Notícias




Data Inicial:
(dd/mm/aaaa)  

Data Final:
(dd/mm/aaaa)  
Título:
Palavras na Notícia:



CREF2/RS repudia Medida Provisória que retira recursos da saúde, da educação e do esporte
14/06/2018
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS, em defesa dos profissionais de Educação Física, se manifesta publicamente contrário à Medida Provisória nº 841, de junho de 2018. A proposta estabelece a retirada de recursos da saúde, da educação, da cultura e do esporte, redirecionando esta verba para o Fundo Nacional de Segurança Pública.

O Conselho, assim como todo o Sistema CONFEF/CREFs, entende a importância da segurança pública. No entanto, vê com preocupação esta medida, pois não está sendo levado em conta que a redução da criminalidade e da violência passa também pela melhoria da educação, pela redução da desigualdade e pela geração de emprego, dentre outras tantas políticas públicas com as quais o esporte e os profissionais de Educação Física só têm a contribuir. O esporte é peça importante para o desenvolvimento humano, assim como é responsável pela formação de cidadãos. Além disso, são os profissionais de Educação Física que trabalham na Educação Física Escolar e na manutenção da saúde da população.

A MP 841/2018, se aprovada, causará graves impactos no desenvolvimento social e na geração de oportunidades para milhões de crianças e jovens. Por isto, nos causa estranheza tal atitude, uma vez que, entre tantas pesquisas, o recente relatório de desenvolvimento da ONU aponta evidências científicas suficientes para afirmar que a participação em atividade física e esporte gera uma vasta gama de benefícios. O exercício regular pode controlar o aumento de peso e, consequentemente, diminuir a obesidade; reduzir a violência nas comunidades e melhorar a capacidade produtiva das pessoas.

Penalizar demasiadamente uma área social como o esporte, que já possui baixo orçamento, com a retirada de recursos superiores a 500 milhões de reais, não nos parece uma solução viável para um Governo que preza pela garantia de direitos e pelo desenvolvimento humano de seus cidadãos. Entendemos que ações paliativas como esta podem ocorrer, mas antes de sua publicação deve ser feita uma avaliação de seu impacto, o que certamente impediria tal decisão.

Por isto, o CREF2/RS pede aos parlamentares, em especial aos representantes do Rio Grande do Sul no Congresso Nacional, que não aprovem a MP 841/2018, pois esta medida prejudicará profundamente as áreas da saúde, da educação, da cultura e, principalmente, do esporte. Solicitamos que sejam analisadas possibilidades para a substituição das fontes do Fundo de Nacional de Segurança Pública e que, acima de tudo, valorizem o que o esporte e os profissionais de Educação Física podem fazer pelo Brasil.

repúdio MP 841



CREF em Revista discute questões de gênero na Educação Física Escolar
01/06/2018
Fonte: CREF2/RS

A nova CREF2/RS em Revista, que tem como tema de capa as questões relacionadas à diversidade e à igualdade de gênero, já está disponível para leitura pela Internet e para download. A publicação discute como os profissionais de Educação Física que atuam nas escolas devem agir frente aos conflitos que surgem diariamente, desconstruindo a oposição que existe entre o masculino e o feminino.

Com o intuito complementar o debate sobre este assunto, a reportagem de capa é acompanhada pelo perfil de Eduarda Luizelli (CREF 004280-G/RS), uma das profissionais pioneiras na disseminação do futebol feminino do Rio Grande do Sul. Há ainda matérias sobre os benefícios da caminhada nórdica, sobre a presença da ginástica rítmica gaúcha nos Jogos Escolares da Juventude, sobre as ações de fiscalização realizadas pelo CREF2/RS na fronteira com Santa Catarina e sobre o Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar, ocorrido em Torres.

Você também pode acessar a edição online da nossa publicação diretamente pela plataforma Issuu, cujo aplicativo gratuito está disponível para tablets e para smartphones em geral.

revista diversidade gênero futebol feminino



Santa Maria é a primeira cidade visitada pelo ciclo de palestras sobre os 20 anos de regulamentação da profissão
11/04/2018
Fonte: CREF2/RS

A primeira cidade a celebrar os 20 anos da regulamentação da profissão de Educação Física pela Lei 9696/98 e da criação do sistema CONFEF/CREFs será Santa Maria, que receberá no dia 25 de abril o ciclo de palestras “20 anos de regulamentação da profissão de Educação Física”. O horário do evento será das 19h às 22h, no auditório da FAMES - Faculdade Metodista de Santa Maria. O ciclo, em conjunto com o CongregaCREF – Seminário Sul Brasileiro de Educação Física, estarão entre os eventos comemorativos programados pelo Conselho para celebrar o legado de duas décadas da regulamentação da profissão.

O interesse pelos exercícios físicos têm aumentado no país. Mesmo assim, dados do Ministério da Saúde demonstram uma verdadeira epidemia de obesidade, diabetes e hipertensão, todas doenças associadas ao sedentarismo que assolam a população brasileira. Diante deste quadro, cresce também a responsabilidade do CREF2/RS em demonstrar à sociedade de que a boa orientação faz a diferença, e que sob a instrução de um profissional habilitado aumenta a eficiência dos exercícios, os benefícios dos praticantes e previne problemas de saúde, garantindo bem-estar e melhoria da qualidade de vida. Imbuídos desta missão, o Conselho percorrerá o interior do estado promovendo um diálogo aberto e democrático com a sociedade, estudantes, profissionais e docentes sobre os 20 anos da regulamentação da profissão de Educação Física, suas conquistas e seus desafios.

Em Santa Maria, haverá duas palestras. A primeira, como início às 19h, será ministrada por Alessandro Gamboa (CREF 001534-G/RS), tendo como tema "Educação Física: legislação e perspectivas". Alessandro é graduado em Educação Física pelo IPA. Possui pós- graduação em Administração e Marketing Esportivo, pela Universidade Gama Filho, e em Ciências do Esporte, pela PUC-RS. Atua como personal trainer e realiza consultoria em diversas academias. É conselheiro do CREF2/RS desde 2015 e integra a Comissão de Orientação e Fiscalização do Conselho.

A segunda palestra da noite terá início às 20h40min, com o tema "A importância da atividade física na formação do ser humano: desafios do profissional de Educação Física", ministrada por Marcia Rohr da Cruz (CREF 007545-G/RS). Marcia é graduada em Educação Física pela UCS e bacharel em Administração pela Unisinos. Possui pós-doutorado em Administração e atua no Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção e em Administração da UCS. É conselheira do CREF2/RS desde 2015 e faz parte de diferentes Comissões e Câmaras Técnicas do Conselho, relacionadas à Educação Física Escolar, Fiscalização, Finanças, Planejamento Estratégico e ao Esporte Educacional.

Após Santa Maria, as próximas cidades visitadas pelo ciclo de palestras serão Caxias do Sul, no dia 6 de junho, no Auditório da Anhanguera, e Pelotas, em 17 de outubro, no Auditório da UFPEL.

Ciclo de palestras “20 anos de regulamentação da profissão de Educação Física” - Santa Maria

Data: 25 de abril, quarta-feira, das 19h às 22h Local: Auditório da FAMES - Faculdade Metodista de Santa Maria Endereço: Rua Dr. Turi, 2003 - Santa Maria Carga horária: 4 horas. O evento terá a emissão de Certificado online aos participantes Inscrições gratuitas até o dia 23/04/2018 pelo site http://crefrs.org.br//eventos/ciclo_santa_maria/

Ciclo de palestras “20 anos de regulamentação da profissão de Educação Física



Formação em Licenciatura é tema do 7º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar
09/04/2018
Fonte: CREF2/RS

A Comissão de Educação Física Escolar do CREF2/RS realizou, no último sábado, dia 7 de abril, a sétima edição do Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar. O evento, que contou com o apoio da APEF/RS, do Sesc/RS e da Prefeitura de Torres, integrou a programação do 44º Encontro Nacional dos Profissionais de Educação Física (ENAPEF) e teve como atração uma palestra conduzida pela conselheira federal Iguatemy Martins (CREF 000001-G/PB).

Com entrada gratuita para profissionais de Educação Física e acadêmicos do curso, o 7º Fórum reuniu participantes de todo o Estado e trouxe para debate a formação em Licenciatura e como os professores podem se preparar melhor para atuar nas escolas. A mesa de abertura foi composta pela presidente da Comissão de Educação Física Escolar do CREF2/RS Miryam Brauch (CREF 006834-G/RS), pelo representante da Secretaria de Educação do Rio Grande do Sul Paulo Rezende (CREF 001298-G/RS), pela presidente do CREF2/RS Carmen Masson (CREF 001910-G/RS) e pela presidente da APEF/RS Luciane Citadin (CREF 000100-G/RS). Nas suas falas, todos destacaram os avanços conquistados pelo Fórum e pelo Conselho nos últimos sete anos e como esta oportunidade de aperfeiçoamento profissional é de grande valia para todos os Licenciados em Educação Física, sempre com palestras de alto nível.

Na sequência, Iguatemy iniciou a apresentação intitulada “A formação em Educação Física para atuação na Escola: preparando o professor, vivenciando a Licenciatura”. Na primeira parte da sua fala, a palestrante trouxe números referentes à quantidade de docentes presentes na Educação Básica, estimada em 2,1 milhões de pessoas, e à presença de professores de Educação Física devidamente habilitados para desempenhar esta função. “Como indica o Plano Nacional de Educação (PNE), quase 80% daqueles que atuam nas escolas têm curso superior. No entanto, um dos principais problemas não diz respeito a este dado, mas ao fato de que somente metade deles lecionam dentro da sua área específica. Apenas na Educação Física, por exemplo, há um deficit de cerca de 30% de profissionais habilitados”, pontuou.

A Educação Física Escolar, embora bem representada frente a outras disciplinas em que a ausência de professores capacitados é mais evidente, como Química, Física e Biologia, precisa capacitar melhor os seus profissionais. Os apontamentos feitos por Iguatemy ao longo da palestra, baseados em indicadores divulgados pelo Governo Federal, mostraram que o baixo capital cultural, a frágil preparação para o Magistério, a teoria descolada da formação prática e o estágio não encarado como uma ação estratégica de formação são os principais eixos que precisam ser contemplados pelos cursos de Licenciatura. “As Instituições Públicas e Privadas não estão resolvendo a questão formativa do futuro professor. A maioria das alterações curriculares feitas nas Licenciaturas, nos últimos anos, não teve uma avaliação feita do seu impacto e dos seus resultados”, salientou Iguatemy.

Na segunda parte da apresentação, Iguatemy falou sobre a intervenção profissional nas escolas e como os professores de Educação Física podem se preparar para realizar um trabalho de excelência. A palestrante destacou os seis eixos da atuação – planejar, programar, organizar, desenvolver, coordenador e lecionar conteúdos de Educação Física no Ensino Infantil, Fundamental e Médio – e como eles poderiam ser aplicados da melhor forma. “Os professores precisam colecionar, selecionar e aplicar metodologias e técnicas nas diversas faixas etárias e níveis de ensino. No entanto, a maioria dos profissionais sentem falta de capacitação adequada para fazer esta distinção”, relatou Iguatemy. “A ausência de uma sistematização ainda é algo que prejudica a evolução da Educação Física enquanto disciplina escolar e a valorização dos seus professores. O profissional precisa compreender, dentro dos cursos de Licenciatura, que não pode dar a mesma aula para alunos do 4º, do 5º ou do 6º ano. Resumidamente, não há qualidade no ensino que é engessado e igual para todo mundo”, complementou.

Para Iguatemy, a falta de clareza do que é ensinado e as expectativas de aprendizado que não são atendidos afetam não só os alunos, mas também os docentes, que no fim das contas acabam se afastando do saber pedagógico das Licenciaturas. “Os professores têm que conhecer o conteúdo daquilo que ensinam, precisam dominar todos os assuntos que são levados para as aulas de Edução Física. O principal indicador de qualidade do ensino é o capital humano, ou seja, os docentes bem formados e preparados”.

Fórum Educação Física Escolar Educação Física Escolar ENAPEF



CREF2/RS realiza 7º Fórum de Mobilização pela Educação Física Escolar amanhã em Torres
06/04/2018
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS irá realizar neste sábado, dia 7 de abril, a sétima edição do Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar, em Torres. O evento, que tem o apoio da APEF/RS, do Sesc/RS e da Prefeitura de Torres, vai ocorrer no Hotel Sesc Torres e contará com uma palestra ministrada pela conselheira federal Iguatemy Martins (CREF 000001-G/PB). Com entrada gratuita, a atividade iniciará às 14h. As inscrições podem ser feitas no local.

Com mestrado em Educação pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e doutorado em Ciências do Desporto pela Universidade do Porto, Iguatemy é professora da UFPB e vice-presidente do Conselho Federal de Educação Física (CONFEF). Com experiência nas áreas de gestão do Ensino Superior, ensino de Graduação e formação profissional em Educação Física, a sua palestra terá o título “A formação em Educação Física para atuação na Escola: preparando o professor, vivenciando a Licenciatura”. O evento está previsto para encerrar às 16h30min e o CREF2/RS emitirá certificado para todos os presentes.

7º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar
Data e horário: 7 de abril, sábado, das 14h às 16h30min
Local: Hotel Sesc Torres – Salão Ilha dos Lobos
Endereço: Rua Plínio Kroeff, 465
Entrada gratuita

Cronograma:
14h – Credenciamento
14h15min – Abertura
14h30min – Palestra “A formação em Educação Física para atuação na Escola: preparando o professor, vivenciando a Licenciatura”
15h30min – Debate

Eventos



Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar ocorre neste sábado em Torres
02/04/2018
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS irá realizar neste sábado, dia 7 de abril, a sétima edição do Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar, em Torres. O evento, que tem o apoio da APEF/RS, do Sesc/RS e da Prefeitura de Torres, vai ocorrer no Hotel Sesc Torres e contará com uma palestra ministrada pela conselheira federal Iguatemy Martins (CREF 000001-G/PB). Com entrada gratuita, a atividade iniciará às 14h. As inscrições podem ser feitas até quarta-feira, dia 4 de abril, por este link.

Com mestrado em Educação pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e doutorado em Ciências do Desporto pela Universidade do Porto, Iguatemy é professora da UFPB e vice-presidente do Conselho Federal de Educação Física (CONFEF). Com experiência nas áreas de gestão do Ensino Superior, ensino de Graduação e formação profissional em Educação Física, a sua palestra terá o título “A formação em Educação Física para atuação na Escola: preparando o professor, vivenciando a Licenciatura”. O evento está previsto para encerrar às 16h30min e o CREF2/RS emitirá certificado para todos os presentes.

7º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar
Data e horário: 7 de abril, sábado, das 14h às 16h30min
Local: Hotel Sesc Torres – Salão Ilha dos Lobos
Endereço: Rua Plínio Kroeff, 465
Entrada gratuita

Cronograma:
14h – Credenciamento
14h15min – Abertura
14h30min – Palestra “A formação em Educação Física para atuação na Escola: preparando o professor, vivenciando a Licenciatura”
15h30min – Debate
16h30min – Encerramento

Educação Física Escolar APEF Fórum



Conselheira faz aula inaugural no IFRS
13/03/2018
Fonte: CREF2/RS

A conselheira do CREF2/RS Marcia da Cruz (CREF 007542-G/RS) participou no dia 7 de março da aula inaugural no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS), no Campus de Caxias do Sul. Segundo a conselheira, no Fórum de Educação Física Escolar, promovido pela Comissão de Educação Física Escolar do CONFEF em Foz do Iguaçu, ela relatou sua atividade na Comissão de Educação Física Escolar promovida em uma atividade com a direção das escolas pertencentes a Coordenadoria Regional de Educação. “Contamos com 122 escolas de 14 municípios e também a direção das 86 escolas da rede pública municipal de Caxias do Sul”.

Marcia participou da reunião com todas as diretoras explanando a partir dos pressupostos do documento proposto pela UNESCO. “As diretrizes para uma Educação Física de Qualidade, a proposta da BNCC e o livro do CONFEF: Recomendações para Educação Física Escolar”. Ainda segundo a conselheira, todas as escolas receberam o livro em 2016. “O professor Ricardo Catunda (CREF 000001-G/CE) cedeu os livros em Foz do Iguaçu, e na aula inaugural do IF Caxias do Sul falei com os alunos sobre a proposta do Sistema CONFEF/CREFs de contribuir com a educação fazendo a lição de casa pela Educação Física Escolar.”

Segundo a professora do IFRS Campus Caxias, Heloisa Santini (CREF 003715-G/RS), a Aula Inaugural de Educação Física teve como objetivo incentivar o hábito do exercício físico sistemático e estimular formas de relacionamento baseadas no respeito e na cooperação mútua. “Além de, claro, divulgar diferentes práticas esportivas e paraesportivas aos estudantes”, complementou Santini Ainda conforme a professora, os livros serão enviados aos campis do IFRS, contribuindo para a intervenção dos profissionais de Educação Física.

IFRS



7º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar será em Torres
12/03/2018
Fonte: CREF2/RS

O município de Torres sediará no dia 7 de abril, das 14h às 16h30min, o 7º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar. A realização é do CREF2/RS, com apoio da APEF/RS, Sesc/RS e Prefeitura de Torres. O local do evento será no Salão Ilha dos Lobos do Hotel Sesc Torres, na rua Plínio Kroeff, 465. A carga horária será de quatro horas, e o evento terá a emissão de Certificado online aos participantes As inscrições são gratuitas até o dia 4 de abril e podem ser feitas neste link.

Na programação, haverá a palestra "A formação em Educação Física para atuação na escola: preparando o professor, vivenciando a licenciatura", ministrada pela professora Iguatemy Lucena Martins (CREF 000001-G/PB). Iguatemy possui mestrado em Educação pela Universidade Federal da Paraíba e doutorado em Ciências do Desporto pela Universidade do Porto. É professora associada da Universidade Federal da Paraíba e vice-presidente do Conselho Federal de Educação Física. Atua nas áreas de gestão do Ensino Superior, Ensino de Graduação e formação profissional em Educação Física.

7º Fórum de Mobilização Escolar pela Educação Física Escolar

14h - Credenciamento
14h15min - Abertura
14h30min - "A formação em Educação Física para atuação na escola: preparando o professor, vivenciando a licenciatura"/Palestrante: Profª Drª Iguatemy Lucena Martins (CREF 000001-G/PB)
15h30min- Debate
16h30min- Encerramento

7º Fórum de Mobilização Gaúcha Escolar pela Educação Física Escola



STJ confirma necessidade de registro para professores de Educação Física do município de Porto Alegre
02/03/2018
Fonte: STJ

O Superior Tribunal de Justiça (STJ), através do Recurso Especial Nº 1.541.232 – RS (2015/0155225-4), determinou que exercício das atividades de Educação Física no Ensino Fundamental e Médio, no âmbito do município de Porto Alegre, é prerrogativa exclusiva dos profissionais regularmente registrados no CREF2/RS.

Esta decisão é fruto de uma vitória do Conselho, que interpôs um recurso à decisão contrária do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), que entendeu pela desnecessidade de registro no processo ajuizado pelo Sindicato dos Municipários de Porto Alegre. “Nos termos da Lei 9.696/98, é legal a exigência de comprovação de inscrição no respectivo Conselho Regional para a investidura em cargo de professor de Educação Física do Ensino Fundamental e Médio”, escreveu o ministro Gurgel de Faria na decisão publicada recentemente pelo STJ.

Frente à isto, o CREF2/RS irá agendar nos próximos dias uma reunião com Nelson Marchezan Jr., prefeito de Porto Alegre, para o imediato cumprimento desta determinação. Clique aqui e confira a decisão do Recurso Especial Nº 1.541.232 – RS (2015/0155225-4) na íntegra.

Educação Física Escolar STJ



Comissão de Educação Física Escolar aborda o PL 87/2016
01/12/2017
Fonte: CREF2/RS

A Comissão de Educação Física Escolar do CREF2/RS voltou a se reunir na sede do Conselho, na última quinta-feira, dia 30 de novembro. Estiveram presentes a presidente da Comissão Miryam Brauch (CREF 006834-G/RS), João Guilherme Queiroga (CREF 000839-G/RS) e Marcia Rohr da Cruz (CREF 007542-G/RS).

A pauta principal do encontro foi o andamento do Projeto de Lei 87/2016, que institui como requisito a formação profissional em Educação Física para exercer a docência da disciplina em todos os níveis de ensino – infantil, fundamental e médio – nas escolas públicas e privadas do Rio Grande do Sul.

A Comissão também fará sugestão à APEFRS, organizadora do ENAPEF-Encontro Nacional do Profissionais de Educação Física, para que seja oferecido curso na área da Educação Física Escolar, sobre vivências pedagógicas na sala de aula, durante a edição de 2018 do evento.

Comissão de Educação Física Escolar



Nova edição da CREF2/RS em Revista destaca atividade física no combate ao câncer
17/07/2017
Fonte: CREF2/RS

A nova CREF2/RS em Revista, que tem como tema de capa o câncer e a atividade física, já está disponível para leitura pela Internet e para download. A publicação relata, ao longo de suas páginas, como o trabalho que envolve a Educação Física é importante para a prevenção e para o tratamento desta doença, que afeta cerca de 500 mil pessoas todos os anos no Brasil. Ainda de acordo com o Instituto Nacional do Câncer, a prática regular de exercícios pode reduzir em até 30% a probabilidade de se desenvolver qualquer tipo de tumor.

Com o intuito de também ampliar o debate sobre a atuação profissional na área da saúde, a reportagem de capa é acompanhada por uma entrevista com Paulo Frenzel (CREF 001404-G/RS), que coordena o setor de Educação Física em duas Unidades Básicas de Saúde, vinculadas ao SUS, em Pelotas. Além deste conteúdo especial, a nova edição do CREF2/RS em Revista ainda apresenta o perfil da personal trainer Liège Gautério (CREF 017513-G/RS), medalhista nos Jogos Mundiais para Transplantados, e matérias sobre a Fiscalização do CREF2/RS e sobre o Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar.

Você também pode acessar a edição online da nossa publicação diretamente pela plataforma Issuu, cujo aplicativo gratuito está disponível para tablets e para smartphones em geral.

Revista câncer



6º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar reúne profissionais e estudantes em Capão da Canoa
22/05/2017
Fonte: CREF2/RS

A Comissão de Educação Física Escolar do CREF2/RS realizou, no último sábado, dia 20 de maio, o 6º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar, em Capão da Canoa. O evento, que integrou a programação do 43º ENPAEF, teve a entrada gratuita e reuniu profissionais e acadêmicos para debater o futuro da área. Neste ano, o Fórum contou com as palestras de Vitor Powaczruk (CREF 023027-G/RS), intitulada “A Educação Física dentro da nova BNCC: Reflexões sobre a Obrigação e a Opcionalidade”; e de Maria Teresa Cauduro, com o nome “A Educação Física Escolar e um Passeio pelas Linguagens do Corpo”. Powaczruk é assessor pedagógico da Secretaria Estadual de Educação e Maria Teresa pesquisadora do Grupo de Estudos Qualitativos de Formação de Professores e Prática Pedagógica em Educação Física e Ciências do Esporte (CNPq/UFRGS) e do Observatório de Educação (Unisinos).

A mesa de abertura do evento foi composta pela presidente do CREF2/RS Carmen Masson (CREF 001910-G/RS) e pela presidente da Comissão de Educação Física Escolar Miryam Brauch (CREF 006834-G/RS). Para a plateia, formada em grande parte por professores da rede pública e privada de ensino, Carmen falou sobre as funções do Conselho, para além do trabalho de fiscalização e de orientação. “A nossa atuação tem o intuito também de manter a Educação Física forte e viva no ambiente político. O Sistema CONFEF/CREFs já participou da elaboração de diversos projetos na Câmara Federal, em parceria com os deputados, para garantir a presença e o reconhecimento dos nossos profissionais em nível nacional”, revelou.

Miryam, por outro lado, aproveitou o momento para destacar o crescimento do Fórum, que chegou à sua sexta edição consecutiva, e da aproximação com a Associação dos Profissionais de Educação Física do Rio Grande do Sul (APEF/RS) ao longo desta trajetória. “O nosso trabalho, feito em parceria desde o primeiro ano, tem sido exaustivo para garantir a presença do profissional de Educação Física em todas as séries escolares. O PLC 116/2013, embora esteja engavetado na Assembleia Nacional, teve uma iniciativa parecida aqui no nosso Estado, já transformada no PL 087/2016. Este novo projeto de lei, que continua tramitando, pode ser considerado uma das grandes conquistas deste Fórum”, mencionou.

Palestras

Graduada em Educação Física pela UFRGS e em Direito pela Feevale, com doutorado pela Universitat de Barcelona em Ciências da Educação, Maria Teresa foi a primeira palestrante do Fórum. Depois de falar um pouco sobre a sua trajetória profissional e relatar algumas das suas experiências dando aula e conhecendo a realidade do ensino no Brasil, a pesquisadora apresentou didaticamente a legislação da Educação Física e um pequeno panorama do que ocorre nas escolas. A conclusão, de acordo com Maria Teresa, indica que ainda há um longo caminho para que a Educação Física seja colocada no seu devido lugar. “Ainda precisamos compreender todas as leis da nossa profissão, pois só assim poderemos posicionar a Educação Física, as suas linguagens e as suas interfaces como importantes para as pessoas”, explicou.

No âmbito das escolas, Maria Teresa também destacou a necessidade que os professores têm de trabalhar com diferentes tipos de alunos, mas sem nenhuma segregação. “As crianças, muitas vezes, vêm de lugares distintos, possuem crenças e aspectos culturais que não são compatíveis entre si. O profissional de Educação Física tem a obrigação de lidar com isto e o caminho mais adequado é trabalhar todas as possibilidades corporais, não apenas os jogos com bola”, sentenciou. A decisão do conteúdo programático, por conta disto, acaba sendo a tarefa mais difícil. “Os professores precisam vivenciar a realidade do aluno para definir como serão as aulas. Além disto, eles necessitam trabalhar com o corpo e com os gestos de cada um, aliando teoria e prática e ainda criando uma interface com as outras disciplinas, como geografia, física e matemática. Só assim o conhecimento será capaz de crescer e de abrir possibilidades para os alunos”.

Powaczruk conduziu a segunda palestra do Fórum e trouxe para o centro da discussão os diversos contextos da Educação Física Escolar, que afetam diretamente o dia a dia dos professores. “Na Secretaria Estadual de Educação, temos o dado de que quase metade dos alunos não participa das aulas de Educação Física. Cabe ao profissional de escola, por conta disto, mudar esta realidade e mostrar para a comunidade em geral que a transformação proporcionada pela disciplina é duradoura e essencial para as crianças e para os adolescentes”, comentou.

