Notícias




Data Inicial:
(dd/mm/aaaa)  

Data Final:
(dd/mm/aaaa)  
Título:
Palavras na Notícia:



CongregaCREF reúne profissionais e estudantes em Caxias do Sul
11/11/2019
Fonte: CREF2/RS

No último sábado, dia 9 de novembro, o CREF2/RS realizou a quinta edição do CongregaCREF – Seminário Sul Brasileiro de Educação Física, em Caxias do Sul. O evento, pela primeira vez promovido em uma cidade fora de Porto Alegre, reuniu cerca de 50 profissionais e acadêmicos do curso de Educação Física para assistir às palestras conduzidas por Gustavo Callegari (CREF 004922-G/RS), Felipe Machado (CREF 008513-G/RS), Alex Souto Maior (CREF 004362-G/RJ) e Ivan Bagnara (CREF 005610-G/RS).

Contando com o conselheiro Alessandro Gonçalves (CREF 005863-G/RS) como mestre de cerimônias, o CongregaCREF iniciou às 9h, com um discurso de abertura feito pelo 2º vice-presidente Alessandro Gamboa (CREF 001534-G/RS). Além de agradecer a presença de todos, ele também destacou os esforços que o CREF2/RS tem feito para estar mais perto dos registrados do interior, seja com palestras ou com o CREF Serra – posto de atendimento em Caxias do Sul que foi reaberto início deste ano.

CrossFit e empreendedorismo

A primeira palestra da manhã, intitulada “AC/DC – antes do CrossFit e depois do CrossFit”, abordou os detalhes sobre esta modalidade. Além de contar um pouco sobre a história do CrossFit, criado na década de 90 nos Estados Unidos, Callegari também contou como a sua chegada ao Brasil está mudando a prescrição do treinamento físico. “O CrossFit tinha muita resistência, porque achavam que lesionava bastante. Depois de quebrar este preconceito, a modalidade está conseguindo ter uma adesão maior do que a musculação tradicional, sendo praticado até mesmo por idosos e cadeirantes”, avaliou.

Na sequência, foi a vez de Machado fazer a apresentação “Motiva-AÇÃO! Atitudes empreendedoras unindo propósito com resultado”. Consultor de empresas e executive coach certificado pela Agência Nacional de Coaching, ele falou sobre as mais recentes inovações no mundo dos negócios, vinculadas ao conceito de gestão 4.0, e sobre a postura de liderança. “Na Educação Física, é importante que os profissionais desempenhem o papel de um agente de transformação, sempre atento ao que as novas tecnologias podem agregar. A boa comunicação é essencial no processo”, considerou.

Exercícios de força e Educação Física Escolar

Na primeira parte da tarde, os presentes puderam acompanhar a palestra "Exercícios de força para performance, prevenção de lesões e reabilitação", ministrada por Souto Maior. Pós-doutor em Fisiologia pela UFRJ e preparador físico de diversos atletas, como o jogador de futebol Vinícius Jr. e o lutador de UFC Thiago Marreta, ele trouxe para a discussão diversas análises sobre o treinamento físico e a melhor forma de aplicá-lo, aos diferentes tipos de público. “Não podemos comparar as pessoas que fazem atividade física como lazer com aqueles que são atletas de alta performance. No entanto, os exercícios que trazem os resultados mais eficientes – a maioria com pesos livres e pensados diante da funcionalidade do corpo humano – são os mesmos e deveriam ser mais indicados para todos os públicos”, explicou. Na sua apresentação, Souto Maior também trouxe exemplos daquilo que poderia ser melhor orientado pelos profissionais de Educação Física e como o domínio de todos os aspectos científicos do exercício é importante para quem atua na área.

O CongregaCREF encerrou com a palestra “Educação Física escolar: desafios da docência na contemporaneidade”, ministrada por Bagnara e dedicada para quem atua na área da Licenciatura. Pós-doutor em Educação nas Ciências, Ivan é professor do IFRS – Campus Erechim e abordou os desafios que envolvem a formação de professores e a docência na sua apresentação, atrelando estes tópicos à Base Nacional Comum Curricular e à Lei de Diretrizes e Bases da Educação Brasileira (LDB 9394/96). Com grande experiência sobre este tema, Bagnara é um dos autores do livro “Educação Física Escolar: Política, Currículo e Didática” e atua como professor de Educação Física na Educação Básica há mais de 20 anos.

CongregaCREF Caxias do Sul CREF Serra



Ciclo de Palestras CREF2/RS 20 Anos encerra em Santa Cruz do Sul com público de 100 pessoas
25/10/2019
Fonte: CREF2/RS

Na última quarta-feira, dia 23 de outubro, o Conselho promoveu a última edição do Ciclo de Palestras CREF2/RS 20 Anos, em Santa Cruz do Sul. A atividade, realizada UNISC, reuniu cerca de 100 participantes, entre profissionais registrados e acadêmicos do curso de Educação Física, para assistir às apresentações de Liège Gautério (CREF 017513-G/RS) e Miryam Brauch (CREF 006834-G/RS), respectivamente nessa ordem.

Depois de uma breve fala inicial da conselheira Débora Garcia (CREF 002202-G/RS), o evento iniciou com a palestra “Educação Física e alunos transplantados: um futuro próximo”. Proprietária do L7 Centro de Treinamento e atuando com aulas de pilates, treinamento funcional e musculação, Liège é transplantada de pulmão e bicampeã de atletismo nos Jogos Mundiais para Transplantados. Na sua apresentação, além de explicar todo os procedimentos que envolvem o transplante de um órgão, ela também falou um pouco mais sobre a sua trajetória, desde a descoberta da sua doença pulmonar até as medalhas conquistadas na última edição dos Jogos Mundiais para Transplantados, realizada na Inglaterra em 2019.

Abrindo um espaço para os questionamentos da plateia, principalmente a respeito da sua vivência em competições e sobre as pesquisas científicas que existem na área, Liège ainda mostrou um vídeo sobre a doação de órgãos e destacou que somente 1% das pessoas podem ser doadoras. “Além desse número ser baixíssimo, ainda enfrentamos uma certa residência. Somente 40% dos transplantes possíveis efetivamente ocorrem, já que em 60% dos casos a família não concorda com a doação”, explicou.

Já a segunda palestrada noite, intitulada “Educação Física escolar: importância e perspectivas”, foi dedicada para aqueles que atuam na área da Licenciatura. Presidente da Comissão Educação Física Escolar do CREF2/RS, Miryam é uma das idealizadoras do Fórum de Mobilização pela Educação Física Escolar e atua há mais de 30 anos na rede estadual de ensino. Na sua apresentação, ela destacou que a escola é o ambiente ideal para a construção de conhecimentos relacionados à promoção da saúde, capaz de incentivar os alunos para uma vida mais saudável.

Miryam ainda trouxe para o público o histórico das ações conduzidas pelo Sistema CONFEF/CREFs para a garantia da disciplina em todas as etapas do Ensino Básico, Fundamental e Médio e falou um pouco sobre o lúdico na Educação Física Escolar. “A prática proporciona o estímulo ao raciocínio, a vivência de conflitos, a concentração, a participação, o prazer no aprendizado e também incorpora hábitos saudáveis na vida dos alunos”, destacou. Uma atividade prática – com música e balões – ainda envolveu todos os presentes durante a sua apresentação.

Ciclo 20 Anos Santa Cruz do Sul



Ciclo de Palestras CREF2/RS 20 Anos reúne 150 profissionais e estudantes em Passo Fundo
25/10/2019
Fonte: CREF2/RS

O Conselho promoveu na última terça-feira, dia 22 de outubro, a penúltima edição do Ciclo de Palestras CREF2/RS 20 Anos, dessa vez em Passo Fundo. A atividade, realizada na UPF, reuniu cerca de 150 participantes, entre profissionais registrados e acadêmicos do curso de Educação Física, para assistir às apresentações conduzidas por Ivan Bagnara (CREF 005610-G/RS) e Marcelo Curth (CREF 011605-G/RS), respectivamente nessa ordem.

Depois de uma breve fala inicial da conselheira Débora Garcia (CREF 002202-G/RS), o evento iniciou com a palestra “Desafios de legitimação da docência na Educação Física Escolar”, que foi dedicada para todos que atuam na Licenciatura. Pós-doutor em Educação nas Ciências, Ivan é professor do IFRS – Campus Erechim e abordou os desafios que envolvem a formação de professores e a docência na sua apresentação. Ele é um dos autores do livro “Educação Física Escolar: Política, Currículo e Didática” e atua como professor de Educação Física na Educação Básica há mais de 20 anos.

Na sequência, a palestra “Empreendedorismo e Modelagem de Negócios da Educação Física” apresentou um panorama do atual mercado de trabalho, os modelos de negócio existentes e as melhores oportunidades para quem quer empreender. Doutor em Administração pela Unisinos, Curth é docente nas áreas de marketing e Educação Física e sócio-proprietário da empresa de consultoria Educare. Durante a sua apresentação, ele frisou que apenas 5% das pessoas praticam atividade física regularmente e que este dado pode servir de base para o desenvolvimento de diversas ideias. “O empreendedorismo não precisa ser por necessidade, mas também pode ser por oportunidade. Há um espaço para cada modelo de negócio, não uma competição entre academias com propostas diferentes”, explicou.

Ciclo 20 Anos Passo Fundo



Ciclo de Palestras CREF2/RS 20 Anos reúne profissionais e estudantes em Uruguaiana
21/10/2019
Fonte: CREF2/RS

Na última sexta-feira, dia 18 de outubro, o Conselho promoveu mais uma edição do Ciclo de Palestras CREF2/RS 20 Anos, dessa vez em Uruguaiana. A atividade, realizada na Biblioteca Pública Municipal, reuniu cerca de 20 participantes, entre profissionais registrados e acadêmicos do curso de Educação Física, para assistir às apresentações conduzidas por Miryam Brauch (CREF 006834-G/RS) e Liège Gautério (CREF 017513-G/RS), respectivamente essa ordem.

Depois de uma breve fala inicial da conselheira Débora Garcia (CREF 002202-G/RS), o evento iniciou com a palestra “Educação Física escolar: importância e perspectivas”, que foi dedicada para todos que atuam na área da Licenciatura. Presidente da Comissão Educação Física Escolar do CREF2/RS, Miryam é uma das idealizadoras do Fórum de Mobilização pela Educação Física Escolar e atua há mais de 30 anos na rede estadual de ensino. Na sua apresentação, ela destacou que a escola é o ambiente ideal para a construção de conhecimentos relacionados à promoção da saúde, capaz de incentivar os alunos para uma vida mais saudável.

Miryam ainda trouxe para o público o histórico das ações conduzidas pelo Sistema CONFEF/CREFs para a garantia da disciplina em todas as etapas do Ensino Básico, Fundamental e Médio e falou um pouco sobre a importância do lúdico na Educação Física Escolar. “A prática proporciona o estímulo ao raciocínio, a vivência de conflitos, a concentração, a participação, o prazer no aprendizado e também incorpora hábitos saudáveis na vida dos alunos”, destacou.

A segunda palestra da noite, intitulada “Educação Física e alunos transplantados: um futuro próximo”, deu continuidade ao evento. Proprietária do L7 Centro de Treinamento e atuando com aulas de pilates, treinamento funcional e musculação, Liège é transplantada de pulmão e bicampeã de atletismo nos Jogos Mundiais para Transplantados. Na sua apresentação, além de explicar todo os procedimentos que envolvem o transplante de um órgão, ela também falou um pouco mais sobre a sua trajetória, desde a descoberta da sua doença pulmonar até as medalhas conquistadas na última edição dos Jogos Mundiais para Transplantados, realizada na Inglaterra em agosto de 2019.

Abrindo um bom espaço para os questionamentos da plateia, principalmente a respeito da sua vivência em competições internacionais, Liège ainda mostrou um vídeo sobre a doação de órgãos e destacou que somente 1% das pessoas que morrem podem ser doadoras. “Além desse número ser baixíssimo, ainda enfrentamos uma certa residência. Somente 40% dos transplantes possíveis efetivamente ocorrem, já que em 60% dos casos a família não concorda com a doação”, explicou.

O Ciclo de Palestras CREF2/RS 20 Anos ainda terá edições em Passo Fundo e Santa Cruz do Sul. Mais informações na página principal do nosso site.

Ciclo 20 Anos Uruguaiana



CREF2/RS promove quinta edição do Ciclo de Palestras de 20 anos em Passo Fundo
11/10/2019
Fonte: CREF2/RS

Em comemoração ao seu aniversário de 20 anos, o CREF2/RS está realizando um ciclo de palestras em diversas cidades do Rio Grande do Sul. A quinta edição da atividade ocorrerá em Passo Fundo, no dia 22 de outubro, e vai abordar os temas “Desafios de legitimação da docência na Educação Física Escolar”, em uma apresentação ministrada por Ivan Bagnara (CREF 005610-G/RS); e “Empreendedorismo e modelagem de negócios na Educação Física”, uma palestra conduzida por Marcelo Curth (CREF 011605-G/RS).

Com entrada gratuita para profissionais registrados e acadêmicos do curso de Educação Física, esta nova etapa do Ciclo de Palestras CREF2/RS 20 Anos vai ser realizada no auditório da Faculdade de Odontologia da UPF, das 19h20min às 22h. O evento terá a emissão de certificado online aos participantes e as inscrições podem ser feitas neste link ou diretamente no local.

Pós-doutor em Educação nas Ciências, Ivan é professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Sul (IFRS) – Campus Erechim. É membro do Colégio Brasileiro de Ciências do Esporte, participando do GTT Formação Profissional e Mundo do Trabalho e do GTT Escola. Tem experiência em temas ligados aos desafios da formação de professores e da docência. É um dos autores do livro “Educação Física Escolar: Política, Currículo e Didática” e atua como professor de Educação Física na Educação Básica há mais de 20 anos.

Já Marcelo é doutor em Administração pela Unisinos e docente em nível de graduação e pós-graduação nas áreas de marketing e Educação Física, com passagem por diversas instituições do ensino no Rio Grande do Sul, como Feevale e UniRitter. Os seus temas de interesse são comportamento do consumidor e marketing de relacionamento. É sócio-proprietário da Educare – Educação e Negócios, empresa especializada em consultorias em estratégias de marketing para micro e pequenas empresas.

Ciclo de Palestras 20 Anos CREF2/RS – Passo Fundo
Data e horário: 22 de outubro, terça-feira, das 19h20min às 22h
Local: Auditório da Faculdade de Odontologia – UPF
Endereço: Rodovia BR-285, Km 292, s/nº – São José
Inscrições gratuitas por aqui ou diretamente no local

Ciclo 20 Anos Passo Fundo



Ciclo de Palestras CREF2/RS 20 Anos reúne profissionais e estudantes em Pelotas
10/10/2019
Fonte: CREF2/RS

Na última terça-feira, dia 8 de outubro, o Conselho promoveu a segunda edição do Ciclo de Palestras CREF2/RS 20 Anos, em Pelotas. A atividade, realizada na ESEF/UFPel, reuniu cerca de 60 participantes, entre profissionais registrados e estudantes, para assistir às apresentações conduzidas por Marcelo Curth (CREF 011605-G/RS) e Felipe Machado (CREF 008513-G/RS).

A abertura do Ciclo em Pelotas foi feita pelo conselheiro do CREF2/RS e diretor da ESEF/UFPel Eduardo Merino (CREF 004493-G/RS), que saudou os presentes e salientou a importância do Conselho para o crescimento de toda a profissão. Na sequência, Curth ministrou a palestra “Empreendedorismo e Modelagem de Negócios da Educação Física”, em que apresentou um panorama do atual mercado de trabalho, os modelos de negócio existentes e as melhores oportunidades para quem quer empreender.

