Notícias




Data Inicial:
(dd/mm/aaaa)  

Data Final:
(dd/mm/aaaa)  
Título:
Palavras na Notícia:



CMD de Caxias do Sul, CREF2/RS e representantes de lutas reúnem-se na Serra
16/02/2016
Fonte: CREF2/RS

O Conselho Municipal do Desporto (CMD) de Caxias do Sul, o CREF2/RS e representantes de várias modalidades de luta da região da Serra reuniram-se no último dia 12. De acordo com a presidente do Conselho Municipal de Desporto e conselheira do CREF2/RS, Márcia Rohr da Cruz (CREF 007542-G/RS), o encontro foi uma resposta à solicitação da comunidade da Região e dos profissionais destes esportes que cobravam maior fiscalização por parte do CREF2/RS e das autoridades locais.

Durante a reunião, a advogada do CREF2/RS Andréia Zucheto Araújo explicou que atualmente o Conselho está impedido de fiscalizar estas modalidades devido à decisão do recurso especial 1.012.692 do STJ, na qual os Ministros entenderam que a orientação das lutas não é exclusividade dos profissionais de Educação Física. Já o presidente da Câmara Técnica de Lutas do CREF/RS, Felipe Gomes Martinez (CREF 003930?G/RS), recordou o início da sua carreira como atleta de judô, e ressaltou a importância da presença do profissional de Educação Física no ambiente das lutas e artes marciais. “Estas modalidades vão além do aprendizado empírico ou da mera atividade física, caracterizando um processo de formação pessoal que envolve ética, hierarquia, disciplina e a construção da cidadania”, assegurou.

Todos os representantes manifestaram o desejo de que se tenha algum tipo de fiscalização na modalidade, e por consenso foi proposto levar ao Sistema CONFEF/CREFs a ideia da organização de cursos de qualificação técnica para atuação nas diferentes modalidades de luta, travando parcerias com Instituições de Ensino Superior. A presidente do Conselho Márcia Rohr da Cruz informou que será realizada uma pesquisa sobre a lei que dá origem às Federações e Confederações das diferentes modalidades de lutas, onde será verificada a quem está atribuída a fiscalização da atuação dos Profissionais. Segundo Márcia, a reunião foi um grande avanço na discussão do tema. “Demos um passo importante na busca do equilíbrio entre as partes envolvidas nestas modalidades”, afirmou.


Lutas