Notícias




Data Inicial:
(dd/mm/aaaa)  

Data Final:
(dd/mm/aaaa)  
Título:
Palavras na Notícia:



DEFOR intensifica ações de fiscalização na última semana de novembro
07/12/2018
Fonte: CREF2/RS

Na última semana de novembro, os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS realizaram 26 visitas. Ao todo, oito denúncias foram atendidas e oito estabelecimentos foram autuados, sendo quatro por não possuírem registro, três por não contarem com um profissional habilitado presente no momento da vistoria e dois por permitirem o exercício ilegal da profissão.

Entre os dias 18 e 24 de novembro, seis pessoas também foram autuadas por algum tipo de infração, sendo quatro flagradas em exercício ilegal da profissão ou atuando como estagiários sem um Termo de Compromisso de Estágio (TCE) em vigor. Internamente, o DEFOR ainda abriu três Processos Administrativos de Fiscalização (PAD FIS), referentes a casos de academias reincidentes em infrações gravíssimas, como são os casos da permissão do exercício ilegal da profissão e de manter-se aberto para atendimento ao público mesmo sem a presença de um profissional devidamente habilitado no local.

As cidades visitadas, neste período, foram Porto Alegre, Canoas, Dois Irmãos, Novo Hamburgo, Sapucaia do Sul, Venâncio Aires, Cidreira, Pinhal, Osório, Santo Antônio da Patrulha e Capão da Canoa. Você pode contribuir com o trabalho da Fiscalização encaminhando a sua denúncia diretamente pelo formulário disponível na nossa página, neste link.

Fiscalização DEFOR



CREF2/RS e PROCON realizam ação em academias da Região Metropolitana
04/12/2018
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS, com o apoio de outros Conselhos Profissionais, participou das ações da 7ª Semana Estadual de Fiscalização, entre os dias 26 e 29 de novembro. O trabalho conjunto, sob a coordenação do PROCON, visitou academias de Porto Alegre, Canoas e São Leopoldo, onde foram averiguadas algumas infrações, como a ausência de um profissional de Educação Física orientando as atividades nesses locais e estabelecimentos funcionando sem registro junto ao Conselho.

Com o tema “Defesa do Consumidor”, a 7ª Semana Estadual de Fiscalização teve o intuito de garantir produtos e serviços de qualidade, oferecidos somente por profissionais habilitados em diversas áreas de atuação. De acordo com o PROCON, muitos estabelecimentos autuados também estavam descumprindo normas do Código do Consumidor, por não terem a tabela de preços exposta na entrada e por se recusarem a assinar contrato com os clientes.

As academias autuadas pelo Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS têm agora um prazo para apresentar a sua defesa e só poderão voltar a funcionar depois que regularizem a sua situação. Você também pode colaborar com o trabalho dos agentes fiscais do Conselho preenchendo o formulário de denúncia disponível nesta página.

Fiscalização



DEFOR fecha uma academia irregular em Dom Feliciano
03/12/2018
Fonte: CREF2/RS

Entre os dias 11 e 17 de novembro, os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS realizaram seis visitas de fiscalização no interior do Estado, que resultaram o fechamento de uma academia irregular no município de Dom Feliciano. O estabelecimento não possuía registro e não contava com um profissional devidamente habilitado ministrando as atividades no local no momento da visita.

No mesmo período, também foram atendidas quatro denúncias, com dois estabelecimentos autuados. Uma academia não possuía registro da empresa, outra funcionava sem um profissional responsável no local e uma terceira permitia o exercício ilegal da profissão e a presença de estagiários sem o Termo de Compromisso de Estágio (TCE) assinado.

Os agentes fiscais ainda autuaram duas pessoas, uma por exercício ilegal da profissão e um Responsável Técnico por descumprir as suas obrigações e o Código de Ética. Além de Dom Feliciano, os municípios visitados no interior foram Caxias do Sul, Tapes, Camaquã e Cristal. Qualquer denúncia de irregularidade pode ser encaminhada ao DEFOR pelo formulário disponível neste link.

Fiscalização



CREF2/RS ministra palestras para alunos da Educação Física da UFRGS
30/11/2018
Fonte: CREF2/RS

Na tarde de ontem, dia 29 de novembro, o vice-presidente do CREF2/RS Alessandro Gamboa (CREF 001534-G/RS) e o assessor institucional Samuel de Almeida (CREF 013510-G/RS) estiveram na ESEFID, da UFRGS, para ministrar uma palestra para os alunos do primeiro semestre do curso de Educação Física. A apresentação, além de explicar de forma bastante didática o funcionamento do Conselho, também abordou questões importantes para os acadêmicos, como as ações de fiscalização e o funcionamento da Lei de Estágio.

O encontro com os alunos, promovido durante a disciplina comandada pelo professor Alexandre Velly Nunes (CREF 001933-G/RS), foi considerada extremamente positivo, sobretudo pela aproximação com os estudantes que estão ainda no início da sua vida acadêmica. “Conversar com turmas de primeiro semestre desmistifica visões distorcidas sobre as finalidades do Conselho. Em palestras como essa, fortalecemos o nosso papel e esclareceremos o que o CREF2/RS pode proporcionar aos registrados”, resumiu Almeida.

palestras eventos



CREF2/RS visita Santa Maria e Santa Cruz do Sul e busca aproximação aos profissionais do interior
29/11/2018
Fonte: CREF2/RS

Na última quinta-feira, dia 22 de novembro, o vice-presidente do CREF2/RS Giovanni Bavaresco (CREF 001512-G/RS) e o assessor institucional Gilson Bornes (CREF 003100-G/RS) estiveram em Santa Maria e em Santa Cruz do Sul, visitando academias e profissionais que atuam nas duas cidades. A iniciativa, que tem o intuito de buscar uma aproximação com os registrados do interior e de construir coletivamente as ações desempenhadas pelo Conselho, será intensificada ainda mais a partir de 2019.

Em Santa Maria, o CREF2/RS também teve um encontro com o superintendente de Esportes e Lazer do município, Givago Ribeiro (CREF 023762-G/RS). A reunião, além de esclarecer sobre a atuação do Conselho, serviu para uma boa troca de informações e de experiências. “No que diz respeito aos eventos realizados em espaços públicos, aqui em Santa Maria, seria muito importante que os organizadores tivessem uma orientação jurídica do Conselho, para que eles as obrigações e a responsabilidades relacionadas a esse tipo de atividade. A fiscalização, em função disso, tem uma demanda muito grande aqui na região”, comentou Ribeiro.

Atento às necessidades do interior, os representantes do Conselho também ouviram aqueles que lidam com as dificuldades, relacionadas ao dia a dia da Educação Física. “Quase todos os proprietários de academias em Santa Maria e em Santa Cruz do Sul solicitaram palestras, referentes à legislação e à atuação do CREF2/RS, e mais apoio para a realização de cursos e eventos. A nossa aproximação com profissionais que atuam longe da nossa sede visa identificar as demandas e atender todas as solicitações, à medida que vamos construindo assim uma profissão mais forte, unida e valorizada em todo o Rio Grande do Sul”, avaliou Bornes.

Santa Maria Santa Cruz do Sul Interior



Comissão de Orientação e Fiscalização apresenta números da Gestão 2015/2018
22/11/2018
Fonte: CREF2/RS

O Estatuto do CREF2/RS prevê a organização de comissões para assessoramento do Conselho. Dentre as principais está a Comissão de Orientação e Fiscalização (COF). Formada por profissionais de Educação Física escolhidos pela Plenária, a COF tem o objetivo de orientar a fiscalização do exercício profissional, programar e supervisionar as atividades desenvolvidas pela Fiscalização e elaborar instruções para o exercício da fiscalização, atendendo aos fundamentos legais pertinentes, entre outros.

A última gestão da COF, que atuou entre os anos de 2015 a 2018, foi presidida pelo atual 2º vice-presidente do CREF2/RS, Alessandro Gamboa (CREF 001534-G/RS). Ao final deste ciclo, a Comissão está divulgando as principais ações realizadas no período e a contribuição para a sociedade e para os interesses da Educação Física.Entre muitos dados e análises, o estudo destaca as principais ações realizadas pela Comissão, apontadas abaixo:

Instrumentalização da Comissão de Orientação e Fiscalização

Apropriação das atribuições conferidas estatutariamente para a Comissão de Orientação e Fiscalização, que estava sendo realizada pelas áreas de Fiscalização e Jurídico, desonerando os departamentos e permitindo o foco nas ações de fiscalização.

Elaboração dos Pareceres COF

Após um detalhado estudo técnico da legislação, os profissionais de Educação Física, membros da Comissão, elaboram pareceres opinando pelas sanções a serem aplicadas, com a devida ciência e homologação do Plenário do CREF2/RS. Por exemplo, opinam pela orientação direta aos representantes legais das pessoas jurídicas mediante audiências.

Processo Administrativo de Fiscalização

Todo o processo fiscalizatório foi revisado e reorganizado, com a definição de procedimentos padrões e prazos, desde a visita do Agente de Fiscalização e Orientação até a aplicação de penalidades administrativas. Sendo que todas as ações cumprem o que dispõe a legislação sobre o processo administrativo no âmbito da administração pública federal.

Revisão da Legislação

A COF fez uma revisão completa da legislação que fundamenta os dispositivos da Resolução de Multas do CREF2/RS, adaptando a realidade da área.
- Encontro Sul Brasileiro das Comissões de Orientação e Fiscalização e Ética Profissional: realizado em Porto Alegre, o evento propôs o alinhamento de procedimentos entre os Conselhos de Educação Física da região sul.

Ciclo de Palestras

Eventos de orientação realizado em diferentes regiões do Rio Grande do Sul.

Treinamentos

A COF realizou capacitações dos Agentes de Orientação e Fiscalização e demais funcionários do Conselho acerca das atualizações das legislações em vigor, bem como, sobre os procedimentos adotados nas ações.

Os resultados obtidos ao longo dos 3 anos de trabalho foram positivos. Destacam-se o crescimento de 26,32% no registro de pessoas jurídicas comparado à situação de 2015. Para os membros da Comissão, este número provém da conscientização dos proprietários de estabelecimentos que trabalham com atividade física da importância do registro e da regulamentação das atividades da área.

Em relação ao número de ações de orientação e fiscalização, conforme o relatório, verifica-se que o número de visitas manteve uma média de 2.300 fiscalizações ao ano, sendo que 53% foram visitas de rotina e 47% atuaram no atendimento de denúncias. A COF reforça que 100% das denúncias recebidas pelo Departamento de Fiscalização foram atendidas.

O relatório também coloca que, proporcionalmente ao número de visitas realizadas, houve uma redução de 3% do número de flagrantes de irregularidades durante as ações fiscalizatórias, assim como, aumentou em 7% o número de oportunidades onde foi constatado que os estabelecimentos visitados funcionavam de maneira regular, ou seja, dentro do estabelecido na legislação. Isto denota que as empresas estão mais preocupadas em manter o seu funcionamento de maneira regular, atendendo as exigências legais e incorrendo, cada vez menos, em infrações.

Além disso, houve uma diminuição de 25% dos processos administrativos arquivados por erros ou falta de elementos que garantissem a sua continuidade, o que demonstra o aprimoramento e a eficiência da fiscalização como um todo, desde o preenchimento da documentação até a aplicação de sanção.

O relatório apresentado também serviu de base para o planejamento das ações da próxima gestão da Comissão de Orientação e Fiscalização. Os novos membros foram escolhidos na Plenária de outubro de 2018 do CREF2/RS, sendo que o profissional Alessandro Gamboa foi mantido como presidente da COF e, segundo ele, “a Comissão realizou um trabalho eficiente pautado no ética e na legislação, mas muito ainda há de ser feito em prol dos profissionais e dos estabelecimentos da área da Educação Física, não esquecendo da necessária defesa da sociedade, cumprindo a missão deste Conselho”.

Comissão de Orientação e Fiscalização



DEFOR autua 15 estabelecimentos irregulares na primeira semana de novembro
21/11/2018
Fonte: CREF2/RS

Os trabalhos do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS prosseguiram na primeira semana de novembro. Os agentes realizaram neste período 46 visitas de fiscalização, ações que resultaram em 15 estabelecimentos autuados por alguma irregularidade. Deste total, nove deles não possuíam registro da empresa e sete funcionavam sem profissional presente no momento da visita. Também foram flagrados sete academias permitindo a atuação de leigos em exercício ilegal da profissão.

Entre os dias 4 e 9 de novembro, os fiscais autuaram 17 pessoas, dentre elas nove leigos estavam em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio. Os agentes também constataram que três profissionais atuavam fora da área de formação e infringiam o Código de Ética Profissional, bem como quatro Responsáveis Técnicos descumpriam obrigações inerentes as suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional, além de um diplomado atuando sem registro profissional.

Os municípios visitados durante o período foram Santa Cruz do Sul, Venâncio Aires, Rio Pardo, Torres, Capão da Canoa, Xangri-lá, Osório, Farroupilha, Flores da Cunha, Casca, Marau e Água Santa. Qualquer denúncia de irregularidade pode ser encaminhada ao DEFOR pelo formulário disponível neste link.

DEFOR



CREF2/RS autua sete estabelecimentos irregulares no final de outubro
09/11/2018
Fonte: CREF2/RS

Os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS realizaram, entre os dias 21 de 27 de outubro, 17 visitas de fiscalização, atendendo totalmente oito denúncias, o que resultou em sete estabelecimentos autuados por uma ou mais infrações. Os fiscais constataram que três estabelecimentos não possuíam registro da empresa e dois funcionavam sem profissional presente no momento da visita. Além disso, outras quatro academias permitiam a atuação de leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio.

Os agentes também autuaram oito pessoas por inúmeras infrações, sendo flagrados seis leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE, um Responsável Técnico descumprindo obrigações inerentes a suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional, além de um diplomado atuando sem registro profissional. As cidades visitadas foram Porto Alegre, Caxias do Sul, São Leopoldo, Sapucaia do Sul, Farroupilha, São Marcos e Flores da Cunha. Qualquer denúncia de irregularidade pode ser encaminhada ao DEFOR pelo formulário disponível neste link.

DEFOR



CREF2/RS e Vigilância Sanitária realizam ação conjunta em Pelotas
01/11/2018
Fonte: CREF2/RS

Ontem, dia 31 de outubro, o CREF2/RS realizou uma ação conjunta com a Vigilância Sanitária do município de Pelotas, na qual fez uma visita de rotina a um estabelecimento que já havia sido autuado por ambos os órgãos em razão de diversas irregulares ainda neste ano. Os fiscais do Departamento de Orientação e Fiscalização (DEFOR) e os agentes da Vigilância Sanitária constataram que a academia continuava apresentando diversas ameaças físicas à saúde e à segurança, além dos serviços irregulares oferecidos aos seus frequentadores.

Entre os problemas sanitários verificados, além não possuir alvará de funcionamento expedido pela Vigilância Sanitária, a academia apresentava exposição da fiação elétrica, equipamentos enferrujados e severas infiltrações em sua estrutura. A Vigilância deu um prazo de cinco dias para que os proprietários se adéquem às exigências do órgão, caso contrário, o local será interditado. Já os fiscais do DEFOR autuaram o estabelecimento pela falta do registro de Pessoa Jurídica junto ao CREF2/RS, exercício ilegal da profissão e ausência de profissional de Educação Física orientando as atividades. O Conselho deu um prazo de 10 dias para que a academia se regularize junto ao CREF2/RS.

DEFOR



Novos conselheiros e Diretoria do CREF2/RS tomam posse
30/10/2018
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS realizou, ontem à tarde, dia 29 de outubro, a cerimônia de posse dos seus novos conselheiros. O evento, organizado na Câmara Municipal de Porto Alegre, marcou o início do mandato de seis anos de metade dos membros do Plenário, que foram escolhidos pelos profissionais de Educação Física nas eleições de setembro.

Com a presença de representantes do Governo do Estado, da Prefeitura, da Federação Internacional de Educação Física (FIEP) e de outros Conselhos Profissionais, os presentes foram conduzidos aos seus cargos pela ex-presidente Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), que também fez o discurso de abertura. Ela salientou o crescimento do CREF2/RS nos últimos anos e os desafios que serão enfrentados para uma maior valorização dos profissionais no futuro.

Os novos membros do Plenário, com os demais conselheiros eleitos, ainda se reuniram para eleger a Diretoria do CREF2/RS para os próximos três anos. Atuando fortemente em nome dos profissionais de Educação Física, a nova gestão assume com o compromisso reabrir o CREF Serra e de criar representações regionais, de buscar a redução dos valores de anuidades, de trabalhar pela diminuição das taxas pagas ao ECAD, de aumentar e qualificar as ações de fiscalização e de proporcionar uma maior participação do Conselho na construção de políticas públicas, lutando também contra os cursos EAD na área.

A nova diretoria do CREF2/RS é composta por:

Presidente: José Edgar Meurer (CREF 001953-G/RS)
Graduado em Educação Física pelo IPA, José Edgar foi subsecretário de Esportes do Rio Grande do Sul, diretor técnico da Fundergs e, recentemente, Secretário Municipal de Esportes, Recreação e Lazer de Porto Alegre, de 2010 a 2016.

1º Vice-Presidente: Giovanni Bavaresco (CREF 001512-G/RS)
Graduado em Educação Física pelo IPA, Giovanni é pós-graduado em Treinamento Desportivo e diretor da CB Brasil – Saúde Sport e Fitness.

2º Vice-Presidente: Alessandro Gamboa (CREF 001534-G/RS)
Graduado pelo IPA e pós-graduado em Ciências da Saúde e em Administração e Marketing Esportivo, Alessandro é sócio-diretor da G2 Sports e consultor de academias.

1º Secretário: Claudio Franzen (CREF 003304-G/RS)
Graduado em Educação Física e pós-graduado em Dança e Consciência Corporal pela Universidade Gama Filho, Claudio é mestre em Pedagogia em Educação Física e pentacampeão mundial de Ginástica Aeróbica. Atualmente é Gestor de Esporte da Prefeitura de Porto Alegre.

2º Secretário: Eduardo Merino (CREF 004493-G/RS)
Graduado pela UFRGS e doutor em Ciências do Esporte, Eduardo é o atual coordenador do curso de Educação Física da UFPel. Foi professor da Ulbra e presidente do CREF2/RS entre 2010 e 2014.

1º Tesoureiro: Alessandro Gonçalves (CREF 005863-G/RS)
Graduado em Educação Física pela UFRGS, Alessandro é mestre em Reabilitação e Inclusão pelo IPA e também pós-graduado em Ergonomia do Trabalho e em Gestão de Pessoas Estratégicas e Negócios. Atualmente é diretor da GPA Soluções em Educação e Saúde Corporativa.

2ª Tesoureira: Luciane Citadin (CREF 000100-G/RS)
Graduada em Educação Física pelo IPA e pós-graduada em Treinamento Desportivo e em Cinesiologia, Luciane foi coordenadora das academias Bodytech e INEXX. Atualmente é coordenadora técnica da Sogipa e presidente da APEF, desde 2015.

Os demais membros recém-eleitos do CREF2/RS:

Luciane Paz (CREF 003952-G/RS)
Graduada em Educação Física pelo IPA, Luciane é pós-graduada em Gestão de Academia. No momento, atua como personal trainer e instrutora de diversas academias, como Espaço Ativo, Academia Alternativa e Academia Moinhos Fitness.

Bruno Araújo (CREF 012860-G/RS)
Graduado em Educação Física pela UFpel e pós-graduado em Reabilitação Cardíaca pela Universidade Gama Filho, Bruno é sócio-proprietário da Academia Moinhos Fitness, de Pelotas.

Carla Tartarotti (CREF 006564-G/RS)
Graduado em Educação Física pela UCS, Carla é pós-graduada em Educação Física Escolar pela Universidade Gama Filho e mestre em Reabilitação e Inclusão pelo IPA. É proprietária da Academia Físico Fashion e criadora do programa de exercícios físicos para crianças Serelepe Fit.

Carlos Castilhos (CREF 000877-G/RS)
Graduado em Educação Física pelo IPA e pós-graduado em Ciências do Esporte e em Fisiologia do Exercício, Carlos foi campeão de gaúcho de Ginástica Aeróbica em diversas oportunidades e desde 1998 atua como personal trainer em academias e condomínios.

Rodrigo Campos (CREF 001530-G/RS)
Graduado em Educação Física pelo IPA, Rodrigo é pós-graduado em Ciências do Esporte pela PUCRS. Atua como personal trainer e instrutor de musculação da Academia Bodytech, em Porto Alegre, desde 2006.

Os novos membros suplentes do Conselho são:

Roberta Pinto (CREF 004665-G/RS)
Graduada em Educação Física pela URCAMP, Roberta é pós-graduada em Atividade Física Adaptada e em Administração e Qualidade. Foi proprietária da Atlhética Academia, de Bagé, e desde 2017 é coordenadora técnica das Academias do SESC/RS.

Everton Gomes (CREF 002615-G/RS)
Graduado em Educação Física pela Ulbra Canoas, Everton é pós-graduado em Dança e Consciência Corporal pela Universidade Gama Filho. É professor e proprietário da Academia Corpo e Forma, de Guaíba.

Ninon Leal (CREF 001350-G/RS)
Graduada em Educação Física pela Ulbra, Ninon é pós-graduada em Ciências do Esporte e Treinamento Físico pela UFRGS. Foi professora de Educação Física Escolar em diversos municípios e atualmente é sócia-proprietária das academias Pró Fitness.

Any Mery Lunardi (CREF 001765-G/RS)
Graduada em Educação Física pelo IPA, Any Mery é professora de ginástica e sócia-proprietária da academia Aerostep, de Porto Alegre.

Eleições conselheiros



CREF2/RS faz em Pelotas última palestra do ciclo “20 Anos da Regulamentação da Profissão de Educação Física”
22/10/2018
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS esteve em Pelotas na última quarta-feira, dia 17 de outubro, para realizar o terceiro e último encontro do Ciclo de Palestras “20 Anos de Regulamentação da Profissão de Educação Física”. O evento, que ocorreu na Escola de Educação Física da UFPel, reuniu cerca de 30 participantes, entre profissionais e estudantes. A atividade teve apresentações conduzidas por Samuel de Almeida (CREF 013510-G/RS), membro da Comissão de Orientação e Fiscalização (COF) do CREF2/RS; e por Leandro Leal (CREF 008113-G/RS), criador do Total Body Test e personal trainer.

A abertura do evento, feita pela presidente Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), destacou o sucesso do Ciclo, que também visitou Santa Maria e Caxias do Sul, e os grandes avanços conquistados pela Educação Física após a assinatura da Lei 9.696/98. O conselheiro Clery de Lima (CREF 000297-G/RS) foi o mestre de cerimônias do Ciclo em Pelotas e Carmen ainda mostrou aos presentes o novo vídeo institucional do CREF2/RS.

Na sequência, Almeida ministrou a palestra “Orientação e Fiscalização do Exercício Profissional da Educação Física”. Ele apresentou uma linha do tempo sobre a regulamentação e destacou quais são as atribuições do Sistema CONFEF/CREFs. O “Conselho é o órgão regulamentador e fiscalizador do exercício profissional, defendendo a sociedade e zelando pela qualidade dos serviços prestados”, comentou o membro da COF. “O nosso trabalho, especificamente dentro da Comissão, é elaborar as instruções para as ações de fiscalização e determinar as atividades em todo o Estado”, complementou. Samuel ainda explicou aos presentes como é o dia a dia dos agentes fiscais e o que pode acontecer em casos de infrações.

Por fim, a segunda palestra da noite, intitulada “A Importância da Avaliação Física nas Academias, Empresas e Escolas” foi ministrada por Leal e trouxe para o debate um assunto de grande importância para aqueles que atuam na área, sobretudo no mercado fitness. “A oferta da avaliação física, etapa em que percebemos com maior clareza o que podemos fazer com cada pessoa, é o que sempre diferencia a boa academia dos estabelecimentos comuns”, declarou. Na sua fala, o palestrante também salientou como os profissionais podem usar a avaliação física – antes, durante e depois do programa de treinamento – e como ela também pode ser implementada em outros locais, como empresas e escolas. “A avaliação faz o aluno adquirir autoconhecimento e também se torna um instrumento de fidelização, pois a melhora no desempenho destas pessoas se torna mensurável e perceptível, principalmente para eles mesmos”, analisou.

Eventos Pelotas



CREF2/RS realiza amanhã em Pelotas a última palestra sobre os 20 anos da regulamentação
16/10/2018
Fonte: CREF2/RS

O ano de 2018 marcou as duas décadas da Lei 9.696/98, que regulamentou a profissão de Educação Física. Para celebrar a data, o CREF2/RS vem realizando o Ciclo de Palestras “20 Anos de Regulamentação da Profissão de Educação Física”, em cidades do interior. Amanhã, dia 17 de outubro, Pelotas sediará o terceiro e último encontro do Ciclo, encerrando as comemorações de uma das mais importantes conquistas da área.

O evento, que já visitou Santa Maria e Caxias do Sul, vai ser realizado na Escola de Educação Física da UFPel, a partir das 19h, e contará com duas palestras. A primeira, chamada “Orientação e Fiscalização do Exercício Profissional da Educação Física”, será conduzida pelo membro da Comissão de Fiscalização e Orientação do CREF2/RS Samuel de Almeida (CREF 013510-G/RS). Já a segunda, com o tema “A Importância da Avaliação Física nas Academias, Empresas e Escolas”, vai ser ministrada por Leandro Leal (CREF 008113-G/RS), criador e responsável técnico do Total Body Test e personal trainer.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no local. O Ciclo de Palestras terá a emissão de certificado online, com carga horária de quatro horas, para todos os participantes.

Ciclo de Palestras “20 Anos de Regulamentação da Profissão de Educação Física” - Pelotas
Data: 17 de outubro, quarta-feira, das 19h às 22h
Local: Auditório da Escola Superior de Educação Física – UFPel
Endereço: Rua Luís de Camões, 625

Eventos Pelotas



DEFOR fecha duas academias e autua outras 33 irregulares
15/10/2018
Fonte: CREF2/RS

Os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS realizaram, entre os dias 23 de setembro a 6 de outubro, 86 visitas de fiscalização, atendendo totalmente 59 denúncias, o que resultou em 33 estabelecimentos autuados por uma ou mais infrações. Duas academias foram fechadas, uma na cidade de Viamão e outra em Carlos Barbosa. Ambas não apresentavam nenhum profissional para assumir as atividades. Os fiscais constataram que 18 estabelecimentos não possuíam registro da empresa, e que 16 funcionavam sem profissional presente no momento da visita. Além disso, outras 13 academias permitiam a atuação de leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio. Duas academias descumpriam o Termo de Cooperação firmado com o Conselho.

Os agentes também autuaram 27 pessoas por inúmeras infrações, sendo flagrados 16 leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE, três profissionais atuando fora da área de formação e infringindo o Código de Ética Profissional, cinco Responsáveis Técnicos descumprindo obrigações inerentes a suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional, além de quatro diplomados atuando sem registro profissional.

Entre as 21 cidades visitadas, estão Novo Hamburgo, São Leopoldo, Campo Bom, Estância Velha, Porto Alegre, Eldorado do Sul, Charqueadas, Guaíba, Viamão e Alvorada. Qualquer denúncia de irregularidade pode ser encaminhada ao DEFOR pelo formulário disponível neste link.

DEFOR



CREF2/RS fecha duas academias irregulares na terceira semana de setembro
08/10/2018
Fonte: CREF2/RS

Entre os dias 16 e 22 de setembro, os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS realizaram 31 visitas de fiscalização e orientação no estado, o que resultou no fechamento de duas academias irregulares, uma localizada no município de Esteio e outra em Caxias do Sul. Os estabelecimentos não apresentavam nenhum profissional responsável pelas atividades no momento da visita. Também foram atendidas 30 denúncias, resultando em 16 estabelecimentos autuados. Deste total, nove deles não possuíam registro da empresa, outros sete funcionavam sem o profissional presente no momento da visita e seis academias permitiam a atuação de leigos, caracterizando exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio. Uma academia descumpria o Termo de Cooperação firmado com o Conselho.

Durante a terceira semana de setembro, os fiscais autuaram nove pessoas, entre elas cinco leigos atuavam em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio, dois profissionais atuavam fora da área de formação e infringiam o Código de Ética Profissional, bem com três Responsáveis Técnicos descumpriam obrigações inerentes as suas funções e também infringiam o Código de Ética. Os municípios visitados neste período foram Porto Alegre, Caxias do Sul, Canoas e Esteio. Qualquer denúncia de irregularidade pode ser encaminhada ao DEFOR pelo formulário disponível neste link.

DEFOR



Conselheira do CREF2/RS participa de Semana Acadêmica na Faculdade Anhanguera
08/10/2018
Fonte: CREF2/RS

No dia 28 de setembro, a conselheira do CREF2/RS Marcia da Cruz (CREF 007542-G/RS) representou o Conselho na Primeira Semana Acadêmica do curso de Educação Física Bacharelado da Faculdade Anhanguera de Caxias do Sul. Os temas abordados pela conselheira foram a regulamentação da profissão, desde a criação do Sistema CONFEF/CREFs, até as conquistas mais recentes, como a inclusão do profissional de Educação Física no Núcleo Ampliado de Saúde da Família (NASF). O evento contou com a participação de aproximadamente 30 estudantes.

Marcia também esclareceu aos alunos como é o dia a dia de trabalho no CREF2/RS, e deu dicas de como se informar de todas as resoluções do sistema CREF/CONFEF, bem como localizar profissionais e academias registrados, além se referir às parcerias do Conselho com instituições de ensino, academias, quadras e clubes. Além disso, a palestra também tratou da legislação profissional, como a Lei de Estágio, e ressaltou a importância do trabalho de Fiscalização na repressão aos irregulares e no trabalho de orientação que realiza em suas visitas. Ao final, Márcia respondeu as questões mais presentes relativas à profissão na região de Caxias do Sul.

Instituições de Ensino Superior



Polícia Civil em parceria com o CREF2/RS realiza operação contra a venda de anabolizantes
02/10/2018
Fonte: GaúchaZH

Um gerente da loja de suplementos alimentares de Novo Hamburgo foi preso na manhã desta terça-feira, dia 2 de outubro, em uma operação policial. A Polícia Civil realiza com o CREF2/RS e com a Vigilância Sanitária. O objetivo foi coibir a venda e o uso de anabolizantes no município.

O gerente foi preso em flagrante por crime contra a saúde pública. Ele portava em casa frascos de esteroides anabolizantes, que são de uso proibido no Brasil. Em 2016, o mesmo homem foi preso por crime semelhante. Ele tem antecedentes criminais por tráfico e associação ao tráfico, três vezes por crime hediondo contra a saúde pública e crime contra as relações de consumo.

Cerca de 30 policiais e agentes de fiscalização participaram do cumprimento de seis mandados judiciais. O delegado Rafael Liedtke, da Delegacia do Consumidor do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), é o responsável pela ação e diz que foi feita uma denúncia anônima sobre as atividades irregulares. Depois disso, foi feita uma investigação sobre os fatos e o Poder Judiciário autorizou as buscas.

Fiscalização



CREF2/RS fecha duas academias irregulares em Porto Alegre
27/09/2018
Fonte: CREF2/RS

Os trabalhos do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS prosseguiram na segunda semana de setembro. Os agentes realizaram neste período 26 visitas de fiscalização, ações que resultaram no fechamento de duas academias em Porto Alegre. Os estabelecimentos não apresentavam nenhum profissional responsável pelas atividades no momento da visita. Também foram atendidas 14 denúncias, resultando em 12 estabelecimentos autuados. Deste total, sete deles não possuíam registro da empresa, seis funcionavam sem o profissional presente no momento da visita e uma academia descumpria o Termo de Cooperação firmado com o Conselho.

Entre os dias 9 e 15 de setembro, os fiscais autuaram duas pessoas, dentre elas uma atuava fora da área de formação e infringia o Código de Ética Profissional e um Responsável Técnico descumpria as obrigações inerentes a suas funções, infringindo o Código de Ética Profissional. Os municípios visitados durante o período foram Minas do Leão, Eldorado, Guaíba, Porto Alegre, Três Coroas e Parobé. Qualquer denúncia de irregularidade pode ser encaminhada ao DEFOR pelo formulário disponível neste link.

DEFOR



CREF2/RS encerra em Pelotas seu ciclo de palestras sobre os 20 anos de regulamentação da profissão
25/09/2018
Fonte: CREF2/RS

O ano de 2018 marcou as duas décadas da aprovação da Lei 9696/98, legislação que regulamentou a profissão de Educação Física. Para celebrar a data, o CREF2/RS vem realizando durante este ano o Ciclo de Palestras “20 Anos de Regulamentação da Profissão de Educação Física” em cidades do interior do estado. No próximo dia 17 de outubro, Pelotas sediará o terceiro e último encontro do Ciclo, encerrando as comemorações de uma das mais importantes conquistas profissionais que trouxeram qualidade e segurança aos serviços prestados à saúde do povo brasileiro e na manutenção do bem-estar e na prevenção contra doenças.

O evento já visitou a cidade de Santa Maria, no dia 25 de abril, e Caxias do Sul no dia 6 de maio. Os palestrantes convidados pelo Conselho promoverem nestas cidades um diálogo com profissionais da saúde, docentes, estudantes e vários estratos do sociedade sobre vários aspectos da profissão, analisando suas conquistas e os desafios de promoção da saúde integral e políticas públicas que garantam as conquistas constitucionais. Até o momento, o Ciclo contou já abrangeu um público de 150 participantes.

Pelotas promete repetir o entusiasmo apresentado nas duas primeiras edições, tanto de público quanto pelos palestrantes. O próximo evento ocorrerá numa quarta-feira, 17 de outubro, das 19h às 22h. A primeira conferência tratará da “Orientação e Fiscalização do Exercício Profissional da Educação Física”, sendo realizada a partir das 19h05min pelo palestrante Samuel Moreira de Almeida (CREF 013510-G/RS). Samuel é licenciado em Educação Física, e exerce a função de secretário na Comissão de Orientação e Fiscalização do CREF2/RS.

A segunda palestra iniciará às 20h40min, tendo como tema “A Importância da Avaliação Física nas Academias, Empresas e Escolas”, ministrada por Leandro Feijó Leal (CREF 008113-G/RS). Licenciado pleno em Educação Física, Leandro possui ampla experiência em avaliação física. É criador e responsável técnico do Total Body Test (1998), método já utilizado em mais de 6 mil avaliações. Atuou em diferentes academias na cidade de Porto Alegre, nas áreas de avaliação física e de musculação. Atualmente é personal trainer na Body Tech.

Ciclo de Palestras “20 Anos de Regulamentação da Profissão de Educação Física” - Pelotas
Data: 17 de outubro, quarta-feira, das 19h às 22h
Credenciamento: 18h30min
Abertura: 19h
Local: Auditório da Escola Superior de Educação Física - UFPel
Rua Luís de Camões, 625 - Pelotas
Carga horária: 4 horas
O evento terá a emissão de Certificado online aos participantes
Inscrições gratuitas até o dia 16 de outubro pelo link aqui
*Com apoio da ESEF/UFPel

Ciclo de palestras “20 anos de regulamentação da profissão de Educação Física



CREF2/RS fecha uma academia e autua outras sete no início de setembro
24/09/2018
Fonte: CREF2/RS

Entre os dias 2 e 8 de setembro, os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS realizaram 17 visitas de fiscalização e orientação no estado, o que resultou no fechamento de uma academia irregular no município de Teutônia. O estabelecimento não apresentava nenhum profissional responsável pelas atividades no momento da visita. Também foram totalmente atendidas 12 denúncias, com sete estabelecimentos autuados. Deste total, três deles não possuíam registro da empresa, outros três funcionavam sem o profissional presente no momento da visita e duas academias permitiam a atuação de leigos, caracterizando exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio. Uma academia descumpria o Termo de Cooperação firmado com o Conselho.

Neste período, os fiscais autuaram sete pessoas, entre elas duas atuavam em exercício ilegal da profissão ou os estagiários não possuíam o Termo de Compromisso de Estágio, dois profissionais atuavam fora da área de formação e infringiam o Código de Ética Profissional, bem com dois Responsáveis Técnicos descumpriam obrigações inerentes a suas funções e também infringiam o Código de Ética.

Os municípios visitados foram Frederico Westphalen, Rodeio Bonito, Trindade do Sul, Barra do Guarita, Boa Vista das Missões, Teutônia e Arroio do Meio. Qualquer denúncia de irregularidade pode ser encaminhada ao DEFOR pelo formulário disponível neste link.

DEFOR



CREF2/RS presente no VI Encontro dos Operados Bariátricos
18/09/2018
Fonte: CREF2/RS

No último domingo, dia 16 de setembro, o CREF2/RS esteve presente no VI Encontro dos Operados Bariátricos, realizado pela Associação Brasileira de Apoio aos Operados Bariátricos (ABAOB), no Parque da Redenção, em Porto Alegre. No local, a equipe do Conselho realizou cerca de 30 avaliações antropométricas, com medição do Índice de Massa Corporal (IMC), e também concedeu informações gerais sobre o trabalho realizado e sobre a importância da atividade física orientada.

A coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS, Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), e a supervisora da Fiscalização, Denise Candaten (CREF 010750-G/RS), esclareceram a população sobre a atuação do Conselho, que fiscaliza e defende a sociedade do exercício ilegal e dos maus profissionais. “As aulas de Educação Física precisam ser, obrigatoriamente, ministradas por pessoas devidamente habilitadas, com formação superior e registro. Quem frequenta academia deve exigir a Cédula de Identidade Profissional do instrutor”, complementou Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS.

VI Encontro dos Operados Bariátricos



Câmara de Corrida de Rua se reúne com presidente da Federação Gaúcha de Montanhismo
17/09/2018
Fonte: CREF2/RS

A Câmara Técnica de Corrida de Rua, presidida por Cláudia Ramos Lucchese (CREF 002358-G/RS), realizou sua reunião mensal no dia 13 de setembro, na sede do CREF2/RS, contando com representantes de empresas organizadoras de Trail run e membros das equipes de corrida desta modalidade. Neste encontro, a Câmara trouxe o presidente da Federação Gaúcha de Montanhismo, Nelson Brugger (CREF 006884-G/RS), para que relatasse os protocolos de segurança física e de conservação do meio ambiente utilizados no montanhismo. Estes princípios devem ser discutidos e adaptados aos tópicos que estarão presentes na Cartilha de Trail run, que será editada pelo CREF2/RS, e dirigida à divulgação aos praticantes, à sociedade e aos profissionais de Educação Física das noções de boas práticas para competir nesta modalidade, respeitando o meio ambiente e, principalmente, permitindo uma prática segura do esporte.

O presidente da Federação Gaúcha de Montanhismo explicou que os montanhistas têm uma ação muito forte ligada ao meio ambiente e à difusão de práticas de mínimo impacto nos locais onde se praticam os esportes nos ambientes naturais. "Eu havia lido no site do CREF2/RS sobre a intenção da Câmara de Corrida de Rua de produzir um manual para adaptar o corredor urbano ao trail run. Pensei que a Federação deveria contribuir, pois temos uma grande experiência na orientação das pessoas que estão começando a prática de esportes em áreas naturais”.

Brugger esclareceu que uma pessoa correndo em um parque nacional, mesmo sem saber, ajuda a defender aquela área de preservação, pois quando você tem um grupo razoável ocupando estes espaços, inibisse a ação de caçadores, palmiteiros e garimpeiros. "Contudo, reforçamos a compreensão que estes espaços são mais frágeis e têm um equilíbrio delicado”. O montanhista explicou que todos os parques naturais apresentam alguma área aproveitável para a atividade física, tendo apenas que adaptar o tipo de público e de percurso ao terreno.

Ele reforçou a expertise que a Federação tem de orientação das pessoas sobre as recomendações e cuidados, tanto na proteção der meio ambiente, quanto referentes aos cuidados de segurança pessoal. "Isto vai desde como fazer um banheiro no meio do mato, o que se enterra no buraco e o que não pode ser deixado, a que distância tem que ficar de uma fonte de água, como identificar água potável, entre outros exemplos".

Quantos aos animais silvestres, Brugger disse existir um temor disseminado em relação a cobras e serpentes, mas que o animal que causa o maior número de acidentes mortais é a abelha. "Aconselhamos a não usar perfume ou desodorante quando for praticar atividades nestes lugares, pois o cheiro é um forte atrativo para os insetos. Isso não é uma coisa óbvia para um corredor de rua urbano", complementa.

O presidente da Federação analisa que os esportes da natureza são menos estruturados que os esportes tradicionais, apresentando uma informalidade maior. "Futebol e voleibol você aprende na escola. Surfe e escalada não", resume, e cita a Argentina e Chile como países na América Latina que estão na vanguarda da prática dos esportes na natureza.

Um artigo do ex-presidente do Instituto Estadual de Florestas do Rio de Janeiro, André Ilha, publicado no site da Confederação Brasileira de Montanhismo e Escalada (CBME) sobre a política de visitação em áreas protegidas corrobora a ideia de preservação defendida por Brugger. "Desta forma, acreditamos firmemente que, pelo menos, uma parcela destes visitantes, caso tenha tido uma experiência positiva de acordo com o seu interesse e a sua aptidão física, levantará a voz em defesa dos parques visitados, exigindo mais verbas, mais estrutura e mais fiscalização contra os verdadeiros criminosos. Na mesma linha, as pessoas que desenvolverem um vínculo afetivo com parques desfrutados através da experiência direta, serão aquelas que oferecerão o necessário anteparo político para barrar propostas legislativas que visem a reduzi-los, extingui-los ou “flexibilizar” suas regras de proteção para atender a poderosos interesses econômicos sempre à espreita".

Câmara Técnica de Corrida de Rua



CREF2/RS fecha uma academia e autua outras 15 irregulares
12/09/2018
Fonte: CREF2/RS

Entre os dias 19 de agosto e 1º setembro, os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS realizaram 54 visitas de fiscalização, ação que resultou no fechamento de uma academia irregular em Passo Fundo. O estabelecimento não apresentava nenhum profissional responsável pelas atividades no momento da visita. Também foram totalmente atendidas 16 denúncias, com 15 estabelecimentos autuados. Deste total, 15 deles não possuíam registro da empresa, três funcionavam sem o profissional presente no momento da visita e duas permitiam a atuação de leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio.

Nestas duas semanas, os fiscais autuaram nove pessoas, dentre elas havia sete leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o Termo de Compromisso de Estágio, seis profissionais atuando fora da área de formação e infringindo o Código de Ética Profissional, bem como dois diplomados trabalhando sem registro profissional. Um Responsável Técnico descumpria as obrigações inerentes a suas funções, infringindo o Código de Ética Profissional, além de dois diplomados atuarem sem registro profissional. Também foi surpreendida uma pessoa atuando com seu registro profissional baixado.

Os municípios visitados durante o período foram Anta Gorda, Dois Lajeados, Muçum, Lajeado, Bagé, Dom Pedrito, Passo Fundo, Santa Maria, Portão e Novo Hamburgo. Qualquer denúncia de irregularidade pode ser encaminhada ao DEFOR pelo formulário disponível neste link.

DEFOR



CREF2/RS fecha uma academia e autua outras nove irregulares
28/08/2018
Fonte: CREF2/RS

Na segunda semana de agosto, os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS realizaram 38 fiscalizações, fechando uma academia em Uruguaiana por não apresentar nenhum profissional para assumir as atividades. Ao todo, 10 denúncias foram totalmente atendidas, resultando em nove estabelecimentos autuados. Destas irregularidades, constatou-se quatro academias sem registro da empresa, outras quatro funcionando sem profissional presente no momento da visita, além de uma academia permitir a atuação de leigos em exercício ilegal da profissão, além de outra descumprir o Termo de Cooperação firmado com o Conselho.

Entre os dias 12 e 18 de agosto, oito pessoas foram autuadas por alguma infração, sendo flagrados um leigo em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio, outros três Responsáveis Técnicos descumprindo obrigações inerentes as suas funções. Os fiscais também constataram um profissional atuando fora da área de formação e infringindo o Código de Ética Profissional, além de dois diplomados sem registro profissional.

Em seu trabalho interno, o DEFOR protocolou 54 novas denúncias através do formulário no site e emitiu novas 32 notificações, além de encaminhar 11 processos de Ação Civil Pública (ACP) para empresas sem registro. As cidades visitadas pelos fiscais na segunda semana de agosto foram Uruguaiana, São Leopoldo e Triunfo. Qualquer denúncia de irregularidade pode ser encaminhada ao DEFOR pelo formulário disponível neste link.

DEFOR



CREF2/RS fecha cinco academias irregulares
22/08/2018
Fonte: CREF2/RS

Entre os dias 15 de julho e 4 de agosto, os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS realizaram 129 visitas de fiscalização, que resultaram no fechamento de cinco academias irregulares por não apresentarem nenhum profissional assumir as atividades no momento da visita. Foram atendidas totalmente 67 denúncias, com 17 estabelecimentos autuados por uma ou mais infrações. Deste total, nove deles não possuíam registro da empresa, 16 funcionavam sem profissional presente no momento da visita e outros sete permitiam a atuação de leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio. Ficou constatado que quatro academias descumpriam o Termo de Cooperação firmado com o Conselho.

Nestas três semanas, os fiscais também autuaram 19 pessoas, sendo sete leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio, seis profissionais atuando fora da área de formação e infringindo o Código de Ética Profissional, além de quatro responsáveis Técnicos descumprindo obrigações inerentes a suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional, além de três diplomados atuando sem registro profissional. Também foi flagrado um profissional atuando com seu registro baixado. Os municípios visitados durante o período foram Porto Alegre, Gravataí, Caxias do Sul, Farroupilha, Passo Fundo, Canoas e Estância Velha.

DEFOR



Fiscalizações do CREF2/RS aumentam no primeiro semestre de 2018
20/08/2018
Fonte: CREF2/RS

No primeiro semestre de 2018, mesmo trabalhando com um menor contingente de fiscais, o CREF2/RS aumentou o número de fiscalizações e autuações em relação ao mesmo período do ano passado. Nestes primeiros seis meses de 2018, os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do Conselho realizaram 1397 visitas de fiscalização, fechando 45 academias irregulares em vários municípios. Ao todo, 466 estabelecimentos foram autuados por uma ou mais infrações, sendo que 187 empresas não possuíam registro, outras 203 funcionavam sem profissional presente no momento da visita e permitiam atuação de leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio.

Na primeira metade do ano, foram autuadas 319 pessoas, sendo flagrados 139 leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio, 93 Responsáveis Técnicos descumprindo obrigações inerentes a suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional, 46 profissionais atuando fora da área de formação e infringindo o Código de Ética Profissional. Os agentes também flagraram 37 diplomados atuando sem registro profissional e quatro profissionais atuando com seu registro baixado/suspenso.

A coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS, Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), atribui os números positivos deste primeiro semestre ao comprometimento dos fiscais com a profissão. "Todos nossos agentes de Fiscalização são profissionais de Educação Física, e eles não medem esforços na busca de condições justas para quem trabalha dentro da lei". Fernanda explica que a estratégia para driblar a contingente reduzido é priorizar as regiões onde há um maior número de denúncias, objetivando uma maior abrangência no atendimento. Ela complementa que o quadro de funcionários deve aumentar a partir da abertura de um novo concurso, quando se almeja chegar a um quadro de 10 fiscais. “Com isto poderemos imprimir uma maior regularidade na visitas", afirma.

Fernanda ressalta que a atuação da Fiscalização também visa a orientar os profissionais, os estudantes, as empresas e os Responsáveis Técnicos, pois muitas destas pessoas não conhecem a legislação. "Esse trabalho acontece não só nas fiscalizações, mas também em audiências realizadas no CREF2/RS, em palestras e materiais impressos que o Conselho edita". A coordenadora observa que existe uma cultura de proteção entre os próprios profissionais de Educação Física, e que isto deve ser inibido através da conscientização da categoria. "Infelizmente percebemos a ocultação de irregularidades entre colegas, o que prejudica nossa profissão como um todo". Ela esclarece que para dar uma resposta efetiva a grande cobrança dos profissionais por autuações de quem trabalha de forma irregular, há necessidade da materialidade da ilegalidade. "Valorizar a profissão e o trabalho da fiscalização passa por não acobertar os ilícitos de colegas", alerta. Fernanda explicita que é função do Conselho reprimir as irregularidades, mas que o primeiro fiscalizador ainda é o profissional de Educação Física.

DEFOR



CREF2/RS fecha duas academias irregulares em Pelotas na segunda semana de julho
01/08/2018
Fonte: CREF2/RS

Na segunda semana de julho, os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS realizaram 43 fiscalizações, fechando duas academias em Pelotas por não apresentarem nenhum profissional para assumir as atividades. Ao todo, nove denúncias foram totalmente atendidas e 12 estabelecimentos autuados por uma ou mais infrações. Destas irregularidades, constatou-se oito academias sem registro da empresa, outras sete funcionando sem profissional presente no momento da visita, além de quatro estabelecimentos permitindo atuação de leigos em exercício ilegal da profissão, e uma academia descumprindo o Termo de Cooperação firmado com o Conselho

Entre os dias 8 e 14 de julho, nove pessoas foram autuadas por alguma infração, sendo quatro leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio, quatro Responsáveis Técnicos descumprindo obrigações inerentes a suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional, dois profissionais atuando fora da área de formação e infringindo o Código de Ética Profissional e um diplomado atuando sem registro profissional.

As cidades visitadas pelos fiscais na segunda semana de julho foram Guaíba, Pelotas e Serafina Correa. Qualquer denúncia de irregularidade pode ser encaminhada ao DEFOR pelo formulário disponível neste link.

DEFOR



CREF2/RS autua quatro estabelecimentos irregulares na primeira semana de julho
24/07/2018
Fonte: CREF2/RS

Na primeira semana de julho, os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS realizaram 28 fiscalizações, perfazendo nove denúncias totalmente atendidas e autuando quatro estabelecimentos por uma ou mais infrações. Destas irregularidades, constatou-se uma academia sem registro da empresa, outras três funcionando sem profissional presente no momento da visita, além de dois estabelecimentos permitindo atuação de leigos em exercício ilegal da profissão.

Entre os dias 1º e 7 de junho, sete pessoas foram autuadas por alguma infração, sendo três leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio e quatro Responsáveis Técnicos descumprindo obrigações inerentes a suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional.

Em seu trabalho interno, o DEFOR protocolou 19 justificativas e recursos, e 25 multas fortam enviadas para empresas por descumprirem Termo de Cooperação ou faltarem a audiência do mesmo além de emitirem 42 notificações para empresas e pessoas que não se regularizaram ou justificaram após vencido o prazo de suas autuações. As cidades visitadas foram Cruz Alta, Canoas e Campo Bom. Qualquer denúncia de irregularidade pode ser encaminhada ao DEFOR pelo formulário disponível neste link.

DEFOR



DEFOR fecha uma academia irregular em São Jerônimo e outra em Dom Pedrito
13/07/2018
Fonte: CREF2/RS

Na última semana junho, os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS realizaram 32 fiscalizações, perfazendo cinco denúncias totalmente atendidas e autuando seis estabelecimentos por uma ou mais infrações. Dentre essas irregularidades, duas academias foram fechadas nas cidades de São Jerônimo e Dom Pedrito, por não apresentarem nenhum profissional para assumir as atividades, além de flagrados três estabelecimentos permitindo atuação de leigos em exercício ilegal da profissão, outras duas não possuíam registro da empresa e cinco funcionavam sem profissional presente no momento da visita.

Entre os dias 24 de junho e 30 de junho, cinco pessoas foram autuadas por alguma infração, sendo três leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio e dois Responsáveis Técnicos descumprindo obrigações inerentes a suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional. Os municípios fiscalizados foram São Jeronimo, Butiá, Candiota e Dom Pedrito.

DEFOR



CREF2/RS fecha dois estabelecimentos e autua outros 21 irregulares
04/07/2018
Fonte: CREF2/RS

Nas três primeiras semanas de junho, os agentes fiscais Departamento de Orientação e Fiscalização (DEFOR) do CREF2/RS fecharam duas academias, uma localizada no município de Alvorada e outra em Nova Santa Rita, ambas por não apresentarem nenhum profissional para assumir as atividades. Em quase 20 dias de trabalho, o DEFOR autuou 21 academias nas mais diferentes cidades do estado. Entre as infrações constatadas, seis empresas funcionavam sem registro no CREF2/RS, 14 estavam sem profissional presente no momento da visita, 10 permitiam atuação de leigos em exercício ilegal da profissão e duas academias descumpriam o Termo de Cooperação firmado com o Conselho.

Entre os dias 3 e 23 de junho, foram realizadas 60 visitas de orientação e fiscalização, tendo como resultado 23 denúncias totalmente atendidas. Os agentes autuaram 23 pessoas por alguma infração, sendo quatro profissionais atuando fora da área de formação e infringindo o Código de Ética Profissional, nove Responsáveis Técnicos descumprindo obrigações inerentes a suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional e um diplomado atuando sem registro profissional.

Os fiscais visitaram os municípios de Porto Alegre, Cachoeirinha, Alvorada, Guaíba, Viamão, Esteio, Nova Santa Rita, Canoas e Esteio. Você pode colaborar com o trabalho da Fiscalização e encaminhar a sua denúncia ao CREF2/RS, preenchendo o formulário disponível neste link.

