Notícias




Data Inicial:
(dd/mm/aaaa)  

Data Final:
(dd/mm/aaaa)  
Título:
Palavras na Notícia:



Sedentarismo é causa de 54% das mortes por infarto
08/05/2014
Fonte: Revista Almanaque em Pauta

O sedentarismo, somado à alimentação não-balanceada, é responsável por 54% do número de mortes por infarto, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). A falta de exercícios, conforme a OMS, faz parte da vida de 70% da população mundial. O conselheiro do CREF2/RS, Eduardo Merino, salienta que o sedentarismo é a principal causa da incidência de várias doenças. "Como a diabetes, hipertensão arterial, obesidade, infarto no miocárdio, ansiedade e aumento de colesterol, sendo principal fator para a morte súbita", esclarece.

Com a prática de exercícios físicos, Merino destaca que, quando orientados por um profissional, evitam problemas de saúde e ainda promovem uma série de benefícios. "Proporciona uma melhora na circulação sanguínea, composição e postura corporal, na qualidade do sono, autoimagem e autoestima, diminuição do estresse e depressão, entre outros".

Para os que têm dificuldade de incorporar exercícios ao dia a dia, o Conselheiro aconselha que busque atividade que melhor se adaptar e que esteja de acordo com as condições físicas e de ritmo de vida. "Alguns conseguem encaixar uma academia, outros caminhadas ou corridas. Subir e descer alguns degraus de escada", exemplifica. Para sair do sedentarismo, ele afirma que até exercícios cotidianos podem ser considerados. "Atividades como caminhar, cortar grama, lavar o carro podem ser consideradas". Porém, o professor de Educação Física ressalta que a prática precisa ter em torno e 40 a 50 minutos, de três a cinco vezes por semana de exercícios de intensidade moderada.

Foto: Creative Commons