Powaczruk é um dos especialistas responsáveis pela elaboração da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) ao junto ao MEC. O projeto, que começou a ser discutido em 2013 e deverá ser adotado por todas as escolas públicas e privadas do Brasil em um futuro bastante próximo, também foi abordado na sua apresentação. “A Educação Física ainda não era considerada uma disciplina obrigatória em 1996, mas em 2001 passou a ser um componente curricular imprescindível na formação de todos os alunos. As alterações da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), ao longo do tempo, trouxeram alguns dos benefícios que tentarão ser ampliados agora com a adoção da BNCC”, declarou o palestrante.

A parte final do Fórum foi dedicada às perguntas da plateia. Os palestrantes puderam complementar os assuntos abordados nas suas apresentações e ainda tratar de outros temas extremamente conflituosos e atuais. Para Maria Teresa, os profissionais de escola precisam ter um diálogo permanente com as crianças, para entender o contexto em que vivem, e sempre comunicar a direção da escola quando algum abuso for detectado. “O conhecimento da realidade do aluno é muito importante nestes casos. Nas famílias em que os pais estão desempregados, ou que têm problemas com bebida, os casos de violência podem ocorrer até com uma certa frequência”, explicou. “Os profissionais de Educação Física, por causa da proximidade que acabam tendo com os alunos, podem identificar um comportamento não-verbal de agressão, de depressão ou até mesmo de socorro. Eles devem estar sempre atentos e as escolas não podem ser omissas diante destes casos”, finalizou.

Educação Física Escolar



6º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar ocorre amanhã em Capão da Canoa
19/05/2017
Fonte: CREF2/RS

O 6º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar, promovido pela Comissão de Educação Física Escolar do CREF2/RS, será realizado amanhã, dia 20 de maio, em Capão da Canoa. O evento, que integra a programação do 43º Encontro Nacional dos Profissionais de Educação Física (ENAPEF), vai iniciar às 13h30min e terá a entrada gratuita. As inscrições serão feitas diretamente no local.

Neste ano, o Fórum contará com as palestras de Vitor Powaczruk (CREF 023027-G/RS), intitulada “A Educação Física dentro da nova BNCC: reflexões sobre a obrigação e a opcionalidade”; e de Maria Teresa Cauduro, com o nome “A Educação Física Escolar e um passeio pelas linguagens do corpo e suas interfaces”. Powaczruk é assessor pedagógico da Secretaria Estadual de Educação e Maria Teresa pesquisadora do Grupo de Estudos Qualitativos de Formação de Professores e Prática Pedagógica em Educação Física e Ciências do Esporte CNPq/UFRGS e do Observatório de Educação da Unisinos.

6º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar
Data: 20 de maio de 2017
Horário: das 13h30min às 16h30min
Local: Casa de Cultura Erico Verissimo
Endereço: Avenida Flávio Boianowski, 789 – Zona Nova, em Capão da Canoa
Entrada gratuita

Educação Física Escolar



CREF2/RS realiza palestra na FADERGS
18/05/2017
Fonte: CREF2/RS

A coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS, Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), e a fiscal Denise Candaten (CREF 010750-G/RS) realizaram palestra no último dia 15 para os alunos do 1º semestre do curso de Educação Física da FADERGS - Campus João Pessoa.

Os temas abordados pelas palestrantes foram regulamentação da profissão, a criação do Conselho, provisionados, Licenciatura e Bacharelado, Educação Física escolar (Pls), fiscalização, exercício ilegal, lei de estágio, denúncias, temas polêmicos no judiciário, fiscalização de gestores públicos. Após a fala das palestrantes, o espaço foi aberto para perguntas.

DEFOR



Capão da Canoa sedia o 6º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar
11/04/2017
Fonte: CREF2/RS

O 6º Fórum pela Educação Física Escolar, que acontece concomitantemente ao 43º ENAPEF, será realizado no sábado, dia 20 de maio, das 13h30min às 16h30min. O local é a Casa de Cultura Erico Verissimo – Av. Flávio Boianowski, 789 - Zona Nova - Capão da Canoa/RS.

Na programação, às 14h15min será realizada a palestra “A Educação Física dentro da nova BNCC: reflexões sobre a obrigação e a opcionalidade”, ministrada pelo assessor pedagógico da Secretaria Estadual de Educação  Vitor Powaczruk (CREF 023027-G/RS). Ele possui mestrado em Ciências do Esporte pela German Sport University Cologne e é um dos especialistas responsáveis pela elaboração da BNCC junto ao MEC.

Às 15h30min, Maria Teresa Cauduro realizará a palestra “A Educação Física Escolar e um passeio pelas linguagens do corpo e suas interfaces”. Ela tem Doutorado em Filosofia y Ciencias de la Educación - Universitat de Barcelona- UB (1999). Atualmente é pesquisadora do Grupo de Estudos Qualitativos de Formação de Professores e Prática Pedagógica em Educação Física e Ciências do Esporte CNPq/UFRGS e do Observatório de Educação da Universidade do Vale do Rio dos Sinos, UNISINOS/RS.

A carga horária será de 3 horas/aula e as inscrições irão até o dia 16/05/2017. que podem ser feitas por aqui.

6º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar



CREF2/RS ministra aula inaugural no curso de Educação Física na UNICRUZ
17/03/2017
Fonte: CREF2/RS

A conselheira do CREF2/RS, Miryam Brauch (CREF 006834-G/RS), e a coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS, Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), estiveram nesta quarta-feira, dia 15, na Universidade de Cruz Alta (Unicruz), para realizar a aula inaugural do curso de licenciatura e bacharelado em Educação Física.

Havia cerca de 100 alunos presentes no Salão Nobre da Universidade para a aula inaugural. Os temas abordados pelas palestrantes foram regulamentação da profissão, a criação do Conselho, provisionados, Licenciatura e Bacharelado, Educação Física escolar (Pls), fiscalização, exercício ilegal, lei de estágio, denúncias, temas polêmicos no judiciário, fiscalização de gestores públicos. Após a fala das palestrantes, o espaço foi aberto para perguntas.

Segundo Fernanda, estes encontros são muito importantes, pois aproximam o CREF2/RS dos futuros profissionais. “Em pouco tempo, eles estagiarão. Aqui é uma oportunidade para que eles conheçam a Lei do Estágio e possam garantir sua segurança legal. Também têm noções sobre a atuação do Conselho e seus deveres e direitos como profissionais de Educação Física”, explicou.

Palestras



Nova edição da CREF2/RS em Revista discute novos rumos da Educação Física escolar
03/03/2017
Fonte: CREF2/RS

A nova CREF2/RS em Revista, que tem como tema de capa os novos rumos da Educação Física escolar, já está disponível para leitura pela Internet e para download. A publicação discute, na sua matéria principal, como a MP 746/2016 e a PEC 55/2016, recentemente aprovadas pela Câmara e pelo Senado, podem modificar o ensino no Brasil.

Além desta reportagem, a revista também apresenta os números recordes atingidos pela Fiscalização em 2016; a cobertura do Dia Estadual da Ginástica Laboral, realizado pelo CREF2/RS no último mês de novembro; o perfil da professora Virgínia Wolffenbüttel (CREF 000055-G/RS) e um relato sobre o trabalho desenvolvido por Marco Aurélio Iorio (CREF 021919-P/RS) e Diego Model (CREF 017263-G/RS) a favor do esporte. A publicação ainda mostra como as alternativas de acessibilidade da Fit Academia (CREF 002825-PJ/RS) podem servir de exemplo para todas as outras empresas que atuam neste mesmo segmento.

Você também pode acessar a edição online diretamente pela plataforma Issuu, disponível para a leitura em computadores, tablets e smartphones.

Revista Educação Física escolar



Educação Física permanece obrigatória no Ensino Médio
16/02/2017
Fonte: CONFEF

Na última quarta-feira, 08/02, o Plenário do Senado aprovou a Medida Provisória do Novo Ensino Médio, com 43 votos favoráveis e 13 votos contrários ao Projeto de Lei de Conversão (PLV) 34/2016 - proposta originada após alterações promovidas na MPV 746/2016 pela Comissão Mista e pela Câmara dos Deputados.

O texto aprovado na Câmara dos Deputados determina que a Base Nacional Comum Curricular deverá incluir, obrigatoriamente, estudos e práticas de Educação Física. A matéria segue à sanção presidencial.

Mais do que uma vitória para a categoria, a decisão é de extrema importância para as crianças e jovens que encontram na disciplina um importante aliado no desenvolvimento dos conhecimentos básicos em relação à instrução física, ao bem-estar e às capacidades físicas. Quando devidamente organizada, ensinada e, dotada de recursos, a Educação Física pode oferecer uma ampla gama de benefícios aos indivíduos, às famílias, às comunidades e à sociedade em geral, conforme orientação da Carta Internacional da Educação Física, da Atividade Física e do Esporte (UNESCO).

Entenda a tramitação

O Governo Federal encaminhou ao Congresso Nacional, no dia 22/09, a Medida Provisória (MP) 746/2016 para reestruturação do Ensino Médio. A MP alterava, entre outros, o Art.26 da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) e a disciplina de Educação Física, que antes era prevista em todas as etapas da Educação Básica (Infantil, Fundamental e Médio), passava a ser obrigatória apenas nos ensinos Infantil e Fundamental.

A partir do anúncio da MP, o Sistema CONFEF/CREFs se mobilizou junto aos parlamentares, Profissionais de Educação Física e a sociedade como um todo. As ações incluíram participação em Audiências Públicas, visitas a gabinetes de Deputados, Senadores e Ministro da Educação. Devido a mobilização, antes de seguir para análise da Comissão Mista (formada por Deputados e Senadores), a MP recebeu 568 emendas de 93 parlamentares. Entre as mudanças sugeridas, a obrigatoriedade da Educação Física esteve presente em grande parte das emendas.

Logo em seguida, a Comissão Mista foi instaurada sob presidência e vice-presidência do deputado Izalci Lucas e senador Elmano Férrer, respectivamente, e relatoria do senador Pedro Chaves. A comissão aprovou alterações na MP, como o retorno das disciplinas de Educação Física e Artes. O texto, como Projeto de Lei de Conversão (PLC) 34/2016, seguiu para análise dos Plenários da Câmara e do Senado Federal. No Senado, a MP foi aprovada e segue para sanção presidencial.

Educação Física Escolar



6º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar ocorre dia 20 de maio durante o 43º ENAPEF
30/01/2017
Fonte: CREF2/RS

A Câmara Técnica de Educação Física Escolar do CREF2/RS realizará o 6º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar em um sábado, no dia 20 de maio, das 14h às 17h, na Casa de Cultura Érico Veríssimo, em Capão da Canoa. O evento faz parte da programação do 43º ENAPEF, que ocorre de 18 a 21 de maio.

6º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar
Data: sábado, 20 de maio, das 14h às 17h
Local: Casa de Cultura Erico Verissimo, em Capão da Canoa (RS) Endereço: Avenida Flávio Boianowski, 789 – Zona Nova

6º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar



Nova edição da CREF2/RS em Revista aborda legado deixado pela Olimpíada
22/12/2016
Fonte: CREF2/RS

A nova CREF2/RS em Revista, que tem como tema de capa o legado dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos, já está disponível para leitura pela Internet e para download. A publicação relata, ao longo de suas páginas, como a competição esportiva mais importante do mundo pode se transformar, já a partir de agora, em um estímulo à prática esportiva e ao fortalecimento de diversas modalidades, assim como da Educação Física escolar.

Com o intuito de ampliar o debate, a reportagem de capa foi dividida em seis matérias principais, que relatam o ciclo olímpico de atletas, de treinadores e de profissionais de Educação Física que se envolveram com os Jogos do Rio. O canoísta Gilvan Ribeiro, o corredor Fabiano Peçanha (CREF 022437-G/RS), os técnicos de esgrima Alexandre Teixeira (CREF 00786-G/RS) e Eduardo Nunes (002764-G/RS) e técnico de tênis de mesa em cadeira de rodas Luciano Possamai (CREF 02066-G/RS), assim como os profissionais Idete Kunrath (CREF 013402-G/RS), Giovani Piloti (CREF 013810-G/RS) e Clery de Lima (CREF 000297-G/RS0), que lá estiveram trabalhando como voluntários ou como jornalista, comentam as suas respectivas vivências olímpicas.

Além deste conteúdo especial, a nova edição do CREF2/RS em Revista ainda apresenta o perfil do treinador de judô da Sogipa Kiko Pereira (CREF 003345-G/RS) e matérias sobre a Fiscalização do CREF2/RS e sobre o Seminário de Educação Física Escolar de Caxias do Sul. Você também pode acessar a edição online diretamente pela plataforma Issuu, disponível para a leitura em computadores, tablets e smartphones.

Revista Jogos Olímpicos Olimpíada



Câmara aprova MP e mantém Educação Física obrigatória no Ensino Médio
14/12/2016
Fonte: Câmara dos Deputados

A Câmara dos Deputados concluiu ontem, dia 13 de dezembro, a votação da Medida Provisória 746/16, que propõe a reformulação do Ensino Médio. A Educação Física, apesar de não ter sido contemplada inicialmente pela proposta, seguirá como disciplina obrigatória na grade curricular. A MP ainda precisa tramitar pelo Senado antes de ser concluída.

De acordo com o projeto de lei de conversão do senador Pedro Chaves, o currículo do Ensino Médio será composto pela Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e por itinerários formativos correspondentes a essas áreas do conhecimento: linguagem e suas tecnologias; matemática e suas tecnologias; ciências da natureza e suas tecnologias; ciências humanas e sociais aplicadas; e formação técnica e profissional. Cada sistema de ensino organizará essas áreas e as respectivas competências e habilidades esperadas do aluno segundo seus próprios critérios.

Todas as regras valerão para as redes de ensino público e privado, mas o cronograma de implementação terá de ser elaborado no primeiro ano letivo seguinte à data de publicação da BNCC. A implementação, entretanto, ocorrerá no segundo ano letivo depois da homologação dessa base curricular.

Disciplinas

O relatório de Chaves reinclui como disciplinas obrigatórias Artes e Educação Física, que tinham sido excluídas pelo texto original da MP. Entre as línguas estrangeiras, o Espanhol não será mais obrigatório, ao invés do Inglês, que deve fazer parte da grade curricular a partir do sexto ano do Ensino Fundamental. Já as disciplinas de Filosofia e Sociologia, que tinham sido excluídas, passarão a ser obrigatórias apenas na BNCC.

Quanto aos métodos de ensino, o texto retoma e reformula trecho da Lei de Diretrizes e Bases para estipular que as redes de ensino organizarão os conteúdos, as metodologias e as formas de avaliação processual e de formação, de maneira que o educando demonstre domínio dos princípios científicos e tecnológicos da produção moderna e o conhecimento das formas contemporâneas de linguagem.

Carga horária

O projeto de lei de conversão estabelece ainda uma transição para o Ensino Médio em tempo integral. Em cinco anos, a ampliação será das atuais 800 horas anuais para 1.000 horas. Após isso, a meta será de 1,4 mil horas ao ano. Nos três anos do Ensino Médio, a carga horária total destinada à BNCC não poderá ser maior que 1.880 horas.

A inclusão de novas disciplinas obrigatórias na Base Comum dependerá da aprovação do Conselho Nacional de Educação e da homologação do ministro da Educação, mas, segundo o projeto de conversão, não precisarão mais ser ouvidos o Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e a União Nacional de Dirigentes de Educação (Undime), como era previsto na redação original da MP.

MP 746 Educação Física escolar



CREF2/RS recebe apoio da Câmara Municipal de Alegrete contra MP 746
06/12/2016
Fonte: CREF2/RS

Na tarde desta terça-feira, dia 6 de dezembro, o presidente da Câmara Municipal de Alegrete Roger Severo (CREF 011057-G/RS) compareceu à sede do CREF2/RS para oficializar o apoio dos vereadores do município ao CREF2/RS na luta contra a Medida Provisória 746, que propõe a exclusão da disciplina de Educação Física da grade curricular do Ensino Médio. O documento, assinado pelos 15 membros do Plenário da cidade, foi entregue ao vice-presidente do Conselho Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS).

No encontro, Severo destacou a importância do profissional de Educação Física e da disciplina para o pleno desenvolvimento de crianças e de adolescentes. “Entendemos que será um retrocesso esta alteração proposta pela MP 746. Os profissionais de Educação Física têm um papel fundamental em nossa sociedade, seja na melhora da habilidade motora das crianças, no estímulo da capacidade cognitiva ou na promoção da qualidade de vida destas pessoas”, salientou.

Andamento da MP 746

O senador Pedro Chaves, relator da MP 746 na comissão mista encarregada de analisar a medida, emitiu um parecer, no dia 29 de novembro, solicitando que a Educação Física permaneça como disciplina obrigatória do Ensino Médio. O texto, que tramita a partir de agora como um Projeto de Lei de Conversão (PLC), seguirá para análise da Câmara e do Senado Federal. Mais informações aqui.

MP 746 Educação Física escolar



Relator da MP 746/2016 no Senado decide que Educação Física permanece como disciplina obrigatória no Ensino Médio
02/12/2016
Fonte: Agência Senado

A Educação Física permanecerá como disciplina obrigatória do Ensino Médio. É o que propõe o senador Pedro Chaves em seu relatório à Medida Provisória 746/2016, apresentado à comissão mista encarregada de analisar a medida, na última terça-feira, dia 29 de novembro. O texto, agora como Projeto de Lei de Conversão (PLC), seguirá para análise dos Plenários da Câmara e do Senado Federal.

– Optamos por retomar a obrigatoriedade do ensino da Educação Física como componente curricular do Ensino Médio. Esta opção se justifica porque acreditamos que a formação integral do ser humano exige o atendimento de várias dimensões, dentre as quais a corporeidade e o movimento não podem ser desconsiderados – explicou o Senador.

O Relator também ampliou a carga horária do Ensino Médio, que deverá abarcar as disciplinas da Base Nacional Comum Curricular (BNCC). O novo texto determina que 60% das horas sejam destinadas à BNCC — antes eram 50%. A base ainda está em fase de elaboração pelo Ministério da Educação e vai conter, por exemplo, temas transversais como cidadania e meio ambiente. Para o senador, essa alteração garantirá unidade e sincronia entre as escolas brasileiras.

Meta intermediária

Na nova redação proposta, o Senador pondera sobre as dificuldades de ampliar a carga horária mínima para 1.400 horas anuais e propõe uma meta intermediária: no prazo máximo de cinco anos, todas as escolas de Ensino Médio do país terão carga horária anual de pelo menos 1.000 horas, cinco horas diárias. O ensino noturno e o da educação de jovens e adultos sofrerão as adequações necessárias, como a aprendizagem por projetos envolvendo os temas transversais. O novo Ensino Médio será ofertado com as disciplinas da BNCC e com um rol de áreas do conhecimento e “itinerários formativos”, que serão escolhidos pelo próprio aluno.

Notório saber

Chaves aprovou a inclusão, pela MP, dos profissionais com notório saber na lista dos que podem atuar na formação técnica e profissional e ampliou essa previsão, permitindo que os profissionais graduados, detentores de complementação pedagógica, também possam atuar no magistério. “Tal medida, ao mesmo tempo em que exige uma formação pedagógica mínima, desafoga o sistema e incrementa, no espaço escolar, as possibilidades de atuação e de atendimento às necessidades dos alunos”, defendeu.

O parlamentar retirou ainda, da Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB), a exigência de que apenas em universidades e institutos superiores de educação se faça a formação de docentes em nível superior para atuar na educação básica. Ele observou que faculdades isoladas, devidamente credenciadas pelo Ministério da Educação, não atreladas a institutos ou universidades, oferecem essa formação.

MP 746 Educação Física escolar



Audiência pública reúne profissionais e sociedade pela Educação Física no Ensino Médio
11/11/2016
Fonte: CREF2/RS

Na manhã desta sexta-feira, dia 11 de novembro, a Frente Parlamentar Mista do Esporte, liderada pelo deputado federal João Derly, realizou, na Câmara Municipal de Porto Alegre, uma audiência pública em defesa da Educação Física no currículo escolar do Ensino Médio. O evento, que contou com a participação das mais diferentes entidades ligadas à educação e ao esporte no Estado, teve ainda a presença da presidente do CREF2/RS Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), da 1ª secretária Débora Garcia (002202-G/RS) e da presidente da Comissão de Educação Física Escolar do Conselho Miryam Brauch (CREF 006834-G/RS).

Com o objetivo de debater alternativas à Medida Provisória 746, que exclui a Educação Física, assim como outras disciplinas, do currículo obrigatório do Ensino Médio, a audiência foi aberta por Derly, que frisou que o evento proposto pela Frente Parlamentar é o início de um grande movimento a favor da sociedade. “A Educação Física é um componente essencial, que precisa urgentemente de um currículo mínimo e de uma estratégia pedagógica clara”, declarou. “No Estado, conscientes da sua importância, temos um projeto, em tramitação na Assembleia, para assegurar a obrigatoriedade desta disciplina em todos os anos escolares. Este é um exemplo que temos que levar para o restante do país”, complementou o Deputado.

A mesa de debate, que teve a presença de representantes do Sindicato dos Profissionais de Educação Física (SINPEF-RS), da Secretaria Estadual de Educação e da Federação Internacional de Educação Física (FIEP), entre outras instituições, continuou com o discurso da Presidente do CREF2/RS. Na sua fala, Carmen destacou que a Educação Física não pode ter o seu espaço diminuído pela MP. “Quem tem um ritmo de vida ativo consegue prevenir diversas doenças, apenas praticando exercícios. Por isto, acreditamos não só que a Educação Física precisa ser obrigatória em todas as etapas escolares, mas ela tem que ter também a sua carga horária ampliada e a presença do profissional de Educação Física garantida nestes espaços”.

Os presentes, que lotaram a Sala das Comissões da Câmara Municipal, também puderam se manifestar. O consenso entre todos, profissionais de Educação Física e membros de outras tantas organizações da sociedade civil que também estiveram no encontro, é que o trabalho precisa ser conjunto, para que se concretizem as mudanças sugeridas à Medida Provisória. “A reforma do Ensino Médio é necessária, mas acreditamos que a educação precisa ser ampliada – e não reduzida. O que leva as pessoas a pensarem em acabar com a Educação Física, uma disciplina tão importante para a formação das crianças e dos adolescentes?”, questionou Francisco de Vargas Neto (CREF 007683-G/RS).

No encerramento da audiência, Derly declarou que a Frente Parlamentar Mista do Esporte está organizando um grande ato em Brasília, no próximo dia 19 de novembro. A ideia do Deputado é, fazer na véspera da votação da MP 746, uma grande conscientização da necessidade da Educação Física continuar sendo um componente curricular obrigatório no Ensino Médio. Com a sugestão dos presentes, também será realizada um novo encontro, para ampliar a discussão sobre o assunto, e elaborada uma carta para todos os Deputados Federais a respeito do tema. Você também pode assinar a petição online de apoio à obrigatoriedade da Educação Física no Ensino Médio: http://bit.ly/ManifestoSIMaEducaçãoFísica

Audiência Pública MP 746 Educação Física escolar



Audiência pública em defesa da Educação Física no Ensino Médio é nesta sexta-feira
07/11/2016
Fonte: CREF2/RS

A Frente Parlamentar Mista do Esporte, comandada pelo deputado federal João Derly, vai realizar, na próxima sexta-feira, dia 11 de novembro, uma audiência pública em defesa da obrigatoriedade da Educação Física no currículo escolar do Ensino Médio. O evento ocorrerá a partir das 9h30min, no plenário Ana Terra, da Câmara Municipal de Porto Alegre. A entrada será gratuita.

O objetivo da audiência é contrariar as determinações da Medida Provisória 746, encaminhada pelo Governo Federal ao Congresso em setembro, que exclui a Educação Física, assim como outras disciplinas, do currículo obrigatório do Ensino Médio. “A Educação Física é um componente essencial, que precisa urgentemente da definição de um currículo mínimo e de uma estratégica pedagógica clara”, declarou Derly.

Você também pode assinar a petição online de apoio à obrigatoriedade da Educação Física no Ensino Médio: http://bit.ly/ManifestoSIMaEducaçãoFísica

Audiência pública da obrigatoriedade da Educação Física no Ensino Médio
Data: sexta-feira, dia 11 de novembro, às 9h30min
Local: Plenário Ana Terra – Câmara Municipal de Porto Alegre
Endereço: Avenida Loureiro da Silva, 255 – Centro Histórico

Audiência Pública MP 746 Educação Física escolar



Audiência pública em defesa da Educação Física no Ensino Médio é nesta sexta-feira
07/11/2016
Fonte: CREF2/RS

A Frente Parlamentar Mista do Esporte, comandada pelo deputado federal João Derly, vai realizar, na próxima sexta-feira, dia 11 de novembro, uma audiência pública em defesa da obrigatoriedade da Educação Física no currículo escolar do Ensino Médio. O evento ocorrerá a partir das 9h30min, no plenário Ana Terra, da Câmara Municipal de Porto Alegre. A entrada será gratuita.

O objetivo da audiência é contrariar as determinações da Medida Provisória 746, encaminhada pelo Governo Federal ao Congresso em setembro, que exclui a Educação Física, assim como outras disciplinas, do currículo obrigatório do Ensino Médio. “A Educação Física é um componente essencial, que precisa urgentemente da definição de um currículo mínimo e de uma estratégica pedagógica clara”, declarou Derly.

Você também pode assinar a petição online de apoio à obrigatoriedade da Educação Física no Ensino Médio: http://bit.ly/ManifestoSIMaEducaçãoFísica

Audiência pública da obrigatoriedade da Educação Física no Ensino Médio
Data: sexta-feira, dia 11 de novembro, às 9h30min
Local: Plenário Ana Terra – Câmara Municipal de Porto Alegre
Endereço: Avenida Loureiro da Silva, 255 – Centro Histórico

Audiência Pública MP 746 Educação Física escolar



CREF2/RS divulga manifesto pela obrigatoriedade da Educação Física no Ensino Médio
01/11/2016
Fonte: CREF2/RS

A Medida Provisória 746, que altera a Lei de Diretrizes e Bases da Educação e retira a obrigatoriedade da Educação Física no Ensino Médio, é um grande retrocesso. Excluir esta disciplina do currículo significa total incompreensão do papel do esporte e da prática de atividades físicas na âmbito educacional e social, ainda mais depois do país sediar o maior evento esportivo do planeta, os Jogos Olímpicos.

Em 1978, a Unesco declarou a prática de atividade física um direito fundamental de todo ser humano, através da Carta Internacional do Esporte e da Educação Física, considerando o esporte um elemento essencial ao longo do sistema educacional. A Constituição Federal brasileira também estabelece que o fomento do desporto é um dever do Estado. Levando em conta estas determinações, a Lei de Diretrizes e Bases da Educação prevê a obrigatoriedade da Educação Física em toda a educação básica, o que compreende os Ensinos Infantil, Fundamental e Médio. Isto não pode ser mudado, pois acarretaria diversos prejuízos à sociedade.