DEFOR



CREF2/RS autua quatro estabelecimentos irregulares na última semana de maio
02/07/2018
Fonte: CREF2/RS

Na última semana de maio, os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS realizaram 12 fiscalizações em Porto Alegre, perfazendo cinco denúncias totalmente atendidas e autuando quatro estabelecimentos por uma ou mais infrações. Destas irregularidades, constatou-se uma academia sem registro da empresa, outra funcionando sem profissional presente no momento da visita, além de dois estabelecimentos permitindo atuação de leigos em exercício ilegal da profissão.

Entre os dias 27 de maio e 2 de junho, quatro pessoas foram autuadas por alguma infração, sendo dois leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio e dois Responsáveis Técnicos descumprindo obrigações inerentes a suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional.

Em seu trabalho interno, o DEFOR protocolou 13 justificativas e recursos, além de emitirem 11 notificações para empresas e pessoas que não se regularizaram ou justificaram após vencido o prazo de suas autuações. O Departamento também encaminhou duas denúncias à Comissão de Ética Profissional – DCE.

DEFOR



Fiscalização do CREF2/RS realiza palestra para alunos do 1º semestre de Educação Física da UFRGS
26/06/2018
Fonte: CREF2/RS

A coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS, Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), e a supervisora da Fiscalização, Denise Candaten (CREF 010750-G/RS), realizaram palestra nos dias 25 e 26 de junho para cerca de 40 alunos do 1º semestre do curso de Educação Física da ESEFID - Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança – da UFRGS.

Os temas abordados pelas palestrantes foram regulamentação da profissão, a criação do Conselho, provisionados, Licenciatura e Bacharelado, Educação Física escolar (Pls), fiscalização, exercício ilegal, lei de estágio, denúncias, o que é necessário para abertura de uma academia, questões éticas e temas polêmicos no judiciário, entre outros assuntos. Após a fala das palestrantes, o espaço foi aberto para perguntas.

Segundo Fernanda Rodrigues, esta aproximação do Conselho junto aos estudantes é muito importante para que os eles conheçam já no início do curso informações essenciais sobre a conduta e os procedimentos que terão que adotar após formados. "Assim, quando estes futuros profissionais estiverem no mercado, poderão contribuir para o construção de uma profissão cada vez mais sólida e respeitada". Já a supervisora Denise Candaten ressaltou o interesse demonstrado pelos alunos no tempo reservado às perguntas. "O grau de empatia e envolvimento destes universitários demonstra seu comprometimento com sua capacitação profissional", afirmou.

DEFOR



CREF2/RS fecha duas academias irregulares no final de maio
25/06/2018
Fonte: CREF2/RS

Os agentes fiscais do CREF2/RS, durante o período de 20 a 26 de maio, fecharam duas academias nas cidades de Bento Gonçalves e Canoas por não apresentarem nenhum profissional para assumir as atividades. Também foram autuadas oito academias nas mais diferentes cidades do estado. Entre as infrações cometidas, cinco empresas funcionavam sem registro, quatro estavam sem profissional presente no momento da visita e três permitiam a atuação de leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio, além de uma academia flagrada permitindo estudantes como estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio.

Foram realizadas 32 visitas de fiscalização na semana, com quatro denúncias totalmente atendidas. Os agentes autuaram sete pessoas por alguma infração, sendo quatro leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio, um profissional atuando fora da área de formação e infringindo o Código de Ética Profissional, um diplomado atuando sem registro profissional, um Responsável Técnico descumprindo obrigações inerentes a suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional e outro diplomado atuando sem registro profissional.

Os fiscais visitaram os municípios de Campo Bom, Camaquã, Bento Gonçalves, Pinto Bandeira, Porto Alegre e Canoas. Você pode colaborar com o trabalho da Fiscalização e encaminhar a sua denúncia ao CREF2/RS, preenchendo o formulário disponível neste link.

DEFOR



Câmara da Saúde do Fórum-RS se reúne com deputado Pepe Vargas para discutir ensino EAD
25/06/2018
Fonte: CREF2/RS

O vice-presidente do CREF2/RS, Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), esteve presente no dia 21 na reunião da Câmara da Saúde do Fórum-RS, realizada na sede do Conselho Regional de Farmácia, que contou com a presença do deputado federal Pepe Vargas. A pauta do encontro foi expôr ao parlamentar o avanço exponencial de cursos de graduação na área da saúde EAD, e o risco potencial que isto acarretará na qualidade dos serviços de saúde da população, uma vez que os pontos negativos nesta modalidade são maiores que os positivos, por importar baixa qualidade na aprendizagem e, pela falta de prática, risco sérios à vida. A reunião também teve intuito de somar forças no Congresso Nacional para solicitar uma moratória na autorização de novas vagas para cursos a distância, até que seja discutida e a aprovada uma lei que garanta a formação com qualidade e de forma presencial para as profissões da área da saúde, além de incentivar a discussão e o aprofundamento do PL 5414/16, que proíbe o incentivo do desenvolvimento e veiculação de programas de ensino a distância em curso da área de saúde, que atualmente está com o deputado federal Mandetta, relator da matéria na Comissão de Seguridade Social e Família (CSSF), da Câmara dos Deputados.

Segundo o assessor de Relações Institucionais do Conselho Regional de Farmácia, Everton Borges, a explosão de vagas no EAD se iniciou por meio do Decreto 9057/2017, que facilitou a abertura de novos polos, autorizando expressamente sua terceirização mediante celebração de convênios com outras pessoas jurídicas, precarizando ainda mais a fiscalização dos cursos não presenciais. “Este decreto causou o aumento em 124% no número da vagas desta modalidade de ensino”, explica. “Atualmente, temos mais de 600 mil vagas para cursos EAD destinadas a cursos de saúde aprovados pelo MEC. Em breve, começaremos a receber formados em saúde totalmente instruídos a distância, e nós não sabemos qual impacto isto terá na saúde da população”, questiona Everton.

Ainda segundo Borges, em alguns estados, profissões como Serviço Social já não contam com o ensino presencial. "Estamos em uma grande articulação, somando esforços dos conselhos federais e regionais para alertar os profissionais e à sociedade sobre os riscos à saúde proporcionados por profissionais oriundos de cursos completos de graduação EAD". Ele complementou que a Câmara da Saúde não é contrária ao uso da ferramenta, que possibilitou o acesso ao ensino a muitas camadas da população, mas que as profissões da saúde pressupõe atendimento direto ao paciente, colocando em risco a saúde da população se esses profissionais não tiverem contato direto desde a formação.

O vice-presidente do CREF2/RS apontou que um ponto positivo nesta esta crise na saúde é que a união dos trabalhadores do setor só fez aumentar. “Esta unidade se mostrou eficaz, pois na semana passada conseguimos evitar que recursos dos esportes, provenientes da loteria esportiva e por novos jogos que devem ser anunciados ainda este ano pela Caixa Econômica Federal, fossem desviados para segurança”, exemplificou. Segundo Lauro, o governo não entende o conceito de esporte como criação de cidadania, segurança e uma forte possibilidade de que jovens não ingressem nas facções criminosas. "Também sabemos dos interesses econômicos que estão representados nos lobbys milionários que atuam no Congresso Nacional. São grupos que trabalham com a questão da doença, não da prevenção”.

A representante do Conselho Regional de Psicologia (CRPRS), Manuele Araldi, afirmou que principal questão que está sendo discutida com o ensino a distância é o acesso à educação do povo brasileiro. "O EAD tem uma característica de baixo custo, além de possibilitar à população dos interiores acessarem o ensino superior. E assim ele é vendido. Contudo, ele é um falso acesso ao ensino as pessoas que de renda mais baixa”, advertiu. Na avaliação de Manuele, essa faixa da população tem de ser atendida obrigatoriamente por universidades públicas, pela retomada das funções do Prouni ou por modificações nas atuais diretrizes do FIES. “Essa é a real inclusão das camadas populares na educação, já que o EAD é uma falácia, pois forma profissionais não qualificados, o que fere o projeto ético e político das profissões". Manuele avalia que formar pessoas sem noções de cidadania também atenta contra a Soberania Nacional.

Tuane Devit, representante do Conselho Regional de Serviço Social, alertou que os diplomas emitidos pelo Conselho não diferenciam quem cursou aulas presenciais de quem fez o curso completo pelo EAD, já que o MEC não obriga constar esta informação no documento. Tuane também fez um resgate do processo histórico de implantação dos primeiros EADs em 2010. “Logo que eles começaram a atuar, nosso Conselho Federal fez uma campanha com o lema “Educação não é fast food”, pelo qual respondemos a um processo no qual tivemos que pagar R$ 11 mil às empresas de EAD, o que demonstra a força destas empresas". Ela também explicou que, para além da noção da educação e de uma formação de qualidade, existem trabalhadores sendo explorados nestas instituições de ensino, além do material produzido pelos professores, alguns sem nenhum vínculo com estas empresas, ser reproduzido para milhares de alunos, com prejuízo da propriedade intelectual de quem os elaborou. “Resta claro o projeto ideológico de esvaziar o Serviço Social, um curso com tradição de contestação e de luta contra a opressão social”, finalizou.

O deputado federal Pepe Vargas, que também é trabalhador da saúde, iniciou sua fala afirmando que sempre defendeu a multidisciplinaridade na área, permitindo um atendimento global de acordo com as necessidades dos pacientes. Ele salientou que o atual tipo de uso da ferramenta EAD para formação profissional, baseado no discurso de redução de custos para quem não tem dinheiro para cursar uma faculdade, é sedutor para quem não se debruça e estuda a fundo a questão. "Eu confesso que fico abismado com a ideia de alguém se formar médico sem nunca ter contato com um paciente, portanto somos parceiros nesta luta”. Vargas alertou que o país tem enfrentando tempos de exceção, e que o Congresso Nacional é uma instância bastante complexa. “Não é à toa que passou a EC95, que praticamente acaba com o SUS. Temos de ter presente que o principal gasto do governo não é com políticas sociais, e sim com juros e serviços da dívida pública”.

O parlamentar relatou que a Câmara aprovou a abertura de todo o processo de extração de petróleo do Pré-Sal para multinacionais. “Isso afeta diretamente o Fundo Social do Pré-Sal, onde grande parte dos recursos seria dedicado à educação e outra parte para saúde. No modelo de partilha anterior, 80% do óleo retirado ia para o Fundo Social. Agora, chegamos ao patamar de 11%. É uma brutal perda de receitas que estes congressistas aprovaram. Com as empresas de EAD, nós não estamos enfrentando empresários de pequeno ou médio porte, mas sim grandes fundos de investimentos multinacionais que adentraram para especular na área da educação”. Para finalizar, o deputado sugeriu que os conselhos regionais buscassem diálogo com a bancada gaúcha no Congresso, e os conselhos federais buscassem os líderes de bancada, para que se discuta, além da moratória na abertura de vagas no EAD, o debate da PL 5414/16.

EAD



FÓRUM-RS realiza VIII Seminário de Fiscalização Profissional
19/06/2018
Fonte: CREF2/RS

O FÓRUM-RS (Fórum dos Conselhos Regionais das Profissões Regulamentadas do Rio Grande do Sul) realizará no dia 31 de agosto o VIII Seminário de Fiscalização Profissional. O evento terá como tema “O Futuro das Profissões”, que impacta diretamente sobre todas as profissões e principalmente aos Conselhos Profissionais que têm entre suas competências a fiscalizá-las.

Entre os objetivos do seminário, discutir e repensar as carreiras profissionais, adaptando-as às novas tecnologias e aos novos tempos, além do seu impacto nas atividades fiscalizatórias. Desta forma, os desafios serão debatidos em conjunto com a Câmara a Defesa da Sociedade - CDS. O evento acontecerá em Porto Alegre, e o Fórum/RS conta com a mobilização e presença de representações de todas as regiões do estado, para melhor qualificam os debates e consolidar a atuação das Entidades.

VIII Seminário de Fiscalização Profissional
Local: Porto Alegre
Data: 31 de agosto, terça-feira
Horário: das 8h30min às 17h30min
Endereço: Auditório Mondercil Paulo de Moraes, Ministério Público do Estado do Rio Grande do Sul, Av. Aureliano de Figueiredo Pinto, 80 – 3ºand. Bairro Praia de Belas – Porto Alegre/RS
Inscrições: pelo e-mail seminarioforum2018@gmail.com e a doação de 1kg de alimento não perecível a ser doado ao Banco de Alimentos

VIII Seminário de Fiscalização Profissional



Capacitação promovida pela Comissão de Fiscalização encerra nesta quinta-feira com troca de experiências
14/06/2018
Fonte: CREF2/RS

A atividade de capacitação com os servidores do Conselho, promovida pela Comissão de Orientação e Fiscalização (COF) em parceria com o Departamento de Orientação e Fiscalização (DEFOR) do CREF2/RS, está encerrando nesta quinta-feira. A ação, que tem o objetivo de proporcionar uma compreensão ainda mais ampla sobre os procedimentos fiscalizatórios e sobre as mudanças recentes que ocorreram na Legislação, chegou ao seu último dia abordando o Processo Administrativo de Fiscalização (PAD FIS), de acordo com os critérios estabelecidos pela Resolução CREF2/RS Nº 132/2017.

Entre os assuntos discutidos nesta última etapa, estavam a formação do PAD FIS, a confecção do termo de atuação e do auto de infração e como tramitam os pareceres emitidos pela COF. Os presentes puderam conhecer mais a fundo as diretrizes referentes a atuação do DEFOR e tirar dúvidas sobre a aplicação de multas e de infrações. “A capacitação está sendo muito valiosa, especialmente para que todos possam compreender melhor todas as etapas do processo fiscalizatório. A troca de informações está abrindo a oportunidade para que a Comissão conheça as necessidades dos agentes fiscais e eles também compreendam como o trabalho deles continua internamente e é fundamental”, relatou Samuel de Almeida (CREF 013510-G/RS), integrante da COF e palestrante do dia.

Na parte da tarde, será feito um estudo de alguns casos já vivenciados pelo DEFOR e um alinhamento final dos procedimentos e das condutas estabelecidas durante o treinamento, como forma de encerramento. “A consequência desta capacitação, bastante ampla e com temas explorados com profundidade, será uma eficiência maior das ações fiscalizatórias do CREF2RS, algo extremamente importante para os profissionais e para toda a sociedade”, declarou Alessandro Gamboa (CREF 001534-G/RS), também integrante da COF. Ainda compõem a Comissão Ana Maria Haas (CREF 004563-G/RS), Luciane Citadin (CREF 000100-G/RS), Luiz Waengertner (CREF 007697-G/RS) e Marcia da Cruz (CREF 007542-G/RS).

DEFOR fiscalização capacitação



Treinamento da COF inicia nesta terça-feira abordando procedimentos internos do DEFOR
12/06/2018
Fonte: CREF2/RS

A Comissão de Orientação e Fiscalização (COF), juntamente com o Departamento de Orientação e Fiscalização (DEFOR) do CREF2/RS, está realizando, de hoje até quinta-feira, uma atividade de capacitação com os servidores do Conselho. A ação tem o objetivo de proporcionar uma compreensão ainda mais ampla sobre os procedimentos fiscalizatórios e sobre as mudanças recentes que ocorreram na Legislação.

Na manhã desta terça-feira, dia 12 de junho, o treinamento iniciou com uma breve apresentação do conselheiro Alessandro Gamboa (CREF 001534-G/RS) e da presidente Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), que falou sobre a missão, a visão e sobre os valores institucionais do CREF2/RS. Os presentes puderam conhecer mais a fundo as diretrizes referentes a atuação dos funcionários que trabalham para o DEFOR e tirar dúvidas sobre o papel desempenhado pelos agentes fiscais, também em relação ao que diz respeito aos Processos Administrativos de Fiscalização (PAD FIS) e à aplicação de multas e infrações.

Na sequência, foi a vez da conselheira Marcia da Cruz (CREF 007542-G/RS) relatar a importância deste tipo de treinamento para todo o Conselho. “O intuito desta atividade é a mobilização de todos os servidores do CREF2/RS para que a Fiscalização tenha a credibilidade que o Sistema CONFEF/CREFs busca. Isto porque nós temos o entendimento de que o trabalho realizado pelos agentes fiscais é imagem do Conselho junto à sociedade”, relatou.

Durante a tarde de hoje, o treinamento irá abordar a Resolução CREF2/RS Nº 132/2017, em vigência desde novembro do ano passado e que dispõe sobre o Código de Procedimentos Fiscalizatórios. Já nos próximos dias, serão trazidos para debate temas relacionados aos procedimentos adotados pelos agentes fiscais e o estudo de alguns casos já vivenciados pelo DEFOR. Também compõem a COF Ana Maria Haas (CREF 004563-G/RS), Luciane Citadin (CREF 000100-G/RS), Samuel de Almeida (CREF 013510-G/RS) e Luiz Waengertner (CREF 007697-G/RS).

DEFOR fiscalização capacitação



DEFOR não tem atendimento entre os dias 12 e 14 de junho
08/06/2018
Fonte: CREF2/RS

Em razão de um treinamento interno, o Departamento de Orientação e Fiscalização (DEFOR) do CREF2/RS não irá prestar atendimento, entre os dias 12 e 14 de junho, tanto na sede do Conselho como por telefone.

Nestes dias, entretanto, todos os demais setores do CREF2/RS estarão funcionando normalmente. Entre terça e quinta-feira, o horário de atendimento geral é das 9h às 17h.

DEFOR atendimento



CREF2/RS leva ciclo de palestras sobre regulamentação da profissão a Caxias do Sul
08/06/2018
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS realizou na última quarta-feira, dia 6 de maio, o segundo encontro do Ciclo de Palestras “20 Anos de Regulamentação da Profissão de Educação Física”, em Caxias do Sul. O evento, que ocorreu na Faculdade Anhanguera, reuniu cerca de 30 participantes, entre profissionais e estudantes. A atividade contou com duas apresentações, conduzidas pela conselheira Marcia da Cruz (CREF 007545-G/RS) e por Eduardo Remião (CREF 001855-G/RS), treinador e ex-atleta de atletismo e triatlo.

A mesa de abertura do evento foi composta por Erica Ramos, diretora da Anhanguera Caxias do Sul; Paulo Eugênio de Carvalho (CREF 004659-G/RS), secretário municipal de Esporte e Lazer; Honorino Lorencetti, presidente do Rotary Club Pérola das Colônias; e por Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), presidente do CREF2/RS. As autoridades relembraram os primórdios regulamentação, que ganhou força em todo o Brasil no final da década de 80, e os avanços que isto trouxe para todos. “Muita coisa aconteceu nos últimos 20 anos. A nossa representatividade cresceu e o nosso papel, principalmente na prevenção de diversas doenças, se tornou reconhecida por toda a sociedade”, destacou Carmen.

Na sequência, Marcia ministrou a palestra “Educação Física: Legislação e Perspectivas”. Ela apresentou uma linha do tempo sobre a regulamentação da profissão, desde a criação do Sistema CONFEF/CREFs, até as conquistas mais recentes, como a inclusão do profissional de Educação Física no Núcleo Ampliado de Saúde da Família (NASF), vinculado ao Ministério da Saúde. “O Conselho tem uma atuação muito forte, no sentido de ser o órgão que fiscaliza e normatiza a presença do nosso profissional em todas estas áreas”, comentou a Conselheira. Marcia ainda apresentou a Cédula de Identidade Profissional (CIP) aos estudantes e explicou como é o dia a dia de trabalho no CREF2/RS. “Na nossa página, é possível consultar todas as resoluções, assim como as empresas e os profissionais registrados”, acrescentou. A palestra também tratou da Lei de Estágio e da importância do trabalho de Fiscalização.

Já a segunda palestra da noite, intitulada “Treinamento Físico de Endurance e as Assessorias Esportivas”, foi ministrada por Remião e tratou de diversos assuntos relacionados às experiências profissionais do palestrante, que é técnico de corrida há mais de 25 anos. Depois de um breve histórico sobre a evolução da Educação Física, ele destacou as características das atividades de endurance e o que elas exigem dos seus praticantes. “O treinamento é individualizado. O endurance, com duração de três horas ou mais, requer uma adaptação e o profissional de Educação Física precisa estar atento a isto, respeitando todas as fases do treinamento”, explicou. Além disso, o palestrante ainda abordou os quatro pilares para uma boa técnica de corrida – equilíbrio, coordenação, descontração e eficácia – e a periodização do exercício. “É extremamente perigoso seguir os treinos propostos por revistas, por exemplo, pois elas não são elaborados levando em consideração as condições particulares dos praticantes”, comentou.

O Ciclo de Palestras “20 Anos de Regulamentação da Profissão de Educação Física” ainda terá mais uma edição em 2018. A atividade será em Pelotas, no dia 17 de outubro. Compareça!

Palestras ciclo de palestras eventos caxias do sul



Comissão de Fiscalização realiza treinamento com agentes fiscais e demais servidores do CREF2/RS
05/06/2018
Fonte: CREF2/RS

A Comissão de Orientação e Fiscalização (COF), juntamente com o Departamento de Orientação e Fiscalização (DEFOR) do CREF2/RS, vai realizar uma atividade de capacitação com os agentes fiscais e com os demais servidores do Conselho, durante o mês de junho. A ação tem o objetivo de proporcionar uma compreensão ainda mais ampla sobre os procedimentos fiscalizatórios e sobre as mudanças recentes que ocorreram na Legislação.

Ministrada por Samuel de Almeida (CREF 0130510-G/RS), membro da COF; e por Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), assessora do DEFOR, a capacitação irá abordar as modificações determinadas pelo Sistema CONFEF/CREFs no decorrer dos Processos Administrativos de Fiscalização (PAD FIS) e no que diz respeito à aplicação de multas e infrações. “Em 2017, depois de implementado o Manual Prático dos Agentes de Orientação e Fiscalização do CREF2/RS, sentimos a necessidade de adequar os novos entendimentos e de otimizar o fluxo do de trabalho”, avalia Almeida.

A ampla participação dos servidores do CREF2/RS vai permitir que esta capacitação uniformize as ações, as condutas e os procedimentos executados por todo o Conselho, durante as ações externas – e também internas – relacionadas ao procedimento fiscalizatório. “Queremos que esta atividade se torne um treinamento continuado, já que também temos a vontade de reforçar o papel pedagógico da fiscalização, mais instrutivo e menos punitivo”, acrescenta Almeida. “A COF e o DEFOR querem ir além do número de academias fechadas e de autuações, para que o trabalho do Conselho tenha a sua excelência percebida por todos os profissionais que atuam na área e o reconhecimento da sociedade”, conclui.

Também compõem a Comissão de Orientação e Fiscalização os conselheiros Alessandro Gamboa (CREF 001534-G/RS), Ana Maria Haas (CREF 004563-G/RS), Luciane Citadin (CREF 000100-G/RS), Luiz Waengertner (CREF 007697-G/RS) e Marcia da Cruz (CREF 007542-G/RS).

DEFOR fiscalização capacitação



CREF em Revista discute questões de gênero na Educação Física Escolar
01/06/2018
Fonte: CREF2/RS

A nova CREF2/RS em Revista, que tem como tema de capa as questões relacionadas à diversidade e à igualdade de gênero, já está disponível para leitura pela Internet e para download. A publicação discute como os profissionais de Educação Física que atuam nas escolas devem agir frente aos conflitos que surgem diariamente, desconstruindo a oposição que existe entre o masculino e o feminino.

Com o intuito complementar o debate sobre este assunto, a reportagem de capa é acompanhada pelo perfil de Eduarda Luizelli (CREF 004280-G/RS), uma das profissionais pioneiras na disseminação do futebol feminino do Rio Grande do Sul. Há ainda matérias sobre os benefícios da caminhada nórdica, sobre a presença da ginástica rítmica gaúcha nos Jogos Escolares da Juventude, sobre as ações de fiscalização realizadas pelo CREF2/RS na fronteira com Santa Catarina e sobre o Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar, ocorrido em Torres.

Você também pode acessar a edição online da nossa publicação diretamente pela plataforma Issuu, cujo aplicativo gratuito está disponível para tablets e para smartphones em geral.

revista diversidade gênero futebol feminino



CREF2/RS fecha duas academias e autua outras 31 irregulares
29/05/2018
Fonte: CREF2/RS

Os agentes fiscais do CREF2/RS, durante a terceira semana de maio, fecharam duas academias nas cidades de Cachoeirinha e Santa Cruz do Sul, por não apresentarem nenhum profissional para assumir as atividades. Também foram autuadas 31 academias nas mais diferentes cidades do estado. Entre as infrações cometidas, 11 empresas funcionavam sem registro, 16 estavam sem profissional presente no momento da visita e uma permitia a atuação de leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio, oito permitiam atuação de leigos em exercício ilegal da profissão e uma academia descumpria Termo de Cooperação firmado com o Conselho.

Entre os dias 13 e 19 de maio, foram realizadas 87 visitas, com 23 denúncias totalmente atendidas. Os agentes autuaram 23 pessoas por alguma infração, sendo quatro profissionais atuando fora da área de formação e infringindo o Código de Ética Profissional, nove Responsáveis Técnicos descumprindo obrigações inerentes a suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional e um diplomado atuando sem registro profissional.

O Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) ainda protocolou 36 novas denúncias através do formulário no site e 10 foram multas enviadas para empresas por descumprirem Termo de Cooperação ou faltarem a audiência do mesmo, além de 28 notificações emitidas para empresas e pessoas que não se regularizaram/justificaram após vencido o prazo de suas autuações. Um processo de Ação Civil Pública (ACP) foi encaminhado para empresa sem registro. No período, foram firmados 23 Termos de Cooperação com empresas, as quais comprometem-se a cumprir toda a legislação pertinente à prestação de serviços em atividades físicas.

Os fiscais visitaram os municípios de Santiago, Cacequi, São Vicente Do Sul, Gravataí, Porto Alegre, Cachoeirinha, Arroio Do Meio, Triunfo, Montenegro, São Sebastião Do Caí, Tupandi, Santa Cruz Do Sul, Vale Verde e Vale Do Sol. Você pode colaborar com o trabalho da Fiscalização e encaminhar a sua denúncia ao CREF2/RS, preenchendo o formulário disponível neste link.

DEFOR



CREF2/RS fecha academia irregular na madrugada
25/05/2018
Fonte: CREF2/RS

Na segunda semana de maio, os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS fecharam uma academia em Porto Alegre e realizaram 39 fiscalizações na capital e em Caxias do Sul. A academia, interditada após a meia-noite, não contava com profissional habilitado no momento da visita. Para voltar a atender o público, precisará regularizar primeiramente a sua situação.

Entre os dias 6 e 12 de maio, 46 denúncias foram totalmente atendidas e 19 estabelecimentos autuados, sendo nove por não possuírem registro da empresa, cinco funcionando sem profissional presente no momento da visita e seis por permitirem o exercício ilegal da profissão. Uma academia descumpria o Termo de Cooperação previamente assinado com o CREF2/RS.

Os agentes fiscais ainda autuaram nove pessoas por algum tipo de infração, sendo quatro por exercício ilegal da profissão, três profissionais atuando fora da área e infringindo o Código de Ética Profissional, além de flagrarem dois Responsáveis Técnicos descumprindo obrigações inerentes a suas funções.

DEFOR



CREF2/RS comunica Secretaria Estadual de Educação a exigência de registro dos professores de Educação Física
24/05/2018
Fonte: CREF2/RS

A presidente do CREF2/RS, Carmen Masson CREF 001910-G/RS), o vice-presidente Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS) e a conselheira Miryam Brauch (CREF 006834-G/RS) estiveram na Secretaria de Educação do Estado no dia 23 de maio, onde se reuniram com o secretário de Educação Ronald Krummenauer e com o diretor do Departamento de Logística da Secretaria e profissional de Educação Física, Paulo Rezende (CREF 001298-G/RS).

A presidente do CREF2/RS levou ao conhecimento do secretário o acórdão do STJ nº 1.583.696, proferido pelo ministro Herman Benjamin, que reconheceu a legalidade da exigência de registro no CREF2/RS para atuação no magistério, como professor de Educação Física, em todo estado. Segundo o acórdão, o STJ entende que, nos termos do art. 1o da Lei 9.696/1998, o exercício das atividades de Educação Física no ensino fundamental II, médio e superior é prerrogativa dos profissionais regularmente registrados nos Conselhos Regionais de Educação Física.

Carmen aproveitou para comunicar que existe um PL tramitando na Assembleia Legislativa de autoria deputado Tiago Simon, que propõe profissionais de Educação Físicas registrados na 1ª a 5 ª série, e sugeriu sua aplicação mesmo antes da aprovação, levando em conta a saúde das crianças gaúchas. O secretário disse que não tinha conhecimento da decisão judicial, e que levará ao conhecimento da sua assessoria jurídica e às Coordenadorias Regionais – CRE. Ficou acordado que se estudaria um tempo para se implementar a decisão judicial, e também um método de fiscalização que não gere conflito com os professores estaduais. Krummenauer também aprovou que o CREF2/RS faça parte da comissão que discute a Base Comum Curricular para o Ensino Médio.

Secretaria de Educação do Estado



CREF2/RS vai a Caxias do Sul com o ciclo de palestras sobre os 20 anos de regulamentação da profissão
23/05/2018
Fonte: CREF2/RS

A segunda cidade a celebrar os 20 anos da regulamentação da profissão de Educação Física pela Lei 9696/98 e a criação do sistema CONFEF/CREFs será Caxias do Sul, que receberá no dia 6 de junho o ciclo de palestras “20 anos de regulamentação da profissão de Educação Física”. O evento ocorrerá no auditório da Faculdade Anhanguera de Caxias do Sul, das 19h às 22h. As palestras têm como objetivo promover um diálogo com a sociedade, estudantes, profissionais e docentes sobre a profissão de Educação Física, suas conquistas e seus desafios. O ciclo, em conjunto com o CongregaCREF – Seminário Sul Brasileiro de Educação Física, estará entre os eventos comemorativos programados pelo Conselho para celebrar o legado de duas décadas da regulamentação da profissão.

Em Caxias do Sul, haverá duas palestras. A primeira, com início às 19h05min, tendo como tema “Educação Física: Legislação e Perspectivas”, será ministrada pela conselheira do CREF2/RS Marcia Rohr da Cruz (CREF 007545-G/RS). “Na minha palestra, entre outros assuntos, abordarei a importância da formação e da qualificação dos profissionais, capacitando-os para atender a população com serviços de qualidade e atuando preventivamente na promoção do bem-estar e da saúde”, disse. A conselheira acrescentou que também esclarecerá na sua explanação temas como a Lei do Estágio, a atuação do egresso de licenciatura e do bacharelado, as etapas dos processos de fiscalização e a Ética na atuação profissional. Marcia reforçou que tanto profissionais de Educação Física como estudantes e a comunidade estão convidados a comparecer no ciclo.

A segunda palestra da noite terá início às 20h40min, e abordará o “Treinamento Físico de Endurance e as Assessorias Esportivas”, ministrada por Eduardo Olsson Remião (CREF 001855-G/RS). Remião é ex-atleta de atletismo e triathlo, tendo obtido títulos regionais, nacionais e internacionais. Ele é técnico de corrida há mais de 25 anos, sendo fundador da Federação Gaúcha de Triathlon e da Associação de Assessorias Esportivas do RS. “Além de discorrer sobre a história da Educação Física no Brasil e sua trajetória até a regulamentação, pretendo abordar técnicas de treinamento de endurance, bem como o funcionamento das assessorias esportivas, seus métodos de avaliação, planejamento e execução, além de expor o cenário das corridas de rua e assessorias no estado e no Brasil”, explicou.

Após Caxias do Sul, a próxima cidade visitada pelo ciclo de palestras será Pelotas, em 17 de outubro, no Auditório da UFPEL.

Ciclo de palestras “20 anos de regulamentação da profissão de Educação Física” - Caxias do Sul

Data: 6 de junho, quarta-feira, das 19h às 22h
Local: Auditório da Faculdade Anhanguera
Endereço: Av. Alexandre Rizzo, 505 - Caxias do Sul
Carga horária: 4 horas
O evento terá a emissão de Certificado online aos participantes
Inscrições gratuitas até o dia 04/06/2018 aqui.

20 anos de regulamentação da profissão de Educação Física



DEFOR fecha seis academias irregulares em 14 dias
15/05/2018
Fonte: CREF2/RS

Na última semana de março, os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS realizaram 95 visitas de fiscalização na semana, atendendo totalmente 20 denúncias, com 17 estabelecimentos autuados por uma ou mais infrações. Deste total, nove deles não possuíam registro da empresa, seis funcionavam sem profissional presente no momento da visita e outros três permitiam a atuação de leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio. Uma academia descumpria o Termo de Cooperação firmado com o Conselho.

Os fiscais também autuaram 12 pessoas por alguma infração, sendo três leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio, um profissional atuando fora da área de formação e infringindo o Código de Ética Profissional, além de quatro responsáveis Técnicos descumprindo obrigações inerentes a suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional, além de três diplomados atuando sem registro profissional. Também foi flagrado um profissional atuando com seu registro baixado/suspenso. Os municípios visitados durante o período foram Porto Alegre, Camaquã, Guaporé, São Jorge, Paraí, Alegrete, Quarai e Santana do Livramento.

Na semana posterior, de 29 de março a 5 de maio, houve 36 visitas de fiscalização e seis academias foram fechadas nas cidades de Porto Alegre, Pelotas e Gravataí, todas por não apresentarem nenhum profissional para assumir as atividades. Para retornarem a funcionar normalmente, os proprietários deverão regularizar sua situação perante o CREF2/RS. Além destes flagrantes, 20 denúncias foram totalmente atendidas, 18 estabelecimentos autuados por uma ou mais infrações, sendo que 10 não possuíam registro da empresa, nove funcionavam sem profissional presente no momento da visita, seis atuavam sem profissional, três permitiam leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio e uma academia descumpria Termo de Cooperação firmado com o Conselho.

O DEFOR autuou sete pessoas por alguma infração, sendo três leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio, um profissional atuando fora da área de formação e infringindo o Código de Ética Profissional, dois Responsáveis Técnicos descumprindo obrigações inerentes a suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional e um diplomado atuando sem registro profissional. As cidades visitadas foram Pelotas, Porto Alegre, Picada Café, Presidente Lucena, Santa Maria Do Herval e Gravataí. Qualquer denúncia de irregularidade pode ser encaminhada ao DEFOR pelo formulário disponível neste link.

DEFOR



CREF2/RS fecha duas academias irregulares e autua outras 29 na terceira semana de abril
04/05/2018
Fonte: CREF2/RS

Os agentes fiscais do CREF2/RS, durante a terceira semana de abril, fecharam duas academias nas cidades de Rolante e Planalto por não apresentarem nenhum profissional para assumir as atividades. Também foram autuadas 29 academias nas mais diferentes cidades do estado. Entre as infrações cometidas, 10 empresas funcionavam sem registro, 12 estavam sem profissional presente no momento da visita e uma permitia a atuação de leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio.

Entre os dias 15 e 21 de abril, foram realizadas 87 visitas, com 25 denúncias totalmente atendidas. Os agentes autuaram 19 pessoas por alguma infração, sendo 11 leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio, três profissionais atuavam fora da área de formação e infringiam o Código de Ética Profissional, três Responsáveis Técnicos descumpriam as obrigações inerentes a suas funções e um diplomado atuava sem registro profissional, além de outro trabalhar com seu registro baixado/suspenso.

O Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) ainda protocolou 30 novas denúncias através do formulário no site e emitiu 17 notificações para empresas e pessoas que não se regularizaram ou justificaram após vencido o prazo de suas autuações. Um processo de Ação Civil Pública (ACP) foi encaminhado para empresa sem registro.

Os agentes visitaram os municípios de Fontoura Xavier, Barros Cassal, Soledade, Taquara, Riozinho, Rolante, Frederico Westphalen, Seberi, Boa Vista das Missões, Erval Seco, Planalto, São Leopoldo, Campo Bom e Porto Alegre. Você pode colaborar com o trabalho da Fiscalização e encaminhar a sua denúncia ao CREF2/RS, preenchendo o formulário disponível neste link.

DEFOR



CREF2/RS abre ciclo de palestras sobre os 20 anos de regulamentação da profissão em Santa Maria
02/05/2018
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS realizou na última quarta-feira, dia 25 de abril, o primeiro encontro do Ciclo de Palestras “20 Anos de Regulamentação da Profissão de Educação Física”, em Santa Maria. O evento, que ocorreu na Faculdade Metodista (FAMES), reuniu cerca de 100 participantes, entre profissionais e estudantes. A atividade contou com duas apresentações, conduzidas pelos conselheiros Alessandro Gamboa (CREF 001534-G/RS) e Marcia da Cruz (CREF 007545-G/RS).

Integrando a programação da 9ª Jornada Acadêmica do Curso de Educação Física da FAMES, o primeiro evento sobre os 20 anos da regulamentação da profissão contou ainda com a presença da presidente do CREF2/RS Carmen Masson (CREF 001910-G/RS) e do conselheiro Clery de Lima (CREF 000297-G/RS), que foi o mestre de cerimônias. Na abertura das palestras, os dois destacaram os avanços do Sistema CONFEF/CREFs, nas últimas duas décadas, e a importância da união de todos os profissionais. “A Educação Física está sempre sendo ameaçada e cabe ao CREF2/RS lutar para que os espaços já conquistados não sejam perdidos”, analisou Carmen. “São vocês que devem fazer a diferença, apropriando-se de conhecimento e fazendo um trabalho correto”.

No primeiro momento, Gamboa ministrou a palestra “Educação Física: Legislação e Perspectivas”. Integrante da Comissão de Orientação e Fiscalização do CREF2/RS, o conselheiro falou sobre a criação do Sistema CONFEF/CREFs, as atribuições do Conselho e as suas diferenças em comparação com o Sindicato. “O CREF2/RS tem uma função fiscalizatória e normatizadora da profissão. Não cabe a nós as questões trabalhistas, que são de responsabilidade do Sindicato”, explicou.

A palestra de Gamboa ainda tratou da Lei do Estágio e da importância do trabalho de Fiscalização. Respondendo as perguntas dos presentes, o conselheiro tirou dúvidas sobre o Termo de Compromisso de Estágio, sobre as atribuições do Responsável Técnico e sobre as consequências de quem é flagrado em exercício ilegal da profissão. “O CREF2/RS encaminha uma denúncia-crime para o Ministério Público, sempre que os agentes fiscais dão o flagrante. O exercício ilegal da profissão que mais buscamos combater”.

A segunda palestra, com o tema “A Importância da Atividade Física na Formação do Ser Humano”, destacou o papel fundamental que o profissional de Educação Física desempenha diante da sociedade. “Trabalhamos com todas as faixas etárias e precisamos pensar a nossa atuação da gestação ao envelhecimento”, sublinhou Marcia. “Por conta disto, não podemos dizer que o Bacharel é mais ou menos relevante do que o Licenciado. Todos são importantes para valorização da atividade física entre as crianças, fazendo disto um hábito para o futuro”, acrescentou.

Os desafios expostos pela palestrante, ao longo da sua apresentação, dizem muito respeito às consequências da obesidade entre o público infantil. “Cada vez mais vemos crianças com problemas cardíacos e diabetes, que antes eram comuns somente em adultos. O sedentarismo é um dos grandes inimigos da Educação Física”, sentenciou. Paralelamente a isso, Marcia também citou os benefícios proporcionado pela atividade física. “As aulas de Educação Física melhoram o desenvolvimento motor e promovem a socialização”, pontuou.

O Ciclo de Palestras “20 Anos de Regulamentação da Profissão de Educação Física” ainda terá outras duas edições em 2018. A atividade será realizada ainda em Caxias dos Sul, no dia 7 de junho; e em Pelotas, no dia 17 de outubro. Compareça!

Eventos palestras



DEFOR fecha três academias e autua outras 19 na segunda semana de abril
30/04/2018
Fonte: CREF2/RS

Os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS fecharam três academias irregulares na segunda semana de abril. Os estabelecimentos estavam localizados nas cidades de Vanini, Caxias do Sul e Viamão. Os fiscais não encontraram nenhum profissional nos estabelecimentos para assumirem as atividades. Estas empresas só poderão voltar a atender o público se regularizarem primeiramente sua situação com o Conselho.

Entre os dias 8 a 14 de abril, foram realizadas 79 visitas de fiscalização e atendidas 11 denúncias. No período, outros 19 estabelecimentos foram autuados, sendo 10 por não possuírem registro, 12 por não contarem com profissional habilitado e três por permitirem a atuação de leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio. Uma academia descumpria o Termo de Cooperação firmado com o Conselho.

Além do fechamento e autuação das academias, os fiscais também flagraram 15 pessoas cometendo alguma infração, sendo que destas cinco estavam em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio, descumprindo obrigações inerentes as suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional. Assim como foram autuados sete Responsáveis Técnicos descumprindo obrigações inerentes as suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional, além de três diplomados atuando sem registro.

Os municípios visitados foram Casca, Vanini, David Canabarro, Caxias Do Sul, Viamão, Porto Alegre, Erechim, Áurea, Getúlio Vargas e Campo Bom. Qualquer denúncia de irregularidade pode ser encaminhada ao DEFOR pelo formulário disponível neste link.

DEFOR



CREF2/RS fecha três academias e autua outras 27 em duas semanas
23/04/2018
Fonte: CREF2/RS

Em 14 dias, entre 25 de março a 7 de abril, os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS realizaram 74 visitas de fiscalização na semana, fechando três academias localizadas nas cidades de Alvorada, Canoas e Machadinho. Eles estavam irregulares pois não contavam com a presença de um profissional de Educação Física orientando as atividades. Para retornarem a funcionar normalmente, os proprietários deverão regularizar sua situação perante o CREF2/RS. Além disso, foram destaque as 32 denúncias encaminhadas à Comissão de Ética Profissional – DCE, os oito processos encaminhados de Denúncia Crime – DCL por exercício ilegal da profissão, além das 38 multas enviadas para empresas que descumpriram o Termo de Cooperação firmado com o Conselho.

Ao total, 37 denúncias foram totalmente atendidas, com 27 estabelecimentos autuados por uma ou mais infrações. Deste total, 10 deles não possuíam registro da empresa, 10 funcionavam sem profissional presente no momento da visita e outros seis permitiam a atuação de leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio. Duas academias descumpriam o Termo de Cooperação firmado com o Conselho.

Além do fechamento e autuação das academias, os fiscais também autuaram 22 pessoas por alguma infração, sendo seis leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio, dois profissionais atuando fora da área de formação e infringindo o Código de Ética Profissional, além de cinco responsáveis Técnicos descumprindo obrigações inerentes a suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional e quatro diplomados atuando sem registro profissional.

Os municípios visitados durante o período foram Porto Alegre, Nova Petrópolis , Canela, Viamão, Alvorada, Canoas, Gravataí, Caxias do Sul, Boa Vista do Sul, Farroupilha, Agudo, Novo Cabrais, Sobradinho, Cachoeira do Sul, Marcelino Ramos, Machadinho, Barracão, Piratuba/SC e Ipira/SC.

DEFOR



CREF2/RS reúne-se com Prefeitura de Porto Alegre para aplicar decisão que obriga profissionais a serem registrados
13/04/2018
Fonte: CREF2/RS

A presidente do CREF2/RS Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), a conselheira Sonia Maria Waengertner (CREF 007781-G/RS) e a assessora Jurídica Cristiane Costa se reuniram nesta quinta-feira, dia 12, na Prefeitura Municipal de Porto Alegre com o assessor jurídico do prefeito Marchezan Jr, Cassiano Sgorla Ferreira. A pauta foi a decisão do Supremo Tribunal de Justiça que reconhece a necessidade de inscrição no CREF2/RS por parte dos professores de Educação Física em todo o território do estado do Rio Grande do Sul. As representantes do Conselho foram sensibilizar o prefeito para a necessidade de se aplicar a normativa do STJ na rede municipal de ensino.

Segundo a assessora Cristiane, seria dado um prazo de 60 dias para os professores regularizarem seu registro. Ela explicou que o CREF2/RS não pretende enviar fiscalização a todas as escolas, pois seria muito oneroso e geraria muitas autuações, o que provocaria um clima de rejeição a ideia. “Nosso propósito é que haja uma transição pacífica”, explicou. A presidente do CREF2/RS lembrou que a Prefeitura de Porto Alegre tem a tradição de ser parceira nas ações do Conselho. “Nós não viemos aqui impondo um “execute-se” ao prefeito, mas sim tratarmos quais as melhores atitudes para que esta decisão seja aplicada de forma a não causar traumas, ao mesmo tempo que conte com ajuda dos órgãos competentes”, afirmou Carmen,

O assessor jurídico Sgorla Ferreira disse que o alinhamento entre o CREF2/RS e a Prefeitura é o caminho ideal para que se dê andamento a uma decisão judicial pacificada. “Para sermos práticos e rápidos, aconselho ao CREF2/RS fazer um ofício ao prefeito dando ciências da decisão e pedindo providências”, explicou. O próximo passo, segundo o assessor, é submeter a decisão jurídica à Procuradoria-Geral do Município para não caracterizar um ato unilateral. “Daí teremos o parecer jurídico da PGM, e a partir deste momento podemos produzir um decreto e programarmos um evento para assinatura conjunta do documento, dando um tempo de transição para os servidores da educação em Educação Física poderem tratar da regulamentação”, finalizou.

Prefeitura de Porto Alegre



Santa Maria é a primeira cidade visitada pelo ciclo de palestras sobre os 20 anos de regulamentação da profissão
11/04/2018
Fonte: CREF2/RS

A primeira cidade a celebrar os 20 anos da regulamentação da profissão de Educação Física pela Lei 9696/98 e da criação do sistema CONFEF/CREFs será Santa Maria, que receberá no dia 25 de abril o ciclo de palestras “20 anos de regulamentação da profissão de Educação Física”. O horário do evento será das 19h às 22h, no auditório da FAMES - Faculdade Metodista de Santa Maria. O ciclo, em conjunto com o CongregaCREF – Seminário Sul Brasileiro de Educação Física, estarão entre os eventos comemorativos programados pelo Conselho para celebrar o legado de duas décadas da regulamentação da profissão.

O interesse pelos exercícios físicos têm aumentado no país. Mesmo assim, dados do Ministério da Saúde demonstram uma verdadeira epidemia de obesidade, diabetes e hipertensão, todas doenças associadas ao sedentarismo que assolam a população brasileira. Diante deste quadro, cresce também a responsabilidade do CREF2/RS em demonstrar à sociedade de que a boa orientação faz a diferença, e que sob a instrução de um profissional habilitado aumenta a eficiência dos exercícios, os benefícios dos praticantes e previne problemas de saúde, garantindo bem-estar e melhoria da qualidade de vida. Imbuídos desta missão, o Conselho percorrerá o interior do estado promovendo um diálogo aberto e democrático com a sociedade, estudantes, profissionais e docentes sobre os 20 anos da regulamentação da profissão de Educação Física, suas conquistas e seus desafios.

Em Santa Maria, haverá duas palestras. A primeira, como início às 19h, será ministrada por Alessandro Gamboa (CREF 001534-G/RS), tendo como tema "Educação Física: legislação e perspectivas". Alessandro é graduado em Educação Física pelo IPA. Possui pós- graduação em Administração e Marketing Esportivo, pela Universidade Gama Filho, e em Ciências do Esporte, pela PUC-RS. Atua como personal trainer e realiza consultoria em diversas academias. É conselheiro do CREF2/RS desde 2015 e integra a Comissão de Orientação e Fiscalização do Conselho.

A segunda palestra da noite terá início às 20h40min, com o tema "A importância da atividade física na formação do ser humano: desafios do profissional de Educação Física", ministrada por Marcia Rohr da Cruz (CREF 007545-G/RS). Marcia é graduada em Educação Física pela UCS e bacharel em Administração pela Unisinos. Possui pós-doutorado em Administração e atua no Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção e em Administração da UCS. É conselheira do CREF2/RS desde 2015 e faz parte de diferentes Comissões e Câmaras Técnicas do Conselho, relacionadas à Educação Física Escolar, Fiscalização, Finanças, Planejamento Estratégico e ao Esporte Educacional.

Após Santa Maria, as próximas cidades visitadas pelo ciclo de palestras serão Caxias do Sul, no dia 6 de junho, no Auditório da Anhanguera, e Pelotas, em 17 de outubro, no Auditório da UFPEL.

Ciclo de palestras “20 anos de regulamentação da profissão de Educação Física” - Santa Maria

Data: 25 de abril, quarta-feira, das 19h às 22h Local: Auditório da FAMES - Faculdade Metodista de Santa Maria Endereço: Rua Dr. Turi, 2003 - Santa Maria Carga horária: 4 horas. O evento terá a emissão de Certificado online aos participantes Inscrições gratuitas até o dia 23/04/2018 pelo site http://crefrs.org.br//eventos/ciclo_santa_maria/

Ciclo de palestras “20 anos de regulamentação da profissão de Educação Física



CREF2/RS e CREF3/SC realizam nova ação conjunta em municípios de fronteira
10/04/2018
Fonte: CREF2/RS/CREF3/SC

Em mais uma ação conjunta entre CREF2/RS e o Conselho Regional de Educação Física de Santa Catarina na fronteira dos dois estados, um estabelecimento foi interditado no dia 5 de abril na cidade de Machadinho/RS, por ausência de Responsável Técnico no momento da visita. Para retornar a funcionar normalmente, o estabelecimento deve regularizar a situação perante o CREF2/RS.

A ação, realizada nos dias 4 e 5 de abril, passou por cidades de Santa Catarina e Rio Grande do Sul e mobilizou um agente de orientação e fiscalização de cada Estado. Segundo o Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS, nove visitas foram realizadas nas cidades de Piratuba, Peritiba e Ipira, em Santa Catarina, e Machadinho e Barracão, no Rio Grande do Sul. Durante a ação, não foram constatados profissionais de Educação Física atuando fora do seu estado.

Para o presidente do CREF3/SC, Irineu Wolney Furtado (CREF 003767-G/SC), as ações em conjunto fortalecem o trabalho dos Conselhos. “Pretendemos seguir as fiscalizações nas áreas fronteiriças para coibir o exercício ilegal profissão e outras irregularidades comumente encontradas nessas regiões. A união dos CREFs favorece o sucesso da ação”, comenta.

A operação conjunta dos CREFs foi embasada legalmente na resolução CONFEF nº 076/2004, que dispõe sobre a uniformização dos procedimentos de transferência de registro profissional no âmbito do Sistema CONFEF/CREFs. Em seu artigo 7º, o documento afirma que os profissionais que residirem próximos às fronteiras de CREFs que tenham área de abrangência distinta, e trabalharem em mais de uma Unidade Federativa, ficarão vinculados ao CREF do local de domicílio, e que deverão informar ao CREF no qual possuam registro, mediante requerimento, afirmando que trabalham em mais de uma Unidade Federativa.

DEFOR



DEFOR fecha duas academias irregulares em General Câmara
03/04/2018
Fonte: CREF2/RS

Entre os dias 18 a 24 de março, os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS realizaram 94 visitas de fiscalização na semana, fechando duas academias na cidade de General Câmara. Eles estavam irregulares pois não contavam com a presença de um profissional de Educação Física orientando as atividades. Para retornarem a funcionar normalmente, os proprietários deverão regularizar sua situação perante o CREF2/RS.

Ao total, 20 denúncias foram totalmente atendidas, com 35 estabelecimentos autuados por uma ou mais infrações. Deste total, 21 deles não possuíam registro da empresa, 12 funcionavam sem profissional presente no momento da visita e outros 11 permitiam a atuação de leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio. Uma academia descumpria o Termo de Cooperação firmado com o Conselho.

Além do fechamento e autuação das academias, os fiscais também autuaram 22 pessoas por alguma infração, sendo 11 leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio, quatro profissionais atuando fora da área de formação e infringindo o Código de Ética Profissional, além de três responsáveis Técnicos descumprindo obrigações inerentes a suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional e quatro diplomados atuando sem registro profissional.

Os municípios visitados durante o período foram Panambi, Igrejinha, Rolante, Três Coroas, General Câmara, Vera Cruz, Gramado Xavier, Boqueirão do Leão, Herveiras, Vale do Sol, Santa Cruz do Sul, Bagé, Pinheiro Machado e Pedras Altas.

DEFOR



CREF2/RS fecha três academias e autua outras 12 na terceira semana de março
23/03/2018
Fonte: CREF2/RS

Os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS fecharam três academias irregulares entre 11 e 17 de março. Os estabelecimentos estavam localizados nas cidades de Passo Fundo, Marau e Nova Esperança do Sul. Os fiscais não encontraram nenhum profissional nos estabelecimentos para assumirem as atividades. Estas empresas só poderão voltar a atender o público se regularizarem primeiramente sua situação com o Conselho.

Nesta terceira semana de março, foram realizadas 77 visitas de fiscalização e atendidas 18 denúncias. No período, outros 29 estabelecimentos foram autuados, sendo 11 por não possuírem registro, 17 por não contarem com profissional habilitado e oito por permitirem a atuação de leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio.

