Notícias



Ministério da Saúde e UFPel lançam guia sobre atividade física
Postado em 30/06/2021
Fonte: CREF2/RS

Os profissionais de Educação Física contam agora com mais um instrumento para auxiliar no seu ensino: o Guia de Atividade Física para a População Brasileira, elaborado em uma parceria com a Universidade Federal de Pelotas, que reuniu um corpo de 70 pesquisadores da área da atividade física relacionada à saúde, além do corpo técnico do Ministério da Saúde e da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS). Além do Guia, propriamente dito, foram lançados dois documentos direcionados a gestores e à população.

Neste Guia, a atividade física é abordada em todos os ciclos de vida - crianças, adolescentes, adultos e idosos, - em algumas condições - gestantes e pessoas com deficiência -, além do destaque para a Educação Física Escolar. Também são esclarecidos alguns conceitos importantes como o de atividade física e de seus domínios, o de exercício físico e o de comportamento sedentário.

O documento é direcionado à população brasileira com o foco na promoção da saúde por meio da atividade física. Durante sua construção, revisou-se a literatura científica e ocorreram diversos momentos de conversa com os setores relacionados, especialistas e a população, além de consulta pública, originando essa versão oficial que reforça o compromisso do Ministério da Saúde com a promoção da atividade física e com a melhoria das condições de saúde do povo brasileiro.

A atividade física está relacionada à saúde, no seu sentido mais amplo, como também ao lazer, à qualidade de vida e à educação, devendo ser encarada como um direito que impacta no desenvolvimento humano. Os baixos níveis de atividade física são responsáveis por milhões de mortes prematuras e repercutem em altíssimo custo para a economia e para os sistemas de saúde no mundo. Constata-se que muitas pessoas não sabem como começar a praticar, que tipo de atividade física fazer nem a quantidade recomendável para a saúde.

O Guia reforça a importância de que tenhamos em mente que fazer qualquer atividade física, no tempo em que pudermos, é melhor que não fazer nada. E que, mesmo quando se pratica uma atividade física leve, e por pouco tempo, há benefícios para a saúde. Além disso, é importante saber que a atividade física pode ser realizada no tempo livre, no deslocamento, no trabalho ou estudo e nas tarefas domésticas.

Por esses motivos, destaca-se a relevância de, independentemente da sua área de atuação, ler, conhecer, compartilhar e incluir em suas ações de rotina da saúde as orientações e as intervenções que são indicadas no Guia de Atividade Física para a População Brasileira.

Acesse os documentos por este link


Guia de Atividade Física para a População Brasileira