar um documento manifestando o posicionamento contra o Projeto e entregá-lo aos representantes gaúchos no Senado a fim de buscar apoio para a não aprovação.


Câmara da Saúde



Câmara de Ginástica Laboral relata reuniões com TRT4 e SECRASO/RS
30/06/2016
Fonte: CREF2/RS

A Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa do CREF2/RS reuniu-se na sede do Conselho na manhã desta quarta-feira, 29 de março. Na ocasião, foi feito o resumo da reunião feita pelos integrantes da Câmara com o desembargador do TRT4, Raul Zoratto Sanvicente, também gestor regional do Programa Trabalho Seguro do Governo Federal, propondo ações e parcerias entre o CREF2/RS e o Tribunal.

Também houve o relato da reunião com Wilson Moreira, secretário-geral e coordenador das delegacias regionais da Sindicato Representativo da Categoria Econômica (SECRASO/RS), realizado no dia 29. A Câmara buscou apoio da instituição para chegar a um valor de referência para o serviço de Ginástica Laboral. O Sindicato posicionou-se favoravelmente a uma aproximação com o CREF2/RS, inclusive estreitando laços entre seus departamentos jurídicos.

Por fim, tratou-se da criação de uma Resolução relativa à qualidade mínima e segura necessária para a prestação do serviço de Ginástica Laboral. Os membros da Câmara ficaram responsáveis de reunir material para dar consistência à Resolução, dentre eles termos de referência de licitações, contratatos de empresas privadas, artigos cientficos relacionados ao tema e requisitos mínimos ao profissional de Educação Física.

Estiveram presentes à reunião o presidente da Câmara e vice-presidente do CREF2/RS Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), Tony Izaguirre (CREF 002462-G/RS) e a assessora Jurídica Cristiane Costa.


Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física



Câmara Técnica de Pessoa Jurídica pretende criar selo de qualidade das academias
24/06/2016
Fonte: CREF2/RS

Nesta quinta-feira (23), realizou-se na sede do Conselho a segunda reunião da Câmara Técnica de Pessoa Jurídica do CREF2/RS em 2016. Participaram a presidente da Câmara Luciane Citadin (CREF 000100-G/RS) e os profissionais de Educação Física Alessandro Gamboa (CREF 01534-G/RS), Caio Contador (CREF 008254-G/RS) e Rogério Menegassi (CREF 01080-G/RS).

Na ocasião, Luciane anunciou que o CREF2/RS criará uma Câmara Técnica de Pilates, a qual deverá ser presidida por um conselheiro. Durante a reunião, foi discutido o número de estagiários indicado para cada profissional de Educação Física nas academias. Menegassi sugeriu a criação de um selo de qualidade para as academias, com o apoio de entidades como CREF2/RS, SINPEFRS, ACAD RS e APEF-RS, reativando com isso o Fórum das Entidades. Contador propôs a criação de uma aliança entre os estúdios de Pilates. Por fim, houve a sugestão de convidar a professora de Pilates Aline Haas (CREF 000063-G/RS) a participar das reuniões da Câmara Técnica de Pessoa Jurídica.


Câmara Técnica de Pessoa Jurídica



Conselho distribui material informativo durante Maratona de Porto Alegre
13/06/2016
Fonte: CREF2/RS

No último domingo, dia 12 de junho, o CREF2/RS esteve presente na 33ª Maratona de Porto Alegre. O Conselho, representado pelo vice-presidente Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), teve um estande montado no Parque da Harmonia, onde pôde conceder informações sobre a importância de praticar atividade física com o acompanhamento de um profissional habilitado e distribuir o seu material de divulgação, como folders e revistas.

Apesar do frio, a Maratona de Porto Alegre reuniu neste ano mais de 7.200 corredores, entre atletas profissionais, amadores e do paradesporto. Com largada e chegada junto ao Parque da Harmonia, o trajeto teve o seu início às 6h50min e também reuniu familiares e curiosos, que acompanharam a corrida principal e as suas provas menores, de 5km e 10km, por exemplo, ao longo da manhã.

Para Aguiar, é muito importante que o CREF2/RS participe de eventos representativos como a Maratona de Porto Alegre, para se aproximar dos profissionais que de Educação Física que atuam nestes grandes eventos e também para estar perto de toda a sociedade, que tem uma grande chance para ver na prática como o profissional de Educação Física é essencial no dia a dia de de atletas, sobretudo os amadores, que participam de grupos de corrida. “A população tem a oportunidade de conversar com a gente sobre qualidade de vida e exercício físico, sabendo que, com o acompanhamento correto, também durante as corridas, é possível prevenir diversas lesões”.

#VivaMaratonaPOA e Doação de órgãos

Além de apoiar a campanha #VivaMaratonaPOA, que tinha o intuito de levar um grande número de espectadores à corrida, o CREF2/RS também apoiou a campanha de doação de órgãos promovida pela Frente Parlamentar do Estímulo à Doação de Órgãos, da Assembleia Legislativa. O objetivo desta ação foi conscientizar o máximo possível de pessoas sobre a importância da doação e esclarecer o funcionamento dos transplantes, ampliando assim o número de doadores em todo o Estado.


Maratona



CREF2/RS participa de reunião do Grupo de Agentes Fiscais do Fórum-RS
31/05/2016
Fonte: CREF2/RS

No último dia 30, ocorreu a reunião do Grupo de Agentes Fiscais do Fórum dos Conselhos Profissionais do Rio Grande do Sul (GAF) realizada na Federação de Associações de Municípios do RS (FAMURS).

Na pauta, foram debatida as ações conjuntas de fiscalização entre conselhos e Procons, ações colaborativas e propositivas com os gestores públicos e o desenvolvimento do material técnico de apoio aos gestores públicos e a participação na organização do VI Seminário de Fiscalização do Fórum-RS.

Participaram representando o CREF2/RS o vice-presidente da entidade Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS) e a coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação, Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS). Segundo Fernanda, a reunião foi bastante positiva. “Tratamos de ações para instrumentalizar cada vez mais os fiscais dos conselhos e promover ações para o bem da sociedade”, afirmou. Lauro concordou com a qualidade da reunião. “Contando com agentes fiscais de diversos conselhos das profissões, pudemos elaborar ações e parcerias com a FAMURS”, explicou.

Estiveram presentes representantes dos Conselhos Profissionais de Administração, Biologia, Biomedicina, Economia, Educação Física, Engenharia e Agronomia, Farmácia, Fisioterapia e TO, Nutricionistas, Psicologia, Química, Odontologia, Relações Públicas e Técnicos em Radiologia.


DEFOR



CREF2/RS visita senador Paim e solicita apoio contra PL 552/2013
27/05/2016
Fonte: CREF2/RS

Nesta quarta-feira (25), a presidente do CREF2/RS Carmen Masson (CRFEF 001910-G/RS) visitou o senador Paulo Paim em seu escritório de Canoas. Na ocasião, Carmen solicitou apoio ao senador para barrar o Projeto de Lei do Senado nº 522/2013, do senador Alfredo Nascimento (PR-AM) e com emenda do senador Romário (PSB-RJ), que ampliam as possibilidades de atuação como técnicos esportivos a atletas ou ex-atletas da modalidade em que pretendam atuar, desde que comprovem no mínimo cinco anos de atividade, e revoga a Lei nº 8.650, de 20 de abril de 1993, que trata apenas do exercício da profissão de treinador de futebol.

"Nós estávamos articulando para que estes técnicos ex-atletas atuassem como estrategistas do futebol”, disse Carmen. “Mas o senador Romário quer permitir que atletas em qualquer modalidade possam atuar como técnicos. Isso inclui as categorias de base e crianças, podendo causar muito mais danos à saúde do que benefícios”. Segundo Paim, a emenda do senador Romário tem que ser avaliada com mais critério, e que articulará o pedido do CREF2/RS no Senado. “Eu me orgulho de fazer parte da história da regulamentação da profissão de Educação Física no Brasil, um movimento que acompanho desde a década de 90”, afirmou.

“Do mesmo modo, o sistema CONFEF/CREFs acredita ser inadequada a minuta do projeto de resolução que tramita no CNE, que prevê a extinção do Curso de Bacharelado em Educação Física”, alertou Carmen, explicando que a Comissão de Ensino Superior e Preparação Profissional do CREF2/RS, com o apoio de diversas Instituições de Ensino Superior do Estado, manifestaram-se contra a proposta por ser unilateral e sem ampla discussão. “Pensar que a Educação Física tenha apenas uma formação com foco na Educação Básica que contemple a atuação em todos os campos profissionais é atestar que a superficialidade seja o caminho da formação”, complementou.

Por fim, Carmen convidou o senador para o maior evento da Educação Física no Brasil, realizado no mês de janeiro, em Foz do Iguaçu, onde comparecerão mais de três mil profissionais de Educação Física, no qual será prestada uma homenagem ao parlamentar pela sua contribuição à profissão de Educação Física.


PL 552 2013



ESEFID/UFRGS realiza projeto em parceria com a Câmara de Saúde do CREF2/RS em escola de Porto Alegre
10/05/2016
Fonte: CREF2/RS

A ESEFID/UFRGS, em parceria com a Câmara Técnica de Saúde do CREF2/RS, vai realizar um projeto-piloto na Escola Estadual de Ensino Básico Presidente Roosevelt, no bairro Menino Deus, em Porto Alegre. Intitulada “Esporte e Saúde na Escola”, a atividade tem o intuito de promover a saúde da população infantil, através da prática de modalidades esportivas durante as aulas de Educação Física escolar.

Coordenado pelos professores Adroaldo Gaya (CREF 002280-G/RS) e Anelise Gaya, o projeto vai iniciar agora em maio, com a avaliação física e da saúde dos alunos da escola. “As coletas vão começar neste mês para, posteriormente, iniciarmos a intervenção nas aulas de Educação Física”, explica Anelise. Com duração prevista de seis meses, a ideia deste piloto é, como salienta a professora da UFRGS, redefinir a Educação Física escolar para a promoção da saúde. “Queremos que, com aulas mais bem estruturadas, a comunidade escolar dê a devida importância para a Educação Física, como um fator imprescindível para uma vida mais saudável”.

O projeto “Esporte e Saúde na Escola” tem o apoio do CREF2/RS, que pretende levar os resultados, depois de mensurados, para os profissionais de todo o Rio Grande do Sul. “Esta é a primeira vez que o Conselho se envolve com um projeto deste porte. A nossa intenção é ampliar este piloto para aplicá-lo em todo o Estado, para que se torne uma referência e para que a comunidade em geral entenda o papel dos profissionais de Educação Física neste contexto”, complementa Débora Garcia (CREF 002202-G/RS), presidente da Câmara Técnica de Saúde do CREF2/RS.

No sábado, dia 21 de maio, será realizada uma primeira reunião com os professores e os pais dos alunos da Escola Presidente Roosevelt, para apresentar o projeto. Os profissionais de Educação Física que se interessarem pelo “Esporte e Saúde na Escola” podem entrar em contato diretamente pelo telefone (51) 9924-2909 ou pelo e-mail anegaya@gmail.com. Mais informações também podem ser obtidas pela página www.ufrgs.br/proesp.


Câmara Técnica de Saúde PROESP Esporte e Saúde na Escola



Câmara da Saúde realiza encontro “Saúde na Mídia: uma questão de ética” no IPA
09/05/2016
Fonte: CREF2/RS

A ética no contexto da saúde, a regulamentação da publicidade da área, reclamatórias, defesa de interesse de consumidores e análise da inserção dos profissionais serão alguns assuntos debatidos a partir das 13h30min, do dia 20 de maio, no auditório do IPA, em Porto Alegre, no seminário “Saúde na Mídia: uma questão de ética”. Promovido pela Câmara da Saúde do Fórum dos Conselhos Regionais e Ordens das Profissões Regulamentadas do Estado do Rio Grande do Sul (FÓRUM-RS), o evento contará com palestra “Ética no Contexto da Saúde”, ministrada pelo filósofo e professor da PUCRS, Leonardo Agostini. Também acontecerá uma mesa redonda com representantes do CONAR (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária), Procon, Associação Riograndense de Publicidade, Movimento das Donas de Casa e Consumidores e de Assessoria Jurídica de Conselho Profissional, que debaterão a regulamentação da publicidade, reclamatórias, defesa de interesse de consumidores e análise da inserção dos profissionais da saúde na mídia.

O evento ocorre no momento em que o Brasil está passando por um momento de turbulência política, econômica e de crise de valores. O esporte é anunciado como fator fundamental para o desenvolvimento da educação, da saúde, da formação cidadã, de prevenção de doenças, redução da violência, e de combate à obesidade. São muitos os benefícios e valores transmitidos através da disciplina. Entretanto, é preciso entender que o esporte não é um fim em si mesmo, e sim um meio, uma ferramenta que necessita de agentes para que os fins (benefícios e valores) sejam atingidos. O exercício físico e esportivo se mal orientado, dinamizado e ensinado de forma errônea, pode causar danos, lesões físicas, psíquicas, morais e sociais.

O que pode ou não pode? O que é ético e de que forma isso influencia a vida das pessoas? Para os Conselhos Profissionais da área da saúde, tratar sobre assuntos tão importantes para a vida da população exige responsabilidade. A iniciativa é gratuita e será aberta aos profissionais e estudantes de Biologia, Biomedicina, Educação Física, Farmácia, Fonoaudiologia, Nutrição e Medicina Veterinária. Também será possível a participação da comunidade no evento que tem, ainda, o apoio do Instituto Metodista IPA.

