Notícias




Data Inicial:
(dd/mm/aaaa)  

Data Final:
(dd/mm/aaaa)  
Título:
Palavras na Notícia:



CREF2/RS revela vencedores do Troféu Destaque 2018
03/09/2018
Fonte: CREF2/RS

Comemorando o Dia do Profissional de Educação Física, o CREF2/RS realizou no sábado, dia 1º de setembro, a cerimônia de entrega do Troféu Destaque 2018. O prêmio, que chegou ao seu sétimo ano consecutivo, homenageou as pessoas e as empresas que mais de destacaram ao longo do último ano, em 17 categorias diferentes. Os estabelecimentos que completaram dez anos de registro também receberam um certificado como forma de reconhecimento.

A abertura da cerimônia foi feita pela presidente Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), que destacou a importância da data e o reconhecimento da premiação depois de seis edições. “O Dia do Profissional de Educação Física, que comemoramos com o Troféu Destaque, é um momento único no ano, em que podemos estar perto de muitos colegas e de sentir orgulho pelo que fazemos pela profissão e pela sociedade”, avaliou. A forma de escolha dos vencedores, com uma votação aberta no site do CREF2/RS para a definição dos três finalistas de cada categoria, também foi mencionada pela Presidente.

Confira os ganhadores:

Profissional de Academia:
Viviane Rigotti (CREF 000429-G/RS)
Graduada pelo IPA, Viviane possui pós-graduação em Ciências do Esporte pela UFRGS e formação na área de pilates pela STOTT. Participa constantemente de cursos de aprimoramento profissional na área, atuando como instrutora de ginástica localizada, step, bodypump e GAP, além da atividade de personal trainer. Atualmente, trabalha nas academias Bodytech, Fórmula e Ineex, em Porto Alegre.

Profissional da Saúde:
Alexandre Ritter (CREF 002070-G/RS)
Graduado pela UFRGS, Alexandre possui mestrado e doutorado em Ciências do Movimento Humano pela mesma Universidade. É professor da Diretoria de Esporte, Recreação e Lazer da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Esporte de Porto Alegre. Atua principalmente nas áreas de postura corporal humana, em especial de crianças e adolescentes, e de exercício físico na promoção da saúde na terceira idade.

Profissional de Atividade Física na Empresa e Ginástica Laboral:
Cleber Picco (CREF 009417-G/RS)
Licenciado e bacharel em Educação Física pela Unijuí, Cleber possui também Tecnólogo em Gestão de Recursos Humanos. Como analista de lazer no SESI, coordenou o Programa de Ginástica na Empresa. É sócio-fundador e atualmente coordenador da Academia Fitness Center, em Horizontina, onde implementou o Programa de Ginástica Laboral e Consultoria para Empresas, que atende diversas organizações da região.

Profissional de Esporte Radical e de Aventura:
Felipe Raupp (CREF 001673-G/RS)
Fundador da Associação dos Surfistas de Torres, instituição por ele presidida, Felipe é responsável por diversas conquistas do esporte na cidade. Proprietário da Escola de Surf Felipe Raupp desde 1984, também em Torres, é arbitro e técnico da Federação Gaúcha de Surf e possui curso de técnico pela International Surfing Association. Tem experiência como free surfer nos Estados Unidos, Austrália, Peru, El Salvador e Nicarágua.

Profissional de Paradesporto e Atividade Adaptada:
Giuliano Liotto (CREF 019483-G/RS)
Especialista em Fisiologia do Exercício pela UGF, Giuliano é mestre em Ciências do Movimento Humano pela UFRGS e Professor da URI – Erechim. Presidente da Associação Erechim de Judô, é também Membro da Special Needs Judo Union, entidade que rege o Judô Para Todos, além de técnico da Seleção Brasileira da modalidade. Desenvolveu o Projeto Judô Para Todos Erechim, que atende diversas crianças com deficiência no Judô escolar.

Profissional de Corrida de Rua:
Eduardo Remião (CREF 001855-G/RS)
Graduado em Educação Física pelo IPA e especialista em Fisiologia do Exercício e em Ciências do Esporte pela UFRGS, Eduardo é ex-atleta de atletismo e de triatlo, com títulos nacionais e internacionais. É personal trainer e técnico de corrida há mais de 25 anos. É ainda coordenador da Remião Treinamento Físico e um dos fundadores da Federação Gaúcha de Triathlon e da Associação de Assessorias Esportivas do Rio Grande do Sul.

