Notícias




Data Inicial:
(dd/mm/aaaa)  

Data Final:
(dd/mm/aaaa)  
Título:
Palavras na Notícia:



CREF2/RS firma parceria para fazer trabalho social em Viamão
11/01/2019
Fonte: CREF2/RS

Nesta quinta-feira, dia 10 de janeiro, os vereadores do município de Viamão Guto Lopes, Rodrigo Pox e o assessor do vereador Adão Pretto Filho, Guto Rocha, visitaram o presidente do CREF2/RS, José Edgar Meurer (CREF 001953-G/RS). O objetivo do encontro foi firmar uma parceria com o Conselho, a fim de implementar trabalhos sociais em áreas de vulnerabilidade social daquela cidade. O projeto não tem caráter partidário e será totalmente voluntário.

Segundo Meurer, a primeira ação a ser desenvolvida será a entrega de parte das doações recolhidas durante a campanha Natal Sem Fome, realizado pelo Conselho. Em um segundo momento, o CREF2/RS convocará profissionais de Educação Física voluntários para desenvolver atividades físicas com crianças em situação de rua.

"A construção de uma nova perspectiva para crianças e adolescentes que vivem na rua é vital para a afirmação dos direitos humanos desta população. E o esporte é um grande motivador da ação educativa, devido ao potencial que as atividades esportivas, os jogos e as brincadeiras têm de educar promovendo, ao mesmo tempo, prazer e alegria, prevenindo as doenças crônico-degenerativas e a deterioração da vida social, evitando comportamentos nocivos, tais como o fumo, o álcool e as drogas", afirmou Meurer.

Parcerias



Ginástica Laboral faz 40 anos de existência no Brasil
27/11/2018
Fonte: CREF2/RS

Em 2018, o Sistema CONFEF/CREFs, em conjunto com a sociedade brasileira, celebram os 40 anos da implantação no país da Ginástica Laboral, uma ferramenta extremamente importante para a manutenção da saúde dos trabalhadores. Tanto em nível mundial, como nacional, a evolução desta atividade esteve intimamente ligada às transformações do mundo do trabalho e às demandas relativas à saúde dos trabalhadores. O novo ritmo de produção imposto pela Revolução Industrial, que implementou linhas de produção em série, através de grandes cadeias de produção seriais, forçaram os operários a realizar diariamente milhares de movimentos repetitivos. Ao mesmo tempo que esse gigantesco desenvolvimento manufatureiro aumentou em muito a eficiência e a produtividade, gerou em contrapartida o crescimento exponencial de novas doenças laborais, como Lesões por Esforço Repetitivos (LER), Distúrbios Osteo-Musculares (DORT), além de acidentes no chão de fábrica. Este quadro preocupante alertou pesquisadores, médicos, empregadores e sindicatos ao redor do mundo para os sérios prejuízos à saúde dos trabalhadores, acarretados pela produção massiva que se estendeu pelas cidades e campos.

O afastamento do trabalho por problemas de saúde ainda é uma realidade crescente no Brasil. De acordo com o Anuário do Sistema Público de Emprego e Renda do Dieese compilado a partir de informações do Ministério do Trabalho, em 2015, foram contabilizados 181,6 mil casos de natureza diretamente relacionada ao ambiente profissional – o que representa uma alta de 25% comparado aos dez anos anteriores.

Para elaborar uma resposta aos novos problemas laborais e proporcionar um ambiente mais sadio e seguro aos trabalhadores, fez-se necessário um estudo profundo de cada seção de trabalho, do quadro funcional, dos turnos, das características da organização e dos seus diversos setores. Estava nascendo a Ginástica Laboral, que em seus primórdios era denominada “ginástica de pausa”, implantada na indústria europeia com o objetivo de dar repouso ativo aos operários por alguns períodos durante sua jornada de trabalho. A partir deste momento histórico, a ideia toma força e se dissemina pelo mundo.

No Brasil, o Rio Grande do Sul foi pioneiro oficial na implantação do programa, quando no dia 22 de novembro de 1978, tendo como protagonista a Escola de Educação Física da FEEVALE-RS, efetivou-se o primeiro contrato com uma empresa da região para a implantação de um programa de Ginástica Laboral, baseado em análises biomecânicas e estruturada pelos profissionais de Educação Física da instituição, bem como através de parcerias com o SESI da região. A data virou um marco histórico para a atividade, tanto que em vários estados do país, o dia 22 de novembro é oficialmente considerado o Dia da Ginástica Laboral, referência importante para reforças ao conjunto da sociedade sobre o valor que estes programas têm para a saúde e para a produtividade sustentável.

Como observa o conselheiro do CREF2/RS e Ergonomista do Trabalho, Alessandro Gonçalves (CREF 005863-G/RS), o atual modelo de Ginástica Laboral representa uma importante ferramenta ergonômica e exerce papel fundamental no equilíbrio entre a saúde, produtividade e qualidade de vida dos trabalhadores envolvidos nos programas. “Utilizar a Ginástica Laboral de forma estratégica, alinhada com ações de ergonomia e segurança ocupacional é um diferencial competitivo em empresas que entendem o passado, trabalham o presente e constroem o futuro”, assegura. Alessandro explica que a atuação do profissional de Educação Física frente a programas de Ginástica Laboral exige conhecimentos em diversas áreas. “Entender o contexto em que as organizações estão inseridas irá atribuir um ganho de competitividade aos profissionais, já que a função exige identificação com o sistema de trabalho das empresas clientes. Também é obrigatório conhecer as cadeias musculares, exercícios de alongamento, relaxamento e fortalecimento muscular. Além disso é preciso entender os componentes da música, a ludicidade, o equilíbrio, a propriocepção e as rotas metabólicas”, enumera.

Alessandro argumenta que a Ginástica Laboral é aplicável onde houver trabalho, pois sempre haverá riscos biomecânicos envolvidos, portanto os programas de GL têm vários ambientes para se desenvolver. Um novo mercado a ser explorado são as zonas agrícolas. “Apesar de ainda não estar muito difundida, a prática de Ginástica Laboral em ambientes rurais pode garantir aos trabalhadores e empregadores os mesmos benefícios encontrados e já mensurados nas empresas, cujas sedes encontram-se em locais urbanizados”.

É o que acontece em Américo Brasiliense (SP), onde cerca de 200 cortadores fazem diariamente Ginástica Laboral antes de começar a trabalhar. O objetivo é prevenir doenças como lesão por esforço repetitivo, que atinge com frequência os cortadores de cana. O projeto foi criado depois de uma norma regulamentadora de 2005 exigir das empresas melhoria nas condições de trabalho e ações de prevenção a acidentes de trabalho. Isso ocorre também nas grandes empresas da cadeia produtiva do frango no Rio Grande do Sul, como a Perdigão, a Doux/Frangosul e a Minuano, que oferecem uma ampla gama de benefícios assistenciais aos seus funcionários, entre eles programas de Ginástica Laboral nas suas linhas de produção.  

De fato, são os resultados quantitativos na melhora da saúde do trabalhador e do consequente aumento da produtividade, advindo do bem-estar proporcionado pelo programa, que tornaram a Ginástica Laboral em uma atividade econômica consolidada no mercado. Segundo a presidente da Associação Brasileira de Ginástica Laboral (ABGL), Cynara Cristina Pereira (CREF 068042-G/SP), o programa está implantado em inúmeras empresas de diversos segmentos por todo o país e cresce na medida em que profissionais de Educação Física tem se especializado para desenvolver os programas, a partir da publicação e da demonstração científica dos indicadores de resultados, e se fortalece quando inovações bem sucedidas são aplicadas nos ambientes corporativos. “Dados científicos informam que o passivo gerado pelas das doenças laborais, os afastamentos e o absenteísmo oneram três vezes mais a empresa que todos os custos somados de produção, aí inclusos matéria-prima, os insumos, os salários e a logística. Portanto, é muito mais inteligente investir em programas de promoção da saúde e qualidade de vida no trabalho”, avalia.

O Rio Grande do Sul, além de ter sido vanguarda na implantação da Ginástica Laboral no país, sedia empresas com sólida cultura de promoção da saúde dos trabalhadores. Um destes exemplos é o Banrisul S/A, cujo programa de Ginástica Laboral, de acordo com a conselheira do CREF2/RS e supervisora de Ginástica Laboral e Fitness do Banrisul Cláudia Lucchese (CREF 002358-G/RS), foi construído a “quatro mãos”. “Foi em 1999 que se formou uma comissão paritária de saúde, composta de membros representando os empregados indicados pelo Sindicato da categoria e membros representantes da Empresa, dando início a um projeto piloto em algumas agências, que após seis meses já tinha indicativo de expansão às mais de 500 agências do Banrisul”, constata. Cláudia esclarece que o objetivo do programa é a prevenção das Lesões por Esforços Repetitivos – LER, especificamente os Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho – DORT e promoção da saúde ocupacional dos empregados da empresa.

Conforme a supervisora, desde a implantação poucas vezes ocorreram interrupções no programa. “Até porque esta atividade faz parte do acordo coletivo selado pelo Sindicato com o Banco". O maior problema, explica Claudia, se dá por conta da morosidade nas licitações públicas, acarretadas pelo formalismo no procedimento. “Importante ressaltar que por ser um programa qualitativo, o banco nunca buscou medidas de resultados em produtividade. A questão maior sempre foi a percepção subjetiva do empregado em relação ao programa. O quanto a prática da Ginástica Laboral colabora para a qualidade de vida no trabalho”, especifica. Os dados levantados entre os participantes pela supervisora demonstraram que 95% destes entendem que quando participam das atividades, sentem-se mais ativos, como menos desconfortos em relação às posturas exigidas no seu posto de trabalho. Também consideram que levantar da cadeira e mobilizar seu corpo e relaxar a mente tem sido o grande ganho com esse programa. “Hoje a média de participação no Banrisul é de 65% dos empregados. No momento, passamos novamente por um processo de licitação pública”, relata a supervisora.

Outro grande referencial para o setor é o Serviço Social da Indústria (SESI), pioneiro na área e grande divulgador da Ginástica laboral no país, constantemente reconhecida pelos serviços prestados em segurança e saúde no trabalho. Premiado com o Marca Brasil no período entre 2006 a 2017, distinção que reconheceu a excelente atuação do SESI em Ginástica Laboral, Medicina Ocupacional e Serviços para Semana Interna de Prevenção de Acidentes no Trabalho (Sipat), o SESI ainda teve sua Ginástica Laboral eleita por 12 anos consecutivos como o melhor programa de GL do País.