“Saúde na Mídia: uma questão de ética”
Data: sexta-feira, 20 de maio, às 13h30min
Local: Auditório Oscar Machado, Centro Universitário Metodista IPA
Endereço: rua Coronel Joaquim Pedro Salgado, 80, bairro Rio Branco, Porto Alegre
Inscrições gratuitas por aqui


Câmara da Saúde



Livro sobre as LER é lançado na Câmara Municipal de Porto Alegre
26/04/2016
Fonte: CREF2/RS

Foi realizado ontem (25) o lançamento na Câmara Municipal de Porto Alegre do livro As LER: ontem, hoje e amanhã, organizado pelo Grupo de Prevenção das LER /DORT, que é composto por uma equipe profissional multidisciplinar da saúde. A obra reúne as palestras realizadas durante a 10ª Semana de Prevenção das LER, ocorrida em março de 2015. As Semanas são uma iniciativa voltada à conscientização, prevenção e combate às Lesões de Esforço Repetitivo, e foram criadas pela Lei Municipal 9504/2004, de autoria do vereador e conselheiro Federal do CONFEF Professor Garcia (CREF 000002-G/RS).

O evento iniciou com o período destinado à Tribuna Popular da Câmara, que recebeu Mário Reis, secretário de Saúde do Trabalhador da Federação dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação do Estado do Rio Grande do Sul (FTIA/RS). Durante sua fala, o dirigente sindical afirmou que a doença não é uma epidemia, mas causa preocupação devido ao grande número de pessoas que já a desenvolveram. “Esta doença é constatada desde o século XVIII, mas ainda hoje muitos profissionais da saúde se dedicam as pesquisas das suas causas, consequências e tratamento”, disse.

O dirigente também ressaltou a importância de campanhas voltadas para prevenção da doença, que ele classifica como silenciosa. "Temos apoios de vereadores, além da Prefeitura e da Casa Legislativa, e isso é muito importante para nós. Mas o ideal seria o investimento em publicidade, para alertar sobre os perigos da doença”.

A conselheira do CREF2/RS, Débora Garcia (CREF 002202-G/RS), explicou que a Lei 9504/2004, de autoria do seu pai, vereador Professor Garcia, teve como origem na sua dissertação de mestrado. “Desde 1994 eu desenvolvia um trabalho de Ginástica Laboral com as taquigrafas da Câmara de Vereadores. O vereador sempre observou atentamente este trabalho. Então, ao entrar no mestrado e aprofundar os estudos sobre o tema, eu sugeri a criação da semana, baseada no Dia Mundial de Combate às LER/DORT, celebrado em 28 de fevereiro”, explicou.

O membro da Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa do CREF2/RS, Tony Izaguirre (CREF 002462-G/RS), que participa com um capítulo do livro, informou que o Grupo de Prevenção está pleiteando a criação de um selo de isenção fiscal para empresas que investem em prevenção das LER ou mesmo de reconhecimento aos empreendedores que protegem a saúde do trabalhador. “Vamos nos reunir com o vereador Mendes Ribeiro para articularmos este projeto”.


Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa



Encontro de artes marciais da ACSAM ocorre em Sobradinho
29/03/2016
Fonte: Gazeta Online

No dia 19, a Associação Centro Serra de Artes Marciais (ACSAM) realizou o 2º Encontro de Integração e Qualificação de Artes Marciais no ginásio do Parque da Fejão, em Sobradinho. Cerca de 40 pessoas participaram das atividades sociais, desportivas e marciais, entre alunos, professores, familiares e convidados. O evento teve apoio e divulgação do CREF2/RS.

Pela parte da manhã, ocorreu o 3º exame de graduação de Taekwondo da ACSAM, com a presença do mestre Jeferson Machado Schlottfeldt, presidente da Federação Gaúcha de Taekwondo Interestilos (FGTI), representante da Liga Nacional de Taekwondo e do estilo Han Moo Kwan/Kukkiwon. O profissional de Educação Física Paulo César Foletto (CREF 16416-G/RS), coordenador da Comissão de Educação Física e Desportos da ACSAM, ministrou a palestra “Fisiologia do Exercício”.

Os alunos aprovados e suas novas graduações foram respectivamente as seguintes: Isack Ferraz Felisberto (faixa verde), Nabih Esteve Ramadam Matte (faixa verde), Martim José Dalmolin (faixa amarela ponta verde), Clara Dalmolin (faixa amarela ponta verde), Joaquim Wietzke Rocha (faixa amarela ponta verde), Marcelo Luiz Librelotto (faixa amarela ponta verde), Gilmar Soares da Silva (faixa amarela), Nícolas Bernardy (faixa amarela), Daniela Wendler da Silva (faixa amarela) e Guilherme Lisboa Asád (faixa amarela).


ACSAM



3ª Edição do projeto Desobesa Brasil é neste domingo em Ipanema
14/03/2016
Fonte: CREF2/RS

No próximo domingo, dia 20 de março, das 10h às 13h, a Associação Brasileira de Apoio aos Operados Bariátricos (ABAOB) promoverá a 3ª edição do Projeto Desobesa Brasil, no calçadão de Ipanema, em Porto Alegre. Será um dia com múltiplas atividades, em que vários profissionais da saúde prestarão atendimentos e mobilizarão a sociedade para o combate à obesidade e ao sobrepeso.

A ABAOB e o Projeto Desobesa Brasil têm como objetivo engajar pessoas com sobrepeso e àquelas que realizaram a cirurgia bariátrica em atividades físicas, esportivas, programas de saúde nutricional e psicológico. Ambos buscam a reinserção do obeso e daqueles que realizam o procedimento cirúrgico bariátrico, procurando formas de incentivo à socialização das pessoas que não saíam de casa, por se sentirem discriminadas pela sociedade.

3ª Edição do Projeto Desobesa Brasil
Data: domingo, dia 20, das 10h às 13h
Local: Calçadão de Ipanema

Programação:
Mini Circuito Funcional - Centro Vitte
Avaliação Física - Aline Viegas (CREF 005225-G/RS)
Informações sobre a cirurgia bariátrica
Bate-papo com nutricionista, psicóloga e terapeuta


Projeto Desobesa Brasil



CMD de Caxias do Sul entrega Prêmio Mérito Esportivo na segunda-feira
10/03/2016
Fonte: CREF2/RS

Na próxima segunda-feira, dia 14 de março, a partir da 19h30min, ocorrerá a entrega do Prêmio Mérito Esportivo 2015 na Câmara de Vereadores de Caxias do Sul. Os agraciados foram indicados pela comunidade e escolhidos pelos conselheiros do Conselho Municipal de Desporto. Entre os homenageados, duas pessoas receberão o prêmio postumamente, entre elas o profissional de Educação Física Willians Charles Leite (CREF 004621-G/RS), falecido em 2015.

O Prêmio, instituído pelo CMD em 2003, é uma forma de agradecimento e reconhecimento aos atletas e entidades de Caxias do Sul que se destacaram na área desportiva durante o ano. O evento é uma realização da Prefeitura Municipal de Caxias do Sul e tem apoio da Secretaria Municipal do Esporte e Lazer do município.


CMD de Caxias do Sul



CREF2/RS adere à campanha #ZikaZero
09/03/2016
Fonte: CREF2/RS

A epidemia do zika já atingiu pelo menos 20 Estados brasileiros e tem se espalhado pela América Latina de maneira rápida e alarmante. O vírus, que é transmitido pelo mosquito Aedes aegypti, está sendo relacionado aos cerca de 3,4 mil casos suspeitos de microcefalia investigados no Brasil e, por isso, o Governo Federal lançou uma megaoperação para combater a doença.

A campanha #ZikaZero, que tem a partir de agora o apoio do CREF2/RS, tem o intuito de conscientizar a sociedade sobre a necessidade de acabar com os focos do mosquito (locais de água parada). Não há vacinas ainda para prevenir o zika, mas é possível fazer algumas coisas para “fugir” do vírus – e das outras doenças causadas pelo Aedes aegypti, como a dengue e a febre chikungunya. Confira:

1) Elimine todos os focos de água parada

As autoridades brasileiras têm afirmado que a principal forma de combater o zika é acabar com o mosquito que transmite o vírus. Para fazer isso, é necessário eliminar todos os possíveis focos de reprodução do Aedes aegypti.

O mosquito precisa da água parada para colocar seus ovos, então qualquer lugar que possa acumular o mínimo de água pode virar um foco da doença. Isso inclui vasos de plantas, que às vezes ficam com água acumulada no prato, potes de água de animais domésticos, garrafas – elas devem sempre ser mantidas com a boca para baixo, assim como baldes –, e até poças de água da chuva no quintal ou na calçada. Privadas sem tampa também podem ajudar a proliferar o mosquito: é sempre preferível deixá-las com a tampa abaixada.

Os ovos do Aedes aegypti podem ficar até um ano em local seco apenas à espera de um pouco de água para que as larvas possam sair e virar mosquitos. Por isso, é preciso cuidado para não deixar a água acumular em nenhum lugar da casa. É recomendável também limpar calhas várias vezes por semana e cobrir os reservatórios de água e piscinas, a não ser que eles sejam devidamente clorados (o cloro impede a reprodução dos mosquitos).

2) Use repelente

Para evitar ser picado pelo mosquito, a melhor estratégia é passar repelente em todas as partes expostas do corpo. A orientação é que se aplique o repelente regularmente, seguindo as instruções na própria embalagem. Caso se utilize também o filtro solar, é importante passar o repelente depois porque o protetor pode “mascarar” seus efeitos.

Mulheres grávidas também podem utilizar o repelente – mas é sempre bom conversar com o médico para ver qual seria o mais adequado. Por conta do risco de microcefalia, é importante que as grávidas em especial façam muito uso do repelente para evitar a picada do mosquito.

3) Use roupas compridas

A orientação dos especialistas – principalmente para mulheres grávidas – é que utilizem roupas que deixem poucas partes do corpo expostas ao mosquito. Calças, blusas de manga comprida e roupas grossas para evitar que a picada por cima delas. Há também algumas roupas especiais que contêm permetrina, um inseticida sintético incorporado ao tecido, mas isso só está disponível para comprar em alguns países.

4) Casa "à prova de mosquito"

Sempre que possível, especialistas recomendam dormir atrás de "barreiras físicas", como portas fechadas, janelas vedadas e telas para mosquito. Durante a noite, um mosquiteiro pode oferecer uma proteção extra. Mas é bom lembrar que o Aedes aegypti costuma agir mais durante o dia, então o cuidado deve ser permanente. Há também os sistemas de repelentes ligados na tomada e de nebulização de mosquito, com bicos que borrifam inseticida.

5) Lixo

O lixo doméstico também pode se tornar um terreno fértil para os mosquitos, porque é fácil acumular água nele. Especialistas alertam para que pessoas em áreas de risco tomem precauções extras ao manusear o lixo. É importante mantê-lo em sacos plásticos sempre fechados. Pneus velhos e materiais de construção devem ser removidos de quintais – eles são um foco muito comum das larvas do mosquito.

6) Evitar viagens

Para os que vivem fora das áreas mais afetadas, é aconselhável evitar ir para regiões com maior incidência do mosquito e da doença – Pernambuco, Paraíba e Bahia são os Estados brasileiros mais afetados por enquanto, com mais casos de microcefalia reportados.

Alguns governos chegaram até a recomendar que a população não viaje para os países que estão sofrendo mais com o problema. Nos Estados Unidos, por exemplo, o Centros de Controle e Prevenção de Doenças pediu às mulheres grávidas que evitem viajar para a América Latina e para o Caribe por enquanto.

A Organização Mundial da Saúde, porém, não adotou a mesma recomendação. “Baseado em evidências concretas, a OMS não está recomendando nenhuma restrição de viagem ou de negócios relacionada ao zika vírus. Como medida de precaução, alguns governos podem fazer recomendações de saúde pública para a população local baseados em suas avaliações próprias”.

7) Impedir a propagação

Se uma pessoa está infectada, precauções extras deveriam ser tomadas para evitar a propagação ainda maior da doença para outras pessoas. Isso porque o vírus fica no sangue e pode ser passado para os outros por meio de picadas.

Sendo assim, mesmo que a pessoa já tenha tido a confirmação de que está com zika, ela deve seguir passando repelente principalmente na primeira semana e tomar os devidos cuidados para evitar outras picadas – que poderão contaminar outras pessoas por intermédio do mosquito picador. Além disso, apesar de não haver nenhuma confirmação oficial de que há risco de transmissão sexual do zika, alguns especialistas recomendam o uso de camisinha pelo menos por duas semanas durante a recuperação da doença.

Para mais informações, acesse http://combateaedes.saude.gov.br.


Zika Zika Virus



Câmara Técnica de Corrida de Rua propõe evento direcionado às assessorias esportivas
07/03/2016
Fonte: CREF2/RS

A Câmara Técnica de Corrida de Rua reuniu-se no dia 4 para tratar, entre outros temas, da organização de um evento reunindo todas as assessorias de corrida que contam com profissionais de Educação Física. Após o encontro, haverá um treino. Segundo a presidente da Câmara, Cláudia Ramos Lucchese (CREF 002358-G/RS), a programação visa preparar os participantes para a 33ª Maratona Internacional de Porto Alegre. “A prova, considerada a mais rápida do Brasil, será disputada em 12 de junho, com largada e chegada na Avenida Augusto de Carvalho, junto ao Parque Maurício Sirotsky Sobrinho”, disse Cláudia.

Na reunião, que contou com a presença do vice-presidente do CREF2/RS Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), também foi debatida a edição do Manual de Caminhada e Corrida da Rua do CREF2/RS, documento que deverá ser elaborado coletivamente, com apoio dos profissionais de Educação Física. Para aumentar a visibilidade da Câmara, o vice-presidente do CREF2/S sugeriu o estabelecimento do Dia da Corrida, com caráter multidisciplinar, abrangendo outros profissionais ligados à saúde. “Estes eventos propostos deverão preparar a sociedade para o lançamento do Manual da de Caminhada e Corrida da Rua”, ponderou Lauro.


