Notícias




Data Inicial:
(dd/mm/aaaa)  

Data Final:
(dd/mm/aaaa)  
Título:
Palavras na Notícia:



CREF2/RS participa de campanha desenvolvida pela Associação Solidária Só os Fortes
31/10/2019
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS, em parceria com a Associação Solidária Só os Fortes, está arrecadando alimentos não perecíveis, roupas, lacres de latas de alumínio e tampas de garrafa PET. O ponto de coleta das doações está instalado na recepção do Conselho, na sua sede em Porto Alegre.

A campanha conjunta com o CREF2/RS tem o intuito de beneficiar asilos, creches e abrigos, assim como moradores de rua, portadores de necessidades especiais e famílias que perderam os seus pertences em incêndios e enchentes. Segundo a representante da Associação, Andrenise Silva, também estão sendo aceitos móveis em bom estado e eletrodomésticos, recolhidos diretamente na residência do doador, mediante agendamento antecipado.

Andrenise também frisa que, com os lacres de latas de alumínio, é possível adquirir cadeiras de rodas e que as tampas de garrafa PET podem ser trocadas por alimentos. Segundo a conselheira Sônia Waengertner (CREF 007781-G/RS), coordenadora da campanha no CREF2/RS, a ação mostra que um pequeno gesto, como separar uma tampa ou um lacre, pode fazer a diferença na vida de pessoas que tanto precisam de apoio.

Associação Solidária Só os Fortes
Endereço: Avenida Benjamin Constant, 212 - Bairro São João
Telefone para contato: (51) 98499-7264

Campanha



CREF2/RS reúne-se com representantes de academias para discutir taxas do ECAD
22/10/2019
Fonte: CREF2/RS

Na última sexta-feira, dia 18 de outubro, a Comissão de Assuntos em Academia e Afins e o vice-presidente do CREF2/RS, Giovanni Bavaresco (CREF 001512-G/RS), reuniram-se com 10 representantes de academias. O objetivo foi debater uma proposta com valores mais acessíveis a serem pagos ao Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (ECAD) do Rio Grande do Sul.

Tanto representantes da Comissão como das PJ's apontaram esta proposta como uma alternativa para aumentar a adimplência das academias junto ao órgão arrecadador, bem como fortalecer o setor das academias, especialmente as de pequeno porte, oneradas por uma série de tributos e atingidas diretamente pela crise econômica.

Na reunião, ficou definido que o CREF2/RS, autarquia federal que regulamenta a profissão de Educação Física, será o órgão condutor destas negociações, bem como coordenará uma campanha conscientizadora sobre a importância do pagamento das taxas ao ECAD.

ECAD



CREF2/RS realiza reunião aberta com o ECAD no dia 18 de outubro
11/10/2019
Fonte: CREF2/RS

Na próxima sexta-feira, dia 18 de outubro, o CREF2/RS irá realizar uma reunião com representantes do Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (ECAD) do Rio Grande do Sul. O encontro ocorrerá na sede do Conselho, às 9h30min, e está aberto para a participação de profissionais de Educação Física e de proprietários de academia.

Na ocasião, será discutida a redução das taxas pagas pelas academias ao ECAD. A sua participação é de grande importância!

Reunião aberta com o ECAD
Data e horário: dia 18 de outubro, sexta-feira, a partir das 9h30min
Local: CREF2/RS – Porto Alegre
Endereço: Rua Coronel Genuíno, 421/401 – Centro
Aberta para a participação de profissionais de Educação Física e de proprietários de academia

ECAD



SESC-RS promove Dia do Desafio em Porto Alegre
24/05/2019
Fonte: SESC/RS

No dia 29 de maio, o SESC-RS irá promover, em Porto Alegre, a 25ª edição do Dia do Desafio, ação que propõe às pessoas interromper suas atividades rotineiras e praticar por, pelo menos, 15 minutos consecutivos de qualquer tipo de atividade física. O evento tem o apoio do CREF2/RS.

