Notícias




Data Inicial:
(dd/mm/aaaa)  

Data Final:
(dd/mm/aaaa)  
Título:
Palavras na Notícia:



CongregaCREF reúne profissionais e estudantes em Caxias do Sul
11/11/2019
Fonte: CREF2/RS

No último sábado, dia 9 de novembro, o CREF2/RS realizou a quinta edição do CongregaCREF – Seminário Sul Brasileiro de Educação Física, em Caxias do Sul. O evento, pela primeira vez promovido em uma cidade fora de Porto Alegre, reuniu cerca de 50 profissionais e acadêmicos do curso de Educação Física para assistir às palestras conduzidas por Gustavo Callegari (CREF 004922-G/RS), Felipe Machado (CREF 008513-G/RS), Alex Souto Maior (CREF 004362-G/RJ) e Ivan Bagnara (CREF 005610-G/RS).

Contando com o conselheiro Alessandro Gonçalves (CREF 005863-G/RS) como mestre de cerimônias, o CongregaCREF iniciou às 9h, com um discurso de abertura feito pelo 2º vice-presidente Alessandro Gamboa (CREF 001534-G/RS). Além de agradecer a presença de todos, ele também destacou os esforços que o CREF2/RS tem feito para estar mais perto dos registrados do interior, seja com palestras ou com o CREF Serra – posto de atendimento em Caxias do Sul que foi reaberto início deste ano.

CrossFit e empreendedorismo

A primeira palestra da manhã, intitulada “AC/DC – antes do CrossFit e depois do CrossFit”, abordou os detalhes sobre esta modalidade. Além de contar um pouco sobre a história do CrossFit, criado na década de 90 nos Estados Unidos, Callegari também contou como a sua chegada ao Brasil está mudando a prescrição do treinamento físico. “O CrossFit tinha muita resistência, porque achavam que lesionava bastante. Depois de quebrar este preconceito, a modalidade está conseguindo ter uma adesão maior do que a musculação tradicional, sendo praticado até mesmo por idosos e cadeirantes”, avaliou.

Na sequência, foi a vez de Machado fazer a apresentação “Motiva-AÇÃO! Atitudes empreendedoras unindo propósito com resultado”. Consultor de empresas e executive coach certificado pela Agência Nacional de Coaching, ele falou sobre as mais recentes inovações no mundo dos negócios, vinculadas ao conceito de gestão 4.0, e sobre a postura de liderança. “Na Educação Física, é importante que os profissionais desempenhem o papel de um agente de transformação, sempre atento ao que as novas tecnologias podem agregar. A boa comunicação é essencial no processo”, considerou.

Exercícios de força e Educação Física Escolar

Na primeira parte da tarde, os presentes puderam acompanhar a palestra "Exercícios de força para performance, prevenção de lesões e reabilitação", ministrada por Souto Maior. Pós-doutor em Fisiologia pela UFRJ e preparador físico de diversos atletas, como o jogador de futebol Vinícius Jr. e o lutador de UFC Thiago Marreta, ele trouxe para a discussão diversas análises sobre o treinamento físico e a melhor forma de aplicá-lo, aos diferentes tipos de público. “Não podemos comparar as pessoas que fazem atividade física como lazer com aqueles que são atletas de alta performance. No entanto, os exercícios que trazem os resultados mais eficientes – a maioria com pesos livres e pensados diante da funcionalidade do corpo humano – são os mesmos e deveriam ser mais indicados para todos os públicos”, explicou. Na sua apresentação, Souto Maior também trouxe exemplos daquilo que poderia ser melhor orientado pelos profissionais de Educação Física e como o domínio de todos os aspectos científicos do exercício é importante para quem atua na área.

O CongregaCREF encerrou com a palestra “Educação Física escolar: desafios da docência na contemporaneidade”, ministrada por Bagnara e dedicada para quem atua na área da Licenciatura. Pós-doutor em Educação nas Ciências, Ivan é professor do IFRS – Campus Erechim e abordou os desafios que envolvem a formação de professores e a docência na sua apresentação, atrelando estes tópicos à Base Nacional Comum Curricular e à Lei de Diretrizes e Bases da Educação Brasileira (LDB 9394/96). Com grande experiência sobre este tema, Bagnara é um dos autores do livro “Educação Física Escolar: Política, Currículo e Didática” e atua como professor de Educação Física na Educação Básica há mais de 20 anos.

CongregaCREF Caxias do Sul CREF Serra



Câmara Técnica de Corrida de Rua prepara o Porto Alegre Corre
17/10/2019
Fonte: CREF2/RS

A Câmara Técnica de Corrida de Rua realizou, no dia 10 de outubro, mais uma reunião mensal, com a presença de representantes de empresas de trail run e membros de equipes de corrida de rua. Na ocasião, a Câmara deu prosseguimento aos preparativos do evento Porto Alegre Corre, programado para ocorrer em março de 2020.

Na atividade, estão programadas mesas-redondas sobre cross country, corrida 12h, decatlhon e caminhada nórdica, além de temas relativos à corrida, como trabalhos auxiliares, avaliação biomecânica, treinamento complementar de reforço muscular e mobilidade. Também haverá um espaço aberto para o debate a respeito da importância da corrida da corrida para uma vida saudável.

Câmara Técnica de Corrida de Rua



CREF2/RS promove quinta edição do Ciclo de Palestras de 20 anos em Passo Fundo
11/10/2019
Fonte: CREF2/RS

Em comemoração ao seu aniversário de 20 anos, o CREF2/RS está realizando um ciclo de palestras em diversas cidades do Rio Grande do Sul. A quinta edição da atividade ocorrerá em Passo Fundo, no dia 22 de outubro, e vai abordar os temas “Desafios de legitimação da docência na Educação Física Escolar”, em uma apresentação ministrada por Ivan Bagnara (CREF 005610-G/RS); e “Empreendedorismo e modelagem de negócios na Educação Física”, uma palestra conduzida por Marcelo Curth (CREF 011605-G/RS).

Com entrada gratuita para profissionais registrados e acadêmicos do curso de Educação Física, esta nova etapa do Ciclo de Palestras CREF2/RS 20 Anos vai ser realizada no auditório da Faculdade de Odontologia da UPF, das 19h20min às 22h. O evento terá a emissão de certificado online aos participantes e as inscrições podem ser feitas neste link ou diretamente no local.

Pós-doutor em Educação nas Ciências, Ivan é professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS) – Campus Erechim. É membro do Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte, participando do GTT Formação Profissional e Mundo do Trabalho e do GTT Escola. Tem experiência em temas ligados aos desafios da formação de professores e da docência. É um dos autores do livro “Educação Física Escolar: Política, Currículo e Didática” e atua como professor de Educação Física na Educação Básica há mais de 20 anos.

Já Marcelo é doutor em Administração pela Unisinos e docente em nível de graduação e pós-graduação nas áreas de marketing e Educação Física, com passagem por diversas instituições do ensino no Rio Grande do Sul, como Feevale e UniRitter. Os seus temas de interesse são comportamento do consumidor e marketing de relacionamento. É sócio-proprietário da Educare – Educação e Negócios, empresa especializada em consultorias em estratégias de marketing para micro e pequenas empresas.

Ciclo de Palestras 20 Anos CREF2/RS – Passo Fundo
Data e horário: 22 de outubro, terça-feira, das 19h20min às 22h
Local: Auditório da Faculdade de Odontologia – UPF
Endereço: Rodovia BR-285, Km 292, s/nº – São José
Inscrições gratuitas por aqui ou diretamente no local

Ciclo 20 Anos Passo Fundo



Ciclo de Palestras CREF2/RS 20 Anos reúne profissionais e estudantes em Pelotas
10/10/2019
Fonte: CREF2/RS

Na última terça-feira, dia 8 de outubro, o Conselho promoveu a segunda edição do Ciclo de Palestras CREF2/RS 20 Anos, em Pelotas. A atividade, realizada na ESEF/UFPel, reuniu cerca de 60 participantes, entre profissionais registrados e estudantes, para assistir às apresentações conduzidas por Marcelo Curth (CREF 011605-G/RS) e Felipe Machado (CREF 008513-G/RS).

A abertura do Ciclo em Pelotas foi feita pelo conselheiro do CREF2/RS e diretor da ESEF/UFPel Eduardo Merino (CREF 004493-G/RS), que saudou os presentes e salientou a importância do Conselho para o crescimento de toda a profissão. Na sequência, Curth ministrou a palestra “Empreendedorismo e Modelagem de Negócios da Educação Física”, em que apresentou um panorama do atual mercado de trabalho, os modelos de negócio existentes e as melhores oportunidades para quem quer empreender.

Doutor em Administração pela Unisinos, Curth é docente em nível de graduação e pós-graduação nas áreas de marketing e Educação Física e sócio-proprietário da Educare – Educação e Negócios, empresa especializada em consultorias em estratégias de marketing para pequenas empresas. Durante a sua apresentação, ele frisou que apenas 5% das pessoas praticam atividade física regularmente e que este dado pode servir de base para o desenvolvimento de diversas ideias. “O empreendedorismo não precisa ser apenas por necessidade, mas pode ser também por oportunidade. Há um espaço para cada modelo de negócio, não uma competição entre academias boutique e academias low cost”, explicou.

O segundo momento do evento teve a palestra “Motiva-Ação! Atitudes Empreendedoras unindo Propósito com Resultado”, ministrada por Machado. Mestre em Administração pela UFRGS, consultor e executive coach certificado pela Agência Nacional de Coaching e pelo Instituto Brasileiro de Coaching, ele falou sobre as mais recentes inovações no mundo dos negócios, vinculadas ao conceito de gestão 4.0, e sobre a importância dos profissionais adotarem uma postura de liderança dentro de suas carreiras.

Sócio-diretor da Mentori – Desenvolvendo Pessoas e Negócios, Machado também apresentou exemplos de academias e de profissionais que adotaram uma gestão correta de carreira e de ações de marketing digital que se mostraram extremamente eficazes. “Na Educação Física, assim como em qualquer outra área, é importante que os profissionais desempenhem o papel de um agente de transformação digital, sempre atento ao que as novas tecnologias podem agregar aos seus clientes. A boa comunicação e o domínio do processo de venda são essenciais nesse processo”, considerou.

O Ciclo de Palestras CREF2/RS 20 Anos ainda terá edições em Uruguaiana, Passo Fundo e Santa Cruz do Sul. As informações estão disponíveis neste link.

Ciclo 20 Anos Pelotas



Ciclo de Palestras CREF2/RS 20 Anos ocorre em Pelotas no próximo mês
19/09/2019
Fonte: CREF2/RS

Em comemoração ao seu aniversário de 20 anos, o CREF2/RS está realizando um ciclo de palestras em diversas cidades do Rio Grande do Sul. A terceira edição da atividade ocorrerá em Pelotas, no dia 8 de outubro, e vai abordar os temas “Empreendedorismo e modelagem de negócios na Educação Física”, em uma apresentação ministrada por Marcelo Curth (CREF 011605-G/RS); e “Motiva-Ação! Atitudes empreendedoras unindo propósito com resultado”, na palestra conduzida por Felipe Machado (CREF 008513-G/RS).

Com entrada gratuita para profissionais registrados e acadêmicos do curso de Educação Física, esta nova etapa do Ciclo de Palestras 20 Anos CREF2/RS vai ser realizada na UFPel/ESEF, das 19h às 21h45min. O evento terá a emissão de certificado online aos participantes e as inscrições já podem ser feitas neste link. As outras cidades que ainda vão receber o evento são Uruguaiana, Passo Fundo, Santa Maria e Santa Cruz do Sul.

Doutor em Administração pela Unisinos, Marcelo é docente em nível de graduação e pós-graduação nas áreas de marketing e Educação Física. Os seus temas de interesse são comportamento do consumidor e marketing de relacionamento. É sócio-proprietário da Educare – Educação e Negócios, empresa especializada em consultorias em estratégias de marketing para micro e pequenas empresas.

Já Felipe Mestre é mestre em Administração pela UFRGS, consultor e professor universitário nas áreas de gestão e desenvolvimento de pessoas. Educador empresarial, é leader & executive coach, certificado pela Agência Nacional de Coaching e pelo Instituto Brasileiro de Coaching. Sócio-diretor da Mentori – Desenvolvendo Pessoas e Negócios, também tem experiência nas áreas de gestão de carreira, empreendedorismo e marketing de serviços em academias.

Ciclo de Palestras 20 Anos CREF2/RS – Pelotas
Data e horário: 8 de outubro, terça-feira, a partir das 19h
Local: UFPel - ESEF
Endereço: Rua Luís de Camões, 625 – Três Vendas
Inscrições gratuitas por aqui ou diretamente no local

Ciclo 20 Anos Pelotas



Câmara Técnica de Pessoa Jurídica do CREF2/RS realiza reunião aberta nesta sexta-feira
04/09/2019
Fonte: CREF2/RS

Nesta sexta-feira, dia 6 de setembro, a Câmara Técnica de Pessoa Jurídica do CREF2/RS irá realizar uma reunião na sede do Conselho, aberta para a participação de profissionais de Educação Física e de proprietários de academia. O encontro vai iniciar às 14h.

Na pauta da reunião, estarão assuntos pertinentes ao dia a dia das empresas e dos gestores que atuam nesta área. A sua participação é de grande importância!

Reunião da Câmara Técnica de Pessoa Jurídica
Data e horário: 6 de setembro, sexta-feira, a partir das 14h
Local: CREF2/RS – Porto Alegre
Endereço: Rua Coronel Genuíno, 421/401 – Centro
* Aberta para a participação de profissionais de Educação Física e de proprietários de academia

Câmara Técnica empresas Pessoa Jurídica



CREF2/RS homenageia vencedores do Troféu Destaque 2019
02/09/2019
Fonte: CREF2/RS

No sábado, dia 31 de agosto, o CREF2/RS promoveu a entrega do Troféu Destaque 2019. O prêmio, criado pelo Conselho como forma de comemorar o Dia do Profissional de Educação Física, celebrado em 1º de setembro, teve a sua cerimônia realizada na Praça dos Fundadores do Grêmio Náutico União, com um coquetel festivo.

Divididos em quatro categorias principais, os finalistas do Troféu Destaque 2019 foram escolhidos pelos profissionais registrados, que puderam indicar os seus favoritos por meio de uma votação aberta no site do Conselho. Todos os ganhadores foram eleitos pela Plenária e revelados durante a cerimônia. As empresas que completaram dez anos de registro ininterrupto, em 2019, também foram convidadas para a festa e receberam um certificado de homenagem pelos serviços prestados.

A cerimônia iniciou às 20h, com um discurso do presidente do CREF2/RS José Edgar Meurer (CREF 001953-G/RS). Na sua fala, ele deu boas-vindas aos presentes e reforçou a relevância do Troféu Destaque, sobretudo para a valorização da profissão. “É com grande honra que o CREF2/RS parabeniza e homenageia diversos profissionais de Educação Física nesta noite, pelo trabalho importantíssimo que desempenham para toda a sociedade”, frisou.

Homenagens especiais

Além dos quatro vencedores conhecidos durante a cerimônia, o CREF2/RS entregou outros quatro prêmios. O primeiro foi o Voto de Louvor ao profissional Juliano Mantovani (CREF 025864-G/RS), professor de Educação Física do Instituto Estadual de Educação Assis Chateaubriand, em Charqueadas. Na última semana, Mantovani ficou conhecido no Brasil inteiro por proteger os alunos da sua escola de um atentado, evitando uma grande tragédia.

Edison Cardoso (CREF 000001-G/RS), mais conhecido pelo apelido de Macaco e falecido em abril de 2018, também foi condecorado. Um dos criadores do CREF2/RS e ex-presidente da Federação Gaúcha de Basquete e da APEF, ele foi representado pelos seus dois filhos e recebeu o troféu Homenagem Especial – In Memoriam. Referência para o esporte e para a Educação Física, Cardoso obteve reconhecimento por atuar de maneira pioneira para a regulamentação e para a valorização da profissão.

O conselheiro federal Carlos Cimino (CREF 001691-G/RS), que foi o mestre de cerimônias do evento, ainda chamou ao palco Joel Pedroso (CREF 000241-G/RS), vencedor na categoria Personalidade; e Renita Dametto, homenageada com o Mérito da Educação Física. Eles receberam os seus troféus através de uma escolha feita diretamente pela Plenária. A lista completa dos ganhadores do Troféu Destaque 2019 é:

Categoria Profissional – Atuação Bacharelado:
Roberta Borges (CREF 007239-G/RS)
Graduada em Educação Física pela UFPel e pós-graduada em marketing esportivo e academias de ginástica, é proprietária da Academia VO2 Beta, em Pelotas, há 18 anos. Atua na área fitness com aulas de jump, step, local e é uma das referências em todo o Estado nas modalidades kangoo jumps, board fitness e HUGS 7.

Categoria Profissional – Atuação Licenciatura:
Josiane Fassini (CREF 013909-G/RS)
Graduada em Educação Física pela Ulbra Canoas e pós-graduada em Mídias e Educação, é professora da Escola Municipal Miguel Couto, em Nova Santa Rita. Atua com a inclusão através do projeto “Educação Física Inclusiva na EJA”, com atividades desportivas adaptadas, como goalball e vôlei sentado. É também coordenadora do projeto “A Escola da Universidade”, em parceria com o curso de Educação Física da Ulbra.

Categoria Profissional – Atuação Projetos Sociais:
Evandir Ferraz (CREF 008382-P/RS)
Conhecido pelo nome artístico Mike Júnior, é professor de street dance no Ballet Gutierres, em Porto Alegre. Pioneiro em adotar e explorar a cultura hip hop em suas aulas, há 15 anos desenvolve um projeto social no Centro Comunitário da Vila Orfanotrófio, aproximando crianças carentes da dança. É idealizador da modalidade hip hop fitness e instrutor de step nas academias Movere Fitness, HF Personal Training e Fit Academia.

Categoria Pessoa Jurídica:
Fazendo Onda (CREF 001345-PJ/RS)
Em atividade desde 202, a Fazendo Onda é uma escola de natação e academia de Igrejinha. Além de aulas de natação, hidroginástica e caminhada aquática, também desenvolve projetos de emagrecimento para grupos de pessoas com IMC acima da faixa “Obesidade 1”, com duração de seis meses e prêmios para os melhores resultados. Em quatro etapas realizadas até o momento, ajudou a eliminar mais de 620kg somente através da atividade física.

Personalidade:
Joel Pedroso (CREF 000241-G/RS)
Graduado em Educação Física pelo IPA, é oficial da reserva da Brigada Militar. Atuou grande parte da sua carreira no Corpo de Bombeiros e exerceu diversas funções, como coordenador dos salva-vidas da Operação Golfinho, diretor da Escola de Educação Física da Brigada Militar e comandante dos Bombeiros em Porto Alegre. Também foi coordenador de segurança aquática na Olimpíada e Paralimpíada do Rio de Janeiro, nas provas de remo e canoagem. Atualmente é gerente de esportes do Grêmio Náutico União e presidente da Sociedade Brasileira de Salvamento Aquático.

Mérito da Educação Física:
Renita Dametto
Graduada em Educação Física pela Feevale, é especialista em Treinamento Esportivo e mestre em Educação. Ex-atleta da Seleção Brasileira de handebol, foi professora rede pública de Porto Alegre, secretária de Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul e presidente da FUNDERGS. Integrou o Conselho Nacional de Esporte e Lazer, o Conselho Nacional da Ciência e Tecnologia e a Câmara Técnica da Lei de Incentivo ao Esporte. Instituiu o Programa RS Educação Digital e o Programa de Apoio aos Parques Tecnológicos. Coordenou a reestruturação do CETE, o 20° Campeonato Mundial de Atletismo Máster e a Passagem da Tocha Olímpica em Porto Alegre.

Trofeu Destaque



CREF2/RS divulga finalistas do Troféu Destaque 2019
21/08/2019
Fonte: CREF2/RS

Na manhã desta quarta-feira, dia 21 de agosto, o CREF2/RS divulgou os nomes de todos os finalistas do Troféu Destaque 2019. O prêmio, criado pelo Conselho como forma de comemorar o Dia do Profissional de Educação Física, terá a sua cerimônia de entrega realizada no dia 31 de agosto, no Grêmio Náutico União.

Divididos em quatro categorias, os finalistas listados abaixo, em ordem alfabética, foram escolhidos pelos profissionais registrados, que puderam indicar os seus favoritos por meio de uma votação aberta no site do Conselho, durante o último mês de julho. Outras duas categorias – Personalidade e Mérito da Educação Física – terão os seus ganhadores eleitos diretamente pela Plenária. Todos os vencedores do Troféu Destaque serão conhecidos somente no dia 31 de agosto.

As empresas que estão completando dez anos de registro ininterrupto, em 2019, também serão homenageadas na cerimônia. Confira os finalistas:

Categoria Profissional – Atuação Bacharelado:

Camilla Padilha da Silva Dutra (CREF 025641-G/RS)
Graduada em Educação Física pela Faculdade Sogipa, é criadora do método de treinamento Generation System e sócia-proprietária da Kangoo Top Team, empresa especializada em kangoo jumps. Atua em academias de Porto Alegre.

Roberta Anselmo Borges (CREF 007239-G/RS)
Graduada em Educação Física pela UFPel e pós-graduada em marketing esportivo e academias de ginástica, é proprietária da Academia VO2 Beta, em Pelotas, há 18 anos. Atua na área fitness com aulas de jump, step, local e é uma das referências em todo o Estado nas modalidades kangoo jumps, board fitness e HUGS 7.

Tiago Barrionuevo Proença (CREF 012034-G/RS)
Graduado em Educação Física pelo IPA, é proprietário da BPro – Treinamento Físico Funcional, em Porto Alegre. É um dos precursores da modalidade no Rio Grande do Sul e também ministra diversos cursos sobre o assunto no Brasil e no exterior.

Categoria Profissional – Atuação Licenciatura:

Anelise Reis Gaya (CREF 024009-G/RS)
Graduada em Educação Física pelo IPA, tem doutorado pela Universidade do Porto, em Portugal. Atualmente é docente da ESEFID da UFRGS e professora do Programa de Pós-graduação em Ciências do Movimento Humano. É coordenadora do Projeto Esporte Brasil e atua em várias iniciativas relacionadas à promoção da saúde nas aulas de Educação Física Escolar.

Fabiani Dias da Silveira (CREF 002949-G/RS)
Graduado em Educação Física pelo IPA, tem mais de 30 anos de experiência na Educação Física Escolar e atualmente é professor do Colégio Sinodal do Salvador, de Porto Alegre. Em Novo Hamburgo, atua também em um projeto social que fomenta o handebol em escolas municipais, formando equipes para participar de diversos campeonatos. Foi professor substituto da cadeira de handebol da ESEFID/UFRGS, de 2011 a 2012 e é o criador de um projeto de intercâmbio técnico e cultural de handebol entre o Brasil e a Áustria.

Josiane Margarete de Araújo Fassini (CREF 013909-G/RS)
Graduada em Educação Física pela Ulbra Canoas e pós-graduada pela UFRGS em Mídias e Educação, é professora da Escola Municipal Miguel Couto, em Nova Santa Rita. Atua com a inclusão através do projeto “Educação Física Inclusiva na EJA”, com atividades desportivas adaptadas, como goalball e vôlei sentado. É também coordenadora do projeto “A Escola da Universidade”, em parceria com o curso de Educação Física da Ulbra.

Categoria Profissional – Atuação Projeto Social:

Evandir Ricardo Viegas Ferraz (CREF 008382-P/RS)
Conhecido pelo nome artístico Mike Júnior, é professor de street dance no Ballet Gutierres, em Porto Alegre. Pioneiro em adotar e explorar a cultura hip hop em suas aulas, há 15 anos desenvolve um projeto social no Centro Comunitário da Vila Orfanotrófio, na zona sul de Porto Alegre, aproximando crianças carentes da dança. É idealizador da modalidade hip hop fitness e instrutor de step nas academias Movere Fitness, HF Personal Training e Fit Academia.

Rosani Oliveira Franco (CREF 005930-G/RS)
Graduada em Educação Física pelo IPA, é coordenadora do Instituto Tênis – Núcleo Porto Alegre. O projeto, que já atendeu quatro mil crianças, tem o objetivo de desenvolver o tênis e de transformar o Brasil numa potência do esporte nos próximos 20 anos, oferecendo a modalidade gratuitamente para crianças de escolas municipais e estaduais, que dificilmente teriam acesso, através de aulas regulares de Educação Física e com atividades em parques públicos.

Tânia Beatriz Rodrigues da Silva (CREF 027013-G/RS)
Graduada em Educação Física pela Universidade La Salle, atua no SESI/FIERGS como monitora de esportes. Há 14 anos também é voluntária na Associação dos Amigos do Centro Olímpico Municipal (AACOM), em parceria com a Prefeitura Municipal de Canoas, ministrando aulas de fitness e de ritmos.

Categoria Pessoa Jurídica:

Fazendo Onda (CREF 001345-PJ/RS)
Em atividade desde 2002, a Fazendo Onda é uma escola de natação e academia de Igrejinha. Além de aulas de natação, hidroginástica e caminhada aquática, também desenvolve projetos de emagrecimento para grupos de pessoas com IMC acima da faixa “Obesidade 1”, com duração de seis meses e prêmios para os melhores resultados. Em quatro etapas realizadas até o momento, ajudou a eliminar mais de 620kg somente através da atividade física.

Fit Academia (CREF 002825-PJ/RS)
Em atividade desde 2014, a Fit Academia é de Porto Alegre e conhecida pelo seu ambiente familiar. Oferece diversas atividades aos seus alunos, como grupo de corrida, treinamento funcional e yoga. Como diferenciais tem o Circuito 60+, dedicado ao público da terceira idade, e cumpre todas as normas de acessibilidade, como rampas de acesso para cadeirantes, banheiro adaptado no térreo e elevador interno.

Sublime Academia (CREF 001162-PJ/RS)
Em atividade desde 2008, a Sublime Academia é de Santa Cruz do Sul e busca contribuir para o equilíbrio físico e mental dos seus alunos, com um ambiente agradável e acolhedor. Conta com uma ampla estrutura, totalmente climatizada, com diversas opções de atividades, como pilates, treinamento funcional, musculação e outras tantas aulas coletivas, ministradas por profissionais altamente qualificados e comprometidos.

Troféu Destaque



Ciclo de Palestras da Fiscalização reúne 90 participantes em Pelotas
19/08/2019
Fonte: CREF2/RS

Na última quinta-feira, dia 15 agosto, a Comissão de Orientação e Fiscalização (COF) do CREF2/RS realizou a terceira edição do Ciclo de Palestras da Fiscalização, em Pelotas. O evento, promovido na Faculdade Anhanguera, reuniu 90 profissionais de Educação Física e estudantes, que assistiram às apresentações dos conselheiros Alessandro Gamboa (CREF 001534-G/RS) e Carla Tartarotti (CREF 006564-G/RS) e do ex-atleta e treinador de corrida Eduardo Remião (CREF 001855-G/RS).

O Ciclo teve início com a exposição das ações e dos processos de fiscalização do CREF2/RS. Os dois membros da COF explicaram aos presentes os trâmites, as infrações, os desdobramentos legais e o papel desempenhado pelo Conselho em todos estes casos. O público interagiu tirando dúvidas sobre o exercício ilegal da profissão e o estágio regular, além de esclarecimentos sobre o Termo de Compromisso de Estágio e a permanência integral do profissional de Educação Física no estabelecimento.

No segundo momento do evento, ocorreu a palestra “Treinamento de Endurance com Enfoque em Corrida, Triatlo e Corrida de Montanha”, conduzida por Remião. Em sua fala, ele comemorou o crescimento no número de grupos de corrida em academias, clubes e empresas. "Isto viabiliza cada vez mais a prática esportiva coletiva, seja na modalidade corrida, triatlo ou corrida de montanha. Também é importante reconhecer o papel das assessorias esportivas neste processo”.

Remião ainda explicou que o treinamento para endurance envolve os métodos contínuo, intervalado e fracionado, cada um destes destinado a um tipo de atleta específico. O ex-atleta também citou como aspectos importantes na elaboração do treino, como o nível do desportiva, os objetivos, a metodologia das cargas e o calendário de competições.

Além do evento, a Comissão realizou audiências para assinatura de Termo de Cooperação e uma reunião com os profissionais e proprietários de academias de Pelotas. Em Rio Grande, houve um encontro com o pró-reitor da FURG, que tratou do apostilamento realizado pela instituição, além de uma reunião com os profissionais e proprietários de academias do município. A última edição do Ciclo de Palestras da Fiscalização será realizada em Passo Fundo, no dia 27 de agosto. Inscrições e mais informações aqui.

Ciclo de Palestras da Fiscalização



Comissão de Orientação e Fiscalização realiza mesa-redonda em Bento Gonçalves
18/06/2019
Fonte: CREF2/RS

A Comissão de Orientação e Fiscalização (COF) do CREF2/RS vai realizar, dia 28 de junho em Bento Gonçalves, uma mesa-redonda com profissionais e representantes de Pessoas Jurídicas do município. A atividade, que ocorrerá a partir das 19h30 na Uniasselvi, tem o intuito de orientar o exercício profissional e o funcionamento de empresas da área, apresentando também dados sobre as ações de fiscalização realizadas na região.

Com o título “Orientação do Exercício Profissional e das Empresas na área da Educação Física”, a mesa-redonda terá um espaço para que os participantes possam tirar as suas dúvidas sobre o tema e vai contar com a presença dos membros da COF Alessandro Gamboa (CREF 001534-G/RS) e Carla Tartarotti (CREF 006564-G/RS) e do assessor de fiscalização Samuel Almeida (CREF 013510-G/RS). A entrada será gratuita e o evento também estará aberto para a participação de acadêmicos do curso de Educação Física.

Mesa-redonda COF – “Orientação do Exercício Profissional e das Empresas na área da Educação Física”
Data e horário: 28 de junho, sexta-feira, às 19h30
Local: Uniasselvi Bento Gonçalves – Sala 20
Endereço: Rua Paraná, 40 – Centro

COF Bento Gonçalves



Ciclo de Palestras da COF discute fiscalização e avaliação física em Caxias do Sul
11/06/2019
Fonte: CREF2/RS

Na última quinta-feira, dia 6 de maio, a Comissão de Orientação e Fiscalização (COF) do CREF2/RS realizou, em Caxias do Sul, a segunda edição do seu ciclo de palestras. O evento, promovido na FSG – Centro Universitário da Serra Gaúcha, reuniu cerca de 50 profissionais e estudantes, que assistiram às apresentações dos conselheiros Alessandro Gamboa (CREF 001534-G/RS) e Carla Tartarotti (CREF 006564-G/RS) e do profissional e personal trainer Leandro Leal (CREF 008113-G/RS).

O evento, dividido em duas partes, tratou inicialmente das ações e dos processos de fiscalização. Os Conselheiros e membros da COF explicaram para os presentes os trâmites, as infrações, os desdobramentos legais e o papel desempenhado pelo CREF2/RS em todos estes casos. O público também pode tirar dúvidas sobre estágios e sobre a atuação profissional.

Já a segunda palestra da noite, intitulada “A Avaliação Física nas Escolas e Academias”, foi ministrada por Leal e trouxe para debate um assunto de grande interesse, principalmente para aqueles que atuam no mercado fitness. “A oferta da avaliação física, etapa em que percebemos com clareza o que podemos fazer com cada pessoa, é que diferencia a boa academia e o bom personal dos estabelecimentos e dos profissionais comuns”, declarou. Na sua fala, o palestrante também salientou como a avaliação física também pode ser implementada em outros locais, como empresas e escolas.

Aproximando o Conselho dos profissionais e dos acadêmicos do curso de Educação Física, o Ciclo de Palestras em Caxias do Sul – que teve a entrada gratuita para todo o público – foi avaliado de maneira extremamente positiva pela COF, sobretudo pela boa presença de público. O evento ainda terá datas em Passo Fundo e em Pelotas, que serão anunciadas em breve.

Ciclo de Palestras Fiscalização Caxias do Sul



CREF2/RS busca redução das taxas pagas ao ECAD
24/04/2019
Fonte: CREF2/RS

Na última terça-feira, dia 23 de abril, o vice-presidente do CREF2/RS Giovanni Bavaresco (CREF 001512-G/RS) esteve reunido com Alvino de Souza, gerente do Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (ECAD) no Rio Grande do Sul. O objetivo do encontro foi iniciar uma negociação para a redução das taxas pagas pelas academias à instituição.

Como destaca Bavaresco, a aproximação com o ECAD era uma das propostas da atual gestão, desde a época da campanha eleitoral, e uma iniciativa que pode contribuir com o crescimento das empresas que atuam na área do fitness. “As academias grandes, na maioria dos casos, não se importam com as taxas cobradas pelo ECAD, mas nós sabemos como este valor pode inviabilizar a continuidade de estabelecimentos que atendem públicos pequenos ou que estão em funcionamento em cidades menores do Interior”, frisou.

A reunião, avaliada de maneira positiva pelo Vice-presidente, é o primeiro passo dado pelo CREF2/RS para a resolução de um impasse antigo, que envolve uma questão pouco conhecida pela maioria dos proprietários de academia. “O primeiro contato que tivemos com o ECAD foi muito bom e acredito que poderemos chegar a uma readequação dos valores que são hoje cobrados. Nós apresentamos a realidade dos pequenos empresários da área da Educação Física e estamos aguardando agora uma proposta, que será apresentada pelo órgão em breve”, finaliza Bavaresco.

ECAD



CREF2/RS fecha duas academias e autua outros 58 estabelecimentos irregulares
15/04/2019
Fonte: CREF2/RS

Entre os dias 31 de março e 6 de abril, os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS realizaram 69 visitas de fiscalização, que resultaram no fechamento de duas academias irregulares, uma localizada no município de Pelotas e outra em Vale Real. Não havia nenhum profissional assumindo as atividades nos locais. Os fiscais também atenderam 30 denúncias.

Neste período, 58 estabelecimentos foram autuados por uma ou mais infrações, sendo flagradas 15 empresas sem registro e cinco funcionando sem profissional presente no momento da visita. Além destes casos, os fiscais notificaram um estagiário atuando sem acompanhamento e a presença de leigos em exercício ilegal da profissão em duas academias, um Responsável Técnico descumprindo as obrigações inerentes a suas funções, além de uma academia descumprindo o Termo de Cooperação firmado com o Conselho.

Além de Pelotas e Vale Real, as cidades visitadas foram Bom Princípio, Boa Vista do Sul, Nova Prata, Flores da Cunha, Caxias do Sul, Porto Alegre, Cruz Alta, Panambi, Portão e Esteio. Você pode contribuir com o trabalho da Fiscalização encaminhando a sua denúncia pelo formulário disponível neste link

DEFOR



CREF2/RS promove aula inaugural do curso de Educação Física da Feevale
15/04/2019
Fonte: CREF2/RS

Na última segunda-feira, dia 8 de abril, o CREF2/RS promoveu a aula inaugural do semestre 2019/1 do curso de Educação Física da Universidade Feevale. O evento, que contou com um público estimado de 150 estudantes, teve uma palestra ministrada por Tony Izaguirre (CREF 002462-G/RS), diretor da SER – Saúde, Educação e Reabilitação (CREF 000034-PJ/RS).

Com o tema “40 Anos de Ginástica Laboral no Brasil”, a atividade teve a sua abertura conduzida por Luis Eurico Kerber (CREF 001203-G/RS), coordenador do curso de Educação Física. Na sua fala, o professor destacou o protagonismo da Feevale, responsável pela assinatura do primeiro contrato de Ginástica Laboral do Brasil, e a importância da área para todos os profissionais de Educação Física.

Já Izaguirre, no primeiro momento da aula, traçou um histórico da Ginástica Laboral no país e apresentou a situação atual do mercado de trabalho. Salientando como este segmento ainda pode crescer, o palestrante – que representou o CREF2/RS durante o evento – também mostrou as possibilidades de atuação dos profissionais de Educação Física no ambiente corporativo e quais são os principais desafios enfrentados no dia a dia das empresas.

Na parte final da aula, Izaguirre recebeu os professores Magale Konrath (CREF 000378-G/RS) e André Luiz Silva (CREF 014072-G/RS) para um debate com a participação dos acadêmicos presentes na plateia. Nesse último momento, todos puderam tirar as suas dúvidas sobre a área e conhecer um pouco mais sobre a Ginástica Laboral, também no que diz respeito às normas técnicas e às estratégias que envolvem o ensino e a fidelização do programa dentro das empresas.

Ginástica Laboral



CREF2/RS fecha uma academia irregular e autua seis estabelecimentos
01/02/2019
Fonte: CREF2/RS

Entre os dias 13 e 19 de janeiro, os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS realizaram 23 visitas de fiscalização, que resultaram no fechamento de uma academia irregular em Porto Alegre. Não havia nenhum profissional para assumir as atividades no local. Os fiscais também atenderam 12 denúncias e autuaram seis estabelecimentos irregulares.

Neste período, foram flagrados dois estabelecimentos sem registro de empresa e outros três funcionando sem profissional presente no momento da visita. Além destes casos, os fiscais apuraram a presença de leigos em exercício ilegal da profissão em duas academias. A ação ainda autuou dois leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio, três diplomados atuando sem registro profissional, além de um Responsável Técnico descumprindo as obrigações inerentes a suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional.

Internamente, o DEFOR protocolou 14 denúncias encaminhadas à Comissão de Ética Profissional – DCE e cinco Processos Administrativos de Fiscalização (PAD FIS), abertos para empresas reincidentes em infrações gravíssimas. Você pode contribuir com o trabalho da Fiscalização encaminhando a sua denúncia pelo formulário disponível neste link.

DEFOR



CREF2/RS autua cinco estabelecimentos irregulares no início de janeiro
30/01/2019
Fonte: CREF2/RS

Entre os dias 1º e 12 de janeiro de 2019, os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS realizaram 29 visitas de fiscalização, atendendo denúncias e autuando cinco estabelecimentos irregulares em Porto Alegre, São Gabriel e Caçapava do Sul. Neste período, os fiscais flagraram quatro estabelecimentos sem registro de empresa e outros quatro funcionando sem profissional presente no momento da visita. Também ficou constatado o descumprimento do Termo de Cooperação firmado por uma academia com o Conselho. O estabelecimento empregava leigos em exercício ilegal da profissão.

Os agentes fiscais ainda autuaram dois leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio, além de um Responsável Técnico descumprindo as obrigações inerentes a suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional.

Internamente, o DEFOR protocolou 51 novas denúncias recebidas por meio do formulário no site do Conselho (link abaixo), além de notificar 21 empresas e pessoas por não se regularizaram ou se justificarem após o vencimento do prazo das suas autuações. Também foram encaminhadas 38 novas denúncias à Comissão de Ética Profissional – DCE, bem como ocorreu a instalação de sete Processos Administrativos de Fiscalização – PAD FIS, relativos a empresas que reincidiram em infrações gravíssimas.

Você pode contribuir com o trabalho da Fiscalização encaminhando a sua denúncia pelo formulário disponível neste link.

DEFOR



Banrisul adquire serviços de Ginástica Laboral por meio de pregão eletrônico
29/01/2019
Fonte: Banrisul

A Unidade de Licitações e Compras do Banrisul irá realizar uma licitação para aquisição de serviços de Ginástica Laboral em suas agências e na Direção Geral do Banco. A modalidade será Pregão Eletrônico, sob o número 0000090/2019, e o tipo Menor Preço. A data de abertura será às 9h do dia 11 de fevereiro de 2019.

Poderão participar da licitação os interessados que estejam credenciados junto à Seção de Cadastro da CELIC – Central de Licitações do Estado e que atenderem a todas as exigências constantes no edital e seus anexos, sendo que o não atendimento de qualquer das condições implicará a inabilitação do licitante ou a desclassificação de sua proposta.

O licitante, para participar do certame, deverá declarar o pleno conhecimento e atendimento às exigências de habilitação. O não atendimento ao presente item ensejará a desclassificação da proposta no sistema, com automático impedimento da participação na disputa. Não será permitida a participação de empresas em consórcio.

Informações completas no site http://www.pregaobanrisul.com.br.

Ginástica Laboral



Fiscalização divulga números de 2018
23/01/2019
Fonte: CREF2/RS

A intensa movimentação dos agentes fiscais do CREF2/RS, durante todo o ano de 2018, resultou em mais algumas marcas expressivas para o Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR). O número de academias fechadas, que chegou a 63 estabelecimentos em todo o Estado, impossibilitou o funcionamento de empresas irregulares, que estavam atendendo o público sem registro no Conselho e sem contar com um profissional devidamente habilitado ministrando as atividades nesses locais.

Com cerca de 175 visitas realizadas por mês, a Fiscalização contou ainda com a parceria do Conselho Regional de Nutricionistas (CRN-2), do Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Crefito5), do Procon-RS, da Polícia Civil, da Vigilância Sanitária e do Ministério Público em diversas ações. O trabalho conjunto, feito em estabelecimentos da Região Metropolitana de Porto Alegre e também do interior, serviu para verificar o funcionamento de empresas e para orientar o correto atendimento ao público.

No ano passado, o DEFOR atendeu cerca de 730 denúncias e autuou mais de 470 pessoas, sendo 217 por exercício ilegal da profissão e 64 diplomados por estarem fora da sua área de atuação – Licenciados desempenhando as funções de Bacharéis. 107 multas foram aplicadas, 137 Processos Administrativos de Fiscalização foram abertos e outros 27 processos foram encaminhados ao Ministério Público.

Para a coordenadora do Departamento, Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), todo o esforço do Conselho em inibir os maus profissionais têm sido de grande importância para a Educação Física no Rio Grande do Sul. “Os roteiros de fiscalização nos desafiam cotidianamente. Apesar das dificuldades, contabilizamos muitos avanços em 2018, coibindo irregularidades e dando agilidade às punições das empresas que não oferecem serviços adequados à sociedade”, comenta.

Números DEFOR 2018:

Visitas de fiscalização: 2087
Denúncias atendidas: 736
Autuação por exercício ilegal: 217
Autuação de empresa sem profissional presente: 296
Autuação de RT descumprindo funções: 130
Autuação de profissional fora da área: 64
Processos encaminhados para Ação Civil Pública: 27
Multas aplicadas: 107
Notificações: 604
Processos Administrativos de Fiscalização abertos: 137
Termos de Cooperação assinados: 63

Fiscalização DEFOR



CREF2/RS finaliza 2018 fiscalizando quatro municípios
16/01/2019
Fonte: CREF2/RS

Entre os dias 16 a 22 de dezembro de 2018, os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS, visitaram quatro municípios, nas mais variadas regiões do Estado. Nesta ação, eles atenderam três denúncias e autuaram um estabelecimento por não possuir registro da empresa, além de ter em seu quadro funcional um profissional atuando com seu registro baixado/suspenso.

Em seu trabalho interno, o DEFOR protocolou 10 novas denúncias através do site do CREF2/RS. O Departamento também registrou 10 justificativas e recursos, além de encaminhar três denúncias à Comissão de Ética Profissional – DCE . Também foram abertos dois Processos Administrativos de Fiscalização – PAD FIS para empresas reincidentes em infrações gravíssima.

Neste período, os agentes do CREF2/RS estiveram nas cidades de Porto Alegre, Caçapava do Sul, Bento Gonçalves e Estância Velha. Você pode contribuir com o trabalho da Fiscalização encaminhando a sua denúncia pelo formulário disponível neste link.

DEFOR



CREF2/RS autua 13 estabelecimentos nas duas primeiras semanas de dezembro
08/01/2019
Fonte: CREF2/RS

Entre os dias 2 e 15 de dezembro de 2018, os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS realizaram 53 visitas de fiscalização, atendendo 29 denúncias e autuando 13 estabelecimentos, em 17 municípios, nas mais variadas regiões do Estado.

Os fiscais flagraram nestas duas semanas oito estabelecimentos sem registro de empresa, duas funcionando sem profissional presente no momento da visita, uma academia descumprindo o Termo de Cooperação firmado com o Conselho e permitindo a atuação de leigos em exercício ilegal da profissão. Os agentes fiscais do CREF2/RS ainda autuaram quatro pessoas por algum tipo de infração, sendo três diplomados atuando sem registro profissional, além de um Responsável Técnico descumprindo as obrigações inerentes a suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional.

Internamente, o DEFOR emitiu 28 notificações para Pessoas Físicas e Jurídicas que não se regularizam após vencido o prazo estipulado no momento da visita. Também foram abertos oito Processos Administrativos de Fiscalização (PAD FIS) referentes a casos de empresas flagradas em reincidência de infrações gravíssimas cometidas.

Neste período, os agentes fiscais do CREF2/RS estiveram nas cidades de Novo Hamburgo, Esteio, Porto Alegre, São Sebastião do Caí, Montenegro, Picada Café, São José do Hortêncio, Gravataí, Erechim, Áurea, Maximiliano de Almeida, Centenário, Caxias do Sul, Chuí, Santa Vitória do Palmar, São José do Norte e Rio Grande. Você pode contribuir com o trabalho da Fiscalização encaminhando a sua denúncia pelo formulário disponível neste link.

DEFOR



Fiscalização encerra novembro com duas academias fechadas e autuações em todo o Estado
12/12/2018
Fonte: CREF2/RS

Na última semana de novembro, os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS fecharam duas academias, em Santo Ângelo e em Canoas, e realizaram 38 visitas de fiscalização em todo o Estado. Os dois estabelecimentos, que tiveram as atividades suspensas, não tinham registro no Conselho e não contavam com um profissional habilitado no momento da autuação.

Entre os dias 25 de novembro e 1º de dezembro, 26 denúncias foram atendidas e outras 11 academias foram notificadas, sendo quatro por não possuírem registro da empresa e quatro por permitirem o exercício ilegal da profissão. Os agentes fiscais do CREF2/RS ainda autuaram 12 pessoas por algum tipo de infração, sendo cinco por exercício ilegal da profissão e duas por estarem fora de área (Licenciados atuando como Bacharéis).

Internamente, o DEFOR emitiu 19 notificações para Pessoas Físicas e Jurídicas que não se regularizam após vencido o prazo estipulado no momento da visita. 11 Processos Administrativos de Fiscalização (PAD FIS) também foram abertos, referentes a casos de empresas flagradas em reincidência de infrações gravíssimas cometidas.

Além de Santo Ângelo e Canoas, os agentes fiscais do CREF2/RS também estiveram, neste período, nas cidades de Tenente Portela, Humaitá, Santo Augusto, Ijuí, Três Passos, Nova Bassano, Paraí, Nova Prata, Carlos Barbosa, Serafina Corrêa, Nova Araçá, São Luiz Gonzaga, Horizontina, Três de Maio e Santa Rosa. Você pode contribuir com o trabalho da Fiscalização encaminhando a sua denúncia pelo formulário disponível neste link.

Fiscalização DEFOR



CREF2/RS comemora 40 anos de Ginástica Laboral com workshop na FADERGS
03/12/2018
Fonte: CREF2/RS

Na manhã do último sábado, dia 1º de dezembro, o CREF2/RS promoveu o workshop “Ginástica Laboral: Os Desafios e Oportunidades do Mercado”. O evento, que teve entrada gratuita e contou com a presença de profissionais e acadêmicos do curso de Educação Física, foi realizado na FADERGS, em Porto Alegre, como forma de comemorar os 40 anos da Ginástica Laboral no Brasil.

Com uma palestra conduzida pelo conselheiro Alessandro Gonçalves (CREF 005863-G/RS), também diretor da GPA Soluções em Educação Física e Corporativa, empresa com mais de 15 anos de atuação nesse segmento, o workshop abordou a evolução da atividade ao longo das últimas quatro décadas e o marco que foi a criação do Dia Estadual da Ginástica Laboral, celebrado sempre no dia 22 de novembro. Na sua fala, Gonçalves destacou diversos conceitos, nem todos intimamente relacionados ao ambiente corporativo, e quais são os entendimentos técnicos que se têm hoje a respeito da área.

“A Ginástica Laboral é um mercado exclusivo do profissional de Educação Física e ainda pode ser muito explorado. Para isso, é necessário que se tenha uma visão ampla, para que se criem formatos de atendimentos diferentes, até mesmo porque o ambiente corporativo está sofrendo mudanças frequentemente”, avaliou o palestrante. Por conta de reformas trabalhistas e de novas possibilidades que envolvem espaços coworking e home offices, a Ginástica Laboral passa a ser, atualmente, um ponto de encontro de diversas áreas. “Nós atuamos hoje por meio de exercício físico e de forma sinérgica e multidisciplinar, na promoção da saúde e na prevenção de doenças do trabalhador”, conceitou Gonçalves.

O workshop, além de explorar os aspectos mais teóricos da Ginástica Laboral, também trouxe questões de interesse para aqueles que atuam ou que têm o intuito de se dedicar a esse mercado. Gonçalves, em diversos momentos da sua apresentação, deu dicas de como deve montada uma proposta de Ginástica Laboral para empresas e quais são as melhores formas de organizar as aulas. “O profissional de Educação Física precisa adotar estratégias de ensino que não deixem que a Ginástica Laboral caia na mesmice. O objetivo, acima de qualquer outro, é que os trabalhadores envolvidos realmente percebam os benefícios proporcionados e adotem hábitos de vida mais saudáveis, sobretudo fora das empresas, explicou.

Depois da apresentação, o workshop “Ginástica Laboral: Os Desafios e Oportunidades do Mercado” contou com uma atividade prática, de aproximadamente uma hora e que envolveu todos os presentes. Ela serviu para que todos testassem dinâmicas de aula e trocassem experiências. Com cerca de 30 participantes, o evento foi avaliado de forma extremamente positiva, também pelo espaço aberto para o esclarecimento de dúvidas sobre a área.

Eventos Ginástica Laboral



Ginástica Laboral faz 40 anos de existência no Brasil
27/11/2018
Fonte: CREF2/RS

Em 2018, o Sistema CONFEF/CREFs, em conjunto com a sociedade brasileira, celebram os 40 anos da implantação no país da Ginástica Laboral, uma ferramenta extremamente importante para a manutenção da saúde dos trabalhadores. Tanto em nível mundial, como nacional, a evolução desta atividade esteve intimamente ligada às transformações do mundo do trabalho e às demandas relativas à saúde dos trabalhadores. O novo ritmo de produção imposto pela Revolução Industrial, que implementou linhas de produção em série, através de grandes cadeias de produção seriais, forçaram os operários a realizar diariamente milhares de movimentos repetitivos. Ao mesmo tempo que esse gigantesco desenvolvimento manufatureiro aumentou em muito a eficiência e a produtividade, gerou em contrapartida o crescimento exponencial de novas doenças laborais, como Lesões por Esforço Repetitivos (LER), Distúrbios Osteo-Musculares (DORT), além de acidentes no chão de fábrica. Este quadro preocupante alertou pesquisadores, médicos, empregadores e sindicatos ao redor do mundo para os sérios prejuízos à saúde dos trabalhadores, acarretados pela produção massiva que se estendeu pelas cidades e campos.

O afastamento do trabalho por problemas de saúde ainda é uma realidade crescente no Brasil. De acordo com o Anuário do Sistema Público de Emprego e Renda do Dieese compilado a partir de informações do Ministério do Trabalho, em 2015, foram contabilizados 181,6 mil casos de natureza diretamente relacionada ao ambiente profissional – o que representa uma alta de 25% comparado aos dez anos anteriores.

Para elaborar uma resposta aos novos problemas laborais e proporcionar um ambiente mais sadio e seguro aos trabalhadores, fez-se necessário um estudo profundo de cada seção de trabalho, do quadro funcional, dos turnos, das características da organização e dos seus diversos setores. Estava nascendo a Ginástica Laboral, que em seus primórdios era denominada “ginástica de pausa”, implantada na indústria europeia com o objetivo de dar repouso ativo aos operários por alguns períodos durante sua jornada de trabalho. A partir deste momento histórico, a ideia toma força e se dissemina pelo mundo.

No Brasil, o Rio Grande do Sul foi pioneiro oficial na implantação do programa, quando no dia 22 de novembro de 1978, tendo como protagonista a Escola de Educação Física da FEEVALE-RS, efetivou-se o primeiro contrato com uma empresa da região para a implantação de um programa de Ginástica Laboral, baseado em análises biomecânicas e estruturada pelos profissionais de Educação Física da instituição, bem como através de parcerias com o SESI da região. A data virou um marco histórico para a atividade, tanto que em vários estados do país, o dia 22 de novembro é oficialmente considerado o Dia da Ginástica Laboral, referência importante para reforças ao conjunto da sociedade sobre o valor que estes programas têm para a saúde e para a produtividade sustentável.

Como observa o conselheiro do CREF2/RS e Ergonomista do Trabalho, Alessandro Gonçalves (CREF 005863-G/RS), o atual modelo de Ginástica Laboral representa uma importante ferramenta ergonômica e exerce papel fundamental no equilíbrio entre a saúde, produtividade e qualidade de vida dos trabalhadores envolvidos nos programas. “Utilizar a Ginástica Laboral de forma estratégica, alinhada com ações de ergonomia e segurança ocupacional é um diferencial competitivo em empresas que entendem o passado, trabalham o presente e constroem o futuro”, assegura. Alessandro explica que a atuação do profissional de Educação Física frente a programas de Ginástica Laboral exige conhecimentos em diversas áreas. “Entender o contexto em que as organizações estão inseridas irá atribuir um ganho de competitividade aos profissionais, já que a função exige identificação com o sistema de trabalho das empresas clientes. Também é obrigatório conhecer as cadeias musculares, exercícios de alongamento, relaxamento e fortalecimento muscular. Além disso é preciso entender os componentes da música, a ludicidade, o equilíbrio, a propriocepção e as rotas metabólicas”, enumera.

Alessandro argumenta que a Ginástica Laboral é aplicável onde houver trabalho, pois sempre haverá riscos biomecânicos envolvidos, portanto os programas de GL têm vários ambientes para se desenvolver. Um novo mercado a ser explorado são as zonas agrícolas. “Apesar de ainda não estar muito difundida, a prática de Ginástica Laboral em ambientes rurais pode garantir aos trabalhadores e empregadores os mesmos benefícios encontrados e já mensurados nas empresas, cujas sedes encontram-se em locais urbanizados”.