Câmara Técnica de Corrida de Rua



11ª Semana de Prevenção das LER debate prevenção e atividade física
01/03/2016
Fonte: CREF2/RS

Com o intuito de conscientizar a população quanto à importância do combate às lesões por esforços repetitivos (LER) e aos distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho (DORT), foi realizada, na manhã de hoje, a abertura da 11ª Semana de Prevenção das LER, no auditório da FDRH. O evento, promovido pelo gabinete do vereador Professor Garcia (CREF 000002-G/RS) com o apoio do CREF2/RS, faz parte do calendário oficial de Porto Alegre desde de 2004, quando foi instituída a lei 9.504, em referência ao Dia Internacional do Combate às LER/DORT, celebrado em 28 de fevereiro.

Com o tema “Três Visões para um Futuro Melhor”, a atividade iniciou com uma mesa formada por Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), presidente do CREF2/RS; Débora Garcia (CREF 002202-G/RS), 1ª secretária do Conselho; e por demais representantes de entidades que lidam diretamente com o dia a dia do trabalhador, como a Federação dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação do Rio Grande do Sul (FTIA-RS) e a Força Sindical. No seu discurso, Carmen salientou o compromisso que todas as instituições presentes têm, sobretudo o CREF2/RS, com a prevenção de doenças. “Ainda precisamos quebrar alguns paradigmas. A prevenção, com a prática de atividade física, não é vista com a devida importância”, relatou. “O exercício físico é uma das melhores formas de promover a saúde, por isto que defendemos tanto a Ginástica Laboral (GL) no ambiente das empresas, para prevenir lesões”.

Dividida em três partes, a 11ª Semana de Prevenção das Ler teve, no painel intitulado “Prevenção: Custo ou Investimento?”, a participação de Tony Izaguirre (CREF 002462-G/RS), membro da Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa do CREF2/RS. Com a presença de especialistas em temas como ergonomia e segurança do trabalho, esta primeira apresentação foi importante para mostrar como a Ginástica Laboral pode ser determinante na prevenção das LER e na qualidade de vida dos trabalhadores. “Há casos em que, com a atividade física sendo feita dentro na empresa, o número de atendimentos ambulatoriais caiu bastante”, explicou Tony. “Ou seja, os resultados da GL compreendem uma melhora na vida das pessoas e a redução dos custos com assistência médica”.

A 11ª Semana de Prevenção das LER, que continua na tarde desta terça-feira, também se estende pela manhã de quarta-feira, dia 2 de março. O Guia da Ginástica Laboral, lançado recentemente pelo CREF2/RS e distribuído a todos os presentes no evento, pode ser baixado em PDF aqui.


LER Ginástica Laboral



11ª Semana de Prevenção das LER é nos dias 1º e 2 de março na FDRH
23/02/2016
Fonte: CREF2/RS

A 11ª Semana LER (Lesões por Esforço Repetitivo) – Três Visões sobre um Futuro Melhor, iniciativa da Câmara Municipal de Porto Alegre com o apoio do CREF2/RS, será realizada nos dias 1º e 2 de março no auditório da Federação para o Desenvolvimento dos Recursos Humanos (FDRH), em Porto Alegre. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo e-mail ftiars@ftiars.org ou diretamente no local.

LER é o conjunto de doenças que atingem músculos, tendões, nervos e articulações dos membros superiores (dedos, mãos, punhos, antebraços e braços) e, eventualmente, membros inferiores e coluna vertebral. Decorrem de sobrecarga do sistema músculo-esquelético no trabalho, que vai se acumulando ao longo do tempo. Tony Izaguirre (CREF 002462-G/RS), da Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa do Conselho, será um dos palestrantes do evento.

11ª Semana LER Lesões por Esforço Repetitivo
Local: Auditório da Federação para o Desenvolvimento dos Recursos Humanos
Endereço: Avenida Praia de Belas, 1595 - Praia de Belas

Programação:

Dia 1º de março, terça-feira:

8h30min: credenciamento
9h: abertura
9h30min: Visão 1: Prevenção: Custo ou Investimento?
- Empresa: Gestão de Pessoas
- Segurança do Trabalho
- CIPA
- Ergonomia
- Ginástica Laboral e outras ações de prevenção
14h: Visão 2: A Fiscalização
- Ministério Público do Trabalho
- CIPA - DRT
- Previdência Social
- Tribunal Regional do Trabalho - TRT4

Dia 2 de março, quarta-feira:

9h: Visão 3: A Atuação Sindical
- Sindicatos da Alimentação, Bancários, do Comércio, da Previdência e da Saúde.
11h30min - Debates
11h45min - Encerramento da 11ª Semana e passeata até o TRT/4


Lesões por Esforço Repetitivo



CREF2/RS visita sede da Associação Brasileira de Apoio aos Operados Bariátricos
18/02/2016
Fonte: CREF2/RS

A presidente do CREF2/RS, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS) visitou no dia 17 a sede da Associação Brasileira de Apoio aos Operados Bariátricos (ABAOB), em Porto Alegre. Carmen foi recebida por Bianca e Jussara Tessele, fundadoras da entidade, que apresentaram à presidente os serviços e os programas de ajuda e incentivo disponibilizados pela Associação àqueles que estão na nova condição de vida. “Nosso foco é na continuidade do tratamento e ao incentivo a que as pessoas voltem às consultas com suas equipes multidisciplinares e pratiquem atividades físicas, evitando o reganho de peso”, explicou Bianca.

De acordo com Carmen, o trabalho realizado pela ABAOP é fundamental no combate à epidemia de obesidade e sobrepeso que assola o estado e o Brasil. “A ABAOP tem um trabalho sério e competente. Eu fiquei entusiasmada com as instalações da Associação, tanto que cogito realizar meu treinamento físico aqui”, afirmou a presidente.

O CREF2/RS é parceiro da ABAOP e do Grupo de Apoio aos Bariátricos do Sul (GABSUL) no Projeto Desobesa Brasil, que tem como objetivo engajar em atividades físicas, esportivas, programas de saúde nutricional e psicológico pessoas com sobrepeso de todas as idades e àquelas que realizaram a cirurgia bariátrica. O Projeto realizou recentemente um evento em Tramandaí e está preparando mais uma edição em Porto Alegre.

Serviços oferecidos pela ABAOP
Nutricionista, psicológico, clínico geral (R$ 40,00 a consulta), ginecologista (R$ 40,00 a consulta), obstetra (R$ 40,00 a consulta), coach terapia, psicopedagógico, avaliação física, massoterapeuta. *
*Descontos para associados
Academia:
- Musculação: todos os dias das 7h às 21h
- Personal trainer: todos os dias das 7h às 21h
- Reabilitação Física: todos os dias das 7h às 21h
- Biodança: segunda-feira das 19h às 22h
- Yoga: terças-feiras e quintas-feiras das 10h às 11h30
- Avaliação Física com Bioimpedância: todos os dias das 7h às 21h
- Programa Barimovie: Programa de exercícios físicos voltados tanto para a preparação e recuperação dos parâmetros físicos modificados com a cirurgia bariátrica: Postura e equilíbrio corporal, manutenção da massa muscular, condicionamento cardiorrespiratório, diminuição exclusiva de gordura corporal.
Endereço: rua Comendador Rodolfo Gomes, 437 - Menino Deus - Porto Alegre/RS
Contato: (51)3019-2863/(51)8245-0660/e-mail: gabsulrs@gmail.com


ABAOP



Projeto Desobesa Brasil promove hábitos saudáveis em Tramandaí neste sábado
11/02/2016
Fonte: Projeto Desobesa Brasil

Com objetivo de promover a saúde e combater a obesidade, ocorre neste sábado (13) a segunda edição do Projeto Desobesa Brasil na praia de Tramandaí, junto à Casa Estação Verão SESC. A programação tem início às 16h. O projeto visa engajar profissionais da saúde e a comunidade para incentivar as práticas saudáveis e cuidados com a saúde, como uma das formas de estímulo às mudanças de hábitos alimentares e redução do sedentarismo. O Projeto Desobesa Brasil é promovido no Rio Grande do Sul pelo Grupo de Apoio aos Operados Bariátricos do Sul (GABSUL), organização que busca a reinserção social do obeso e daqueles que realizam o procedimento cirúrgico bariátrico.
Projeto Desobesa Brasil Tramandaí 2016
Local: Casa Estação Verão SESC – avenida Beira Mar (próximo ao número 2030 – em frente ao condomínio Quebra Mar)
Data e horário: sábado (13), às 16h


Projeto Desobesa Brasil



UFSM inaugura laboratório inovador no esporte da América Latina
03/12/2015
Fonte: UFSM

Na manhã da última terça-feira (1°), foi inaugurado na UFSM o Laboratório de Performance em Ambiente Simulado (Lapas). Fruto de um convênio entre a universidade e o Ministério do Esporte, o laboratório teve um aporte de R$ 1,2 milhão, recurso que foi empregado na instalação de uma câmara de simulação de condições climáticas e na compra de uma super-esteira importada da Inglaterra, entre outros investimentos. Este é o único laboratório da América Latina capaz de simular treinamentos em diferentes condições de altitude, temperatura, vento e umidade. A estrutura fará parte de uma rede nacional de treinamento ,que está sendo estruturada pelo Ministério.

Entre as autoridades presentes na solenidade de inauguração, destacaram-se o reitor Paulo Afonso Burmann, o ministro do Esporte, George Hilton, o secretário estadual de Turismo, Esporte e Lazer, Juvir Costella, e o diretor do Centro de Educação Física e Desportos (CEFD), professor Luiz Osório Portela (CREF 013518-G/RS). Em sua declaração, o reitor afirmou que o Lapas foi, por parte do Ministério do Esporte, uma aposta perfeita. “Estamos muito honrados com a confiança que o Mnistério deposita na nossa universidade. Esta é uma parceria que transcende as gestões da universidade que, assim como o CEFD, tem várias ações que vão ao encontro do Ministério do Esporte, já que prestam o apoio, incentivam e estimulam a prática do esporte em todos os níveis de qualificação”, reitera Burmann.

O diretor do CEFD destaca que o laboratório é também instrumento de pesquisa para a universidade e que, no futuro, outros professores serão convidados para produzir conhecimento a partir desta nova tecnologia. “O laboratório foi criado com o objetivo de dar atendimento, oferecer conhecimento tanto para atletas quanto para pessoas que praticam qualquer atividade física. O objetivo é também prestar serviço à comunidade, porque começa destinado aos atletas de alto rendimento, mas não ficará restrito a eles”.

Com um limite de velocidade aproximado de 70 quilômetros por hora, a super-esteira pode ser utilizada por cadeirantes, corredores e ciclistas, sendo capaz de simular declives, aclives e trajetos diferenciados que variam conforme as provas. Por sua vez, a câmara de simulação climática possibilita o treinamento em repouso ou em movimento, com uso de máscara. Ela simula também a situação de ar rarefeito, o que permite aos atletas uma melhor adaptação quando competem em ambientes assim, sendo também fundamental para atletas que disputam provas de longa duração. Além da preparação do corpo para competições de diferentes condições climáticas, o centro de pesquisa permite também que se avaliem pessoas com problemas de saúde e auxilia nos processos de recuperação de lesões.

Fonte: Germando Molardi – Agência de Notícias UFSM


UFSM



Reunião da SME e do CREF2/RS define situação do Parque Ramiro Souto
02/12/2015
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS comparecerá à reunião convocada pela Secretaria Municipal de Esportes, Recreação e Lazer de Porto Alegre (SME), programada para acontecer sexta-feira (4), às 10h, na pista de atletismo do Parque Ramiro Souto. Lá, o coordenador do Parque, Celso Luiz Mastrascusa, orientará os profissionais de Educação Física sobre as normas de utilização do espaço.

Durante esta semana, a Secretaria notificou usuários do Ramiro Souto por promoverem atividades esportivas com rendimento econômico e por utilizarem o espaço para divulgações de marcas e patrocínios. Segundo o secretário Municipal de Esportes, Recreação e Lazer, José Edgar Meurer (CREF 001953-G/RS), houve um equívoco na formulação destas notificações, o que gerou um mal-entendido. “A medida não tem como objetivo impedir o trabalho do profissional de Educação Física, mas sim organizar o uso do local”, afirmou. Meurer explicou que a normatização proíbe o estacionamento de veículos no Parque, a publicidade de marcas, a instalação de tendas e a orientação de atividades físicas por pessoas sem registro no CREF2/RS.

A presidente do CREF2/RS, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), apoiou as medidas implementadas e explicou que a tarefa do Conselho será coibir o exercício ilegal da profissão no local. “Reforçaremos nossa fiscalização para que os usuários deste espaço público recebam somente a orientação de profissionais de Educação Física habilitados, resguardando nossa profissão, bem como a saúde da população”, afirmou.

Reunião sobre a normatização do Parque Ramiro Souto
Sexta-feira, 4 de dezembro, às 10h
Local: Parque Ramiro Souto
Endereço: Avenida Osvaldo Aranha, 969 - BBom Fim

Foto: Joel Vargas/PMPA


Parque Ramiro Souto



CREF2/RS presente na 12ª edição do projeto Desobesa Brasil
30/11/2015
Fonte: CREF2/RS

Neste sábado (28), o CREF2/RS esteve presente à 12ª edição do projeto Desobesa Brasil e da 1ª Caminhada de Combate à Obesidade e Sedentarismo, realizada no Parque Marinha do Brasil pela Associação Brasileira de Apoio aos Operados Bariátricos (ABAOB). No evento, foram realizados cerca de 50 avaliações antropométricas, além de serem concedidas informações sobre a importância da atividade física orientada.