Além do fechamento e autuação das academias, os fiscais também flagraram 20 pessoas em alguma infração, sendo que destas oito estavam em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio descumprindo obrigações inerentes as suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional. Assim como foram autuados sete Responsáveis Técnicos descumprindo obrigações inerentes as suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional, um diplomado atuando sem registro e outro profissional exercendo a profissão com seu registro baixado/suspenso.

Os municípios visitados foram Passo Fundo, Vale Real, Feliz, São Vendelino, Alto Feliz, Bom Princípio, Vila Maria, Marau, Santiago, Nova Esperança do Sul, São Francisco de Assis, Três Passos, Tenente Portela e Derrubadas. Qualquer denúncia de irregularidade pode ser encaminhada ao DEFOR pelo formulário disponível neste link.

DEFOR



CREF2/RS fecha quatro academias irregulares
14/03/2018
Fonte: CREF2/RS

Entre os dias 11 de fevereiro e 3 de março, os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS fecharam quatro academias, sendo um estabelecimento flagrado na cidade de Paraíso do Sul e outro em Cachoeira do Sul, além de dois em Pelotas. Eles estavam irregulares pois não contavam com a presença de um profissional de Educação Física orientando as atividades. Para retornarem a funcionar normalmente, os proprietários deverão regularizar sua situação perante o CREF2/RS.

Ao total, foram autuados 59 estabelecimentos autuados por uma ou mais infrações. Deste total, 29 deles não possuíam registro da empresa, 26 funcionavam sem profissional presente no momento da visita e outros nove permitiam a atuação de leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio.

Além do fechamento e autuação das academias, os fiscais também flagraram oito pessoas em alguma infração, sendo destas cinco profissionais atuando fora da área de formação e infringindo o Código de Ética Profissional, além de três responsáveis Técnicos descumprindo obrigações inerentes a suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional.

Dentre os municípios visitados durante o período, Porto Alegre, São Sepé, Sananduva, Cachoeira do Sul, Capão do Leão, Arroio Grande, Jaguarão, Pedro Osório, Pelotas e Herval.

DEFOR



Nova edição da CREF2/RS em Revista faz retrospectiva de 2017
01/03/2018
Fonte: CREF2/RS

A nova CREF2/RS em Revista, que teve a sua edição digital lançada nesta quinta-feira, dia 1º de março, faz uma retrospectiva dos eventos que o Conselho realizou no segundo semestre do ano passado. Com o Troféu Destaque 2017 na capa e um breve perfil de todos os vencedores do prêmio, a publicação também conta como foram as palestras do CongregaCREF e do “O Mercado do Personal Trainer Corporativo”, promovido em celebração ao Dia Estadual da Ginástica Laboral.

Além destas matérias, a nova edição também traz um artigo sobre o papel do profissional de Educação Física na Equoterapia, de autoria de Afonso Forni (CREF 025395-G/RS); o perfil de Rafael Astrada (CREF 010168-G/RS), técnico duas vezes campeão brasileiro de futsal para cegos; uma matéria sobre trabalho da Fiscalização e um pouco mais da história dos conselheiros João Guilherme Queiroga (CREF 000839-G/RS) e Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS).

Você também pode acessar a edição online da nossa publicação diretamente pela plataforma Issuu, cujo aplicativo gratuito está disponível para tablets e para smartphones em geral. A revista impressa é enviada para todas as Pessoas Jurídicas registradas e para os profissionais que solicitaram recebê-la. Os pedidos devem ser feitos via contato@crefrs.org.br.

Revista CREF em Revista



CREF2/RS e CREF3/SC fiscalizam fronteira conjuntamente
23/02/2018
Fonte: CREF2/RS

Os Departamentos de Fiscalização do CREF2/RS e do Conselho Regional de Educação Física de Santa Catarina – CREF3/SC – realizaram uma ação conjunta nesta terça-feira, dia 20, na fronteira norte dos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Foram mobilizados para a ação dois fiscais gaúchos e um catarinense. A equipe visitou Passo de Torres, Praia Grande, São João de Sul e Torres, fiscalizando quatro estabelecimentos. Uma academia foi fechada em Praia Grande pois não contava com a presença de um profissional de Educação Física orientando as atividades. Para retornar a funcionar normalmente, os proprietários deverão regularizar sua situação perante o CREF3/RS.

A operação conjunta dos CREFs foi embasada legalmente na resolução CONFEF nº 076/2004, que dispõe sobre a uniformização dos procedimentos de transferência de registro profissional no âmbito do Sistema CONFEF/CREFs. Em seu artigo 7º, o documento afirma que os profissionais que residirem próximos às fronteiras de CREFs que tenham área de abrangência distinta, e trabalharem em mais de uma Unidade Federativa, ficarão vinculados ao CREF do local de domicílio, e que deverão informar ao CREF no qual possuam registro, mediante requerimento, afirmando que trabalham em mais de uma Unidade Federativa.

Para Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação do CREF2/RS, a parceria é importante pois consolida a cooperação entre dois conselhos profissionais em uma ação efetiva em prol da Educação Física. "Com isto, somamos esforços para coibir o exercício ilegal profissão e outras irregularidades na fronteira entre os dois estados. Devido ao sucesso da operação, já estamos articulando novas ações com o CREF3/SC", afirmou.

Já o presidente do CREF3/SC, Irineu Wolney Furtado (CREF 003767-G/SC), afirmou que essa sinergia reforça o objetivo maior dos conselhos, que é defender a sociedade e zelar pela qualidade dos serviços profissionais oferecidos, através da habilitação, regulação e fiscalização do exercício profissional de Educação Física. “A cooperação fortalece o trabalho desenvolvido pelos CREFs e estimula a valorização da profissão”, finalizou.

DEFOR



DEFOR fecha uma academia e autua outras 25 na primeira semana de fevereiro
16/02/2018
Fonte: CREF2/RS

Na primeira semana de fevereiro, os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS fecharam uma academia em Santa Vitória do Palmar e realizaram mais de 93 fiscalizações em todo o Estado. A academia interditada não contava com profissional habilitado no momento da visita. Para voltar a atender o público, precisará regularizar primeiramente a sua situação.

Entre os dias 4 e 10 de fevereiro, 25 estabelecimentos foram autuados, sendo quatro por não possuírem registro da empresa, seis por não contarem com um profissional ministrando as atividades no local e três por permitirem o exercício ilegal da profissão. Quatro academias foram autuadas por descumprirem o Termo de Cooperação previamente assinado com o CREF2/RS.

Os agentes fiscais ainda autuaram 13 pessoas por algum tipo de infração, sendo duas por exercício ilegal da profissão, quatro profissionais atuando fora da área e infringindo o Código de Ética Profissional, além de flagrarem quatro Responsáveis Técnicos descumprindo obrigações inerentes a suas funções.

Os municípios fiscalizados foram Porto Alegre, Gravataí, Itati, Três Forquilhas, Terra de Areia, Capão da Canoa, Arroio Teixeira, Arroio do Sal, Rondinha, Santana da Boa Vista, Caçapava do Sul, Candelária, Balneário Pinhal, Quintão, Cidreira, Imbé e Tramandaí.

DEFOR



CREF2/RS interdita duas academias em Porto Alegre
09/02/2018
Fonte: CREF2/RS

Entre os dias 28 de janeiro e 3 de fevereiro, os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS fecharam duas academias em Porto Alegre. Elas estavam irregulares pois não contavam com a presença de um profissional de Educação Física orientando as atividades. Para retornarem a funcionar normalmente, os proprietários deverão regularizar sua situação perante o CREF2/RS.

Ao total, foram efetuadas 24 visitas de fiscalização no período, com 18 denúncias sendo totalmente atendidas, resultando em 13 estabelecimentos autuados por uma ou mais infrações. Deste total, sete deles não possuíam registro da empresa, seis funcionavam sem profissional presente no momento da visita e outros dois permitiam a atuação de leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio.

Além do fechamento e autuação das academias, os fiscais também flagraram oito pessoas em alguma infração, sendo destas cinco profissionais atuando fora da área de formação e infringindo o Código de Ética Profissional, além de três responsáveis Técnicos descumprindo obrigações inerentes a suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional.

Os municípios visitados durante o período foram Porto Alegre, Caxias do Sul, Novo Hamburgo, São Leopoldo e Presidente Lucena. Qualquer denúncia de irregularidade pode ser encaminhada ao DEFOR pelo formulário disponível neste link.

DEFOR



CREF2/RS interdita duas academias em Porto Alegre
09/02/2018
Fonte: CREF2/RS

Entre os dias 28 de janeiro e 3 de fevereiro, os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS fecharam duas academias em Porto Alegre. Elas estavam irregulares pois não contavam com a presença de um profissional de Educação Física orientando as atividades. Para retornarem a funcionar normalmente, os proprietários deverão regularizar sua situação perante o CREF2/RS.

Ao total, foram efetuadas 24 visitas de fiscalização no período, com 18 denúncias sendo totalmente atendidas, resultando em 13 estabelecimentos autuados por uma ou mais infrações. Deste total, sete deles não possuíam registro da empresa, seis funcionavam sem profissional presente no momento da visita e outros dois permitiam a atuação de leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio.

Além do fechamento e autuação das academias, os fiscais também flagraram oito pessoas em alguma infração, sendo destas cinco profissionais atuando fora da área de formação e infringindo o Código de Ética Profissional, além de três responsáveis Técnicos descumprindo obrigações inerentes a suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional.

Os municípios visitados durante o período foram Porto Alegre, Caxias do Sul, Novo Hamburgo, São Leopoldo e Presidente Lucena.

Qualquer denúncia de irregularidade pode ser encaminhada ao DEFOR pelo formulário disponível neste link.

DEFOR



DEFOR fecha uma academia e autua outras 16 no final de janeiro
01/02/2018
Fonte: CREF2/RS

Os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS fecharam uma academia irregular na última semana de janeiro. O estabelecimento estava localizado em Carazinho, e a academia teve suas atividades suspensas por não apresentar um profissional habilitado no momento da visita. Esta empresa só poderá voltar a atender o público se regularizar primeiramente sua situação com o Conselho.

Entre os dias 21 a 27 de janeiro, foram realizadas 49 visitas e atendidas 12 denúncias. Neste mesmo período, outros 16 estabelecimentos foram autuados, sendo dois por não possuírem registro, oito por não contarem com um profissional habilitado e seis por estarem permitindo o exercício ilegal da profissão.

Os municípios visitados foram Rio Grande, Tramandaí, Osório, Capão da Canoa, Torres, Carazinho, Saldanha Marinho, Não-me-Toque, Ibirubá, Fortaleza dos Valos e Boa Vista do Incra.

DEFOR



DEFOR fecha três academias na terceira semana de janeiro
29/01/2018
Fonte: CREF2/RS

Na terceira semana de janeiro, os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS fecharam três academias e realizaram mais de 50 fiscalizações em todo o Estado. Os três estabelecimentos que tiveram suas atividades suspensas se localizavam nas cidades de Tavares, Mostardas e Tramandaí. As academias não contavam com profissional habilitado no momento da vista. Para voltar a atender o público, precisará regularizar primeiramente a sua situação.

Entre os dias 14 e 20 de janeiro, 16 estabelecimentos foram autuados, sendo 10 por não possuírem registro da empresa, seis por não contarem com um profissional ministrando as atividades no local e três por permitirem o exercício ilegal da profissão. Uma academia foi autuada por descumprir o Termo de Cooperação previamente assinado com o CREF2/RS.

Os agentes fiscais do CREF2/RS ainda autuaram seis pessoas por algum tipo de infração, sendo duas por exercício ilegal da profissão, três profissionais atuando fora da área de formação e infringindo o Código de Ética Profissional e um Responsável Técnico descumprindo obrigações inerentes a suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional.

Os municípios fiscalizados foram Tavares, Mostardas, Capivari do Sul, Balneário Pinhal, Tramandaí, Rio Pardo, Pantano Grande, Encruzilhada Do Sul, Santa Cruz do Sul, Xangri-Lá e Balneário Pinhal.

DEFOR



Fiscalizações e Arrastão da Saúde marcam o Litoral norte
29/01/2018
Fonte: CREF2/RS

A última semana de janeiro foi marcada por ações conjuntas dos conselhos regionais no Litoral Norte do Rio Grande do Sul.

Nos dias 25 e 26 de janeiro, os conselhos de Educação Física (CREF2/RS), Administração (CRA-RS), Farmácia (CRF-RS) e Técnicos de Radiologia (CRTR-6) realizaram ações de Fiscalização nesta região. Os agentes de orientação e fiscalização visitaram hospitais e prefeituras do litoral.

Já no sábado, dia 27, foi realizada a 6º edição do “Arrastão da Saúde”, com o apoio do Sesc/RS. Representantes dos conselhos profissionais percorreram a praia distribuindo kits informativos, com dicas de saúde e de prevenção de doenças. Estiveram presentes à ação os Conselhos de Administração (CRA-RS), Biologia (CRBio-03), Educação Física (CREF2/RS), Farmácia (CRF-RS), Medicina Veterinária (CRMV-RS) e Nutrição (CRN-2).

Arrastão da Saúde



CREF2/RS fecha três academias na segunda semana de janeiro
23/01/2018
Fonte: CREF2/RS

Os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS fecharam três academias irregulares na segunda semana de janeiro. Os estabelecimentos estavam localizados nas cidades de Horizontina, Frederico Westphalen e Nonoai. As academias tiveram suas atividades suspensas por não apresentarem um profissional habilitado no momento da visita. Estas empresas só poderão voltar a atender o público se regularizarem primeiramente sua situação com o Conselho.

Entre os dias 7 a 13 de janeiro, foram realizadas 78 de visitas e atendidas sete denúncias. Neste mesmo período, outros 20 estabelecimentos foram autuados, sendo três por não possuírem registro, sete por não contarem com um profissional habilitado e sete por estarem permitindo o exercício ilegal da profissão. Os municípios visitados foram Santa Rosa, Horizontina, Frederico Westphalen, Caiçara, Iraí, Nonoai, Marcelino Ramos, Maximiliano De Almeida, Carlos Gomes e Centenário e Pelotas

DEFOR



CREF2/RS fecha uma academia e autua outras 12 na terceira semana de dezembro
08/01/2018
Fonte: CREF2/RS

Entre os dias 17 e 23 de dezembro, os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS fecharam uma academia na cidade de Montenegro. Ela estavam irregular pois não contava com a presença de um profissional de Educação Física orientando as atividades. Para retornar a funcionar normalmente, os proprietários deverão regularizar sua situação perante o CREF2/RS.

Ao total, foram efetuadas 33 visitas de fiscalização no período, com 15 denúncias sendo totalmente atendidas, resultando em 12 estabelecimentos autuados por uma ou mais infrações. Deste total, sete deles não possuíam registro da empresa, cinco funcionavam sem profissional presente no momento da visita e outras duas academias permitiam a atuação de leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio.

Além do fechamento e autuação da academia, os fiscais também flagraram 11 pessoas em alguma infração, sendo que destas oito estavam em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio, além de três responsáveis Técnicos flagrados descumprindo obrigações inerentes a suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional.

As cidades visitadas foram Montenegro, Porto Alegre, São Sebastião do Caí e Novo Hamburgo. Qualquer denúncia de irregularidade pode ser encaminhada ao DEFOR pelo formulário disponível neste link.

DEFOR



Fiscalização faz mais de 50 autuações na segunda semana de dezembro
26/12/2017
Fonte: CREF2/RS

Os agentes fiscais do CREF2/RS, durante a segunda semana de dezembro, autuaram 35 academias, nas mais diferentes cidades do Rio Grande do Sul, e ainda notificaram 19 pessoas. Entre as infrações cometidas, três empresas funcionavam sem registro, nove estavam permitindo o exercício ilegal da profissão, três descumpriam o Termo de Cooperação previamente firmado com o Conselho e 12 não contavam com um profissional habilitado no momento da visita.

Entre os dias 10 e 16 de dezembro, foram realizadas 77 visitas e atendidas 14 denúncias, nos municípios de Passo Fundo, Taquara, Riozinho, Rolante, Porto Alegre, Viamão, Torres, Mampituba, Ijuí, Humaitá e Campo Novo. Das pessoas atuadas, dez foram flagradas em exercício ilegal da profissão e nove RT’s descumprindo as obrigações inerentes ao cargo e o Código de Ética do Profissional de Educação Física.

O Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) ainda abriu oito Processos Administrativos de Fiscalização (PAD FIS), referentes a casos reincidentes de infrações gravíssimas, e nove novos Termos de Cooperação foram assinados com empresas que se comprometeram em regularizar as suas respectivas situações. Você pode colaborar com o trabalho da Fiscalização e encaminhar a sua denúncia ao CREF2/RS, preenchendo o formulário disponível neste link.

Fiscalização DEFOR



Fiscalização do CREF2/RS fecha uma academia e faz mais de 80 autuações na primeira semana de dezembro
18/12/2017
Fonte: CREF2/RS

Na primeira semana de dezembro, os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS fecharam uma academia e realizaram mais de 80 autuações em todo o Estado. O estabelecimento que teve as suas atividades suspensas, em Osório, não possuía registro e não contava com um profissional habilitado no momento da vista. Para voltar a atender o público, precisará regularizar primeiramente a sua situação.

Entre os dias 3 e 9 de dezembro, 15 denúncias também foram atendidas e 41 empresas foram notificadas, sendo cinco por não terem registro, 12 por não contarem com um profissional ministrando as atividades no local e nove por estarem permitindo o exercício ilegal da profissão. Outras três academias foram autuadas por estarem descumprindo o Termo de Cooperação previamente assinado com o CREF2/RS.

Os agentes fiscais do CREF2/RS ainda autuaram 40 pessoas por algum tipo de infração, sendo dez por exercício ilegal da profissão, oito por estarem fora da área de atuação (Licenciados atuando como Bacharéis), 16 RT’s descumprindo as obrigações inerentes ao cargo e seis diplomados por estarem trabalhando sem registro. Dois Processos Administrativos de Fiscalização (PAD FIS) foram abertos para empresas reincidentes em infrações gravíssimas e 21 novos Termos de Cooperação foram firmados com estabelecimento que se comprometeram em regularizar a sua situação e cumprir a Legislação.

Além de Osório, os municípios visitados durante a primeira semana de dezembro foram Vila Maria, Camargo, Nova Alvorada, Soledade, Venâncio Aires, Vera Cruz, Encruzilhada do Sul, Vacaria, Lagoa Vermelha, Uruguaiana, Sapiranga, Portão, Lindolfo Collor, Novo Hamburgo e São Leopoldo. Qualquer denúncia de irregularidade pode ser encaminhada ao DEFOR pelo formulário disponível neste link.

Fiscalização DEFOR



Nova edição da CREF2/RS em Revista destaca novas modalidades
12/12/2017
Fonte: CREF2/RS

A nova CREF2/RS em Revista, que tem como tema de capa as novas modalidades de academia, já está disponível para leitura pela Internet e para download. A publicação relata como o pilates e o treinamento funcional, por exemplo, chegaram à área fitness e tiveram uma grande aderência do público, proporcionando aos profissionais de Educação Física oportunidades diversificadas de atuação e a possibilidade de estarem à frente do seu próprio negócio.

Com o intuito de ampliar o debate sobre este assunto, a reportagem de capa é dividida entre o perfil de Tiago Proença (CREF 012034-G/RS), fundador da BPro Treinamento Funcional, e entrevistas com a vice-presidente da Associação Brasileira de Pilates Michelle Scalon (008668-G/RS), com o criador do método R100 Diego Furian (CREF 007285-G/RS) e com Áderson Loureiro (CREF 000038-G/RS) e Rogério Menegassi (CREF 001080-G/RS), ambos empreendedores com décadas de experiência no ramo das academias no Rio Grande do Sul.

Há ainda matérias sobre as ações de fiscalização do CREF2/RS em parceria com a Polícia Civil e relatos sobre alguns dos eventos realizados pelo Conselho em 2017, como o VII Fórum dos Coordenadores de Curso de Educação Física e o Encontro Sul Brasileiro das Comissões de Orientação e Fiscalização e Ética Profissional. Você também pode acessar a edição online da nossa publicação diretamente pela plataforma Issuu, cujo aplicativo gratuito está disponível para tablets e para smartphones em geral.

Revista novas modalidades treinamento funcional pilates



DEFOR fecha três academias irregulares em Santa Maria
11/12/2017
Fonte: CREF2/RS

Os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS, na última semana de novembro, fecharam três academias irregulares na cidade de Santa Maria. Os estabelecimentos tiveram as suas atividades suspensas por não possuírem registro e também por não apresentarem um profissional habilitado no momento da visita. Estas empresas só poderão voltar a atender o público se regularizarem primeiramente sua situação com o Conselho.

Entre os dias 26 de novembro e 2 de dezembro, foram realizadas 83 de vistas e atendidas três denúncias. Neste mesmo período, outros 21 estabelecimentos foram autuados, sendo cinco por não possuírem registro, quatro por não contarem com um profissional habilitado e oito por estarem permitindo o exercício ilegal da profissão.

A Fiscalização do CREF2/RS ainda autuou 11 pessoas por algum tipo de infração, sendo seis por exercício ilegal da profissão, três RT’s por estarem descumprindo o Código de Ética, um diplomado por atuar sem registro e um profissional que estava trabalhando mesmo com o registro baixado. Além destes casos, 28 notificações foram emitidas para empresas e pessoas que não se regularizaram dentro do prazo estabelecido pelo Conselho e uma denúncia foi encaminhada para a Comissão de Ética.

Os municípios visitados na última semana de novembro foram Santa Maria, Restinga Seca, São Gabriel e Tupanciretã. Qualquer denúncia de irregularidade pode ser encaminhada ao DEFOR pelo formulário disponível neste link.

Fiscalização DEFOR



Fiscalização do CREF2/RS fecha seis academias e faz 95 autuações na segunda quinzena de novembro
06/12/2017
Fonte: CREF2/RS

Nas duas últimas semanas de novembro, os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS fecharam seis academias, nas cidades de Eldorado do Sul, Nova Santa Rita, Canoas, Tapes e Sarandi. Os estabelecimentos tiveram suas atividades suspensas por não possuírem registro e por não apresentarem um profissional habilitado no momento da visita. Elas precisarão regularizar a sua situação antes de voltar a atender o público.

Ao total, foram realizadas 152 visitas e atendidas 23 denúncias neste período, Outras 53 empresas foram autuadas, sendo 21 por não terem registro, 22 por não contarem com um profissional ministrando as atividades no local e 26 por estarem permitindo o exercício ilegal da profissão. Mais três academias foram notificadas por estarem descumprindo o Termo de Cooperação previamente assinado com o CREF2/RS.

Entre os dias 12 e 25 de novembro, os fiscais do CREF2/RS também autuaram 42 pessoas por algum tipo de infração, sendo 25 por exercício ilegal da profissão, sete por estarem fora da área de atuação (Licenciados atuando como Bacharéis), cinco RT’s descumprindo as obrigações inerentes ao cargo e cinco diplomados por estarem trabalhando sem registro. Seis Processos Administrativos de Fiscalização (PAD FIS) foram abertos para empresas reincidentes em infrações gravíssimas e 16 notificações ainda foram emitidas para empresas e pessoas que não se regularizaram após o vencido o prazo estabelecido pelo DEFOR.

Os demais municípios visitados durante a segunda quinzena de novembro foram: Porto Alegre, Charqueadas, Veranópolis, Bento Gonçalves, Pinto Bandeira, Monte Belo do Sul, Santa Tereza, Sapucaia do Sul, Esteio, Mariana Pimentel, Amaral Ferrador, Camaquã, Montenegro, Pareci Novo, Capela de Santana, São Sebastião do Caí, Ronda Alta, Novo Xingu, São José das Missões, São Pedro das Missões, Rondinha, Erechim, Ipiranga do Sul, Estação, Erebango, Getúlio Vargas, Pelotas, Cerrito e Pedro Osório. Qualquer denúncia de irregularidade pode ser encaminhada ao DEFOR pelo formulário disponível neste link.

Fiscalização DEFOR



CREF2/RS faz ação conjunta com Polícia Civil
21/11/2017
Fonte: CREF2/RS

Agentes de fiscalização do CREF2/RS acompanharam policiais da Delegacia de Repressão aos Crimes Contra o Patrimônio das Concessionárias e os Serviços Delegados (DRCP), da Delegacia de Proteção aos Direitos do Consumidor e do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC) numa ação de fiscalização em cinco estabelecimentos na cidade de Esteio.

Os agentes do Conselho autuaram uma academia que funcionava sem profissional presente no momento da visita e flagrou um estagiário sem o acompanhamento de profissional responsável. A ação das Delegacias Especializadas visava também combater o furto de energia e receptação de fios, cabos de cobre e baterias estacionárias, especialmente, utilizados por empresas de telefonia. Os outros estabelecimentos vistoriados não possuíam nenhuma irregularidade, sendo que os seus proprietários elogiaram a ação.

DEFOR



CREF2/RS faz ação conjunta com Polícia Civil
21/11/2017
Fonte: CREF2/RS

Agentes de fiscalização do CREF2/RS acompanharam policiais da Delegacia de Repressão aos Crimes Contra o Patrimônio das Concessionárias e os Serviços Delegados (DRCP), da Delegacia de Proteção aos Direitos do Consumidor e do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC) numa ação de fiscalização em cinco estabelecimentos na cidade de Esteio.

Os agentes do Conselho autuaram uma academia que funcionava sem profissional presente no momento da visita e flagrou um estagiário sem o acompanhamento de profissional responsável. A ação das Delegacias Especializadas visava também combater o furto de energia e receptação de fios, cabos de cobre e baterias estacionárias, especialmente, utilizados por empresas de telefonia. Os outros estabelecimentos vistoriados não possuíam nenhuma irregularidade, sendo que os seus proprietários elogiaram a ação.

DEFOR



Ação da Polícia Civil com o CREF2/RS fiscaliza academia e demais estabelecimentos comerciais em Esteio
21/11/2017
Fonte: CREF2/RS

Com o apoio do CREF2/RS, a Polícia Civil, através da Delegacia de Repressão aos Crimes Contra o Patrimônio das Concessionárias e os Serviços Delegados (DRCP), realizou uma ação de fiscalização em Esteio, na manhã desta terça-feira, dia 21 de novembro. Com a supervisão dos delegados Luciano Peringer e Rafael Liedick, foram visitados uma academia e outros quatro estabelecimentos comerciais, com o intuito de combater o furto de energia e também a receptação de fios de cobre roubados.

Entre os estabelecimentos comerciais vistoriados, somente a academia foi autuada pelo CREF2/RS, por não possuir um profissional de Educação Física habilitado, no momento da visita, ministrando as atividades. Durante a ação, Peringer ressaltou que a DRCP irá intensificar o combate a este tipo de crime, que acarreta um imenso prejuízo aos cofres públicos e à sociedade. O telefone da Polícia Civil para denúncias é o 0800-510-2828.

Fiscalização Polícia Civil



CREF2/RS fecha duas academias e autua outras 36 por irregularidades
17/11/2017
Fonte: CREF2/RS

Entre os dias 5 e 11 de novembro, os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS fecharam duas academias nas cidades de Rio Grande e Segredo. Elas estavam irregulares pois não contavam com a presença de um profissional de Educação Física orientando as atividades. Para retornarem a funcionar normalmente, os proprietários deverão regularizar sua situação perante o CREF2/RS.

Ao total, foram efetuadas 100 visitas de fiscalização no período, com 16 denúncias sendo totalmente atendidas, resultando em 36 estabelecimentos autuados por uma ou mais infrações. Deste total, 18 deles não possuíam registro da empresa, 10 funcionavam sem profissional presente no momento da visita e outros sete permitiam a atuação de leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio e uma academia descumpria o Termo de Cooperação firmado com o Conselho.

Além do fechamento e autuação das academias, os fiscais também flagraram 24 pessoas em alguma infração, sendo destas sete estavam em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio, cinco profissionais atuando fora da área de formação e infringindo o Código de Ética Profissional, além de seis responsáveis Técnicos descumprindo obrigações inerentes a suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional. Também foram flagrados seis diplomados atuando sem registro profissional.

Em seu serviço interno, o DEFOR protocolou 24 justificativas e recursos, enviou 11 multas para empresas por descumprirem Termo de Cooperação ou faltarem a audiência do mesmo, além de emitirem 20 notificações para empresas e pessoas que não se regularizaram ou justificaram após vencido o prazo de suas autuações. Também foram abertos sete Processos Administrativos de Fiscalização – PAD FIS para empresas reincidentes em infrações gravíssimas, além de 10 denúncias encaminhadas à Comissão de Ética Profissional – DCE.

Os municípios visitados durante o período foram Tapera, Lagoa dos Três Cantos, Victor Graeff, Espumoso, Vacaria, Lagoa Vermelha, Sananduva, Ibiaçá, Rio Grande, Pelotas, Segredo, Passa Sete, Lagoa Bonita do Sul, Cachoeira do Sul, Bage, Pinheiro Machado, Pedras Altas, Aceguá, Osório, São José do Ouro e Porto Alegre.

Qualquer denúncia de irregularidade pode ser encaminhada ao DEFOR pelo formulário disponível neste link.

DEFOR



CREF2/RS autua 13 estabelecimentos em seis dias
13/11/2017
Fonte: CREF2/RS

Os agentes fiscais do CREF2/RS realizaram, do dia 29 de outubro a 4 de novembro, 40 visitas de fiscalização, autuando 13 estabelecimentos por uma ou mais infrações. Ficou constatado que seis academias não possuíam registro da empresa, cinco funcionavam sem profissional presente no momento da visita e quatro permitiam atuação de leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio.

Os fiscais autuaram nove pessoas cometendo alguma infração, sendo que quatro delas envolviam leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio e dois profissionais atuavam fora da área de formação e consequentemente infringiam o Código de Ética Profissional. Também foram flagrados dois Responsáveis Técnicos descumprindo as obrigações inerentes a suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional, além de dois diplomados atuando sem registro profissional.

Em seu trabalho interno, o Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) protocolou 18 novas denúncias através do formulário no site. Também foram emitidas 20 notificações para empresas e pessoas que não se regularizaram ou justificaram após vencido o prazo de suas autuações, bem como sete Processos Administrativos de Fiscalização – PAD FIS foram abertos para empresas reincidentes em infrações gravíssimas.

As cidades visitadas neste período foram Porto Alegre, Arroio Grande, Santa Vitoria do Palmar, Rio Grande, Novo Hamburgo, Caxias do Sul. Qualquer denúncia de irregularidade pode ser encaminhada ao DEFOR pelo formulário disponível neste link.

DEFOR



Evento "O Mercado do Personal Trainer Corporativo" marca início de uma nova área de atuação na Educação Física
08/11/2017
Fonte: CREF2/RS

Cerca de 60 profissionais de Educação Física e estudantes assistiram ontem, dia 7, as palestras apresentadas no evento “O Mercado do Personal Trainer Corporativo”, promovido pela Câmara de Ginástica Laboral e Atividade na Empresa do CREF2/RS. Além de comemorar o Dia da Ginástica Laboral (22/11), o evento teve como objetivo divulgar um novo perfil de profissional para o mercado corporativo, que atua como promotor de saúde e prevencionista no mundo do trabalho, esclarecendo ao personal trainer sua importância no mundo corporativo.

Fizeram parte da mesa o vereador de Porto Alegre, Mauro Pinheiro, o conselheiro Federal do CONFEF, Carlos Alberto Cimino (CREF 001691-G/RS), o desembargador do TRT da 4ª Região, Janney Camargo Bina, a presidente do CREF2/RS, Carmen Masson (CREF 01910-G/RS), o presidente do Sindicato dos Profissionais de Educação Física do RS (Sinpef/RS), Ubirajara Brites (CREF 000416-G/RS), a presidente da Associação dos Profissionais de Educação Física do RS (APEF/RS), Luciane Citadin (CREF 000100-G/RS), o presidente da Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa e vice-presidente do CREF, Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS) e a analista Técnica do SESI/RS, Galvani Gonçalves.

O vice-presidente do CREF2/RS, Lauro Aguiar, qualificou o evento como histórico. “Este novo conceito está sendo gestado desde 2005, e o que possibilitou sua formatação foi, principalmente, o CREF2/RS por meio da presidente Carmen, que acreditou em algo tão singular e que preenche uma lacuna no mercado: profissionais que atendam as empresas com conhecimento de legislação, leis e das 36 normas regulamentadoras”.

Segundo Lauro, ao longo do tempo o CREF2/RS vem firmando parcerias com Ministérios Públicos, Polícia Civil e Procon. “No ano passado nos tornamos parceiros do TRT4, pois os magistrados estão muito preocupados quando se apresentam conflitos patrão versus empregados, e eles percebem que não houve intervenção alguma em prol da saúde do trabalhador. Portanto, temos uma responsabilidade enorme. Se depender de nós, o profissional de Educação Física estará cada vez mais presente na vida dos trabalhadores, evitando as doenças ocupacionais e, é claro, trabalhando multidisciplinarmente com outros profissionais da saúde.“

A presidente do CREF2/RS, Carmen Masson, reforçou na sua fala a necessidade da ajuda dos profissionais de Educação Física na fiscalização. "Temos 497 municípios do Estado, e mesmo que o CREF2/RS tivesse o mesmo número de fiscais, não seriam suficientes para a atual realidade". Carmen explicou que repetidamente agentes de fiscalização do DEFOR vão até algum município do interior, fazendo visita a primeira academia do roteiro. Após esta ação, o profissional fiscalizado passa mensagem de texto ou telefona para as demais academias que estão irregulares, e estas fecham as portas. "Eu preciso que vocês denunciem os irregulares. Esta denúncia é sigilosa, jamais alguém saberá quem denunciou, e só assim conseguiremos retirar as pessoas que estão ocupando ilegalmente nosso espaço profissional ".

A primeira palestra teve como tema “Gestão de Venda e Relacionamento no Mundo Corporativo” e foi ministrada por Felipe Machado (CREF 008513-G/RS). O palestrante explicou que com a concorrência, o cliente passou a ter um leque de possibilidades, todos lhe oferecendo “serviços únicos”, que no final do dia se mostram iguais devido ao fenômeno da “acomodação” das tecnologias, das pessoas e dos processos. “Ou seja, o cliente por vezes não consegue mais distinguir o caráter único dos serviços que lhe oferecemos. Moral da história: comunicar nossa oferta para o cliente já não é mais suficiente”, avalia. Felipe ressaltou a necessidade de entender o cliente, suas dores e desejos, a competência da empresa, seus produtos e serviços e a entrega de valores, que resultam em satisfação e encantamento. Ele também explicou que para se adaptar ao novo paradigma da área de Vendas e Relacionamento, é necessário que o profissional de Educação Física aprenda a criar valor para os clientes (Acolher), precisa aprender a surpreender os clientes, fazer a diferença na vida dos clientes (Encantar) além de cuidar dos clientes como se fossem únicos (Personalizar).

A segunda palestra teve como tema “A reinvenção do personal trainer para atender as demandas das empresas atuais”, sendo ministrada por Carla Lubisco (CREF 001733-G/RS). Segundo Carla, o estudo Workplace Wellness 2016, realizado pelo Instituto Global de Wellness (GWI), mostra que as empresas e governos estarão cada vez mais motivados em reverter a tendência de falta de qualidade de vida na força de trabalho. “O bem-estar no trabalho é um movimento que irá ganhar força nos próximos cinco anos. Hoje, poucas pessoas têm acesso a programas de bem-estar em seu emprego”, explica, lembrando que a média global é de 9%, e no Brasil, 5%. Já nos EUA, esse percentual é de 52%. Carla afirma que os programas de qualidade de vida como conhecemos hoje, irão desaparecer. "As ações realizadas não podem ser coercitivas e frias, devem ser por adesão e ser acolhedoras, integradoras", salienta. "É preciso criar uma nova cultura, em que o autogerenciamento da qualidade de vida também ganhe força". Para a personal trainer, os indivíduos serão mais responsáveis pela sua própria qualidade de vida.

Ela também enfatiza a necessidade de se olhar o ser humano com uma visão de 360 graus. "Ao fazer um exercício para o braço, lembrar que ele faz parte de conjunto muscular que, por sua vez, faz parte de uma pessoa que tem um sistema emocional, mental e espiritual. Ter um viés humano, olhar empaticamente o aluno. A parte técnica, mais do que nunca, é só uma das etapas".

“Qual profissional de educação física não tem dificuldade com venda?” Com esta indagação, realizada por Alessandro Gonçalves (CREF 005863-G/RS), iniciou-se a terceira palestra do evento, que abrangeu a “Inserção e a Interação do Personal Trainer nas Empresas”. Segundo Alessandro, o profissional não é preparado para realizar vendas durante sua formação. Mas existem dificuldades posteriores, pois a relação é sempre direta com o consumidor. "Quando entramos com um projeto em uma empresa, diversos níveis estratégicos, hierárquicos, táticos e operacionais coexistem, são diferentes níveis de decisão, aliados a múltiplos níveis de interesse". Muitas vezes, complementa Gonçalves, o nível gerencial que se vai atender entende que a empresa teria outras prioridades, mas a direção, que viu potencial naquele programa de atividades físicas corporativa, compreende que é necessário. “Isto te larga numa fogueira, porque tu vais ter que comprovar que teu trabalho tem valor para, hipoteticamente, 400 funcionários".

Segundo Alessandro, firmamos um contrato de três pontas: a empresa que contratou, a equipe de profissionais de Educação Física e o trabalhador. "Eu preciso fazer com que estes interesses se conectem, satisfazendo o trabalhador e a empresa como organização. E cada uma das pontas têm suas especificidades, todos, obviamente, conectados". Alessandro alerta que um grande erro estratégico é se apegar apenas no feedback do trabalhador. "Isso é bom inicialmente, mas quando houver mudanças estratégicas, é necessário estar ao lado de quem te contratou, pois a parte do trabalhador é a mais fraca para a sustentabilidade do teu projeto". Por fim, Alessandro salientou que o Personal Trainer Corporativo vai abrir muitas portas para os profissionais de Educação Física, usando, inclusive, a Ginástica laboral como ferramenta.

Personal Trainer Corporativo



DEFOR fecha uma academia e autua outras 32 na última semana de outubro
06/11/2017
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS realizou, entre os dias 22 e 28 de outubro, 82 visitas de fiscalização. Nestas ações, autuaram 32 estabelecimentos por uma ou mais infrações e constataram que em 17 deles não havia registro da empresa, outros sete funcionavam sem profissional presente no momento da visita e em seis deles se permitia a atuação de leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio. Também ficou constatado que uma academia descumprira Termo de Cooperação firmado com o Conselho. Em Passo Fundo, uma academia foi fechada por não apresentar nenhum profissional para assumir as atividades.

Durante a ação, 13 pessoas autuadas por alguma infração, sendo sete leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio, dois profissionais atuando fora da área de formação e infringindo o Código de Ética Profissional e dois diplomados atuando sem registro profissional.

Os municípios visitados foram São Leopoldo, Porto Alegre, Marau, Passo Fundo, Caxias do Sul, Vila Flores, Veranópolis, Carlos Barbosa e Cachoeirinha.

DEFOR



CREF2/RS fecha seis academias na terceira semana de outubro
30/10/2017
Fonte: CREF2/RS

Os agentes fiscais do CREF2/RS fecharam, entre os dias 15 a 21 de outubro, seis academias localizadas nas cidades de Porto Alegre e Viamão. Os estabelecimentos tiveram suas atividades encerradas por não apresentarem nenhum profissional para assumir as atividades. Para retornarem a funcionar normalmente, os proprietários deverão regularizar sua situação perante o CREF2/RS.

Ao todo, foram realizadas 99 visitas de fiscalização na semana, com 31 estabelecimentos autuados por uma ou mais infrações, sendo que destes oito não possuíam registro da empresa e 12 funcionavam sem profissional presente no momento da visita.

Durante a ação, 15 pessoas foram autuadas por alguma infração, sendo que deste total havia sete leigos exercendo ilegalmente da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio; três profissionais atuando fora da área de formação e infringindo o Código de Ética Profissional além de cinco Responsáveis Técnicos descumprindo obrigações inerentes a suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional.

Os municípios visitados foram Porto Alegre, Flores da Cunha, São Francisco de Paula, Viamão, Nova Hartz, Araricá e Sapiranga. Qualquer denúncia de irregularidade pode ser encaminhada ao DEFOR pelo formulário disponível neste link.

DEFOR



DEFOR fecha uma academia a autua 15 estabelecimentos na segunda semana de outubro
23/10/2017
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS realizou, entre os dias 8 a 14 de outubro, 51 visitas de fiscalização nos municípios de Porto Alegre, Caxias do Sul e Canoas. Nestas ações, autuaram 14 estabelecimentos por uma ou mais infrações e constataram que em três deles não havia registro da empresa, outros três funcionavam sem profissional presente no momento da visita e em 11 deles se permitia a atuação de leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio. Também ficou constatado que três academias descumpriram Termo de Cooperação firmado com o Conselho. Em Canoas, uma academia foi fechada por não apresentar nenhum profissional para assumir as atividades.

Durante a ação, 20 pessoas autuadas por alguma infração, sendo 15 leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio, um profissional atuando fora da área de formação e infringindo o Código de Ética Profissional e quatro Responsáveis Técnicos descumprindo obrigações inerentes a suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional.

DEFOR



CREF2/RS participa de força-tarefa na operação “Dia do Consumidor” em Viamão
20/10/2017
Fonte: CREF2/RS/Decon/Deic

Policiais civis da Delegacia Especializada na Defesa do Consumidor e da Saúde Pública, do Departamento Estadual de Investigações Criminais e policiais civis da 1° Delegacia Regional Metropolitana deflagraram, nessa quinta-feira (19), uma ação em Viamão em conjunta com agentes de Orientação e Fiscalização do CREF2/RS, Inmetro, da Agência Nacional de Petróleo, Conselho Regional de Farmácia (CRF-RS), Secretaria Estadual de Agricultura e Pecuária, Vigilância Sanitária Municipal, Departamento de Inspeção de Produtos de Origem Animal (Dipoa) e o Centro Estadual de Vigilância em Saúde (CEVS).

Durante a operação, agentes do CREF2/RS realizaram seis diligências, interditando quatro estabelecimentos por falta de profissional habilitado presente para orientar as atividades do local. Também foram constatadas irregularidades como venda de suplemento alimentar sem licença, suplementos vencidos e porte irregular de medicamento de uso controlado. Essas mercadorias foram apreendidas pela Polícia Civil, e os Responsáveis Técnicos das academias foram autuados e responderão processo ético. As empresas envolvidas também serão processadas.

Segundo o chefe de investigação da Delegacia Especializada na Defesa do Consumidor e da Saúde Pública (Decon/Deic), Alex Beltran Finamor, a diligência faz parte da operação “Dia do Consumidor”, ação que integra diversos órgãos públicos com atribuições diferentes, porém, com a mesma finalidade: a de coibir a venda de alimentos impróprios aos consumidores gaúchos, crimes de poluição ambiental e crimes de furto de energia elétrica nesses estabelecimentos comerciais inspecionados, venda e tráfico de anabolizantes e o exercício ilegal da profissão. “Em média, fazemos operações a cada 40 dias. Já foram fiscalizados os municípios de Canoas, Viamão e Passo Fundo, e já estamos preparando a logística para nossa próxima investida”.

Além das irregularidades envolvendo academias, somente em um mercado localizado no bairro Viamópolis foram apreendidos mais de três toneladas de alimentos e gêneros alimentícios totalmente impróprios ao consumo humano. Em um dos postos de combustíveis fiscalizados, dois bicos de bombas foram interditados, em razão da conhecida "bomba baixa", em que o consumidor recebe menos combustível do que o indicado no mostrador do equipamento. Também foram verificadas que duas farmácias inspecionadas vendiam medicamentos fracionados, além de constatada divergência entre os remédios controlados em estoque e a quantidade constante no sistema de controle.

DEFOR



DEFOR fecha duas academias irregulares na primeira semana de outubro
17/10/2017
Fonte: CREF2/RS

Na primeira semana de outubro, os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS fecharam duas academias nas cidades de Ivoti e Caxias do Sul. Elas estavam irregulares pois não contavam com a presença de um profissional de Educação Física orientando as atividades. Para retornarem a funcionar normalmente, os proprietários deverão regularizar sua situação perante o CREF2/RS.

Ao total, foram efetuadas 65 visitas de fiscalização no período, com oito denúncias foram totalmente atendidas; autuando 19 estabelecimentos por uma ou mais infrações, sendo quatro deles por não possuírem registro da empresa, seis funcionavam sem profissional presente no momento da visita e outros seis permitiam a atuação de leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio.

Além do fechamento e autuação das academias, os fiscais também flagraram 12 pessoas em alguma infração, sendo destas seis leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio; um profissional atuando fora da área de formação e infringindo o Código de Ética Profissional, além de três Responsáveis Técnicos descumprindo obrigações inerentes a suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional.

Os municípios visitadas durante o período foram Porto Alegre, Venâncio Aires, Dois Irmãos, Ivoti, Novo Hamburgo, Portão e Caxias do Sul. Qualquer denúncia de irregularidade pode ser encaminhada ao DEFOR pelo formulário disponível neste link.

DEFOR



CREF2/RS participa da V Semana de Educação Física da UNIASSELVI
16/10/2017
Fonte: CREF2/RS

Nos dias 10 e 11 de outubro, a assessora de Fiscalização do Conselho, Fernanda Silva Rodrigues (CREF 009604-G/RS), e a conselheira do CREF2/RS, Miryam Brauch (CREF 006834-G/RS), participaram da V Semana de Educação Física dos polos IERGS/UNIASSELVI, sediado em Porto Alegre. Miryam palestrou sobre os “Campos de atuação profissional: licenciatura e bacharelado” e Fernanda abordou os "Procedimentos Fiscalizatórios: Lei de estágio e processos”.

Ao todo, cerca de 100 alunos do curso de bacharelado e licenciatura assistiram as apresentações. Também esteve presente ao evento o ex-judoca e deputado federal João Derly, além de outros palestrantes. O convite foi realizado pela professora Tracy Freitas, tutora do curso de Educação Física IERGS/Uniasselvi.

Palestras



DEFOR fecha três academias na última semana de setembro
10/10/2017
Fonte: CREF2/RS

Os agentes fiscais do CREF2/RS fecharam, entre os dias 24 e 30 de setembro, três academias localizadas nas cidades de Alvorada e Porto Alegre. Os estabelecimentos tiveram suas atividades encerradas por não apresentarem nenhum profissional para assumir as atividades. Para retornarem a funcionar normalmente, os proprietários deverão regularizar sua situação perante o CREF2/RS.

Nas 62 visitas de fiscalização da última semana de setembro, 16 denúncias foram totalmente atendidas, com 21 estabelecimentos autuados por uma ou mais infrações, sendo que sete não possuíam registro da empresa; oito funcionavam sem profissional presente no momento da visita e outras oito academias permitiam atuação de leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio.

Os fiscais autuaram 16 pessoas por alguma infração, sendo que sete delas envolviam leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio; dois profissionais atuando fora da área de formação e infringindo o Código de Ética Profissional; seis Responsáveis Técnicos descumprindo obrigações inerentes a suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional e um diplomado atuando sem registro profissional.

As cidades visitadas nesta semana foram Porto Alegre, Tramandaí, Balneário Pinhal, Palmares do Sul (Quintão), Bento Gonçalves, Garibaldi, Carlos Barbosa, Alvorada, Viamão, Estância Velha, São Leopoldo e Novo Hamburgo

Qualquer denúncia de irregularidade pode ser encaminhada ao DEFOR pelo formulário disponível neste link.

DEFOR



DEFOR autua nove academias irregulares na última semana de setembro
02/10/2017
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS realizou, entre os dias 17 a 23 de setembro, 35 visitas de fiscalização, autuando nove estabelecimentos por uma ou mais infrações e constatando que em dois deles não havia registro da empresa, sendo que um funcionava sem profissional presente no momento da visita e outros três permitiam atuação de leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio.

Durante a ação, seis pessoas autuadas por alguma infração, sendo contatados três leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio; um profissional atuando fora da área de formação e infringindo o Código de Ética Profissional e dois Responsáveis Técnicos descumprindo obrigações inerentes a suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional.

Internamente, a Fiscalização protocolou 15 justificativas e recursos para empresas sem registro, além de emitir três avisos de encaminhamento para Ação Civil Pública a empresas não registradas. Ao todo, 82 notificações foram emitidas para empresas e pessoas que não se regularizaram/justificaram após vencido o prazo de suas autuações. Também foi aberto um Processo Administrativo de Fiscalização – PAD FIS para uma empresa reincidente em infrações gravíssimas.

Os fiscais do Defor concentraram seus esforços em Porto Alegre nesta semana. Você pode encaminhar a sua denúncia para o DEFOR. Para isto, basta preencher o formulário disponível nesta página.

DEFOR



DEFOR fecha três academias irregulares na primeira semana de setembro
15/09/2017
Fonte: CREF2/RS

Entre os dias 3 e 9 de setembro, agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS fecharam três academias nos municípios de Arroio Grande, Porto Alegre e Canoas. Elas estavam irregulares pois não contavam com a presença de um profissional de Educação Física orientando as atividades. Para retornarem a funcionar normalmente, os proprietários deverão regularizar sua situação perante o CREF2/RS.

Ao total, foram efetuadas 67 visitas de fiscalização no período, quando quatro denúncias foram totalmente atendidas e 19 estabelecimentos autuados por uma ou mais infrações. Dentre estes casos, cinco academias não possuíam registro da empresa; nove funcionavam sem profissional presente no momento da visita e oito permitiam atuação de leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio.

Além do fechamento e autuação das academias, os fiscais também autuaram 15 pessoas por alguma infração, entre eles oito leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio; cinco Responsáveis Técnicos descumprindo obrigações inerentes a suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional além de dois diplomados atuando sem registro profissional.

Em seu trabalho interno, o DEFOR emitiu duas notificações para empresas e pessoa que não se regularizaram/justificaram após vencido o prazo de suas autuações, nove denúncias encaminhadas à Comissão de Ética Profissional – DCE e foram abertos quatro novos Processos Administrativos de Fiscalização – PAD FIS para empresas reincidentes em infrações gravíssimas. br>
Os municípios visitados na primeira semana de setembro foram Porto Alegre, Canoas, Esteio, Cachoeirinha, Pelotas, Pedro Osório, Arroio Grande, Caxias do Sul e Farroupilha.

Qualquer denúncia de irregularidade pode ser encaminhada ao DEFOR pelo formulário disponível neste link.

DEFOR



CREF2/RS fecha duas academias e autua outras 32 irregulares nas últimas duas semanas
08/09/2017
Fonte: CREF2/RS

As equipes de fiscalização do DEFOR realizaram de 27 de agosto a 2 de setembro 41 visitas, quando autuaram 13 estabelecimentos por uma ou mais infrações, sendo que três academias não possuíam registro da empresa; três funcionavam sem profissional presente no momento da visita e cinco permitiam a atuação de leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio. Na ação, também foi fechada uma academia na cidade de Viamão, por não apresentar nenhum profissional para assumir as atividades.

Ao todo, 13 pessoas autuadas por alguma infração, sendo cinco leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio; sete Responsáveis Técnicos descumprindo obrigações inerentes a suas funções e infringindo o Código de Ética Profissional e um diplomado atuando sem registro profissional.

Os municípios visitados durante o período foram Caxias do Sul, Alvorada, Esteio, Viamão, Porto Alegre e Canoas.

Entre os dias 20 e 28 de agosto, foram autuados 19 estabelecimentos por uma ou mais infrações, sendo que destes seis academias não possuíam registro de empresa, oito funcionavam sem profissional presente no momento da visita e uma permitia atuação de leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio. O CREF2/RS também fechou uma academia em Porto Alegre, por não apresentar nenhum profissional para assumir as atividades.

Nesta ação, 19 pessoas autuadas por alguma infração, sendo 13 leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio; duas delas atuavam fora da área de formação e infringindo o Código de Ética Profissional e sete Responsáveis Técnicos descumpriam as obrigações inerentes as suas funções, infringindo o Código de Ética Profissional.

Os municípios fiscalizados na última semana de agosto foram Porto Alegre, Caxias do Sul, Farroupilha, Flores da Cunha, Antônio Prado, São Marcos, Sapucaia do Sul e Esteio.

DEFOR



Fiscalização autua 20 academias irregulares na terceira semana de agosto
28/08/2017
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS realizou, entre os dias 13 a 19 de agosto, 44 visitas de fiscalização, fechando quatro academias no município de Canoas por não apresentarem nenhum profissional para assumir as atividades. A ação em Canoas contou com apoio da Polícia Civil.

Também foram autuados 20 estabelecimentos por uma ou mais infrações, sendo constatado que nove delas não possuíam registro da empresa, 12 funcionavam sem profissional presente no momento da visita e outras nove permitiam atuação de leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio. Uma academia descumpria o Termo de Cooperação firmado com o Conselho.

Internamente, a Fiscalização encaminhou 12 processos de Ação Civil Pública – ACP, para empresas sem registro, além de 11 notificações foram emitidas para empresas e pessoas que não se regularizaram/justificaram após vencido o prazo de suas autuações, além de duas denúncias encaminhadas à Comissão de Ética Profissional – DCE e um Processo Administrativo de Fiscalização – PAD FIS, aberto para empresa reincidente em infrações gravíssimas

Os municípios fiscalizados durante o período foram Porto Alegre, Guaíba, Cachoeirinha, Gravataí, Sapucaia do Sul, Canoas, Nova Petrópolis e Eldorado do Sul.