Em tempos em que o esporte está em evidência na sociedade brasileira, é oportuno discutir avanços na legislação, em sentido de que todo cidadão tenha a oportunidade de praticar atividade física, pois os benefícios proporcionados são incontestáveis e disseminados em diversos trabalhos científicos. A Educação Física, no âmbito individual, colabora para a saúde das pessoas, evitando inúmeras doenças, como problemas cardiovasculares e obesidade. No âmbito comunitário, também enriquece as relações sociais, valorizando preceitos éticos e morais.

A partir destes pontos, a Educação Física precisa ser trata como essencial no âmbito educacional, ministrada por um profissional de Educação Física, devendo ser complementada e se relacionar com outras áreas do conhecimento, fomentando assim a formação de cidadãos capacitados não apenas para o mundo do trabalho, mas também preparados para a vida em sociedade com saúde. Por isto, apoiamos a emenda número 2, que restabelece o texto atual da Lei de Diretrizes e Bases da Educação e volta a garantir a presença obrigatória da Educação Física no Ensino Médio.

Assine a petição online pela obrigatoriedade da Educação Física no Ensino Médio aqui.

MP 746 Educação Física escolar



CREF2/RS e deputado João Derly se unem contra a MP 746
28/10/2016
Fonte: CREF2/RS

A presidente Carmen Masson (CREF 001910-G/RS) e o vice-presidente Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS) estiveram reunidos, na tarde de hoje, dia 28 de outubro, com o deputado federal João Derly. O objetivo do encontro foi buscar apoio para a mobilização dos profissionais de Educação Física e das instituições de ensino para participarem da audiência pública a favor da obrigatoriedade da Educação Física no currículo escolar do Ensino Médio, que será realizada no dia 11 de novembro, na Câmara Municipal de Porto Alegre.

A sessão, proposta pela Frente Parlamentar Mista do Esporte, foi idealizada por Derly, coordenador do grupo. O Deputado, que concorda com a necessidade de uma reforma no Ensino, destacou que as disciplinas, como a Educação Física, na verdade precisam ser aperfeiçoadas, não excluídas do currículo, como propõe a MP 746. “A Câmara Legislativa deveria discutir o que pode ser feito para melhorar a educação. A Educação Física é um componente obrigatório e essencial, que precisa urgentemente da definição de um currículo mínimo e de uma estratégia pedagógica clara”, declarou.

No encontro, Carmen firmou o compromisso do CREF2/RS em lutar contra a aprovação da MP 746 e também salientou que o investimento na Educação Física, sobretudo no ambiente escolar, pode representar uma economia para o Poder Público, em longo prazo. “Diversos estudos têm mostrado que o exercício físico é uma forma valiosa de se prevenir diversas doenças”, comentou. “A criança que não é sedentária, que é atendida de maneira correta pela Educação Física escolar, não tem o seu desenvolvimento motor e cognitivo prejudicados e se torna um adulto ativo e meno propenso a diversas doenças, desonerando assim o Sistema Único de Saúde”.

Depois desta audiência pública em Porto Alegre, o objetivo é levar a discussão também para Brasília. Como adiantou Derly, a ideia é reunir o maior número de pessoas possíveis, entre profissionais de Educação Física e representantes do esporte, em um ato contra a MP 746. A data prevista para a votação da Medida Provisória é os dias 22 e 23 de novembro.

Audiência Pública pela obrigatoriedade da Educação Física
Data: sexta-feira, dia 11 de novembro, às 9h30min
Local: Câmara Municipal de Porto Alegre – Plenário Ana Terra
Endereço: Avenida Loureiro da Silva, 255 – Centro Histórico
Entrada gratuita

MP 746 Audiência Pública



UCS reúne profissionais da Serra durante I Seminário de Educação Física Escolar
25/10/2016
Fonte: CREF2/RS

A universidade de Caxias do Sul (UCS) realizou, nos dias 22 e 23 de setembro, o I Seminário de Educação Física Escolar. O evento, que contou com as palestras da conselheira do CREF2/RS Marcia da CRUZ (CREF 007542-G/RS) e dos conselheiros do CONFEF Antônio Catunda (CREF 000001-G/CE) e Elisabete Laurindo (CREF 002036-G/SC), foi dedicado aos profissionais que atuam na rede municipal de Caixas do Sul e nas entidades de ensino pertencentes à 4ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE).

Com o objetivo de contribuir com a prática pedagógica dos docentes e proporcionar, através da troca de conhecimento, o repensar da Educação Física escolar, o Seminário iniciou com a palestra “Educação no Brasil – Contribuições da Educação Básica e recomendações para Educação Física Escolar”, ministrada pela Conselheira do CREF2/RS. Na sua apresentação, além de destacar os avanços obtidos pelo Sistema CONFEF/CREFs nos últimos anos, Marcia também salientou que a Educação Física precisa ser trabalhada de maneira ainda mais ampla nas escolas, para contribuir com a formação cidadã e com a saúde de todos os alunos.

Na parte da tarde, o evento prosseguiu com a palestra “Educação Física – Educação Infantil e Anos Iniciais do Ensino Fundamental”, ministrada por Elisabete. Durante a sua apresentação, ela mostrou como a Educação Física pode contribuir para a apropriação de todas as linguagens e destacou que a ação dos professores devem proporcionar desafios às crianças, através de interações e brincadeiras. Segundo Elisabete, isto precisa ocorrer, sobretudo, porque “os professores necessitam assumir a defesa da Educação Física na escola”, declarou.

O segundo dia de Seminário iniciou, na parte da manhã, com a palestra “Educação Física Escolar – Anos Finais do Ensino Fundamental e Ensino Médio”, ministrada por Catunda. O conselheiro do CONFEF propôs um diálogo acerca da responsabilidade pedagógica e das estratégias para o ensino, visto que o aluno passa a maior parte do tempo de aula realizando atividades que não são consideradas didáticas. Na sua apresentação, também foram expostos alguns aspectos da Declaração de Madrid, do European Mhysical Education Association, destacando que “não há educação sem Educação Física”. “O professor deve assumir o compromisso com a responsabilidade e com a qualidade da aula. Não adianta infraestrutura se o professor não está motivado para ensinar”, analisou.

No encerramento do Seminário, Marcia agradeceu a presença de todos e destacou a mobilização dos profissionais de Educação Física pertencentes à 4ª CRE, que foi representada por professores de 12 municípios da região da Serra: Caxias do Sul, Flores da Cunha, Picada Café, Nova Petrópolis, Nova Pádua, São Marcos, São Francisco de Paula, Cambará, Gramado, Canela, Farroupilha e Antônio Prado. Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), presidente do CREF2/RS; e Miryam Brauch (CREF 006834-G/RS), presidente da Comissão de Educação Física Escolar do Conselho; também estiveram presentes no evento.

Educação Física Escolar Seminário



Ministro do Esporte defende obrigatoriedade da Educação Física no Ensino Médio
19/10/2016
Fonte: Ministério do Esporte

O ministro do Esporte Leonardo Picciani participou, no começo deste mês, da audiência pública da Comissão do Esporte da Câmara dos Deputados para falar sobre os Jogos Olímpicos e Paralímpicos e sobre o legado dos megaeventos. Questionado pelos parlamentares sobre a proposta que retiraria a obrigatoriedade das aulas de Educação Física do currículo do Ensino Médio, Picciani se mostrou contrário à medida.

“Minha posição, enquanto ministro do Esporte, é pela defesa da permanência da Educação Física como matéria curricular obrigatória, mas é inegável que o Ensino Médio precisa de uma reforma que modernize e o torne mais aplicável à vida das pessoas”, opinou o Ministro. “Devemos avançar na prática da Educação Física, ofertando a disciplina a todos os estudantes, sempre com a presença de profissionais da área”, complementou.

A reunião da Comissão do Esporte também discutiu sobre os rumos do esporte para os próximos ciclos olímpicos e paralímpicos. Para Picciani, o principal legado é a inspiração para que as pessoas pratiquem, vivam e acompanhem o esporte, entendendo-o como uma política pública fundamental para a qualidade de vida e para o desenvolvimento humano. No encontro, também estiveram presentes o secretário de Alto Rendimento do Ministério do Esporte Luiz Lima e o secretário nacional de Futebol Gustavo Perrella. O deputado federal César Halum é quem preside a Comissão do Esporte na Câmara.

Foto: Roberto Castro/Ministério do Esporte

Educação Física Escolar Medida Provisória CONFEF



Medida Provisória recebe mais de 500 emendas no Senado
30/09/2016
Fonte: CONFEF

Após a grande mobilização do Sistema CONFEF/CREFs e de muitos profissionais de Educação Física de todo o Brasil, a Medida Provisória (MP) de Reforma do Ensino Médio recebeu 567 emendas de deputados e senadores até o final da noite da última quinta-feira, dia 29 de setembro. Os parlamentares cobram, entre outras demandas, que a disciplina de Educação Física seja obrigatória em todo o Ensino Médio.

O texto será analisado primeiro por uma comissão mista e depois pela Câmara e pelo Senado. Nesta semana, a MP já havia sido alvo de uma Ação Direta de Inconstitucionalidade no Supremo Tribunal Federal, sendo aceita pelo ministro Edson Fachin, que decidiu levar ao plenário da Corte o processo.

Publicada no dia 23 de setembro pelo Governo Federal, a Medida altera o Artigo 26 da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB). A disciplina de Educação Física, que antes era prevista em todas as etapas da Educação Básica (Infantil, Fundamental e Médio), passa a ser obrigatória apenas nos Ensinos Infantil e Fundamental.

O Sistema CONFEF/CREFs segue atento e na luta contra a Medida Provisória que restringe direitos consagrados na escola. No portal do Senado Federal, há uma consulta pública para receber a opinião da sociedade. Dê o seu voto aqui. Há também um abaixo-assinado do Sistema CONFEF/CREFs contra a MP, que já conta com mais de 100 mil participações. Assine aqui.

Educação Física Escolar Medida Provisória CONFEF



UCS promove I Seminário de Educação Física Escolar amanhã e sexta-feira
21/09/2016
Fonte: CREF2/RS

Em parceria com o CREF2/RS e com o CONFEF, a Universidade de Caxias do Sul (UCS) vai realizar, nesta quinta e sexta-feira, dias 22 e 23 de setembro, o I Seminário de Educação Física Escolar. O evento, dedicado aos profissionais que atuam na rede municipal de Caxias do Sul e nas entidades de ensino pertencentes à 4ª Coordenadora Regional de Educação, terá as palestras da conselheira do CREF2/RS Marcia da Cruz (CREF 007542-G/RS) e dos conselheiros do CONFEF Antônio Catunda (CREF 000001-G/CE) e Elisabete Laurindo (CREF 002036-G/SC). A entrada será gratuita.

A partir das contribuições da UNESCO, do Sistema CONFEF/CREFs e norteado pela Base Nacional Comum Curricular, o Seminário terá como objetivo contribuir com a prática pedagógica dos docentes e proporcionar, através de conhecimentos e ferramentas, o repensar da Educação Física Escolar. As atividades vão iniciar, amanhã às 8h com a apresentação “Recomendações para Educação Física Escolar”, ministrada pela Conselheira do CREF2/RS.

À tarde, a partir das 13h30min, o evento vai prosseguir com a palestra “Educação Física – Educação Física Infantil e Anos Iniciais do Ensino Fundamental”, ministrada por Elisabete. Já a apresentação de Catunda, chamada “Educação Física Escolar – Anos Finais do Ensino Fundamental e Ensino Médio”, será na sexta-feira, das 8h30min às 12h30min.

A programação completa pode ser conferida aqui e as inscrições ainda podem ser feitas por este formulário. Mais informações pelo e-mail extensaocursos@ucs.br ou pelo telefone (54) 3218-2145.

Eventos Educação Física Escolar Caxias do Sul



Troféu Destaque homenageia os melhores profissionais do ano
02/09/2016
Fonte: CREF2/RS

Comemorando o Dia do Profissional de Educação Física, o CREF2/RS realizou ontem, no Grêmio Náutico União, a cerimônia de entrega do Troféu Destaque. O prêmio, que chegou ao seu quinto ano consecutivo, homenageou aqueles que mais se destacaram ao longo de 2016, em 15 categorias diferentes. As empresas que completaram dez anos de registro também receberam um certificado como forma de reconhecimento.

A abertura da cerimônia foi feita pela presidente Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), que destacou a tradição do Troféu Destaque, já reconhecido entre os profissionais como o “Oscar da Educação Física gaúcha”. A forma de escolha dos vencedores, pela primeira vez com uma votação aberta no site do CREF2/RS para a definição dos três finalistas de cada categoria, também foi mencionada como outro ponto positivo. “Queremos que todos participem, não só do Troféu Destaque, mas do dia a dia do Conselho. Hoje estamos aqui para premiar os nossos colegas, mas sempre de portas abertas para recebê-los”.

Confira os ganhadores:

Academia:

Fórmula RS Fitness Center (CREF 002499-PJ/RS)
É uma empresa do grupo internacional Bodytech Company e chegou a Porto Alegre em 2014. Localizada no Shopping Praia ade Belas, possui duas grandes salas para atividades coletivas, relacionadas à musculação e ao condicionamento físico, e um espaço de indoor cycle. Oferece uma grande variedade de modalidades, como pilates, alongamento e zumba.

Clube ou sociedade:

Recreio da Juventude (CREF 000515-PJ/RS)
Foi fundado em dezembro de 1912, em Caxias do Sul. Com uma grande estrutura, que conta com academia, piscinas, sauna e modalidades esportivas, como basquete, futsal, handebol e vôlei, o clube tem mais de 16 mil associados e diversas outras opções de atividades sociais, de lazer e de diversão.

Mérito da Educação Física:

Adroaldo Cézar Araújo Gaya (CREF 002280-G/RS)
Doutor em Treinamento Desportivo pela UERJ e em Ciências do Desporto pela Universidade do Porto, atualmente é professor titular da UFRGS, das disciplinas de epistemologia e metodologia da pesquisa. É o criador e o coordenador do Projeto Esporte Brasil, pioneiro observatório permanente de indicadores de crescimento e de desenvolvimento de crianças e de adolescentes esportistas. É ainda autor de diversos livros sobre Educação Física, esportes e metodologia da pesquisa.

Profissional do ano:

Antônio Carlos de Oliveira Pereira (CREF 003345-G/RS)
Kiko é faixa preta e técnico de judô da Sogipa. Chegou no clube em 1984, foi três vezes campeão gaúcho como atleta e em 1986 começou a atuar como auxiliar técnico da equipe de judô. Foi treinador dos campeões mundiais e medalhistas olímpicos João Derly, Tiago Camilo, Mayra Aguiar, Felipe Kitadai e Maria Portela.

Profissional de academia:

Paulo André Poli de Figueiredo (CREF 000340-G/RS)
Mestre em Ciência do Movimento Humano pela UFRGS e especialista em Medicina Esportiva e Saúde Escolar pela PUCRS, é sócio-diretor do Centro Físico Acqualità e membro da comissão científica da Aquatic Exercise Association. É também autor dos livros “AICHI – Técnica de Relaxamento Aquático” e “Natação para Bebês, Infantil e Iniciação: Uma Estimulação para a Vida”.

Profissional de atividade física na empresa e Ginástica Laboral:

Vinicius da Silva Alves (CREF 008089-G/RS)
Especialista em Ginástica Laboral e Qualidade de Vida pela UNIGRANRIO, é também especialista em Engenharia de Produção, com ênfase em Ergonomia, pela UFRGS. É sócio-proprietário da empresa Esportes em Ação – Programas de Promoção da Saúde e diretor da empresa Valorize Projetos e Consultoria Esportiva. Possui experiência de mais de dez anos em consultoria, assessoria e treinamento em diversas empresas do Rio Grande do Sul.

Profissional com atuação em projetos sociais:

Felipe Rosa de Quadros (CREF 020906-G/RS)
Pós-graduado em psicomotricidade escolar e faixa preta de judô, iniciou no esporte em 1999. Já passou pelos Departamentos de Judô do Sport Club Internacional, do Grêmio Náutico União e atualmente é auxiliar técnico das equipes de base da Sogipa e da Federação Gaúcha de Judô. É também professor do projeto Geração Futuro/Educandário, que oferece oficinas de judô para jovens e adolescentes que vivem em comunidades de risco na zona norte de Porto Alegre.

Profissional de escola:

Virgínia Rolim Wolffenbuttel (CREF 000055-G/RS)
Atua com a Educação Física escolar desde 1981. Com mais de 30 anos de experiência na área, atualmente é professora da Escola Estadual de Ensino Médio Mariz e Barros, em Porto Alegre. Em 2004, iniciou o Projeto Jovens Talentos, cujas equipes escolares de handebol masculino já conquistaram diversos títulos nas categorias mirim, infantil e juvenil. Também é especialista em autismo e pós-graduada em Ginástica de Academia.

Profissional de esporte radical e de aventura:

Thomas Schulze (CREF 013024-G/RS)
Escoteiro, monitor de rapel e de escalada, foi diretor técnico da Associação Caxiense de Montanhismo, de 2009 a 2011. Atuou também como árbitro do Campeonato Gaúcho de Escalada, e foi o criador do blog Montanhismo, Escalada e Educação Física, pioneiro no Rio Grande do Sul. Com experiência de 24 anos no montanhismo e na escalada, atualmente trabalha com escalada esportiva, escalada recreativa, preparação física e com assessoria de expedições em alta montanha.

Profissional de lutas:

Ricardo Reuter Pereira (CREF 002715-G/RS)
Faixa preta de judô e praticante da modalidade desde 1980, foi competidor de luta olímpica e integrante da Seleção Gaúcha, que conquistou o segundo lugar no Campeonato Brasileiro de 1987. Já participou da Comissão de Educação da Federação Gaúcha de Judô e é professor da disciplina de lutas, na PUCRS, desde 2000. Atua também rede municipal de Porto Alegre, onde desenvolve um projeto de judô e Educação.

Profissional de paradesporto e atividade adaptada:

Ana Paula Vieira Malanovicz (CREF 005885-G/RS)
Pós-graduada em Metodologia do Ensino dos Esportes, pela UFRGS; e em Psicomotricidade, pela PUCRS; Ana Paula Vieira Malanovicz atua na Escola Estadual Especial Recanto da Alegria, que atende alunos com deficiência intelectual. É idealizadora do Projeto Esporte+, o qual já revelou campeões paralímpicos de atletismo e de natação, e tem habilitação de nível II como técnica de atletismo pelo Comitê Paralímpico Brasileiro.

Profissional da saúde:

Luiz Antônio Barcellos Crescente (CREF 011597-G/RS)
Possui graduação em Medicina e mestrado em Ciências do Movimento Humano, ambos pela UFRGS. Atualmente é professor do curso de graduação em Educação Física da ULBRA e da pós-graduação da Universidade Corporativa Mãe de Deus. Atua como médico e fisiologista do Sport Club Internacional, desde 1994, e também da Seleção Brasileira, com ênfase em Medicina do Esporte, avaliação funcional e controle de treinamento.

Profissional técnico desportivo:

Celso Gomes da Silva (CREF 002893-G/RS)
É professor aposentado da Rede Pública Estadual e técnico de basquete desde 1979. Foi por 17 vezes treinador das seleções de base do Rio Grande do Sul em Campeonatos Brasileiros de Basquete e campeão sul-americano de basquete nas categorias sub-14 e sub-17. Possui diversos títulos nos Jogos Escolares do Rio Grande do Sul comandando o time das escolas estaduais Prudente de Morais, General Osório e Ildefonso Simões Lopes, todas do município de Osório, e representou o Rio Grande do Sul nos em algumas edições dos Jogos Brasileiros da Juventude.

Personalidade do ano:

Carlos Alberto Oliveira Garcia (CREF 000002-G/RS)
Autor de leis que beneficiaram a Educação Física, Professor Garcia foi vereador, presidente da Câmara Municipal de Porto Alegre e conselheiro federal do CONFEF. Como profissional de Educação Física, foi treinador de atletismo e técnico da equipe brasileira de atletismo no Mundial de Saint-Ettienne, na França, em 1977. A obrigatoriedade da presença de um profissional de Educação Física como responsável técnico em academias de Porto Alegre, a criação da Semana de Educação Física e a exigência do curso de Licenciatura para professores de Educação Física das séries iniciais da rede municipal de ensino foram algumas das suas principais conquistas na política.

Veículo de comunicação:

Plano de Jogo
Exibido pela TVE de segunda a sexta-feira, o Plano de Jogo tem como foco o esporte e as diversas modalidades praticadas em todo o Rio Grande do Sul. O programa mostra as competições e as atividades esportivas como forma de educação, inclusão social e meio para manter a saúde. As matérias veiculadas no Plano de Jogo são produzidas pela TVE e pela rede de 25 emissoras parceiras do interior, assim como pelas entidades esportivas e atletas, que enviam imagens e notícias.

Troféu Destaque 2016



CongregaCREF reúne profissionais e estudantes para debater diversas áreas da Educação Física
30/08/2016
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS realizou, no último sábado, dia 27 de agosto, a segunda edição do CongregaCREF – Seminário Sul Brasileiro de Educação Física. O evento, que integra as comemorações do Conselho pelo Dia do Profissional de Educação Física, ocorreu no auditório do CRO/RS, em Porto Alegre, e contou com a presença de profissionais registrados e de estudantes para debater as diversas áreas da profissão. A abertura do evento foi feita pela presidente Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), que reiterou o sucesso de público do CongregaCREF, pelo segundo ano consecutivo, e saudou todos aqueles que compareceram para assistir às palestras.

A primeira apresentação foi feita por Rodrigo Gonçalves Dias (CREF 059988-G/SP), pesquisador da Unidade de Reabilitação Cardiovascular e Fisiologia do Exercício do Instituto do Coração (InCor), em São Paulo, e primeiro profissional de Educação Física a vencer o Prêmio Jovem Cientista, promovido pelo CNPq, em 2012. A palestra “Genética, performance física humana & doping genético: o senso comum versus a realidade científica” abordou as suas investigações científicas mais recentes e tentou explicar como funciona o rastreamento de genes para a descoberta de novos “fenômenos do esporte”, algo tão em evidência nos dias de hoje por causa da Olimpíada. “O nosso trabalho envolveu os melhores atletas do atletismo brasileiro e comparou o desempenho de todos com pessoas comuns. A conclusão que chegamos é que há mais ou menos 200 pessoas com potencial para serem esportistas espetaculares no nosso país e que ainda não foram descobertas”, revelou Dias.

Além de explicar os detalhes do seu trabalho, o pesquisador também contextualizou os avanços que a Educação Física teve – e ainda pode ter – desde o surgimento do projeto Genoma, na década de 90. “Os estudos genéticos deixaram claro que a responsividade ao treinamento é diferente de pessoa para pessoa, não segue um padrão que pode ser aplicado da mesma forma a todos os atletas. Ou seja, não podemos simplificar algo tão complexo como o organismo humano, precisamos aprender e relacionar as particularidades de cada estrutura muscular aos diversos genes que compõem o DNA de cada um destes indivíduos”, explicou.

Com espaço para perguntas da plateia e transmissão online, que permitiu que profissionais e acadêmicos de todo o Estado acompanhassem as palestras dos seus computadores em casa, o CongregaCREF prosseguiu com a conselheira federal do CONFEF Elisabete Laurindo (CREF CREF 002036-G/SC), que falou sobre o papel do profissional de Educação Física na escola. Além de apresentar os consensos internacionais da UNESCO e de inserir a Educação Física aos direitos fundamentais de todas as pessoas, Elisabete mostrou quais são os indicadores de qualidade na educação e explicou como o ambiente escolar, a prática pedagógica e as condições de trabalho dadas aos profissionais que atuam nestes locais interferem nesta equação. “O Brasil está entre os países mais obesos do mundo e precisamos nos apropriar da Educação Física escolar como forma de promover a saúde das crianças”, defendeu.

A Conselheira também trouxe para discussão o atual momento vivido pela Educação Física escolar, em que há a busca pela consolidação do profissional de Educação Física neste ambiente. “O livro Recomendações para a Educação Física Escolar, publicado pelo CONFEF e distribuído às escolas de todo o Brasil, veio para conscientizar todos dos benefícios da atividade física e de como é importante uma qualificação adequada para atuar na área, com comportamento ético e materiais adequados”.

Depois, quem deu continuidade ao CongregaCREF foi a professora da Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança (ESEFID) da UFRGS Anelise Gaya (CREF 024009-G/RS). A palestra “O papel da Educação Física na promoção da saúde na escola” abordou um pouco do seu trabalho com o projeto de pesquisa Esporte Brasil, que busca avaliar e dar um novo sentido aos indicadores de aptidão física, saúde, obesidade e de outras doenças, com ênfase na população infantojuvenil. “30% das crianças tem obesidade e sobrepeso e a atividade física na escola poderia ter uma função primordial no sentido contrário a estes dados alarmantes”, explicou. “Os profissionais de Educação Física da escola precisam se dar conta deste quadro e trabalhar de maneira consciente, sabendo que existe um período crítico para o desenvolvimento motor das crianças e que este precisa ser bem aproveitado, para que não haja nenhum comprometimento”, complementou.

Como salientou Anelise durante a sua palestra, os dados coletados pelo Projeto Esporte Brasil nos últimos anos mostram ainda que 60% das crianças em idade escolar não cumprem o mínimo de atividade física proposto pela Organização Mundial da Saúde. “O que descobrimos é que muitas delas não brincam, não têm recreio e ou são atendidas de maneira correta pelas aulas de Educação Física. O sedentarismo é uma das principais causas de morte no Brasil e esta realidade no ambiente escolar é bastante preocupante, já que muitas doenças que eram vistas somente em adultos, como o diabetes tipo II e hipertensão, já estão aparecendo em crianças e gerando outras complicações”, revelou.

A conclusão, compartilhada com todos os presentes que lotavam o auditório do CRO/RS, é que a escola deveria oferecer mais momentos para a prática de atividade física, com pelo menos 45 minutos de duração, duas vezes por semana. “Não podemos privar o desenvolvimento das crianças, sobretudo da forma que só o esporte proporciona”, contou Anelise. As aulas de Educação Física escolar, além de precisarem de um planejamento mais eficaz, necessitam a adoção de novas estratégias, para que os hábitos de vida sejam modificados desde cedo. “Há bons projetos ocorrendo nas escolas, sobretudo fora do país, que podem servir de exemplo. O Projeto Esporte Brasil, por exemplo, tem contribuído na interpretação dos padrões de crescimento e, com isto, oportunizado o planejamento de ações diferenciadas e auxiliado os professores de Educação Física na avaliação dos seus alunos”, concluiu.

O CongregaCREF foi encerrado pela palestra “Gestão de academia”, ministrada por Rogério Menegassi (CREF 001008-G/RS), proprietário da academia Athlética, localizada em Porto Alegre, e ex-presidente da Associação das Academias do Rio Grande do Sul (ACAD RS). Há mais de 30 anos atuando na área, Menegassi conversou com os presentes sobre esta área e tirou as dúvidas daqueles que tem a intenção de abrir, futuramente, o seu próprio negócio. “As opções para as academias cresceram muito nos últimos anos. A piscina, antigamente, era aproveitada somente para aulas de natação e hoje há uma infinidade de modalidades e de atividades que podem ser exploradas e ofertadas aos alunos”.