Neste ano, a capital gaúcha competirá com Campinas e o município que mobilizar mais pessoas em relação ao número oficial de habitantes vence. Utilize as hashtags #DiaDoDesafio e #PortoAlegre até a data do evento e registre a sua participação enviando fotos e o número de colaboradores engajados pelo e-mail diadosesafiopoa@sesc-rs.com.br. Conheça abaixo os locais públicos para participar, entre às 8h e 18h, em Porto Alegre.

Largo Glênio Peres
Estrutura com toldo e tatame com programação o dia todo com artes marciais e apresentações de dança. Ponto central de arrecadação de agasalho para o desafio solidário

Esquina Democrática
Chute a gol

Rua da Praia
Muro de escalada

Praça da Alfândega
Futemesa

CETE
Programação desenvolvida pelo CETE com aulões de dança, artes marciais, esportes olímpicos e cama elástica, jogo de cotonetes, Bob Esponja e jacaré inflável para as crianças das escolas estaduais e municipais do entorno

Mais informações no site www.sesc-rs.com.br.

Foto: Marco Prass/Arquivo Trensurb

Dia do Desafio



CREF2/RS entrega agasalhos ao Fitness Solidariedade no Ginásio Tesourinha
30/04/2019
Fonte: PMPA

O CREF2/RS participou no domingo, dia 28 de abril, da 3ª edição do Fitness Solidariedade, que reuniu quase 300 pessoas de todas as idades, assim como nomes de relevância de diversas academias. O evento ocorreu no Ginásio Tesourinha, onde o Conselho entregou as roupas arrecadas na campanha solidária que está realizando na sua sede.

A ação foi promovida pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Esporte e coordenada pela Diretoria de Esportes, Recreação e Lazer, também com o apoio do CREF2/RS, da Relax Massagem, do Departamento Municipal de Habitação, da Guarda Municipal, da Carris e da Ceasa, que doou frutas para o lanche dos dançarinos. Aulas de ritmos como zumba, funk, dança de salão, hit pop, aeroplus, dança do ventre e salsa levaram alegria e movimentou os participantes.

Cláudio Franzen (CREF 003304-G/RS), diretor-geral de Esportes de Porto Alegre e 1º secretário do CREF2/RS, deu enfoque para a troca interpessoal como o grande destaque desse tipo de atividade. “É emocionante o carinho que damos e recebemos em todas as edições do Fitness. Esta iniciativa surgiu de uma ideia carinhosa para arrecadar agasalhos e, quando percebemos, tínhamos grandes parceiros envolvidos no nosso projeto. É a alma e o corpo caminhando juntos”, enfatizou.

Foto: Joel Vargas/PMPA

Fitness Solidariedade



Caminhada e Corrida Vai Totó ocorre no início de maio em Torres
26/04/2019
Fonte: CREF2/RS

Neste ano, a primeira edição da Corrida e Caminhada Beneficente Vai Totó - Campeonato Brasileiro de Canicross ocorrerá no dia 5 de maio, durante o Festival Internacional de Balonismo, em Torres, no litoral norte. O evento é realizado por voluntários e tem como objetivo arrecadar ração para ONGs protetoras de animais e tênis para crianças carentes, assim como promover o canicross.

O canicross é um esporte originário da Europa, onde foi criado como forma de treinamento para cães de trenó, e consiste em uma corrida em terreno rústico. O condutor normalmente usa um cinto, que se conecta a corda elástica, e essa se conecta ao colete de tração do cão.

Além do canicross, durante o evento ocorrerão shows de adestramento, corrida para crianças com cachorros, feira de adoção, desfiles, sorteios, e palestras sobre canicross. Todos participantes (tutores e animais) ganharão medalhas de participação. Para pontuar no Campeonato Brasileiro de Canicross, é preciso ser filiado à Federação de Esportes com Cães.

Corrida e Caminhada Beneficente Vai Totó - Campeonato Brasileiro de Canicross
Data: 5 de maio, domingo
Local: Praça Canto da Prainha
Endereço: Rua Protásio Alves, 1 - Centro. Torres (RS)
Inscrições: https://vaitoto.dog
Mais informações: (51) 99941-1144
Desconto de 50% na inscrição de profissionais registrados no CREF2/RS.