Para o superintendente do Sesi-RS, Juliano Colombo, a Ginástica Laboral busca atuar como ferramenta de promoção de saúde do trabalhador, interagindo com a política corporativa da empresa. "Nosso objetivo é contribuir para a educação postural e adaptação funcional, além de estimular o exercício físico e o comportamento saudável. Com as ações de promoção da saúde, o Sesi-RS busca contribuir para o bem estar e o aumento da produtividade da indústria. A atividade começou no Brasil, em 1978, em parceria do Sesi gaúcho com a Feevale, com o projeto Ginástica Laboral Compensatória. Hoje atuamos com o Programa Sesi Ginástica na Empresa, em 114 companhias, alcançando cerca de 8.700 trabalhadores no estado", explica. Em todo o país, o SESI Ginástica na Empresa atende diariamente 750 mil trabalhadores de 2,5 mil indústrias.

Tendo em vista a importância da Ginástica Laboral para os trabalhadores e como mercado para os profissionais de Educação Física, o CREF2/RS irá comemorar os 40 anos da implantação da Ginástica Laboral no Brasil realizando na manhã do dia 1º de dezembro o “Workshop Ginástica Laboral: Os Desafios e Oportunidades do Mercado”. O evento, com público-alvo nos profissionais e estudantes de Educação Física, inicia às 9h, com a palestra "Como criar e comercializar programas de Ginástica Laboral" ministrada pelo conselheiro Alessandro Gonçalves (CREF 005863-G/RS). O conselheiro reforçará em sua fala a prerrogativa dos profissionais de Educação Física como protagonistas da Ginástica Laboral, bem como discorrerá como realizar um planejamento sólido para criar e comercializar programas de Ginástica Laboral. A partir das 10h30min, ocorrerá um workshop prático de execícios, com encerramento das atividades previsto para as 12h.

Workshop Ginástica Laboral: Os Desafios e Oportunidades do Mercado
Data e horário: 1º de dezembro, sábado, das 9h às 12h
Local: sala 204 da FADERGS
Endereço: av. João Pessoa, 1107, bairro Farroupilha, Porto Alegre/RS
Inscrições gratuitas e mais informações podem ser obtidas pelo site http://crefrs.org.br/eventos/laboral2018/. As vagas são vagas limitadas, e encerram no dia 29 de novembro, quinta-feira
Contato: 51-3288 0200
Organização: CREF2/RS
Apoio: FADERGS

Ginástica Laboral



Conselheira do CREF2/RS participa de Semana Acadêmica na Faculdade Anhanguera
08/10/2018
Fonte: CREF2/RS

No dia 28 de setembro, a conselheira do CREF2/RS Marcia da Cruz (CREF 007542-G/RS) representou o Conselho na Primeira Semana Acadêmica do curso de Educação Física Bacharelado da Faculdade Anhanguera de Caxias do Sul. Os temas abordados pela conselheira foram a regulamentação da profissão, desde a criação do Sistema CONFEF/CREFs, até as conquistas mais recentes, como a inclusão do profissional de Educação Física no Núcleo Ampliado de Saúde da Família (NASF). O evento contou com a participação de aproximadamente 30 estudantes.

Marcia também esclareceu aos alunos como é o dia a dia de trabalho no CREF2/RS, e deu dicas de como se informar de todas as resoluções do sistema CREF/CONFEF, bem como localizar profissionais e academias registrados, além se referir às parcerias do Conselho com instituições de ensino, academias, quadras e clubes. Além disso, a palestra também tratou da legislação profissional, como a Lei de Estágio, e ressaltou a importância do trabalho de Fiscalização na repressão aos irregulares e no trabalho de orientação que realiza em suas visitas. Ao final, Márcia respondeu as questões mais presentes relativas à profissão na região de Caxias do Sul.

Instituições de Ensino Superior



Vice-presidente do CREF2/RS participa do Primeiro Congresso Internacional de Educação Física no Peru
02/08/2018
Fonte: CREF2/RS

O vice-presidente do CREF2/RS, Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), esteve presente no 'Primeiro Congresso Internacional de Educação Física", realizado de 1º a 4 agosto de 2018, na Universidad Nacional José María Arguedas (UNAJMA), localizada na cidade de Andahuaylas, situada no Departamento de Apurímac, no Peru. Lauro apresentou em sua palestra o tema “Os benefícios da Educação Física no mundo do Trabalho. Durante sua palestra, Lauro ressaltou que cada vez mais organizações empresariais buscam soluções inovadoras por meio de politicas de promoção, prevenção e educação à saúde no ambiente laboral.

“Entre as mais recentes propostas, a inserção da Educação Física no Trabalho, se apresenta como um novo e promissor mercado mundial a ser desbravado”, ressaltou. O vice-presidente afirmou que os objetivos da Educação Física no trabalho, são a realização de consultoria, assessoria e atendimento a empresa que, na compreensão das relações de produção, processo e organização do trabalho, oferece diagnósticos voltados à saúde, educação esporte e lazer dos trabalhadores, promovendo com isto a prática da atividade física mais adequada a realidade. “A expertise da Educação Física no Trabalho, engloba a capacitação e habilitação profissionais necessárias ao entendimento dos processos de trabalho e dos fatores de risco que determinam riscos à saúde, acidentes e doenças ocupacionais”, complementa.

Lauro informou que o investimento na capacitação do profissional de Educação Física neste propósito e sua inserção acontecerá de forma gradativa, incorporados inicialmente nos Serviços de Segurança e Medicina do Trabalho e a Programas de Atenção à Saúde e Bem Estar do Trabalhador, além dos relacionados à implementação de um estilo de vida ativo. “O diagnóstico, a pesquisa e o planejamento são os principais objetivos da Educação Física no Trabalho, objetivando o aprimoramento dos serviços a serem prestados à sociedade, elevando a qualidade e compromisso ético-profissional, instituindo grupos de trabalho especializados no campo laboral, na elaboração de propostas que serão colocadas para discussão nas instituições de ensino superior, estabelecendo parcerias na formação do profissional e sua normatização”, acrescentou.

Entre as propostas de atividades praticas, lauro exercitou com os participantes modelos de proposta de Educação Física no trabalho que atendam as empresas do Peru; a elaboração de ações na área da saúde do trabalhador através da Educação Física no Trabalho, tipos de exercícios para determinadas funções apresentadas, modalidade de atividades esportivas e físicas para determinado grupo de trabalhadores, propostas integradas da Educação Física às demais profissões da saúde para atender o trabalhador peruano, entre outras atividades práticas.

Ginástica Laboral



O vice-presidente do CREF2/RS do Primeiro Congresso Internacional de Educação Física no Peru
02/08/2018
Fonte: CREF2/RS

O vice-presidente do CREF2/RS, Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), esteve presente no 'Primeiro Congresso Internacional de Educação Física", realizado de 1º a 4 agosto de 2018, na Universidad Nacional José María Arguedas (UNAJMA), localizada na cidade de Andahuaylas, situada no Departamento de Apurímac, no Peru. Lauro apresentou em sua palestra o tema “Os benefícios da Educação Física no mundo do Trabalho. Durante sua palestra, Lauro ressaltou que cada vez mais organizações empresariais buscam soluções inovadoras por meio de politicas de promoção, prevenção e educação à saúde no ambiente laboral.

“Entre as mais recentes propostas, a inserção da Educação Física no Trabalho, se apresenta como um novo e promissor mercado mundial a ser desbravado”, ressaltou. O vice-presidente afirmou que os objetivos da Educação Física no trabalho, são a realização de consultoria, assessoria e atendimento a empresa que, na compreensão das relações de produção, processo e organização do trabalho, oferece diagnósticos voltados à saúde, educação esporte e lazer dos trabalhadores, promovendo com isto a prática da atividade física mais adequada a realidade. “A expertise da Educação Física no Trabalho, engloba a capacitação e habilitação profissionais necessárias ao entendimento dos processos de trabalho e dos fatores de risco que determinam riscos à saúde, acidentes e doenças ocupacionais”, complementa.

Lauro informou que o investimento na capacitação do profissional de Educação Física neste propósito e sua inserção acontecerá de forma gradativa, incorporados inicialmente nos Serviços de Segurança e Medicina do Trabalho e a Programas de Atenção à Saúde e Bem Estar do Trabalhador, além dos relacionados à implementação de um estilo de vida ativo. “O diagnóstico, a pesquisa e o planejamento são os principais objetivos da Educação Física no Trabalho, objetivando o aprimoramento dos serviços a serem prestados à sociedade, elevando a qualidade e compromisso ético-profissional, instituindo grupos de trabalho especializados no campo laboral, na elaboração de propostas que serão colocadas para discussão nas instituições de ensino superior, estabelecendo parcerias na formação do profissional e sua normatização”, acrescentou.

Entre as propostas de atividades praticas, lauro exercitou com os participantes modelos de proposta de Educação Física no trabalho que atendam as empresas do Peru; a elaboração de ações na área da saúde do trabalhador através da Educação Física no Trabalho, tipos de exercícios para determinadas funções apresentadas, modalidade de atividades esportivas e físicas para determinado grupo de trabalhadores, propostas integradas da Educação Física às demais profissões da saúde para atender o trabalhador peruano, entre outras atividades práticas.

Ginástica Laboral



CREF2/RS participa das reuniões da Comissão Especial de Combate à Obesidade Infanto-Juvenil
03/04/2018
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS tem participado das reuniões da Comissão Especial de Combate à Obesidade Infanto-Juvenil, colegiado da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, em sua visitas ao interior do estado O objetivo do encontro é debater sobre obesidade na infância e adolescente e os reflexos na saúde pública. Até o momento, foram visitados os municípios de Guaíba, Capão da Canoa, Portão e Gravataí. As próximas visitas serão em Lajeado, Santa Rosa, Rio Grande, Santa Maria, Caxias do Sul e Novo Hamburgo

O objetivo da Comissão é discutir com a comunidade gaúcha como a obesidade infanto-juvenil tem se tornado uma pandemia brasileira. Com o resultado das discussões será elaborado um livro com os dados referente ao consumo de alimentos industrializados, práticas de exercícios físicos e hábitos saudáveis, que será distribuído gratuitamente nas escolas públicas, municipais e particulares.

O Presidente da Comissão Especial de Combate à Obesidade Infanto-Juvenil, deputado Maurício Dziedricki, afirma que há uma consciência quanto ao exagerado tempo gasto em tela, em frente ao computador, TV, celular e videogame. “Sabemos que a insegurança da atividade física na rua e a vida corrida colaboram para isso, gerando tempo ocioso em casa e incremento do consumo calórico, contribuindo para o sobrepeso e obesidade”, afirma.

O deputado disse que “é preciso sublinhar a todos a gravidade da matéria com a qual trabalharão". Conforme ele, prognósticos mundiais apontam que o Brasil, nos próximos 10 anos, será o país com a maior concentração de obesos no mundo.