DEFOR



Fiscalização autua 14 estabelecimentos e fecha uma academia na segunda semana de agosto
22/08/2017
Fonte: CREF2/RS

Os agentes fiscais do CREF2/RS, entre os dias 6 e 14 de agosto, autuaram 14 estabelecimentos em todo o Rio Grande do Sul. Entre as empresas notificadas, oito não possuíam registro, quatro não contavam com um profissional habilitado presente no momento da visita e seis estavam permitindo o exercício ilegal da profissão. Além destas, uma academia foi flagrada descumprindo o Termo de Cooperação previamente assinado e uma outra empresa da área fitness teve as suas atividades suspensas, por funcionar de maneira totalmente irregular, em Canoas.

Porto Alegre, Eldorado do Sul, Esteio, Cachoeirinha e Bento Gonçalves são algumas das cidades por onde também passaram a equipe do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS, que realizou 43 visitas e atendeu quatro denúncias, somente na segunda semana de agosto. Outras 12 pessoas também foram autuadas neste período, sendo sete por exercício ilegal da profissão, uma por estar atuando fora da área (Licenciado trabalhando como Bacharel) e três RT’s por descumprirem as funções inerentes ao cargo, previstas no Código de Ética do Profissional de Educação Física.

Internamente, a Fiscalização encaminhou 21 casos para ação civil pública e emitiu 28 notificações para empresas e pessoas que não se regularizaram dentro do prazo previamente estabelecido. Um Processo Administrativo de Fiscalização (PAD FIS) também foi aberto, referente a uma academia reincidente em uma infração gravíssima. Qualquer denúncia pode ser encaminhada ao DEFOR pelo formulário disponível neste link.

Fiscalização DEFOR



Ação da Polícia Civil em parceria com o CREF2/RS interdita quatro academias em Canoas
18/08/2017
Fonte: CREF2/RS

Na manhã de ontem, dia 17 de agosto, a Polícia Civil, em parceria com o CREF2/RS e com diversos outros órgãos de defesa da sociedade, como o Inmetro, o Procon e a Vigilância Sanitária, realizou uma grande ação conjunta, em Canoas. Com o objetivo de coibir crimes contra o meio ambiente e contra o consumidor, os agentes de fiscalização do Conselho e do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic) interditaram quatro academias, que funcionavam de maneira totalmente irregular no município. Além destes estabelecimentos, quatro pessoas também foram autuadas por exercício ilegal da profissão.

De acordo com o delegado e diretor do Deic Rodrigo Bozzetto, a ação conjunta também visitou supermercados, farmácias e postos de gasolina. Ao todo, duas pessoas foram presas em flagrante por furto de energia elétrica e aproximadamente 1,2 toneladas de alimentos impróprios para o consumo foram apreendidas.

Já para Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação do CREF2/RS, a parceria com a Polícia Civil foi muito produtiva e ampliou as possibilidades de atuação do Conselho. “Os nossos agentes fiscais têm, muitas vezes, dificuldades para entrar em alguns locais mais afastados. A união de forças com a Polícia Civil e com os demais órgãos de fiscalização facilitou a nossa tarefa de defender a sociedade e nos trouxe resultados extremamente satisfatórios”, comentou. Ela também confirmou que o CREF2/RS e o Deic deverão realizar novas visitas conjuntas em breve.

Fiscalização DEFOR Polícia Civil Canoas



DEFOR fecha duas academias irregulares na primeira semana de agosto
15/08/2017
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS, entre os dias 30 de julho e 5 de agosto, autuou 18 estabelecimentos e 20 pessoas por algum tipo de infração, em todo o Estado. Entre as empresas notificadas, oito não possuíam registro, 11 não contavam com um profissional habilitado no momento da visita e 13 estavam permitindo o exercício ilegal da profissão. Duas academias – uma em Pelotas e outra em Turuçu – funcionavam de maneira totalmente irregular e tiveram as suas atividades suspensas. Elas precisarão regularizar a sua situação antes de voltar a atender o público.

Os agentes fiscais, durante a primeira semana de agosto, notificaram 11 pessoas por exercício ilegal da profissão, dois diplomados por não possuírem registro, quatro profissionais que atuavam fora da área (Licenciados como Bachareis) e três RTs que estavam descumprindo as obrigações inerentes ao cargo, estabelecidas pelo Código de Ética dos Profissionais de Educação Física. Além disto, sete Processos Administrativos de Fiscalização (PAD FIS) foram abertos, relacionados a casos de empresas ou pessoas flagradas em reincidência de infrações gravíssimas.

Neste período, a Fiscalização ainda emitiu 13 notificações para empresas e pessoas que não regularizaram a sua situação após o prazo inicialmente estipulado. Fora Pelotas e Turuçu, o Conselho também esteve visitando academias em Porto Alegre, Caxias do Sul, Alto Feliz, Canguçu e Camaquã. Você pode encaminhar a sua denúncia ao DEFOR preenchendo o formulário disponível nesta página.

Fiscalização DEFOR



Fiscalização fecha mais uma academia irregular na última semana de julho
08/08/2017
Fonte: CREF2/RS

A Fiscalização do CREF2/RS, entre os dias 23 e 29 de julho, fechou uma academia irregular e autuou 25 estabelecimentos por algum tipo de infração em todo o Estado. Entre as empresas notificadas, seis não possuíam registro, oito não contavam um profissional habilitado no momento da visita, duas estavam descumprindo o Termo de Cooperação previamente assinado e outras oito estavam permitindo o exercício ilegal da profissão. A academia que teve as suas atividades suspensas - localizada em Porto Alegre - vai precisar regularizar a sua situação antes de voltar a atender.

As ações do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR), realizadas na última semana de julho, também autuaram 20 pessoas, sendo sete por exercício ilegal da profissão, um diplomado sem registro e dois profissionais que estavam atuando fora da área – Licenciados desempenhando as funções de Bacharéis. Além destes, 11 Responsáveis Técnicos foram notificados por estarem descumprindo as obrigações inerentes ao cargo e o Código de Ética dos Profissionais de Educação Física.

Os agentes fiscais do CREF2/RS também atenderam dez denúncias e 14 Processos Administrativos de Fiscalização (PAD FIS) foram abertos, referentes a casos de empresas reincidentes em infrações gravíssimas. Além de Porto Alegre, a Fiscalização esteve ainda em Caxias do Sul e Gravataí neste período. Independentemente da cidade, o DEFOR segue à disposição para receber e averiguar irregularidades em todo o Rio Grande do Sul. Para colaborar com o trabalho da Fiscalização, basta preencher o formulário de denúncia disponível neste link. Todas as informações repassadas ao Conselho são mantidas sob sigilo.

Fiscalização DEFOR



DEFOR autua 35 estabelecimentos e pessoas irregulares na terceira semana de julho
01/08/2017
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS, entre os dias 16 e 22 de julho, autuou 30 estabelecimentos e 15 pessoas por algum tipo de infração, em todo o Estado. Das empresas notificadas, oito não possuíam registro, duas não contavam com um profissional habilitado no momento da visita e sete estavam permitindo o exercício ilegal da profissão.

Os agentes fiscais do Conselho, durante a terceira semana de julho, notificaram cinco pessoas por exercício ilegal da profissão, um diplomado que atuava sem registro e sete RTs que estavam descumprindo as obrigações inerentes ao seu cargo, estabelecidas no Código de Ética dos Profissionais de Educação Física. Além disto, três Processos Administrativos de Fiscalização (PAD FIS) foram abertos, relacionados a casos de empresas flagradas em reincidência de infrações gravíssimas.

Neste período, a Fiscalização visitou estabelecimentos da área fitness em Porto Alegre, Erechim, Getúlio Vargas, Tio Hugo e Passo Fundo. Você pode encaminhar a sua denúncia para o DEFOR. Para isto, basta preencher o formulário disponível nesta página.

Fiscalização DEFOR



Fiscalização autua mais de 20 estabelecimentos e pessoas no começo de julho
25/07/2017
Fonte: CREF2/RS

Entre os dias 9 e 15 de julho, o Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS autuou 12 estabelecimentos e dez pessoas, em todo o Estado, por algum tipo de infração. Entre as empresas notificadas, cinco não possuíam registro, quatro não contavam com um profissional habilitado no momento da visita e oito estavam permitindo o exercício ilegal da profissão. Uma academia que funcionava de maneira totalmente irregular, em Gravataí, também foi fechada e vai precisar regularizar a sua situação antes de voltar a atender o público.

Os agentes fiscais do Conselho, durante a segunda semana de julho, atuaram estas dez pessoas, sendo oito por exercício ilegal da profissão, uma por estar fora da área de atuação – um Licenciado que trabalhava como Bacharelado, e um Responsável Técnico que estava descumprindo as obrigações inerentes ao seu cargo, estabelecidas no Código de Ética dos Profissionais de Educação Física. Além de Gravataí, a Fiscalização também esteve visitando estabelecimentos da área fitness em Canoas, Porto Alegre, Glorinha e Gravataí.

Você pode encaminhar a sua denúncia para o DEFOR. Para isto, basta preencher o formulário disponível nesta página.

Fiscalização DEFOR



Fiscalização fecha três academias irregulares no interior
18/07/2017
Fonte: CREF2/RS

A Fiscalização do CREF2/RS, entre os dias 2 e 8 de julho, fechou três academias que funcionavam de maneira totalmente irregular e autuou outros 29 estabelecimentos, em todo o Rio Grande do Sul, por algum tipo de infração. Entre as empresas notificadas, dez não contavam com um profissional habilitado no momento da visita, 17 não possuíam registro e uma estava permitindo o exercício ilegal da profissão. As academias que tiveram as suas atividades suspensas, em Teutônia e Lajeado, vão precisar regularizar a sua situação antes de voltar a atender.

As ações do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR), realizadas na primeira semana de julho, também autuaram 25 pessoas, sendo 11 por exercício ilegal da profissão (ou estagiário sem Termo de Estágio válido), cinco por estarem fora da área de atuação e outros cinco Responsáveis Técnicos que descumpriam as obrigações inerentes ao cargo e infringiam, consequentemente, o Código de Ética dos Profissionais de Educação Física. Ao todo, foram feitas mais de 50 visitas neste período.

Fora os dois municípios já mencionados, os agentes fiscais do Conselho também estiveram em Porto Alegre, Santa Maria, Júlio de Castilhos, Tupanciretã, Ivorá, Faxinal do Soturno, São João do Polêsine, Mata, Salvador do Sul, Tupandi, São Sebastião do Caí, Bom Princípio, Feliz e Encantado. Independente do local, a Fiscalização segue à disposição para receber e averiguar irregularidades. Para contribuir com o trabalho do DEFOR, basta preencher este formulário de denúncia.

Fiscalização DEFOR



Nova edição da CREF2/RS em Revista destaca atividade física no combate ao câncer
17/07/2017
Fonte: CREF2/RS

A nova CREF2/RS em Revista, que tem como tema de capa o câncer e a atividade física, já está disponível para leitura pela Internet e para download. A publicação relata, ao longo de suas páginas, como o trabalho que envolve a Educação Física é importante para a prevenção e para o tratamento desta doença, que afeta cerca de 500 mil pessoas todos os anos no Brasil. Ainda de acordo com o Instituto Nacional do Câncer, a prática regular de exercícios pode reduzir em até 30% a probabilidade de se desenvolver qualquer tipo de tumor.

Com o intuito de também ampliar o debate sobre a atuação profissional na área da saúde, a reportagem de capa é acompanhada por uma entrevista com Paulo Frenzel (CREF 001404-G/RS), que coordena o setor de Educação Física em duas Unidades Básicas de Saúde, vinculadas ao SUS, em Pelotas. Além deste conteúdo especial, a nova edição do CREF2/RS em Revista ainda apresenta o perfil da personal trainer Liège Gautério (CREF 017513-G/RS), medalhista nos Jogos Mundiais para Transplantados, e matérias sobre a Fiscalização do CREF2/RS e sobre o Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar.

Você também pode acessar a edição online da nossa publicação diretamente pela plataforma Issuu, cujo aplicativo gratuito está disponível para tablets e para smartphones em geral.

Revista câncer



DEFOR fecha uma academia irregular e autua dez estabelecimentos no final de junho
13/07/2017
Fonte: CREF2/RS

A Fiscalização do CREF2/RS, entre os dias 25 de junho e 1º de junho, fechou uma academia irregular e autuou 10 estabelecimentos por algum tipo de infração, em todo o Rio Grande do Sul. Entre as empresas notificadas, quatro não contavam com um profissional habilitado no momento da visita e seis estavam permitindo o exercício ilegal da profissão. A academia que teve as suas atividades suspensas, em Quintão, vai precisar regularizar a sua situação antes de voltar a atender.

As ações do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR), realizadas na última semana de junho, também autuaram dez pessoas, sendo seis por exercício ilegal da profissão. Ao todo, 11 denúncias ainda foram atendidas neste período.

Outas 34 notificações foram enviadas pelo DEFOR a empresas e a pessoas que não regularizaram a sua situação dentro do prazo estabelecido pelo CREF2/RS, depois de fiscalizadas pela primeira vez. Além destas, mais 34 Termos de Cooperação foram firmados com empresas autuadas, que se comprometeram a regularizar a sua situação e evitar reincidências.

Além de Quintão, os agentes fiscais do Conselho também estiveram em Balneário Pinhal, Torres, Imbé, Osório, Capão da Canoa, Caxias do Sul, Porto Alegre e Gravataí. Independente da cidade, a Fiscalização segue à disposição para receber e averiguar irregularidades, em todo o Estado. Para contribuir com o trabalho do DEFOR, basta preencher este formulário de denúncia.

Fiscalização DEFOR



Fiscalização fecha mais uma academia irregular em Porto Alegre
03/07/2017
Fonte: CREF2/RS

As ações do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS, entre os dias 18 e 24 de junho, fecharam uma academia que funcionava de maneira irregular, em Porto Alegre, e autuaram outros 23 estabelecimentos, no restante do Estado, por algum tipo de infração. Entre as empresas notificadas, nove não possuíam registro, seis não contavam com um profissional habilitado no momento da visita e cinco estavam permitindo o exercício ilegal da profissão. A academia que teve as suas atividades suspensas vai precisar regularizar a sua situação antes de voltar a atender.

Os agentes fiscais do Conselho, na terceira semana de junho, também autuaram dez pessoas, sendo três por exercício ilegal da profissão e uma por estar fora da área de atuação – Licenciado que trabalhando como Bacharelado. Ao todo, foram feitas 53 visitas e atendidas 15 denúncias neste período. A Fiscalização esteve em Gramado, Canela, Taquara, Alvorada e Viamão e ainda abriu um novo Processo Administrativo de Fiscalização, referente a um caso reincidente em uma infração gravíssima.

Você sempre pode encaminhar a sua denúncia para o DEFOR. Para isto, basta preencher o formulário disponível nesta página.

Fiscalização DEFOR



Fiscalização autua nove academias na segunda semana de junho
30/06/2017
Fonte: CREF2/RS

A Fiscalização do CREF2/RS, entre os dias 11 e 17 de junho, fechou uma academia irregular e autuou 9 estabelecimentos, em todo o Rio Grande do Sul, por algum tipo de infração. Entre as empresas notificadas, quatro não contavam com um profissional habilitado no momento da visita e cinco estavam permitindo o exercício ilegal da profissão. A academia que teve as suas atividades suspensas, em Viamão, vai precisar regular a sua situação antes de voltar a atender.

As ações do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR), realizadas na segunda semana de junho, também autuaram nove pessoas, sendo quatro por exercício ilegal da profissão e cinco Responsáveis Técnicos que estavam descumprindo as obrigações inerentes ao cargo e infringindo o Código de Ética dos Profissionais de Educação Física. Ao todo, foram feitas 30 visitas neste período.

Outras 26 notificações foram enviadas pelo DEFOR a empresas e a pessoas que não regularizaram a sua situação dentro do prazo estabelecido pelo CREF2/RS, depois da fiscalizadas e autuadas pela primeira vez. Além destas, sete Processos Administrativos de Fiscalização também foram abertos, referentes a casos reincidentes em infrações gravíssimas.

Fora o município já mencionado, os agentes fiscais do Conselho também estiveram em São Leopoldo, Sapucaia do Sul, Alvorada e em Caxias do Sul. Independente do local, a Fiscalização segue à disposição para receber e averiguar irregularidades. Para contribuir com o trabalho do DEFOR, basta preencher este formulário de denúncia.

Fiscalização DEFOR



Encontro Sul Brasileiro das Comissões de Fiscalização e Ética reúne CREFs da região sul em Porto Alegre
27/06/2017
Fonte: CREF2/RS

A capital gaúcha foi sede, na última sexta e sábado, dias 23 e 24 de junho, do II Encontro Sul Brasileiro das Comissões de Orientação e Fiscalização e Ética Profissional. O evento, que teve o intuito de discutir e de padronizar os procedimentos voltados à atuação de fiscalização, assim com ao trabalho relacionado à Comissão de Ética, contou com a presença de diversos representantes do CREF2/RS, CREF3/SC e CREF9/PR.

Depois de uma rápida saudação da presidente Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), que destacou a honra que o CREF2/RS teve em organizar um evento deste porte, o Encontro iniciou, na sexta-feira, com a palestra do conselheiro federal Angelo Vargas (CREF 000007-G/RJ), sobre o valor financeiro da ética e como este assunto se relaciona com o dia a dia das Comissões. “Os agentes fiscais vão à rua não para fechar academias, mas para reduzir os riscos à sociedade. A Comissão de Fiscalização, por exemplo, tem uma grande viés pedagógico, pois não adianta um trabalho corretivo se não houver uma atuação preventiva e educadora”, comentou.

A fala do palestrante, que também salientou com a ausência de disciplinas sobre as questões jurídicas durante a graduação comprometem, de certa forma, a atuação dos profissionais de Educação Física no futuro, foi complementada por uma breve apresentação de Rony Tschoeke (CREF 004979-G/PR), do CREF9/PR. O conselheiro, que aprofundou o tópico da função pedagógica da Comissão de Ética Profissional, reforçou a ideia que o trabalho dos Conselhos é muito mais voltado para a educação do que para a punição. “A nossa atuação é para que o profissional entenda toda a amplitude e a responsabilidade da sua intervenção, não atrelada apenas às questões técnicas”.

Ao longo destes dois dias, as Comissões de Orientação e Fiscalização e de Ética Profissional também tiveram a oportunidade de se reunir separadamente e de debater tópicos bastante específicos às suas rotinas. Nestes encontros, os membros dos três CREFs da região sul puderam trocar experiências, apresentar seus números e buscar formas de aproximar o trabalho que é feito no Rio Grande do Sul, em Santa Catarina e no Paraná. A atuação em parceria com o Ministério Público, os Termos de Cooperação, as dificuldades dos agentes fiscais e a falta de esclarecimento entre entre a população quanto à exigência da Cédula de Identidade Profissional foram alguns dos tópicos discutidos.

No sábado, o Encontro teve uma palestra do procurador de Justiça do Rio Grande do Sul Paulo Valério Moraes. Ele apresentou, para todos os presentes, o Código de Direito do Consumidor e a sua conexão com as funções desempenhadas pelos Conselhos Profissionais. “O que se espera dos CREFs é que eles protejam a sociedade. Por isto, toda a população deveria buscar saber, quando procura uma academia, se aquele serviço está sendo prestado realmente por um profissional de Educação Física”, declarou. “A importância dos Conselhos está em assegurar o bem-estar e a qualidade de vida. Os profissionais de Educação Física já são reconhecidos como profissionais de saúde, o que só amplia a necessidade de combater a prática e aqueles produtos que são considerados nocivos”, completou.

Ao final das atividades, as Comissões elaboraram um documento oficial, que será levado posteriormente ao CONFEF, para que todo o esforço pela padronização dos procedimentos entre os CREFs da região sul também seja visto e discutido pelos demais Conselhos Regionais do país. “Há um caminho extremamente necessário, para todo o Sistema CONFEF/CREFs uniformize o seu trabalho. Este Encontro está dando um passo para que a gente alcance este objetivo”, declarou Irineu Furtado (CREF 003767-G/SC), presidente do CREF3/SC, numa das falas que encerrou o evento.

Fiscalização Ética Profissional



II Encontro Sul Brasileiro das Comissões de Orientação e Fiscalização e Ética Profissional é nesta sexta e sábado
21/06/2017
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS irá realizar, nesta sexta e sábado, dias 23 e 24 de junho, o II Encontro Sul Brasileiro das Comissões de Orientação e Fiscalização e Ética Profissional. Pela primeira vez em Porto Alegre, o evento estará aberto à presença dos membros destas respectivas Comissões, vinculadas aos três CREFs da região sul.

Com o intuito de discutir e padronizar os procedimentos voltados à atuação de fiscalização, assim como do trabalho relacionado às respectivas Comissões, o Encontro terá as palestras de Paulo Valério Moraes, procurador de Justiça do Rio Grande do Sul, e do conselheiro federal Angelo Vargas (CREF 000007-G/RJ).

II Encontro Sul Brasileiro das Comissões de Orientação e Fiscalização e Ética Profissional
Data: 23 e 24 de junho, sexta-feira e sábado
Horário: das 13h30min às 20h e das 8h às 13h, respectivamente
Local: Hotel Embaixador
Endereço: Rua Jerônimo Coelho, 354 - Centro Histórico
Inscrições: exclusivamente para membros das Comissões do CREF2/RS, CREF3/SC e ao CREF9/PR

Fiscalização Ética Profissional



DEFOR não tem atendimento nesta sexta-feira
20/06/2017
Fonte: CREF2/RS

Em razão de uma atividade externa, o Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS não irá atender nesta sexta-feira, dia 23 de junho, na sede de Porto Alegre. O expediente retomará o horário normal, das 9h às 17h, já na próxima segunda-feira, dia 26 de junho. Mais informações pelo telefone (51) 3288-0200.

Fiscalização DEFOR



Fiscalização fecha quatro academias irregulares na primeira semana de junho
20/06/2017
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Orientação e Fiscalização (DEFOR) do CREF2/RS, na primeira semana de junho, fechou quatro academias irregulares e autuou 14 estabelecimentos, em todo o Rio Grande do Sul, por algum tipo de infração. Entre as empresas notificadas, sete não contavam com um profissional habilitado no momento da visita e cinco estavam permitindo o exercício ilegal da profissão. As academias que tiveram as atividades suspensas, nas cidades de Novo Hamburgo, Alvorada, Guaíba e Pelotas, vão precisar regular a sua situação antes de voltar a atender.

As ações de fiscalização, realizadas entre os dias 4 e 10 de junho, também autuaram cinco pessoas, sendo três por exercício ilegal da profissão. Ao todo, foram feitas 27 visitas e atendidas 13 denúncias neste período. Outras cinco empresas foram notificadas por não regularizarem a sua situação dentro do prazo estabelecido anteriormente elo DEFOR, duas denúncias foram encaminhadas à Comissão de Ética Profissional do CREF2/RS e cinco processos de fiscalização foram abertos, referentes a casos reincidentes em infrações gravíssimas.

Além dos municípios já mencionados, os agentes fiscais do Conselho também esteviram em Campo Bom, Eldorado do Sul, Charqueadas, São Jerônimo e Porto Alegre. Independente do local, o DEFOR segue à disposição para receber e averiguar irregularidades. Para contribuir com o trabalho da Fiscalização, basta preencher este formulário de denúncia.

Fiscalização



Fiscalização autua 26 empresas e 21 pessoas na primeira semana de junho
13/06/2017
Fonte: CREF2/RS

As ações de fiscalização do CREF2/RS, realizadas entre os dias 28 de maio e 3 de junho, resultaram em uma academia fechada, em Santo Antônio das Missões, e em outros 26 estabelecimentos autuados por algum tipo de infração, como descumprir o Termo de Cooperação previamente assinado, permitir o exercício ilegal da profissão e não possuir registro ou um profissional habilitado no momento da visita.

Entre estes dias, os agentes do Departamento de Orientação e Fiscalização (DEFOR) também atenderam 25 denúncias e notificaram outras 21 pessoas, por estarem fora da área de atuação – Licenciados trabalhando como Bacharéis – ou por exercício ilegal da profissão. Nove multas também foram aplicadas e 12 empresas e pessoas notificadas por não regularizarem a sua situação após vencido o prazo de justificativa.

As cidades visitadas, neste período, foram Santo Ângelo, Cerro Largo, Roque Gonzales, São Miguel das Missões, Caibaté, São Luiz Gonzaga e Santo Antônio da Missões. O CREF2/RS segue à disposição para receber e averiguar irregularidades. Você pode contribuir com o trabalho da Fiscalização enviando a sua denúncia por aqui.

Fiscalização



CREF2/RS realiza II Encontro Sul Brasileiro das Comissões de Orientação e Fiscalização e Ética Profissional
12/06/2017
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS irá promover, nos dias 23 e 24 de junho, a segunda edição do Encontro Sul Brasileiro das Comissões de Orientação e Fiscalização e Ética Profissional. O evento, dedicado exclusivamente aos membros das respectivas Comissões dos três CREFs da região sul, vai ser realizado pela primeira vez em Porto Alegre, no Hotel Embaixador.

O evento terá, mais uma vez, o objetivo de discutir e padronizar os procedimentos voltados à atuação de fiscalização, assim como das respectivas Comissões, visando a propagação de um trabalho coeso e que resulte, a curto prazo, em uma uniformização das atividades desempenhadas pelo Sistema CONFEF/CREFs neste sentido. Paulo Valério Moraes, procurador de Justiça do Rio Grande do Sul, e o conselheiro federal Angelo Vargas (CREF 000007-G/RJ) serão os palestrantes do evento.

O link para as inscrições foi encaminhado diretamente ao CREF3/SC e ao CREF9/PR.

II Encontro Sul Brasileiro das Comissões de Orientação e Fiscalização e Ética Profissional
Data: 23 e 24 de junho, sexta-feira e sábado
Horário: das 13h30min às 20h e das 8h às 13h, respectivamente
Local: Hotel Embaixador
Endereço: Rua Jerônimo Coelho, 354 - Centro Histórico
Inscrições: abertas exclusivamente para membros das Comissões de Fiscalização e Orientação e Ética Profissional do CREF2/RS, CREF3/SC e ao CREF9/PR

Fiscalização Ética Profissional



Fiscalização autua 16 estabelecimentos e 17 pessoas na última semana de maio
08/06/2017
Fonte: CREF2/RS

As ações de fiscalização do CREF2/RS, realizadas entre os dias 21 e 27 de maio, resultaram em 16 estabelecimentos autuados por algum tipo de infração, como a ausência de registro ou de um profissional habilitado no momento da vista. Além destas academias, os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) notificaram 17 pessoas, sendo sete por exercício ilegal da profissão e cinco por descumprimento do Código de Ética Profissional.

Na última semana de maio, a Fiscalização também fechou uma academia, que funcionava de maneira totalmente irregular, na capital. As cidades visitadas, neste período, foram Santa Maria, Mata, São Sepé, São Gabriel e Porto Alegre. Você pode contribuir com o trabalho do DEFOR enviando a sua denúncia por aqui.

Fiscalização



CREF2/RS fecha mais quatro academias e autua 27 estabelecimentos em maio
30/05/2017
Fonte: CREF2/RS

As ações de fiscalização do CREF2/RS, realizadas entre os dias 14 e 20 de maio, resultaram em quatro academias fechadas, nas cidades de Sapucaia do Sul e Três de Maio, e em outros 27 estabelecimentos autuados por algum tipo de infração, como ausência de registro ou de um profissional habilitado no momento de visita. Para voltar a atender o público, estas empresas impedidas de funcionar precisarão, primeiramente, regularizar a situação.

Na terceira semana de maio, os agentes do Departamento de Orientação e Fiscalização (DEFOR) também atenderam 84 denúncias e notificaram 18 pessoas, por estarem fora da sua área de atuação – licenciados trabalhando como bacharelados – ou por exercício ilegal da profissão. Além disto, sete multas foram aplicadas a empresas que descumpriram o Termo de Cooperação e cinco processos foram encaminhados para serem transformados em Ação Civil Pública.

As cidades visitadas, neste período, foram Porto Alegre, São Leopoldo, Esteio, Novo Hamburgo, Sapucaia do Sul, Erechim, Getúlio Vargas, Faxinalzinho, São Valentim, Carazinho, Ijuí, Horizontina, Três de Maio, Santa Morsa, Erebango e Espumoso. O CREF2/RS segue à disposição para receber e averiguar irregularidades. Você pode contribuir com o trabalho da Fiscalização enviando a sua denúncia por aqui.

Fiscalização



Fórum dos Coordenadores de Curso de Educação Física reúne representantes de 30 instituições de ensino
29/05/2017
Fonte: CREF2/RS

A Comissão de Ensino Superior e Preparação Profissional do CREF2/RS realizou, nos dias 26 e 27 de maio, o VII Fórum dos Coordenadores de Curso de Educação Física do Rio Grande do Sul. O evento, que ocorreu pela primeira vez na FADERGS, em Porto Alegre, reuniu cerca de 30 representantes de instituições de ensino de todo o Estado, para debater assuntos relacionados ao estágio e à fiscalização, bem como ao empreendedorismo e à educação a distância.

A abertura do evento, que contou com a presença do presidente do CONFEF Jorge Steinhilber (CREF 000002-G/RJ), foi feita pela presidente do CREF2/RS Carmen Masson (CREF 001910-G/RS). A sua fala, além de destacar o trabalho feito pelo Sistema CONFEF/CREFs visando o fortalecimento da profissão, que atualmente conta com 500 mil registrados em todo o país, foi complementada por Eduardo Merino (CREF 004493-G/RS), presidente da Comissão de Ensino Superior e Preparação Profissional. “O Fórum, que surgiu com a demanda de debater assuntos importantes para o dia a dia das faculdades, chega ao seu sétimo ano, com um histórico de grandes discussões, sobre temas como políticas públicas, tecnologia e saúde mental, entre outros mais”, comentou.

Já Steinhilber aproveitou a sua saudação inicial também para destacar o número significativo de coordenadores presentes no Fórum. “Isto mostra que o nosso ensino está nas mãos de pessoas preocupadas em discutir o futuro dos profissionais que estão sendo formados pelas faculdades. O Conselho, atuando politicamente, enfrenta os mesmos desafios dos professores, que é solidificar a Educação Física em todos os seus âmbitos”.

Palestras e debates

A primeira apresentação foi feita pela assessora jurídica do CREF2/RS Cristiane Costa e pela coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS). Elas explicaram o funcionamento do procedimento de fiscalização, do momento da visita aos trâmites jurídicos finais, e como a lei de estágio é inserida neste contexto. “O Conselho só verifica se há o termo de estágio assinado e já tivemos casos em que a pessoa autuada colocou a culpa na Universidade por estar fora da sua área. Eles alegaram que não tiveram a informação sobre a divisão entre a Licenciatura e o Bacharelado e que sempre tiveram autorização para fazer estágio fora do seu curso”, relatou a dupla.

O assunto, complementado por tópicos relacionados à responsabilidade técnica de academias e à disputas judiciais que o Sistema CONFEF/CREFs enfrenta atualmente quanto às lutas, ao futebol e à dança, teve prosseguimento com a palestra de Steinhilber. O Presidente do CONFEF numerou as parcerias que existem entre as instituições de ensino e os Conselhos Profissionais e apresentou um breve panorama da Educação Física e da sua evolução enquanto curso superior. “Os professores universitários precisam, mais do que nunca, auxiliar os acadêmicos para que eles criem uma identidade profissional desde o primeiro semestre”, analisou.

O segundo dia de evento, no sábado pela manhã, teve início com a palestra de Marcelo Curth (CREF 011605-G/RS), que trouxe para discussão o empreendedorismo na Educação Física. Com larga experiência na área, ele destacou que muitos egressos do curso de Educação Física têm o perfil empreendedor e que, por causa disto, as faculdades deveriam explorar mais este tema em seus currículos. “A maioria das instituições de ensino tem disciplinas de gestão, mas ainda não se dá aula com ênfase no empreendedorismo. As ferramentas necessárias para quem pretende abrir o seu próprio negócio ainda são pouco estudadas nos cursos de Educação Física”.

A última parte do Fórum foi marcada pela mesa redonda “Educação a Distância”, com as presenças de Steinhilber e de Dari Göller (CREF 002469-G/RS), da UNIJUÍ. Neste momento, todos os coordenadores puderam relatar as experiências que vivenciam em suas faculdades e o Presidente do CONFEF ainda pode reforçar o entendimento que a Educação Física não pode ser transformada em um curso totalmente a distância. O “CONFEF, junto ao Conselho Nacional de Saúde, já se movimenta na Câmara de Deputados para barrar esta ideia”, adiantou. “O EAD só pode existir se tiver qualidade, com estágios obrigatórios, material didático bem elaborado e exigências avaliativas. O desafio é fazer com que os alunos estabeleçam uma relação de troca com os outros estudantes e uma identidade profissional, mesmo longe da sala de aula”, complementou Göller.

Fórum de Coordenadores Ensino Superior



6º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar reúne profissionais e estudantes em Capão da Canoa
22/05/2017
Fonte: CREF2/RS

A Comissão de Educação Física Escolar do CREF2/RS realizou, no último sábado, dia 20 de maio, o 6º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar, em Capão da Canoa. O evento, que integrou a programação do 43º ENPAEF, teve a entrada gratuita e reuniu profissionais e acadêmicos para debater o futuro da área. Neste ano, o Fórum contou com as palestras de Vitor Powaczruk (CREF 023027-G/RS), intitulada “A Educação Física dentro da nova BNCC: Reflexões sobre a Obrigação e a Opcionalidade”; e de Maria Teresa Cauduro, com o nome “A Educação Física Escolar e um Passeio pelas Linguagens do Corpo”. Powaczruk é assessor pedagógico da Secretaria Estadual de Educação e Maria Teresa pesquisadora do Grupo de Estudos Qualitativos de Formação de Professores e Prática Pedagógica em Educação Física e Ciências do Esporte (CNPq/UFRGS) e do Observatório de Educação (Unisinos).

A mesa de abertura do evento foi composta pela presidente do CREF2/RS Carmen Masson (CREF 001910-G/RS) e pela presidente da Comissão de Educação Física Escolar Miryam Brauch (CREF 006834-G/RS). Para a plateia, formada em grande parte por professores da rede pública e privada de ensino, Carmen falou sobre as funções do Conselho, para além do trabalho de fiscalização e de orientação. “A nossa atuação tem o intuito também de manter a Educação Física forte e viva no ambiente político. O Sistema CONFEF/CREFs já participou da elaboração de diversos projetos na Câmara Federal, em parceria com os deputados, para garantir a presença e o reconhecimento dos nossos profissionais em nível nacional”, revelou.

Miryam, por outro lado, aproveitou o momento para destacar o crescimento do Fórum, que chegou à sua sexta edição consecutiva, e da aproximação com a Associação dos Profissionais de Educação Física do Rio Grande do Sul (APEF/RS) ao longo desta trajetória. “O nosso trabalho, feito em parceria desde o primeiro ano, tem sido exaustivo para garantir a presença do profissional de Educação Física em todas as séries escolares. O PLC 116/2013, embora esteja engavetado na Assembleia Nacional, teve uma iniciativa parecida aqui no nosso Estado, já transformada no PL 087/2016. Este novo projeto de lei, que continua tramitando, pode ser considerado uma das grandes conquistas deste Fórum”, mencionou.

Palestras

Graduada em Educação Física pela UFRGS e em Direito pela Feevale, com doutorado pela Universitat de Barcelona em Ciências da Educação, Maria Teresa foi a primeira palestrante do Fórum. Depois de falar um pouco sobre a sua trajetória profissional e relatar algumas das suas experiências dando aula e conhecendo a realidade do ensino no Brasil, a pesquisadora apresentou didaticamente a legislação da Educação Física e um pequeno panorama do que ocorre nas escolas. A conclusão, de acordo com Maria Teresa, indica que ainda há um longo caminho para que a Educação Física seja colocada no seu devido lugar. “Ainda precisamos compreender todas as leis da nossa profissão, pois só assim poderemos posicionar a Educação Física, as suas linguagens e as suas interfaces como importantes para as pessoas”, explicou.

No âmbito das escolas, Maria Teresa também destacou a necessidade que os professores têm de trabalhar com diferentes tipos de alunos, mas sem nenhuma segregação. “As crianças, muitas vezes, vêm de lugares distintos, possuem crenças e aspectos culturais que não são compatíveis entre si. O profissional de Educação Física tem a obrigação de lidar com isto e o caminho mais adequado é trabalhar todas as possibilidades corporais, não apenas os jogos com bola”, sentenciou. A decisão do conteúdo programático, por conta disto, acaba sendo a tarefa mais difícil. “Os professores precisam vivenciar a realidade do aluno para definir como serão as aulas. Além disto, eles necessitam trabalhar com o corpo e com os gestos de cada um, aliando teoria e prática e ainda criando uma interface com as outras disciplinas, como geografia, física e matemática. Só assim o conhecimento será capaz de crescer e de abrir possibilidades para os alunos”.

Powaczruk conduziu a segunda palestra do Fórum e trouxe para o centro da discussão os diversos contextos da Educação Física Escolar, que afetam diretamente o dia a dia dos professores. “Na Secretaria Estadual de Educação, temos o dado de que quase metade dos alunos não participa das aulas de Educação Física. Cabe ao profissional de escola, por conta disto, mudar esta realidade e mostrar para a comunidade em geral que a transformação proporcionada pela disciplina é duradoura e essencial para as crianças e para os adolescentes”, comentou.

Powaczruk é um dos especialistas responsáveis pela elaboração da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) ao junto ao MEC. O projeto, que começou a ser discutido em 2013 e deverá ser adotado por todas as escolas públicas e privadas do Brasil em um futuro bastante próximo, também foi abordado na sua apresentação. “A Educação Física ainda não era considerada uma disciplina obrigatória em 1996, mas em 2001 passou a ser um componente curricular imprescindível na formação de todos os alunos. As alterações da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), ao longo do tempo, trouxeram alguns dos benefícios que tentarão ser ampliados agora com a adoção da BNCC”, declarou o palestrante.

A parte final do Fórum foi dedicada às perguntas da plateia. Os palestrantes puderam complementar os assuntos abordados nas suas apresentações e ainda tratar de outros temas extremamente conflituosos e atuais. Para Maria Teresa, os profissionais de escola precisam ter um diálogo permanente com as crianças, para entender o contexto em que vivem, e sempre comunicar a direção da escola quando algum abuso for detectado. “O conhecimento da realidade do aluno é muito importante nestes casos. Nas famílias em que os pais estão desempregados, ou que têm problemas com bebida, os casos de violência podem ocorrer até com uma certa frequência”, explicou. “Os profissionais de Educação Física, por causa da proximidade que acabam tendo com os alunos, podem identificar um comportamento não-verbal de agressão, de depressão ou até mesmo de socorro. Eles devem estar sempre atentos e as escolas não podem ser omissas diante destes casos”, finalizou.

Educação Física Escolar



CREF2/RS realiza palestra na FADERGS
18/05/2017
Fonte: CREF2/RS

A coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS, Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), e a fiscal Denise Candaten (CREF 010750-G/RS) realizaram palestra no último dia 15 para os alunos do 1º semestre do curso de Educação Física da FADERGS - Campus João Pessoa.

Os temas abordados pelas palestrantes foram regulamentação da profissão, a criação do Conselho, provisionados, Licenciatura e Bacharelado, Educação Física escolar (Pls), fiscalização, exercício ilegal, lei de estágio, denúncias, temas polêmicos no judiciário, fiscalização de gestores públicos. Após a fala das palestrantes, o espaço foi aberto para perguntas.

DEFOR



CREF2/RS fecha quatro academias irregulares e autua 40 estabelecimentos
11/05/2017
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS, em sua missão de proteger a saúde e zelar pela profissão, visitou 21 municípios entre os dias 23 de abril e 6 de maio, fechando oito academias irregulares distribuídas entre Porto Alegre, Triunfo, Viamão, Guaíba e Três Coroas. Os estabelecimentos não apresentavam profissional habilitado para orientar as atividades. Para voltar a funcionar, a empresa terá que, primeiramente, regularizar a sua situação.

Nas diligências, os agentes do DEFOR realizaram 81 visitas de fiscalização, autuando 40 estabelecimentos por alguma irregularidade, sendo 20 deles pela falta de registro no CREF2/RS, além de constatarem em outras 17 empresas a falta de profissional presente no momento da visita. Ao todo, foram autuadas 24 pessoas, destas 13 por exercício ilegal da profissão, além de oito Responsáveis Técnicos autuados por descumprir as obrigações inerentes à função, além de um diplomado sem seu registro profissional.

Foram visitados os municípios de Novo Hamburgo, Sapucaia do Sul, Campo Bom, Dois Irmãos, São Leopoldo, Nova Petrópolis, Caxias do Sul, Farroupilha, Porto Alegre, Viamão, Gravataí, Alvorada, Guaíba, Triunfo, Charqueadas, Sapucaia do Sul Sapiranga, Gramado, Três Coroas, Taquara, Rolante, Cruz Alta, Panambi e Não-Me-Toque.

DEFOR



Qual a diferença entre Sindicato e Conselho Profissional?
10/05/2017
Fonte: CREF2/RS

O Conselho Regional de Educação Física é uma Autarquia criada por Lei, com o objetivo de fiscalizar e regulamentar a profissão da Educação Física. Diferentemente do Sindicato. Não tem como missão defender os interesses econômicos e trabalhistas da classe profissional.

Por outro lado, o dever do Conselho é garantir o direito da sociedade em ter uma prestação de serviço de qualidade, ministrada por profissional habilitado. Ainda, o Conselho tem como dever garantir o cumprimento dos preceitos éticos da profissão, punindo aqueles profissionais, após devido processo ético, que infringirem os deveres e obrigações dispostos no Código de Ética Profissional.

Ao questionamento: o que o CREF faz pelos profissionais, só há uma resposta possível: o Conselho, por meio de sua fiscalização, visa garantir que os profissionais sem formação não atuem na área da Educação Física, ou seja, impede o exercício ilegal da profissão. Portanto, o CREF não é órgão assistencial, nem sindical e sim ente de fiscalização profissional, e tem como meta garantir o direito da sociedade de ter profissional habilitado e serviço de qualidade na área da Educação Física.

O Sindicato é uma associação para defesa e coordenação dos interesses econômicos e/ou profissionais dos indivíduos (empregados, empregadores, profissionais liberais, autônomos, etc.) que exercem a mesma atividade ou atividades similares ou conexas.

A livre associação sindical resta prevista no artigo 8º da Constituição Federal, sendo importante ressaltar alguns pontos referentes ao tema: 1º0 nos termos do inciso III cabe ao sindicato a defesa dos direitos e interesses coletivos ou individuais da categoria, inclusive em questões judiciais ou administrativas; e 2º0 conforme inciso V ninguém será obrigado a filiar-se ou a manter-se filiado a sindicato. Diante disto, concluímos que o Sindicato é o responsável pela defesa dos direitos e interesses relacionados `categoria, inclusive no âmbito judicial. No entanto, os profissionais não são obrigados à filiação.

Nestes termos é o Sindicato quem auxilia os profissionais de Educação Física quanto a questões como piso salarial, carga horária, assinatura de carteira de trabalho, remuneração e outras demandas trabalhistas. Para esclarecer qualquer dúvida ou mesmo ingresso com demanda trabalhista, o profissional de Educação Física deve buscar orientação junto ao Sindicato dos Profissionais de Educação Física do Rio Grande do Sul (SINPEF/RS). A entidade é o órgão competente para garantir, lutar e exigir os direitos da categoria.

O SINPEF/RS atende de segunda a sexta-feira, das 13h às 17h, na Praça Osvaldo Cruz, 15/2014, no Centro de Porto Alegre. Mais informações pelo telefone (51) 3085-9529 ou pelo e-mail contato@sinpefrs.com.br

SINPEF RS



CREF2/RS realiza palestra na ESEFID/UFRGS
05/05/2017
Fonte: CREF2/RS

A assessora da Fiscalização Fernanda Silva Rodrigues (CREF 009604-G/RS) e a agente de Orientação e Fiscalização e supervisora de fiscalização Denise Candaten (CREF 010750-G/RS ) realizaram ontem (4) uma palestra para na  Escola Superior de Educação Física, Fisioterapia e Dança (ESEFID) da UFRGS. As profissionais esclareceram as dúvidas dos alunos do 1º semestre de Educação Física sobre temas como a regulamentação da Profissão, anuidade do CREFRS, transparência, fiscalização, organograma do CREF2/RS, denúncias, lei de estágio, temas polêmicos do judiciário, exercício ilegal, entre outras questões. Participaram da conversa pela manhã os 47 alunos da Turma A, e no turno da tarde os 40 alunos da turma B.

Segundo Fernanda, esses encontros e debates com estudantes de Educação Física são importantes para troca de experiência e para que eles conheçam o órgão fiscalizador da profissão, e com isto saibam que podem ter o auxílio e orientação do CREF2/RS. “Além do que, são esclarecidas suas dúvidas e suprimidos seus anseios referentes às diferentes áreas de atuação”.

DEFOR



CREF2/RS autua 16 estabelecimentos irregulares na terceira semana de abril
03/05/2017
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Orientação e Fiscalização (DEFOR) do CREF2/RS realizou, entre 16 e 22 de abril, 40 visitas. Nestas incursões, foram autuados 16 estabelecimentos por algum tipo de infração, sendo constatadas oito academias sem registro, sete estabelecimentos funcionando sem profissional presente e uma pessoa em exercício ilegal da profissão

Ao todo, 28 denúncias foram totalmente atendidas, sendo que em 10 delas foi constatado leigos em exercício ilegal, quatro Responsáveis Técnicos descumprindo suas obrigações e quatro profissionais atuando fora da sua área de atuação. Os municípios visitados foram São Leopoldo, Porto Alegre, Esteio, Paraí, Nova Prata, Nova Petrópolis, Caxias do Sul e Cotiporã.

DEFOR



CREF2/RS autua 11 estabelecimentos e fecha uma academia na segunda semana de abril
25/04/2017
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Orientação e Fiscalização (DEFOR) do CREF2/RS realizou, de 9 a 15 de abril, 33 visitas, período em que os fiscais autuaram 11 estabelecimentos por uma ou mais infrações. Dentre estes, dois não possuíam registro da empresa, quatro funcionavam sem profissional responsável no momento da abordagem e duas academias permitiam o exercício ilegal da profissão em suas dependências.

Nestas incursões, os fiscais fecharam um estabelecimento em Porto Alegre por não apresentar profissional para assumir as atividades e falta de registro no CREF2/RS. Uma academia foi flagrada descumprindo o Termo de Cooperação firmado como CREF2/RS.

Ao todo, foram autuadas sete pessoas, sendo três delas por exercício ilegal da profissão ou estagiário sem o Termo de Compromisso de Estágio – TCE e sete delas em desvio da sua área de formação. Também foi flagrado um Responsável Técnico descumprindo suas obrigações, além de três diplomados atuando sem registro profissional.

Os municípios visitados durante o período foram São Leopoldo, Sapucaia do Sul, Dois Irmãos, Porto Alegre, Esteio, Veranópolis, Carlos Barbosa, Garibaldi e Bento Gonçalves.

DEFOR



VII Fórum dos Coordenadores de Curso de Educação Física do RS é realizado em Porto Alegre
13/04/2017
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS, por meio da Comissão de Ensino Superior e Preparação Profissional (CESPP), realizará nos dias 26 e 27 de maio de 2017 o VII Fórum dos Coordenadores de Curso de Educação Física do RS, na FADERGS, em Porto Alegre. No evento, serão desenvolvidos os temas Estágio e Fiscalização, Aproximações entre Licenciatura e Bacharelado, Empreendedorismo na Educação Física e Educação a Distância.

A palestra “Aproximações entre Licenciatura e Bacharelado” será ministrada pelo presidente do CONFEF e presidente da Academia Olímpica Brasileira Jorge Steinhilber (CREF 000002-G/RS), especialista em Controle Externo pela Fundação Getúlio Vargas e mestre em Ciência da Motricidade Humana pela Universidade Castelo Branco.

Já o tema "Perfil Empreendedor na Educação Física e os desafios das IES" será desenvolvido por Marcelo Curth de Oliveira (CREF 011605-G/RS), que possui pós-graduação em Administração e Marketing pela Universidade Gama Filho e em Educação a Distância pela Faculdade Senac. É mestre em Administração e Negócios pela PUC/RS e doutorando em Administração pela Unisinos. Atualmente, é docente em Instituições deEnsino Superior nas áreas de marketing, administração e Educação Física e nutrição. É ainda sócio-proprietário da Plation, que trabalha com consultoria e treinamentos em gestão comercial.

A mesa-redonda “Educação a Distância” terá como debatedores Jorge Steinhilber e Dari Francisco Göller (CREF 002469-G/RS), que possui mestrado em Educação nas Ciências pela Unijuí e doutorado em Educação Física pela UFSM. Atualmente é professor adjunto da Unijuí. O moderador será o professor da Ufpel Eduardo Merino (CREF 004493-G/RS).

A inscrição no evento, permitido somente para coordenadores de curso, é gratuita e deve ser realizada até dia 28 de abril de 2017.

VII FÓRUM DOS COORDENADORES DE CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA DO RS
Data: 26 e 27 de maio de 2017
Local: FADERGS – Faculdade de Desenvolvimento do Rio Grande do Sul
Endereço: Rua Luiz Afonso, 84/sala 110 (Laboratório de Alta Complexidade) – Cidade Baixa, Porto Alegre/RS

Inscrição gratuita e exclusiva para coordenadores de curso de Educação Física

VII Fórum dos Coordenadores de Curso de Educação Física



CREF2/RS fecha duas academias e autua 30 estabelecimentos no início de abril
13/04/2017
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Orientação e Fiscalização (DEFOR) do CREF2/RS realizou, de 2 a 11 de março, 93 visitas, período em que os fiscais autuaram 30 estabelecimentos por uma ou mais infrações. Dentre estes, oito não possuíam registro da empresa, 12 funcionavam sem profissional responsável no momento da abordagem e 18 permitiam o exercício ilegal da profissão em suas dependências. Nestas incursões, os fiscais fecharam duas academias em Pelotas por não apresentar profissional para assumir as atividades e falta de registro no CREF2/RS.

Ao todo, foram autuadas 37 pessoas, sendo 17 delas por exercício ilegal da profissão ou estagiário sem o Termo de Compromisso de Estágio – TCE e sete delas em desvio da sua área de formação. Também foram flagrados oito Responsáveis Técnicos descumprindo suas obrigações, além de um profissional atuando com seu registro suspenso.

Os municípios visitados durante o período foram Porto Alegre, Bagé, Dom Pedrito, Candiota, Pinheiro Machado, Hulha Negra, Pedras Altas, Aceguá, Cachoeirinha, São Sebastião do Caí, Montenegro, Tupandi, Bom Princípio, São José do Hortêncio, Harmonia, Arroio Grande, Jaguarão, Herval, Arroio do Padre e Pelotas

DEFOR



RT: toda academia deve ter o seu responsável técnico
13/04/2017
Fonte: CREF2/RS

Toda academia de atividades físicas, escolinhas desportivas e demais empresas do setor, ao se registrarem no CREF2/RS, juntam em seus assentamentos um Termo de Responsabilidade Técnica assinado pelo Profissional de Educação Física que assume este encargo. A Lei Federal no 6839/80 estabelece esta exigência legal, ao determinar em seu artigo 1º que o registro de empresas e a anotação dos profissionais legalmente habilitados, delas encarregados, serão obrigatórios nas entidades competentes para a fiscalização do exercício das diversas profissões.

Sendo que, no campo da Educação Física, somente profissionais com habilitação como Bacharel poderão assumir tal função. Ser o Responsável Técnico significa dizer que este profissional não pode se eximir de sua responsabilização sobre qualquer fato incidental ou acidental que envolva os aspectos técnicos e éticos do trabalho que é realizado em todos os horários e modalidades existentes na empresa. Para se ter uma ideia, o RT (sigla habitualmente usada para designar o Responsável Técnico) assume responsabilidade sobre a segurança e a qualidade dos equipamentos, do espaço físico, das condições de higiene, da regularidade dos estágios e estagiários e de todo o corpo técnico, coordenando e zelando pelo mais correto andamento do trabalho desenvolvido.

Os proprietários de estabelecimentos que ofereçam serviços na área de atividades físicas certamente possuem sua parcela de responsabilidade, mas sempre será o Responsável Técnico o primeiro a responder perante o consumidor do serviço, à Justiça, Polícia, Vigilância Sanitária, Administração Pública em geral e, logicamente, perante o CREF e o CONFEF.

São atribuições do Responsável Técnico:

• Coordenar as atividades dos Profissionais de Educação Física;
• Zelar pela boa qualidade e eficiência dos serviços prestados pelos profissionais de Educação Física;
• Zelar pelo respeito às disposições gerais da Profissão e do estabelecimento;
• Prestar apoio às atividades de atendimento e ensino, no caso de estágios curriculares acadêmicos;
• Perceber e analisar as modificações e inclusões de procedimentos;
• Inspecionar as condições físicas e tecnológicas para o atendimento;
• Coordenar o corpo técnico do estabelecimento;
• Supervisionar a execução das intervenções profissionais nas diversas atividades e programas;
• Zelar pelo fiel cumprimento do Código de Ética do Profissional de Educação Física.