É o que acontece em Américo Brasiliense (SP), onde cerca de 200 cortadores fazem diariamente Ginástica Laboral antes de começar a trabalhar. O objetivo é prevenir doenças como lesão por esforço repetitivo, que atinge com frequência os cortadores de cana. O projeto foi criado depois de uma norma regulamentadora de 2005 exigir das empresas melhoria nas condições de trabalho e ações de prevenção a acidentes de trabalho. Isso ocorre também nas grandes empresas da cadeia produtiva do frango no Rio Grande do Sul, como a Perdigão, a Doux/Frangosul e a Minuano, que oferecem uma ampla gama de benefícios assistenciais aos seus funcionários, entre eles programas de Ginástica Laboral nas suas linhas de produção.  

De fato, são os resultados quantitativos na melhora da saúde do trabalhador e do consequente aumento da produtividade, advindo do bem-estar proporcionado pelo programa, que tornaram a Ginástica Laboral em uma atividade econômica consolidada no mercado. Segundo a presidente da Associação Brasileira de Ginástica Laboral (ABGL), Cynara Cristina Pereira (CREF 068042-G/SP), o programa está implantado em inúmeras empresas de diversos segmentos por todo o país e cresce na medida em que profissionais de Educação Física tem se especializado para desenvolver os programas, a partir da publicação e da demonstração científica dos indicadores de resultados, e se fortalece quando inovações bem sucedidas são aplicadas nos ambientes corporativos. “Dados científicos informam que o passivo gerado pelas das doenças laborais, os afastamentos e o absenteísmo oneram três vezes mais a empresa que todos os custos somados de produção, aí inclusos matéria-prima, os insumos, os salários e a logística. Portanto, é muito mais inteligente investir em programas de promoção da saúde e qualidade de vida no trabalho”, avalia.

O Rio Grande do Sul, além de ter sido vanguarda na implantação da Ginástica Laboral no país, sedia empresas com sólida cultura de promoção da saúde dos trabalhadores. Um destes exemplos é o Banrisul S/A, cujo programa de Ginástica Laboral, de acordo com a conselheira do CREF2/RS e supervisora de Ginástica Laboral e Fitness do Banrisul Cláudia Lucchese (CREF 002358-G/RS), foi construído a “quatro mãos”. “Foi em 1999 que se formou uma comissão paritária de saúde, composta de membros representando os empregados indicados pelo Sindicato da categoria e membros representantes da Empresa, dando início a um projeto piloto em algumas agências, que após seis meses já tinha indicativo de expansão às mais de 500 agências do Banrisul”, constata. Cláudia esclarece que o objetivo do programa é a prevenção das Lesões por Esforços Repetitivos – LER, especificamente os Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho – DORT e promoção da saúde ocupacional dos empregados da empresa.

Conforme a supervisora, desde a implantação poucas vezes ocorreram interrupções no programa. “Até porque esta atividade faz parte do acordo coletivo selado pelo Sindicato com o Banco". O maior problema, explica Claudia, se dá por conta da morosidade nas licitações públicas, acarretadas pelo formalismo no procedimento. “Importante ressaltar que por ser um programa qualitativo, o banco nunca buscou medidas de resultados em produtividade. A questão maior sempre foi a percepção subjetiva do empregado em relação ao programa. O quanto a prática da Ginástica Laboral colabora para a qualidade de vida no trabalho”, especifica. Os dados levantados entre os participantes pela supervisora demonstraram que 95% destes entendem que quando participam das atividades, sentem-se mais ativos, como menos desconfortos em relação às posturas exigidas no seu posto de trabalho. Também consideram que levantar da cadeira e mobilizar seu corpo e relaxar a mente tem sido o grande ganho com esse programa. “Hoje a média de participação no Banrisul é de 65% dos empregados. No momento, passamos novamente por um processo de licitação pública”, relata a supervisora.

Outro grande referencial para o setor é o Serviço Social da Indústria (SESI), pioneiro na área e grande divulgador da Ginástica laboral no país, constantemente reconhecida pelos serviços prestados em segurança e saúde no trabalho. Premiado com o Marca Brasil no período entre 2006 a 2017, distinção que reconheceu a excelente atuação do SESI em Ginástica Laboral, Medicina Ocupacional e Serviços para Semana Interna de Prevenção de Acidentes no Trabalho (Sipat), o SESI ainda teve sua Ginástica Laboral eleita por 12 anos consecutivos como o melhor programa de GL do País.

Para o superintendente do Sesi-RS, Juliano Colombo, a Ginástica Laboral busca atuar como ferramenta de promoção de saúde do trabalhador, interagindo com a política corporativa da empresa. "Nosso objetivo é contribuir para a educação postural e adaptação funcional, além de estimular o exercício físico e o comportamento saudável. Com as ações de promoção da saúde, o Sesi-RS busca contribuir para o bem estar e o aumento da produtividade da indústria. A atividade começou no Brasil, em 1978, em parceria do Sesi gaúcho com a Feevale, com o projeto Ginástica Laboral Compensatória. Hoje atuamos com o Programa Sesi Ginástica na Empresa, em 114 companhias, alcançando cerca de 8.700 trabalhadores no estado", explica. Em todo o país, o SESI Ginástica na Empresa atende diariamente 750 mil trabalhadores de 2,5 mil indústrias.

Tendo em vista a importância da Ginástica Laboral para os trabalhadores e como mercado para os profissionais de Educação Física, o CREF2/RS irá comemorar os 40 anos da implantação da Ginástica Laboral no Brasil realizando na manhã do dia 1º de dezembro o “Workshop Ginástica Laboral: Os Desafios e Oportunidades do Mercado”. O evento, com público-alvo nos profissionais e estudantes de Educação Física, inicia às 9h, com a palestra "Como criar e comercializar programas de Ginástica Laboral" ministrada pelo conselheiro Alessandro Gonçalves (CREF 005863-G/RS). O conselheiro reforçará em sua fala a prerrogativa dos profissionais de Educação Física como protagonistas da Ginástica Laboral, bem como discorrerá como realizar um planejamento sólido para criar e comercializar programas de Ginástica Laboral. A partir das 10h30min, ocorrerá um workshop prático de execícios, com encerramento das atividades previsto para as 12h.

Workshop Ginástica Laboral: Os Desafios e Oportunidades do Mercado
Data e horário: 1º de dezembro, sábado, das 9h às 12h
Local: sala 204 da FADERGS
Endereço: av. João Pessoa, 1107, bairro Farroupilha, Porto Alegre/RS
Inscrições gratuitas e mais informações podem ser obtidas pelo site http://crefrs.org.br/eventos/laboral2018/. As vagas são vagas limitadas, e encerram no dia 29 de novembro, quinta-feira
Contato: 51-3288 0200
Organização: CREF2/RS
Apoio: FADERGS

Ginástica Laboral



Câmara Técnica de Corrida de Rua faz sua última reunião de 2018
26/11/2018
Fonte: CREF2/RS

A Câmara Técnica de Corrida de Rua, presidida por Cláudia Lucchese (CREF 002358-G/RS), realizou na sede do CREF2/RS sua reunião última reunião de 2018 no dia 22 de novembro. Estiveram presentes representantes de empresas organizadoras de Trail run, membros das equipes de corrida e o presidente da Federação Gaúcha de Montanhismo, Nelson Brugger (CREF 006884-G/RS). A pauta focou na Cartilha de Cartilha de Trail run, que está sendo finalizada pela Câmara.

Cláudia iniciou a reunião apresentando o primeiro esboço da publicação, explicando os principais objetivos do guia, ressaltando o seu didatismo, bem como rememorou o passo a passo da construção coletiva da obra.Os membros da Câmara e os representantes intervieram com várias sugestões, tais como ilustrações maiores e informações que contemplem tanto aos iniciantes quanto aos atletas que possuem técnica mais avançada. Também foi proposto um tópico que explicasse como escolher as provas para competição. A princípio, o profissional de Educação Física seria a referência, ficando acordado que todas as provas estarão disponíveis no site do CREF2/RS, com o máximo de informações possíveis. Também haverá um texto diferenciando tracking de trail. No quesito de acessibilidade, Uma assessoria se comprometeu a proporcionar caminhadas para pessoas com necessidades especiais, como Parkinsonismo, por exemplo, com a utilização obrigatória de bastões.

Ao final, Nelson Brugger trouxe alguns lemas que fundamentam o esporte, como cada atleta é responsável por sua própria segurança, cuide dos lugares de aventura, traga seu lixo de volta, evite fazer fogueira, deixe as coisas no seu lugar, respeite os animais e as plantas, além das propriedades privadas.

Câmara Técnica de Corrida de Rua



Comissão de Orientação e Fiscalização apresenta números da Gestão 2015/2018
22/11/2018
Fonte: CREF2/RS

O Estatuto do CREF2/RS prevê a organização de comissões para assessoramento do Conselho. Dentre as principais está a Comissão de Orientação e Fiscalização (COF). Formada por profissionais de Educação Física escolhidos pela Plenária, a COF tem o objetivo de orientar a fiscalização do exercício profissional, programar e supervisionar as atividades desenvolvidas pela Fiscalização e elaborar instruções para o exercício da fiscalização, atendendo aos fundamentos legais pertinentes, entre outros.

A última gestão da COF, que atuou entre os anos de 2015 a 2018, foi presidida pelo atual 2º vice-presidente do CREF2/RS, Alessandro Gamboa (CREF 001534-G/RS). Ao final deste ciclo, a Comissão está divulgando as principais ações realizadas no período e a contribuição para a sociedade e para os interesses da Educação Física.Entre muitos dados e análises, o estudo destaca as principais ações realizadas pela Comissão, apontadas abaixo:

Instrumentalização da Comissão de Orientação e Fiscalização

Apropriação das atribuições conferidas estatutariamente para a Comissão de Orientação e Fiscalização, que estava sendo realizada pelas áreas de Fiscalização e Jurídico, desonerando os departamentos e permitindo o foco nas ações de fiscalização.

Elaboração dos Pareceres COF

Após um detalhado estudo técnico da legislação, os profissionais de Educação Física, membros da Comissão, elaboram pareceres opinando pelas sanções a serem aplicadas, com a devida ciência e homologação do Plenário do CREF2/RS. Por exemplo, opinam pela orientação direta aos representantes legais das pessoas jurídicas mediante audiências.

Processo Administrativo de Fiscalização

Todo o processo fiscalizatório foi revisado e reorganizado, com a definição de procedimentos padrões e prazos, desde a visita do Agente de Fiscalização e Orientação até a aplicação de penalidades administrativas. Sendo que todas as ações cumprem o que dispõe a legislação sobre o processo administrativo no âmbito da administração pública federal.

Revisão da Legislação

A COF fez uma revisão completa da legislação que fundamenta os dispositivos da Resolução de Multas do CREF2/RS, adaptando a realidade da área.
- Encontro Sul Brasileiro das Comissões de Orientação e Fiscalização e Ética Profissional: realizado em Porto Alegre, o evento propôs o alinhamento de procedimentos entre os Conselhos de Educação Física da região sul.

Ciclo de Palestras

Eventos de orientação realizado em diferentes regiões do Rio Grande do Sul.

Treinamentos

A COF realizou capacitações dos Agentes de Orientação e Fiscalização e demais funcionários do Conselho acerca das atualizações das legislações em vigor, bem como, sobre os procedimentos adotados nas ações.

Os resultados obtidos ao longo dos 3 anos de trabalho foram positivos. Destacam-se o crescimento de 26,32% no registro de pessoas jurídicas comparado à situação de 2015. Para os membros da Comissão, este número provém da conscientização dos proprietários de estabelecimentos que trabalham com atividade física da importância do registro e da regulamentação das atividades da área.

Em relação ao número de ações de orientação e fiscalização, conforme o relatório, verifica-se que o número de visitas manteve uma média de 2.300 fiscalizações ao ano, sendo que 53% foram visitas de rotina e 47% atuaram no atendimento de denúncias. A COF reforça que 100% das denúncias recebidas pelo Departamento de Fiscalização foram atendidas.

O relatório também coloca que, proporcionalmente ao número de visitas realizadas, houve uma redução de 3% do número de flagrantes de irregularidades durante as ações fiscalizatórias, assim como, aumentou em 7% o número de oportunidades onde foi constatado que os estabelecimentos visitados funcionavam de maneira regular, ou seja, dentro do estabelecido na legislação. Isto denota que as empresas estão mais preocupadas em manter o seu funcionamento de maneira regular, atendendo as exigências legais e incorrendo, cada vez menos, em infrações.

Além disso, houve uma diminuição de 25% dos processos administrativos arquivados por erros ou falta de elementos que garantissem a sua continuidade, o que demonstra o aprimoramento e a eficiência da fiscalização como um todo, desde o preenchimento da documentação até a aplicação de sanção.

O relatório apresentado também serviu de base para o planejamento das ações da próxima gestão da Comissão de Orientação e Fiscalização. Os novos membros foram escolhidos na Plenária de outubro de 2018 do CREF2/RS, sendo que o profissional Alessandro Gamboa foi mantido como presidente da COF e, segundo ele, “a Comissão realizou um trabalho eficiente pautado no ética e na legislação, mas muito ainda há de ser feito em prol dos profissionais e dos estabelecimentos da área da Educação Física, não esquecendo da necessária defesa da sociedade, cumprindo a missão deste Conselho”.

Comissão de Orientação e Fiscalização



Câmara de Corrida de Rua organiza Circuito de Provas de Trail Run 2019
23/10/2018
Fonte: CREF2/RS

A Câmara Técnica de Corrida de Rua realizou sua reunião mensal no dia 19 de outubro, na sede do CREF2/RS, a qual contou com a presença representantes de empresas organizadoras de Trail Run. Na ocasião, foi retomada a pauta do encontro anterior, que consiste num trabalho de orientação, regramento e conduta para o Trail Run. Além disto, foi iniciada a organização de um Circuito de Provas de Trail Run que será realizada em 2019, onde cada empresa será responsável por uma etapa, uma estratégia para fortalecer a união do grupo. A reunião dividiu-se em duas comissões, que irão se articular em torno de duas temáticas: uma ficará encarregada de avançar a elaboração da Cartilha de Orientação ao Trail Run, e a que organizará a padronização das provas que estão incluídas no Circuíto.

Segundo Eduardo Marques (CREF 003397-G/RS), representante da Audax Eventos Esportivos, a comissão encarregada pelo Circuito organizará aspectos da competição como os termos da premiação, como vão funcionar os atendimentos médicos, qual tipo de cobertura de seguro mais adequado, a cobrança para que sempre haja um Responsável Técnico presente, entre outros quesitos. "Isso visa dar mais qualidade e segurança às empresas e aos competidores, já que o CREF2/RS dará seu apoio e divulgação, o que traz para a competição a chancela institucional de uma autarquia federal”. Ao fechar as datas e locais das provas, o CREF2/RS divulgará o calendário.

Marques explicou que a comissão editorial do guia vai reunir, selecionar e adaptar à realidade gaúcha aconselhamentos para o praticante e para o organizador, como dicas para um bom planejamento, responsabilidade pela segurança na prova, os cuidados com o meio ambiente , o trato respeitável com os habitantes locais. "Existe um grande contingente de corredores de rua migrando para as trilhas, atraídos pelo contato com a natureza e pelos novos desafios que o tipo de esporte apresenta. São muitos iniciantes, e percebemos que elas estão muito cruas para as novas exigências”. A ideia, prossegue Marques, é fazer com que o Trail Run, que é reconhecido pela Confederação Brasileira de Atletismo, seja apresentado à sociedade um esporte organizado e com um grande apelo pelo seu aspecto competitivo e desafiador, bem como a interação com a natureza e com potencial desenvolver o turismo em regiões com economia pouco desenvolvida.

Para a presidente da Câmara, Cláudia Ramos Lucchese (CREF 002358-G/RS), o fato de umgrande número de organizadores de provas frequentarem as reuniões demonstra que o principal papel da Câmara, que é o de unir as pessoas para que elas possam dividir seu saber, está cumprido. Para Cláudia, isso permitirá permitirá apresentar à sociedade um esporte organizado, consistente e confiável, com a presença do profissional de Educação Física como Responsável Técnico nestes eventos. A próxima reunião da Câmara Técnica de Corrida de Rua acontecerá na sede do CREF2/RS no dia 22 de novembro.

Câmara Técnica de Corrida de Rua



CREF2/RS faz em Pelotas última palestra do ciclo “20 Anos da Regulamentação da Profissão de Educação Física”
22/10/2018
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS esteve em Pelotas na última quarta-feira, dia 17 de outubro, para realizar o terceiro e último encontro do Ciclo de Palestras “20 Anos de Regulamentação da Profissão de Educação Física”. O evento, que ocorreu na Escola de Educação Física da UFPel, reuniu cerca de 30 participantes, entre profissionais e estudantes. A atividade teve apresentações conduzidas por Samuel de Almeida (CREF 013510-G/RS), membro da Comissão de Orientação e Fiscalização (COF) do CREF2/RS; e por Leandro Leal (CREF 008113-G/RS), criador do Total Body Test e personal trainer.

A abertura do evento, feita pela presidente Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), destacou o sucesso do Ciclo, que também visitou Santa Maria e Caxias do Sul, e os grandes avanços conquistados pela Educação Física após a assinatura da Lei 9.696/98. O conselheiro Clery de Lima (CREF 000297-G/RS) foi o mestre de cerimônias do Ciclo em Pelotas e Carmen ainda mostrou aos presentes o novo vídeo institucional do CREF2/RS.

Na sequência, Almeida ministrou a palestra “Orientação e Fiscalização do Exercício Profissional da Educação Física”. Ele apresentou uma linha do tempo sobre a regulamentação e destacou quais são as atribuições do Sistema CONFEF/CREFs. O “Conselho é o órgão regulamentador e fiscalizador do exercício profissional, defendendo a sociedade e zelando pela qualidade dos serviços prestados”, comentou o membro da COF. “O nosso trabalho, especificamente dentro da Comissão, é elaborar as instruções para as ações de fiscalização e determinar as atividades em todo o Estado”, complementou. Samuel ainda explicou aos presentes como é o dia a dia dos agentes fiscais e o que pode acontecer em casos de infrações.

Por fim, a segunda palestra da noite, intitulada “A Importância da Avaliação Física nas Academias, Empresas e Escolas” foi ministrada por Leal e trouxe para o debate um assunto de grande importância para aqueles que atuam na área, sobretudo no mercado fitness. “A oferta da avaliação física, etapa em que percebemos com maior clareza o que podemos fazer com cada pessoa, é o que sempre diferencia a boa academia dos estabelecimentos comuns”, declarou. Na sua fala, o palestrante também salientou como os profissionais podem usar a avaliação física – antes, durante e depois do programa de treinamento – e como ela também pode ser implementada em outros locais, como empresas e escolas. “A avaliação faz o aluno adquirir autoconhecimento e também se torna um instrumento de fidelização, pois a melhora no desempenho destas pessoas se torna mensurável e perceptível, principalmente para eles mesmos”, analisou.

Eventos Pelotas



CREF2/RS realiza amanhã em Pelotas a última palestra sobre os 20 anos da regulamentação
16/10/2018
Fonte: CREF2/RS

O ano de 2018 marcou as duas décadas da Lei 9.696/98, que regulamentou a profissão de Educação Física. Para celebrar a data, o CREF2/RS vem realizando o Ciclo de Palestras “20 Anos de Regulamentação da Profissão de Educação Física”, em cidades do interior. Amanhã, dia 17 de outubro, Pelotas sediará o terceiro e último encontro do Ciclo, encerrando as comemorações de uma das mais importantes conquistas da área.

O evento, que já visitou Santa Maria e Caxias do Sul, vai ser realizado na Escola de Educação Física da UFPel, a partir das 19h, e contará com duas palestras. A primeira, chamada “Orientação e Fiscalização do Exercício Profissional da Educação Física”, será conduzida pelo membro da Comissão de Fiscalização e Orientação do CREF2/RS Samuel de Almeida (CREF 013510-G/RS). Já a segunda, com o tema “A Importância da Avaliação Física nas Academias, Empresas e Escolas”, vai ser ministrada por Leandro Leal (CREF 008113-G/RS), criador e responsável técnico do Total Body Test e personal trainer.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no local. O Ciclo de Palestras terá a emissão de certificado online, com carga horária de quatro horas, para todos os participantes.

Ciclo de Palestras “20 Anos de Regulamentação da Profissão de Educação Física” - Pelotas
Data: 17 de outubro, quarta-feira, das 19h às 22h
Local: Auditório da Escola Superior de Educação Física – UFPel
Endereço: Rua Luís de Camões, 625

Eventos Pelotas



Benno Becker recebe Troféu Destaque pela sua militância em prol da regulamentação da profissão
11/10/2018
Fonte: CREF2/RS

O professor Benno Becker Júnior (CREF 01644-G/RS) esteve na sede do CREF2/RS no dia 4 de outubro, quando recebeu da presidente do CREF2/RS, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), o Troféu Destaque na categoria Mérito da Educação Física. A homenagem faz jus a longa militância que Becker desenvolveu em prol do esporte e a sua participação fundamental na regulamentação da profissão de Educação Física. Benno é doutor em Psicologia pela Universidad de Barcelona e mestre em Educação pela PUCRS, tendo publicado 12 livros, e atua como terapeuta e coach pessoal, promovendo cursos e workshops sobre "comunicação Verbal e Não Verbal", "Atividades Psicofísicas para a Qualidade de Vida" e "Técnicas Cognitivas, Comportamentais e Somáticas - TCCS" aplicadas ao controle do estresse individual e grupal no esporte e para empresas, manejo da insônia, redução da Ansiedade e Depressão, manejo da obesidade e redução da Dor.

Benno foi um dos precursores na discussão sobre a problemática da atuação profissional em Educação Física, visando a criação de um órgão orientador, disciplinador e fiscalizador do exercício profissional. Em 1983, ele coordenou a reunião entre diretores, professores e estudantes de Escolas de Educação Física com o objetivo de elaborar um projeto tendo como base os projetos de conselho regionais e federais da psicologia e medicina. Após discussão e debate, o projeto de lei foi aperfeiçoado, e foi proposto a criação de Conselho dos Profissionais de Educação Física. A tramitação do projeto seria na Câmara dos Deputados, com a necessidade da mobilização dos representantes políticos de cada estado, para a defesa e o acompanhamento do projeto. Os Professores Benno Becker e Antônio Amorim foram designados para encaminhar o projeto de lei ao poder legislativo.

O projeto, já aperfeiçoado, foi apresentado por Benno no encontro de diretores de Escolas de Educação Física do Brasil, encontro que comemorava os 50 anos das Escolas de Educação Física da Universidade de São Paulo. Do ano de 1984 em diante, iniciaram de fato as ações concretas para a regulamentação da profissão. Paralelamente, foi apresentado o Projeto de Lei 4559/84, pelo deputado federal Darcy Pozza à Câmara dos Deputados, que dispunha sobre o Conselho Federal e os Regionais dos Profissionais de Educação Física, Desporto e Recreação. Este foi, oficialmente, o primeiro projeto de regulamentação da profissão.

Em praticamente todas as instâncias deliberativas, até então, das APEFs e nos Congressos da FBAPEF, as decisões eram sempre no sentido da luta pela regulamentação. De acordo com o trâmite do projeto de apresentação de propostas para apresentação de substitutivos. O PL 4559/84 foi aprovado pelo Congresso Nacional, em dezembro de 1989, sendo vetado pelo Presidente da República, José Sarney. Isso ocorreu no início do ano de 1990, baseando-se em parecer exarado pelo Ministério do Trabalho.

A luta prosseguiu no início de 1994, com grupos de estudantes de Educação Física preocupados com o crescente aumento de pessoas sem formação atuando no mercado emergente, articularam-se com a APEF-RJ para impedir o abuso, requerendo a regulamentação da profissão, com um novo movimento de mobilização da categoria, com a adesão de político para apresentar o projeto de lei e todo o desgaste que representaria tal questão, ao longo do trâmite do projeto na Câmara e no Senado.

Em Janeiro de 1995, durante a realização do congresso da FIEP em Foz do Iguaçu, o “Movimento pela regulamentação do Profissional de Educação Física” foi lançado na abertura do evento, após contar com a aprovação e adesão do delegado geral da FIEP no Brasil, Prof. Almir Gruhn e do Vice-Presidente, Prof. Manoel José Gomes Tubino. Jorge Steinhilber proferiu conferência de abertura do Congresso, anunciando que a assembleia da Federação Brasileira das Associações de Profissionais de Educação Física aprovara a proposta de regulamentação da profissão, e que lançava o “Movimento” como mola propulsora da regulamentação e como centro da rede de divulgação e mobilização, que seria necessária para esclarecimento e adesão nacional a respeito da questão. Assim foi lançado o “Movimento nacional pela regulamentação do Profissional de Educação Física”, no início do ano de 1995. Até a audiência pública realizada no dia 17 de outubro de 1996, o deputado Paulo Paim consultou as Instituições formadoras de profissionais de Educação Física, entidades, órgãos públicos, profissionais e estudantes de Educação Física.

Em 13 de agosto de 1998, o projeto foi incluído na ordem do dia do Senado. Após alguns momentos de tensão, em razão de possíveis emendas ao Projeto de Lei, o professor Jorge Steinhilber, reunido com a deputada Laura Carneiro e Senadores, firmou acordo para possibilitar a aprovação do Projeto de Lei nesta sessão. Após algumas manifestações de parlamentares, e um longo e brilhante discurso do senador Francelino Pereira, o projeto foi aprovado por unanimidade e encaminhado à sanção presidencial. Em 1º de Setembro de 1998, o Presidente da República, Fernando Henrique Cardoso, sanciona a lei 9696/98, publicada no Diário Oficial da União em 02/09/98.

Troféu Destaque 2018



CREF2/RS encerra em Pelotas seu ciclo de palestras sobre os 20 anos de regulamentação da profissão
25/09/2018
Fonte: CREF2/RS

O ano de 2018 marcou as duas décadas da aprovação da Lei 9696/98, legislação que regulamentou a profissão de Educação Física. Para celebrar a data, o CREF2/RS vem realizando durante este ano o Ciclo de Palestras “20 Anos de Regulamentação da Profissão de Educação Física” em cidades do interior do estado. No próximo dia 17 de outubro, Pelotas sediará o terceiro e último encontro do Ciclo, encerrando as comemorações de uma das mais importantes conquistas profissionais que trouxeram qualidade e segurança aos serviços prestados à saúde do povo brasileiro e na manutenção do bem-estar e na prevenção contra doenças.

O evento já visitou a cidade de Santa Maria, no dia 25 de abril, e Caxias do Sul no dia 6 de maio. Os palestrantes convidados pelo Conselho promoverem nestas cidades um diálogo com profissionais da saúde, docentes, estudantes e vários estratos do sociedade sobre vários aspectos da profissão, analisando suas conquistas e os desafios de promoção da saúde integral e políticas públicas que garantam as conquistas constitucionais. Até o momento, o Ciclo contou já abrangeu um público de 150 participantes.

Pelotas promete repetir o entusiasmo apresentado nas duas primeiras edições, tanto de público quanto pelos palestrantes. O próximo evento ocorrerá numa quarta-feira, 17 de outubro, das 19h às 22h. A primeira conferência tratará da “Orientação e Fiscalização do Exercício Profissional da Educação Física”, sendo realizada a partir das 19h05min pelo palestrante Samuel Moreira de Almeida (CREF 013510-G/RS). Samuel é licenciado em Educação Física, e exerce a função de secretário na Comissão de Orientação e Fiscalização do CREF2/RS.

A segunda palestra iniciará às 20h40min, tendo como tema “A Importância da Avaliação Física nas Academias, Empresas e Escolas”, ministrada por Leandro Feijó Leal (CREF 008113-G/RS). Licenciado pleno em Educação Física, Leandro possui ampla experiência em avaliação física. É criador e responsável técnico do Total Body Test (1998), método já utilizado em mais de 6 mil avaliações. Atuou em diferentes academias na cidade de Porto Alegre, nas áreas de avaliação física e de musculação. Atualmente é personal trainer na Body Tech.

Ciclo de Palestras “20 Anos de Regulamentação da Profissão de Educação Física” - Pelotas
Data: 17 de outubro, quarta-feira, das 19h às 22h
Credenciamento: 18h30min
Abertura: 19h
Local: Auditório da Escola Superior de Educação Física - UFPel
Rua Luís de Camões, 625 - Pelotas
Carga horária: 4 horas
O evento terá a emissão de Certificado online aos participantes
Inscrições gratuitas até o dia 16 de outubro pelo link aqui
*Com apoio da ESEF/UFPel

Ciclo de palestras “20 anos de regulamentação da profissão de Educação Física



Câmara de Corrida de Rua se reúne com presidente da Federação Gaúcha de Montanhismo
17/09/2018
Fonte: CREF2/RS

A Câmara Técnica de Corrida de Rua, presidida por Cláudia Ramos Lucchese (CREF 002358-G/RS), realizou sua reunião mensal no dia 13 de setembro, na sede do CREF2/RS, contando com representantes de empresas organizadoras de Trail run e membros das equipes de corrida desta modalidade. Neste encontro, a Câmara trouxe o presidente da Federação Gaúcha de Montanhismo, Nelson Brugger (CREF 006884-G/RS), para que relatasse os protocolos de segurança física e de conservação do meio ambiente utilizados no montanhismo. Estes princípios devem ser discutidos e adaptados aos tópicos que estarão presentes na Cartilha de Trail run, que será editada pelo CREF2/RS, e dirigida à divulgação aos praticantes, à sociedade e aos profissionais de Educação Física das noções de boas práticas para competir nesta modalidade, respeitando o meio ambiente e, principalmente, permitindo uma prática segura do esporte.

O presidente da Federação Gaúcha de Montanhismo explicou que os montanhistas têm uma ação muito forte ligada ao meio ambiente e à difusão de práticas de mínimo impacto nos locais onde se praticam os esportes nos ambientes naturais. "Eu havia lido no site do CREF2/RS sobre a intenção da Câmara de Corrida de Rua de produzir um manual para adaptar o corredor urbano ao trail run. Pensei que a Federação deveria contribuir, pois temos uma grande experiência na orientação das pessoas que estão começando a prática de esportes em áreas naturais”.

Brugger esclareceu que uma pessoa correndo em um parque nacional, mesmo sem saber, ajuda a defender aquela área de preservação, pois quando você tem um grupo razoável ocupando estes espaços, inibisse a ação de caçadores, palmiteiros e garimpeiros. "Contudo, reforçamos a compreensão que estes espaços são mais frágeis e têm um equilíbrio delicado”. O montanhista explicou que todos os parques naturais apresentam alguma área aproveitável para a atividade física, tendo apenas que adaptar o tipo de público e de percurso ao terreno.

Ele reforçou a expertise que a Federação tem de orientação das pessoas sobre as recomendações e cuidados, tanto na proteção der meio ambiente, quanto referentes aos cuidados de segurança pessoal. "Isto vai desde como fazer um banheiro no meio do mato, o que se enterra no buraco e o que não pode ser deixado, a que distância tem que ficar de uma fonte de água, como identificar água potável, entre outros exemplos".

Quantos aos animais silvestres, Brugger disse existir um temor disseminado em relação a cobras e serpentes, mas que o animal que causa o maior número de acidentes mortais é a abelha. "Aconselhamos a não usar perfume ou desodorante quando for praticar atividades nestes lugares, pois o cheiro é um forte atrativo para os insetos. Isso não é uma coisa óbvia para um corredor de rua urbano", complementa.

O presidente da Federação analisa que os esportes da natureza são menos estruturados que os esportes tradicionais, apresentando uma informalidade maior. "Futebol e voleibol você aprende na escola. Surfe e escalada não", resume, e cita a Argentina e Chile como países na América Latina que estão na vanguarda da prática dos esportes na natureza.

Um artigo do ex-presidente do Instituto Estadual de Florestas do Rio de Janeiro, André Ilha, publicado no site da Confederação Brasileira de Montanhismo e Escalada (CBME) sobre a política de visitação em áreas protegidas corrobora a ideia de preservação defendida por Brugger. "Desta forma, acreditamos firmemente que, pelo menos, uma parcela destes visitantes, caso tenha tido uma experiência positiva de acordo com o seu interesse e a sua aptidão física, levantará a voz em defesa dos parques visitados, exigindo mais verbas, mais estrutura e mais fiscalização contra os verdadeiros criminosos. Na mesma linha, as pessoas que desenvolverem um vínculo afetivo com parques desfrutados através da experiência direta, serão aquelas que oferecerão o necessário anteparo político para barrar propostas legislativas que visem a reduzi-los, extingui-los ou “flexibilizar” suas regras de proteção para atender a poderosos interesses econômicos sempre à espreita".

Câmara Técnica de Corrida de Rua



CREF2/RS revela vencedores do Troféu Destaque 2018
03/09/2018
Fonte: CREF2/RS

Comemorando o Dia do Profissional de Educação Física, o CREF2/RS realizou no sábado, dia 1º de setembro, a cerimônia de entrega do Troféu Destaque 2018. O prêmio, que chegou ao seu sétimo ano consecutivo, homenageou as pessoas e as empresas que mais de destacaram ao longo do último ano, em 17 categorias diferentes. Os estabelecimentos que completaram dez anos de registro também receberam um certificado como forma de reconhecimento.

A abertura da cerimônia foi feita pela presidente Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), que destacou a importância da data e o reconhecimento da premiação depois de seis edições. “O Dia do Profissional de Educação Física, que comemoramos com o Troféu Destaque, é um momento único no ano, em que podemos estar perto de muitos colegas e de sentir orgulho pelo que fazemos pela profissão e pela sociedade”, avaliou. A forma de escolha dos vencedores, com uma votação aberta no site do CREF2/RS para a definição dos três finalistas de cada categoria, também foi mencionada pela Presidente.

Confira os ganhadores:

Profissional de Academia:
Viviane Rigotti (CREF 000429-G/RS)
Graduada pelo IPA, Viviane possui pós-graduação em Ciências do Esporte pela UFRGS e formação na área de pilates pela STOTT. Participa constantemente de cursos de aprimoramento profissional na área, atuando como instrutora de ginástica localizada, step, bodypump e GAP, além da atividade de personal trainer. Atualmente, trabalha nas academias Bodytech, Fórmula e Ineex, em Porto Alegre.

Profissional da Saúde:
Alexandre Ritter (CREF 002070-G/RS)
Graduado pela UFRGS, Alexandre possui mestrado e doutorado em Ciências do Movimento Humano pela mesma Universidade. É professor da Diretoria de Esporte, Recreação e Lazer da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Esporte de Porto Alegre. Atua principalmente nas áreas de postura corporal humana, em especial de crianças e adolescentes, e de exercício físico na promoção da saúde na terceira idade.

Profissional de Atividade Física na Empresa e Ginástica Laboral:
Cleber Picco (CREF 009417-G/RS)
Licenciado e bacharel em Educação Física pela Unijuí, Cleber possui também Tecnólogo em Gestão de Recursos Humanos. Como analista de lazer no SESI, coordenou o Programa de Ginástica na Empresa. É sócio-fundador e atualmente coordenador da Academia Fitness Center, em Horizontina, onde implementou o Programa de Ginástica Laboral e Consultoria para Empresas, que atende diversas organizações da região.

Profissional de Esporte Radical e de Aventura:
Felipe Raupp (CREF 001673-G/RS)
Fundador da Associação dos Surfistas de Torres, instituição por ele presidida, Felipe é responsável por diversas conquistas do esporte na cidade. Proprietário da Escola de Surf Felipe Raupp desde 1984, também em Torres, é arbitro e técnico da Federação Gaúcha de Surf e possui curso de técnico pela International Surfing Association. Tem experiência como free surfer nos Estados Unidos, Austrália, Peru, El Salvador e Nicarágua.

Profissional de Paradesporto e Atividade Adaptada:
Giuliano Liotto (CREF 019483-G/RS)
Especialista em Fisiologia do Exercício pela UGF, Giuliano é mestre em Ciências do Movimento Humano pela UFRGS e Professor da URI – Erechim. Presidente da Associação Erechim de Judô, é também Membro da Special Needs Judo Union, entidade que rege o Judô Para Todos, além de técnico da Seleção Brasileira da modalidade. Desenvolveu o Projeto Judô Para Todos Erechim, que atende diversas crianças com deficiência no Judô escolar.

Profissional de Corrida de Rua:
Eduardo Remião (CREF 001855-G/RS)
Graduado em Educação Física pelo IPA e especialista em Fisiologia do Exercício e em Ciências do Esporte pela UFRGS, Eduardo é ex-atleta de atletismo e de triatlo, com títulos nacionais e internacionais. É personal trainer e técnico de corrida há mais de 25 anos. É ainda coordenador da Remião Treinamento Físico e um dos fundadores da Federação Gaúcha de Triathlon e da Associação de Assessorias Esportivas do Rio Grande do Sul.

Profissional com Atuação em Projetos Sociais:
Vinícius Flores (CREF 017362-G/RS)
Vinícius atua desde 2010 com a modalidade de tênis, e é idealizador do projeto social “Tênis na Comunidade”, de 2013. Através do projeto, que adapta quadras públicas de futsal para o tênis, treina alunos que figuram entre as melhores colocações no ranking estadual de Tênis. Também é servidor da Secretaria do Esporte e Lazer de Caxias do Sul, onde trabalha com a iniciação e formação da modalidade com cerca de 500 alunos do município.

Profissional de Recreação:
Silvana Maziero (CREF 009847-G/RS)
Graduada em Educação Física e especialista em Ensino Especial pela Universidade de Caxias do Sul, Silvana foi professora de ginástica aeróbica e atuou nas Escolas de Educação Infantil Karamelada, Vovó Lu e na Crecha Tia Fran. Atualmente coordena o Serviço de Recreação Terapêutica Hospitalar e Projetos Sociais do Hospital Geral de Caxias do Sul, desempenhando também a função de professora de natação para pacientes da ala infantojuvenil e de instrutora de Ginástica Laboral para os funcionários do Hospital.

Profissional de Escola:
Luiz Rossetto (CREF 005469-G/RS)
Graduado em Educação Física pela Universidade de Passo Fundo e pós-graduado em Ciência do Esporte pela mesma instituição, Luiz Valério trabalha há mais de 20 anos na antiga Escola Agrotécnica de Sertão, hoje IFRS Campus Sertão. Atualmente, treina equipes de voleibol e handebol masculinas e femininas, com participação em diversas competições estaduais. Também promove torneios de integração entre municípios próximos a Sertão.

Profissional de Lutas:
Alexandre Velly Nunes (CREF 001933-G/RS)
Doutor em Pedagogia do Movimento Humano pela Universidade de São Paulo, Alexandre é treinador de judô graduado pela Deutsch Judo Bund, da Alemanha. Foi professor da Academia Brasileira de Treinadores do Instituto Olímpico Brasileiro do COB e integrante da Comissão de Combate ao Doping da Confederação Panamericana de Judô. Atuou na organização dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro e atualmente é professor adjunto da UFRGS.

Profissional Técnico Desportivo:
Dênio Peixoto (CREF 004135-G/RS)
Dênio é coordenador técnico do Departamento de Voleibol do Grêmio Náutico União desde 2005 e há nove anos atua como técnico das seleções gaúchas femininas da modalidade. Com experiência em categorias de base, profissional e voleibol escolar, possui experiência na organização de eventos esportivos e é, desde 2015, também técnico das equipes de voleibol do Colégio Batista.

Mérito da Educação Física:
Benno Becker Júnior (CREF 01644-G/RS)
Graduado em Educação Física pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e em Psicologia pela PUC-RS, Benno é doutor em psicologia pela Universidade de Barcelona. Atualmente é professor convidado em diferentes universidades do país e do exterior, sendo ainda colaborador em periódicos na área da psicologia do esporte. É também vice-presidente da Federación Sudamericana de Deporte para la Paz.

Profissional do Ano:
Álvaro Laitano da Silva (CREF 000006-G/RS)
Especialista em Educação Psicomotora pela UFRGS, foi professor da rede pública de ensino estadual. Atualmente é professor da Faculdade de Educação Física da Ulbra nos Campus Gravataí e Guaíba, atuando principalmente nos temas educação física, natação, aprendizagem, futebol e história. Dedicou-se à defesa da profissão e dos profissionais junto ao Sindicato, Conselho e Associação dos Profissionais de Educação Física.

Pessoa Jurídica – Academia:
Mapi Academia – Canoas (CREF 001682-PJ/RS)
Com quase duas décadas de reconhecimento junto à comunidade de Canoas, a Mapi Academia conta com uma estrutura moderna, equipamentos de alta performance e uma grande diversidade de modalidades oferecidas aos seus frequentadores, como musculação, treinamento funcional, zumba, kangoo jump, yoga, muay thai, jiu-jitsu e ballet fitness. Possui ainda aulas específicas para crianças e para a terceira idade.

Pessoa Jurídica – Clube ou Sociedade:
Grêmio Sargento Expedicionário Geraldo Santana (CREF 000372-PJ/RS)
Um dos maiores clubes do Rio Grande do Sul, referência entre as entidades do mesmo porte, o Grêmio Sargento Expedicionário Geraldo Santana foi criado em 1948, a partir da união de duas entidades. Com um importante quadro associativo, atende, além de militares das três forças, associados civis. Na área de esportes, atua com atividades de ginásio e de piscina, em modalidades como futsal, vôlei, judô, natação e hidroginástica.

Personalidade do Ano:
Luiz Celso Giacomini (CREF 001449-G/RS)
Mestre em Ciências do Movimento Humano pela Universidade Federal de Santa Maria, Luiz é professor do curso de graduação de Educação Física da UFSM. Técnico de handebol com diversos títulos brasileiros e sul-americanos, atuou também à frente da Seleção Brasileira desta modalidade. Foi presidente da Federação Gaúcha de Handebol, presidente da Fundergs e membro da Associação Mundial Antidopagem. Atualmente é Secretário Nacional de Esporte de Alto Rendimento do Ministério do Esporte.

Veículo de Comunicação:
Radar Esportivo – Rádio Universidade AM – Santa Maria
No ar desde 1981 na Rádio Universidade AM, da Universidade Federal de Santa Maria, o Programa Radar Esportivo é dedicado exclusivamente ao esporte, sendo reconhecido por abrir espaço para todas as modalidades individuais e coletivas e eventos esportivos locais, regionais, estaduais, nacionais e internacionais. Produz entrevistas, reportagens, comentários, notícias, curiosidades, quadros e um toque especial dos sons do esporte.

Troféu Destaque



CREF2/RS fecha uma academia e autua outras nove irregulares
28/08/2018
Fonte: CREF2/RS

Na segunda semana de agosto, os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS realizaram 38 fiscalizações, fechando uma academia em Uruguaiana por não apresentar nenhum profissional para assumir as atividades. Ao todo, 10 denúncias foram totalmente atendidas, resultando em nove estabelecimentos autuados. Destas irregularidades, constatou-se quatro academias sem registro da empresa, outras quatro funcionando sem profissional presente no momento da visita, além de uma academia permitir a atuação de leigos em exercício ilegal da profissão, além de outra descumprir o Termo de Cooperação firmado com o Conselho.

Entre os dias 12 e 18 de agosto, oito pessoas foram autuadas por alguma infração, sendo flagrados um leigo em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio, outros três Responsáveis Técnicos descumprindo obrigações inerentes as suas funções. Os fiscais também constataram um profissional atuando fora da área de formação e infringindo o Código de Ética Profissional, além de dois diplomados sem registro profissional.

Em seu trabalho interno, o DEFOR protocolou 54 novas denúncias através do formulário no site e emitiu novas 32 notificações, além de encaminhar 11 processos de Ação Civil Pública (ACP) para empresas sem registro. As cidades visitadas pelos fiscais na segunda semana de agosto foram Uruguaiana, São Leopoldo e Triunfo. Qualquer denúncia de irregularidade pode ser encaminhada ao DEFOR pelo formulário disponível neste link.

DEFOR



CongregaCREF reúne profissionais e estudantes para dois dias de palestras
27/08/2018
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS realizou, nos dias 24 e 25 de agosto, o CongregaCREF – IV Seminário Sul Brasileiro de Educação Física, no Centro Universitário Metodista IPA. O evento teve como objetivo promover o conhecimento e a qualificação dos profissionais, por meio de seis palestras, abrangendo diversas áreas e abordando as conquistas e os desafios dos 20 anos de regulamentação da profissão. A mesa de abertura foi composta pela presidente do CREF2/RS Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), pelo reitor do IPA Norberto Garin, pela conselheira e presidente da Associação dos Profissionais de Educação Física do Rio Grande do Sul Luciane Citadin (CREF 000100-G/RS) e pelo conselheiro federal do CONFEF Sérgio Sartori (CREF 000003-G/RJ).

Com a palestra “20 Anos de Regulamentação da Profissão de Educação Física”, Sérgio Sartori relembrou a histórica luta pela regulamentação, que remonta aos anos 40. “A iniciativa partiu das Associações dos Professores de Educação Física, localizadas no Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo. Juntas fundaram a Federação Brasileira das Associações de Professores de Educação Física, em 1946”, afirmou. Segundo Sartori, o gaúcho Benno Becker (CREF 001644-G/RS) coordenou a segunda fase do processo, quando foi apresentado pelo deputado federal Darcy Pozza o primeiro projeto de lei à Câmara dos Deputados. A iniciativa foi aprovada pelo Congresso Nacional em dezembro de 1989, mas vetada posteriormente pelo presidente José Sarney.

No início de 1994, a APEF-RJ retomou a luta e, por meio de um grupo de professores, lançou o Movimento Nacional pela Regulamentação do Profissional de Educação Física, no início de 1995. “Para deflagrar o processo formalmente, o deputado federal Eduardo Mascarenhas apresentou um novo projeto de lei na Câmara dos Deputados. Em 22 de outubro de 1997, foi aprovado por unanimidade e remetido à Comissão de Constituição e Justiça. Em 1º de setembro de 1998, o presidente Fernando Henrique Cardoso sancionou a Lei 9.696/98”, comemorou.

Já André Lopes (CREF 008061-G/RS) realizou uma palestra intitulada “Hipertrofia Muscular: Mitos, Verdades e Atualizações”. De forma descontraída, Lopes iniciou sua fala dando dicas de como criar e realizar projetos de sucesso baseados em novas ideias. “O atual estágio da nossa sociedade é baseado na informação, basicamente veiculada pela Internet. As pessoas passam em média 30 horas conectadas”, afirmou. De acordo com o palestrante, o que pode diferenciar o profissional de Educação Física em meio a essa abundância de estímulos é referenciar a sua proposta de trabalho através de meios científicos comprovados. “A inovação tem que ser chancelada por meio de pesquisas confiáveis”, aconselhou.

Em relação à hipertrofia muscular, André logo afirmou que muitos docentes ainda usam uma terminologia defasada em relação aos músculos. Ele também explicou que os fatores que afetam a massa muscular são a genética, a idade, o treinamento, a nutrição, o descanso e, em alguns casos, a farmacologia. André ainda disse que, com o cruzamento de metadados sobre as fibras musculares, ficou provado que um descanso maior entre as séries dão maior resultado para o treino de hipertrofia que as de descanso curto, mas a cadência de realização do movimento e o intervalo de devem ser fixos. “Caso contrário, se perde o controle da periodização”, relatou. Por fim, ele lançou um desafio ao auditório: “organize os próximos treinos de maneira que sejam progressivamente mais científicos”.

O segundo dia de evento iniciou sábado, com a primeira palestra de Fábio Padilha (CREF 000613-G/DF). Em “O Futuro do Profissional de Educação Física”, o organizador do Brasília Capital Fitness deu dicas de como se diferenciar e fazer sucesso, em um mercado extremamente competitivo. “A ideia precisa vir antes do dinheiro. Os empresários que dão certo são aqueles que tomam atitudes e que trabalham para a evolução”, frisou. Na sua fala, Padilha também elencou a proatividade, a força de vontade, a determinação e a coragem como elementos fundamentais para quem quer crescer. “Se você sabe o que precisa ser feito, não espere alguém pedir para você fazer. Simplesmente faça”, defendeu. Além de explorar cada um desses eixos, o palestrante também considerou a ambição necessária para o sucesso. “Saiba o que você quer, não diga ‘tanto faz’ ou ‘pode ser’ diante das oportunidades”, destacou.

Em um segundo momento, Padilha fez a apresentação “Tendências Mundiais do Mercado fitness”, dessa vez direcionada aos empresários e donos de academia presentes. O palestrante mostrou cases de empresas bem-sucedidas e explicou que o bom gestor é, na verdade, aquele que não deixa os problemas acumularem. “Há sempre dois caminhos: fazer dar certo, com dedicação total, ou abandonar”, declarou. Para Padilha, as qualidades necessárias para se tornar um empresário de sucesso são bem parecidas com as características de um bom um profissional: atitude, proatividade, inteligência, visão e coragem. O palestrante ainda falou sobre estratégias de negócio e sobre o relacionamento com concorrentes. No final, tirou dúvidas e destacou formatos de empresa que poderiam ser facilmente implementados no Brasil. “O índice de obesidade aqui é alto, o que significa que temos um bom nicho para ser explorado. Quem ganha dinheiro é quem é a solução do problema de alguém”, encerrou.

Já a primeira palestra da parte de sábado à tarde foi de Fabián Mariotti (CREF 011969-P/RS), mestre em Educação pela Universidade de Rosário, na Argentina, e autor de 17 livros sobre recreação. Mariotti, que trouxe o tema “A Importância do Lúdico na Educação Física Escolar” para o debate e para a reflexão, mostrou aos presentes, de maneira bastante prática, como as brincadeiras, especialmente com músicas, podem ser extremamente proveitosas aos alunos. “Os professores, de uma maneira geral, precisam ter consciência da atitude lúdica, atuando de forma menos dura nas aulas e mais abertos para aprenderem com também”, explicou. Mariotti, ao longo da sua apresentação, mostrou aos presentes as vantagens da aproximação e da interação entre as crianças nas aulas de Educação Física Escolar.

Robson Santos (CREF 021677-G/RS), pós-graduado em Reabilitação de Lesões Musculoesqueléticas e finalista do prêmio Top Trainer Brasil 2017, fez a última palestra do CongregaCREF 2018, com o título “O Profissional de Educação Física no Tratamento e Prevenção da Hérnia de Disco”. Além de classificar as diferentes fases do problema e o que é mais recomendado para combater a dor, o palestrante apresentou de forma bastante didática algumas estratégias que podem ser adotadas pelos profissionais de Educação Física diante de qualquer tipo de lesão. “O instrutor de musculação, que está lá na academia atendendo uma pessoa que tem hérnia de disco ou alguma outra enfermidade, não precisa ter medo de atender esse tipo de aluno. O que ele não pode é só montar um treino e contar as séries, tem é que analisar o aluno desde o primeiro momento e entender os seus gestos e as suas reações durante a prática”, explicou Santos.

CongregaCREF



Fiscalizações do CREF2/RS aumentam no primeiro semestre de 2018
20/08/2018
Fonte: CREF2/RS

No primeiro semestre de 2018, mesmo trabalhando com um menor contingente de fiscais, o CREF2/RS aumentou o número de fiscalizações e autuações em relação ao mesmo período do ano passado. Nestes primeiros seis meses de 2018, os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do Conselho realizaram 1397 visitas de fiscalização, fechando 45 academias irregulares em vários municípios. Ao todo, 466 estabelecimentos foram autuados por uma ou mais infrações, sendo que 187 empresas não possuíam registro, outras 203 funcionavam sem profissional presente no momento da visita e permitiam atuação de leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio.

Na primeira metade do ano, foram autuadas 319 pessoas, sendo flagrados 139 leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio, 93 Responsáveis Técnicos descumprindo obrigações inerentes a suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional, 46 profissionais atuando fora da área de formação e infringindo o Código de Ética Profissional. Os agentes também flagraram 37 diplomados atuando sem registro profissional e quatro profissionais atuando com seu registro baixado/suspenso.

A coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS, Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), atribui os números positivos deste primeiro semestre ao comprometimento dos fiscais com a profissão. "Todos nossos agentes de Fiscalização são profissionais de Educação Física, e eles não medem esforços na busca de condições justas para quem trabalha dentro da lei". Fernanda explica que a estratégia para driblar a contingente reduzido é priorizar as regiões onde há um maior número de denúncias, objetivando uma maior abrangência no atendimento. Ela complementa que o quadro de funcionários deve aumentar a partir da abertura de um novo concurso, quando se almeja chegar a um quadro de 10 fiscais. “Com isto poderemos imprimir uma maior regularidade na visitas", afirma.

Fernanda ressalta que a atuação da Fiscalização também visa a orientar os profissionais, os estudantes, as empresas e os Responsáveis Técnicos, pois muitas destas pessoas não conhecem a legislação. "Esse trabalho acontece não só nas fiscalizações, mas também em audiências realizadas no CREF2/RS, em palestras e materiais impressos que o Conselho edita". A coordenadora observa que existe uma cultura de proteção entre os próprios profissionais de Educação Física, e que isto deve ser inibido através da conscientização da categoria. "Infelizmente percebemos a ocultação de irregularidades entre colegas, o que prejudica nossa profissão como um todo". Ela esclarece que para dar uma resposta efetiva a grande cobrança dos profissionais por autuações de quem trabalha de forma irregular, há necessidade da materialidade da ilegalidade. "Valorizar a profissão e o trabalho da fiscalização passa por não acobertar os ilícitos de colegas", alerta. Fernanda explicita que é função do Conselho reprimir as irregularidades, mas que o primeiro fiscalizador ainda é o profissional de Educação Física.

DEFOR



Câmara Técnica de Corrida de Rua avança na elaboração da Cartilha de Trail run
17/08/2018
Fonte: CREF2/RS

A Câmara Técnica de Corrida de Rua, presidida por Cláudia Ramos Lucchese (CREF 002358-G/RS), realizou sua reunião mensal no dia 15 de agosto, na sede do CREF2/RS, contando com representantes de empresas organizadoras de Trail run e membros das equipes de corrida desta modalidade. Na reunião, prosseguiu-se aprofundando a discussão dos tópicos que estarão presentes na Cartilha de Trail run, que será editada pelo CREF2/RS, e dirigida à divulgação aos praticantes, à sociedade e aos profissionais de Educação Física das noções de boas práticas para competir nesta modalidade, respeitando o meio ambiente e, principalmente, permitindo uma prática segura do esporte.