Vai Totó



CREF2/RS busca redução das taxas pagas ao ECAD
24/04/2019
Fonte: CREF2/RS

Na última terça-feira, dia 23 de abril, o vice-presidente do CREF2/RS Giovanni Bavaresco (CREF 001512-G/RS) esteve reunido com Alvino de Souza, gerente do Escritório Central de Arrecadação e Distribuição (ECAD) no Rio Grande do Sul. O objetivo do encontro foi iniciar uma negociação para a redução das taxas pagas pelas academias à instituição.

Como destaca Bavaresco, a aproximação com o ECAD era uma das propostas da atual gestão, desde a época da campanha eleitoral, e uma iniciativa que pode contribuir com o crescimento das empresas que atuam na área do fitness. “As academias grandes, na maioria dos casos, não se importam com as taxas cobradas pelo ECAD, mas nós sabemos como este valor pode inviabilizar a continuidade de estabelecimentos que atendem públicos pequenos ou que estão em funcionamento em cidades menores do Interior”, frisou.

A reunião, avaliada de maneira positiva pelo Vice-presidente, é o primeiro passo dado pelo CREF2/RS para a resolução de um impasse antigo, que envolve uma questão pouco conhecida pela maioria dos proprietários de academia. “O primeiro contato que tivemos com o ECAD foi muito bom e acredito que poderemos chegar a uma readequação dos valores que são hoje cobrados. Nós apresentamos a realidade dos pequenos empresários da área da Educação Física e estamos aguardando agora uma proposta, que será apresentada pelo órgão em breve”, finaliza Bavaresco.

ECAD



CREF2/RS participa de campanha desenvolvida pela Associação Solidária Só os Fortes
27/03/2019
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS, em parceria com a Associação Solidária Só os Fortes, está arrecadando alimentos não perecíveis, roupas, lacres de latas de alumínio e tampas de garrafa PET. O ponto de coleta das doações está instalado na recepção do Conselho, na sua sede em Porto Alegre.

De acordo com Andrenise Silva, representante da Associação, a campanha conjunta com o CREF2/RS tem o intuito de beneficiar asilos, creches e abrigos, assim como moradores de rua, portadores de necessidades especiais e famílias que perderam os seus pertences em incêndios e enchentes. "Também recolhemos móveis em bom estado e eletrodomésticos, diretamente na residência do doador, mediante agendamento antecipado", explica.

Andrenise também frisa que, com os lacres de latas de alumínio, é possível adquirir cadeiras de rodas e que as tampas de garrafa PET podem ser trocadas por alimentos. Segundo a conselheira Sônia Waengertner (CREF 007781-G/RS), coordenadora da campanha no CREF2/RS, a ação mostra que um pequeno gesto, como separar uma tampa ou um lacre, pode fazer a diferença na vida de pessoas que tanto precisam de apoio.

Associação Solidária Só os Fortes
Endereço: Avenida Benjamin Constant, 212 - Bairro São João
Telefone para contato: (51) 98499-7264

Campanha Social



CREF2/RS promove campanha Natal Sem Fome
12/12/2018
Fonte: CREF2/RS

Entre os dias 12 e 19 de dezembro, o CREF2/RS estará promovendo a campanha Natal Sem Fome. O intuito desta ação é arrecadar alimentos não-perecíveis, que serão doados a instituições que auxiliam famílias carentes da Região Metropolitana de Porto Alegre, ainda a serem definidas.

Alimentos não-perecíveis são aqueles que podem ser armazenados por longos períodos de tempo, como arroz, feijão, lentilha, macarrão, leite em pó, milho e outros. Os interessados em participar podem deixar as suas doações em uma caixa colocada na recepção do Conselho. O horário de funcionamento do CREF2/RS é de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h; e às sextas-feiras, das 12h às 17h.