“Na maioria das vezes, são adotadas políticas de cura ou busca desta cura, mas com a doença já presente, ao passo que a lógica – de estudo, interpretação e produção – deveria ser a prevenção, muito em especial, da criança e do adolescente, no que diz respeito ao trato nutricional e atividade física”, ponderou, salientando a inatividade neste campo como fator impulsionador de doenças.

Nas audiências, são convidados a participar representações das secretarias estaduais de Educação e Saúde; secretarias municipais destas pastas; prefeituras municipais; Câmaras de Vereadores; os conselhos regionais de Educação Física, Nutrição, Psicologia e Medicina; conselhos municipais de Saúde e Educação; coordenadorias regionais de Educação e Saúde; Conselhos Tutelares e Conselhos de Pais e Mestres.

Segundo a presidente Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), as visitas são uma importante oportunidade de firmar parcerias com os órgãos públicos para promover a atividade física. "Cerca de 33% das crianças e adolescentes estão com sobrepeso ou obesas. Ou seja, uma em cada três crianças tem esta doença. A obesidade implica em várias outras sequelas, sejam psicológicas, como exclusão da criança, ou agressões, via bullyng. Isto pode causar sérios traumas que deveriam ser evitados com atividade física e uma alimentação saudável".

CREF2 RS participa das reuniões da Comissão Especial de Combate à Obesidade Infanto-Juvenil



Evento "O Mercado do Personal Trainer Corporativo" marca início de uma nova área de atuação na Educação Física
08/11/2017
Fonte: CREF2/RS

Cerca de 60 profissionais de Educação Física e estudantes assistiram ontem, dia 7, as palestras apresentadas no evento “O Mercado do Personal Trainer Corporativo”, promovido pela Câmara de Ginástica Laboral e Atividade na Empresa do CREF2/RS. Além de comemorar o Dia da Ginástica Laboral (22/11), o evento teve como objetivo divulgar um novo perfil de profissional para o mercado corporativo, que atua como promotor de saúde e prevencionista no mundo do trabalho, esclarecendo ao personal trainer sua importância no mundo corporativo.

Fizeram parte da mesa o vereador de Porto Alegre, Mauro Pinheiro, o conselheiro Federal do CONFEF, Carlos Alberto Cimino (CREF 001691-G/RS), o desembargador do TRT da 4ª Região, Janney Camargo Bina, a presidente do CREF2/RS, Carmen Masson (CREF 01910-G/RS), o presidente do Sindicato dos Profissionais de Educação Física do RS (Sinpef/RS), Ubirajara Brites (CREF 000416-G/RS), a presidente da Associação dos Profissionais de Educação Física do RS (APEF/RS), Luciane Citadin (CREF 000100-G/RS), o presidente da Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa e vice-presidente do CREF, Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS) e a analista Técnica do SESI/RS, Galvani Gonçalves.

O vice-presidente do CREF2/RS, Lauro Aguiar, qualificou o evento como histórico. “Este novo conceito está sendo gestado desde 2005, e o que possibilitou sua formatação foi, principalmente, o CREF2/RS por meio da presidente Carmen, que acreditou em algo tão singular e que preenche uma lacuna no mercado: profissionais que atendam as empresas com conhecimento de legislação, leis e das 36 normas regulamentadoras”.

Segundo Lauro, ao longo do tempo o CREF2/RS vem firmando parcerias com Ministérios Públicos, Polícia Civil e Procon. “No ano passado nos tornamos parceiros do TRT4, pois os magistrados estão muito preocupados quando se apresentam conflitos patrão versus empregados, e eles percebem que não houve intervenção alguma em prol da saúde do trabalhador. Portanto, temos uma responsabilidade enorme. Se depender de nós, o profissional de Educação Física estará cada vez mais presente na vida dos trabalhadores, evitando as doenças ocupacionais e, é claro, trabalhando multidisciplinarmente com outros profissionais da saúde.“

A presidente do CREF2/RS, Carmen Masson, reforçou na sua fala a necessidade da ajuda dos profissionais de Educação Física na fiscalização. "Temos 497 municípios do Estado, e mesmo que o CREF2/RS tivesse o mesmo número de fiscais, não seriam suficientes para a atual realidade". Carmen explicou que repetidamente agentes de fiscalização do DEFOR vão até algum município do interior, fazendo visita a primeira academia do roteiro. Após esta ação, o profissional fiscalizado passa mensagem de texto ou telefona para as demais academias que estão irregulares, e estas fecham as portas. "Eu preciso que vocês denunciem os irregulares. Esta denúncia é sigilosa, jamais alguém saberá quem denunciou, e só assim conseguiremos retirar as pessoas que estão ocupando ilegalmente nosso espaço profissional ".

A primeira palestra teve como tema “Gestão de Venda e Relacionamento no Mundo Corporativo” e foi ministrada por Felipe Machado (CREF 008513-G/RS). O palestrante explicou que com a concorrência, o cliente passou a ter um leque de possibilidades, todos lhe oferecendo “serviços únicos”, que no final do dia se mostram iguais devido ao fenômeno da “acomodação” das tecnologias, das pessoas e dos processos. “Ou seja, o cliente por vezes não consegue mais distinguir o caráter único dos serviços que lhe oferecemos. Moral da história: comunicar nossa oferta para o cliente já não é mais suficiente”, avalia. Felipe ressaltou a necessidade de entender o cliente, suas dores e desejos, a competência da empresa, seus produtos e serviços e a entrega de valores, que resultam em satisfação e encantamento. Ele também explicou que para se adaptar ao novo paradigma da área de Vendas e Relacionamento, é necessário que o profissional de Educação Física aprenda a criar valor para os clientes (Acolher), precisa aprender a surpreender os clientes, fazer a diferença na vida dos clientes (Encantar) além de cuidar dos clientes como se fossem únicos (Personalizar).

A segunda palestra teve como tema “A reinvenção do personal trainer para atender as demandas das empresas atuais”, sendo ministrada por Carla Lubisco (CREF 001733-G/RS). Segundo Carla, o estudo Workplace Wellness 2016, realizado pelo Instituto Global de Wellness (GWI), mostra que as empresas e governos estarão cada vez mais motivados em reverter a tendência de falta de qualidade de vida na força de trabalho. “O bem-estar no trabalho é um movimento que irá ganhar força nos próximos cinco anos. Hoje, poucas pessoas têm acesso a programas de bem-estar em seu emprego”, explica, lembrando que a média global é de 9%, e no Brasil, 5%. Já nos EUA, esse percentual é de 52%. Carla afirma que os programas de qualidade de vida como conhecemos hoje, irão desaparecer. "As ações realizadas não podem ser coercitivas e frias, devem ser por adesão e ser acolhedoras, integradoras", salienta. "É preciso criar uma nova cultura, em que o autogerenciamento da qualidade de vida também ganhe força". Para a personal trainer, os indivíduos serão mais responsáveis pela sua própria qualidade de vida.

Ela também enfatiza a necessidade de se olhar o ser humano com uma visão de 360 graus. "Ao fazer um exercício para o braço, lembrar que ele faz parte de conjunto muscular que, por sua vez, faz parte de uma pessoa que tem um sistema emocional, mental e espiritual. Ter um viés humano, olhar empaticamente o aluno. A parte técnica, mais do que nunca, é só uma das etapas".

“Qual profissional de educação física não tem dificuldade com venda?” Com esta indagação, realizada por Alessandro Gonçalves (CREF 005863-G/RS), iniciou-se a terceira palestra do evento, que abrangeu a “Inserção e a Interação do Personal Trainer nas Empresas”. Segundo Alessandro, o profissional não é preparado para realizar vendas durante sua formação. Mas existem dificuldades posteriores, pois a relação é sempre direta com o consumidor. "Quando entramos com um projeto em uma empresa, diversos níveis estratégicos, hierárquicos, táticos e operacionais coexistem, são diferentes níveis de decisão, aliados a múltiplos níveis de interesse". Muitas vezes, complementa Gonçalves, o nível gerencial que se vai atender entende que a empresa teria outras prioridades, mas a direção, que viu potencial naquele programa de atividades físicas corporativa, compreende que é necessário. “Isto te larga numa fogueira, porque tu vais ter que comprovar que teu trabalho tem valor para, hipoteticamente, 400 funcionários".

Segundo Alessandro, firmamos um contrato de três pontas: a empresa que contratou, a equipe de profissionais de Educação Física e o trabalhador. "Eu preciso fazer com que estes interesses se conectem, satisfazendo o trabalhador e a empresa como organização. E cada uma das pontas têm suas especificidades, todos, obviamente, conectados". Alessandro alerta que um grande erro estratégico é se apegar apenas no feedback do trabalhador. "Isso é bom inicialmente, mas quando houver mudanças estratégicas, é necessário estar ao lado de quem te contratou, pois a parte do trabalhador é a mais fraca para a sustentabilidade do teu projeto". Por fim, Alessandro salientou que o Personal Trainer Corporativo vai abrir muitas portas para os profissionais de Educação Física, usando, inclusive, a Ginástica laboral como ferramenta.

Personal Trainer Corporativo



Personal Trainer Corporativo abre um novo mercado para o profissional de Educação Física
19/10/2017
Fonte: CREF2/RS

Atualmente, cada vez mais organizações empresariais buscam soluções inovadoras por meio de politicas de promoção, prevenção e educação à saúde no ambiente laboral. Entre as mais recentes propostas, está a atividade de Personal Trainer Corporativo, que se apresenta como um novo e promissor mercado a ser desbravado pelos profissionais de Educação Física.

Segundo esclarece o vice-presidente do CREF2/RS e presidente da Câmara de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa, Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), a função do Personal Trainer Corporativo é realizar uma assessoria que envolva a compreensão das relações de produção, processo e organização do trabalho, oferecendo diagnósticos voltados à saúde, educação e lazer dos trabalhadores, promovendo com isto a prática da atividade física mais adequada àquela realidade. “Após finalização da análise do diagnóstico, poderão ser implementadas as mais variadas propostas de atividade física no trabalho, inclusive o programa de Ginástica Laboral, se assim conferida sua necessidade”, explica o vice-presidente.

De acordo com Aguiar, o Personal Trainer Corporativo engloba a capacitação e habilitação profissionais necessárias ao entendimento dos processos de trabalho e dos fatores de risco que determinam riscos à saúde, acidentes e doenças ocupacionais. “Acidentes acontecem, provocados pelos mais diversos fatores, entre eles preponderam a inexistência de programas de bem-estar para o trabalhador”, explica. Lauro também ressalta que é mais barato manter o empregado saudável e no emprego, do que pagar pelos seguros de saúde ou contas médicas, o que muitas vezes implicam em programas de reabilitação ou reposição de mão de obra.