Anderson Freitas (CREF 025561-G/RS), membro da equipe Winners, explicou que durante a reunião os integrantes analisaram os itens obrigatórios que constarão na publicação. “Entre os objetos usados nas trilhas, constarão apitos localizadores, mochila ou cinto de hidratação, mantas térmicas e indicações de modelos adequados de tênis. Num primeiro momento, estes itens não serão obrigatórios, mas sim recomendados". Freitas argumenta que como no Rio Grande do Sul o esporte não está consolidado, e as empresas que organizam estes eventos ainda estão captando clientes, a imposição de muitas restrições prejudicaria a difusão do Trail run. “A solução encontrada pela Câmara foi a publicação desta cartilha de boas condutas, com o intuito de iniciar uma cultura de segurança nos competidores", acrescentou.

Segundo Anderson, outros tópicos da cartilha abordarão são a conduta dentro da trilha, o condicionamento físico adequado para a prática do Trail Run, qual a orientação correta a ser dada pelos profissionais de Educação Física aos competidores nestas provas, como se postar corretamente com o bastão da caminhada, qual o procedimento para a entrada e a descida nas trilhas, pois no ambiente em que ocorre o Trail Run, haverá pedras, limo, buracos e outros obstáculos naturais. Também será abordado qual o comportamento adequado ao avistar cobras, aranhas, escorpiões, colmeias de abelhas e outros animais silvestres nas trilhas Outro ponto debatido e que será incluído no documento é a sugestão ao competidor que informe seu Responsável Técnico no momento da inscrição nas provas. “Como ainda estamos num processo de migração de atletas de rua para o Run Trail, tentamos demonstrar que esta informação lhes dará segurança tanto física como legal, e será uma referência importante para que os organizadores saibam que o competidor está apto para a prova, chancelado por um profissional de Educação Física”, assegurou.

Anderson ressaltou que todos estes cuidados visam a implantação do esporte com o máximo de profissionalismo, cuidados pessoais e preservação ambiental no nosso estado. "Como a cultura do Trail run não está consolidada, já houve casos de risco para os competidores, como no caso em que uma mãe queria fazer uma trilha com seu filho acomodado em um carrinho de bebê, atitude barrada pelo organizador, dado o grau de riscos à que a criança estaria exposta. Ficando em apenas um exemplo hipotético, um incidente com abelhas no meio da trilha poderia provocar óbito do bebê rapidamente”, exemplificou. Anderson prevê que essa Cartilha, que visa a orientação dos novos esportistas e conscientização da sociedade e dos profissionais de Educação Física, reflete o esforço inicial, e que deverá ser constante, na educação e orientação dos participantes da modalidade, permitindo a assimilação desses bons hábitos que são sugeridos, permitindo aos competidores que ponderar qual a atitude mais recomendada às situações que ocorrem durante os percursos.

“Neste sentido, colocamos às empresas que neste primeiro momento eles até podem perder clientes, mas que isto será um filtro que revelará quais competidores estão realmente aptos para praticar o Trail Run, fato que trará mais segurança, tanto física dos competidores como jurídica dos organizadores. Neste sentido, já estamos planejando que a Câmara de Corrida de Rua institua um ranking para estas provas, que indicariam o nível de segurança e organização, baseados nos tópicos da cartilha”, complementa.

“A explosão do segmento Trail Run acontecerá a partir do momento em que as empresas se tornarem altamente profissionalizadas, o que me leva a crer que em dois anos teremos empresas de altíssimo nível no Sul do país. No momento, percebo que as equipes ainda não têm segurança em relação às exigências das empresas, pois os grupos de corrida estão no processo de migração do asfalto para a trilha”. Anderson constata que as empresas gaúchas ainda trabalham com um público restrito, com competições girando em torno de 200 atletas, e que podem alcançar 500 competidores em provas de maior destaque no calendário. No Rio Grande do Sul, o profissional cita alguns pontos mais conhecidos para competições de Trail Run locais como o Morro da Borússia, em Osório, o Salto Ventoso, em Farroupilha, o Ninho da Águias, em Nova Petrópolis, algumas trilhas de Taquara e o Morro da Apamecor, em Porto Alegre.

Freitas também analisou o processo de transição dos atletas de corrida de rua da capital gaúcha para as competições nas trilhas. "Pelas características urbanas de Porto Alegre, com sua geografia plana, ao percorrerem trilhas, o cliente inicialmente desfruta mais o meio ambiente e as belezas das trilhas, do que propriamente a competição, que demandaria fazer o trecho no menor tempo, levando equipamento para necessidades básicas de sobrevivência”, esclarece. Anderson acredita que este contato inicial com o esporte tende a ser mais lúdico porque em determinadas competições em trilhas exigem do atleta uma demanda de energia que pode chegar ao dobro ou até mesmo o triplo da utilizada em corridas de rua, trabalhando outro tipo de musculatura e outra rota metabólica, inclusive com passadas diferentes para cada tipo de terreno.

A próxima reunião da Câmara Técnica de Corrida de Rua está marcada para o dia 13 de setembro na sede do CREF2/RS. Na pauta serão estudados detalhadamente todos os tópicos da cartilha, com novas inserções de informações e orientações e adaptações de texto.

Câmara Técnica de Corrida de Rua



Vice-presidente do CREF2/RS participa do Primeiro Congresso Internacional de Educação Física no Peru
02/08/2018
Fonte: CREF2/RS

O vice-presidente do CREF2/RS, Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), esteve presente no 'Primeiro Congresso Internacional de Educação Física", realizado de 1º a 4 agosto de 2018, na Universidad Nacional José María Arguedas (UNAJMA), localizada na cidade de Andahuaylas, situada no Departamento de Apurímac, no Peru. Lauro apresentou em sua palestra o tema “Os benefícios da Educação Física no mundo do Trabalho. Durante sua palestra, Lauro ressaltou que cada vez mais organizações empresariais buscam soluções inovadoras por meio de politicas de promoção, prevenção e educação à saúde no ambiente laboral.

“Entre as mais recentes propostas, a inserção da Educação Física no Trabalho, se apresenta como um novo e promissor mercado mundial a ser desbravado”, ressaltou. O vice-presidente afirmou que os objetivos da Educação Física no trabalho, são a realização de consultoria, assessoria e atendimento a empresa que, na compreensão das relações de produção, processo e organização do trabalho, oferece diagnósticos voltados à saúde, educação esporte e lazer dos trabalhadores, promovendo com isto a prática da atividade física mais adequada a realidade. “A expertise da Educação Física no Trabalho, engloba a capacitação e habilitação profissionais necessárias ao entendimento dos processos de trabalho e dos fatores de risco que determinam riscos à saúde, acidentes e doenças ocupacionais”, complementa.

Lauro informou que o investimento na capacitação do profissional de Educação Física neste propósito e sua inserção acontecerá de forma gradativa, incorporados inicialmente nos Serviços de Segurança e Medicina do Trabalho e a Programas de Atenção à Saúde e Bem Estar do Trabalhador, além dos relacionados à implementação de um estilo de vida ativo. “O diagnóstico, a pesquisa e o planejamento são os principais objetivos da Educação Física no Trabalho, objetivando o aprimoramento dos serviços a serem prestados à sociedade, elevando a qualidade e compromisso ético-profissional, instituindo grupos de trabalho especializados no campo laboral, na elaboração de propostas que serão colocadas para discussão nas instituições de ensino superior, estabelecendo parcerias na formação do profissional e sua normatização”, acrescentou.

Entre as propostas de atividades praticas, lauro exercitou com os participantes modelos de proposta de Educação Física no trabalho que atendam as empresas do Peru; a elaboração de ações na área da saúde do trabalhador através da Educação Física no Trabalho, tipos de exercícios para determinadas funções apresentadas, modalidade de atividades esportivas e físicas para determinado grupo de trabalhadores, propostas integradas da Educação Física às demais profissões da saúde para atender o trabalhador peruano, entre outras atividades práticas.

Ginástica Laboral



O vice-presidente do CREF2/RS do Primeiro Congresso Internacional de Educação Física no Peru
02/08/2018
Fonte: CREF2/RS

O vice-presidente do CREF2/RS, Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), esteve presente no 'Primeiro Congresso Internacional de Educação Física", realizado de 1º a 4 agosto de 2018, na Universidad Nacional José María Arguedas (UNAJMA), localizada na cidade de Andahuaylas, situada no Departamento de Apurímac, no Peru. Lauro apresentou em sua palestra o tema “Os benefícios da Educação Física no mundo do Trabalho. Durante sua palestra, Lauro ressaltou que cada vez mais organizações empresariais buscam soluções inovadoras por meio de politicas de promoção, prevenção e educação à saúde no ambiente laboral.

“Entre as mais recentes propostas, a inserção da Educação Física no Trabalho, se apresenta como um novo e promissor mercado mundial a ser desbravado”, ressaltou. O vice-presidente afirmou que os objetivos da Educação Física no trabalho, são a realização de consultoria, assessoria e atendimento a empresa que, na compreensão das relações de produção, processo e organização do trabalho, oferece diagnósticos voltados à saúde, educação esporte e lazer dos trabalhadores, promovendo com isto a prática da atividade física mais adequada a realidade. “A expertise da Educação Física no Trabalho, engloba a capacitação e habilitação profissionais necessárias ao entendimento dos processos de trabalho e dos fatores de risco que determinam riscos à saúde, acidentes e doenças ocupacionais”, complementa.

Lauro informou que o investimento na capacitação do profissional de Educação Física neste propósito e sua inserção acontecerá de forma gradativa, incorporados inicialmente nos Serviços de Segurança e Medicina do Trabalho e a Programas de Atenção à Saúde e Bem Estar do Trabalhador, além dos relacionados à implementação de um estilo de vida ativo. “O diagnóstico, a pesquisa e o planejamento são os principais objetivos da Educação Física no Trabalho, objetivando o aprimoramento dos serviços a serem prestados à sociedade, elevando a qualidade e compromisso ético-profissional, instituindo grupos de trabalho especializados no campo laboral, na elaboração de propostas que serão colocadas para discussão nas instituições de ensino superior, estabelecendo parcerias na formação do profissional e sua normatização”, acrescentou.

Entre as propostas de atividades praticas, lauro exercitou com os participantes modelos de proposta de Educação Física no trabalho que atendam as empresas do Peru; a elaboração de ações na área da saúde do trabalhador através da Educação Física no Trabalho, tipos de exercícios para determinadas funções apresentadas, modalidade de atividades esportivas e físicas para determinado grupo de trabalhadores, propostas integradas da Educação Física às demais profissões da saúde para atender o trabalhador peruano, entre outras atividades práticas.

Ginástica Laboral



CREF2/RS autua quatro estabelecimentos irregulares na primeira semana de julho
24/07/2018
Fonte: CREF2/RS

Na primeira semana de julho, os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS realizaram 28 fiscalizações, perfazendo nove denúncias totalmente atendidas e autuando quatro estabelecimentos por uma ou mais infrações. Destas irregularidades, constatou-se uma academia sem registro da empresa, outras três funcionando sem profissional presente no momento da visita, além de dois estabelecimentos permitindo atuação de leigos em exercício ilegal da profissão.

Entre os dias 1º e 7 de junho, sete pessoas foram autuadas por alguma infração, sendo três leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio e quatro Responsáveis Técnicos descumprindo obrigações inerentes a suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional.

Em seu trabalho interno, o DEFOR protocolou 19 justificativas e recursos, e 25 multas fortam enviadas para empresas por descumprirem Termo de Cooperação ou faltarem a audiência do mesmo além de emitirem 42 notificações para empresas e pessoas que não se regularizaram ou justificaram após vencido o prazo de suas autuações. As cidades visitadas foram Cruz Alta, Canoas e Campo Bom. Qualquer denúncia de irregularidade pode ser encaminhada ao DEFOR pelo formulário disponível neste link.

DEFOR



Câmara Técnica de Corrida de Rua faz segunda reunião para regramento do Trail Run
13/07/2018
Fonte: CREF2/RS

A Câmara Técnica de Corrida de Rua realizou sua reunião mensal no dia 12 de julho, na sede do CREF2/RS, a qual contou com a presença de nove representantes de empresas organizadoras de Trail Run. Na ocasião, foi retomada a pauta do encontro anterior, que consiste num trabalho de orientação, regramento e conduta para o Trail Run. O esporte vive um momento do “boom” e, nos últimos anos, tem tido crescimento exponencial inclusive no Rio Grande do Sul. Vários fatores levam os corredores de rua para esta modalidade, explica a presidente da Câmara, Cláudia Ramos Lucchese (CREF 002358-G/RS). “Muitas pessoas estão migrando para esta modalidade pela saturação com o ambiente urbano, pelo apelo da Natureza e também pelo grau de dificuldade exigido pela trilha”, argumenta.

Ainda de acordo com Cláudia, atualmente existem vários organizadores de corridas de trilha no estado, mas é preciso atentar que a prática deste esporte exige muita responsabilidade e segurança. “Chegamos à conclusão na reunião passada, quando trouxemos um dos organizadores de Trail Run mais que representativos do estado, quando ele ponderou que já existiam muitos eventos sem a presença do Responsável Técnico ou que não tinham a empresa formada, o que dá mais segurança jurídica”, opinou. "Então hoje reunimos para debater estes assuntos nove organizadores de evento e dois promotores do esporte sem registro, além dos membros da Câmara Técnica”, contabilizou.

A presidente da Câmara afirmou que o encontro demonstrou o comprometimento destes organizadores com a exigência da participação de um Responsável Técnico nos eventos. "Daqui também surgiu uma ideia bacana de nós criarmos uma publicação especial para o Trail Run, nos moldes da Cartilha de Corrida Rua editada pelo CREF2/RS". O objetivo, segundo Cláudia, será divulgar à sociedade e aos profissionais de Educação Física as boas práticas para o participante desta modalidade em relação ao meio ambiente e, principalmente, em relação à segurança, pois a atividade envolve um grau de complexidade maior, e que deve ser respeitado não só pelo esportista, mas também por parte do organizador. Quem está organizando uma trilha tem que entender a necessidade essencial do Responsável Técnico”.

Cláudia adiantou que um dos objetivos para a próxima reunião, que ocorrerá em 16 de agosto, será normatizar a criação, a organização e a condução dos eventos. A presidente da Câmara disse que ficou bastante impressionada com a aceitação dos participantes do CREF2/RS nestas decisões, ficando claro o respeito conquistado pela Autarquia no meio. “Pareceu-me que eles se sentiram muito mais acolhidas tendo respaldo institucional do Conselho”, avaliou. "Até porque eles têm respaldo do CREF2/RS para possíveis denúncias, pois é obrigatório a todo evento a presença de um Responsável Técnico, conforme a Lei 9696/98".

Além dos nove organizadores de eventos de trilha, participaram da reunião a presidente da Câmara Cláudia Lucchese (CREF 002358-G/RS), Darlan Souza (CREF 015393-G/RS), Kátia Ferreira (CREF 014403-G/RS), Eduardo Remião (CREF 001855-G/RS), Luis Leandro Grassel (CREF 009564-G/RS), Renato Rimoli Capparelli (CREF 002109-G/RS), Anderson Freitas (CREF 025561-G/RS) e Rodrigo Nascente dos Santos (CREF 007110-G/RS).

A próxima reunião da Câmara Técnica de Corrida de Rua será realizada no dia 16 de agosto na sede do CREF2/RS, a partir das 14h.

Câmara Técnica de Corrida de Rua



CREF2/RS fecha dois estabelecimentos e autua outros 21 irregulares
04/07/2018
Fonte: CREF2/RS

Nas três primeiras semanas de junho, os agentes fiscais Departamento de Orientação e Fiscalização (DEFOR) do CREF2/RS fecharam duas academias, uma localizada no município de Alvorada e outra em Nova Santa Rita, ambas por não apresentarem nenhum profissional para assumir as atividades. Em quase 20 dias de trabalho, o DEFOR autuou 21 academias nas mais diferentes cidades do estado. Entre as infrações constatadas, seis empresas funcionavam sem registro no CREF2/RS, 14 estavam sem profissional presente no momento da visita, 10 permitiam atuação de leigos em exercício ilegal da profissão e duas academias descumpriam o Termo de Cooperação firmado com o Conselho.

Entre os dias 3 e 23 de junho, foram realizadas 60 visitas de orientação e fiscalização, tendo como resultado 23 denúncias totalmente atendidas. Os agentes autuaram 23 pessoas por alguma infração, sendo quatro profissionais atuando fora da área de formação e infringindo o Código de Ética Profissional, nove Responsáveis Técnicos descumprindo obrigações inerentes a suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional e um diplomado atuando sem registro profissional.

Os fiscais visitaram os municípios de Porto Alegre, Cachoeirinha, Alvorada, Guaíba, Viamão, Esteio, Nova Santa Rita, Canoas e Esteio. Você pode colaborar com o trabalho da Fiscalização e encaminhar a sua denúncia ao CREF2/RS, preenchendo o formulário disponível neste link.

DEFOR



CREF2/RS autua quatro estabelecimentos irregulares na última semana de maio
02/07/2018
Fonte: CREF2/RS

Na última semana de maio, os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS realizaram 12 fiscalizações em Porto Alegre, perfazendo cinco denúncias totalmente atendidas e autuando quatro estabelecimentos por uma ou mais infrações. Destas irregularidades, constatou-se uma academia sem registro da empresa, outra funcionando sem profissional presente no momento da visita, além de dois estabelecimentos permitindo atuação de leigos em exercício ilegal da profissão.

Entre os dias 27 de maio e 2 de junho, quatro pessoas foram autuadas por alguma infração, sendo dois leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio e dois Responsáveis Técnicos descumprindo obrigações inerentes a suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional.

Em seu trabalho interno, o DEFOR protocolou 13 justificativas e recursos, além de emitirem 11 notificações para empresas e pessoas que não se regularizaram ou justificaram após vencido o prazo de suas autuações. O Departamento também encaminhou duas denúncias à Comissão de Ética Profissional – DCE.

DEFOR



CREF2/RS fecha duas academias irregulares no final de maio
25/06/2018
Fonte: CREF2/RS

Os agentes fiscais do CREF2/RS, durante o período de 20 a 26 de maio, fecharam duas academias nas cidades de Bento Gonçalves e Canoas por não apresentarem nenhum profissional para assumir as atividades. Também foram autuadas oito academias nas mais diferentes cidades do estado. Entre as infrações cometidas, cinco empresas funcionavam sem registro, quatro estavam sem profissional presente no momento da visita e três permitiam a atuação de leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio, além de uma academia flagrada permitindo estudantes como estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio.

Foram realizadas 32 visitas de fiscalização na semana, com quatro denúncias totalmente atendidas. Os agentes autuaram sete pessoas por alguma infração, sendo quatro leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio, um profissional atuando fora da área de formação e infringindo o Código de Ética Profissional, um diplomado atuando sem registro profissional, um Responsável Técnico descumprindo obrigações inerentes a suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional e outro diplomado atuando sem registro profissional.

Os fiscais visitaram os municípios de Campo Bom, Camaquã, Bento Gonçalves, Pinto Bandeira, Porto Alegre e Canoas. Você pode colaborar com o trabalho da Fiscalização e encaminhar a sua denúncia ao CREF2/RS, preenchendo o formulário disponível neste link.

DEFOR



Câmara da Saúde do Fórum-RS se reúne com deputado Pepe Vargas para discutir ensino EAD
25/06/2018
Fonte: CREF2/RS

O vice-presidente do CREF2/RS, Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), esteve presente no dia 21 na reunião da Câmara da Saúde do Fórum-RS, realizada na sede do Conselho Regional de Farmácia, que contou com a presença do deputado federal Pepe Vargas. A pauta do encontro foi expôr ao parlamentar o avanço exponencial de cursos de graduação na área da saúde EAD, e o risco potencial que isto acarretará na qualidade dos serviços de saúde da população, uma vez que os pontos negativos nesta modalidade são maiores que os positivos, por importar baixa qualidade na aprendizagem e, pela falta de prática, risco sérios à vida. A reunião também teve intuito de somar forças no Congresso Nacional para solicitar uma moratória na autorização de novas vagas para cursos a distância, até que seja discutida e a aprovada uma lei que garanta a formação com qualidade e de forma presencial para as profissões da área da saúde, além de incentivar a discussão e o aprofundamento do PL 5414/16, que proíbe o incentivo do desenvolvimento e veiculação de programas de ensino a distância em curso da área de saúde, que atualmente está com o deputado federal Mandetta, relator da matéria na Comissão de Seguridade Social e Família (CSSF), da Câmara dos Deputados.

Segundo o assessor de Relações Institucionais do Conselho Regional de Farmácia, Everton Borges, a explosão de vagas no EAD se iniciou por meio do Decreto 9057/2017, que facilitou a abertura de novos polos, autorizando expressamente sua terceirização mediante celebração de convênios com outras pessoas jurídicas, precarizando ainda mais a fiscalização dos cursos não presenciais. “Este decreto causou o aumento em 124% no número da vagas desta modalidade de ensino”, explica. “Atualmente, temos mais de 600 mil vagas para cursos EAD destinadas a cursos de saúde aprovados pelo MEC. Em breve, começaremos a receber formados em saúde totalmente instruídos a distância, e nós não sabemos qual impacto isto terá na saúde da população”, questiona Everton.

Ainda segundo Borges, em alguns estados, profissões como Serviço Social já não contam com o ensino presencial. "Estamos em uma grande articulação, somando esforços dos conselhos federais e regionais para alertar os profissionais e à sociedade sobre os riscos à saúde proporcionados por profissionais oriundos de cursos completos de graduação EAD". Ele complementou que a Câmara da Saúde não é contrária ao uso da ferramenta, que possibilitou o acesso ao ensino a muitas camadas da população, mas que as profissões da saúde pressupõe atendimento direto ao paciente, colocando em risco a saúde da população se esses profissionais não tiverem contato direto desde a formação.

O vice-presidente do CREF2/RS apontou que um ponto positivo nesta esta crise na saúde é que a união dos trabalhadores do setor só fez aumentar. “Esta unidade se mostrou eficaz, pois na semana passada conseguimos evitar que recursos dos esportes, provenientes da loteria esportiva e por novos jogos que devem ser anunciados ainda este ano pela Caixa Econômica Federal, fossem desviados para segurança”, exemplificou. Segundo Lauro, o governo não entende o conceito de esporte como criação de cidadania, segurança e uma forte possibilidade de que jovens não ingressem nas facções criminosas. "Também sabemos dos interesses econômicos que estão representados nos lobbys milionários que atuam no Congresso Nacional. São grupos que trabalham com a questão da doença, não da prevenção”.

A representante do Conselho Regional de Psicologia (CRPRS), Manuele Araldi, afirmou que principal questão que está sendo discutida com o ensino a distância é o acesso à educação do povo brasileiro. "O EAD tem uma característica de baixo custo, além de possibilitar à população dos interiores acessarem o ensino superior. E assim ele é vendido. Contudo, ele é um falso acesso ao ensino as pessoas que de renda mais baixa”, advertiu. Na avaliação de Manuele, essa faixa da população tem de ser atendida obrigatoriamente por universidades públicas, pela retomada das funções do Prouni ou por modificações nas atuais diretrizes do FIES. “Essa é a real inclusão das camadas populares na educação, já que o EAD é uma falácia, pois forma profissionais não qualificados, o que fere o projeto ético e político das profissões". Manuele avalia que formar pessoas sem noções de cidadania também atenta contra a Soberania Nacional.

Tuane Devit, representante do Conselho Regional de Serviço Social, alertou que os diplomas emitidos pelo Conselho não diferenciam quem cursou aulas presenciais de quem fez o curso completo pelo EAD, já que o MEC não obriga constar esta informação no documento. Tuane também fez um resgate do processo histórico de implantação dos primeiros EADs em 2010. “Logo que eles começaram a atuar, nosso Conselho Federal fez uma campanha com o lema “Educação não é fast food”, pelo qual respondemos a um processo no qual tivemos que pagar R$ 11 mil às empresas de EAD, o que demonstra a força destas empresas". Ela também explicou que, para além da noção da educação e de uma formação de qualidade, existem trabalhadores sendo explorados nestas instituições de ensino, além do material produzido pelos professores, alguns sem nenhum vínculo com estas empresas, ser reproduzido para milhares de alunos, com prejuízo da propriedade intelectual de quem os elaborou. “Resta claro o projeto ideológico de esvaziar o Serviço Social, um curso com tradição de contestação e de luta contra a opressão social”, finalizou.

O deputado federal Pepe Vargas, que também é trabalhador da saúde, iniciou sua fala afirmando que sempre defendeu a multidisciplinaridade na área, permitindo um atendimento global de acordo com as necessidades dos pacientes. Ele salientou que o atual tipo de uso da ferramenta EAD para formação profissional, baseado no discurso de redução de custos para quem não tem dinheiro para cursar uma faculdade, é sedutor para quem não se debruça e estuda a fundo a questão. "Eu confesso que fico abismado com a ideia de alguém se formar médico sem nunca ter contato com um paciente, portanto somos parceiros nesta luta”. Vargas alertou que o país tem enfrentando tempos de exceção, e que o Congresso Nacional é uma instância bastante complexa. “Não é à toa que passou a EC95, que praticamente acaba com o SUS. Temos de ter presente que o principal gasto do governo não é com políticas sociais, e sim com juros e serviços da dívida pública”.

O parlamentar relatou que a Câmara aprovou a abertura de todo o processo de extração de petróleo do Pré-Sal para multinacionais. “Isso afeta diretamente o Fundo Social do Pré-Sal, onde grande parte dos recursos seria dedicado à educação e outra parte para saúde. No modelo de partilha anterior, 80% do óleo retirado ia para o Fundo Social. Agora, chegamos ao patamar de 11%. É uma brutal perda de receitas que estes congressistas aprovaram. Com as empresas de EAD, nós não estamos enfrentando empresários de pequeno ou médio porte, mas sim grandes fundos de investimentos multinacionais que adentraram para especular na área da educação”. Para finalizar, o deputado sugeriu que os conselhos regionais buscassem diálogo com a bancada gaúcha no Congresso, e os conselhos federais buscassem os líderes de bancada, para que se discuta, além da moratória na abertura de vagas no EAD, o debate da PL 5414/16.

EAD



CREF2/RS leva ciclo de palestras sobre regulamentação da profissão a Caxias do Sul
08/06/2018
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS realizou na última quarta-feira, dia 6 de maio, o segundo encontro do Ciclo de Palestras “20 Anos de Regulamentação da Profissão de Educação Física”, em Caxias do Sul. O evento, que ocorreu na Faculdade Anhanguera, reuniu cerca de 30 participantes, entre profissionais e estudantes. A atividade contou com duas apresentações, conduzidas pela conselheira Marcia da Cruz (CREF 007545-G/RS) e por Eduardo Remião (CREF 001855-G/RS), treinador e ex-atleta de atletismo e triatlo.

A mesa de abertura do evento foi composta por Erica Ramos, diretora da Anhanguera Caxias do Sul; Paulo Eugênio de Carvalho (CREF 004659-G/RS), secretário municipal de Esporte e Lazer; Honorino Lorencetti, presidente do Rotary Club Pérola das Colônias; e por Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), presidente do CREF2/RS. As autoridades relembraram os primórdios regulamentação, que ganhou força em todo o Brasil no final da década de 80, e os avanços que isto trouxe para todos. “Muita coisa aconteceu nos últimos 20 anos. A nossa representatividade cresceu e o nosso papel, principalmente na prevenção de diversas doenças, se tornou reconhecida por toda a sociedade”, destacou Carmen.

Na sequência, Marcia ministrou a palestra “Educação Física: Legislação e Perspectivas”. Ela apresentou uma linha do tempo sobre a regulamentação da profissão, desde a criação do Sistema CONFEF/CREFs, até as conquistas mais recentes, como a inclusão do profissional de Educação Física no Núcleo Ampliado de Saúde da Família (NASF), vinculado ao Ministério da Saúde. “O Conselho tem uma atuação muito forte, no sentido de ser o órgão que fiscaliza e normatiza a presença do nosso profissional em todas estas áreas”, comentou a Conselheira. Marcia ainda apresentou a Cédula de Identidade Profissional (CIP) aos estudantes e explicou como é o dia a dia de trabalho no CREF2/RS. “Na nossa página, é possível consultar todas as resoluções, assim como as empresas e os profissionais registrados”, acrescentou. A palestra também tratou da Lei de Estágio e da importância do trabalho de Fiscalização.

Já a segunda palestra da noite, intitulada “Treinamento Físico de Endurance e as Assessorias Esportivas”, foi ministrada por Remião e tratou de diversos assuntos relacionados às experiências profissionais do palestrante, que é técnico de corrida há mais de 25 anos. Depois de um breve histórico sobre a evolução da Educação Física, ele destacou as características das atividades de endurance e o que elas exigem dos seus praticantes. “O treinamento é individualizado. O endurance, com duração de três horas ou mais, requer uma adaptação e o profissional de Educação Física precisa estar atento a isto, respeitando todas as fases do treinamento”, explicou. Além disso, o palestrante ainda abordou os quatro pilares para uma boa técnica de corrida – equilíbrio, coordenação, descontração e eficácia – e a periodização do exercício. “É extremamente perigoso seguir os treinos propostos por revistas, por exemplo, pois elas não são elaborados levando em consideração as condições particulares dos praticantes”, comentou.

O Ciclo de Palestras “20 Anos de Regulamentação da Profissão de Educação Física” ainda terá mais uma edição em 2018. A atividade será em Pelotas, no dia 17 de outubro. Compareça!

Palestras ciclo de palestras eventos caxias do sul



CREF2/RS fecha duas academias e autua outras 31 irregulares
29/05/2018
Fonte: CREF2/RS

Os agentes fiscais do CREF2/RS, durante a terceira semana de maio, fecharam duas academias nas cidades de Cachoeirinha e Santa Cruz do Sul, por não apresentarem nenhum profissional para assumir as atividades. Também foram autuadas 31 academias nas mais diferentes cidades do estado. Entre as infrações cometidas, 11 empresas funcionavam sem registro, 16 estavam sem profissional presente no momento da visita e uma permitia a atuação de leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio, oito permitiam atuação de leigos em exercício ilegal da profissão e uma academia descumpria Termo de Cooperação firmado com o Conselho.

Entre os dias 13 e 19 de maio, foram realizadas 87 visitas, com 23 denúncias totalmente atendidas. Os agentes autuaram 23 pessoas por alguma infração, sendo quatro profissionais atuando fora da área de formação e infringindo o Código de Ética Profissional, nove Responsáveis Técnicos descumprindo obrigações inerentes a suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional e um diplomado atuando sem registro profissional.

O Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) ainda protocolou 36 novas denúncias através do formulário no site e 10 foram multas enviadas para empresas por descumprirem Termo de Cooperação ou faltarem a audiência do mesmo, além de 28 notificações emitidas para empresas e pessoas que não se regularizaram/justificaram após vencido o prazo de suas autuações. Um processo de Ação Civil Pública (ACP) foi encaminhado para empresa sem registro. No período, foram firmados 23 Termos de Cooperação com empresas, as quais comprometem-se a cumprir toda a legislação pertinente à prestação de serviços em atividades físicas.

Os fiscais visitaram os municípios de Santiago, Cacequi, São Vicente Do Sul, Gravataí, Porto Alegre, Cachoeirinha, Arroio Do Meio, Triunfo, Montenegro, São Sebastião Do Caí, Tupandi, Santa Cruz Do Sul, Vale Verde e Vale Do Sol. Você pode colaborar com o trabalho da Fiscalização e encaminhar a sua denúncia ao CREF2/RS, preenchendo o formulário disponível neste link.

DEFOR



CREF2/RS fecha duas academias irregulares e autua outras 29 na terceira semana de abril
04/05/2018
Fonte: CREF2/RS

Os agentes fiscais do CREF2/RS, durante a terceira semana de abril, fecharam duas academias nas cidades de Rolante e Planalto por não apresentarem nenhum profissional para assumir as atividades. Também foram autuadas 29 academias nas mais diferentes cidades do estado. Entre as infrações cometidas, 10 empresas funcionavam sem registro, 12 estavam sem profissional presente no momento da visita e uma permitia a atuação de leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio.

Entre os dias 15 e 21 de abril, foram realizadas 87 visitas, com 25 denúncias totalmente atendidas. Os agentes autuaram 19 pessoas por alguma infração, sendo 11 leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio, três profissionais atuavam fora da área de formação e infringiam o Código de Ética Profissional, três Responsáveis Técnicos descumpriam as obrigações inerentes a suas funções e um diplomado atuava sem registro profissional, além de outro trabalhar com seu registro baixado/suspenso.

O Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) ainda protocolou 30 novas denúncias através do formulário no site e emitiu 17 notificações para empresas e pessoas que não se regularizaram ou justificaram após vencido o prazo de suas autuações. Um processo de Ação Civil Pública (ACP) foi encaminhado para empresa sem registro.

Os agentes visitaram os municípios de Fontoura Xavier, Barros Cassal, Soledade, Taquara, Riozinho, Rolante, Frederico Westphalen, Seberi, Boa Vista das Missões, Erval Seco, Planalto, São Leopoldo, Campo Bom e Porto Alegre. Você pode colaborar com o trabalho da Fiscalização e encaminhar a sua denúncia ao CREF2/RS, preenchendo o formulário disponível neste link.

DEFOR



DEFOR fecha três academias e autua outras 19 na segunda semana de abril
30/04/2018
Fonte: CREF2/RS

Os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS fecharam três academias irregulares na segunda semana de abril. Os estabelecimentos estavam localizados nas cidades de Vanini, Caxias do Sul e Viamão. Os fiscais não encontraram nenhum profissional nos estabelecimentos para assumirem as atividades. Estas empresas só poderão voltar a atender o público se regularizarem primeiramente sua situação com o Conselho.

Entre os dias 8 a 14 de abril, foram realizadas 79 visitas de fiscalização e atendidas 11 denúncias. No período, outros 19 estabelecimentos foram autuados, sendo 10 por não possuírem registro, 12 por não contarem com profissional habilitado e três por permitirem a atuação de leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio. Uma academia descumpria o Termo de Cooperação firmado com o Conselho.

Além do fechamento e autuação das academias, os fiscais também flagraram 15 pessoas cometendo alguma infração, sendo que destas cinco estavam em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio, descumprindo obrigações inerentes as suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional. Assim como foram autuados sete Responsáveis Técnicos descumprindo obrigações inerentes as suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional, além de três diplomados atuando sem registro.

Os municípios visitados foram Casca, Vanini, David Canabarro, Caxias Do Sul, Viamão, Porto Alegre, Erechim, Áurea, Getúlio Vargas e Campo Bom. Qualquer denúncia de irregularidade pode ser encaminhada ao DEFOR pelo formulário disponível neste link.

DEFOR



CREF2/RS fecha três academias e autua outras 27 em duas semanas
23/04/2018
Fonte: CREF2/RS

Em 14 dias, entre 25 de março a 7 de abril, os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS realizaram 74 visitas de fiscalização na semana, fechando três academias localizadas nas cidades de Alvorada, Canoas e Machadinho. Eles estavam irregulares pois não contavam com a presença de um profissional de Educação Física orientando as atividades. Para retornarem a funcionar normalmente, os proprietários deverão regularizar sua situação perante o CREF2/RS. Além disso, foram destaque as 32 denúncias encaminhadas à Comissão de Ética Profissional – DCE, os oito processos encaminhados de Denúncia Crime – DCL por exercício ilegal da profissão, além das 38 multas enviadas para empresas que descumpriram o Termo de Cooperação firmado com o Conselho.

Ao total, 37 denúncias foram totalmente atendidas, com 27 estabelecimentos autuados por uma ou mais infrações. Deste total, 10 deles não possuíam registro da empresa, 10 funcionavam sem profissional presente no momento da visita e outros seis permitiam a atuação de leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio. Duas academias descumpriam o Termo de Cooperação firmado com o Conselho.

Além do fechamento e autuação das academias, os fiscais também autuaram 22 pessoas por alguma infração, sendo seis leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio, dois profissionais atuando fora da área de formação e infringindo o Código de Ética Profissional, além de cinco responsáveis Técnicos descumprindo obrigações inerentes a suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional e quatro diplomados atuando sem registro profissional.

Os municípios visitados durante o período foram Porto Alegre, Nova Petrópolis , Canela, Viamão, Alvorada, Canoas, Gravataí, Caxias do Sul, Boa Vista do Sul, Farroupilha, Agudo, Novo Cabrais, Sobradinho, Cachoeira do Sul, Marcelino Ramos, Machadinho, Barracão, Piratuba/SC e Ipira/SC.

DEFOR



O número de corredores de rua não para de aumentar em Porto Alegre
23/04/2018
Fonte: CREF2/RS

Seja apenas no fim de semana ou sempre que pode, há um grupo que não para de aumentar no Brasil: o de pessoas que participam das corridas de rua. O número de corredores de rua cresceu mais de 50% nos últimos 5 anos e, atrás de tanta gente, tem gerado uma variedade enorme de pequenos e grandes negócios. Com o aumento dos adeptos desse esporte houve um significativo crescimento da mídia especializada - com revistas e sites promovendo a modalidade - e dos fabricantes voltados para esse segmento, que passaram a oferecer tênis cada vez mais modernos e arrojados, camisetas com tecnologias que melhoram a regulação térmica do corpo, e produtos similares. Também ocorreu um incremento na estrutura de apoio fornecida pelas empresas organizadoras dos eventos, que passaram a oferecer melhor suporte antes e após a prova, através de maior facilidade de pagamento das inscrições, de consulta dos resultados e até mesmo de busca de fotos dos atletas tiradas durante as competições.

Este aumento vertiginoso de esportistas também foi sentida no Rio Grande do Sul e, em especial, na capital gaúcha. Tal representatividade fez com que o Município de Porto Alegre sancionasse, em 2017, a Lei 12.225, que determina a data de 24 de abril como Dia Municipal em Homenagem Corrida de Rua. A indicação foi da Câmara Técnica de Corrida de Rua do CREF2/RS.

Segundo a presidente da Câmara, Cláudia Ramos Lucchese (CREF 002358-G/RS), o "boom" nas corridas de rua se deve a múltiplos fatores. “Hoje cada vez mais pessoas se encantam por esse esporte, que é democrático, pois teoricamente qualquer pessoa pode colocar um tênis, uma bermuda e sair para correr. E por ser uma atividade aeróbica, na maioria das vezes, podemos perceber que a evolução do condicionamento cardiorrespiratório é um dos fatores importantes nessa prática. Mas além disso, o que se percebe ainda é o prazer e a sensação de estar do indivíduo que participar de corridas”, explica. Muitos estudos relatam a liberação de hormônios do "bem", como a serotonina, quando se pratica a corrida. E esse hormônio é o grande remédio contra sentimentos de solidão e depressão.

Cláudia explica que esse esporte também proporciona a possibilidade de interagir com o meio ambiente, fazer novas amizades e com isso a sensação de pertencimento a um grupo com os mesmos objetivos. “Muitas pessoas que participam de provas de corridas de rua não buscam tanto a alta performance, e sim os benefícios acima descritos e principalmente a questão da superação, de saber que a competição é consigo mesma e isso o torna mais resiliente”, ressalta.

Mas, como todos os outros esportes, a corrida exige muitos cuidados e principalmente o acompanhamento de profissionais de Educação Físicas capacitados para que se evitem lesões importantes ou problemas cardiorrespiratórios, por exemplo. Uma pesquisa desenvolvida pela Unicamp com o objetivo de verificar a prevalência de lesões dos participantes nos corredores de rua constatou que cerca de 31% dos entrevistados relataram algum tipo de lesão. As lesões são mais recorrentes entre os que se submetem a maiores cargas de treinamento e mais participações em provas. A pesquisa indica que os corredores que vêm praticando corrida há mais tempo e que se submetem a maiores cargas de treinamento são mais suscetíveis a lesões, embora estas inferências devam ser confirmadas por outros estudos.

E é nesse sentido que a Câmara técnica de Corrida de Rua vem se reunindo periodicamente desde 2016. São profissionais de Educação Física que trazem seu conhecimento nessa área e discutem sobre quais as melhores ações para divulgar à sociedade que correr com segurança deve passar por algumas etapas como avaliação médica, avaliação física, atividades educativas e sempre com evolução de acordo com a especificidade de cada indivíduo. “Assim, muitas assessorias ou grupos de corridas têm se formado no Brasil e em nosso Estado. Sempre supervisionados por profissionais de Educação Física habilitados, o corredor tem a chance de praticar esse esporte com mais segurança e ainda evoluir na técnica e em outras competências necessárias”, avalia Cláudia.

Câmara técnica de Corrida de Rua



CREF2/RS participa da 13ª Semana de Prevenção das LER nesta quinta-feira
12/04/2018
Fonte: CREF2/RS

Com o intuito de conscientizar a população quanto à importância do combate às lesões por esforços repetitivos (LER) e aos distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho (DORT), foi aberta, na manhã de hoje, a 13ª Semana de Prevenção das LER, no auditório da Escola Judicial, do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (TRT4). O evento, promovido pelo TRT4 em parceria com o Ministério do Trabalho e com o Sindicato dos Empregados em Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas e de Fundações Estaduais do Rio Grande do Sul (SEMAPI-RS), contou com a presença do vice-presidente do CREF2/RS Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS).

Aguiar participou da mesa de abertura e, na sua fala, destacou que a Semana de Prevenção das LER é um evento que faz parte do calendário oficial de Porto Alegre desde 2004, quando foi instituída a Lei 9.504, em referência ao Dia Internacional do Combate às LER/DORT. A proposta foi do ex-vereador e conselheiro federal do CONFEF Professor Garcia (CREF 000002-G/RS). “Hoje a Educação Física faz parte do segmento da saúde e o reconhecimento da importância da atividade física para combater as doenças do trabalho está presente na sociedade”, destacou o Vice-presidente. “Este é um assunto extremamente importante, cuja participação de todos é imprescindível. A Semana de Prevenção das LER está conseguindo integrar todas as áreas e o CREF2/RS participa desta construção desde o começo, sempre com bastante comprometimento”, complementou.

Com o tema “As Ler em Tempos de Reforma Trabalhista”, o evento ainda vai prosseguir, ao longo de todo o dia de hoje, com painéis, apresentações e debates. Na primeira parte da manhã, o profissional de Educação Física Tony Izaguirre (CREF 002462-G/RS) mediou uma mesa-redonda com representantes do Ministério Público do Trabalho e do TRT4 sobre o assunto, também abordando como a Ginástica Laboral pode prevenir lesões no ambiente das empresas. O Guia da Ginástica Laboral, lançado recentemente pelo CREF2/RS e distribuído a todos os presentes da edição passada da Semana de Prevenção das LER, está disponível aqui.

LER DORT Ginástica Laboral



CREF2/RS fecha três academias e autua outras 12 na terceira semana de março
23/03/2018
Fonte: CREF2/RS

Os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS fecharam três academias irregulares entre 11 e 17 de março. Os estabelecimentos estavam localizados nas cidades de Passo Fundo, Marau e Nova Esperança do Sul. Os fiscais não encontraram nenhum profissional nos estabelecimentos para assumirem as atividades. Estas empresas só poderão voltar a atender o público se regularizarem primeiramente sua situação com o Conselho.

Nesta terceira semana de março, foram realizadas 77 visitas de fiscalização e atendidas 18 denúncias. No período, outros 29 estabelecimentos foram autuados, sendo 11 por não possuírem registro, 17 por não contarem com profissional habilitado e oito por permitirem a atuação de leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio.

Além do fechamento e autuação das academias, os fiscais também flagraram 20 pessoas em alguma infração, sendo que destas oito estavam em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio descumprindo obrigações inerentes as suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional. Assim como foram autuados sete Responsáveis Técnicos descumprindo obrigações inerentes as suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional, um diplomado atuando sem registro e outro profissional exercendo a profissão com seu registro baixado/suspenso.

Os municípios visitados foram Passo Fundo, Vale Real, Feliz, São Vendelino, Alto Feliz, Bom Princípio, Vila Maria, Marau, Santiago, Nova Esperança do Sul, São Francisco de Assis, Três Passos, Tenente Portela e Derrubadas. Qualquer denúncia de irregularidade pode ser encaminhada ao DEFOR pelo formulário disponível neste link.

DEFOR



Novo Portal de Autoatendimento está à disposição no site do CREF2/RS
21/02/2018
Fonte: CREF2/RS

O novo Portal de Autoatendimento do CREF2/RS está com um layout mais moderno. O objetivo é promover uma interação mais agradável e uma navegabilidade facilitada, o que possibilita um acesso mais rápido ao conteúdo desejado. Localizado no menu esquerdo do site do CREF2/RS, o acesso agora está dividido em diferentes tipos de acesso.

A primeira aba é o Acesso Público, dedicado ao público em geral sem a necessodade de senha. Lá o usuário comum pode encontrar informações básicas sobre os registrados e a situação atual do profissional, bem como confirmar a veracidade das Certidões emitidas pelo CREF2/RS.

A segunda aba do portal é restrito aos profissionais. Para acessá-la, é necessário informar o número de registro do CREF2/RS no sistema e informar a senha de acesso. Caso ao profissional não tenha senha cadastrada ou esqueceu, poderá solicitar o envio para o e-mail de cadastro. Entre os serviços disponibilizados, é possível realizar alterações no registro – como endereço, telefone e e-mail –, além de parcelamento de anuidade e emissão de novos boletos para pagamento e emitir a Certidão de Regularidade Profissional.

A terceira aba é dedicada às empresas. Nela, é possível a emissão de boletos e parcelamento. A ferramenta também possibilita a consulta do cadastro completo da empresa. Existe ainda uma última aba para uso exclusivo dos funcionários do CREF2/RS.

Acesse o serviço de autoatendimento.

Portal de Autoatendimento



CREF2/RS fecha três academias na segunda semana de janeiro
23/01/2018
Fonte: CREF2/RS

Os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS fecharam três academias irregulares na segunda semana de janeiro. Os estabelecimentos estavam localizados nas cidades de Horizontina, Frederico Westphalen e Nonoai. As academias tiveram suas atividades suspensas por não apresentarem um profissional habilitado no momento da visita. Estas empresas só poderão voltar a atender o público se regularizarem primeiramente sua situação com o Conselho.

Entre os dias 7 a 13 de janeiro, foram realizadas 78 de visitas e atendidas sete denúncias. Neste mesmo período, outros 20 estabelecimentos foram autuados, sendo três por não possuírem registro, sete por não contarem com um profissional habilitado e sete por estarem permitindo o exercício ilegal da profissão. Os municípios visitados foram Santa Rosa, Horizontina, Frederico Westphalen, Caiçara, Iraí, Nonoai, Marcelino Ramos, Maximiliano De Almeida, Carlos Gomes e Centenário e Pelotas

DEFOR



CREF2/RS envia boleto da Anuidade 2018 via Correios
04/01/2018
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS já começou a enviar, nesta semana, os boletos da Anuidade 2018 para todas as Pessoas Físicas e Jurídicas registradas no Conselho. As guias de pagamento, de acordo com os Correios, deverão chegar aos endereços dos profissionais e empresas cadastradas partir da próxima quarta-feira, dia 10 de janeiro. Nesta mesma data, os boletos também estarão disponíveis para impressão no Portal de Autoatendimento.


Tendo em vista o momento difícil que o país vivencia, o Sistema CONFEF/CREFs decidiu manter o valor integral da Anuidade 2017 para este ano, sem nenhum tipo de reajuste. Confira abaixo valores, descontos e opções de pagamento:

Pessoa Física:

1ª opção: com desconto à vista
Pagamento único de R$ 361,80, com vencimento em 31 de janeiro*

2ª opção: com desconto parcelado
Valor total de R$ 423,00 em três parcelas iguais de R$ 141,00
(vencimentos em 31 de janeiro, 28 de fevereiro e 30 de março)**

3ª opção: sem desconto
Valor total de R$ 603,07, com vencimento em 31 de março
(pagamento somente nesta data, podendo ser parcelada sem juros em até cinco vezes)**

Pessoa Jurídica:

1ª opção: com desconto à vista
Pagamento único de R$ 760,00, com vencimento em 31 de janeiro*

2ª opção: com desconto parcelado
Valor total de R$ 819,72 em três parcelas iguais de R$ 273,24
(vencimentos em 31 de janeiro, 28 de fevereiro e 30 de março)**

3ª opção: sem desconto
Valor total de R$ 1.490,40, com vencimento em 31 de março
(pagamento somente nesta data, podendo ser parcelada sem juros em até cinco vezes)**

Leia as instruções completas nas Resoluções CREF2/RS nº 123/2017 e nº 124/2017.

* Pagamento por meio de boleto a ser recebido no endereço cadastral.
** Pagamento por meio de boleto retirado no Portal do Autoatendimento.

Anuidade



Fiscalização faz mais de 50 autuações na segunda semana de dezembro
26/12/2017
Fonte: CREF2/RS

Os agentes fiscais do CREF2/RS, durante a segunda semana de dezembro, autuaram 35 academias, nas mais diferentes cidades do Rio Grande do Sul, e ainda notificaram 19 pessoas. Entre as infrações cometidas, três empresas funcionavam sem registro, nove estavam permitindo o exercício ilegal da profissão, três descumpriam o Termo de Cooperação previamente firmado com o Conselho e 12 não contavam com um profissional habilitado no momento da visita.

Entre os dias 10 e 16 de dezembro, foram realizadas 77 visitas e atendidas 14 denúncias, nos municípios de Passo Fundo, Taquara, Riozinho, Rolante, Porto Alegre, Viamão, Torres, Mampituba, Ijuí, Humaitá e Campo Novo. Das pessoas atuadas, dez foram flagradas em exercício ilegal da profissão e nove RT’s descumprindo as obrigações inerentes ao cargo e o Código de Ética do Profissional de Educação Física.

O Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) ainda abriu oito Processos Administrativos de Fiscalização (PAD FIS), referentes a casos reincidentes de infrações gravíssimas, e nove novos Termos de Cooperação foram assinados com empresas que se comprometeram em regularizar as suas respectivas situações. Você pode colaborar com o trabalho da Fiscalização e encaminhar a sua denúncia ao CREF2/RS, preenchendo o formulário disponível neste link.

Fiscalização DEFOR



CREF2/RS é contra norma que retira do MEI a atividade de personal trainer
20/12/2017
Fonte: CREF2/RS

A Receita Federal divulgou, no começo deste mês, algumas alterações relativas ao registro de Microempreendedor Individual (MEI), que entrarão em vigor a partir de 1º de janeiro de 2018. Entre as principais modificações, está a exclusão da ocupação de personal trainer deste enquadramento tributário.

O CREF2/RS é contrário a esta decisão, pois acredita que uma tributação maior aos profissionais de Educação Física irá causar um enorme prejuízo à sociedade e, consequentemente, uma dificuldade ainda maior para aqueles que têm o intuito de abrir o seu próprio negócio, sobretudo academiais pequenas ou em localidades mais afastadas do interior do Estado. Os profissionais de Educação Física são profissionais da área da saúde e a sua atuação – assim como de todas as empresas deste ramo – ajudam na prevenção de doenças e na diminuição das demandas junto ao Sistema Público de Saúde. O corte dos benefícios trazidos com o MEI certamente afetarão a qualidade e a viabilidade da prestação destes serviços.

Enquanto que o CREF2/RS encerra 2017 empenhado em buscar instrumentos para restaurar o enquadramento de MEI ao personal trainer, a Receita Federal acabou de anunciar que todos os profissionais de Educação Física que atuam como Microempreededor Individual deverão solicitar o seu desenquadramento no Portal do Simples Nacional. Saiba mais sobre isto aqui.

MEI



Fiscalização do CREF2/RS fecha uma academia e faz mais de 80 autuações na primeira semana de dezembro
18/12/2017
Fonte: CREF2/RS

Na primeira semana de dezembro, os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS fecharam uma academia e realizaram mais de 80 autuações em todo o Estado. O estabelecimento que teve as suas atividades suspensas, em Osório, não possuía registro e não contava com um profissional habilitado no momento da vista. Para voltar a atender o público, precisará regularizar primeiramente a sua situação.

Entre os dias 3 e 9 de dezembro, 15 denúncias também foram atendidas e 41 empresas foram notificadas, sendo cinco por não terem registro, 12 por não contarem com um profissional ministrando as atividades no local e nove por estarem permitindo o exercício ilegal da profissão. Outras três academias foram autuadas por estarem descumprindo o Termo de Cooperação previamente assinado com o CREF2/RS.

Os agentes fiscais do CREF2/RS ainda autuaram 40 pessoas por algum tipo de infração, sendo dez por exercício ilegal da profissão, oito por estarem fora da área de atuação (Licenciados atuando como Bacharéis), 16 RT’s descumprindo as obrigações inerentes ao cargo e seis diplomados por estarem trabalhando sem registro. Dois Processos Administrativos de Fiscalização (PAD FIS) foram abertos para empresas reincidentes em infrações gravíssimas e 21 novos Termos de Cooperação foram firmados com estabelecimento que se comprometeram em regularizar a sua situação e cumprir a Legislação.

Além de Osório, os municípios visitados durante a primeira semana de dezembro foram Vila Maria, Camargo, Nova Alvorada, Soledade, Venâncio Aires, Vera Cruz, Encruzilhada do Sul, Vacaria, Lagoa Vermelha, Uruguaiana, Sapiranga, Portão, Lindolfo Collor, Novo Hamburgo e São Leopoldo. Qualquer denúncia de irregularidade pode ser encaminhada ao DEFOR pelo formulário disponível neste link.

Fiscalização DEFOR



DEFOR fecha três academias irregulares em Santa Maria
11/12/2017
Fonte: CREF2/RS

Os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS, na última semana de novembro, fecharam três academias irregulares na cidade de Santa Maria. Os estabelecimentos tiveram as suas atividades suspensas por não possuírem registro e também por não apresentarem um profissional habilitado no momento da visita. Estas empresas só poderão voltar a atender o público se regularizarem primeiramente sua situação com o Conselho.

Entre os dias 26 de novembro e 2 de dezembro, foram realizadas 83 de vistas e atendidas três denúncias. Neste mesmo período, outros 21 estabelecimentos foram autuados, sendo cinco por não possuírem registro, quatro por não contarem com um profissional habilitado e oito por estarem permitindo o exercício ilegal da profissão.