O responsável técnico também está sujeito às penalidades previstas nas demais leis como qualquer outro cidadão.

Leia na íntegra a Resolução CONFEF nº 134/2007 que normatiza o RT aqui.
No site do CREF2/RS estão disponíveis os documentos para atualização do RT da empresa. A exclusão de RT de uma empresa pode ser solicitada pela empresa ou pelo próprio profissional. Acesse o link e saiba mais.

Rensponsável Técnico



CREF2/RS fecha uma academia e autua seis estabelecimentos na última semana de março
10/04/2017
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS divulgou o resultado das fiscalizações realizadas na última semana de março. As ações do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do Conselho, efetuados entre os dias 26 de março a 1º de abril, resultaram no fechamento de uma academia localizada em Novo Hamburgo, por não possuir nenhum profissional para assumir as atividades.

O DEFOR também atendeu completamente sete denúncias e autuou seis estabelecimentos, por uma ou mais infrações. Dentre estas, duas academias não possuíam da empresa, três funcionavam sem profissional presente no momento da visita, além de três estabelecimentos permitirem a atuação de leigos ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio.

Em seu serviço interno, houve 77 atendimentos, 26 novas denuncias foram protocoladas através de formulário no ato e 40 denúncias foram encaminhadas para a a Comissão de ética Profissional – DCE. Também foram emitidas 11 notificações a empresas e pessoas físicas que não se regularizaram

DEFOR



CREF2/RS autua 21 estabelecimentos e fecha quatro academias na quarta semana de março
30/03/2017
Fonte: CREF2/RS

As ações do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS, realizadas entre os dias 19 a 25 de março, totalizaram 41 visitas de fiscalização, sendo totalmente atendidas 18 denúncias e autuados 21 estabelecimentos por algum tipo de infração, além de quatro academias fechadas em Sapiranga, Ivoti, Alvorada e Venâncio Aires. Todos os estabelecimentos não possuíam registro da empresa e não apresentavam nenhum profissional para assumir suas atividades.

Durante a semana de fiscalização e orientação, foram autuadas oito pessoas, sendo cinco flagrantes de exercício ilegal, dois Responsáveis Técnicos descumprindo suas obrigações e um diplomado atuando sem seu registro profissional. No seu trabalho interno, o DEFOR abriu mais dois Processos Administrativos de Fiscalização e sete denúncias foram encaminhadas ao Conselho de Ética, além de 42 novas denúncias terem sido protocoladas.

DEFOR



CREF2/RS fecha duas academias na terceira semana de março
24/03/2017
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS realizou, entre 12 e 18 de fevereiro, 19 visitas que resultaram em duas academias fechadas, uma em Canoas e outra em Arroio Grande. Ambas não apresentavam profissional para assumir as atividades. 

Ao todo, 12 denúncias foram totalmente atendidas e autuados quatro estabelecimentos por algum tipo de infração, entre eles ficou constatado três academias sem registro. Também foram autuadas três pessoas por serem leigas em exercício ilegal da profissão ou estagiário.

DEFOR



DEFOR autua nove estabelecimentos e fecha uma academia no início de março
20/03/2017
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Orientação e Fiscalização (DEFOR) do CREF2/RS realizou, de 5 a 11 de março, 33 visitas, período em que os fiscais autuaram nove estabelecimentos por uma ou mais infrações e fecharam uma academia em Portão por não apresentar profissional para assumir as atividades e falta de registro no CREF2/RS.

Ao todo, foram autuadas 12 pessoas, sendo sete delas por exercício ilegal da profissão ou estagiário sem o Termo de Compromisso de Estágio – TCE. Também foral flagrados quatro Responsáveis Técnicos descumprindo suas obrigações, um profissional fora da sua área de atuação e uma pessoa exercendo ilegalmente a profissão.

Os municípios visitados nesta semana foram Arambaré, Cristal, São Lourenço do Sul, Porto Alegre, Caxias do Sul, Portão, Osório, Santo Antônio da Patrulha, Campo Bom e Balneário Pinhal

DEFOR



CREF2/RS ministra aula inaugural no curso de Educação Física na UNICRUZ
17/03/2017
Fonte: CREF2/RS

A conselheira do CREF2/RS, Miryam Brauch (CREF 006834-G/RS), e a coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS, Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), estiveram nesta quarta-feira, dia 15, na Universidade de Cruz Alta (Unicruz), para realizar a aula inaugural do curso de licenciatura e bacharelado em Educação Física.

Havia cerca de 100 alunos presentes no Salão Nobre da Universidade para a aula inaugural. Os temas abordados pelas palestrantes foram regulamentação da profissão, a criação do Conselho, provisionados, Licenciatura e Bacharelado, Educação Física escolar (Pls), fiscalização, exercício ilegal, lei de estágio, denúncias, temas polêmicos no judiciário, fiscalização de gestores públicos. Após a fala das palestrantes, o espaço foi aberto para perguntas.

Segundo Fernanda, estes encontros são muito importantes, pois aproximam o CREF2/RS dos futuros profissionais. “Em pouco tempo, eles estagiarão. Aqui é uma oportunidade para que eles conheçam a Lei do Estágio e possam garantir sua segurança legal. Também têm noções sobre a atuação do Conselho e seus deveres e direitos como profissionais de Educação Física”, explicou.

Palestras



Secretaria de Esportes e Lazer de Caxias do Sul registra todos seus profissionais de Educação Física
16/03/2017
Fonte: CREF2/RS

A Secretaria Municipal do Esporte e Lazer (SMEL) de Caxias do Sul conseguiu em 70 dias registrar no CREF2/RS todos os 43 profissionais de Educação Física que trabalham no órgão. A informação é da secretária de Esportes e Lazer e conselheira do CREF2/RS, Marcia Rohr da Cruz (CREF 007542-G/RS). “Quando assumimos, as irregularidades levaram a secretaria a assinar dois Termos de Aditamento de Conduta, que continuavam a ser descumpridos”, relatou. Segundo a secretaria, um dos termos tinha relação a estagiários atuando sozinhos nas academias da melhor idade, quadras e ginásios e o outro era referente aos profissionais de Educação Física que trabalhavam sem registro profissional do Conselho na Secretaria.

“No programa Conviver, de Ginástica para Terceira Idade, quase a totalidade dos profissionais não possuía registro no CREF2/RS”, ressalta Márcia, que se deparou com uma forte resistência inicial ao registro profissional. “Começamos um intenso trabalho de mudança cultural junto aos funcionários, reforçando sempre a importância do registro do profissional de Educação Física e a necessidade da secretaria ser exemplo perante outras profissões e à comunidade”.

Marcia explicou que havia o mesmo problema na área de financiamento esportivo. “Nenhuma das pessoas que pessoas trabalhavam neste setor, fazendo a fiscalização da destinação do dinheiro público era registrada”. Hoje, 100% dos profissionais de Educação Física que trabalham no setor Administrativo, do Lazer, Recreação, Saúde e Desporto estão registrados no CREF2/RS e todos os estagiários estão de acordo com sua área de formação.

“Após esta conscientização dos profissionais, eles passaram a conscientizar a comunidade para que seja vetor dessa ideia e cobre a presença do profissional registrado quando haja atividades esportivas e de lazer. “No médio prazo, seremos exemplo na orientação das atividades físicas, recreativas e de lazer orientados por profissionais de Educação Física”.

A presidente do CREF2/RS Carmen Masson (CREF 001910-G/RS) esteve presente, no início do ano, do lançamento da nova diretoria da Secretaria de Esportes e Lazer. "Na ocasião, tive a oportunidade de conversar com o prefeito Daniel Guerra, um jovem empreendedor que renovou todos escalões das secretarias, com pessoas jovens e dinâmicas, como a nossa secretária de Esportes. Acredito que vá ser feito um bom trabalho lá, e a secretaria de Esportes vai, seguramente, ser um órgão de vanguarda nas políticas que são comuns ao CREF2/RS”.

SMEL Caxias do Sul



CREF2/RS e Justiça Federal fecham academia em Portão
08/03/2017
Fonte: CREF2/RS

Nesta terça-feira, dia 7, agentes do Departamento de Orientação e Fiscalização (DEFOR) do CREF2/RS realizaram ação conjunta com oficiais de justiça da 2ª Vara da Justiça Federal, em cumprimento a mandado judicial. A ação resultou em uma academia fechada no município de Portão. O estabelecimento é reincidente em infrações gravíssimas, tendo, por esta razão, sido aberta uma Ação Civil Pública contra a empresa, o que desencadeia a obrigatoriedade de realização do registro no Conselho e disponibilizar em tempo integral profissional habilitado para atender os alunos. No momento da ação, a empresa persistia na falta de regularização e havia alunos praticando atividades sem orientação de profissional habilitado.

Segundo os agentes de orientação e fiscalização, é necessário trabalhar com mais agilidade na punição contra pessoas e empresas que atuam irregulares e na ilegalidade. As parcerias com outros órgãos são importantes para complementar o trabalho, pois ampliam a capacidade de ação fiscalizatória do Conselho.

De acordo com a coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS, Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), o Conselho procura sempre orientar as empresas a cumprirem a legislação. “Ocorre que muitas descumprem ou não regularizam a situação no prazo estipulado, insistem em continuar atuando na ilegalidade e prestando serviços de forma irregular ao consumidor”, afirmou. Segundo Fernanda, se após a orientação as empresas não cumprirem a legislação, elas serão solicitadas a encerrar suas atividades até trabalharem de acordo com a lei.

Já a oficial de Justiça Federal Rosane Padilha afirmou que o TRF4 está atento a questões ligadas à saúde da população. “Neste caso, a ausência de um profissional de Educação Física registrado ministrando exercícios da forma correta pode acarretar sérios problemas para os usuários desta academia”, argumentou.

DEFOR



CREF2/RS autua 18 estabelecimentos e fecha quatro academias na terceira semana de fevereiro
06/03/2017
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Orientação e Fiscalização (DEFOR) do CREF2/RS realizou, entre 9 e 25 de fevereiro, 36 visitas e fechou quatro academias em Bento Gonçalves e Passo Fundo por não apresentarem profissional para assumir as atividades.

Ao todo, 36 denúncias foram totalmente atendidas e 18 estabelecimentos autuados por algum tipo de infração, sendo constatados quatro academias sem registro. Foram autuadas 25 pessoas, sendo 18 delas por exercício ilegal da profissão ou estagiário sem o Termo de Compromisso de Estágio – TCE. Também se verificou seis Responsáveis Técnicos descumprindo suas obrigações.

DEFOR



Nova edição da CREF2/RS em Revista discute novos rumos da Educação Física escolar
03/03/2017
Fonte: CREF2/RS

A nova CREF2/RS em Revista, que tem como tema de capa os novos rumos da Educação Física escolar, já está disponível para leitura pela Internet e para download. A publicação discute, na sua matéria principal, como a MP 746/2016 e a PEC 55/2016, recentemente aprovadas pela Câmara e pelo Senado, podem modificar o ensino no Brasil.

Além desta reportagem, a revista também apresenta os números recordes atingidos pela Fiscalização em 2016; a cobertura do Dia Estadual da Ginástica Laboral, realizado pelo CREF2/RS no último mês de novembro; o perfil da professora Virgínia Wolffenbüttel (CREF 000055-G/RS) e um relato sobre o trabalho desenvolvido por Marco Aurélio Iorio (CREF 021919-P/RS) e Diego Model (CREF 017263-G/RS) a favor do esporte. A publicação ainda mostra como as alternativas de acessibilidade da Fit Academia (CREF 002825-PJ/RS) podem servir de exemplo para todas as outras empresas que atuam neste mesmo segmento.

Você também pode acessar a edição online diretamente pela plataforma Issuu, disponível para a leitura em computadores, tablets e smartphones.

Revista Educação Física escolar



CREF2/RS visita FAMURS para apoiar projetos de atividade física das prefeituras
10/02/2017
Fonte: CREF2/RS

O vice-presidente do CREF2/RS Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS) reuniu-se ontem, dia 9, na Federação das Associações dos Municípios do RS (FAMURS), com Paulo Azeredo Filho, assessor técnico da área da Saúde da entidade. O objetivo do encontro foi oferecer o apoio do Conselho aos municípios que queiram desenvolver ações voltadas para o esporte. Azeredo Filho propôs a formalização do apoio por meio de um termo técnico de cooperação, que desenhe legalmente a cooperação.

A coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS, Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), compareceu à reunião e defendeu a aproximação com as prefeituras “Vamos trabalhar a orientação da legislação e a defesa do profissional de Educação Física registrado como único profissional qualificado para orientar a atividade física. Também conscientizaremos as prefeituras de que a atividade física é fundamental na prevenção de inúmeras doenças, como aquelas associadas ao sedentarismo e à epidemia de obesidade existente no Estado”, afirmou. “E isto reflete em economia nos gastos públicos na saúde”, completou. Também esteve presente na reunião a assessora de Comunicação do CREF2/RS Elenice Sacchi de Freitas.

A Famurs é a Casa dos Municípios. Composta por 27 Associações Regionais, a entidade representa todas as 497 cidades gaúchas – reunindo prefeitos, vice-prefeitos, secretários, técnicos e órgãos da gestão pública municipal. O assessoramento e a qualificação dos gestores também fazem parte do trabalho da entidade, e problemas e soluções do cotidiano da administração pública são discutidos na Federação.

FAMURS



CREF2/RS multa sete empresas por descumprirem Termo de Cooperação
10/02/2017
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS divulgou, na tarde desta quinta-feira, dia 9 de fevereiro, o Relatório da Fiscalização compreendido entre os dias 30 de janeiro a 3 de fevereiro.

No período, foram multadas sete empresas por descumprirem Termo de Cooperação através de infrações gravíssimas, ou por faltarem à audiência de assinatura do referido Termo.

Além destas multas, 39 denúncias e nove justificativas e recursos foram protocoladas, e dois novos Processos Administrativos de Fiscalização foram abertos para empresas reincidentes em infrações gravíssimas ou que não efetuaram seu registro no Conselho.

DEFOR



CREF2/RS multa sete empresas por descumprirem Termo de Cooperação
10/02/2017
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS divulgou, na tarde desta terça-feira, dia 9 de fevereiro, o Relatório da Fiscalização compreendido entre os dias 30 de janeiro a 3 de fevereiro. No período, foram multadas sete empresas por descumprirem Termo de Cooperação através de infrações gravíssimas, ou por faltarem à audiência de assinatura do referido Termo.

Além destas multas, 39 denúncias e nove justificativas e recursos foram protocoladas, e dois novos Processos Administrativos de Fiscalização foram abertos para empresas reincidentes em infrações gravíssimas ou que não efetuaram seu registro no Conselho.

DEFOR



CREF2/RS flagra 14 empresas descumprindo Termo de Cooperação firmado com o Conselho
30/01/2017
Fonte: CREF2/RS

As ações do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS, realizadas entre os dias 16 a 20 de janeiro, multaram 14 empresas após incidirem em infrações gravíssimas, descumprindo Termo de Cooperação já assinado com o CREF2/RS. No período, foram realizadas 26 visitas de fiscalização, sendo totalmente atendidas cinco denúncias e autuados cinco estabelecimentos por algum tipo de infração, além de uma academia fechada na cidade de Pelotas por não possuir registro da empresa e não apresentar nenhum profissional para assumir as atividades.

Durante a terceira semana de janeiro, foram autuadas cinco pessoas, sendo quatro profissionais infringindo o Código de Ética e um flagrante de exercício ilegal da Profissão ou estagiário sem o Termo de Compromisso de Estágio – TCE. Foram protocolados 40 novas justificativas, por empresas e pessoas, após autuação e sete novos Processos Administrativos de Fiscalização foram abertos para empresas reincidentes em infrações gravíssimas ou que não efetuaram seu registro no Conselho.

DEFOR



Diferenças de registro de Pessoa Física e de Pessoa Jurídica
30/01/2017
Fonte: CREF2/RS

Dúvidas relativas aos registros no CREF2/RS para Pessoas Físicas e Pessoas Jurídicas são comuns. A Lei Federal Nº 9.696/98 dispõe sobre a regulamentação da profissão de Educação Física e cria os respectivos Conselho Federal e Regionais, sendo que a Lei Federal Nº 6.839/80 já colocava sobre a obrigatoriedade do registro de empresa nas entidades fiscalizadora do exercício da profissão.

O registro da Pessoa Física está vinculado ao CPF e habilita o profissional a exercer a atividade dentro da habilitação em que foi comprovada formação, de acordo com a base legal fornecida pela faculdade. Licenciados têm permissão para atuar na Educação Básica, formada pela educação infantil, ensino fundamental e médio, enquanto bacharéis estão habilitados para atuar no âmbito das academias, da ginástica laboral, dos clubes e como personal trainer, entre outros. Além disso, cada bacharel pode atuar como responsável técnico em até dois estabelecimentos.

Além dessas duas categorias, existem ainda os registros de provisionados: pessoas que comprovaram pelo menos três anos de atuação antes da data da regulamentação da profissão, obtendo permissão do Conselho para atuar em uma modalidade específica. A Cédula de Identidade Profissional do CREF2/RS, válida como documento identidade em todo o território nacional, identifica a categoria em que ele está habilitado a trabalhar.

Já o registro de Pessoa Jurídica deve ser obtido por todos os estabelecimentos prestadores de serviços na área de atividades físicas, desportivas ou similares. Este registro está vinculado ao CNPJ e deve ser solicitado pelo seu representante legal. Proprietários de uma PJ relacionada à Educação Física não precisam obrigatoriamente possuir registro de Pessoa Física, desde que não ministrem aulas ou orientem alunos. No entanto, todas empresas devem manter em tempo integral no seu estabelecimento um profissional de Educação Física registrado no Conselho, com habilitação em bacharelado.

O Certificado de Funcionamento é o documento que identifica o registro de uma PJ e seu responsável técnico. Emitido anualmente pelo CREF2/RS, este documento é enviado via correio para o endereço de registro da empresa.

Outro item importante é que o pagamento da anuidade de um tipo de registro não exclui o outro pagamento. Como possuem objetivos diferentes, o profissional de Educação Física que for proprietário de uma empresa de serviços de atividade física e atuar na área terá que manter em dia suas obrigações estatutárias previstas para o registro de Pessoa Física e de Pessoa Jurídica. Em caso de dúvida, entre em contato pelo telefone (51) 3288-0200 ou pelo e-mail contato@crefrs.org.br.

Registro Fiscalização



CREF2/RS participa da 5ª Ação Conjunta de Fiscalização no Litoral
25/01/2017
Fonte: CREF2/RS

O Grupo de Agentes Fiscais do RS (GAF-RS), órgão integrante do Fórum dos Conselhos e Ordens das Profissões Regulamentadas do Rio Grande do Sul (Fórum-RS) realizaram, no mês de janeiro, a 5ª Ação Conjunta de Fiscalização no Litoral, com o intuito de orientar e fiscalizar estabelecimentos nas praias do Litoral Norte. A ação conta com agentes fiscais de diversos Conselhos. Com isso, o GAF espera potencializar a blitze e garantir serviços seguros aos veranistas e moradores dos municípios beira-mar.

Estão presentes na ação o Conselho Regional de Administração (CRA-RS), Conselho Regional de Biologia (CRBio-03), Conselho Regional de Educação Física (CREF2/RS), Conselho Regional de Farmácia (CRF-RS), Conselho Regional de Fonoaudiologia (Crefono7), Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia (Crefito 5), Conselho Regional de Nutricionistas (CRN-2) e o Conselho Regional de Psicologia (CRP-RS).

Fórum-RS



CREF2/RS fecha uma academia e autua 21 estabelecimentos na primeira quinzena de 2017
19/01/2017
Fonte: CREF2/RS

Nos primeiros quinze dias de janeiro, o Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS realizou 62 visitas de fiscalização, autuando 21 estabelecimentos por algum tipo de infração, além de fechar uma academia em Porto Alegre pela falta de profissional de Educação Física registrado para assumir as atividades. Foram constatadas seis empresas sem registro de PJ no Conselho e o mesmo número de academias não possuía profissional presente no momento da chegada dos fiscais. Também foram recebidas e protocoladas 50 novas denúncias no referido período.

Durante a ação, foram autuadas 14 pessoas, sendo sete profissionais infringindo o Código de Ética, um diplomado atuando sem registro profissional e seis pessoas flagradas em exercício ilegal da profissão, ou estagiário sem o Termo de Compromisso de Estágio – TCE.

Os municípios visitados foram São Leopoldo, Rio Grande, São José do Norte, Chuí, Santa Vitória do Palmar, Porto Alegre, Balneário Pinhal, Cidreira e Tramandaí.

DEFOR



Comissão de Orientação e Fiscalização retoma as ações em 2017
16/01/2017
Fonte: CREF2/RS

A Comissão de Orientação e Fiscalização recomeçou seus trabalhos na última sexta-feira, dia 13 de janeiro, com a realização da primeira reunião de 2017 na sede do CREF2/RS. Segundo Alessandro de Azambuja Gamboa (CREF 001534-G/RS), Presidente da Comissão, existe um grande número de processos a serem analisados neste ano. “Iniciamos nossa tarefa com uma forte demanda de processos, tanto de empresas com infrações graves como de pessoas leigas atuando na área de educação física, mas todos estão contemplados nas diretrizes e planejamentos relacionados aos trabalhos”, esclarece Gamboa.

Outro tema tratado na reunião foi a preparação do evento “II Encontro Sul Brasileiro das Comissões de Fiscalização e Ética”, que deverá ocorrer em junho. O I Encontro aconteceu em Florianópolis em julho do ano passado.

Estiveram presentes à reunião da Comissão os profissionais Luciane Volpato Citadin (CREF 000100-G/RS), Alessandro de Azambuja Gamboa (CREF 001534-G/RS), Samuel Moreira de Almeida (CREF 013510-G/RS) e Luiz Bernardo Waengertner (CREF 007697-G/RS) e a Assessora Fernanda Silva Rodrigues (CREF 009604-G/RS).

Comissão de Orientação e Fiscalização



Nova edição da CREF2/RS em Revista aborda legado deixado pela Olimpíada
22/12/2016
Fonte: CREF2/RS

A nova CREF2/RS em Revista, que tem como tema de capa o legado dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos, já está disponível para leitura pela Internet e para download. A publicação relata, ao longo de suas páginas, como a competição esportiva mais importante do mundo pode se transformar, já a partir de agora, em um estímulo à prática esportiva e ao fortalecimento de diversas modalidades, assim como da Educação Física escolar.

Com o intuito de ampliar o debate, a reportagem de capa foi dividida em seis matérias principais, que relatam o ciclo olímpico de atletas, de treinadores e de profissionais de Educação Física que se envolveram com os Jogos do Rio. O canoísta Gilvan Ribeiro, o corredor Fabiano Peçanha (CREF 022437-G/RS), os técnicos de esgrima Alexandre Teixeira (CREF 00786-G/RS) e Eduardo Nunes (002764-G/RS) e técnico de tênis de mesa em cadeira de rodas Luciano Possamai (CREF 02066-G/RS), assim como os profissionais Idete Kunrath (CREF 013402-G/RS), Giovani Piloti (CREF 013810-G/RS) e Clery de Lima (CREF 000297-G/RS0), que lá estiveram trabalhando como voluntários ou como jornalista, comentam as suas respectivas vivências olímpicas.

Além deste conteúdo especial, a nova edição do CREF2/RS em Revista ainda apresenta o perfil do treinador de judô da Sogipa Kiko Pereira (CREF 003345-G/RS) e matérias sobre a Fiscalização do CREF2/RS e sobre o Seminário de Educação Física Escolar de Caxias do Sul. Você também pode acessar a edição online diretamente pela plataforma Issuu, disponível para a leitura em computadores, tablets e smartphones.

Revista Jogos Olímpicos Olimpíada



CREF2/RS fecha uma academia e autua nove estabelecimentos na terceira semana de dezembro
21/12/2016
Fonte: CREF2/RS

As ações de fiscalização do CREF2/RS, realizadas entre os dias 12 e 17 de dezembro, resultaram em uma academia fechada, na cidade de Vera Cruz, e em outros novos estabelecimentos autuados por algum tipo de infração, como ausência de registro ou de um profissional habilitado no momento de visita. Para voltar a atender o público, a empresa impedida de funcionar no interior do Estado, precisará, primeiramente, regularizar a sua situação.

Na segunda semana de dezembro, os agentes do Departamento de Orientação e Fiscalização (DEFOR) também atenderam 30 denúncias e notificaram nove pessoas ao todo, por estarem fora da sua área de atuação – licenciados trabalhando como bacharelados – ou por exercício ilegal da profissão. Além disto, também foram abertos 17 novos Processos Administrativos de Fiscalização, para empresas reincidentes em infrações gravíssimas ou que não regularizaram a sua situação dentro do prazo estipulado pelo DEFOR.

As cidades visitadas, neste período, foram Santa Cruz do Sul, Encruzilhada do Sul, Vera Cruz, Canoas, Gravataí, Alvorada e Porto Alegre. O CREF2/RS segue à disposição para receber e averiguar irregularidades. Preencha este formulário de denúncia e contribua com o trabalho da Fiscalização.

Fiscalização DEFOR



DEFOR fecha nove academias irregulares em novembro
05/12/2016
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS divulgou, na tarde desta segunda-feira, dia 5 de dezembro, os números referentes às ações realizadas em 45 municípios ao longo do mês de novembro. Foram fechadas nove academias em todo o estado, fruto das 175 visitas realizadas no período.

Ao todo, foram autuadas 82 empresas, constatando-se 31 empresas sem registro e 38 sem profissional presente no momento da visita. Também foram autuadas 77 pessoas, sendo 39 por exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio, sete graduados atuando sem registro profissional, dois profissionais atuando com CREF de outro estado e 29 profissionais com infração ao Código de Ética Profissional.

DEFOR



Câmara Técnica de Corrida de Rua realiza sua última reunião do ano
05/12/2016
Fonte: CREF2/RS

Na tarde do dia 1º de dezembro, a Câmara Técnica de Corrida de Rua realizou sua última reunião de 2016. Entre os temas tratados, debateu-se a organização de corridas de rua, com possibilidade de agregar um link para responsável técnico dos grupos e assessorias no momento da inscrição. A presidente da Câmara, Cláudia Ramos Lucchese (CREF 002358-G/RS), sugeriu elaborar um Contrato de Convivência, para ser entregue no momento da inscrição, a fim de que todas as assessorias e inscritos saibam as regras das provas. Os profissionais falaram sobre a organização das provas e possíveis mudanças para melhorias. Houve a sugestão de que as tendas fiquem ao longo do percurso, e o grupo se responsabilizou em fiscalizar para que a pista não seja invadida.

Cláudia colocou em pauta o parecer sobre as regras para as assessorias e grupos para inscrições em provas, explicando que o CREF2/RS está aguardando sugestões para então atuar com fiscalização de grupos de corrida e organização de eventos de corrida de rua. A presidente também afirmou que o CETE ultimamente vem recebendo fiscalização e que profissionais estão sendo autuados. Por fim, a presidente ficou de redigir um modelo do parecer e enviará aos demais participantes, para possíveis adequações.

Câmara Técnica de Corrida de Rua



DEFOR autua 17 estabelecimentos e fecha uma academia na quarta semana de novembro
30/11/2016
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Orientação e Fiscalização (DEFOR) do CREF2/RS realizou, na quarta semana de novembro, 35 visitas e fechou uma academia em Santa Maria por não apresentar profissional para assumir as atividades. Pela reincidência na infração gravíssima será aberto Processo Administrativo de Fiscalização.

Ao todo, 25 denúncias foram totalmente atendidas e 17 estabelecimentos autuados por algum tipo de infração, sendo constatados seis estabelecimentos sem registro. Foram autuadas 16 pessoas, sendo quatro delas por exercício ilegal da profissão ou estagiário sem o Termo de Compromisso de Estágio – TCE. Quatro graduados foram flagrados atuando sem registro profissional, além de oito profissionais descumprindo o Código de Ética Profissional.

As cidades visitadas foram Caxias do Sul, Alto Feliz, Guaíba, Barão do Triunfo, Camaquã, Tapes, Bagé, Pinheiro Machado, Dom Pedrito, Santa Maria, São Sepé, São Pedro do Sul, Cachoeira do Sul, Caçapava do Sul, Viamão e Porto Alegre.

DEFOR



DEFOR fecha duas academias na terceira semana de novembro
25/11/2016
Fonte: CREF2/RS

As ações de Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS, realizadas entre os dias 14 a 18 de novembro, fecharam duas academias que funcionavam de maneira irregular. Os estabelecimentos, localizados nas cidades de Novo Hamburgo e Canoas, só poderão atender novamente quando regularizarem a sua situação, efetuando o registro de Pessoa Jurídica e possuindo pelo menos um profissional de Educação Física habilitado durante as atividades no local.

Na terceira semana de novembro, o Departamento de Orientação e Fiscalização (DEFOR) também atendeu totalmente 19 denúncias e autuou outras 14 empresas por algum tipo de infração. Nestes locais, 12 pessoas foram notificadas, sendo nove por exercício ilegal da profissão ou por não possuir um Termo de Compromisso de Estágio (TCE) válido.

O CREF2/RS ainda visitou, ao longo destes dias, empresas localizadas nos municípios de Porto Alegre, São Leopoldo, Panambi, Cruz Alta, Espumoso, Santo Ângelo, Salvador das Missões e Esteio.

DEFOR



Ação conjunta do CREF2/RS e da Polícia Civil fecha três academias irregulares em Porto Alegre nesta sexta
25/11/2016
Fonte: CREF2/RS

Na manhã desta sexta-feira, dia 25 de novembro, uma ação realizada em conjunto pelo Conselho e pela Delegacia de Repressão aos Crimes Contra o Patrimônio de Concessionárias e Serviços Delegados (DRCP), da Polícia Civil, fechou três academias que funcionavam de maneira irregular, em Porto Alegre. Os estabelecimentos, localizados no bairro Rubem Berta, praticavam furto de energia elétrica e não contavam com um profissional habilitado no local ministrando as atividades.

Os agentes fiscais do CREF2/RS estiveram acompanhados por policiais do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC) e por técnicos da Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE), que identificaram as irregularidades. As academias tinham uma ligação direta do poste na via pública, de modo que boa parte da energia consumida era desviada da concessionária. A CEEE estima que estes estabelecimentos tenham dando um grande prejuízo aos cofres públicos funcionando desta forma.

A ação, mais uma etapa da Operação Blecaute da Polícia Civil, foi coordenada pelo delegado Alexandre Fleck, que ressaltou que o furto de energia por estabelecimentos comerciais está no foco de combate da Delegacia. “Além de gerar prejuízos arcados por toda a população, esta conduta acarreta também numa concorrência desleal. A academia que funciona de maneira correta não consegue competir de forma igual com aquela que se vê livre do custo da energia”, comentou.

O proprietário das três academias foi preso em flagrante, pela prática de crime de furto qualificado, com pena de dois a oito anos de reclusão. O CREF2/RS e a Polícia Civil voltarão a realizar fiscalizações conjuntas em breve.

Polícia Civil Fiscalização DEFOR



CREF2/RS fecha seis academias na segunda semana de novembro
18/11/2016
Fonte: CREF2/RS

As ações de fiscalização do CREF2/RS, realizadas entre os dias 7 a 12 de novembro, fecharam seis academias por não apresentar profissional para assumir as atividades. Os estabelecimentos, três localizados na cidade de Pelotas, um em Frederico Westphalen, um em Novo Hamburgo e outro em Porto Alegre, só poderão atender novamente quando regularizarem a sua situação, efetuando o registro de Pessoa Jurídica e possuindo pelo menos um profissional de Educação Física habilitado durante as atividades no local.

Foram realizadas 72 visitas de fiscalização no período, com 60 denúncias totalmente atendidas, com 32 estabelecimentos sendo autuados por algum tipo de infração, e a verificação de 14 academias sem registro de PJ no Conselho e 15 sem profissional presente no momento da chegada dos fiscais. Uma academia descumpria o Termo de Cooperação firmado com o Conselho. Houve 40 pessoas autuadas, sendo 19 por exercício ilegal da profissão ou estagiário sem o Termo de Compromisso de Estágio - TCE, e nove profissionais fora da área (licenciados atuando em academias).

Os municípios visitados foram Pelotas, São Lourenço do Sul, Jaguarão, Pedro Osório, Cerrito, Capão do Leão, Porto Alegre, Novo Hamburgo, Estância Velha, Portão, São Leopoldo, Boa Vista do Sul, Carlos Barbosa, Caxias do Sul, Canela, Frederico Westphalen, Erval Seco, Rodeio Bonito, Iraí e Nonoai.

DEFOR



Câmara Técnica de Corrida de Rua reúne-se com coordenadora da Fiscalização do CREF2/RS
14/11/2016
Fonte: CREF2/RS

A Câmara Técnica de Corrida de Rua reuniu-se no dia 6 para tratar, dentre outros temas, da realização de “Treinão-Rumo à Maratona”, com data sugerida para o dia 13 maio de 2017. Foi sugerido que cada assessoria possa sair de um ponto da cidade com distâncias e percursos diferentes. A chegada seria no Largo Zumbi dos Palmares, com hidratação, frutas, premiação, etc.

A coordenadora da Fiscalização Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), compareceu à reunião a fim de esclarecer os objetivos do parecer que será construído para fiscalizar grupos e assessorias que praticam a atividade de forma irregular. Fernanda lembrou que caminhada orientada, onde ocorre cobrança e não possui profissional formado orientando a atividade é exercício ilegal da profissão.

A coordenadora dos fiscais disse também que para isso devem ser criadas leis municipais ou estaduais que possam embasar as normas e esclareceu que é necessário que os estagiários sejam identificados como tal, e que isso é uma orientação e não uma obrigação. Fernanda lembrou que a cada 10 estagiários deve haver um profissional, além da necessidade das assessorias possuírem um responsável técnico e que o mesmo deve estar presente nos treinos e nas competições. Todos concordaram que a edição de uma cartilha sobre corrida de rua auxiliará na construção destas regras.

Também participaram da reunião a presidente da Câmara Cláudia Lucchese(CREF 002358-G/RS), Darlan Souza (CREF 015393-G/RS), Kátia Ferreira (CREF 014403-G/RS) e o estagiário Vítor Konrath

Câmara Técnica de Corrida de Rua



CREF2/RS participa do VI Seminário de Fiscalização Profissional
14/11/2016
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS participou nesta sexta sexta-feira, dia 11, do VI Seminário de Fiscalização Profissional promovido pelo Fórum dos Conselhos Regionais e Ordens das Profissões e com apoio da OAB/RS. A iniciativa teve como tema “Ações conjuntas entre Conselhos Regionais e Ordens das Profissões com entidades Públicas – Foco na gestão pública”. O evento foi realizado no Auditório Mondercil Paulo de Moraes do Ministério Público do Rio Grande do Sul.

Durante o Seminário, foram debatidos temas como ações de parcerias entre as diversas instituições que, de forma direta ou indireta, contribuem para a realização das atividades de fiscalização como PROCON, Ministério Público, Brigada Militar e Tribunal de Contas da União e do Estado. Também esteve na pauta outros temas como ações do Grupo de Agentes Jurídicos dos Conselhos e Ordens (GAJ), no que se refere à dívida ativa e ao exercício ilegal da profissão, e a discussão sobre a campanha 10 Medidas contra a corrupção.

O vice-presidente do CREF2/RS, Lauro Ubirajara de Aguiar (CREF 002782-G/RS) ressaltou as ações em conjunto com o serviço público, que podem orientar o judiciário em questões ligadas aos conselhos. “Nem todos os juízes têm expertises em áreas ligadas às profissões regulamentadas. Por isto, cada vez mais firmamos termos de cooperação com a FAMURS, OAB, TRT para termos um aporte mais objetivo, já que o Estado não está respondendo a altura dos seus encargos”, disse.

Para a fiscal Cláudia Miranda (CREF-009683), o Seminário foi uma excelente oportunidade para troca de experiências com outros conselhos profissionais regulamentados, além da possibilidade de dialogar com órgãos públicos. “Com isto, podemos ter outros exemplos de abordagem, além de divulgarmos e desmitificarmos o trabalho da fiscalização”, afirmou.

DEFOR



VI Seminário de Fiscalização Profissional ocorre nesta sexta-feira
09/11/2016
Fonte: CREF2/RS

O VI Seminário de Fiscalização Profissional ocorrerá nesta sexta-feira (11), das 8h30min às 17h, tendo como tema central “Ações conjuntas entre Conselhos Regionais e Ordens das Profissões com entidades Públicas - Foco na gestão pública”. O evento acontece no Ministério Público do RS, em Porto Alegre (Auditório Mondercil Paulo de Moraes – Av. Aureliano de Figueiredo Pinto, 80 – 3º.and. Bairro Praia de Belas).

Na oportunidade, serão debatidas ações de parcerias entre as diversas instituições públicas que direta ou indiretamente contribuem para a realização das atividades, mais precisamente, da Fiscalização, tais como Ministério Público, FAMURS e Tribunal de Contas da União e do Estado. Estão em pauta, também, as ações do Grupo de Agentes Jurídicos dos Conselhos e Ordens – GAJ, no que se refere à dívida ativa e exercício ilegal da profissão. O acesso é liberado a todos os interessados.

VI Seminário de Fiscalização Profissional
Horário: das 8h30min às 17h
Tema: “Ações conjuntas entre Conselhos Regionais e Ordens das Profissões com entidades Públicas - Foco na gestão pública”
Local: Ministério Público do RS, Auditório Mondercil Paulo de Moraes – Av. Aureliano de Figueiredo Pinto, 80 – 3º.and., Porto Alegre
O acesso é liberado a todos os interessados.

DEFOR



VI Seminário de Fiscalização Profissional ocorre nesta sexta-feira
09/11/2016
Fonte: CREF2/RS

O VI Seminário de Fiscalização Profissional ocorrerá nesta sexta-feira (11), das 8h30min às 17h, tendo como tema central “Ações conjuntas entre Conselhos Regionais e Ordens das Profissões com entidades Públicas - Foco na gestão pública”. O evento acontece no Ministério Público do RS, em Porto Alegre (Auditório Mondercil Paulo de Moraes – Av. Aureliano de Figueiredo Pinto, 80 – 3º.and. Bairro Praia de Belas).

Na oportunidade, serão debatidas ações de parcerias entre as diversas instituições públicas que direta ou indiretamente contribuem para a realização das atividades, mais precisamente, da Fiscalização, tais como Ministério Público, FAMURS e Tribunal de Contas da União e do Estado. Estão em pauta, também, as ações do Grupo de Agentes Jurídicos dos Conselhos e Ordens – GAJ, no que se refere à dívida ativa e exercício ilegal da profissão. O acesso é liberado a todos os interessados.

VI Seminário de Fiscalização Profissional
Horário: das 8h30min às 17h
Tema: “Ações conjuntas entre Conselhos Regionais e Ordens das Profissões com entidades Públicas - Foco na gestão pública”
Local: Ministério Público/RS, Auditório Mondercil Paulo de Moraes – Av. Aureliano de Figueiredo Pinto, 80 – 3º.and., Porto Alegre
O acesso é liberado a todos os interessados.

DEFOR



CREF2/RS autua 12 academias por irregularidades na primeira semana de novembro
09/11/2016
Fonte: CREF2/RS

Entre 31 de outubro a 4 novembro, o Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS realizou 33 visitas de fiscalização, atendendo totalmente 11 denúncias. Foram autuados 12 estabelecimentos por algum tipo de infração, sendo verificados em seis deles a falta de registro de PJ no Conselho e seis empresas sem profissional presente no momento da chegada dos fiscais. Além disto, uma destas descumpriu o Termo de Cooperação firmado com o Conselho.

Durante as fiscalizações, cinco pessoas foram autuadas por exercício ilegal da profissão ou estagiário sem o Termo de Compromisso de Estágio – TCE. Ao longo da semana, 19 novas denúncias e 33 justificativas foram recebidas e protocoladas, por empresas e pessoas, após autuação. Também foram notificadas por não regularizarem/justificarem sua autuação 11 empresas e pessoas e seis novos Processos Administrativos de Fiscalização foram abertos para empresas reincidentes em infrações gravíssimas ou que não efetuaram seu registro no Conselho.

Os municípios visitados foram Porto Alegre, Guaporé, São Valentim do Sul, Canoas, Sapucaia do Sul, Esteio, Viamão e Gravataí.

DEFOR



CREF2/RS autua 58 estabelecimentos irregulares e fecha nove academias em outubro
04/11/2016
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS divulgou, na tarde desta sexta-feira, dia 4 de novembro, os números referentes às ações realizadas ao longo do último mês. Em outubro, os fiscais realizaram 191 visitas, dentre elas diversas fiscalizações foram realizadas em conjunto com o Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Crefito5), Conselho Regional de Nutricionistas (CRN-2), Conselho Regional de Farmácia (CRF-RS), Brigada Militar, Polícia Civil e Vigilância Sanitária. Ao todo, 73 denúncias foram totalmente atendidas; resultando na autuação de 58 estabelecimentos por uma ou mais infrações, sendo que 22 deles não possuíam registro da empresa e 22 funcionavam sem profissional presente no momento da visita.

Foram flagradas cinco academias descumprindo o Termo de Cooperação firmado com o Conselho, e nove foram fechadas por não apresentar nenhum profissional para assumir as atividades. O DEFOR autuou 52 pessoas por alguma infração, sendo 28 leigos em exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio, além de 26 profissionais infringindo o Código de Ética, por estarem atuando fora da área de formação ou Responsáveis Técnicos descumprindo obrigações inerentes às suas funções.

Foram enviadas cinco multas para empresas por descumprimento de Termo de Cooperação e 15 avisos de encaminhamento de empresas não registradas no Conselho para Ação Civil Pública. Além disso, 58 notificações foram emitidas a empresas e pessoas que não se regularizaram/justificaram após vencido o prazo de suas autuações. Também foram assinados novos quatro Termos de Cooperação.

Os municípios visitados em outubro foram Porto Alegre, Santa Rosa, Três de Maio, Horizontina, Santana do Livramento, São Gabriel, Rosário do Sul, Pareci Novo, Feliz, Bom Princípio, Montenegro, São Sebastião do Caí, Cachoeirinha, Caxias do Sul, São Marcos, Bento Gonçalves, Viamão, Sapucaia do Sul, Canela, Gramado, Pinhal, Tramandaí, Capão da Canoa, Torres, São Leopoldo, Taquari, Anta Gorda, Arvorezinha, Doutor Ricardo, Teutônia, Lajeado, Estrela, Faxinalzinho, Erechim, Campinas do Sul, Passo Fundo, Marau, Novo Hamburgo, Cruz Alta, Panambi e Carazinho.

DEFOR



Comissão de Orientação e Fiscalização reúne-se para ressaltar o caráter orientativo das fiscalizações
04/11/2016
Fonte: CREF2/RS

A Comissão de Orientação e Fiscalização realizou ontem, dia 3 de novembro, sua reunião mensal na sede do CREF2/RS. Segundo seu integrante, Samuel de Almeida (CREF 013510-G/RS) durante o encontro estudou-se meios de ressaltar a função orientativa da Comissão. "Para que nosso trabalho não seja visto apenas como fiscalizatório, temos que esclarecer que quando realizamos uma visita, estamos também estamos prestando esclarecimentos para o bom funcionamento da academia", esclarece Samuel.

Durante a reunião, foram homologados pareceres, diretrizes e planejamentos relacionados às fiscalizações. Segundo a coordenadora de Departamento de Fiscalização e Orientação do CREF2/RS, Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), as instruções deverão orientar os fiscais em suas próximas visitas. Ainda durante a reunião foram homologados pareceres de processos de fiscalização, encaminhamento de denúncia crimes, julgamento de empresas que não cumpriram a assinatura do termo de compromisso.

Estiveram presentes à reunião, além dos profissionais já citados, Luciane Citadin (CREF 000100-G/RS), Alessandro Gamboa (CREF 001534-G/RS), Sonia Waengertner (CREF 007781-G/RS) e Luiz Bernardo Waengertner (CREF 007697-G/RS).

Fiscalização



Fiscalização do CREF2/RS fecha mais cinco academias irregulares no Estado
26/10/2016
Fonte: CREF2/RS

As ações de fiscalização do CREF2/RS, realizadas entre os dias 17 de 21 de outubro, fecharam cinco academias que funcionavam de maneira irregular em todo o Estado. Os estabelecimentos, localizados nas cidades de Viamão, Capão da Canoa e Tramandaí, só poderão atender novamente quando regularizarem a sua situação, efetuando o registro de Pessoa Jurídica e possuindo pelo menos um profissional de Educação Física habilitado durante as atividades no local.

Na terceira semana de outubro, o Departamento de Orientação e Fiscalização (DEFOR) também atendeu 18 denúncias e autuou outras 17 empresas por algum tipo de infração. Nestes locais, 13 pessoas foram notificadas, sendo sete por exercício ilegal da profissão ou por não possuir um Termo de Compromisso de Estágio (TCE) válido.

O CREF2/RS ainda visitou, ao longo destes dias, empresas localizadas nos municípios de Caxias do Sul, São Marcos, Bento Gonçalves, Sapucaia do Sul, Canela, Gramado, Pinhal, Torres e São Leopoldo. Em Porto Alegre, também foram realizadas fiscalizações em conjunto com o Conselho Regional de Nutricionistas (CRN-2).

Fiscalização DEFOR



Nova edição da revista do CREF2/RS aborda doenças respiratórias
25/10/2016
Fonte: CREF2/RS

A nova CREF2/RS em Revista, que tem como matéria de capa as doenças respiratórias, já está disponível para download no site do CREF2/RS. A publicação explica, ao longo da sua reportagem principal, como este tipo de problema, que atinge 20% da população brasileira, pode ser prevenido e tratado de maneira eficiente com um programa de exercícios físicos, sempre orientado por um profissional de Educação Física.

Além deste assunto, a publicação também apresenta os vencedores do Troféu Destaque 2016, realizado em setembro pelo Conselho, e conta como foram as comemorações do Dia do Profissional de Educação Física, com o CongregaCREF. Também fala sobre as ações de fiscalização, que bateram um recorde de academias fechadas neste ano, e traça o perfil de Fabiano Miguel (CREF 009594-G/RS), um dos primeiros profissionais de Educação Física a ingressar em um Programa de Pós-graduação em Biologia Celular e Molecular no Estado.

Desde a última edição, os exemplares impressos da CREF2/RS em Revista são enviados somente às Pessoas Jurídicas registradas. Já os profissionais e os demais interessados pela área podem baixar a versão em PDF da revista diretamente por aqui ou também acessar a edição online diretamente pela plataforma Issuu, disponível gratuitamente para a leitura em computadores, tablets e smartphones.

Revista doenças respiratórias Troféu Destaque



Profissional de Educação Física é preso por vender anabolizante dentro de academia em Fortaleza
18/10/2016
Fonte: O Sul

Um personal trainer preso na Operação Tarja Preta, da Polícia Civil, comercializava esteroides e anabolizantes em academias frequentadas por pessoas de alto poder aquisitivo em Fortaleza. O homem também possuía uma academia e ministrava substâncias proibidas. Outras oito pessoas foram presas suspeitas de desviar mais de 85 mil medicamentos em Fortaleza.

Conforme a delegada Patrícia Bezerra, da Divisão de Combate ao Tráfico de Drogas (DCTD), o personal trainer foi detido no estacionamento de uma academia, que fica localizada em um shopping. No carro do suspeito, foram apreendidos caixas e frascos de anabolizantes, que seriam vendidos a praticantes de musculação. A delegada informou que as substâncias eram transportadas de Curitiba e chegavam ao Ceará pelos Correios. “Ele estava com uma grande quantidade de anabolizantes. Esse material vinha pelos Correios, mostrando que a polícia tem atuado forte no combate aos laboratórios de distribuição de anabolizantes”, detalhou a investigadora.

Na continuação das investigações, os policiais civis se deslocaram à academia do personal trainer. No local, os agentes flagraram um homem realizando uma entrega de medicamentos proibidos. Ao deixar o estabelecimento, o suspeito e um outro homem acabaram sendo presos em flagrante. Os policiais também apreenderam medicamentos controlados que eram vendidos sem autorização.

Anabolizantes Fiscalização



Presidente do CREF2/RS realizada palestra na URI Frederico Westphalen
17/10/2016
Fonte: CREF2/RS

Na última quinta-feira, dia 13 de outubro, a presidente do CREF2/RS Carmen Masson (CREF 001910-G/RS) esteve na Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI), em Frederico Westphalen, para ministrar uma palestra para os acadêmicos de Educação Física da instituição. Além de abordar a proposta do Conselho Nacional de Educação (CNE) para a extinção do curso de Bacharelado, a apresentação também trouxe para debate o projeto de lei que propõe a reforma do Ensino Médio.

De acordo com a Presidente, o encontro foi muito interessante, sobretudo para o Conselho, que pode se aproximar ainda mais dos futuros profissionais do interior do Estado. Os acadêmicos, além de tirarem as suas dúvidas sobre estes temas polêmicos, os quais o Sistema CONFEF/CREFs repudia veementemente, também puderam entender melhor como funciona o Conselho e quais são as suas atribuições, especialmente relacionadas à fiscalização e à defesa da sociedade. “Com uma grande presença de público, a palestra foi extremamente proveitosa, pois foi possível apresentar o CREF2/RS para os estudantes, que futuramente poderão participar ativamente, enquanto registrados, do dia a dia das questões políticas que envolvem a Educação Física”, declarou.

A coordenadora do curso de Bacharelado da URI Frederico Westphalen Vera Lúcia Moraes e a diretoria de ensino da universidade Elisabete Cerutti também estiveram presentes durante a palestra. Dando continuidade a este ciclo de encontros com os estudantes de todo Estado, a Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança (ESEFID) da UFRGS será a próxima a receber a visita do CREF2/RS, já nesta quinta-feira, dia 20 de outubro.

Palestras URI Frederico Westphalen



Fiscalização autua 12 estabelecimentos irregulares na primeira semana de outubro
14/10/2016
Fonte: CREF2/RS

As ações do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR), realizadas na primeira semana de outubro, resultaram em 12 estabelecimentos autuados por algum tipo de infração, sendo três por descumprimento do Termo de Cooperação, previamente firmado com o CREF2/RS. As visitas, realizadas em diversas cidades do Estado, contaram também com a presença dos agentes fiscais do Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da 5ª Região (Crefito5), em um trabalho conjunto feito nos municípios de Santa Rosa e Horizontina.

Entre os dias 3 e 7 de outubro, o DEFOR também atendeu 17 denúncias e emitiu cinco multas, igualmente por descumprimento do Termo de Cooperação. Além notificações, 13 pessoas ainda foram autuadas neste período, sendo sete por exercício ilegal de profissão ou pela ausência do Termo de Compromisso de Estágio válido no local. Outras cidades que receberam a visita dos agentes fiscais do CREF2/RS foram Três de Maio, Santana do Livramento, São Gabriel, Rosário do Sul, Pareci Novo, Feliz, Bom Princípio, Montenegro, São Sebastião do Caí e Porto Alegre.

Fiscalização DEFOR



26 academias são autuadas por irregularidades na última semana de setembro
07/10/2016
Fonte: CREF2/RS

As ações do Departamento de Orientação e Fiscalização (DEFOR), realizadas entre os dias 26 e 30 de setembro, contabilizaram 26 academias autuadas por algum tipo de infração, em diferentes regiões do Estado. Destes, sete estabelecimentos não possuíam registro de Pessoa Jurídica e 20 não contavam com um profissional habilitado no momento de visita, pré-requisito fundamental para o funcionamento.

Neste período, os agentes fiscais do CREF2/RS também atenderam 15 denúncias e notificaram outras 21 pessoas, sendo dez por exercício ilegal da profissão ou por não possuírem um Termo de Compromisso de Estágio (TCE) em vigor. Além destes, nove profissionais também foram autuados por infrações ao Código de Ética Profissional.

Já em Nova Bassano foi lavrado por um Boletim de Ocorrência, junto a Polícia Civil, por desobediência a um Agente de Fiscalização. Após a autuação por exercício ilegal da profissão e pela ausência de um profissional habilitado, o proprietário de uma academia se negou a encerrar as atividades do local.

Ao todo foram feitas 66 visitas. Caxias do Sul, Flores de Cunha, Veranópolis, Bento Gonçalves, Canoas, Esteio, Sapucaia do Sul e Porto Alegre foram os municípios que receberam os agentes do DEFOR nesta última semana de setembro.

Fiscalização DEFOR



Ação conjunta do CREF2/RS e da Polícia Civil fecha academia irregular em Porto Alegre
06/10/2016
Fonte: CREF2/RS e DEIC

Na manhã desta quinta, dia 6 de outubro, uma ação realizada em conjunto pelo Conselho e pela Delegacia de Repressão aos Crimes Contra o Patrimônio de Concessionárias e Serviços Delegados (DRCP), da Polícia Civil, fechou uma academia que funcionava de maneira irregular, em Porto Alegre. O estabelecimento, além de praticar furto de energia elétrica, também não contava com um profissional habilitado no local, um Responsável Técnico cadastrado no CREF2/RS e permitia licenciados dando aulas fora da sua área. Durante a visita, uma pessoa também foi autuada por exercício ilegal da profissão.