De acordo com a vice-presidente ABAOB, Jussara Tessele, a obesidade é o segundo maior fator de risco evitável para o câncer, perdendo apenas para o tabagismo, e a mortalidade do câncer é maior na população obesa."Isto é muito preocupante, pois pesquisa divulgada em março pelo IBGE mostra que o Rio Grande do Sul tem o maior percentual do país de pessoas com excesso de peso", assinala. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM), o Brasil está em segundo lugar na lista de países que mais realizam procedimentos de redução de estômago no mundo, perdendo apenas para os Estados Unidos.

A presidente do CREF2/RS, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), defendeu um novo estilo de vida, com atividade física, novos hábitos alimentares e os exames periódicos como fatores fundamentais na boa recuperação pós-operatória, manutenção do peso e da saúde em geral. "Aproximadamente de 10 a 15% desses pacientes, depois de alguns anos, recupera todo o peso perdido na cirurgia. Por isto nossa ênfase em atividade física", afirma. Segundo Carmen, após a cirurgia ocorre uma perda de peso significativa de, em média, 30 a 60 quilos, provocando flacidez. “O exercício físico fortalece o músculo e evita as cirurgias plásticas que podem expor o paciente a infecções”, explica.


Desobesa Brasil



Conselho realiza avaliações antropométricas neste sábado no Parque Marinha do Brasil
26/11/2015
Fonte: CREF2/RS

No próximo sábado, dia 28 de novembro, a Associação Brasileira de Apoio aos Operadores Bariátricos (ABAOB) vai realizar, no Parque Marinha do Brasil, em Porto ALegre, a 12ª edição do projeto Desobesa Brasil e a 1ª Caminhada de Combate à Obesidade e Sedentarismo. Os eventos contarão com a participação do CREF2/RS, que estará no local realizando avaliações antropométricas e concedendo informações sobre a importância da atividade física orientada. O horário de atendimento será das 15h às 19h, em frente à Secretaria Municipal de Esportes, Recreação e Lazer (SME).

A programação desta edição do Desobesa Brasil também contará com uma oficina de vôlei de praia, promovida pela Federação Gaúcha de Vôlei, uma aula de patinação e uma série de atividades esportivas para o público infantil, entre outras mais. O evento será gratuito e aberto para a comunidade em geral. Compareça!

Desobesa Brasil – 12ª edição
Sábado, 28 de novembro, das 15h às 19h
Local: Parque Marinha do Brasil, em frente à SME
Endereço: Avenida Borges de Medeiros, 2035 – Praia de Belas


Desobesa Brasil atendimento



Talk show com transmissão online marca Dia da Ginástica Laboral na segunda-feira
18/11/2015
Fonte: CREF2/RS

No dia 23 de novembro, o CREF2/RS celebrará o Dia da Ginástica Laboral com o talk show “O Profissional de Educação Física como protagonista na Ginástica Laboral”. O evento, com inscrições gratuitas, é organizado pela Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa e será realizado no Plenário Ana Terra da Câmara dos Vereadores de Porto Alegre, e trará especialistas que tratarão sobre os temas mais atuais da área. As atividades começam às 14h30min, e a transmissão online a partir das 15h. No Rio Grande do Sul, o Dia da Ginástica Laboral foi instituído em 02/01/2014, pela Lei Estadual 14.418/2014, em uma ação promovida pelo CREF2/RS, com apoio do Deputado Estadual Adilson Troca, que inclui o dia 22 de novembro no calendário de eventos oficiais do Estado. Em Porto Alegre, a Lei que instituiu a data é de autoria do vereador Professor Garcia (CREF 000002-G/RS), também conselheiro do CONFEF.

Segundo o presidente da Câmara de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa, Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), o Rio Grande do Sul é pioneiro na implantação do programa de Ginástica Laboral no país, tanto na universidade como nas empresas, com perspectivas de mercado promissoras. “No início da década de 70, a Escola de Educação Física FEEVALE, localizada em Novo Hamburgo (RS), publicou uma proposta de exercícios baseados em análises biomecânicas, Educação Física Compensatória e recreação", recorda. Em 1979, a mesma entidade, em convênio com o SESI/RS, elaborou e executou o projeto de Ginástica Laboral em cinco empresas do Vale do Rio dos Sinos. Atualmente, centenas de empresas praticam o programa com seus colaboradores.

Aguiar ressalta que estatísticas atuais apontam que cerca de quatro milhões de brasileiros são submetidos a tratamento em razão de dores provocadas pela postura incorreta no trabalho e pela pressão diária de situações competitivas. “A Ginástica Laboral tenta tratar destes problemas com exercícios físicos, dinâmicas de grupo, técnicas de relaxamento, atividades lúdicas e recreativa, aplicados no ambiente da empresa e dentro do horário de trabalho, com duração média de 10 a 15 minutos”, explica. Dentre os resultados esperados, afirma Aguiar, estão diminuição da fadiga e a quebra da monotonia no trabalho, compensação do excessivo uso ou a inatividade de grupos musculares, tudo isto em prol da qualidade de vida do trabalhador, criando um novo estilo de vida que pode se estender as suas famílias.


Ginástica Laboral



CREF2/RS participa da Semana Estadual de Fiscalização Conjunta
10/11/2015
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS esteve presente, ontem à tarde (9), na reunião do Grupo de Agentes Fiscais (GAF) do Fórum dos Conselhos Regionais e Ordens das Profissões Regulamentadas do Rio Grande do Sul (Fórum-RS), que definiu os primeiros detalhes da ação que será realizada, no final do mês, durante a Semana Estadual de Fiscalização Conjunta. O encontro contou também com a participação dos Conselhos Regionais de Administração, Biomedicina, Farmácia, Fonoaudiologia, Medicina Veterinária, Nutricionistas, Psicologia e Química.

A coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação do CREF2/RS, Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), adianta que, além da participação dos Conselhos, a fiscalização terá ainda o apoio do PROCON estadual e dos respectivos PROCONs municipais de todas as cidades que receberão estas ações. "Na reunião, nós discutimos a forma como a fiscalização conjunta será feita, analisando as datas que cada Conselho tem disponíveis", conta. "O CREF2/RS confirmou a sua participação e, nos próximos encontros, vamos definir o roteiro e quais outros Conselhos estarão com a gente".

Everton Borges, assessor de relações institucionais do Fórum-RS e coordenador do GAF, também destacou a grande adesão dos Conselhos à Semana Estadual de Fiscalização Conjunta e que, com a união de todos, as ações certamente trarão resultados ainda mais positivos. O grupo vai voltar a se reunir nas próximas semanas.


Fiscalização Fórum-RS



Projeto Desobesa Brasil estimula vida saudável no Parque Marinha do Brasil no dia 28
05/11/2015
Fonte: ABAOB

A Associação Brasileira de Apoio aos Operados Bariátricos (ABAOB), com apoio do CREF2/RS e dos conselhos ligados à saúde, promove no dia 28 de novembro, das 15h às 19h, a 12ª Edição do Projeto Desobesa Brasil e a 1ª Caminhada de Combate à Obesidade e Sedentarismo no Parque Marinha do Brasil, em Porto Alegre.

Será um dia com múltiplas atividades, no qual vários profissionais da saúde prestarão atendimento e mobilizando a sociedade para o combate à obesidade e ao sobrepeso. Haverá avaliações físicas e dicas de nutrição, aulas de skate, patinação e a secretaria Municipal de Esportes, Recreação e Lazer (SME) promoverá atividades lúdicas e esportivas para as crianças.

A ABAOB e o Projeto Desobesa Brasil têm como objetivo engajar pessoas com sobrepeso e àquelas que realizaram a cirurgia bariátrica em atividades físicas, esportivas, programas de saúde nutricional e psicológico. Ambos buscam a reinserção do obeso e daqueles que realizam o procedimento cirúrgico bariátrico, procurando formas de incentivo à socialização das pessoas que não saíam de casa, por se sentirem discriminadas pela sociedade.

O CREF2/RS fará atendimento no local, realizando avaliações físicas e exames de bioimpedância, método moderno de alta precisão na avaliação da composição corporal e do percentual de gordura corpórea, da massa magra e da hidratação. O Conselho também reforçará junto à população seu papel de fiscalizador dos serviços prestados pelos profissionais de Educação Física.

Desobesa Brasil - 12ª Edição

Sábado, 28 de novembro, das 15h às 19h
Local: Parque Marinha do Brasil, em frente à SME
Endereço: Avenida Borges de Medeiros, 2035 - Praia de Belas

Atendimento da equipe do CREF2/RS, com avaliações antropométricas, orientações sobre atividade física e informações sobre trabalho desenvolvido pelo Conselho


Associação Brasileira de Apoio aos Operados Bariátricos



Projeto Sem Fronteiras da FIEP-RS visita Carazinho e Canoas em novembro
05/11/2015
Fonte: CREF2/RS

Com o intuito promover o conhecimento e incentivar a qualificação profissional nas mais diversas áreas de atuação, a Delegacia do Rio Grande do Sul da Federação Internacional de Educação Física (FIEP-RS) realiza o projeto Sem Fronteiras, em que oferece cursos e palestras gratuitamente pelo Estado. A primeira atividade deste mês será realizada a partir de amanhã, dia 6 de novembro, na Ulbra Carazinho, e se estenderá até domingo. Entre os dias 27 e 29 de novembro, é Canoas que receberá esta mesma ação da FIEP-RS (ver serviço abaixo).

Para Everton Deiques (CREF 008538-G/RS), delegado regional da FIEP no Rio Grande do Sul, a consolidação do projeto, que conta com o apoio dos principais cursos de Educação Física do Estado, tem um papel importante, sobretudo para a difusão da Educação Física do Esporte na perspectiva da Educação. "Nós queremos incentivar o intercâmbio entre professores e alunos, fomentar a evolução da Educação Física e mobilizar todos que atuam na área para o crescimento intelectual, favorecendo assim a sociedade com o nosso trabalho e a nossa dedicação", comenta.

Sem Fronteiras Carazinho
6 a 8 de novembro na Ulbra Carazinho
Endereço: BR 285 – KM 335

Sem Fronteiras Canoas
27 a 29 de novembro na Prefeitura Municipal de Canoas
Endereço: Rua 15 de Janeiro, 11 - Centro

A FIEP-RS também está selecionando profissionais que desejam atuar como professores do Sem Fronteiras. Interessados devem entrar diretamente em contato com Everton Deiques pelo telefone (51) 9845-6326.


FIEP-RS



III Fórum Municipal do Esporte e Lazer do CMD de Caxias do Sul debate Olimpíadas e políticas públicas
20/10/2015
Fonte: CREF2/RS

O Conselho Municipal do Desporto (CMD) de Caxias do Sul realizou no dia 17 seu III Fórum Municipal do Esporte e Lazer. O evento, que contou com apoio do CREF2/RS e da Secretaria Municipal do Esporte e Lazer do município, teve como tema os Jogos Olímpicos e Paralímpicos 2016 e visou fomentar as práticas desportivas no município, bem como debater com a população as prioridades das políticas públicas no segmento esportivo.

A presidente do CMD, Márcia Rohr da Cruz (CREF 007542 G/RS), destacou a importância da atuação do profissional de Educação Física no município serrano. “Observamos uma mudança de atitude e uma cobrança mais efetiva por parte da população para que o profissional habilitado esteja presente no atendimento, garantindo serviços de qualidade”, assinalou. Quanto à gestão dos esportes, Márcia lembrou que o Fiesporte, projeto da Secretaria Municipal do Esporte e Lazer, dará oportunidade para que projetos esportivos e de lazer bem elaborados sejam desenvolvidos na região. “São R$ 3,3 milhões disponibilizados neste ano”, explicou.

O conselheiro Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), representante do CREF2/RS no evento, reforçou a importância do CMD como um instrumento político da sociedade caxiense e de parceria com o CREF2/RS. “Trabalhando com prioridade nas politicas públicas relacionadas à promoção da saúde e na prevenção das doenças, o CMD é nosso aliado na luta para que a Educação Física nas séries iniciais seja ministrada por profissionais de Educação Física, ou em ações por um modo de vida mais saudável e na luta contra a obesidade e doenças relacionadas ao sedentarismo”, afirmou.

As mesas-redondas contaram com a participação de Alvaro Koslowski (CREF 006163-G/RS), membro do Comitê Olímpico Brasileiro e treinador de Canoagem Velocidade, trazendo questões relativas à preparação para os Jogos Olímpicos, Fernando Silveira, que teorizou sobre captação e projetos para patrocínios esportivos. Já o treinador da seleção paralímpica de basquete em cadeiras de rodas, Tiago Frank (CREF 015592-G/RS), discorreu sobre Políticas Públicas de Esporte e Lazer para Pessoas com Deficiência em Caxias do Sul. Ao final do Fórum, foram abordados os eixos temáticos esporte educacional, comunitário, adaptado e inclusão e esporte de rendimento.


CMD



Aprovado projeto de lei que quer dedução no IR de despesas com academias e personal trainer
08/10/2015
Fonte: Zero Hora

Foi aprovado ontem (7), pela Comissão de Assuntos Sociais (CAS) do Senado, o projeto do ex-senador Eduardo Lopes (PRB-RJ) que amplia o rol de despesas passíveis de dedução da base de cálculo do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF). Pelo projeto, gastos com nutricionista, profissional de Educação Física e clínicas ou academias de atividades físicas, nas modalidades especificadas em regulamento, poderão ser listadas na declaração.