A Fiscalização do CREF2/RS ainda autuou 11 pessoas por algum tipo de infração, sendo seis por exercício ilegal da profissão, três RT’s por estarem descumprindo o Código de Ética, um diplomado por atuar sem registro e um profissional que estava trabalhando mesmo com o registro baixado. Além destes casos, 28 notificações foram emitidas para empresas e pessoas que não se regularizaram dentro do prazo estabelecido pelo Conselho e uma denúncia foi encaminhada para a Comissão de Ética.

Os municípios visitados na última semana de novembro foram Santa Maria, Restinga Seca, São Gabriel e Tupanciretã. Qualquer denúncia de irregularidade pode ser encaminhada ao DEFOR pelo formulário disponível neste link.

Fiscalização DEFOR



Fiscalização do CREF2/RS fecha seis academias e faz 95 autuações na segunda quinzena de novembro
06/12/2017
Fonte: CREF2/RS

Nas duas últimas semanas de novembro, os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS fecharam seis academias, nas cidades de Eldorado do Sul, Nova Santa Rita, Canoas, Tapes e Sarandi. Os estabelecimentos tiveram suas atividades suspensas por não possuírem registro e por não apresentarem um profissional habilitado no momento da visita. Elas precisarão regularizar a sua situação antes de voltar a atender o público.

Ao total, foram realizadas 152 visitas e atendidas 23 denúncias neste período, Outras 53 empresas foram autuadas, sendo 21 por não terem registro, 22 por não contarem com um profissional ministrando as atividades no local e 26 por estarem permitindo o exercício ilegal da profissão. Mais três academias foram notificadas por estarem descumprindo o Termo de Cooperação previamente assinado com o CREF2/RS.

Entre os dias 12 e 25 de novembro, os fiscais do CREF2/RS também autuaram 42 pessoas por algum tipo de infração, sendo 25 por exercício ilegal da profissão, sete por estarem fora da área de atuação (Licenciados atuando como Bacharéis), cinco RT’s descumprindo as obrigações inerentes ao cargo e cinco diplomados por estarem trabalhando sem registro. Seis Processos Administrativos de Fiscalização (PAD FIS) foram abertos para empresas reincidentes em infrações gravíssimas e 16 notificações ainda foram emitidas para empresas e pessoas que não se regularizaram após o vencido o prazo estabelecido pelo DEFOR.

Os demais municípios visitados durante a segunda quinzena de novembro foram: Porto Alegre, Charqueadas, Veranópolis, Bento Gonçalves, Pinto Bandeira, Monte Belo do Sul, Santa Tereza, Sapucaia do Sul, Esteio, Mariana Pimentel, Amaral Ferrador, Camaquã, Montenegro, Pareci Novo, Capela de Santana, São Sebastião do Caí, Ronda Alta, Novo Xingu, São José das Missões, São Pedro das Missões, Rondinha, Erechim, Ipiranga do Sul, Estação, Erebango, Getúlio Vargas, Pelotas, Cerrito e Pedro Osório. Qualquer denúncia de irregularidade pode ser encaminhada ao DEFOR pelo formulário disponível neste link.

Fiscalização DEFOR



Assembleia Legislativa homenageia empresas no Dia Estadual da Ginástica Laboral
22/11/2017
Fonte: CREF2/RS

Na manhã desta quarta-feira, dia 22 de novembro, a Comissão de Economia, Desenvolvimento Sustentável e do Turismo da Assembleia Legislativa realizou um ato de homenagem ao Dia Estadual da Ginástica Laboral. A cerimônia, que contou com a presença do vice-presidente do CREF2/RS Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS) e dos deputados Adilson Troca, Juvir Costella, Sérgio Turra, Nelsinho Metalúrgico, Eduardo Loureiro e Zé Nunes, entregou um certificado de reconhecimento às empresas que adotam programas de Ginástica Laboral.

“Estas empresas aqui presentes representam todas aquelas que se preocupam com a saúde do trabalhador no Rio Grande do Sul”, declarou Aguiar durante a cerimônia. “O nosso Estado é pioneiro na Ginástica Laboral e estamos aqui para ressaltar a contribuição que o profissional de Educação Física, que atua nesta área, traz para a economia e para o bem-estar das pessoas”, complementou. Já Troca, durante a entrega dos certificados, lembrou que a Ginástica Laboral contribui com a qualidade de vida do trabalhador. “É um investimento para as empresas, pois influencia todos os processos e procedimentos dentro da indústria”.

As empresas homenageadas pela Comissão de Economia, Desenvolvimento Sustentável e do Turismo foram: Thyssenkrupp Elevadores, Schneider Eletric, Timac Agro, Sicredi, Grupo Cortel, Ultragaz e Banrisul. Também estiveram presentes na cerimônia a secretária da Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa do CREF2/RS Jussara da Costa (CREF 009226-G/RS) e Tony Izaguirre (CREF 002462-G/RS), que representou a empresa de Ginástica Laboral SER – Saúde, Educação e Reabilitação (CREF 000034-PJ/RS).

Ginástica Laboral Assembleia Legislativa



CREF2/RS faz ação conjunta com Polícia Civil
21/11/2017
Fonte: CREF2/RS

Agentes de fiscalização do CREF2/RS acompanharam policiais da Delegacia de Repressão aos Crimes Contra o Patrimônio das Concessionárias e os Serviços Delegados (DRCP), da Delegacia de Proteção aos Direitos do Consumidor e do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC) numa ação de fiscalização em cinco estabelecimentos na cidade de Esteio.

Os agentes do Conselho autuaram uma academia que funcionava sem profissional presente no momento da visita e flagrou um estagiário sem o acompanhamento de profissional responsável. A ação das Delegacias Especializadas visava também combater o furto de energia e receptação de fios, cabos de cobre e baterias estacionárias, especialmente, utilizados por empresas de telefonia. Os outros estabelecimentos vistoriados não possuíam nenhuma irregularidade, sendo que os seus proprietários elogiaram a ação.

DEFOR



CREF2/RS faz ação conjunta com Polícia Civil
21/11/2017
Fonte: CREF2/RS

Agentes de fiscalização do CREF2/RS acompanharam policiais da Delegacia de Repressão aos Crimes Contra o Patrimônio das Concessionárias e os Serviços Delegados (DRCP), da Delegacia de Proteção aos Direitos do Consumidor e do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC) numa ação de fiscalização em cinco estabelecimentos na cidade de Esteio.

Os agentes do Conselho autuaram uma academia que funcionava sem profissional presente no momento da visita e flagrou um estagiário sem o acompanhamento de profissional responsável. A ação das Delegacias Especializadas visava também combater o furto de energia e receptação de fios, cabos de cobre e baterias estacionárias, especialmente, utilizados por empresas de telefonia. Os outros estabelecimentos vistoriados não possuíam nenhuma irregularidade, sendo que os seus proprietários elogiaram a ação.

DEFOR



CREF2/RS fecha duas academias e autua outras 36 por irregularidades
17/11/2017
Fonte: CREF2/RS

Entre os dias 5 e 11 de novembro, os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS fecharam duas academias nas cidades de Rio Grande e Segredo. Elas estavam irregulares pois não contavam com a presença de um profissional de Educação Física orientando as atividades. Para retornarem a funcionar normalmente, os proprietários deverão regularizar sua situação perante o CREF2/RS.

Ao total, foram efetuadas 100 visitas de fiscalização no período, com 16 denúncias sendo totalmente atendidas, resultando em 36 estabelecimentos autuados por uma ou mais infrações. Deste total, 18 deles não possuíam registro da empresa, 10 funcionavam sem profissional presente no momento da visita e outros sete permitiam a atuação de leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio e uma academia descumpria o Termo de Cooperação firmado com o Conselho.

Além do fechamento e autuação das academias, os fiscais também flagraram 24 pessoas em alguma infração, sendo destas sete estavam em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio, cinco profissionais atuando fora da área de formação e infringindo o Código de Ética Profissional, além de seis responsáveis Técnicos descumprindo obrigações inerentes a suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional. Também foram flagrados seis diplomados atuando sem registro profissional.

Em seu serviço interno, o DEFOR protocolou 24 justificativas e recursos, enviou 11 multas para empresas por descumprirem Termo de Cooperação ou faltarem a audiência do mesmo, além de emitirem 20 notificações para empresas e pessoas que não se regularizaram ou justificaram após vencido o prazo de suas autuações. Também foram abertos sete Processos Administrativos de Fiscalização – PAD FIS para empresas reincidentes em infrações gravíssimas, além de 10 denúncias encaminhadas à Comissão de Ética Profissional – DCE.

Os municípios visitados durante o período foram Tapera, Lagoa dos Três Cantos, Victor Graeff, Espumoso, Vacaria, Lagoa Vermelha, Sananduva, Ibiaçá, Rio Grande, Pelotas, Segredo, Passa Sete, Lagoa Bonita do Sul, Cachoeira do Sul, Bage, Pinheiro Machado, Pedras Altas, Aceguá, Osório, São José do Ouro e Porto Alegre.

Qualquer denúncia de irregularidade pode ser encaminhada ao DEFOR pelo formulário disponível neste link.

DEFOR



CREF2/RS autua 13 estabelecimentos em seis dias
13/11/2017
Fonte: CREF2/RS

Os agentes fiscais do CREF2/RS realizaram, do dia 29 de outubro a 4 de novembro, 40 visitas de fiscalização, autuando 13 estabelecimentos por uma ou mais infrações. Ficou constatado que seis academias não possuíam registro da empresa, cinco funcionavam sem profissional presente no momento da visita e quatro permitiam atuação de leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio.

Os fiscais autuaram nove pessoas cometendo alguma infração, sendo que quatro delas envolviam leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio e dois profissionais atuavam fora da área de formação e consequentemente infringiam o Código de Ética Profissional. Também foram flagrados dois Responsáveis Técnicos descumprindo as obrigações inerentes a suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional, além de dois diplomados atuando sem registro profissional.

Em seu trabalho interno, o Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) protocolou 18 novas denúncias através do formulário no site. Também foram emitidas 20 notificações para empresas e pessoas que não se regularizaram ou justificaram após vencido o prazo de suas autuações, bem como sete Processos Administrativos de Fiscalização – PAD FIS foram abertos para empresas reincidentes em infrações gravíssimas.

As cidades visitadas neste período foram Porto Alegre, Arroio Grande, Santa Vitoria do Palmar, Rio Grande, Novo Hamburgo, Caxias do Sul. Qualquer denúncia de irregularidade pode ser encaminhada ao DEFOR pelo formulário disponível neste link.

DEFOR



Evento "O Mercado do Personal Trainer Corporativo" marca início de uma nova área de atuação na Educação Física
08/11/2017
Fonte: CREF2/RS

Cerca de 60 profissionais de Educação Física e estudantes assistiram ontem, dia 7, as palestras apresentadas no evento “O Mercado do Personal Trainer Corporativo”, promovido pela Câmara de Ginástica Laboral e Atividade na Empresa do CREF2/RS. Além de comemorar o Dia da Ginástica Laboral (22/11), o evento teve como objetivo divulgar um novo perfil de profissional para o mercado corporativo, que atua como promotor de saúde e prevencionista no mundo do trabalho, esclarecendo ao personal trainer sua importância no mundo corporativo.

Fizeram parte da mesa o vereador de Porto Alegre, Mauro Pinheiro, o conselheiro Federal do CONFEF, Carlos Alberto Cimino (CREF 001691-G/RS), o desembargador do TRT da 4ª Região, Janney Camargo Bina, a presidente do CREF2/RS, Carmen Masson (CREF 01910-G/RS), o presidente do Sindicato dos Profissionais de Educação Física do RS (Sinpef/RS), Ubirajara Brites (CREF 000416-G/RS), a presidente da Associação dos Profissionais de Educação Física do RS (APEF/RS), Luciane Citadin (CREF 000100-G/RS), o presidente da Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa e vice-presidente do CREF, Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS) e a analista Técnica do SESI/RS, Galvani Gonçalves.

O vice-presidente do CREF2/RS, Lauro Aguiar, qualificou o evento como histórico. “Este novo conceito está sendo gestado desde 2005, e o que possibilitou sua formatação foi, principalmente, o CREF2/RS por meio da presidente Carmen, que acreditou em algo tão singular e que preenche uma lacuna no mercado: profissionais que atendam as empresas com conhecimento de legislação, leis e das 36 normas regulamentadoras”.

Segundo Lauro, ao longo do tempo o CREF2/RS vem firmando parcerias com Ministérios Públicos, Polícia Civil e Procon. “No ano passado nos tornamos parceiros do TRT4, pois os magistrados estão muito preocupados quando se apresentam conflitos patrão versus empregados, e eles percebem que não houve intervenção alguma em prol da saúde do trabalhador. Portanto, temos uma responsabilidade enorme. Se depender de nós, o profissional de Educação Física estará cada vez mais presente na vida dos trabalhadores, evitando as doenças ocupacionais e, é claro, trabalhando multidisciplinarmente com outros profissionais da saúde.“

A presidente do CREF2/RS, Carmen Masson, reforçou na sua fala a necessidade da ajuda dos profissionais de Educação Física na fiscalização. "Temos 497 municípios do Estado, e mesmo que o CREF2/RS tivesse o mesmo número de fiscais, não seriam suficientes para a atual realidade". Carmen explicou que repetidamente agentes de fiscalização do DEFOR vão até algum município do interior, fazendo visita a primeira academia do roteiro. Após esta ação, o profissional fiscalizado passa mensagem de texto ou telefona para as demais academias que estão irregulares, e estas fecham as portas. "Eu preciso que vocês denunciem os irregulares. Esta denúncia é sigilosa, jamais alguém saberá quem denunciou, e só assim conseguiremos retirar as pessoas que estão ocupando ilegalmente nosso espaço profissional ".

A primeira palestra teve como tema “Gestão de Venda e Relacionamento no Mundo Corporativo” e foi ministrada por Felipe Machado (CREF 008513-G/RS). O palestrante explicou que com a concorrência, o cliente passou a ter um leque de possibilidades, todos lhe oferecendo “serviços únicos”, que no final do dia se mostram iguais devido ao fenômeno da “acomodação” das tecnologias, das pessoas e dos processos. “Ou seja, o cliente por vezes não consegue mais distinguir o caráter único dos serviços que lhe oferecemos. Moral da história: comunicar nossa oferta para o cliente já não é mais suficiente”, avalia. Felipe ressaltou a necessidade de entender o cliente, suas dores e desejos, a competência da empresa, seus produtos e serviços e a entrega de valores, que resultam em satisfação e encantamento. Ele também explicou que para se adaptar ao novo paradigma da área de Vendas e Relacionamento, é necessário que o profissional de Educação Física aprenda a criar valor para os clientes (Acolher), precisa aprender a surpreender os clientes, fazer a diferença na vida dos clientes (Encantar) além de cuidar dos clientes como se fossem únicos (Personalizar).

A segunda palestra teve como tema “A reinvenção do personal trainer para atender as demandas das empresas atuais”, sendo ministrada por Carla Lubisco (CREF 001733-G/RS). Segundo Carla, o estudo Workplace Wellness 2016, realizado pelo Instituto Global de Wellness (GWI), mostra que as empresas e governos estarão cada vez mais motivados em reverter a tendência de falta de qualidade de vida na força de trabalho. “O bem-estar no trabalho é um movimento que irá ganhar força nos próximos cinco anos. Hoje, poucas pessoas têm acesso a programas de bem-estar em seu emprego”, explica, lembrando que a média global é de 9%, e no Brasil, 5%. Já nos EUA, esse percentual é de 52%. Carla afirma que os programas de qualidade de vida como conhecemos hoje, irão desaparecer. "As ações realizadas não podem ser coercitivas e frias, devem ser por adesão e ser acolhedoras, integradoras", salienta. "É preciso criar uma nova cultura, em que o autogerenciamento da qualidade de vida também ganhe força". Para a personal trainer, os indivíduos serão mais responsáveis pela sua própria qualidade de vida.

Ela também enfatiza a necessidade de se olhar o ser humano com uma visão de 360 graus. "Ao fazer um exercício para o braço, lembrar que ele faz parte de conjunto muscular que, por sua vez, faz parte de uma pessoa que tem um sistema emocional, mental e espiritual. Ter um viés humano, olhar empaticamente o aluno. A parte técnica, mais do que nunca, é só uma das etapas".

“Qual profissional de educação física não tem dificuldade com venda?” Com esta indagação, realizada por Alessandro Gonçalves (CREF 005863-G/RS), iniciou-se a terceira palestra do evento, que abrangeu a “Inserção e a Interação do Personal Trainer nas Empresas”. Segundo Alessandro, o profissional não é preparado para realizar vendas durante sua formação. Mas existem dificuldades posteriores, pois a relação é sempre direta com o consumidor. "Quando entramos com um projeto em uma empresa, diversos níveis estratégicos, hierárquicos, táticos e operacionais coexistem, são diferentes níveis de decisão, aliados a múltiplos níveis de interesse". Muitas vezes, complementa Gonçalves, o nível gerencial que se vai atender entende que a empresa teria outras prioridades, mas a direção, que viu potencial naquele programa de atividades físicas corporativa, compreende que é necessário. “Isto te larga numa fogueira, porque tu vais ter que comprovar que teu trabalho tem valor para, hipoteticamente, 400 funcionários".

Segundo Alessandro, firmamos um contrato de três pontas: a empresa que contratou, a equipe de profissionais de Educação Física e o trabalhador. "Eu preciso fazer com que estes interesses se conectem, satisfazendo o trabalhador e a empresa como organização. E cada uma das pontas têm suas especificidades, todos, obviamente, conectados". Alessandro alerta que um grande erro estratégico é se apegar apenas no feedback do trabalhador. "Isso é bom inicialmente, mas quando houver mudanças estratégicas, é necessário estar ao lado de quem te contratou, pois a parte do trabalhador é a mais fraca para a sustentabilidade do teu projeto". Por fim, Alessandro salientou que o Personal Trainer Corporativo vai abrir muitas portas para os profissionais de Educação Física, usando, inclusive, a Ginástica laboral como ferramenta.

Personal Trainer Corporativo



Palestra sobre o Mercado do Personal Trainer Corporativo terão inscrições no local
06/11/2017
Fonte: CREF2/RS

As inscrições para o evento sobre o Mercado do Personal Trainer Corporativo foram estendidas até dia do evento, 7 de abril, podendo ser feitas no local, conforme disponibilidade de vagas. As palestras serão realizadas no Plenário Ana Terra da Câmara de Vereadores de Porto Alegre, das 14h às 16h30min, em comemoração ao Dia Estadual da Ginástica Laboral. O objetivo será demonstrar a importância deste novo campo de trabalho que se abre ao profissional de Educação Física. A carga horária terá de 3,5 horas/aula e haverá emissão de certificado aos participantes. A inscrição é gratuita para profissionais de Educação Física registrados no CREF2/RS e estudantes de graduação.

Serão três palestras realizadas. A primeira versará sobre “Gestão de Venda e Relacionamento no Mundo Corporativo”, ministrada por Felipe Machado (CREF 008513-G/RS). A segunda abrange a “Inserção e a Interação do Personal Trainer nas Empresas”, realizada por Alessandro Gonçalves (CREF 005863-G/RS) e a terceira tem como tema “A reinvenção do personal trainer para atender as demandas das empresas atuais”, ministrada por Carla Lubisco (CREF 001733-G/RS).

O Mercado do Personal Trainer Corporativo
Data: 7 de novembro, terça-feira
Credenciamento: às 13h30min
Horário: das 14 às 16h30min
Local: Plenário Ana Terra - Câmara de Vereadores de Porto Alegre, av. Loureiro da Silva, 255
Mais informações neste link.

Mercado do Personal Trainer Corporativo



CREF2/RS participa de força-tarefa na operação “Dia do Consumidor” em Viamão
20/10/2017
Fonte: CREF2/RS/Decon/Deic

Policiais civis da Delegacia Especializada na Defesa do Consumidor e da Saúde Pública, do Departamento Estadual de Investigações Criminais e policiais civis da 1° Delegacia Regional Metropolitana deflagraram, nessa quinta-feira (19), uma ação em Viamão em conjunta com agentes de Orientação e Fiscalização do CREF2/RS, Inmetro, da Agência Nacional de Petróleo, Conselho Regional de Farmácia (CRF-RS), Secretaria Estadual de Agricultura e Pecuária, Vigilância Sanitária Municipal, Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Dipoa) e o Centro Estadual de Vigilância em Saúde (CEVS).

Durante a operação, agentes do CREF2/RS realizaram seis diligências, interditando quatro estabelecimentos por falta de profissional habilitado presente para orientar as atividades do local. Também foram constatadas irregularidades como venda de suplemento alimentar sem licença, suplementos vencidos e porte irregular de medicamento de uso controlado. Essas mercadorias foram apreendidas pela Polícia Civil, e os Responsáveis Técnicos das academias foram autuados e responderão processo ético. As empresas envolvidas também serão processadas.

Segundo o chefe de investigação da Delegacia Especializada na Defesa do Consumidor e da Saúde Pública (Decon/Deic), Alex Beltran Finamor, a diligência faz parte da operação “Dia do Consumidor”, ação que integra diversos órgãos públicos com atribuições diferentes, porém, com a mesma finalidade: a de coibir a venda de alimentos impróprios aos consumidores gaúchos, crimes de poluição ambiental e crimes de furto de energia elétrica nesses estabelecimentos comerciais inspecionados, venda e tráfico de anabolizantes e o exercício ilegal da profissão. “Em média, fazemos operações a cada 40 dias. Já foram fiscalizados os municípios de Canoas, Viamão e Passo Fundo, e já estamos preparando a logística para nossa próxima investida”.

Além das irregularidades envolvendo academias, somente em um mercado localizado no bairro Viamópolis foram apreendidos mais de três toneladas de alimentos e gêneros alimentícios totalmente impróprios ao consumo humano. Em um dos postos de combustíveis fiscalizados, dois bicos de bombas foram interditados, em razão da conhecida "bomba baixa", em que o consumidor recebe menos combustível do que o indicado no mostrador do equipamento. Também foram verificadas que duas farmácias inspecionadas vendiam medicamentos fracionados, além de constatada divergência entre os remédios controlados em estoque e a quantidade constante no sistema de controle.

DEFOR



CREF2/RS promove palestra sobre o mercado do personal trainer corporativo
11/10/2017
Fonte: CREF2/RS

Em comemoração ao Dia Estadual da Ginástica Laboral, o CREF2/RS realizará no dia 7 de novembro, das 14h às 16h30min, um evento sobre o Mercado do Personal Trainer Corporativo no Plenário Ana Terra da Câmara de Vereadores de Porto Alegre. O objetivo será demonstrar a importância deste novo campo de trabalho que se abre ao profissional de Educação Física. A carga horária terá de 3,5 horas/aula e haverá emissão de certificado aos participantes. A inscrição é gratuita para profissionais de Educação Física registrados no CREF2/RS e estudantes de graduação.

Serão três palestras realizadas. A primeira versará sobre “Gestão de Venda e Relacionamento no Mundo Corporativo”, ministrada por Felipe Machado (CREF 008513-G/RS). A segunda abrange a “Inserção e a Interação do Personal Trainer nas Empresas”, realizada por Alessandro Gonçalves (CREF 005863-G/RS) e a terceira tem como tema “A reinvenção do personal trainer para atender as demandas das empresas atuais”, ministrada por Carla Lubisco (CREF 001733-G/RS).

O Mercado do Personal Trainer Corporativo
Data: 7 de novembro, terça-feira
Credenciamento: às 13h30min
Horário: das 14 às 16h30min
Local: Plenário Ana Terra - Câmara de Vereadores de Porto Alegre, av. Loureiro da Silva, 255
Inscrições gratuitas e mais informações neste link.

Personal Trainer Corporativo



DEFOR autua nove academias irregulares na última semana de setembro
02/10/2017
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS realizou, entre os dias 17 a 23 de setembro, 35 visitas de fiscalização, autuando nove estabelecimentos por uma ou mais infrações e constatando que em dois deles não havia registro da empresa, sendo que um funcionava sem profissional presente no momento da visita e outros três permitiam atuação de leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio.

Durante a ação, seis pessoas autuadas por alguma infração, sendo contatados três leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio; um profissional atuando fora da área de formação e infringindo o Código de Ética Profissional e dois Responsáveis Técnicos descumprindo obrigações inerentes a suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional.

Internamente, a Fiscalização protocolou 15 justificativas e recursos para empresas sem registro, além de emitir três avisos de encaminhamento para Ação Civil Pública a empresas não registradas. Ao todo, 82 notificações foram emitidas para empresas e pessoas que não se regularizaram/justificaram após vencido o prazo de suas autuações. Também foi aberto um Processo Administrativo de Fiscalização – PAD FIS para uma empresa reincidente em infrações gravíssimas.

Os fiscais do Defor concentraram seus esforços em Porto Alegre nesta semana. Você pode encaminhar a sua denúncia para o DEFOR. Para isto, basta preencher o formulário disponível nesta página.

DEFOR



DEFOR fecha três academias irregulares na primeira semana de setembro
15/09/2017
Fonte: CREF2/RS

Entre os dias 3 e 9 de setembro, agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS fecharam três academias nos municípios de Arroio Grande, Porto Alegre e Canoas. Elas estavam irregulares pois não contavam com a presença de um profissional de Educação Física orientando as atividades. Para retornarem a funcionar normalmente, os proprietários deverão regularizar sua situação perante o CREF2/RS.

Ao total, foram efetuadas 67 visitas de fiscalização no período, quando quatro denúncias foram totalmente atendidas e 19 estabelecimentos autuados por uma ou mais infrações. Dentre estes casos, cinco academias não possuíam registro da empresa; nove funcionavam sem profissional presente no momento da visita e oito permitiam atuação de leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio.

Além do fechamento e autuação das academias, os fiscais também autuaram 15 pessoas por alguma infração, entre eles oito leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio; cinco Responsáveis Técnicos descumprindo obrigações inerentes a suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional além de dois diplomados atuando sem registro profissional.

Em seu trabalho interno, o DEFOR emitiu duas notificações para empresas e pessoa que não se regularizaram/justificaram após vencido o prazo de suas autuações, nove denúncias encaminhadas à Comissão de Ética Profissional – DCE e foram abertos quatro novos Processos Administrativos de Fiscalização – PAD FIS para empresas reincidentes em infrações gravíssimas. br>
Os municípios visitados na primeira semana de setembro foram Porto Alegre, Canoas, Esteio, Cachoeirinha, Pelotas, Pedro Osório, Arroio Grande, Caxias do Sul e Farroupilha.

Qualquer denúncia de irregularidade pode ser encaminhada ao DEFOR pelo formulário disponível neste link.

DEFOR



CREF2/RS revela vencedores do Troféu Destaque 2017
04/09/2017
Fonte: CREF2/RS

Comemorando o Dia do Profissional de Educação Física, o CREF2/RS realizou na última sexta-feira, dia 1º de setembro, a cerimônia de entrega do Troféu Destaque 2017. O prêmio, que chegou ao seu sexto ano consecutivo, homenageou as pessoas e as empresas que mais de destacaram ao longo do último ano, em 15 categorias diferentes. Os estabelecimentos que completaram dez anos de registro também receberam um certificado como forma de reconhecimento durante a noite.

A abertura da cerimônia foi feita pela presidente Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), que destacou a importância da data e o reconhecimento da premiação depois de cinco edições. “O Dia do Profissional de Educação Física, que comemoramos com o Troféu Destaque, é um momento único no ano, em que podemos estar perto de muitos colegas e de sentir orgulho pelo que fazemos pela profissão e pela sociedade”, analisou. A forma de escolha dos vencedores, com uma votação aberta no site do CREF2/RS para a definição dos três finalistas de cada categoria, também foi mencionada pela Presidente. “Somos mais de 25 mil registrados e queremos que todos participem, tanto do Troféu Destaque como do dia a dia do Conselho. Esta é a nossa maior honra”.

Confira os ganhadores:

Mérito da Educação Física
Vilson Fermino Bagatini (CREF 000009-G/RS)
Formado em Educação Física e em Pedagogia, Bagatini possui diversos cursos de aperfeiçoamento na área e é pós-graduado em Técnicas Esportivas em Futebol, Handebol e Voleibol e Mestre em Educação pela Universidade de Paris. Autor de 12 livros, foi docente de dezenas de cursos no Brasil e no exterior e Delegado Regional da FIEP, sendo agraciado pela instituição com a Cruz de Prata de Honra Internacional.

Profissional do Ano
Pedro Rodrigues Curi Hallal (CREF 024120-G/RS)
Mais jovem reitor a ocupar o cargo na Universidade Federal de Pelotas, assumiu a liderança da instituição em 2017. Possui mestrado e doutorado em Epidemiologia pela Universidade e realizou estágio pós-doutoral no Instituto de Saúde da Criança em Londres. É um dos sócios-fundadores da Sociedade Brasileira de Atividade Física e Saúde e bolsista de produtividade do CNPq.

Profissional de Academia
Roberta Forini Ortega (CREF 012398-G/RS)
Formada pela Universidade Federal de Pelotas, atua desde 2001 em academias. Em Pelotas, atuou com musculação, ginástica, natação e hidroginástica, ministrando também aulas de bike, local, step, combate e lecionando também na Faculdade Anhanguera de Pelotas. Em Porto Alegre desde 2012, atua nas academias Natasul e Fórmula, como personal trainer e professora em diferentes modalidades.

Profissional de Atividade Física na Empresa e Ginástica Laboral
Aline de Andrades Silva (CREF 017502-G/RS)
É graduada pela UNISC e atua desde 2006 na área de licenciatura e de bacharelado. Trabalhou junto a Escolas de Educação Infantil, com Recreação e Lazer, tendo atuado ainda como personal trainer. Atualmente, trabalha com Atividade Física na Empresa e Ginástica Laboral, além de atividades aquáticas, como natação infantil e hidroginástica.

Profissional com Atuação em Projetos Sociais
Paulo Cezar Mello (CREF 003951-G/RS)
É professor da Faculdade de Educação Física e Fisioterapia da Universidade de Passo Fundo e coordenador adjunto do curso de Educação Física Licenciatura no Campus Soledade da Universidade. Na UPF, coordena o Projeto de Extensão “Educação Inclusiva Equoterapêutica”, que concorreu ao Prêmio Educação RS em 2016, do Sinpro. É também diretor da Escola Municipal de Autistas Profª Olga Caetano Dias, de Passo Fundo.

Profissional de Escola
César Augusto Osorio Dornelles (CREF 000875-G/RS)
Pós-graduado em Ciência do Desporto e em Psicomotricidade pela UFRGS, Cesar possui atuação voltada ao ensino da prática pedagógica da Educação Física em nível do pré-escolar e Ensinos Fundamental e Médio, e no desporto escolar de voleibol e atletismo. Atualmente trabalha no Colégio Estadual Júlio de Castilhos, como professor e treinador de voleibol, e na Escola Infantil Tartaruguinha Verde como professor de Psicomotricidade.

Profissional de Paradesporto e Atividade Adaptada
Cláudia Regina Alfama (CREF 006362-G/RS)
É especialista em Ética e Educação em Direitos Humanos pela UFRGS. É profissional de Educação Física da FADERS – Acessibilidade e Inclusão há 23 anos, onde atualmente coordena o Núcleo Estadual do Paradesporto. Faz parte ainda do Comitê Paralímpico Brasileiro, atuando como técnica de voleibol sentado e de bocha paralímpica da Associação Nacional de Desporto para Deficientes.

Profissional de Recreação
Eneida Feix (CREF 002116-G/RS)
É especialista em Educação Psicomotora, em Lazer e Recreação e em Jornalismo Esportivo e possui mestrado na área de Ciências do Movimento Humano. Tem 40 anos de experiência na área de Recreação, com atuação no Ministério do Esporte, na Secretaria Municipal de Educação e de Esportes, Recreação e Lazer de Porto Alegre, na FUNDERGS e nos Ensinos especial, Fundamental, Médio e Superior.

Profissional Técnico Desportivo
André Luís Rocha Scott (CREF 001215-G/RS)
É atualmente coordenador do Departamento de Basquete do Grêmio Náutico União, além de técnico nas categorias de base e principal do esporte no clube, onde trabalha desde 1992. Atuou como técnico da modalidade também no colégio LaSalle Santo Antônio, onde era professor nos Ensinos Fundamental e Médio. Treinou ainda a Seleção Gaúcha de Basquete nas categorias sub-13, sub-15 e sub-17.

Profissional de Corrida de Rua
Leonardo Rossato Ribas (CREF 003760-G/RS)
Especializado em fisiologia do exercício e em treinamento de atletismo, atua na Sogipa e no grupo PerCorrer. Como treinador de atletismo, participou dos últimos mundiais de atletismo e de revezamento, além dos Jogos Olímpicos do Rio, como treinador da seleção brasileira. Atua também com corrida e caminhada recreativa, com o objetivo maior de proporcionar mais saúde, socialização e qualidade de vida aos praticantes.

Profissional de Saúde
Emilian Rejane Marcon (CREF 002792-G/RS)
É mestre em Ciências da Saúde pela Fundação Universitária de Cardiologia e Doutora em Medicina – Ciências Cirúrgicas pela UFRGS, atuando como pesquisadora nas áreas de obesidade mórbida, exercício físico e cirurgia bariátrica. Atualmente, trabalha no Hospital de Clínicas de Porto Alegre e na Unidade Básica Santa Cecília, onde desenvolve um programa de exercícios físicos para pacientes pré e pós-cirurgia bariátrica.

Clube ou Sociedade
Clube do Professor Gaúcho (CREF 000269-PJ/RS)
O Clube do Professor Gaúcho é a única agremiação social de educadores do Brasil e maior clube classista da América do Sul. Foi fundado em 1966 sob o lema: “a união de uma classe materializada em concreto”. Mantém atualmente três sedes sociais, em Porto Alegre, Santa Maria e Balneário Pinhal, sendo um consagrado espaço de sociabilidade que proporciona convívio entre professores de todas as instituições de ensino.

Academia
Cia Athlética (CREF 001430-PJ/RS)
Presente no mercado há 30 anos, a Cia. Athletica atende 35.000 alunos e conta com 18 unidades pelo Brasil. Em Porto Alegre, conta com ambiente moderno com 3000m² e mais de 30 modalidades de aulas coletivas. A partir de avaliação física e nutricional, sua equipe de profissionais especializada desenvolve um programa completo de atividades de acordo com o perfil, objetivos, preferências e disponibilidade de tempo do aluno.

Veículo de Comunicação
Vozes do Esporte – Rádio Charrua
É um programa de conversa e entrevistas sobre o esporte local e em geral, sendo o mais tradicional programa de esportes da Fronteira Oeste do Estado. Criado para fomentar, discutir, organizar e melhorar o esporte na cidade de Uruguaiana, é apresentado por Vicente Majó da Maia. Está no ar há dezoito anos, sendo cinco na Rádio Charrua, e foi responsável por diversas conquistas na área esportiva da região.

Personalidade do Ano
João Derly
É ex-judoca, bicampeão mundial da modalidade, e também campeão em diversos outros torneios. Participante ativo de campanhas sociais quando atleta, após aposentar-se do judô de alto rendimento fundou o Instituto Pódium, projeto que leva o judô gratuitamente a crianças em situação de vulnerabilidade social. Eleito vereador em 2012 e deputado federal em 2014, tem como principais bandeiras o esporte e as causas sociais.

Troféu Destaque



Fiscalização autua 20 academias irregulares na terceira semana de agosto
28/08/2017
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS realizou, entre os dias 13 a 19 de agosto, 44 visitas de fiscalização, fechando quatro academias no município de Canoas por não apresentarem nenhum profissional para assumir as atividades. A ação em Canoas contou com apoio da Polícia Civil.

Também foram autuados 20 estabelecimentos por uma ou mais infrações, sendo constatado que nove delas não possuíam registro da empresa, 12 funcionavam sem profissional presente no momento da visita e outras nove permitiam atuação de leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio. Uma academia descumpria o Termo de Cooperação firmado com o Conselho.

Internamente, a Fiscalização encaminhou 12 processos de Ação Civil Pública – ACP, para empresas sem registro, além de 11 notificações foram emitidas para empresas e pessoas que não se regularizaram/justificaram após vencido o prazo de suas autuações, além de duas denúncias encaminhadas à Comissão de Ética Profissional – DCE e um Processo Administrativo de Fiscalização – PAD FIS, aberto para empresa reincidente em infrações gravíssimas

Os municípios fiscalizados durante o período foram Porto Alegre, Guaíba, Cachoeirinha, Gravataí, Sapucaia do Sul, Canoas, Nova Petrópolis e Eldorado do Sul.

DEFOR



Fiscalização autua 14 estabelecimentos e fecha uma academia na segunda semana de agosto
22/08/2017
Fonte: CREF2/RS

Os agentes fiscais do CREF2/RS, entre os dias 6 e 14 de agosto, autuaram 14 estabelecimentos em todo o Rio Grande do Sul. Entre as empresas notificadas, oito não possuíam registro, quatro não contavam com um profissional habilitado presente no momento da visita e seis estavam permitindo o exercício ilegal da profissão. Além destas, uma academia foi flagrada descumprindo o Termo de Cooperação previamente assinado e uma outra empresa da área fitness teve as suas atividades suspensas, por funcionar de maneira totalmente irregular, em Canoas.

Porto Alegre, Eldorado do Sul, Esteio, Cachoeirinha e Bento Gonçalves são algumas das cidades por onde também passaram a equipe do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS, que realizou 43 visitas e atendeu quatro denúncias, somente na segunda semana de agosto. Outras 12 pessoas também foram autuadas neste período, sendo sete por exercício ilegal da profissão, uma por estar atuando fora da área (Licenciado trabalhando como Bacharel) e três RT’s por descumprirem as funções inerentes ao cargo, previstas no Código de Ética do Profissional de Educação Física.

Internamente, a Fiscalização encaminhou 21 casos para ação civil pública e emitiu 28 notificações para empresas e pessoas que não se regularizaram dentro do prazo previamente estabelecido. Um Processo Administrativo de Fiscalização (PAD FIS) também foi aberto, referente a uma academia reincidente em uma infração gravíssima. Qualquer denúncia pode ser encaminhada ao DEFOR pelo formulário disponível neste link.

Fiscalização DEFOR



DEFOR fecha duas academias irregulares na primeira semana de agosto
15/08/2017
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS, entre os dias 30 de julho e 5 de agosto, autuou 18 estabelecimentos e 20 pessoas por algum tipo de infração, em todo o Estado. Entre as empresas notificadas, oito não possuíam registro, 11 não contavam com um profissional habilitado no momento da visita e 13 estavam permitindo o exercício ilegal da profissão. Duas academias – uma em Pelotas e outra em Turuçu – funcionavam de maneira totalmente irregular e tiveram as suas atividades suspensas. Elas precisarão regularizar a sua situação antes de voltar a atender o público.

Os agentes fiscais, durante a primeira semana de agosto, notificaram 11 pessoas por exercício ilegal da profissão, dois diplomados por não possuírem registro, quatro profissionais que atuavam fora da área (Licenciados como Bachareis) e três RTs que estavam descumprindo as obrigações inerentes ao cargo, estabelecidas pelo Código de Ética dos Profissionais de Educação Física. Além disto, sete Processos Administrativos de Fiscalização (PAD FIS) foram abertos, relacionados a casos de empresas ou pessoas flagradas em reincidência de infrações gravíssimas.

Neste período, a Fiscalização ainda emitiu 13 notificações para empresas e pessoas que não regularizaram a sua situação após o prazo inicialmente estipulado. Fora Pelotas e Turuçu, o Conselho também esteve visitando academias em Porto Alegre, Caxias do Sul, Alto Feliz, Canguçu e Camaquã. Você pode encaminhar a sua denúncia ao DEFOR preenchendo o formulário disponível nesta página.

Fiscalização DEFOR



Fiscalização fecha mais uma academia irregular na última semana de julho
08/08/2017
Fonte: CREF2/RS

A Fiscalização do CREF2/RS, entre os dias 23 e 29 de julho, fechou uma academia irregular e autuou 25 estabelecimentos por algum tipo de infração em todo o Estado. Entre as empresas notificadas, seis não possuíam registro, oito não contavam um profissional habilitado no momento da visita, duas estavam descumprindo o Termo de Cooperação previamente assinado e outras oito estavam permitindo o exercício ilegal da profissão. A academia que teve as suas atividades suspensas - localizada em Porto Alegre - vai precisar regularizar a sua situação antes de voltar a atender.

As ações do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR), realizadas na última semana de julho, também autuaram 20 pessoas, sendo sete por exercício ilegal da profissão, um diplomado sem registro e dois profissionais que estavam atuando fora da área – Licenciados desempenhando as funções de Bacharéis. Além destes, 11 Responsáveis Técnicos foram notificados por estarem descumprindo as obrigações inerentes ao cargo e o Código de Ética dos Profissionais de Educação Física.

Os agentes fiscais do CREF2/RS também atenderam dez denúncias e 14 Processos Administrativos de Fiscalização (PAD FIS) foram abertos, referentes a casos de empresas reincidentes em infrações gravíssimas. Além de Porto Alegre, a Fiscalização esteve ainda em Caxias do Sul e Gravataí neste período. Independentemente da cidade, o DEFOR segue à disposição para receber e averiguar irregularidades em todo o Rio Grande do Sul. Para colaborar com o trabalho da Fiscalização, basta preencher o formulário de denúncia disponível neste link. Todas as informações repassadas ao Conselho são mantidas sob sigilo.

Fiscalização DEFOR



DEFOR autua 35 estabelecimentos e pessoas irregulares na terceira semana de julho
01/08/2017
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS, entre os dias 16 e 22 de julho, autuou 30 estabelecimentos e 15 pessoas por algum tipo de infração, em todo o Estado. Das empresas notificadas, oito não possuíam registro, duas não contavam com um profissional habilitado no momento da visita e sete estavam permitindo o exercício ilegal da profissão.

Os agentes fiscais do Conselho, durante a terceira semana de julho, notificaram cinco pessoas por exercício ilegal da profissão, um diplomado que atuava sem registro e sete RTs que estavam descumprindo as obrigações inerentes ao seu cargo, estabelecidas no Código de Ética dos Profissionais de Educação Física. Além disto, três Processos Administrativos de Fiscalização (PAD FIS) foram abertos, relacionados a casos de empresas flagradas em reincidência de infrações gravíssimas.

Neste período, a Fiscalização visitou estabelecimentos da área fitness em Porto Alegre, Erechim, Getúlio Vargas, Tio Hugo e Passo Fundo. Você pode encaminhar a sua denúncia para o DEFOR. Para isto, basta preencher o formulário disponível nesta página.

Fiscalização DEFOR



Fiscalização autua mais de 20 estabelecimentos e pessoas no começo de julho
25/07/2017
Fonte: CREF2/RS

Entre os dias 9 e 15 de julho, o Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS autuou 12 estabelecimentos e dez pessoas, em todo o Estado, por algum tipo de infração. Entre as empresas notificadas, cinco não possuíam registro, quatro não contavam com um profissional habilitado no momento da visita e oito estavam permitindo o exercício ilegal da profissão. Uma academia que funcionava de maneira totalmente irregular, em Gravataí, também foi fechada e vai precisar regularizar a sua situação antes de voltar a atender o público.

Os agentes fiscais do Conselho, durante a segunda semana de julho, atuaram estas dez pessoas, sendo oito por exercício ilegal da profissão, uma por estar fora da área de atuação – um Licenciado que trabalhava como Bacharelado, e um Responsável Técnico que estava descumprindo as obrigações inerentes ao seu cargo, estabelecidas no Código de Ética dos Profissionais de Educação Física. Além de Gravataí, a Fiscalização também esteve visitando estabelecimentos da área fitness em Canoas, Porto Alegre, Glorinha e Gravataí.

Você pode encaminhar a sua denúncia para o DEFOR. Para isto, basta preencher o formulário disponível nesta página.

Fiscalização DEFOR



Fiscalização fecha três academias irregulares no interior
18/07/2017
Fonte: CREF2/RS

A Fiscalização do CREF2/RS, entre os dias 2 e 8 de julho, fechou três academias que funcionavam de maneira totalmente irregular e autuou outros 29 estabelecimentos, em todo o Rio Grande do Sul, por algum tipo de infração. Entre as empresas notificadas, dez não contavam com um profissional habilitado no momento da visita, 17 não possuíam registro e uma estava permitindo o exercício ilegal da profissão. As academias que tiveram as suas atividades suspensas, em Teutônia e Lajeado, vão precisar regularizar a sua situação antes de voltar a atender.

As ações do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR), realizadas na primeira semana de julho, também autuaram 25 pessoas, sendo 11 por exercício ilegal da profissão (ou estagiário sem Termo de Estágio válido), cinco por estarem fora da área de atuação e outros cinco Responsáveis Técnicos que descumpriam as obrigações inerentes ao cargo e infringiam, consequentemente, o Código de Ética dos Profissionais de Educação Física. Ao todo, foram feitas mais de 50 visitas neste período.

Fora os dois municípios já mencionados, os agentes fiscais do Conselho também estiveram em Porto Alegre, Santa Maria, Júlio de Castilhos, Tupanciretã, Ivorá, Faxinal do Soturno, São João do Polêsine, Mata, Salvador do Sul, Tupandi, São Sebastião do Caí, Bom Princípio, Feliz e Encantado. Independente do local, a Fiscalização segue à disposição para receber e averiguar irregularidades. Para contribuir com o trabalho do DEFOR, basta preencher este formulário de denúncia.

Fiscalização DEFOR



DEFOR fecha uma academia irregular e autua dez estabelecimentos no final de junho
13/07/2017
Fonte: CREF2/RS

A Fiscalização do CREF2/RS, entre os dias 25 de junho e 1º de junho, fechou uma academia irregular e autuou 10 estabelecimentos por algum tipo de infração, em todo o Rio Grande do Sul. Entre as empresas notificadas, quatro não contavam com um profissional habilitado no momento da visita e seis estavam permitindo o exercício ilegal da profissão. A academia que teve as suas atividades suspensas, em Quintão, vai precisar regularizar a sua situação antes de voltar a atender.

As ações do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR), realizadas na última semana de junho, também autuaram dez pessoas, sendo seis por exercício ilegal da profissão. Ao todo, 11 denúncias ainda foram atendidas neste período.

Outas 34 notificações foram enviadas pelo DEFOR a empresas e a pessoas que não regularizaram a sua situação dentro do prazo estabelecido pelo CREF2/RS, depois de fiscalizadas pela primeira vez. Além destas, mais 34 Termos de Cooperação foram firmados com empresas autuadas, que se comprometeram a regularizar a sua situação e evitar reincidências.

Além de Quintão, os agentes fiscais do Conselho também estiveram em Balneário Pinhal, Torres, Imbé, Osório, Capão da Canoa, Caxias do Sul, Porto Alegre e Gravataí. Independente da cidade, a Fiscalização segue à disposição para receber e averiguar irregularidades, em todo o Estado. Para contribuir com o trabalho do DEFOR, basta preencher este formulário de denúncia.

Fiscalização DEFOR



Fiscalização fecha mais uma academia irregular em Porto Alegre
03/07/2017
Fonte: CREF2/RS

As ações do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS, entre os dias 18 e 24 de junho, fecharam uma academia que funcionava de maneira irregular, em Porto Alegre, e autuaram outros 23 estabelecimentos, no restante do Estado, por algum tipo de infração. Entre as empresas notificadas, nove não possuíam registro, seis não contavam com um profissional habilitado no momento da visita e cinco estavam permitindo o exercício ilegal da profissão. A academia que teve as suas atividades suspensas vai precisar regularizar a sua situação antes de voltar a atender.

Os agentes fiscais do Conselho, na terceira semana de junho, também autuaram dez pessoas, sendo três por exercício ilegal da profissão e uma por estar fora da área de atuação – Licenciado que trabalhando como Bacharelado. Ao todo, foram feitas 53 visitas e atendidas 15 denúncias neste período. A Fiscalização esteve em Gramado, Canela, Taquara, Alvorada e Viamão e ainda abriu um novo Processo Administrativo de Fiscalização, referente a um caso reincidente em uma infração gravíssima.

Você sempre pode encaminhar a sua denúncia para o DEFOR. Para isto, basta preencher o formulário disponível nesta página.

Fiscalização DEFOR



CREF2/RS não disponibiliza contato de registrados para terceiros
03/07/2017
Fonte: CREF2/RS

O Conselho esclarece que, em nenhuma hipótese, disponibiliza os dados dos seus profissionais registrados, como telefone e endereço de e-mail, para terceiros. Os únicos cursos e eventos, cuja divulgação foi autorizada pelo CREF2/RS, se encontram publicados na nossa página. Já as empresas conveniadas, que oferecerem produtos e serviços com descontos, estão listadas também numa seção específica do nosso site.

Caso você receba o contato ou alguma mensagem em nome do CREF2/RS, saiba que pode se tratar de uma fraude. Se desconfiar de alguma situação, pedimos que entre em contato imediatamente pelo e-mail contato@crefrs.org.br ou pelo telefone (51) 3288-0200, para esclarecimentos e relato do ocorrido.

Registro



Fiscalização autua nove academias na segunda semana de junho
30/06/2017
Fonte: CREF2/RS

A Fiscalização do CREF2/RS, entre os dias 11 e 17 de junho, fechou uma academia irregular e autuou 9 estabelecimentos, em todo o Rio Grande do Sul, por algum tipo de infração. Entre as empresas notificadas, quatro não contavam com um profissional habilitado no momento da visita e cinco estavam permitindo o exercício ilegal da profissão. A academia que teve as suas atividades suspensas, em Viamão, vai precisar regular a sua situação antes de voltar a atender.

As ações do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR), realizadas na segunda semana de junho, também autuaram nove pessoas, sendo quatro por exercício ilegal da profissão e cinco Responsáveis Técnicos que estavam descumprindo as obrigações inerentes ao cargo e infringindo o Código de Ética dos Profissionais de Educação Física. Ao todo, foram feitas 30 visitas neste período.

Outras 26 notificações foram enviadas pelo DEFOR a empresas e a pessoas que não regularizaram a sua situação dentro do prazo estabelecido pelo CREF2/RS, depois da fiscalizadas e autuadas pela primeira vez. Além destas, sete Processos Administrativos de Fiscalização também foram abertos, referentes a casos reincidentes em infrações gravíssimas.

Fora o município já mencionado, os agentes fiscais do Conselho também estiveram em São Leopoldo, Sapucaia do Sul, Alvorada e em Caxias do Sul. Independente do local, a Fiscalização segue à disposição para receber e averiguar irregularidades. Para contribuir com o trabalho do DEFOR, basta preencher este formulário de denúncia.

Fiscalização DEFOR



CREF SERRA encerra atividades nesta sexta-feira
29/06/2017
Fonte: CREF2/RS

O CREF SERRA, posto avançado de atendimento inaugurado em 2012 no município de Caxias do Sul, encerrará as suas atividades nesta sexta-feira, dia 30 de junho. O motivo da desativação da unidade é a baixa procura de profissionais e de empresas e também a readequação de custos do Conselho.

A partir da próxima segunda-feira, dia 3 de julho, a região da Serra passará a ser atendida da mesma forma que o restante do interior do Estado, através das visitas programadas no projeto Interiorizasul. Mais informações aqui.

CREF Serra



Fiscalização fecha quatro academias irregulares na primeira semana de junho
20/06/2017
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Orientação e Fiscalização (DEFOR) do CREF2/RS, na primeira semana de junho, fechou quatro academias irregulares e autuou 14 estabelecimentos, em todo o Rio Grande do Sul, por algum tipo de infração. Entre as empresas notificadas, sete não contavam com um profissional habilitado no momento da visita e cinco estavam permitindo o exercício ilegal da profissão. As academias que tiveram as atividades suspensas, nas cidades de Novo Hamburgo, Alvorada, Guaíba e Pelotas, vão precisar regular a sua situação antes de voltar a atender.

As ações de fiscalização, realizadas entre os dias 4 e 10 de junho, também autuaram cinco pessoas, sendo três por exercício ilegal da profissão. Ao todo, foram feitas 27 visitas e atendidas 13 denúncias neste período. Outras cinco empresas foram notificadas por não regularizarem a sua situação dentro do prazo estabelecido anteriormente elo DEFOR, duas denúncias foram encaminhadas à Comissão de Ética Profissional do CREF2/RS e cinco processos de fiscalização foram abertos, referentes a casos reincidentes em infrações gravíssimas.

Além dos municípios já mencionados, os agentes fiscais do Conselho também esteviram em Campo Bom, Eldorado do Sul, Charqueadas, São Jerônimo e Porto Alegre. Independente do local, o DEFOR segue à disposição para receber e averiguar irregularidades. Para contribuir com o trabalho da Fiscalização, basta preencher este formulário de denúncia.

Fiscalização



Fiscalização autua 26 empresas e 21 pessoas na primeira semana de junho
13/06/2017
Fonte: CREF2/RS

As ações de fiscalização do CREF2/RS, realizadas entre os dias 28 de maio e 3 de junho, resultaram em uma academia fechada, em Santo Antônio das Missões, e em outros 26 estabelecimentos autuados por algum tipo de infração, como descumprir o Termo de Cooperação previamente assinado, permitir o exercício ilegal da profissão e não possuir registro ou um profissional habilitado no momento da visita.

Entre estes dias, os agentes do Departamento de Orientação e Fiscalização (DEFOR) também atenderam 25 denúncias e notificaram outras 21 pessoas, por estarem fora da área de atuação – Licenciados trabalhando como Bacharéis – ou por exercício ilegal da profissão. Nove multas também foram aplicadas e 12 empresas e pessoas notificadas por não regularizarem a sua situação após vencido o prazo de justificativa.

As cidades visitadas, neste período, foram Santo Ângelo, Cerro Largo, Roque Gonzales, São Miguel das Missões, Caibaté, São Luiz Gonzaga e Santo Antônio da Missões. O CREF2/RS segue à disposição para receber e averiguar irregularidades. Você pode contribuir com o trabalho da Fiscalização enviando a sua denúncia por aqui.