Doutor em Administração pela Unisinos, Curth é docente em nível de graduação e pós-graduação nas áreas de marketing e Educação Física e sócio-proprietário da Educare – Educação e Negócios, empresa especializada em consultorias em estratégias de marketing para pequenas empresas. Durante a sua apresentação, ele frisou que apenas 5% das pessoas praticam atividade física regularmente e que este dado pode servir de base para o desenvolvimento de diversas ideias. “O empreendedorismo não precisa ser apenas por necessidade, mas pode ser também por oportunidade. Há um espaço para cada modelo de negócio, não uma competição entre academias boutique e academias low cost”, explicou.

O segundo momento do evento teve a palestra “Motiva-Ação! Atitudes Empreendedoras unindo Propósito com Resultado”, ministrada por Machado. Mestre em Administração pela UFRGS, consultor e executive coach certificado pela Agência Nacional de Coaching e pelo Instituto Brasileiro de Coaching, ele falou sobre as mais recentes inovações no mundo dos negócios, vinculadas ao conceito de gestão 4.0, e sobre a importância dos profissionais adotarem uma postura de liderança dentro de suas carreiras.

Sócio-diretor da Mentori – Desenvolvendo Pessoas e Negócios, Machado também apresentou exemplos de academias e de profissionais que adotaram uma gestão correta de carreira e de ações de marketing digital que se mostraram extremamente eficazes. “Na Educação Física, assim como em qualquer outra área, é importante que os profissionais desempenhem o papel de um agente de transformação digital, sempre atento ao que as novas tecnologias podem agregar aos seus clientes. A boa comunicação e o domínio do processo de venda são essenciais nesse processo”, considerou.

O Ciclo de Palestras CREF2/RS 20 Anos ainda terá edições em Uruguaiana, Passo Fundo e Santa Cruz do Sul. As informações estão disponíveis neste link.

Ciclo 20 Anos Pelotas



Conselho realiza sexta edição do Ciclo de Palestras CREF2/RS 20 Anos em Santa Cruz do Sul
02/10/2019
Fonte: CREF2/RS

Em comemoração ao seu aniversário de 20 anos, o CREF2/RS está realizando um ciclo de palestras em diversas cidades do Rio Grande do Sul. A sexta edição da atividade ocorrerá em Santa Cruz do Sul, no dia 23 de outubro, e vai abordar os temas “Educação Física e alunos transplantados: um futuro próximo”, em uma apresentação ministrada por Liège Gautério (CREF 017513-G/RS ); e “Educação Física escolar: importância e perspectivas”, numa palestra conduzida por Miryam Brauch (CREF CREF 006834-G/RS).

Com entrada gratuita para profissionais registrados e acadêmicos do curso de Educação Física, esta nova etapa do Ciclo de Palestras CREF2/RS 20 Anos vai ser realizada no Anfiteatro (Bloco 18 - Térreo) da Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC), das 19h às 21h45min. O evento terá a emissão de certificado online aos participantes e as inscrições já podem ser feitas neste link.

Graduada em Educação Física, Biologia e Fonoaudiologia, Liège Gautério é proprietária do L7 Centro de Treinamento, em Porto Alegre, e ministra aulas de pilates, treinamento funcional e de musculação. Transplantada de pulmão, é atleta de corrida e bicampeã de atletismo nos Jogos Mundiais para Transplantados, com sete medalhas conquistadas em competições realizadas no exterior, em 2017, 2018 e 2019.

Já Miryam é presidente da Comissão de Educação Física Escolar do CREF2/RS e uma das idealizadoras do Fórum de Mobilização pela Educação Física Escolar, promovido pelo Conselho há oito anos. Pós-graduada em Educação Física Escolar, Administração Escolar e Docência no Ensino Superior, atua na rede estadual de ensino e tem diversos artigos publicados, além de ser criadora da atividade “Biodança na Escola”.

Ciclo de Palestras 20 Anos CREF2/RS – Santa Cruz do Sul
Data e horário: 23 de outubro, quarta-feira, das 19h às 21h45min
Local: Auditório (Bloco 18 - Térreo) – UNISC
Endereço: Avenida Independência, 2293 – Universitário
Inscrições gratuitas por neste link ou diretamente no local

Ciclo 20 Anos Santa Cruz do Sul



Ciclo de Palestras CREF2/RS 20 Anos reúne cerca de 90 participantes em Santa Maria
02/10/2019
Fonte: CREF2/RS

Na manhã de ontem, dia 1º de outubro, o Conselho promoveu a segunda edição do Ciclo de Palestras CREF2/RS 20 Anos, em Santa Maria. A atividade, realizada na Faculdade Metodista Centenário, reuniu cerca de 90 participantes, entre profissionais registrados e estudantes, para assistir às apresentações conduzidas por Mariângela Afonso (CREF 008426-G/RS) e Fabrício Boscolo (CREF 028184-G/RS).

Depois de uma breve fala do conselheiro Clery de Lima (CREF 000297-G/RS), o evento iniciou com a palestra “Educação Física: Perspectiva e Formação de Professores”. Pós-doutora em Educação Física pela UFRGS, Mariângela é professora da ESEF/UFPel, além de autora de diversos artigos sobre temas ligados às mudanças e perspectivas do ensino, formação de professores e atividade física na escola. Na sua apresentação, ela falou sobre a carreira docente, atrelada à importância da formação continuada, e sobre as dificuldades enfrentadas por quem é professor.

Trazendo exemplos de iniciativas da UFPel, como o projeto de extensão “Ressignificando a Educação Física na Escola”, Mariângela destacou que as condições salariais precárias, assim como as recentes determinações que envolvem a Base Nacional Comum Curricular, podem fazer que o papel do professor de Educação Física perca sentidos e significados. “A saída que temos é nos diversificar enquanto profissionais, buscando capacitações e a renovação da nossa própria função. A aquisição de conhecimento é fundamental para que possamos defender a Educação Física na escola”, frisou.

A segunda palestra do evento, intitulada “Treinamento Intervalo de Alta Intensidade: Método de Treino, Limitações e Potencialidades”, foi dedicada a todos que atuam na área do Bacharelado. Doutor em Educação Física pela UNICAMP, professor da ESEF/UFPel e integrante do grupo de pesquisa em treinamento desportivo e desempenho físico da universidade, Fabrício é autor de diversas publicações sobre estes assuntos e membro do National Strenght and Conditioning Association e do American College of Sports Medicine. Na sua palestra, ele destacou que existem diferentes tipos de treinamento intervalado de alta intensidade e identificou todos os mitos que envolvem o HIIT.

Mostrando que o treinamento intervalo de alta intensidade existe desde os anos 20, mas que se tornou uma forte tendência no mundo fitness há pouquíssimo tempo, Fabrício também salientou que os profissionais de Educação Física precisam dominar profundamente as suas características e particularidades, para a sua correta aplicação. “O HIIT não é uma novidade científica, como muitos acham, e não é mal tolerado por sedentários. Como existem diferentes tipos de HITT, a prescrição do treinamento precisa ser baseada em parâmetros individuais, com a duração, intensidade e recuperação embasadas sempre em dados científicos”, explicou.

O Ciclo de Palestras CREF2/RS 20 Anos ainda terá edições em Uruguaiana, Pelotas, Passo Fundo e Santa Cruz do Sul. As informações estão disponíveis neste link.

Ciclo 20 Anos Santa Maria



Conselho realiza quarta edição do Ciclo de Palestras CREF2/RS 20 Anos em Uruguaiana
25/09/2019
Fonte: CREF2/RS

Em comemoração ao seu aniversário de 20 anos, o CREF2/RS está realizando um ciclo de palestras em diversas cidades do Rio Grande do Sul. A quarta edição da atividade ocorrerá em Uruguaiana, no dia 18 de outubro, e vai abordar os temas “Educação Física e alunos transplantados: um futuro próximo”, em uma apresentação ministrada por Liège Gautério (CREF 017513-G/RS ); e “Educação Física escolar: importância e perspectivas”, na palestra conduzida por Miryam Brauch (CREF CREF 006834-G/RS).

Com entrada gratuita para profissionais registrados e acadêmicos do curso de Educação Física, esta nova etapa do Ciclo de Palestras 20 Anos CREF2/RS vai ser realizada na Biblioteca Pública Municipal de Uruguaiana, das 17h30min às 20h45min. O evento terá a emissão de certificado online aos participantes e as inscrições já podem ser feitas neste link. As outras cidades que ainda vão receber o evento são Santa Maria, Pelotas, Santa Cruz do Sul e Passo Fundo.

Graduada em Educação Física, Biologia e Fonoaudiologia, Liège Gautério é proprietária do L7 Centro de Treinamento, em Porto Alegre, e ministra aulas de pilates, treinamento funcional e de musculação. Transplantada de pulmão, é atleta de corrida e bicampeã de atletismo nos Jogos Mundiais para Transplantados, com sete medalhas conquistadas em competições realizadas no exterior, em 2017, 2018 e 2019.

Já Miryam é presidente da Comissão de Educação Física Escolar do CREF2/RS e uma das idealizadoras do Fórum de Mobilização pela Educação Física Escolar, promovido pelo Conselho há oito anos. Pós-graduada em Educação Física Escolar, Administração Escolar e Docência no Ensino Superior, atua na rede estadual de ensino e tem diversos artigos publicados, além de ser criadora da atividade “Biodança na Escola”.

Ciclo de Palestras 20 Anos CREF2/RS – Uruguaiana
Data e horário: 18 de outubro, sexta-feira, a partir das 17h30
Local: Biblioteca Pública Municipal de Uruguaiana
Endereço: Rua Santana, s/nº – Centro
Inscrições gratuitas por aqui ou diretamente no local

Ciclo 20 Anos Uruguaiana



Ciclo de Palestras CREF2/RS 20 Anos ocorre em Pelotas no próximo mês
19/09/2019
Fonte: CREF2/RS

Em comemoração ao seu aniversário de 20 anos, o CREF2/RS está realizando um ciclo de palestras em diversas cidades do Rio Grande do Sul. A terceira edição da atividade ocorrerá em Pelotas, no dia 8 de outubro, e vai abordar os temas “Empreendedorismo e modelagem de negócios na Educação Física”, em uma apresentação ministrada por Marcelo Curth (CREF 011605-G/RS); e “Motiva-Ação! Atitudes empreendedoras unindo propósito com resultado”, na palestra conduzida por Felipe Machado (CREF 008513-G/RS).

Com entrada gratuita para profissionais registrados e acadêmicos do curso de Educação Física, esta nova etapa do Ciclo de Palestras 20 Anos CREF2/RS vai ser realizada na UFPel/ESEF, das 19h às 21h45min. O evento terá a emissão de certificado online aos participantes e as inscrições já podem ser feitas neste link. As outras cidades que ainda vão receber o evento são Uruguaiana, Passo Fundo, Santa Maria e Santa Cruz do Sul.

Doutor em Administração pela Unisinos, Marcelo é docente em nível de graduação e pós-graduação nas áreas de marketing e Educação Física. Os seus temas de interesse são comportamento do consumidor e marketing de relacionamento. É sócio-proprietário da Educare – Educação e Negócios, empresa especializada em consultorias em estratégias de marketing para micro e pequenas empresas.

Já Felipe Mestre é mestre em Administração pela UFRGS, consultor e professor universitário nas áreas de gestão e desenvolvimento de pessoas. Educador empresarial, é leader & executive coach, certificado pela Agência Nacional de Coaching e pelo Instituto Brasileiro de Coaching. Sócio-diretor da Mentori – Desenvolvendo Pessoas e Negócios, também tem experiência nas áreas de gestão de carreira, empreendedorismo e marketing de serviços em academias.

Ciclo de Palestras 20 Anos CREF2/RS – Pelotas
Data e horário: 8 de outubro, terça-feira, a partir das 19h
Local: UFPel - ESEF
Endereço: Rua Luís de Camões, 625 – Três Vendas
Inscrições gratuitas por aqui ou diretamente no local

Ciclo 20 Anos Pelotas



Conselho leva Ciclo de Palestras CREF2/RS 20 Anos para Santa Maria em outubro
18/09/2019
Fonte: CREF2/RS

Em comemoração aos seus 20 anos, o CREF2/RS está realizando um ciclo de palestras em diversas cidades do Rio Grande do Sul. A segunda edição da atividade ocorrerá em Santa Maria, no dia 1º de outubro, e vai abordar os temas “Educação Física: perspectivas e formação de professores”, em uma apresentação ministrada por Mariangela Afonso (CREF 008426-G/RS); e “Treinamento Intervalado de Alta Intensidade: método de treino, limitações e potencialidades”, na palestra conduzida por Fabrício Boscolo (CREF 028184-G/RS).

Com entrada gratuita para profissionais registrados e acadêmicos do curso de Educação Física, esta nova etapa do Ciclo de Palestras 20 Anos CREF2/RS vai ser realizada na Faculdade Metodista Centenário (FMC), das 9h às 12h15min. O evento terá a emissão de certificado online aos participantes e as inscrições já podem ser feitas neste link. As outras cidades que vão receber o evento são Uruguaiana, Passo Fundo, Pelotas e Santa Cruz do Sul.

Pós-doutora em Educação Física pela UFRGS, Mariangela é professora da Escola de Educação Física da UFPel e tutora do Programa Educação Tutorial (PET) da universidade. Tem experiência na área da Educação, atuando diretamente em temas ligados à mudanças e perspectivas do ensino, formação de professores e atividade física na escola. De 2014 a 2017, foi coordenadora do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID). É autora de diversos artigos científicos sobre estes assuntos.

Já Fabrício é doutor em Educação Física pela UNICAMP, professor da Escola de Educação Física da UFPel e integrante do grupo de pesquisa em treinamento desportivo e desempenho físico da universidade, com ênfase em artes marciais e esportes de combate, avaliação física, métodos para atidão física e treinamento intervalado de alta intensidade. É autor de diversas publicações sobre estes temas e membro do National Strenght and Conditioning Association e do American College of Sports Medicine.

Ciclo de Palestras 20 Anos CREF2/RS – Santa Maria
Data e horário: 1º de outubro, terça-feira, das 9h às 12h15min
Local: Faculdade Metodista Centenário – Auditório FMC
Endereço: Rua Dr. Turi, 2003 – Centro
Inscrições gratuitas por aqui ou diretamente no local

Ciclo 20 Anos Santa Maria



Ciclo de Palestras CREF2/RS 20 Anos reúne 100 participantes em Porto Alegre
11/09/2019
Fonte: CREF2/RS

Na última terça-feira, dia 10 de setembro, o Conselho promoveu a primeira edição do Ciclo de Palestras CREF2/RS 20 Anos, em Porto Alegre. A atividade, realizada na Fadergs, reuniu cerca de 100 participantes, entre profissionais registrados e acadêmicos do curso de Educação Física, para assistir às apresentações conduzidas por Liège Gautério (CREF 017513-G/RS) e Miryam Brauch (CREF 006834-G/RS).

Depois de uma breve fala inicial do presidente José Edgar Meurer (CREF 001953-G/RS), o evento iniciou com a palestra “Educação Física e alunos transplantados: um futuro próximo”. Proprietária do L7 Centro de Treinamento e atuando com aulas de pilates, treinamento funcional e musculação, Liège é transplantada de pulmão e bicampeã de atletismo nos Jogos Mundiais para Transplantados. Na sua apresentação, além de explicar todo os procedimentos que envolvem o transplante de um órgão, ela também falou um pouco mais sobre a sua trajetória, desde a descoberta da sua doença pulmonar, até a medalha conquistada na última edição dos Jogos Mundiais para Transplantados, realizada na Inglaterra em agosto de 2019.