A fome é um problema que ainda persiste no país. Apesar da sua grande extensão territorial e do seu potencial agrícola, problemas como a desigualdade social fazem com que muitas pessoas não tenham condições financeiras para a sua correta alimentação no Brasil. Mesmo com o avanço do combate à fome nos últimos anos, uma pesquisa do IBGE, divulgada em fevereiro de 2018, mostrou que cerca de 13 milhões de brasileiros vivem em situação de vulnerabilidade.

Iremos divulgar aqui na nossa página, posteriormente à campanha, a quantidade de alimentos arrecadados e quais entidades serão contempladas com as doações. Contamos com a sua participação!

A campanha Natal Sem Fome é uma iniciativa, em nível global, da Organização das Nações Unidas (ONU). Mais informações – assim como outros tipos de doações que podem ser feitas – estão disponíveis para consulta na página www.natalsemfome.org.br.

Natal Sem Fome



Novos conselheiros e Diretoria do CREF2/RS tomam posse
30/10/2018
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS realizou, ontem à tarde, dia 29 de outubro, a cerimônia de posse dos seus novos conselheiros. O evento, organizado na Câmara Municipal de Porto Alegre, marcou o início do mandato de seis anos de metade dos membros do Plenário, que foram escolhidos pelos profissionais de Educação Física nas eleições de setembro.

Com a presença de representantes do Governo do Estado, da Prefeitura, da Federação Internacional de Educação Física (FIEP) e de outros Conselhos Profissionais, os presentes foram conduzidos aos seus cargos pela ex-presidente Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), que também fez o discurso de abertura. Ela salientou o crescimento do CREF2/RS nos últimos anos e os desafios que serão enfrentados para uma maior valorização dos profissionais no futuro.

Os novos membros do Plenário, com os demais conselheiros eleitos, ainda se reuniram para eleger a Diretoria do CREF2/RS para os próximos três anos. Atuando fortemente em nome dos profissionais de Educação Física, a nova gestão assume com o compromisso reabrir o CREF Serra e de criar representações regionais, de buscar a redução dos valores de anuidades, de trabalhar pela diminuição das taxas pagas ao ECAD, de aumentar e qualificar as ações de fiscalização e de proporcionar uma maior participação do Conselho na construção de políticas públicas, lutando também contra os cursos EAD na área.

A nova diretoria do CREF2/RS é composta por:

Presidente: José Edgar Meurer (CREF 001953-G/RS)
Graduado em Educação Física pelo IPA, José Edgar foi subsecretário de Esportes do Rio Grande do Sul, diretor técnico da Fundergs e, recentemente, Secretário Municipal de Esportes, Recreação e Lazer de Porto Alegre, de 2010 a 2016.

1º Vice-Presidente: Giovanni Bavaresco (CREF 001512-G/RS)
Graduado em Educação Física pelo IPA, Giovanni é pós-graduado em Treinamento Desportivo e diretor da CB Brasil – Saúde Sport e Fitness.

2º Vice-Presidente: Alessandro Gamboa (CREF 001534-G/RS)
Graduado pelo IPA e pós-graduado em Ciências da Saúde e em Administração e Marketing Esportivo, Alessandro é sócio-diretor da G2 Sports e consultor de academias.

1º Secretário: Claudio Franzen (CREF 003304-G/RS)
Graduado em Educação Física e pós-graduado em Dança e Consciência Corporal pela Universidade Gama Filho, Claudio é mestre em Pedagogia em Educação Física e pentacampeão mundial de Ginástica Aeróbica. Atualmente é Gestor de Esporte da Prefeitura de Porto Alegre.

2º Secretário: Eduardo Merino (CREF 004493-G/RS)
Graduado pela UFRGS e doutor em Ciências do Esporte, Eduardo é o atual coordenador do curso de Educação Física da UFPel. Foi professor da Ulbra e presidente do CREF2/RS entre 2010 e 2014.

1º Tesoureiro: Alessandro Gonçalves (CREF 005863-G/RS)
Graduado em Educação Física pela UFRGS, Alessandro é mestre em Reabilitação e Inclusão pelo IPA e também pós-graduado em Ergonomia do Trabalho e em Gestão de Pessoas Estratégicas e Negócios. Atualmente é diretor da GPA Soluções em Educação e Saúde Corporativa.