Fiscalização



CREF2/RS fecha mais quatro academias e autua 27 estabelecimentos em maio
30/05/2017
Fonte: CREF2/RS

As ações de fiscalização do CREF2/RS, realizadas entre os dias 14 e 20 de maio, resultaram em quatro academias fechadas, nas cidades de Sapucaia do Sul e Três de Maio, e em outros 27 estabelecimentos autuados por algum tipo de infração, como ausência de registro ou de um profissional habilitado no momento de visita. Para voltar a atender o público, estas empresas impedidas de funcionar precisarão, primeiramente, regularizar a situação.

Na terceira semana de maio, os agentes do Departamento de Orientação e Fiscalização (DEFOR) também atenderam 84 denúncias e notificaram 18 pessoas, por estarem fora da sua área de atuação – licenciados trabalhando como bacharelados – ou por exercício ilegal da profissão. Além disto, sete multas foram aplicadas a empresas que descumpriram o Termo de Cooperação e cinco processos foram encaminhados para serem transformados em Ação Civil Pública.

As cidades visitadas, neste período, foram Porto Alegre, São Leopoldo, Esteio, Novo Hamburgo, Sapucaia do Sul, Erechim, Getúlio Vargas, Faxinalzinho, São Valentim, Carazinho, Ijuí, Horizontina, Três de Maio, Santa Morsa, Erebango e Espumoso. O CREF2/RS segue à disposição para receber e averiguar irregularidades. Você pode contribuir com o trabalho da Fiscalização enviando a sua denúncia por aqui.

Fiscalização



CREF2/RS participará do Dia do Desafio proposto pelo SESC/RS
16/05/2017
Fonte: CREF2/RS/SENAC/RS

A presidente do CERF2/RS, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), e o seu vice-presidente Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), participaram hoje (16), no Teatro SESC, em Porto Alegre, do lançamento regional do Dia do Desafio 2017. O evento de foi realizado simultaneamente em Caxias do Sul, Lajeado, Porto Alegre, Passo Fundo, Pelotas, Santa Maria e Santa Rosa. O Dia do Desafio (DDD) acontece sempre na última quarta-feira de maio (este ano, acontece no dia 31) e propõe que as pessoas interrompam suas atividades rotineiras e pratiquem, por pelo menos 15 minutos consecutivos, qualquer tipo de exercício físico.

Em Porto Alegre, a cerimônia reuniu autoridades como o vice-prefeito de Porto Alegre Gustavo Paim, o vereador João Bosco Vaz, o diretor de Eventos da Secretaria Municipal de Porto Alegre Claudio Franzen, parceiros e imprensa. Também estiveram presentes representantes das cidades de Viamão, Cachoeirinha, Gravataí, São Leopoldo, Novo Hamburgo, Canoas, Torres, Tramandaí, Taquara, Montenegro e municípios das respectivas áreas de abrangência.

Durante o evento, foi realizado um bate-papo com os medalhistas olímpicos Gustavo Endres (Vôlei) e Mayra Aguiar (Judô), e contou ainda com a apresentação do ganhador do The Voice Kids, Thomas Machado. Este ano, o DDD conta com o apoio do Governo do Estado e Prefeitura Municipal, além das parcerias com a Secretaria Estadual de Educação, o Centro Estadual de Treinamento Esportivo (CETE), a Prefeitura Municipal, através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, da Coordenadoria Geral da Vigilância em Saúde e Federações Gaúchas de diversas modalidades.

Segundo a presidente do CREF2/RS, o Conselho sempre é parceiro do Dia do Desafio, pois é um movimento que o SESC faz em prol da saúde. “Com isto incentiva-se que as pessoas sejam mais saudáveis ao praticarem atividade física. A ideia para este ano é termos Ginástica Laboral no Conselho no Dia do Desafio. Além disto, pretendemos sempre apoiar o SESC na sua promoção de atividades de Educação Física e dos profissionais de Educação Física”.

Lauro afirmou que a data nada mais é do que reforçar a conscientização da população para a prática de Educação Física. “Ressaltando sua importância para evitar todas as doenças associadas ao sedentarismo e a depressão, que atualmente é considerado o mal do século. Penso que evento faz com que as pessoas repensem modo de viver e seu estilo de vida para que possamos ter uma vida mais saudável.

O Sistema Fecomércio-RS/ Sesc realiza o projeto nas cidades gaúchas em parceria com as prefeituras. No Rio Grande do Sul, o Dia do Desafio foi incluído no calendário oficial do Estado a partir da Lei 12.492 de 16 de maio de 2006, de autoria do então deputado estadual Giovani Cherini.

De acordo o diretor regional do SESC/RS Luiz Tadeu Piva, o DDD foi criado no Canadá, sendo difundido mundialmente pela The Association For International Sport for All (TAFISA), entidade de promoção do esporte para todos, sediada na Alemanha. “É uma campanha de incentivo à prática regular de atividades físicas em benefício da saúde”, afirma. “Não pretendemos ter 10 milhões de atletas no Rio Grande do Sul, mas sim 10 milhões de pessoas saudáveis”, resume Luiz. O Sesc/SP coordena o evento no Continente Americano desde 2000 e no Rio Grande do Sul a ação é capitaneada pelo Sistema Fecomércio-RS/Sesc em parceria com as Prefeituras. O convite à atividade física se estende a todos, envolvendo o poder público de cada cidade, as instituições da sociedade civil, empresas, voluntários locais e os próprios participantes.

Para participar do DDD, os municípios se inscrevem previamente e devem mobilizar a comunidade a realizar alguma atividade física entre 0h e 20h do dia 31 de maio. A ação acontece em forma de disputa entre duas cidades de mesmo porte populacional em todo o continente americano ou como autodesafio. O município que mobilizar mais pessoas em relação ao número oficial de habitantes vence. Mais informações podem ser obtidas no site www.sesc-rs.com.br/diadodesafio.

Dia do Desafio 2017



Práticas Integrativas e Complementares é um novo campo para profissionais de Educação Física
15/05/2017
Fonte: CREF2/RS

A construção da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares no SUS (PNPIC) iniciou-se a partir do atendimento das diretrizes e recomendações de várias conferências nacionais de saúde e das recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS). Em junho de 2003, representantes das associações nacionais de Fitoterapia, Homeopatia, Acupuntura e Medicina Antroposófica reuniram-se com o então ministro da Saúde, ocasião em que, por solicitação dele, foi instituído um grupo de trabalho, coordenado pelo Departamento de Atenção Básica, da Secretaria de Atenção à Saúde (SAS), e pela Secretaria-Executiva, com a participação de representantes das secretarias de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos e de Gestão do Trabalho e Educação na Saúde, do Ministério da Saúde (MS); Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa); e associações brasileiras de Fitoterapia, Homeopatia, Acupuntura e Medicina Antroposófica, para discussão e implementação das ações, no sentido de elaborar-se a política nacional.

Em setembro de 2003, o grupo gestor responsável pela ordenação dos trabalhos e formulação da política nacional definiu, entre outras coisas, a criação de quatro subgrupos de trabalho, respeitando as diversas áreas, em virtude das especificidades de cada uma delas. Como estratégia de elaboração da política, o grupo gestor elaborou um plano de ação a ser adotado pelos subgrupos para, posteriormente, a ser consolidado em documento técnico único relativo à política nacional.

Em 2006 foram criadas no Brasil as Políticas Nacionais de Práticas Integrativas Complementares, partindo da orientação da O.M.S., para fortalecer ações e serviços de PICS (Práticas Integrativas e Complementares) na rede de atenção à saúde e comunidade. A M.T.C. (Medicina Tradicional Chinesa), através de um modelo transdisciplinar foi acrescentado a essas práticas, aqui no Brasil, e abrindo possibilidades aos profissionais de Educação Física para atuação tanto em empresas, comunidades, escolas, academias de rua, NASF (Núcleo de Apoio a Saúde da Família) entre outros.

Marco Aurélio Scharcow (CREF 002463-G/RS) foi um dos profissionais de Educação Física que aderiram às novas modalidades. “Na minha prática e convivência na Educação Física, tive a felicidade de conhecer pessoalmente o criador do método “Lian Gong” em 18 terapias, uma prática corporal elaborada na década de 70 pelo Dr. Zhuang Yuan Ming, médico ortopedista da Medicina Tradicional Chinesa que viveu em Shangai na China”, explica.

Marco afirma que esta prática foi escolhida pelo governo de Shangai para ser amplamente divulgada para a população e o Dr. Zhuang, o seu criador, recebeu o prêmio de “Pesquisa Cientifica de Resultado Relevante”. “O Doutor Zhuang, uniu conhecimento da MTC – Medicina Tradicional Chinesa e a Moderna Medicina Ocidental, com as artes guerreiras e os antigos exercícios terapêuticos”.

Segundo Scharcow, o objetivo principal do Lian Gong em 18 Terapias é a de tratar e prevenir dores no corpo, inúmeros problemas osteosmusculares, articulações, etc. hoje tão freqüente nas condições da vida moderna, além de atuar nas disfunções dos órgãos internos e problemas respiratórios. São exercícios preventivos e curativos, cujas práticas põe em movimento o “Chi” (energia vital) através dos meridianos, em especial ao “Zhen Chi” ou “Chi Verdadeiro” no organismo, termos encontrados nos fundamentos da MTC, Medicina Tradicional Chinesa, que diz “Quando o Zhen Chi esta pleno no interior do corpo humanos fatores negativos não podem invadir”. A prática ajuda na circulação do sangue, dissolve aderências e inflamações dos tendões. Restaura a movimentação natural, melhorando a resistência e a vitalidade do organismo. O sistema completo do Lian Gong em 18 terapias é composto de 3 partes, totalizando 54 exercícios.

Práticas Integrativas e Complementares



CREF2/RS fecha quatro academias irregulares e autua 40 estabelecimentos
11/05/2017
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS, em sua missão de proteger a saúde e zelar pela profissão, visitou 21 municípios entre os dias 23 de abril e 6 de maio, fechando oito academias irregulares distribuídas entre Porto Alegre, Triunfo, Viamão, Guaíba e Três Coroas. Os estabelecimentos não apresentavam profissional habilitado para orientar as atividades. Para voltar a funcionar, a empresa terá que, primeiramente, regularizar a sua situação.

Nas diligências, os agentes do DEFOR realizaram 81 visitas de fiscalização, autuando 40 estabelecimentos por alguma irregularidade, sendo 20 deles pela falta de registro no CREF2/RS, além de constatarem em outras 17 empresas a falta de profissional presente no momento da visita. Ao todo, foram autuadas 24 pessoas, destas 13 por exercício ilegal da profissão, além de oito Responsáveis Técnicos autuados por descumprir as obrigações inerentes à função, além de um diplomado sem seu registro profissional.

Foram visitados os municípios de Novo Hamburgo, Sapucaia do Sul, Campo Bom, Dois Irmãos, São Leopoldo, Nova Petrópolis, Caxias do Sul, Farroupilha, Porto Alegre, Viamão, Gravataí, Alvorada, Guaíba, Triunfo, Charqueadas, Sapucaia do Sul Sapiranga, Gramado, Três Coroas, Taquara, Rolante, Cruz Alta, Panambi e Não-Me-Toque.

DEFOR



Câmara Técnica de Futebol fará reuniões itinerantes nas Instituições de Ensino Superior
08/05/2017
Fonte: CREF2/RS

O presidente da Câmara Técnica de Futebol, Alessandro Gamboa (CREF 001534-G/RS), afirmou na última sexta-feira (5) que está empenhado em aumentar o quórum de presenças nas reuniões, mesmo que os encontros já tenham contado com a presença de reconhecidos profissionais da área. Para atrair os participantes, Gamboa aprovou com o professor do IPA, Luiz Afonso Gomes (CREF 000484-G/RS), a promoção de reuniões itinerantes. “Iniciaremos este novo formato por Porto Alegre e Região Metropolitana, para posteriormente avançarmos pelo interior do Estado”, afirma. Com isto, deduz Gamboa, haverá uma aproximação concreta da Câmara junto aos professores da futebol em suas próprias faculdades.

De acordo com o presidente da Câmara, a pauta das reuniões itinerantes tratará em primeiro lugar do mercado de trabalho, focado no aspecto lazer, esporte e recreativo. “Basicamente para quem quer trabalhar com futebol de forma recreacional, visando atividade física, bem-estar e saúde”. Gamboa pontua que o mercado para quem trabalha neste nicho enfrenta dificuldades. "Apesar do Brasil ser o país do futebol, o mercado tem baixíssimo nível de absorção de profissionais, pois os maiores investimentos vão para o futebol de alto rendimento". Gamboa cita como exemplo Porto Alegre, onde os profissionais que atuam no Inter ou no Grêmio estão bem posicionados, mas se atuarem na várzea, enfrentarão condições mínimas de trabalho.

O segundo foco, afirma Gamboa, é a criação de eventos. “Iniciaremos com cursos pequenos, trazendo um profissional que atue no futebol, seja jogador, treinador ou juiz, para ele repassar conhecimentos durante um dia”. Outra possibilidade aventada serão palestras com administradores de empresas, para ensinar as melhores ferramentas de gestão do mercado de trabalho. “Mais adiante, se tudo evoluir bem, pensamos em um congresso multidisciplinar de futebol", concluiu Gamboa.

Os profissionais de Educação Física que desejarem participar da Câmara de Futebol podem enviar um e-mail para administrativo@crefrs.org.br. Eles serão informados das datas e locais das próximas reuniões.

Câmara Técnica de Futebol



CREF SERRA encerra atividades em 1º de julho
03/05/2017
Fonte: CREF2/RS

O CREF SERRA, posto avançado de atendimento inaugurado em 2012 no município de Caxias do Sul, encerrará suas atividades no dia 1º de julho. O motivo da desativação da unidade decorre da baixa procura de profissionais e empresas e também da readequação de custos do Conselho. A região da Serra passará a ser atendida da mesma forma que o restante do Estado, na sede de Porto Alegre e através das visitas programadas no projeto Interiorizasul.

CREF Serra



Eventos esportivos devem oferecer desconto para idosos e para-atletas
24/04/2017
Fonte: CREF2/RS

A Câmara Municipal de Porto Alegre aprovou, no final de março, a Lei 12.233, que obriga as competições esportivas a conceder desconto de 50%, sobre o valor da inscrição, para atletas idosos e para para-atletas. O projeto é de autoria do vereador João Bosco Vaz.

A lei, em vigência desde o começo deste mês, estipula também que as empresas responsáveis pelos eventos esportivos, como as corridas de rua, deverão pagar uma multa se não ofertarem o desconto. O dinheiro arrecadado, com estas penalizações, será destinado ao Fundo Municipal de Desenvolvimento Desportivo. “A Lei 12.233 amplia o desenvolvimento do esporte em sua relevância social”, comentou João Bosco Vaz.

Eventos Esportivos Porto Alegre



RT: toda academia deve ter o seu responsável técnico
13/04/2017
Fonte: CREF2/RS

Toda academia de atividades físicas, escolinhas desportivas e demais empresas do setor, ao se registrarem no CREF2/RS, juntam em seus assentamentos um Termo de Responsabilidade Técnica assinado pelo Profissional de Educação Física que assume este encargo. A Lei Federal no 6839/80 estabelece esta exigência legal, ao determinar em seu artigo 1º que o registro de empresas e a anotação dos profissionais legalmente habilitados, delas encarregados, serão obrigatórios nas entidades competentes para a fiscalização do exercício das diversas profissões.

Sendo que, no campo da Educação Física, somente profissionais com habilitação como Bacharel poderão assumir tal função. Ser o Responsável Técnico significa dizer que este profissional não pode se eximir de sua responsabilização sobre qualquer fato incidental ou acidental que envolva os aspectos técnicos e éticos do trabalho que é realizado em todos os horários e modalidades existentes na empresa. Para se ter uma ideia, o RT (sigla habitualmente usada para designar o Responsável Técnico) assume responsabilidade sobre a segurança e a qualidade dos equipamentos, do espaço físico, das condições de higiene, da regularidade dos estágios e estagiários e de todo o corpo técnico, coordenando e zelando pelo mais correto andamento do trabalho desenvolvido.

Os proprietários de estabelecimentos que ofereçam serviços na área de atividades físicas certamente possuem sua parcela de responsabilidade, mas sempre será o Responsável Técnico o primeiro a responder perante o consumidor do serviço, à Justiça, Polícia, Vigilância Sanitária, Administração Pública em geral e, logicamente, perante o CREF e o CONFEF.

São atribuições do Responsável Técnico:

• Coordenar as atividades dos Profissionais de Educação Física;
• Zelar pela boa qualidade e eficiência dos serviços prestados pelos profissionais de Educação Física;
• Zelar pelo respeito às disposições gerais da Profissão e do estabelecimento;
• Prestar apoio às atividades de atendimento e ensino, no caso de estágios curriculares acadêmicos;
• Perceber e analisar as modificações e inclusões de procedimentos;
• Inspecionar as condições físicas e tecnológicas para o atendimento;
• Coordenar o corpo técnico do estabelecimento;
• Supervisionar a execução das intervenções profissionais nas diversas atividades e programas;
• Zelar pelo fiel cumprimento do Código de Ética do Profissional de Educação Física.

O responsável técnico também está sujeito às penalidades previstas nas demais leis como qualquer outro cidadão.

Leia na íntegra a Resolução CONFEF nº 134/2007 que normatiza o RT aqui.
No site do CREF2/RS estão disponíveis os documentos para atualização do RT da empresa. A exclusão de RT de uma empresa pode ser solicitada pela empresa ou pelo próprio profissional. Acesse o link e saiba mais.

Rensponsável Técnico



CREF2/RS fecha uma academia e autua seis estabelecimentos na última semana de março
10/04/2017
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS divulgou o resultado das fiscalizações realizadas na última semana de março. As ações do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do Conselho, efetuados entre os dias 26 de março a 1º de abril, resultaram no fechamento de uma academia localizada em Novo Hamburgo, por não possuir nenhum profissional para assumir as atividades.

O DEFOR também atendeu completamente sete denúncias e autuou seis estabelecimentos, por uma ou mais infrações. Dentre estas, duas academias não possuíam da empresa, três funcionavam sem profissional presente no momento da visita, além de três estabelecimentos permitirem a atuação de leigos ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio.

Em seu serviço interno, houve 77 atendimentos, 26 novas denuncias foram protocoladas através de formulário no ato e 40 denúncias foram encaminhadas para a a Comissão de ética Profissional – DCE. Também foram emitidas 11 notificações a empresas e pessoas físicas que não se regularizaram

DEFOR



CREF2/RS e Justiça Federal fecham academia em Portão
08/03/2017
Fonte: CREF2/RS

Nesta terça-feira, dia 7, agentes do Departamento de Orientação e Fiscalização (DEFOR) do CREF2/RS realizaram ação conjunta com oficiais de justiça da 2ª Vara da Justiça Federal, em cumprimento a mandado judicial. A ação resultou em uma academia fechada no município de Portão. O estabelecimento é reincidente em infrações gravíssimas, tendo, por esta razão, sido aberta uma Ação Civil Pública contra a empresa, o que desencadeia a obrigatoriedade de realização do registro no Conselho e disponibilizar em tempo integral profissional habilitado para atender os alunos. No momento da ação, a empresa persistia na falta de regularização e havia alunos praticando atividades sem orientação de profissional habilitado.

Segundo os agentes de orientação e fiscalização, é necessário trabalhar com mais agilidade na punição contra pessoas e empresas que atuam irregulares e na ilegalidade. As parcerias com outros órgãos são importantes para complementar o trabalho, pois ampliam a capacidade de ação fiscalizatória do Conselho.

De acordo com a coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS, Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), o Conselho procura sempre orientar as empresas a cumprirem a legislação. “Ocorre que muitas descumprem ou não regularizam a situação no prazo estipulado, insistem em continuar atuando na ilegalidade e prestando serviços de forma irregular ao consumidor”, afirmou. Segundo Fernanda, se após a orientação as empresas não cumprirem a legislação, elas serão solicitadas a encerrar suas atividades até trabalharem de acordo com a lei.

Já a oficial de Justiça Federal Rosane Padilha afirmou que o TRF4 está atento a questões ligadas à saúde da população. “Neste caso, a ausência de um profissional de Educação Física registrado ministrando exercícios da forma correta pode acarretar sérios problemas para os usuários desta academia”, argumentou.

DEFOR



Nova edição da CREF2/RS em Revista discute novos rumos da Educação Física escolar
03/03/2017
Fonte: CREF2/RS

A nova CREF2/RS em Revista, que tem como tema de capa os novos rumos da Educação Física escolar, já está disponível para leitura pela Internet e para download. A publicação discute, na sua matéria principal, como a MP 746/2016 e a PEC 55/2016, recentemente aprovadas pela Câmara e pelo Senado, podem modificar o ensino no Brasil.

Além desta reportagem, a revista também apresenta os números recordes atingidos pela Fiscalização em 2016; a cobertura do Dia Estadual da Ginástica Laboral, realizado pelo CREF2/RS no último mês de novembro; o perfil da professora Virgínia Wolffenbüttel (CREF 000055-G/RS) e um relato sobre o trabalho desenvolvido por Marco Aurélio Iorio (CREF 021919-P/RS) e Diego Model (CREF 017263-G/RS) a favor do esporte. A publicação ainda mostra como as alternativas de acessibilidade da Fit Academia (CREF 002825-PJ/RS) podem servir de exemplo para todas as outras empresas que atuam neste mesmo segmento.

Você também pode acessar a edição online diretamente pela plataforma Issuu, disponível para a leitura em computadores, tablets e smartphones.

Revista Educação Física escolar



CREF2/RS multa sete empresas por descumprirem Termo de Cooperação
10/02/2017
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS divulgou, na tarde desta quinta-feira, dia 9 de fevereiro, o Relatório da Fiscalização compreendido entre os dias 30 de janeiro a 3 de fevereiro.

No período, foram multadas sete empresas por descumprirem Termo de Cooperação através de infrações gravíssimas, ou por faltarem à audiência de assinatura do referido Termo.

Além destas multas, 39 denúncias e nove justificativas e recursos foram protocoladas, e dois novos Processos Administrativos de Fiscalização foram abertos para empresas reincidentes em infrações gravíssimas ou que não efetuaram seu registro no Conselho.

DEFOR



CREF2/RS multa sete empresas por descumprirem Termo de Cooperação
10/02/2017
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS divulgou, na tarde desta terça-feira, dia 9 de fevereiro, o Relatório da Fiscalização compreendido entre os dias 30 de janeiro a 3 de fevereiro. No período, foram multadas sete empresas por descumprirem Termo de Cooperação através de infrações gravíssimas, ou por faltarem à audiência de assinatura do referido Termo.

Além destas multas, 39 denúncias e nove justificativas e recursos foram protocoladas, e dois novos Processos Administrativos de Fiscalização foram abertos para empresas reincidentes em infrações gravíssimas ou que não efetuaram seu registro no Conselho.

DEFOR



CREF2/RS flagra 14 empresas descumprindo Termo de Cooperação firmado com o Conselho
30/01/2017
Fonte: CREF2/RS

As ações do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS, realizadas entre os dias 16 a 20 de janeiro, multaram 14 empresas após incidirem em infrações gravíssimas, descumprindo Termo de Cooperação já assinado com o CREF2/RS. No período, foram realizadas 26 visitas de fiscalização, sendo totalmente atendidas cinco denúncias e autuados cinco estabelecimentos por algum tipo de infração, além de uma academia fechada na cidade de Pelotas por não possuir registro da empresa e não apresentar nenhum profissional para assumir as atividades.

Durante a terceira semana de janeiro, foram autuadas cinco pessoas, sendo quatro profissionais infringindo o Código de Ética e um flagrante de exercício ilegal da Profissão ou estagiário sem o Termo de Compromisso de Estágio – TCE. Foram protocolados 40 novas justificativas, por empresas e pessoas, após autuação e sete novos Processos Administrativos de Fiscalização foram abertos para empresas reincidentes em infrações gravíssimas ou que não efetuaram seu registro no Conselho.

DEFOR



Diferenças de registro de Pessoa Física e de Pessoa Jurídica
30/01/2017
Fonte: CREF2/RS

Dúvidas relativas aos registros no CREF2/RS para Pessoas Físicas e Pessoas Jurídicas são comuns. A Lei Federal Nº 9.696/98 dispõe sobre a regulamentação da profissão de Educação Física e cria os respectivos Conselho Federal e Regionais, sendo que a Lei Federal Nº 6.839/80 já colocava sobre a obrigatoriedade do registro de empresa nas entidades fiscalizadora do exercício da profissão.

O registro da Pessoa Física está vinculado ao CPF e habilita o profissional a exercer a atividade dentro da habilitação em que foi comprovada formação, de acordo com a base legal fornecida pela faculdade. Licenciados têm permissão para atuar na Educação Básica, formada pela educação infantil, ensino fundamental e médio, enquanto bacharéis estão habilitados para atuar no âmbito das academias, da ginástica laboral, dos clubes e como personal trainer, entre outros. Além disso, cada bacharel pode atuar como responsável técnico em até dois estabelecimentos.

Além dessas duas categorias, existem ainda os registros de provisionados: pessoas que comprovaram pelo menos três anos de atuação antes da data da regulamentação da profissão, obtendo permissão do Conselho para atuar em uma modalidade específica. A Cédula de Identidade Profissional do CREF2/RS, válida como documento identidade em todo o território nacional, identifica a categoria em que ele está habilitado a trabalhar.

Já o registro de Pessoa Jurídica deve ser obtido por todos os estabelecimentos prestadores de serviços na área de atividades físicas, desportivas ou similares. Este registro está vinculado ao CNPJ e deve ser solicitado pelo seu representante legal. Proprietários de uma PJ relacionada à Educação Física não precisam obrigatoriamente possuir registro de Pessoa Física, desde que não ministrem aulas ou orientem alunos. No entanto, todas empresas devem manter em tempo integral no seu estabelecimento um profissional de Educação Física registrado no Conselho, com habilitação em bacharelado.

O Certificado de Funcionamento é o documento que identifica o registro de uma PJ e seu responsável técnico. Emitido anualmente pelo CREF2/RS, este documento é enviado via correio para o endereço de registro da empresa.

Outro item importante é que o pagamento da anuidade de um tipo de registro não exclui o outro pagamento. Como possuem objetivos diferentes, o profissional de Educação Física que for proprietário de uma empresa de serviços de atividade física e atuar na área terá que manter em dia suas obrigações estatutárias previstas para o registro de Pessoa Física e de Pessoa Jurídica. Em caso de dúvida, entre em contato pelo telefone (51) 3288-0200 ou pelo e-mail contato@crefrs.org.br.

Registro Fiscalização



CREF2/RS fecha uma academia e autua 21 estabelecimentos na primeira quinzena de 2017
19/01/2017
Fonte: CREF2/RS

Nos primeiros quinze dias de janeiro, o Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS realizou 62 visitas de fiscalização, autuando 21 estabelecimentos por algum tipo de infração, além de fechar uma academia em Porto Alegre pela falta de profissional de Educação Física registrado para assumir as atividades. Foram constatadas seis empresas sem registro de PJ no Conselho e o mesmo número de academias não possuía profissional presente no momento da chegada dos fiscais. Também foram recebidas e protocoladas 50 novas denúncias no referido período.

Durante a ação, foram autuadas 14 pessoas, sendo sete profissionais infringindo o Código de Ética, um diplomado atuando sem registro profissional e seis pessoas flagradas em exercício ilegal da profissão, ou estagiário sem o Termo de Compromisso de Estágio – TCE.

Os municípios visitados foram São Leopoldo, Rio Grande, São José do Norte, Chuí, Santa Vitória do Palmar, Porto Alegre, Balneário Pinhal, Cidreira e Tramandaí.

DEFOR



Comissão de Orientação e Fiscalização retoma as ações em 2017
16/01/2017
Fonte: CREF2/RS

A Comissão de Orientação e Fiscalização recomeçou seus trabalhos na última sexta-feira, dia 13 de janeiro, com a realização da primeira reunião de 2017 na sede do CREF2/RS. Segundo Alessandro de Azambuja Gamboa (CREF 001534-G/RS), Presidente da Comissão, existe um grande número de processos a serem analisados neste ano. “Iniciamos nossa tarefa com uma forte demanda de processos, tanto de empresas com infrações graves como de pessoas leigas atuando na área de educação física, mas todos estão contemplados nas diretrizes e planejamentos relacionados aos trabalhos”, esclarece Gamboa.

Outro tema tratado na reunião foi a preparação do evento “II Encontro Sul Brasileiro das Comissões de Fiscalização e Ética”, que deverá ocorrer em junho. O I Encontro aconteceu em Florianópolis em julho do ano passado.

Estiveram presentes à reunião da Comissão os profissionais Luciane Volpato Citadin (CREF 000100-G/RS), Alessandro de Azambuja Gamboa (CREF 001534-G/RS), Samuel Moreira de Almeida (CREF 013510-G/RS) e Luiz Bernardo Waengertner (CREF 007697-G/RS) e a Assessora Fernanda Silva Rodrigues (CREF 009604-G/RS).

Comissão de Orientação e Fiscalização



CREF2/RS defende Secretaria Municipal de Esportes, Recreação e Lazer na Câmara de Vereadores de Porto Alegre
22/12/2016
Fonte: CREF2/RS

Na manhã desta quinta-feira, dia 22 de dezembro, o vice-presidente do CREF2/RS Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS) esteve na Câmara Municipal de Porto Alegre para buscar o apoio dos vereadores contra a proposta de extinção da Secretaria Municipal de Esportes, Recreação e Lazer (SME). A votação está prevista para ocorrer hoje à tarde e os representantes do Plenário receberam uma carta, que apresenta os motivos para a continuidade do trabalho da SME e os benefícios que são proporcionados pelo órgão para toda a sociedade. O texto na íntegra segue abaixo:

O Conselho Regional de Educação Física da 2ª Região (CREF2/RS), representando cerca de 10 mil profissionais de Educação Física e 800 empresas registradas apenas em Porto Alegre, vem ratificar a importância da manutenção da Secretaria Municipal de Esportes, Recreação e Lazer (SME), que tem sido referência na execução e na propagação de políticas públicas de esporte e de lazer, constituindo significativos programas e projetos na área do esporte escolar e da saúde.

Desde a sua criação nos anos 1920, a SME vem cumprindo o seu papel institucional com excelência, cuja função para a sociedade porto-alegrense é fundamental e imprescindível, gerando ações que oportunizam a prática da atividade física e do esporte, nas suas mais diversas modalidades e dimensões, além de fomentar a formação de novos profissionais de Educação Física.

Através do esporte e do exercício físico, a população de Porto Alegre tem demonstrando uma grande melhora na sua qualidade de vida, mesmo diante de números preocupantes apresentados em 2016 pelo Ministério da Saúde, em que relaciona 50% da população brasileira ao sobrepeso e a algum tipo de doença relacionada à obesidade, como hipertensão e diabetes. De acordo com dados da Organização Mundial de Saúde, para cada R$ 1,00 investido em esporte e em atividade física são poupados outros R$ 5,00 em saúde.

Diante desse quadro, somente com a permanência da SME será possível desonerar a Prefeitura e os postos de saúde, solidificando as políticas públicas das quais a sociedade vem sendo beneficiada por meio do esporte e da atividade física. O CREF2/RS, seguro de contar com o vosso apoio na busca constante dos interesses da sociedade, está à disposição para esclarecer eventuais questionamentos.

Porto Alegre



CREF2/RS fecha uma academia e autua nove estabelecimentos na terceira semana de dezembro
21/12/2016
Fonte: CREF2/RS

As ações de fiscalização do CREF2/RS, realizadas entre os dias 12 e 17 de dezembro, resultaram em uma academia fechada, na cidade de Vera Cruz, e em outros novos estabelecimentos autuados por algum tipo de infração, como ausência de registro ou de um profissional habilitado no momento de visita. Para voltar a atender o público, a empresa impedida de funcionar no interior do Estado, precisará, primeiramente, regularizar a sua situação.

Na segunda semana de dezembro, os agentes do Departamento de Orientação e Fiscalização (DEFOR) também atenderam 30 denúncias e notificaram nove pessoas ao todo, por estarem fora da sua área de atuação – licenciados trabalhando como bacharelados – ou por exercício ilegal da profissão. Além disto, também foram abertos 17 novos Processos Administrativos de Fiscalização, para empresas reincidentes em infrações gravíssimas ou que não regularizaram a sua situação dentro do prazo estipulado pelo DEFOR.

As cidades visitadas, neste período, foram Santa Cruz do Sul, Encruzilhada do Sul, Vera Cruz, Canoas, Gravataí, Alvorada e Porto Alegre. O CREF2/RS segue à disposição para receber e averiguar irregularidades. Preencha este formulário de denúncia e contribua com o trabalho da Fiscalização.

Fiscalização DEFOR



DEFOR fecha nove academias irregulares em novembro
05/12/2016
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS divulgou, na tarde desta segunda-feira, dia 5 de dezembro, os números referentes às ações realizadas em 45 municípios ao longo do mês de novembro. Foram fechadas nove academias em todo o estado, fruto das 175 visitas realizadas no período.

Ao todo, foram autuadas 82 empresas, constatando-se 31 empresas sem registro e 38 sem profissional presente no momento da visita. Também foram autuadas 77 pessoas, sendo 39 por exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio, sete graduados atuando sem registro profissional, dois profissionais atuando com CREF de outro estado e 29 profissionais com infração ao Código de Ética Profissional.

DEFOR



DEFOR fecha duas academias na terceira semana de novembro
25/11/2016
Fonte: CREF2/RS

As ações de Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS, realizadas entre os dias 14 a 18 de novembro, fecharam duas academias que funcionavam de maneira irregular. Os estabelecimentos, localizados nas cidades de Novo Hamburgo e Canoas, só poderão atender novamente quando regularizarem a sua situação, efetuando o registro de Pessoa Jurídica e possuindo pelo menos um profissional de Educação Física habilitado durante as atividades no local.

Na terceira semana de novembro, o Departamento de Orientação e Fiscalização (DEFOR) também atendeu totalmente 19 denúncias e autuou outras 14 empresas por algum tipo de infração. Nestes locais, 12 pessoas foram notificadas, sendo nove por exercício ilegal da profissão ou por não possuir um Termo de Compromisso de Estágio (TCE) válido.

O CREF2/RS ainda visitou, ao longo destes dias, empresas localizadas nos municípios de Porto Alegre, São Leopoldo, Panambi, Cruz Alta, Espumoso, Santo Ângelo, Salvador das Missões e Esteio.

DEFOR



CREF2/RS comemora Dia Estadual da Ginástica Laboral com evento na Assembleia Legislativa
23/11/2016
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS, por meio da sua Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa, com o apoio do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região, realizou ontem, dia 22, no Plenarinho da Assembleia Legislativa do estado, o evento “Ginástica Laboral, Atividade Física na Empresa e o Trabalho Seguro”. O objetivo foi divulgar e consolidar a atuação do profissional de Educação Física como protagonista nas atividades de prevenção da saúde do trabalhador. A data foi escolhida pois, em 22 de novembro de 1978, foi formalizado o primeiro contrato de Ginástica Laboral no Brasil, firmado pelo SESI/RS e a faculdade de Educação Física da FEEVALE, sendo posteriormente transformada em Dia Estadual da Ginástica Laboral pela Lei 14.418, de autoria do Deputado Estadual Adilson Troca.

O evento foi marcado pelo lançamento do livro “Ginástica Laboral: Prerrogativa do profissional de Educação Física”, escrito por especialistas ligados ao Sistema CONFEF/CREFs, e também pela entrega do Prêmio de Reconhecimento à Prestação de Serviço de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa à SER – SAÚDE, EDUCAÇÃO E REABILITAÇÃO, empresa que atua desde 1990 no mercado. A premiação foi recebida pelo sócio da SER, Marco Aurélio Scharcow (CREF 002463-G/RS). Ao final do evento, foi realizada a palestra “A atuação do profissional de Educação Física na promoção da saúde do trabalhador”, ministrada Rony Tschoeke (CREF 004979-G/PR), conselheiro do CREF9/PR e autor de diversos livros sobre o tema.

Segundo o vice-presidente do CREF2/RS e presidente da Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa, Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), o livro Ginástica Laboral: Prerrogativa do profissional de Educação Física” foi escrito por cinco conselhos e coordenado pelo presidente do CREF9/PR Eduardo Branco (CREF 000009-G/PR) e membros e profissionais da Câmara Técnica do SESI. “E também é resultado de muitas parcerias que fizemos, como o Procom, MP, Polícia Civil e agora, fechando com chave de ouro, com o Tribunal Regional de Trabalho da 4ª Região, onde tive a felicidade de conhecer desembargador Raul Sanvicente, e ele falou uma coisa certa: a Ginástica Laboral é apenas uma ferramenta para entrarmos na empresa, existem outros programas de atividade física que podem ser utilizados”. Para tanto, completou Lauro, “este livro que estamos lançando vai mostrar os parâmetros para implantar um programa de Ginástica Laboral”.

Adriano Soares da Silva, analista da Gerência de Produção do SESI, explicou que existe um trabalho árduo para que os ambientes de trabalho sejam saudáveis. “E a Ginástica Laboral é um dos serviços que nós oferecemos. Hoje não vemos o profissional de Educação Física apenas para alongar e reforçar a musculatura. Nós cremos que ele é o promotor de saúde dentro do ambiente de trabalho, pois é a pessoa com conhecimentos para educar ou reeducar o trabalhador na atividade física”, avaliou. Silva disse que SESI trabalha de forma articulada, com o profissional de Educação Física atuando junto a fisioterapeutas, nutricionistas e assistentes sociais, sempre pensando na melhor estratégia apara atender as empresas.

O desembargador do TRT4, Raul Sanvicente, gestor do programa Trabalho Seguro, instituído pelo Tribunal Superior do Trabalho, afirma que o programa representa uma face diferente do que é o dia a dia do Judiciário Trabalhista, onde o juiz aguarda as demandas e julga, devolvendo para a sociedade uma sentença. “Este programa seria como se o juiz saísse do gabinete e fosse conviver com a sociedade pró-ativamente para o desenvolvimento de uma cultura de prevenção”, avalia. O desembargador afirmou que o Tribunal humildemente se junta e reconhece todas estas iniciativas em prol de hábitos saudáveis, “pois sabemos que há muitos anos profissionais de Educação Física se dedicam ao assunto”.

Esse programa, continua Sanvicente, “funciona através de parcerias com várias instituições, e é muito enriquecedor estender esta parceria ao CREF2/RS”. O desembargador explicou que busca nesta interação com a sociedade a efetividade do programa, pois o Tribunal sempre ressalta que não adianta apenas formalidade. "Penso que com a parceria com o CREf2/RS, que deve se dar em março, após os trâmites burocráticos, vamos conhecer melhor a Ginástica Laboral, podendo levar esclarecimentos aos juízes e aos servidores em relação a esta atividade.

A presidente do CREF2/RS, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), ressaltou a trajetória de lutas que o Conselho vem desenvolvendo ao longo do tempo, mobilizando inclusive o CONFEF para expandir a ideia. "Com isto, organizamos este livro, que pode parecer, em uma passada rápida, algo simbólico, mas tem um peso muito significativo, pois nos abre espaço de representatividade da Ginástica Laboral em nível federal". Carmen explicou que a Ginástica Laboral é encargo do profissional de Educação Física e tem como objetivo a prevenção de doenças, sendo a forma mais efetiva e barata de investimento na saúde. "Pesquisas mostram que toda pessoa sedentária tem 100% de chances de ter problemas cardíacos. Se ela fizer atividade física regularmente baixa esta probabilidade para 66%. Está na hora de investirmos na atividade física e desafogarmos os hospitais brasileiros”.

A Atuação do Profissional de Educação Física na promoção da saúde do trabalhador

O Conselheiro do CREF9/PR Rony Tschoeke (CREF 004979-G/PR) afirmou em sua palestra que, depois da folha de pagamento, o segundo maior custo das empresas atualmente são com planos de saúde."Ou seja, a sinistralidade é cada vez maior, com as pessoas recorrendo em massa aos planos de saúde, fazendo exames mais complexos e com isto tem onerado tanto as operadoras quantos as empresas que têm que pagar por estes custos".

Rony afirmou que uma pergunta intrigante e recorrente nas pesquisas sobre saúde é "por que você não faz atividade física regularmente?". A resposta invariavelmente é falta de tempo. "O que seria compreensível, se as pessoas não afirmassem nestas mesmas pesquisas que assistem TV em média de 12 a 14 horas por semana", explica Rony, alertando que são recomendados 150 minutos de atividade física por semana.

"Será que a culpa é do progresso?", questiona Rony. "Se formos pensar nas três revoluções industriais, podemos constatar houve mudanças significativas na vida das pessoas. Hoje vivemos a quarta Revolução Industrial, que traz a realidade virtual. Isto trará efeitos para nossas vidas, tanto é que o Fórum de Davos já incluiu qualidade de vida em seus debates".

O conselheiro afirma que a Ginástica Laboral tem um papel muito importante no atual momento histórico, e que o desafio é aprender a ensinar os trabalhadores a serem fisicamente mais ativos. "Temos que unir esforços distintos em uma estratégia integrada de promoção de saúde", ressalta, lembrando que já em 2005, a Conferência Internacional sobre Promoção da Saúde, realizada em Bangkok, afirmava que o setor privado tem a responsabilidade de assegurar a saúde dos seus empregados, suas famílias e comunidades.

Rony ponderou que os profissionais de Educação Física tem que ser um pouco mais sedutores no marketing social. "Transformando a atividade física não em obrigação, mas sim em um desejo. Para isto, é necessário utilizar cinco pilares: engajamento dos líderes, criar pertencimento, ética e buscar as ações que têm trazido melhores resultados e sustentabilidade", definiu.

Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa



Ginástica Laboral, Atividade Física na Empresa e o Trabalho Seguro entrega prêmio à SER – Saúde, Educação e Reabilitação
16/11/2016
Fonte: CREF2/RS

Na próxima terça-feira, dia 22 de novembro, a Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa do CREF2/RS vai realizar o evento Ginástica Laboral, Atividade Física na Empresa e o Trabalho Seguro. Além de contar com uma palestra e debates sobre o tema, a atividade será marcada também pela entrega do Prêmio de Reconhecimento à Prestação de Serviços de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa. A homenagem, concedida neste ano à SER – Saúde, Educação e Reabilitação (CREF 000034-PJ/RS), tem o objetivo de valorizar as empresas que atuam na prevenção e na promoção da saúde do trabalhador e que zelam pelo prestígio do profissional de Educação Física.

A SER – Serviço de Educação e Reabilitação iniciou as suas atividades em agosto de 1990, como um consultório de fisioterapia e ginástica terapêutica. Com uma equipe composta por fisioterapeutas e profissionais de Educação Física, o objetivo inicial da empresa era a reabilitação física de pacientes com problemas ósteo-articulares e musculares, de coluna e tendinites. Em 1996, começou a atuar com Ginástica Laboral e Ergonomia, ganhando destaque em todo o Rio Grande do Sul por desenvolver programas para a qualidade de vida do trabalhador.

Dirigida por Marco Aurélio Scharcow (CREF 002463-G/RS) e Tony Izaguirre (CREF 002462-G/RS), a SER – Saúde, Educação e Reabilitação tem em seu quadro de profissionais Aida Marques (CREF 022620-G/RS), Cristiano Porcher (CREF 013463-G/RS), Dirceu dos Santos (CREF 13169-G/RS), Ellen de Oliveira (CREF 014282-G/RS), Lisa Gonçalves (CREF 016772-G/RS), Luciane Domingues (CREF 021402-G/RS), Luis Henrique Nunes (CREF 012519-G/RS), Luiz Bernardo Waengertner (CREF 007697-G/RS), Neiva Schuster (CREF 01115-G/RS), Roberto Ferreira (CREF 020889-G/RS) e Wayne Feil Wong (CREF 019387-G/RS).

Ginástica Laboral, Atividade Física na Empresa e o Trabalho Seguro

Além deste Prêmio, evento terá como destaque palestra “A atuação do profissional de Educação Física na promoção da saúde do trabalhador”, ministrada Rony Tschoeke (CREF 004979-G/PR), conselheiro do CREF9/PR e autor de diversos livros sobre o assunto. Com entrada gratuita para profissionais registrados e para acadêmicos do curso de Educação Física, o Ginástica Laboral, Atividade Física na Empresa e o Trabalho Seguro está com as suas inscrições abertas, que podem ser feitas de maneira gratuita pela página do evento.

O Ginástica Laboral, Atividade Física na Empresa e o Trabalho Seguro será realizado das 14h30min às 17h45min, na sala João Neves da Fontoura (Plenarinho), da Assembleia Legislativa, em Porto Alegre. Os 50 primeiros participantes a se cadastrar ganharão de brinde, no dia do evento, o livro “Ginástica Laboral: Prerrogativa do profissional de Educação Física”.

Ginástica Laboral, Atividade Física na Empresa e o Trabalho Seguro
Data: Terça-feira, dia 22 de novembro, das 14h30min às 17h45min
Local: Assembleia Legislativa – Sala João Neves da Fontoura (Plenarinho)
Endereço: Praça Marechal Deodoro, 101 – Centro Histórico
Inscrições: aqui

Ginástica Laboral



CREF2/RS autua 12 academias por irregularidades na primeira semana de novembro
09/11/2016
Fonte: CREF2/RS

Entre 31 de outubro a 4 novembro, o Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS realizou 33 visitas de fiscalização, atendendo totalmente 11 denúncias. Foram autuados 12 estabelecimentos por algum tipo de infração, sendo verificados em seis deles a falta de registro de PJ no Conselho e seis empresas sem profissional presente no momento da chegada dos fiscais. Além disto, uma destas descumpriu o Termo de Cooperação firmado com o Conselho.

Durante as fiscalizações, cinco pessoas foram autuadas por exercício ilegal da profissão ou estagiário sem o Termo de Compromisso de Estágio – TCE. Ao longo da semana, 19 novas denúncias e 33 justificativas foram recebidas e protocoladas, por empresas e pessoas, após autuação. Também foram notificadas por não regularizarem/justificarem sua autuação 11 empresas e pessoas e seis novos Processos Administrativos de Fiscalização foram abertos para empresas reincidentes em infrações gravíssimas ou que não efetuaram seu registro no Conselho.

Os municípios visitados foram Porto Alegre, Guaporé, São Valentim do Sul, Canoas, Sapucaia do Sul, Esteio, Viamão e Gravataí.

DEFOR



Vice-presidente do CREF2/RS participa da abertura do 3º Fitness Business Tour
07/11/2016
Fonte: CREF2/RS

O vice-presidente do CREF2/RS, Lauro Ubirajara de Aguiar (CREF 002782-G/RS), participou da abertura do 3º Fitness Business Tour, realizado nos dias 4 e 5 de novembro no SESC Centro de Porto Alegre. Durante seu discurso, Lauro reforçou ao público a missão do Conselho, que é resguardar os interesses da sociedade em relação aos serviços prestados pelo profissional de Educação Física e pelas pessoas jurídicas nas áreas de atividades físicas e desportivas.

Lauro afirmou que além de contribuir para a saúde e bem-estar dos usuários, as academias constituem um importante mercado de trabalho para os Profissionais de Educação Física. “O aumento no número de academias de ginástica no Brasil, nos últimos anos, tem feito com que o país caminhe para assumir a liderança mundial no segmento da prática de atividade física. Atualmente, o Brasil só tem menos empresas que os Estados Unidos”, concluiu.

O 3º Fitness Business Tour teve, neste ano, o tema “Novas estratégias de gestão - Transformar é preciso”. A capital gaúcha esteve presente em todas as edições do Tour, e pela força do mercado da região, mais uma vez recebeu um time exclusivo de renomados especialistas em gestão de academia e as maiores empresas do setor para dois dias de muito conteúdo e negócio. O evento teve como palestrantes Waldyr Soares, presidente da Fitness Brasil, Luís Amoroso, autor de mais de 50 projetos de reestruturação de academias, Fábio Saba, responsável pela transformação do mercado Fitness do Brasil, Leonardo Cabral, referência em produtos de gestão de academias, entre outros especialistas.

Fitness



CREF2/RS autua 58 estabelecimentos irregulares e fecha nove academias em outubro
04/11/2016
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS divulgou, na tarde desta sexta-feira, dia 4 de novembro, os números referentes às ações realizadas ao longo do último mês. Em outubro, os fiscais realizaram 191 visitas, dentre elas diversas fiscalizações foram realizadas em conjunto com o Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Crefito5), Conselho Regional de Nutricionistas (CRN-2), Conselho Regional de Farmácia (CRF-RS), Brigada Militar, Polícia Civil e Vigilância Sanitária. Ao todo, 73 denúncias foram totalmente atendidas; resultando na autuação de 58 estabelecimentos por uma ou mais infrações, sendo que 22 deles não possuíam registro da empresa e 22 funcionavam sem profissional presente no momento da visita.

Foram flagradas cinco academias descumprindo o Termo de Cooperação firmado com o Conselho, e nove foram fechadas por não apresentar nenhum profissional para assumir as atividades. O DEFOR autuou 52 pessoas por alguma infração, sendo 28 leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio, além de 26 profissionais infringindo o Código de Ética, por estarem atuando fora da área de formação ou Responsáveis Técnicos descumprindo obrigações inerentes às suas funções.

Foram enviadas cinco multas para empresas por descumprimento de Termo de Cooperação e 15 avisos de encaminhamento de empresas não registradas no Conselho para Ação Civil Pública. Além disso, 58 notificações foram emitidas a empresas e pessoas que não se regularizaram/justificaram após vencido o prazo de suas autuações. Também foram assinados novos quatro Termos de Cooperação.

Os municípios visitados em outubro foram Porto Alegre, Santa Rosa, Três de Maio, Horizontina, Santana do Livramento, São Gabriel, Rosário do Sul, Pareci Novo, Feliz, Bom Princípio, Montenegro, São Sebastião do Caí, Cachoeirinha, Caxias do Sul, São Marcos, Bento Gonçalves, Viamão, Sapucaia do Sul, Canela, Gramado, Pinhal, Tramandaí, Capão da Canoa, Torres, São Leopoldo, Taquari, Anta Gorda, Arvorezinha, Doutor Ricardo, Teutônia, Lajeado, Estrela, Faxinalzinho, Erechim, Campinas do Sul, Passo Fundo, Marau, Novo Hamburgo, Cruz Alta, Panambi e Carazinho.

DEFOR



CREF2/RS entrega Prêmio às empresas de Ginástica Laboral no dia 22 de novembro
04/11/2016
Fonte: CREF2/RS

A Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa do CREF2/RS vai realizar, no dia 22 de novembro, o evento Ginástica Laboral, Atividade Física na Empresa e o Trabalho Seguro. Em comemoração ao Dia Estadual da Ginástica Laboral, a atividade será marcada pela entrega do Prêmio de Reconhecimento à Prestação de Serviços de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa, que tem o objetivo valorizar as empresas que atuam na prevenção e na promoção da saúde do trabalhador e que zelam pelo prestígio da profissão de Educação Física. Você pode indicar a sua empresa ao Prêmio aqui.

Além da entrega deste Prêmio, o evento contará ainda com a palestra “A atuação do profissional de Educação Física na promoção da saúde do trabalhador”, ministrada Rony Tschoeke (CREF 004979-G/PR), conselheiro do CREF9/PR e autor de diversos livros sobre o assunto. Com entrada gratuita para profissionais registrados e para acadêmicos do curso de Educação Física, o Ginástica Laboral, Atividade Física na Empresa e o Trabalho Seguro está com as suas inscrições abertas, que podem ser feitas de maneira totalmente gratuita pela página do evento.

O Ginástica Laboral, Atividade Física na Empresa e o Trabalho Seguro será realizado das 14h30min às 17h45min, na sala João Neves da Fontoura (Plenarinho), da Assembleia Legislativa, em Porto Alegre. Os 50 primeiros participantes a se cadastrar ganharão de brinde, no dia, o livro “Ginástica Laboral: Prerrogativa do profissional de Educação Física”.

Ginástica Laboral, Atividade Física na Empresa e o Trabalho Seguro
Data: Terça-feira, dia 22 de novembro, das 14h30min às 17h45min
Local: Assembleia Legislativa – Sala João Neves da Fontoura (Plenarinho)
Endereço: Praça Marechal Deodoro, 101 – Centro Histórico
Inscrições: aqui

Eventos Ginástica Laboral Prêmio



Comissão de Orientação e Fiscalização reúne-se para ressaltar o caráter orientativo das fiscalizações
04/11/2016
Fonte: CREF2/RS

A Comissão de Orientação e Fiscalização realizou ontem, dia 3 de novembro, sua reunião mensal na sede do CREF2/RS. Segundo seu integrante, Samuel de Almeida (CREF 013510-G/RS) durante o encontro estudou-se meios de ressaltar a função orientativa da Comissão. "Para que nosso trabalho não seja visto apenas como fiscalizatório, temos que esclarecer que quando realizamos uma visita, estamos também estamos prestando esclarecimentos para o bom funcionamento da academia", esclarece Samuel.

Durante a reunião, foram homologados pareceres, diretrizes e planejamentos relacionados às fiscalizações. Segundo a coordenadora de Departamento de Fiscalização e Orientação do CREF2/RS, Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), as instruções deverão orientar os fiscais em suas próximas visitas. Ainda durante a reunião foram homologados pareceres de processos de fiscalização, encaminhamento de denúncia crimes, julgamento de empresas que não cumpriram a assinatura do termo de compromisso.

Estiveram presentes à reunião, além dos profissionais já citados, Luciane Citadin (CREF 000100-G/RS), Alessandro Gamboa (CREF 001534-G/RS), Sonia Waengertner (CREF 007781-G/RS) e Luiz Bernardo Waengertner (CREF 007697-G/RS).

Fiscalização



Conselho realiza evento em comemoração ao Dia Estadual Ginástica Laboral no dia 22 de novembro
27/10/2016
Fonte: CREF2/RS

A Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa do CREF2/RS vai realizar, no dia 22 de novembro, o evento intitulado Ginástica Laboral, Atividade Física na Empresa e o Trabalho Seguro. A atividade, proposta para comemorar o Dia Estadual da Ginástica Laboral, contará com a palestra “A atuação do profissional de Educação Física na promoção da saúde do trabalhador”, ministrada Rony Tschoeke (CREF 004979-G/PR), conselheiro do CREF9/PR e autor de diversos livros sobre o assunto.