Abrindo um bom espaço para os questionamentos da plateia, principalmente a respeito da sua vivência em competições internacionais, Liège ainda mostrou dois vídeos sobre a doação de órgãos e destacou que somente 1% das pessoas que morrem podem ser doadoras. “Além desse número ser baixíssimo, ainda enfrentamos uma certa residência. Somente 40% dos transplantes possíveis efetivamente ocorrem, já que em 60% dos casos a família não concorda com a doação”, explicou.

A segunda palestra da noite, intitulada “Educação Física escolar: importância e perspectivas”, foi dedicada para todos que atuam na área da Licenciatura. Presidente da Comissão Educação Física Escolar do CREF2/RS, Miryam é uma das idealizadoras do Fórum de Mobilização pela Educação Física Escolar e atua há mais de 30 anos na rede estadual de ensino. Na sua apresentação, ela destacou que a escola é o ambiente ideal para a construção de conhecimentos relacionados à promoção da saúde, capaz de incentivar os alunos para uma vida mais saudável.

Com quatro dinâmicas que envolveram todos os presentes, em que foram utilizados balões, bolas de tênis e música, Miryam ainda trouxe para o público um pouco da parte lúdica da Educação Física Escolar. “A prática, como as atividades que experimentamos aqui, proporciona o estímulo ao raciocínio, a vivência de conflitos, a concentração, a participação, o prazer no aprendizado e também incorpora hábitos saudáveis na vida dos alunos”, destacou.

O Ciclo de Palestras CREF2/RS 20 Anos ainda terá edições em Santa Maria, Uruguaiana, Pelotas, Santa Cruz do Sul e Passo Fundo. Mais informações serão divulgadas em breve.

Ciclo de Palestras 20 Anos Porto Alegre



CREF2/RS realiza ciclo de palestras em Porto Alegre na próxima terça-feira
06/09/2019
Fonte: CREF2/RS

Em comemoração aos seus 20 anos, o CREF2/RS vai iniciar em Porto Alegre, na próxima terça-feira, dia 10 de setembro, um novo ciclo de palestras. O evento, com entrada gratuita para profissionais registrados e estudantes, contará com as apresentações “Educação Física e alunos transplantados: um futuro próximo”, ministrada por Liège Gautério (CREF 017513-G/RS); e “Educação Física escolar: importância e perspectivas”, conduzida por Miryam Brauch (CREF 006834-G/RS).

Na capital, o Ciclo de Palestras 20 Anos CREF2/RS será realizado na Fadergs, das 19h às 21h45min. O evento vai ter a emissão de certificado online aos participantes e as inscrições ainda podem ser feitas por este link.

Liège é proprietária do L7 Centro de Treinamento, em Porto Alegre, e ministra aulas de pilates, de treinamento funcional e de musculação. Transplantada de pulmão, é atleta de corrida e bicampeã de atletismo nos Jogos Mundiais para Transplantados, com sete medalhas conquistadas em competições realizadas na Europa, em 2017, 2018 e 2019.

Presidente da Comissão de Educação Física Escolar do CREF2/RS, Miryam é uma das idealizadoras do Fórum de Mobilização pela Educação Física Escolar. Pós-graduada em Educação Física Escolar, Administração Escolar e Docência no Ensino Superior, atua na rede estadual de ensino e tem diversos artigos publicados sobre a área. É criadora da atividade “Biodança na Escola”.

Ciclo de Palestras 20 Anos CREF2/RS – Porto Alegre
Data e horário: 10 de setembro, terça-feira, das 19h às 21h45min
Local: Fadergs – Auditório Erico Verissimo
Endereço: Rua Riachuelo, 1257 – Centro
Inscrições gratuitas por aqui ou diretamente no local

Ciclo de Palestras 20 Anos Porto Alegre



CREF2/RS divulga finalistas do Troféu Destaque 2019
21/08/2019
Fonte: CREF2/RS

Na manhã desta quarta-feira, dia 21 de agosto, o CREF2/RS divulgou os nomes de todos os finalistas do Troféu Destaque 2019. O prêmio, criado pelo Conselho como forma de comemorar o Dia do Profissional de Educação Física, terá a sua cerimônia de entrega realizada no dia 31 de agosto, no Grêmio Náutico União.

Divididos em quatro categorias, os finalistas listados abaixo, em ordem alfabética, foram escolhidos pelos profissionais registrados, que puderam indicar os seus favoritos por meio de uma votação aberta no site do Conselho, durante o último mês de julho. Outras duas categorias – Personalidade e Mérito da Educação Física – terão os seus ganhadores eleitos diretamente pela Plenária. Todos os vencedores do Troféu Destaque serão conhecidos somente no dia 31 de agosto.

As empresas que estão completando dez anos de registro ininterrupto, em 2019, também serão homenageadas na cerimônia. Confira os finalistas:

Categoria Profissional – Atuação Bacharelado:

Camilla Padilha da Silva Dutra (CREF 025641-G/RS)
Graduada em Educação Física pela Faculdade Sogipa, é criadora do método de treinamento Generation System e sócia-proprietária da Kangoo Top Team, empresa especializada em kangoo jumps. Atua em academias de Porto Alegre.

Roberta Anselmo Borges (CREF 007239-G/RS)
Graduada em Educação Física pela UFPel e pós-graduada em marketing esportivo e academias de ginástica, é proprietária da Academia VO2 Beta, em Pelotas, há 18 anos. Atua na área fitness com aulas de jump, step, local e é uma das referências em todo o Estado nas modalidades kangoo jumps, board fitness e HUGS 7.

Tiago Barrionuevo Proença (CREF 012034-G/RS)
Graduado em Educação Física pelo IPA, é proprietário da BPro – Treinamento Físico Funcional, em Porto Alegre. É um dos precursores da modalidade no Rio Grande do Sul e também ministra diversos cursos sobre o assunto no Brasil e no exterior.

Categoria Profissional – Atuação Licenciatura:

Anelise Reis Gaya (CREF 024009-G/RS)
Graduada em Educação Física pelo IPA, tem doutorado pela Universidade do Porto, em Portugal. Atualmente é docente da ESEFID da UFRGS e professora do Programa de Pós-graduação em Ciências do Movimento Humano. É coordenadora do Projeto Esporte Brasil e atua em várias iniciativas relacionadas à promoção da saúde nas aulas de Educação Física Escolar.

Fabiani Dias da Silveira (CREF 002949-G/RS)
Graduado em Educação Física pelo IPA, tem mais de 30 anos de experiência na Educação Física Escolar e atualmente é professor do Colégio Sinodal do Salvador, de Porto Alegre. Em Novo Hamburgo, atua também em um projeto social que fomenta o handebol em escolas municipais, formando equipes para participar de diversos campeonatos. Foi professor substituto da cadeira de handebol da ESEFID/UFRGS, de 2011 a 2012 e é o criador de um projeto de intercâmbio técnico e cultural de handebol entre o Brasil e a Áustria.

Josiane Margarete de Araújo Fassini (CREF 013909-G/RS)
Graduada em Educação Física pela Ulbra Canoas e pós-graduada pela UFRGS em Mídias e Educação, é professora da Escola Municipal Miguel Couto, em Nova Santa Rita. Atua com a inclusão através do projeto “Educação Física Inclusiva na EJA”, com atividades desportivas adaptadas, como goalball e vôlei sentado. É também coordenadora do projeto “A Escola da Universidade”, em parceria com o curso de Educação Física da Ulbra.

Categoria Profissional – Atuação Projeto Social:

Evandir Ricardo Viegas Ferraz (CREF 008382-P/RS)
Conhecido pelo nome artístico Mike Júnior, é professor de street dance no Ballet Gutierres, em Porto Alegre. Pioneiro em adotar e explorar a cultura hip hop em suas aulas, há 15 anos desenvolve um projeto social no Centro Comunitário da Vila Orfanotrófio, na zona sul de Porto Alegre, aproximando crianças carentes da dança. É idealizador da modalidade hip hop fitness e instrutor de step nas academias Movere Fitness, HF Personal Training e Fit Academia.

Rosani Oliveira Franco (CREF 005930-G/RS)
Graduada em Educação Física pelo IPA, é coordenadora do Instituto Tênis – Núcleo Porto Alegre. O projeto, que já atendeu quatro mil crianças, tem o objetivo de desenvolver o tênis e de transformar o Brasil numa potência do esporte nos próximos 20 anos, oferecendo a modalidade gratuitamente para crianças de escolas municipais e estaduais, que dificilmente teriam acesso, através de aulas regulares de Educação Física e com atividades em parques públicos.

Tânia Beatriz Rodrigues da Silva (CREF 027013-G/RS)
Graduada em Educação Física pela Universidade La Salle, atua no SESI/FIERGS como monitora de esportes. Há 14 anos também é voluntária na Associação dos Amigos do Centro Olímpico Municipal (AACOM), em parceria com a Prefeitura Municipal de Canoas, ministrando aulas de fitness e de ritmos.

Categoria Pessoa Jurídica:

Fazendo Onda (CREF 001345-PJ/RS)
Em atividade desde 2002, a Fazendo Onda é uma escola de natação e academia de Igrejinha. Além de aulas de natação, hidroginástica e caminhada aquática, também desenvolve projetos de emagrecimento para grupos de pessoas com IMC acima da faixa “Obesidade 1”, com duração de seis meses e prêmios para os melhores resultados. Em quatro etapas realizadas até o momento, ajudou a eliminar mais de 620kg somente através da atividade física.

Fit Academia (CREF 002825-PJ/RS)
Em atividade desde 2014, a Fit Academia é de Porto Alegre e conhecida pelo seu ambiente familiar. Oferece diversas atividades aos seus alunos, como grupo de corrida, treinamento funcional e yoga. Como diferenciais tem o Circuito 60+, dedicado ao público da terceira idade, e cumpre todas as normas de acessibilidade, como rampas de acesso para cadeirantes, banheiro adaptado no térreo e elevador interno.

Sublime Academia (CREF 001162-PJ/RS)
Em atividade desde 2008, a Sublime Academia é de Santa Cruz do Sul e busca contribuir para o equilíbrio físico e mental dos seus alunos, com um ambiente agradável e acolhedor. Conta com uma ampla estrutura, totalmente climatizada, com diversas opções de atividades, como pilates, treinamento funcional, musculação e outras tantas aulas coletivas, ministradas por profissionais altamente qualificados e comprometidos.

Troféu Destaque



CREF2/RS inicia comemoração de 20 anos com ciclo de palestras em Porto Alegre
20/08/2019
Fonte: CREF2/RS

Em comemoração aos seus 20 anos, o CREF2/RS vai realizar, no segundo semestre de 2019, um ciclo de palestras em diversas cidades do Rio Grande do Sul. A primeira edição da atividade ocorrerá na em Porto Alegre, no dia 10 de setembro, e vai contar com as palestras “Educação Física e alunos transplantados: um futuro próximo”, ministrada por Liège Gautério (CREF 017513-G/RS); e “Educação Física escolar: importância e perspectivas”, conduzida por Miryam Brauch (CREF 006834-G/RS).

Com entrada gratuita para profissionais registrados e acadêmicos do curso de Educação Física, a primeira etapa do Ciclo de Palestras 20 Anos CREF2/RS vai ser realizado na Fadergs, das 19h às 21h45min. O evento terá a emissão de certificado online aos participantes e as inscrições já podem ser feitas neste link. As outras cidades que vão receber o evento são Uruguaiana, Passo Fundo, Pelotas, Lajeado e Santa Maria.

Liège é proprietária do L7 Centro de Treinamento, na capital, e ministra aulas de pilates, de treinamento funcional e de musculação. Transplantada de pulmão, é atleta de corrida e bicampeã de atletismo nos Jogos Mundiais para Transplantados, com cinco medalhas conquistadas em competições realizadas na Europa, em 2017 e 2018.

Presidente da Comissão de Educação Física Escolar do CREF2/RS, Miryam é uma das idealizadoras do Fórum de Mobilização pela Educação Física Escolar. Pós-graduada em Educação Física Escolar, Administração Escolar e Docência no Ensino Superior, atua na rede estadual de ensino e tem diversos artigos publicados sobre a área. É criadora da atividade “Biodança na Escola” e já ministrou cursos sobre inclusão escolar em diversas cidades.

Ciclo de Palestras 20 Anos CREF2/RS – Porto Alegre
Data e horário: 10 de setembro, terça-feira, das 19h às 21h45min
Local: Fadergs – Auditório Erico Verissimo
Endereço: Rua Riachuelo, 1257 – Centro
Inscrições gratuitas por aqui ou diretamente no local

Ciclo de Palestras 20 Anos Porto Alegre



Câmara Técnica de Corrida de Rua discute ações para 2019
26/07/2019
Fonte: CREF2/RS

A Câmara Técnica de Corrida de Rua reuniu-se na sede do CREF2/RS na última quinta-feira, dia 25 de julho. A pauta iniciou com uma atualização sobre os preparativos do Guia de Trail Run, que será editado pela Câmara. Outro tema discutido foi a possibilidade da realização de um evento que envolva corrida ou trail run em comemoração aos 20 anos Conselho e ao Dia do Profissional de Educação Física. Além destes pontos, também foi ressaltada a importância da aproximação da Câmara com os instrutores de caminhada nórdica do Estado.

Participaram da reunião a presidente da Câmara Técnica de Corrida de Rua Cláudia Lucchese (CREF 002358-G/RS), Kátia Ferreira (CREF 014403-G/RS), Rodrigo dos Santos (CREF 007110-G/RS) e Eduardo Remião (CREF 001855-G/RS), além de acadêmicos e outros membros de equipes de corrida de rua de Porto Alegre.

Câmara Técnica de Corrida de Rua



Troféu Destaque 2018 é capa da nova edição da CREF2/RS em Revista
17/12/2018
Fonte: CREF2/RS

A nova CREF2/RS em Revista, que teve a sua edição digital lançada hoje, dia 17 de dezembro, faz uma retrospectiva dos eventos que o Conselho realizou no segundo semestre de 2018. Com o Troféu Destaque na capa e um breve perfil de todos os vencedores do prêmio, a publicação também conta como foi o Ciclo de Palestras 20 Anos de Regulamentação da Profissão de Educação Física, realizado no interior, e quem são os novos conselheiros que foram eleitos em setembro, para o mandato 2018-2024.

Além destas matérias, a nova revista também traz um artigo sobre o atendimento na Educação Física do Rio Grande do Sul, de autoria de Alexandre Balbinot (CREF 013075-G/RS) e o perfil de Fabiano Bartmann (CREF 0009798-G/RS), professor do curso de Educação Física da Sogipa e campeão gaúcho de stand up paddle.

Você também pode acessar a edição online da nossa publicação diretamente pela plataforma Issuu, cujo aplicativo gratuito está disponível para download em tablets e em smartphones. A revista impressa é enviada para todas as Pessoas Jurídicas registradas e para os profissionais que solicitarem recebê-la. Os pedidos devem ser feitos pelo e-mail contato@crefrs.org.br.

revista



CREF2/RS faz em Pelotas última palestra do ciclo “20 Anos da Regulamentação da Profissão de Educação Física”
22/10/2018
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS esteve em Pelotas na última quarta-feira, dia 17 de outubro, para realizar o terceiro e último encontro do Ciclo de Palestras “20 Anos de Regulamentação da Profissão de Educação Física”. O evento, que ocorreu na Escola de Educação Física da UFPel, reuniu cerca de 30 participantes, entre profissionais e estudantes. A atividade teve apresentações conduzidas por Samuel de Almeida (CREF 013510-G/RS), membro da Comissão de Orientação e Fiscalização (COF) do CREF2/RS; e por Leandro Leal (CREF 008113-G/RS), criador do Total Body Test e personal trainer.