Profissional com Atuação em Projetos Sociais:
Vinícius Flores (CREF 017362-G/RS)
Vinícius atua desde 2010 com a modalidade de tênis, e é idealizador do projeto social “Tênis na Comunidade”, de 2013. Através do projeto, que adapta quadras públicas de futsal para o tênis, treina alunos que figuram entre as melhores colocações no ranking estadual de Tênis. Também é servidor da Secretaria do Esporte e Lazer de Caxias do Sul, onde trabalha com a iniciação e formação da modalidade com cerca de 500 alunos do município.

Profissional de Recreação:
Silvana Maziero (CREF 009847-G/RS)
Graduada em Educação Física e especialista em Ensino Especial pela Universidade de Caxias do Sul, Silvana foi professora de ginástica aeróbica e atuou nas Escolas de Educação Infantil Karamelada, Vovó Lu e na Crecha Tia Fran. Atualmente coordena o Serviço de Recreação Terapêutica Hospitalar e Projetos Sociais do Hospital Geral de Caxias do Sul, desempenhando também a função de professora de natação para pacientes da ala infantojuvenil e de instrutora de Ginástica Laboral para os funcionários do Hospital.

Profissional de Escola:
Luiz Rossetto (CREF 005469-G/RS)
Graduado em Educação Física pela Universidade de Passo Fundo e pós-graduado em Ciência do Esporte pela mesma instituição, Luiz Valério trabalha há mais de 20 anos na antiga Escola Agrotécnica de Sertão, hoje IFRS Campus Sertão. Atualmente, treina equipes de voleibol e handebol masculinas e femininas, com participação em diversas competições estaduais. Também promove torneios de integração entre municípios próximos a Sertão.

Profissional de Lutas:
Alexandre Velly Nunes (CREF 001933-G/RS)
Doutor em Pedagogia do Movimento Humano pela Universidade de São Paulo, Alexandre é treinador de judô graduado pela Deutsch Judo Bund, da Alemanha. Foi professor da Academia Brasileira de Treinadores do Instituto Olímpico Brasileiro do COB e integrante da Comissão de Combate ao Doping da Confederação Panamericana de Judô. Atuou na organização dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro e atualmente é professor adjunto da UFRGS.

Profissional Técnico Desportivo:
Dênio Peixoto (CREF 004135-G/RS)
Dênio é coordenador técnico do Departamento de Voleibol do Grêmio Náutico União desde 2005 e há nove anos atua como técnico das seleções gaúchas femininas da modalidade. Com experiência em categorias de base, profissional e voleibol escolar, possui experiência na organização de eventos esportivos e é, desde 2015, também técnico das equipes de voleibol do Colégio Batista.

Mérito da Educação Física:
Benno Becker Júnior (CREF 01644-G/RS)
Graduado em Educação Física pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e em Psicologia pela PUC-RS, Benno é doutor em psicologia pela Universidade de Barcelona. Atualmente é professor convidado em diferentes universidades do país e do exterior, sendo ainda colaborador em periódicos na área da psicologia do esporte. É também vice-presidente da Federación Sudamericana de Deporte para la Paz.

Profissional do Ano:
Álvaro Laitano da Silva (CREF 000006-G/RS)
Especialista em Educação Psicomotora pela UFRGS, foi professor da rede pública de ensino estadual. Atualmente é professor da Faculdade de Educação Física da Ulbra nos Campus Gravataí e Guaíba, atuando principalmente nos temas educação física, natação, aprendizagem, futebol e história. Dedicou-se à defesa da profissão e dos profissionais junto ao Sindicato, Conselho e Associação dos Profissionais de Educação Física.

Pessoa Jurídica – Academia:
Mapi Academia – Canoas (CREF 001682-PJ/RS)
Com quase duas décadas de reconhecimento junto à comunidade de Canoas, a Mapi Academia conta com uma estrutura moderna, equipamentos de alta performance e uma grande diversidade de modalidades oferecidas aos seus frequentadores, como musculação, treinamento funcional, zumba, kangoo jump, yoga, muay thai, jiu-jitsu e ballet fitness. Possui ainda aulas específicas para crianças e para a terceira idade.