Além disto, Menegassi apresentou um pequeno panorama sobre a evolução da ginástica em academias, explicou algumas estratégias adotadas pela Athlética e salientou que muitos adultos são resistentes a aderir a um programa de treinamento porque não tiveram uma boa experiência com a atividade física quando eram jovens, numa época em que a profissão de Educação Física ainda não era regulamentada. “Na nossa área, ninguém poderá inventar algo totalmente inédito, porque as modalidades são variações e vêm de uma mesma base. O que os profissionais de academia realmente precisam fazer é tentar tornar as suas aulas cada vez mais prazerosas para os alunos, para que eles se transformem em clientes fiéis, tenham resultados e que reconheçam os benefícios que só podem ser proporcionados pela Educação Física em suas vidas”.

CongregaCREF eventos



CongregaCREF tem transmissão online e atendimento do Interiorizasul
25/08/2016
Fonte: CREF2/RS

A segunda edição do CongregaCREF – Seminário Sul Brasileiro de Educação Física, que será realizada no sábado, dia 27 de agosto, terá transmissão ao vivo pela Internet e um estande do Interiorizasul para atendimento dos profissionais e dos acadêmicos que comparecerem ao local. O evento, promovido pelo CREF2/RS em comemoração ao Dia do Profissional de Física, vai ocorrer no auditório do CRO/RS, em Porto Alegre.

Com inscrições já encerradas, a transmissão online do CongregaCREF vai oportunizar que profissionais e estudantes do interior do Estado e até mesmo de todo o Brasil – também acompanhem o evento e possam participar dos debates. A primeira palestra vai inicar às 9h e será ministrada por Rodrigo Gonçalves Dias (CREF 059988-G/SP), vencedor do Prêmio Jovem Cientista em 2012. À tarde o evento continuará com outras três apresentações, abordando assuntos como Educação Física escolar, e gestão de academia, com encerramento às 18h. A programação completa está disponível na página www.congregacref.com.br.

No estande do Interiorizasul, a equipe do CREF2/RS irá atender as demandas dos profissionais e ainda efetuar novos registros. Entre os serviços à disposição, estarão a atualização cadastral, a coleta de digital e o parcelamento de anuidades, entre outros mais. Qualquer um que necessitar algum tipo de atendimento do Conselho poderá comparecer ao local e não precisá estar inscrito no CongregaCREF, como pré-requisito. O horário de funcionamento do estande será o mesmo do evento, das 9h às 18h.

CongregaCREF – Seminário Sul Brasileiro de Educação Física
Data: 27 de agosto, sábado
Local: Auditório do CRO/RS
Endereço: Rua Vasco da Gama, 720 – Bairro Bom Fim, em Porto Alegre
Horário: das 9h às 18h, com transmissão online e atendimento do Interiorizasul
Mais informações: www.congregacref.com.br

CongregaCREF eventos Interiorizasul



Inscrições para o CongregaCREF encerram amanhã
23/08/2016
Fonte: CREF2/RS

As inscrições para o CongregaCREF – Seminário Sul Brasileiro de Educação Física, que será realizado no dia 27 de agosto, vão encerrar nesta quarta-feira, dia 24 de agosto. O evento, promovido pelo CREF2/RS em comemoração ao Dia do Profissional de Educação Física, irá ocorrer no auditório do CRO/RS, em Porto Alegre, com a palestra de abertura de Rodrigo Gonçalves Dias (CREF 059988-G/SP), vencedor do Prêmio Jovem Cientista em 2012. As últimas vagas estão disponíveis para profissionais registrados e acadêmicos do curso de Educação Física pela página www.congregacref.com.br.

O CongregaCREF, que vai ir das 9h às 18h, terá ainda as apresentações “O papel do profissional de Educação Física na escola”, da integrante da Comissão Nacional de Educação Física Escolar Elisabete Laurindo (CREF 002036-G/SC); “A saúde na comunidade escolar”, ministrada pela professora da Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança da UFRGS Anelise Gaya (CREF 024009-G/RS); e “Gestão de academia”, comandada pelo proprietário da academia Athlética Rogério Menegassi (CREF 001080-G/RS).

CongregaCREF – Seminário Sul Brasileiro de Educação Física
Data: 27 de agosto, sábado
Local: Auditório do CRO/RS
Endereço: Rua Vasco da Gama, 720 – Bairro Bom Fim, em Porto Alegre
Horário: das 9h às 18h
Inscrições e mais informações: www.congregacref.com.br

CongregaCREF eventos



Comissão de Educação Física Escolar do CREF2/RS debate Agenda Positiva do Sistema CONFEF/CREFs
15/08/2016
Fonte: CREF2/RS

Na última sexta-feira, dia 12 de agosto, a Comissão de Educação Física Escolar do CREF2/RS voltou a se reunir na sede do Conselho. O encontro, que contou com a presença de Miryam Brauch (CREF 006834-G/RS), Marcia da Cruz (CREF 007542-G/RS), João Guilherme Queiroga (CREF 000839-G/RS), Francisco Carlos de Menezes (CREF 000075-G/RS) e Leila Iabel (CREF 000113-G/RS), teve como assunto principal a Agenda Positiva do CONFEF/CREFs.

Com o intuito de contribuir com esta iniciativa, a Comissão irá propor um encontro com a Secretaria de Educação do Rio Grande do Sul para falar sobras ações que envolvem o Conselho, a formação continuada de professores e as escolas de tempo de integral. Uma das ideias é que o CREF2/RS crie, futuramente, um repositório online para o envio de trabalhos realizados nas escolas e que continue distribuindo as publicações do Sistema CONFEF/CREFs, como o livro “Recomendações para a Educação Física Escolar”. Por fim, a Comissão também quer fazer visitas aos deputados orientando em relação ao Projeto de Lei 87/2016, que tem o intuito de tornar obrigatória a formação em Educação Física para os professores da disciplina que atuam na Educação Infantil e nas séries iniciais do Ensino Fundamental.

Comissão de Educação Física Escolar Educação Física Escolar



CREF2/RS tem encontro com diretores da 4ª CRE em Caxias do Sul
10/08/2016
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS, representado pela conselheira Marcia da Cruz (CREF 007542-G/RS), esteve reunido, entre os dias 2 e 4 de agosto, com os diretores da Rede Estadual de Ensino, que pertencem à 4ª Coordenadoria Regional de Educação do Rio Grande do Sul (CRE). O encontro, realizado em Caxias do Sul, reuniu 122 diretores e serviu para que fosse apresentada a proposta do Sistema CONFEF/CREFs, em relação à melhoria do componente curricular da Educação Física, e para definir alguns dos detalhes do I Seminário de Educação Física, que ocorrerá em setembro.

Além de debater a Educação Física no âmbito das escolas, os diretores que compareceram ao encontro também receberam o livro “Recomendações para a Educação Física Escolar”, editado pelo Sistema CONFEF/CREFs, e um exemplar do Código de Ética Profissional, para que deixem estas publicações à disposição dos professores de Educação Física em suas escolas. “A recepção foi excelente, houve praticamente uma unanimidade nos relatos de que não somente a Educação Física, mas todos os componentes curriculares, merecem uma movimentação”, avaliou Marcia.

A Conselheira também destacou que, durante os quatro dias de evento, a presença do CREF2/RS foi bastante elogiada pelos presentes, que tiveram mais uma oportunidade para se aproximarem do Conselho e tirarem as suas dúvidas. Por fim, a reunião decidiu ainda que o I Seminário de Educação Física será realizado nos dias 22 e 23 de setembro, na Universidade de Caxias do Sul (UCS). A atividade vai representar mais uma possibilidade de formação e de troca de conhecimento para os professores de Educação Física vinculados à 4ª CRE e contará com três palestrantes em nome do Sistema CONFEF/CREFs.

Eventos Educação Física Escolar Caxias do Sul



CongregaCREF – Seminário Sul Brasileiro de Educação Física está com inscrições abertas
09/08/2016
Fonte: CREF2/RS

As inscrições para o CongregaCREF – Seminário Sul Brasileiro de Educação Física foram abertas hoje e já podem ser feitas aqui. O evento, que o CREF2/RS vai promover pelo segundo ano consecutivo em comemoração ao Dia do Profissional de Educação Física, será realizado no dia 27 de agosto, no auditório do CRO/RS, em Porto Alegre. A entrada vai ser gratuita para os profissionais registrados e para os acadêmicos do curso de Educação Física.

Com o objetivo de gerar conhecimento e oportunizar uma qualificação profissional, a segunda edição do CongregaCREF terá a palestra de abertura “Genética, performance física humana & Doping Genético: o senso comum versus a realidade científica”, ministrada por Rodrigo Gonçalves Dias (CREF 059988-G/SP). Ele foi o vencedor do Prêmio Jovem Cientista em 2012, troféu concedido pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e considerado um mais importantes do meio científico brasileiro.

A programação terá ainda as apresentações “O papel do profissional de Educação Física na escola”, da conselheira do CONFEF e integrante da Comissão Nacional de Educação Física Escolar Elisabete Laurindo (CREF 002036-G/SC); “A saúde na comunidade escolar”, ministrada pela professora da Escola de Educação Física, Fisioterapia e Dança da UFRGS Anelise Gaya (CREF 024009-G/RS); e “Gestão de academia”, comandada pelo proprietário da academia Athlética Rogério Menegassi (CREF 001080-G/RS). Como em 2015, o CongregaCREF deste ano será transmitido ao vivo pela Internet, para que os profissionais do interior do Estado também possam acompanhá-lo e participar do debate.

CongregaCREF – Seminário Sul Brasileiro de Educação Física
Data: 27 de agosto, sábado
Local: Auditório do CRO/RS – Rua Vasco da Gama, 720 – Bairro Bom Fim, em Porto Alegre
Horário: das 9h às 18h
Inscrições: clique aqui
Mais informações: www.congregacref.com.br

CongregaCREF



Disponível para leitura a revista do CREF2/RS sobre a Olimpíada
28/06/2016
Fonte: CREF2/RS

A nova CREF2/RS em Revista, que será em breve enviada às Pessoas Jurídicas registradas no Conselho, já tem a sua versão online disponível para download no site do CREF2/RS. A publicação, que tem como tema de capa os Jogos Olímpicos, apresenta um pequeno panorama da competição esportiva do mundo e dos profissionais de Educação Física do Rio Grande do Sul que já se envolveram com uma Olimpíada.

Com quatro matérias principais, a nova revista do Conselho fala sobre as expectativas do árbitro de tênis Nicolas Sanchez (CREF 012322-G/RS) e do técnico de natação Frederico Guariglia (CREF 003724-G/RS), que representarão o nosso Estado nos Jogos Olímpicos do Rio. A edição atual também aborda a trajetória dos ex-atletas de vôlei Marco Antônio Volpi e de basquete Evandro Saraiva (CREF 001009-G/RS), que participaram de clicos olímpicos nos anos 60 e 90, respectivamente. Eles contam como a competição influenciou – e ainda influencia – as suas carreiras.

Além deste conteúdo especial, a nova edição da CREF2/RS em Revista também apresenta matérias sobre o Fórum de Educação Física Escolar, realizado no final de abril em Capão Canoa, e sobre a proposta de extinção do curso de bacharelado em Educação Física, feita pelo Conselho Nacional de Educação (CNE). A revista ainda dedica duas páginas às atividades do Departamento de Orientação e Fiscalização (DEFOR), com os números e detalhes das ações realizadas no primeiro trimestre deste ano, em todo o Rio Grande do Sul.

Desde este número, os exemplares impressos da CREF2/RS em Revista são enviados somente às Pessoas Jurídicas registradas e em dia com as suas obrigações estatutárias. Já os profissionais registrados podem baixar a versão em PDF da revista aqui ou também acessá-la diretamente pela plataforma Issuu, disponível para a leitura em computadores, tablets e smartphones.

Olimpíada Jogos Olímpicos Revista



Nova edição da CREF2/RS em Revista é sobre Jogos Olímpicos
17/06/2016
Fonte: CREF2/RS

A nova CREF2/RS em Revista, que tem como tema de capa os Jogos Olímpicos, já está disponível para download no site do CREF2/RS. A publicação explica, ao longo de suas páginas, como a competição esportiva mais importante do mundo contribui e ainda influencia a carreira de muitos dos profissionais de Educação Física do Rio Grande do Sul.

A reportagem de capa foi dividida em quatro matérias, para falar sobre as expectativas do árbitro de tênis Nicolas Sanchez (CREF 012322-G/RS) e do técnico de natação Frederico Guariglia (CREF 003724-G/RS), que representarão o nosso Estado nos Jogos Olímpicos do Rio; e também para abordar a trajetória dos ex-atletas de vôlei Marco Antônio Volpi e de basquete Evandro Saraiva (CREF 001009-G/RS), que participaram de ciclos olímpicos nos anos 60 e 90, respectivamente.

Além deste conteúdo especial, a nova edição da CREF2/RS em Revista também apresenta matérias sobre o Fórum de Educação Física Escolar, realizado no final de abril em Capão Canoa, e sobre a proposta de extinção do curso de bacharelado em Educação Física, feita pelo Conselho Nacional de Educação. A revista ainda dedica duas páginas às atividades do Departamento de Orientação e Fiscalização (DEFOR), em que é apresentado um resumo das ações realizadas no primeiro trimestre deste ano.

Os exemplares impressos da CREF2/RS em Revista são enviados somente às Pessoas Jurídicas registradas e em dia com as suas obrigações estatutárias. Já os profissionais registrados podem baixar a versão em PDF da revista aqui ou também acessar a edição online diretamente pela plataforma Issuu, disponível para a leitura em computadores, tablets e smartphones.

Revista Olimpíadas



Técnico de judô do Lindoia Tênis Clube lança livro sobre esportes de combate
07/06/2016
Fonte: CREF2/RS

Luiz Camilo (CREF 0169419-G/RS), técnico de judô do Lindoia Tênis Clube e medalha de ouro nos Jogos Pan-americanos de Santo Domingo em 2003, vai lançar, na quinta-feira, dia 9 de junho, o livro “Esportes de Combate: Ensino na Edução Física Escolar – Volume 2”, que tem a intenção de apresentar uma nova metodologia para o ensino dos esportes de combate nas aulas de Educação Física escolar. A sessão de autógrafos será na Livraria Cultura do Bourbon Country, a partir das 18h. A entrada será gratuita.

O livro “Esportes de Combate: Ensino na Educação Física Escolar – Volume 2” vem para atender uma demanda da maioria dos cursos de Educação Física, que dedicam poucas horas para as disciplinas de lutas e para os conteúdos relacionados à formação destes professores. A parte da obra dedicada ao judô, como enfatiza Camilo, é fruto da sua vivência no esporte e também da sua trajetória acadêmica. “Com minha carreira de atleta e por acompanhar o meu irmão, o judoca Tiago Camilo, a Universidade de Barcelona me convidou para participar de um projeto que resultou neste livro”, adianta.

A obra é um lançamento da Editora CRV e tem o valor médio de R$ 39,90. Mais informações e pedidos podem ser feitos diretamente por este link.

Lançamento do livro “Esportes de Combate: Ensino na Educação Física Escolar – Volume 2”
Data: quinta-feira, dia 9 de junho, às 18h
Local: Livraria Cultura do Shopping Bourbon Country
Endereço: Av. Túlio de Rose, 80 – Bairro Passo da Areia Informações: (51) 3028-4033

Livros



Câmara de Educação Física Escolar avalia 5º Fórum de Mobilização Escolar
07/06/2016
Fonte: CREF2/RS

A Câmara de Educação Física Escolar do CREF2/RS realizou reunião nesta última sexta-feira (3), com a presença da presidente Miryam Brauch (CREF 006834-G/RS), e dos conselheiros João Guilherme Queiroga (CREF 000839-G/RS ), Marcia Rohr da Cruz (CREF 007542-G/RS), Leila Castilho Iabel (CREF 000113-G/RS) e do convidado Francisco Carlos Lemes de Menezes (CREF 00075-G/RS).

Na ocasião, foi apresentado um relato sobre o 5º Fórum de Mobilização Escolar, evento que teve um público de cerca de 130 pessoas e local que atendeu as expectativas em relação à infraestrutura. A participação da Comissão no Enapef foi considerada significativa e o resultado das fichas de avaliação distribuídas durante o evento classificaram com muito bom os itens organização, apresentação e expectativas atendidas. Como sugestões para próximas edições, que os eventos sejam realizadas em turno integral.

Durante a reunião, professor Menezes apresentou o 7º Encontro do Professor de Educação Física, organizado pela CRE de São Leopoldo e apoiado pela Unisinos. Segundo Menezes, está prevista a presença de professores da rede municipal e estadual, e estendeu o convite de participação à Comissão.

Câmara de Educação Física Escolar



ESEFID/UFRGS realiza projeto em parceria com a Câmara de Saúde do CREF2/RS em escola de Porto Alegre
10/05/2016
Fonte: CREF2/RS

A ESEFID/UFRGS, em parceria com a Câmara Técnica de Saúde do CREF2/RS, vai realizar um projeto-piloto na Escola Estadual de Ensino Básico Presidente Roosevelt, no bairro Menino Deus, em Porto Alegre. Intitulada “Esporte e Saúde na Escola”, a atividade tem o intuito de promover a saúde da população infantil, através da prática de modalidades esportivas durante as aulas de Educação Física escolar.

Coordenado pelos professores Adroaldo Gaya (CREF 002280-G/RS) e Anelise Gaya, o projeto vai iniciar agora em maio, com a avaliação física e da saúde dos alunos da escola. “As coletas vão começar neste mês para, posteriormente, iniciarmos a intervenção nas aulas de Educação Física”, explica Anelise. Com duração prevista de seis meses, a ideia deste piloto é, como salienta a professora da UFRGS, redefinir a Educação Física escolar para a promoção da saúde. “Queremos que, com aulas mais bem estruturadas, a comunidade escolar dê a devida importância para a Educação Física, como um fator imprescindível para uma vida mais saudável”.

O projeto “Esporte e Saúde na Escola” tem o apoio do CREF2/RS, que pretende levar os resultados, depois de mensurados, para os profissionais de todo o Rio Grande do Sul. “Esta é a primeira vez que o Conselho se envolve com um projeto deste porte. A nossa intenção é ampliar este piloto para aplicá-lo em todo o Estado, para que se torne uma referência e para que a comunidade em geral entenda o papel dos profissionais de Educação Física neste contexto”, complementa Débora Garcia (CREF 002202-G/RS), presidente da Câmara Técnica de Saúde do CREF2/RS.

No sábado, dia 21 de maio, será realizada uma primeira reunião com os professores e os pais dos alunos da Escola Presidente Roosevelt, para apresentar o projeto. Os profissionais de Educação Física que se interessarem pelo “Esporte e Saúde na Escola” podem entrar em contato diretamente pelo telefone (51) 9924-2909 ou pelo e-mail anegaya@gmail.com. Mais informações também podem ser obtidas pela página www.ufrgs.br/proesp.

Câmara Técnica de Saúde PROESP Esporte e Saúde na Escola



Conselheira realiza visita ao secretário municipal do Esporte e Lazer de Caxias do Sul
03/05/2016
Fonte: CREF2/RS

O secretário municipal do Esporte e Lazer de Caxias do Sul, Washington Stecanela Cerqueira, recebeu a conselheira do CREF2/RS Marcia Rohr da Cruz (CREF 007542-G/RS) na tarde desta segunda-feira (2). Durante o encontro na SMEL, Márcia explicou ao secretário a necessidade de correções nas fichas de inscrição e orientações dos jogos escolares.

Segundo a conselheira, Cerqueira foi receptivo às demandas do CREF2/RS, além de se comprometer a adaptar sua administração ao Código de Ética dos Profissional de Educação Física e à Lei do Estágio. “Também convidamos o secretário, diretores, coordenadores pedagógicos e professores de Educação Física do município a participarem do Curso Formação Continuada que será organizado pelo Conselho, no qual será apresentado o livro “Recomendações para Educação Física Escolar do CONFEF”.

CREF Serra



Base Nacional Curricular é tema do 5º Fórum de Educação Física Escolar
02/05/2016
Fonte: CREF2/RS

Na tarde da última sexta, dia 29 de abril, a Comissão de Educação Física Escolar do CREF2/RS realizou a 5ª edição do Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar. O evento, que integrou a programação do 42º Encontro Nacional dos Profissionais de Educação Física (ENAPEF), reuniu cerca de 100 pessoas na Casa de Cultura Erico Verissimo, em Capão da Canoa, para assistir à palestra da conselheira federal Iguatemy de Lucena Martins (CREF 000001-G/PB). O tema principal foi a Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

Doutora em Ciências do Desporto pela Universidade do Porto (Portugal) e docente da Universidade Federal da Paraíba por mais de 30 anos, Iguatemy é a representante do CONFEF no Ministério da Educação para a avaliação dos cursos de graduação. Com larga experiência sobre o assunto, ela apresentou os conceitos da BNCC e os seus pilares de sustentação. “O programa orienta a formulação do projeto político-pedagógico das escolas e sinaliza os percursos de aprendizagem e desenvolvimento dos estudantes ao longo da Educação Básica”, explicou. A importância da discussão foi comprovada pelos números apresentados por Iguatemy durante a palestra: no Brasil há mais de 190 mil escolas de Educação Básica e mais de dois milhões de professores atuando nestes locais.

Com a proposta de orientar a formação dos professores e reorganizar os materiais didáticos, a BNCC pretende, em longo prazo, diminuir as desigualdades educacionais entre todos os Estados do Brasil. “Ao definir o que é essencial ao ensino, as expectativas de aprendizagem e os critérios de qualidade ganham transparência e podem dar objetividade à avaliação dos resultados educacionais”, salientou Iguatemy. “A Base Nacional Curricular tem o desafio de unir diferentes culturas educacionais em um modelo único”, complementou.

Além da apresentação destes conceitos, o Fórum também trouxe para debate o espaço ocupado pela Educação Física na BNCC. Estruturada dentro da área das linguagens, a disciplina tem o objetivo de compreender a amplitude da cultura corporal do movimento. “O problema desta definição é que se enquadram muitas coisas. A caracterização da nossa área não está errada, mas está complexa demais. Acredito que falte um pouco de clareza para universalizar a qualidade na Educação Física Escolar”, avaliou a conselheira. No final da palestra, Iguatemy também falou sobre os esforços do CONFEF para recolocar em tramitação, no Congresso Nacional, o projeto de lei 116/2013, que busca garantir, em todas as etapas da Educação Básica, a Educação Física ministrada exclusivamente por licenciados na área.

Antes da palestra, o Fórum teve as falas de Carmen Masson (CREF 001910-G/RS) e do deputado estadual Tiago Simon. A Presidente do Conselho reiterou a importância do evento aos longos dos anos, por elaborar e distribuir a Carta Gaúcha de Educação Física Escolar e por colocar em evidência, sobretudo aos olhos das autoridades públicas, a importância da Educação Física Escolar. “Por causa da Comissão de Educação Física Escolar do CREF2/RS, temos no Rio Grande do Sul um projeto de lei, de autoria do deputado Tiago Simon, para tornar obrigatória as demandas do PLC 116/2013 no nosso Estado. Isto mostra o quanto estamos trabalhando, nos coloca à frente e evidencia a luta de todos os nossos profissionais”, destacou.

A Comissão de Educação Física Escolar é formada pelos profissionais Miryam Brauch (CREF 006834-G/RS), Márcia da Cruz (CREF 007542-G/RS), Leila Iabel (CREF 000113-G/RS) e João Guilherme Queiroga (CREF 000839-G/RS).

Educação Física Escolar ENAPEF



CREF2/RS realiza 5º Fórum de Educação Física Escolar nesta sexta em Capão da Canoa
27/04/2016
Fonte: CREF2/RS

A Câmara Técnica de Educação Física Escolar do CREF2/RS vai realizar, na sexta-feira, dia 29 de abril, a quinta edição do Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar. O evento, que terá a palestra da conselheira federal Iguatemy de Lucena Martins (CREF 000001-G/PB), vai abordar a Base Nacional Comum Curricular e o andamento do PLC 116/2013, que pretende tornar obrigatória a presença do profissional de Educação Física na Educação Básica. A atividade iniciará às 14h, na Casa de Cultura Erico Verissimo. A entrada será gratuita e as inscriçõespodem ser feitas no local.

Iguatemy, que faz parte da Comissão de Ensino Superior e Preparação Profissional do Conselho Federal de Educação Física (CONFEF), explicou que a sua palestra estará focada na estruturação e organização do componente curricular Educação Física. Quanto ao PLC 116/2013, ela disse entender que o país não pode mais adiar a lei. “Neste sentido, é necessário o empenho de todos para garantir que as crianças e os jovens tenham os seus direitos educacionais garantidos e possam vivenciar atividades físicas e formativas ministradas por profissionais qualificados, com formação específica na área”, afirmou.

5º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar
Data: 29 de abril, sexta-feira, às 14h
Local: Casa de Cultura Erico Verissimo, em Capão da Canoa (RS)
Endereço: Avenida Flávio Boianowski, 789 – Zona Nova
Inscrições: gratuitas no local

Educação Física Escolar



CREF2/RS visita Secretaria Municipal de Educação de Caxias do Sul
27/04/2016
Fonte: CREF2/RS

Na tarde de ontem, dia 26 de abril, o CREF2/RS, representado pela conselheira Márcia da Cruz (CREF 007542-G/RS), visitou a Secretaria Municipal de Educação (SMED) de Caxias do Sul. Em reunião com o novo secretário do município, Agenor Basso, e com o assessor pedagógico, Sidnei dos Santos Jr. (CREF 014180-/G/RS), ela falou um pouco sobre o Código de Ética Profissional e sobre os encaminhamentos que são dados depois das ações de fiscalização.

Márcia aproveitou o encontro também para tirar algumas dúvidas sobre a elaboração dos editais de concursos públicos, que devem exigir, para os cargos de competência dos profissionais de Educação Física, o registro no CREF2/RS. Neste sentido, a Secretaria se prontificou em verificar se todos os professores da rede municipal possuem o CREF ativo. Além disto, também serão elaboradas, em parceria com o Conselho, oportunidades de formação e de capacitação aos profissionais que atuam nas escolas municipais. “Esta ação, contribuirá também com o projeto político-pedagógico escolar, que já está em andamento no município”, explicou Basso.

A proposta foi vista, pela SMED, como uma importante contribuição. A Secretaria e o Conselho voltarão a se reunir, em breve, para definir os detalhes da primeira palestra que será oferecida aos profissionais de Educação Física da Caxias do Sul. O tema será a Ética Profissional.

CREF Serra Educação Física Escolar



5º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar é nesta sexta-feira
25/04/2016
Fonte: CREF2/RS

O 5º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar, promovido pela Câmara Técnica de Educação Física Escolar do CREF2/RS, será realizado nesta sexta-feira, dia 29 de abril, em Capão da Canoa. O evento, que contará com a palestra da conselheira federal Iguatemy de Lucena Martins (CREF 000001-G/PB), vai abordar a Base Nacional Comum Curricular e o andamento do PLC 116/2013, que pretende tornar obrigatória a presença do profissional de Educação Física na Educação Básica. A entrada será gratuita e as inscrições podem ser feitas de maneira antecipada pela Internet, clicando aqui.