Com entrada gratuita para profissionais registrados e para acadêmicos do curso de Educação Física, o Ginástica Laboral, Atividade Física na Empresa e o Trabalho Seguro já está com as suas inscrições abertas, que podem ser feitas de maneira totalmente gratuita pelo site do CREF2/RS. O evento será realizado das 14h30min às 17h45min, na sala João Neves da Fontoura (Plenarinho), da Assembleia Legislativa. Os 50 primeiros participantes a se cadastrar ganharão de brinde, no dia, o livro “Ginástica Laboral: Prerrogativa do profissional de Educação Física”.

Além da palestra de Tschoeke, a atividade também será marcada pela entrega do Prêmio de Reconhecimento à Prestação de Serviços de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa. A homenagem, promovida pela primeira vez pela Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa, tem como objetivo valorizar as empresas registradas que atuam na prevenção e na promoção da saúde do trabalhador e que zelam pelo prestígio da profissão de Educação Física. Você pode indicar a sua empresa ao Prêmio aqui.

Ginástica Laboral, Atividade Física na Empresa e o Trabalho Seguro
Data: Terça-feira, dia 22 de novembro, das 14h30min às 17h45min
Local: Assembleia Legislativa – Sala João Neves da Fontoura (Plenarinho)
Endereço: Praça Marechal Deodoro, 101 – Centro Histórico
Inscrições: aqui

Ginástica Laboral Eventos



Fiscalização do CREF2/RS fecha mais cinco academias irregulares no Estado
26/10/2016
Fonte: CREF2/RS

As ações de fiscalização do CREF2/RS, realizadas entre os dias 17 de 21 de outubro, fecharam cinco academias que funcionavam de maneira irregular em todo o Estado. Os estabelecimentos, localizados nas cidades de Viamão, Capão da Canoa e Tramandaí, só poderão atender novamente quando regularizarem a sua situação, efetuando o registro de Pessoa Jurídica e possuindo pelo menos um profissional de Educação Física habilitado durante as atividades no local.

Na terceira semana de outubro, o Departamento de Orientação e Fiscalização (DEFOR) também atendeu 18 denúncias e autuou outras 17 empresas por algum tipo de infração. Nestes locais, 13 pessoas foram notificadas, sendo sete por exercício ilegal da profissão ou por não possuir um Termo de Compromisso de Estágio (TCE) válido.

O CREF2/RS ainda visitou, ao longo destes dias, empresas localizadas nos municípios de Caxias do Sul, São Marcos, Bento Gonçalves, Sapucaia do Sul, Canela, Gramado, Pinhal, Torres e São Leopoldo. Em Porto Alegre, também foram realizadas fiscalizações em conjunto com o Conselho Regional de Nutricionistas (CRN-2).

Fiscalização DEFOR



Ação conjunta do CREF2/RS e da Polícia Civil fecha academia irregular em Porto Alegre
06/10/2016
Fonte: CREF2/RS e DEIC

Na manhã desta quinta, dia 6 de outubro, uma ação realizada em conjunto pelo Conselho e pela Delegacia de Repressão aos Crimes Contra o Patrimônio de Concessionárias e Serviços Delegados (DRCP), da Polícia Civil, fechou uma academia que funcionava de maneira irregular, em Porto Alegre. O estabelecimento, além de praticar furto de energia elétrica, também não contava com um profissional habilitado no local, um Responsável Técnico cadastrado no CREF2/RS e permitia licenciados dando aulas fora da sua área. Durante a visita, uma pessoa também foi autuada por exercício ilegal da profissão.

Os agentes fiscais do CREF2/RS estiveram acompanhados por policiais do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC) e por técnicos da Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE), que identificaram as irregularidades. A academia estava sem relógio medidor e com ligação direta do poste na via pública, de modo que toda a energia consumida era furtada da concessionária. A CEEE estima que este estabelecimento tenha dado prejuízo de R$ 57 mil aos cofres públicos.

A ação, mais uma etapa da Operação Blecaute da Polícia Civil, foi coordenada pelo delegado Alexandre Fleck, que ressaltou que o furto de energia por estabelecimentos comerciais está no foco de combate da Delegacia, pois, além de gerar prejuízos arcados por toda a população, esta conduta acarreta também uma concorrência desleal. “Aquele que mantém uma academia de maneira correta em funcionamento não consegue competir de forma igual com aquele que se vê livre do custo da energia, intrínseco às atividades e ao funcionamento destas empresas”, comentou.

A ação resultou na prisão em flagrante do proprietário do estabelecimento, pela prática de crime de furto qualificado, com pena de dois a oito anos de reclusão. CREF2/RS e Polícia Civil voltarão a realizar fiscalizações conjuntas em breve.

Fiscalização DEFOR



Fiscalização autua 10 pessoas por exercício ilegal da profissão somente na última semana
28/09/2016
Fonte: CREF2/RS

As ações do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR), realizadas entre os dias 19 e 23 de setembro, somaram 19 pessoas autuadas, sendo dez por exercício ilegal da profissão, e outros 16 estabelecimentos notificados por algum tipo de infração. Neste período, as cidades visitadas foram Nova Prata, Nova Bassano, Caxias do Sul, Guaíba, Mariana Pimentel, Barão do Triunfo, Canoas, Esteio, Sapucaia do Sul, Cachoeirinha, Alvorada e Porto Alegre.

Os agentes fiscais ainda atenderam 20 denúncias e, internamente, o Conselho abriu 21 novos Processos Administrativos de Fiscalização, já que diversas pessoas e empresas autuadas não regularizaram a sua situação ou enviaram a justificativa dentro do prazo estabelecido. O CREF2/RS segue à disposição para receber e averiguar irregularidades praticadas ou que não zelem pela saúde física de seus clientes. Preencha este formulário de denúncia e contribua com o trabalho da Fiscalização.

Fiscalização DEFOR



Conselho firma parceria com Observatório Social de Porto Alegre
27/09/2016
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS e o Observatório Social de Porto Alegre assinaram um termo de cooperação técnica para realizar ações de controle e de educação fiscal, com o intuito de contribuir para a transparência e para a melhor aplicação de recursos público na cidade. O documento, além de estabelecer uma campanha que será feita com diversas empresas para incentivá-las a entrar no mercado das compras públicas, também é o comprometimento para a realização de um trabalho de monitoramento das contas públicas, avaliando licitações e atos públicos que envolvam despesas. A 1ª secretária Débora Garcia (CREF 002202-G/RS) é a conselheira indicada pelo CREF2/RS para auxiliar nos trabalhos.

Criado para ser um espaço para o exercício da cidadania, o Observatório Social de Porto Alegre integra a Rede Observatório Social do Brasil (OSB) e é formado por entidades representativas da sociedade civil, com o objetivo de contribuir para a melhoria da gestão pública municipal. Apartidário e formado também por empresários, profissionais de diversas áreas e estudantes, as ações do Observatório compreendem o monitoramento das compras públicas, desde a publicação do edital de licitação até o acompanhamento da entrega do produto ou do serviço, de modo a agir preventivamente no controle indevido dos gastos.

Com mais de dois mil voluntários em todo o Brasil, a Rede OSB estima que, nos últimos três anos, foi possível gerar uma economia de mais de R$ 1 bilhão para os cofres municipais. Mais informações pela página http://portoalegre.osbrasil.org.br ou pelo telefone (51) 3085-4444.

Observatório Social



Solar Comunicação Digital oferece desconto para registrados no CREF2/RS
26/09/2016
Fonte: CREF2/RS

Pessoas Físicas e Jurídicas registradas no CREF2/RS têm 20% de desconto na aquisição dos serviços oferecidos pela Solar Comunicação Digital. A agência, que é especializada na construção da identidade virtual de profissionais e de empresas da área da saúde, oferece trabalhos de criação e de desenvolvimento de websites, assim como de assessoria para redes sociais e assessoria de imprensa.

Além destes serviços, também fazem parte do portfólio da agência a gravação de vídeos para a Internet, o gerenciamento de envio de e-mails marketing e a criação de marcas e da identidade visual, tanto para estabelecimentos comerciais como para profissionais autônomos. Para aproveitar o benefício, basta apresentar a Cédula de Identidade Profissional no momento da contratação.

A Solar Comunicação Digital fica em Porto Alegre e pode ser contatada pelo site http://solardigital.com.br ou pelo telefone (51) 9877-8913. Mais informações sobre as empresas conveniadas com o CREF2/RS aqui.

Convênios



Fiscalização fecha 3 academias irregulares e autua 27 estabelecimentos na segunda semana de setembro
22/09/2016
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Orientação e Fiscalização (DEFOR) do CREF2/RS, na segunda semana de setembro, fechou três academias irregulares no interior e autuou outros 27 estabelecimentos, em todo o Rio Grande do Sul, por algum tipo de infração. Entre as empresas notificadas, 14 não possuíam registro e oito não contavam um profissional habilitado no momento da visita. Os estabelecimentos que tiveram as atividades suspensas, nas cidades de Miraguaí, Santo Augusto e Cândido Godói, vão precisar regular a sua situação antes de voltar a atender.

As ações de fiscalização, realizadas entre os dias 12 e 16 de setembro, também contaram com a parceria da Vigilância Sanitária, na cidade de Uruguaiana, e ainda autuaram oito pessoas por exercício ilegal da profissão. Ao todo, foram feitas 73 visitas e atendidas 30 denúncias neste período. Além dos municípios já mencionados, o DEFOR também passou por Santa Rosa, Campina das Missões, Tucunduva, Salvador das Missões, Passo Fundo, Barros Cassal, Marau, Alegrete, Três Passos e Esperança do Sul, entre outras mais, totalizando 4961 quilômetros rodados.

O CREF2/RS segue à disposição para receber e averiguar irregularidades praticadas por Pessoa Física ou Jurídica em exercício ilegal ou irregular da profissão – ou que não zelem pela saúde física de seus clientes. Preencha este formulário de denúncia e contribua com o trabalho da Fiscalização.

Fiscalização DEFOR



Fiscalização realiza ações em conjunto com Crefito5 e visita evento em Novo Hamburgo
15/09/2016
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS realizou, entre os dias 5 e 10 de setembro, diversas ações em todo o Estado. Em parceria com o Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da 5ª Região (Crefito5), por exemplo, foram feitas visitas em estabelecimentos localizados nas cidades de Antônio Prado e de Caxias do Sul, para verificar o funcionamento destas empresas e para orientar a maneira correta de trabalho, dentro das atribuições de cada profissão.

Além disto, o CREF2/RS também compareceu ao evento MIXturado, realizado em Novo Hamburgo. O objetivo desta visita foi tirar as dúvidas dos alunos, que participavam deste curso de formação, e esclarecer para o público que as atividades fitness somente podem ser ministradas por profissionais habilitados – bacharéis em Educação Física com registro no Sistema CONFEF/CREFs. Para Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), coordenadora do DEFOR, a presença do Conselho em eventos como este é muito válida, pois é possível estar mais perto da sociedade: “Muitas pessoas não sabem que existe um órgão fiscalizador, que defende a sociedade e que tem o objetivo de só permitir que profissionais capacitados estejam no mercado”, comentou.

A Fiscalização também visitou as cidades de Viamão, Presidente Lucena, Farroupilha, Flores da Cunha, Cachoeirinha, Gravataí, Morro Reuter, Gramado, Três Coroas, Taquara e Campo Bom. Neste período, 23 estabelecimentos foram autuados por algum tipo de infração e duas academias tiveram as atividades suspensas, uma em Novo Hamburgo e outra em Igrejinha, por não apresentar um profissional habilitado no local e possuir registro de Pessoa Jurídica. Nestas ações, 23 pessoas foram autuadas, sendo 14 delas por exercício ilegal da profissão.

Fiscalização



Fiscalização autua mais de 100 estabelecimentos irregulares em agosto
09/09/2016
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS divulgou, na manhã desta sexta-feira, dia 9 de setembro, os números referentes às ações realizadas ao longo do último mês. Em agosto, foram autuados 108 estabelecimentos por algum tipo de infração e 14 academias irregulares foram fechadas, por não possuírem registro no Conselho e um profissional habilitado no local.

Ao todo, foram feitas 233 visitas, em diferentes cidades da Região Metropolitana e do interior, e 110 denúncias atendidas no último mês. Os agentes fiscais do DEFOR ainda autuaram 85 pessoas por exercício ilegal da profissão, por não possuir Termo de Compromisso de Estágio (TCE) válido ou por estar fora da área de atuação. Para a coordenadora, Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), todo o esforço do Conselho em inibir os maus profissionais tem sido compensador. “A agenda de fiscalização nos desafia cotidianamente. Mas, mesmo assim, contabilizamos avanços, coibindo irregularidades e dando agilidade às punições das empresas que não oferecem serviços adequados à sociedade”, comentou.

O trabalho interno do DEFOR, em agosto, ainda contabilizou 12 multas enviadas para empresas reincidentes, 24 novos Processos Administrativos abertos, 28 Termos de Cooperação assinados e 32 avisos de encaminhamentos para Ação Civil Pública. Campestre da Serra, Nova Prata, Cotiporã, Capão da Canoa, São Francisco de Paula, Parobé, Santa Maria, Cachoeirinha, Viamão, Alvorada, Progresso, Anta Gorda, Teutônia, Montenegro, Triunfo, Brochier, Cruz Alta, Espumoso, Caxias do Sul, Vacaria, Dois Irmãos, Porto Alegre e Gravataí foram algumas das cidades visitas neste período.

Fiscalização DEFOR



Fiscalização encerra agosto com mais três academias fechadas
05/09/2016
Fonte: CREF2/RS

As ações do Departamento de Orientação e Fiscalização (DEFOR) do CREF2/RS fecharam, somente na última semana de agosto, mais três academias que atuavam de maneira irregular, nas cidades de Canoas e de Caxias do Sul. Os estabelecimentos, que não possuíam registro de Pessoa Jurídica e não apresentavam um profissional habilitado no local, vão precisar regularizar a sua situação antes de voltarem a funcionar.

Além destas empresas, outros 26 estabelecimentos foram notificados por algum tipo de infração. A Fiscalização, que também passou por Flores da Cunha, Porto Alegre, Sapucaia do Sul e Esteio, ainda autuou 22 pessoas, muitas por exercício ilegal da profissão por não terem o Termo de Compromisso de Estágio (TCE) regular.

Entre os dias 22 e 26 de agosto, as ações do DEFOR contabilizaram 37 denúncias atendidas e 11 novos Processos Administrativos de Fiscalização (PAD FIS) abertos, para empresas que não se regularizaram após serem autuadas ou que foram reincidentes em infrações gravíssimas. 12 penalidades também foram enviadas a empresas que descumpriram o Termo de Cooperação através de autuações ou que não compareceram quando convocados à audiência para assinatura.

Fiscalização DEFOR



Troféu Destaque homenageia os melhores profissionais do ano
02/09/2016
Fonte: CREF2/RS

Comemorando o Dia do Profissional de Educação Física, o CREF2/RS realizou ontem, no Grêmio Náutico União, a cerimônia de entrega do Troféu Destaque. O prêmio, que chegou ao seu quinto ano consecutivo, homenageou aqueles que mais se destacaram ao longo de 2016, em 15 categorias diferentes. As empresas que completaram dez anos de registro também receberam um certificado como forma de reconhecimento.

A abertura da cerimônia foi feita pela presidente Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), que destacou a tradição do Troféu Destaque, já reconhecido entre os profissionais como o “Oscar da Educação Física gaúcha”. A forma de escolha dos vencedores, pela primeira vez com uma votação aberta no site do CREF2/RS para a definição dos três finalistas de cada categoria, também foi mencionada como outro ponto positivo. “Queremos que todos participem, não só do Troféu Destaque, mas do dia a dia do Conselho. Hoje estamos aqui para premiar os nossos colegas, mas sempre de portas abertas para recebê-los”.

Confira os ganhadores:

Academia:

Fórmula RS Fitness Center (CREF 002499-PJ/RS)
É uma empresa do grupo internacional Bodytech Company e chegou a Porto Alegre em 2014. Localizada no Shopping Praia ade Belas, possui duas grandes salas para atividades coletivas, relacionadas à musculação e ao condicionamento físico, e um espaço de indoor cycle. Oferece uma grande variedade de modalidades, como pilates, alongamento e zumba.

Clube ou sociedade:

Recreio da Juventude (CREF 000515-PJ/RS)
Foi fundado em dezembro de 1912, em Caxias do Sul. Com uma grande estrutura, que conta com academia, piscinas, sauna e modalidades esportivas, como basquete, futsal, handebol e vôlei, o clube tem mais de 16 mil associados e diversas outras opções de atividades sociais, de lazer e de diversão.

Mérito da Educação Física:

Adroaldo Cézar Araújo Gaya (CREF 002280-G/RS)
Doutor em Treinamento Desportivo pela UERJ e em Ciências do Desporto pela Universidade do Porto, atualmente é professor titular da UFRGS, das disciplinas de epistemologia e metodologia da pesquisa. É o criador e o coordenador do Projeto Esporte Brasil, pioneiro observatório permanente de indicadores de crescimento e de desenvolvimento de crianças e de adolescentes esportistas. É ainda autor de diversos livros sobre Educação Física, esportes e metodologia da pesquisa.

Profissional do ano:

Antônio Carlos de Oliveira Pereira (CREF 003345-G/RS)
Kiko é faixa preta e técnico de judô da Sogipa. Chegou no clube em 1984, foi três vezes campeão gaúcho como atleta e em 1986 começou a atuar como auxiliar técnico da equipe de judô. Foi treinador dos campeões mundiais e medalhistas olímpicos João Derly, Tiago Camilo, Mayra Aguiar, Felipe Kitadai e Maria Portela.

Profissional de academia:

Paulo André Poli de Figueiredo (CREF 000340-G/RS)
Mestre em Ciência do Movimento Humano pela UFRGS e especialista em Medicina Esportiva e Saúde Escolar pela PUCRS, é sócio-diretor do Centro Físico Acqualità e membro da comissão científica da Aquatic Exercise Association. É também autor dos livros “AICHI – Técnica de Relaxamento Aquático” e “Natação para Bebês, Infantil e Iniciação: Uma Estimulação para a Vida”.

Profissional de atividade física na empresa e Ginástica Laboral:

Vinicius da Silva Alves (CREF 008089-G/RS)
Especialista em Ginástica Laboral e Qualidade de Vida pela UNIGRANRIO, é também especialista em Engenharia de Produção, com ênfase em Ergonomia, pela UFRGS. É sócio-proprietário da empresa Esportes em Ação – Programas de Promoção da Saúde e diretor da empresa Valorize Projetos e Consultoria Esportiva. Possui experiência de mais de dez anos em consultoria, assessoria e treinamento em diversas empresas do Rio Grande do Sul.

Profissional com atuação em projetos sociais:

Felipe Rosa de Quadros (CREF 020906-G/RS)
Pós-graduado em psicomotricidade escolar e faixa preta de judô, iniciou no esporte em 1999. Já passou pelos Departamentos de Judô do Sport Club Internacional, do Grêmio Náutico União e atualmente é auxiliar técnico das equipes de base da Sogipa e da Federação Gaúcha de Judô. É também professor do projeto Geração Futuro/Educandário, que oferece oficinas de judô para jovens e adolescentes que vivem em comunidades de risco na zona norte de Porto Alegre.

Profissional de escola:

Virgínia Rolim Wolffenbuttel (CREF 000055-G/RS)
Atua com a Educação Física escolar desde 1981. Com mais de 30 anos de experiência na área, atualmente é professora da Escola Estadual de Ensino Médio Mariz e Barros, em Porto Alegre. Em 2004, iniciou o Projeto Jovens Talentos, cujas equipes escolares de handebol masculino já conquistaram diversos títulos nas categorias mirim, infantil e juvenil. Também é especialista em autismo e pós-graduada em Ginástica de Academia.

Profissional de esporte radical e de aventura:

Thomas Schulze (CREF 013024-G/RS)
Escoteiro, monitor de rapel e de escalada, foi diretor técnico da Associação Caxiense de Montanhismo, de 2009 a 2011. Atuou também como árbitro do Campeonato Gaúcho de Escalada, e foi o criador do blog Montanhismo, Escalada e Educação Física, pioneiro no Rio Grande do Sul. Com experiência de 24 anos no montanhismo e na escalada, atualmente trabalha com escalada esportiva, escalada recreativa, preparação física e com assessoria de expedições em alta montanha.

Profissional de lutas:

Ricardo Reuter Pereira (CREF 002715-G/RS)
Faixa preta de judô e praticante da modalidade desde 1980, foi competidor de luta olímpica e integrante da Seleção Gaúcha, que conquistou o segundo lugar no Campeonato Brasileiro de 1987. Já participou da Comissão de Educação da Federação Gaúcha de Judô e é professor da disciplina de lutas, na PUCRS, desde 2000. Atua também rede municipal de Porto Alegre, onde desenvolve um projeto de judô e Educação.

Profissional de paradesporto e atividade adaptada:

Ana Paula Vieira Malanovicz (CREF 005885-G/RS)
Pós-graduada em Metodologia do Ensino dos Esportes, pela UFRGS; e em Psicomotricidade, pela PUCRS; Ana Paula Vieira Malanovicz atua na Escola Estadual Especial Recanto da Alegria, que atende alunos com deficiência intelectual. É idealizadora do Projeto Esporte+, o qual já revelou campeões paralímpicos de atletismo e de natação, e tem habilitação de nível II como técnica de atletismo pelo Comitê Paralímpico Brasileiro.

Profissional da saúde:

Luiz Antônio Barcellos Crescente (CREF 011597-G/RS)
Possui graduação em Medicina e mestrado em Ciências do Movimento Humano, ambos pela UFRGS. Atualmente é professor do curso de graduação em Educação Física da ULBRA e da pós-graduação da Universidade Corporativa Mãe de Deus. Atua como médico e fisiologista do Sport Club Internacional, desde 1994, e também da Seleção Brasileira, com ênfase em Medicina do Esporte, avaliação funcional e controle de treinamento.

Profissional técnico desportivo:

Celso Gomes da Silva (CREF 002893-G/RS)
É professor aposentado da Rede Pública Estadual e técnico de basquete desde 1979. Foi por 17 vezes treinador das seleções de base do Rio Grande do Sul em Campeonatos Brasileiros de Basquete e campeão sul-americano de basquete nas categorias sub-14 e sub-17. Possui diversos títulos nos Jogos Escolares do Rio Grande do Sul comandando o time das escolas estaduais Prudente de Morais, General Osório e Ildefonso Simões Lopes, todas do município de Osório, e representou o Rio Grande do Sul nos em algumas edições dos Jogos Brasileiros da Juventude.

Personalidade do ano:

Carlos Alberto Oliveira Garcia (CREF 000002-G/RS)
Autor de leis que beneficiaram a Educação Física, Professor Garcia foi vereador, presidente da Câmara Municipal de Porto Alegre e conselheiro federal do CONFEF. Como profissional de Educação Física, foi treinador de atletismo e técnico da equipe brasileira de atletismo no Mundial de Saint-Ettienne, na França, em 1977. A obrigatoriedade da presença de um profissional de Educação Física como responsável técnico em academias de Porto Alegre, a criação da Semana de Educação Física e a exigência do curso de Licenciatura para professores de Educação Física das séries iniciais da rede municipal de ensino foram algumas das suas principais conquistas na política.

Veículo de comunicação:

Plano de Jogo
Exibido pela TVE de segunda a sexta-feira, o Plano de Jogo tem como foco o esporte e as diversas modalidades praticadas em todo o Rio Grande do Sul. O programa mostra as competições e as atividades esportivas como forma de educação, inclusão social e meio para manter a saúde. As matérias veiculadas no Plano de Jogo são produzidas pela TVE e pela rede de 25 emissoras parceiras do interior, assim como pelas entidades esportivas e atletas, que enviam imagens e notícias.

Troféu Destaque 2016



CREF2/RS não disponibiliza contato de registrados para terceiros
31/08/2016
Fonte: CREF2/RS

O Conselho esclarece que, em nenhuma hipótese, disponibiliza os dados dos seus profissionais registrados, como telefone e endereço de e-mail, para terceiros. Os únicos cursos e eventos, cuja divulgação foi autorizada pelo CREF2/RS, se encontram publicados na nossa página . Já as empresas conveniadas, que oferecerem produtos e serviços com descontos, estão listadas também numa seção específica do nosso site.

Caso você receba o contato ou alguma mensagem em nome do CREF2/RS, saiba que pode se tratar de uma fraude. Se desconfiar de alguma situação, pedimos que entre em contato imediatamente pelo e-mail contato@crefrs.org.br ou pelo telefone (51) 3288-0200, para esclarecimentos e relato do ocorrido.

Esclarecimentos



Fiscalização fecha três academias e autua 31 estabelecimentos irregulares na terceira semana de agosto
24/08/2016
Fonte: CREF2/RS

As ações realizadas pelo Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS, na terceira semana de agosto, fecharam três academias que atuavam de maneira irregular, nas cidades de Teutônia e de Triunfo. Sem a presença de um profissional habilitado no local e sem registro de Pessoa Jurídica, estes estabelecimentos precisam regularizar a sua situação para voltarem a funcionar.

Além destas, outras 31 academias foram autuadas por algum tipo de infração: 16 não possuíam registro no Conselho e 12 não contavam com um profissional habilitado no momento da visita. 21 pessoas também foram notificadas pela Fiscalização do CREF2/RS neste período, por exercício ilegal da profissão ou por não possuir Termo de Compromisso de Estágio (TCE) válido.

Entre os dias 15 e 19 de agosto, foram atendidas ainda 25 denúncias e 32 cartas de Aviso de Ação Civil Pública foram enviadas para empresas que não regularizaram a sua situação após a atuação e o período de defesa. Canudos do Vale, Progresso, Pouso Novo, São José do Herval, Anta Gorda, Guaporé, Nova Bréscia, Porto Alegre, Montenegro, Feliz, Capela Santana, Triunfo, Brochier, Torres, Cruz Alta e Espumoso foram algumas das cidades visitadas pelo DEFOR na terceira semana de agosto.

Fiscalização DEFOR



Safeweb oferece sistema de emissão de Nota Fiscal Eletrônica para profissionais de Educação Física
22/08/2016
Fonte: CREF2/RS

A Safeweb, empresa de certificação digital conveniada com o CREF2/RS, está oferecendo mais um serviço para os profissionais registrados no CREF2/RS. A plataforma para emissão de Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFSe) já pode ser adquirida agora com desconto.

Independente da receita, as empresas que atuam na área de “serviços de educação, ensino, orientação pedagógica e educacional, instrução, treinamento e avaliação pessoal de qualquer grau ou natureza”, conforme estabelece o Decreto nº 18.334 e a Lei Complementar nº 367 da Prefeitura Municipal de Porto Alegre, estão obrigadas a emitir a NFSe. O serviço ofertado pela Safeweb, além de dar direito ao uso do software online que gera as Notas, estima também a cobrança de uma taxa mensal, de acordo com a quantidade de documentos expedidos por mês.

Chamado eNota NFS-e, a plataforma da Safeweb pode ser acessada pela Internet, de qualquer computador, e possui outros recursos para facilitar o controle das Notas, como o envio do documento diretamente para o e-mail do cliente, sem a necessidade de impressão. Mais informações pelos telefones 4007-2410 e (51) 3018-0300 ou pela página www.safeweb.com.br.

Convênios



Fiscalização fecha quatro academias e autua nove por exercício irregular na primeira semana de agosto
12/08/2016
Fonte: CREF2/RS

As ações do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS fecharam mais quatro academias que funcionavam de maneira irregular, somente na primeira semana de agosto. Os estabelecimentos, localizados nas cidades de São Marcos e de Porto Alegre, funcionavam sem a presença de um profissional de Educação Física habilitado e sem registro de Pessoa Jurídica. Para abrirem novamente, primeiramente deverão regularizar a sua situação.

Entre os dias 1º e 7 de agosto, a Fiscalização também autuou noves pessoas por exercício ilegal da profissão ou por não possuírem Termo de Compromisso Estágio (TCE) devidamente assinado. Diante destes números, a coordenadora do DEFOR Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS) salienta que o esforço dos agentes fiscais, ao longo deste ano, vem sendo bastante compensador. “Temos uma agenda que nos desafia cotidianamente. Mesmo assim, contabilizamos avanços, coibindo irregulares e dando agilidade aos processos e às punições das empresas que não oferecem serviços adequados à sociedade”.

Além de São Marcos e de Porto Alegre, o DEFOR também visitou, ao longo desta primeira semana, os municípios de Torres, Xangri-lá, Capão da Canoa, Vista Alegre do Prata, União da Serra, Nova Prata, Cotiporã e Campestre da Serra, entre outros mais. Você pode contribuir com o trabalho da Fiscalização enviando a sua denúncia clicando aqui.

Fiscalização DEFOR



CREF2/RS participa do debate sobre valor de referência da Ginástica Laboral
11/08/2016
Fonte: CREF2/RS

Em parceria com o Sindicato das Entidades Culturais, Recreativas, de Assistência Social, de Orientação e Formação Profissional do Rio Grande do Sul (Secraso/RS) e com o Sindicato dos Profissionais de Educação Física (SINPEF/RS), a Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa do CREF2/RS vai promover, no dia 31 de agosto, um debate para a criação de um valor de referência para a hora trabalhada da Ginástica Laboral. O evento irá ocorrer das 9h30min às 11h30min, na sede do Secraso/RS em Porto Alegre, e será aberto para a participação de todos os profissionais que trabalharam na área.

Como destaca Tony Izaguirre (CREF 002462-G/RS), integrante da Câmara Técnica do Conselho, a ideia deste Fórum é estipular um valor que sirva de base, tanto para os profissionais que pretendem entrar no mercado da Ginástica Laboral como para as empresas que querem contratar este tipo de serviço. Além do CREF2/RS e dos sindicatos, também participarão do encontro o assessor contábil Carlos Leomar da Rosa e o assessor jurídico Wilson Moreira Jr. Interessados devem fazer a sua inscrição pelo e-mail renata@secraso-rs.com.br, informando nome e telefone para contato.

Fórum de Debate – Valor de Referência da Ginástica Laboral
Data: quarta-feira, dia 31 de agosto
Horário: das 9h30 min às 11h30min
Local: Secraso/RS
Endereço: Avenida Ipiranga, 550 – Menino Deus
Inscrições: gratuitas pelo e-mail renata@secraso-rs.com.br

Ginástica Laboral eventos



DEFOR fiscaliza 57 municípios em julho e fecha cinco academias irregulares
03/08/2016
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS divulgou nesta quarta-feira os dados relativos às fiscalizações realizadas em julho pelas equipes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR). A intensa movimentação dos fiscais, que visitaram 57 municípios nas mais diversas regiões do Estado, resultou em cinco academias fechadas. Ao todo, foram 297 visitas realizadas, que em algumas situações contou com o reforço do Conselho Regional de Nutricionistas (CRN-2) e do Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (CREFITO5).

Durante as diligências, 101 estabelecimentos foram autuados por uma ou mais infrações, sendo que destes 44 empresas estavam sem registro e em 35 PJs não havia profissional presente no momento da visita. Os fiscais autuaram 70 pessoas por alguma infração, destas 25 decorridas do exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE – Termo de Compromisso de Estágio, oito profissionais fora da área de atuação e 24 Responsáveis Técnicos descumprindo suas obrigações inerentes às funções.

Em seu trabalho interno, o DEFOR prestou 131 atendimentos ao público; protocolou 75 novas denúncias e 81 justificativas; foram enviadas 13 multas para empresas por descumprimento de Termo de Cooperação e 23 avisos de encaminhamento de empresas não registradas no Conselho para Ação Civil Pública, além de 15 novos Processos Administrativos – PAD FIS abertos.

Os municípios visitados pelo CREF2/RS em julho foram Caxias do Sul, Nova Pádua, Campestre da Serra, Porto Alegre, Cachoeira do Sul, Santana da Boa Vista, Candelária, Novo Cabrais, Paraíso do Sul, Cerro Branco, Araricá, Novo Hamburgo, São Leopoldo, Nova Hartz, Ivoti, Rio Grande, São José do Norte, Pinto Bandeira, Nova Araçá, Guaporé, Farroupilha, Vacaria, Erechim, Estação, Getúlio Vargas, Campinas do Sul, Jacutinga, Barão de Cotegipe, Paulo Bento, Portão, Estância Velha, Campo Bom, Santo Ângelo, Porto Xavier, São Nicolau, Guarani das Missões, Sapiranga, Alecrim, Tuparendi, Tucunduva, Novo Machado, Porto Mauá, Porto Vera Cruz, Eldorado do Sul, Guaíba, Canoas, Sapucaia do Sul, Nova Santa Rita, Esteio, Aceguá, Hulha Negra, Candiota,Pinheiro Machado, Bagé, Dom Pedrito, Pedras Altas e Viamão.

DEFOR



Câmara de Ginástica Laboral apoia criação de valor de referência para o setor
25/07/2016
Fonte: CREF2/RS

A Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa está apoiando as negociações atualmente travadas entre o SECRASO-RS, entidade representativa da categoria patronal, e o SINPEF/RS (Sindicato dos Profissionais de Educação Física). O intuito é que se defina um valor de referência para o setor em breve.

Segundo Tony Izaguirre (CREF 002462-G/RS), membro da Câmara de Ginástica Laboral, algumas empresas estão praticando preços abaixo do mercado na Ginástica Laboral, o que impossibilita a realização de um trabalho com qualidade ou, em alguns casos, até a simples execução do plano de atividades elaborado pelo contratado.

“Com o conhecimento e a preocupação em relação a esta situação, a CTGL pensou na criação de um valor referência para orientar as empresas e os profissionais de Educação Física que entram neste mercado”, afirmou Izaguirre. A prática é comum em conselhos como o de Medicina, Psicologia e Fisioterapia, entre outros. Tony contou então com a autorização do CREF2/RS para contatar o SECRASO-RS. “A entidade se mostrou favorável à ideia e se prontificou a validar a planilha de formação de preços elaborada pela CT-GL”. O membro da Câmara também se reuniu com o presidente do SINPEF/RS, Ubirajara Brites (CREF 000416-G/RS), para alinhavar posições.

No dia 31 de agosto, às 9h30min, haverá uma reunião realizada no auditório do SECRASO-RS com todas as PJs interessadas em discutir as propostas para a construção do valor de referência da Ginástica Laboral.  

Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa



CREF2/RS fecha duas academias na segunda semana de julho
21/07/2016
Fonte: CREF2/RS

Os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS visitaram 20 municípios na segunda semana de julho, fechando duas academias; uma localizada em Portão, outra em Guaporé. Ambas tiveram suspensas suas atividades por permitirem o exercício ilegal da profissão e por não manter profissional habilitado orientando as atividades. Neste período, houve fiscalizações conjuntas com o Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional – Crefito5.

De 11 a 15 de julho, foram realizadas 91 visitas de fiscalização, com 22 denúncias plenamente atendidas. Ao todo, 27 estabelecimentos foram autuados por uma ou mais infrações, dentre elas quinze empresas sem registro no Conselho, sendo que doze delas não havia profissional presente no momento da visita. Também houve dois descumprimentos de Termo de Cooperação, o que acarretará multas às academias autuadas por reincidirem em infrações gravíssimas.

No total, foram abertas doze denúncias éticas para profissionais que não se regularizaram após autuação por infringir o Código de Ética do Profissional de Educação Física. Estes terão de responder perante a Comissão de Ética do Conselho. Os municípios visitados foram Pinto Bandeira, Nova Araçá, Guaporé, Farroupilha, Vacaria, Erechim, Estação, Getúlio Vargas, Campinas do Sul, Jacutinga, Barão de Cotegipe, Paulo Bento, Portão, Novo Hamburgo, Estância Velha, Ivoti, Nova Hartz, Campo Bom, São Leopoldo e Porto Alegre.

DEFOR



CREF2/RS fecha duas academias na primeira semana de julho
13/07/2016
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS, em sua missão de proteger a saúde e zelar pela profissão, visitou 17 municípios na primeira semana de julho e fechou uma academia irregular em Caxias do Sul e outra em Rio Grande. Além de não possuírem registro no Conselho, ambas permitiam pessoas exercendo ilegalmente a profissão e não apresentavam profissional habilitado para orientar as atividades.

Nas diligências, os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) realizaram 81 visitas de fiscalização, autuando 31 estabelecimentos por alguma irregularidade, sendo 12 deles pela falta de registro no CREF2/RS, além de constatarem em outras 12 empresas a falta de profissional presente no momento da visita. Ao todo, foram autuadas 26 pessoas, destas oito por exercício ilegal da profissão ou estagiário sem o Termo de Compromisso de Estágio - TCE, além de dez Responsáveis Técnicos autuados por estar descumprindo as obrigações inerentes à função.

Os municípios visitados entre os dias quatro e oito de julho foram Caxias do Sul, Nova Pádua, Campestre da Serra, Porto Alegre, Cachoeira do Sul, Santana da Boa Vista, Candelária, Novo Cabrais, Paraíso do Sul, Cerro Branco, Araricá, Novo Hamburgo, São Leopoldo, Nova Hartz, Ivoti, Rio Grande e São José do Norte.

DEFOR



Esclarecimento: CREF2/RS não disponibiliza contato de registrados
12/07/2016
Fonte: CREF2/RS

O Conselho esclarece que, em nenhuma hipótese, disponibiliza os dados dos seus profissionais registrados, como telefone e endereço de e-mail, para terceiros. Os únicos cursos e eventos, cuja divulgação foi autorizada pelo CREF2/RS, se encontram publicados na nossa página; e as empresas, conveniadas para oferecerem descontos, listadas na seção específica do nosso site.

Caso você receba o contato ou alguma mensagem em nome do CREF2/RS, saiba que pode se tratar de uma fraude. Se desconfiar de alguma situação, pedimos que entre em contato imediatamente pelo e-mail contato@crefrs.org.br ou pelo telefone (51) 3288-0200, para esclarecimentos e relato do ocorrido.

Esclarecimento



DEFOR fecha quatro academias na última semana de junho
07/07/2016
Fonte: CREF2/RS

Na última semana de junho (27/06 a 1º/07), os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS visitaram 23 municípios e fecharam quatro academias em suas diligências. Os estabelecimentos estavam localizados em Montenegro, São Sebastião do Caí, Pedro Osório e Lagoa Vermelha. As empresas tiveram suas atividades suspensas por não possuírem profissional habilitado para orientar as atividades. Foram autuadas 17 pessoas, sendo sete por exercício ilegal da profissão ou estagiário sem o Termo de Compromisso de Estágio - TCE, além de seis Responsáveis Técnicos autuados por estarem descumprindo as atividades inerentes à função

Neste final do mês, 26 justificativas de empresas e pessoas autuadas foram recebidas e protocoladas pelo DEFOR. Deu-se encaminhamento a 19 processos éticos por profissionais que estavam atuando fora de sua área de formação e não se regularizaram. Estes profissionais terão de responder diretamente à Comissão de Ética Profissional do CREF2/RS. E, por não possuírem registro no Conselho, 10 estabelecimentos foram autuados

Os municípios visitados pelo DEFOR foram Vacaria, Lagoa Vermelha, Santo Expedito do Sul, Barracão, Pinhal da Serra, Capão Bonito do Sul, Tupanci do Sul, São João da Urtiga, Tapes, Guaíba, Camaquã, São Jerônimo, Montenegro, São Sebastião do Caí, Feliz, Harmonia, Tupandi, Porto Alegre, Lindolfo Collor, Ivoti, Arroio Grande, Pedro Osório e Pelotas.

DEFOR



Câmara de Ginástica Laboral relata reuniões com TRT4 e SECRASO/RS
30/06/2016
Fonte: CREF2/RS

A Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa do CREF2/RS reuniu-se na sede do Conselho na manhã desta quarta-feira, 29 de março. Na ocasião, foi feito o resumo da reunião feita pelos integrantes da Câmara com o desembargador do TRT4, Raul Zoratto Sanvicente, também gestor regional do Programa Trabalho Seguro do Governo Federal, propondo ações e parcerias entre o CREF2/RS e o Tribunal.

Também houve o relato da reunião com Wilson Moreira, secretário-geral e coordenador das delegacias regionais da Sindicato Representativo da Categoria Econômica (SECRASO/RS), realizado no dia 29. A Câmara buscou apoio da instituição para chegar a um valor de referência para o serviço de Ginástica Laboral. O Sindicato posicionou-se favoravelmente a uma aproximação com o CREF2/RS, inclusive estreitando laços entre seus departamentos jurídicos.

Por fim, tratou-se da criação de uma Resolução relativa à qualidade mínima e segura necessária para a prestação do serviço de Ginástica Laboral. Os membros da Câmara ficaram responsáveis de reunir material para dar consistência à Resolução, dentre eles termos de referência de licitações, contratatos de empresas privadas, artigos cientficos relacionados ao tema e requisitos mínimos ao profissional de Educação Física.

Estiveram presentes à reunião o presidente da Câmara e vice-presidente do CREF2/RS Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), Tony Izaguirre (CREF 002462-G/RS) e a assessora Jurídica Cristiane Costa.

Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física



Projeto Qualificação da Gestão de Academias mantém inscrições abertas
29/06/2016
Fonte: CREF2/RS

Hoje em dia, muitos empreendedores se perguntam como expandir seus negócios ou até mesmo manter em atividade suas academias em um mercado cada vez mais adverso. A segunda edição do projeto Qualificação da Gestão de Academias vem apresentar ferramentas de vendas, atendimento, marketing, gestão e finanças, exclusivamente desenvolvidas para a realidade das academias. O curso, já em andamento, mas com as inscrições ainda abertas, permite ao proprietário das academias direito a consultoria e participação dos cursos propostos até novembro, além de muita troca de experiência e informações entre os empresários.

Segundo o gestor do projeto Antonio De Padua Melo Junior, as consultorias disponibilizadas pelo projeto são trabalhadas nos escopos de planejamento estratégico, gestão de pessoas, finanças, marketing e vendas. “Isto visa auxiliar o empresário no aprimoramento de suas práticas de gestão para otimização de recursos e tomada de decisão”. Em setembro, o grupo de empresários participará da IHRSA 2016 – São Paulo, a maior feira do segmento fitness do Brasil.

Com mais de 50 participantes, os gestores estão com excelente impressão sobre a experiência. “O curso vem sendo muito importante para adquirir conhecimentos de excelência, não só para atrair nova clientela, mas também dar atendimento de qualidade aos clientes que já usufruem dos nossos serviços”, afirmou Douglas Potrich (CREF 014028-G/RS), proprietário do Centro de Ensino de Judô de Canoas (CEJUC). Fernando Sassen, proprietário da Ipanema Sports, destacou a abertura de horizontes oportunizada pelo curso. “Alguns proprietários que estão aqui nunca manejaram ferramentas de gestão. Certamente sairão mais preparados para enfrentar o mercado cada vez mais competitivo”, explicou

A segunda edição do projeto renova a parceria firmada em 2015 entre SEBRAE/RS, o CREF2/RS e a Associação das Academias do Rio Grande do Sul (ACAD/RS). Podem participar micro e pequenas empresas e microempreendedores individuais do segmento de condicionamento físico.

Contato e inscrições
SEBRAE/RS - Regional Metropolitana
Gestor do Projeto: Antônio de Pádua Melo Jr.
Fone: (51) 3213.1507 / (51) 9702.2406
E-mail: antoniodj@sebrae-rs.com.br

Gestão de academias



DEFOR fecha quatro academias nos últimos 14 dias
22/06/2016
Fonte: CREF2/RS

Entre os dias 6 e 19 de junho, os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS visitaram 44 municípios e fecharam quatro academias: uma em Almirante Tamandaré do Sul, uma em Barra Funda, uma em Caibaté e outra em Pontão. Todos os estabelecimentos estavam sem profissional registrado presente.

Durante os 14 dias de diligências, foram realizadas 71 visitas, sendo atendidas 39 denúncias, perfazendo 37 estabelecimentos autuados por uma ou mais infrações, com 15 empresas sem registro. Foram 26 pessoas autuadas por alguma infração, sendo 15 por exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio. Houve 72 Atendimentos presenciais ou via telefone, 18 novos PAD FIS abertos, seis audiências da Comissão com seis Termos de Cooperação assinados, 92 denúncias recebidas, 59 Justificativas protocolada e 57 notificações enviadas.

Foram visitados os municípios de Cambará do Sul, Jaquirana, Taquara, Igrejinha, Parobé, Canela, Santa Maria do Herval, Carazinho, Chapada, Saldanha Marinho, Almirante Tamandaré do Sul, Ronda Alta, Rondinha, Barra Funda, Novo Barreiro, Nova Boa Vista, Porto Alegre, Canoas, Esteio, Sapucaia do Sul, Passo Fundo, Pontão, Sertão, Tio Hugo, Coxilha, Santo Ângelo, Entre-Ijuís; Eugênio de Castro, Vitória das Missões, São Miguel das Missões, Caibaté, Mato Queimado; Rolador, Guarani das Missões, Salvador das Missões, São Pedro do Butiá, Dezesseis de Novembro; São Nicolau, Pirapó, Roque Gonzales, Veranópolis, Pinto Bandeira, Caxias do Sul.

DEFOR



Já está aberta a votação para as indicações ao Troféu Destaque 2016
20/06/2016
Fonte: CREF2/RS

A votação para a escolha do tradicional Troféu Destaque já está aberta, e os profissionais e as empresas terão até o dia 25 julho para indicar aqueles que se destacaram na profissão durante 2016. Todos os profissionais registrados no CREF2/RS e em dia com suas obrigações estatutárias podem votar. Os vencedores dos grupos serão escolhidos pela Plenária do CREF2/RS, a partir da indicação dos concorrentes feita pelos profissionais. Consulte o regulamento e indique o concorrente da sua preferência aqui.

A premiação Troféu Destaque, realizada pelo Conselho Regional de Educação Física do Rio Grande do Sul desde 2011, tem como objetivo apoiar e valorizar os Profissionais e estabelecimentos registrados no Conselho, zelando pelo prestígio e bom conceito da profissão de Educação Física e dos que a exercem, em comemoração ao Dia do Profissional de Educação Física, celebrado oficialmente em 1º de setembro.

Categorias
Serão premiados os destaques dos grupos Pessoa Física e Pessoa Jurídica, de acordo com as seguintes categorias:
- Pessoa Física
- Mérito da Educação Física
- Profissional do Ano
- Profissional de Academia
- Profissional de Atividade Física na Empresa e Ginástica Laboral
- Profissional com Atuação em Projetos Sociais - Profissional de Escola­
- Profissional de Esporte Radical e de Aventura
- Profissional de Lutas
- Profissional de Paradesporto e Atividade Adaptada
- ­Profissional de Recreação
­- Profissional da Saúde
­- Profissional Técnico Desportivo

Pessoa Jurídica
­ - Academia
­ - Clube ou sociedade

Troféu Destaque



DEFOR fecha quatro academias em maio
02/06/2016
Fonte: CREF2/RS

Durante o mês de maio, o Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) visitou 30 municípios e fechou quatro academias, uma em Santiago, duas em Canoas e uma em Arroio do Meio. Os fiscais autuaram 58 pessoas, sendo 39 delas por exercício ilegal da profissão ou por estarem sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio. Ao total, foram 178 visitas de fiscalização, com 123 denúncias totalmente atendidas e constatados quatro descumprimentos de Termo de Cooperação, o que gerará multa aos autuados. Também foram fiscalizados os eventos "Pilates Day", no Parque Moinhos de Vento, em Porto Alegre, no dia 07, e “Aula Beneficente de Zumba”, em Caxias do Sul, no dia 15.

Em relação às atividades fiscalizatórias internas do mês de maio, houve 209 atendimentos por telefone ou presenciais realizados pelo DEFOR, ocorrendo 157 justificativas de empresas ou pessoas autuadas, 91 denúncias protocoladas, 26 Processos Administrativos de Fiscalização abertos por irregularidades não sanadas e 11 novos Termos de Cooperação assinados com empresas.

As 30 cidades visitadas foram Canela, Caxias do Sul, Bento Gonçalves, Porto Alegre, São Vicente do Sul, Santiago, Viamão, Gravataí, Santa Vitoria do Palmar, Chuí, Rio Grande, Tapes, Alvorada, Sapucaia do Sul, Venâncio Aires, Santa Cruz do Sul, Canoas, Turuçu, São Marcos, Nova Petrópolis, Taquari, Muçum, Montenegro, Triunfo, Bom Princípio, Arroio do Meio, São Marcos, Veranópolis, Carlos Barbosa e Garibaldi.

DEFOR



DEFOR fecha 16 academias em abril
16/05/2016
Fonte: CREF2/RS

Durante o mês de abril, o Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) fechou 16 academias e autuou 76 pessoas, sendo 38 delas por exercício ilegal da profissão ou pela falta do Termo de Compromisso de Estágio. Ao total, foram 147 estabelecimentos autuados e foi verificada a falta de registro em 59 PJs, resultado de 272 visitas em 44 municípios.

Em relação às atividades fiscalizatórias internas do mês de abril, houve 81 denúncias protocoladas, 93 justificativas/defesas protocoladas, 46 notificações enviadas por não regularização das infrações, 41 Processos Administrativos de Fiscalização abertos por infrações não regularizadas, 20 Cartas de Fiscalização com aviso de Ação Civil Pública para empresas não registradas, 38 Convocações para audiências e assinaturas de 33 Termos de Cooperação pelas empresas.

DEFOR



CREF2/RS autua 38 academias na última semana de abril
06/05/2016
Fonte: CREF2/RS

Na última semana de abril, os fiscais do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS atenderam 47 denúncias, autuando 38 academias por uma ou mais infrações, dentre elas 14 estabelecimentos sem registro e 15 deles não possuíam profissionais de Educação Física orientando as atividades físicas. Os fiscais também autuaram 13 pessoas por exercício ilegal da profissão ou pela falta do Termo de Compromisso de Estágio (TCE).

Em Passo Fundo foi realizada uma fiscalização durante a madrugada em uma academia que funciona 24 horas. Lá, foi constatado não haver profissional de Educação Física orientando os alunos. O estabelecimento foi autuado pois infringiu a Lei Estadual Nº11.721 de 2002, que prevê que pessoas jurídicas desta natureza devem manter em tempo integral profissionais de Educação Física registrados no CREF2/RS. Em Tavares, uma academia foi fechada por não possuir registro no Conselho, e tampouco apresentava profissional habilitado.

Nesta semana também foram expedidas as convocações para as empresas que deverão assinar Termo de Cooperação junto ao CREF2/RS a partir da segunda quinzena de maio até o dia 10 de junho. O Termo de Cooperação visa orientar, junto aos conselheiros da Comissão de Orientação e Fiscalização, as empresas sobre a prestação de serviços de atividades físicas, desportivas e similares de acordo com a legislação vigente.

Os municípios visitados pelo DEFOR foram Charqueadas, Butiá, Caçapava do Sul, Santana do Livramento, Cachoeira do Sul, São Leopoldo, Novo Hamburgo, Estância Velha, Campo Bom, Sapiranga, Dois Irmãos, Portão, Passo Fundo, Erechim, Torres, Capão da Canoa, Tavares, Tramandaí e Quintão.

DEFOR



Livro sobre as LER é lançado na Câmara Municipal de Porto Alegre
26/04/2016
Fonte: CREF2/RS

Foi realizado ontem (25) o lançamento na Câmara Municipal de Porto Alegre do livro As LER: ontem, hoje e amanhã, organizado pelo Grupo de Prevenção das LER /DORT, que é composto por uma equipe profissional multidisciplinar da saúde. A obra reúne as palestras realizadas durante a 10ª Semana de Prevenção das LER, ocorrida em março de 2015. As Semanas são uma iniciativa voltada à conscientização, prevenção e combate às Lesões de Esforço Repetitivo, e foram criadas pela Lei Municipal 9504/2004, de autoria do vereador e conselheiro Federal do CONFEF Professor Garcia (CREF 000002-G/RS).

O evento iniciou com o período destinado à Tribuna Popular da Câmara, que recebeu Mário Reis, secretário de Saúde do Trabalhador da Federação dos Trabalhadores nas Indústrias da Alimentação do Estado do Rio Grande do Sul (FTIA/RS). Durante sua fala, o dirigente sindical afirmou que a doença não é uma epidemia, mas causa preocupação devido ao grande número de pessoas que já a desenvolveram. “Esta doença é constatada desde o século XVIII, mas ainda hoje muitos profissionais da saúde se dedicam as pesquisas das suas causas, consequências e tratamento”, disse.

O dirigente também ressaltou a importância de campanhas voltadas para prevenção da doença, que ele classifica como silenciosa. "Temos apoios de vereadores, além da Prefeitura e da Casa Legislativa, e isso é muito importante para nós. Mas o ideal seria o investimento em publicidade, para alertar sobre os perigos da doença”.

A conselheira do CREF2/RS, Débora Garcia (CREF 002202-G/RS), explicou que a Lei 9504/2004, de autoria do seu pai, vereador Professor Garcia, teve como origem na sua dissertação de mestrado. “Desde 1994 eu desenvolvia um trabalho de Ginástica Laboral com as taquigrafas da Câmara de Vereadores. O vereador sempre observou atentamente este trabalho. Então, ao entrar no mestrado e aprofundar os estudos sobre o tema, eu sugeri a criação da semana, baseada no Dia Mundial de Combate às LER/DORT, celebrado em 28 de fevereiro”, explicou.

O membro da Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa do CREF2/RS, Tony Izaguirre (CREF 002462-G/RS), que participa com um capítulo do livro, informou que o Grupo de Prevenção está pleiteando a criação de um selo de isenção fiscal para empresas que investem em prevenção das LER ou mesmo de reconhecimento aos empreendedores que protegem a saúde do trabalhador. “Vamos nos reunir com o vereador Mendes Ribeiro para articularmos este projeto”.

Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa



DEFOR abre 156 processos de fiscalização no primeiro trimestre do ano
22/04/2016
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS abriu, apenas nos primeiros meses de 2016, 156 Processos Administrativos de Fiscalização (PAD FIS). O número se refere a visitas realizadas entre o final de 2015 e o final de fevereiro.

O PAD FIS é aberto quando é verificada, pelos agentes fiscais do CREF2/RS, a reincidência de infrações graves e gravíssimas cometidas por estabelecimentos já autuados anteriormente. Como explica Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), coordenadora do DEFOR, o Processo Administrativo de Fiscalização, depois de aberto, “é encaminhado à Comissão de Orientação e Fiscalização (COF) para emissão de parecer, que vai indiciar a assinatura de um Termo de Cooperação ou o encaminhamento para a Justiça Federal, para a apresentação de uma Ação Civil Pública”.