– Esta é uma luta constante do Conselho. Em 2012, encaminhamos um projeto de lei com esse tema mas ele foi arquivado. Agora temos o apoio do senador Romário, que defende a nossa causa e entende que investir em atividades físicas reduz os gastos com saúde – afirma Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), presidente do Conselho Regional de Educação Física do Rio Grande do Sul (CREF2/RS).

O PLS 112/2012 foi aprovado com modificações do relator, senador Romário (PSB-RJ), que retirou do texto a obrigatoriedade de o gasto com professor de Educação Física e com academia ser uma recomendação médica. Pela proposta aprovada, as despesas com as atividades físicas passam a ser permitidas, desde que respeitem o teto do mesmo valor que o limite máximo de gastos com instrução. Na declaração de 2015, foi de R$ 3.375,83 por pessoa. A matéria agora segue para a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE), onde receberá decisão terminativa e posteriormente pode ir à votação.


Senado Projeto de Lei



Especialista em maturidade ativa defende novo estilo de vida no I Seminário Multiprofissional
05/10/2015
Fonte: CREF2/RS

O coordenador técnico do Programa Maturidade Ativa do SESC-RS, Eduardo Danilo Schmitz (CREF 006366-G/RS), foi um dos palestrantes do I Seminário Multiprofissional, realizado na sexta-feira (2), na nova sede do Conselho Regional de Corretores de Imóveis (CRECIRS), em Porto Alegre. A ação, alusiva ao Dia do Idoso (1º de outubro), foi organizada pelo Conselho Regional de Fonoaudiologia (CREFONO7), com apoio do CREF2/RS e dos Conselhos Regionais de Farmácia, Nutrição e Fisioterapia e Terapia Ocupacional. Ao final do encontro, uma mesa-redonda multiprofissional, que contou com a presença do presidente da Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa do CREF2/RS, Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), debateu temas interdisciplinares propostos na programação.

O profissional de Educação Física, que é mestre em Envelhecimento Humano pela UPF, palestrou sobre a promoção da qualidade de vida, a saúde e o envelhecimento. Ele relembrou que o movimento humano sempre foi necessário, seja para caçar ou para se defender, mas que, com o passar do tempo, foram desenvolvidas incontáveis tecnologias que facilitaram a existência do homem. “O que é muito bom por um lado, mas por outro acentua o sedentarismo e as doenças associadas a este estilo de vida”, constatou. O coordenador do SESC-RS observou que Porto Alegre ostenta o título de capital vice-campeã em índices de obesos no país. "Assistimos ao que se chama de transição epidemiológica, ou seja, se no passado as grandes vilãs eram as doenças infecciosas transmissíveis, hoje a preocupação são as doenças crônicas não transmissíveis, como hipertensão, diabetes e osteoporose”.

Schmitz trouxe dados de uma pesquisa realizada pela Universidade de Navarra, na Espanha, país onde a obesidade é diretamente responsável por cerca de 2% a 4% dos gastos totais em saúde. O estudo demonstra que um euro investido na promoção de esportes cria uma economia estimada de 50 euros em gastos em saúde ao longo de 15 anos. “Se as pessoas têm espaço adequado e um contexto educacional, teremos um caminho para mudar esta realidade”, sintetizou.

O coordenador destacou o fato destas doenças já serem observadas em pessoas na faixa dos 30 anos, e propôs a modificação do estilo de vida da população como um meio de envelhecimento saudável. “Muitas vezes, este modo de vida não é uma escolha. Aposto muito em educação e políticas públicas para solucionar esses problemas”. O profissional de Educação Física criticou o modelo imediatista do corpo perfeito imposto pela sociedade. “Isso só causa frustração. Vejo, porém, algumas alternativas, como o programa de incentivo à atividade física do SUS”, exemplificou.


Dia do Idoso



Semana do Idoso terá seminário multiprofissional
22/09/2015
Fonte: CREFONO 7

Já estão abertas as inscrições para o Seminário Multiprofissional, evento que será realizado no dia 2 de outubro no auditório do Conselho Regional de Corretores de Imóveis (CRECIRS), em sua sede na rua Guilherme Alves, 1010, em Porto Alegre. O encontro alusivo ao Dia do Idoso, comemorado em 1º de outubro, é uma realização do Conselho Regional de Fonoaudiologia (CREFONO7), com apoio do CREF2/RS e dos Conselhos Regionais de Farmácia, de Nutrição e Fisioterapia e Terapia Ocupacional.

Seminário Multiprofissional na Semana do Idoso
13h30min - Entrega de materiais
14h - Abertura - Marlene Canarim Danesi - fonoaudióloga, especialista em Linguagem, mestre em Problemas e Patologias do Desvalimento e presidente do CREFONO 7
14h15min - Palestra - "Envelhecimento e Saúde" - Jussara Rauth - assistente social, especialista em Gerontologia e presidente do Conselho Estadual do Idoso
15h15min - Apresentação Cultural
15h45min - Intervalo
16h - Mesa-redonda multiprofissional - Fonoaudiologia, Educação Física, Nutrição, Fisioterapia e Farmácia - moderadora fonoaudióloga Mirian Teresinha Pinheiro da Silva
17h15 - Pré-encerramento - "Qualidade de Vida e Envelhecimento Saudável" - Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), presidente do CREF2/RS e Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), presidente da Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa do CREF2/RS
17h30min – Debate e encerramento

Local: auditório do CRECIRS - rua Guilherme Alves, 1010, Partenon, Porto Alegre
Data: 2 de outubro
inscrições gratuitas pelo e-mail eventos@crefono7.org.br


Dia do Idoso



Brasília é sede do V Congresso da ABRAPESP
17/09/2015
Fonte: ABRAPESP

O V Congresso da Associação Brasileira de Psicologia do Esporte (ABRAPESP) ocorrerá na Universidade de Católica de Brasília (UCB), Asa Norte/DF, durante os dias 24, 25 e 26 de setembro. Pela primeira vez, a ABRAPESP terá em seu Congresso a representação do CONFEF e de CREFs (entre eles o CREF2/RS), além de conselhos de Psicologia. Segundo a presidente da ABRAPESP, Luciana Angelo, o apoio interdisciplinar é um feito inédito que demostra a importância que as Ciências do Esporte conquistaram no Brasil. “Não só por ser o país que nos últimos anos concentrou dois importantes eventos esportivos (Copa do Mundo e Jogos Olímpicos), mas que tem mobilizado o mercado de trabalho e inserção profissional, demonstrando necessidade de qualificação, orientação, informação e discussão dos campos de ação e determinações legais da profissão”, explicou

A Psicologia do Esporte tem atuação interdisciplinar nas ciências na área esportiva e mobiliza profissionais e pesquisadores a produzir ideias que busquem a melhoria das demandas dos atletas, profissionais e todos os envolvidos no contexto esportivo. Incentivar e divulgar estas propostas, assim como, consolidar grupos e linhas de pesquisa, influenciar a criação de disciplinas nas universidades brasileiras, criar interfaces entre a teoria e prática, são os objetivos da Associação Brasileira de Psicologia do Esporte que serão apresentados e discutidos no V Congresso da Abrapesp.

Entre os convidados, estão a professora da UCB, Gislane Melo (CREF 009488-G/DF), Claudia Chabalgoity (CREF 002053-P/DF), o ex-tenista profissional, José Higino de Oliveira, o atleta de Rugby em cadeira de rodas desde 2010, Erick Conde, o psicólogo e doutor em Neurociências, Yan Cintra, psicólogo e especialista em Psicologia do Esporte, Larissa Galatti, pesquisadora da UNICAMP, José Carlos Vidal (CREF 000472-G/DF), professor da UCB, Franco Noce (CREF 000635-G/MG), professor da UFMG e muitos outros.

V Congresso da Associação Brasileira de Psicologia do Esporte (ABRAPESP)
Local: Universidade Católica de Brasília - UCB Asa Norte - SGAN 916 Módulo B Avenida W5 CEP: 70790-160 – Brasília/DF
Data: 24, 25 e 26 de setembro
Site e programação: http://www.congressoabrapesp.com.br
Inscrições aqui


Psicologia do Esporte



FIEP homenageia CREF2/RS
14/09/2015
Fonte: CREF2/RS

A delegada da Federação Internacional de Educação Física (FIEP) do Ceará, Patrícia Feitosa Lima (CREF 000955-G/CE), e o delegado da FIEP do Rio Grande do Sul, Everton Luis Deiques (CREF 008538-G/RS), visitaram a sede do CREF2/RS na sexta-feira (11) para realizar a entrega de um Certificado de Honra ao Conselho pelo contínuo apoio às ações da FIEP. A distinção foi recebida pela 1ª tesoureira Miryam Brauch (CREF 006834-G/RS). “Ficamos gratos pelo reconhecimento de uma organização historicamente parceira de tantas lutas”, disse Miryam.

Patrícia também veio participar da posse dos divulgadores da FIEP e proferir uma palestra na Sogipa, em Porto Alegre, com o tema "Saúde e Atividade Física". "Busco nesta visita a troca de informações sobre práticas desportivas e o aperfeiçoamento do profissional de Educação Física", explicou. Segundo Deiques, a vinda da delegada é um ato de reciprocidade aos delegados gaúchos que foram ao Ceará."Foi muito interessante vermos como as práticas e a cultura nordestina influem na atividade física do local”. A FIEP, fundada no dia 2 de Julho de 1923 em Bruxelas (Bélgica), já realizou mais de 100 congressos internacionais em inúmeros países de todos os continentes e continua estudando a concepção de Educação Física, os meios para o esporte, as técnicas e as formas de ensino e a formação de professores.


FIEP



CREF2/RS participa de abraço em defesa do CETE no próximo dia 17
13/08/2015
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS, junto à Federação Gaúcha de Judô, Federação Gaúcha de Ginástica e a Associação das Federações Esportivas do RS, foram nesta terça-feira (11) ao plenário da Assembleia Legislativa para pressionar os deputados a não aprovarem o projeto de extinção da Fundação do Esporte e Lazer do RS (Fundergs), proposto pelo governo do Estado. Na ocasião, foi formada a Frente Pró-Fundergs, que defende a continuidade da entidade, além do fortalecimento do Centro Estadual de Treinamento Esportivo (CETE). Para angariar apoio à causa, foi lançada uma petição on-line que pode ser assinada aqui. Um abraço simbólico ao CETE, com a presença de servidores, atletas, ex-atletas, políticos e profissionais de Educação Física, está marcado para a próxima segunda-feira (17), às 17h.

Segundo a presidente do CREF2/RS, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), o anúncio da absorção da Fundergs pela Secretaria Estadual de Esporte e Lazer representa um retrocesso nas políticas do setor, fato agravado pela proximidade das Olimpíadas. "Temos consciência da grave crise pela qual passa o Estado e estamos dispostos a ajudar no que for possível para superar as dificuldades. Contudo, sabemos que a Fundergs tem um orçamento total de R$ 20 milhões ao ano, sendo que deste total R$ 16,5 milhões são custeados pela Lei Pelé. Portanto, o custo da Fundação para o Estado é pequeno em relação aos benefícios relacionados ao esporte, à saúde, educação e à inclusão social".

A presidente propõe uma reflexão aos gestores públicos para que se objetive um projeto sustentável a médio e longo prazo. "Dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) indicam que cada dólar aplicado em atividade física equivalem a 3,2 dólares economizados em potenciais gastos com saúde. Logo, a pretensa economia a que o governo do Estado almeja se reverterá, em breve, em elevados gastos com a saúde". Carmen também expressou temor quanto a um possível enfraquecimento e desestruturação do CETE pelo contingenciamento da verbas. “O Centro tem um papel fundamental no combate à epidemia de obesidade, à violência e ao abandono social das crianças e adolescentes e no bem-estar da sociedade em geral”.

Foto: Tiago Garcia/SEL


Fundergs



CREF2/RS expressa preocupação com extinção da Fundergs em reunião com secretário Estadual de Turismo, Esporte e Lazer
11/08/2015
Fonte: CREF2/RS

O projeto de extinção da Fundação de Esporte e Lazer do Rio Grande do Sul (FUNDERG), aliado ao corte de verbas e a possível descontinuidade dos projetos na área de esportes, anunciados pelo Governo do Estado, levaram a presidente do CREF2/RS, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), os conselheiros Carlos Alberto Cimino (CREF 001691-G/RS) e João Guilherme de Souza Queiroga (CREF 000839-G/RS), além de várias entidades desportivas gaúchas a se reunirem, nesta segunda-feira (10), com o secretário Estadual de Turismo, Esporte e Lazer, Juvir Costella, na tentativa de esclarecer as novas diretrizes governamentais.

Durante a reunião, Costella confirmou o fim da Fundergs, mas garantiu aos presentes que seus serviços serão preservados ao serem incorporados pela Secretaria. “É um processo de gestão estratégica em que vamos diminuir o quadro pessoal, com a meta de economizar cerca de R$ 2 milhões. Estes recursos serão reinvestidos no esporte”, alega. O secretário disse que novos editais estão temporariamente suspensos, mas os convênios firmados por meio da Lei Pelé permanecem, e o Projeto Pró-Esporte, de apoio ao esporte educacional, participação, inclusão e rendimento, terá abertura no dia 24 de agosto, com mudanças no regramento e possível diminuição no prazo de captação de recursos. “Também definimos os esportes olímpicos como prioridade dos nossos esforços”, conclui.

A presidente do CREF2/RS manifestou preocupação quanto à extinção da Fundergs e sua absorção pela Secretaria. “Fundações, em sua constituição jurídica, tem dotação orçamentária própria e, se bem administradas, podem dar mais agilidade às questões do esporte e do lazer de que a sociedade gaúcha tanto precisa”, analisa. Carmen também expressou solidariedade aos profissionais que serão demitidos na Fundação e no Centro Estadual de Treinamento Esportivo (CETE). “A despeito da série de problemas estruturais que vimos na trajetória destes órgãos, há um quadro de profissionais com qualidade que deveria continuar a exercer suas atividades com a presteza de sempre”.