Aguiar afirma que um dos méritos do Personal Trainer Corporativo é justamente reconhecer o investimento na capacitação do profissional de Educação Física, e que sua inserção acontecerá de forma gradativa, incorporados inicialmente nos Serviços de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT) e Programas de Atenção à Saúde e Bem Estar do Trabalhador, além dos relacionados à implementação de um estilo de vida ativo. “A pesquisa e planejamento são os principais objetivos do Personal Trainer Corporativo, objetivando o aprimoramento dos serviços a serem prestados à sociedade na Educação Física, elevando a qualidade e compromisso ético-profissional, instituindo grupos de trabalho especializados no campo laboral e elaborando proposta que serão colocadas para discussão nas instituições de ensino superior, estabelecendo parcerias na formação do profissional e sua normatização”, arremata.

Personal Trainer Corporativo



Fórum dos Coordenadores de Curso de Educação Física reúne representantes de 30 instituições de ensino
29/05/2017
Fonte: CREF2/RS

A Comissão de Ensino Superior e Preparação Profissional do CREF2/RS realizou, nos dias 26 e 27 de maio, o VII Fórum dos Coordenadores de Curso de Educação Física do Rio Grande do Sul. O evento, que ocorreu pela primeira vez na FADERGS, em Porto Alegre, reuniu cerca de 30 representantes de instituições de ensino de todo o Estado, para debater assuntos relacionados ao estágio e à fiscalização, bem como ao empreendedorismo e à educação a distância.

A abertura do evento, que contou com a presença do presidente do CONFEF Jorge Steinhilber (CREF 000002-G/RJ), foi feita pela presidente do CREF2/RS Carmen Masson (CREF 001910-G/RS). A sua fala, além de destacar o trabalho feito pelo Sistema CONFEF/CREFs visando o fortalecimento da profissão, que atualmente conta com 500 mil registrados em todo o país, foi complementada por Eduardo Merino (CREF 004493-G/RS), presidente da Comissão de Ensino Superior e Preparação Profissional. “O Fórum, que surgiu com a demanda de debater assuntos importantes para o dia a dia das faculdades, chega ao seu sétimo ano, com um histórico de grandes discussões, sobre temas como políticas públicas, tecnologia e saúde mental, entre outros mais”, comentou.

Já Steinhilber aproveitou a sua saudação inicial também para destacar o número significativo de coordenadores presentes no Fórum. “Isto mostra que o nosso ensino está nas mãos de pessoas preocupadas em discutir o futuro dos profissionais que estão sendo formados pelas faculdades. O Conselho, atuando politicamente, enfrenta os mesmos desafios dos professores, que é solidificar a Educação Física em todos os seus âmbitos”.

Palestras e debates

A primeira apresentação foi feita pela assessora jurídica do CREF2/RS Cristiane Costa e pela coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS). Elas explicaram o funcionamento do procedimento de fiscalização, do momento da visita aos trâmites jurídicos finais, e como a lei de estágio é inserida neste contexto. “O Conselho só verifica se há o termo de estágio assinado e já tivemos casos em que a pessoa autuada colocou a culpa na Universidade por estar fora da sua área. Eles alegaram que não tiveram a informação sobre a divisão entre a Licenciatura e o Bacharelado e que sempre tiveram autorização para fazer estágio fora do seu curso”, relatou a dupla.

O assunto, complementado por tópicos relacionados à responsabilidade técnica de academias e à disputas judiciais que o Sistema CONFEF/CREFs enfrenta atualmente quanto às lutas, ao futebol e à dança, teve prosseguimento com a palestra de Steinhilber. O Presidente do CONFEF numerou as parcerias que existem entre as instituições de ensino e os Conselhos Profissionais e apresentou um breve panorama da Educação Física e da sua evolução enquanto curso superior. “Os professores universitários precisam, mais do que nunca, auxiliar os acadêmicos para que eles criem uma identidade profissional desde o primeiro semestre”, analisou.

O segundo dia de evento, no sábado pela manhã, teve início com a palestra de Marcelo Curth (CREF 011605-G/RS), que trouxe para discussão o empreendedorismo na Educação Física. Com larga experiência na área, ele destacou que muitos egressos do curso de Educação Física têm o perfil empreendedor e que, por causa disto, as faculdades deveriam explorar mais este tema em seus currículos. “A maioria das instituições de ensino tem disciplinas de gestão, mas ainda não se dá aula com ênfase no empreendedorismo. As ferramentas necessárias para quem pretende abrir o seu próprio negócio ainda são pouco estudadas nos cursos de Educação Física”.

A última parte do Fórum foi marcada pela mesa redonda “Educação a Distância”, com as presenças de Steinhilber e de Dari Göller (CREF 002469-G/RS), da UNIJUÍ. Neste momento, todos os coordenadores puderam relatar as experiências que vivenciam em suas faculdades e o Presidente do CONFEF ainda pode reforçar o entendimento que a Educação Física não pode ser transformada em um curso totalmente a distância. O “CONFEF, junto ao Conselho Nacional de Saúde, já se movimenta na Câmara de Deputados para barrar esta ideia”, adiantou. “O EAD só pode existir se tiver qualidade, com estágios obrigatórios, material didático bem elaborado e exigências avaliativas. O desafio é fazer com que os alunos estabeleçam uma relação de troca com os outros estudantes e uma identidade profissional, mesmo longe da sala de aula”, complementou Göller.

Fórum de Coordenadores Ensino Superior



CREF2/RS participará do Dia do Desafio proposto pelo SESC/RS
16/05/2017
Fonte: CREF2/RS/SENAC/RS

A presidente do CERF2/RS, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), e o seu vice-presidente Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), participaram hoje (16), no Teatro SESC, em Porto Alegre, do lançamento regional do Dia do Desafio 2017. O evento de foi realizado simultaneamente em Caxias do Sul, Lajeado, Porto Alegre, Passo Fundo, Pelotas, Santa Maria e Santa Rosa. O Dia do Desafio (DDD) acontece sempre na última quarta-feira de maio (este ano, acontece no dia 31) e propõe que as pessoas interrompam suas atividades rotineiras e pratiquem, por pelo menos 15 minutos consecutivos, qualquer tipo de exercício físico.

Em Porto Alegre, a cerimônia reuniu autoridades como o vice-prefeito de Porto Alegre Gustavo Paim, o vereador João Bosco Vaz, o diretor de Eventos da Secretaria Municipal de Porto Alegre Claudio Franzen, parceiros e imprensa. Também estiveram presentes representantes das cidades de Viamão, Cachoeirinha, Gravataí, São Leopoldo, Novo Hamburgo, Canoas, Torres, Tramandaí, Taquara, Montenegro e municípios das respectivas áreas de abrangência.

Durante o evento, foi realizado um bate-papo com os medalhistas olímpicos Gustavo Endres (Vôlei) e Mayra Aguiar (Judô), e contou ainda com a apresentação do ganhador do The Voice Kids, Thomas Machado. Este ano, o DDD conta com o apoio do Governo do Estado e Prefeitura Municipal, além das parcerias com a Secretaria Estadual de Educação, o Centro Estadual de Treinamento Esportivo (CETE), a Prefeitura Municipal, através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, da Coordenadoria Geral da Vigilância em Saúde e Federações Gaúchas de diversas modalidades.

Segundo a presidente do CREF2/RS, o Conselho sempre é parceiro do Dia do Desafio, pois é um movimento que o SESC faz em prol da saúde. “Com isto incentiva-se que as pessoas sejam mais saudáveis ao praticarem atividade física. A ideia para este ano é termos Ginástica Laboral no Conselho no Dia do Desafio. Além disto, pretendemos sempre apoiar o SESC na sua promoção de atividades de Educação Física e dos profissionais de Educação Física”.

Lauro afirmou que a data nada mais é do que reforçar a conscientização da população para a prática de Educação Física. “Ressaltando sua importância para evitar todas as doenças associadas ao sedentarismo e a depressão, que atualmente é considerado o mal do século. Penso que evento faz com que as pessoas repensem modo de viver e seu estilo de vida para que possamos ter uma vida mais saudável.

O Sistema Fecomércio-RS/ Sesc realiza o projeto nas cidades gaúchas em parceria com as prefeituras. No Rio Grande do Sul, o Dia do Desafio foi incluído no calendário oficial do Estado a partir da Lei 12.492 de 16 de maio de 2006, de autoria do então deputado estadual Giovani Cherini.

De acordo o diretor regional do SESC/RS Luiz Tadeu Piva, o DDD foi criado no Canadá, sendo difundido mundialmente pela The Association For International Sport for All (TAFISA), entidade de promoção do esporte para todos, sediada na Alemanha. “É uma campanha de incentivo à prática regular de atividades físicas em benefício da saúde”, afirma. “Não pretendemos ter 10 milhões de atletas no Rio Grande do Sul, mas sim 10 milhões de pessoas saudáveis”, resume Luiz. O Sesc/SP coordena o evento no Continente Americano desde 2000 e no Rio Grande do Sul a ação é capitaneada pelo Sistema Fecomércio-RS/Sesc em parceria com as Prefeituras. O convite à atividade física se estende a todos, envolvendo o poder público de cada cidade, as instituições da sociedade civil, empresas, voluntários locais e os próprios participantes.

Para participar do DDD, os municípios se inscrevem previamente e devem mobilizar a comunidade a realizar alguma atividade física entre 0h e 20h do dia 31 de maio. A ação acontece em forma de disputa entre duas cidades de mesmo porte populacional em todo o continente americano ou como autodesafio. O município que mobilizar mais pessoas em relação ao número oficial de habitantes vence. Mais informações podem ser obtidas no site www.sesc-rs.com.br/diadodesafio.

Dia do Desafio 2017



CREF2/RS adere ao Programa Trabalho Seguro
10/03/2017
Fonte: CREF2/RS

A presidente do CREF2/RS Carmen Masson (CREF 001910-G/RS) e a presidente do TRT-RS, desembargadora Beatriz Renck, assinaram ontem, dia 9, no Salão Nobre do Tribunal, o termo de adesão do CREF2/RS ao Protocolo de Cooperação Técnica do Programa Trabalho Seguro. O Programa foi instituído em 2011, por iniciativa do Tribunal Superior do Trabalho e do Conselho Superior de Justiça do Trabalho, em parcerias com diversas instituições públicas e privadas, tendo como principal objetivo a prevenção de acidentes do trabalho e doenças ocupacionais.

Beatriz Renck, presidente do TRT4, afirmou na ocasião que a preocupação da Justiça do Trabalho é que haja condições de trabalho saudáveis e que não contribuam para o desenvolvimento de doenças profissionais e acidentes do trabalho. "Essa precaução se estende a todos administradores, magistrados e funcionários do Tribunal, para que possamos ter o máximo de condições necessárias no trabalho. É evidente que estudaremos com carinho a proposta de Ginástica Laboral do CREF2/RS para que também adotarmos no nosso órgão”.