A abertura do evento, feita pela presidente Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), destacou o sucesso do Ciclo, que também visitou Santa Maria e Caxias do Sul, e os grandes avanços conquistados pela Educação Física após a assinatura da Lei 9.696/98. O conselheiro Clery de Lima (CREF 000297-G/RS) foi o mestre de cerimônias do Ciclo em Pelotas e Carmen ainda mostrou aos presentes o novo vídeo institucional do CREF2/RS.

Na sequência, Almeida ministrou a palestra “Orientação e Fiscalização do Exercício Profissional da Educação Física”. Ele apresentou uma linha do tempo sobre a regulamentação e destacou quais são as atribuições do Sistema CONFEF/CREFs. O “Conselho é o órgão regulamentador e fiscalizador do exercício profissional, defendendo a sociedade e zelando pela qualidade dos serviços prestados”, comentou o membro da COF. “O nosso trabalho, especificamente dentro da Comissão, é elaborar as instruções para as ações de fiscalização e determinar as atividades em todo o Estado”, complementou. Samuel ainda explicou aos presentes como é o dia a dia dos agentes fiscais e o que pode acontecer em casos de infrações.

Por fim, a segunda palestra da noite, intitulada “A Importância da Avaliação Física nas Academias, Empresas e Escolas” foi ministrada por Leal e trouxe para o debate um assunto de grande importância para aqueles que atuam na área, sobretudo no mercado fitness. “A oferta da avaliação física, etapa em que percebemos com maior clareza o que podemos fazer com cada pessoa, é o que sempre diferencia a boa academia dos estabelecimentos comuns”, declarou. Na sua fala, o palestrante também salientou como os profissionais podem usar a avaliação física – antes, durante e depois do programa de treinamento – e como ela também pode ser implementada em outros locais, como empresas e escolas. “A avaliação faz o aluno adquirir autoconhecimento e também se torna um instrumento de fidelização, pois a melhora no desempenho destas pessoas se torna mensurável e perceptível, principalmente para eles mesmos”, analisou.

Eventos Pelotas



CREF2/RS realiza amanhã em Pelotas a última palestra sobre os 20 anos da regulamentação
16/10/2018
Fonte: CREF2/RS

O ano de 2018 marcou as duas décadas da Lei 9.696/98, que regulamentou a profissão de Educação Física. Para celebrar a data, o CREF2/RS vem realizando o Ciclo de Palestras “20 Anos de Regulamentação da Profissão de Educação Física”, em cidades do interior. Amanhã, dia 17 de outubro, Pelotas sediará o terceiro e último encontro do Ciclo, encerrando as comemorações de uma das mais importantes conquistas da área.

O evento, que já visitou Santa Maria e Caxias do Sul, vai ser realizado na Escola de Educação Física da UFPel, a partir das 19h, e contará com duas palestras. A primeira, chamada “Orientação e Fiscalização do Exercício Profissional da Educação Física”, será conduzida pelo membro da Comissão de Fiscalização e Orientação do CREF2/RS Samuel de Almeida (CREF 013510-G/RS). Já a segunda, com o tema “A Importância da Avaliação Física nas Academias, Empresas e Escolas”, vai ser ministrada por Leandro Leal (CREF 008113-G/RS), criador e responsável técnico do Total Body Test e personal trainer.

As inscrições são gratuitas e podem ser feitas no local. O Ciclo de Palestras terá a emissão de certificado online, com carga horária de quatro horas, para todos os participantes.

Ciclo de Palestras “20 Anos de Regulamentação da Profissão de Educação Física” - Pelotas
Data: 17 de outubro, quarta-feira, das 19h às 22h
Local: Auditório da Escola Superior de Educação Física – UFPel
Endereço: Rua Luís de Camões, 625

Eventos Pelotas



CREF2/RS encerra em Pelotas seu ciclo de palestras sobre os 20 anos de regulamentação da profissão
25/09/2018
Fonte: CREF2/RS

O ano de 2018 marcou as duas décadas da aprovação da Lei 9696/98, legislação que regulamentou a profissão de Educação Física. Para celebrar a data, o CREF2/RS vem realizando durante este ano o Ciclo de Palestras “20 Anos de Regulamentação da Profissão de Educação Física” em cidades do interior do estado. No próximo dia 17 de outubro, Pelotas sediará o terceiro e último encontro do Ciclo, encerrando as comemorações de uma das mais importantes conquistas profissionais que trouxeram qualidade e segurança aos serviços prestados à saúde do povo brasileiro e na manutenção do bem-estar e na prevenção contra doenças.

O evento já visitou a cidade de Santa Maria, no dia 25 de abril, e Caxias do Sul no dia 6 de maio. Os palestrantes convidados pelo Conselho promoverem nestas cidades um diálogo com profissionais da saúde, docentes, estudantes e vários estratos do sociedade sobre vários aspectos da profissão, analisando suas conquistas e os desafios de promoção da saúde integral e políticas públicas que garantam as conquistas constitucionais. Até o momento, o Ciclo contou já abrangeu um público de 150 participantes.

Pelotas promete repetir o entusiasmo apresentado nas duas primeiras edições, tanto de público quanto pelos palestrantes. O próximo evento ocorrerá numa quarta-feira, 17 de outubro, das 19h às 22h. A primeira conferência tratará da “Orientação e Fiscalização do Exercício Profissional da Educação Física”, sendo realizada a partir das 19h05min pelo palestrante Samuel Moreira de Almeida (CREF 013510-G/RS). Samuel é licenciado em Educação Física, e exerce a função de secretário na Comissão de Orientação e Fiscalização do CREF2/RS.

A segunda palestra iniciará às 20h40min, tendo como tema “A Importância da Avaliação Física nas Academias, Empresas e Escolas”, ministrada por Leandro Feijó Leal (CREF 008113-G/RS). Licenciado pleno em Educação Física, Leandro possui ampla experiência em avaliação física. É criador e responsável técnico do Total Body Test (1998), método já utilizado em mais de 6 mil avaliações. Atuou em diferentes academias na cidade de Porto Alegre, nas áreas de avaliação física e de musculação. Atualmente é personal trainer na Body Tech.

Ciclo de Palestras “20 Anos de Regulamentação da Profissão de Educação Física” - Pelotas
Data: 17 de outubro, quarta-feira, das 19h às 22h
Credenciamento: 18h30min
Abertura: 19h
Local: Auditório da Escola Superior de Educação Física - UFPel
Rua Luís de Camões, 625 - Pelotas
Carga horária: 4 horas
O evento terá a emissão de Certificado online aos participantes
Inscrições gratuitas até o dia 16 de outubro pelo link aqui
*Com apoio da ESEF/UFPel

Ciclo de palestras “20 anos de regulamentação da profissão de Educação Física



Câmara Municipal homenageia profissionais de Educação Física com Troféu Carlos Alberto Garcia
05/09/2018
Fonte: CREF2/RS

A Câmara Municipal de Porto Alegre, através do Gabinete do vereador João Bosco Vaz, e a Federação Internacional de Educação Física (FIEP), por meio da sua Delegacia no Rio Grande do Sul, fizeram ontem, dia 4 de setembro, a entrega do Troféu Carlos Alberto Garcia. O evento, realizado em comemoração aos 20 anos da regulamentação da profissão, homenageou diversos profissionais de atuação reconhecida no Estado, nas mais diferentes áreas ligadas ao ensino e ao esporte.

O Troféu, que leva o nome do ex-vereador e conselheiro federal Professor Garcia (CREF 000002-G/RS), também celebrou o legado deixado por este que é um dos ícones da Educação Física Gaúcha. Garcia, cuja trajetória iniciou na década de 70, foi umas das pessoas que lutaram arduamente pela regulamentação da profissão, assinada como Lei em 1998, e pela obrigatoriedade da Educação Física Escolar, em todos os níveis do Ensino Fundamental e Médio, durante o período que esteve à frente da Câmara Municipal. Presente no evento, ele foi o grande homenageado da noite.

Na abertura, Everton Deiques (CREF 008538-G/RS), delegado regional da FIEP-RS, e os vereadores João Bosco e Cassiá Carpes destacaram a importância de todos os profissionais de Educação Física e o papel fundamental que eles desempenham, independente da área de atuação. “A missão de ser profissional de Educação Física, repartindo conhecimento diariamente, traz enormes benefícios, não só para a saúde das pessoas, mas também para o desenvolvimento da nossa sociedade”, declarou Bosco Vaz. “Com o Troféu Carlos Alberto Garcia, queremos homenagear 20 pessoas que resumem bem a excelência, assim como reforçar a função indispensável que a Educação Física representa”, completou.

Entre os homenageados, a presidente do CREF2/RS Carmen Masson (CREF 001910-G/RS) e os atuais conselheiros Débora Garcia (CREF 002202-G/RS) e João Guilherme Queiroga receberam a condecoração. Já o vice-presidente do CREF2/RS Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS) integrou a mesa de abertura e foi um dos responsáveis pela entrega do prêmio.

Confira a lista completa dos vencedores:

Adolfo de Oliveira (Professor Dodô)
Antônio “Kiko” Pereira (CREF 003345-G/RS)
Carlos Cimino (CREF 001691-G/RS)
Carlos Alberto Garcia (CREF 000002-G/RS)
Carmen Masson (CREF 001910-G/RS)
Cláudia Alfama (CREF 006362-G/RS)
Cláudia Lucchese (CREF 002358-G/RS)
Cláudia Romero (CREF 016205-G/RS)
Danusa Zanella (CREF 003307-G/RS)
Débora Garcia (CREF 002202-G/RS)
Élio Carraveta (CREF 002980-G/RS)
Francisco de Vargas Neto (CREF 007683-G/RS)
João Guilherme Queiroga (CREF 000839-G/RS)
Joel Pedroso (CREF 000241-G/RS)
Leandro Brandão (CREF 003333-G/RS)
Leonardo Ribas (CREF 003760-G/RS)
Melissa Stoffel (CREF 002905-G/RS)
Myron de Moraes (CREF 001713-G/RS)
Roger Machado (CREF 018953-G/RS)
Vilson Bagatini (CREF 000009-G/RS)

Trofeu Professor Garcia



CREF2/RS revela vencedores do Troféu Destaque 2018
03/09/2018
Fonte: CREF2/RS

Comemorando o Dia do Profissional de Educação Física, o CREF2/RS realizou no sábado, dia 1º de setembro, a cerimônia de entrega do Troféu Destaque 2018. O prêmio, que chegou ao seu sétimo ano consecutivo, homenageou as pessoas e as empresas que mais de destacaram ao longo do último ano, em 17 categorias diferentes. Os estabelecimentos que completaram dez anos de registro também receberam um certificado como forma de reconhecimento.

A abertura da cerimônia foi feita pela presidente Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), que destacou a importância da data e o reconhecimento da premiação depois de seis edições. “O Dia do Profissional de Educação Física, que comemoramos com o Troféu Destaque, é um momento único no ano, em que podemos estar perto de muitos colegas e de sentir orgulho pelo que fazemos pela profissão e pela sociedade”, avaliou. A forma de escolha dos vencedores, com uma votação aberta no site do CREF2/RS para a definição dos três finalistas de cada categoria, também foi mencionada pela Presidente.

Confira os ganhadores:

Profissional de Academia:
Viviane Rigotti (CREF 000429-G/RS)
Graduada pelo IPA, Viviane possui pós-graduação em Ciências do Esporte pela UFRGS e formação na área de pilates pela STOTT. Participa constantemente de cursos de aprimoramento profissional na área, atuando como instrutora de ginástica localizada, step, bodypump e GAP, além da atividade de personal trainer. Atualmente, trabalha nas academias Bodytech, Fórmula e Ineex, em Porto Alegre.

Profissional da Saúde:
Alexandre Ritter (CREF 002070-G/RS)
Graduado pela UFRGS, Alexandre possui mestrado e doutorado em Ciências do Movimento Humano pela mesma Universidade. É professor da Diretoria de Esporte, Recreação e Lazer da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Esporte de Porto Alegre. Atua principalmente nas áreas de postura corporal humana, em especial de crianças e adolescentes, e de exercício físico na promoção da saúde na terceira idade.

Profissional de Atividade Física na Empresa e Ginástica Laboral:
Cleber Picco (CREF 009417-G/RS)
Licenciado e bacharel em Educação Física pela Unijuí, Cleber possui também Tecnólogo em Gestão de Recursos Humanos. Como analista de lazer no SESI, coordenou o Programa de Ginástica na Empresa. É sócio-fundador e atualmente coordenador da Academia Fitness Center, em Horizontina, onde implementou o Programa de Ginástica Laboral e Consultoria para Empresas, que atende diversas organizações da região.

Profissional de Esporte Radical e de Aventura:
Felipe Raupp (CREF 001673-G/RS)
Fundador da Associação dos Surfistas de Torres, instituição por ele presidida, Felipe é responsável por diversas conquistas do esporte na cidade. Proprietário da Escola de Surf Felipe Raupp desde 1984, também em Torres, é arbitro e técnico da Federação Gaúcha de Surf e possui curso de técnico pela International Surfing Association. Tem experiência como free surfer nos Estados Unidos, Austrália, Peru, El Salvador e Nicarágua.

Profissional de Paradesporto e Atividade Adaptada:
Giuliano Liotto (CREF 019483-G/RS)
Especialista em Fisiologia do Exercício pela UGF, Giuliano é mestre em Ciências do Movimento Humano pela UFRGS e Professor da URI – Erechim. Presidente da Associação Erechim de Judô, é também Membro da Special Needs Judo Union, entidade que rege o Judô Para Todos, além de técnico da Seleção Brasileira da modalidade. Desenvolveu o Projeto Judô Para Todos Erechim, que atende diversas crianças com deficiência no Judô escolar.

Profissional de Corrida de Rua:
Eduardo Remião (CREF 001855-G/RS)
Graduado em Educação Física pelo IPA e especialista em Fisiologia do Exercício e em Ciências do Esporte pela UFRGS, Eduardo é ex-atleta de atletismo e de triatlo, com títulos nacionais e internacionais. É personal trainer e técnico de corrida há mais de 25 anos. É ainda coordenador da Remião Treinamento Físico e um dos fundadores da Federação Gaúcha de Triathlon e da Associação de Assessorias Esportivas do Rio Grande do Sul.

Profissional com Atuação em Projetos Sociais:
Vinícius Flores (CREF 017362-G/RS)
Vinícius atua desde 2010 com a modalidade de tênis, e é idealizador do projeto social “Tênis na Comunidade”, de 2013. Através do projeto, que adapta quadras públicas de futsal para o tênis, treina alunos que figuram entre as melhores colocações no ranking estadual de Tênis. Também é servidor da Secretaria do Esporte e Lazer de Caxias do Sul, onde trabalha com a iniciação e formação da modalidade com cerca de 500 alunos do município.

Profissional de Recreação:
Silvana Maziero (CREF 009847-G/RS)
Graduada em Educação Física e especialista em Ensino Especial pela Universidade de Caxias do Sul, Silvana foi professora de ginástica aeróbica e atuou nas Escolas de Educação Infantil Karamelada, Vovó Lu e na Crecha Tia Fran. Atualmente coordena o Serviço de Recreação Terapêutica Hospitalar e Projetos Sociais do Hospital Geral de Caxias do Sul, desempenhando também a função de professora de natação para pacientes da ala infantojuvenil e de instrutora de Ginástica Laboral para os funcionários do Hospital.