Iguatemy, que faz parte da Comissão de Ensino Superior e Preparação Profissional do CONFEF, explicou que a sua palestra estará focada na estruturação e organização do componente curricular Educação Física. Quanto ao PLC116/2013, ela disse entender que o país não pode mais adiar a lei. “Nesse sentido, é necessário o empenho de todos para garantir que as crianças e os jovens tenham os seus direitos educacionais garantidos e possam vivenciar atividades físicas e formativas ministradas por profissionais qualificados, com formação específica na área”, afirmou.

O 5º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar integra a programação do 42º Encontro Nacional dos Profissionais de Educação Física (ENAPEF). Participe!

5º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar
Data: 29 de abril, sexta-feira, às 14h
Local: Casa de Cultura Erico Verissimo, em Capão da Canoa (RS)
Endereço: Avenida Flávio Boianowski, 789 – Zona Nova
Inscrições: gratuitas no local ou por aqui

Educação Física Escolar ENAPEF



42º ENAPEF começa dia 28 de abril em Capão da Canoa
19/04/2016
Fonte: CREF2/RS

Realizado em Capão da Canoa (RS) entre os dias 28 de abril e 1º de maio, o 42 º Encontro Nacional dos Profissionais de Educação Física (ENAPEF), promovido pela Associação dos Profissionais de Educação Física do Rio Grande do Sul (APEF/RS) e apoiado pelo CREF2/RS, é uma excelente oportunidade de aperfeiçoamento, atualização e integração dos profissionais de Educação Física.

Entre outras atrações, a programação do ENAPEF contará com cursos práticos e teóricos de HIIT, de fundamentos teóricos de Educação Física Escolar no Ensino Médio, tópicos sobre Nutrição Esportiva, Gestão de Carreira, Treinamento de Força e prescrição de alimentos para população especial, bullyng e obesidade infantil, lazer e recreação, dança de salão e muito mais. Além destes cursos, a Câmara Técnica de Educação Física Escolar do CREF2/RS realiza conjuntamente ao Encontro, no dia 29, o 5º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar.

O Conselho estará com estande de atendimento no local, onde os profissionais de Educação Física terão à disposição os serviços de atualização cadastral, entrega de Cédula, coleta de digital e parcelamento, além da possibilidade de efetuar novos registros. A participação de acadêmicos no 42º ENAPEF é válida para as horas universitárias complementares. Registrados no CREF2/RS e no SINPEF/RS têm 10% de desconto sobre valor de não sócio.

42º ENAPEF - Encontro Nacional dos Profissionais de Educação Física
Data: de 28 de abril a 1º de maio de 2016
Local: Ginásio Municipal de Capão da Canoa, avenida Paraguassu, 1881
A programação completa pode ser acessada aqui

O CREF2/RS estará com estande de atendimento no local. Confira os horários:
28/04 (quinta-feira): das 13h às 20h
29/04 (sexta-feira): das 8h30min às 20h
30/04 (sábado): das 8h30min às 20h
1º/05 (domingo): das 8h30min às 12h
Agende seu atendimento em aqui

ENAPEF



Conselheira Federal realiza palestra sobre a Base Nacional Comum Curricular no Fórum de Educação Física Escolar
14/04/2016
Fonte: CREF2/RS

O 5º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar, realizado durante o 42º ENAPEF no dia 29 de abril em Capão Canoa, terá como atração a palestra da conselheira Federal Iguatemy de Lucena Martins (CREF 000001-G/PB). Na ocasião, ela abordará a Base Nacional Comum Curricular e o andamento do PLC 116/2013, que pretende tornar obrigatória a presença do profissional de Educação Física na Educação Básica. A conselheira faz parte da Comissão de Ensino Superior e Preparação Profissional do CONFEF, é doutora em Ciências do Esporte pela Universidade do Porto e foi diretora de Avaliação da Educação Superior da SESu/MEC.

Em relação à Base Nacional Comum Curricular, a conselheira explicou que sua palestra estará focada na estruturação e organização do componente curricular Educação Física. “Assim como a compreensão que este documento contém sobre o papel desta disciplina no contexto da formação do estudante”, afirmou.

Quanto ao PLC116/2013, ela disse entender que o país não pode mais adiar a presença efetiva do professor de Educação Física em todos os níveis de escolaridade da Educação Básica. “Nesse sentido, é necessário o empenho de todos para garantir que as crianças e os jovens tenham os seus direitos educacionais garantidos e possam vivenciar atividades físicas e formativas ministradas por profissionais qualificados, com formação específica na área”, afirmou.

A conselheira também destacou a importância da realização do 5º Fórum pelo CREF2/RS, dando oportunidade de discussão dos problemas e dos avanços da Educação Física e das questões de caráter regional e nacional. “Estes diálogos poderão se constituir em indicativos de políticas, programas e ações que ajudem a superar os desafios dessa área no âmbito educacional, na saúde e no esporte, assim como a consolidar as conquistas até então alcançadas”.

5º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar
Organização: Câmara Temática de Educação Física Escolar do CREF2/RS
Data: 29 de abril, sexta-feira, às 14h
Local: Casa de Cultura Erico Verissimo, em Capão da Canoa (RS)
Endereço: Avenida Flávio Boianowski, 789 – Zona Nova
Inscrições gratuitas no local

Câmara Temática de Educação Física Escolar



Presidente do CREF2/RS realiza palestra no Fórum da Saúde e Bem-Estar
24/03/2016
Fonte: CREF2/RS

Nesta quarta-feira (24), na Amrigs, a presidente do CREF2/RS Carmen Masson (CREF 001910-G/RS) proferiu a palestra "Sedentarismo: o Mal do Século" no Fórum de Saúde e Bem-Estar, evento que integrava a Exposul Saúde. Em um clima descontraído, Carmen iniciou sua fala questionando a plateia sobre os atuais conceitos da saúde. "Quem aqui se acha saudável? Atualmente, saúde não é apenas ausência de doença, envolve bem-estar físico, emocional, espiritual e familiar. Dentro desta perspectiva, temos fatores políticos, econômicos e sociais. Então, é provável que estejamos todos, de alguma forma, doentes", afirmou.

“Na vida moderna, percebemos os sinais do sedentarismo desde a tenra idade”, alertou a presidente. "A inatividade é uma constância desde a infância. Infelizmente, as crianças só têm contato com a Educação Física Escolar a partir do sexto ano. Até a 5ª série, é o pedagogo que ministra a atividade física. O resultado disto são adolescentes com pouca coordenação física, o que acarreta prejuízos até em áreas cognitivas", disse Carmen.

A presidente explicou que o sedentarismo é definido pela falta de atividade física. “Ou seja, é aquele indivíduo que gasta pouca energia, e depende diretamente da queima calórica do indivíduo”. Carmen ressaltou um dos resultados da epidemia de sedentarismo. "Vemos cada vez mais crianças com doenças de adulto. Portanto, um dos melhores atos que os pais podem praticar por seus filhos é colocá-los em contato com a atividade física o mais cedo possível", afirmou.

“A boa notícia é a capacidade curativa da atividade física”, comemorou a presidente, apresentando dados que comprovam o auxílio da atividade física na recuperação de pacientes de câncer e outras doenças graves. “Além disso, reduz estresse, depressão, sintomas da menopausa e TPM”. Carmen concluiu sua palestra argumentando: “Se a saúde pública está um caos, e a atividade física aliada a uma boa alimentação promovem a saúde, aumentam a qualidade de vida e previnem várias doenças, nossa tarefa é convencer a sociedade e os gestores públicos que podemos ter uma solução muito mais fácil e barata aos problemas da nossa população”.

Exposul Saúde



5º Fórum de Mobilização pela Educação Física Escolar é dia 29 de abril em Capão da Canoa
18/03/2016
Fonte: CREF2/RS

O 5º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar será realizado no dia 29 de abril, em Capão Canoa. O evento, que vai integrar a programação do 42º Encontro Nacional dos Profissionais de Educação Física (ENAPEF), é uma iniciativa da Câmara Temática de Educação Física Escolar do CREF2/RS. A atividade, aberta para profissionais e acadêmicos de Educação Física, terá a entrada gratuita.

Com a palestra da conselheira federal Iguatemy de Lucena Martins (CREF 000001-G/PB), o Fórum abordará, nesta nova edição, a Base Nacional Comum Curricular e o andamento do PLC 116/2013, que pretende tornar obrigatória a presença do profissional de Educação Física na Educação Básica.

5º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar
29 de abril, sexta-feira, às 14h
Local: Casa de Cultura Erico Verissimo, em Capão da Canoa (RS)
Endereço: Avenida Flávio Boianowski, 789 – Zona Nova
Inscrições gratuitas no local

Educação Física Escolar



Câmara Técnica de Educação Física Escolar define detalhes do 5º Fórum de Mobilização pela Educação Física Escolar
15/03/2016
Fonte: CREF2/RS

Na tarde da última sexta-feira, dia 11 de março, a Câmara Técnica de Educação Física Escolar esteve reunida, na sede do Conselho, para dar os primeiros encaminhamentos do 5º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física. O evento, que será realizado no dia 29 de abril em Capão da Canoa, vai integrar mais uma vez a programação do 42º Encontro Nacional dos Profissionais de Educação Física (ENAPEF).

A Câmara definiu que, neste ano, o Fórum terá como tema a Base Nacional Comum Curricular, e a conselheira federal Iguatemy Martins (000001-G/PB) como palestrante. Como nas outras edições, a atividade será gratuita para profissionais e acadêmicos de Educação Física. As inscrições serão realizadas no local do evento.

Estiveram presentes na reunião Miryam Brauch (CREF 006834-G/RS), presidente da Câmara, e os profissionais Márcia da Cruz (CREF 007542-G/RS), Paulo Rezende (CREF 001298-G/RS), João Guilherme Queiroga (CREF 000839-G/RS) e Francisco de Menezes (CREF 000075-G/RS). Saiba mais sobre as Câmaras Técnicas do CREF2/RS clicando aqui

Educação Física Escolar



CREF2/RS solicita ao prefeito de Porto Alegre o registro profissional dos professores de Educação Física da rede municipal
27/01/2016
Fonte: CREF2/RS

A presidente do CREF2/RS, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), esteve nesta terça-feira (26) no gabinete do prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, para entregar ofício que solicita o registro no Conselho Regional de Educação Física de todos os professores de Educação Física da rede Municipal de ensino de Porto Alegre. Carmen estava acompanhada do vice-presidente do CREF2/RS, Lauro Ubirajara Barboza de Aguiar (CREF 002782-G/RS), da conselheira Débora Rios Garcia (CREF 002202-G/RS) e da assessora jurídica Cristiane Costa. Os secretários municipais de Educação, Cleci Maria Jurach, e de Esportes, Recreação e Lazer, José Edgar Meurer (CREF 001953-G/RS), estiveram presentes à reunião.

A presidente do CREF2/RS explicou ao prefeito e aos secretários que o ofício é fundamentado na Lei Federal nº 9.696/98, que regulamenta a Profissão de Educação Física, e na Lei Estadual nº 14.540/2014, recentemente publicada, que determina a exigência de registro para nomeação em concursos públicos no Rio Grande do Sul. “Não gostaríamos entrar em conflito com um parceiro como a prefeitura, por isso viemos solicitar ao prefeito que informe a todos que trabalham na Educação Física escolar e nos parques e praças municipais a necessidade do registro no CREF2/RS”.

De acordo com a assessora jurídica do CREF2/RS, a obrigatoriedade do registro é uma matéria jurídica pacificada, "Houve sentença prolatada pelo Pleno do STF afirmando que não é o diploma, mas sim o respectivo registro que dá a habilitação legal para o exercício do profissional de Educação Física". Cristiane também informou que o Ministério da Educação expediu, em 2013, nota técnica concluindo que os temas relacionados ao exercício profissional são de competência dos Conselhos Profissionais.

Ao final da reunião, Fortunati afirmou que enviará ofício, com o documento do Conselho anexado, a cada um dos profissionais que trabalham com atividade física no município, pedindo para que se regularizem junto ao CREF2/RS.

Registro profissional



Presidente do CONFEF visita CREF2/RS e traz solidariedade ao conselheiro federal Professor Garcia
21/01/2016
Fonte: CREF2/RS

O presidente do CONFEF Jorge Steinhilber (CREF 000002-G/RJ) esteve hoje (21) na sede do CREF2/RS. De acordo com o Steinhilber, suas visitas aos Conselhos Regionais têm o objetivo de manter a harmonia do Sistema CONFEF/CREFs. “Principalmente quando surgem ameaças externas, como o recente projeto do Conselho Nacional de Educação (CNE) de extinção do bacharelado e a proposta da criação de cursos de graduação em gestão esportiva e futebol pelo Ministério da Educação, já que não está claro qual o objetivo deste curso”, explicou.

Steinhilber também conversou com a presidente do CREF2/RS Carmen Masson (CREF 001910-G/RS) questões relativas à Educação Física Escolar, assunto que será tratado em um encontro promovido pelo CONFEF em breve. O presidente ressaltou que a data da visita ao CREF2/RS se reveste de um significado especial, já que hoje é o aniversário do conselheiro federal Professor Garcia (CREF 000002-G/RS), que está hospitalizado há mais de 180 dias. “Vim prestar solidariedade de todo o Sistema CONFEF/CREFs, na certeza de que ele vai superar esta fase e retornar ao nosso convívio rapidamente. O conselheiro, além de muito ativo e competente, tem uma bela história na construção da profissão de Educação Física no Brasil”, destacou.

Sistema CONFEF CREFs



CONFEF realiza seminários com transmissão online durante o 31º Congresso FIEP
08/01/2016
Fonte: CONFEF

Com o tema "O Profissional de Educação Física na América Latina", a cidade de Foz do Iguaçu (PR) receberá, entre os dias 9 e 13 de janeiro, um dos maiores eventos da Educação Física do país. O 31º Congresso Internacional de Educação Física, promovido pela Federação Internacional de Educação Física (FIEP), vai gerar oportunidades para profissionais e estudantes através da integração entre os países da América Latina, com palestras, cursos e debates.

Neste ano, a programação vai contar também com fóruns e seminários realizados pelo Sistema CONFEF/CREFs, com entrada gratuita, sobre os temas Atividade Física na Atenção à Saúde, Justiça e Legislação Desportiva, Educação Olímpica e Educação Física Escolar. Os eventos terão transmissão ao vivo para todo o país, pela Internet. Os interessados poderão participar das discussões enviando as suas contribuições pelo e-mail fiep2016@confef.org.br e assistindo online aqui pela página www.confef.org.br/fiep2016.

Confira a programação completa aqui.

FIEP



CREF2/RS presente no anúncio do roteiro da tocha olímpica no Estado
03/11/2015
Fonte: CREF2/RS

A presidente do CREF2/RS, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), esteve presente no Salão Negrinho do Pastoreio do Palácio Piratini no dia 29, ocasião em que foi anunciado o trajeto pelo qual a tocha olímpica percorrerá o Rio Grande do Sul em 2016. O revezamento passará por mais de 20 cidades gaúchas. A cerimônia contou com a presença do ministro do Esporte, George Hilton, do governador do Estado, José Ivo Sartori, do prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, além de dezenas de atletas e dirigentes esportivos.

Em seu discurso, o ministro George Hilton afirmou que o grande legado das Olimpíadas para o Brasil será consolidar a prática de esportes, gerando saúde pública e propondo inclusão social. “Além dos jogos, estamos preparando a nova Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), que conterá a obrigatoriedade da Educação Física em todos os níveis escolares”, declarou.

Segundo a presidente do CREF2/RS, a tocha olímpica, além da importância simbólica para os desportistas, mobilizará as comunidades por onde passar. “Este tipo de comprometimento tem o poder de agregar os brasileiros e deixar grandes legados”. Carmen também comemorou a fala do ministro relativa à Educação Física escolar. “Esta é uma bandeira de luta do Conselho e achamos uma sinalização positiva. Oxalá ele consiga implementar este programa".

Acesa em Olímpia, onde os Jogos surgiram na Grécia antiga, a tocha passará por vários lugares do mundo até chegar ao Rio de Janeiro em 5 de agosto de 2016, no estádio do Maracanã. No Rio Grande do Sul ela chega em julho, cerca de um mês antes do início dos Jogos. A chama passará por Erechim, Passo Fundo, Cruz Alta, Ijuí, Santo Ângelo, Encantado, Lajeado, Santa Cruz do Sul, Santa Maria, São Sepé, Caçapava do Sul, Canguçu, Rio Grande, Pelotas, São Lourenço do Sul, Camaquã, Guaíba, Porto Alegre, Canoas (a confirmar), Esteio (a confirmar), Novo Hamburgo, Nova Petrópolis, Canela, Gramado, Caxias, Bento Gonçalves e Torres. No total, 330 cidades brasileiras receberão a tocha.

Olimpíadas 2016



Conselheira realiza palestra no I Simpósio do Fórum RS
07/10/2015
Fonte: CREF2/RS

A conselheira Eneida Feix (CREF 002116-G/RS) proferiu ontem (6) a palestra “Interações propositivas da qualificação da saúde e bem-estar da sociedade” no I Simpósio do Fórum RS, na qual fez um relato minucioso da interação do Conselho com os profissionais de Educação Física e com a sociedade. O evento, que teve como tema “O papel dos Conselhos Profissionais junto à sociedade”, foi realizado na sede do Conselho Regional de Corretores de Imóveis (CRECIRS), com organização da Câmara da Saúde Fórum dos Conselhos Regionais e Ordens das Profissionais Regulamentadas do Rio Grande do Sul (Fórum-RS).

Em sua exposição, Eneida ressaltou a importância da troca interdisciplinar de conhecimentos. “Participar de eventos com outros conselhos vem sendo uma política eficaz para aprimorarmos a nossa gestão”, afirmou. A conselheira discorreu sobre a pauta de lutas em prol da Educação Física travada pelo Conselho, ampliada neste ano com a defesa da Fundergs e do CETE. “Por meio de mobilização e pressão política, conseguimos retirar o regime de urgência do Projeto de Lei que extingue a Fundação”. Ela frisou que as verbas destinadas à atividade física não são gastos públicos, mas sim investimento em saúde e inclusão social.

A conselheira explicou que a obrigatoriedade do profissional de Educação Física habilitado orientando as séries iniciais Educação Física Escolar, uma luta histórica do Conselho, obteve importante vitória em 2014 em Porto Alegre com a aprovação da Lei nº 11.585, de autoria do vereador Professor Garcia (CREF 000002-G/RS), que obriga a formação em curso superior de Licenciatura em Educação Física para a docência dessa disciplina no Ensino Fundamental “Diante da epidemia de obesidade e doenças relacionas, como diabetes e hipertensão, nossa luta é para torná-la estadual”.

Na mesa-redonda que se seguiu ao debate, foram abordados temas como fiscalização e a interação com a SMIC, Vigilância Sanitária, Procon, Polícia Civil e Brigada Militar. Também estiveram presentes a presidente do CREF2/RS, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), o presidente da Câmara Técnica de Ginástica Laboral e Atividade Física na Empresa do CREF2/RS, Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), e o presidente do CRECIRS, Flávio Koch.

Fórum-RS



CREF2/RS entrega livros sobre Educação Física Escolar à Secretaria Municipal de Educação de Porto Alegre
24/09/2015
Fonte: CREF2/RS

Nessa quarta-feira (23), o CREF2/RS realizou a entrega oficial do livro “Recomendações para a Educação Física Escolar” à Secretaria Municipal de Educação de Porto Alegre (SMED). Os exemplares, editados pelo Sistema CONFEF/CREFs, serão repassados às 55 escolas municipais de ensino fundamental da capital. Na ocasião, a presidente do CREF2/RS, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), e a presidente da Câmara Técnica de Educação Física Escolar, Miryam Brauch (CREF 006834-G/RS), apresentaram as propostas contidas na publicação à Eliane Meleti, chefe de gabinete da secretária Municipal de Educação Cleci Jurach.

A presidente do CREF2/RS ressaltou importância da aprovação da lei nº 11.585 do vereador professor Garcia (CREF 000002-G/RS), que tornou obrigatória a formação em curso superior de Licenciatura em Educação Física para a docência da disciplina nas escolas de ensino, como um marco na luta pela Educação Física Escolar no país. “Sancionada pelo prefeito de Porto Alegre José Fortunati, essa legislação deve ser reforçada e propagada para outras cidades do Rio Grande do Sul e do Brasil. Vemos nela um grande ganho para a educação e para a defesa da formação do profissional de Educação Física”.

Carmen explicou que a publicação do CONFEF/CREFs é resultado de intensos debates realizados pela Comissão de Educação Física Escolar do CONFEF em seminários, fóruns e congressos, que identificaram a falta de um documento referencial que desse conta, de maneira objetiva, das questões relacionadas a este campo do saber. “O livro foi desenvolvido por meio de uma proposta democrática, e se constitui em um instrumento norteador para a intervenção responsável e qualificada no ambiente profissional”, afirmou.

“Vamos enviar essa publicação às escolas com ofício recomendando seu estudo”, disse Eliane Meleti, enfatizando que o Ensino Fundamental e Médio do município já possuem professores graduados em Educação Física. “A valorização dos profissionais é prioridade da gestão. A lei cumpre o papel de sacramentar o trabalho que já vem sendo realizado no município, além de incentivar novas experiências nesse sentido. Na educação infantil, desde 2013, a Prefeitura vem nomeando profissionais de Educação Física”, acrescentou.

Segundo Miryam Brauch, o livro foi desenvolvido por meio de uma proposta democrática, com a colaboração de todos os CREFs. “Os Conselhos historicamente têm se esforçado em cooperar na atualização dos profissionais de Educação Física e na elaboração e apresentação de projetos de lei que garantam aos alunos acesso às aulas de Educação Física Escolar ministradas por profissional habilitado”.

Foto: Guga Stefanello/Divulgação PMPA

Educação Física Escolar



Rugby poderá ser conteúdo de Educação Física nas escolas municipais de Porto Alegre
21/09/2015
Fonte: Correio do Povo

A Secretaria Municipal de Educação (Smed) do Porto Alegre irá disponibilizar para os professores com formação em Educação Física um curso de capacitação em rugby. O objetivo é que os profissionais tenham o conhecimento da metodologia e o acesso à modalidade, dando mais uma opção de esportes para os alunos da rede municipal.

“Hoje, o rugby tem 60 mil praticantes no Brasil. É o esporte que mais cresce no país, mais de 15% ao ano. O público em potencial também é grande. É o segundo esporte com mais interessados em conhecer e praticar”, afirmou o coordenador de desenvolvimento de rugby no Rio Grande do Sul, Lucas Toniazzo.

O esporte é disputado por duas equipes de quinze jogadores, numa partida de duas partes de 40 minutos contínuos. No Sevens, que passará a ser uma modalidade na Rio 2016, os jogos são disputados em dois tempos de sete minutos e cada time entra em campo com sete jogadores. "O objetivo do jogo é marcar o maior número de pontos", disse Lucas Toniazzo.

O curso ainda não tem data para ser realizado. A primeira divisão de rugby do Rio Grande do Sul conta com seis equipes. A Federação Gaúcha de Rugby realiza anualmente mais quarto divisões, 2ª, acesso, intermediária e Juvenil. Além da Copa RS e três competições de Sevens, masculina, juvenil e feminino.

Educação Física Escolar



CongregaCREF reúne profissionais e estudantes para discutir atividade física e saúde
04/09/2015
Fonte: CREF2/RS

Para comemorar o Dia do Profissional de Educação Física, celebrado todos os anos em 1º de setembro, o CREF2/RS realizou o CongregaCREF – Seminário Sul Brasileiro de Educação Física. O evento, realizado entre os dias 28 e 29 de agosto, no auditório da AMRIGS, reuniu profissionais e estudantes para discutir temas relacionados à atividade e à saúde.

Além da mesa-redonda "Multidisciplinaridade na Saúde", com os conselheiros Leomar Tesche (CREF 000129-G/RS), Carlos Cimino (CREF 001691-G/RS) e representantes do CREFITO5 e do CRN-2, o CongregaCREF contou com diversas palestras. A primeira, ministrada Alexandre Lazzarotto (CREF 002537-G/RS), trouxe para discussão a atuação do profissional de Educação Física nas doenças crônicas. De acordo com o integrante do GT Exercício Físico do Departamento de DST/Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, este tipo de enfermidade representa 72% dos óbitos no Brasil e o exercício é a forma mais barata de prevenção. "O treinamento melhora a capacidade cardiorrespiratória e outros fatores. O profissional de Educação Física tem muitas possibilidades de atuação", destacou.

O primeiro dia (28) contou ainda com a palestra de Elio Carravetta (CREF 002980-G/RS), que foi antecedida pela abertura oficial do evento. No discurso, a presidente Carmen Masson (CREF 001910-G/RS) destacou que o Seminário era uma demanda dos profissionais registrados e que, através do aperfeiçoamento, é possível construir uma profissão e um Conselho mais forte. Carravetta, com quase 20 anos de experiência no Departamento de Preparação e Reabilitação Física do Sport Club Internacional, falou sobre a relação entre a gestão esportiva e a saúde. Ele destacou que o Estado hoje tem 5 milhões de sedentários e que o esporte, sem bem gerido, pode mudar hábitos. "Os profissionais de Educação Física podem assumir o papel de protagonista neste processo, implementando e massificando programas esportivos", pontuou.

No segundo dia (29), o CongregaCREF contou com as palestras de Ricardo Catunda (CREF 000001-G/CE), intitulada "Atividade física na Escola"; Áderson Loureiro (CREF 000038-G/RS), chamada "Academia e seus profissionais, promotores da saúde ou não!;" e Paulo Rodrigo da Silva (CREF 002076-G/RS), intitulada "Anabolizantes na academia: qual é o papel do profissional de Educação Física?". Com transmissão ao vivo pela Internet, o público pode acompanhar também de casa estes debates, que tiveram como tópicos principais as metodologias e estratégias da Educação Física Escolar, a inserção dos profissionais no mercado fitness e formas de combater o uso de anabolizantes para fins exclusivamente estéticos.

Os dados mais curiosos apresentados foram o crescimento de 133% no número de academias no Brasil e que o uso de anabolizantes é maior do que o uso de crack em nosso país. Para Catunda, as dificuldades de hoje não estão relacionadas à forma como a Educação Física é ministrada, sobretudo nas escolas. O que é preciso é reforçar que a atividade física pode mudar e salvar vidas. "Não há como prescrever atividade física sem uma avaliação prévia. Por atender públicos distintos, precisamos conhecer os alunos, em primeiro lugar. Sem isso, ao invés de promover a saúde, podemos ser responsáveis por problemas graves", complementou Oliveira.