Pessoa Jurídica – Clube ou Sociedade:
Grêmio Sargento Expedicionário Geraldo Santana (CREF 000372-PJ/RS)
Um dos maiores clubes do Rio Grande do Sul, referência entre as entidades do mesmo porte, o Grêmio Sargento Expedicionário Geraldo Santana foi criado em 1948, a partir da união de duas entidades. Com um importante quadro associativo, atende, além de militares das três forças, associados civis. Na área de esportes, atua com atividades de ginásio e de piscina, em modalidades como futsal, vôlei, judô, natação e hidroginástica.

Personalidade do Ano:
Luiz Celso Giacomini (CREF 001449-G/RS)
Mestre em Ciências do Movimento Humano pela Universidade Federal de Santa Maria, Luiz é professor do curso de graduação de Educação Física da UFSM. Técnico de handebol com diversos títulos brasileiros e sul-americanos, atuou também à frente da Seleção Brasileira desta modalidade. Foi presidente da Federação Gaúcha de Handebol, presidente da Fundergs e membro da Associação Mundial Antidopagem. Atualmente é Secretário Nacional de Esporte de Alto Rendimento do Ministério do Esporte.

Veículo de Comunicação:
Radar Esportivo – Rádio Universidade AM – Santa Maria
No ar desde 1981 na Rádio Universidade AM, da Universidade Federal de Santa Maria, o Programa Radar Esportivo é dedicado exclusivamente ao esporte, sendo reconhecido por abrir espaço para todas as modalidades individuais e coletivas e eventos esportivos locais, regionais, estaduais, nacionais e internacionais. Produz entrevistas, reportagens, comentários, notícias, curiosidades, quadros e um toque especial dos sons do esporte.


Troféu Destaque



Código Mundial Antidopagem é um marco na luta pela saúde e pelo esporte ético
06/02/2017
Fonte: Ministério do Esporte

O Código Mundial Antidopagem, da Agência Mundial Antidopagem (AMA, ou Wada, em inglês), foi lançado em janeiro de 2015 e representou um novo marco na luta contra a dopagem. O documento se diferencia da versão anterior, de 2009, na medida em que adotou uma postura mais rigorosa em relação aos casos de dopagem frutos de má-fé (quando o uso de substâncias ilícitas é feito com objetivo claro de ganho de performance), ao mesmo tempo em que se torna mais ameno nos casos de dopagem acidental.

A versão de 2009 previa dois anos de suspensão, enquanto a nova prevê quatro anos. “O novo código é mais inteligente”, avalia Marco Aurelio Klein, secretário nacional para a Autoridade Brasileira de Controle de Dopagem (ABCD). Um exemplo de dopagem acidental é a falta de apresentação da Autorização para Uso Terapêutico (AUT). Em determinados casos, um atleta pode fazer uso de uma substância proibida (um diurético, por exemplo), desde que ela esteja comprovadamente ligada a um problema de saúde. Nesses casos, o atleta apresenta a AUT e, assim, caso essa substância seja detectada em exames antidopagem, ele não sofre punições. O código antigo era mais rígido em relação a um atleta que não apresentasse a AUT, enquanto o atual trata o assunto de forma mais branda, desde que o atleta consiga provar que não houve dolo ou ganho de desempenho no uso da substância proibida.

O novo código busca também valorizar o serviço de inteligência — compartilhamento de informações entre os envolvidos no processo de combate à dopagem — e o caráter educativo das ações. Além disso, a versão de 2015 fecha o cerco a todos os profissionais que orbitam as ações de dopagem.

Leia o código completo aqui


Doping



CongregaCREF reúne profissionais e estudantes para debater diversas áreas da Educação Física
30/08/2016
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS realizou, no último sábado, dia 27 de agosto, a segunda edição do CongregaCREF – Seminário Sul Brasileiro de Educação Física. O evento, que integra as comemorações do Conselho pelo Dia do Profissional de Educação Física, ocorreu no auditório do CRO/RS, em Porto Alegre, e contou com a presença de profissionais registrados e de estudantes para debater as diversas áreas da profissão. A abertura do evento foi feita pela presidente Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), que reiterou o sucesso de público do CongregaCREF, pelo segundo ano consecutivo, e saudou todos aqueles que compareceram para assistir às palestras.

