Notícias




Data Inicial:
(dd/mm/aaaa)  

Data Final:
(dd/mm/aaaa)  
Título:
Palavras na Notícia:



CREF2/RS participa da audiência pública sobre os cursos EAD na área na saúde
08/06/2017
Fonte: CREF2/RS

A Câmara da Saúde do Fórum-RS realizou ontem, dia 7 de junho, uma audiência pública para debater os cursos de graduação à distância e a formação por EAD na área da saúde. O encontro, que contou com a presença dos presidentes do CREF2/RS e do CONFEF, respectivamente Carmen Masson (CREF 01910-G/RS) e Jorge Steinhilber (CREF 0000002-G/RJ), foi proposto pela Comissão de Saúde e Meio Ambiente da Assembleia Legislativa, representada pelo deputado estadual Valdeci Oliveira.

Carmen e Steinhilber fizeram parte da mesa, juntamente com representantes de outros nove Conselhos Profissionais da área da saúde e membros da Escola de Saúde Pública do Rio Grande do Sul, do Conselho Nacional de Saúde e da UNE. William Perez, presidente da Comissão de Ensino Farmacêutico, do Conselho Federal de Farmácia, foi quem abriu a discussão, falando a respeito da representatividade dos profissionais de saúde no Brasil, atualmente estimados em quatro milhões de pessoas. Ele também abordou questões relacionadas ao mercado educacional no país, informando que 76% das vagas no Ensino Superior está concentrada na área privada e que existem, aproximadamente, 274 mil acadêmicos na modalidade EAD na área da saúde.

Diante destes números, Carmen salientou que os Conselhos não são contra o uso da tecnologia, mas que há um consenso de que a formação básica destes profissionais precisa ser feita de maneira presencial. “Não estamos nos opondo ao EAD, inclusive acreditamos que esta seja uma ótima modalidade para os níveis de pós-graduação. Mas a Educação Física, assim como os demais cursos da área da saúde, tem as suas particularidades que só podem ser trabalhadas com a prática. Caso isto não ocorra, a formação destes futuros profissionais poderá ficar comprometida”.

Com espaço aberto para a fala dos demais presentes e também da plateia, a Audiência definiu que a Câmara da Saúde, em parceria com a Comissão de Saúde e Meio Ambiente da Assembleia Legislativa, irá encaminhar, nas próximas semanas, uma proposta de projeto de lei estadual para inviabilizar estes cursos EAD em todo o Rio Grande do Sul. Como destacou Oliveira, há também o plano de elaborar uma cartilha para a sociedade em geral, esclarecendo os prejuízos que poderão ser gerados pela formação EAD na área da saúde.


Câmara da Saúde Fórum-RS EAD