O conselheiro Carlos Alberto Cimino analisou as medidas como medianas em relação à crise e também lamentou as demissões. “Falamos claramente nossos anseios, necessidades e urgências ao secretário. Ele, em contrapartida, sinalizou que haverá novos tetos e critérios de abordagem para projetos, e que se deverá respeitar a excepcionalidade dos prazos divulgados”.

Já o conselheiro Queiroga explicitou ao secretário a luta histórica dos profissionais de Educação Física em prol da Educação Física Escolar e pela inclusão social. “Fazemos parte de um processo que construiu neste país uma legislação que visa o incentivo do esporte educacional, conseguindo que o Governo Federal editasse legislação própria. No momento, esperamos apoio da Secretaria aos Jogos Universitários Brasileiros (JUBs), tão importantes na consolidação de novos atletas”.

Fizeram parte do encontro na SEL a Federação Gaúcha de Voleibol, VoleiSul, Associação de Jetski do RS, Federação de Clubes de Esportes Equestres, Veleiros do Sul, Federação Gaúcha Universitária de Esportes e Instituto Gaúcho de Esportes.


Fundergs



CREF2/RS realiza entrega de livros sobre Educação Física Escolar na Secretaria Estadual de Educação/RS
05/08/2015
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS realizou, na terça-feira (04), a entrega oficial do livro “Recomendações para a Educação Física Escolar” à Secretaria de Educação do Estado do Rio Grande do Sul (SEDUC). Os exemplares, editados pelo Sistema CONFEF/CREFs, serão repassados às 30 Coordenadorias Regionais de Educação (CREs), que, por sua vez, encaminharão às 2.558 escolas que integram a rede estadual de ensino. Na ocasião, a presidente do CREF2/RS, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), a presidente da Câmara Técnica de Educação Física Escolar, Miryam Brauch (CREF 006834-G/RS), e a conselheira Eliana Alves Flores (CREF 002649-G/RS) apresentaram as propostas contidas na publicação ao secretário-adjunto de Educação Luís Antônio Alcoba de Freitas, à diretora pedagógica da SEDUC, Leila Maria Schaan e ao diretor-adjunto de Logística e Suprimento da SEDUC, João Miguel Wenzel.

Segundo a presidente do CREF2/RS, a publicação é resultado de intensos debates realizados pela Comissão de Educação Física Escolar do CONFEF em seminários, fóruns e congressos, que identificaram a falta de um documento referencial que desse conta, de maneira objetiva, das questões relacionadas a este campo do saber. “O livro foi desenvolvido por meio de uma proposta democrática, e se constitui em um instrumento norteador para a intervenção responsável e qualificada no ambiente profissional”, afirma.

Carmen ressalta que a integração com a SEDUC é fundamental para que a Educação Física Escolar se consolide como instrumento de promoção da saúde e da cidadania. “A responsabilidade pela implantação deste currículo nas escolas não é papel exclusivo dos professores. É necessário que os gestores percebam o valor intrínseco da Educação Física. Portanto, o apoio demonstrado pela Secretaria é de grande importância nesta luta”, analisa.

De acordo com o secretário-adjunto da Educação do Rio Grande Sul, Luís Antônio Alcoba de Freitas, a doação dos livros “Recomendações para a Educação Física Escolar” para a rede estadual de ensino proporcionará muitos benefícios aos estudantes. “O material será muito útil para o desenvolvimento dos alunos, servindo como incentivo à prática de atividades físicas e, assim, colaborando com a saúde corporal e mental das nossas crianças”, argumenta.

Miryam Brauch assinala que o Conselho historicamente tem se esforçado em cooperar na atualização dos profissionais de Educação Física e na elaboração e apresentação de projetos de lei que garantam aos alunos acesso às aulas de Educação Física Escolar ministradas por profissional habilitado. “Esse livro é um trabalho corajoso, que reflete sobre os motivos que justificam a obrigatoriedade deste tema como componente curricular. Ele também aponta direções diante da complexa realidade enfrentada pela educação hoje”.

Foto: Evandro Oliveira/Seduc RS


Educação Física Escolar



CREF2/RS autua Zumbathon da Serra Gaúcha por exercício ilegal da profissão
30/06/2015
Fonte: CREF2/RS

No último sábado (27), o CREF2/RS esteve presente no evento Zumbathon da Serra Gaúcha, realizado em Caxias do Sul pela franquia Zumba Fitness. O aulão da modalidade, ministrado para cerca de 500 pessoas no ginásio Vasco da Gama, foi orientado por profissionais registrados em outros Estados e por duas pessoas sem a devida habilitação e que foram autuadas por exercício ilegal da profissão. O Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR), a partir do relatório de visita, irá tomar as medidas cabíveis para o ocorrido.

Como salienta Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), coordenadora do DEFOR, o Conselho responsabilizará também os organizadores do evento. O Zumbathon da Serra Gaúcha contou com o apoio da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer de Caxias do Sul, que também será notificada sobre o caso.


Fiscalização



Presidente do CREF2/RS fala sobre atuação profissional no curso Gestão em Academias em Santa Maria
26/05/2015
Fonte: Saúde pela Prática

Promovido pelo Centro de Apoio ao Esporte e Lazer de Santa Maria (CAEL-SM) em parceria com a Quilisport, a Uningá SM, a primeira edição do curso Gestão em Academias foi realizado nos dias 23 e 24 de maio. A atividade, ministrada por Almir Fachinatto (CREF 000019-G/SP), contou também com a presença da presidente do CREF2/RS, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), que fez a palestra de abertura do evento.

Os profissionais e os acadêmicos de Educação Física que compareceram ao evento assistiram à apresentação do CREF2/RS, intitulada "A entidade e o profissional de Educação Física: ética, formação e atuação profissional". Na palestra, ministrada no auditório da Faculdade Metodista de Santa Maria (FAMES), Carmen expôs a dinâmica do Conselho e também respondeu as perguntas dos participantes. "O CREF2/RS atua junto à comunidade, em defesa de uma Educação Física de qualidade", comentou.

O curso conduzido por Fachinatto teve dois momentos. Na parte teórica, o objetivo foi mostrar os principais itens para a montagem de uma academia e para a manutenção de equipamentos. Na parte prática, foi abordado o manuseio das técnicas apresentadas. Além disto, foi enfatizado os desafios da concorrência e das exigências do mercado. Para Clery de Lima (CREF 000297-G/RS), organizador do evento, o curso foi um excelente meio de transmitir o conhecimento técnico para os estagiários e para os profissionais que atuam em academias. "O Facchinatto teve um excelente desempenho, mostrando-se um conhecedor da área", avaliou.




Palestra do CREF2/RS abre curso Gestão em Academia em Santa Maria neste final de semana
21/05/2015
Fonte: CREF2/RS

O curso Gestão em Academia, que será realizado em Santa Maria nos dias 23 e 24 de maio, terá a sua palestra de abertura ministrada por Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), presidente do CREF2/RS. A apresentação “CREF2/RS e o Profissional de Educação Física: Ética, Formação e Atuação Profissional” será acompanhada pelas mesas redondas “A musculação/personal training como disciplinas acadêmicas” e “Os cuidados com os aparelhos e equipamentos de uma academia”, além de outras atividades teóricas, ministradas por Almir Fachinatto (CREF 000019-G/SP) e Cleryston de Lima (CREF 011055-G/RS).

A palestra será ministrada no Auditório da Faculdade Metodista de Santa Maria (FAMES) e o curso na Eficaz Academia (Rua Silva Jardim, 2128). A atividade é organizado pelo Centro de Apoio ao Esporte e Lazer de Santa Maria (CAEL-SM) em parceria com a Quilisport, a Uningá SM e o Eleva Instituto e tem 20% de desconto para profissionais registrados no CREF2/RS. Mais informações pelo telefone (55) 3028-7677 ou pela página www.uningasm.com.br.




Presidente do CREF2/RS participa de audiência pública que tratou do concurso da Secretaria Estadual de Saúde
24/04/2015
Fonte: CREF2/RS

Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), presidente do CREF2/RS, participou da audiência pública que tratou da situação dos aprovados no concurso realizado pela Secretaria Estadual de Saúde em 2014. O debate, promovido na última quarta-feira (22) e proposto pela deputada Manuela, contou também com a presença do deputado Valdeci Oliveira, presidente da Comissão de Saúde e Meio Ambiente da Assembleia Legislativa, e de demais representantes sindicais e de outros conselhos profissionais da saúde.

Célia Chaves, do Conselho Estadual de Saúde, Cláudio Augustin, do Sindicato dos Servidores Públicos do Rio Grande do Sul, e Alpheu Amaral (CREF 014032-G/RS), da Comissão dos Aprovados, integraram a mesa e salientaram, em seus discursos, a importância das nomeações, interrompidas no começo do ano pelo Governo do Estado. "Os serviços de saúde estão muito aquém da necessidade dos gaúchos", frisou Célia. "Atualmente, o que se percebe são condições inadequadas de atendimento e uma piora na qualidade da saúde da população", completou.

Almeida apresentou os números do concurso e destacou que o Governo ainda precisa chamar 664 profissionais de saúde aprovados no processo seletivo, sendo seis de Educação Física. Na sua fala, que encerrou a reunião, Carmen declarou que a causa tem também o apoio do CREF2/RS e do Fórum dos Conselhos Regionais e Ordens das Profissões Regulamentadas do Rio Grande do Sul (Fórum-RS). Além disto, salientou que é preciso modificar o paradigma da saúde. "É preciso desconstruir a ideia equivocada que a Secretaria de Saúde é apenas para o tratamento de doenças. É necessário incorporar a prevenção e a promoção".




CREF2/RS busca apoio do Senac-RS para capacitação dos profissionais de Educação Física
14/04/2015
Fonte: CREF2/RS

Na tarde desta terça-feira (14), a presidente Carmen Masson (CREF 001910-G/RS) e o 1º secretário Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS) se reuniram com representantes do Senac-RS, com intuito de firmar parceria para oferecer aos profissionais de Educação Física cursos de capacitação. O encontro, realizado pela primeira vez na sede do Conselho, contou com a presença de Paulo Presser, gerente de Desenvolvimento Educacional; Nara dos Anjos, coordenadora de Projetos Especiais; e Jacqueline Gisler, coordenadora de Desenvolvimento Educacional da instituição.

A reunião, que deu início à aproximação dos dois órgãos neste sentido, serviu para que os membros do Senac-RS pudessem ter uma noção do campo de trabalho da Educação Física e daquilo que as universidades oferecem em nível de formação acadêmica nesta área. "A ideia é construir uma parceria, de acordo com a missão do Senac-RS, que é o aprimoramento e qualificação dos profissionais", comentou Presser. "Buscamos cursos novos, com o apoio do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), pois a inovação deve fazer parte", avaliou Aguiar. Senac-RS e CREF2/RS vão voltar a se encontrar para dar continuidade ao projeto.




Fórum-RS comemora Dia Mundial da Saúde com ação no Shopping Total
08/04/2015
Fonte: CREF2/RS

A quinta edição do Circuito da Saúde, em comemoração ao Dia Mundial da Saúde, foi realizada ontem (7), no Shopping Total. A ação, promovida pela Câmara da Saúde do Fórum dos Conselhos Profissionais do Rio Grande do Sul (Fórum-RS) com o apoio do SESI-RS, ofereceu diversos serviços gratuitos à população ao longo do dia, como avaliação nutricional e antropométrica, verificação de pressão arterial, disfagia de memória e de voz, entre outros mais.

O evento teve também o intuito de esclarecer a população quanto à importância dos conselhos profissionais na defesa da saúde e da sociedade. "A saúde não pode ser separada por profissões, pois depende da boa alimentação, da atividade física e de outros vários fatores", explicou o 1º secretário do CREF2/RS Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS). "Para garantir boa saúde, é preciso a integração de todas as áreas e políticas públicas que invistam não só no tratamento, mas também na prevenção de doenças", completou.

O CREF2/RS realizou cerca de 50 avaliações antropométricas no local e também distribuiu material informativo sobre as atividades do Conselho e sobre os benefícios da atividade física. "O nosso papel é justamente este, levar a informação e explicar para as pessoas porque a saúde deve ser questão prioritária na vida de todos", analisou Aguiar. Também participam da ação os conselhos de Farmácia (CRF-RS), Fisioterapia e Terapia Ocupacional (CREFITO5), Fonoaudiologia (CREFONO 7), Nutricionistas (CRN2) e Medicina Veterinária (CRMV-RS).




Presidência recebe delegado da Federação Internacional de Educação Física
20/01/2015
Fonte: CREF2/RS

Na tarde desta terça-feira (20), a presidente Carmen Masson (CREF 001910-G/RS) e o vice-presidente Eduardo Merino (CREF 004493-G/RS) receberam Everton Deiques (CREF 008538-G/RS), delegado da Federação Internacional de Educação Física (FIEP) no Rio Grande do Sul, para reunião. O encontro teve intuito de firmar parceria, para a divulgação e apoio de ações promovidas pelo Conselho e pela instituição no interior do Estado.

Além disto, Deiques foi também parabenizado pela conquista do Prêmio Delegado do Ano 2014, entregue pela FIEP ao seu melhor representante em todo o Brasil. O troféu é forma de reconhecer o trabalho de promoção das atividades da FIEP, ministrando cursos e ressaltando o papel de protagonista da atividade e do esporte na educação. "Trata-se do primeiro título conquistado por profissional gaúcho", destacou o delegado durante a reunião, que abriu espaço para novos encontros no futuro.