A primeira apresentação foi feita por Rodrigo Gonçalves Dias (CREF 059988-G/SP), pesquisador da Unidade de Reabilitação Cardiovascular e Fisiologia do Exercício do Instituto do Coração (InCor), em São Paulo, e primeiro profissional de Educação Física a vencer o Prêmio Jovem Cientista, promovido pelo CNPq, em 2012. A palestra “Genética, performance física humana & doping genético: o senso comum versus a realidade científica” abordou as suas investigações científicas mais recentes e tentou explicar como funciona o rastreamento de genes para a descoberta de novos “fenômenos do esporte”, algo tão em evidência nos dias de hoje por causa da Olimpíada. “O nosso trabalho envolveu os melhores atletas do atletismo brasileiro e comparou o desempenho de todos com pessoas comuns. A conclusão que chegamos é que há mais ou menos 200 pessoas com potencial para serem esportistas espetaculares no nosso país e que ainda não foram descobertas”, revelou Dias.

Além de explicar os detalhes do seu trabalho, o pesquisador também contextualizou os avanços que a Educação Física teve – e ainda pode ter – desde o surgimento do projeto Genoma, na década de 90. “Os estudos genéticos deixaram claro que a responsividade ao treinamento é diferente de pessoa para pessoa, não segue um padrão que pode ser aplicado da mesma forma a todos os atletas. Ou seja, não podemos simplificar algo tão complexo como o organismo humano, precisamos aprender e relacionar as particularidades de cada estrutura muscular aos diversos genes que compõem o DNA de cada um destes indivíduos”, explicou.

Com espaço para perguntas da plateia e transmissão online, que permitiu que profissionais e acadêmicos de todo o Estado acompanhassem as palestras dos seus computadores em casa, o CongregaCREF prosseguiu com a conselheira federal do CONFEF Elisabete Laurindo (CREF CREF 002036-G/SC), que falou sobre o papel do profissional de Educação Física na escola. Além de apresentar os consensos internacionais da UNESCO e de inserir a Educação Física aos direitos fundamentais de todas as pessoas, Elisabete mostrou quais são os indicadores de qualidade na educação e explicou como o ambiente escolar, a prática pedagógica e as condições de trabalho dadas aos profissionais que atuam nestes locais interferem nesta equação. “O Brasil está entre os países mais obesos do mundo e precisamos nos apropriar da Educação Física escolar como forma de promover a saúde das crianças”, defendeu.

A Conselheira também trouxe para discussão o atual momento vivido pela Educação Física escolar, em que há a busca pela consolidação do profissional de Educação Física neste ambiente. “O livro Recomendações para a Educação Física Escolar, publicado pelo CONFEF e distribuído às escolas de todo o Brasil, veio para conscientizar todos dos benefícios da atividade física e de como é importante uma qualificação adequada para atuar na área, com comportamento ético e materiais adequados”.

Depois, quem deu continuidade ao CongregaCREF foi a professora da Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança (ESEFID) da UFRGS Anelise Gaya (CREF 024009-G/RS). A palestra “O papel da Educação Física na promoção da saúde na escola” abordou um pouco do seu trabalho com o projeto de pesquisa Esporte Brasil, que busca avaliar e dar um novo sentido aos indicadores de aptidão física, saúde, obesidade e de outras doenças, com ênfase na população infantojuvenil. “30% das crianças tem obesidade e sobrepeso e a atividade física na escola poderia ter uma função primordial no sentido contrário a estes dados alarmantes”, explicou. “Os profissionais de Educação Física da escola precisam se dar conta deste quadro e trabalhar de maneira consciente, sabendo que existe um período crítico para o desenvolvimento motor das crianças e que este precisa ser bem aproveitado, para que não haja nenhum comprometimento”, complementou.

Como salientou Anelise durante a sua palestra, os dados coletados pelo Projeto Esporte Brasil nos últimos anos mostram ainda que 60% das crianças em idade escolar não cumprem o mínimo de atividade física proposto pela Organização Mundial da Saúde. “O que descobrimos é que muitas delas não brincam, não têm recreio e ou são atendidas de maneira correta pelas aulas de Educação Física. O sedentarismo é uma das principais causas de morte no Brasil e esta realidade no ambiente escolar é bastante preocupante, já que muitas doenças que eram vistas somente em adultos, como o diabetes tipo II e hipertensão, já estão aparecendo em crianças e gerando outras complicações”, revelou.

