Notícias




Data Inicial:
(dd/mm/aaaa)  

Data Final:
(dd/mm/aaaa)  
Título:
Palavras na Notícia:



Câmara Técnica de Corrida de Rua faz segunda reunião para regramento do Trail Run
13/07/2018
Fonte: CREF2/RS

A Câmara Técnica de Corrida de Rua realizou sua reunião mensal no dia 12 de julho, na sede do CREF2/RS, a qual contou com a presença de nove representantes de empresas organizadoras de Trail Run. Na ocasião, foi retomada a pauta do encontro anterior, que consiste num trabalho de orientação, regramento e conduta para o Trail Run. O esporte vive um momento do “boom” e, nos últimos anos, tem tido crescimento exponencial inclusive no Rio Grande do Sul. Vários fatores levam os corredores de rua para esta modalidade, explica a presidente da Câmara, Cláudia Ramos Lucchese (CREF 002358-G/RS). “Muitas pessoas estão migrando para esta modalidade pela saturação com o ambiente urbano, pelo apelo da Natureza e também pelo grau de dificuldade exigido pela trilha”, argumenta.

Ainda de acordo com Cláudia, atualmente existem vários organizadores de corridas de trilha no estado, mas é preciso atentar que a prática deste esporte exige muita responsabilidade e segurança. “Chegamos à conclusão na reunião passada, quando trouxemos um dos organizadores de Trail Run mais que representativos do estado, quando ele ponderou que já existiam muitos eventos sem a presença do Responsável Técnico ou que não tinham a empresa formada, o que dá mais segurança jurídica”, opinou. "Então hoje reunimos para debater estes assuntos nove organizadores de evento e dois promotores do esporte sem registro, além dos membros da Câmara Técnica”, contabilizou.

A presidente da Câmara afirmou que o encontro demonstrou o comprometimento destes organizadores com a exigência da participação de um Responsável Técnico nos eventos. "Daqui também surgiu uma ideia bacana de nós criarmos uma publicação especial para o Trail Run, nos moldes da Cartilha de Corrida Rua editada pelo CREF2/RS". O objetivo, segundo Cláudia, será divulgar à sociedade e aos profissionais de Educação Física as boas práticas para o participante desta modalidade em relação ao meio ambiente e, principalmente, em relação à segurança, pois a atividade envolve um grau de complexidade maior, e que deve ser respeitado não só pelo esportista, mas também por parte do organizador. Quem está organizando uma trilha tem que entender a necessidade essencial do Responsável Técnico”.

Cláudia adiantou que um dos objetivos para a próxima reunião, que ocorrerá em 16 de agosto, será normatizar a criação, a organização e a condução dos eventos. A presidente da Câmara disse que ficou bastante impressionada com a aceitação dos participantes do CREF2/RS nestas decisões, ficando claro o respeito conquistado pela Autarquia no meio. “Pareceu-me que eles se sentiram muito mais acolhidas tendo respaldo institucional do Conselho”, avaliou. "Até porque eles têm respaldo do CREF2/RS para possíveis denúncias, pois é obrigatório a todo evento a presença de um Responsável Técnico, conforme a Lei 9696/98".

Além dos nove organizadores de eventos de trilha, participaram da reunião a presidente da Câmara Cláudia Lucchese (CREF 002358-G/RS), Darlan Souza (CREF 015393-G/RS), Kátia Ferreira (CREF 014403-G/RS), Eduardo Remião (CREF 001855-G/RS), Luis Leandro Grassel (CREF 009564-G/RS), Renato Rimoli Capparelli (CREF 002109-G/RS), Anderson Freitas (CREF 025561-G/RS) e Rodrigo Nascente dos Santos (CREF 007110-G/RS).

A próxima reunião da Câmara Técnica de Corrida de Rua será realizada no dia 16 de agosto na sede do CREF2/RS, a partir das 14h.


Câmara Técnica de Corrida de Rua