Profissional de Escola:
Luiz Rossetto (CREF 005469-G/RS)
Graduado em Educação Física pela Universidade de Passo Fundo e pós-graduado em Ciência do Esporte pela mesma instituição, Luiz Valério trabalha há mais de 20 anos na antiga Escola Agrotécnica de Sertão, hoje IFRS Campus Sertão. Atualmente, treina equipes de voleibol e handebol masculinas e femininas, com participação em diversas competições estaduais. Também promove torneios de integração entre municípios próximos a Sertão.

Profissional de Lutas:
Alexandre Velly Nunes (CREF 001933-G/RS)
Doutor em Pedagogia do Movimento Humano pela Universidade de São Paulo, Alexandre é treinador de judô graduado pela Deutsch Judo Bund, da Alemanha. Foi professor da Academia Brasileira de Treinadores do Instituto Olímpico Brasileiro do COB e integrante da Comissão de Combate ao Doping da Confederação Panamericana de Judô. Atuou na organização dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro e atualmente é professor adjunto da UFRGS.

Profissional Técnico Desportivo:
Dênio Peixoto (CREF 004135-G/RS)
Dênio é coordenador técnico do Departamento de Voleibol do Grêmio Náutico União desde 2005 e há nove anos atua como técnico das seleções gaúchas femininas da modalidade. Com experiência em categorias de base, profissional e voleibol escolar, possui experiência na organização de eventos esportivos e é, desde 2015, também técnico das equipes de voleibol do Colégio Batista.

Mérito da Educação Física:
Benno Becker Júnior (CREF 01644-G/RS)
Graduado em Educação Física pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e em Psicologia pela PUC-RS, Benno é doutor em psicologia pela Universidade de Barcelona. Atualmente é professor convidado em diferentes universidades do país e do exterior, sendo ainda colaborador em periódicos na área da psicologia do esporte. É também vice-presidente da Federación Sudamericana de Deporte para la Paz.

Profissional do Ano:
Álvaro Laitano da Silva (CREF 000006-G/RS)
Especialista em Educação Psicomotora pela UFRGS, foi professor da rede pública de ensino estadual. Atualmente é professor da Faculdade de Educação Física da Ulbra nos Campus Gravataí e Guaíba, atuando principalmente nos temas educação física, natação, aprendizagem, futebol e história. Dedicou-se à defesa da profissão e dos profissionais junto ao Sindicato, Conselho e Associação dos Profissionais de Educação Física.

Pessoa Jurídica – Academia:
Mapi Academia – Canoas (CREF 001682-PJ/RS)
Com quase duas décadas de reconhecimento junto à comunidade de Canoas, a Mapi Academia conta com uma estrutura moderna, equipamentos de alta performance e uma grande diversidade de modalidades oferecidas aos seus frequentadores, como musculação, treinamento funcional, zumba, kangoo jump, yoga, muay thai, jiu-jitsu e ballet fitness. Possui ainda aulas específicas para crianças e para a terceira idade.

Pessoa Jurídica – Clube ou Sociedade:
Grêmio Sargento Expedicionário Geraldo Santana (CREF 000372-PJ/RS)
Um dos maiores clubes do Rio Grande do Sul, referência entre as entidades do mesmo porte, o Grêmio Sargento Expedicionário Geraldo Santana foi criado em 1948, a partir da união de duas entidades. Com um importante quadro associativo, atende, além de militares das três forças, associados civis. Na área de esportes, atua com atividades de ginásio e de piscina, em modalidades como futsal, vôlei, judô, natação e hidroginástica.

Personalidade do Ano:
Luiz Celso Giacomini (CREF 001449-G/RS)
Mestre em Ciências do Movimento Humano pela Universidade Federal de Santa Maria, Luiz é professor do curso de graduação de Educação Física da UFSM. Técnico de handebol com diversos títulos brasileiros e sul-americanos, atuou também à frente da Seleção Brasileira desta modalidade. Foi presidente da Federação Gaúcha de Handebol, presidente da Fundergs e membro da Associação Mundial Antidopagem. Atualmente é Secretário Nacional de Esporte de Alto Rendimento do Ministério do Esporte.

Veículo de Comunicação:
Radar Esportivo – Rádio Universidade AM – Santa Maria
No ar desde 1981 na Rádio Universidade AM, da Universidade Federal de Santa Maria, o Programa Radar Esportivo é dedicado exclusivamente ao esporte, sendo reconhecido por abrir espaço para todas as modalidades individuais e coletivas e eventos esportivos locais, regionais, estaduais, nacionais e internacionais. Produz entrevistas, reportagens, comentários, notícias, curiosidades, quadros e um toque especial dos sons do esporte.

Troféu Destaque



CongregaCREF reúne profissionais e estudantes para dois dias de palestras
27/08/2018
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS realizou, nos dias 24 e 25 de agosto, o CongregaCREF – IV Seminário Sul Brasileiro de Educação Física, no Centro Universitário Metodista IPA. O evento teve como objetivo promover o conhecimento e a qualificação dos profissionais, por meio de seis palestras, abrangendo diversas áreas e abordando as conquistas e os desafios dos 20 anos de regulamentação da profissão. A mesa de abertura foi composta pela presidente do CREF2/RS Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), pelo reitor do IPA Norberto Garin, pela conselheira e presidente da Associação dos Profissionais de Educação Física do Rio Grande do Sul Luciane Citadin (CREF 000100-G/RS) e pelo conselheiro federal do CONFEF Sérgio Sartori (CREF 000003-G/RJ).

Com a palestra “20 Anos de Regulamentação da Profissão de Educação Física”, Sérgio Sartori relembrou a histórica luta pela regulamentação, que remonta aos anos 40. “A iniciativa partiu das Associações dos Professores de Educação Física, localizadas no Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo. Juntas fundaram a Federação Brasileira das Associações de Professores de Educação Física, em 1946”, afirmou. Segundo Sartori, o gaúcho Benno Becker (CREF 001644-G/RS) coordenou a segunda fase do processo, quando foi apresentado pelo deputado federal Darcy Pozza o primeiro projeto de lei à Câmara dos Deputados. A iniciativa foi aprovada pelo Congresso Nacional em dezembro de 1989, mas vetada posteriormente pelo presidente José Sarney.

No início de 1994, a APEF-RJ retomou a luta e, por meio de um grupo de professores, lançou o Movimento Nacional pela Regulamentação do Profissional de Educação Física, no início de 1995. “Para deflagrar o processo formalmente, o deputado federal Eduardo Mascarenhas apresentou um novo projeto de lei na Câmara dos Deputados. Em 22 de outubro de 1997, foi aprovado por unanimidade e remetido à Comissão de Constituição e Justiça. Em 1º de setembro de 1998, o presidente Fernando Henrique Cardoso sancionou a Lei 9.696/98”, comemorou.

Já André Lopes (CREF 008061-G/RS) realizou uma palestra intitulada “Hipertrofia Muscular: Mitos, Verdades e Atualizações”. De forma descontraída, Lopes iniciou sua fala dando dicas de como criar e realizar projetos de sucesso baseados em novas ideias. “O atual estágio da nossa sociedade é baseado na informação, basicamente veiculada pela Internet. As pessoas passam em média 30 horas conectadas”, afirmou. De acordo com o palestrante, o que pode diferenciar o profissional de Educação Física em meio a essa abundância de estímulos é referenciar a sua proposta de trabalho através de meios científicos comprovados. “A inovação tem que ser chancelada por meio de pesquisas confiáveis”, aconselhou.

Em relação à hipertrofia muscular, André logo afirmou que muitos docentes ainda usam uma terminologia defasada em relação aos músculos. Ele também explicou que os fatores que afetam a massa muscular são a genética, a idade, o treinamento, a nutrição, o descanso e, em alguns casos, a farmacologia. André ainda disse que, com o cruzamento de metadados sobre as fibras musculares, ficou provado que um descanso maior entre as séries dão maior resultado para o treino de hipertrofia que as de descanso curto, mas a cadência de realização do movimento e o intervalo de devem ser fixos. “Caso contrário, se perde o controle da periodização”, relatou. Por fim, ele lançou um desafio ao auditório: “organize os próximos treinos de maneira que sejam progressivamente mais científicos”.

O segundo dia de evento iniciou sábado, com a primeira palestra de Fábio Padilha (CREF 000613-G/DF). Em “O Futuro do Profissional de Educação Física”, o organizador do Brasília Capital Fitness deu dicas de como se diferenciar e fazer sucesso, em um mercado extremamente competitivo. “A ideia precisa vir antes do dinheiro. Os empresários que dão certo são aqueles que tomam atitudes e que trabalham para a evolução”, frisou. Na sua fala, Padilha também elencou a proatividade, a força de vontade, a determinação e a coragem como elementos fundamentais para quem quer crescer. “Se você sabe o que precisa ser feito, não espere alguém pedir para você fazer. Simplesmente faça”, defendeu. Além de explorar cada um desses eixos, o palestrante também considerou a ambição necessária para o sucesso. “Saiba o que você quer, não diga ‘tanto faz’ ou ‘pode ser’ diante das oportunidades”, destacou.

Em um segundo momento, Padilha fez a apresentação “Tendências Mundiais do Mercado fitness”, dessa vez direcionada aos empresários e donos de academia presentes. O palestrante mostrou cases de empresas bem-sucedidas e explicou que o bom gestor é, na verdade, aquele que não deixa os problemas acumularem. “Há sempre dois caminhos: fazer dar certo, com dedicação total, ou abandonar”, declarou. Para Padilha, as qualidades necessárias para se tornar um empresário de sucesso são bem parecidas com as características de um bom um profissional: atitude, proatividade, inteligência, visão e coragem. O palestrante ainda falou sobre estratégias de negócio e sobre o relacionamento com concorrentes. No final, tirou dúvidas e destacou formatos de empresa que poderiam ser facilmente implementados no Brasil. “O índice de obesidade aqui é alto, o que significa que temos um bom nicho para ser explorado. Quem ganha dinheiro é quem é a solução do problema de alguém”, encerrou.

Já a primeira palestra da parte de sábado à tarde foi de Fabián Mariotti (CREF 011969-P/RS), mestre em Educação pela Universidade de Rosário, na Argentina, e autor de 17 livros sobre recreação. Mariotti, que trouxe o tema “A Importância do Lúdico na Educação Física Escolar” para o debate e para a reflexão, mostrou aos presentes, de maneira bastante prática, como as brincadeiras, especialmente com músicas, podem ser extremamente proveitosas aos alunos. “Os professores, de uma maneira geral, precisam ter consciência da atitude lúdica, atuando de forma menos dura nas aulas e mais abertos para aprenderem com também”, explicou. Mariotti, ao longo da sua apresentação, mostrou aos presentes as vantagens da aproximação e da interação entre as crianças nas aulas de Educação Física Escolar.

Robson Santos (CREF 021677-G/RS), pós-graduado em Reabilitação de Lesões Musculoesqueléticas e finalista do prêmio Top Trainer Brasil 2017, fez a última palestra do CongregaCREF 2018, com o título “O Profissional de Educação Física no Tratamento e Prevenção da Hérnia de Disco”. Além de classificar as diferentes fases do problema e o que é mais recomendado para combater a dor, o palestrante apresentou de forma bastante didática algumas estratégias que podem ser adotadas pelos profissionais de Educação Física diante de qualquer tipo de lesão. “O instrutor de musculação, que está lá na academia atendendo uma pessoa que tem hérnia de disco ou alguma outra enfermidade, não precisa ter medo de atender esse tipo de aluno. O que ele não pode é só montar um treino e contar as séries, tem é que analisar o aluno desde o primeiro momento e entender os seus gestos e as suas reações durante a prática”, explicou Santos.

CongregaCREF



Presidente do CONFEF fala sobre os 20 anos de regulamentação da profissão no CongregaCREF
20/08/2018
Fonte: CREF2/RS

O CongregaCREF – IV Seminário Sul Brasileiro de Educação Física, que tem como objetivo promover o conhecimento e a qualificação dos profissionais, ocorrerá em Porto Alegre nos dias 24 e 25 de agosto, no Centro Universitário Metodista IPA. Entre as seis palestras que estão na programação do evento, haverá a apresentação do presidente do Sistema CONFEF/CREFs, Jorge Steinhilber (CREF 000002-G/RJ), falando sobre os "20 anos de regulamentação da profissão de Educação Física: desafios, lutas, perdas e perspectivas". A palestra acontece na sexta-feira, dia 24, às 19h30min.

Durante sua exposição, Steinhilber fará um apanhado sobre a criação do Sistema CONFEF/CREFs, abordando a defesa incondicional da entidade para que a sociedade seja atendida nos serviços em atividades físicas e do desporto por profissionais de Educação Física. “Embora sejam duas décadas de vitórias e conquistas, 20 anos de existência de uma profissão ainda é pouco para sensibilizar os praticantes sobre a necessidade da orientação do Profissional de Educação Física em todos os segmentos”, afirma

A apresentação também tratará da luta para que a compreensão do esporte enquanto ferramenta - adotada em nível internacional - seja interiorizada e incorporada no judiciário, legislativo, executivo, na sociedade, nas Instituições de Ensino Superior (IES) e entre os estudantes e profissionais de Educação Física. “Alguns desafios precisavam ser superados, principalmente quanto à sensibilização da sociedade sobre a relevância do Profissional de Educação Física, e do trabalho que vem sendo implementado pelo Sistema CONFEF/CREFs na valorização desse profissional”, constata o presidente.

Segundo Steinhilber, a maior qualidade do CongregaCREF é reunir profissionais e estudantes de Educação Física para manter sua atualização. “Nós sempre temos defendido, e o CREF2/RS tem sido um baluarte nesse trabalho, oferecer oportunidades como seminários, congressos e reuniões para debatermos todas as questões da Educação Física. A nossa área tem muita abrangência, exigindo constante especialização e aprofundamento nos diversos conhecimentos dessas intervenções profissionais, objetivando prestar à sociedade um serviço com qualidade e segurança”, observa.

Além de presidente do CONFEF e da Academia Olímpica Brasileira, Jorge Steinhilber é mestre em Ciência da Motricidade Humana pela Universidade Castelo Branco e professor aposentado de escolas públicas e privadas, bem como de instituições de Ensino Superior. Ele é autor de diversos livros sobre a área e também membro do Conselho Nacional do Esporte.

CongregaCREF



Restam poucas vagas para o CongregaCREF 2018
20/08/2018
Fonte: CREF2/RS

As inscrições para o CongregaCREF 2018, que será realizado entre os dias 24 e 25 de agosto no Centro Universitário Metodista IPA, entraram na sua reta final. As últimas vagas ainda disponíveis podem ser garantidas, tanto por profissionais registados como por estudantes do curso de Educação Física, através da página www.congregacref.com.br.

Neste ano, estarão presentes no CongregaCREF Jorge Steinhilber (CREF 000002-G/RJ), presidente do CONFEF, falando sobre os 20 anos da regulamentação da profissão; André Lopes (CREF 008061-G/RS), com a palestra “Hipertrofia muscular: mitos, verdades e atualizações”; Fábio Padilha (CREF 000613-G/DF), que falará sobre o futuro do profissional de Educação Física; Fabián Mariotti (CREF 011969-P/RS), falando sobre a importância do lúdico na Educação Física Escolar; e Robson Santos (CREF 021677-G/RS), com a palestra “O profissional de Educação Física na prevenção da hérnia de disco”.

A entrada será gratuita e haverá certificado para todos os participantes. A programação completa também está disponível na página www.congregacref.com.br.