A conclusão, compartilhada com todos os presentes que lotavam o auditório do CRO/RS, é que a escola deveria oferecer mais momentos para a prática de atividade física, com pelo menos 45 minutos de duração, duas vezes por semana. “Não podemos privar o desenvolvimento das crianças, sobretudo da forma que só o esporte proporciona”, contou Anelise. As aulas de Educação Física escolar, além de precisarem de um planejamento mais eficaz, necessitam a adoção de novas estratégias, para que os hábitos de vida sejam modificados desde cedo. “Há bons projetos ocorrendo nas escolas, sobretudo fora do país, que podem servir de exemplo. O Projeto Esporte Brasil, por exemplo, tem contribuído na interpretação dos padrões de crescimento e, com isto, oportunizado o planejamento de ações diferenciadas e auxiliado os professores de Educação Física na avaliação dos seus alunos”, concluiu.

O CongregaCREF foi encerrado pela palestra “Gestão de academia”, ministrada por Rogério Menegassi (CREF 001008-G/RS), proprietário da academia Athlética, localizada em Porto Alegre, e ex-presidente da Associação das Academias do Rio Grande do Sul (ACAD RS). Há mais de 30 anos atuando na área, Menegassi conversou com os presentes sobre esta área e tirou as dúvidas daqueles que tem a intenção de abrir, futuramente, o seu próprio negócio. “As opções para as academias cresceram muito nos últimos anos. A piscina, antigamente, era aproveitada somente para aulas de natação e hoje há uma infinidade de modalidades e de atividades que podem ser exploradas e ofertadas aos alunos”.

Além disto, Menegassi apresentou um pequeno panorama sobre a evolução da ginástica em academias, explicou algumas estratégias adotadas pela Athlética e salientou que muitos adultos são resistentes a aderir a um programa de treinamento porque não tiveram uma boa experiência com a atividade física quando eram jovens, numa época em que a profissão de Educação Física ainda não era regulamentada. “Na nossa área, ninguém poderá inventar algo totalmente inédito, porque as modalidades são variações e vêm de uma mesma base. O que os profissionais de academia realmente precisam fazer é tentar tornar as suas aulas cada vez mais prazerosas para os alunos, para que eles se transformem em clientes fiéis, tenham resultados e que reconheçam os benefícios que só podem ser proporcionados pela Educação Física em suas vidas”.


CongregaCREF eventos



Assista ao CongregaCREF pela Internet neste sábado
26/08/2016
Fonte: CREF2/RS

O CongregaCREF – Seminário Brasileiro de Educação Física, que irá ocorrer amanhã, dia 27 de agosto, vai ser transmitido ao vivo pela Internet. O evento, realizado pelo CREF2/RS para marcar o Dia do Profissional de Educação, iniciará às 9h30 e vai se estender até as 18h. Para você acompanhá-lo ao vivo, só vai precisar acessar este link neste sábado.

O Seminário terá a palestra de abertura “Genética, performance física humana & doping genético: o senso comum versus a realidade científica”, ministrada pelo Prêmio Jovem Cientista Rodrigo Gonçalves Dias (CREF 059988-G/SP). À tarde será a vez das apresentações “O papel do profissional de Educação Física”, da conselheira federal Elisabete Laurindo (CREF 002036-G/SC), às 14h; “O papel da Educação Física na promoção da saúde na escola”, da professora da UFRGS Anelise Gaya (CREF 024009-G/RS), às 16h; e “Gestão de academia”, do proprietário da academia Athlética Rogério Menegassi (CREF 001080-G/RS), às 17h.

Assista!

CongregaCREF – Seminário Sul Brasileiro de Educação Física
Horário: das 9h às 18h, com transmissão ao vivo pela Internet
Acompanhe ao vivo: neste link


CongregaCREF eventos



CongregaCREF – Seminário Sul Brasileiro de Educação Física está com inscrições abertas
09/08/2016
Fonte: CREF2/RS

As inscrições para o CongregaCREF – Seminário Sul Brasileiro de Educação Física foram abertas hoje e já podem ser feitas aqui. O evento, que o CREF2/RS vai promover pelo segundo ano consecutivo em comemoração ao Dia do Profissional de Educação Física, será realizado no dia 27 de agosto, no auditório do CRO/RS, em Porto Alegre. A entrada vai ser gratuita para os profissionais registrados e para os acadêmicos do curso de Educação Física.