A desembargadora reforçou a importância da participação do Conselho nas atividades do programa “pois hoje temos bem a noção bem clara que a atividade física é uma fonte de saúde. Antigamente nós pensávamos que a pessoa depois de uma certa idade deveria ficar em repouso, mas é justamente ao contrário, quanto mais fortalecimento muscular, menos estaremos suscetíveis a doenças como LER, DORT e acidentes do trabalho”, ressaltou.

Segundo a presidente do CREF2/RS, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), a promoção da saúde e a consequente prevenção de acidentes é uma batalha incorporada na Educação Física desde muito tempo. "Esta parceria nos dá fôlego e mais força para atingirmos os objetivos propostos. Nos sentimos muito honrados com esta parceria e almejamos a construção de vários projetos conjuntos", asseverou.

O gestor regional do Programa Trabalho Seguro, desembargador Raul Zoratto Sanvicente, comemorou a chegada da nova instituição parceira. “O CREF2 nos traz valorosas ferramentas de prevenção dentro de sua especialidade. A Ginástica Laboral, por exemplo, é um conceito que poderemos compreender melhor e aplicar em futuras ações do programa”, analisou.

O vice-presidente do CREF2/RS e presidente da Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), explicou ao gestor do Programa que o CREF2/RS quer capacitar os profissionais de Educação Física com conhecimentos dos processos industriais e empresariais. "Pretendemos que ele tenha maior aprendizado de normas, regras, CIPAs, e ergonomia, para que tenhamos um maior número de profissionais capacitados atendendo a necessidade do trabalhador". Aguiar reafirmou que a saúde proposta pela Educação Física é uma ação positiva e de prevenção. “Procuramos o Programa para obtermos informações sobre legislação e os aspectos que possam favorecer a empresa no fornecimento deste tipo de atividade”.

Também participaram da solenidade o vice-presidente do TRT-RS, desembargador João Pedro Silvestrin, o diretor-financeiro da Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho da 4ª Região (Amatra IV), juiz Márcio Lima do Amaral, o chefe do Centro Estadual da Fundação Jorge Duprat Figueiredo de Segurança e Medicina do Trabalho (Fundacentro), Luiz Gustavo Iglesias, a diretora-geral do TRT-RS, Bárbara Burgardt Casaletti e o diretor do Sindicato dos Trabalhadores do Sindicato Federal no RS (Sintrajufe-RS), Ruy Bittencourt de Almeida Neto.
Foto: Inácio do Canto/TRT-RS

Programa Trabalho Seguro



CREF2/RS e Justiça Federal fecham academia em Portão
08/03/2017
Fonte: CREF2/RS

Nesta terça-feira, dia 7, agentes do Departamento de Orientação e Fiscalização (DEFOR) do CREF2/RS realizaram ação conjunta com oficiais de justiça da 2ª Vara da Justiça Federal, em cumprimento a mandado judicial. A ação resultou em uma academia fechada no município de Portão. O estabelecimento é reincidente em infrações gravíssimas, tendo, por esta razão, sido aberta uma Ação Civil Pública contra a empresa, o que desencadeia a obrigatoriedade de realização do registro no Conselho e disponibilizar em tempo integral profissional habilitado para atender os alunos. No momento da ação, a empresa persistia na falta de regularização e havia alunos praticando atividades sem orientação de profissional habilitado.

Segundo os agentes de orientação e fiscalização, é necessário trabalhar com mais agilidade na punição contra pessoas e empresas que atuam irregulares e na ilegalidade. As parcerias com outros órgãos são importantes para complementar o trabalho, pois ampliam a capacidade de ação fiscalizatória do Conselho.

De acordo com a coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS, Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), o Conselho procura sempre orientar as empresas a cumprirem a legislação. “Ocorre que muitas descumprem ou não regularizam a situação no prazo estipulado, insistem em continuar atuando na ilegalidade e prestando serviços de forma irregular ao consumidor”, afirmou. Segundo Fernanda, se após a orientação as empresas não cumprirem a legislação, elas serão solicitadas a encerrar suas atividades até trabalharem de acordo com a lei.

Já a oficial de Justiça Federal Rosane Padilha afirmou que o TRF4 está atento a questões ligadas à saúde da população. “Neste caso, a ausência de um profissional de Educação Física registrado ministrando exercícios da forma correta pode acarretar sérios problemas para os usuários desta academia”, argumentou.

DEFOR



CREF2/RS comemora Dia Estadual da Ginástica Laboral com evento na Assembleia Legislativa
23/11/2016
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS, por meio da sua Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa, com o apoio do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região, realizou ontem, dia 22, no Plenarinho da Assembleia Legislativa do estado, o evento “Ginástica Laboral, Atividade Física na Empresa e o Trabalho Seguro”. O objetivo foi divulgar e consolidar a atuação do profissional de Educação Física como protagonista nas atividades de prevenção da saúde do trabalhador. A data foi escolhida pois, em 22 de novembro de 1978, foi formalizado o primeiro contrato de Ginástica Laboral no Brasil, firmado pelo SESI/RS e a faculdade de Educação Física da FEEVALE, sendo posteriormente transformada em Dia Estadual da Ginástica Laboral pela Lei 14.418, de autoria do Deputado Estadual Adilson Troca.

O evento foi marcado pelo lançamento do livro “Ginástica Laboral: Prerrogativa do profissional de Educação Física”, escrito por especialistas ligados ao Sistema CONFEF/CREFs, e também pela entrega do Prêmio de Reconhecimento à Prestação de Serviço de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa à SER – SAÚDE, EDUCAÇÃO E REABILITAÇÃO, empresa que atua desde 1990 no mercado. A premiação foi recebida pelo sócio da SER, Marco Aurélio Scharcow (CREF 002463-G/RS). Ao final do evento, foi realizada a palestra “A atuação do profissional de Educação Física na promoção da saúde do trabalhador”, ministrada Rony Tschoeke (CREF 004979-G/PR), conselheiro do CREF9/PR e autor de diversos livros sobre o tema.

Segundo o vice-presidente do CREF2/RS e presidente da Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa, Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), o livro Ginástica Laboral: Prerrogativa do profissional de Educação Física” foi escrito por cinco conselhos e coordenado pelo presidente do CREF9/PR Eduardo Branco (CREF 000009-G/PR) e membros e profissionais da Câmara Técnica do SESI. “E também é resultado de muitas parcerias que fizemos, como o Procom, MP, Polícia Civil e agora, fechando com chave de ouro, com o Tribunal Regional de Trabalho da 4ª Região, onde tive a felicidade de conhecer desembargador Raul Sanvicente, e ele falou uma coisa certa: a Ginástica Laboral é apenas uma ferramenta para entrarmos na empresa, existem outros programas de atividade física que podem ser utilizados”. Para tanto, completou Lauro, “este livro que estamos lançando vai mostrar os parâmetros para implantar um programa de Ginástica Laboral”.

Adriano Soares da Silva, analista da Gerência de Produção do SESI, explicou que existe um trabalho árduo para que os ambientes de trabalho sejam saudáveis. “E a Ginástica Laboral é um dos serviços que nós oferecemos. Hoje não vemos o profissional de Educação Física apenas para alongar e reforçar a musculatura. Nós cremos que ele é o promotor de saúde dentro do ambiente de trabalho, pois é a pessoa com conhecimentos para educar ou reeducar o trabalhador na atividade física”, avaliou. Silva disse que SESI trabalha de forma articulada, com o profissional de Educação Física atuando junto a fisioterapeutas, nutricionistas e assistentes sociais, sempre pensando na melhor estratégia apara atender as empresas.

O desembargador do TRT4, Raul Sanvicente, gestor do programa Trabalho Seguro, instituído pelo Tribunal Superior do Trabalho, afirma que o programa representa uma face diferente do que é o dia a dia do Judiciário Trabalhista, onde o juiz aguarda as demandas e julga, devolvendo para a sociedade uma sentença. “Este programa seria como se o juiz saísse do gabinete e fosse conviver com a sociedade pró-ativamente para o desenvolvimento de uma cultura de prevenção”, avalia. O desembargador afirmou que o Tribunal humildemente se junta e reconhece todas estas iniciativas em prol de hábitos saudáveis, “pois sabemos que há muitos anos profissionais de Educação Física se dedicam ao assunto”.

Esse programa, continua Sanvicente, “funciona através de parcerias com várias instituições, e é muito enriquecedor estender esta parceria ao CREF2/RS”. O desembargador explicou que busca nesta interação com a sociedade a efetividade do programa, pois o Tribunal sempre ressalta que não adianta apenas formalidade. "Penso que com a parceria com o CREf2/RS, que deve se dar em março, após os trâmites burocráticos, vamos conhecer melhor a Ginástica Laboral, podendo levar esclarecimentos aos juízes e aos servidores em relação a esta atividade.

A presidente do CREF2/RS, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), ressaltou a trajetória de lutas que o Conselho vem desenvolvendo ao longo do tempo, mobilizando inclusive o CONFEF para expandir a ideia. "Com isto, organizamos este livro, que pode parecer, em uma passada rápida, algo simbólico, mas tem um peso muito significativo, pois nos abre espaço de representatividade da Ginástica Laboral em nível federal". Carmen explicou que a Ginástica Laboral é encargo do profissional de Educação Física e tem como objetivo a prevenção de doenças, sendo a forma mais efetiva e barata de investimento na saúde. "Pesquisas mostram que toda pessoa sedentária tem 100% de chances de ter problemas cardíacos. Se ela fizer atividade física regularmente baixa esta probabilidade para 66%. Está na hora de investirmos na atividade física e desafogarmos os hospitais brasileiros”.

A Atuação do Profissional de Educação Física na promoção da saúde do trabalhador

O Conselheiro do CREF9/PR Rony Tschoeke (CREF 004979-G/PR) afirmou em sua palestra que, depois da folha de pagamento, o segundo maior custo das empresas atualmente são com planos de saúde."Ou seja, a sinistralidade é cada vez maior, com as pessoas recorrendo em massa aos planos de saúde, fazendo exames mais complexos e com isto tem onerado tanto as operadoras quantos as empresas que têm que pagar por estes custos".

Rony afirmou que uma pergunta intrigante e recorrente nas pesquisas sobre saúde é "por que você não faz atividade física regularmente?". A resposta invariavelmente é falta de tempo. "O que seria compreensível, se as pessoas não afirmassem nestas mesmas pesquisas que assistem TV em média de 12 a 14 horas por semana", explica Rony, alertando que são recomendados 150 minutos de atividade física por semana.

"Será que a culpa é do progresso?", questiona Rony. "Se formos pensar nas três revoluções industriais, podemos constatar houve mudanças significativas na vida das pessoas. Hoje vivemos a quarta Revolução Industrial, que traz a realidade virtual. Isto trará efeitos para nossas vidas, tanto é que o Fórum de Davos já incluiu qualidade de vida em seus debates".