O resultado do CongregaCREF, totalmente gratuito para os profissionais registrados no CREF2/RS foi considerado extremamente positivo. De acordo com a Presidente, a ideia agora é aperfeiçoar e incrementar o Seminário para a sua segunda edição, já no ano que vem.

CongregaCREF



Senado aprova carga horária mínima de 2 horas de Educação Física por semana
03/09/2015
Fonte: Centro Esportivo Virtual

A Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) do Senado aprovou, na última terça-feira (1º), o projeto de lei que estabelece a carga horária semanal mínima de duas horas para a prática de Educação Física em instituições de ensino fundamental e médio (PLS 249/2012). A aprovação marcou, ainda, as comemorações do Dia do Profissional de Educação Física, lembrado todos os anos no dia 1º de setembro.

O senador Romário (PSB-RJ), relator do projeto, parabenizou os profissionais da área e ressaltou a importância da prática de exercícios físicos para a saúde das pessoas. “Parabéns e, da minha parte, muito obrigado a estes profissionais que foram tão importantes durante os meus 30 anos jogando futebol. Espero que, com a prática de esportes, possamos ter uma saúde bem melhor”, disse.

Para o autor do projeto, o senador Eduardo Amorim (PSC-SE), há um crescente enfraquecimento da prática da Educação Física nas escolas. Além disto, segundo o senador, a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) não determina a carga horária desta disciplina, apesar de estabelecer a obrigatoriedade das aulas e os casos em que a prática de Educação Física é facultativa.

A votação na Comissão foi terminativa e o texto agora segue para a apreciação da Câmara dos Deputados.

Educação Física Escolar



Prefeito de Porto Alegre homenageia profissionais de Educação Física
31/08/2015
Fonte: CREF2/RS

A cerimônia de entrega da nova iluminação do Parque Marinha do Brasil, realizada neste sábado (29) pelo prefeito do Porto Alegre José Fortunati, foi palco de uma homenagem do município ao CREF2/RS pelo Dia do Profissional de Educação Física, data comemorada em 1º de Setembro. Logo após acesas as luzes, o prefeito entregou uma placa comemorativa à presidente do Conselho, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), que trabalhou no Parque coordenando a área de esportes por mais de 20 anos.

Em sua fala, Fortunati ressaltou que em Porto Alegre existe um carinho e um respeito muito grande pela Educação Física, traduzido na legislação municipal mais avançada do país na área que, segundo ele, garante a Educação Física escolar orientada por profissionais habilitados. “Compreendemos a importância desta profissão na adequada orientação dos nossos alunos, atletas amadores e profissionais, para que eles possam praticar atividades físicas preservando a saúde”. O prefeito também afirmou que cada parque tem a sua característica, sendo o Marinha um dos mais democráticos porque reúne frequentadores de vários bairros. “Sua característica principal desde sua abertura é ser voltado à atividade física. Por isso a nossa homenagem aos profissionais de Educação Física neste local”, explicou.

"Para mim, esta homenagem se reveste de um caráter muito especial, pois é feita no local onde trabalhei coordenando os esportes por quase 30 anos. É uma honra a deferência feita pelo prefeito José Fortunati, esportista e aliado dos profissionais de Educação Física", assinalou Carmen. Em relação ao Parque, a presidente enfatizou que os problemas de violência e depredação que assustam a todos devem ser combatidos pelo poder público e pela ocupação destes espaços pela população da cidade. “Quando as famílias e os esportistas frequentam estes locais costumeiramente, utilizando seus equipamentos, os marginais se afastam”, enfatizou.

O secretário Municipal de Esportes, Recreação e Lazer e 2º vice-presidente do CREF2/RS, José Edgar Meurer (CREF 001953-G/RS), saudou a iniciativa do prefeito, mas alertou para o grave momento pelo qual o desporto estadual atravessa em razão da extinção da Fundação e Esporte e Lazer do RS (Fundergs). “Estamos apreensivos com a descontinuidade da politica esportiva conquistada a duras penas pelos profissionais de Educação Física e pela sociedade”.

Também participaram do evento o vice-prefeito Sebastião Melo e o secretário de Obras e Viação, Mauro Zacher, além de dezenas de ciclistas, skatistas, patinadores, tenistas e atletas de vôlei de praia, futevôlei, câmbio e corrida de orientação.

1º de Setembro



CREF2/RS expressa preocupação com extinção da Fundergs em reunião com secretário Estadual de Turismo, Esporte e Lazer
11/08/2015
Fonte: CREF2/RS

O projeto de extinção da Fundação de Esporte e Lazer do Rio Grande do Sul (FUNDERG), aliado ao corte de verbas e a possível descontinuidade dos projetos na área de esportes, anunciados pelo Governo do Estado, levaram a presidente do CREF2/RS, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), os conselheiros Carlos Alberto Cimino (CREF 001691-G/RS) e João Guilherme de Souza Queiroga (CREF 000839-G/RS), além de várias entidades desportivas gaúchas a se reunirem, nesta segunda-feira (10), com o secretário Estadual de Turismo, Esporte e Lazer, Juvir Costella, na tentativa de esclarecer as novas diretrizes governamentais.

Durante a reunião, Costella confirmou o fim da Fundergs, mas garantiu aos presentes que seus serviços serão preservados ao serem incorporados pela Secretaria. “É um processo de gestão estratégica em que vamos diminuir o quadro pessoal, com a meta de economizar cerca de R$ 2 milhões. Estes recursos serão reinvestidos no esporte”, alega. O secretário disse que novos editais estão temporariamente suspensos, mas os convênios firmados por meio da Lei Pelé permanecem, e o Projeto Pró-Esporte, de apoio ao esporte educacional, participação, inclusão e rendimento, terá abertura no dia 24 de agosto, com mudanças no regramento e possível diminuição no prazo de captação de recursos. “Também definimos os esportes olímpicos como prioridade dos nossos esforços”, conclui.

A presidente do CREF2/RS manifestou preocupação quanto à extinção da Fundergs e sua absorção pela Secretaria. “Fundações, em sua constituição jurídica, tem dotação orçamentária própria e, se bem administradas, podem dar mais agilidade às questões do esporte e do lazer de que a sociedade gaúcha tanto precisa”, analisa. Carmen também expressou solidariedade aos profissionais que serão demitidos na Fundação e no Centro Estadual de Treinamento Esportivo (CETE). “A despeito da série de problemas estruturais que vimos na trajetória destes órgãos, há um quadro de profissionais com qualidade que deveria continuar a exercer suas atividades com a presteza de sempre”.

O conselheiro Carlos Alberto Cimino analisou as medidas como medianas em relação à crise e também lamentou as demissões. “Falamos claramente nossos anseios, necessidades e urgências ao secretário. Ele, em contrapartida, sinalizou que haverá novos tetos e critérios de abordagem para projetos, e que se deverá respeitar a excepcionalidade dos prazos divulgados”.

Já o conselheiro Queiroga explicitou ao secretário a luta histórica dos profissionais de Educação Física em prol da Educação Física Escolar e pela inclusão social. “Fazemos parte de um processo que construiu neste país uma legislação que visa o incentivo do esporte educacional, conseguindo que o Governo Federal editasse legislação própria. No momento, esperamos apoio da Secretaria aos Jogos Universitários Brasileiros (JUBs), tão importantes na consolidação de novos atletas”.

Fizeram parte do encontro na SEL a Federação Gaúcha de Voleibol, VoleiSul, Associação de Jetski do RS, Federação de Clubes de Esportes Equestres, Veleiros do Sul, Federação Gaúcha Universitária de Esportes e Instituto Gaúcho de Esportes.

Fundergs



CREF2/RS realiza entrega de livros sobre Educação Física Escolar na Secretaria Estadual de Educação/RS
05/08/2015
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS realizou, na terça-feira (04), a entrega oficial do livro “Recomendações para a Educação Física Escolar” à Secretaria de Educação do Estado do Rio Grande do Sul (SEDUC). Os exemplares, editados pelo Sistema CONFEF/CREFs, serão repassados às 30 Coordenadorias Regionais de Educação (CREs), que, por sua vez, encaminharão às 2.558 escolas que integram a rede estadual de ensino. Na ocasião, a presidente do CREF2/RS, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), a presidente da Câmara Técnica de Educação Física Escolar, Miryam Brauch (CREF 006834-G/RS), e a conselheira Eliana Alves Flores (CREF 002649-G/RS) apresentaram as propostas contidas na publicação ao secretário-adjunto de Educação Luís Antônio Alcoba de Freitas, à diretora pedagógica da SEDUC, Leila Maria Schaan e ao diretor-adjunto de Logística e Suprimento da SEDUC, João Miguel Wenzel.

Segundo a presidente do CREF2/RS, a publicação é resultado de intensos debates realizados pela Comissão de Educação Física Escolar do CONFEF em seminários, fóruns e congressos, que identificaram a falta de um documento referencial que desse conta, de maneira objetiva, das questões relacionadas a este campo do saber. “O livro foi desenvolvido por meio de uma proposta democrática, e se constitui em um instrumento norteador para a intervenção responsável e qualificada no ambiente profissional”, afirma.

Carmen ressalta que a integração com a SEDUC é fundamental para que a Educação Física Escolar se consolide como instrumento de promoção da saúde e da cidadania. “A responsabilidade pela implantação deste currículo nas escolas não é papel exclusivo dos professores. É necessário que os gestores percebam o valor intrínseco da Educação Física. Portanto, o apoio demonstrado pela Secretaria é de grande importância nesta luta”, analisa.

De acordo com o secretário-adjunto da Educação do Rio Grande Sul, Luís Antônio Alcoba de Freitas, a doação dos livros “Recomendações para a Educação Física Escolar” para a rede estadual de ensino proporcionará muitos benefícios aos estudantes. “O material será muito útil para o desenvolvimento dos alunos, servindo como incentivo à prática de atividades físicas e, assim, colaborando com a saúde corporal e mental das nossas crianças”, argumenta.

Miryam Brauch assinala que o Conselho historicamente tem se esforçado em cooperar na atualização dos profissionais de Educação Física e na elaboração e apresentação de projetos de lei que garantam aos alunos acesso às aulas de Educação Física Escolar ministradas por profissional habilitado. “Esse livro é um trabalho corajoso, que reflete sobre os motivos que justificam a obrigatoriedade deste tema como componente curricular. Ele também aponta direções diante da complexa realidade enfrentada pela educação hoje”.

Foto: Evandro Oliveira/Seduc RS

Educação Física Escolar



CREF2/RS obtém vitória judicial contra Governo do Estado e CPERS Sindicato
03/08/2015
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS obteve sentença favorável na ação civil pública ajuizada no Tribunal Federal da 4ª Região (TRF4) contra o Centro de Professores do RS (Cpers Sindicato) e o Governo do Estado do Rio Grande do Sul. O Conselho demandou, em síntese, o registro profissional de todos os professores de Educação Física da rede pública estadual, inclusive os contratados anteriormente à publicação da Lei nº 9.696/98, como requisito obrigatório, nos editais dos futuros concursos públicos e o oferecimento obrigatório da disciplina de Educação Física na grade curricular.

Segundo a presidente do CREF2/RS, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), mesmo cabendo recurso à sentença, a decisão representa uma importante vitória, já que esta é uma reivindicação histórica do Conselho. “A garantia do direito à prática esportiva nas escolas, desde a educação infantil, ministrada por profissional de Educação Física habilitado, deve ser prioridade para qualquer governo, já que a Educação Física Escolar tem um papel fundamental no desenvolvimento integral do aluno”, assevera.

Educação Física Escolar



Troféu Destaque 2015 abre votação na próxima quarta-feira
09/07/2015
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS, com o objetivo de apoiar e valorizar os profissionais e estabelecimentos registrados no Conselho, está realizando mais uma edição do Troféu Destaque, em comemoração ao Dia do Profissional de Educação Física, celebrado em 1º de setembro. A votação ocorrerá de maneira online, pelo site do Conselho, entre os dias 15 de julho e 9 de agosto. A votação será aberta nas seguintes categorias, com os profissionais concorrentes abaixo:

Categoria Profissional de Escola:

GABRIEL LUIS DE ABREU (CREF 014587-G/RS)
Possui graduação pela UCS e, desde 2010, é professor da rede municipal de Farroupilha, onde atua na Escola de Ensino Fundamental Antonio Minella e treina o time feminino mirim de futsal do colégio. Trabalha também na rede municipal de Caxias do Sul, na Escola Renato João Cesa.

LUIS EURICO KERBER (CREF 001203-G/RS)
Possui graduação pela Feevale e pós-graduação em Ciências da Atividade Física – Aspectos da Medicina do Esporte. Atua na Educação Básica desde 2002 e como professor universitário da Feevale desde 2005. Trabalha também na rede municipal de ensino de Ivoti. Já desenvolveu projetos de atividades físicas de aventura na natureza e de promoção da saúde na escola.

VIRGINIA ROLIM WOLFFENBUTTEL (CREF 000055-G/RS)
Possui graduação pela UFRGS e atua na Educação Física escolar há 30 anos. Na Escola Estadual Mariz e Barros, em Porto Alegre, coordena há mais de 10 anos a equipe de handebol masculino Jovem Talentos, que já participou e venceu diversos campeonatos municipais e estaduais.

Categoria Profissional do Esporte Educacional:

JORGE LUIZ BRANDLI FERNANDES (CREF 001674-G/RS)
Possui graduação pela UFSM e mestrado em Ciência do Movimento Humano. É técnico de handebol das equipes Margaria Lopes/ASH e ASH/Praxis AS e professor do curso de Educação Física da Ulbra Santa Maria. Possui também experiência como atleta profissional e árbitro de handebol.

LUIZ AFONSO GOMES (CREF 000484-G/RS)
Possui graduação pelo IPA, mestrado em Ciências Sociais e especialização em Basquete e em Futebol. É o docente mais antigo do IPA, onde atua desde 1980. Coordena o curso de pós-graduação Futebol e Futsal: do Treinamento à Gestão e atua na área de ensino-aprendizagem em treinamento, performance, avaliação e motivação.

RICARDO BASTOS SIKILERO (CREF 002835-G/RS)
Possui graduação pela UFRGS e especialização em Gestão no Esporte. É coordenador de esportes e professor do Colégio La Salle São João, de Porto Alegre, e da Secretaria de Educação do Rio Grande do Sul, onde é responsável pela organização dos Jogos Escolares (JERGS – 1ª CRE). Como técnico desportivo, já atuou no Lindóia Tênis Clube, na Associação Leopoldina Juvenil, no Grêmio Náutico Gaúcho e no Teresópolis Tênis Clube.

Categoria Profissional de Paradesporto e Atividade Adaptada:

FABIANE PEREIRA PÓVOA (CREF 008729-G/RS)
Possui graduação pela Ulbra e especialização em Arte, Corpo e Educação. É professora de dança em cadeira de rodas, desde 2013, da Escola Paralímpica Gaúcha, vinculada ao RS Paradesporto. Já atuou no Centro de Estudos da Atividade Motora Adaptada, da Ulbra, e na Associação Canoense de Deficientes Físicos. Desde 2014, trabalha também na APAE Eldorado, com dança e Educação Física adaptada.

FELIPE DE OLIVEIRA MOTTA (CREF 006765-G/RS)
Possui graduação pela UFPel e é professor da Escola de Educação Especial José Alvares de Azevedo, em Rio Grande, que atende deficientes visuais. É técnico de atletismo pelo Comitê Paralímpico Brasileiro e já participou de três Paralimpíadas Escolares: duas como treinador da equipe de atletismo do Rio Grande do Sul e uma como staff de goalball do Estado.

TIAGO JOSÉ FRANK (CREF 015592-G/RS)
Possui graduação pela UCS e é coordenador do setor de Paradesporto e Lazer Inclusivo da Secretaria Municipal do Esporte e Lazer de Caxias do Sul. Atuou como supervisor do Centro Integrado das Pessoas com Deficiência (CIDEF/UCS) e como técnico da seleção brasileira sub-21 de basquete em cadeira de rodas, tornando-se campeão Parapanamericano em 2013. Dedica-se ao desenvolvimento e promoção de atividades de esporte e lazer para pessoas com deficiência.

Categoria Profissional de Recreação e Lazer:

DESIRE LACRETA MARIDAKIS (CREF 006536-G/RS)
Possui graduação e especialização pelo IPA, é ex-atleta profissional de voleibol e funcionária, desde 1985, da Prefeitura Municipal de Canoas. Atua há 26 anos no Centro Olímpico Municipal (COM), que oferece programas de atividade física, de esporte, de lazer e escolinhas esportivas à comunidade.

JAIME ZORZI (CREF 000207-G/RS)
Possui graduação e pós-graduação pela UFRGS e experiência de mais de 30 anos na Secretaria Municipal de Educação e na Secretaria Municipal de Esportes, Recreação e Lazer de Porto Alegre. Foi coordenador do Parque Ramiro Souto, na Redenção, que oferece diversas atividades à população, como brinquedoteca, caminhadas orientadas e ginástica.

REJANE PENNA RODRIGUES (CREF 002150-G/RS)
Possui graduação pela Escola Superior de Educação Física de Cachoeira do Sul e foi, durante três gestões, secretária de Esportes, Recreação e Lazer de Porto Alegre. É ex-secretária Nacional do Desenvolvimento de Esporte e de Lazer, vinculada ao Ministério do Esporte, e ex-diretora de operações e serviços da Autoridade Pública Olímpica, no Rio de Janeiro.

CREF2 RS



Câmara Técnica do CREF2/RS avalia IV Fórum de Educação Física Escolar
29/06/2015
Fonte: CREF2/RS

A Câmara de Educação Física Escolar do CREF2/RS realizou reunião nesta última sexta-feira (26) com a presença de sua presidente Miryam Brauch (CREF 006834-G/RS), Lauro Aguiar ((CREF 002782-G/RS), João Guilherme Queiroga (CREF 000839-G/RS ), Marcia Rohr da Cruz (CREF 007542-G/RS) e a assessora do vereador de Porto Alegre Professor Garcia (CREF 000002-G/RS), Kyria Soares.

Na ocasião, foi apresentada a avaliação do IV Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar, realizado em Capão da Canoa neste ano. A próxima edição do Fórum está programada para 2017, e durante este intervalo serão feitas as divulgações do documento do CONFEF sobre Recomendações da Educação Física Escolar e do documento da UNICEF sobre a Educação Física Escolar em todo o estado, bem como será realizado o anúncio das prefeituras que receberão o prêmio Cidade Amiga da Educação Física Escolar.

Educação Física Escolar



Reunião marca reaproximação do CREF2/RS com a FUNDERGS
01/06/2015
Fonte: CREF2/RS

Na manhã desta segunda-feira (1), Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), presidente do CREF2/RS, esteve reunida com Cassiá Carpes, presidente da Fundação de Esporte e Lazer do Rio Grande do Sul (FUNDERGS). O objetivo do encontro foi a reaproximação do Conselho com a nova gestão da instituição, responsável por coordenar e executar a política de esporte e lazer em todo o Estado.

Para Carmen, a ideia do CREF2/RS é retomar o convênio com a FUNDERGS e oferecer aos profissionais da Fundação cursos de capacitação, sobretudo nos polos do interior. "Queremos chegar mais perto dos profissionais", comentou. "Nossa meta é que atingir o maior número de pessoas fora das grandes cidades, onde muitas vezes a informação e o conhecimento demoram um pouco mais para chegar".

Carpes considerou extremamente positiva a reaproximação com o Conselho e destacou que os oito Polos Regionais de Desenvolvimento do Esporte e Lazer da FUNDERGS, com sede em cidades como Passo Fundo, Santa Cruz e Santo Ângelo, estão de portas abertas. "Temos a certeza de que o CREF2/RS deve participar dos polos, para ampliar estes encontros", avaliou. "Nossa parceria pode trazer coisas importantes para o dia a dia dos profissionais, como o conhecimento de que esporte não é só Olimpíadas. Isto permitirá que outras questões sejam trabalhadas, principalmente na Educação Física Escolar. Isto é muito importante para o Estado".

CREF2/RS e FUNDERGS vão voltar a se reunir para dar continuidade ao projeto.



Nova edição do CREF2/RS em Revista está disponível para download
27/05/2015
Fonte: CREF2/RS

Os profissionais registrados no Conselho vão receber, nos próximos dias, a nova edição do CREF2/RS em Revista. A publicação trimestral, referente aos meses de abril, maio e junho, tem como tema principal o paradesporto. Mesmo com a ascensão do Brasil nos Jogos Paralímpicos, estas modalidades ainda enfrentam grandes dificuldades no país, cabendo aos profissionais de Educação Física levá-las para a escola e promover a socialização de pessoas com deficiência.

Além disto, a atual edição do CREF2/RS em Revista ainda conta com o perfil de Fabiane Póvoa, professora de dança da Escola Paralímpica Gaúcha, e reportagens sobre o basquete em cadeira de rodas, sobre o 4º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar e sobre o Interiorizasul. O CREF2/RS em Revista tem também versão online e pode ser acessado diretamente por aqui. Para quem preferir, a publicação pode ser baixada em PDF ou acessada em tablets e smartphones pelo aplicativo gratuito da plataforma Issuu.



CREF2/RS sorteia 18 vagas para 17 cursos do Convenção Brasil deste ano
08/05/2015
Fonte: CREF2/RS

O Conselho está sorteando 18 vagas para 17 cursos que serão oferecidos no Convenção Brasil deste ano, entre os dias 11 e 14 de junho, no Centro Esportivo da PUC-RS (Avenida Ipiranga, 6690 - Prédio 81). Podem participar todos os profissionais com registro ativo e em dia com suas obrigações estatutárias. Pessoas Jurídicas com Responsável Técnico ativo também estão aptas a concorrer. Clique aqui e confira o regulamento completo.

Para participar, é necessário apenas preencher o formulário disponível neste link e selecionar os cursos de interesse (pode ser mais de um). Os profissionais que forem contemplados com uma das vagas serão automaticamente excluídos dos próximos sorteios. Em www.convencaobrasil.com.br é possível conferir os dias e os horários de cada atividade.

As inscrições serão encerradas sempre às 12h do dia anterior ao sorteio de cada atividade e os sorteios serão realizados durante nove dias úteis, a partir desta quarta-feira, dia 13 de maio, na sede do CREF2/RS. No Convenção Brasil 2015, o Conselho também irá oferecer uma palestra gratuita para todos os profissionais de Educação Física. Mais informações sobre este evento em breve.

Datas de sorteio e cursos:

13 de maio:
Curso Fitness nº 3: “Personal Training na Prática dos Métodos e Treinamento”
Curso Wellness nº 24: “Wellness Total: o Mix de Serviços de Sucesso”

15 de maio:
Curso Fitness nº 5: “Treinamento de Corrida de Rua: da Teoria à Prática”
Curso Lazer nº 31: “Lazer e Recreação: Vivências Criativas e Inovadoras”

19 de maio:
Curso Fitness nº 8: “Avaliação Física: da Teoria à Prática”
Curso Sport nº 29: “Ensino dos Esportes Coletivos: Atividades Recreativas e Jogos”

20 de maio:
Curso Wellness nº 26: “Clínica Postural: Avaliação e Prescrição de Exercícios Compensatórios” (dois sorteios de uma vaga cada)

21 de maio:
Curso Wellness nº 18: “Técnicas de Massagem Moderna para o Bem-Estar: Abordagem Teórica e Prática”
Curso Lazer nº 32: “Ballet Infantil: como Ensinar e Encantar Crianças pelo Ballet”

26 de maio:
Curso Wellness nº 19: “A Profissionalização da Ginástica Laboral e Atividade Física nas Empresas”
Curso Sport nº 30: “Capoeira: da Prática Recreativa ao Instrumento de Trabalho”

27 de maio:
Curso Acqua nº 15: “Hidroginástica Avançada”
Curso Wellness nº 21: “Power Stretching: Alongamento e Flexibilidade”

28 de maio:
Curso Gestão nº 14: “Gestão Estratégica de Academias”
Curso Lazer nº 33: “Educação Física Escolar: Práticas Pedagógicas, Lúdicas e Fisiologia Infantil”

29 de maio:
Curso Wellness nº 25: “MAT Pilates: Clássico e Intermediário”
Curso Sport nº 28: “Futsal: Ensino e Treinamento”



4º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar discute PLC 116/2013 e lança livro em Capão da Canoa
30/03/2015
Fonte: CREF2/RS

Na última sexta-feira (27), a Câmara Técnica de Educação Física Escolar do CREF2/RS realizou o 4º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar, em Capão da Canoa. O evento, que integrou a programação do 41º Encontro Nacional dos Profissionais de Educação Física (ENAPEF), promovido pela APEF/RS, contou com a palestra de Lúcio Rogério dos Santos (CREF 000001-G/DF) e serviu também para o lançamento oficial do livro "Recomendações para a Educação Física Escolar".

Na abertura, as autoridades presentes salientaram a importância do Rio Grande do Sul para a regulamentação da profissão, no final dos anos 90, e de eventos como o Fórum para a aproximação dos profissionais que atuam na Educação Física Escolar. Além de Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), presidente do CREF2/RS; Miryam Brauch (CREF 006834-G/RS), presidente da Câmara Técnica de Educação Física Escolar; Álvaro Laitano (CREF 000006-G/RS), presidente da APEF/RS, José Anchieta (CREF 000337-G/RS), representando o SINPEF-RS; e Paulo Rezende (CREF 001298-G/RS), da Secretaria de Educação Rio Grande do Sul; também discursaram.

Em nome do CONFEF, Lúcio Rogério, fundador do CREF7/DF, falou em sua apresentação sobre o movimento pela regulamentação da profissão em todo o Brasil, em 1998, e sobre as ações que o Sistema CONFEF/CREFs lidera pela valorização do profissional de Educação Física até hoje. "É importante que a sociedade e as autoridades reconheçam a nossa importância", salientou. "Os conselhos trabalham neste sentido. Se a profissão não tivesse sido regulamentada, acredito que ela nem existiria mais", completou.

Além disto, a discussão do PLC 116/2013 também foi levada ao conhecimento do público que lotou o auditório da Prefeitura de Capão da Canoa durante o evento. Lúcio Rogério falou sobre a fragilidade da resolução do MEC, que não torna obrigatória a presença do profissional de Educação Física nas séries iniciais, e sobre como a Lei de Diretrizes e Bases da Educação precisa ser modificada para garantir esta presença. "Não é ilegal não ter profissional na Educação Básica, a disciplina pode ser ministrada por professores de outras áreas. Mas a questão não é garantir o nosso mercado de trabalho, é garantir o mínimo de qualidade do ensino no Brasil", comentou.

No final da palestra, Lúcio Rogério apresentou o livro "Recomendações para a Educação Física Escolar", que foi entregue a todos que compareceram ao Fórum. O CREF2/RS foi o primeiro Conselho Regional a lançar a obra, organizada pelo Sistema CONFEF/CREFs no ano passado. Com a proposta de constituir um instrumento norteador para a intervenção profissional responsável e qualificada no ambiente escolar, Lúcio Rogério frisou o caráter coletivo do documento, produzido pela Comissão de Educação Física Escolar (CEFE) do CONFEF com a colaboração de inúmeros conselheiros federais e regionais. "O livro é também um convite para que todos participem do processo. Temos que qualificar a Educação Física como um todo, começando pela Educação Física Escolar", destacou.