Com o objetivo de gerar conhecimento e oportunizar uma qualificação profissional, a segunda edição do CongregaCREF terá a palestra de abertura “Genética, performance física humana & Doping Genético: o senso comum versus a realidade científica”, ministrada por Rodrigo Gonçalves Dias (CREF 059988-G/SP). Ele foi o vencedor do Prêmio Jovem Cientista em 2012, troféu concedido pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e considerado um mais importantes do meio científico brasileiro.

A programação terá ainda as apresentações “O papel do profissional de Educação Física na escola”, da conselheira do CONFEF e integrante da Comissão Nacional de Educação Física Escolar Elisabete Laurindo (CREF 002036-G/SC); “A saúde na comunidade escolar”, ministrada pela professora da Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança da UFRGS Anelise Gaya (CREF 024009-G/RS); e “Gestão de academia”, comandada pelo proprietário da academia Athlética Rogério Menegassi (CREF 001080-G/RS). Como em 2015, o CongregaCREF deste ano será transmitido ao vivo pela Internet, para que os profissionais do interior do Estado também possam acompanhá-lo e participar do debate.

CongregaCREF – Seminário Sul Brasileiro de Educação Física
Data: 27 de agosto, sábado
Local: Auditório do CRO/RS – Rua Vasco da Gama, 720 – Bairro Bom Fim, em Porto Alegre
Horário: das 9h às 18h
Inscrições: clique aqui
Mais informações: www.congregacref.com.br


CongregaCREF



Inscrições do CongregaCREF – Seminário Sul Brasileiro de Educação Física abrem no começo de agosto
28/07/2016
Fonte: CREF2/RS

As inscrições para o CongregaCREF – Seminário Sul Brasileiro de Educação Física serão abertas já na próxima semana. O evento, que o CREF2/RS promove desde o ano passado para comemorar o Dia do Profissional de Educação Física, vai ser realizado no dia 27 de agosto, no auditório do CRO/RS, em Porto Alegre. A entrada será gratuita para profissionais registrados e regulares no Conselho.

Com o objetivo de gerar conhecimento e oportunizar uma qualificação para profissionais e para acadêmicos do curso de Educação Física, a segunda edição do CongregaCREF terá a palestra de abertura “Genética, performance física humana & Doping Genético: o senso comum versus a realidade científica”, ministrada por Rodrigo Gonçalves Dias (CREF 059988-G/SP). Ele foi o vencedor do Prêmio Jovem Cientista em 2012, troféu concedido pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e considerado um mais importantes do meio científico brasileiro.

A programação deste ano terá ainda as apresentações “O papel do profissional de Educação Física na escola”, com Elisabete Laurindo (CREF 002036-G/SC); “A saúde na comunidade escolar”, ministrada por Anelise Gaya (CREF 024009-G/RS); e “Gestão de academia”, comandada por Rogério Menegassi (CREF 001080-G/RS). Como em 2015, o CongregaCREF deste ano será transmitido ao vivo pela Internet, para que os profissionais do interior do Estado, que não puderem comparecer ao evento, também possam acompanhá-lo e participar do debate, enviando as suas perguntas pelo computador.

CongregaCREF – Seminário Sul Brasileiro de Educação Física
Data: 27 de agosto, sábado
Local: Auditório do CRO/RS – Rua Vasco da Gama, 720 – Bairro Bom Fim, em Porto Alegre
Horário: das 9h às 18h
Inscrições: em breve


CongregaCREF eventos



COI retira luta livre e greco-romana do programa olímpico
15/02/2013
Fonte: Jornalismo Portal EF

As lutas mais tradicionais e mais antigas a serem disputadas em Jogos Olímpicos acabam de ser retiradas da Olimpíada de 2020. O Comitê Olímpico Internacional (COI) anunciou nesta terça-feira (12) a retirada das lutas. O comitê anunciou a decisão depois de analisar os 26 esportes do atual programa olímpico. A eliminação permite ao COI adicionar novos esportes no programa ainda este ano. Agora, a luta olímpica vai se juntar a sete outros esportes que tentam inclusão no programa dos Jogos de 2020. No caso, são eles: beisebol e softbol, caratê, squash, patinação artística, escalada, wakeboard e wushu. Para chegar à conclusão, a comissão do COI analisou mais de três dezenas de critérios, incluindo audiências de TV, venda de ingressos, políticas antidoping, participação global e popularidade.