CongregaCREF – IV Seminário Sul Brasileiro de Educação Física
Data: sexta-feira, 24 de agosto; e sábado, 25 de agosto
Horários: das 18h30 às 22h (sexta-feira) e das 8h30 às 16h (sábado)
Local: Centro Universitário Metodista IPA – Auditório da Biblioteca
Endereço: Rua Coronel Joaquim Pedro Salgado, 80 – Porto Alegre

CongregaCREF



CongregraCREF tem palestra sobre O profissional de Educação Física na prevenção da hérnia de disco
09/08/2018
Fonte: CREF2/RS

Para comemorar o Dia do Profissional de Educação Física, celebrado em 1º de Setembro, o CREF2/RS realizará o CongregaCREF – IV Seminário Sul Brasileiro de Educação Física, que tem como objetivo promover o conhecimento e a qualificação dos profissionais. O evento ocorrerá em Porto Alegre nos dias 24 e 25 de agosto de 2018, no Centro Universitário Metodista IPA - Auditório da Biblioteca, rua Coronel Joaquim Pedro Salgado, 80. O Seminário terá seis palestras, abrangendo uma ampla área de conhecimentos, desde novidades técnicas e de treinamento, as conquistas e os desafios destes 20 anos de regulamentação da profissão, as tendências mundias do mercado fitness, entre outros.

A partir desta semana, o CREF2/RS divulgará os detalhes dos temas que serão abordados nas palestras do evento. Neste texto, Robson Santos (CREF 021677-G/RS) apresenta alguns aspectos da sua conferência “O profissional de Educação Física na prevenção da hérnia de disco”, que ele ministrará no sábado, dia 25 de agosto, às 14h45min. Segundo Robson, é importante que o profissional de Educação Física saiba lidar com o medo das pessoas ao realizar certos exercícios, principalmente após lesões, e que conceba treinos e evoluções com um prognostico onde seu aluno participe das escolhas. “Mas demonstrando a ele sua responsabilidade na prevenção de uma nova lesão após o retorno à atividade física, pois nem todos responderão ao mesmo estímulo para a execução do treinamento, e gritar com os alunos e falar que sempre é necessário sentir dor já não é o estímulo certo, já que sendo otimista, apenas 15% da população se mantém ativo o ano todo, portanto é necessário procurar motivações distintas para pessoas singulares, como ponto central da prática de exercícios sem sofrimento contínuo”, avalia.

Robson defende que o CongregaCREF promove junto aos Profissionais e aos estudantes Educação Física o debate sobre a formação profissional, as políticas educacionais e as novidades nas escolas, faculdades, academias, clubes, laboratórios, além de outros espaços. “No meu caso, tenho um trabalho interdisciplinar com fisioterapeutas, objetivando o retorno a uma vida sem dor após lesões, mas para que isso ocorra é essencial que o profissional saiba o que e como fazer com cada indivíduo nos seus objetivos, já que nossa intervenção na saúde é integral, e não apenas estética”, defende.

O palestrante é pós-graduado em Reabilitação de Lesões Muscuoesqueléticas. Ele foi um dos finalistas do prêmio Top Trainer Brasil 2017, que elegeu o melhor personal trainer do país no ano passado. Ele também possui certificação em treinamento físico pela World Top Trainer Certification e em reabilitação de lesões pela organização norte-americana Premier Health

CongregaCREF - IV Seminário Sul Brasileiro de Educação Física
Data: sexta-feira, 24, e sábado, 25 de agosto de 2018
Local: Centro Universitário Metodista IPA - Auditório da Biblioteca
Endereço: Rua Coronel Joaquim Pedro Salgado, 80 - Porto Alegre/RS
Período de inscrições: de 27 de julho a 23 de agosto

Inscrição gratuita - clique aqui.
Indispensável apresentação de Cédula de Identidade Profissional ou carteira de estudante válida.

CongregaCREF



CREF2/RS realizará eleições para conselheiros em setembro
06/08/2018
Fonte: CREF2/RS

O Presidente da Comissão Eleitoral do CREF2/RS Jacques Hidalgo (CREF 002325-P/RS), em cumprimento aos termos do Regimento Eleitoral em vigor, convoca para a eleição da metade dos membros do seu Plenário, para mandato de 06 (seis) anos, a realizar-se no dia 14/09/2018.

A eleição dar-se-á por correspondência, por carta voto que será recebida somente por meio dos correios, e por comparecimento pessoal do Profissional na sede do CREF2/RS (Rua Coronel Genuíno 421 conj. 401, Porto Alegre/RS), das 9h às 16h do dia 14/09/2018.

O voto é facultativo, pessoal e secreto, sendo exercido pelos Profissionais registrados no CREF2/RS, em pleno gozo de seus direitos estatutários, e com mais de 01 (um) ano de registro ininterrupto. A nominata dos Profissionais de Educação Física aptos a votar está disponível na página do CREF2/RS eleicoes2018.

As chapas serão compostas por 14 (quatorze) membros, dos quais 10 (dez) efetivos e 04 (quatro) Suplentes. A lista contendo todas as chapas registradas podem ser conferidas na página eleicoes2018.

O cronograma, a justificativa para quem deixar de votar e todas as informações sobre a eleição estão disciplinadas no Estatuto e no Regimento Eleitoral do CREF2/RS, os quais encontram-se à disposição dos interessados na página eleicoes2018.

Para os profissionais que receberão a carta voto, é importante que verifiquem o kit eleitoral, composto por uma cédula eleitoral com o selo de autentificação do CONFEF (20 anos) e uma rubrica, um envelope pequeno cor parda para cédula eleitoral, um envelope branco “carta resposta”; material de propaganda eleitoral das chapas concorrentes e que cumpriram com os prazos e requisitos regimentais para postagem do material.

Para votar por correspondência, o profissional deve atentar-se ao envio correto do voto seguindo estas instruções: na cédula eleitoral assinale um “X” no quadrado correspondente ao número e ao nome da chapa de sua preferência, dobre a cédula eleitoral, coloque a cédula no envelope pequeno de cor parda e não faça NENHUMA IDENTIFICAÇÃO neste envelope, lacre o envelope pequeno (o que contém a cédula), coloque o envelope pequeno dentro do envelope “carta resposta”, confira os dados da etiqueta na parte externa do envelope carta resposta e assine a mesma no campo destinado a isso (assinatura obrigatória), lacre o envelope “carta resposta” e entregue em qualquer agência dos Correios. Você não precisa pagar o selo da carta resposta. Se optar por SEDEX e/ou Carta Registrada, nesse caso será às suas custas.

E importante que o voto por correspondência chegue ao destino somente via Correios (não pode ser entregue pessoalmente no CREF2/RS) até o dia 14 de setembro de 2018, às 15h.

Dúvidas podem ser enviadas ao e-mail eleicoes@crefrs.org.br.

Eleição CREF2 RS 2018



CREF2/RS realiza CongregaCREF no final de agosto
26/07/2018
Fonte: CREF2/RS

O Dia do Profissional de Educação Física ocorre em 1° de Setembro, data da regulamentação da profissão de Educação Física. Uma série de programações serão realizadas para comemorar a data, entre elas o CREF2/RS promoverá a quarta edição do CongregaCREF, com o objetivo de promover conhecimento e qualificação aos profissionais. O evento ocorrerá nos dias 24 e 25 de agosto de 2018, no Centro Universitário Metodista IPA - Auditório da Biblioteca, na rua Coronel Joaquim Pedro Salgado, 80, em Porto Alegre/RS

O CongregaCREF, visando a integração e o aperfeiçoamento dos registrados no CREF2/RS, além de estudantes de Educação Física, proporcionará palestras e debates, levando ao público a oportunidade de vivenciar conhecimento e qualificação técnica.

Com temáticas ligadas aos campos de intervenção da Educação Física, o evento é uma grande oportunidade para do passado e do futuro da profissão, sendo um centro de aperfeiçoamento e desenvolvimento do profissional de Educação Física.

Entre os palestrantes, estarão presentes ao evento Jorge Steinhilber (CREF 000002-G/RJ), falando sobre “20 anos de regulamentação da profissão de Educação Física: desafios, lutas, perdas e perspectivas”, André Lopes (CREF 008061-G/RS) com a palestra “Hipertrofia muscular: mitos, verdades e atualizações”, Fábio Padilha (CREF 000613-G/DF) falará sobre “O futuro do profissional de Educação Física: como se diferenciar e fazer sucesso - Tendências mundiais do mercado fitness”, Fabián Mariotti (CREF 011969-P/RS) ministrará “A importância do lúdico na Educação Física escolar” e Robson Santos (CREF 021677-G/RS) vai explorar o tema “O profissional de Educação Física na prevenção da hérnia de disco”.

IV Seminário Sul Brasileiro de Educação Física
Data: sexta-feira, 24, e sábado, 25 de agosto de 2018
Local: Centro Universitário Metodista IPA - Auditório da Biblioteca
Endereço: Rua Coronel Joaquim Pedro Salgado, 80 - Porto Alegre/RS

Inscrições:
Serão três modalidades de inscrição. O participante poderá se inscrever da seguinte maneira:
Inscrição Completa - dias 24 e 25 de agosto
Inscrição 24/08 - somente dia 24 de agosto
Inscrição 25/08 - somente dia 25 de agosto
Período de inscrições: de 27 de julho a 23 de agosto

Público-alvo:
- Registrados no CREF2/RS (profissional ou empresa) em dia com suas obrigações estatutárias
- Estudantes de Educação Física com comprovação de matrícula

Vagas disponíveis:
- 200 vagas por dia

Certificação:
Inscrição Completa (dias 24 e 25 de agosto) - 10 horas
Inscrição 24/08 (somente dia 24 de agosto) - 3 horas
Inscrição 25/08 (somente dia 25 de agosto) - 7 horas

Inscrição gratuita - clique aqui.
Indispensável apresentação de Cédula de Identidade Profissional ou carteira de estudante válida.

CongregaCREF



Correios e CONFEF lançam selo comemorativo dos 20 anos da profissão de Educação Física
23/07/2018
Fonte: CONFEF

Em 2018, a lei que regulamenta a profissão de Educação Física completa 20 anos. Para celebrar a data, diversas atividades estão sendo promovidas ao longo do ano pelo CONFEF. Como parte das ações, no último dia 6 de julho, foi lançado o Selo Comemorativo dos Correios, dando continuidade às homenagens iniciadas em abril.

A cerimônia de lançamento do selo e do carimbo, desenvolvidos pelos Correios em parceria com o Sistema CONFEF/CREFs, contou com a presença de Conselheiros Federais, Presidentes dos CREFs e representantes dos Correios.

“As peças filatélicas que hoje colocamos à disposição do CONFEF demonstram o reconhecimento do serviço postal e, por consequência, do Estado Brasileiro, pelos relevantes serviços prestados por esta entidade”, indicou Hugo de Souza Júnior, gerente regional de vendas da Superintendência Estadual dos Correios de São Paulo Metropolitana.

selo 20 anos da profissão



Reunião da Câmara Técnica de Corrida de Rua discute Trail Run
11/06/2018
Fonte: CREF2/RS

A Câmara Técnica de Corrida de Rua realizou sua reunião no dia 7 de junho, na sede do CREF2/RS. Na ocasião, a presidente da Câmara, Cláudia Ramos Lucchese (CREF 002358-G/RS), informou que um dos principais objetivos a serem propostos aos profissionais de Educação Física e à sociedade será estabelecer um regramento específico para organizar corridas de rua, já que o papel do CREF2/RS é fiscalizar os profissionais de Educação Física e não os competidores. Além desse ponto, será iniciado um trabalho de orientação sobre regras e conduta para o Trail Run. A modalidade é cada vez mais popular e apresenta desafios diferentes da corrida de asfalto, sendo um esporte que consiste em correr “fora de pista”, por trilhas de montanha ou caminhos secundários, cruzando riachos e rios, com subidas e descidas íngremes.

Durante a reunião, o profissional Luís Leandro discorreu sobre o que precisa para organizar uma prova de Trail Run, que é registrado no Brasil com a marca “Circuíto Trilhas e Montanhas”, e elencou uma série de itens para que se protocole o conjunto de regras e condutas para o esporte. Além disto, Leandro disse que a Confederação Brasileira de Atletismo já possui algumas normas sobre o esporte. Ele também deu uma visão sobre os negócios que são gerados pelo Trail Run. Já João Remião comparou o tipo de organização de provas entre as modalidades corridas de rua e Trilhas e Montanha. Na primeira, não existe a necessidade de um profissional na organização, mas sim de um responsável técnico com registro de no CREF2/RS. Na segunda modalidade, também há necessidade de um RT, mas com conhecimentos de terrenos e montanhas.

Cláudia Lucchese questionou sobre a metodologia de treinos, e se os grupos se reúnem sem Rts. Damião colocou a proposta de se “blindar” as inscrições de RT com uma norma que só aceitem profissionais de Educação Física. Segundo Fabiano Braun, a planilha de corrida de quem deseja migrar para as montanhas deve incluir treinos específicos em superfícies instáveis como a areia e em subidas. Em paralelo, é imprescindível investir em treinos de força, com exercícios em escadas e saltos, por exemplo.

A reunião teve a participação especial do maratonista Ronaldo da Costa (CREF 010568-P/DF), que esteve em Porto Alegre, uma das cidades escolhidas para as comemorações dos 20 anos da Recorde mundial da maratona de Berlim, quando ele completou a prova em 2h06min05. Ele já havia ganho a tradicional Corrida de São Silvestre dois anos antes e chegado ao pódio nos Jogos Pan-americanos de 1995, na Argentina, conquistando o bronze para o Brasil. Atualmente Ronaldo está no 5º semestre do bacharelado em Educação Física. “Temos talento, precisamos lapidar. Não adianta pensar apenas em bater recorde. Precisamos de profissionais de Educação Física capacitados para treinar nossos jovens”, afirmou.

A reunião foi composta pela presidente da Câmara Cláudia Lucchese (CREF 002358-G/RS), Darlan Souza (CREF 015393-G/RS), Kátia Ferreira (CREF 014403-G/RS), Rodrigo Nascente (CREF 007110-G/RS), Renato Rimoli Capparelli (CREF 002109-G/RS), Eduardo Remião (CREF 001855-G/RS) e o coordenador para Trilhas e Montanhas, Luis Leandro Grassel (CREF 009564-G/RS).

Câmara Técnica de Corrida de Rua



CREF2/RS leva ciclo de palestras sobre regulamentação da profissão a Caxias do Sul
08/06/2018
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS realizou na última quarta-feira, dia 6 de maio, o segundo encontro do Ciclo de Palestras “20 Anos de Regulamentação da Profissão de Educação Física”, em Caxias do Sul. O evento, que ocorreu na Faculdade Anhanguera, reuniu cerca de 30 participantes, entre profissionais e estudantes. A atividade contou com duas apresentações, conduzidas pela conselheira Marcia da Cruz (CREF 007545-G/RS) e por Eduardo Remião (CREF 001855-G/RS), treinador e ex-atleta de atletismo e triatlo.

A mesa de abertura do evento foi composta por Erica Ramos, diretora da Anhanguera Caxias do Sul; Paulo Eugênio de Carvalho (CREF 004659-G/RS), secretário municipal de Esporte e Lazer; Honorino Lorencetti, presidente do Rotary Club Pérola das Colônias; e por Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), presidente do CREF2/RS. As autoridades relembraram os primórdios regulamentação, que ganhou força em todo o Brasil no final da década de 80, e os avanços que isto trouxe para todos. “Muita coisa aconteceu nos últimos 20 anos. A nossa representatividade cresceu e o nosso papel, principalmente na prevenção de diversas doenças, se tornou reconhecida por toda a sociedade”, destacou Carmen.