Miryam encerrou o evento revelando o próximo passo da Câmara Técnica de Educação Física Escolar, que é distribuir agora um exemplar do "Recomendações para a Educação Física Escolar" para cada uma das escolas da rede pública do Estado. A obra já está à disposição para download também no site do CONFEF. Para baixá-la, clique aqui.



ENAPEF inicia nesta quinta-feira com cursos e atendimento do CREF2/RS em Capão da Canoa
24/03/2015
Fonte: CREF2/RS

Entre quinta (26) e a próxima segunda-feira (29), o CREF2/RS vai participar do 41º Encontro Nacional dos Profissionais de Educação Física (ENAPEF). O evento, promovido pela APEF/RS, será realizado no Ginásio Municipal de Esportes de Capão da Canoa, onde o Conselho vai ter estande para prestar atendimento aos participantes do evento.

Com ampla programação para aperfeiçoamento e atualização profissional, a APEF/RS oferece 10% de desconto aos profissionais registrados no CREF2/RS nos cursos e atividades do ENAPEF. O cronograma completo e a ficha de inscrição estão disponíveis aqui.

Além disto, o evento terá em sua programação o 4º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar, no dia 27 de março, sexta-feira, às 14h. A atividade vai contar com palestra de Lúcio Rogério dos Santos (CREF 000001-G/DF) e servirá também para promover o livro "Recomendações para a Educação Física Escolar". O CREF2/RS é o primeiro Conselho Regional a lançar a obra organizada pelo Sistema CONFEF/CREFs. O Fórum é promovido pela Câmara Temática de Educação Física Escolar do CREF2/RS e tem entrada gratuita.

4º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar
27 de março, sexta-feira, às 14h
Local: Auditório da Prefeitura de Capão da Canoa, em Capão da Canoa (RS)
Endereço: Av. Paraguassú, 1881 – Centro
Inscrições gratuitas no local



4º Fórum de Mobilização pela Educação Física Escolar é nesta sexta-feira em Capão da Canoa
23/03/2015
Fonte: CREF2/RS

O 4º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar será realizado nesta sexta-feira (27), em Capão Canoa. O evento, que integra a programação do 41º Encontro Nacional dos Profissionais de Educação Física (ENAPEF), é promovido pela Câmara Temática de Educação Física Escolar do CREF2/RS e tem entrada gratuita.

Com palestra de Lúcio Rogério dos Santos (CREF 000001-G/DF), o Fórum abordará questões como o atendimento da Educação Física Escolar nas séries inicias e o PLC 116/2013, projeto de lei que torna obrigatória a presença do profissional de Educação Física na Educação Básica. Além disto, o evento servirá também para lançar o livro "Recomendações para a Educação Física Escolar". O CREF2/RS vai ser o primeiro Conselho Regional a promover a obra organizada pelo Sistema CONFEF/CREFs, que será distribuída aos presentes.

4º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar
27 de março, sexta-feira, às 14h
Local: Auditório da Prefeitura de Capão da Canoa, em Capão da Canoa (RS)
Endereço: Av. Paraguassú, 1881 – Centro
Inscrições gratuitas no local



Capão da Canoa recebe 4º Fórum de Mobilização pela Educação Física Escolar
25/02/2015
Fonte: CREF2/RS

O 4º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar será realizado no dia 27 de março, em Capão Canoa. O evento, que integra a programação do 41º Encontro Nacional dos Profissionais de Educação Física (ENAPEF), é promovido pela Câmara Temática de Educação Física Escolar do CREF2/RS e tem entrada gratuita.

Com palestra de Lúcio Rogério dos Santos (CREF 000001-G/DF), o Fórum abordará questões como o atendimento da Educação Física Escolar nas séries inicias e o PLC 116/2013, projeto que lei que torna obrigatória a presença do profissional de Educação Física na Educação Básica. Além disto, o evento servirá também para lançar o livro "Recomendações para a Educação Física Escolar". O CREF2/RS vai ser o primeiro Conselho Regional a promover a obra organizada pelo Sistema CONFEF/CREFs, que será distribuída aos presentes.

4º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar
27 de março, sexta-feira, às 14h
Local: Auditório da Prefeitura de Capão da Canoa, em Capão da Canoa (RS)
Endereço: Av. Paraguassú, 1881 – Centro
Inscrições gratuitas no local



ENAPEF oferece cursos de aperfeiçoamento e leva atendimento do CREF2/RS para Capão da Canoa
12/02/2015
Fonte: CREF2/RS

Entre os dias 26 e 29 de março, o CREF2/RS vai participar do 41º Encontro Nacional dos Profissionais de Educação Física (ENAPEF). O evento, promovido pela APEF/RS, será realizado no Ginásio Municipal de Esportes de Capão da Canoa, onde o Conselho vai ter estande para prestar atendimento aos participantes do evento e aos visitantes da Feira. O agendamento dos serviços poderá ser feito em breve pela página do CREF2/RS.

Com ampla programação para aperfeiçoamento e atualização profissional, a APEF/RS oferece 10% de desconto aos profissionais registrados no CREF2/RS nos cursos e atividades do ENAPEF. O cronograma completo e a ficha de inscrição estão disponíveis neste link.

Além disto, o evento terá em sua programação o 4º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar, no dia 27 de março, sexta-feira, às 14h. A atividade vai contar com palestra de Lúcio Rogério dos Santos (CREF 000001-G/DF) e servirá também para promover o livro "Recomendações para a Educação Física Escolar". O CREF2/RS é o primeiro Conselho Regional a lançar a obra organizada pelo Sistema CONFEF/CREFs. O Fórum é promovido pela Câmara Temática de Educação Física Escolar do CREF2/RS e tem entrada gratuita.

4º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar
27 de março, sexta-feira, às 14h
Local: Auditório da Prefeitura de Capão da Canoa, em Capão da Canoa (RS)
Endereço: Av. Paraguassú, 1881 – Centro
Inscrições gratuitas no local



Congresso Internacional de Educação Física – FIEP 2015 tem transmissão online
12/01/2015
Fonte: CONFEF

Entre os dias 11 e 13 de janeiro, Foz do Iguaçu (PR) recebe a 30ª edição do Congresso Internacional de Educação Física – FIEP 2015. O evento, que conta com parceria com o CONFEF, tem as suas atividades paralelas transmitidas ao vivo. Para assisti-las, clique aqui.

Confira a programação:

IV Seminário de Atividade Física na Atenção à Saúde
Datas: 11, 12 e 13 de janeiro
Horário: 8h30 às 12h
Informações: neste link

VII Fórum de Educação Física Escolar
Datas: 11, 12 e 13 de janeiro
Horário: 14h às 18h
Informações: neste link

VI Seminário sobre Valores do Esporte e Educação Olímpica
Datas: 11, 12 de 13 de janeiro
Horário: 19h às 22h
Informações: neste link



Câmara de Vereadores homenageia o CREF2/RS pelo Dia do Profissional de Educação Física
02/09/2014
Fonte: CREF2/RS

Em comemoração ao Dia do Profissional de Educação Física, a Câmara Municipal de Porto Alegre realizou ontem (1) cerimônia de homenagem. A solenidade, promovida no Plenário Otávio Rocha e presidida pelo vereador Professor Garcia (CREF 000002-G/RS), contou com a presença da presidente do CREF2/RS Carmen Masson (CREF 001910-G/RS) e da 1ª tesoureira Miryam Brauch (CREF 006834-G/RS).

No seu discurso, Carmen agradeceu o espaço aberto pela Câmara à Educação Física e salientou o crescimento e a valorização que a profissão teve nos últimos anos. "O sedentarismo é uma das piores epidemias do país. Hoje há conscientização de que é melhor investir em atividade física para a promoção da saúde do que no tratamento de doenças", explicou a Presidente, que recebeu de Professor Garcia placa e homenagem pelo Dia do Profissional de Educação Física.

As atividades referentes à Semana da Educação Física seguiram após a solenidade. No Plenário Ana Terra, houve o debate "A Educação Física na Política Atual" e duas palestras. A primeira, "A importância da Educação Física nas Séries Iniciais", foi ministrada por Helena Dazevedo (CREF 001069-G/RS) e relatou parte dos 23 anos de experiência da professora da UFRGS no Ensino Infantil. "O nosso trabalho é garantir o professor de Educação Física nas escolas", explicou Helena. Em segundo momento, Luiz Fernando Kruel (CREF 001069-G/RS), professor da mesma universidade, apresentou trabalho do seu grupo de pesquisa sobre a obesidade infantil e ressaltou a importância da Educação Física escolar para saúde das crianças. "O mais importante não é emagrecer, mas aumentar a atividade física", avaliou.

Entre as palestras, José Anchieta (CREF 000337-G/RS) apresentou o Bataculê e ministrou pequena aula prática da atividade, que mistura danças afro-brasileiras.



Nova edição CREF2/RS em Revista está disponível para leitura online
28/08/2014
Fonte: CREF2/RS

Nos próximos dias, os profissionais registrados no Conselho e em dia com suas obrigações estatuárias vão receber a nova edição do CREF2/RS em Revista. A publicação trimestral, referente aos meses de julho, agosto e setembro, tem como tema principal a corrida de rua. A atual fenômeno da modalidade, cujo número de adeptos não para de crescer em todo o Brasil, é explicado, na matéria de capa, pela forma como proporciona qualidade de vida de previne problemas de saúde. O importante valor social da atividade física também é abordado.

Além disto, a atual edição do CREF2/RS em Revista, também conta com perfil do treinador de atletismo da Sogipa Leonardo Ribas (CREF 003760-G/RS), entrevistas com o prefeito José Fortunati e com o atleta paralímpico Carlão de Oliveira e reportagem sobre Educação Física Escolar e o PLC 116/2013.

O CREF2/RS em Revista também tem versão online e pode ser acessado diretamente por aqui. Boa leitura!



Conselhos Federal e Regionais discutem PLC 116/2013 em Campo Grande
09/06/2014
Fonte: CREF11/MS-MT

Campo Grande foi sede, na sexta-feira (6) e no sábado (7), da plenária ordinária mensal do CONFEF. O encontro, que reuniu 28 conselheiros federais e 14 presidentes de Conselhos Regionais, teve o objetivo de discutir temas referentes ao sistema e realizar julgamentos de casos de irregularidade na atuação da profissão.

Outro assunto da reunião foi o PLC 116/2013, que tramita no Senado e exige formação superior em Educação Física para professores das escolas de Ensino Básico e Fundamental. O Projeto de Lei, que deveria ser votado na terça-feira passada (3), foi retirado da pauta. Contrário ao entendimento do MEC, que tenta impedir a validação da norma, CREFs e CONFEF defendem a imediata aprovação da proposta, já que o projeto é antiga reivindicação dos profissionais de Educação Física.

"Vamos procurar estratégias para que o PLC volte para a votação e seja aprovado. Nós tínhamos uma expectativa para atender melhor a sociedade, fizemos toda uma mobilização e, de repente, saiu da pauta. Temos que garantir um serviço de qualidade às nossas crianças", ressaltou o presidente do CONFEF, Jorge Steinhilber (CREF 000002-G/RJ).

Com o intuito de mobilizar os profissionais de Educação Física, o CREF2/RS mantém em sua página campanha a favor do PLC 116/2013. "Temos que pressionar os senadores para aprovarem o projeto, que obriga que aulas de Educação Física sejam ministradas por professores com curso superior de Licenciatura em Educação Física. Portanto, mandem e-mail para o Senado, em defesa da Educação Física Escolar", declarou a presidente do CREF2/RS Carmen Masson (CREF 001910-G/RS).

Clique aqui para participar.

Foto: CREF11/MS-MT



CREF2/RS entrega Carta Gaúcha da Educação Física Escolar à Câmara de Vereadores
02/06/2014
Fonte: CREF2/RS

Na tarde desta segunda-feira (2), a presidente do CREF2/RS Carmen Masson (CREF 001910-G/RS) e a presidente da Câmara de Educação Física Escolar Miryam Brauch (CREF 006834-G/RS) estiveram na Câmara de Vereadores para reunião. No encontro, as representantes do Conselho entregaram ao presidente da Câmara Professor Garcia (CREF 000002-G/RS) a Carta Gaúcha da Educação Física Escolar e prestaram novo reconhecimento a Lei 11.585.

Sancionada em fevereiro, a norma torna obrigatório o curso superior de Licenciatura em Educação para o ensino da disciplina nas escolas de Ensino Fundamental de Porto Alegre."A entrega da Carta é uma forma de reconhecermos o trabalho do Professor Garcia, que muito tem colaborado com a Educação Física nas escolas. Ele é o autor desta Lei pioneira entre todas as capitais do Brasil", avaliou Carmen Masson.

Foto: Leonardo Contursi/CMPA



II Seminário de Educação Física Escolar movimenta abertura da Convenção Brasil
16/05/2014
Fonte: CREF2/RS

Na tarde desta quinta (15), o CREF2/RS realizou o II Seminário de Educação Física Escolar. A atividade, ministrada pelo professor Lúcio Rogério dos Santos (CREF 000001-G/DF), abriu a programação de cursos e debates da 21ª Convenção Brasil.

Também conselheiro do CONFEF e Secretário Executivo da Frente Parlamentar Mista da Atividade Física para o Desenvolvimento Humano no Congresso Nacional, Lúcio Rogério trouxe para discussão assuntos como regulamentação da profissão, valorização da Educação Física nas escolas e Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (9394/96). "O professor de Educação Física é o principal agente para desenvolvimento da capacidade cognitiva e motora dos alunos", ressaltou. O palestrante destacou ainda que a mudança cultural que houve após criação dos Conselhos Federais foi importante. "A Educação Física é hoje um componente obrigatório nas escolas".

O convidado - que tem ampla experiência e trabalhos realizados em creches, berçários, jardins de infância e escolas de Ensino Fundamental e Médio das redes públicas e privadas do Rio de Janeiro e de Brasília - falou também sobre a necessidade que os professores têm de conscientizar os alunos e a comunidade de que a Educação Física é essencial no ambiente escolar. "As pessoas precisam e dependem muito de nós", destacou.

Lúcio Rogério reservou espaço para mostrar aos presentes como a Lei 9394/96 trouxe certo retrocesso logo na sua implementação. "A LDB nasceu sem a obrigatoriedade da Educação Física nas escolas", explicou. A disciplina, no entanto, é entendida hoje de maneira diferente. "A Educação Física é obrigatória em todos níveis, e devem ser sempre ministradas por licenciados habilitados. É garantia da melhor formação do cidadão brasileiro", analisou.

A palestra encerrou com lembrança de que bom trabalho nas escolas tem resultado valioso para sociedade e também para toda categoria. "O bom trabalho aumenta o percentual de pessoas que vão valorizar a Educação Física e, assim, procurar acompanhamento orientado no futuro". A presidente Carmen Masson (CREF 001910-G/RS) e a presidente da Câmara de Educação Física Escolar Miryam Brauch (CREF 006834-G/RS) finalizaram o Seminário com entrega da Carta Gaúcha da Educação Física. Escolar a Lúcio Rogério dos Santos.



CREF2/RS realiza hoje Seminário de Educação Física Escolar na Sogipa
15/05/2014
Fonte: CREF2/RS

De hoje até domingo, o CREF2/RS participa da 21ª Convenção Brasil. O evento, que busca integrar profissionais de Educação Física e oferecer aos presentes cursos, feira de esportes e intenso intercâmbio de conhecimento, tem em sua programação o II Seminário de Educação Física Escolar, promovido pelo Conselho e aberto para o público em geral.

Ministrada pelo professor Lúcio Rogério dos Santos (CREF 000001-G/DF), conselheiro do CONFEF e Secretário Executivo da Frente Parlamentar Mista da Atividade Física para o Desenvolvimento Humano no Congresso Nacional, a palestra está marcada para hoje, dia 15. As inscrições para a atividade, que começa às 13h30 e é gratuita e podem ser feitas no local da atividade.

Além do Seminário, o CREF2/RS também conta com espaço na Feira de Esportes, com estande para tirar dúvidas dos profissionais de Educação Física, bem como encaminhar novos registros, renovações e atualizar cadastros. Os horários de atendimento são:

15 de maio, quinta-feira, das 14h às 20h
16 de maio, sexta-feira, das 10h às 20h
17 de maio, sábado, das 10h às 20h
18 de maio, domingo, das 10h às 18h

II Seminário de Educação Física Escolar
Palestrante: Lúcio Rogério dos Santos (CREF 000001-G/DF)
15 de maio, às 13h30
Local: Sogipa (Rua Barão de Cotegipe, 415 - São João)

Confira a programação completa da 21ª Convenção Brasil aqui.



CREF2/RS realiza quinta-feira Seminário de Educação Física Escolar na 21ª Convenção Brasil
13/05/2014
Fonte: CREF2/RS

De quinta até domingo, o CREF2/RS participa da 21ª Convenção Brasil. O evento, que busca integrar profissionais de Educação Física e oferecer aos presentes cursos, feira de esportes e intenso intercâmbio de conhecimento, tem em sua programação o II Seminário de Educação Física Escolar, promovido pelo Conselho e aberto para o público em geral.

Ministrada pelo professor Lúcio Rogério dos Santos (CREF 000001-G/DF), conselheiro do CONFEF e Secretário Executivo da Frente Parlamentar Mista da Atividade Física para o Desenvolvimento Humano no Congresso Nacional, a palestra está marcada para quinta-feira, dia 15. As inscrições para a atividade, que começa às 13h30 e é gratuita, podem ser feitas no local ou através da página do CREF2/RS.

Além do Seminário, o CREF2/RS também conta com espaço na Feira de Esportes, com estande para tirar dúvidas dos profissionais de Educação Física, bem como encaminhar novos registros, renovações e atualizar cadastros. Os horários de atendimento são:

15 de maio, quinta-feira, das 14h às 20h
16 de maio, sexta-feira, das 10h às 20h
17 de maio, sábado, das 10h às 20h
18 de maio, domingo, das 10h às 18h

II Seminário de Educação Física Escolar
Palestrante: Lúcio Rogério dos Santos (CREF 000001-G/DF)
15 de maio, às 13h30
Local: Sogipa (Rua Barão de Cotegipe, 415 - São João)

Confira a programação completa da 21ª Convenção Brasil aqui.



CREF2/RS realiza Seminário de Educação Física Escolar na 21ª Convenção Brasil
08/05/2014
Fonte: CREF2/RS

Entre os dias 15 e 18 de maio, o CREF2/RS participa da 21ª Convenção Brasil. O evento, que busca integrar profissionais e Educação Física e oferecer aos presentes cursos, feira de esportes e intenso intercâmbio de conhecimento, conta em sua programação com o II Seminário de Educação Física Escolar, promovido pelo Conselho e aberto para o público em geral.

A atividade será ministrada pelo professor Lúcio Rogério dos Santos (CREF 000001-G/DF), conselheiro do CONFEF e Secretário Executivo da Frente Parlamentar Mista da Atividade Física para o Desenvolvimento Humano no Congresso Nacional. A palestra, marcada para a quinta-feira (15), começa às 13h30 e é gratuita. As inscrições podem ser feitas no local ou na página do CREF2/RS.

Além do Seminário, o CREF2/RS também tem espaço na Feira de Esportes, com estande para tirar dúvidas dos profissionais de Educação Física, bem como encaminhar novos registros, renovações, atualizar cadastros e outros serviços. Confira os horários de atendimento:

15 de maio, quinta-feira, das 14h às 20h
16 de maio, sexta-feira, das 10h às 20h
17 de maio, sábado, das 10h às 20h
18 de maio, domingo, das 10h às 18h

II Seminário de Educação Física Escolar
Palestrante: Lúcio Rogério dos Santos (CREF 000001-G/DF)
15 de maio, às 13h
Local: Sogipa (Rua Barão de Cotegipe, 415 - São João)

Confira a programação completa da 21ª Convenção Brasil aqui.



José Fortunati é homenageado pelo CREF2/RS
29/04/2014
Fonte: CREF2/RS

O prefeito de Porto Alegre José Fortunati recebeu, hoje pela manhã, a diretoria do CREF2/RS. A reunião, que contou com a presença da presidente Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), do 1º vice-presidente José Edgar Meurer (CREF 001953-G/RS), do 2º vice-presidente Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), da 2ª secretária Sonia Waengerther (CREF 007781-G/RS) e da 1ª tesoureira Miryam Brauch (CREF 006834-G/RS), serviu para homenagear o Prefeito pela sanção da lei nº 11.585, que torna obrigatória a formação em Licenciatura em Educação Física para o ensino da disciplina nas escolas de nível fundamental do município.

"O ato é a convicção que temos da necessidade de uma boa formação de base", declarou Fortunati. Carmen Masson, que entregou para o prefeito o diploma de Amigo da Educação Física Escolar, salientou a importância da norma, bem como a iniciativa do município em fazer da lei, pioneira entre as capitais do Brasil, um exemplo para outras cidades e prefeitos. "O Conselho é um parceiro de Porto Alegre na defesa da sociedade e na fiscalização da profissão e da ética", destacou.

A Presidente e a conselheira Miryam Brauch também entregaram ao Prefeito a Carta Gaúcha da Educação Física Escolar, que visa a mobilização de profissionais no sentido de garantir a obrigatoriedade da atividade nas escolas. A lei nº 11.585 é reforço valioso para os objetivos da Carta e para a promoção da Educação Física. "O sedentarismo é a maior causa dos problemas cardiovasculares. A ideia é conscientizar a população da importância da atividade física, sobretudo nas escolas", avaliou Carmen Masson.

O vice-presidente Lauro Aguiar encerrou o encontro com a sugestão de aproximar o Ministério da Saúde e as prefeituras para a promoção do bem-estar e da vida saudável. "A lei nº 11.585, levada para a Frente Nacional de Prefeitos, vai incentivar os municípios a organizarem projetos em nome da atividade física", concluiu.



Comissão de Ensino Superior articula encontro de coordenadores de IES
09/01/2014
Fonte: CREF2/RS

A Comissão de Ensino Superior e Formação Profissional do CREF2/RS reuniu-se no dia 09/01 para articular o próximo encontro de coordenadores dos cursos de Educação Física das Instituições de Ensino Superior do estado, com realização em maio. O tema escolhido para ser debatido foi a evasão universitária nos cursos de Educação Física e especialidades. Segundo o Presidente do CREF2/RS, Eduardo Merino, existem mais de 300 especialidades nos cursos de Educação Física, muitos deles de conteúdo semelhante. A ideia é organizá-los em suas denominações, para evitar o cruzamento de cursos, fortalecendo o ensino e a Profissão. Este processo já foi iniciado pelo CONFEF, que consolidou as áreas utilizando os critérios do Ministério da Saúde, separando-as em Saúde Mental, Coletiva, de Família e de Educação Física Escolar.



Vereador Professor Garcia aprova lei a favor da Educação Física escolar
17/12/2013
Fonte: CREF2/RS

O conselheiro do Confef e vereador Professor Garcia conseguiu uma vitória para a Educação Física escolar no RS ontem (16/12), ao tornar obrigatória a formação superior em Educação Física/licenciatura para docência desta disciplina no Ensino Fundamental nas escolas públicas e privadas de Porto Alegre. O CREF2/RS luta pela aprovação de Lei estadual que garanta as aulas de Educação Física do 1º ao 5º ano sejam ministrados por Profissionais de Educação Física.



CREF2/RS reúne-se com deputado Adilson Troca
17/12/2013
Fonte: CREF2/RS

O Presidente do CREF2/RS Eduardo Merino e os membros da Câmara de Ginástica Laboral Lauro Aguiar (Presidente) e Tony Izaguirre reuniram-se hoje (17/12) na Assembleia Legislativa com o deputado estadual Adilson Troca (PSDB) para analisar a parceria entre o Conselho e o Legislativo, bem como examinar os eventos que foram realizados em conjunto no ano de 2013.

Ficou definido que em janeiro haverá reunião com todos os parceiros da Frente Parlamentar de Estímulo à Doação de Órgãos para programar as atividades de 2014. Também está projetada a edição de uma cartilha relatando os cinco eventos realizados por meio da parceria CREF2RS/Legislativo em 2013, com a descrição da premiação dos municípios amigos da Educação Física escolar, o lançamento da Frente Parlamentar em favor da Educação Física escolar, o evento O Profissional de Educação Física como Protagonista de Ginástica laboral, a audiência pela reforma do código sanitário e a campanha para doação de órgãos ocorrida na Maratona de Porto Alegre.



CREF2/RS realiza evento ""Cidades amigas da Educação Física Escolar""
04/11/2013
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS realizou o evento ""Cidades amigas da Educação Física Escolar"" no dia 30 de outubro, na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul. O Conselho concedeu uma homenagem aos municípios que contam com Profissionais de Educação Física atuando com este componente curricular nos anos iniciais do Ensino Fundamental. Dos 497 municípios do Estado, 127 contam com Profissionais de Educação Física. A presença obrigatória do Profissional de Educação Física nos anos iniciais do Ensino Fundamental é uma das bandeiras defendidas pelo Conselho Regional de Educação Física do RS. A Educação Física enquanto atividade curricular pressupõe não só ""dominar e conhecer o corpo"", mas em ter consciência de que ""somos um corpo"" numa perspectiva cultural, social humana e política, portanto um ser integral. A Educação Física é um caminho privilegiado de educação e por seus valores deve ser entendida como um dos direitos de todas as pessoas.
Atualmente, do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental, as atividades físicas no Rio Grande do Sul não são ministradas por Profissionais de Educação Física. Por conta disso, cerca de 300 mil crianças estão desatendidas no Estado, contribuindo para o aumento do sedentarismo e da pandemia de obesidade infantil.
A Educação Física tem um papel fundamental no desenvolvimento integral dos alunos, sendo uma atividade que trabalha o lúdico e o esporte, proporciona diversas vivências das manifestações corporais da cultura humana. Dentro dessa visão, é importante ressaltar o papel do Profissional de Educação Física como vetor do desenvolvimento humano. É a intervenção deste Profissional, com seus conhecimentos sobre o corpo e o o desenvolvimento humano que pode dar as diretrizes corretas às crianças em idade de iniciação escolar.



Mais uma vitória para a Educação Física escolar
25/10/2013
Fonte: CREF2/RS

O vereador Roger Severo (PP), do município de Alegrete, apresentou hoje ao Presidente do CREF2/RS Eduardo Merino o projeto que foi aprovado na Câmara daquele município por unanimidade na sessão de segunda (21) e que dispõe sobre a presença do Profissional de Educação Física para a docência da disciplina Educação Física no ensino fundamental na rede municipal de Alegrete. Agora, o projeto irá à sanção do prefeito Erasmo Silva. A articulação começou a ser realizada por meio de uma audiência pública realizada em 24 de maio, com a participação da presidente da Câmara de Educação Física Escolar do CREF2/RS Miryan Brauch e do vereador de Porto Alegre Professor Garcia.