2ª Tesoureira: Luciane Citadin (CREF 000100-G/RS)
Graduada em Educação Física pelo IPA e pós-graduada em Treinamento Desportivo e em Cinesiologia, Luciane foi coordenadora das academias Bodytech e INEXX. Atualmente é coordenadora técnica da Sogipa e presidente da APEF, desde 2015.

Os demais membros recém-eleitos do CREF2/RS:

Luciane Paz (CREF 003952-G/RS)
Graduada em Educação Física pelo IPA, Luciane é pós-graduada em Gestão de Academia. No momento, atua como personal trainer e instrutora de diversas academias, como Espaço Ativo, Academia Alternativa e Academia Moinhos Fitness.

Bruno Araújo (CREF 012860-G/RS)
Graduado em Educação Física pela UFpel e pós-graduado em Reabilitação Cardíaca pela Universidade Gama Filho, Bruno é sócio-proprietário da Academia Moinhos Fitness, de Pelotas.

Carla Tartarotti (CREF 006564-G/RS)
Graduado em Educação Física pela UCS, Carla é pós-graduada em Educação Física Escolar pela Universidade Gama Filho e mestre em Reabilitação e Inclusão pelo IPA. É proprietária da Academia Físico Fashion e criadora do programa de exercícios físicos para crianças Serelepe Fit.

Carlos Castilhos (CREF 000877-G/RS)
Graduado em Educação Física pelo IPA e pós-graduado em Ciências do Esporte e em Fisiologia do Exercício, Carlos foi campeão de gaúcho de Ginástica Aeróbica em diversas oportunidades e desde 1998 atua como personal trainer em academias e condomínios.

Rodrigo Campos (CREF 001530-G/RS)
Graduado em Educação Física pelo IPA, Rodrigo é pós-graduado em Ciências do Esporte pela PUCRS. Atua como personal trainer e instrutor de musculação da Academia Bodytech, em Porto Alegre, desde 2006.

Os novos membros suplentes do Conselho são:

Roberta Pinto (CREF 004665-G/RS)
Graduada em Educação Física pela URCAMP, Roberta é pós-graduada em Atividade Física Adaptada e em Administração e Qualidade. Foi proprietária da Atlhética Academia, de Bagé, e desde 2017 é coordenadora técnica das Academias do SESC/RS.

Everton Gomes (CREF 002615-G/RS)
Graduado em Educação Física pela Ulbra Canoas, Everton é pós-graduado em Dança e Consciência Corporal pela Universidade Gama Filho. É professor e proprietário da Academia Corpo e Forma, de Guaíba.

Ninon Leal (CREF 001350-G/RS)
Graduada em Educação Física pela Ulbra, Ninon é pós-graduada em Ciências do Esporte e Treinamento Físico pela UFRGS. Foi professora de Educação Física Escolar em diversos municípios e atualmente é sócia-proprietária das academias Pró Fitness.

Any Mery Lunardi (CREF 001765-G/RS)
Graduada em Educação Física pelo IPA, Any Mery é professora de ginástica e sócia-proprietária da academia Aerostep, de Porto Alegre.

Eleições conselheiros



CREF2/RS entrega doações à Campanha do Agasalho 2018
27/07/2018
Fonte: CREF2/RS

O frio e a chuva retornaram ao Rio Grande do Sul e devem seguir nas próximas semanas, mesmo com algumas oscilações pontuais na temperatura. Por isso, é importante que os gaúchos continuem participando da Campanha do Agasalho. O CREF2RS colaborou no esforço de amenizar os efeitos dos fenômenos climáticos na vida das comunidades mais carentes. Nesta sexta-feira, dia 27, o Conselho entregou na Central de Doações da Defesa Civil as roupas arrecadadas na sua sede. Foram doadas à Prefeitura de Porto Alegre 19 peças de roupas para adultos e 24 vestimentas para crianças. Também foram direcionadas ao Asilo Padre Cacique 21 peças de roupas para amenizar o frio rigoroso enfrentado neste inverno pelos idosos daquela instituição.