O conselheiro afirma que a Ginástica Laboral tem um papel muito importante no atual momento histórico, e que o desafio é aprender a ensinar os trabalhadores a serem fisicamente mais ativos. "Temos que unir esforços distintos em uma estratégia integrada de promoção de saúde", ressalta, lembrando que já em 2005, a Conferência Internacional sobre Promoção da Saúde, realizada em Bangkok, afirmava que o setor privado tem a responsabilidade de assegurar a saúde dos seus empregados, suas famílias e comunidades.

Rony ponderou que os profissionais de Educação Física tem que ser um pouco mais sedutores no marketing social. "Transformando a atividade física não em obrigação, mas sim em um desejo. Para isto, é necessário utilizar cinco pilares: engajamento dos líderes, criar pertencimento, ética e buscar as ações que têm trazido melhores resultados e sustentabilidade", definiu.

Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa



CREF2/RS participa do VI Seminário de Fiscalização Profissional
14/11/2016
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS participou nesta sexta sexta-feira, dia 11, do VI Seminário de Fiscalização Profissional promovido pelo Fórum dos Conselhos Regionais e Ordens das Profissões e com apoio da OAB/RS. A iniciativa teve como tema “Ações conjuntas entre Conselhos Regionais e Ordens das Profissões com entidades Públicas – Foco na gestão pública”. O evento foi realizado no Auditório Mondercil Paulo de Moraes do Ministério Público do Rio Grande do Sul.

Durante o Seminário, foram debatidos temas como ações de parcerias entre as diversas instituições que, de forma direta ou indireta, contribuem para a realização das atividades de fiscalização como PROCON, Ministério Público, Brigada Militar e Tribunal de Contas da União e do Estado. Também esteve na pauta outros temas como ações do Grupo de Agentes Jurídicos dos Conselhos e Ordens (GAJ), no que se refere à dívida ativa e ao exercício ilegal da profissão, e a discussão sobre a campanha 10 Medidas contra a corrupção.

O vice-presidente do CREF2/RS, Lauro Ubirajara de Aguiar (CREF 002782-G/RS) ressaltou as ações em conjunto com o serviço público, que podem orientar o judiciário em questões ligadas aos conselhos. “Nem todos os juízes têm expertises em áreas ligadas às profissões regulamentadas. Por isto, cada vez mais firmamos termos de cooperação com a FAMURS, OAB, TRT para termos um aporte mais objetivo, já que o Estado não está respondendo a altura dos seus encargos”, disse.

Para a fiscal Cláudia Miranda (CREF-009683), o Seminário foi uma excelente oportunidade para troca de experiências com outros conselhos profissionais regulamentados, além da possibilidade de dialogar com órgãos públicos. “Com isto, podemos ter outros exemplos de abordagem, além de divulgarmos e desmitificarmos o trabalho da fiscalização”, afirmou.

DEFOR



VI Seminário de Fiscalização Profissional ocorre nesta sexta-feira
09/11/2016
Fonte: CREF2/RS

O VI Seminário de Fiscalização Profissional ocorrerá nesta sexta-feira (11), das 8h30min às 17h, tendo como tema central “Ações conjuntas entre Conselhos Regionais e Ordens das Profissões com entidades Públicas - Foco na gestão pública”. O evento acontece no Ministério Público do RS, em Porto Alegre (Auditório Mondercil Paulo de Moraes – Av. Aureliano de Figueiredo Pinto, 80 – 3º.and. Bairro Praia de Belas).

Na oportunidade, serão debatidas ações de parcerias entre as diversas instituições públicas que direta ou indiretamente contribuem para a realização das atividades, mais precisamente, da Fiscalização, tais como Ministério Público, FAMURS e Tribunal de Contas da União e do Estado. Estão em pauta, também, as ações do Grupo de Agentes Jurídicos dos Conselhos e Ordens – GAJ, no que se refere à dívida ativa e exercício ilegal da profissão. O acesso é liberado a todos os interessados.

VI Seminário de Fiscalização Profissional
Horário: das 8h30min às 17h
Tema: “Ações conjuntas entre Conselhos Regionais e Ordens das Profissões com entidades Públicas - Foco na gestão pública”
Local: Ministério Público do RS, Auditório Mondercil Paulo de Moraes – Av. Aureliano de Figueiredo Pinto, 80 – 3º.and., Porto Alegre
O acesso é liberado a todos os interessados.

DEFOR



VI Seminário de Fiscalização Profissional ocorre nesta sexta-feira
09/11/2016
Fonte: CREF2/RS

O VI Seminário de Fiscalização Profissional ocorrerá nesta sexta-feira (11), das 8h30min às 17h, tendo como tema central “Ações conjuntas entre Conselhos Regionais e Ordens das Profissões com entidades Públicas - Foco na gestão pública”. O evento acontece no Ministério Público do RS, em Porto Alegre (Auditório Mondercil Paulo de Moraes – Av. Aureliano de Figueiredo Pinto, 80 – 3º.and. Bairro Praia de Belas).

Na oportunidade, serão debatidas ações de parcerias entre as diversas instituições públicas que direta ou indiretamente contribuem para a realização das atividades, mais precisamente, da Fiscalização, tais como Ministério Público, FAMURS e Tribunal de Contas da União e do Estado. Estão em pauta, também, as ações do Grupo de Agentes Jurídicos dos Conselhos e Ordens – GAJ, no que se refere à dívida ativa e exercício ilegal da profissão. O acesso é liberado a todos os interessados.

VI Seminário de Fiscalização Profissional
Horário: das 8h30min às 17h
Tema: “Ações conjuntas entre Conselhos Regionais e Ordens das Profissões com entidades Públicas - Foco na gestão pública”
Local: Ministério Público/RS, Auditório Mondercil Paulo de Moraes – Av. Aureliano de Figueiredo Pinto, 80 – 3º.and., Porto Alegre
O acesso é liberado a todos os interessados.

DEFOR



Câmara de Ginástica Laboral relata reuniões com TRT4 e SECRASO/RS
30/06/2016
Fonte: CREF2/RS

A Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa do CREF2/RS reuniu-se na sede do Conselho na manhã desta quarta-feira, 29 de março. Na ocasião, foi feito o resumo da reunião feita pelos integrantes da Câmara com o desembargador do TRT4, Raul Zoratto Sanvicente, também gestor regional do Programa Trabalho Seguro do Governo Federal, propondo ações e parcerias entre o CREF2/RS e o Tribunal.

Também houve o relato da reunião com Wilson Moreira, secretário-geral e coordenador das delegacias regionais da Sindicato Representativo da Categoria Econômica (SECRASO/RS), realizado no dia 29. A Câmara buscou apoio da instituição para chegar a um valor de referência para o serviço de Ginástica Laboral. O Sindicato posicionou-se favoravelmente a uma aproximação com o CREF2/RS, inclusive estreitando laços entre seus departamentos jurídicos.

Por fim, tratou-se da criação de uma Resolução relativa à qualidade mínima e segura necessária para a prestação do serviço de Ginástica Laboral. Os membros da Câmara ficaram responsáveis de reunir material para dar consistência à Resolução, dentre eles termos de referência de licitações, contratatos de empresas privadas, artigos cientficos relacionados ao tema e requisitos mínimos ao profissional de Educação Física.

Estiveram presentes à reunião o presidente da Câmara e vice-presidente do CREF2/RS Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), Tony Izaguirre (CREF 002462-G/RS) e a assessora Jurídica Cristiane Costa.

Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física



Reunião da Câmara da Saúde do Fórum-RS ocorre no CREF2/RS
22/06/2016
Fonte: CREF2/RS

Na manhã desta quarta-feira, dia 22 de junho, o CREF2/RS sediou a reunião da Câmara da Saúde do Fórum dos Conselhos Regionais e Ordens das Profissões do Rio Grande do Sul (Fórum-RS). O encontro, que contou com a presença de representantes do CRF-RS, CRMV-RS, CRBM-5 e do CRTR-RS, serviu para debater a realização do II Simpósio Fórum-RS e questões relacionadas ao alvará sanitário para Pessoas Jurídicas. O CREF2/RS foi representado pela presidente Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), que também coordena a Câmara, e pelo vice-presidente Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS).

Além destes, outro tema abordado foi a inclusão da Câmara da Saúde na Comissão Especial da Saúde da OAB/RS. Os grupos, que unirão forças para realizar atividades em conjunto a partir de agora, também contarão com a contribuição da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Como salientou Everton Borges, assessor de relações institucionais do CRF-RS, estas parcerias são importantes para o desenvolvimento de políticas de prevenção de doenças, não só de tratamento “Também queremos dar andamento às questões que se referem à inclusão das demais áreas da saúde nos planos de saúde, algo muito importante para a sociedade”, pontuou.

O II Simpósio do Fórum-RS, que será realizado no dia 6 de julho na sede do Conselho Regional de Administração (CRA-RS), tem o intuito de promover a integração dos Conselhos da saúde entre si e com a sociedade. Aguiar, que realizará a palestra “Ações integrantes na prevenção da saúde dos gaúchos” durante o evento, convidou todos os presentes para participar. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas aqui, até o dia 5 de julho.

Quanto ao alvará sanitário, os presentes discutiram a criação de uma exigência de registro nos Conselhos Profissionais para que as Pessoas Jurídicas possam obtê-los junto às Prefeituras. Como destacaram os integrantes da Câmara da Saúde, esta determinação seria bastante benéfica à sociedade, pois ajudaria a compensar a atual falta de normatização para a obtenção do documento e também auxiliaria a fiscalização de estabelecimentos relacionados à área da saúde. O assunto deverá ser levado para debate também na Comissão Especial da Saúde da OAB/RS.

Fórum-RS Câmara da Saúde



CREF2/RS participa de reunião do Grupo de Agentes Fiscais do Fórum-RS
31/05/2016
Fonte: CREF2/RS

No último dia 30, ocorreu a reunião do Grupo de Agentes Fiscais do Fórum dos Conselhos Profissionais do Rio Grande do Sul (GAF) realizada na Federação de Associações de Municípios do RS (FAMURS).

Na pauta, foram debatida as ações conjuntas de fiscalização entre conselhos e Procons, ações colaborativas e propositivas com os gestores públicos e o desenvolvimento do material técnico de apoio aos gestores públicos e a participação na organização do VI Seminário de Fiscalização do Fórum-RS.

Participaram representando o CREF2/RS o vice-presidente da entidade Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS) e a coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação, Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS). Segundo Fernanda, a reunião foi bastante positiva. “Tratamos de ações para instrumentalizar cada vez mais os fiscais dos conselhos e promover ações para o bem da sociedade”, afirmou. Lauro concordou com a qualidade da reunião. “Contando com agentes fiscais de diversos conselhos das profissões, pudemos elaborar ações e parcerias com a FAMURS”, explicou.