As empresas chamadas para a assinatura do Termo de Cooperação, como esclarece Fernanda, assumem o compromisso de regularizarem a sua situação. “Caso descumpram, poderão arcar com a penalidade de multa”, acrescenta. “O Termo de Cooperação é mais uma oportunidade para esclarecer a legislação e para as Pessoas Jurídicas se adequarem. Com este instrumento, protegemos a atuação do profissional de Educação Física em atividades que são exclusivamente de sua competência”.

O encaminhamento para Ação Civil Pública, por outro lado, desencadeia a obrigatoriedade de realização do registro no Conselho. Para mais informações sobre o PAD FIS, clique aqui.

Confira abaixo os detalhes sobre os Processos Administrativos de Fiscalização abertos até o momento:

Empresa não possui registro no CREF2/RS: 95
Permitir profissional atuando fora de sua habilitação: 10
Empresa sem profissional presente no local: 35
Permitir exercício ilegal da profissão: 39
Não possuir um profissional Responsável Técnico em seu cadastro: 2

Fiscalização



Fiscalização fecha 16 academias e autua mais de 120 pessoas neste primeiro trimestre
31/03/2016
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS divulgou, nesta quinta-feira, dia 31 de março, os números referentes às ações do primeiro trimestre de 2016. Entre janeiro e março, foram realizadas 579 visitas, em que foram emitidos 1.268 documentos, entre autos, relatórios e notificações. Além disto, 16 academias foram fechadas, por não possuir registro no Conselho e profissional habilitado no local, e 123 pessoas foram autuadas, seja por exercício ilegal da profissão ou por estar fora da área de atuação.

Entre os autuados, 20 pessoas efetuaram o registro de Pessoa Física e 47 empresas regularizaram a sua situação. 30 Termos de Cooperação também foram assinados, com o intuito de evitar reincidências. Nestes primeiros três meses do ano, 76 municípios foram visitados, em todo o Estado, e 247 denúncias foram recebidas e respondidas.

Números do 1º trimestre de 2016:

Visitas realizadas: 579
Municípios atendidos: 76
Denúncias recebidas: 247
Documentos emitidos: 1268
Multas: 12

Atendimento por telefone: 409
Atendimento presencial: 83

Principais infrações – Pessoa Jurídica:
Sem registro: 89
Permitir atuação de graduado sem registro: 15
Permitir atuação de exercício ilegal: 65
Permitir atuação de estagiário sem acompanhamento: 7
Ausência de profissional habilitado: 71

Principais infrações – Pessoa Física:
Graduado sem registro: 18
Exercício ilegal: 82
Profissional fora da área: 23

Registro de Pessoa Física após fiscalização: 20
Registro de Pessoa Jurídica após fiscalização: 47
Termos de Cooperação assinados: 30

Fiscalização



Fiscalização fecha mais cinco academias irregulares em fevereiro
10/03/2016
Fonte: CREF2/RS

As ações do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS fecharam mais cinco academias irregulares, entre os dias 10 e 28 de fevereiro. Os estabelecimentos, localizados em Porto Alegre, Imbé, Osório e Três de Maio, não possuíam registro e a presença de um profissional de Educação Física orientando as atividades. Para voltarem a funcionar, estas empresas precisarão, primeiramente, regularizar a sua situação.

Além da suspensão das atividades destas cinco academias, os agentes fiscais do Conselho também autuaram, no mesmo período, 28 pessoas, por exercício ilegal da profissão ou por estarem fora da sua respectiva área de atuação. Outros 41 estabelecimentos também foram notificados pelo CREF2/RS, por permitirem a orientação de atividade física por não registrados ou por não terem um profissional habilitado no local, no momento da visita.

Atendendo diversas denúncias e realizando visitas de rotina, o CREF2/RS passou, na última quinzena de fevereiro, pelas cidades de Caxias do Sul, Gravataí, Porto Alegre, São Leopoldo, Passo Fundo, Ijuí, Santo Ângelo, Frederico Westphalen, Rodeio Bonito, Santa Maria, Quintão, Tramandaí, Tenente Portela, Canoas e Mormaço, entre outras mais. Você pode contribuir com as ações de fiscalização do CREF2/2RS denunciando irregularidades diretamente por aqui.

Números de 10 a 28 de fevereiro:

Academias vistadas em situação regular: 41

Academias irregulares e autuadas: 41
Pessoa Jurídica sem registro no CREF2/RS: 26
Exercício ilegal da profissão e estagiários sem termo de estágio: 15
Sem profissional de Educação Física presente no momento: 24
Academia permitindo profissionais fora da área de atuação: 3

Pessoas autuadas: 28
Diplomados sem registro no CREF2/RS: 7
Exercício ilegal da profissão e estagiários sem termo de estágio: 17
Profissionais fora da área de atuação: 3

Fiscalização



CREF2/RS acerta parceria com agência de comunicação digital
08/03/2016
Fonte: CREF2/RS

Pessoas Físicas e Jurídicas registradas no CREF2/RS têm agora 20% de desconto na aquisição dos serviços de comunicação oferecidos pela Solar Comunicação Digital. A agência, que é especializada na construção da identidade virtual de profissionais e de empresas da área de saúde, oferece trabalhos como criação e desenvolvimento de websites, assessoria para redes sociais e assessoria de imprensa, desenvolvimento de marca e identidade visual e produção de vídeos para a Internet.

A Solar Comunicação Digital fica em Porto Alegre e pode ser contatada pelo site http://solardigital.com.br ou pelo telefone (51) 9877-8913. Para aproveitar o benefício, basta apresentar a Cédula de Identidade Profissional no momento da contratação.

Convênio Comunicação Digital



Exposul Saúde e Fórum da Saúde e Bem-Estar ocorrem entre 21 e 23 de março na AMRIGS
01/03/2016
Fonte: CREF2/RS

A Exposul Saúde é uma inovadora exposição de saúde e bem-estar que será realizada nos dias 21, 22 e 23 de março, na Associação Médica do Rio Grande do Sul (AMRIGS), em Porto Alegre. O evento reúne o Fórum da Saúde e Bem-Estar, ciclo de palestras com grandes nomes da saúde, e uma exposição de produtos e serviços de diversas áreas afins.

Entre as empresas expositoras, estarão representantes de alimentação saudável, medicamentos, beleza e higiene, material esportivo, acessórios de saúde e serviços de saúde e bem-estar. Como palestrantes, o Fórum apresentará, entre outros, os médicos Jairo Bouer e Fernando Lucchese, a psicóloga Rosalia Schwark, o biofísico Kunio Inamoto, o nutricionista Gabriel de Carvalho, o profissional de Educação Física Pierre Maestri (CREF 007636-G/RS) e a presidente do CREF2/RS, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS).

A equipe do Conselho também estará presente no local, nos três dias do evento, para atender os profissionais de Educação Física e efetuar novos registros, sempre das 8h30min às 21h. Além disto, o Fórum da Saúde e Bem-Estar oferece desconto para os registrados no CREF2/RS. Para aproveitar o benefício, é só informar o código associadocref no momento da inscrição.

Exposul Saúde
Data: 21, 22 e 23 de março
Local: AMRIGS
Endereço: Avenida Ipiranga, 5311 - Praia de Belas
Inscrições com 20% de desconto até 8 de março. Registrados no CREF2/RS têm 10% de desconto até a data do evento. O CREF2/RS estará com estande no local, oferecendo seus serviços de atendimento, das 8h30min às 21h.

Inscrições e programação completa aqui.

Exposul



11ª Semana de Prevenção das LER debate prevenção e atividade física
01/03/2016
Fonte: CREF2/RS

Com o intuito de conscientizar a população quanto à importância do combate às lesões por esforços repetitivos (LER) e aos distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho (DORT), foi realizada, na manhã de hoje, a abertura da 11ª Semana de Prevenção das LER, no auditório da FDRH. O evento, promovido pelo gabinete do vereador Professor Garcia (CREF 000002-G/RS) com o apoio do CREF2/RS, faz parte do calendário oficial de Porto Alegre desde de 2004, quando foi instituída a lei 9.504, em referência ao Dia Internacional do Combate às LER/DORT, celebrado em 28 de fevereiro.

Com o tema “Três Visões para um Futuro Melhor”, a atividade iniciou com uma mesa formada por Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), presidente do CREF2/RS; Débora Garcia (CREF 002202-G/RS), 1ª secretária do Conselho; e por demais representantes de entidades que lidam diretamente com o dia a dia do trabalhador, como a Federação dos Trabalhadores nas Indústrias de Alimentação do Rio Grande do Sul (FTIA-RS) e a Força Sindical. No seu discurso, Carmen salientou o compromisso que todas as instituições presentes têm, sobretudo o CREF2/RS, com a prevenção de doenças. “Ainda precisamos quebrar alguns paradigmas. A prevenção, com a prática de atividade física, não é vista com a devida importância”, relatou. “O exercício físico é uma das melhores formas de promover a saúde, por isto que defendemos tanto a Ginástica Laboral (GL) no ambiente das empresas, para prevenir lesões”.

Dividida em três partes, a 11ª Semana de Prevenção das Ler teve, no painel intitulado “Prevenção: Custo ou Investimento?”, a participação de Tony Izaguirre (CREF 002462-G/RS), membro da Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa do CREF2/RS. Com a presença de especialistas em temas como ergonomia e segurança do trabalho, esta primeira apresentação foi importante para mostrar como a Ginástica Laboral pode ser determinante na prevenção das LER e na qualidade de vida dos trabalhadores. “Há casos em que, com a atividade física sendo feita dentro na empresa, o número de atendimentos ambulatoriais caiu bastante”, explicou Tony. “Ou seja, os resultados da GL compreendem uma melhora na vida das pessoas e a redução dos custos com assistência médica”.

A 11ª Semana de Prevenção das LER, que continua na tarde desta terça-feira, também se estende pela manhã de quarta-feira, dia 2 de março. O Guia da Ginástica Laboral, lançado recentemente pelo CREF2/RS e distribuído a todos os presentes no evento, pode ser baixado em PDF aqui.

LER Ginástica Laboral



Profissionais e empresas registrados têm desconto em assessoria contábil e empresarial
24/02/2016
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS e a Eficare – Assessoria Contábil e Empresarial firmaram um convênio para oferecer desconto aos profissionais e empresas registrados no Conselho. O benefício, de 15%, é válido para todos os serviços oferecidos pela empresa, que envolvem contabilidade em geral, imposto de renda, gerenciamento de folha de pagamento, assessoria financeira e trabalhista, emissões de alvará, CNPJ e inscrições municipais e estaduais para a abertura de empresas, entre outros mais.

A Eficare fica em Viamão, na região metropolitana de Porto Alegre, e pode ser contatada pelo telefone (51) 3129-5455. Mais informações pela página www.eficare.com.br ou pelo e-mail eficare@eficare.com.br.

Convênio empresas contabilidade



Câmara Técnica de Corrida de Rua organiza sua participação no Dia Mundial da Saúde
22/02/2016
Fonte: CREF2/RS

A Câmara Técnica de Corrida de Rua realizou, na tarde do dia 19, sua reunião mensal. Entre os temas tratados, foram debatidas as ações que a Câmara pretende realizar no Fórum das Entidades da Saúde de Porto Alegre e do estado, evento que ocorrerá em comemoração ao Dia Mundial da Saúde (7 de abril), bem como o conteúdo da cartilha de corrida de rua a ser editada em breve pela Câmara.

Segundo a presidente da Câmara, Cláudia Ramos Lucchese (CREF 002358-G/RS), o momento é bastante propício para a modalidade no estado “Vemos o número de adeptos e de eventos crescendo, o que também desperta o interesse da mídia”, constatou. O maratonista Darlan Souza (CREF 015393-G/RS) sugeriu que a Câmara tenha uma pessoa responsável por fiscalizar o pré-prova, e que após cada competição ocorra uma avaliação, obtendo-se com isto um gráfico de satisfação. Juliano Maciel (CREF 016431-G/RS) afirmou que os organizadores devem ter conhecimento dessas avaliações para que todos consigam se organizar. “Essa análise deve durar em torno de 12 meses”, calculou.

A presidente da Câmara sugeriu a confecção de um selo de qualidade para empresas e professores que trabalham na área, incentivando que os mesmos estejam de acordo com as normas da futura cartilha criada pela Câmara. Darlan Souza trouxe três tópicos para nortear a cartilha: nutrição, segurança e arbitragem. “Todo evento deve ter essas três bases e, dentro disso, pode haver pequenos tópicos avaliativos de pré e pós-prova”, disse Souza. Já Juliano Maciel ressaltou a importância de que as assessorias e os professores informem aos alunos sobre os regulamentos das provas. “Também é fundamental que os organizadores estejam em sintonia com órgãos como CBAT, Secretaria do Esporte, SMAM, EPTC e Brigada Militar”, afirmou.

Estiveram presentes à reunião Cláudia Ramos Lucchese (CREF 002358-G/RS), Gabriel Picarelli Mafalda (CREF 015471-G/RS), Renato Rimoli Capparelli (CREF 002109-G/RS), Juliano Maciel (CREF 016431-G/RS), Gabriela Cidade Seadi (CREF 018859-G/RS), Wayne Feil Wong (CREF 019387-G/RS), Darlan Souza (CREF 015393-G/RS), João Luis Thielem (CREF 015011-G/RS), Kátia Ferreira (CREF 014403-G/RS), Kyria Soares, assessora do vereador de Porto Alegre Professor Garcia (CREF 000002-G/RS) e a estagiária Luzia Pinto.

Câmara Técnica de Corrida de Rua



Ano começa mesmo antes do Carnaval para a Fiscalização do CREF2/RS
18/02/2016
Fonte: CREF2/RS

Nas primeiras cinco semanas no ano, os agentes do DEFOR do CREF2/RS imprimiram ênfase nas fiscalizações do litoral e balneários do estado, devido à grande procura da população por estes locais. Foram visitadas 41 praias de mar e de água doce, iniciando o roteiro no Chui, no extremo sul gaúcho, e chegando a Torres, no litoral Norte. Os agentes também fiscalizaram outros 18 municípios, entre eles Porto Alegre, Pelotas, Santa Maria, Livramento e Caxias do Sul.

Na segunda semana de fiscalização, foi fechada uma academia em Rio Grande pela falta de registro no CREF2/RS, além de permitir o exercício ilegal da profissão e não possuir profissional de Educação Física devidamente habilitado orientando as atividades. Na quarta semana, foram fechadas uma academia em Capão do Leão e duas em Tapes. Os estabelecimentos tiverem suas atividades suspensas por não possuírem registro junto ao CREF2/RS e não contarem com profissionais de Educação Física, devidamente habilitados, orientando as atividades físicas nos respectivos locais. Para voltarem a funcionar, estas empresas devem regularizar a sua situação.

DEFOR



Vem aí a segunda edição do projeto Qualificação da Gestão de Academias SEBRAE/RS
29/01/2016
Fonte: CREF2/RS

Se você quer potencializar os negócios da sua academia e ampliar a participação no mercado, a segunda edição do projeto Qualificação da Gestão de Academias apresentará as melhores ferramentas de vendas, atendimento, marketing, gestão e finanças, exclusivamente desenvolvidas para a realidade das academias.

O objetivo é contribuir para a melhoria da administração do seu negócio e incentivar a cooperação entre as empresas participantes. Serão abordados temas como capacitação em gestão, boas práticas, planejamento estratégico e controles gerenciais. A ação renova a parceria firmada em 2015 entre SEBRAE/RS, o CREF2/RS e a Associação das Academias do Rio Grande do Sul (ACAD/RS). Podem participar micro e pequenas empresas e microempreendedores individuais do segmento de condicionamento físico.

Contato e inscrições
SEBRAE/RS - Regional Metropolitana
Gestor do Projeto: Antônio de Pádua Melo Jr.
Fone: (51) 3213.1507 / (51) 9702.2406
E-mail: antoniodj@sebrae-rs.com.br

Gestão de academias



CREF2/RS adere à Campanha do Litro D'água
19/01/2016
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS aderiu à Campanha do Litro D'água, ação que pretende divulgar hábitos simples para evitar o desperdício, que uma vez incorporados ao dia a dia, podem proporcionar a economia de milhões de litros de água. O Conselho reforça com isto seu compromisso com a sustentabilidade, propagando a ideia aos profissionais de Educação Física e à sociedade, a fim de que todos assumam o compromisso de mantermos o Planeta saudável.

A campanha é promovida pela Associação Brasileira de Incentivo ao Desenvolvimento Sustentável da Indústria (ABID/Porto Alegre), uma entidade sem fins lucrativos que se dedica a promover a conscientização de não agressão ao Meio Ambiente, premiando empresas que agem corretamente (Prêmio Febramec Meio Ambiente) e outras atividades que serão lançadas sempre procurando conscientizar sobre que poderão ter importante significado no futuro.

Dicas para economizar água:
- No banho, abra um pouco menos o chuveiro e termine um minuto antes
- Escove os dentes com a torneira fechada
- Ensaboe as mãos com a torneira fechada
- Ao molhar as plantas, use apenas o necessário
- Não lave a calçada. A chuva faz isso para você
- Se cortar a barba ou se depilar com lâminas, faça com a torneira fechada

Programe-se para poupar um litro de água por dia ou deixar de gastar o litro que não fará falta

Campanha do Litro D'água



CREF2/RS recebe visita do coordenador da Campanha do Litro d`Água
15/12/2015
Fonte: FEBRAMEC

O CREF2/RS recebeu, na segunda-feira (14), o presidente da Associação Brasileira de Incentivo ao Desenvolvimento Sustentável da Indústria (ABID/Porto Alegre), Lélis Cunha, que coordena a Campanha do Litro D'água. A ação pretende divulgar hábitos simples para evitar o desperdício, que uma vez incorporados ao dia a dia, podem proporcionar a economia de milhões de litros de água.

O presidente da ABID salientou que se cada pessoa tomar o cuidado de não desperdiçar um litro de água por dia, isso significará a economia de um recurso natural em risco de escassez."Pretende-se que as pessoas assumam o compromisso e comentem, para transmitir a mensagem. Nas empresas, é importante que se convidem os funcionários. Nas escolas, na internet, não há impressos, só ações”, explicou.

A ABIDIS-MA é uma entidade sem fins lucrativos que se dedica a promover a conscientização de não agressão ao Meio Ambiente, premiando empresas que agem corretamente (Prêmio Febramec Meio Ambiente) e outras atividades que serão lançadas sempre procurando conscientizar sobre que poderão ter importante significado no futuro.

Dicas para economizar água:
- No banho, abra um pouco menos o chuveiro e termine um minuto antes
- Escove os dentes com a torneira fechada
- Ensaboe as mãos com a torneira fechada
- Ao molhar as plantas, use apenas o necessário
- Não lave a calçada. A chuva faz isso para você
- Se cortar a barba ou se depilar com lâminas, faça com a torneira fechada

Programe-se para poupar um litro de água por dia ou deixar de gastar o litro que não fará falta

Campanha Litro dágua



Câmara de Ginástica Laboral realiza sua reunião mensal
10/12/2015
Fonte: CREF2/RS

A Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa do CREF2/RS reuniu-se na sede do Conselho na tarde desta quarta-feira (9). Entre os assuntos tratados, foi realizada a avaliação do evento “Profissional de Educação Física como Protagonista da Ginástica Laboral”, organizado em comemoração ao Dia da Ginástica Laboral na Câmara Municipal de Porto Alegre, no dia 23 de novembro.

Também foi debatida a expectativa de aquecimento do mercado de Ginástica Laboral nos próximos meses, e o respectivo incremento na disponibilização de vagas do site do CREF2//RS, que já está sendo reformatado para atender a demanda. Quanto à hora-aula, foi sugerido que o CREF2/RS, o SEBRAE/RS, a ACAD RS e o SINPEF/RS reúnam-se com empresas de Ginástica Laboral para discutir os valores de referência em março de 2016. Concluindo a reunião, ficou determinado que será feito um levantamento dos profissionais de Educação Física e das empresas que atuam com Ginástica Laboral no Rio Grande do Sul, e definiu-se que as reuniões da Câmara em 2016 serão realizadas na segunda quarta-feira de cada mês, das 9h às 11h, na sede do CREF2/RS.

Estiveram presentes à reunião o presidente da Câmara e vice-presidente do CREF2/RS, Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), Tony Izaguirre (CREF 002462-G/RS), Alessandro Gonçalves (CREF 005863-G/RS), Márcio Martini (CREF 002842-G/RS), Magale Konrath (CREF 000378-G/RS) e Jussara Mesquita da Costa (CREF 009226-G/RS). A próxima reunião está prevista para o dia 13 de janeiro de 2016.

Ginástica Laboral



Conselho assina Termos de Cooperação para evitar reincidências
01/12/2015
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) vem realizando, desde o final de novembro, audiências para a assinatura de Termos de Cooperação. Os documentos, que têm o objetivo de regularizar a situação de Pessoas Jurídicas registradas no Conselho e evitar reincidências, são a última etapa do processo administrativo de fiscalização.

Como destacou Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), coordenadora do DEFOR, das 53 empresas notificadas 35 delas compareceram ao CREF2/RS para assinar o Termo, com o compromisso firmado de regularizarem as suas pendências. As ausentes terão, a partir de agora os seus casos analisados pela Comissão de Orientação e Fiscalização e estão passíveis da cobrança de multa. "Em outros 40 processos de Fiscalizações, ingressamos com ação civil pública, diretamente no Ministério Público, pela constatação de irregularidades reincidentes e não sanadas", acrescentou Fernanda.

A coordenadora do DEFOR também salientou que a assinatura do Termo de Cooperação não isenta o estabelecimento de ações fiscalizatórias posteriores. "Toda Pessoa Jurídica que tem reincidência nas infrações de exercício ilegal ou falta de um profissional de Educação Física tem mais uma chance com o Termo, para regularizar a sua situação e não cometer mais estes erros".

Termos de Cooperação Fiscalização



Dia da Ginástica Laboral discute os temas mais atuais da área
24/11/2015
Fonte: CREF2/RS

A comemoração do Dia da Ginástica Laboral foi marcada ontem (23) pela realização do evento “Profissional de Educação Física como Protagonista da Ginástica Laboral”, promovido na Câmara de Vereadores de Porto Alegre pela Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa do CREF2/RS. Na programação, um talk show transmitido online reuniu especialistas de empresas, instituições de ensino e profissionais de Educação Física ligados à área, que responderam a perguntas formuladas em todo o país.

Na abertura do evento, o presidente do CREF9/PR e representante do CONFEF, Antônio Branco (CREF 000009-G/PR), ressaltou o papel das Câmaras Técnicas como fomentadores da Ginástica Laboral no país. “Foi através do trabalho destes grupos que subsidiamos o livro editado pelo CONFEF sobre o tema”. Branco lembrou da importância de que se assegure aos trabalhadores brasileiros a orientação da Ginastica Laboral por profissionais habilitados. “Afinal, é uma luta que engloba um direito fundamental dos trabalhadores: a saúde”, enfatizou.

A presidente do CREF2/RS, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), mencionou a diminuição dos afastamentos, o aumento na produtividade e a melhora da autoestima e da afetividade dos trabalhadores como alguns dos benefícios alcançados pela Ginástica Laboral. “Se fala muito em doenças do trabalho nos Conselhos de Saúde. Aqui, estamos propondo saúde para o trabalhador”, resumiu Carmen.

Uma das questões levantadas durante o talk show teve como tema a Norma Regulamentadora 17, que estabelece os parâmetros das condições de trabalho, sendo respondida pelo supervisor de Ergonomia e Segurança do Trabalho da empresa Forjas Taurus, Índio Soares. “A NR 17 é baseada em três pilares: segurança, conforto e desempenho eficiente. A Ginástica Laboral surge como um ponto de equilíbrio destes fatores”, avaliou. “Atualmente, percebemos os acidentes ocorrendo muito mais devido ao comportamento do que a influência do ambiente. A Ginástica Laboral é fundamental na prevenção destas ocorrências”, constatou Índio.

Já o conselheiro do CREF9/PR, Rony Tschoeke (CREF 004979-G/PR), lembrou que ainda hoje os objetos são produzidos por largos contingentes de pessoas em fábricas, e que os programas preventivos como a Ginástica Laboral e a Ergonomia são fundamentais no bem-estar dos trabalhadores. “Pensem nas roupas, celulares ou geladeiras. Será que eles foram elaborados em ambientes com pessoas motivadas pela Ginástica Laboral?”.
Assista a íntegra do evento neste link.

Ginástica Laboral



Fiscalização do CREF2/RS fecha três academias em novembro
20/11/2015
Fonte: CREF2/RS

Atendendo cerca de 70 denúncias e realizando visitas de rotina em diversos municípios do Estado, o Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS já fechou três academias em novembro. Os estabelecimentos, localizados em Capitão, Esteio e Eldorado do Sul, tiverem as atividades suspensas por não possuírem registro junto ao CREF2/RS e não contarem com profissionais de Educação Física, devidamente habilitados, orientando as atividades físicas nos respectivos locais. Para voltarem a funcionar, estas empresas devem regularizar a sua situação.

Neste mês, a Fiscalização do CREF2/RS também compareceu ao 1º Workshop de Dança Fitness, realizado no Clube Caixeiros Viajantes, em Porto Alegre. Como as atividades do evento foram corretamente ministradas somente os profissionais habilitados, o CREF2/RS não realizou nenhuma autuação. A visita, entretanto, serviu para que o DEFOR esclarece as dúvidas dos profissionais presentes no local e salientasse, para todos que participaram do Workshop, a importância das atividades físicas serem ministradas exclusivamente por profissionais de Educação Física.

Em cidades como Caxias do Sul, Farroupilha, Passo Fundo, Carazinho, Gravataí Santa Cruz, Venâncio Aires e Guaporé, a Fiscalização do CREF2/RS também contabilizou diversas autuações por exercício ilegal da profissão, por profissionais atuando fora da área de formação e pela ausência de profissional habilitado no momento da visita. Outros municípios visitados em novembro foram Bento Gonçalves, Muçum, Gravataí, Soledade, Colinas, Roca Sales, Vera Cruz e Triunfo.

Fiscalização



Talk show com transmissão online marca Dia da Ginástica Laboral na segunda-feira
18/11/2015
Fonte: CREF2/RS

No dia 23 de novembro, o CREF2/RS celebrará o Dia da Ginástica Laboral com o talk show “O Profissional de Educação Física como protagonista na Ginástica Laboral”. O evento, com inscrições gratuitas, é organizado pela Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa e será realizado no Plenário Ana Terra da Câmara dos Vereadores de Porto Alegre, e trará especialistas que tratarão sobre os temas mais atuais da área. As atividades começam às 14h30min, e a transmissão online a partir das 15h. No Rio Grande do Sul, o Dia da Ginástica Laboral foi instituído em 02/01/2014, pela Lei Estadual 14.418/2014, em uma ação promovida pelo CREF2/RS, com apoio do Deputado Estadual Adilson Troca, que inclui o dia 22 de novembro no calendário de eventos oficiais do Estado. Em Porto Alegre, a Lei que instituiu a data é de autoria do vereador Professor Garcia (CREF 000002-G/RS), também conselheiro do CONFEF.

Segundo o presidente da Câmara de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa, Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), o Rio Grande do Sul é pioneiro na implantação do programa de Ginástica Laboral no país, tanto na universidade como nas empresas, com perspectivas de mercado promissoras. “No início da década de 70, a Escola de Educação Física FEEVALE, localizada em Novo Hamburgo (RS), publicou uma proposta de exercícios baseados em análises biomecânicas, Educação Física Compensatória e recreação", recorda. Em 1979, a mesma entidade, em convênio com o SESI/RS, elaborou e executou o projeto de Ginástica Laboral em cinco empresas do Vale do Rio dos Sinos. Atualmente, centenas de empresas praticam o programa com seus colaboradores.

Aguiar ressalta que estatísticas atuais apontam que cerca de quatro milhões de brasileiros são submetidos a tratamento em razão de dores provocadas pela postura incorreta no trabalho e pela pressão diária de situações competitivas. “A Ginástica Laboral tenta tratar destes problemas com exercícios físicos, dinâmicas de grupo, técnicas de relaxamento, atividades lúdicas e recreativa, aplicados no ambiente da empresa e dentro do horário de trabalho, com duração média de 10 a 15 minutos”, explica. Dentre os resultados esperados, afirma Aguiar, estão diminuição da fadiga e a quebra da monotonia no trabalho, compensação do excessivo uso ou a inatividade de grupos musculares, tudo isto em prol da qualidade de vida do trabalhador, criando um novo estilo de vida que pode se estender as suas famílias.

Ginástica Laboral



CREF2/RS lança publicação da Ginástica Laboral
11/09/2015
Fonte: CREF2/RS

A publicação da Ginástica Laboral do CREF2/RS já está sendo distribuída gratuitamente na sede do Conselho e disponibilizada para download aqui. Produzida pela Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa do CREF2/RS, a edição aborda, com textos objetivos, temas como o conceito da Ginástica Laboral, finalidades e resultados esperados, etapas mínimas para aplicar o programa, além de questões éticas e de qualificação. O documento foi resultado de reuniões, pesquisas e de experiências práticas realizadas pelos profissionais ligados à Ginástica Laboral e tem como objetivo sensibilizar a sociedade, empresários e profissionais de Educação Física para os benefícios proporcionados pela atividade.

Segundo o presidente da Câmara, Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), a publicação reflete o atual momento vivido pela Ginástica Laboral no Estado. "Há alguns anos, nossos serviços eram privilégio de grandes organizações. Hoje, empresas de qualquer porte, independente do número de empregados, podem adotar o programa adequado à sua realidade. Esta nova conjuntura, aliada aos esforços da Câmara, propiciou a presente edição”. O secretário da Câmara Tony Izaguirre (CREF 002462-G/RS) ressaltou que as informações divulgadas na publicação traduzem a importância da Ginástica Laboral como promotora da saúde do trabalhador. “Este documento é uma forma de qualificar os profissionais de Educação Física e, em contrapartida, garantir o bem-estar e a qualidade de vida do trabalhador”.

Ginástica Laboral



CREF2/RS fecha academias e coíbe exercício ilegal da profissão no interior do Estado
10/09/2015
Fonte: CREF2/RS

Os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS, fecharam uma academia em Sapucaia do Sul, município vizinho a Porto Alegre, durante ações realizadas entre os dias 24 e 28 de agosto. No estabelecimento foram constatadas a ausência do profissional de Educação Física orientando as atividades e a falta de registro junto ao Conselho. Para voltar a funcionar, a academia deve regularizar sua situação e manter profissional habilitado orientando as atividades.

Entre os dias 31 de agosto e 4 de setembro, foram fechadas uma academia no município de Santo Antônio da Patrulha e outra em Portão. No primeiro caso, os fiscais constataram que no estabelecimento não havia profissional de Educação Física habilitado para orientar os praticantes das atividades físicas. A academia visitada em Portão não possuía registro junto ao CREF2/RS, tampouco contava com profissional habilitado. Além das academias fechadas, os fiscais flagraram em Caxias do Sul uma pessoa orientando atividades físicas em uma academia ao ar livre sem o devido registro profissional, resultando na sua autuação por exercício ilegal da profissão.

Para a coordenadora do DEFOR, Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), o esforço dos agentes tem sido compensador. “Temos uma agenda que nos desafia cotidianamente. Felizmente contabilizamos avanços, coibindo irregularidades e dando celeridade aos processos e às punições das empresas que não oferecem serviços adequados à sociedade”.

Durante as duas semanas de atividades dos fiscais, foram visitados 23 municípios distribuídos em 11 regiões. Entre as cidades fiscalizadas, estão Santa Maria, Júlio de Castilhos, Rio Pardo, São Leopoldo, Caxias do Sul, Novo Hamburgo e Guaíba.

DEFOR



CREF2/RS homenageia os melhores do ano com o Troféu Destaque
04/09/2015
Fonte: CREF2/RS

Na terça-feira (1º), o Hotel Plaza São Rafael foi o local escolhido pelo CREF2/RS para a cerimônia de entrega do Troféu Destaque 2015. O prêmio, que homenageou os profissionais de Educação Física do ano, teve os seus vencedores escolhidos pela Plenária do Conselho e pelos registrados, que puderam votar em quatro categorias diferentes.

Com a presença de membros dos demais Conselhos Profissionais e de autoridades, como José Edgar Meurer (CREF 001953-G/RS), representando o prefeito José Fortunati; e Alexandro Lopes, diretor de Esportes da Secretaria de Turismo, Esporte e Lazer do Rio Grande do Sul; a cerimônia também premiou, com um certificado, as empresas que completaram em 2015 dez anos de registro no CREF2/RS. Na abertura do jantar comemorativo, a presidente Carmen Masson (CREF 001910-G/RS) agradeceu a presença de todos e destacou a relevância do prêmio, que chegou nesta nova edição com o status de "Oscar da Educação Física gaúcha". "É uma satisfação enorme reunir todos vocês, que têm uma participação relevante na profissão para comemorar o Dia do Profissional de Educação Física", comentou.

Os homenageados foram: Academia Sal da Terra (CREF 000009-PJ/RS, academia), Grêmio Náutico União (CREF 000505-PJ/RS, clube ou sociedade), José Anchieta (CREF 000337-G/RS, profissional do ano), Vida e Saúde – RBS TV (veículo de comunicação), Kalil Sehbe Neto (personalidade do ano), Luis Eurico Kerber (CREF 001203-G/RS, profissional de Escola), Luiz Afonso Gomes (CREF 000484-G/RS, profissional de Esporte Educacional), Tiago José Frank (CREF 015592-G/RS, profissional de Paradesporto e Atividade Adaptada) e Desire Lacreta Maridakis (CREF 006536-G/RS, profissional de Recreação e Lazer).

No seu discurso, Carmen reiterou a ideia de continuar realizando a premiação, nestes mesmos moldes. "O CREF2/RS quer reunir os profissionais e que todos se sintam em casa no Conselho. A Educação Física vem crescendo a cada dia e, para que a nossa profissão fique cada vez mais forte, precisamos nos unir. O CREF2/RS somos todos nós", declarou. A galeria de fotos com os homenageados será divulgada, em breve, no Facebook do Conselho.

Troféu Destaque



Câmara da Saúde do Fórum-RS propõe inserção de novos profissionais na Saúde Suplementar
03/09/2015
Fonte: CREF2/RS

A Câmara da Saúde do Fórum dos Conselhos Regionais e Ordens das Profissionais Regulamentadas do Rio Grande do Sul (Fórum-RS) entregou, na tarde desta quarta-feira (2), um ofício à Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). O documento, elaborado pelo CREF2/RS em conjunto com os demais Conselhos da área, solicita que a ANS avalie as propostas de inserção de outros profissionais na Saúde Suplementar e que as operadoras de planos de saúde adotem novos programas de promoção e de prevenção da saúde.

O ofício, que foi recebido por Renata Cachapuz, chefe do núcleo da ANS de Porto Alegre; e por Sílvia Ludwig, chefe substituta do órgão; mostra que os Conselhos Profissionais estão preocupados em repensar a organização da Saúde Suplementar, para que se saia do modelo hegemonicamente centrado na doença, e se adote uma postura eficaz de promoção da saúde. Como salientou Everton Borges, assessor de relações institucionais do Fórum-RS, a ideia é que todos os outros profissionais da área, como nutricionistas, fonoaudiólogos, fisioterapeutas, profissionais de Educação Física, farmacêuticos e biomédicos, estejam também à disposição dos beneficiários dos planos. "O nosso intuito é promover a saúde e não somente tratar as doenças. Isto, em longo prazo, trará uma economia até mesmo para as empresas operadoras".

O discurso de Borges foi reforçado por Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), presidente do CREF2/RS e da Câmara da Saúde do Fórum-RS, que destacou a importância de se investir em equipes multidisciplinares. "Nós precisamos ter um olhar diferente, já que várias doenças poderiam ser prevenidas se repensássemos a maneira como se trabalha a saúde, não apenas a doença", pontuou. Para ela, todos os profissionais da área tem um papel essencial neste processo e é preciso atuar de forma conjunta para que a população mude os seus hábitos e para que os planos de saúde adotem os procedimentos alternativos, como a homeopatia, a fitoterapia, a quiropraxia e outros.

A Câmara da Saúde aproveitou a entrega do ofício para também propor que a ANS crie mecanismos que exijam das operadoras de planos de saúde o desenvolvimento de programas para a prevenção de doenças e que estimulem a adesão dos beneficiários. A Agência se comprometeu em realizar uma nova reunião com as operadoras de planos de saúde para levar a proposta adiante.

Câmara da Saúde Fórum-RS



CREF2/RS participa do VI Fórum Nacional de Ginástica Laboral em São Paulo
25/08/2015
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS participou, no último sábado (22), do VI Fórum Nacional de Ginástica Laboral. O evento, realizado em São Paulo pela Associação Brasileira de Ginástica Laboral (ABGL), contou com a presença de Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), 1º secretário do Conselho e presidente da Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa.

Com palestras ministradas por Fabiana Figueiredo (CREF 009944-G/SC), Fábio Montrezol (CREF 032049-G/SP) e Cynara Pereira (CREF 068042-G/SP), entre outros, o Fórum reuniu profissionais de todo o Brasil que atuam na área e apresentou o panorama nacional das propostas comerciais de serviço em ginástica laboral, bem como algumas formas e maneiras de precificar estes serviços. Rony Tschoeke (CREF 004979-G/PR) e Elaine Amado (CREF 011947-G/PR) também mediaram debates e mesas redondas, sobre temas como a valorização do profissional de Educação Física como promotor de saúde no ambiente corporativo e sobre a elaboração das planilhas de custos.

"Além disto, o CREF2/RS apresentou as atividades desenvolvidas pela sua Câmara Técnica, o regimento técnico regulamento pelo Conselho e as ações que realizamos por aqui, como o Dia Estadual da Ginástica Laboral", contou Aguiar. O Fórum serviu também para que fosse mostrado, com exclusividade, a cartilha sobre a ginástica laboral que foi elaborada pelo CREF2/RS e que será lançada e distribuída em breve, em formato impresso. O documento está disponível em PDF, em caráter provisório para visualização, neste link.

Em sua apresentação, Aguiar também comentou o legado da ginástica laboral no Brasil, que surgiu há mais de 37 anos por aqui. "Hoje esta prática está representada por milhares de empresas e profissionais de Educação Física, que devem constituir ações focadas na promoção da saúde do trabalhador e em políticas públicas que valorizem o profissional que desenvolve estes programas na empresa", concluiu.

Foto: Mariana Lima/ABGL

Ginástica Laboral



Câmara da Saúde preconiza mais inserção dos profissionais na saúde suplementar
27/07/2015
Fonte: CREF2/RS

O conselheiro Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS) participou na manhã desta segunda-feira (27) da reunião da Câmara da Saúde do Fórum/RS, realizada no Conselho Regional de Nutrição (CRN2). O encontro teve como pauta a inserção dos profissionais na Saúde Suplementar e a elaboração de um documento que será entregue a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), com propostas para a inclusão e ampliação da oferta de serviços oferecidos por profissionais da área.

Segundo o conselheiro do CREF2/RS, o modelo existente em Minas Gerais, no qual academias são conveniadas junto aos planos, pode servir como exemplo de uma parceria com a assistência suplementar. “Outra ação importante é o Laboratório de Inovação na Saúde Suplementar, localizado no Rio de Janeiro, fruto de uma parceria entre a Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS) e a ANS, que vai propiciar experiências significativas nas práticas de gestão dos plano de saúde”, complementa.

Para Nelci Dior, representante do Conselho Regional de Enfermagem (COREN), uma das maneiras de chamar atenção da previdência privada para a atuação dos profissionais de saúde é a questão da rentabilidade. “Mostrar que o nosso trabalho preventivo e de reabilitação pode contribuir tanto para as empresas como para a saúde da população criará um novo tipo de relacionamento”, analisa.

Estiveram presentes à reunião os Conselhos de Educação Física, Nutricionistas, Farmacêuticos, Psicologia, Enfermagem, Terapia Ocupacional e Química.

Câmara da Saúde



Quem pode publicar vagas para profissionais e estagiários de Educação Física no site do CREF2/RS?
24/07/2015
Fonte: CREF2/RS

Toda a pessoa jurídica que tenha como atividade fim a prática de atividade física deve estar registrada e em dia com suas obrigações estatutárias para poder publicar vagas em nosso site. Empresas cujas atividades não tenham como fim a atividade física, mas buscam profissionais registrados, também podem solicitar a publicação de vagas.

Vagas



Câmara Técnica organiza comemorações do Dia da Ginástica Laboral
09/07/2015
Fonte: CREF2/RS

A Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa do CREF2/RS reuniu-se na sede do Conselho na tarde desta quarta-feira (8). Entre os assuntos tratados, foram estudados os detalhes para a impressão do Manual de Ginástica Laboral do CREF2/RS. Também esteve em pauta a configuração dos eventos que serão realizados em comemoração ao Dia da Ginástica Laboral (22/11). O objetivo será divulgar o máximo possível a Ginástica Laboral na sociedade, promovendo mesas-redondas que deverão contar com a presença com diretores de empresas que já adotam a GL, o presidente do CONFEF, Jorge Steinhilber (CREF 000002-G/RJ), a presidente do CREF2/RS, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), representantes do Ministério do Trabalho, Secretaria da Saúde, TRT, INSS, reitores de universidade que ofereçam a disciplina, além de especialistas em Ginástica Laboral.

Estiveram presentes à reunião o presidente da Câmara e conselheiro do CREF2/RS, Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), Tony Izaguirre (CREF 002462-G/RS), João Scholles (CREF 003966-G/RS), Alessandro Gonçalves (CREF 005863-G/RS), Márcio Martini (CREF 002842-G/RS) e Marcelo Costa Fernandes (CREF 000835-G/RS).

A próxima reunião da Câmara está prevista para dia 12 de agosto, às 13h30min, e está aberta aos Profissionais de Educação Física.

Ginástica Laboral



Projeto Qualificar a Gestão das Academias tem inscrições até 15 de julho
02/07/2015
Fonte: CREF2/RS

O Projeto "Qualificar a Gestão das Academias", uma parceria do SEBRAE-RS, CREF2/RS e ACAD RS, é focado na competitividade, produtividade e lucratividade das academias, e busca apresentar orientações empresariais práticas em linguagem objetiva e simples. Inspirado na vida real das microempresas, a ação tem como público-alvo as academias esportivas (musculação, ginástica, natação, artes marciais, pilates, yoga, etc.). As empresas que aderirem ao projeto obterão um amplo diagnóstico das suas principais potencialidades, com o objetivo de otimizar gestão e soluções de problemas.

Cronograma do Projeto
Agosto: Palestra "Como atrair conquistar e manter clientes"
Setembro: Consultoria Financeira/Oficina "Administrando o fluxo de caixa"
Outubro: Consultoria em Marketing/Oficina "Análise de custos, despesas e preço de venda"
Novembro: Encontro empresarial com referência do setor
Mais informações para adesão ao Projeto podem ser obtidas pelos telefones (51) 3213-1507 e (51) 9702-2406 ou pelo e-mail antoniodj@sebrae-rs.com.br
Inscrições até o dia 15 de julho

Academias



Reunião discute livro sobre ginástica laboral
22/06/2015
Fonte: CREF2/RS

Nesta segunda-feira (22), o CREF2/RS sediou a sexta reunião do Grupo Técnico de Estudo de Ginástica Laboral do CONFEF, ocasião em que se discutiram os detalhes da edição do livro de ginástica laboral que será publicado pelo Conselho Federal. Estiveram presentes o Presidente do CREF9/PR e presidente da Comissão de Legislação e Normas do CONFEF Antonio Eduardo Branco (CREF 000009-G/PR), o presidente da Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa e conselheiro do CREF2/RS, Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), o conselheiro do CREF9/PR, Rony Tschoeke (CREF 004979-G/PR), a conselheira do CREF3/SC, Fabiana Figueiredo (CREF 009944-G/SC), e a conselheira do CREF7/DF Márcia Ferreira Cardoso Ferreira (CREF 000211-G/DF).

Segundo o presidente Antonio Eduardo Branco, esta é uma reunião histórica, pois ocorre em um momento extremamente propício, já que a população anseia por políticas que possam favorecer a saúde do trabalhador. “O livro será um marco e servirá para que novos profissionais se motivem a trabalhar com ginástica laboral. Contudo, este trabalho não pode ser estanque, necessitando ser amplamente divulgado junto às empresas, órgãos públicos contratantes, federações de indústrias, entidades públicas e privadas e sociedade em geral”. Para Lauro Aguiar, o documento sedimenta um trabalho de longa data no aperfeiçoamento da GL no país. “Atualmente, os empresários podem contar com segurança na contratação de um profissional de orientação da ginástica laboral. Este é um trabalho de prevenção e com foco na promoção da saúde", complementa.

Já o conselheiro Rony Tschoeke destacou o aumento da importância da GL na vida das pessoas, na medida em que o estilo de vida se tornou crucial para a saúde. "Muitos trabalhadores só têm contato com a orientação profissional no momento da GL. São pessoas que passam horas no trânsito e enfrentam longas jornadas de trabalho, encontrando na GL um melhor gerenciamento no seu estilo de vida. Acredito que este livro contribuirá para um fortalecimento desta atividade, conclamando também as universidades a perceberem a importância deste conteúdo".

A conselheira Fabiana Figueiredo explicou que a GL, bem como todas as áreas da Educação Física, são campos que ainda ensejam muitos avanços, e que isto só ocorrerá com qualificação contínua. "Este é objetivo do grupo ao estudar as questões pertinentes à saúde do trabalhador: pontuar como poderiam acontecer as contratações específicas interdisciplinares que são, de fato e de direito, atributos de cada profissional envolvido na promoção da saúde na empresa. A GL, sem sombra de dúvida, é prerrogativa do profissional de Educação Física.”

De acordo com a conselheira Márcia Ferreira, o Grupo Técnico de Estudo se uniu na elaboração do livro para ajudar o profissional de Educação Física e as empresas na melhoria do mundo do trabalho. "A publicação é um incentivo às pessoas buscarem mais aperfeiçoamento e melhores técnicas. É disto que o bom profissional precisa para levar um bom trabalho à sociedade.”

Ginástica Laboral



Ação conjunta do CREF2/RS com a Vigilância Sanitária fecha academia em Bento Gonçalves
22/06/2015
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS realizou, ao longo da última semana, mais uma ação de fiscalização conjunta com a Vigilância Sanitária. Em Bento Gonçalves, foram visitados mais de vinte estabelecimentos, sendo que mais da metade das empresas foi autuada por alguma irregularidade. As principais infrações encontradas foram falta de registro de Pessoa Jurídica, permissão de exercício ilegal da profissão e ausência de profissional de Educação Física no local.

Entre as academias visitadas, uma foi fechada pela Fiscalização e está proibida de exercer a atividade até que a sua situação seja regularizada. "Desta forma, garantimos que o estabelecimento seja impedido de fornecer o serviço de forma adequada", explica Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação. "Empresas sem registro e sem a presença de um profissional de Educação Física habilitado estão em situação irregular e causam riscos à saúde do consumidor. A função do CREF2/RS é não permitir que isto ocorra", completa.

A ação conjunta do CREF2/RS com a Vigilância Sanitária foi considerada positiva e continuará, nos próximos meses, também em outros municípios do interior do Estado. Entre 2014 e 2015, foram visitadas cidades como Pelotas, Tramandaí e Canoas.

Bento Gonçalves Vigilância Sanitária fiscalização



Projeto de qualificação da Gestão das Academias do SEBRAE-RS será lançado com a realização de palestra no próximo dia 25/06
16/06/2015
Fonte: SEBRAE-RS

O Sebrae-RS, em parceria com o CREF2/RS e com a Associação das Academias do RS (ACAD RS), lançará no próximo dia 25/06, quinta-feira, às 14h, o projeto “Fortalecendo a Gestão Empresarial das Academias". O evento, que ocorrerá na academia Ipanema Sports (Av. Cel. Marcos, nº 2353 - Porto Alegre - RS), será marcado pela realização da palestra “O sucesso da academia de forma simples e eficaz”, ministrada pelo arquiteto e empresário Luiz Amoroso, eleito consultor revelação em 2002 pela CMS International (EUA.

O projeto do Sebrae-RS objetiva a qualificação da gestão das academias de ginástica de Porto Alegre e Região Metropolitana, podendo dele participar as academias registradas no CREF2/RS e enquadradas como micro ou pequenas empresas. O empresário, após aderir ao Projeto, recebe o cronograma com as datas de realização das capacitações propostas. As empresas contam com subsídio de 80% nas ações, com o compromisso de participar em no mínimo 20 horas de capacitação durante o Projeto. Para os meses agosto/setembro/outubro, estão previstas consultorias; cursos; encontro empresarial com palestrante referência do setor; visitas técnicas de benchmarking e ações de acesso ao mercado.

O palestrante convidado está entre o top 10% de perfis mais vistos em 2012 no Linkedin, sendo membro do conselho da GLG Research, empresa americana que reúne grupos de profissionais e consultores de vários setores que compartilham seus conhecimentos com indivíduos em posições de liderança nos setores financeiro e comercial. Já apresentou mais de 50 palestras e cursos em todo o território nacional e mais de 35 palestras e cursos internacionais (América do Sul, América do Norte e Europa) e desenvolveu mais de 50 projetos que vão da reestruturação operacional ao planejamento e montagem de academias no Brasil, Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, México e Portugal. Atualmente é diretor-superintendente da Monday Academia (São Paulo).

O sucesso da academia de forma simples e eficaz
Data: 25/06, quinta-feira, às 14h.
Local: Academia Ipanema Sports - Av. Cel. Marcos, 2353 - Ipanema - Porto Alegre - RS,

Temas da palestra:
- Explorar o mercado e estabelecer o volume de venda necessário para atingir o faturamento e o lucro;
- Definir o valor da venda para que os clientes sejam rentáveis;
- Compor o perfil de venda de tal forma que a carteira de recebíveis assegure o sucesso e a estabilidade;
- Planejar as vendas estrategicamente;
- Implantar indicadores e metas eficazes com o objetivo acompanhar o desempenho e garantir performance;
- Gerenciar as finanças de forma simples e objetiva.

Inscrições e informações: clique aqui

Sebrae



Business Conference aborda avaliação física e gestão administrativa na Convenção Brasil
15/06/2015
Fonte: CREF2/RS

Uma parceria do CREF2/RS com a Convenção Brasil 2015 proporcionou gratuitamente neste sábado (13), na PUCRS, o evento Business Conference, levando aos profissionais de Educação Física e às Pessoas Jurídicas as palestras "Avaliação Física no Contexto das Academias", ministrada pelo conselheiro federal do CONFEF Emerson Garcia (CREF 000046-G/MG); e "Saúde Financeira: Alerta Máximo", realizada por Christian Munaier (CREF 041884-P/SP), sócio-consultor da 4GOAL e colunista do canal ESPN. O intuito do evento foi o aprimoramento da gestão das academias, já que dados da Associação da Academias do RS (ACAD RS)indicam que 90% dos proprietários não têm formação na área de gestão administrativa, bem como a aproximação do profissional de Educação Física com o mundo dos negócios e com suas entidades representativas institucionais.

Conselheiro do CONFEF, doutorado pela Universidade da Florida (EUA) e atualmente professor da Universidade Federal do Maranhão, Garcia iniciou seu trabalho com a avaliação física na década de 70, junto à seleção de esquiadores dos EUA, por ocasião do seu trabalho de mestrado. Ele explicou em sua palestra que nesta época o conceito de avaliação física era muito difuso no Brasil. "Trouxe esta experiência para o país nos meados daquela década, implantando primeiramente em uma academia em Belo Horizonte. Foi um período em que a experiência se deu principalmente no sudeste brasileiro”. Mesmo passados mais de 40 anos, o conselheiro ainda vê um nicho que as academias não exploram: a estrutura de atendimento ao esporte. “No Maranhão, tentamos suprir isto com uma parceria entre a UFMA e o Governo do Estado para atender a população. A evolução foi grande, pois já temos exames modernos como a termografia, usada na detecção de lesões".

“Para normatizarmos avaliação física, o CONFEF criou a nota técnica N° 002/2012, com o título “A avaliação física em programas de exercícios físicos e desportivo”, disse Garcia, explicando que a divulgação da nota derivou da demanda de muitas prefeituras por atestados médico para todos praticantes de exercício físico, pelo descaso de alguns profissionais, pela falsa sensação que os mesmos tinham de que o atestado iria isentá-los de suas responsabilidades e de diversos questionamentos ao CONFEF sobre as competências do profissional de Educação Física. As informações contidas nesta nota se fundamentam nas diretrizes do Colégio Americano de Medicina Esportiva (ACSM) e no livro “Recomendações sobre condutas e procedimentos do Profissional de Educação Física na atenção básica à saúde”, publicado pelo CONFEF em 2011.

Segundo a nota, a avaliação física é um procedimento essencial do trabalho do profissional de Educação Física e objetiva reunir elementos para fundamentar a sua decisão sobre o método, tipo de exercício e demais procedimentos a serem adotados para prescrição de exercício físico e desportivo. Este procedimento deve ser amplo e sistemático e de acordo com os objetivos e as características do beneficiário, pode ser composta por anamnese completa, análise dos fatores de risco para coronariopatia, classificação de risco, verificação dos principais sintomas ou sinais sugestivos de doença cardiovascular e pulmonar, medidas antropométricas, testes neuromotores, avaliação metabólica, avaliação cardiorrespiratória e avaliação postural.

Garcia também debateu as mortes de três jovens ocorridas recentemente em academias de Florianópolis. “Um médico avaliou os acontecimentos como exceções, fatos inevitáveis. Contudo, verificou-se que as academias estavam com várias irregularidades no seu funcionamento. Ou seja, se acontecer uma fatalidade, e estivermos totalmente na legalidade, não haverá brecha legal para sermos penalizados". Quanto a casos de óbito em academia, o conselheiro disse que seria sempre prudente a realização de exames toxicológicos nos corpos, o que muitas vezes não é permitido pela família.