Quem ainda quiser colaborar, pode fazer doações no Centro Administrativo Fernando Ferrari (Caff), na Avenida Borges de Medeiros, 1501, em Porto Alegre. Ali funciona a Central de Doações. O telefone é 51 3288-6781. Durante o inverno, existem outros pontos de coleta localizados órgãos públicos estaduais, quartéis da Brigada Militar e do Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Sul, supermercados Zaffari e Unidades do Sesc/Senac no Estado.

Campanha do Agasalho



Vereadores farão Moção de Repúdio a MP que retira recursos do esporte
11/07/2018
Fonte: Site da Câmara Municipal de Porto Alegre

A elaboração de uma Moção de Repúdio ao texto da Medida Provisória (MP) nº 841/18 que, desde o dia 11 de junho, retira mais de R$ 541 milhões, oriundos de percentuais das apostas nas loterias federais, de projetos de incentivo ao esporte, em especial ao atletismo brasileiro, foi o encaminhamento adotado após debate sobre o tema, na tarde desta terça-feira (10/7), no encontro conjunto das comissões de Educação, Cultura, Esportes e Juventude (CECE), e de Defesa do Consumido, Direitos Humanos e Segurança Urbana (Cedecondh) do Legislativo Municipal. A reunião, por iniciativa do vereador André Carús (MDB), que sugeriu a redação do documento, contou com a presença de outros parlamentares e representantes de entidades esportivas.

Ao iniciar a discussão da pauta, Carús disse que a MP, da forma como foi apresentada não irá produzir os resultados pretendidos, que é o de reduzir a violência nas cidades a partir da transferência de boa parte dos recursos do esporte juvenil para o Fundo Nacional da Segurança. De acordo com o vereador, é preciso pressionar o governo federal para reverter a situação “com a máxima urgência, porque os danos já estão causando estragos”.

Retrocesso

Para o vice-presidente de formação de atletas do Comitê Brasileiro de Clubes (CBC), Fernando Manuel de Matos Cruz, a MP retrocede em conquistas que vinham sendo obtidas desde a Lei Pelé. Disse, ainda, que da parte percentual do que é arrecadado com as loterias e destinada ao esporte, só atingiu a área de incentivo à formação de jovens para o atletismo. “O prejuízo é grande porque esses recursos vinham sendo investidos em equipamentos, como a construção de pistas atléticas, piscinas e outros; no pagamento de profissionais e no fomento à participação de atletas em competições, o que agora não é mais possível”.

Cruz explicou como o recurso, em média de R$ 40 milhões anuais, era distribuído até que a MP entrasse em vigor e zerasse os repasses de 0,5% de todos os prognósticos de loterias aos cuidados do CBC. “Ao esporte escolar cabia 5%, ao esporte universitário 10%, ao comitê paraolímpico 15%, às despesas administrativas 20% e os 50% restantes ao esporte olímpico e aos clubes”.

Luciana Miorro, coordenadora de Projetos Esportivos do Grêmio Náutico União, declarou que é grande a expectativa dos jovens atletas com a possibilidade de reversão dos efeitos da MP. “Eles estão apreensivos porque foi graças a esses recursos que muitos puderam ser incluídos no esporte”, disse. Ela exemplificou que no União, entre outras formas de investimento, foi possível revitalizar o piso de dois ginásios e equipar o departamento médico, entre outras melhorias “que refletem no preparo dos atletas para competições nacionais e internacionais”.

José Haroldo Arataca, diretor técnico e treinador da Confederação Brasileira de Atletismo (CBA), considerou que, apesar de danosa pelo seu contexto, a MP teve um resultado positivo. “Já vim aqui nesta Casa Legislativa muitas vezes e é a primeira vez que vejo a união dos representantes das entidades em defesa do esporte”. Arataca, no entanto, lamentou não ver a indignação popular. “As pessoas choram pela nossa colocação em sexto no Mundial, mas não se manifestam ao fato de estarmos na 84º posição em educação”, criticou.