Na sequência, Marcia ministrou a palestra “Educação Física: Legislação e Perspectivas”. Ela apresentou uma linha do tempo sobre a regulamentação da profissão, desde a criação do Sistema CONFEF/CREFs, até as conquistas mais recentes, como a inclusão do profissional de Educação Física no Núcleo Ampliado de Saúde da Família (NASF), vinculado ao Ministério da Saúde. “O Conselho tem uma atuação muito forte, no sentido de ser o órgão que fiscaliza e normatiza a presença do nosso profissional em todas estas áreas”, comentou a Conselheira. Marcia ainda apresentou a Cédula de Identidade Profissional (CIP) aos estudantes e explicou como é o dia a dia de trabalho no CREF2/RS. “Na nossa página, é possível consultar todas as resoluções, assim como as empresas e os profissionais registrados”, acrescentou. A palestra também tratou da Lei de Estágio e da importância do trabalho de Fiscalização.

Já a segunda palestra da noite, intitulada “Treinamento Físico de Endurance e as Assessorias Esportivas”, foi ministrada por Remião e tratou de diversos assuntos relacionados às experiências profissionais do palestrante, que é técnico de corrida há mais de 25 anos. Depois de um breve histórico sobre a evolução da Educação Física, ele destacou as características das atividades de endurance e o que elas exigem dos seus praticantes. “O treinamento é individualizado. O endurance, com duração de três horas ou mais, requer uma adaptação e o profissional de Educação Física precisa estar atento a isto, respeitando todas as fases do treinamento”, explicou. Além disso, o palestrante ainda abordou os quatro pilares para uma boa técnica de corrida – equilíbrio, coordenação, descontração e eficácia – e a periodização do exercício. “É extremamente perigoso seguir os treinos propostos por revistas, por exemplo, pois elas não são elaborados levando em consideração as condições particulares dos praticantes”, comentou.

O Ciclo de Palestras “20 Anos de Regulamentação da Profissão de Educação Física” ainda terá mais uma edição em 2018. A atividade será em Pelotas, no dia 17 de outubro. Compareça!

Palestras ciclo de palestras eventos caxias do sul



CREF2/RS realiza amanhã palestras sobre os 20 anos de regulamentação da profissão em Caxias
05/06/2018
Fonte: CREF2/RS

A cidade de Caxias do Sul receberá amanhã, dia 6 de junho, a segunda edição do Ciclo de Palestras “20 anos de Regulamentação da Profissão de Educação Física”. O evento, que ocorrerá na Faculdade Anhanguera das 19h às 22h, tem como objetivo promover um diálogo com a sociedade, estudantes, profissionais e docentes sobre a profissão, suas conquistas e seus desafios. A entrada será gratuita e as inscrições poderão ser feitas diretamente no local.

O evento contará com duas apresentações. A primeira, com o tema “Educação Física: Legislação e Perspectivas”, será ministrada pela conselheira do CREF2/RS Marcia da Cruz (CREF 007545-G/RS). “Na minha palestra, entre outros assuntos, abordarei a importância da formação e da qualificação dos profissionais, capacitando-os para atender a população com serviços de qualidade e atuando preventivamente na promoção do bem-estar e da saúde”, disse.

A segunda palestra da noite, intitulada “Treinamento Físico de Endurance e as Assessorias Esportivas”, vai ser conduzida por Eduardo Remião (CREF 001855-G/RS), ex-atleta de atletismo e triatlo, com títulos nacionais e internacionais no currículo. Ele é técnico de corrida há mais de 25 anos e fundador da Federação Gaúcha de Triathlon e da Associação de Assessorias Esportivas do Rio Grande do Sul.

Ciclo de Palestras “20 Anos de Regulamentação da Profissão de Educação Física”
Data: 6 de junho, quarta-feira, das 19h às 22h
Local: Auditório da Faculdade Anhanguera
Endereço: Avenida Alexandre Rizzo, 505 – Caxias do Sul
Inscrições gratuitas no local

Eventos palestras Caxias do Sul



CREF2/RS vai a Caxias do Sul com o ciclo de palestras sobre os 20 anos de regulamentação da profissão
23/05/2018
Fonte: CREF2/RS

A segunda cidade a celebrar os 20 anos da regulamentação da profissão de Educação Física pela Lei 9696/98 e a criação do sistema CONFEF/CREFs será Caxias do Sul, que receberá no dia 6 de junho o ciclo de palestras “20 anos de regulamentação da profissão de Educação Física”. O evento ocorrerá no auditório da Faculdade Anhanguera de Caxias do Sul, das 19h às 22h. As palestras têm como objetivo promover um diálogo com a sociedade, estudantes, profissionais e docentes sobre a profissão de Educação Física, suas conquistas e seus desafios. O ciclo, em conjunto com o CongregaCREF – Seminário Sul Brasileiro de Educação Física, estará entre os eventos comemorativos programados pelo Conselho para celebrar o legado de duas décadas da regulamentação da profissão.

Em Caxias do Sul, haverá duas palestras. A primeira, com início às 19h05min, tendo como tema “Educação Física: Legislação e Perspectivas”, será ministrada pela conselheira do CREF2/RS Marcia Rohr da Cruz (CREF 007545-G/RS). “Na minha palestra, entre outros assuntos, abordarei a importância da formação e da qualificação dos profissionais, capacitando-os para atender a população com serviços de qualidade e atuando preventivamente na promoção do bem-estar e da saúde”, disse. A conselheira acrescentou que também esclarecerá na sua explanação temas como a Lei do Estágio, a atuação do egresso de licenciatura e do bacharelado, as etapas dos processos de fiscalização e a Ética na atuação profissional. Marcia reforçou que tanto profissionais de Educação Física como estudantes e a comunidade estão convidados a comparecer no ciclo.

A segunda palestra da noite terá início às 20h40min, e abordará o “Treinamento Físico de Endurance e as Assessorias Esportivas”, ministrada por Eduardo Olsson Remião (CREF 001855-G/RS). Remião é ex-atleta de atletismo e triathlo, tendo obtido títulos regionais, nacionais e internacionais. Ele é técnico de corrida há mais de 25 anos, sendo fundador da Federação Gaúcha de Triathlon e da Associação de Assessorias Esportivas do RS. “Além de discorrer sobre a história da Educação Física no Brasil e sua trajetória até a regulamentação, pretendo abordar técnicas de treinamento de endurance, bem como o funcionamento das assessorias esportivas, seus métodos de avaliação, planejamento e execução, além de expor o cenário das corridas de rua e assessorias no estado e no Brasil”, explicou.

Após Caxias do Sul, a próxima cidade visitada pelo ciclo de palestras será Pelotas, em 17 de outubro, no Auditório da UFPEL.

Ciclo de palestras “20 anos de regulamentação da profissão de Educação Física” - Caxias do Sul

Data: 6 de junho, quarta-feira, das 19h às 22h
Local: Auditório da Faculdade Anhanguera
Endereço: Av. Alexandre Rizzo, 505 - Caxias do Sul
Carga horária: 4 horas
O evento terá a emissão de Certificado online aos participantes
Inscrições gratuitas até o dia 04/06/2018 aqui.

20 anos de regulamentação da profissão de Educação Física



CREF2/RS abre ciclo de palestras sobre os 20 anos de regulamentação da profissão em Santa Maria
02/05/2018
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS realizou na última quarta-feira, dia 25 de abril, o primeiro encontro do Ciclo de Palestras “20 Anos de Regulamentação da Profissão de Educação Física”, em Santa Maria. O evento, que ocorreu na Faculdade Metodista (FAMES), reuniu cerca de 100 participantes, entre profissionais e estudantes. A atividade contou com duas apresentações, conduzidas pelos conselheiros Alessandro Gamboa (CREF 001534-G/RS) e Marcia da Cruz (CREF 007545-G/RS).

Integrando a programação da 9ª Jornada Acadêmica do Curso de Educação Física da FAMES, o primeiro evento sobre os 20 anos da regulamentação da profissão contou ainda com a presença da presidente do CREF2/RS Carmen Masson (CREF 001910-G/RS) e do conselheiro Clery de Lima (CREF 000297-G/RS), que foi o mestre de cerimônias. Na abertura das palestras, os dois destacaram os avanços do Sistema CONFEF/CREFs, nas últimas duas décadas, e a importância da união de todos os profissionais. “A Educação Física está sempre sendo ameaçada e cabe ao CREF2/RS lutar para que os espaços já conquistados não sejam perdidos”, analisou Carmen. “São vocês que devem fazer a diferença, apropriando-se de conhecimento e fazendo um trabalho correto”.

No primeiro momento, Gamboa ministrou a palestra “Educação Física: Legislação e Perspectivas”. Integrante da Comissão de Orientação e Fiscalização do CREF2/RS, o conselheiro falou sobre a criação do Sistema CONFEF/CREFs, as atribuições do Conselho e as suas diferenças em comparação com o Sindicato. “O CREF2/RS tem uma função fiscalizatória e normatizadora da profissão. Não cabe a nós as questões trabalhistas, que são de responsabilidade do Sindicato”, explicou.

A palestra de Gamboa ainda tratou da Lei do Estágio e da importância do trabalho de Fiscalização. Respondendo as perguntas dos presentes, o conselheiro tirou dúvidas sobre o Termo de Compromisso de Estágio, sobre as atribuições do Responsável Técnico e sobre as consequências de quem é flagrado em exercício ilegal da profissão. “O CREF2/RS encaminha uma denúncia-crime para o Ministério Público, sempre que os agentes fiscais dão o flagrante. O exercício ilegal da profissão que mais buscamos combater”.

A segunda palestra, com o tema “A Importância da Atividade Física na Formação do Ser Humano”, destacou o papel fundamental que o profissional de Educação Física desempenha diante da sociedade. “Trabalhamos com todas as faixas etárias e precisamos pensar a nossa atuação da gestação ao envelhecimento”, sublinhou Marcia. “Por conta disto, não podemos dizer que o Bacharel é mais ou menos relevante do que o Licenciado. Todos são importantes para valorização da atividade física entre as crianças, fazendo disto um hábito para o futuro”, acrescentou.

Os desafios expostos pela palestrante, ao longo da sua apresentação, dizem muito respeito às consequências da obesidade entre o público infantil. “Cada vez mais vemos crianças com problemas cardíacos e diabetes, que antes eram comuns somente em adultos. O sedentarismo é um dos grandes inimigos da Educação Física”, sentenciou. Paralelamente a isso, Marcia também citou os benefícios proporcionado pela atividade física. “As aulas de Educação Física melhoram o desenvolvimento motor e promovem a socialização”, pontuou.

O Ciclo de Palestras “20 Anos de Regulamentação da Profissão de Educação Física” ainda terá outras duas edições em 2018. A atividade será realizada ainda em Caxias dos Sul, no dia 7 de junho; e em Pelotas, no dia 17 de outubro. Compareça!

Eventos palestras



Santa Maria é a primeira cidade visitada pelo ciclo de palestras sobre os 20 anos de regulamentação da profissão
11/04/2018
Fonte: CREF2/RS

A primeira cidade a celebrar os 20 anos da regulamentação da profissão de Educação Física pela Lei 9696/98 e da criação do sistema CONFEF/CREFs será Santa Maria, que receberá no dia 25 de abril o ciclo de palestras “20 anos de regulamentação da profissão de Educação Física”. O horário do evento será das 19h às 22h, no auditório da FAMES - Faculdade Metodista de Santa Maria. O ciclo, em conjunto com o CongregaCREF – Seminário Sul Brasileiro de Educação Física, estarão entre os eventos comemorativos programados pelo Conselho para celebrar o legado de duas décadas da regulamentação da profissão.

O interesse pelos exercícios físicos têm aumentado no país. Mesmo assim, dados do Ministério da Saúde demonstram uma verdadeira epidemia de obesidade, diabetes e hipertensão, todas doenças associadas ao sedentarismo que assolam a população brasileira. Diante deste quadro, cresce também a responsabilidade do CREF2/RS em demonstrar à sociedade de que a boa orientação faz a diferença, e que sob a instrução de um profissional habilitado aumenta a eficiência dos exercícios, os benefícios dos praticantes e previne problemas de saúde, garantindo bem-estar e melhoria da qualidade de vida. Imbuídos desta missão, o Conselho percorrerá o interior do estado promovendo um diálogo aberto e democrático com a sociedade, estudantes, profissionais e docentes sobre os 20 anos da regulamentação da profissão de Educação Física, suas conquistas e seus desafios.

Em Santa Maria, haverá duas palestras. A primeira, como início às 19h, será ministrada por Alessandro Gamboa (CREF 001534-G/RS), tendo como tema "Educação Física: legislação e perspectivas". Alessandro é graduado em Educação Física pelo IPA. Possui pós- graduação em Administração e Marketing Esportivo, pela Universidade Gama Filho, e em Ciências do Esporte, pela PUC-RS. Atua como personal trainer e realiza consultoria em diversas academias. É conselheiro do CREF2/RS desde 2015 e integra a Comissão de Orientação e Fiscalização do Conselho.

A segunda palestra da noite terá início às 20h40min, com o tema "A importância da atividade física na formação do ser humano: desafios do profissional de Educação Física", ministrada por Marcia Rohr da Cruz (CREF 007545-G/RS). Marcia é graduada em Educação Física pela UCS e bacharel em Administração pela Unisinos. Possui pós-doutorado em Administração e atua no Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção e em Administração da UCS. É conselheira do CREF2/RS desde 2015 e faz parte de diferentes Comissões e Câmaras Técnicas do Conselho, relacionadas à Educação Física Escolar, Fiscalização, Finanças, Planejamento Estratégico e ao Esporte Educacional.

Após Santa Maria, as próximas cidades visitadas pelo ciclo de palestras serão Caxias do Sul, no dia 6 de junho, no Auditório da Anhanguera, e Pelotas, em 17 de outubro, no Auditório da UFPEL.

Ciclo de palestras “20 anos de regulamentação da profissão de Educação Física” - Santa Maria

Data: 25 de abril, quarta-feira, das 19h às 22h Local: Auditório da FAMES - Faculdade Metodista de Santa Maria Endereço: Rua Dr. Turi, 2003 - Santa Maria Carga horária: 4 horas. O evento terá a emissão de Certificado online aos participantes Inscrições gratuitas até o dia 23/04/2018 pelo site http://crefrs.org.br//eventos/ciclo_santa_maria/

Ciclo de palestras “20 anos de regulamentação da profissão de Educação Física



CREF2/RS percorre o interior com o ciclo de palestras “20 anos de regulamentação da profissão de Educação Física”
23/03/2018
Fonte: CREF2/RS

Em comemoração aos 20 anos da regulamentação da profissão de Educação Física pela Lei 9696/98 e da criação do sistema CONFEF/CREFs, o CREF2/RS lança o ciclo de palestras “20 anos de regulamentação da profissão de Educação Física”, que percorrerá os municípios de Santa Maria, Caxias do Sul e Pelotas durante os meses de abril, junho e outubro. O ciclo, em conjunto com o CongregaCREF – Seminário Sul Brasileiro de Educação Física, estarão entre os eventos comemorativos programados pelo Conselho para celebrar o legado de duas décadas da regulamentação da profissão.

A Educação Física, desde que virou uma profissão regulamentada em 1998, vem conquistando espaço ano após ano. Se antes a imagem do profissional de Educação Física era associada ao professor da disciplina nas escolas, ou a instrutores nas academias de ginástica e clubes, hoje a visão das atribuições desse profissional é mais ampla: a de um especialista também capacitado e qualificado na promoção da saúde, seja de crianças, jovens, adultos ou idosos.