Estiveram presentes representantes dos Conselhos Profissionais de Administração, Biologia, Biomedicina, Economia, Educação Física, Engenharia e Agronomia, Farmácia, Fisioterapia e TO, Nutricionistas, Psicologia, Química, Odontologia, Relações Públicas e Técnicos em Radiologia.

DEFOR



CMD de Caxias do Sul, CREF2/RS e representantes de lutas reúnem-se na Serra
16/02/2016
Fonte: CREF2/RS

O Conselho Municipal do Desporto (CMD) de Caxias do Sul, o CREF2/RS e representantes de várias modalidades de luta da região da Serra reuniram-se no último dia 12. De acordo com a presidente do Conselho Municipal de Desporto e conselheira do CREF2/RS, Márcia Rohr da Cruz (CREF 007542-G/RS), o encontro foi uma resposta à solicitação da comunidade da Região e dos profissionais destes esportes que cobravam maior fiscalização por parte do CREF2/RS e das autoridades locais.

Durante a reunião, a advogada do CREF2/RS Andréia Zucheto Araújo explicou que atualmente o Conselho está impedido de fiscalizar estas modalidades devido à decisão do recurso especial 1.012.692 do STJ, na qual os Ministros entenderam que a orientação das lutas não é exclusividade dos profissionais de Educação Física. Já o presidente da Câmara Técnica de Lutas do CREF/RS, Felipe Gomes Martinez (CREF 003930?G/RS), recordou o início da sua carreira como atleta de judô, e ressaltou a importância da presença do profissional de Educação Física no ambiente das lutas e artes marciais. “Estas modalidades vão além do aprendizado empírico ou da mera atividade física, caracterizando um processo de formação pessoal que envolve ética, hierarquia, disciplina e a construção da cidadania”, assegurou.

Todos os representantes manifestaram o desejo de que se tenha algum tipo de fiscalização na modalidade, e por consenso foi proposto levar ao Sistema CONFEF/CREFs a ideia da organização de cursos de qualificação técnica para atuação nas diferentes modalidades de luta, travando parcerias com Instituições de Ensino Superior. A presidente do Conselho Márcia Rohr da Cruz informou que será realizada uma pesquisa sobre a lei que dá origem às Federações e Confederações das diferentes modalidades de lutas, onde será verificada a quem está atribuída a fiscalização da atuação dos Profissionais. Segundo Márcia, a reunião foi um grande avanço na discussão do tema. “Demos um passo importante na busca do equilíbrio entre as partes envolvidas nestas modalidades”, afirmou.

Lutas



Novos Conselheiros tomam posse nesta sexta-feira
23/10/2015
Fonte: CREF2/RS

A cerimônia de posse dos novos Conselheiros do CREF2/RS foi realizada na manhã de hoje (23), no Hotel Holiday Inn, em Porto Alegre. O evento, que contou com um café da manhã para os presentes, marcou a entrada de 14 membros (dez efetivos e quatro suplentes), eleitos em setembro. O mandato, que inicia em 30 de outubro, é para seis anos e se encerra em 2021.

A presidente Carmen Masson (CREF 001910-G/RS) foi quem fez o discurso de abertura. Ela frisou que o momento representa o fim e o início de uma nova gestão, mas que o trabalho, que rendeu muitos benefícios aos profissionais registrados e à comunidade em geral, será conduzido da mesma forma, com mudanças para melhor. "É com muito orgulho que temos visto o nosso Conselho crescer dia a dia, com parcerias, conquistas em todas as áreas e a atuação incansável de todos vocês", destacou.

Como frisou Carmen, os novos Conselheiros tomaram posse com o objetivo de defender a Educação Física e de valorizar a profissão em todos os segmentos da sociedade. A ideia é que o CREF2/RS, pelos próximos seis anos, se aproxime ainda mais dos profissionais registrados e consiga desenvolver ações em prol da categoria, sempre de forma ética, moral e legal. "Somente com a união e com o trabalho é que a gente vai conseguir que o Conselho conquiste ainda mais espaços, garantindo que todas as pessoas sejam atendidas por profissionais de Educação Física em todos os locais", encerrou.

Em reunião, os novos Conselheiros irão definir também os novos componentes da Diretoria. Confira abaixo quem são eles:

GIOVANNI BAVARESCO (CREF 001512-G/RS): é graduado pelo IPA e possui pós-graduação em Treinamento Desportivo. Já foi conselheiro do CREF2/RS e atualmente é o diretor da CBrasil, empresa que há 22 anos promove cursos de especialização para professores, estudantes e profissionais das áreas de Educação Física, Nutrição e Fisioterapia.

EDUARDO MERINO (CREF 004493-G/RS): é graduado pela UFRGS e doutor em Ciências do Esporte. Atuou por oito anos como coordenador do curso de Educação Física da ULBRA e foi presidente do CREF2/RS entre 2010 e 2014. Atualmente é professor da UFPel e presidente da Comissão de Ensino Superior e Preparação Profissional do Conselho.

CARMEN ROSANE MASSON (CREF 001910-G/RS): é graduada em Educação Física pelo IPA e mestre em Saúde Coletiva pela Unisinos. Foi coordenadora da Secretaria de Esportes de Porto Alegre e da ESEF da Brigada Militar. Atualmente é presidente do CREF2/RS.

ALEXANDRE MOURA GRECO (CREF 004204-G/RS): é graduado pelo IPA e mestre em Reabilitação e Inclusão Social pela mesma instituição e possui MBA em Gestão Estratégicas de Negócios e em Marketing Digital, ambos pela ESPM. Desde 2013, é o coordenador geral das academias do SESC-RS e atua também como professor dos cursos de pós-graduação da Uningá (Santa Maria), HORUS Chapecó, UNISUL (Florianópolis) e da Faculdade da Serra Gaúcha (Caxias do Sul).

ANA MARIA HAAS (CREF 004563-G/RS): é graduada pela Feevale e oficial da Brigada Militar desde 1986. Foi comandante da Escola de Educação Física da Brigada Militar entre 2002 e 2003 e conselheira do CREF2/RS de 2003 a 2005.

SONIA MARIA WAENGERTNER (CREF 007781-G/RS): é graduada pela UFRGS e foi professora da rede estadual de ensino por 25 anos. É representante do CREF2/RS no comitê fundador da Rede OS Porto Alegre e conselheira há seis anos. Na década de 90, foi também diretoria eleita de escola.

ROSA MARIA MARIN PACHECO (CREF 000059-G/RS): é graduada pelo IPA e possui pós-graduação em Medicina e Ciências do Esporte pela PUCRS e em Treinamento Neuromuscular pela UFRGS. Foi presidente da Associação das Academias do Rio Grande do Sul (ACAD/RS) entre 2008 e 2010. É proprietária da academia Espaço Ativo desde 1992.

LEOMAR TESCHE (CREF 000129-G/RS): é graduado pela Feevale e docente do curso de Educação Física da Unijuí há 32 anos. É doutor em Educação pela Unimep (Piracicaba) e pós-doutor pelo Instituto de Ciências dos Esportes da Universidade de Tübingen (Alemanha). Autor de diversos livros sobre a história da Educação Física no Rio Grande do Sul, atualmente coordena o intercâmbio entre a Unijuí, a Universidade Uni-Tubingen e o Instituto Carlos Linneo de Oberá (Argentina).

DÉBORA RIOS GARCIA (CREF 002202-G/RS): é graduada pelo IPA e possui especialização em Gestão Escolar e Coordenação Pedagógica e mestrado em Ciências do Movimento Humano, ambos pela UFRGS. Atualmente é professora do curso de Educação Física da Faculdade Sogipa e da pós-graduação do Instituto de Administração Hospitalar e Ciências da Saúde (IAHCS).

ALESSANDRO DE AZAMBUJA GAMBOA (CREF 001534-G/RS): é graduado pelo IPA e possui pós-graduação em Ciências da Saúde (PUCRS) e em Administração e Marketing Esportivo (Universidade Gama Filho). É sócio-diretor da G2 Sports, consultor de academias e coordenador geral de eventos relacionados à Educação Física e à saúde.

Membros suplentes:

FELIPE GOMES MARTINEZ (CREF 003930-G/RS): é graduado pela UFRGS e possui especialização em Psicopedagogia Clínica pela Unilassale. É graduado também em Ciências Jurídicas e Sociais pela PUCRS, auditor do Tribunal de Justiça Desportiva da Federação Gaúcha de Judô e integra a Comissão de Ética Profissional do CREF2/RS.

MARCIA ROHR DA CRUZ (CREF 007542-G/RS): é graduada em Educação Física pela UCS e em Administração pela Unisinos. Possui mestrado e doutorado em Administração pela mesma instituição e é presidente do Conselho Municipal do Desporto de Caxias do Sul.

CLÁUDIA RAMOS LUCCHESE (CREF 002358-G/RS): é graduada pela UFRGS e possui pós-graduação em Medicina e Ciências do Esporte (UFRGS) e em Ergonomia (UGF). É coordenadora dos programas de Qualidade de Vida no Banrisul e certificada pela International Stress Management Association em gerenciamento do stress no trabalho.

CLERY QUINHONES DE LIMA (CREF 000297-G/RS): é graduado pela UFSM, pós-graduado em Técnicas Desportivas – Handebol, jornalista e mestre em Comunicação Esportiva. Foi conselheiro do CREF2/RS entre 1999 e 2003 e atualmente desempenha a função de delegado adjunto da FIEP-RS e de secretário do Conselho Municipal de Esportes e Lazer de Santa Maria. Edita o jornal mensal Saúde pela Prática e o site www.santamriaolimpiada2016.com.br.

Conselheiros Plenária



Departamentos de Fiscalização do CREF2/RS e do Crefito5 realizam reunião conjunta
09/10/2015
Fonte: CREF2/RS

Nesta quinta-feira (8), o Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS e o Departamento de Fiscalização (DEFIS) do Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Crefito5) estiveram reunidos na sede do CREF2/RS, dando prosseguimento ao processo de aproximação das duas autarquias. Na pauta, foram debatidas as atribuições das duas profissões, parcerias em fiscalizações e o lançamento de um protocolo de intenções conjunto, bem como a realização de audiências públicas e eventos coletivos. Também foram tratadas questões relativas à prática de Zumba e do Pilates.