Outro fenômeno interessante abordado pelo conselheiro foi o aumento da procura de atividade física indicada por médicos. “Até 2011, o número de pessoas que buscavam atividade física por indicação médica era muito pequeno. Hoje, há 69% de indicação médica. Temos, porém, uma demanda muito diferente. Por exemplo: duas pessoas de mesma idade com 5% de gordura e VO2 diferentes”. O conselheiro aprova a exigência do exame médico, mas admite a falta de médicos como empecilho para atender os pacientes. "Se todos as pessoas que demandarem atividade física exigirem atestados, as filas não iriam ter fim", quantifica.

Já Christian Munaier alertou para a pouca troca de informações no mercado de fitness e pela gestão financeira amadora das academias. “Qual o percentual que vocês destinam à folha de pagamento, com os devidos aprovisionamentos? Quando temos estes dados, temos um bom checkup econômico. A questão da gestão financeira começa com o entendimento de tudo o que está a nossa volta”, analisa. O consultor previu o cenário econômico nacional com retração do PIB e do consumo em relação a 2014. “Ao mesmo tempo, o mercado de atividades físicas está aumentando. Até bem pouco tempo, tínhamos 1,8% de cada brasileiro fazendo atividade física orientada. Em 2014, nós dobramos este número, com 30.767 empresas atuando no segundo maior mercado no mundo. Já os EUA são os primeiros, com 50 milhões de praticantes de atividades físicas”, avalia.

Munaier vê nosso mercado como incipiente, com um longo caminho a percorrer para se tornar maduro. Ele sugeriu o incremento dos eventos realizados nas academias, especialmente nos momentos com baixa expectativa econômica, visando aumentar a rentabilidade. “Sua empresa também pode ser uma importante plataforma de divulgação de outras empresas”, exemplificou. “Em época de pouca procura por nossos serviços, temos que estimular os clientes a comprar planos de mais longa duração, para que possamos ter uma melhor programação. Fica o questionamento: qual a última campanha que as academias fizeram em conjunto para estimular a prática atividade física de forma orientada? Nós temos um mercado sedentário”, sentencia.

Por fim, Munaier propôs tornar a avaliação física como uma ferramenta estratégica no aumento da receita e da segurança do seu cliente. “Transforme esta avaliação em algo desejável pelo cliente, apresentando o profissional de Educação Física com o o indicado para orientá-lo a alcançar seus objetivos, por meio dos seus conhecimentos técnicos, embasamentos científicos, bem como uma atitude humanística na transmissão de conhecimento", incentivou Christian. Ele orienta aos seus gestores que incluam a avaliação física dentro de um pacote de serviços das academias chamado orientação para resultado. "Criem produtos em torno deste poderoso instrumento de trabalho. Mensurem o índice de reavaliações e novas consultas nutricionais. Tenham sempre em vista um indicador de performance", concluiu.

Convenção Brasil Business Conference



Câmara de Ginástica Laboral realizou sua reunião mensal
11/06/2015
Fonte: CREF2/RS

A Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa do CREF2/RS realizou ontem à tarde, na sede da entidade, sua reunião mensal. Entre os temas tratados, de uma ideia que inicialmente previa um manual, avançou-se para a confecção de um livro de orientação da Ginástica Laboral do CONFEF. Também se estudou métodos de divulgação da Ginástica Laboral nas universidades, utilizando para isto, por exemplo, as semanas acadêmicas.

Quanto ao Dia da Ginástica Laboral (22/11), o objetivo será abranger a maior parte possível da sociedade, promovendo mesas-redondas com diretores de empresas que adotam a GL, os presidentes do CONFEF e CREF2/RS, superintendente do Ministério da Trabalho, Secretaria da Saúde, representantes do TRT e do INSS, universidades que ofereçam a disciplina de GL, além de especialistas em GL. Na reunião, também se previu as ações da Câmara Técnica junto à Frente Parlamentar de Educação Física, que realizará evento no dia 22/11. A próxima reunião da Câmara de Ginástica Laboral está prevista 08/07, às 13h30min.

A Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa é formada pelos profissionais Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), Tony Izaguirre (CREF 019093-G/RS), Alessandro Gonçalves (CREF 005863-G/RS) e João Scholles (CREF 003966-G/RS). Também participaram desta reunião como convidados Márcio Martini (CREF 002842-G/RS) e Marcelo Costa Fernandes (CREF 000835-G/RS).

Ginástica Laboral



CREF2/RS sorteia 18 vagas para 17 cursos do Convenção Brasil deste ano
08/05/2015
Fonte: CREF2/RS

O Conselho está sorteando 18 vagas para 17 cursos que serão oferecidos no Convenção Brasil deste ano, entre os dias 11 e 14 de junho, no Centro Esportivo da PUC-RS (Avenida Ipiranga, 6690 - Prédio 81). Podem participar todos os profissionais com registro ativo e em dia com suas obrigações estatutárias. Pessoas Jurídicas com Responsável Técnico ativo também estão aptas a concorrer. Clique aqui e confira o regulamento completo.

Para participar, é necessário apenas preencher o formulário disponível neste link e selecionar os cursos de interesse (pode ser mais de um). Os profissionais que forem contemplados com uma das vagas serão automaticamente excluídos dos próximos sorteios. Em www.convencaobrasil.com.br é possível conferir os dias e os horários de cada atividade.

As inscrições serão encerradas sempre às 12h do dia anterior ao sorteio de cada atividade e os sorteios serão realizados durante nove dias úteis, a partir desta quarta-feira, dia 13 de maio, na sede do CREF2/RS. No Convenção Brasil 2015, o Conselho também irá oferecer uma palestra gratuita para todos os profissionais de Educação Física. Mais informações sobre este evento em breve.

Datas de sorteio e cursos:

13 de maio:
Curso Fitness nº 3: “Personal Training na Prática dos Métodos e Treinamento”
Curso Wellness nº 24: “Wellness Total: o Mix de Serviços de Sucesso”

15 de maio:
Curso Fitness nº 5: “Treinamento de Corrida de Rua: da Teoria à Prática”
Curso Lazer nº 31: “Lazer e Recreação: Vivências Criativas e Inovadoras”

19 de maio:
Curso Fitness nº 8: “Avaliação Física: da Teoria à Prática”
Curso Sport nº 29: “Ensino dos Esportes Coletivos: Atividades Recreativas e Jogos”

20 de maio:
Curso Wellness nº 26: “Clínica Postural: Avaliação e Prescrição de Exercícios Compensatórios” (dois sorteios de uma vaga cada)

21 de maio:
Curso Wellness nº 18: “Técnicas de Massagem Moderna para o Bem-Estar: Abordagem Teórica e Prática”
Curso Lazer nº 32: “Ballet Infantil: como Ensinar e Encantar Crianças pelo Ballet”

26 de maio:
Curso Wellness nº 19: “A Profissionalização da Ginástica Laboral e Atividade Física nas Empresas”
Curso Sport nº 30: “Capoeira: da Prática Recreativa ao Instrumento de Trabalho”

27 de maio:
Curso Acqua nº 15: “Hidroginástica Avançada”
Curso Wellness nº 21: “Power Stretching: Alongamento e Flexibilidade”

28 de maio:
Curso Gestão nº 14: “Gestão Estratégica de Academias”
Curso Lazer nº 33: “Educação Física Escolar: Práticas Pedagógicas, Lúdicas e Fisiologia Infantil”

29 de maio:
Curso Wellness nº 25: “MAT Pilates: Clássico e Intermediário”
Curso Sport nº 28: “Futsal: Ensino e Treinamento”



Câmara Técnica de Esportes de Aventura aproxima profissionais de Educação Física que atuam na área em Caxias do Sul
22/04/2015
Fonte: CREF2/RS

No último sábado (18), a Câmara Técnica de Esportes de Aventura do CREF2/RS se reuniu no CREF Serra, em Caxias do Sul, com o intuito de aproximar os profissionais de Educação Física que atuam na área. Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS) e Marco Aurélio Scharcow (CREF 002463-G/RS), presidente e secretário da Câmara, respectivamente, e os profissionais Ednei Torresini (CREF 003786-G/RS), Rotechild Prestes (CREF 007786-P/RS) e Thomas Schulze (CREF 013024-G/RS) debateram formas de prestar serviços de qualidade e proporcionar segurança aos praticantes destas modalidades.

"Sabemos que o Rio Grande do Sul possui muitas empresas qualificadas neste ramo, mas que ainda buscam a profissionalização", avaliou Aguiar. "Queremos defender os interesses da sociedade gaúcha em relação aos serviços prestados e proporcionar a troca de conhecimento entre os profissionais das mais diferentes regiões do Estado", explicou. Na oportunidade, também foi apresentada proposta de regimento para a Câmara e destacado que o mercado de trabalho se mostra, atualmente, favorável aos esportes de aventura.

A próxima reunião da Câmara Técnica de Esportes de Aventura será realizada no dia 14 de maio, às 19h, também na sede do CREF Serra (Rua Antônio Ribeiro Mendes, 1849 – Pio X). O encontro terá o objetivo de discutir as necessidades da área e meios de preparar os profissionais de Educação Física para estas modalidades. Entrará ainda em pauta a interação com as demais profissões que também fazem parte deste campo, como é o caso dos agentes de turismo. A reunião é aberta para a participação de todos. Mais informações pelo e-mail secretaria@crefrs.org.br.



CREF2/RS participa da elaboração do Manual do CONFEF para Ginástica Laboral
17/04/2015
Fonte: CREF9/PR

O CONFEF, através da sua Comissão de Legislação e Normas, nomeou um Grupo de Trabalho para elaborar um Manual para Ginástica Laboral (GL). Liderado por Antônio Eduardo Branco (CREF 000009-G/PR), presidente do CREF9/PR, também participam do projeto representantes de Santa Catarina, São Paulo, Distrito Federal, Pernambuco e Alagoas. O escolhido pelo CREF2/RS é o 1º secretário Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS). O objetivo do documento é orientar e contribuir com as questões referentes à prestação de serviços na área.

A publicação deste Manual representa um compromisso do Sistema CONFEF/CREFs com as questões de legalidade, competência e desenvolvimento da Ginástica Laboral em prol da sociedade brasileira. “A Ginástica Laboral é um campo que precisa ser apropriado pelos profissionais de Educação Física. É preciso que ele esteja contemplado nas matrizes curriculares das universidades e na consciência dos gestores de empresas", destaca Branco. "Vamos dar sequência ao que já foi produzido em cada Estado pelas Câmaras Técnicas”, complementa.

No documento, serão abordados, entre outros temas relacionados à saúde do trabalhador, três segmentos fundamentais para a qualidade do processo como um todo: os contratantes dos serviços de GL, as empresas que prestam o serviço e os acadêmicos, que são os futuros profissionais. O grupo, que se reuniu em março no CREF/SC para debater sobre o Manual, vai voltar a se encontrar próximos meses para dar continuidade ao trabalho.



Câmara Técnica de Atividade Física na Empresa e Ginástica Laboral palestra na 10ª Semana de Prevenção das LER
03/03/2015
Fonte: CREF2/RS

Na tarde de ontem (2), Tony Izaguirre (CREF 002462-G/RS), representante da Câmara Técnica de Atividade Física na Empresa e Ginástica Laboral do CREF2/RS, ministrou palestra na 10ª Semana de Prevenção das Ler, no auditório da FDRH, em Porto Alegre. A apresentação, com o título "Ginástica Laboral compensatória na prevenção das LER", integrou a programação do evento, que teve o objetivo de conscientizar a sociedade, principalmente trabalhadores e empreendedores, para a prevenção da doença.

Izaguirre retomou em sua fala alguns dos tópicos da sua dissertação de mestrado, sobre a fisiopatologia das LER e os efeitos da atividade física no tendão. Também foram destacados os benefícios da Ginástica Laboral, tanto para os indivíduos como para as empresas: "ela fortalece a autoestima, previne doenças osteomusculares e diminui a fadiga e as dores em geral. A consequência disto é a melhora do ambiente de trabalho e o maior comprometimento dos funcionários", explicou.

Para Izaguirre, a Ginástica Laboral deve somar-se a outros programas de qualidade de vida para atuar efetivamente na prevenção das LER. "Nos Estados Unidos, comprovou-se que um dólar investido na prevenção economiza até cinco dólares no tratamento da doença", salientou. O representante da Câmara Técnica do CREF2/RS também numerou o que é necessário para a implementação de bom programa de GL. "Conhecer a cultura da empresa, definir metas e individualizar os clientes é fundamental", analisou. Além disto, há também a competência profissional. "É necessária formação acadêmica em Educação Física e registro no CREF2/RS para trabalhar com Ginástica Laboral", finalizou.



CREF9/PR lança Guia da Ginástica Laboral para o Empresário
11/12/2014
Fonte: CREF9/PR

O CREF9/PR apresentou, no V Fórum Brasileiro de Ginástica Laboral, o Guia da Ginástica Laboral para o Empresário. A coletiva de imprensa sobre o lançamento do documento, que aborda as competências, as perspectivas e a legalidade no âmbito da Ginástica Laboral (GL), foi realizada ontem (10), em Curitiba.

O Guia tem o intuito de orientar os empresários para a correta contratação de programas de GL, que ofereçam segurança ao trabalhador e resultados. "Com ele, cobrimos uma lacuna no mercado da Ginástica Laboral", contou Rony Tschoeke, conselheiro do CREF9/PR e um dos idealizadores do documento. "Os profissionais de Educação Física são os grandes protagonistas da Ginástica Laboral, os únicos habilitados por lei a planejar e dinamizar a GL. As empresas fora da legalidade precisam ser orientadas e conscientizadas para colocarem em práticas programas que realmente tragam benefícios aos seus colaboradores e resultados para a empresa", completou.

Dedicado aos empresários, gerentes de RH e demais responsáveis pela contratação de programas de GL, o Guia do CREF9/PR explica o que pode ser esperado da Ginástica Laboral, o papel e o diferencial do profissional de Educação Física e todos os aspectos que darão segurança para o empresário, prestadores e colaboradores. O guia tem download gratuito aqui e versão online neste link.



Evento sobre Ginástica Laboral promovido pelo CREF2/RS movimenta Assembleia Legislativa
25/11/2014
Fonte: CREF2/RS

Na tarde de ontem (24), o Conselho realizou evento em comemoração ao Dia Estadual da Ginástica Laboral, na Assembleia Legislativa. A atividade, que teve como tópico principal a saúde e o estilo de vida dos trabalhadores, foi promovida pela Câmara Temática de Atividade Física na Empresa e Ginástica Laboral do CREF2/RS e contou com homenagens, palestras e debates sobre o assunto.

Na abertura do seminário, o vereador Professor Garcia (CREF 000002-G/RS) e o deputado estadual Adilson Troca receberam placa em reconhecimento à criação do Dia Municipal e Estadual da Ginástica Laboral, respectivamente. Em seus agradecimentos, Garcia destacou o investimento que é a Ginástica Laboral para o empresário e Troca salientou o caráter social da atividade, capaz de melhorar também a convivência dentro da empresa. As homenagens foram entregues pela presidente Carmen Masson (CREF 001910-G/RS) e pelo 1º secretário Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS).

O evento foi dividido em duas partes e contou com as palestras de João Scholles (CREF 003966-G/RS) e Alessandro Gonçalves (CREF 005863-G/RS) na primeira etapa. Scholles falou sobre a importância da Ginástica Laboral, "já que mais de 40% dos trabalhadores são inativos no lazer" e trouxe dados sobre a baixa adesão do brasileiro à atividade física. Além de propor dinâmica aos presentes, Gonçalves falou sobre as normas regulamentadoras e sobre as funções da Ginástica Laboral, que se desdobram em três eixos: interromper o ciclo de fadiga das atividades laborais, compensar o uso excessivo ou inativo de músculos e gerar disposição, ânimo e motivação para o trabalho.

Após intervalo, Tony Izaguirre (CREF 002462-G/RS) falou sobre o mercado e formas de garantir a excelência no antedimento ao cliente. "A Ginástica Laboral é programa de exercícios físicos orientados, com a finalidade promover a saúde e prevenir doenças ocupacionais", conceituou. Para ele, os benefícios se estendem também às empresas, já que o trabalhador saudável "reduz os custos em assistência médica". A última palestra foi de Magale Konrath (CREF 000378-G/RS), que abordou as tendências da área: "o profissional de Educação Física precisa pensar na Ginástica Laboral como caminho para outras atividades fora do ambiente de trabalho. Por isto, é preciso desenvolver metodologias e práticas diferentes, que motive e incentive o trabalhador".

Com grande presença de acadêmicos de Educação Física, profissionais da área e demais interessados pelo assunto, como empresários e trabalhadores, o evento encerrou com rodada de perguntas da plateia, em que foram tiradas dúvidas sobre a área de atuação, estratégias para manter público e análise sobre o melhor caminho para quem quer abrir negócio próprio. O conselheiro do CREF9/PR Rony Tschoeke (CREF 004979-G/PR) e o mestre de cerimônias Marco Aurélio Scharcow (CREF 002463-G/RS) também participaram do seminário.



Evento sobre Ginástica Laboral promovido pelo CREF2/RS movimenta Assembleia Legislativa
25/11/2014

Na tarde de ontem (24), o Conselho realizou evento em comemoração ao Dia Estadual da Ginástica Laboral, na Assembleia Legislativa. A atividade, que teve como tópico principal a saúde e o estilo de vida dos trabalhadores, foi promovida pela Câmara Temática de Atividade Física na Empresa e Ginástica Laboral do CREF2/RS e contou com homenagens, palestras e debates sobre o assunto.

Na abertura do seminário, o vereador Professor Garcia (CREF 000002-G/RS) e o deputado estadual Adilson Troca receberam placa em reconhecimento à criação do Dia Municipal e Estadual da Ginástica Laboral, respectivamente. Em seus agradecimentos, Garcia destacou o investimento que é a Ginástica Laboral para o empresário e Troca salientou o caráter social da atividade, capaz de melhorar também a convivência dentro da empresa. As homenagens foram entregues pela presidente Carmen Masson (CREF 001910-G/RS) e pelo 1º secretário Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS).

O evento foi dividido em duas partes e contou com as palestras de João Scholles (CREF 003966-G/RS) e Alessandro Gonçalves (CREF 005863-G/RS) na primeira etapa. Scholles falou sobre a importância da Ginástica Laboral, "já que mais de 40% dos trabalhadores são inativos no lazer" e trouxe dados sobre a baixa adesão do brasileiro à atividade física. Além de propor dinâmica aos presentes, Gonçalves falou sobre as normas regulamentadoras e sobre as funções da Ginástica Laboral, que se desdobram em três eixos: interromper o ciclo de fadiga das atividades laborais, compensar o uso excessivo ou inativo de músculos e gerar disposição, ânimo e motivação para o trabalho.

Após intervalo, Tony Izaguirre (CREF 002462-G/RS) falou sobre o mercado e formas de garantir a excelência no antedimento ao cliente. "A Ginástica Laboral é programa de exercícios físicos orientados, com a finalidade promover a saúde e prevenir doenças ocupacionais", conceituou. Para ele, os benefícios se estendem também às empresas, já que o trabalhador saudável "reduz os custos em assistência médica". A última palestra foi de Magale Konrath (CREF 000378-G/RS), que abordou as tendências da área: "o profissional de Educação Física precisa pensar na Ginástica Laboral como caminho para outras atividades fora do ambiente de trabalho. Por isto, é preciso desenvolver metodologias e práticas diferentes, que motive e incentive o trabalhador".

Com grande presença de acadêmicos de Educação Física, profissionais da área e demais interessados pelo assunto, como empresários e trabalhadores, o evento encerrou com rodada de perguntas da plateia, em que foram tiradas dúvidas sobre a área de atuação, estratégias para manter público e análise sobre o melhor caminho para quem quer abrir negócio próprio. O conselheiro do CREF9/PR Rony Tschoeke (CREF 004979-G/PR) e o mestre de cerimônias Marco Aurélio Scharcow (CREF 002463-G/RS) também participaram do seminário.



CREF2/RS realiza evento sobre Ginástica Laboral na segunda-feira
21/11/2014

Na próxima segunda (24), o CREF2/RS realiza evento comemorativo pelo Dia Estadual da Ginástica Laboral. Dedicada a profissionais que atuam na área ou que tenham interesse sobre o assunto, a atividade terá como tema a saúde dos trabalhadores e contará com palestras e debates. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas agora mesmo pela nossa página, clicando aqui.

Com o objetivo de mostrar para a sociedade a importância que o profissional de Educação Física e o programa de Ginástica Laboral têm, o encontro abordará tópicos como os conceitos da Ginástica Laboral, o mercado de trabalho e as tendências para o futuro. As palestras serão de João Scholles (CREF 003966-G/RS), Alessandro Gonçalves (CREF 005863-G/RS), Tony Izaguirre (CREF 002462-G/RS) e Magale Konrath (CREF 000378-G/RS).

Para Izaguirre, o evento é oportunidade única para entender melhor o que é a Ginástica Laboral. "No dia 24, estarão reunidas pessoas e empresas que atuam na área há bastante tempo, mostrando que existe grande mercado para o profissional de Educação Física neste segmento", avalia.

Contribuição das empresas de ginástica laboral para o estilo de vida saudável dos trabalhadores
Data: 24/11 (segunda-feira)
Horário: das 13h30 às 17h30
Local: Plenarinho da Assembleia Legislativa
Endereço: Praça Marechal Deodoro, 101 – Centro (Porto Alegre/RS)
Inscrições: aqui



CREF2/RS comemora Dia Estadual da Ginástica Laboral com evento na segunda-feira
14/11/2014

Em comemoração ao Dia Estadual da Ginástica Laboral, o CREF2/RS realiza evento para marcar a data, no próximo dia 24 de novembro, na Assembleia Legislativa. A atividade, que será dedicada aos profissionais de Educação Física, estudantes de graduação e demais interessados no assunto, terá como tema a saúde dos trabalhadores e vai contar com amplo debate sobre o assunto. As inscrições são gratuitas e já podem ser feitas aqui.

"O objetivo do evento é disseminar conhecimento para os profissionais que atuam diretamente com a área e passar para a sociedade a importância que o profissional de Educação Física e o programa de Ginástica Laboral têm", explica Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), 1º secretário do CREF2/RS e membro da Câmara Temática Atividade Física na Empresa e Ginástica Laboral. O encontro terá ainda palestra sobre os conceitos e tendências.

Para Tony Izaguirre (CREF 002462-G/RS), o evento é oportunidade única para entender melhor o que é a Ginástica Laboral, sobretudo para os acadêmicos de Educação Física que querem atuar na área. "Muitos alunos saem da faculdade e chegam na empresa sem saber como é realidade do trabalhador. No dia 24, estarão reunidas pessoas e empresas que atuam há bastante tempo com isto, mostrando que existe grande mercado para o profissional de Educação Física neste segmento", avalia.

Contribuição das empresas de ginástica laboral para o estilo de vida saudável dos trabalhadores
Data: 24/11 (segunda-feira)
Horário: das 13h30 às 17h30
Local: Plenarinho da Assembleia Legislativa
Endereço: Praça Marechal Deodoro, 101 – Centro (Porto Alegre/RS)
Inscrições: aqui



Troféu Destaque homenageia profissionais na Assembleia Legislativa
08/09/2014
Fonte: CREF2/RS

Na sexta-feira (5), o teatro Dante Barone, da Assembleia Legislativa, foi o palco da cerimônia de entrega do Troféu Destaque 2014. O prêmio, que homenageou os profissionais de Educação Física do ano, teve votação aberta no site Conselho, em que todos os registrados e em dia com suas obrigações estatuárias puderam participar e concorrer em cada uma das 17 categorias diferentes.

Com a presença de membros dos demais Conselhos Profissionais e de autoridades, como Ricardo Petersen (CREF 006862-G/RS), secretário de Esporte e Lazer do Rio Grande do Sul; e José Edgar Meurer (CREF 001953-G/RS), representando o prefeito José Fortunati; a cerimônia também premiou, com certificado, as empresas que completaram em 2014 dez anos de registro no CREF2/RS. Na abertura do evento, a presidente Carmen Masson (CREF 001910-G/RS) foi quem discursou. Ela agradeceu a grande presença dos profissionais homenageados e familiares e destacou a votação pela Internet. "O prêmio vem de uma eleição direta dos profissionais no nosso site. É a maneira mais democrática", analisou.

Os homenageados foram: Academia Esportiva Menegassi Ltda (CREF 000038-PJ/RS, academia), Grêmio Náutico Gaúcho (CREF 001237-PJ/RS, clube ou sociedade), Diná Santiago (mérito da Educação Física), Ana Eleonora Assis (CREF 000239-G/RS, profissional de recreação), Laerte Moraes (CREF 002084-G/RS, profissional de escola), Alexandre Teixeira (CREF 000786-G/RS, profissional técnico desportivo), Mariana Boos (CREF 009364-G/RS, profissional de saúde), Ana Maria Nappi (CREF 000900-G/RS, profissional de lutas), Alessandro Gonçalves (CREF 005863-G/RS, profissional de atividade física na empresa e ginástica laboral), Luis Grassel (CREF 009564-G/RS, profissional de esporte radical e de aventura), Mauro Sérgio de Oliveira (CREF 010206-G/RS, profissional de academia), Cláudia Romero (CREF 016205-G/RS, profissional de paradesporto e atividade adaptada), André Luiz Lopes (CREF 008061-G/RS, profissional de pesquisa), Correio do Povo (veículo de comunicação), Luiz Felipe Scolari (CREF 004278-G/RS, profissional do ano) e José Fortunati (personalidade do ano).

Para a 1ª tesoureira Miryam Brauch (CREF 006834-G/RS), o Troféu Destaque, no seu quarto ano consecutivo, pode ser considerado o "Oscar da Educação Física gaúcha". "É o reconhecimento dos nossos profissionais que estão nas escolas, nas academias. Precisamos valorizar o trabalho de quem faz a diferença", comentou. No discurso, Carmen complementou. "A nossa profissão está ganhando hoje espaço cada vez maior. Nossos profissionais estão cada dia mais qualificados e os homenageados são o exemplo disto".

Confira aqui, em breve, galeria de fotos com os homenageados.



CREF2/RS é homenageado na XVII Semana Municipal dos Direitos das Pessoas com Deficiência de Porto Alegre
22/08/2014
Fonte: CREF2/RS

Melhorar a qualidade de vida das pessoas com deficiência, oferecendo igualdade de oportunidades, é o grande desafio do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Comdepa), que realiza até a próximo dia 28 a XVII Semana dos Direitos das Pessoas com Deficiência de Porto Alegre. Com o tema "Atitudes que Fazem a Diferença", o evento foi aberto oficialmente ontem (21), no Salão Nobre do Paço dos Açorianos.

A solenidade foi marcada por homenagens. 103 certificados foram entregues a atletas paralímpicos, pessoas, órgãos públicos e entidades com ações nas áreas de educação e esporte, além de outras organizações e empresas parceiras. O CREF2/RS, representado pela conselheira Eneida Feix (CREF 002116-G/RS), foi homenageado pelo trabalho da Câmara Técnica de Paradesporto e Atividades Físicas Adaptadas, em reconhecimento aos serviços prestados à comunidade de Porto Alegre nas áreas de acessibilidade e inclusão social.

Rotechild Prestes, presidente do Comdepa, destacou a união de esforços, como este entre Conselho e Prefeitura. "Somos uma grande equipe e nossa missão é tornar a vida destas pessoas melhor, garantindo o amplo acesso", defendeu. O prefeito José Fortunati, por outro lado, ressaltou que o dever do poder público é criar condições para que as pessoas tenham as mesmas oportunidades, independente das diferenças. "Temos que pensar políticas públicas que respeitem e que garantam o atendimento às necessidades de todos os cidadãos, a igualdade de acesso aos serviços públicos, ao lazer, ao esporte. Enfim, a uma vida digna e com qualidade", afirmou.

A XVII Semana Municipal dos Direitos das Pessoas com Deficiência de Porto Alegre tem atividades até a próxima quinta-feira, dia 28. Confira a programação completa aqui.



CREF2/RS firma parceria com SEBRAE para qualificação dos profissionais de Educação Física
11/07/2014
Fonte: CREF2/RS

Na tarde de ontem, o CREF2/RS se reuniu com o SEBRAE e com a Associação das Academias do Rio Grande do Sul (ACAD-RS) para iniciar projeto-piloto, com intuito de qualificar os profissionais de Educação Física. O objetivo da parceria é oferecer cursos sobre gestão de empresas para todos aqueles que têm negócio próprio e buscam aperfeiçoamento na área.

Carmen Masson (CREF 001910-G/RS) destacou que o mais importante da parceria é despertar o interesse pelo empreendedorismo. "A ideia é que a gente una forças e consiga fazer uma qualificação da profissão", destacou. A Presidente do CREF2/RS também salientou que a aproximação do Conselho com o SEBRAE e com a ACAD-RS vai servir para que se tenha real dimensão sobre a realidade dos profissionais de Educação Física, percebendo demandas e elaborando estratégias.

Fernando Sassen, presidente da ACAD-RS, falou ainda sobre as dificuldades da área administrativa, já que muitos dos profissionais iniciam negócio próprio sem nenhuma experiência em finanças: "o mercado está em transformação. Todo mundo está muito preocupado com as mudanças e o momento é oportuno para oferecer estes cursos". Com o apoio do SEBRAE, o 2º vice-presidente Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS) acredita que o projeto vai conscientizar os profissionais da importância da qualificação técnica. "Os cursos vão servir para que se busque conhecimento", assinalou.



9ª Semana de Prevenção das LER
28/02/2014
Fonte: CREF2/RS

A 9ª Semana de Prevenção das LER ocorreu nos dias 27 e 28 de fevereiro de 2014, no Auditório da FTIA/RS, em Porto Alegre. O evento acontece tradicionalmente na última semana de fevereiro, visto que o dia 28/02 é reconhecido como Dia Mundial de Combate às Lesões por Esforços Repetitivos. O presidente da Câmara de Ginástica Laboral do Conselho, Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), participou da mesa de abertura do evento, juntamente com o Vereador Professor Garcia (Presidente da Câmara de Vereadores de Porto Alegre e Conselheiro do CONFEF), Valdemir Corrêa (FTIA/RS), Luciana Wertheimer (CREFITO5), Telmo Zanette (STIFA) e Débora Melecchi (CTBRS).

O membro da Comissão de Ginástica Laboral Tony Izaguirre (CREF 002462-G/RS) representou o CREF2/RS. Com a proposta de apresentar o painel sobre profilaxia, Tony discorreu sobre a atuação do Profissional de Educação Física na prevenção das LER e demais doenças ocupacionais, cuja importância muitas vezes é pouco reconhecida devido ao fato da Educação Física ser tradicionalmente associada ao desporto e à escola. Destacou ainda o importante papel de Programas de Ginástica Laboral em empresas, principalmente quando aliados a ações propostas para a estruturação da qualidade de vida no trabalho.

Durante o evento, foram abordadas ainda as temáticas: história da LER, LER e depressão e legislação. As atividades da semana são promovidas pela Câmara de Vereadores de Porto Alegre, por meio do Vereador Professor Garcia, com apoio das entidades CREF2/RS, CREFITO 5, CTBRS, SEMAPI, FTIA/RS, STIFA, FPE/RS e CEREST. A carta da 9ª Semana de Prevenção das LER será assinada no dia 12 de março, às 9h, na sede da FTIA/RS - Rua Jerônimo Coelho, 303 - Centro - Porto Alegre.



Nova diretoria do SINPEF/RS toma posse
19/12/2013
Fonte: CREF2/RS

A nova diretoria do Sindicato dos Profissionais em Educação Física do Rio Grande do Sul (SINPEF/RS) toma posse no dia 20/12. O presidente Ubirajara Gorski Brites foi reeleito, tendo como vice-presidente Silvio Cardoso da Silveira. As eleições ocorreram em 03 de dezembro de 2013.

A atuação do Sinpef está diretamente ligada aos direitos trabalhistas, entre eles exigir o cumprimento da legislação pelas empresas, reconhecendo todos direitos, carteira assinada, repouso semanal remunerado, férias, contratos de trabalho, rescisões e alterações homologadas, fundo de garantia, 13º salário, 1/3 de abono sobre férias, uso de Equipamentos de Proteção Individual, quando for o caso.



Fiscais do CREF2/RS participam de força-tarefa em Santa Maria
02/12/2013
Fonte: G1

Agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação do CREF2/RS participaram da força-tarefa em Santa Maria no dia 27. A ação é promovida pelo Fórum dos Conselhos Profissionais do Rio Grande do Sul (Fórum-RS), que reúne os 16 conselhos de profissionais das áreas de Educação Física, administração, corretores de imóveis, economia, enfermagem, engenharia e agronomia, psicologia e serviço social, entre outras.
Mais de 30 agentes fiscais participarão da ação. Segundo o Fórum-RS, o objetivo da ação é defender e conscientizar a sociedade para a importância e a valorização do profissional habilitado para essas atividades. Pela manhã, a ação conjunta foi aberta oficialmente com um ato no Hospital Universitário de Santa Maria (HUSM). Depois disso, os fiscais partiram para fiscalizar academias, obras civis, estabelecimentos de saúde, bares, restaurantes, empresas e outros locais, além de participarem de ações de orientação e conscientização na praça Saldanha Marinho.
Na noite de terça-feira (26), profissionais do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (Crea-RS), em conjunto com o corpo de bombeiros e a fiscalização municipal, percorreram bares e restaurantes para averiguar a validade dos Plano de Prevenção Contra Incêndios (PPCI).



Homenageadas empresas com mais de 10 anos de ginástica laboral implementadas
02/12/2013
Fonte: CREF2/RS

A Câmara de Ginástica Laboral completou um ano de existência promovendo, no dia 22 de novembro o evento O Profissional de Educação Física como Protagonista na Ginástica Laboral na Assembleia Legislativa do RS. Na ocasião, o Conselho homenageou 15 empresas gaúchas que possuem mais de 10 anos de adoção do Programa de Ginástica Laboral, no evento ""O Profissional de Educação Física como Protagonista na Ginástica Laboral"". O exercício físico orientado pelo Profissional de Educação Física é o meio principal de um processo educativo para se promover o estilo de vida saudável do trabalhador e a Ginástica Laboral demanda processos de desenvolvimentos individuais , organizacionais e sociais, competências as quais são pertinentes ao âmbito dessa classe profissional.
Segundo o presidente da Câmara de Ginástica Laboral do CREF2/RS, Lauro Aguiar, a Ginástica Laboral a Ginástica Laboral foi desenvolvida para atender de forma adequada as necessidades dos trabalhadores, no sentido da sua preparação física , postural e sociocultural frente aos desafios dos modernos ambientes de trabalho ""A atividade integra os funcionários de 8 a 12 minutos em até três vezes por semana com uma série de exercícios que podem incluir o yoga no trabalho, a ginástica funcional, o tai chi chuan e o pilates laboral"", explica. Aguiar explica que a ginástica laboral iniciou pioneiramente no Rio Grande do Sul em 1978, com cinco empresas. Atualmente, são milhares de empresas praticando a ginástica laboral em todo o País, sendo o Brasil atualmente o local onde existem mais empresas de ginástica laboral na América Latina. É portanto um conjunto de atividades com duração média de 10 a 15 minutos , composto por exercícios físicos, dinâmicos de grupos, técnicas de relaxamento , atividades lúdicas e recreativas , jogos cooperativos , exercícios e técnicas respiratórias , técnicas orientais , educação e orientação postural e/ou outras atividades correlatas , com ou sem a utilização de equipamentos diversos( bolas, aparelhos de som , bastões , elásticos , bolinhas,etc.).
Aguiar explica que as aulas de Ginástica Laboral são realizadas dentro do horário da jornada de trabalho e no ambiente da empresa , fato que dispensa investimentos em espaços especializados . As atividades devem ser adequadas ao ambiente de trabalho, vestimentas e diversidade de idade e sexo dos empregados participantes. ""Por realizar-se durante a jornada laborativa deduz-se que os trabalhadores participantes tratam-se de pessoas aptas às atividades proposta pelo Programa"", avalia.



Vinte e dois de novembro é oficializado Dia Municipal da Ginástica Laboral em Porto Alegre
26/09/2013
Fonte: CREF2/RS

Na segunda-feira, dia 23 de setembro, foi aprovado pela Câmara de Vereadores de Porto Alegre o Projeto de Lei que institui o dia 22 de novembro como Dia Municipal da Ginástica Laboral.
O autor do Projeto, Vereador Professor Garcia (CREF 000002-G/RS), também Conselheiro do Conselho Federal de Educação Física (CONFEF), declarou que a Ginástica Laboral tem importância cada vez maior nas empresas, melhorando a saúde física do trabalhador e prevenindo os problemas ocupacionais.
A data foi escolhida por representar um marco na área, pois nesse dia, no ano de 1978, foi assinado o primeiro contrato de Ginástica Laboral no país.
O presidente da Câmara de Ginástica Laboral do Conselho Regional de Educação Física da 2ª Região (CREF2/RS), Conselheiro Lauro Ubirajara Barboza de Aguiar (CREF 002782-G/RS), lembrou que a atividade está diretamente relacionada ao compromisso das empresas com a saúde de seus colaboradores, contribuindo no processo de humanização do ambiente de trabalho.
Ressaltou ainda o trabalho desenvolvido pela Câmara, convidando todos os Profissionais de Educação Física a participarem das reuniões do grupo, que ocorrem mensalmente (veja as datas em nosso site) na sede do Conselho em Porto Alegre.
Em comemoração a data, o CREF2/RS irá promover a 2ª edição do evento “O Profissional de Educação Física como Protagonista na Ginástica Laboral”, no dia 22 de novembro de 2013, no Plenarinho da Assembleia Legislativa do RS.
A organização do evento, que no ano passado ocorreu na Câmara de Vereadores de Porto Alegre, convida todas as empresas e prestadores de serviço na área a indicarem empresas clientes a serem homenageadas na ocasião.
Os interessados em realizar indicações devem entrar em contato com o Conselho pelo e-mail eventos@crefrs.org.br.
O número de homenageados será limitado, e as empresas homenageadas devem ser gaúchas e com mais de 10 anos de adoção do Programa de Ginástica Laboral.



CREF2/RS homenageará empresas que investem em Ginástica Laboral
22/09/2013
Fonte: CREF2/RS

No dia 22 de novembro de 2013, na Assembleia Legislativa do RS, o CREF2/RS irá homenagear empresas gaúchas que possuem mais de 10 anos de adoção de Programa de Ginástica Laboral, no evento "O Profissional de Educação Física como Protagonista na Ginástica Laboral".
Convidamos todas as empresas e prestadores de serviço na área a indicarem empresas clientes a serem homenageadas.
Os interessados em realizar indicações devem entrar em contato com o Conselho até dia 22 de outubro, pelo e-mail eventos@crefrs.org.br
Salientamos que o número de homenageados será limitado.



Adilson Troca discute ginástica laboral com o Conselho de Educação Física
06/06/2013
Fonte: Assessoria de Comunicação Adilson Troca

A ginástica laboral foi tema de reunião entre o Presidente da Comissão de Saúde e Meio Ambiente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Adilson Troca, o presidente da Câmara de Saúde do Conselho Regional de Educação Física, Lauro de Aguiar, e Toni Pereira. O Rio grande do Sul é pioneiro nacional na ginástica laboral. Foi no Estado que no ano de 1978 foi assinado o primeiro contrato na área. Lauro de Aguiar e Toni Pereira apresentaram a Troca um relato sobre a prática de ginástica laboral e seus benefícios para empresas e trabalhadores. Em novembro o CREF-RS deve realizar um grande evento sobre o tema e veio em busca de apoio da Comissão de Saúde. O presidente Adilson Troca garantiu que a estrutura da Comissão de Saúde está à disposição. “Sabemos da importância desta atividade e queremos ser parceiros. O CREF-RS já é um grande parceiro da Frente Parlamentar de Estímulo à Doação de Órgãos e a Comissão de Saúde está de portas abertas para a categoria”, afirmou. A ginástica laboral um instrumento de melhoria da saúde do trabalhador, reduzindo e prevenindo problemas ocupacionais através de exercícios específicos realizados no local de trabalho. A prática promove o bem estar, reduzindo o sedentarismo e o estresse. O Rio grande do Sul é pioneiro nacional na ginástica laboral. Foi no Estado que no ano de 1978 foi assinado o primeiro contrato na área.



Ginástica laboral: trabalho com equipe multidisciplinar leva melhoria da qualidade de vida dentro das empresas
19/02/2013
Fonte: Jornalismo Portal EF

Transmitir informações precisas também é fundamental para a adesão dos funcionários. Uma pausa no expediente é essencial em todas as profissões. Afinal, esse “respiro” no meio do dia pode contribuir com a melhora da produtividade. Se ela vier acompanhada de alguns exercícios leves, então, o incremento na qualidade de vida, na saúde, no humor e na produtividade são imensuráveis e podem ser alcançadas por meio da ginástica laboral.

André Nessi, profissional de educação física, professor da Universidade Anhembi Morumbi e diretor do Instituto Nessi (www.institutonessi.com.br), conta que a Organização Mundial da Saúde (OMS) preconiza que a prática de 30 minutos de atividades físicas por dia e as empresas têm buscado incluir ao menos 15 minutos diários de exercícios físicos e recreativos que estimulam o corpo, as emoções e a conexão entre pessoas de departamentos distintos. “No mundo corporativo há promoções para que sejam consideradas as melhores empresas do setor e, dentre os itens avaliados estão os benefícios aos funcionários, que incluem a ginástica laboral. Por isso acreditamos que este é um setor em franca expansão”, defende.

O que é Ginástica Laboral?

Dentro de muitas empresas ainda há quem se questione sobre o que é a ginástica laboral. De acordo com o fisioterapeuta, mestre em reabilitação do equilíbrio corporal e coordenador do curso de Fisioterapia da Faculdade de Tecnologia e Ciências de Vitória da Conquista (BA), Vinícius de Moraes, “a ginástica laboral é a execução de exercícios e atividades específicas junto ao ambiente de trabalho com o intuito de promover a saúde do trabalhador, prevenir o aparecimento de lesões por esforço repetitivo (LER/DORT) e melhorar o relacionamento, a interação entre os indivíduos”.

Vários profissionais podem aplicar a Ginástica Laboral

Se dentro das empresas a pergunta sobre o que é a ginástica laboral figura entre os funcionários, dentre os profissionais da área da saúde surge o questionamento sobre quem é que deve aplicar essas atividades dentro das empresas e a resposta surpreende: ginástica laboral é um trabalho multidisciplinar que pode envolver fisioterapeutas, profissionais de educação física, nutricionistas e psicólogos, tudo para promover a saúde, o bem-estar e a qualidade de vida no ambiente corporativo.

“O papel de execução das aulas é prioridade do profissional de educação física, mas o fisioterapeuta interage com os programas de ergonomia, postural, de qualidade física e, inclusive, de reabilitação e reinserção de trabalhadores afastados. Trabalhamos juntos para desenvolver assuntos específicos e essa simbiose é muito importante hoje em dia. Um complementa o trabalho do outro”, conta Moraes.

Nessi afirma que a Educação Física tem o papel de preparar o corpo para a atuação na vida, de modo a prevenir lesões, enquanto a fisioterapia tem um enfoque mais voltado á reabilitação e reinserção às atividades corriqueiras. “Elas são distintas, mas quando integradas na manutenção do dia a dia da estrutura do profissional atuam em perfeita harmonia”, diz. A necessidade de capacitação profissional também é destacada pelo professor universitário, que lembra que apenas há cursos de pós-graduação e especialização em ginástica laboral e indica a Associação Brasileira de Ginástica Laboral e o Portal da Educação Física como fontes de informação a respeito de tais cursos.

Sem contraindicações absolutas, o departamento médico das empresas também deve participar da liberação dos funcionários para a prática da ginástica laboral sempre que houver queixas de dor ou problemas específicos. “Quem trabalha com atividade física costuma separar as pessoas por grupos. Assim, ao implantar um programa de qualidade de vida numa empresa, fazemos um levantamento das pessoas com indicações e contraindicações à atividade física, separando aquelas que usam marcapasso, têm labirintite, as gestantes e os idosos para podermos fazer grupos de comprometimento. Todos farão a atividade laboral, mas cada grupo com as suas demandas específicas a serem atendidas”, explica Nessi.

Ginástica Laboral vai ser obrigatória

Ainda tramita em votação o projeto de lei 6083/09, que foi aprovado pela Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público em 2010 para obrigar as empresas com cerca de 100 ou mais funcionários a terem um programa de ginástica laboral. Segundo Moraes, elas ainda não têm essa obrigação, mas muitas o fazem por notar os benefícios que esse tipo de atividade física trazem para os empregados e para o negócio em si. O fisioterapeuta lembra que há países que incentivam a prática da ginástica laboral, o que é ótimo para a saúde física e emocional dos empregados.

“Na realidade, a obrigatoriedade da participação do funcionário pode configurar assédio moral, por isso precisamos tomar muito cuidado. Tentamos convencer com informações e palestras, mas a empresa pode controlar a adesão deles por meio de relatórios”, alerta Moraes.

Além disso, a grande vantagem da ginástica laboral é que o clima empresarial muda, já que este é um momento lúdico, de redução do estresse. Estudos indicam que a repercussão é satisfatória na produção, na redução da abstenção e até mesmo na redução de processos jurídicos movidos contra a empresa que oferece ginástica laboral aos funcionários. “Sofremos inclusive pressão das empresas porque impactamos na produção”, diz o fisioterapeuta.

De acordo com André Nessi, as vantagens para os funcionários são variadas também, como tirar a tensão excessiva voltada ao trabalho, melhorias psicológicas e fisiológicas, melhor percepção corporal prevenindo acidentes ao melhorar a atenção, os reflexos, a agilidade e a execução correta de força e movimento ao pegar e transportar materiais, entre outras.



Ginástica para trazer bons resultados
21/01/2013
Fonte: Correio do povo

Empresas vêm adotando programas com exercícios laborais. Prática tem melhorado a rotina dos trabalhadores É com uma pequena parada de pouco mais de 15 minutos que funcionários se exercitam, ganham qualidade de vida e as empresas aumentam os lucros. A cada ano cresce o número de corporações que aderem à ginástica laboral como uma forma de elevar a produtividade dos colaboradores.

As atividades físicas e de terapias consistem em uma série de exercícios, desenvolvidos durante a jornada de trabalho, com o objetivo de contrastar com rotina de movimentos repetitivos e auxiliar na prevenção de lesões. A ginástica laboral auxilia também no aumento da condição física e psicológica dos funcionários e estimula a integração entre as equipes, de acordo com especialistas.

O presidente da Câmara Temática de Ginástica Laboral do Conselho Regional de Educação Física do Rio Grande do Sul, Lauro Aguiar, explica que a ação pode ser composta por exercícios físicos, dinâmicas de grupos, técnicas de elaxamento, atividades lúdicas e recreativas, jogos cooperativos, exercícios, técnicas respiratórias e orientais, educação, orientação postural e até com manuseio de bolas, bastões e elásticos. “A implantação de um programa de ginástica laboral traz benefícios tanto para o trabalhador, por melhorar a qualidade de vida, como também tem efeitos positivos para a empresa, já que comprovadamente reduz o absenteísmo”, afirma, ao balizar que, em média, a hora de um profissional necessita de um investimento de R$ 57,00.

A opinião sobre os benefícios dos exercícios, ainda que exista um embate sobre qual profissional tem maior competência para realizar as aulas de ginásticas, é compartilhada pelo conselheiro da Sociedade Brasileira de Fisioterapia do Trabalho Airton Luís Kleinowski. Segundo ele, a atividade motiva o profissional, evitando dores, diminuindo o stress, além garantir a redução dos gastos da empresa em tratamentos de saúde do trabalhador. “Não raro as pessoas têm tendinite, dores nas costas e lombalgia, e com o tempo, através da ginástica, conseguem mudar a postura e minimizar essas limitações”, esclarece, ao quantificar que, em média, os fisioterapeutas e terapeutas ocupacionais recebem R$ 80 por hora trabalhada.



Banrisul é homenageado pelo incentivo à prática da ginástica laboral
26/11/2012
Fonte: Assessoria de Imprensa – Banrisul

O Banrisul recebeu no dia 22/11 uma homenagem do Conselho Regional de Educação Física (CREF-RS) em reconhecimento à adoção do programa de ginástica laboral por mais de 10 anos. A distinção foi recebida pelo presidente do Banco, Túlio Zamin, no Plenário Ana Terra da Câmara Municipal de Porto Alegre.

Das empresas homenageadas no evento, o Banrisul é a que conta com o maior número de colaboradores, cerca de 11,3 mil, e tem mais de 200 profissionais de Educação Física prestando serviço na área de qualidade da vida. Ao receber o certificado da homenagem, Zamin ressaltou a preocupação da instituição com o bem-estar dos colaboradores. “O Banrisul não investe na ginástica laboral apenas para seguir as normas legais. Acreditamos que o índice de sucesso de uma organização é o bem-estar dos seus trabalhadores. Além das questões ergonométricas, existem profissionais e projetos destinados à construção de um ambiente de convívio. Nada substitui a relação entre as pessoas”, salientou..

O evento do CREF também teve palestra e apresentação de cases sobre os programas de ginástica laboral nas empresas Banrisul, Taurus e Sanremo. A apresentação do case do Banco foi feita pela coordenadora de Gestão em Qualidade de Vida, Cláudia Lucchese. Profissional de Educação Física, ela comentou que o Banco é a única instituição financeira do País a desenvolver metodologia própria e evolutiva de ginástica laboral há mais de 13 anos..

O superintendente da Unidade de Gestão de Pessoas, Gaspar Saikoski, e a equipe de Gestão em Qualidade de Vida também estiveram no evento. Além do Banrisul, outras 29 empresas foram reconhecidas. E o precursor da ginástica laboral no País, Benno Becker Junior, recebeu homenagem especial.



Ginástica laboral é tema de evento na Câmara de Vereadores
23/11/2012
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS realizou no dia 22, na Câmara Municipal de Porto Alegre, o evento O Profissional de Educação Física como protagonista da Ginástica Laboral, elaborado pela Comissão Temporária de Ginástica Laboral do Conselho, e que contou com um público de mais de 100 pessoas, entre Profissionais, estudantes e empresários.

Durante o evento, foram expostos vários cases relatando experiências inovadoras na área, além da palestra “Estratégias para o crescimento sustentável da Ginástica Laboral”, proferida pelo representante do CREF9 do Paraná, Rony Tschoeke. Na ocasião, 31 empresas com mais de 10 anos de ginástica laboral foram agraciadas com certificados. Também foi assinado pelos representantes do CREFs do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná e pela Comissão Temporária de Ginástica Laboral um parecer conjunto sobre a intervenção do Profissional em Ginástica Laboral, considerando a competência técnica e legal para sua aplicação. O estudo poderá ser utilizado pelo Sistema CONFEF/CREFs para fins de consulta e como embasamento técnico para o Projeto de Lei nº 6083/2009, que tramita no Congresso Nacional, e também na elaboração de Resoluções sobre o tema pelos CREFs, e ainda lança a data de 22 de novembro como o Dia da Ginástica Laboral.

Segundo o Presidente do CREF2/RS, Eduardo Merino, é importante destacar o trabalho dos precursores da ginástica laboral no Estado. “Com 34 anos de história no RS, a ginástica laboral é uma atividade recente, mas já é uma demanda concretizada dos trabalhadores graças ao trabalho daqueles Profissionais que em 1978 implementaram esta atividade na fábricas gaúchas”, explicou.

O presidente do Banrisul, Túlio Zamin, afirmou que o prazer e o bem estar proporcionado pela ginástica laboral no ambiente de trabalho é remédio para muitos males da vida moderna. “Além disto, nosso projeto de ginástica laboral consegue entender as complexidades do nosso negócio, seja do ponto de vista dos conhecimentos dos processos, seja no que envolve a tranquilidade das pessoas”, afirmou. O Banrisul é atualmente a empresa que mais emprega Profissionais de Educação Física na área de ginástica laboral.



Banrisul recebe homenagem do CREF2/RS pelo incentivo à ginástica laboral
22/11/2012
Fonte: Banrisul

O Banrisul vai receber, nesta quinta-feira (22), às 17h, uma homenagem concedida pelo Conselho Regional de Educação Física (CREF-RS), em reconhecimento à adoção do programa de ginástica laboral por mais de 10 anos. A distinção será recebida pelo presidente da instituição, Túlio Zamin, no Plenário Ana Terra da Câmara Municipal de Porto Alegre, na Av. Loureiro da Silva, 255, na Capital.

Além de destacar os profissionas de Educação Física como protagonistas na ginástica laboral, o evento também apresentará palestra e cases sobre os programas de ginástica laboral nas empresas Banrisul, Taurus e Sanremo. A programação será prestigiada pelo presidente do CREF-RS, Eduardo Merino.

A profissional de Educação Física, Cláudia Lucchese, que é coordenadora de Gestão em Qualidade de Vida do Banrisul, destaca que o Banco é a única instituição financeira do País a desenvolver metodologia própria e evolutiva de ginástica laboral há mais de 13 anos. "Atualmente, o Banrisul conta com 200 profissionais de Educação Física, o que representa uma valorização da qualidade de vida no trabalho", salienta.



CREF Serra é sucesso de atendimentos
13/11/2012
Fonte: CREF2/RS

O Conselho deu a largada no seu projeto de descentralização de serviços com a inauguração do Cref Serra em agosto. Funcionando em uma ampla casa na rua Antônio Ribeiro Mendes, nº 1849, bairro Pio X, o posto vem agilizando a relação com os Profissionais da Serra, fornecendo com rapidez serviços como registros, atualizações cadastrais, entregas de cédulas, coletas de digitais, além de informações gerais. No local, também há uma sala destinada a reuniões e cursos para a qualificação dos Profissionais de Educação Física.

A sede de Caxias atende a 75 municípios onde residem cerca de dois mil dos 18.600 Profissionais registrados ativos, o que representa 12,5% da categoria. Quanto às Pessoas Jurídicas, das 1.831 ativas, 290 são localizadas na Serra, ou seja, 15,5% do total das empresas. A Serra foi a primeira contemplada pela sua alta densidade de Profissionais e Pessoas Jurídicas. A região também é a segunda maior concentração de denúncias do Estado, comprovando a conscientização e a mobilização da sociedade.