Os agentes fiscais do CREF2/RS estiveram acompanhados por policiais do Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC) e por técnicos da Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE), que identificaram as irregularidades. A academia estava sem relógio medidor e com ligação direta do poste na via pública, de modo que toda a energia consumida era furtada da concessionária. A CEEE estima que este estabelecimento tenha dado prejuízo de R$ 57 mil aos cofres públicos.

A ação, mais uma etapa da Operação Blecaute da Polícia Civil, foi coordenada pelo delegado Alexandre Fleck, que ressaltou que o furto de energia por estabelecimentos comerciais está no foco de combate da Delegacia, pois, além de gerar prejuízos arcados por toda a população, esta conduta acarreta também uma concorrência desleal. “Aquele que mantém uma academia de maneira correta em funcionamento não consegue competir de forma igual com aquele que se vê livre do custo da energia, intrínseco às atividades e ao funcionamento destas empresas”, comentou.

A ação resultou na prisão em flagrante do proprietário do estabelecimento, pela prática de crime de furto qualificado, com pena de dois a oito anos de reclusão. CREF2/RS e Polícia Civil voltarão a realizar fiscalizações conjuntas em breve.

Fiscalização DEFOR



Fiscalização autua 10 pessoas por exercício ilegal da profissão somente na última semana
28/09/2016
Fonte: CREF2/RS

As ações do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR), realizadas entre os dias 19 e 23 de setembro, somaram 19 pessoas autuadas, sendo dez por exercício ilegal da profissão, e outros 16 estabelecimentos notificados por algum tipo de infração. Neste período, as cidades visitadas foram Nova Prata, Nova Bassano, Caxias do Sul, Guaíba, Mariana Pimentel, Barão do Triunfo, Canoas, Esteio, Sapucaia do Sul, Cachoeirinha, Alvorada e Porto Alegre.

Os agentes fiscais ainda atenderam 20 denúncias e, internamente, o Conselho abriu 21 novos Processos Administrativos de Fiscalização, já que diversas pessoas e empresas autuadas não regularizaram a sua situação ou enviaram a justificativa dentro do prazo estabelecido. O CREF2/RS segue à disposição para receber e averiguar irregularidades praticadas ou que não zelem pela saúde física de seus clientes. Preencha este formulário de denúncia e contribua com o trabalho da Fiscalização.

Fiscalização DEFOR



Fiscalização fecha 3 academias irregulares e autua 27 estabelecimentos na segunda semana de setembro
22/09/2016
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Orientação e Fiscalização (DEFOR) do CREF2/RS, na segunda semana de setembro, fechou três academias irregulares no interior e autuou outros 27 estabelecimentos, em todo o Rio Grande do Sul, por algum tipo de infração. Entre as empresas notificadas, 14 não possuíam registro e oito não contavam um profissional habilitado no momento da visita. Os estabelecimentos que tiveram as atividades suspensas, nas cidades de Miraguaí, Santo Augusto e Cândido Godói, vão precisar regular a sua situação antes de voltar a atender.

As ações de fiscalização, realizadas entre os dias 12 e 16 de setembro, também contaram com a parceria da Vigilância Sanitária, na cidade de Uruguaiana, e ainda autuaram oito pessoas por exercício ilegal da profissão. Ao todo, foram feitas 73 visitas e atendidas 30 denúncias neste período. Além dos municípios já mencionados, o DEFOR também passou por Santa Rosa, Campina das Missões, Tucunduva, Salvador das Missões, Passo Fundo, Barros Cassal, Marau, Alegrete, Três Passos e Esperança do Sul, entre outras mais, totalizando 4961 quilômetros rodados.

O CREF2/RS segue à disposição para receber e averiguar irregularidades praticadas por Pessoa Física ou Jurídica em exercício ilegal ou irregular da profissão – ou que não zelem pela saúde física de seus clientes. Preencha este formulário de denúncia e contribua com o trabalho da Fiscalização.

Fiscalização DEFOR



Fiscalização realiza ações em conjunto com Crefito5 e visita evento em Novo Hamburgo
15/09/2016
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS realizou, entre os dias 5 e 10 de setembro, diversas ações em todo o Estado. Em parceria com o Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional da 5ª Região (Crefito5), por exemplo, foram feitas visitas em estabelecimentos localizados nas cidades de Antônio Prado e de Caxias do Sul, para verificar o funcionamento destas empresas e para orientar a maneira correta de trabalho, dentro das atribuições de cada profissão.

Além disto, o CREF2/RS também compareceu ao evento MIXturado, realizado em Novo Hamburgo. O objetivo desta visita foi tirar as dúvidas dos alunos, que participavam deste curso de formação, e esclarecer para o público que as atividades fitness somente podem ser ministradas por profissionais habilitados – bacharéis em Educação Física com registro no Sistema CONFEF/CREFs. Para Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), coordenadora do DEFOR, a presença do Conselho em eventos como este é muito válida, pois é possível estar mais perto da sociedade: “Muitas pessoas não sabem que existe um órgão fiscalizador, que defende a sociedade e que tem o objetivo de só permitir que profissionais capacitados estejam no mercado”, comentou.

A Fiscalização também visitou as cidades de Viamão, Presidente Lucena, Farroupilha, Flores da Cunha, Cachoeirinha, Gravataí, Morro Reuter, Gramado, Três Coroas, Taquara e Campo Bom. Neste período, 23 estabelecimentos foram autuados por algum tipo de infração e duas academias tiveram as atividades suspensas, uma em Novo Hamburgo e outra em Igrejinha, por não apresentar um profissional habilitado no local e possuir registro de Pessoa Jurídica. Nestas ações, 23 pessoas foram autuadas, sendo 14 delas por exercício ilegal da profissão.

Fiscalização



CREF2/RS atende população durante edição do Desobesa Brasil na Redenção
12/09/2016
Fonte: CREF2/RS

No último domingo, dia 11 de setembro, o CREF2/RS esteve presente na 9ª edição do Projeto Desobesa Brasil, realizada pela Associação Brasileira de Apoio aos Operados Bariátricos (ABAOB), no Parque da Redenção, em Porto Alegre. No local, a equipe do Conselho realizou cerca de 100 avaliações antropométricas, com medição do Índice de Massa Corporal (IMC), e concedeu informações gerais sobre o trabalho realizado e sobre a importância da atividade física orientada.

De acordo com Jussara Tessele, vice-presidente da ABAOB, a obesidade é o segundo maior fator de risco para diversas doenças, como câncer, hipertensão e diabetes. “Isto é muito preocupante, pois uma pesquisa divulgada recentemente pelo IBGE mostrou que o Rio Grande do Sul tem o maior percentual do país de pessoas com excesso de peso”, comentou. O Brasil está em segundo lugar na lista de países que mais realizam procedimentos de redução de estômago no mundo, perdendo apenas para os Estados Unidos – conforme dados apresentados pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM).

Realizado das 9h às 15h, o Desobesa Brasil ainda teve oficinas sobre alimentação saudável, aulas de dança e terapias holísticas à disposição, de forma totalmente gratuita. Com grande presença de público, o CREF2/RS também pode esclarecer a população sobre a atuação do Conselho, que fiscaliza e defende a sociedade do exercício ilegal e dos maus profissionais. “As aulas de Educação Física precisam ser, obrigatoriamente, ministradas por pessoas devidamente habilitadas, com formação superior e registro. Quem frequenta academia deve exigir a Cédula de Identidade Profissional do instrutor”, complementou Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS.

Desobesa Brasil eventos



Fiscalização autua mais de 100 estabelecimentos irregulares em agosto
09/09/2016
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS divulgou, na manhã desta sexta-feira, dia 9 de setembro, os números referentes às ações realizadas ao longo do último mês. Em agosto, foram autuados 108 estabelecimentos por algum tipo de infração e 14 academias irregulares foram fechadas, por não possuírem registro no Conselho e um profissional habilitado no local.

Ao todo, foram feitas 233 visitas, em diferentes cidades da Região Metropolitana e do interior, e 110 denúncias atendidas no último mês. Os agentes fiscais do DEFOR ainda autuaram 85 pessoas por exercício ilegal da profissão, por não possuir Termo de Compromisso de Estágio (TCE) válido ou por estar fora da área de atuação. Para a coordenadora, Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), todo o esforço do Conselho em inibir os maus profissionais tem sido compensador. “A agenda de fiscalização nos desafia cotidianamente. Mas, mesmo assim, contabilizamos avanços, coibindo irregularidades e dando agilidade às punições das empresas que não oferecem serviços adequados à sociedade”, comentou.

O trabalho interno do DEFOR, em agosto, ainda contabilizou 12 multas enviadas para empresas reincidentes, 24 novos Processos Administrativos abertos, 28 Termos de Cooperação assinados e 32 avisos de encaminhamentos para Ação Civil Pública. Campestre da Serra, Nova Prata, Cotiporã, Capão da Canoa, São Francisco de Paula, Parobé, Santa Maria, Cachoeirinha, Viamão, Alvorada, Progresso, Anta Gorda, Teutônia, Montenegro, Triunfo, Brochier, Cruz Alta, Espumoso, Caxias do Sul, Vacaria, Dois Irmãos, Porto Alegre e Gravataí foram algumas das cidades visitas neste período.

Fiscalização DEFOR



CREF2/RS realiza palestras em Antônio Prado e Uruguaiana para comemorar Dia do Profissional de Educação Física
05/09/2016
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS, representado pela conselheira Marcia da Cruz (CREF 007542-G/RS) e pela agente de Fiscalização Denise Candaten (CREF 010750-G/RS), esteve na Prefeitura de Municipal de Antônio Prado, na última quarta-feira, dia 31 de agosto, para uma palestra. A apresentação, feita para os profissionais de Educação Física da cidade, abordou os desafios e as conquistas da profissão, bem como o trabalho desempenhado pelo Conselho.

O encontro, realizado como forma de comemorar o Dia do Profissional de Educação Física, também ocorreu em Uruguaiana na quinta-feira, dia 1º de setembro. A palestra, mais uma vez ministrada pela Conselheira, foi promovida pela Secretaria Municipal de Esporte e Lazer de Uruguaiana e, além dos profissionais, também reuniu acadêmicos do curso para um debate sobre as duas áreas de intervenção, licenciatura e bacharelado. Ao total, 150 pessoas compareceram aos dois eventos.

Como destacou Marcia, as palestras foram muito proveitosas e importantes para o CREF2/RS, já que contaram com a participação ativa da plateia, que colaborou com questionamentos e interações. “Além disto, tivemos a oportunidade de entregar o nosso material de divulgação para parte da Serra e da Fronteira Oeste do Estado, sobretudo para professores, coordenadores de curso, acadêmicos e demais pessoas que atuam na área”, acrescentou. “Também ficou acordado que faremos visitas às escolas de Antônio Prado para falar sobre a importância das aulas de Educação Física serem ministradas por profissionais habilitados, atendendo as premissas da legislação”, concluiu.

Eventos palestras



Fiscalização encerra agosto com mais três academias fechadas
05/09/2016
Fonte: CREF2/RS

As ações do Departamento de Orientação e Fiscalização (DEFOR) do CREF2/RS fecharam, somente na última semana de agosto, mais três academias que atuavam de maneira irregular, nas cidades de Canoas e de Caxias do Sul. Os estabelecimentos, que não possuíam registro de Pessoa Jurídica e não apresentavam um profissional habilitado no local, vão precisar regularizar a sua situação antes de voltarem a funcionar.

Além destas empresas, outros 26 estabelecimentos foram notificados por algum tipo de infração. A Fiscalização, que também passou por Flores da Cunha, Porto Alegre, Sapucaia do Sul e Esteio, ainda autuou 22 pessoas, muitas por exercício ilegal da profissão por não terem o Termo de Compromisso de Estágio (TCE) regular.

Entre os dias 22 e 26 de agosto, as ações do DEFOR contabilizaram 37 denúncias atendidas e 11 novos Processos Administrativos de Fiscalização (PAD FIS) abertos, para empresas que não se regularizaram após serem autuadas ou que foram reincidentes em infrações gravíssimas. 12 penalidades também foram enviadas a empresas que descumpriram o Termo de Cooperação através de autuações ou que não compareceram quando convocados à audiência para assinatura.

Fiscalização DEFOR



Fiscalização fecha três academias e autua 31 estabelecimentos irregulares na terceira semana de agosto
24/08/2016
Fonte: CREF2/RS

As ações realizadas pelo Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS, na terceira semana de agosto, fecharam três academias que atuavam de maneira irregular, nas cidades de Teutônia e de Triunfo. Sem a presença de um profissional habilitado no local e sem registro de Pessoa Jurídica, estes estabelecimentos precisam regularizar a sua situação para voltarem a funcionar.

Além destas, outras 31 academias foram autuadas por algum tipo de infração: 16 não possuíam registro no Conselho e 12 não contavam com um profissional habilitado no momento da visita. 21 pessoas também foram notificadas pela Fiscalização do CREF2/RS neste período, por exercício ilegal da profissão ou por não possuir Termo de Compromisso de Estágio (TCE) válido.

Entre os dias 15 e 19 de agosto, foram atendidas ainda 25 denúncias e 32 cartas de Aviso de Ação Civil Pública foram enviadas para empresas que não regularizaram a sua situação após a atuação e o período de defesa. Canudos do Vale, Progresso, Pouso Novo, São José do Herval, Anta Gorda, Guaporé, Nova Bréscia, Porto Alegre, Montenegro, Feliz, Capela Santana, Triunfo, Brochier, Torres, Cruz Alta e Espumoso foram algumas das cidades visitadas pelo DEFOR na terceira semana de agosto.

Fiscalização DEFOR



Fiscalização autua 18 academias irregulares na segunda semana de agosto
19/08/2016
Fonte: CREF2/RS

As ações do Departamento de Fiscalização de Orientação (DEFOR) do CREF2/RS, na segunda semana de agosto, autuaram 18 academias que funcionavam de maneira irregular em todo o Estado. Destes locais, sete não possuíam registro de Pessoa Jurídica no Conselho e seis não contavam com, pelo menos, um profissional habilitado presente no momento da visita. Além disto, sete pessoas foram também foram notificadas neste período, por exercício ilegal da profissão ou por não possuir Termo de Compromisso de Estágio válido.

Entre os dias 8 e 12 de agosto, 43 estabelecimentos foram visitados pelos fiscais do DEFOR, em cidades como Mata, Santa Maria, Restinga Seca, Caxias do Sul, Alvorada, São Francisco de Paula, Riozinho, Rolante, Parobé, Três Coroas, Esteio, Gravataí e Cachoeirinha. Em Viamão, uma academia foi fechada por não possuir registro e por não apresentar um profissional habilitado no local. Para voltar a funcionar, esta empresa precisará, primeiramente, regular a sua situação.

O CREF2/RS está à disposição para receber, averiguar e encaminhar irregularidades praticadas por Pessoa Física ou Jurídica em exercício ilegal ou irregular da profissão ou que não zelem pela saúde física de seus clientes. Clique aqui para contribuir com o trabalho da Fiscalização e enviar a sua denúncia.

Fiscalização DEFOR



Fiscalização fecha quatro academias e autua nove por exercício irregular na primeira semana de agosto
12/08/2016
Fonte: CREF2/RS

As ações do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS fecharam mais quatro academias que funcionavam de maneira irregular, somente na primeira semana de agosto. Os estabelecimentos, localizados nas cidades de São Marcos e de Porto Alegre, funcionavam sem a presença de um profissional de Educação Física habilitado e sem registro de Pessoa Jurídica. Para abrirem novamente, primeiramente deverão regularizar a sua situação.

Entre os dias 1º e 7 de agosto, a Fiscalização também autuou noves pessoas por exercício ilegal da profissão ou por não possuírem Termo de Compromisso Estágio (TCE) devidamente assinado. Diante destes números, a coordenadora do DEFOR Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS) salienta que o esforço dos agentes fiscais, ao longo deste ano, vem sendo bastante compensador. “Temos uma agenda que nos desafia cotidianamente. Mesmo assim, contabilizamos avanços, coibindo irregulares e dando agilidade aos processos e às punições das empresas que não oferecem serviços adequados à sociedade”.

Além de São Marcos e de Porto Alegre, o DEFOR também visitou, ao longo desta primeira semana, os municípios de Torres, Xangri-lá, Capão da Canoa, Vista Alegre do Prata, União da Serra, Nova Prata, Cotiporã e Campestre da Serra, entre outros mais. Você pode contribuir com o trabalho da Fiscalização enviando a sua denúncia clicando aqui.

Fiscalização DEFOR



DEFOR fiscaliza 57 municípios em julho e fecha cinco academias irregulares
03/08/2016
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS divulgou nesta quarta-feira os dados relativos às fiscalizações realizadas em julho pelas equipes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR). A intensa movimentação dos fiscais, que visitaram 57 municípios nas mais diversas regiões do Estado, resultou em cinco academias fechadas. Ao todo, foram 297 visitas realizadas, que em algumas situações contou com o reforço do Conselho Regional de Nutricionistas (CRN-2) e do Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (CREFITO5).

Durante as diligências, 101 estabelecimentos foram autuados por uma ou mais infrações, sendo que destes 44 empresas estavam sem registro e em 35 PJs não havia profissional presente no momento da visita. Os fiscais autuaram 70 pessoas por alguma infração, destas 25 decorridas do exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE – Termo de Compromisso de Estágio, oito profissionais fora da área de atuação e 24 Responsáveis Técnicos descumprindo suas obrigações inerentes às funções.

Em seu trabalho interno, o DEFOR prestou 131 atendimentos ao público; protocolou 75 novas denúncias e 81 justificativas; foram enviadas 13 multas para empresas por descumprimento de Termo de Cooperação e 23 avisos de encaminhamento de empresas não registradas no Conselho para Ação Civil Pública, além de 15 novos Processos Administrativos – PAD FIS abertos.

Os municípios visitados pelo CREF2/RS em julho foram Caxias do Sul, Nova Pádua, Campestre da Serra, Porto Alegre, Cachoeira do Sul, Santana da Boa Vista, Candelária, Novo Cabrais, Paraíso do Sul, Cerro Branco, Araricá, Novo Hamburgo, São Leopoldo, Nova Hartz, Ivoti, Rio Grande, São José do Norte, Pinto Bandeira, Nova Araçá, Guaporé, Farroupilha, Vacaria, Erechim, Estação, Getúlio Vargas, Campinas do Sul, Jacutinga, Barão de Cotegipe, Paulo Bento, Portão, Estância Velha, Campo Bom, Santo Ângelo, Porto Xavier, São Nicolau, Guarani das Missões, Sapiranga, Alecrim, Tuparendi, Tucunduva, Novo Machado, Porto Mauá, Porto Vera Cruz, Eldorado do Sul, Guaíba, Canoas, Sapucaia do Sul, Nova Santa Rita, Esteio, Aceguá, Hulha Negra, Candiota,Pinheiro Machado, Bagé, Dom Pedrito, Pedras Altas e Viamão.

DEFOR



CREF2/RS fecha duas academias na segunda semana de julho
21/07/2016
Fonte: CREF2/RS

Os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS visitaram 20 municípios na segunda semana de julho, fechando duas academias; uma localizada em Portão, outra em Guaporé. Ambas tiveram suspensas suas atividades por permitirem o exercício ilegal da profissão e por não manter profissional habilitado orientando as atividades. Neste período, houve fiscalizações conjuntas com o Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional – Crefito5.

De 11 a 15 de julho, foram realizadas 91 visitas de fiscalização, com 22 denúncias plenamente atendidas. Ao todo, 27 estabelecimentos foram autuados por uma ou mais infrações, dentre elas quinze empresas sem registro no Conselho, sendo que doze delas não havia profissional presente no momento da visita. Também houve dois descumprimentos de Termo de Cooperação, o que acarretará multas às academias autuadas por reincidirem em infrações gravíssimas.

No total, foram abertas doze denúncias éticas para profissionais que não se regularizaram após autuação por infringir o Código de Ética do Profissional de Educação Física. Estes terão de responder perante a Comissão de Ética do Conselho. Os municípios visitados foram Pinto Bandeira, Nova Araçá, Guaporé, Farroupilha, Vacaria, Erechim, Estação, Getúlio Vargas, Campinas do Sul, Jacutinga, Barão de Cotegipe, Paulo Bento, Portão, Novo Hamburgo, Estância Velha, Ivoti, Nova Hartz, Campo Bom, São Leopoldo e Porto Alegre.

DEFOR



CREF2/RS fecha duas academias na primeira semana de julho
13/07/2016
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS, em sua missão de proteger a saúde e zelar pela profissão, visitou 17 municípios na primeira semana de julho e fechou uma academia irregular em Caxias do Sul e outra em Rio Grande. Além de não possuírem registro no Conselho, ambas permitiam pessoas exercendo ilegalmente a profissão e não apresentavam profissional habilitado para orientar as atividades.

Nas diligências, os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) realizaram 81 visitas de fiscalização, autuando 31 estabelecimentos por alguma irregularidade, sendo 12 deles pela falta de registro no CREF2/RS, além de constatarem em outras 12 empresas a falta de profissional presente no momento da visita. Ao todo, foram autuadas 26 pessoas, destas oito por exercício ilegal da profissão ou estagiário sem o Termo de Compromisso de Estágio - TCE, além de dez Responsáveis Técnicos autuados por estar descumprindo as obrigações inerentes à função.

Os municípios visitados entre os dias quatro e oito de julho foram Caxias do Sul, Nova Pádua, Campestre da Serra, Porto Alegre, Cachoeira do Sul, Santana da Boa Vista, Candelária, Novo Cabrais, Paraíso do Sul, Cerro Branco, Araricá, Novo Hamburgo, São Leopoldo, Nova Hartz, Ivoti, Rio Grande e São José do Norte.

DEFOR



DEFOR fecha quatro academias na última semana de junho
07/07/2016
Fonte: CREF2/RS

Na última semana de junho (27/06 a 1º/07), os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS visitaram 23 municípios e fecharam quatro academias em suas diligências. Os estabelecimentos estavam localizados em Montenegro, São Sebastião do Caí, Pedro Osório e Lagoa Vermelha. As empresas tiveram suas atividades suspensas por não possuírem profissional habilitado para orientar as atividades. Foram autuadas 17 pessoas, sendo sete por exercício ilegal da profissão ou estagiário sem o Termo de Compromisso de Estágio - TCE, além de seis Responsáveis Técnicos autuados por estarem descumprindo as atividades inerentes à função

Neste final do mês, 26 justificativas de empresas e pessoas autuadas foram recebidas e protocoladas pelo DEFOR. Deu-se encaminhamento a 19 processos éticos por profissionais que estavam atuando fora de sua área de formação e não se regularizaram. Estes profissionais terão de responder diretamente à Comissão de Ética Profissional do CREF2/RS. E, por não possuírem registro no Conselho, 10 estabelecimentos foram autuados

Os municípios visitados pelo DEFOR foram Vacaria, Lagoa Vermelha, Santo Expedito do Sul, Barracão, Pinhal da Serra, Capão Bonito do Sul, Tupanci do Sul, São João da Urtiga, Tapes, Guaíba, Camaquã, São Jerônimo, Montenegro, São Sebastião do Caí, Feliz, Harmonia, Tupandi, Porto Alegre, Lindolfo Collor, Ivoti, Arroio Grande, Pedro Osório e Pelotas.

DEFOR



II Simpósio Fórum-RS articula ações integradas dos conselhos
07/07/2016
Fonte: CREF2/RS

Nesta quarta-feira, dia 6, foi realizado no Conselho Regional de Administração o II Simpósio Fórum-RS. O evento, promovido pela Câmara da Saúde do Fórum dos Conselhos Regionais e Ordens das Profissionais Regulamentadas do RS (Fórum-RS), teve o intuito de promover a troca de experiências entre os conselhos, a fim de aprimorar as práticas da fiscalização, a gestão da comunicação e a intergação dos seus registrados.

Segundo presidente do Fórum-RS, Antonio Palácios (CRC-RS), o grande desafio será fazer com que a sociedade tome conhecimento das atividades dos conselhos. "Afinal, fazemos exatamente o que esta Câmara tem por nome: defender a sociedade. Hoje, temos em nossos 27 conselhos 581 mil profissionais registrados, ou seja, possuimos um exercíto de profissionais habilitados atuando nas mais variadas áreas da sociedade organizada. Mesmo com tal contingente, falta ocupar um espaço maior na sociedade". De acordo com Palacios, ações têm sido postas em prática, mas com falhas de comunicação. "Precisamos que cada conselho divulgue as ações do Fórum-RS nas suas redes socias, nas sua mídias e nos seus canais de comunicação”, argumentou.

“Ações integradas na prevenção da saúde dos gaúchos” foi a apresentação que o vice-presidente do CREF2/RS e membro da Câmara da Saúde do Fórum-RS Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS) realizou no evento. “Não entendo a Educação Física como uma atividade isolada dos outros conselhos da saúde. Vemos o surgimento da Câmaras da Saúde em órgãos como a OAB e Conselho de Contabilistas, demonstrando a relevância que o tema atinge hoje”, definiu. Durante a presentação, Aguiar relatou as ações que Câmara realizou junto a comunidade, como o Arrastão da Saúde, Dia Mundial da Saúde e a aproximação com a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), dentre outros.

FÓRUM RS - Câmara da Saúde



Comissão de Ensino Superior e Preparação Profissional organiza Fórum dos Coordenadores 2017
04/07/2016
Fonte: CREF2/RS

Os membros da Comissão de Ensino Superior e Preparação Profissional do CREF2/RS reuniram-se no dia 30 de junho na sede do Conselho. Entre os assuntos da pauta, foram debatidas as opções de tema para o Fórum dos Coordenadores 2017, que podem variar entre “Aproximações entre Licenciatura e Bacharelado”, com apresentação da conselheira federal Iguatemy Martins (000001-G/PB), “Estágios”, com as palestrantes Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), assessora de Fiscalização e Cristiane Corrêa (OAB/RS 60.229), assessora jurídica, ambas do CREF2/RS ou ainda “Empreendedorismo”, com um destes palestrantes: Marcelo Curth ou Gastão Englert. A data sugerida para o evento será 19 e 20 de maio de 2017.

Estiveram presentes à reunião o presidente da Comissão Eduardo Merino (CREF 004493-G/RS) e os conselheiros Débora Rios Garcia (CREF 002202-G/RS) e Carlos Ernani Olendzki de Macedo (CREF2/RS 001262). O próximo encontro da Comissão de Ensino Superior e Preparação Profissional será realizado no dia 29 de julho, às 14h30min. As Comissões são órgãos de consultoria da Presidência, da Diretoria e do Plenário do CREF2/RS, às quais compete analisar, instruir e emitir pareceres nos assuntos e processos que lhe forem enviados pelo Presidente do CREF2/RS, retornando-os devidamente avaliados para decisão superior.

Comissão de Ensino Superior e Preparação Profissional



DEFOR fecha duas academias na semana passada
30/06/2016
Fonte: CREF2/RS

Entre os dias 20 e 25 de junho, os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS visitaram 25 municípios e percorreram 4.072 km pelas estradas do Estado. Nas diligências, os fiscais fecharam duas academias, uma em Bom Retiro do Sul e outra em Muçum - ambas por não apresentarem profissional de Educação Física habilitado. Ao todo, foram visitados 83 estabelecimentos e abertos 15 novos Processos Administrativos de Fiscalização.

Os municípios fiscalizados foram Colinas; Westfália; Paverama; Bom Retiro do Sul; Vespasiano Correa; Dois Lajeados; Muçum; Forquetinha; Travesseiro; Marques de Souza; Sério; Poço das Antas; Itapuca; Fazenda Vilanova; Tabai; Teutonia; São Gabriel; Uruguaiana; Barra do Quaraí; Itaqui; São Borja; Alegrete; Cachoeirinha; Gravataí; Alvorada e Porto Alegre.

DEFOR



Reunião do Grupo de Agentes Fiscais organiza Seminário de Fiscalização do Fórum-RS
28/06/2016
Fonte: CREF2/RS

O Grupo de Agentes Fiscais do RS (GAF-RS), órgão integrante do Fórum dos Conselhos e Ordens das Profissões Regulamentadas (Fórum-RS), esteve reunido ontem, dia 27, na sede do Conselho Regional de Profissionais de Relações Públicas - 4ª Região CONRERP/4. Na pauta, atuação e estrutura de fiscalização do CONRERP/4, ações conjuntas do GAF com o PROCON, ações de fiscalização do GAF em órgãos e instituições públicas e a participação do GAF na organização do Seminário de Fiscalização do Fórum-RS.

A coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação, Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), representou o CREF2/RS na reunião. Segundo Fernanda, a reunião trouxe uma intensa troca de experiências e informações entre os diversos conselhos. “Com isso, procuramos a integração e a otimização dos processos fiscalizatórios”, afirmou.

A reunião teve a presença de 15 conselhos profissionais: Administração, Biblioteconomia, Biologia, Biomedicina, Contabilidade, Educação Física, Farmácia, Fisioterapia e TO, Medicina Veterinária, Nutricionistas, Odontologia, Psicologia, Química, Relações Públicas e Técnicos em Radiologia.

DEFOR



Disponível para leitura a revista do CREF2/RS sobre a Olimpíada
28/06/2016
Fonte: CREF2/RS

A nova CREF2/RS em Revista, que será em breve enviada às Pessoas Jurídicas registradas no Conselho, já tem a sua versão online disponível para download no site do CREF2/RS. A publicação, que tem como tema de capa os Jogos Olímpicos, apresenta um pequeno panorama da competição esportiva do mundo e dos profissionais de Educação Física do Rio Grande do Sul que já se envolveram com uma Olimpíada.

Com quatro matérias principais, a nova revista do Conselho fala sobre as expectativas do árbitro de tênis Nicolas Sanchez (CREF 012322-G/RS) e do técnico de natação Frederico Guariglia (CREF 003724-G/RS), que representarão o nosso Estado nos Jogos Olímpicos do Rio. A edição atual também aborda a trajetória dos ex-atletas de vôlei Marco Antônio Volpi e de basquete Evandro Saraiva (CREF 001009-G/RS), que participaram de clicos olímpicos nos anos 60 e 90, respectivamente. Eles contam como a competição influenciou – e ainda influencia – as suas carreiras.

Além deste conteúdo especial, a nova edição da CREF2/RS em Revista também apresenta matérias sobre o Fórum de Educação Física Escolar, realizado no final de abril em Capão Canoa, e sobre a proposta de extinção do curso de bacharelado em Educação Física, feita pelo Conselho Nacional de Educação (CNE). A revista ainda dedica duas páginas às atividades do Departamento de Orientação e Fiscalização (DEFOR), com os números e detalhes das ações realizadas no primeiro trimestre deste ano, em todo o Rio Grande do Sul.

Desde este número, os exemplares impressos da CREF2/RS em Revista são enviados somente às Pessoas Jurídicas registradas e em dia com as suas obrigações estatutárias. Já os profissionais registrados podem baixar a versão em PDF da revista aqui ou também acessá-la diretamente pela plataforma Issuu, disponível para a leitura em computadores, tablets e smartphones.

Olimpíada Jogos Olímpicos Revista



DEFOR fecha quatro academias nos últimos 14 dias
22/06/2016
Fonte: CREF2/RS

Entre os dias 6 e 19 de junho, os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS visitaram 44 municípios e fecharam quatro academias: uma em Almirante Tamandaré do Sul, uma em Barra Funda, uma em Caibaté e outra em Pontão. Todos os estabelecimentos estavam sem profissional registrado presente.

Durante os 14 dias de diligências, foram realizadas 71 visitas, sendo atendidas 39 denúncias, perfazendo 37 estabelecimentos autuados por uma ou mais infrações, com 15 empresas sem registro. Foram 26 pessoas autuadas por alguma infração, sendo 15 por exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio. Houve 72 Atendimentos presenciais ou via telefone, 18 novos PAD FIS abertos, seis audiências da Comissão com seis Termos de Cooperação assinados, 92 denúncias recebidas, 59 Justificativas protocolada e 57 notificações enviadas.

Foram visitados os municípios de Cambará do Sul, Jaquirana, Taquara, Igrejinha, Parobé, Canela, Santa Maria do Herval, Carazinho, Chapada, Saldanha Marinho, Almirante Tamandaré do Sul, Ronda Alta, Rondinha, Barra Funda, Novo Barreiro, Nova Boa Vista, Porto Alegre, Canoas, Esteio, Sapucaia do Sul, Passo Fundo, Pontão, Sertão, Tio Hugo, Coxilha, Santo Ângelo, Entre-Ijuís; Eugênio de Castro, Vitória das Missões, São Miguel das Missões, Caibaté, Mato Queimado; Rolador, Guarani das Missões, Salvador das Missões, São Pedro do Butiá, Dezesseis de Novembro; São Nicolau, Pirapó, Roque Gonzales, Veranópolis, Pinto Bandeira, Caxias do Sul.

DEFOR



Reunião da Câmara da Saúde do Fórum-RS ocorre no CREF2/RS
22/06/2016
Fonte: CREF2/RS

Na manhã desta quarta-feira, dia 22 de junho, o CREF2/RS sediou a reunião da Câmara da Saúde do Fórum dos Conselhos Regionais e Ordens das Profissões do Rio Grande do Sul (Fórum-RS). O encontro, que contou com a presença de representantes do CRF-RS, CRMV-RS, CRBM-5 e do CRTR-RS, serviu para debater a realização do II Simpósio Fórum-RS e questões relacionadas ao alvará sanitário para Pessoas Jurídicas. O CREF2/RS foi representado pela presidente Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), que também coordena a Câmara, e pelo vice-presidente Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS).

Além destes, outro tema abordado foi a inclusão da Câmara da Saúde na Comissão Especial da Saúde da OAB/RS. Os grupos, que unirão forças para realizar atividades em conjunto a partir de agora, também contarão com a contribuição da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS). Como salientou Everton Borges, assessor de relações institucionais do CRF-RS, estas parcerias são importantes para o desenvolvimento de políticas de prevenção de doenças, não só de tratamento “Também queremos dar andamento às questões que se referem à inclusão das demais áreas da saúde nos planos de saúde, algo muito importante para a sociedade”, pontuou.

O II Simpósio do Fórum-RS, que será realizado no dia 6 de julho na sede do Conselho Regional de Administração (CRA-RS), tem o intuito de promover a integração dos Conselhos da saúde entre si e com a sociedade. Aguiar, que realizará a palestra “Ações integrantes na prevenção da saúde dos gaúchos” durante o evento, convidou todos os presentes para participar. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas aqui, até o dia 5 de julho.

Quanto ao alvará sanitário, os presentes discutiram a criação de uma exigência de registro nos Conselhos Profissionais para que as Pessoas Jurídicas possam obtê-los junto às Prefeituras. Como destacaram os integrantes da Câmara da Saúde, esta determinação seria bastante benéfica à sociedade, pois ajudaria a compensar a atual falta de normatização para a obtenção do documento e também auxiliaria a fiscalização de estabelecimentos relacionados à área da saúde. O assunto deverá ser levado para debate também na Comissão Especial da Saúde da OAB/RS.

Fórum-RS Câmara da Saúde



Nova edição da CREF2/RS em Revista é sobre Jogos Olímpicos
17/06/2016
Fonte: CREF2/RS

A nova CREF2/RS em Revista, que tem como tema de capa os Jogos Olímpicos, já está disponível para download no site do CREF2/RS. A publicação explica, ao longo de suas páginas, como a competição esportiva mais importante do mundo contribui e ainda influencia a carreira de muitos dos profissionais de Educação Física do Rio Grande do Sul.

A reportagem de capa foi dividida em quatro matérias, para falar sobre as expectativas do árbitro de tênis Nicolas Sanchez (CREF 012322-G/RS) e do técnico de natação Frederico Guariglia (CREF 003724-G/RS), que representarão o nosso Estado nos Jogos Olímpicos do Rio; e também para abordar a trajetória dos ex-atletas de vôlei Marco Antônio Volpi e de basquete Evandro Saraiva (CREF 001009-G/RS), que participaram de ciclos olímpicos nos anos 60 e 90, respectivamente.

Além deste conteúdo especial, a nova edição da CREF2/RS em Revista também apresenta matérias sobre o Fórum de Educação Física Escolar, realizado no final de abril em Capão Canoa, e sobre a proposta de extinção do curso de bacharelado em Educação Física, feita pelo Conselho Nacional de Educação. A revista ainda dedica duas páginas às atividades do Departamento de Orientação e Fiscalização (DEFOR), em que é apresentado um resumo das ações realizadas no primeiro trimestre deste ano.

Os exemplares impressos da CREF2/RS em Revista são enviados somente às Pessoas Jurídicas registradas e em dia com as suas obrigações estatutárias. Já os profissionais registrados podem baixar a versão em PDF da revista aqui ou também acessar a edição online diretamente pela plataforma Issuu, disponível para a leitura em computadores, tablets e smartphones.

Revista Olimpíadas



DEFOR fecha três academias na primeira semana de junho
09/06/2016
Fonte: CREF2/RS

Na primeira semana de junho (30/05 a 04/06), os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS fecharam duas academias em Viamão e uma em Caxias do Sul. No dia 4, os fiscais também visitaram um evento sobre fisiculturismo em Santa Maria e outro em Camaquã. Ambos estavam corretamente ministrados por profissionais de Educação Física registrados.

Ao todo, foram autuados 38 estabelecimentos por uma ou mais infrações, sendo sete PJ sem registro. Foram autuadas 26 pessoas, sendo 15 por exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio.

AS cidades visitadas foram Caxias do Sul, São Marcos, Santa Maria, Charqueadas, Guaíba, Barra do Ribeiro, Canoas, Nova Santa Rita, Sapucaia do Sul, Camaquã, Porto Alegre, Cachoeirinha, Gravataí, Viamão, São Leopoldo, Portão, Campo Bom, Novo Hamburgo e Glorinha.

DEFOR



CREF2/RS participa de fiscalização conjunta com a prefeitura de São Marcos
06/06/2016
Fonte: CREF2/RS

Entre os dias 18 e 31 de maio, o CREF2/RS realizou sete visitas em conjunto com fiscais da Vigilância Sanitária, da secretaria municipal da Fazenda e fiscais de Obras e Tributos da Prefeitura de São Marcos, nas quais foram lavrados dois termos de visitas e cinco autos de infração de Pessoa Jurídica.

Dentre as infrações, destacam-se profissionais atuando fora da sua área, infrações de Pessoa Jurídica com cadastro desatualizado, exercício ilegal da profissão e falta de profissional de Educação Física orientando as atividades. A prefeitura e a Vigilância Sanitária autuaram os locais por falta de alvará ou alvarás vencidos, e os profissionais que alegaram não ter vínculo de emprego com a empresa foram notificados para solicitarem alvará de autônomo. Ambos os órgãos colocam-se à disposição para receber, averiguar e encaminhar irregularidades praticadas por Pessoa Física ou Jurídica em situação irregular e que não zelem pela saúde física de seus consumidores.

Os locais que orientam atividades físicas devem atuar dentro da legislação, não apenas durante a visita dos fiscais, ou logo após ela, e a regularidade deve ser constante no dia a dia da empresa. “E não apenas porque há a exigência legal, mas porque os consumidores, que investem seu dinheiro e sua confiança em um estabelecimento, merecem o atendimento mais seguro e profissional possível”, explica a coordenadora do Departamento de Fiscalização do CREF2/RS, Fernanda Silva Rodrigues CREF 009604-G/RS.

DEFOR



DEFOR fecha quatro academias em maio
02/06/2016
Fonte: CREF2/RS

Durante o mês de maio, o Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) visitou 30 municípios e fechou quatro academias, uma em Santiago, duas em Canoas e uma em Arroio do Meio. Os fiscais autuaram 58 pessoas, sendo 39 delas por exercício ilegal da profissão ou por estarem sem o TCE - Termo de Compromisso de Estágio. Ao total, foram 178 visitas de fiscalização, com 123 denúncias totalmente atendidas e constatados quatro descumprimentos de Termo de Cooperação, o que gerará multa aos autuados. Também foram fiscalizados os eventos "Pilates Day", no Parque Moinhos de Vento, em Porto Alegre, no dia 07, e “Aula Beneficente de Zumba”, em Caxias do Sul, no dia 15.

Em relação às atividades fiscalizatórias internas do mês de maio, houve 209 atendimentos por telefone ou presenciais realizados pelo DEFOR, ocorrendo 157 justificativas de empresas ou pessoas autuadas, 91 denúncias protocoladas, 26 Processos Administrativos de Fiscalização abertos por irregularidades não sanadas e 11 novos Termos de Cooperação assinados com empresas.

As 30 cidades visitadas foram Canela, Caxias do Sul, Bento Gonçalves, Porto Alegre, São Vicente do Sul, Santiago, Viamão, Gravataí, Santa Vitoria do Palmar, Chuí, Rio Grande, Tapes, Alvorada, Sapucaia do Sul, Venâncio Aires, Santa Cruz do Sul, Canoas, Turuçu, São Marcos, Nova Petrópolis, Taquari, Muçum, Montenegro, Triunfo, Bom Princípio, Arroio do Meio, São Marcos, Veranópolis, Carlos Barbosa e Garibaldi.

DEFOR



CREF2/RS participa de reunião do Grupo de Agentes Fiscais do Fórum-RS
31/05/2016
Fonte: CREF2/RS

No último dia 30, ocorreu a reunião do Grupo de Agentes Fiscais do Fórum dos Conselhos Profissionais do Rio Grande do Sul (GAF) realizada na Federação de Associações de Municípios do RS (FAMURS).

Na pauta, foram debatida as ações conjuntas de fiscalização entre conselhos e Procons, ações colaborativas e propositivas com os gestores públicos e o desenvolvimento do material técnico de apoio aos gestores públicos e a participação na organização do VI Seminário de Fiscalização do Fórum-RS.

Participaram representando o CREF2/RS o vice-presidente da entidade Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS) e a coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação, Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS). Segundo Fernanda, a reunião foi bastante positiva. “Tratamos de ações para instrumentalizar cada vez mais os fiscais dos conselhos e promover ações para o bem da sociedade”, afirmou. Lauro concordou com a qualidade da reunião. “Contando com agentes fiscais de diversos conselhos das profissões, pudemos elaborar ações e parcerias com a FAMURS”, explicou.

Estiveram presentes representantes dos Conselhos Profissionais de Administração, Biologia, Biomedicina, Economia, Educação Física, Engenharia e Agronomia, Farmácia, Fisioterapia e TO, Nutricionistas, Psicologia, Química, Odontologia, Relações Públicas e Técnicos em Radiologia.

DEFOR



DEFOR fecha 16 academias em abril
16/05/2016
Fonte: CREF2/RS

Durante o mês de abril, o Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) fechou 16 academias e autuou 76 pessoas, sendo 38 delas por exercício ilegal da profissão ou pela falta do Termo de Compromisso de Estágio. Ao total, foram 147 estabelecimentos autuados e foi verificada a falta de registro em 59 PJs, resultado de 272 visitas em 44 municípios.

Em relação às atividades fiscalizatórias internas do mês de abril, houve 81 denúncias protocoladas, 93 justificativas/defesas protocoladas, 46 notificações enviadas por não regularização das infrações, 41 Processos Administrativos de Fiscalização abertos por infrações não regularizadas, 20 Cartas de Fiscalização com aviso de Ação Civil Pública para empresas não registradas, 38 Convocações para audiências e assinaturas de 33 Termos de Cooperação pelas empresas.

DEFOR



CREF2/RS realiza aula magna na Faculdade Metodista de Santa Maria
09/05/2016
Fonte: CREF2/RS

No dia 5 de maio, o auditório da Faculdade Metodista de Santa Maria (FAMES) foi palco da aula magna ministrada pela assessora de Fiscalização, Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), e pela assessora jurídica, Cristiane Corrêa (OAB/RS 60.229), ambas do CREF2/RS. O tema abordado foi “Questionamentos sobre as questões legais e éticas que envolvem o bacharelado em Educação Física”.

Durante a aula, foram esclarecidos aos estudantes temas como procedimentos de fiscalização, a Lei de Estágio, ações judiciais, ética e o projeto de extinção do bacharelado, proposto pela Comissão de Ensino Superior (CNE) do Ministério da Educação e que está sendo combatido pelo Sistema CONFEF/CREFs.

Eventos



CREF2/RS autua 38 academias na última semana de abril
06/05/2016
Fonte: CREF2/RS

Na última semana de abril, os fiscais do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS atenderam 47 denúncias, autuando 38 academias por uma ou mais infrações, dentre elas 14 estabelecimentos sem registro e 15 deles não possuíam profissionais de Educação Física orientando as atividades físicas. Os fiscais também autuaram 13 pessoas por exercício ilegal da profissão ou pela falta do Termo de Compromisso de Estágio (TCE).

Em Passo Fundo foi realizada uma fiscalização durante a madrugada em uma academia que funciona 24 horas. Lá, foi constatado não haver profissional de Educação Física orientando os alunos. O estabelecimento foi autuado pois infringiu a Lei Estadual Nº11.721 de 2002, que prevê que pessoas jurídicas desta natureza devem manter em tempo integral profissionais de Educação Física registrados no CREF2/RS. Em Tavares, uma academia foi fechada por não possuir registro no Conselho, e tampouco apresentava profissional habilitado.

Nesta semana também foram expedidas as convocações para as empresas que deverão assinar Termo de Cooperação junto ao CREF2/RS a partir da segunda quinzena de maio até o dia 10 de junho. O Termo de Cooperação visa orientar, junto aos conselheiros da Comissão de Orientação e Fiscalização, as empresas sobre a prestação de serviços de atividades físicas, desportivas e similares de acordo com a legislação vigente.

Os municípios visitados pelo DEFOR foram Charqueadas, Butiá, Caçapava do Sul, Santana do Livramento, Cachoeira do Sul, São Leopoldo, Novo Hamburgo, Estância Velha, Campo Bom, Sapiranga, Dois Irmãos, Portão, Passo Fundo, Erechim, Torres, Capão da Canoa, Tavares, Tramandaí e Quintão.

DEFOR



CREF2/RS fecha duas academias na terceira semana de abril
28/04/2016
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) fechou, na terceira semana de abril, uma academia em Montenegro e outra em Bom Princípio, ambas por não possuírem profissional habilitado para orientar as atividades. Durante as fiscalizações, realizadas em sete municípios, 22 academias foram autuadas por algum tipo de irregularidade, oito delas por não possuir registro no CREF2/RS e 27 denúncias atendidas.

As ações foram realizadas em conjunto com o Conselho Regional de Nutricionistas da 2ª Região (CRN-2), em uma soma de esforços para coibir o exercício ilegal das profissões e levar orientação aos profissionais registrados de ambas autarquias. Os municípios visitados foram Caxias do Sul, Bento Gonçalves, Porto Alegre, São Vendelino, Pareci Novo, Bom Princípio e Montenegro.

DEFOR



CREF2/RS visita Secretaria Municipal de Educação de Caxias do Sul
27/04/2016
Fonte: CREF2/RS

Na tarde de ontem, dia 26 de abril, o CREF2/RS, representado pela conselheira Márcia da Cruz (CREF 007542-G/RS), visitou a Secretaria Municipal de Educação (SMED) de Caxias do Sul. Em reunião com o novo secretário do município, Agenor Basso, e com o assessor pedagógico, Sidnei dos Santos Jr. (CREF 014180-/G/RS), ela falou um pouco sobre o Código de Ética Profissional e sobre os encaminhamentos que são dados depois das ações de fiscalização.

Márcia aproveitou o encontro também para tirar algumas dúvidas sobre a elaboração dos editais de concursos públicos, que devem exigir, para os cargos de competência dos profissionais de Educação Física, o registro no CREF2/RS. Neste sentido, a Secretaria se prontificou em verificar se todos os professores da rede municipal possuem o CREF ativo. Além disto, também serão elaboradas, em parceria com o Conselho, oportunidades de formação e de capacitação aos profissionais que atuam nas escolas municipais. “Esta ação, contribuirá também com o projeto político-pedagógico escolar, que já está em andamento no município”, explicou Basso.

A proposta foi vista, pela SMED, como uma importante contribuição. A Secretaria e o Conselho voltarão a se reunir, em breve, para definir os detalhes da primeira palestra que será oferecida aos profissionais de Educação Física da Caxias do Sul. O tema será a Ética Profissional.

CREF Serra Educação Física Escolar



CREF2/RS participa do seminário Diálogo Público Transparência e Boas Práticas realizado pelo TCU
26/04/2016
Fonte: CREF2/RS

Nesta segunda-feira (25), o CREF2/RS participou do Seminário Diálogo Público Transparência e Boas Práticas nos Conselhos de Fiscalização Profissional (CFPs), realizado pelo Tribunal de Contas da União (TCU) na sede do Ministério Público/RS, em Porto Alegre. O encontro reuniu conselhos profissionais dos três estados do Sul do país, além de outras unidades federativas. A presidente Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), o vice-presidente Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), a assistente administrativa Thaísa Gomes e a assistente financeira Grasielle Nunes representaram o CREF2/RS na ocasião.

O evento foi aberto pelo ministro-substituto do TCU Weder de Oliveira, que realizou a palestra Visão Geral Sobre os Conselhos de Profissão: Orçamento, Licitação e Transparência, na qual destacou aspectos históricos dos CFPs e destacou a relevância para a sociedade da Lei de Acesso à Informação (LAI), Lei 12.527, de 2011. Também ocorreram os painéis Boas práticas em contratações compartilhadas; Relatório de gestão e contas ordinárias em Conselhos de Profissão; Licitações, contratos, diárias e Orientação para os Conselhos de Fiscalização das Atividades Profissionais.

Segundo a presidente do CREF2/RS, o seminário foi uma excelente oportunidade de aproximação do TCU com os conselhos profissionais. “Além de abrir um canal de diálogo direto com o Tribunal, este evento sanou dúvidas em relação aos procedimentos do Portal da Transparência, prestação de contas e as nuances da Lei de Responsabilidade Fiscal”, explicou. Para o vice-presidente do Conselho, todas as questões levantadas apontam para a importância da união dos conselhos. “Neste sentido, o Fórum dos Conselhos Regionais, reunindo experiências comuns, auxilia a balizar a legalidade da nossa atuação”, afirmou.

TCU



DEFOR abre 156 processos de fiscalização no primeiro trimestre do ano
22/04/2016
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS abriu, apenas nos primeiros meses de 2016, 156 Processos Administrativos de Fiscalização (PAD FIS). O número se refere a visitas realizadas entre o final de 2015 e o final de fevereiro.

O PAD FIS é aberto quando é verificada, pelos agentes fiscais do CREF2/RS, a reincidência de infrações graves e gravíssimas cometidas por estabelecimentos já autuados anteriormente. Como explica Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), coordenadora do DEFOR, o Processo Administrativo de Fiscalização, depois de aberto, “é encaminhado à Comissão de Orientação e Fiscalização (COF) para emissão de parecer, que vai indiciar a assinatura de um Termo de Cooperação ou o encaminhamento para a Justiça Federal, para a apresentação de uma Ação Civil Pública”.

As empresas chamadas para a assinatura do Termo de Cooperação, como esclarece Fernanda, assumem o compromisso de regularizarem a sua situação. “Caso descumpram, poderão arcar com a penalidade de multa”, acrescenta. “O Termo de Cooperação é mais uma oportunidade para esclarecer a legislação e para as Pessoas Jurídicas se adequarem. Com este instrumento, protegemos a atuação do profissional de Educação Física em atividades que são exclusivamente de sua competência”.

O encaminhamento para Ação Civil Pública, por outro lado, desencadeia a obrigatoriedade de realização do registro no Conselho. Para mais informações sobre o PAD FIS, clique aqui.

Confira abaixo os detalhes sobre os Processos Administrativos de Fiscalização abertos até o momento:

Empresa não possui registro no CREF2/RS: 95
Permitir profissional atuando fora de sua habilitação: 10
Empresa sem profissional presente no local: 35
Permitir exercício ilegal da profissão: 39
Não possuir um profissional Responsável Técnico em seu cadastro: 2

Fiscalização



Fiscalização fecha oito academias irregulares na segunda semana de abril
22/04/2016
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS fechou mais oito academias que funcionavam de maneira irregular no interior do Estado. As ações, realizadas entre os dias 11 e 15 de abril, interditou os estabelecimentos em Garibaldi, Pinto Bandeira, Vicente Dutra, Seberi, Sarandi, Pinheirinho do Vale, Encruzilhada do Sul e Camaquã por não possuírem um profissional habilitado durante o seu funcionamento. Seis destas academias não possuíam registro no Conselho e algumas delas ainda permitiam o exercício ilegal da profissão.

Os agentes fiscais do Conselho também estiveram em cidades como Carlos Barbosa, Barra do Ribeiro, Dom Feliciano, Charqueadas, Rodeio Bonito, Frederico Westphalen, Carazinho, Não-Me-Toque, Sapucaia do Sul e Canoas. Neste período, o DEFOR atendeu 32 denúncias e dez pessoas foram autuadas por exercício ilegal da profissão ou por não possuir termo de estágio.