Na ocasião, a presidente do CREF2/RS Carmen Masson (CREF 001910-G/RS) discorreu sobre o trabalho multidisciplinar e as atribuições de cada área. “Ao observar os profissionais ligados à saúde atuando, percebe-se uma tendência para a individualização, restringindo o exercício multidisciplinar”, afirmou. “Quanto mais nos conhecemos, mais nos respeitamos, alcançando com isto a interdisciplinaridade”, sintetizou Carmen. A coordenadora do DEFOR, Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), observou que ainda persiste a desinformação sobre as atribuições de cada profissão. “Comprovamos isto em nossas fiscalizações. Nestes casos, trabalhamos com a orientação, acima de tudo”.

Segundo Simone Camponi, coordenadora do DEFIS, muitas vezes fica imperceptível à população as diferenças profissionais entre fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais e os profissionais de Educação Física. “É muito importante que haja clareza nas atribuições das profissões, resultando em segurança na escolha do tratamento por parte dos pacientes”. A coordenadora da Fiscalização do Crefito, Silvana Halmenschlager, frisou que o encontro dá uma excelente contribuição para tratar das áreas "sombreadas" entre as profissões ligadas à saúde. “Temos atribuições muito próximas, mas bem delineadas”, afirmou.

DEFOR



Câmara Técnica de Esportes de Aventura reúne-se com empresa de montanhismo
16/06/2015
Fonte: CREF2/RS

O secretário da Câmara Técnica de Esportes de Aventura Marco Aurélio Scharcow (CREF 002463-G/RS) reuniu-se, na última sexta-feira (12/06), com Orlei Silveira Resende Júnior(CREF 003579-G/RS), proprietário da Mundo Vertical, empresa que desde 1995 opera com montanhismo, escalada em rocha, indoor e rapel no sul do Brasil. O objetivo do encontro foi traçar estratégias para uma maior divulgação dos esportes radicais no Estado, desenvolvendo oportunidades de negócio em todo o Rio Grande do Sul.

“É fundamental atuarmos em sintonia com o Conselho na divulgação dos cases de sucesso, sempre ressaltando o trabalho de profissional de Educação Física como imprescindível para a prática segura desta atividade”, explicou Resende Jr. Já Scharcow afirmou que a Câmara irá em breve entrar em contato com prefeituras dos municípios onde ocorram esportes de aventura, além de prospectar locais alternativos para a prática da atividade. “Com isto, novos roteiros e parcerias deverão ser criados, reforçando a cooperação técnica com as prefeituras e o fortalecendo as estratégias conjuntas para o desenvolvimento de políticas do setor de turismo e esportes radicais. Isto também trará diversificação das economias locais, inclusive com a aproximação dos proprietários rurais e donos de pousadas”, avaliou.

Esportes Radicais



Reunião da Câmara Técnica de Esportes de Aventura é nesta quinta-feira em Caxias do Sul
12/05/2015
Fonte: CREF2/RS

Na quinta-feira (14), a Câmara Técnica de Esportes de Aventura vai se reunir mais uma vez no CREF Serra, em Caxias do Sul. O grupo, coordenado por Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS) e Marco Aurélio Scharcow (CREF 002463-G/RS), discutirá, entre outros assuntos, as necessidades e os meios de preparar os profissionais de Educação Física para estas modalidades. A grade curricular dos cursos de graduação e o mercado de trabalho para a área também entrarão em debate.

O encontro dará continuidade ao trabalho iniciado em março e em abril, que contou com a presença de Ednei Torresini (CREF 003786-G/RS), Rotechild Prestes (CREF 007786-P/RS) e Thomas Schulze (CREF 013024-G/RS). "Queremos oferecer para o mercado um profissional com conhecimentos para dar todo suporte, de primeiros socorros a outras questões relacionadas à segurança", explica Scharcow. Como adianta Aguiar, o intuito da Câmara Técnica também é a aproximação com as instituições parcerias e estratégicas para a capacitação dos profissionais de Educação Física.

A reunião, marcada para as 19h, é aberta a todos os interessados. Para participar, confirme presença pelo e-mail secretaria@crefrs.org.br ou pelo telefone (51) 3288-0200.

Reunião da Câmara Técnica de Esportes de Aventura
Quinta-feira, dia 14 de maio, às 19h
Local: CREF Serra (Rua Antônio Ribeiro Mendes, 1849 – Pio X)



Comissão de Saúde e Meio Ambiente da Assembleia Legislativa dá andamento ao novo Código Sanitário Estadual
04/03/2015
Fonte: CREF2/RS

Na manhã desta quarta-feira (4), a Comissão de Saúde e Meio Ambiente da Assembleia Legislativa reuniu-se pela primeira vez em 2015. Além de apresentar os seus novos componentes e o presidente recém-eleito Vadelci Oliveira, o grupo também deu continuidade ao PL 272-2014, que institui novo Código Sanitário Estadual. A elaboração do projeto, realizada entre 2013 e 2014, contou com a participação do CREF2/RS e dos demais conselhos integrantes da Câmara de Saúde do Fórum-RS.

Com a presença da presidente Carmen Masson (CREF 001910-G/RS) e do 1º secretário Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), a reunião serviu para que Oliveira reforçasse "a importância assídua dos colaboradores" da Comissão, no sentido de "atender a necessidade e as demandas da população". "Temos enormes desafios, mas conquistamos avanços extraordinários nos últimos anos, graças às intensas parcerias", frisou. De acordo com Leandro Carvalho, assessor jurídico do Conselho Regional de Farmácia (CRF-RS) presenta na reunião, o projeto do novo código foi desarquivado e já está em tramitação na Assembleia para ser sancionado como lei.



DEFOR palestra no IV Seminário de Fiscalização Profissional
25/04/2014
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Fiscalização e Orientação do CREF2/RS participou, hoje pela manhã, do IV Seminário de Fiscalização Profissional. O evento, promovido pelo Fórum dos Conselhos Regionais e Ordens das Profissões Regulamentadas do Rio Grande do Sul, contou na sua abertura com o painel "Inserção dos Conselhos e Ordens no Sistema Nacional de Defesa do Consumidor". Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), vice-presidente do Conselho, e Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS) coordenadora do DEFOR, palestraram no Seminário.

Na abertura do evento, o presidente da Câmara de Vereadores de Porto Alegre Professor Garcia (CREF 000002-G/RS) reafirmou a importância do Seminário para todos os Conselhos, já que a fiscalização tem missão de garantir a segurança e o bem-estar da sociedade, bem como o exercício legal das profissões regulamentadas. O Vice-Presidente do CREF2/RS também pontuou a responsabilidade social dos Conselhos, na defesa da cidadania e da ética dos inscritos.

Fernanda Rodrigues aproveitou o painel para apresentar os objetivos do CREF2/RS, os procedimentos de fiscalização do DEFOR e dados relativos à atividade no ano passado, que contabilizou 2.411 visitas em todo o Estado. A Coordenadora destacou a importância do trabalho em equipe, "para atingir número maior de locais e diferentes áreas de atuação", e salientou como parcerias com a Brigada Militar, SMIC e Vigilância Sanitária foram eficientes. "O importante é trabalhar em conjunto, para conseguir ir mais além e alcançar melhores resultados na defesa da sociedade", concluiu.

O painel contou ainda com depoimentos de Alcebiades Santini, presidente do Fórum Estadual de Defesa do Consumidor, Cristiano Aquino, diretor do Procon RS, e a mediação de Roberto Canquerini, presidente do Conselho Regional de Farmácia do Rio Grande do Sul. No final, os palestrantes responderam as perguntas do público, formado por fiscais, conselheiros das Comissões de Ética e Fiscalização, assessores jurídicos e representantes jurídicos do Legislativo e da Câmara de Vereadores.



Fórum dos Conselhos promove III Seminário de Fiscalização Profissional
07/05/2013
Fonte: Fórum dos Conselhos das Profissões Regulamentadas do RS

No dia 17 de maio de 2013 acontecerá o III Seminário de Fiscalização Profissional, evento organizado pelo Fórum dos Conselhos Profissionais do Estado do Rio Grande do Sul, que trará como tema neste ano “Fiscalização dos Conselhos e os Benefícios para a Sociedade”.

O objetivo do evento é tratar dos temas relacionados a fiscalização realizadas pelas diversas instituições, na busca de integração e otimização dos processos, contribuindo para o funcionamento dos estabelecimentos regulados para que atuem na atenção a sociedade, proposta esta motivada pela tragédia em Santa Maria. O seminário terá início as 8h30min no Plenarinho da Assembleia Legislativa do RS, com o credenciamento às 8h30min, a abertura ocorrerá às 9h30min seguida da Mesa redonda intitulada: “Poder público e a Fiscalização dos conselhos profissionais em benefício da sociedade”, e contará com a participação de um representante da Prefeitura Municipal de Porto Alegre, o promotor de Justiça do Ministério Público do Estado, César Faccioli, o Presidente do PROCON/RS, Cristiano Aquino, a Presidente do Conselho Regional de Administração do RS, Adm. Cláudia Stadtlober. A mesa contará com a mediação do Presidente do Fórum Estadual do RS e Latino Americano de Defesa do Consumidor, , Alcebíades Santini.

No período da tarde ocorrerão três palestras e a apresentação do GAF-FOCO/RS pela fiscal do Crefono7 Marlei Braud Cantergi. A partir das 14h acontece a palestra com João Alberto Vieira, presidente da Junta Comercial do RS que abordará “Parcerias e convênios da Junta Comercial com os conselhos profissionais”. Às 15h será a vez da palestra “Relação conselheiros e fiscais”, com o Adm. Nei Sena. E às 16h45 acontecerá a última palestra do evento “A responsabilidade civil dos conselhos profissionais em defesa da sociedade - importância da ação fiscalizatória” com o procurador da Justiça Paulo Valério Dal Pai Moraes.

Como nos anos anteriores, o evento será voltado aos agentes fiscais dos conselhos das profissões regulamentadas, presidentes, conselheiros, vereadores e deputados estaduais.



Câmara do Futebol realiza primeira reunião
21/11/2012
Fonte: CREF2/RS

Realizou-se hoje, 21/11, a primeira reunião da Câmara Temática do Futebol do CREF2/RS, que contou com a presença de representantes do futebol profissional, amador, dirigentes e árbitros. O objetivo da Câmara é a aproximação do Conselho com o futebol escolar, amador e profissional praticado no Estado.

Na ocasião, Áureo Gonçalves Marques foi eleito presidente da Câmara. “O trabalho do Profissional habilitado é muito importante em um País que tem uma população voltada a este esporte, ainda mais com Porto Alegre sendo sede de megaeventos”, explicou Marques. Ele afirmou que a Câmara irá buscar parcerias para desenvolver ações de qualificação para o setor.

Segundo o Presidente do CREF2/RS, Eduardo Merino, é importante destacar o conhecimento humanístico e técnico que a formação em Educação Física proporciona. “A formação superior dá o diferencial em conhecimentos sobre o corpo e o desenvolvimento humano, cinesiologia, didática e treinamento físico, entre outros”.