Notícias




Data Inicial:
(dd/mm/aaaa)  

Data Final:
(dd/mm/aaaa)  
Título:
Palavras na Notícia:



CREF2/RS discute projetos com deputado federal João Derly
20/06/2016
Fonte: CREF2/RS

A presidente do CREF2/RS, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), visitou na última sexta-feira (17) o deputado federal e ex-campeão mundial de judô João Derly em seu escritório de Porto Alegre. Durante a reunião, Carmen explicou ao parlamentar que o Conselho está se aproximando dos legisladores gaúchos no intuito de amplificar as lutas dos 30 mil registrados no estado, aos quais se somam cerca de 400 mil profissionais de Educação Física brasileiros.

Derly disse fazer parte da Frente Parlamentar da Educação Física na Câmara Federal. "Neste momento, estamos discutindo o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), e sempre que tenho oportunidade de falar com o pessoal da Educação Física reafirmo a importância de unirmos forças e aumentarmos nossa representatividade. Na verdade, temos pouca união, pois verificamos poucos professores e ex-atletas valorizados em secretarias, o que culmina na falta da obrigatoriedade do profissional de Educação Física nas séries iniciais", avaliou Derly.

Carmen demonstrou preocupação ao deputado quanto o andamento do PLS 552/2013, que amplia as possibilidades de atuação como técnicos esportivos a atletas ou ex-atletas da modalidade em que pretendam atuar, desde que comprovem no mínimo cinco anos de atividade, e revoga a Lei nº 8.650, de 20 de abril de 1993, que trata apenas do exercício da profissão de treinador de futebol. Derly afirmou que já havia discutido esta questão com o presidente do CONFEF. “O treinador de rendimento pode ser aberto e os próprios CREFs poderiam intermediar e gerirem esta relação. Na questão da formação, quando se trabalha inclusive com crianças, é imperativo o registro", declarou o deputado.

Também foi debatida a proposta de extinção do bacharelado feita pelo Conselho Nacional de Educação (CNE). Carmen explicitou que com a criação do bacharelado houve a integração com as áreas de saúde, o que proporcionou a abertura de vagas de trabalho nos NASFs, hospitais e clínicas. “Se fores a qualquer faculdade de Educação Física, verás que o aluno do bacharelado está satisfeito com o curso escolhido, portanto, este projeto é unilateral e antidemocrático”.

Ao final da reunião, João Derly sugeriu a realização de uma Audiência Pública conjunta com a Frente Parlamentar do Esporte, para discutir leis de interesse dos profissionais de Educação Física, trazendo para o debate professores, profissionais de Educação Física, atletas e ex-atletas.


Legislativo