Números de 11 a 15 de abril:

Denúncias atendidas: 32
Exercício ilegal da profissão e estagiários sem termo de estágio: 10
Profissionais fora da área de atuação: 4

Fiscalização



CREF2/RS realiza aula magna na Faculdade Metodista de Santa Maria
18/04/2016
Fonte: CREF2/RS

No dia 5 de maio, às 19h, o auditório da Faculdade Metodista de Santa Maria (FAMES) sediará a aula magna ministrada pela conselheira e representante da Comissão de Ensino Superior e Preparação Profissional do CREF2/RS, Débora Rios Garcia (CREF 002202-G/RS), pela assessora de Fiscalização, Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), e pela assessora jurídica, Cristiane Corrêa (OAB/RS 60.229). O tema abordado será “Questionamentos sobre as questões legais e éticas que envolvem o bacharelado em Educação Física”.

Será um bate-papo em que se tratarão os procedimentos de fiscalização, a Lei de Estágio, ações judiciais, ética e a extinção do bacharelado. No intervalo, haverá degustação dos produtos da Nação Verde, FrutaMania e suplementos da Transformers Academia. O evento é aberto ao público em geral.

Aula Magna no curso de Educação Física da Faculdade Metodista de Santa Maria
Data: 5 de maio, quinta-feira, às 19h
Local: Auditório da FAMES, rua Dr. Turi, 2003, Centro, Santa Maria
Tema : “Questionamentos sobre as questões legais e éticas que envolvem o bacharelado em Educação Física"

Aula Magna



CREF2/RS fecha cinco academias na 1ª semana de abril
14/04/2016
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) fechou, na primeira semana de abril, cinco academias e autuou 32 pessoas, sendo dez delas por exercício ilegal da profissão ou pela falta do Termo de Compromisso de Estágio. Os dados foram apresentados no dia 8 de abril, durante a reunião da Comissão de Orientação e Fiscalização (COF), composta por conselheiros do CREF2/RS.

Na ocasião, foram relatadas à COF as atividades desenvolvidas pelo DEFOR, os levantamentos das fiscalizações do ano de 2015, bem como as dificuldades e necessidades para o ano de 2016. A Comissão sinalizou que fará esforços contínuos na busca de mais recursos, pessoal e material para o Departamento. As cidades fiscalizadas foram Lajeado, Estrela, Colinas, Arroio do Meio, Guaíba, Pelotas, São Lourenço do Sul, Cruz Alta, Tapera, Espumoso, Selbach, Panambi e Porto Alegre.

Dados das fiscalizações:
95 visitas em estabelecimentos diversos;
26 denúncias totalmente atendidas;
2927 km rodados pelos fiscais;
22 academias/clubes/associações totalmente regulares;
45 estabelecimentos com algum tipo de infração;
32 pessoas foram autuadas, sendo dez delas por exercício ilegal da profissão ou estagiários sem o Termo de Compromisso de Estágio.

Academias fechadas:

cinco academias, sendo três em Pelotas, uma em Estrela e um em Guaíba. Todas por não possuir profissional habilitado presente.

DEFOR Fiscalização



Fiscalização fecha 16 academias e autua mais de 120 pessoas neste primeiro trimestre
31/03/2016
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS divulgou, nesta quinta-feira, dia 31 de março, os números referentes às ações do primeiro trimestre de 2016. Entre janeiro e março, foram realizadas 579 visitas, em que foram emitidos 1.268 documentos, entre autos, relatórios e notificações. Além disto, 16 academias foram fechadas, por não possuir registro no Conselho e profissional habilitado no local, e 123 pessoas foram autuadas, seja por exercício ilegal da profissão ou por estar fora da área de atuação.

Entre os autuados, 20 pessoas efetuaram o registro de Pessoa Física e 47 empresas regularizaram a sua situação. 30 Termos de Cooperação também foram assinados, com o intuito de evitar reincidências. Nestes primeiros três meses do ano, 76 municípios foram visitados, em todo o Estado, e 247 denúncias foram recebidas e respondidas.

Números do 1º trimestre de 2016:

Visitas realizadas: 579
Municípios atendidos: 76
Denúncias recebidas: 247
Documentos emitidos: 1268
Multas: 12

Atendimento por telefone: 409
Atendimento presencial: 83

Principais infrações – Pessoa Jurídica:
Sem registro: 89
Permitir atuação de graduado sem registro: 15
Permitir atuação de exercício ilegal: 65
Permitir atuação de estagiário sem acompanhamento: 7
Ausência de profissional habilitado: 71

Principais infrações – Pessoa Física:
Graduado sem registro: 18
Exercício ilegal: 82
Profissional fora da área: 23

Registro de Pessoa Física após fiscalização: 20
Registro de Pessoa Jurídica após fiscalização: 47
Termos de Cooperação assinados: 30

Fiscalização



Fiscalização fecha academia em Minas do Leão e autua nove por exercício ilegal da profissão
23/03/2016
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS fechou mais uma academia, desta vez em Minas do Leão. A ação, realizada entre os dias 29 de fevereiro e 11 de março, interditou o estabelecimento por não possuir registro no Conselho e um profissional habilitado orientando as atividades durante a visita. Para voltar a funcionar, a empresa terá que, primeiramente, regularizar a sua situação.

Os agentes fiscais do Conselho também estiveram, neste período, em cidades como Erechim, Marcelino Ramos, Antônio Prado, Flores da Cunha, Farroupilha, Porto Alegre, Caçapava do Sul, Minas do Camaquã, Santa Cruz do Sul, Venâncio Aires, Dois Irmãos e Estância Velha. Foram atendidas 47 denúncias e, em consequência disto, outros 27 estabelecimentos acabaram sendo autuados por algum tipo de irregularidade.

Entre estes dias, nove pessoas também foram autuadas por exercício ilegal da profissão e dois profissionais por estarem atuando fora da sua área de formação – licenciados como instrutores de academia. Além disto, foram abertos 18 novos Processos Administrativos de Fiscalização, em virtude de irregularidades identificadas anteriormente e não sanadas até o momento ou de reincidências em infrações graves ou gravíssimas.

Números de 29 de fevereiro a 11 de março:

Academias vistadas em situação regular: 32
Denúncias atendidas: 47

Academias irregulares e autuadas: 28
Pessoa Jurídica sem registro no CREF2/RS: 10
Sem profissional de Educação Física presente no momento: 7

Exercício ilegal da profissão e estagiários sem termo de estágio: 9
Profissionais fora da área de atuação: 2
Processos Administrativos de Fiscalização abertos: 18

Fiscalização



Fiscalização fecha mais cinco academias irregulares em fevereiro
10/03/2016
Fonte: CREF2/RS

As ações do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS fecharam mais cinco academias irregulares, entre os dias 10 e 28 de fevereiro. Os estabelecimentos, localizados em Porto Alegre, Imbé, Osório e Três de Maio, não possuíam registro e a presença de um profissional de Educação Física orientando as atividades. Para voltarem a funcionar, estas empresas precisarão, primeiramente, regularizar a sua situação.

Além da suspensão das atividades destas cinco academias, os agentes fiscais do Conselho também autuaram, no mesmo período, 28 pessoas, por exercício ilegal da profissão ou por estarem fora da sua respectiva área de atuação. Outros 41 estabelecimentos também foram notificados pelo CREF2/RS, por permitirem a orientação de atividade física por não registrados ou por não terem um profissional habilitado no local, no momento da visita.

Atendendo diversas denúncias e realizando visitas de rotina, o CREF2/RS passou, na última quinzena de fevereiro, pelas cidades de Caxias do Sul, Gravataí, Porto Alegre, São Leopoldo, Passo Fundo, Ijuí, Santo Ângelo, Frederico Westphalen, Rodeio Bonito, Santa Maria, Quintão, Tramandaí, Tenente Portela, Canoas e Mormaço, entre outras mais. Você pode contribuir com as ações de fiscalização do CREF2/2RS denunciando irregularidades diretamente por aqui.

Números de 10 a 28 de fevereiro:

Academias vistadas em situação regular: 41

Academias irregulares e autuadas: 41
Pessoa Jurídica sem registro no CREF2/RS: 26
Exercício ilegal da profissão e estagiários sem termo de estágio: 15
Sem profissional de Educação Física presente no momento: 24
Academia permitindo profissionais fora da área de atuação: 3

Pessoas autuadas: 28
Diplomados sem registro no CREF2/RS: 7
Exercício ilegal da profissão e estagiários sem termo de estágio: 17
Profissionais fora da área de atuação: 3

Fiscalização



CREF2/RS e CRO/RS discutem processo de execução fiscal
03/03/2016
Fonte: CREF2/RS

Na manhã desta quinta-feira, dia 3 de março, os membros do Departamento Jurídico e de Dívida Ativa do CREF2/RS estiveram reunidos com João Paulo de Carvalho e Ana Lopes, integrantes do Departamento Jurídico e de Cobrança do CRO/RS. O encontro foi marcado para debater o processo de execução fiscal e os procedimentos internos de cada Conselho referentes à cobrança da dívida ativa, com o intuito de aprimorar os trabalhos que são atualmente realizados.

A iniciativa faz parte do convênio firmado pelas duas instituições, no último mês de janeiro. A parceria tem como objetivo estabelecer uma aproximação entre os dois Conselhos, que representam mais de 45 mil profissionais em todo o Estado, e otimizar as tarefas realizadas no CREF2/RS e no CRO/RS, com um assessoramento mútuo e outros benefícios.

Fiscalização



11ª Semana de Prevenção das LER é nos dias 1º e 2 de março na FDRH
23/02/2016
Fonte: CREF2/RS

A 11ª Semana LER (Lesões por Esforço Repetitivo) – Três Visões sobre um Futuro Melhor, iniciativa da Câmara Municipal de Porto Alegre com o apoio do CREF2/RS, será realizada nos dias 1º e 2 de março no auditório da Federação para o Desenvolvimento dos Recursos Humanos (FDRH), em Porto Alegre. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo e-mail ftiars@ftiars.org ou diretamente no local.

LER é o conjunto de doenças que atingem músculos, tendões, nervos e articulações dos membros superiores (dedos, mãos, punhos, antebraços e braços) e, eventualmente, membros inferiores e coluna vertebral. Decorrem de sobrecarga do sistema músculo-esquelético no trabalho, que vai se acumulando ao longo do tempo. Tony Izaguirre (CREF 002462-G/RS), da Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa do Conselho, será um dos palestrantes do evento.

11ª Semana LER Lesões por Esforço Repetitivo
Local: Auditório da Federação para o Desenvolvimento dos Recursos Humanos
Endereço: Avenida Praia de Belas, 1595 - Praia de Belas

Programação:

Dia 1º de março, terça-feira:

8h30min: credenciamento
9h: abertura
9h30min: Visão 1: Prevenção: Custo ou Investimento?
- Empresa: Gestão de Pessoas
- Segurança do Trabalho
- CIPA
- Ergonomia
- Ginástica Laboral e outras ações de prevenção
14h: Visão 2: A Fiscalização
- Ministério Público do Trabalho
- CIPA - DRT
- Previdência Social
- Tribunal Regional do Trabalho - TRT4

Dia 2 de março, quarta-feira:

9h: Visão 3: A Atuação Sindical
- Sindicatos da Alimentação, Bancários, do Comércio, da Previdência e da Saúde.
11h30min - Debates
11h45min - Encerramento da 11ª Semana e passeata até o TRT/4

Lesões por Esforço Repetitivo



Ano começa mesmo antes do Carnaval para a Fiscalização do CREF2/RS
18/02/2016
Fonte: CREF2/RS

Nas primeiras cinco semanas no ano, os agentes do DEFOR do CREF2/RS imprimiram ênfase nas fiscalizações do litoral e balneários do estado, devido à grande procura da população por estes locais. Foram visitadas 41 praias de mar e de água doce, iniciando o roteiro no Chui, no extremo sul gaúcho, e chegando a Torres, no litoral Norte. Os agentes também fiscalizaram outros 18 municípios, entre eles Porto Alegre, Pelotas, Santa Maria, Livramento e Caxias do Sul.

Na segunda semana de fiscalização, foi fechada uma academia em Rio Grande pela falta de registro no CREF2/RS, além de permitir o exercício ilegal da profissão e não possuir profissional de Educação Física devidamente habilitado orientando as atividades. Na quarta semana, foram fechadas uma academia em Capão do Leão e duas em Tapes. Os estabelecimentos tiverem suas atividades suspensas por não possuírem registro junto ao CREF2/RS e não contarem com profissionais de Educação Física, devidamente habilitados, orientando as atividades físicas nos respectivos locais. Para voltarem a funcionar, estas empresas devem regularizar a sua situação.

DEFOR



CMD de Caxias do Sul, CREF2/RS e representantes de lutas reúnem-se na Serra
16/02/2016
Fonte: CREF2/RS

O Conselho Municipal do Desporto (CMD) de Caxias do Sul, o CREF2/RS e representantes de várias modalidades de luta da região da Serra reuniram-se no último dia 12. De acordo com a presidente do Conselho Municipal de Desporto e conselheira do CREF2/RS, Márcia Rohr da Cruz (CREF 007542-G/RS), o encontro foi uma resposta à solicitação da comunidade da Região e dos profissionais destes esportes que cobravam maior fiscalização por parte do CREF2/RS e das autoridades locais.

Durante a reunião, a advogada do CREF2/RS Andréia Zucheto Araújo explicou que atualmente o Conselho está impedido de fiscalizar estas modalidades devido à decisão do recurso especial 1.012.692 do STJ, na qual os Ministros entenderam que a orientação das lutas não é exclusividade dos profissionais de Educação Física. Já o presidente da Câmara Técnica de Lutas do CREF/RS, Felipe Gomes Martinez (CREF 003930?G/RS), recordou o início da sua carreira como atleta de judô, e ressaltou a importância da presença do profissional de Educação Física no ambiente das lutas e artes marciais. “Estas modalidades vão além do aprendizado empírico ou da mera atividade física, caracterizando um processo de formação pessoal que envolve ética, hierarquia, disciplina e a construção da cidadania”, assegurou.

Todos os representantes manifestaram o desejo de que se tenha algum tipo de fiscalização na modalidade, e por consenso foi proposto levar ao Sistema CONFEF/CREFs a ideia da organização de cursos de qualificação técnica para atuação nas diferentes modalidades de luta, travando parcerias com Instituições de Ensino Superior. A presidente do Conselho Márcia Rohr da Cruz informou que será realizada uma pesquisa sobre a lei que dá origem às Federações e Confederações das diferentes modalidades de lutas, onde será verificada a quem está atribuída a fiscalização da atuação dos Profissionais. Segundo Márcia, a reunião foi um grande avanço na discussão do tema. “Demos um passo importante na busca do equilíbrio entre as partes envolvidas nestas modalidades”, afirmou.

Lutas



CREF2/RS reúne-se com representante da Zumba Fitness
12/02/2016
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS sediou hoje (12) uma reunião com o advogado Rafael Magalhães Ferreira (OAB/RJ 138.762), representante da empresa Zumba Fitness. Na ocasião, Magalhães conversou sobre a modalidade com a presidente do CREF2/RS, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), os representantes da Comissão de Fiscalização Samuel Moreira de Almeida (CREF 013510-G/RS) e Ana Maria Haas (CREF 004563-G/RS), a assessora de Fiscalização Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS) e a assessora jurídica Cristiane Corrêa (OAB/RS 60.229).

Em sua explanação, o advogado argumentou que a Zumba oferece alguns tipos de modalidades de condicionamento físico e outras exclusivamente voltadas à dança. “Existem quatro voltadas unicamente para dança e que, nestes casos, os instrutores não estão sujeitos à fiscalização por parte dos CREFs”. Magalhães também protocolou quatro manuais de Zumba que seriam base para as modalidades de Zumba Dança. “Espero que com esta reunião estejamos dando um primeiro passo rumo ao consenso”, ponderou.

A presidente do CREF2/RS considerou a reunião como produtiva, e se comprometeu a estudar os manuais através de uma Câmara Técnica para emissão de um parecer acerca dos documentos. Carmen também assegurou que levará o assunto ao CONFEF e ao Colégio de Presidentes, a fim de traçar uma estratégia única em todo o Sistema. “Preferimos o diálogo ao confronto judicial”, asseverou. A assessora de Fiscalização Fernanda Rodrigues afirmou que espera chegar a um acordo dentro da lei. “Com o objetivo final de que a modalidade seja orientada por profissionais de Educação Física”, reforçou Fernanda.

Zumba Fitness



Câmara Técnica de Corrida de Rua realiza sua primeira reunião
16/12/2015
Fonte: CREF2/RS

A Câmara Técnica de Corrida de Rua realizou, na tarde desta terça-feira (16), sua primeira reunião oficial. Presidida por Cláudia Ramos Lucchese (CREF 002358-G/RS), teve como participantes Juliano Monaco Maciel (CREF 016431-G/RS), Gabriel Picarelli Mafalda (CREF 015471-G/RS), Wayne Feil Wong (CREF 019387-G/RS), Rita Abero (CREF 001782-G/RS) e a estagiária Luzia Pinto. A reunião foi aberta pela presidente do CREF2/RS, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), e pelo vice-presidente do CREF2/RS, Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), que conversaram com os profissionais sobre o Conselho, as atividades das Câmaras e os critérios para integrá-las.

“Este é um compromisso que demanda seriedade e responsabilidade, e o único pré-requisito para participar da Câmara é ser registrado no Conselho e estar em dia com suas obrigações estatutárias”, destacou Carmen. “A partir de hoje, vocês tornaram-se nosso órgão consultivo sobre corrida de rua”, complementou. Lauro explicou que todos os documentos produzidos na Câmara são oficiais e direcionados à sociedade e aos profissionais de Educação Física que queiram trabalhar com corrida de rua. “Nós temos a página da Câmara, com livre acesso, que deve ser utilizado como ferramenta de debate e diálogo”, ressaltou.

Durante a reunião, a presidente da Câmara, Cláudia Lucchese, defendeu a valorização dos espaços públicos, uma das principais características corrida de rua, e a possibilidade de participação da Câmara no Dia Mundial da Saúde. Entre os vários temas debatidos, a importância de se ter profissional de Educação Física como responsável técnico nas corridas de rua, estratégias para ampliar a busca de clientes corporativos e uma maior fiscalização frente a pessoas que se dizem treinadoras sem serem profissionais de Educação Física.

 “Este foi o primeiro contato na busca de novas ideias e a intenção é angariar mais profissionais e outras equipes para fortalecer as assessorias e valorizar o profissional Educação Física”, afirmou Juliano Maciel (CREF 016431-G/RS). Para Rita Abero (CREF 001782-G/RS), esta reunião marca o início de uma caminhada. “Este primeiro passo terá como reflexo a ampliação do respeito da sociedade não só das equipes de corrida, mas também dos profissionais de Educação Física”, disse Rita. De acordo com Cláudia Lucchese, além de valorizar a profissão, a corrida de rua se apresenta como um dos esportes mais democráticos existentes. “Utilizamos o meio ambiente de forma sadia, ajudamos a preservação dos parques, na luta para que a população tenha segurança pública, além de valorizarmos a socialização”, afirmou Cláudia.

Câmara Técnica de Corrida de Rua



Profissionais de Educação Física e SME se reúnem para discutir uso do Parque Ramiro Souto
04/12/2015
Fonte: CREF2/RS

Na manhã desta sexta-feira (4), estiveram reunidos no Parque Ramiro Souto, na Redenção, o vice-prefeito de Porto Alegre, Sebastião Melo, o secretário municipal de Esportes, Recreação e Lazer, (SME) José Edgar Meurer (CREF 001953-G/RS), e profissionais de Educação Física para discutir as normas de uso do local. Débora Garcia (CREF 002202-G/RS), 1ª secretária, e os conselheiros Cláudia Lucchese (CREF 002358-G/RS) e Alessandro Gamboa (001534-G/RS) também marcaram presença, representando o CREF2/RS.

O encontro foi marcado após a polêmica que envolveu o Parque nesta última semana, quando a SME proibiu a atuação dos profissionais que utilizam o local para ministrar atividades físicas e esportivas remuneradas. Segundo Meurer, houve um equívoco na formulação destas notificações, o que gerou um mal-entendido. "A medida não em como objetivo impedir o trabalho, mas organizar o uso do Parque", defendeu. Entre as regras, levadas para o conhecimento de todos, está a proibição do estacionamento de veículos no local, a publicidade de marcas sem a autorização da Prefeitura, a instalação de tendas que prejudiquem o acesso público e a orientação de atividades físicas por pessoas sem registro no CREF2/RS.

Para Débora, as medidas que serão adotadas pelo Parque, além de reforçar o caráter público do local, vão coibir o exercício ilegal da profissão. "As pessoas que trabalham nos parques da cidade não podem ser leigos no assunto. Para vir ao Ramiro Souto e passar treinos, é obrigatório ser profissional de Educação Física e ter registro no Conselho", explicou aos presentes. "Por conta disto, vamos intensificar a nossa fiscalização, para que os usuários deste tipo de espaço recebam somente a orientação de profissionais de Educação Física habilitados. Nós temos este compromisso e vamos nos unir para isto", completou.

Os representantes das assessorias esportivas também se comprometeram em "adotar" o local, para que, em parceria com a Prefeitura, possam ser feitas melhorias na estrutura do Parque, em questões que envolvem a segurança, os banheiros e a pista atlética. As sugestões foram todoas anotadas e a administração do Ramiro Souto vai voltar a se reunir com os profissionais de Educação Física para dar avanço a todas estas demandas.

Parque Ramiro Souto SME



Reunião da SME e do CREF2/RS define situação do Parque Ramiro Souto
02/12/2015
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS comparecerá à reunião convocada pela Secretaria Municipal de Esportes, Recreação e Lazer de Porto Alegre (SME), programada para acontecer sexta-feira (4), às 10h, na pista de atletismo do Parque Ramiro Souto. Lá, o coordenador do Parque, Celso Luiz Mastrascusa, orientará os profissionais de Educação Física sobre as normas de utilização do espaço.

Durante esta semana, a Secretaria notificou usuários do Ramiro Souto por promoverem atividades esportivas com rendimento econômico e por utilizarem o espaço para divulgações de marcas e patrocínios. Segundo o secretário Municipal de Esportes, Recreação e Lazer, José Edgar Meurer (CREF 001953-G/RS), houve um equívoco na formulação destas notificações, o que gerou um mal-entendido. “A medida não tem como objetivo impedir o trabalho do profissional de Educação Física, mas sim organizar o uso do local”, afirmou. Meurer explicou que a normatização proíbe o estacionamento de veículos no Parque, a publicidade de marcas, a instalação de tendas e a orientação de atividades físicas por pessoas sem registro no CREF2/RS.

A presidente do CREF2/RS, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), apoiou as medidas implementadas e explicou que a tarefa do Conselho será coibir o exercício ilegal da profissão no local. “Reforçaremos nossa fiscalização para que os usuários deste espaço público recebam somente a orientação de profissionais de Educação Física habilitados, resguardando nossa profissão, bem como a saúde da população”, afirmou.

Reunião sobre a normatização do Parque Ramiro Souto
Sexta-feira, 4 de dezembro, às 10h
Local: Parque Ramiro Souto
Endereço: Avenida Osvaldo Aranha, 969 - BBom Fim

Foto: Joel Vargas/PMPA

Parque Ramiro Souto



Conselho assina Termos de Cooperação para evitar reincidências
01/12/2015
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) vem realizando, desde o final de novembro, audiências para a assinatura de Termos de Cooperação. Os documentos, que têm o objetivo de regularizar a situação de Pessoas Jurídicas registradas no Conselho e evitar reincidências, são a última etapa do processo administrativo de fiscalização.

Como destacou Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), coordenadora do DEFOR, das 53 empresas notificadas 35 delas compareceram ao CREF2/RS para assinar o Termo, com o compromisso firmado de regularizarem as suas pendências. As ausentes terão, a partir de agora os seus casos analisados pela Comissão de Orientação e Fiscalização e estão passíveis da cobrança de multa. "Em outros 40 processos de Fiscalizações, ingressamos com ação civil pública, diretamente no Ministério Público, pela constatação de irregularidades reincidentes e não sanadas", acrescentou Fernanda.

A coordenadora do DEFOR também salientou que a assinatura do Termo de Cooperação não isenta o estabelecimento de ações fiscalizatórias posteriores. "Toda Pessoa Jurídica que tem reincidência nas infrações de exercício ilegal ou falta de um profissional de Educação Física tem mais uma chance com o Termo, para regularizar a sua situação e não cometer mais estes erros".

Termos de Cooperação Fiscalização



Fiscalização do CREF2/RS orienta acadêmicos
30/11/2015
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS realizou na última quinzena de novembro mais uma série de fiscalizações, que abrangeram 17 municípios, e que em alguns casos foram feitas conjuntamente com o Conselho Regional de Nutricionistas (CRN-2). No dia 21, em Porto Alegre, os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) visitaram o “Dança Mix”, evento que é parte da disciplina Organização de Eventos em Educação Física, da Faculdade de Educação Física e Ciências do Desporto da PUCRS. No local, onde eram oferecidas as modalidades de “Zumba” e “Sh'Bam”, duas pessoas foram autuadas por exercício ilegal da profissão. Os alunos cancelaram a aula de “Sh'bam”, após os fiscais explicarem ao professor e aos alunos organizadores do evento que as duas modalidades são atividades de condicionamento físico e devem ser ministradas apenas por profissionais habilitados em Educação Física e registrados no CREF2/RS.

No dia 22, em Novo Hamburgo, foi realizada uma visita de orientação ao evento “Vita Fair Esporte, Saúde, Bem Estar”, onde ocorreram atividades de condicionamento físico como Treinamento Funcional, Cross Fit, Pilates e Zumba Fitness em forma de aulão aberto ao público, todas corretamente ministradas por profissionais de Educação Física, registrados no CREF2/RS.

DEFOR



Fiscalização do CREF2/RS fecha três academias em novembro
20/11/2015
Fonte: CREF2/RS

Atendendo cerca de 70 denúncias e realizando visitas de rotina em diversos municípios do Estado, o Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS já fechou três academias em novembro. Os estabelecimentos, localizados em Capitão, Esteio e Eldorado do Sul, tiverem as atividades suspensas por não possuírem registro junto ao CREF2/RS e não contarem com profissionais de Educação Física, devidamente habilitados, orientando as atividades físicas nos respectivos locais. Para voltarem a funcionar, estas empresas devem regularizar a sua situação.

Neste mês, a Fiscalização do CREF2/RS também compareceu ao 1º Workshop de Dança Fitness, realizado no Clube Caixeiros Viajantes, em Porto Alegre. Como as atividades do evento foram corretamente ministradas somente os profissionais habilitados, o CREF2/RS não realizou nenhuma autuação. A visita, entretanto, serviu para que o DEFOR esclarece as dúvidas dos profissionais presentes no local e salientasse, para todos que participaram do Workshop, a importância das atividades físicas serem ministradas exclusivamente por profissionais de Educação Física.

Em cidades como Caxias do Sul, Farroupilha, Passo Fundo, Carazinho, Gravataí Santa Cruz, Venâncio Aires e Guaporé, a Fiscalização do CREF2/RS também contabilizou diversas autuações por exercício ilegal da profissão, por profissionais atuando fora da área de formação e pela ausência de profissional habilitado no momento da visita. Outros municípios visitados em novembro foram Bento Gonçalves, Muçum, Gravataí, Soledade, Colinas, Roca Sales, Vera Cruz e Triunfo.

Fiscalização



Encontro entre acadêmicos e conselhos profissionais debate Controle Social
17/11/2015
Fonte: CREF2/RS

Com o tema “Conselhos de Controle Social”, a Câmara da Saúde do Fórum dos Conselhos Profissionais do Rio Grande do Sul (Fórum/RS) promoveu em Porto Alegre, no dia 13 de novembro, o 2º Encontro dos Acadêmicos com os Conselhos Profissionais da Saúde. O evento, ocorrido em Porto Alegre no auditório do Conselho dos Corretores de Imóveis do Rio Grande do Sul (CRECIRS), visou, ainda, esclarecer aos estudantes sobre os objetivos e a importância das entidades como órgãos orientadores, disciplinadores e fiscalizadores do exercício legal das profissões.

Na abertura do evento, a coordenadora da Câmara da Saúde, nutricionista Carmem Franco, ressaltou o papel exercido pelos conselhos profissionais como protetores da sociedade, evitando, por meio de fiscalização, que pessoas não habilitadas exerçam profissões regulamentadas, pondo em risco a saúde da população. “Como temos inúmeras profissões com estas características, elas se congregam pelas suas expertises em fóruns”, explicou. Carmem enfatizou a certeza de que os estudantes de hoje serão as lideranças do amanhã. "Por isso, a Câmara da Saúde tenta reunir-se com os acadêmicos uma vez por ano. Na última ocasião, recebemos a demanda de debater o Controle Social, instrumento pelo qual se busca a solução das deficiências sociais com mais eficiência".

O vice-presidente do CREF2/RS, Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), afirmou que este tipo de ação servirá como exemplo à sociedade, ampliando a cidadania. “O Controle Social tem-se mostrado essencial para que os gestores sejam responsáveis e estabeleçam suas decisões em prol do interesse público e de demandas da sociedade”. Aguiar definiu como inegável o potencial democrático do Controle Social tanto pelo Estado, como pelo cidadão, na busca da transparência democrática.

Segundo o farmacêutico bioquímico Rodrigo Silveira Pinto, palestrante do evento, não houve lei promulgada no país até 1992 que trouxesse a noção de Controle Social. "Isto aconteceu para que os movimentos sociais não se apropriassem deste instrumento democrático", constatou. Ele também afirmou que participação social é o que gera Controle Social, evitando a reserva de poder hoje existente nos conselhos de saúde. “Isto porque sabemos ser pouco representativo apenas um membro nos conselhos”. Ele ressaltou que o fato de a população achar que o profissional de saúde detém todo o conhecimento causa prejuízo na implantação do Controle Social. “Temos que romper esta cultura de apropriação do poder”, finalizou.

Fórum-RS



Justiça Federal dá sentença favorável ao CREF2/RS para fiscalizar Zumba
10/11/2015
Fonte: CREF2/RS

Na segunda vitória judicial desta semana, o CREF2/RS obteve sentença favorável proferida pela 5ª Vara Federal de Porto Alegre ao considerar a orientação de Zumba como privativa do profissional de Educação Física e submetida, portanto, à fiscalização do Conselho. Isto porque, através dos elementos contidos nos autos, foi possível afirmar que a aula de Zumba é uma modalidade de ginástica aeróbica, com o objetivo único o condicionamento físico através de exercícios executados por meio de ritmos de danças, devendo ser ministrada por profissionais de Educação Física.

No processo, ficou explicitado que na empresa de Zumba “não se preocupa o instrutor da referida modalidade em ensinar a dança em seu aspecto cultural, mas atenta-se em acompanhar o condicionamento físico e a estética de seu aluno”. Ainda conforme a decisão judicial “diante da informação extraída do próprio site da empresa de que se trata de uma marca exclusivamente criada para atender o mercado de fitness, não há ilegalidade na atuação do CREF2/RS ao exigir a inscrição e realizar a fiscalização da atividade exercida pelos profissionais de Educação Física que ministrarem a referida atividade física, conforme o exposto na Lei nº 9.696/98”.

Zumba



CREF2/RS participa da Semana Estadual de Fiscalização Conjunta
10/11/2015
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS esteve presente, ontem à tarde (9), na reunião do Grupo de Agentes Fiscais (GAF) do Fórum dos Conselhos Regionais e Ordens das Profissões Regulamentadas do Rio Grande do Sul (Fórum-RS), que definiu os primeiros detalhes da ação que será realizada, no final do mês, durante a Semana Estadual de Fiscalização Conjunta. O encontro contou também com a participação dos Conselhos Regionais de Administração, Biomedicina, Farmácia, Fonoaudiologia, Medicina Veterinária, Nutricionistas, Psicologia e Química.

A coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação do CREF2/RS, Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), adianta que, além da participação dos Conselhos, a fiscalização terá ainda o apoio do PROCON estadual e dos respectivos PROCONs municipais de todas as cidades que receberão estas ações. "Na reunião, nós discutimos a forma como a fiscalização conjunta será feita, analisando as datas que cada Conselho tem disponíveis", conta. "O CREF2/RS confirmou a sua participação e, nos próximos encontros, vamos definir o roteiro e quais outros Conselhos estarão com a gente".

Everton Borges, assessor de relações institucionais do Fórum-RS e coordenador do GAF, também destacou a grande adesão dos Conselhos à Semana Estadual de Fiscalização Conjunta e que, com a união de todos, as ações certamente trarão resultados ainda mais positivos. O grupo vai voltar a se reunir nas próximas semanas.

Fiscalização Fórum-RS



CREF2/RS obtém vitória em Ação Civil Pública contra academia irregular
05/11/2015
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS obteve mais uma vitória na garantia de que a orientação de exercícios e da atividade física sejam prerrogativas dos profissionais de Educação Física, como advoga a Lei 9696/98, que regulamenta a profissão. Após agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) constatarem irregularidades em matriz e filial de uma empresa, como exercício ilegal da profissão por estagiários sem a devida orientação, atuação de profissionais não registrados no Conselho, ausência de registro da empresa e a falta de profissional de Educação Física Responsável Técnico, o Conselho entrou com uma Ação Civil Pública contra o estabelecimento, obtendo sentença favorável para compelir o réu a cessar as atividades de pessoas não registradas junto ao CREF2/RS e abstenha-se de manter e estagiários atuando sem supervisão. A Ação Civil Pública é o instrumento processual, previsto na Constituição Federal brasileira e em leis infraconstitucionais, de que podem se valer o Ministério Público e outras entidades legitimadas para a defesa de interesses difusos, coletivos e individuais homogêneos.

DEFOR



Fiscalização do CREF2/RS realiza ações em 26 municípios
28/10/2015
Fonte: CREF2/RS

As duas últimas semanas foram marcadas por intensas ações de fiscalização deflagradas pelos agentes do Departamento Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS, período em que visitaram 26 cidades das mais variadas regiões gaúchas. Entre os dias 12 e 16 de outubro, as equipes estiveram em 12 municípios, dentre os quais Caxias do Sul, Tramandaí, Capão da Canoa, Cidreira e Gravataí. No dia 14, em Tavares, foi solicitada a suspensão das atividades de uma academia. Ficou constatado que não havia registro junto ao CREF2/RS, além de permitir a atuação de leigo orientando as atividades e pela ausência do profissional de Educação Física. No dia 16, no evento Party in Pink Zumbathon, realizado em Caxias do Sul, os agentes autuaram uma pessoa por exercício ilegal da profissão.

Entre os dias 19 e 23 de outubro, as equipes deslocaram-se por 14 municípios, dentre eles Canoas, São Leopoldo, Porto Alegre, Esteio, Ijuí, Santa Rosa e Rio Grande. Em Capão do Leão, houve a suspensão das atividades de uma academia, pois não havia registro junto ao CREF2/RS, além do estabelecimento apresentar instalações irregulares e não contar com a presença de profissional de Educação Física.

Já em Alvorada foi solicitada a suspensão das atividades em uma academia, por não haver registro junto ao CREF2/RS, permitir a atuação de leigo orientando as atividades e por não ter a presença de profissional de Educação Física. Uma academia localizada Sapucaia do Sul foi fechada pela falta de registro junto ao CREF2/RS e por não ter a presença de profissional de educação física.

Para voltarem a funcionar, todos os estabelecimentos devem regularizar suas situações e manter profissional de Educação Física registrado orientando as atividades.

DEFOR



Departamentos de Fiscalização do CREF2/RS e do Crefito5 realizam reunião conjunta
09/10/2015
Fonte: CREF2/RS

Nesta quinta-feira (8), o Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS e o Departamento de Fiscalização (DEFIS) do Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Crefito5) estiveram reunidos na sede do CREF2/RS, dando prosseguimento ao processo de aproximação das duas autarquias. Na pauta, foram debatidas as atribuições das duas profissões, parcerias em fiscalizações e o lançamento de um protocolo de intenções conjunto, bem como a realização de audiências públicas e eventos coletivos. Também foram tratadas questões relativas à prática de Zumba e do Pilates.

Na ocasião, a presidente do CREF2/RS Carmen Masson (CREF 001910-G/RS) discorreu sobre o trabalho multidisciplinar e as atribuições de cada área. “Ao observar os profissionais ligados à saúde atuando, percebe-se uma tendência para a individualização, restringindo o exercício multidisciplinar”, afirmou. “Quanto mais nos conhecemos, mais nos respeitamos, alcançando com isto a interdisciplinaridade”, sintetizou Carmen. A coordenadora do DEFOR, Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), observou que ainda persiste a desinformação sobre as atribuições de cada profissão. “Comprovamos isto em nossas fiscalizações. Nestes casos, trabalhamos com a orientação, acima de tudo”.

Segundo Simone Camponi, coordenadora do DEFIS, muitas vezes fica imperceptível à população as diferenças profissionais entre fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais e os profissionais de Educação Física. “É muito importante que haja clareza nas atribuições das profissões, resultando em segurança na escolha do tratamento por parte dos pacientes”. A coordenadora da Fiscalização do Crefito, Silvana Halmenschlager, frisou que o encontro dá uma excelente contribuição para tratar das áreas "sombreadas" entre as profissões ligadas à saúde. “Temos atribuições muito próximas, mas bem delineadas”, afirmou.

DEFOR



Conselheira realiza palestra no I Simpósio do Fórum RS
07/10/2015
Fonte: CREF2/RS

A conselheira Eneida Feix (CREF 002116-G/RS) proferiu ontem (6) a palestra “Interações propositivas da qualificação da saúde e bem-estar da sociedade” no I Simpósio do Fórum RS, na qual fez um relato minucioso da interação do Conselho com os profissionais de Educação Física e com a sociedade. O evento, que teve como tema “O papel dos Conselhos Profissionais junto à sociedade”, foi realizado na sede do Conselho Regional de Corretores de Imóveis (CRECIRS), com organização da Câmara da Saúde Fórum dos Conselhos Regionais e Ordens das Profissionais Regulamentadas do Rio Grande do Sul (Fórum-RS).

Em sua exposição, Eneida ressaltou a importância da troca interdisciplinar de conhecimentos. “Participar de eventos com outros conselhos vem sendo uma política eficaz para aprimorarmos a nossa gestão”, afirmou. A conselheira discorreu sobre a pauta de lutas em prol da Educação Física travada pelo Conselho, ampliada neste ano com a defesa da Fundergs e do CETE. “Por meio de mobilização e pressão política, conseguimos retirar o regime de urgência do Projeto de Lei que extingue a Fundação”. Ela frisou que as verbas destinadas à atividade física não são gastos públicos, mas sim investimento em saúde e inclusão social.

A conselheira explicou que a obrigatoriedade do profissional de Educação Física habilitado orientando as séries iniciais Educação Física Escolar, uma luta histórica do Conselho, obteve importante vitória em 2014 em Porto Alegre com a aprovação da Lei nº 11.585, de autoria do vereador Professor Garcia (CREF 000002-G/RS), que obriga a formação em curso superior de Licenciatura em Educação Física para a docência dessa disciplina no Ensino Fundamental “Diante da epidemia de obesidade e doenças relacionas, como diabetes e hipertensão, nossa luta é para torná-la estadual”.

Na mesa-redonda que se seguiu ao debate, foram abordados temas como fiscalização e a interação com a SMIC, Vigilância Sanitária, Procon, Polícia Civil e Brigada Militar. Também estiveram presentes a presidente do CREF2/RS, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), o presidente da Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa do CREF2/RS, Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), e o presidente do CRECIRS, Flávio Koch.

Fórum-RS



CREF2/RS e Crefito5 firmam parceria para realizar ações de fiscalização conjuntas
24/09/2015
Fonte: CREF2/RS

Na tarde desta quinta-feira (24), estiveram reunidos a presidente do CREF2/RS Carmen Masson (CREF 001910-G/RS) e o presidente do Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Crefito5) Fernando Prati. O objetivo do encontro foi firmar uma nova parceria, para que os dois órgãos realizem ações de fiscalização conjuntas. A reunião contou também com a presença de Luciane Citadin (CREF 000100-G/RS), da Comissão de Orientação e Fiscalização do CREF2/RS.

Para Prati, a aproximação dos dois Conselhos é de extrema importância, porque a Educação Física e a Fisioterapia são profissões da saúde e têm diversos pontos em comum. "Tudo são ferramentas. O pilates e o RPG, por exemplo, não são exclusivos de um único profissional, mas o que faz a diferença é o objetivo com o qual são utilizados", explicou. "A ferramenta não é melhor do que o profissional e não pode substitui-lo. Para recuperar joelho, ela precisa ser utilizada por fisioterapeuta. Para perda de peso, é com o profissional de Educação Física".

Carmen Masson aproveitou o encontro também para destacar que a parceria entre os dois Conselhos não é inédita, mas pela primeira vez serão padronizados procedimentos, abordagens e documentos, o que facilitará o trabalho. Por conta disto, novos encontros já estão sendo programados entre os departamentos de Fiscalização do CREF2/RS e do Crefito5, para a elaboração de uma pré-agenda de visitas. "Nós estamos nos unindo para coibir o exercício ilegal da profissão, seja de Fisioterapeuta ou de profissional de Educação Física", contou. "Um dos problemas que identificamos é que muitos profissionais desconhecem o que os outros fazem. Também temos o intuito de orientá-los neste sentido", completou a Presidente.

Fiscalização Crefito5



CREF2/RS fecha duas academias no interior do Estado
21/09/2015
Fonte: CREF2/RS

Entre os dias 14 e 18 de setembro, as equipes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS estiveram presentes em 20 municípios do interior do Estado, além de Porto Alegre e Região Metropolitana. No dia 15, uma academia foi fechada na Região de Rodeio Bonito por ficar constatado o exercício ilegal da profissão, além do local não contar com um profissional de Educação Física orientando as atividades. No dia 16, na Região de Ametista do Sul, um estabelecimento teve suas atividades suspensas pela falta do profissional de Educação Física orientando as atividades. Para voltarem a funcionar, as academias devem regularizar sua situação junto ao CREF2/RS e manter profissionais habilitados em Educação Física orientando as atividades. Entre os 20 municípios fiscalizados, estão Uruguaiana, São Borja, Bagé, Dom Pedrito, Seberi e Pinheiro Machado.

DEFOR



CREF2/RS fiscaliza e orienta durante a Meia Maratona de Caxias do Sul
14/09/2015
Fonte: CREF2/RS

No último domingo (13), a Fiscalização CREF2/RS compareceu à 1ª Meia Maratona de Caxias do Sul, organizada pela prefeitura e pela Secretaria de Esporte e Lazer da cidade. Os agentes de orientação e fiscalização do Conselho conversaram com as profissionais Nicole Vognochi (CREF 011490-G/RS) e Leda Marramarco (CREF 016981-GF/RS), responsáveis pelo evento, que informaram que todos os envolvidos com a organização da corrida eram graduados ou acadêmicos de Educação Física.

Durante a prova, também foi realizada uma orientação especial aos grupos de corrida participantes e que prestavam assessoria no local. Os agentes do CREF2/RS tiraram dúvidas sobre a Lei Federal 9.696/98 e sobre a obrigatoriedade das atividades de condicionamento físico e de treinamento de corrida serem ministradas por profissionais de Educação Física devidamente habilitados no Conselho.

Denúncias

Você pode contribuir com as ações de fiscalização do CREF2/RS enviando a sua denúncia para nós. Comunique irregularidades de exercício ilegal ou irregular da profissão - assim como estabelecimentos que não zelem pela saúde física de seus clientes - preenchendo o formulário disponível em nossa página. Para acessá-lo, clique aqui.

Fiscalização



CREF2/RS fecha academias e coíbe exercício ilegal da profissão no interior do Estado
10/09/2015
Fonte: CREF2/RS

Os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS, fecharam uma academia em Sapucaia do Sul, município vizinho a Porto Alegre, durante ações realizadas entre os dias 24 e 28 de agosto. No estabelecimento foram constatadas a ausência do profissional de Educação Física orientando as atividades e a falta de registro junto ao Conselho. Para voltar a funcionar, a academia deve regularizar sua situação e manter profissional habilitado orientando as atividades.

Entre os dias 31 de agosto e 4 de setembro, foram fechadas uma academia no município de Santo Antônio da Patrulha e outra em Portão. No primeiro caso, os fiscais constataram que no estabelecimento não havia profissional de Educação Física habilitado para orientar os praticantes das atividades físicas. A academia visitada em Portão não possuía registro junto ao CREF2/RS, tampouco contava com profissional habilitado. Além das academias fechadas, os fiscais flagraram em Caxias do Sul uma pessoa orientando atividades físicas em uma academia ao ar livre sem o devido registro profissional, resultando na sua autuação por exercício ilegal da profissão.

Para a coordenadora do DEFOR, Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), o esforço dos agentes tem sido compensador. “Temos uma agenda que nos desafia cotidianamente. Felizmente contabilizamos avanços, coibindo irregularidades e dando celeridade aos processos e às punições das empresas que não oferecem serviços adequados à sociedade”.

Durante as duas semanas de atividades dos fiscais, foram visitados 23 municípios distribuídos em 11 regiões. Entre as cidades fiscalizadas, estão Santa Maria, Júlio de Castilhos, Rio Pardo, São Leopoldo, Caxias do Sul, Novo Hamburgo e Guaíba.

DEFOR



IPA sedia comemoração conjunta do Dia do Profissional de Educação Física e do Nutricionista
04/09/2015
Fonte: CREF2/RS

O Auditório Oscar Machado do Centro Universitário Metodista (IPA) teve grande afluência de estudantes, profissionais de Educação Física e nutricionistas para comemorar conjuntamente, na noite de quarta-feira (02), o Dia do Profissional de Educação Física (1º de setembro) e o Dia do Nutricionista (31 de agosto). Além de celebrar as datas, o evento, apoiado pelo IPA e organizado pelo Conselho Regional de Educação Física (CREF2/RS ) e pelo Conselho Regional de Nutricionistas (CRN-2), debateu o tema “Atividade Física: Mitos e Verdades”, com palestras proferidas pela conselheira do CREF2/RS Luciane Citadin (CREF 000100-G/RS) e pela nutricionista clínica Lenice Zarth Carvalho, seguidas de uma mesa-redonda.

A presidente do CREF2/RS, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), ressaltou na abertura do evento que ambas as profissões trabalham com a promoção da saúde, com ênfase na prevenção, enquanto outras atuam quando a doença já está instalada. “A atividade física e a dieta são grandes aliadas na qualidade de vida na população”, assinalou. Já a presidente do CRN-2, Luciana Meneghetti, alertou para a epidemia de obesidade e sobrepeso como causa dos principais problemas de saúde pública, como diabetes e doenças cardíacas. “Já temos 20% da população afetada. É fundamental a atuação conjunta dos profissionais de Nutrição e Educação Física para intervirmos corretamente neste cenário”, concluiu.  

“Na minha opinião, nós estamos maximizando o corpo no momento da interpretação”. Com esta observação a nutricionista Lenice Zarth Carvalho iniciou sua palestra, acrescentando que existe uma generalização na prescrição de carboidratos e proteínas, muitas vezes calcada em apenas um perfil. “A maioria das pessoas que procura os consultórios não é atleta, sendo apenas praticantes de atividades físicas. Pensar o tipo de treino a partir disto, para deduzirmos o que esta pessoa tem que ingerir”, argumentou Lenice. “No mínimo, temos de compartimentalizar o individuo para podermos interpretá-lo na hora ofertar um plano alimentar, oferecendo o nutriente  de diferentes maneiras”.    

Segundo a nutricionista, o brasileiro ingere cerca de cinco quilos de agrotóxicos anualmente no Brasil. “As pessoas muitas vezes têm apenas a opção do alimento envenenado”, frisou, acrescentando que a Nutrição tem papel fundamental na proposição de novas formas de alimentação à população.  

Em sua palestra, a profissional de Educação Física Luciane Citadin explicou que atualmente o sedentarismo é o grande concorrente do exercício físico. Como uma forma de incentivo à prática de atividade física, ela ressaltou a contínua criação de modalidades de exercícios que praticamente adequam-se a todas as demandas e particularidades. “Temos o exemplo do Ballet Fitness, criado por uma bailarina que se lesionou e queria continuar praticando exercícios próximos da dança”.

Luciane explicou que não há exercício contraindicado, mas pessoas com limitações ou proibições para a atividade definida. “Não somos contra nenhum tipo de atividade física, mas zelamos para que sempre haja a orientação do profissional habilitado”. Ela acrescentou que a segurança dos exercícios por vezes não depende apenas da orientação, mas também deriva de ambientes que não propiciem acidentes. “Atropelamentos, quedas de aparelhos, mesmo assaltos no entorno das academias devem ser avaliados. Academias não faltam, o importante é escolher bem o local e praticar atividade física regularmente”, enfatizou.

Ao final do evento, foi lançado o folder “Profissional de Educação Física e Nutricionista em academias”, com dicas sobre a atuação dos profissionais e informações sobre suplementos alimentares e esteroides anabolizantes. A coordenadora do Departamento de Orientação e Fiscalização (DEFOR), Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), e a coordenadora Técnica do CRN-2, Fernanda Firenza (CRN-2 6403), realizaram uma troca de informações e experiências referentes aos procedimentos fiscalizatórios.

1º de Setembro



CREF2/RS autua exercício ilegal da profissão em evento de Zumba na capital e fecha academia no interior
26/08/2015
Fonte: CREF2/RS

Neste domingo (23), agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS estiveram no evento Master Class Beneficente Zumba Fitness, realizado no bairro Sarandi, em Porto Alegre. Os fiscais lavraram relatório de visita das atividades ocorridas no local e realizaram uma autuação por exercício ilegal da profissão. O DEFOR ressalta que a Zumba deve ser orientada por profissional de Educação Física, pois mesmo em caráter beneficente esta atividade é prerrogativa de profissional registrado no CREF2/RS.

Na quarta-feira (19), uma academia foi fechada pelos agentes de fiscalização no município de Tenente Portela. Os fiscais constataram que o estabelecimento não possuía o certificado de registro junto ao Conselho, nem a presença de profissional habilitado orientando as atividades e contava com pessoas em exercício ilegal da profissão. Para retornar a funcionar normalmente, a academia deverá regularizar sua situação perante o CREF2/RS.

Além de Porto Alegre e Tenente Portela, entre os dias 17 e 23 de agosto, o DEFOR visitou os municípios de Frederico Westphalen, Ijuí, Ajuricaba, Crissiumal, Três de Maio, Horizontina, Santa Rosa, Giruá, Livramento, Viamão e Canoas.

DEFOR



Duas academias são fechadas pela fiscalização do CREF2/RS
17/08/2015
Fonte: CREF2/RS

Entre os dias 10 e 14 de agosto, agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS fecharam uma academia em Porto Alegre e outra no município de Pinto Bandeira. No primeiro caso, o estabelecimento não possuía certificado de registro junto ao Conselho, nem contava com a presença de profissional habilitado orientando as atividades físicas, constatando-se o exercício ilegal da profissão. Em Pinto Bandeira, a academia fiscalizada não possuía profissional habilitado para orientar os praticantes das atividades, tampouco para o acompanhamento obrigatório do estagiário que se encontrava no local. Para retornarem a funcionar normalmente, os proprietários deverão regularizar sua situação perante o CREF2/RS.

O DEFOR também visitou neste período os municípios de Caxias do Sul, Farroupilha, Nova Petrópolis, Palmares do Sul, Torres, Capivari do Sul, Capão da Canoa, Tramandaí, Viamão e Alvorada. O CREF2/RS está à disposição para receber, averiguar e encaminhar irregularidades praticadas por Pessoa Física ou Jurídica em exercício ilegal ou irregular da profissão ou que não zelem pela saúde física de seus clientes.

DEFOR



Fiscalização do CREF2/RS faz ações na capital e no interior do Estado
12/08/2015
Fonte: CREF2/RS

A equipe do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS realizou, entre os dias 3 e 7 de agosto, visitas para orientar os profissionais de Educação Física a procederem a sua regularização perante o Conselho, notificar os que estão em exercício irregular e afastar das atividades de Educação Física aqueles que estiverem em exercício ilegal. Foram fiscalizados os municípios de Porto Alegre, Erechim, Getúlio Vargas, Estação, Barão do Cotegipe, Rolante, Taquara, Riozinho, Gramado, Canela, Triunfo, São Sebastião do Caí, São Vendelino, Bom Princípio, Feliz, Montenegro e Caxias do Sul. Durante as visitas, foram fechadas duas academias.

As ações do DEFOR são muito importantes para a valorização da Profissão e para que a sociedade conte com serviços de qualidade e que preservem sua saúde. Isto é de grande relevância tendo em vista números do diagnóstico do Ministério do Esporte (ME) sobre a prática de esportes e atividades físicas, divulgados em junho deste ano, que demonstram que entre os 25,6% adeptos regulares do esporte e os outros 28,5% de atividades físicas não recebem nenhuma orientação de profissional, gerando condições propícias para o exercício ilegal da Profissão. Esteja atento e denuncie as irregularidades.

DEFOR



Fiscalização interdita academia em São Leopoldo
29/07/2015
Fonte: CREF2/RS

Na última semana, uma ação de fiscalização realizada pelo CREF2/RS fechou uma academia em São Leopoldo, cidade da região metropolitana de Porto Alegre. O estabelecimento, que não possuía a presença de um profissional de Educação Física habilitado, também permitia o exercício ilegal da profissão no local.