Segundo o diretor da CBA, os recursos cortados atingem ainda, o esporte escolar, inviabilizando qualquer iniciativa, como os tradicionais jogos universitários. Ele elogiou a gestão dos recursos que até então eram destinados ao CBC e comparou: “a pista da Sogipa, com o controle da entidade foi construída por R$ 1,8 milhões e uma semelhante, na Ufrgs custou cerca de R$ 10 milhões”. Arataca também lembrou que parte dos recursos cortados do atletismo foram para reforçar o próprio prêmio das loterias, que aumentou recentemente de valor, e também para o futebol, por força da pressão feita pela “bancada da bola”.

Equívoco

O vice-presidente da Federaclubes, Carlos Humberto Rigon, disse que a MP é um equívoco. Além de prejudicar imediatamente aos clubes mais estruturados, como Sogipa, União e Veleiros, corta, também, o sonho das entidades menores que vinham se organizando para a aprovação de projetos junto ao CBC. Ele adiantou que o tema será um dos pontos a ser debatido no Congresso da Federaclubes que acontece em Gramado nos próximos dias 20, 21 e 22 de julho.

Lauro Aguiar, vice-presidente do Conselho Regional de Educação Física da 2ªRegião (CREF2RS) informou que o tema vem sendo tratado, também, no âmbito da Assembleia Legislativa, onde uma Audiência Pública está sendo chamada para discutir os efeitos da MP 841/18. Ele lamentou os poucos fóruns de debate e criticou a falta de realização das Conferências do Esporte. “Não somos contra a segurança pública, mas entendemos que não adianta construir presídios se não investirmos em prevenção à violência e isso se faz com iniciativas como a do incentivo da prática do esporte, assim como de investimentos em educação e cultura para os nossos jovens”.

Mauro Myskin, vice-presidente do Colégio Brasileiro de Ciência do Esporte, afirmou que a extinção da secretaria de Esportes e as políticas públicas para o setor, em Porto Alegre, foram completamente abandonadas. Ressaltou a importância da união de todos para a derrubada da MP, o que considera fundamental para a continuidade de projetos que vinham sendo desenvolvidos pelas entidades e clubes.

Leonardo Monteiro, que representou o deputado federal João Derly (Rede) ressaltou que a MP, que entrou em vigor no dia 12 de junho, tem prazo de 45 dias para ser apreciada pelo Congresso, ou passará a trancar a pauta. Ele lembrou, no entanto, que como há o recesso de julho e a contagem é interrompida, o prazo deve vencer em meados de agosto. “A solução mais rápida é a de pressão sobre o governo para que ele reveja os efeitos da MP sobre o Esporte. Fora isso, ou é esperar a votação, que pode ser pela derrubada, alteração do texto ou aprovação, ou ainda, aguardar os 120 dias para ver a MP, caso não seja apreciada em plenário, perca automaticamente os seus efeitos”.

Paulo Eduardo Barbosa Santos, presidente do Conselho Municipal de Desportos (CMD) reforçou as críticas à falta de incentivo ao esporte na capital gaúcha. Disse que o tratamento em Brasília, com a MP é semelhante ao que vem sendo destinado ao setor em um ano e sete meses do atual governo. Que o CMD perdeu recursos orçamentários, sede e, assim como os demais, qualquer apoio para o desenvolvimento do trabalho dos conselheiros.

Medida

Em suas manifestações, os vereadores presentes ao encontro, assim como o proponente da pauta, se posicionaram contra a retirada de recursos do esporte. De acordo com Cassiá Carpes (PP), o problema da falta de verbas não é diferente de quando foi presidente da extinta Fundação de Esporte e Lazer do Estado do Rio Grande do Sul (Fundergs). "Era preciso muito jogo de cintura para podermos realizar algo", justificou. João Bosco Vaz (PDT) disse que a MP coloca uma pá de cal sobre qualquer possibilidade de investimento em esporte na capital, visto que o atual governo não realiza nenhum aporte ao setor, assim como nas demais áreas, como na social, "totalmente abandonadas pelo poder público".