A FIEP foi fundada em 1923 em Bruxelas, na Bélgica, com o objetivo de difundir a Educação Física e o esporte na perspectiva da educação. A organização defende, em todos os países, o desenvolvimento das atividades físicas educativas e a formação de professores, aperfeiçoando constantemente a proteção da profissão e contribuindo para a cooperação internacional neste sentido.




IV Circuito da Saúde leva Conselho para realizar avaliações antropométricas no litoral
13/01/2015
Fonte: CREF2/RS

No último final de semana, as praias de Tramandaí e Atlântida Sul receberam a quarta edição do Circuito da Saúde. A atividade, promovida pelo Fórum dos Conselhos Profissionais do Rio Grande do Sul (Fórum-RS) com o apoio do SESC-RS, tem como objetivo promover e incentivar a saúde da comunidade, oferecendo diversos serviços à população, como orientação nutricional, teste de glicemia, medição de pressão arterial, auriculoterapia, quiropraxia e avaliações antropométricas.

"O trabalho que o SESC-RS faz no litoral é muito importante", analisou Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), 1º secretário do CREF2/RS. "Além de aproximar os profissionais de diferentes áreas, o evento também marca a inserção dos conselhos na sociedade, para a prevenção e promoção da saúde", completou. Outras atividades de lazer também foram proporcionadas ao longo de sábado (1), em Tramandaí, e domingo (11), em Atlântida Sul. O público que compareceu à casa do SESC à beira-mar tiveram à disposição aula de dança, bubble soccer, kangoo jump, entre outras mais.

No espaço destinado ao atendimento da comunidade, o CREF2/RS realizou cerca de 50 medições de IMC e orientou a população sobre os benefícios do exercício físico. "As pessoas estão nos procurando bastante. Elas querem saber quem é o profissional de Educação Física", destacou Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação. "É muito importante mostrar para elas que existe um Conselho que fiscaliza e defende a sociedade", completou. Participaram da ação junto ao CREF2/RS os Conselhos de Nutricionistas, Educação Física, Farmácia, Fonoaudiologia, Fisioterapia e Terapia Ocupacional, Odontologia e Medicina Veterinária.




Conselho participa do Circuito da Saúde neste final de semana em Tramandaí e Atlântida Sul
05/01/2015
Fonte: CREF2/RS

As praias de Tramandaí e Atlântida Sul recebem, nos dias 10 e 11 de janeiro, respectivamente, o IV Circuito da Saúde. Com a participação do CREF2/RS, a ação vai proporcionar à população diversos serviços, como orientação nutricional, informações sobre alimentação orgânica, testes de glicemia, verificação de pressão arterial, auriculoterapia, quiropraxia e avaliações antropométricas.

O evento é realizado pela Câmara da Saúde do Fórum dos Conselhos Profissionais do Rio Grande do Sul (Fórum-RS), com o apoio do SESC/RS, e tem como objetivo promover e incentivar a saúde da comunidade. A ação também tem como intuito esclarecer à população quanto a importância dos Conselhos na defesa da saúde coletiva, já que a função primordial dessas instituições é fiscalizar o exercício legal das profissões, garantindo com isto a qualidade dos serviços oferecidos à sociedade.

IV Circuito da Saúde

Tramandaí – 10/1 (sábado)
Local: Casa Estação Verão SESC – avenida Beira Mar (próximo ao número 2030 – em frente ao condomínio Quebra Mar)
Horário: das 10h às 15h

Atlântida Sul – 11/1 (domingo)
Local: Casa Estação Verão SESC – avenida Beira Mar (próximo ao número 684 – em frente à pousada Gaivota)
Horário: das 10h às 15h




CONFEF esclarece andamento do PLC 116/2013
21/07/2014
Fonte: CONFEF

Com o objetivo de manter os profissionais informados a respeito das questões pertinentes à classe, o CONFEF enviou comunicado aos Conselhos para esclarecer o andamento do Projeto de Lei 116/2013, que prevê a obrigatoriedade de professor habilitado em curso de Licenciatura em Educação Física nas séries iniciais do Ensino Fundamental.

O CONFEF acredita que a maioria dos senadores se sensibilizou com a causa, em razão das milhares de mensagens que receberam dos profissionais e pela intensa campanha levada, que teve suporte valioso do CREF2/RS. A mobilização, que iniciou no começo deste ano, contou ainda com o apoio dos estudantes dos cursos de Educação Física e foi reconhecida por todos os parlamentares, em ação realizada em Brasília, em junho.

"Infelizmente, na data prevista, fomos surpreendidos com a informação de que havia algum acordo construído entre o senador relator e as lideranças sobre a alteração do texto, razão pela qual o PLC não entraria na pauta de votação", explicou o CONFEF. "A Copa do Mundo interferiu nos trabalhos do Congresso Nacional, assim como as eleições. Entretanto, já estamos enviando esforços para que o projeto seja pautado, aprovado e que siga para a sanção da presidente Dilma Rousseff", completou o Conselho.

Como o PLC 116/2013 ainda segue em tramitação no Senado, o Sistema CONFEF/CREFs acredita que ainda seja importante que os profissionais de Educação Física sigam dando continuidade à campanha. "Devemos manter a chama acesa, questionando os senadores sobre o porquê do PLC ainda não ter sido votado. É com este trabalho sério, ético e em prol dos direitos sociais que alcançaremos a vitória neste pleito", declarou o CONFEF.

Para participar da campanha, clique aqui.




Resolução dispõe sobre a função de Responsabilidade Técnica
16/07/2014
Fonte: CREF2/RS

A Resolução CONFEF nº 134/2007 dispõe sobre a função de Responsabilidade Técnica nos estabelecimentos prestadores de serviço no campo das atividades físicas e esportivas. O profissional, que será contratado pela Pessoa Jurídica, se torna o principal responsável pela Entidade, sendo remunerado para assessorá-la em assuntos técnicos. O vínculo entre as partes deve ser comprovado por declaração de firma individual, pelos estatutos ou pelo contrato de trabalho.

É obrigação da Pessoa Jurídica manter um Responsável Técnico para cada unidade que a compõe. Somente será permitido o funcionamento de estabelecimento de prestação de serviços em atividades físicas e esportivas sem a existência de Responsável Técnico para que se processe a contratação de substituto, pelo prazo de cinco dias. Além disto, o profissional de Educação Física não pode exercer a função de Responsável Técnico em mais de dois estabelecimentos em horários compatíveis.

O Responsável Técnico que deixar de exercer a função deverá comunicar o fato ao CREF, em 15 dias, para que seja procedida a respectiva baixa. O profissional que se afastar por até 60 dias também deverá comunicar o fato, por escrito, ao representante legal do estabelecimento, para se isentar de qualquer responsabilidade durante o período. Nestes casos, o estabelecimento deverá designar, através de documento escrito e assinado por seu representante legal, um Responsável Técnico substituto para o período de afastamento. O Responsável Técnico que não cumprir as determinações da Resolução CONFEF nº 134/2007 será responsabilizado conforme o Código de Ética do Profissional de Educação Física.

O Responsável Técnico tem por atribuição coordenar as atividades dos profissionais de Educação Física do estabelecimento; zelar pela boa qualidade dos serviços; zelar pelo respeito às disposições gerais da profissão e do Código de Ética; prestar apoio às atividades de atendimento e ensino; inspecionar as condições físicas e tecnológicas para o atendimento; coordenar o corpo técnico; supervisionar o trabalho dos profissionais. A ele cabe garantir que durante os horários de atendimento estejam em atividade profissionais de Educação Física em número compatível com a natureza do serviço a ser prestado.

A íntegra da Resolução CONFEF nº 134/2007 pode ser acessada aqui.




CREF2/RS firma parceria com SEBRAE para qualificação dos profissionais de Educação Física
11/07/2014
Fonte: CREF2/RS

Na tarde de ontem, o CREF2/RS se reuniu com o SEBRAE e com a Associação das Academias do Rio Grande do Sul (ACAD-RS) para iniciar projeto-piloto, com intuito de qualificar os profissionais de Educação Física. O objetivo da parceria é oferecer cursos sobre gestão de empresas para todos aqueles que têm negócio próprio e buscam aperfeiçoamento na área.

Carmen Masson (CREF 001910-G/RS) destacou que o mais importante da parceria é despertar o interesse pelo empreendedorismo. "A ideia é que a gente una forças e consiga fazer uma qualificação da profissão", destacou. A Presidente do CREF2/RS também salientou que a aproximação do Conselho com o SEBRAE e com a ACAD-RS vai servir para que se tenha real dimensão sobre a realidade dos profissionais de Educação Física, percebendo demandas e elaborando estratégias.

Fernando Sassen, presidente da ACAD-RS, falou ainda sobre as dificuldades da área administrativa, já que muitos dos profissionais iniciam negócio próprio sem nenhuma experiência em finanças: "o mercado está em transformação. Todo mundo está muito preocupado com as mudanças e o momento é oportuno para oferecer estes cursos". Com o apoio do SEBRAE, o 2º vice-presidente Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS) acredita que o projeto vai conscientizar os profissionais da importância da qualificação técnica. "Os cursos vão servir para que se busque conhecimento", assinalou.




Porto Alegre recebe orientação e fiscalização para a Copa do Mundo
31/03/2014
Fonte: Fórum dos Conselhos RS

Ação conjunta engloba cerca de 20 Conselhos e Ordens do Rio Grande do Sul.
Entre os dias 31 de março e quatro de abril, Porto Alegre recebe uma ação conjunta dos Conselhos Regionais e Ordens das Profissões Regulamentadas do Estado. A iniciativa, realizada pela primeira vez na cidade, é promovida pelo Fórum dos Conselhos Profissionais do Rio Grande do Sul (Fórum-RS) - que reúne cerca de 20 entidades - e visa orientar e fiscalizar diversos estabelecimentos, como obras civis, bares, restaurantes, farmácias, entre outros empreendimentos.
Oferecer ao turista a segurança necessária nos serviços prestados durante a Copa do Mundo constitui as metas da ação conjunta. A atividade do Fórum-RS busca defender a sociedade e garantir o atendimento qualificado, por meio de profissionais habilitados. Assim como também objetiva esclarecer a população em geral sobre a importância das entidades profissionais, uma vez que o objetivo primordial dessas instituições é orientar, disciplinar e fiscalizar o exercício legal das profissões, garantindo excelência e qualidade.
Participam os Conselhos Regionais de Administração, Arquitetura e Urbanismo, Biblioteconomia, Biologia, Biomedicina, Contabilidade, Corretores de Imóveis, Economia, Educação Física, Enfermagem, Engenharia e Agronomia, Estatística, Farmácia, Fisioterapia e Terapia Ocupacional, Fonoaudiologia, Medicina Veterinária, Nutricionistas, Odontologia, Química, Relações Públicas, Representantes Comerciais, Serviço Social, Ordem dos Advogados do Brasil e Ordem dos Músicos do Brasil. Esta é a segunda ação conjunta realizada pelo grupo. A primeira ocorreu em Santa Maria, em novembro de 2013, com o apoio do Grupo de Agentes Fiscais (GAF).




9ª Semana de Prevenção das LER
28/02/2014
Fonte: CREF2/RS

A 9ª Semana de Prevenção das LER ocorreu nos dias 27 e 28 de fevereiro de 2014, no Auditório da FTIA/RS, em Porto Alegre. O evento acontece tradicionalmente na última semana de fevereiro, visto que o dia 28/02 é reconhecido como Dia Mundial de Combate às Lesões por Esforços Repetitivos. O presidente da Câmara de Ginástica Laboral do Conselho, Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), participou da mesa de abertura do evento, juntamente com o Vereador Professor Garcia (Presidente da Câmara de Vereadores de Porto Alegre e Conselheiro do CONFEF), Valdemir Corrêa (FTIA/RS), Luciana Wertheimer (CREFITO5), Telmo Zanette (STIFA) e Débora Melecchi (CTBRS).

O membro da Comissão de Ginástica Laboral Tony Izaguirre (CREF 002462-G/RS) representou o CREF2/RS. Com a proposta de apresentar o painel sobre profilaxia, Tony discorreu sobre a atuação do Profissional de Educação Física na prevenção das LER e demais doenças ocupacionais, cuja importância muitas vezes é pouco reconhecida devido ao fato da Educação Física ser tradicionalmente associada ao desporto e à escola. Destacou ainda o importante papel de Programas de Ginástica Laboral em empresas, principalmente quando aliados a ações propostas para a estruturação da qualidade de vida no trabalho.

Durante o evento, foram abordadas ainda as temáticas: história da LER, LER e depressão e legislação. As atividades da semana são promovidas pela Câmara de Vereadores de Porto Alegre, por meio do Vereador Professor Garcia, com apoio das entidades CREF2/RS, CREFITO 5, CTBRS, SEMAPI, FTIA/RS, STIFA, FPE/RS e CEREST. A carta da 9ª Semana de Prevenção das LER será assinada no dia 12 de março, às 9h, na sede da FTIA/RS - Rua Jerônimo Coelho, 303 - Centro - Porto Alegre.




CREF2/RS completa Ciclo de Palestras
10/09/2013
Fonte: CREF2/RS
Confira as imagens do evento em nossa Galeria.