Para voltar a funcionar, a academia deverá, primeiramente, regularizar a sua situação junto ao Conselho. Por se tratar de uma infração reincidente, o Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) deu o devido andamento interno ao caso.

Alvorada, Porto Alegre, Viamão, Sapiranga, Novo Hamburgo, Canoas, Sapucaia do Sul, Esteio, Farroupilha e Caxias do Sul são algumas das cidades que também foram visitadas na semana passada. Em algumas delas, o CREF2/RS contou com a parceria do Conselho Regional Nacional de Nutricionistas (CRN-2) para realizar fiscalizações conjuntas, com o intuito de coibir a presença de profissionais fora da sua área de atuação.

Na Serra Gaúcha, o CREF2/RS fiscalizou também um evento de Zumba Fitness. Na ação, cinco pessoas foram autuadas por exercício ilegal da profissão.

Fiscalização



Fiscalização fecha duas academias no interior no Estado
22/07/2015
Fonte: CREF2/RS

Entre os dias 13 e 17 de julho, as ações de fiscalização do CREF2/RS, realizadas pelo interior do Estado, fecharam duas academias por não possuírem certificado de registro e profissional de Educação Física habilitado orientando as atividades no local. De acordo com Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR), para retornarem a funcionar normalmente, estes estabelecimentos deverão regularizar a sua situação junto ao Conselho.

O andamento destes casos foi dado internamente. São Vicente, Santiago, Cacequi, Alegrete, Santa Vitória do Palmar, Rio Grande, Pelotas, Capão do Leão, Arroio Grande, Dom Feliciano, Camaquã, Eldorado do Sul, Guaíba, Barra do Ribeiro e Charqueadas foram as cidades visitadas pelo DEFOR na última semana.

Fiscalização



Fiscalização do CREF2/RS atua no interior do Estado
15/07/2015
Fonte: CREF2/RS

A equipe de fiscais do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS visitou, entre os dias 6 e 10 de julho, os municípios Passo Fundo, Marau, Sertão, Parai, Guaporé, Vila Maria, Doutor Ricardo, Encantado, Imigrante, Teutônia, Santa Clara do Sul, Itapuca e Vespasiano Correa, perfazendo 1881 quilômetros rodados.

DEFOR



CREF2/RS autua Zumbathon da Serra Gaúcha por exercício ilegal da profissão
30/06/2015
Fonte: CREF2/RS

No último sábado (27), o CREF2/RS esteve presente no evento Zumbathon da Serra Gaúcha, realizado em Caxias do Sul pela franquia Zumba Fitness. O aulão da modalidade, ministrado para cerca de 500 pessoas no ginásio Vasco da Gama, foi orientado por profissionais registrados em outros Estados e por duas pessoas sem a devida habilitação e que foram autuadas por exercício ilegal da profissão. O Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR), a partir do relatório de visita, irá tomar as medidas cabíveis para o ocorrido.

Como salienta Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), coordenadora do DEFOR, o Conselho responsabilizará também os organizadores do evento. O Zumbathon da Serra Gaúcha contou com o apoio da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer de Caxias do Sul, que também será notificada sobre o caso.

Fiscalização



Ação conjunta do CREF2/RS com a Vigilância Sanitária fecha academia em Bento Gonçalves
22/06/2015
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS realizou, ao longo da última semana, mais uma ação de fiscalização conjunta com a Vigilância Sanitária. Em Bento Gonçalves, foram visitados mais de vinte estabelecimentos, sendo que mais da metade das empresas foi autuada por alguma irregularidade. As principais infrações encontradas foram falta de registro de Pessoa Jurídica, permissão de exercício ilegal da profissão e ausência de profissional de Educação Física no local.

Entre as academias visitadas, uma foi fechada pela Fiscalização e está proibida de exercer a atividade até que a sua situação seja regularizada. "Desta forma, garantimos que o estabelecimento seja impedido de fornecer o serviço de forma adequada", explica Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação. "Empresas sem registro e sem a presença de um profissional de Educação Física habilitado estão em situação irregular e causam riscos à saúde do consumidor. A função do CREF2/RS é não permitir que isto ocorra", completa.

A ação conjunta do CREF2/RS com a Vigilância Sanitária foi considerada positiva e continuará, nos próximos meses, também em outros municípios do interior do Estado. Entre 2014 e 2015, foram visitadas cidades como Pelotas, Tramandaí e Canoas.

Bento Gonçalves Vigilância Sanitária fiscalização



Evento promovido pela Comissão de Ética Profissional do CREF2/RS discute formação profissional
02/06/2015
Fonte: CREF2/RS

No último sábado (30), a Comissão de Ética Profissional do CREF2/RS realizou o evento "A Formação Profissional e o Conhecimento da Ética", no Plenário Ana Terra da Câmara Municipal de Porto Alegre. A atividade, que contou com a palestra de Solange Bueno (CREF 0011236-G/SP), conselheira federal e membro da Comissão de Ética do CONFEF, foi dedicada a todos os profissionais de Educação Física interessados pelo assunto.

Na mesa de abertura, composta pela presidente Carmen Masson (CREF 001910-G/RS) e pelo vereador e conselheiro federal Professor Garcia (CREF 000002-G/RS), foi destacada a participação das Comissões de Ética do CREF3/SC e do CREF10/PB-RN, que marcaram presença no evento para discutir o Código e para trocar experiências sobre a sua parte processual. "É muito importante receber pessoas de outros Conselhos", explicou Garcia. "Isto corrobora com a ideia de que a ética é fundamental, já que a primeira missão do Sistema CONFEF/CREFs é zelar pela sociedade", completou.

A palestra de Solange tratou de diversos assuntos, como o objetivo da ética no campo da prática profissional. "Ela é, principalmente, a aplicação de normas morais e técnicas, com base na honestidade, cortesia, responsabilidade e honra", explicou. Além disto, foram elencados os principais valores do Sistema CONFEF/CREFs – comprometimento, responsabilidade social e saber profissional – e quais seriam as virtudes do bom profissional.

Solange discutiu ainda o fluxograma do processo ético e listou as infrações mais frequentes: ofensa moral a aluno, conivência (exercício ilegal), falta da Cédula e desvio de função. Para os presentes, esta parte foi extremamente útil para o compartilhamento de conhecimento e de informações sobre procedimentos e prazos.

Além de membros da Comissão de Ética do CREF2/RS e do Departamento de Fiscalização e Orientação, Joaquim de Jesus (CREF 001060-G/SC) e Joel Casagrande (CREF 000186-G/SC), conselheiros do CREF3/SC; Fernanda Vieira, do Departamento Jurídico do CREF3/SC; Rogério Velinho (CREF 002145-G/PB), presidente da Comissão de Ética Profissional do CREF10/PB-RN; Simone Klein (CREF 006967-G/RS)e Aline Fofonka (CREF 004446-G/RS), da ULBRA Gravataí; Julio Andreazza, da UNIJUÍ; e Renato Müller, representante da Secretaria Municipal de Educação, também estiveram presentes na atividade.

A Comissão de Ética Profissional do CREF2/RS é formada por Carlos Cimino (CREF 001691-G/RS), Eliana Flores (CREF 002649-G/RS), Felipe Martinez (CREF 003930-G/RS), Celso Cardoso (CREF 004863-G/RS) e Luiz Augusto Waldemar (CREF 001540-G/RS). Mais informações sobre as ações do grupo aqui.

Ética Profissionaç Comissão de Ética Profissional formação profissional



Conselho comparece ao lançamento da Frente Parlamentar de Defesa do Consumidor
01/06/2015
Fonte: CREF2/RS

O lançamento da Frente Parlamentar de Defesa do Consumidor, realizado hoje à tarde (1) na Assembleia Legislativa, contou com a presença de representes do CREF2/RS. Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), presidente do Conselho; Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), 1º secretário; e Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação; compareceram à sessão, comandada pela deputada Any Ortiz. A ampliação da Semana Nacional de Fiscalização Conjunta, executada pelos conselhos profissionais em parceria com o PROCON-RS, e ações conjuntas com a Câmara de Defesa da Sociedade do Fórum-RS estão entre os novos objetivos do grupo.

"O nosso trabalho é importante, pois temos o dever de mostrar que o consumidor gaúcho é valorizado", comentou Any na abertura da sessão. "Queremos trabalhar em conjunto com a Defensoria Pública, com os conselhos e com os PROCONs. A Frente Parlamentar de Defesa do Consumidor tem o intuito de levar ações de fiscalização para todos os municípios do Estado", completou a deputada.

Também estiveram presentes na sessão Flávia do Canto, diretora-executiva do PROCON-RS; Felipe Kirchner, da Defensoria Pública do Rio Grande do Sul; Cesar Faccioli, secretário de Justiça e Direitos Humanos do Estado; Alcebíades Santini; presidente do Fórum de Defesa do Consumidor; e Teresa Cristina Moesch, presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da OAB-RS.



CREF2/RS fiscaliza Confraria do Salto Alto em Santa Maria
28/05/2015
Fonte: CREF2/RS

Na noite de ontem (27), o Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS foi a Santa Maria para acompanhar o Confraria do Salto Alto, evento que contou com a participação da blogueira Gabriela Pugliesi. O Conselho acompanhou toda a atividade e constatou que em nenhum momento a convidada orientou atividade física aos presentes.

A ação de fiscalização foi conjunta com o Conselho de Nutricionistas (CRN-2). Promovido pelo Diário de Santa Maria para cerca de 400 pessoas, o evento tinha também em sua programação um bate-papo com o vice-presidente do CREF2/RS Eduardo Merino (CREF 004493-G/RS), que falou sobre a importância do exercício físico orientado por profissional de Educação Física.

Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), coordenadora do DEFOR, ressalta que o CREF2/RS está sempre atento a eventos como este e que conta com a colaboração de todos os profissionais registrados para autuar toda vez que irregularidades forem detectadas. Sobre o caso de Gabriela Pugliesi, ela salienta: "cada pessoa precisa ser avaliada antes de começar uma atividade física, por um profissional de Educação Física. Exercício não é receita de bolo, cada pessoa tem particularidades que precisam ser levadas em conta.É perigoso seguir as dicas de pessoas que não são da área, principalmente nas redes sociais".



Nova edição do Conexão CREF apresenta o papel do Conselho para acadêmicos da Univates
19/05/2015
Fonte: CREF2/RS e Univates

Com o objetivo de possibilitar aos acadêmicos dos cursos de Educação Física conhecer as funções desempenhadas pelo Conselho Regional de Educação Física, a Univates recebeu, na noite desta segunda-feira (18), mais uma edição do Conexão CREF. A palestra "O papel do Conselho: questões legais, éticas e valorização profissional” foi ministrada pela presidente do CREF2/RS, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS); pela coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação, Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS); e pela assessora jurídica do Conselho, Cristiane Costa.

No início do evento, Carmen ressaltou que a regulamentação da profissão foi resultado de muita luta, na qual ela mesma esteve envolvida por anos. Após exibirem um vídeo institucional do Conselho, a presidente explicou que, diferente de um sindicato, a função do CREF2/RS é regulamentar a profissão e fiscalizar sua execução. “Temos alguns processos éticos contra maus profissionais. São coisas que acabam denegrindo a profissão e não podemos deixar que isso aconteça”, destacou ela.

De acordo com Carmen, a cidade de Porto Alegre foi a primeira do Brasil a ter uma lei que exige a obrigatoriedade da Educação Física em todas as séries da Educação Básica. “Estamos em uma luta pela obrigatoriedade da Educação Física em todo o país. Está para ser votada no Congresso Nacional”, comentou. Recentemente, os representantes dos Conselhos realizaram uma caminhada em Brasília para criar uma frente parlamentar nacional. Muitos deputados estão aderindo à ideia e defendendo a pauta no Congresso. Ao exibirem um vídeo feito na caminhada, Carmen destacou que “essa é uma das funções do conselho: trabalhar para ampliar o campo de atuação”.

Cristiane e Fernanda aproveitaram o evento para também tirar as dúvidas que muitos acadêmicos têm sobre a atuação profissional. Elas explicaram o que é necessário para o registro e como a Lei do Estágio é regulamentada para a Educação Física. "O acompanhamento de um profissional habilitado é obrigatória em tempo integral. Além disto, é vedada qualquer cobrança de valores aos estudantes", frisou Cristiane. No fim da palestra, foi explicado aos estudantes da Univates que alunos da Licenciatura não podem estagiar em academias e que acadêmicos não podem atuar como personal trainer. "Para ser personal, só com a devida formação", salientou Fernanda.



CREF2/RS assina parceria com o PROCON-RS para fiscalizações conjuntas
06/05/2015
Fonte: CREF2/RS

Na tarde desta quarta-feira (6), CREF2/RS e PROCON-RS firmaram termo de cooperação para a realização de ações de fiscalização em comjunto. O documento, elaborado pelo Departamento de Orientação e Fiscalização (DEFOR), foi assinado por Luciane Disconzi, coordenadora jurídica do PROCON-RS; e por Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), presidente do CREF2/RS.

"Nós estamos trabalhando, com a diretoria do PROCON-RS, em um protocolo para ser implementado ainda neste ano", afirmou Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), coordenadora do DEFOR, durante a cerimônia. "Neste documento, definimos as fiscalizações que faremos em conjunto, com um órgão se comprometendo com o outro. O nosso intuito é unir forças para podermos apurar irregularidades e tomar as medidas cabíveis em cada caso", explicou.

Além disto, a coordenadora do DEFOR adiantou que, nestas visitas de fiscalização, o PROCON-RS deve acompanhar o CREF2/RS em academias e em estabelecimentos que oferecem atividade física, para verificar se o Código de Defesa do Consumidor é cumprido. "Se não tem profissional de Educação Física no local, o serviço não está sendo prestado. A pessoa vai na academia e contrata um serviço que não é entregue", analisa. Nas próximas semanas, Conselho e PROCON-RS voltam a se reunir para acertar o calendário de fiscalização para o restante deste ano.



V Seminário de Fiscalização Profissional e I Encontro Nacional de Agentes Fiscais reúnem Conselhos de todo Brasil
27/04/2015
Fonte: Fórum-RS

Mais de 200 pessoas se reuniram na última sexta-feira (24), na sede do Centro Universitário Metodista – IPA, em Porto Alegre, para prestigiar o V Seminário de Fiscalização Profissional e o I Encontro Nacional de Agentes Fiscais. Os eventos, organizados pela Câmara de Defesa da Sociedade do Fórum dos Conselhos e Ordens Profissionais do Rio Grande do Sul (Fórum-RS), contaram com a presença de representantes de conselhos federais e de conselhos regionais de 16 estados. O tema desta edição foi "A importância das Profissões Regulamentadas para a construção de um Brasil mais ético".

Na abertura, Flávio Koch, presidente do Fórum-RS, destacou a importância da realização dos eventos simultâneos para a discussão da ética profissional, como forma de contribuir para a construção de um país melhor. A autonomia dos conselhos profissionais foi o foco da palestra magna, ministrada pelo jurista e professor universitário Marco Fridolin dos Santos, que falou sobre normas deontológicas, autonomia dos conselhos profissionais e princípios da subsidiariedade.

Na palestra Modernização dos Processos de Fiscalização da Atividade Profissional, o consultor em processos de gestão André Zago fomentou a discussão sobre a necessidade de mudança de paradigmas para a gestão de processos e a modernização desses processos através de ferramentas inovadoras que facilitam e os tornam ainda mais eficazes. Encerrando as atividades da manhã, o debate A Importância das Profissões Regulamentadas para a Construção de um Brasil Mais Ético foi mediado pelo vice-presidente de Relações Institucionais do CRCRS, Pedro Gabril da Silva.

Durante a tarde, a palestra A Atuação dos Conselhos Profissionais na Garantia dos Direitos do Consumidor foi ministrada pelo procurador de justiça Paulo Valério Moraes, que falou sobre os seis princípios das relações de consumo: igualdade, liberdade, dignidade, solidariedade social, intervenção estatal eficiente e vulnerabilidade. Logo após, o procurador do Banco Central do Brasil, Yuri Machado, falou sobre conselhos profissionais e responsabilidade administrativa: Fiscalização e o espaço de atuação do agente público, abordando a responsabilidade e a atuação do agente fiscal. “A atuação do fiscal deve estar voltada sempre à proteção do interesse público”, ressaltou.



Conselho e Prefeitura de Caxias do Sul assinam termo de cooperação
23/04/2015
Fonte: CREF2/RS

Na tarde de ontem (22), representantes da Prefeitura de Caxias do Sul estiveram no CREF2/RS para reunião com a presidente Carmen Masson (CREF 001910-G/RS). O objetivo do encontro foi firmar termo de cooperação, em que a Secretaria de Esporte de Lazer de Caxias do município se compromete em exigir que todos que atuam na condição de profissional de Educação Física possuam registro junto ao Conselho.

Estiveram presentes na reunião Jó Arse, secretário de Esporte e Lazer de Caxias do Sul; Gabriel Citton (CREF 008763-G/RS), membro do Conselho Municipal do Desporto de Caxias do Sul; Kalil Sehbe, ex-secretário estadual de Esporte e Lazer; e Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação. Como salientou Arse, o termo de cooperação, além de aproximar a administração do município e Conselho, é também forma de garantir a qualidade dos serviços prestados pela Secretaria de Esporte de Lazer. "O grande ganho é a qualificação, em todos os projetos que desenvolvemos", afirmou.



Fórum-RS realiza V Seminário de Fiscalização Profissional e 1º Encontro Nacional dos Agentes Fiscais nesta sexta-feira
22/04/2015
Fonte: CREF2/RS

A Câmara de Defesa da Sociedade do Fórum dos Conselhos Regionais e Ordens das Profissões Regulamentadas do Rio Grande do Sul (Fórum-RS) promove, nesta sexta-feira (24) o V Seminário de Fiscalização Profissional e o 1º Encontro Nacional dos Agentes Fiscais. O evento, que será realizado no IPA, ainda está com inscrições abertas. Para participar e conferir a programação completa, clique aqui.

Com o tema "A importância das profissões regulamentadas para a construção de um Brasil mais ético", a atividade vai servir para fomentar o debate e a troca de experiências entre os profissionais da Fiscalização e a sociedade. Além disto, o Encontro colocará em contato órgãos reguladores de todo o país e muitos assuntos do dia a dia para análise e reflexão. Entre as palestras, serão abordados temas como a modernização dos processos fiscalizatórios, a atuação dos conselhos para a garantia dos Direitos do Consumidor e o espaço de atuação do agente público.

V Seminário de Fiscalização Profissional e 1º Encontro Nacional dos Agentes Fiscais
Sexta-feira, dia 24 de abril, das 8h às 18h30
Local: Auditório Oscar Machado, do IPA
Endereço: Rua Coronel Joaquim Pedro, 80 – Rio Branco (Porto Alegre)
Inscrições: gratuitas pela página do Fórum-RS

A Câmara de Defesa da Sociedade socilita a entrega de 1 kg de alimento não perecível ou agasalho no dia do evento



CREF2/RS realiza autuações durante o Iguatemi Serra Fashion
20/04/2015
Fonte: CREF2/RS

Na última quinta-feira (16), o CREF2/RS esteve em Caxias do Sul, para fiscalizar uma das atividades que integrou a programação do Iguatemi Serra Fashion, realizado no Shopping Iguatemi da cidade. O evento, que ofereceu em sua programação aulão de mahamudra – modalidade que mistura crossfit, artes marciais, ioga, meditação e capoeira – aos presentes, não possuía profissional de Educação Física habilitado ministrando a atividade. Após a constatação, os envolvidos foram autuados por exercício ilegal da profissão e a Fiscalização deu os devidos encaminhamentos ao caso.



Fórum-RS realiza V Seminário de Fiscalização Profissional e 1º Encontro Nacional dos Agentes Fiscais no final deste mês
01/04/2015
Fonte: CREF2/RS

A Câmara de Defesa da Sociedade do Fórum dos Conselhos Regionais e Ordens das Profissões Regulamentadas do Rio Grande do Sul (Fórum-RS) realiza, no dia 24 de abril, o V Seminário de Fiscalização Profissional e o 1º Encontro Nacional dos Agentes Fiscais. O evento, que será realizado no IPA, já está com as inscrições abertas. Para participar e conferir a programação completa, clique aqui.

Com o tema "A importância das profissões regulamentadas para a construção de um Brasil mais ético", a atividade vai servir para fomentar o debate e a troca de experiências entre os profissionais da Fiscalização e a sociedade. Além disso, Encontro colocará em contato órgãos reguladores de todos o país e muitos assuntos do dia a dia para análise e reflexão. Entre as palestras, serão abordados temas como a modernização dos processos fiscalizatórios, a atuação dos conselhos para a garantia dos Direitos do Consumidor e o espaço de atuação do agente público.

V Seminário de Fiscalização Profissional e 1º Encontro Nacional dos Agentes Fiscais
Sexta-feira, dia 24 de abril, das 8h às 18h30
Local: Auditório Oscar Machado, do IPA
Endereço: Rua Coronel Joaquim Pedro, 80 - Rio Branco (Porto Alegre)
Inscrições: gratuitas pela página do Fórum-RS.

Solicita-se, se possível, a entrega, no dia do evento, de 1 kg de alimento não perecível ou um agasalho.



Palestra do CREF2/RS integra Semana Magna do curso de Educação Física da FAMES
19/03/2015
Fonte: CREF2/RS

Na última terça-feira (17), o CREF2/RS participou da Semana Magna do curso de Educação Física da Faculdade Metodista de Santa Maria (FAMES). Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação, e Cristiane Costa, assessora jurídica do Conselho, ministraram a palestra "O papel do CREF2/RS: questões legais, éticas e valorização profissional" para cerca de 250 estudantes da instituição, do primeiro ao sétimo semestre.

A atividade, que serviu para apresentar o CREF2/RS a as suas atribuições, trouxe para discussão questões pertinentes e de interesse de todos os acadêmicos. "O que o Conselho faz para mim?" e "quem é provisionado e por que ele existe?" foram alguns dos tópicos trazidos por Fernanda e Cristiane. Em outro momento, também foram tiradas dúvidas sobre estágios e sobre a área de atuação. "O estágio faz parte do projeto pedagógico do curso, além de integrar o itinerário formativo do educando. Ele eve ser compatível com a programação curricular estabelecida para cada curso", explicou Cristiane.

Além disto, os estudantes também receberam orientações de como abrir academia, de que é preciso formação para atuar como personal trainer e de que acadêmicos do curso de Licenciatura não podem estagiar em academias, conforme estabelece a Lei 11.788/2008. Por fim, foram apresentados vídeos em que salientam a necessidade do exercício físico orientado e a distribuição de brindes, como agenda e camisetas, a todos os presentes.



CREF2/RS participa amanhã da Semana Magna do curso de Educação Física da FAMES
16/03/2015
Fonte: CREF2/RS

O curso de Educação Física da Faculdade Metodista de Santa Maria (FAMES) promove a Semana Magna, entre hoje (16) e quarta-feira (18), com a proposta de envolver os estudantes e expandir o conhecimento de todos sobre a área. A atividade, que inicia nesta segunda-feira com o III Ciclo de Palestras com os Egressos do Curso de Educação Física, tem amanhã (17) apresentação do CREF2/RS.

Na palestra "O papel do CREF2/RS: questões legais, éticas e valorização profissional", Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação, e Cristiane Costa, assessora jurídica, vão falar sobre a atuação do Conselho e demais questões pertinentes que envolvem a profissão aos acadêmicos de Educação Física. A atividade será realizada às 19h30 no auditório da instituição.

Semana Magna do curso de Educação Física da FAMES
Palestra "O papel do CREF2/RS: questões legais, éticas e valorização profissional"
Data e horário: terça-feira, 17 de março, às 19h30
Local: Auditório da FAMES
Endereço: Rua Dr. Turi, 2003 – Centro. Santa Maria (RS)



CREF2/RS firma termo de cooperação com Confederação Nacional de Kickboxing
05/03/2015
Fonte: CREF2/RS

CREF2/RS e Confederação Nacional de Kickboxing e Full Contact do Brasil (CNKFB) firmaram, nesta semana, termo de cooperação. A parceria tem a finalidade de fortalecer as artes marciais no Estado, divulgando dos projetos da Confederação e exigindo que todos que atuam na condição de profissional Educação Física possuam registro junto ao CREF2/RS.

"O kickboxing é arte marcial de alto nível e o convênio será de suma importância para o seu crescimento no Rio Grande do Sul", avaliou Leandro da Costa (CREF 004025-P/RS), presidente da CNKFB. Para ele, a parceria respaldará o trabalho das academias e dos profissionais de kickboxing que são devidamente filiados à Confederação e registrados no Conselho. "No futuro, queremos realizar ações conjuntas de fiscalização também, para garantir que professores sem preparo técnico e academias irregulares não ofereçam treinamento da modalidade", completou.

Confederação Nacional de Kickboxing e Full Contact do Brasil – Centro de Treinamento
Rua General Osório, 904 – Centro. Pelotas (RS)
Informações: www.cnkfb.com.br



Câmara de Defesa da Sociedade prepara 1º Encontro Nacional de Agentes Fiscais
25/02/2015
Fonte: CREF2/RS

Na manhã desta quarta-feira (25), a Câmara de Defesa da Sociedade, do Fórum dos Conselhos Regionais e Ordens das Profissões Regulamentadas do Rio Grande Sul (Fórum-RS), esteve reunida na sede do CREF2/RS. O encontro serviu definir os detalhes do V Seminário de Fiscalização e do 1º Encontro Nacional de Agente Fiscais, que serão realizados em abril, no IPA.

Com o tema "A importância das profissões regulamentadas para a construção de um Brasil mais ético", o Encontro Nacional de Agente Fiscais tem a expectativa de reunir cerca de 400 profissionais da Fiscalização para palestras, debates e troca de experiências. Além disto, Eneida Feix (CREF 002116-G/RS), conselheira e representante do CREF2/RS na Câmara de Defesa da Sociedade, também destacou o ineditismo do evento, que colocará em contato órgãos de todo o país e muitos assuntos do dia a dia para análise e reflexão. "Independente dos fiscais, toda a sociedade está convidada a participar", completou.

A programação completa do V Seminário de Fiscalização e do 1º Encontro Nacional de Agente Fiscais será anunciada em breve. A Câmara de Defesa da Sociedade do Fórum-RS é formada pelos Conselhos Regionais de Educação Física, Fonoaudiologia, Corretores de Imóveis, Biomedicina, Medicina Veterinária, Administração, Contabilidade, Relações Públicas, Engenharia e Agronomia, Fisioterapia e Terapia Ocupacional, Nutrição e Farmácia.



Denúncia pode ser encaminhada ao CREF2/RS por formulário online, e-mail, correspondência ou entregue pessoalmente
18/02/2015
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS está à disposição para receber e averiguar irregularidades praticadas por Pessoa Física ou Jurídica em exercício ilegal ou irregular da profissão. O Conselho considera válido qualquer comunicado, devidamente fundamentado, e procede de acordo com o estabelecido na Resolução CONFEF nº 023/2000, que dispõe sobre a fiscalização e orientação de profissionais de Educação Física e de estabelecimentos que oferecem atividades físicas ou esportivas.

As denúncias podem ser encaminhadas ao CREF2/RS de cinco formas diferentes: pelo e-mail contato@crefrs.org.br, por correspondência, fax ou entregue pessoalmente. Além destas opções, é possível também enviar denúncia por formulário específico através da página do Conselho. Para acessá-lo, é só clicar aqui. O preenchimento completo e correto das informações permitirá que a denúncia seja devidamente averiguada e as irregularidades identificadas. CREF2/RS salienta ainda que todas as informações sobre o denunciante são mantidas sob absoluto sigilo.



CREF2/RS e Vigilância Sanitária fiscalizam em Tramandaí
23/01/2015
Fonte: CREF2/RS

Na quarta-feira, dia 21 de janeiro, CREF2/RS e Vigilância Sanitária (VISA) realizaram ação de fiscalização conjunta em Tramandaí. Nos estabelecimentos visitados, foram verificadas as presenças de alvará sanitário, profissional de Educação Física no local e certificado de registro junto ao Conselho. Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação, destaca que a parceria entre CREF2/RS e VISA obteve resultado positivo em Tramandaí e que continuará em outros municípios.



IV Circuito da Saúde leva Conselho para realizar avaliações antropométricas no litoral
13/01/2015
Fonte: CREF2/RS

No último final de semana, as praias de Tramandaí e Atlântida Sul receberam a quarta edição do Circuito da Saúde. A atividade, promovida pelo Fórum dos Conselhos Profissionais do Rio Grande do Sul (Fórum-RS) com o apoio do SESC-RS, tem como objetivo promover e incentivar a saúde da comunidade, oferecendo diversos serviços à população, como orientação nutricional, teste de glicemia, medição de pressão arterial, auriculoterapia, quiropraxia e avaliações antropométricas.

"O trabalho que o SESC-RS faz no litoral é muito importante", analisou Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), 1º secretário do CREF2/RS. "Além de aproximar os profissionais de diferentes áreas, o evento também marca a inserção dos conselhos na sociedade, para a prevenção e promoção da saúde", completou. Outras atividades de lazer também foram proporcionadas ao longo de sábado (1), em Tramandaí, e domingo (11), em Atlântida Sul. O público que compareceu à casa do SESC à beira-mar tiveram à disposição aula de dança, bubble soccer, kangoo jump, entre outras mais.

No espaço destinado ao atendimento da comunidade, o CREF2/RS realizou cerca de 50 medições de IMC e orientou a população sobre os benefícios do exercício físico. "As pessoas estão nos procurando bastante. Elas querem saber quem é o profissional de Educação Física", destacou Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação. "É muito importante mostrar para elas que existe um Conselho que fiscaliza e defende a sociedade", completou. Participaram da ação junto ao CREF2/RS os Conselhos de Nutricionistas, Educação Física, Farmácia, Fonoaudiologia, Fisioterapia e Terapia Ocupacional, Odontologia e Medicina Veterinária.



CREF2/RS esclarece série de reportagens Submundo das Lutas
17/12/2014
Fonte: CREF2/RS

O Conselho Regional de Educação Física da 2ª Região, face à série de reportagens intitulada "Submundo das Lutas", veiculada pelo jornal Zero Hora nos últimos três dias, esclarece que a defesa da sociedade contra o exercício do profissional não habilitado, ilegal e irresponsável no campo das lutas e sua fiscalização não está sendo exercida por força de liminar concedida pelo Poder Judiciário aos proponentes de ação civil pública contrária à fiscalização do CREF2/RS nas áreas das artes marciais.

A livre intervenção, tal como demonstrada pelas reportagens, pode causar danos irreversíveis à saúde dos praticantes, implicando risco à integridade física e à vida, com o agravante da inimputabilidade dos responsáveis. O CREF2/RS compreende a gravidade do tema e reitera sua missão de defender os interesses da sociedade em relação aos serviços prestados pelo profissional de Educação Física e pelas pessoas jurídicas nas áreas de atividades físicas, desportivas e similares, com poderes para fiscalizar, normatizar, orientar e disciplinar o exercício das atividades próprias dos profissionais de Educação Física no Estado do Rio Grande do Sul.

Para a prática de atividade física, procure orientação de profissional habilitado e academias credenciadas junto ao CREF2/RS. Denuncie irregularidades.



Conexão CREF reúne profissionais e estudantes em Santa Maria
15/12/2014
Fonte: CREF2/RS

Na sexta-feira (12), o CREF2/RS realizou em Santa Maria a quarta etapa do Conexão CREF. O projeto, que tem o intuito de aproximar Conselho e profissionais, explicou de maneira didática aos presentes como funciona a Fiscalização e seus desdobramentos jurídicos. A atividade contou com palestras ministradas por Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR); e Cristiane Costa, coordenadora do Departamento Jurídico do CREF2/RS.

"O encontro foi útil e produtivo, já que o Conexão CREF tem o objetivo de informar os profissionais sobre questões do dia a dia da profissão, mas que muitos desconhecem", avaliou Cristiane. Na conversa, foram abordados assuntos como a regulamentação da profissão, a finalidade do CREF2/RS em orientar e fiscalizar a atividade profissional e a Resolução CONFEF nº 224/2012, que regulamenta as atribuições do Responsável Técnico.

O evento, realizado na Faculdade Metodista de Santa Maria (FAMES), contou também com a presença de acadêmicos do curso de Educação Física, que puderam compreender melhor questões como a necessidade registro profissional e a obrigatoriedade de supervisão de estágio no local de trabalho. "Com o Conexão CREF, os profissionais passam a entender melhor como funciona o Conselho e podem passar estas informações adiante", concluiu Cristiane.

Em 2014, o Conexão CREF foi realizado em Porto Alegre, Caxias do Sul, Pelotas e Santa Maria. O projeto terá novas edições em 2015 em outras cidades do interior do Estado.



Conexão CREF tira dúvidas de profissionais em Santa Maria na sexta-feira
09/12/2014
Fonte: CREF2/RS

Dedicado aos profissionais de Educação Física e proprietários de academias, o Conexão CREF promove em Santa Maria, na próxima sexta-feira (12), encontro dos Departamentos de Fiscalização, Jurídico e da Comissão de Ética do CREF2/RS com todos os registrados no Conselho. A atividade, que será realizada pela primeira vez em Santa Maria, tem objetivo de abrir espaço para debate e esclarecimento de dúvidas, tanto sobre o procedimento fiscalizatório e seus desdobramentos como sobre o papel, a responsabilidade e as atribuições do profissional e do responsável técnico no local de trabalho.

O evento será realizado na Faculdade Metodista de Santa Maria (FAMES) e as inscrições podem ser feitas aqui ou diretamente no local. "O Conexão CREF vem abrindo espaço para que os profissionais tirem dúvidas e tragam ideias para debate, gerando assim boa discussão sobre a prática profissional", analisa Fernanda Rodrigues, coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação. Em sua quarta edição, o Conexão CREF passou anteriormente por Porto Alegre, Pelotas e Caxias do Sul, esclarecendo questões importantes sobre o dia a dia de trabalho do profissional de Educação Física e diminuindo assim o número de autuações.

Conexão CREF Santa Maria
Data: 12/12 (sexta-feira)
Horário: 19h
Local: FAMES – Faculdade Metodista de Santa Maria (auditório)
Endereço: Rua Dr. Turi, 2003 – Centro
Inscrições: aqui



Conexão CREF chega a Santa Maria em dezembro
27/11/2014

O CREF2/RS vai dar continuidade ao Conexão CREF, projeto em que promove encontros da sua Comissão de Ética e do Departamento de Fiscalização com as pessoas jurídicas, responsáveis técnicos e profissionais registrados no Conselho. No próximo dia 12 de dezembro, a atividade será realizada em Santa Maria, no auditório da FAMES, e já está com as suas inscrições abertas. Para participar, cadastre-se aqui.

Em sua quarta edição, o Conexão CREF tem o objetivo de levar ao conhecimento do seu público o papel da fiscalização e seus procedimentos, para diminuir assim o número de autuações. Além disto, e as atribuições do Responsável Técnico e outros temas importantes para o dia a dia de trabalho também são trazidos para esclarecimento. Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação, acredita que encontros deste tipo fortalecem o Conselho e enriquecem o currículo dos registrados. "O Conexão CREF abre espaço para que eles tirem dúvidas e tragam ideias para debate, gerando assim boa discussão sobre a prática profissional", analisa.

Conexão CREF Santa Maria
Data: 12/12 (sexta-feira)
Horário: 19h
Local: FAMES – Auditório
Endereço: Rua Dr. Turi, 2003 – Centro
Inscrições: aqui



CREF2/RS e conselhos da saúde finalizam projeto de novo Código Sanitário
26/11/2014
Fonte: CREF2/RS

Na manhã desta quarta-feira (26), foi entregue à Comissão de Saúde e Meio Ambiente da Assembleia Legislativa projeto de novo Código Sanitário Estadual. O documento, elaborado pelo CREF2/RS em parceria com outros conselhos profissionais, tem o intuito de garantir a saúde e o bem-estar da sociedade.

Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), 1º secretário do CREF2/RS, e Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação, integraram a comissão que elaborou o projeto entre 2013 e 2014. "O novo Código é síntese do debate com a sociedade, a partir de uma série de audiências públicas realizadas em todo o Estado", frisou a deputada Marisa Formolo, integrante do grupo. O deputado Adilson Troca, presidente da Comissão de Saúde e Meio Ambiente, também salientou que agora o documento deve tramitar na Assembleia para ser transformado em lei.

Com a participação do CREF2/RS e dos conselhos de Odontologia (CRO-RS), Medicina (CREMERS), Nutricionistas (CRN-2), Fonoaudiologia (CREFONO7), Farmácia (CRF-RS) e da FAMURS, o projeto do novo Código "contemplou diversas demandas e entende a saúde de modo amplo", como comentou Alexandre Sartori, representante do CRF-RS. "A elaboração do documento foi de grande aprendizado, pois dividimos experiências de nossa prática profissional com os outros conselhos e também com a gestão pública", completou.



CREF2/RS abre Processo Seletivo Público
25/11/2014

O CREF2/RS abriu hoje Processo Seletivo Público para preenchimento de vagas e formação de cadastro de reserva. A coordenação técnico-administrativa é da Fundação Universidade Empresa de Tecnologia e Ciências – FUNDATEC.

As inscrições estão abertas até o dia 22 de dezembro e podem ser feitas pelo site www.fundatec.org.br. O valor varia entre R$ 80 (nível superior), R$ 50 (nível médio) e R$ 35 (nível fundamental completo). A data provável de realização da prova é 25 de janeiro de 2015 e o edital completo do concurso pode ser conferido aqui. As inscrições já estão abertas.

Nível Superior
Cargos (vagas): Agente de Orientação e Fiscalização – Porto Alegre/RS (1 + CR), Agente de Orientação e Fiscalização – Caxias do Sul/RS (CR), Agente de Orientação e Fiscalização - Santa Maria/RS (CR), Agente de Orientação e Fiscalização – Pelotas/RS (CR), Assistente Administrativo (CR), Assistente de Comunicação (CR), Assistente de Fiscalização (1 + CR), Assistente de Informática (CR), Assistente de Secretária (CR), Assistente Financeiro (1 + CR), Assistente Jurídico (CR) e Jornalista (CR)
Carga horária: 25 a 40h
Salário: R$ 1.767,94 a R$ 3.214,43

Nível médio
Cargos (vagas): Auxiliar Administrativo - Porto Alegre/RS (3 + CR), Auxiliar Administrativo – Caxias do Sul/RS (1 + CR), Auxiliar Administrativo – Pelotas/RS (CR), Auxiliar Administrativo – Santa Maria/RS (CR) e Motorista (CR)
Carga horária: 40h
Salário: R$ 1.542,92

Nível fundamental completo
Cargos (vagas): Auxiliar de Serviços Gerais (CR)
Carga horária: 40h
Salário: R$ 938,61



Conexão CREF tira dúvidas de profissionais em Pelotas
25/11/2014

Na última sexta-feira (21), o CREF2/RS realizou a terceira etapa do Conexão CREF, em Pelotas. O projeto tem o intuito de aproximar Conselho e profissionais, esclarecendo como funciona a Fiscalização e seus desdobramentos, sendo dedicado aos Responsáveis Técnicos, proprietários de academias e demais atuantes na área.

A atividade contou com palestras ministradas por Liziane Soares, assessora da diretoria do CREF2/RS; Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), coordenadora do Departamento de Orientação e Fiscalização (DEFOR); e Eliane Flores (CREF 002649-G/RS), conselheira e membro da Comissão de Ética Profissional. "O encontro foi muito útil e positivo. O Conexão CREF tem o objetivo de informar os profissionais sobre questões do dia a dia da profissão, mas que muitos desconhecem", avaliou Liziane. "Desta forma, ao longo das palestras surgem muitas dúvidas e esclarecimentos", completou.

Na conversa com os profissionais, foram abordados assuntos como a regulamentação da profissão e a finalidade do CREF2/RS em "orientar e fiscalizar a atividade profissional". Além disto, questões como atribuições do Responsável Técnico, objetivos e consequências da Fiscalização e temas que ainda tramitam no Judiciário foram explicados pelos palestrantes. "Com o Conexão CREF, os profissionais passam a entender melhor como funciona o Conselho e podem passar estas informações adiante", concluiu Liziane.

O Conexão CREF terá mais uma edição em 2014. No dia 12 de dezembro, Santa Maria recebe nova etapa do projeto. As inscrições estão abertas e podem ser feitas por aqui.



Pelotas recebe Conexão CREF amanhã
20/11/2014

Nesta sexta-feira (21), o CREF2/RS dá continuidade ao Conexão CREF, projeto em que realiza encontros da sua Comissão de Ética e dos departamentos de Fiscalização e Jurídico com os profissionais registrados no Conselho. A atividade será realizada na Escola de Educação da UFPel e tem inscrições gratuitas. Para participar, clique aqui.

Com o intuito de aproximar e orientar os profissionais do interior do Estado, o Conexão CREF leva ao conhecimento dos registrados o papel da fiscalização e seus procedimentos, diminuindo assim o número de autuações. O papel e as atribuições do Responsável Técnico também são trazidos para esclarecimento. Para Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação, o encontro vai fortalecer o trabalho do Conselho e valorizar o profissional de Educação Física de Pelotas e região. "Além disto, vai abrir espaço para que eles tragam dúvidas e ideias para debate", comenta.

Conexão CREF Pelotas
Data: 21/11 (sexta-feira)
Horário: 19h
Local: ESEF/UFPel – Auditório
Endereço: Rua Luís de Camões, 625 – Três Vendas
Inscrições: aqui



Conselho e Vigilância Sanitária atuam juntos em Pelotas
19/11/2014

No último dia 6 de novembro, CREF2/RS e Vigilância Sanitária (VISA) realizaram ação de fiscalização conjunta em Pelotas. Todos os 25 estabelecimentos visitados foram autuados pela VISA por não possuírem alvará sanitário e pelo Conselho pela ausência de profissional de Educação Física no local, exercício ilegal da profissão e pela falta de certificado de registro junto ao CREF2/RS.

Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação, destacou que "foi solicitada a suspensão das atividades nos locais visitados" e que "agora realizaremos os devidos encaminhamentos internamente". Após o prazo concedido para regularização, os estabelecimentos que não cumprirem as determinações da lei, "correm o risco de punições mais severas", frisou. Com total de 34 documentos lavrados, entre autos de infração, termos e relatórios de visitas, a parceria entre CREF2/RS e Vigilância Sanitária obteve resultado positivo em Pelotas e continuará em outros municípios.



Fórum-RS realiza ação de fiscalização conjunta em Pelotas
18/11/2014

Entre os dias 4 e 7 de novembro, o Fórum dos Conselhos e Ordens das Profissões Regulamentadas (Fórum-RS), por meio do Grupo de Agentes Fiscais (GAF), promoveu terceira ação conjunta de fiscalização, desta vez em Pelotas. As visitas foram feitas em Instituições de Longa Permanência de Idosos (LPIS), no Presídio Regional de Pelotas e em todos os outros estabelecimentos que cada conselho fiscaliza em suas rotinas, como instituições de saúde (UBS, clínicas e hospitais), academias, farmácias, indústrias e agropecuárias.

Integraram a ação, junto com o CREF2/RS, os agentes fiscais dos Conselhos de Farmácia, Engenharia e Agronomia, Nutricionistas, Fisioterapia e Terapia Ocupacional, Odontologia, Enfermagem, Fonoaudiologia, Veterinária, Administração, Contabilidade, Corretores de Imóveis e Biblioteconomia.



Conexão CREF chega a Pelotas na próxima semana
13/11/2014

Para se aproximar e orientar os profissionais de Educação Física, o CREF2/RS dá continuidade ao Conexão CREF, em que realiza encontros da sua Comissão de Ética e dos departamentos de Fiscalização e Jurídico com os registrados no Conselho. A terceira atividade do projeto será realizada no dia 21 de novembro, em Pelotas.

Como destaca Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), o objetivo do Conexão CREF é levar ao conhecimento dos profissionais e estabelecimentos o papel do Departamento de Fiscalização e seus procedimentos, diminuindo assim o número de autuações. O papel, as responsabilidades e as atribuições do responsável técnico também são trazidos para esclarecimento. "Os encontros vão fortalecer o trabalho do Conselho e valorizar o profissional de Educação Física, além de abrir espaço para que dúvidas sejam sanadas e ideias discutidas", comenta.

As inscrições já podem ser feitas pelo e-mail eventos@crefrs.org.br e os interessados podem enviar também seus questionamentos e tópicos de interesse para serem abordados nas apresentações.

Conexão CREF Pelotas
Data: 21/11 (sexta-feira)
Horário: 19h
Local: ESEF/UFPel – Auditório
Endereço: Rua Luís de Camões, 625 – Três Vendas
Inscrições: eventos@crefrs.org.br



Aniversário do CREF2/RS movimenta Redenção com grande festa
11/11/2014

No domingo (9), o CREF2/RS comemorou o seu aniversário de 15 anos com grande evento no Parque da Redenção, em Porto Alegre. A festa, que iniciou pela manhã e se estendeu até o final da tarde, contou com ampla programação. O público que compareceu ao local teve à disposição diversas atividades, além de distribuição de brindes e sequência de aulas e apresentações. O encerramento foi com o show da banda Dublê.

"Tivemos ótima aderência", declarou a presidente Carmen Masson (CREF 001910-G/RS) durante o evento. Para o conselheiro Cláudio Franzen (CREF 003304-G/RS), membro da comissão responsável pela idealização da festa, outro ponto positivo foi a participação dos conselhos parceiros, assim como da SME/POA, na prestação de serviços à população. O espaço destinado às atividades deste tipo teve intenso movimento durante toda a manhã, com medições de pressão, glicose, teste de memória, auriculoterapia e informações gerais sobre alimentação e agrotóxicos.

Para o público infantil que compareceu à festa do CREF2/RS, o Ônibus Brincalhão foi o ponto de encontro. "As crianças são as que mais aproveitam eventos como este", explicou Ana Eleonora Assis (CREF 000239-G/RS), responsável pelo projeto. A brinquedoteca itinerante também teve grande movimento, assim como a aula de tai chi chuan, ministrada por Rosaura Coronet (CREF 006555-G/RS). "O tai chi chuan faz interessante contraponto entre equilíbrio e saúde, através do movimento e da introspecção", avaliou. Na sequência, o público gastou as energias na aula de ritmos, conduzida por João Ferreira Filho (CREF 017097-G/RS). "A dança contagia as pessoas. Ao ar livre é ainda mais legal, porque a troca é também com a natureza, com o sol. Isto motiva mais", explicou o professor.

A última atividade do turno foi a apresentação de capoeira, feita pelo grupo Abadá. Em espécie de microaula, os presentes puderam aprender alongamento e alguns movimentos simples da modalidade. "A capoeira é reconhecida no mundo inteiro", analisou Montanha, integrante do Abadá. "O bacana de trazê-la para a Redenção é fortalecê-la como instrumento pedagógico para o desenvolvimento das crianças nas escolas".

Com espaço em que realizou mais de 300 avaliações antropométricas durante todo o dia, o aniversário do CREF2/RS teve o intuito de valorizar os profissionais de Educação Física e ressaltar a necessidade do exercício bem orientado. "As pessoas estão nos procurando e se informando bastante. Elas querem saber quem é o profissional de Educação Física", contou Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação. "Nosso intuito é aproximar população e Conselho. Por isto, é muito importante orientar as pessoas como podem identificar uma academia regularizada e exigir que o profissional seja realmente habilitado. Elas precisam saber que que existe um Conselho que fiscaliza e defende a sociedade".

A banda Dublê, conhecida em todo o Estado pelo seu repertório eclético, encerrou a grande festa, às 18h30. O show do grupo, recheado com hits de todos as épocas, animou as centenas de pessoas que se posicionaram frente ao palco, montado próximo à Rótula da Setembrina. "Nossa relação com a Educação Física é direta", afirmou Vini Netto, vocalista do grupo. "Atividade física é muito importante para gente e todo mundo da banda acaba praticando algum tipo de exercício. Nosso trabalho depende do desempenho em cima do palco e a gente precisa da orientação do profissional de Educação Física para ter gás para fazer um bom show sempre". O público concordou e adorou.

Confira a galeria de fotos do evento aqui.



ULBRA Carazinho recebe palestra do CREF2/RS
03/11/2014

Na quarta-feira (29), o CREF2/RS promoveu palestra na ULBRA Carazinho. Com o tema "Jurídico, Fiscalização e Ética no Conselho Regional de Educação Física", a assessora jurídica Cristiane Costa falou sobre a regulamentação da profissão e a atribuição do CREF/2RS como órgão de orientação e fiscalização da atividade profissional. Com entrada gratuita, a atividade foi aberta para estudantes e profissionais da região.

O processo fiscalizatório, bem como seus desdobramentos éticos e legais, foi apresentado de maneira didática para os presentes. Além disto, outras questões importantes, como a atuação do Responsável Técnico e demais atribuições do CREF2/RS, foram trazidas para esclarecimento. "Cabe também ao Conselho verificar as condições de funcionamento dos locais onde são oferecidos os serviços, desde equipamentos até a limpeza", destacou Cristiane.

Por fim, os acadêmicos que compareceram ao auditório da Universidade também puderam se familiarizar com o registro profissional, obrigatório para todos que possuem curso superior nas modalidades de Licenciatura, Bacharelado e Licenciatura/Bacharelado, bem como provisionados. "Estudantes não podem se registrar no Sistema CONFEF/CREFs, e só podem atuar sob a supervisão de profissional habilitado", explicou Cristiane, que encerrou a atividade salientando sua importante contribuição. "O público teve suas dúvidas sanadas, participando de forma interativa do debate".



CREF2/RS realiza amanhã palestra na ULBRA Carazinho
28/10/2014

A convite da ULBRA Carazinho, o CREF2/RS promove palestra amanhã (29), no auditório da Universidade. Com o tema "Jurídico, Fiscalização e Ética no Conselho Regional de Educação Física", a assessora jurídica Cristiane Costa vai falar sobre a regulamentação da profissão e a atribuição do CREF2/RS como órgão de orientação e fiscalização da atividade profissional. Além disto, será apresentado como funciona o processo fiscalizatório, bem como seus desdobramentos éticos e legais.

A atividade é direcionada aos estudantes de Educação Física e profissionais região. A entrada é gratuita. Mais informações pelo e-mail eventos@crefrs.org.br.

Palestra "Jurídico Fiscalização e Ética no Conselho Regional de Educação Física"
Data: 29/10 (quarta-feira)
Horário: 19h15min
Local: ULBRA Carazinho – Auditório
Endereço: BR 285 KM 335



Conexão CREF conversa com profissionais de Educação Física em Caxias do Sul
27/10/2014

Na quinta-feira (23), o CREF2/RS realizou a segunda etapa do Conexão CREF, em Caxias do Sul. Ainda em caráter piloto, o projeto tem o intuito de explicar como funciona o procedimento fiscalizatório e seus desdobramentos, sendo dedicado aos Responsáveis Técnicos, proprietários de academias e demais profissionais que atuam na área.

A atividade contou com palestras ministradas por Cristiane Crosta, assessora jurídica do CREF2/RS; Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), coordenadora do Departamento de Orientação e Fiscalização (DEFOR); e Eliana Flores (CREF 002649-G/RS), conselheira e membro da Comissão de Ética Profissional. "O público presente avaliou de forma positiva esta nova edição do projeto", contou Cristiane. "Eles tiveram suas dúvidas sanadas, participando de forma interativa no debate".

Na conversa com os profissionais, foram abordados assuntos como a regulamentação da profissão e a finalidade do CREF2/RS em "orientar e fiscalizar a atividade profissional, defendendo o respeito e a ética". Além disto, questões como atribuições do Responsável Técnico, objetivos e consequências da Fiscalização e temas polêmicos que ainda tramitam no Judiciário foram sugeridos e trazidos para esclarecimento dos presentes.

O Conexão CREF terá mais duas edições em 2014. Nos dias 21 de novembro e 12 de dezembro, respectivamente, Pelotas e Santa Maria recebem nova edição do projeto. As inscrições estão abertas e podem ser feitas por aqui.



Caxias do Sul recebe nova etapa do Conexão CREF amanhã
22/10/2014

Para se aproximar e orientar os profissionais de Educação Física, o CREF2/RS dá continuidade ao Conexão CREF, em que realiza encontros da sua Comissão de Ética e dos departamentos de Fiscalização e Jurídico com os registrados no Conselho. Ainda em caráter piloto, a segunda atividade do projeto será realizada amanhã, em Caxias do Sul.

Para Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR), o objetivo do Conexão CREF é levar ao conhecimento dos profissionais e estabelecimentos o papel da Fiscalização e seus procedimentos, diminuindo assim o número de autuações. "Os encontros vão fortalecer o trabalho do Conselho e valorizar o profissional de Educação Física, além de abrir espaço para esclarecimento de dúvidas e discussões de ideias", comenta.

Conexão CREF Caxias do Sul
Data: 23/10 (quinta-feira)
Horário: 19h
Local: CREF Serra
Endereço: Rua Antônio Ribeiro Mendes, 1849 – Pio X
Inscrições: eventos@crefrs.org.br