Na mesma linha Sofia Cavedon (PT), lamentou o desmonte do esporte na cidade. Ela ainda ressaltou que devido aos projetos do Executivo que trancam a pauta, a Moção de Repúdio não poderá ser votada com a celeridade que merece e, portanto, "o melhor é coletar as assinaturas dos vereadores para remetê-la o mais rápido ao presidente da Câmara Federal". disse. Prof. Alex Fraga (PSol) alertou que é necessário deixar clara a intenção da interrupção imediata dos efeitos da MP na Moção, visto se permanecer com seus efeitos por quatro meses, até que perca o seu valor, "irá provocar estragos que só poderão ser recuperados no ano que vem".

Para a vereadora Comandante Nádia (MDB), presidente da Cedecondh, a união de esforços em prol do Esporte é importante. Disse que os vereadores estão engajados na luta das entidades e clubes para fazer valer o desejo da comunidade esportiva brasileira. Tarciso Flecha Negra (PSD), que presidiu o encontro, destacou que o esporte é capaz de salvar a vida de muitos jovens. Ele lembrou a sua história e a importância que o setor tem para coibir a violência. Da mesma forma a vereadora Mônica Leal (PP) informou que assinará a Moção. Para ela, não se pode colocar em confronto a Segurança e o Esporte. "Cada um dos setores tem a sua importância e devem ter a atenção dos governos", declarou. O vereador Alvoni Medina (PRB), também participou do encontro.

Texto: Milton Gerson (reg. prof 6539)
Edição: Helio Panzenhagen (reg. prof. 7154)
Foto: Andielli Silveira/CMP

epúdio a MP que retira recursos do esporte



CREF2/RS promove Campanha do Agasalho
15/06/2018
Fonte: CREF2/RS

Entre os dias 15 de junho e 15 de julho, o CREF2/RS vai realizar a Campanha do Agasalho. O Conselho estará arrecadando, em sua sede de Porto Alegre, doações de sapatos, cobertores e roupas usadas em geral, em uma caixa colocada na recepção.

Além disto, também serão aceitos outros itens, como alimentos não perecíveis, materiais de higiene, produtos de limpeza e remédios ainda dentro da validade e não mais utilizados. Todas as doações que o CREF2/RS receber serão entregues ao Asilo Padre Cacique e à Campanha do Agasalho do Governo do Estado.

O horário de funcionamento do CREF2/RS para a entrega das doações é de segunda a sexta-feira, das 9h às 17; e às sextas-feiras, das 12h às 17h. Participe!

Campanha do Agasalho



Eventos esportivos devem oferecer desconto para idosos e para-atletas
24/04/2017
Fonte: CREF2/RS

A Câmara Municipal de Porto Alegre aprovou, no final de março, a Lei 12.233, que obriga as competições esportivas a conceder desconto de 50%, sobre o valor da inscrição, para atletas idosos e para para-atletas. O projeto é de autoria do vereador João Bosco Vaz.

A lei, em vigência desde o começo deste mês, estipula também que as empresas responsáveis pelos eventos esportivos, como as corridas de rua, deverão pagar uma multa se não ofertarem o desconto. O dinheiro arrecadado, com estas penalizações, será destinado ao Fundo Municipal de Desenvolvimento Desportivo. “A Lei 12.233 amplia o desenvolvimento do esporte em sua relevância social”, comentou João Bosco Vaz.

Eventos Esportivos Porto Alegre



Personal Trainer inscrito no Simples Nacional deve ter registro nos CREFs
07/05/2014
Fonte: CONFEF

Tendo em vista a publicação da Resolução CGNS nº 111/2013 , que acresce a ocupação de Personal Trainer ao Regime Especial Unificado de Arrecadação de Tributos e Contribuições do Simples Nacional, o Conselho Federal de Educação Física informa que a inscrição dos mesmos no Sistema CONFEF/CREFs é válida. Com base na legislação publicada, o registro do Personal Trainer deve obedecer aos mesmos trâmites da inscrição de Pessoa Jurídica, mas como Micro Empreendedor Individual.

A Resolução CGNS nº 94/2011, que dispõe sobre o Simples Nacional e dá outras providências, pode ser acessado aqui .