Na última quarta-feira, dia 04 de setembro, o Prof. Alexandre Greco (CREF 004204-G/RS) ministrou a palestra “Tendências na Educação Física: Exercício e Saúde - Empreendedorismo na carreira e nos negócios”, na Câmara Municipal de Palmeira das Missões. O evento fez parte das comemorações do Dia do Profissional de Educação Física, promovido pela Secretaria de Esporte, Juventude e Lazer do Município, com apoio do CREF2/RS e da UPF - Universidade de Passo Fundo.
Palmeira das Missões foi a terceira cidade visitada pelo Prof. Greco, que anteriormente esteve em Santa Maria e Pelotas, durante o Ciclo de Palestras em homenagem ao Dia do Profissional de Educação Física promovido pelo Conselho, com apoio do SESC/RS. A palestra foi ainda ministrada em Caxias do Sul, no CREF Serra, pelo Prof. Felipe Machado (CREF 008513-G/RS).
Todos os eventos foram gratuitos, voltados aos Profissionais de Educação Física.




Conselho Municipal do Desporto (CMD) de Caxias do Sul toma posse
18/07/2013
Fonte: CMD

Formado por 14 titulares e 14 suplentes, o Conselho Municipal do Desporto (CMD) de Caxias do Sul tomou posse nesta segunda-feira (15/08) para um novo mandato de dois anos. Trata-se de um órgão colegiado de caráter consultivo, normativo, deliberativo e fiscalizador, representativo da comunidade desportiva da cidade.

As principais atribuições são oferecer subsídios técnicos para a criação do plano municipal do desporto; estabelecer regime de mútua colaboração entre órgãos públicos, federações, ligas e entidades estaduais e federais; estudar e sugerir medidas que visem à expansão e ao aperfeiçoamento do desporto no âmbito municipal, entre outras.

Criado no governo Pepe Vargas, entre as conquistas mais importantes do CMD estão o apoio à formação da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Smel) e do Fundo Municipal de Esporte e Lazer (Fundel). Mais recentemente, o organismo estabeleceu o Mérito Esportivo, para premiar pessoas e entidades que se destacam nas áreas de esporte e educação, além de colaborar em várias ações da Smel.

O conselheiro João Carlos Mariani, representante das Entidades de Deficientes Físicos e Sensoriais, foi eleito presidente, e Muray Lizott, dos Clubes Esportivos, Recreativos e Sociais, vice-presidente. Gabriel Citton era o dirigente da entidade.

A solenidade ocorreu no Salão Nobre do Centro Administrativo, e o prefeito Alceu Barbosa Velho destacou a importância dessa organização:

— Este conselho é atuante e dá uma diretriz definitiva e indispensável para a Smel.




Adilson Troca discute ginástica laboral com o Conselho de Educação Física
06/06/2013
Fonte: Assessoria de Comunicação Adilson Troca

A ginástica laboral foi tema de reunião entre o Presidente da Comissão de Saúde e Meio Ambiente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Adilson Troca, o presidente da Câmara de Saúde do Conselho Regional de Educação Física, Lauro de Aguiar, e Toni Pereira. O Rio grande do Sul é pioneiro nacional na ginástica laboral. Foi no Estado que no ano de 1978 foi assinado o primeiro contrato na área. Lauro de Aguiar e Toni Pereira apresentaram a Troca um relato sobre a prática de ginástica laboral e seus benefícios para empresas e trabalhadores. Em novembro o CREF-RS deve realizar um grande evento sobre o tema e veio em busca de apoio da Comissão de Saúde. O presidente Adilson Troca garantiu que a estrutura da Comissão de Saúde está à disposição. “Sabemos da importância desta atividade e queremos ser parceiros. O CREF-RS já é um grande parceiro da Frente Parlamentar de Estímulo à Doação de Órgãos e a Comissão de Saúde está de portas abertas para a categoria”, afirmou. A ginástica laboral um instrumento de melhoria da saúde do trabalhador, reduzindo e prevenindo problemas ocupacionais através de exercícios específicos realizados no local de trabalho. A prática promove o bem estar, reduzindo o sedentarismo e o estresse. O Rio grande do Sul é pioneiro nacional na ginástica laboral. Foi no Estado que no ano de 1978 foi assinado o primeiro contrato na área.




Professores de Educação Física sem Fronteiras visitam CREF2/RS
18/04/2013
Fonte: CREF2/RS

Os Professores de Educação Física Sem Fronteiras da FIEP visitaram hoje, dia 17/04, a sede do CREF2/RS, onde foram recepcionados pelo Presidente Eduardo Merino, a Vice-Presidente Carmem Masson e pela Tesoureira Miryan Brauch. Os Profissionais de Educação Física voluntários completaram em Porto Alegre o 8º Intercâmbio dos Professores de Educação Física Sem Fronteiras, que visitou as capitais do Sul do País. O projeto, que se iniciou em 2008, na região Norte, já visitou todas as capitais do País. Segundo Merino, a trajetória dos voluntários dá visibilidade à Profissão e leva conhecimento à população. “Desde o início da nossa caminhada, nos primórdios da regulamentação da Profissão, contamos com o apoio da FIEP. É com orgulho que recebemos estes Profissionais, nesta caravana que tem um fecho de ouro aqui em Porto Alegre”.

Almir Gruhn, Presidente da FIEP Mundial, explicou que em suas visitas, os Professores Sem Fronteiras ministram cursos, interagem com as autoridades locais e trocam experiências com os Profissionais de Educação Física. Já o Delegado Regional da FIEP, Vilson Bagatini, disse que a entidade irá lançar um livro sobre o Projeto com mais de 500 fotos e várias histórias, com um capítulo exclusivo para viagens na América Central.




Educação Física está oficialmente na Classificação Brasileira de Ocupações.
09/04/2013
Fonte: CREF2/RS

Após contatos junto ao Ministério da Saúde, capitaneados pelo NESCON/Faculdade de Medicina UFMG, informamos que o Profissional de Educação Física já se encontra oficialmente inserido na área de Saúde, no que tange à C.B.O. – Classificação Brasileira de Ocupações. A Portaria nº 256 do Ministério da Saúde, de 11 de março de 2013, “Estabelece novas regras para o cadastramento das equipes que farão parte dos Núcleos de Apoio à Saúde da Família(NASF) Sistema de Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (SCNES).”

In literis:

Art. 6º Fica incluído, na Tabela de Classificação Brasileira de Ocupações utilizada no SCNES, a CBO provisório 2241-E1 - PROFISSIONAL DE EDUCAÇÃO FISICA NA SAÚDE




Presidente do CREF2/RS defende a prevenção de doenças ao celebrar o Dia Mundial da Saúde
04/04/2013
Fonte: Assessoria de imprensa AL/RS

O período da Tribuna Popular desta quinta-feira (4) foi ocupado pelo presidente do Conselho Regional de Educação Física da 2ª Região (Cref/RS), Eduardo Merino, que representou os conselhos das profissões de saúde regulamentadas. Ele falou sobre o Dia Mundial da Saúde, celebrado em 7 de abril desde 1948, quando foi criada a Organização Mundial da Saúde. Realizada no início da sessão plenária da primeira quinta-feira de cada mês, a Tribuna Popular permite a representantes de entidades da sociedade civil a realização de pronunciamentos na tribuna do Legislativo, pelo tempo de 10 minutos.

Merino informou que, este ano, o tema central do Dia Mundial da Saúde é a hipertensão arterial e o objetivo é reduzir o número de infartos do miocárdio e acidentes vasculares cerebrais (AVCs). Segundo ele, um em cada três adultos sofre de hipertensão, uma em cada três pessoas que sofre da doença desconhece que é hipertenso, e só um em cada três hipertensos trata a doença.

O presidente do Cref/RS também falou dos hábitos da atual sociedade que contribuem para que as pessoas adoeçam, como a ansiedade e o estresse, a má alimentação e o sedentarismo. “Podemos dizer que há um desacordo entre as ações que buscam a saúde e os resultados, demonstrados principalmente pelos dados epidemiológicos. É um modelo de saúde que trata a doença e que não privilegia a prevenção, que é muito mais barata e conta com o benefício da manutenção da qualidade de vida das pessoas”.

Conselhos profissionais

O orador da Tribuna Popular ainda destacou a importância dos conselhos das profissões da saúde regulamentadas na proteção da sociedade para que as pessoas possam ter o serviço prestado com qualidade e segurança. “Temos o Fórum dos Conselhos do Rio Grande do Sul, que representa 600 mil profissionais, especificamente em torno de 250 mil profissionais da saúde, que cuidam de milhões de vidas”.

Ele ainda citou três desafios a serem enfrentados para promover a saúde e o bem-estar da sociedade: a questão do enfoque multiprofissional e interdisciplinar no tratamento das doenças; a mudança do modelo que privilegia o tratamento da doença e não a prevenção; e a formação dos profissionais de saúde.

Encerrando seu discurso, Merino manifestou apoio ao Projeto de Lei 245 2011, do deputado Carlos Gomes (PRB), que tramita na Assembleia Legislativa. A proposição torna obrigatória a exigência, nos concursos públicos do Estado do Rio Grande do Sul, do registro nos respectivos conselhos profissionais.




Conselho pede aprovação do PL 245 na Assembleia Legislativa
29/11/2012
Fonte: CREF2/RS

A Vice-presidente do CREF2/RS, Carmen Masson, realizou hoje, 29/11, visita ao Deputado Ronaldo Santini (PTB) para pedir apoio ao PL 245/2011 que torna obrigatório nos concursos públicos a exigência do registro nos respectivos Conselhos Profissionais no Estado. Na ocasião, a Vice-presidente ressaltou ao Deputado que o CREF2/RS acredita que o PL garantirá o exercício do Profissional habilitado, trazendo com isto mecanismos de defesa contra a prática profissional leiga e irresponsável.




RS tem campanha vitoriosa nas Olimpíadas Universitárias
05/11/2012
Fonte: www.olimpiadauniversitaria.blogspot.com

A 60ª Edição dos Jogos Universitários Brasileiros- (Jubs), conhecida por Olimpíadas Universitárias, ocorreu de 17 a 27 de outubro, em Foz do Iguaçu-PR. O Rio Grande do Sul, por meio da Federação Universitária Gaúcha de Esportes – (FUGE), apoiado pela Secretaria Estadual de Esportes e Fundergs, participaram com uma delegação de 140 pessoa, conquistando medalhas de ouro no voleibol, bronze no handebol e basquete e 24 medalhas no esportes individuais.

O Evento foi uma realização da Confederação Brasileira Universitária de Desportos –CBDU e Comitê Olímpico Brasileiro- COB, com o apoio da Prefeitura Municipal de Foz de Iguaçu e contou com a participação das Federações Universitárias de Esportes de todos os estados brasileiros e DF, através das Instituições Educacionais Superiores – IES. A delegação gaúcha foi comandada pelo presidente da FUGE, João Guilherme de Souza Queiroga.

A 61ª. Edição da OLIMPIADA UNIVERSITARIA, que será realizada em Goiânia, em 2013, o RS permanece na primeira divisão no voleibol feminino e handebol feminino, e na segunda divisão com o handebol masculino, basquete masculino, futsal masculino, voleibol masculino e futsal feminino.

O Estado conquistou na na 1ª. Etapa 24 medalhas: Atletismo - 8 medalhas de ouro, 3 de prata e 1 bronze; Natação com 1 prata e 3 bronze; Judô – 3 prata e 2 bronze e xadrez- 1 prata.
Nos esportes coletivos, teve ouro no voleibol feminino- Uni vates (1ª Divisão),bronze no handebol masculino-Ulbra-Santa Maria(2ª. Divisão) e basquete masculino- Feevale(2ª Divisão).




CREF2/RS e Vigilância Sanitária realizam fiscalização conjunta em Estância Velha
16/10/2012
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS, por meio do seu Departamento de Fiscalização e Orientação – DEFOR, realizou durante os dias 8 e 9 de outubro uma ação conjunta com a Vigilância Sanitária do município de Estância Velha. Essa foi a primeira vez em que houve uma operação simultânea dos órgãos na cidade, onde foram feitas oito visitas a estabelecimentos, nas quais ficaram constatadas irregularidades em seis deles.

Entre os problemas observados estão o exercício ilegal da Profissão e a falta de registro de Pessoa Jurídica junto ao Conselho. Todos os fatos serão apurados apurados e as medidas cabíveis encaminhadas pelo DEFOR. O apoio da Vigilância Sanitária nos municípios é fundamental para averiguação de itens como as condições sanitárias, possível comercialização de anabolizantes e a verificação de alvará sanitário dos estabelecimentos.




Carlos Gomes homenageia Profissionais de Educação Física
05/09/2012
Fonte: Assessoria de Imprensa - Deputado Carlos Gomes

O deputado Carlos Gomes (PRB) ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa do RS nesta terça-feira (04/09) para lembrar a passagem do Dia do Profissional de Educação Física, celebrada no último sábado, 1º de setembro. “É o momento em que somos chamados a refletir sobre a importância desses profissionais no bem-estar das pessoas e sobre o papel dos agentes públicos para promover a valorização dos trabalhadores, garantir o exercício responsável da Profissão e assegurar que o esporte e a Educação Física sejam direito de todos”, destacou o republicano.

Na tribuna, Carlos Gomes saudou o trabalho do Presidente do Conselho Regional de Educação Física do Rio Grande do Sul (CREF2/RS), Eduardo Merino, e do Presidente da Associação dos Profissionais de Educação Física, Álvaro Laitano. “São entidades associativas importantes na fiscalização, além de cumprirem relevante papel na luta pela inclusão dos profissionais nas unidades do SUS e na construção de projetos de lei”, reconheceu.

O parlamentar solicitou apoio dos colegas para aprovação do PL 245, apresentado por Carlos Gomes no ano passado, que institui a obrigatoriedade, nos concursos públicos do Estado, do registro do candidato nos respectivos conselhos profissionais. Carlos Gomes também defendeu a aprovação do projeto de lei nº 176, de sua autoria, que pretende garantir a inclusão de vagas para profissional de Educação Física em concursos públicos para a área da saúde realizados pelo Estado.