Presidente da Câmara de Educação Física Escolar do CREF2/RS participa de Seminário sobre o tema
28/08/2013
Fonte: CREF2/RS

A Conselheira do CREF2/RS, Miryam Brauch, presidente da Câmara de Educação Física Escolar, participou do Seminário de Educação Física na Escola – A importância da disciplina no desenvolvimento cognitivo da criança e do jovem, na última sexta-feira, dia 23 de agosto. Realizado em São Paulo pelo CONFEF, em parceria com a Editora Abril, o evento teve como palestrantes Jorge Steinhilber, Ricardo Catunda, Maria Emília de Lima e André Arantes. Na ocasião, houve ainda debate com os especialistas Meico Fugita, Hugo César Nunes e José Medalha. “Os assuntos abordados foram de grande relevância, e tratados com excelência pelos palestrantes. Temos que parabenizar o Conselho Federal e a Editora Abril pela iniciativa”, destacou a Conselheira. A ocasião contou ainda com a presença de Conselheiros Federais, membros da Comissão de Educação Física Escolar do CONFEF.
Veja as imagens do evento em nossa Galeria.



Presidente da Câmara de Educação Física Escolar visita Pinheiro Machado
01/08/2013
Fonte: CREF2/RS

A presidente da Câmara de Educação Física Escolar do CREF2/RS, Miryan Brauch, visitou o Executivo Municipal do município de Pinheiro Machado no dia 18 de julho, reunindo-se com o Prefeito José Felipe da Feira e com a secretária de Educação, Marizete Duarte. Na ocasião, Miryan salientou a importância de se efetivar o profissional de Educação Física nas séries iniciais para que os alunos tenham aulas com um professor habilitado, pois desta forma as crianças desenvolvem benefícios motores importantes para a vida adulta, além de ter um desenvolvimento cognitivo maior. Marizete e Duarte se mostraram favoráveis a ideia e pretendem realizar iniciativas a curto prazo, como contratações emergenciais para atender do 1º ao 5º ano, para que posteriormente aconteça um concurso específico. Também participaram da reunião o diretor do DJDL, Lorenzo Teixeira e a coordenadora pedagógica Liane Garcia.



CONFEF conquista vitória para Educação Física escolar no país
19/07/2013
Fonte: CREF2/RS

O Tribunal Regional Federal da Primeira Região concedeu sentença favorável ao Sistema Confef/CREFs e a partir de agora é obrigatória em todo o território nacional que a Educação Física escolar do 1º ao 5º ano seja ministrada por Profissionais de Educação Física.

O Confef, no ano de 2011, propôs ação judicial contra o art. 31 da resolução CNE/CEB nº 07/2010, que possibilitava ao professor regente de referência da turma – aquele com o qual os alunos permanecem a maior parte do período escolar – assumir as aulas de Educação Física nas escolas.

Defendendo o direito dos alunos de serem atendidos com qualidade, foi proferida sentença judicial favorável ao Sistema Confef/CREFs determinando a revisão do art. 31, da Resolução CNE/CEB nº 07/2010.

A sentença declara a necessidade da presença de Profissional de Educação Física para ministrar aulas de Educação Física e/ou recreção ou qualquer outra atividade que envolva exercícios físicos e esportes, em conformidade com a Lei 9.696/98 e com a Constituição Federal.

Trata-se de mais uma atuação competente, eficiente e ética em defesa da sociedade e da valorização do Profissional de Educação Física.



Educação Física Escolar é debatida na Sogipa
18/06/2013
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS, por meio da sua Câmara de Educação Física Escolar, realizou, no dia 13 de junho, durante a 20ª Convenção Brasil, o Seminário de Educação Física Escolar, na Sogipa. Participaram do evento como palestrantes o vereador Professor Garcia, as professoras Eliana Alves e Márcia Cruz e o professor Carlos Pilenghi Costa, o Betão.

Uma das principais reivindicações defendidas pelo Conselho Regional de Educação Física – CREF2/RS – é a obrigatoriedade da presença do Profissional de Educação Física nas séries iniciais do ensino público. Atualmente, nas escolas estaduais, as aulas do 1º ao 5º ano do ensino fundamental são ministradas por professores generalistas, o que exclui cerca de 300 mil crianças da iniciação esportiva no Estado.

Segundo o vereador professor Garcia, atualmente as crianças apresentam doenças que até pouco tempo eram relacionadas aos adultos, como hipertensão, glicose alta e colesterol. “Para preveni-las, temos que contar com a orientação correta do Profissional habilitado nas aulas de Educação Física nas séries iniciais”.

Eliana Alves, professora e advogada, explicou que não há como pensar a escola independente da sociedade na qual ela se insere. “O que acontece no ambiente escolar é mais que uma analogia a situações sociais mais amplas; é um reflexo da sociedade”.

O Grupo de Mobilização em Prol da Educação Física foi apresentado por Márcia Cruz. Conforme ela, o objetivo do grupo é contribuir para o resgate da essência da Educação Física Escolar nas Instituições de Ensino Municipais e Estaduais de Caxias do Sul. “Propomos novas alternativas para a recondução deste componente curricular, contribuindo com o desenvolvimento e formação dos alunos na Educação Básica”, explica.

Betão lembrou que o Esporte Escolar a utilização eminentemente educativa do esporte e de todos os seus conteúdos que lhe dão consistência como importante instrumento didático/pedagógico de formação geral de cada aluno em idade prevista para praticá-lo. “O esporte escolar está em crise como em crise está a Educação Física Escolar, bem como toda a Educação”.



Instalada a Frente Parlamentar da Educação Física e Desporto em Porto Alegre
18/04/2013
Fonte: CREF2/RS

O Salão Ana Terra, na Câmara Municipal de Vereadores de Porto Alegre, foi palco ontem, 17/04, do lançamento da Frente Parlamentar da Educação Física e Desporto, que vai ser presidida pelo vereador e conselheiro federal do CONFEF Professor Garcia. A cerimônia também homenageou Professores de Educação Física sem Fronteiras, quando os Correios lançaram um selo em comemoração aos 90 anos da FIEP do Brasil. Na ocasião, houve a apresentação do livro biográfico sobre o professor Jacinto Targa, um dos pioneiros na defesa da Educação Física.

Segundo Garcia, a Frente irá se encarregar de questões como a Copa do Mundo, as diversas construções esportivas, a Educação Física Escolar e as alterações na LDB. “É essencial que nos envolvamos nestas temáticas, para que Porto Alegre esteja à frente de questões fundamentais para a saúde de sua população”. Já o vereador João Derli saudou a iniciativa, que propugna união de forças políticas pelo esporte no município. “Temos que nos esforçar para aumentar as verbas da Secretaria de Esportes, que atualmente conta com apenas 0,36% do orçamento municipal,

Eduardo Merino, presidente do CREF2/RS, lembrou que existem demandas muito antigas, como a Educação Física Escolar, as quais a Frente deve se debruçar. “Os centros comunitários também devem estar entre suas prioridades, pois o bairro Partenon, por exemplo, não está sendo atendido por este serviço. São milhares de pessoas, em um potencial de crianças que podem ser cidadãos e atletas”. Jorge Steinhilber, presidente do CONFEF, afirmou que a criação de frentes no legislativo são fundamentais para que os parlamentares possam compreender a importância do Profissional de Educação Física. “É necessário que se entenda que o esporte em si pode ser até fatal, causando lesões irreversíveis. Ele se torna salutar quando bem orientado, ou seja, com a participação de um Profissional de Educação Física”, afirmou.



Vereadores se mobilizam pela Educação Física Escolar
16/04/2013
Fonte: CREF2/RS

A luta pela Educação Física Escolar vem ganhando cada vez mais adeptos no estado. Hoje, 16/04, visitaram o CREF2/RS os vereadores de Alegrete Roger Dorneles Severo e Leonardo Soares Gonçalves (presidente do legislativo) e o vereador de Porto Alegre Professor Garcia. Severo irá propor Lei garantindo o Profissional de Educação Física nas séries iniciais em Alegrete, e Garcia lançará amanhã na Câmara Municipal de Porto Alegre a Frente Parlamentar da Educação Física e Desporto, que tem a defesa da Educação Física Escolar como um dos temas centrais.



39º Enapef sedia II Fórum pela Educação Física Escolar
28/03/2013
Fonte: CREF2/RS

O 39º Enapef, em Tramandaí, sediou o II Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar, evento realizado no dia 23 de março, promovido pela Câmara de Educação Física Escolar, presidida por Miryan Brauch. Na ocasião, Profissionais e estudantes da Educação Física debateram a luta pela inclusão do profissional habilitado e assistiram palestras de Mirian Burgos, Paulo Ricardo Rezende e Antonio Ricardo Catunda de Oliveira. Durante o evento, foi assinada a ação civil pública contra o estado do RS movida pelo CREF2/RS, baseado na Lei 9696/98 e na LDB, para garantir a Educação Física como componente curricular da educação básica no RS.



Encontro Nacional de Profissionais de Educação Física começa quinta em Tramandaí
19/03/2013
Fonte: CREF2/RS

Tramandaí irá sediar, entre os dias 21 a 24 de março, o 39º Encontro Nacional dos Profissionais de Educação Física, o 23º Congresso Científico de Educação Física e o 2º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar.

No evento, serão apresentados trabalhos como a recreação dentro e fora do ambiente escolar, em que o professor Cleber Junior, do Paraná, propõe uma nova visão para recreação de crianças e adolescentes, fora dos moldes que atualmente geram sedentarismo. Também serão abordados no 39º Enapef temas como o treinamento aquático para populações especiais, a promoção de um estilo de vida ativo para pessoas com deficiência, práticas inclusivas na escola, esportes de aventura na educação física escolar, rugby: do educacional ao alto rendimento, kettlbell e treinamento em suspensão, e muitos outros.

A presença obrigatória do Profissional de Educação Física nas séries iniciais do Ensino Fundamental será o tema do 2º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar, realizado no dia 23. Apesar do longo histórico de lutas pela inclusão do Profissional especializado, estudos indicam que atualmente cerca de 300 mil crianças estão excluídas do processo de iniciação esportiva no Estado pela não obrigatoriedade do Profissional de Educação Física do 1º ao 5º ano das séries iniciais. Aliado a este dado, pesquisas do IBGE e do Ministério da Saúde apontam para um aumento do sedentarismo e da obesidade infantis, comprometendo a saúde pública do País.



Câmara de Educação Física Escolar faz sua terceira reunião
07/03/2013
Fonte: CREF2/RS

A Câmara Educação Física Escolar/CREF2RS reuniu-se no dia 06/03. Na ocasião foi feito o relato sobre o Congresso Nacional de Educação Física Escolar de Foz do Iguaçu.

Também foi discutido o ENAPEF 2013, quando será realizado o 2º Fórum da Educação Física Escolar do RS no dia 23/03 das 18 às 21h. O evento terá como palestrantes Mirian Burgos e Paulo Rezende, sendo mediado Professor Catunda.

O Fórum terá o seguinte formato: a)Apresentação sobre a estrutura do Fórum com palestras

b)Debates sobre os temas sugeridos pela organização do Fórum da Educação Física Escolar

c)Apresentação dos itens levantados nos grupos com os seguintes sub-temas:

-Legislação;

-Formação do professor de educação física;

-Infraestrutura da escola para a educação física escolar;

-Grades curriculares das escolas;

-Saúde na escola.

d-Elaboração da Carta da Educação Física Escolar do RS.

Na ocasião, foi sugerido um encontro do Fórum das Entidades da Educação Física do RS com o Secretário de Estado da Educação e a criação de fóruns municipais para discutir o assunto da educação física escolar. Também houve a discussão de estratégias de mobilização popular para aprovação de uma lei institucionalizando a educação física escolar nas séries iniciais como componente curricular e orientada por professor de educação física, além do envolvimento dos diretores de escolas estaduais e municipais na discussão sobre a educação física escolar.



Delegação do CREF2/RS participa do 28º Congresso Mundial da FIEP
18/01/2013
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS esteve presente no 28º Congresso Mundial da FIEP 2013, realizado em Foz do Iguaçu – PR – de 12 a 16 de janeiro de 2013. O Congresso é o maior e mais importante evento da Federação Internacional de Educação Física - FIEP, e é realizado anualmente no mês de janeiro de forma ininterrupta desde o ano de 1986, tendo recebido mais de 55 mil participantes desde a sua primeira edição.

Estiveram presentes na delegação o presidente do CREF2/RS, Eduardo Merino, a Vice-Presidente Carmen Masson, a 1ª Tesoureira Miryam Brauch e o Conselheiro Lauro Aguiar Eles participaram do V Fórum de Educação Física Escolar, IV Seminário Sobre Valores do Esporte e Educação Olímpica, III Fórum de Coordenadores de Cursos de Educação Física, II Seminário de Atividades Físicas na Atenção à Saúde, VII Seminário de Ética, III Seminário de História da Educação Física e XI Fórum de Educação Física do Mercosul.

A experiência gaúcha em Educação Olímpica realizada na Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI-Erechim) foi um dos temas do IV Seminário Sobre Valores do Esporte e Educação Olímpica. O projeto foi apresentado pelo coordenador do Curso de Educação Física da URI José Luis Dalla Costa (Nino). Ele explicou que a ação começou a ser desenvolvida na Universidade em março de 2009, por meio do Grupo de Estudo e Pesquisa em Educação Física (GEPEF) do Curso de Educação Física da URI – Erechim, que é formado por acadêmicos e professores do curso, e coordena as pesquisas em Educação Olímpica na Universidade e as ações provenientes destes estudos.

O objetivo geral do projeto é difundir os valores do esporte entre as crianças de forma a estimular a participação nas aulas de Educação Física e nas escolinhas de formação desportiva oferecidas pela escola no contraturno. Para trazer a experiência da Educação Olímpica na escola, o grupo promoveu eventos como acantonamento olímpico, acampamento em ginásios de esportes, corrida de rua, festival olímpico de minitênis, festival de pandorgas, entre outras atividades. A iniciativa fez ainda com que se fosse aprovado um projeto voltado às escolas públicas de Erechim e da região.



CREF2/RS visita Fundasul
27/11/2012
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS realizou no dia 23/11 visita à instituição de ensino superior Fundasul, localizada no município de Camaquã. Na ocasião, a Conselheira Miriam Brauch e a Coordenadora Lisiane do Espírito Santo Soares proferiram palestra explicando as atribuições do Conselho aos alunos e respondendo questões quanto a regulamentação da Profissão, a diferença entre bacharelado e licenciatura, estágios e Educação Física escolar.

Na ocasião, um dos assuntos mais comentados foi a questão da denúncia de Profissionais ou não profissionais que atuam de forma errônea e antiética conforme o Conselho de Ética do CREF2/RS.

A visita foi realizada nos moldes do projeto Crefinho, que visa a aproximação com os estudantes dos cursos de Educação Físíca gaúchos e está em processo de instalação no Conselho.



Plenária do CREF2/RS define novos integrantes das comissões e dos grupos de trabalho
21/11/2012

Ocorreu no dia 20/11 a segunda reunião plenária do CREF2/RS com a presença dos Conselheiros eleitos para o mandato 2012/2018. Entre os trabalhos realizados, ficaram definidas as comissões e grupos de trabalho.

O Presidente do CREF2/RS Eduardo Merino destacou na ocasião o alto índice de renovação entre os conselheiros eleitos. “São 12 novos integrantes no Plenário, todos com grande experiência profissional que estão trazendo suas expertises para as diversas comissões do CREF2/RS”.

Segundo Merino, a nova composição do Conselheiros é o ponto alto de uma eleição com elevada participação de votantes no CREF2/RS. “A intensa busca de manifestação na esfera política representa o amadurecimento dos Profissionais de Educação Física e também uma maior circulação de ideias, além de uma saudável disputa de propostas”, avalia.
Leia abaixo a relação das comissões, dos grupos de trabalho e dos seus integrantes :


COMISSÕES


Comissão de Controle e Finanças
Álvaro Fernando Laitano da Silva
Cláudio Renato Costa Franzen
Denisse Fagundes Ugalde
Leila de Almeida Castillo Iabel


Comissão de Ética Profissional
Carlos Mazzoni
Francisco Vargas Neto
Giovanni Bavaresco
João Antônio da Silva Rosa
Luiz Augusto Copstein Waldemar
Carlos Alberto Cimino
Eliana Alves Flores

Comissão de Orientação e Fiscalização
Carmen Masson
Giovanni Bavaresco
Luciane Citadin
Lauro Ubirajara Barboza de Aguiar

Comissão de Legislação e Normas
João Guilherme Queiroga
Leila de Almeida Castillo Iabel
Eliana Alves Flores
José Edgar Meurer

Comissão de Ensino Superior e Preparação profissional
Alexandre Greco
Carlos Ernani Olendzki de Macedo
Cláudio Gutierrez
Paula Maduro

Comissão de Licitação
Francisco Menezes
Eliana Alves Flores
Sonia Waengertner

Comissão Temporária de Eventos
Carmen Masson
Alexandre Greco
Claudio Franzen

GRUPOS DE TRABALHO

Câmara Temática de Futebol Coordenação: Conselheiro Álvaro Laitano
Câmara Temática de Educação Física Escolar Coordenação: Conselheira Miryam Brauch
Câmara Temática de Atividade Física na Empresa e Ginástica Laboral Coordenação: Conselheiro Lauro Aguiar
Câmara Temática de Lutas Coordenação: Conselheiro Alexandre Velly
Câmara Temática de Para-desporto e Atividade Adaptada Coordenação: Conselheira Leila de Almeida Castillo Iabel
Câmara Temática de Pessoa Jurídica Coordenação: Conselheira Rosa Maria Marin Pacheco
Câmara Temática de Esporte de Aventura Cordenação: Conselheiro Alexandre Greco
Câmara Temática da Saúde Coordenação: Conselheira Carmen Masson
Câmara Temática de Esporte Educacional Coordenação: Conselheiro João Guilherme Queiroga
Câmara Temática de Esporte Rendimento Coordenação: Conselheiro Carlos Cimino
Câmara Temática de Gestão e Marketing em Educação Física Coordenação: Conselheira Luciane Citadin



CREF2/RS participa do 3º EPEF da 2ª CRE
01/11/2012
Fonte: CREF2/RS

O Presidente do CREF2/RS, Eduardo Merino, participou no dia 29 de uma mesa-redonda com o tema. A valorização da Educação Física Escolar: aspectos legais, administrativos e pedagógicos numa escola de qualidade com cidadania. O evento, que contou com público 120 professores, ocorreu na Unisinos, durante o 3º Encontro de Professores de Educação Física da 2ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE).

Na ocasião, o presidente do Conselho abordou temas como a Educação Física Escolar, o legado dos megaeventos e a importância da Profissão na melhoria da saúde. Segundo Merino, a recepção positiva dos docentes demonstra o acerto das políticas do CREF2/RS. “Há três mandatos como Conselheiro percorro o Estado participando de palestras e encontros com professores, e é com satisfação que constato o aumento significativo da resposta da comunidade universitária”.



Presidente do CREF2/RS realiza mais dois encontros com estudantes
25/10/2012
Fonte: CREF2/RS

O Presidente do CREF2/RS, Eduardo Merino, prosseguiu nesta semana a série de encontros que realiza com estudantes de Educação Física gaúchos. As instituições visitadas nesta etapa foram a Univates, em Lajeado, no dia 23, e a Ulbra Canoas, no dia 24.

Merino levou aos alunos a palestra Formação e habilitação profissional: aspectos legais e intervenção, na qual discorreu sobre o papel do Conselho na fiscalização e orientação da Profissão, oportunidades de trabalho e bandeiras de luta como a Educação Física Escolar e a inclusão da categoria nos NASFs, entre outros temas. Neste ano, os encontros reuniram cerca de 1000 estudantes e professores de várias instituições de ensino superior do Estado.



Reportagem da RBS TV analisa Educação Física nas escolas gaúchas
21/10/2012
Fonte: CREF2/RS

A Educação Física escolar foi tema de reportagem veiculada no programa RBS Esporte do dia 20/10 pela RBS TV. A matéria, que contou com a participação do Presidente do CREF2/RS Eduardo Merino, analisou várias situações encontradas nas escolas gaúchas e vem ao encontro da campanha do Conselho pela obrigatoriedade da presença do Profissional de Educação Física nas séries iniciais do ensino. Assista a reportagem em nossa Central de Mídia.



Audiência debateu presença do Profissional de Educação Física nas séries iniciais
23/09/2012
Fonte: Agência de Notícias AL
Assista aqui a matéria da TV Assembléia

A Comissão de Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia realizou audiência pública na manhã desta segunda-feira (24), para debater a obrigatoriedade da presença de professor de educação física nas séries iniciais da educação básica do Estado. O encontro reuniu profissionais de educação física e autoridades.

O deputado Carlos Gomes (PRB), requerente e coordenador do encontro, destacou a importância do tema. Para ele, é inequívoco o benefício que a atividade física aporta aos alunos das séries iniciais, seja para a saúde, o bem-estar físico e o desenvolvimento psíquico e cognitivo das crianças. "Neste sentido, vamos buscar a parceria entre os professores da unidocência, que atuam nas escolas com os professores de educação física para que, através desta parceria, sejam desenvolvidas atividades físicas de maneira correta, com a presença de um profissional de educação física", adiantou.

O parlamentar também salientou que será realizado um estudo para identificar se existe em alguma unidade da federação uma legislação específica que contemple a presença do profissional de educação física nas séries iniciais do ensino básico. Ele ainda destacou que será encaminhada ao governo estadual uma solicitação para que profissionais de educação física sejam requisitados para trabalhar nas séries iniciais das escolas públicas estaduais do Rio Grande do Sul.

O presidente do Conselho Estadual de Educação Física do Rio Grande do Sul (CREF2/RS), Eduardo Merino, destacou que a presença de um profissional de educação física nas séries iniciais da rede estadual de ensino beneficiaria aproximadamente 300 mil alunos. "A educação física na escola é um direito garantido pela Constituição", argumenta. Entre os inúmeros benefícios da educação física nas séries iniciais, Merino apontou aqueles que ajudam no desenvolvimento do raciocínio, da saúde e cidadania dos alunos.

Para o presidente da Associação dos Professores de Educação Física, Álvaro Laitano da Silva, o período da 1ª à 4ª série é importante para o estabelecimento de hábitos saudáveis. Ele ainda sublinhou a importância dos estímulos ao desenvolvimento de toda a parte psicomotora das crianças, oferecido pelas atividades ministradas por profissionais de educação física.

O representante da Secretaria Estadual da Educação, José Valdir de Azevedo, salientou que concorda com as demandas dos profissionais de educação física e que a administração estadual tem feito um grande esforço em recuperar a estrutura das escolas e a qualificação dos profissionais que atuam nas salas de aula. Ele lembrou, porém, que a legislação determina que a educação nas séries iniciais seja ministrada por um profissional generalista.

José Valdir alertou para a questão da legislação nacional que regulamenta toda a estrutura curricular e pediu que seja realizado um estudo aprofundado para que não se encaminhe uma proposta legislativa sobre o tema que contenha vícios de legalidade e constitucionalidade.

A Presidente da Comissão de Educação Física Escolar do Conselho, Carmem Masson, alertou que atualmente a população vive confinada em apartamentos e a maior parte prática de atividades físicas realizadas pelas crianças é a Educação Física nas escolas. “Se não houver orientação adequada durante as séries iniciais, os índices de obesidade, diabetes e sedentarismo só tendem a aumentar, além de atrasar o desenvolvimento físico e cognitivo”. Segundo Carmem, não se quer banir a Unidocência, mas sim reforçar o trabalho conjunto do Profissional de Educação Física e do professor regente como forma de aprimorar a saúde e o bem-estar dos alunos das séries iniciais.

A representante do Conselho Estadual de Educação do Rio Grande do Sul, Maria Backes, sublinhou que a instituição já respondeu a uma consulta feita pelo CREF/RS sobre a presença de um profissional de educação física nas séries iniciais. Segundo o Conselho Estadual de Educação, nada impede que um professor de educação física trabalhe nas séries iniciais da rede estadual de ensino.

Maria Backes comunicou que levará o tema para apreciação e debate no Conselho Estadual de Educação. "Devemos fazer um estudo sério para saber onde se pode trabalhar com os professores generalistas e onde é necessário o auxílio do professor de educação física", concluiu.

O secretário estadual do Esporte e do Lazer, Kalil Sehbe, entregou ao deputado Carlos Gomes uma cópia das conclusões da Conferência Estadual de Esporte e Lazer, realizada em 2011, em que defende a necessidade do profissional de educação física nas séries iniciais da rede estadual de ensino.

Participaram da audiência pública representantes da Secretaria Municipal de Educação de Porto Alegre, da OAB/RS, da Universidade de Passo Fundo (UPF), do Sindicato dos Professores de Educação Física do Rio Grande do Sul, do Conselho Federal de Educação Física (CONFEF), da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e da Associação dos Profissionais de Educação Física (APEF), entre outras entidades.



Cerimônia do Troféu Destaque 2012 é prestigiada por Profissionais e autoridades
31/08/2012
Fonte: CREF2/RS

Os Profissionais de Educação Física e autoridades estiveram presentes no dia 30 de agosto, no Auditório Dante Barone da Assembleia Legislativa para a cerimônia de entrega do Troféu Destaque e das homenagens aos estabelecimentos que completaram mais de 10 anos de registro no CREF2/RS em 2012. O evento congregou e emocionou a todos, sendo encerrado com a apresentação do Guri de Uruguaiana, com suas várias versões do Canto Alegretense.

O presidente do Conselho, Eduardo Merino, reafirmou em seu discurso o papel preponderante da Educação Física na geração de saúde da população. “Quando iniciei minha carreira, éramos vistos como os profissionais do futuro. Este tempo já chegou e a nossa atuação garante que os usuários dos nossos serviços sejam atendidos com segurança e qualidade”. Merino explicou que se hoje existem Profissionais capacitados e qualificados na promoção da saúde, isto se deve a regulamentação e a constante fiscalização da Profissão. Apesar das conquistas, ele lembrou que a luta pela inclusão do Profissional registrado na Educação Física Escolar nos NASFs são objetivos a serem alcançados.

O Prefeito de Porto Alegre, José Fortunati, prestigiou o evento e afirmou que sua trajetória política foi marcada pelo diálogo com os Profissionais de Educação Física. “Nossa relação com o CREF2/RS vem de longa data, pois sempre ressaltamos o papel social desta categoria e do seu Conselho no acompanhamento do bem estar e da saúde da população”.

O secretário Municipal de Esportes, Recreação e Lazer e Conselheiro do CREF2/RS, Edgar Meurer, explicou que cada vez mais são visíveis os avanços e as conquistas da Educação Física. “Os Profissionais de Educação Fisica, ao longo do tempo, têm aumentado cada vez mais a sua função social em todas as áreas e manifestações da sociedade”.