O interesse pelos exercícios físicos também tem aumentado no país. Mesmo assim, dados do Ministério da Saúde demonstram uma verdadeira epidemia de obesidade, diabetes e hipertensão, todas doenças associadas ao sedentarismo que assolam a população brasileira. Diante deste quadro, cresce também a responsabilidade do CREF2/RS em demonstrar à sociedade de que a boa orientação faz a diferença, e que sob a instrução de um profissional habilitado aumenta a eficiência dos exercícios, os benefícios dos praticantes e previne problemas de saúde, garantindo bem-estar e melhoria da qualidade de vida. Imbuídos desta missão, o Conselho percorrerá o interior do estado promovendo um diálogo aberto e democrático com a sociedade, estudantes, profissionais e docentes sobre os 20 anos da regulamentação da profissão de Educação Física, suas conquistas e seus desafios.

Ciclo de palestras “20 anos de regulamentação da profissão de Educação Física”

Santa Maria
Data: 25 de abril, quarta-feira, das 19h às 22h
Local: FAMES – Faculdade Metodista de Santa Maria

Caxias do Sul
Data: 6 de junho, quarta-feira, das 19h às 22h
Local: Auditório da Anhanguera

Pelotas
Data: 17 de outubro, quarta-feira, das 19h às 22h
Local: Auditório da UFPEL

Instituições apoiadoras

- FAMES – Faculdade Metodista de Santa Maria
- Universidade Anhangüera
- Universidade Federal de Pelotas (UFPel)

20 anos da regulamentação da profissão de Educação Física



Reunião do Fórum-RS define planejamento para 2018
11/01/2018
Fonte: FÓRUM–RS

Planejamento de ações prioritárias, assuntos de interesses geral e agenda do ano. Essas foram as pautas discutidas na tarde de quarta-feira (10/01) na reunião Fórum dos Conselhos Regionais e Ordens das Profissões Regulamentadas do RS (FÓRUM–RS), que ocorreu no auditório da plenária do Conselho Regional de Administração (CRA-RS).

Um dos assuntos debatidos foi a questão do ensino a distância nas mais diversas áreas, questionando sobre a eficácia desta metodologia, com enfoque nos cursos da área da saúde. “É preciso aumentar a discussão sobre a qualidade dos ensinos e isso é uma luta de todos os Conselhos. Temos o dever de fazer com que a sociedade ouça e saiba que profissional ela vai receber daqui 10, 15 e 20 anos”, destacou a presidente do Conselho Regional de Nutricionistas – 2º Região (CRN2), Glaube Raquel Conceição Riegel. A partir disso, a presidente do CRA-RS e também presidente do Fórum-RS, Adm. Claudia Abreu, junto à presidente do CREF2/RS, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), sugeriram que fosse criada uma conferência nacional sobre o assunto.

Na oportunidade também foi levantado o momento crítico vivido pelo Hospital Beneficência Portuguesa e o Fórum-RS se coloca à disposição da instituição e da sociedade como um todo. Ainda, a diretoria se organizou para agendar reuniões de aproximação com o Tribunal de Contas da União, Ministério Público e Procuradoria da República. Também foram discutidos pontos como a comunicação do Fórum, o alinhamento das ações das Câmaras, entre outros.

Foto: Rafaela Johann

FÓRUM–RS



Presidente do IPE visita CREF2/RS
09/11/2017
Fonte: CREF2/RS

O presidente do IPERGS - Instituto de Previdência do Estado do Rio Grande do Sul - e ex-conselheiro do CREF2/RS, Otomar Vivian (CREF 002284-G/RS), visitou hoje o CREF2/RS. Ele foi recebido pela presidente do Conselho, Carmen Masson (CREF 01910-G/RS). Vivian é autor da Lei nº 11.721, que regulamentou a obrigatoriedade de responsáveis técnicos em academias ou estabelecimentos que ministrem atividade física. "Como ex-conselheiro e cidadão, fico feliz em constatar o fortalecimento da profissão de Educação Física, nestes quase 20 anos de existência da Lei 9696/98".

Para o presidente do IPE, a atividade do profissional de Educação Física tem um impacto positivo na qualidade de vida, o que consequentemente proporciona um aumento na produtividade das pessoas. "Com isto toda a sociedade sai ganhando", avaliou. A presidente do CREF2/RS complementou que a profissão é o "psiquiatra" mais barato no mercado. "Atividade física libera endorfinas, adrenalina e noradrenalina, substâncias que causam grande sensação de bem-estar".

IPE



Pesquisador da FADERGS visita CREF2/RS e traz dados preocupantes sobre a obesidade e sedentarismo
23/05/2017
Fonte: CREF2/RS

O Coordenador de Pesquisa da Escola de Saúde e Bem-Estar do Centro Universitário da FADERGS, Roberto Costa, pós-doutorado em Ciências do Movimento Humano pela UFRGS, visitou o CREF2/RS, ontem, dia 22. Costa vem estudando há 20 anos a obesidade na infância e adolescência e as doenças crônicas a elas associadas. Segundo o professor, os dados indicam que a cada ano a condição da saúde juvenil se deteriora, por mais que se façam ações governamentais e sociais de combate à obesidade. “Talvez as estratégias não sejam as mais apropriadas”, avalia.

Segundo a presidente do CREF2/RS, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), o Conselho apoia a ação de combate à obesidade infantil, problema que já se tornou uma pandemia. "Cerca de 33% das crianças e adolescentes estão com sobrepeso ou obesas. Ou seja, uma em cada três crianças tem esta doença. A obesidade implica em várias outras sequelas, sejam psicológicas, como exclusão da criança, ou agressões, via bullyng. Isto pode causar sérios traumas que deveriam ser evitados com atividade física e uma alimentação saudável".

Costa alerta para o bombardeio a que as crianças e a adolescentes sofrem pela publicidade, incentivando o consumo de alimentos ricos em gordura, açúcar e sal e com baixa qualidade nutricional. “De outro lado, enfrentamos o sedentarismo cada vez mais elevado. Crianças que antes brincavam ativamente na rua, hoje ficam inativas em frente a uma tela. A isto, soma-se alimentação inadequada, resultando em um caminho aberto para doenças”, constata.

Segundo Roberto, as classes sociais desfavorecidas sofrem mais com este tipo de alimentação. “Infelizmente, um pacote de biscoito recheado, com 1200 calorias, é mais barato do que uma fruta”, constata. O coordenador explica que o acesso a estes alimentos de má qualidade nutricional é facilitado pelo baixo custo. “Outro ponto é a questão da palatabilidade, não podemos negar que estes alimentos processados são gostosos para o paladar da criança e do adolescente”, explica.

De acordo com o coordenador, os adolescentes obesos apresentam índice elevado de síndrome metabólica. “Encontramos em Porto Alegre adolescentes obesos que tinham triglicérides alterados, colesterol elevado, obesidade abdominal, hipertensão arterial, ou seja, indivíduos com doenças de idosos, o que indica um risco elevado para a saúde, principalmente porque se apresenta uma tendência a se prolongar durante toda a vida”, argumenta. Costa conclui que estas pessoas chegam a sua vida adulta com sobrepeso e doenças crônicas, acabando por apresentar um risco maior de óbitos. “Atualmente vemos um aumento no número de indivíduos apresentando infarto aos 35 anos e AVC aos 45 anos”.

As ações para solucionar este problema têm que envolver toda a sociedade, aponta Costa. “Precisamos de uma mudança de atitude em relação a práticas alimentares e ao combate do sedentarismo, e para isto precisamos do apoio dos pais, da sociedade civil e da classe política em todos os âmbitos”. Costa vislumbra a escola como melhor ambiente para estas políticas serem efetuadas. “É o momento para utilizarmos este ambiente para a incentivarmos saúde. O ensino da matemática, da física e do português são muito importantes, mas é imperativo que eduquemos para a saúde”, arremata.

Para Costa, o professor de Educação Física que é o profissional de saúde dentro da escola, e ele tem que assumir este espaço. “É importante que tenhamos primeiro o conhecimento da condição dos alunos, precisamos saber aqueles que tem obesidade ou que estão em risco”. A partir desta etapa, afirma o professor, temos que propor as ações que envolvam a alimentação e a orientação aos pais sobre o que a criança traz para a escola. “Nos últimos cinco anos, o único país que conseguiu uma redução da obesidade na fase escolar foi nos EUA, com o programa alimentar implementado pela primeira-dama Michelle Obama. Infelizmente, com o novo presidente o programa foi revogado”, constata.

Costa explica que o deputado estadual Maurício Dziedrickir tem dois projetos de Lei envolvendo o tema. O primeiro introduz o cadastro de obesidade infanto juvenil, bem como torna obrigatório a realização da avaliação antropométrica para verificação do estado nutricional e triagem de risco para doenças crônicas não-transmissíveis nos alunos do ensino fundamental e médio nas escolas do Estado.

“E quem se não o profissional de Educação Física seria o mais indicado para realizar estas medidas”, afirma Costa. “Pois na sua graduação, o profissional de Educação Física tem disciplinas como biometria, medidas de avaliação ou avaliação física, que são matérias que cuidam desta medição antropométrica", analisa. O professor afirma ser possível fazer estes procedimentos em apenas uma aula. "Ele consegue fazer estas três medidas em todos os seus alunos. Em uma semana, ele terá conseguido medir todos os seus alunos. “Importante frisar que o PL vale para escolas públicas e particulares”, ressalta.

O segundo PL apresentado obriga todos os produtos alimentícios produzidos por indústrias do Estado a apresentar no rótulo a quantidade de sal e açúcar que contém em medidas em colheres de café. "Por exemplo, este suco tem seis colheres de chá de açúcar”.

Obesidade e Sedentarismo



Presidente do CREF2/RS participa da audiência pública que debate a MP 746 e da PEC 241 nos institutos federais
14/11/2016
Fonte: CREF2/RS

Representantes de organizações estudantis, de organizações dos trabalhadores em educação, reitores, professores, estudantes e parlamentares lotaram o teatro Dante Barone, na Assembléia Legislativa, nesta sexta-feira, dia 11, para debater os impactos da MP 746 e da PEC 241 nos institutos federais no Rio Grande do Sul na audiência pública da Comissão de Educação, Cultura, Desporto Ciência e Tecnologia. O CREF2/RS esteve representado pela sua presidente, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS).

Primeiro, manifestaram-se reitores de institutos federais presentes. Marcelo Bender Machado, que foi reitor do Instituto Federal Sul-rio-grandense (IFSul) e hoje preside o Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif), explicou que o objetivo, quando da criação dos institutos, foi o de implantar a rede onde não havia equipamentos federais de ensino, em grande centros e no “Brasil profundo”. "Atualmente, são atendidos 850 mil alunos em todos os níveis. A PEC 241 emperra o orçamento por 20 anos e não há segurança de verbas mínimas à manutenção. Existe o perigo a retornarmos a situação da UFPel, em que não havia nem banheiros funcionando na universidade".

Amílton de Moura Figueiredo, reitor em exercício do Instituto Federal Rio Grande do Sul (IFRS), depositou sua confiança na atuação aguerrida do atual movimento estudantil para barrar as MP do governo Temer. “Esta juventude que nos faz resistir aos ataques deste atual governo ilegítimo”. Disse que a MP 476 é um retrocesso na educação. “Se existe a necessidade de melhorias, vamos debatê-las, mas não se pode aceitar algo imposto”, advertiu. Sobre a PEC 241, afirmou que significará retroceder a educação à década dos anos 90, e sublinhou que é preciso unificação dos movimentos de protesto, “numa luta para que não seja negado a esta juventude um futuro melhor”.

O procurador regional da República, Domingos Dresch da Silveira, frisou que a “MP pode até congelar investimentos sociais, mas não vai congelar corações, que vão resistir e lutar”. Frisou que ocupar escolas não é a simples ocupação, mas sim “a realização do princípio constitucional da desobediência civil, que é dever de cada um de nós. Não haveria reforma agrária se não houvesse desobediência civil”, enfatizou. Hoje, para ele, infelizmente, “é subversivo quem defende a Carta Federal”. 

O deputado Pedro Ruas afirmou que tanto a PEC como a MP são preocupantes. “Mas este ato hoje, com este local lotado, nos enche de orgulho. É uma audiência pública com representatividade e bradamos a todo o país, desde aqui do Sul, o grito forte da resistência. Estamos falando, sim, de vida e morte, porque os dados já informados dão conta do custo à sociedade caso haja a implementação destas iniciativas”, advertiu. A deputada Manuela d Àvila também destacou o papel da juventude, “mas especialmente das jovens mulheres”, à frente da movimentação estudantil. “Querem, isso sim, estabelecer uma linha imaginária entre aqueles que devem continuar quem apenas aperta parafusos, precarizados, e os que poderão continuar pensando. A PEC e a MP fazem parte da mesma política segundo a qual pobre não pode se emancipar por meio da educação”. A deputada Stela Farias afirmou que esta luta é pela vitória do povo brasileiro. “Uma luta que achávamos acalmada, mas não, está mais viva que nunca”, disse, “evidenciado pelo golpe das oligarquias, agregou. 

A presidente do CREF2/RS, Carmen Masson, afirmou que a PEC que congela os investimentos em saúde e educação no país é um ato bastante negativo ao futuro do país, constituindo-se em um grande ataque aos direitos sociais. "Estudos mostram que se a PEC existisse desde 2006, o orçamento da educação que hoje é de 103 bilhões seria de apenas 31 bilhões, ou seja, menos 62%. Com a 241, não existirá mais o ProUni, nem FIES, nem Pronatec. Os programas de pesquisa, qualificação profissional e combate ao analfabetismo serão suspensos. Também teremos menos vagas em creches e escolas e os professores serão cada vez mais desvalorizados. Ao final dos 20 anos, teremos índices semelhantes ao Haiti", alertou Carmen.

MP 746 PEC 241 PEC 55



Professor Garcia tem foto incluída na Galeria de Presidentes da Câmara de Vereadores
06/06/2016
Fonte: CREF2/RS/CMPA

A foto do conselheiro Federal e vereador Professor Garcia foi incluída na Galeria dos Presidentes da Câmara Municipal de Porto Alegre na tarde da última sexta-feira (3). A cerimônia ocorreu em frente ao Plenário Otávio Rocha e teve a presença de parlamentares, conselheiros do CREF2/RS, familiares, amigos e colegas de Garcia, que presidiu a Câmara no ano de 2104. Em licença médica em razão de um acidente vascular cerebral (AVC) sofrido em agosto de 2015, Professor Garcia esteve presente na cerimônia acompanhado da sua esposa, Rosa Maria Rios Garcia.

"A trajetória do meu pai ficará marcada na história de Porto Alegre, já que foram cinco mandatos, totalizando 20 anos como vereador, lutando desde a regulamentação da profissão. Até hoje continua conosco, internamente, em nossas batalhas", afirmou Débora Garcia (CREF 002202-G/RS), conselheira do CREF2/RS e filha do vereador. Segundo o vice-presidente do Conselho, Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), o Professor Garcia é um ícone da Educação Física no Rio Grande do Sul, pois esteve à frente das lutas desde a regulamentação da Educação Física e sua atuação se expandiu até a América do Sul, atuando junto no Mercosul. “Ele sempre se fez presente em todas as áreas que envolvem a atividade física”, explicou.

A prefeita em exercício do município, procuradora municipal Cristiane da Costa Nery, destacou o trabalho edificante de Garcia na vereança. “O vereador tem uma importante contribuição em termos de leis. Foi secretário municipal do Meio Ambiente e é de consenso que, de forma exemplar, muito colaborou para cidade e pelo zelo pela coisa publica”, finalizou.

Trajetória

Autor de leis e iniciativas que beneficiam os profissionais e a Educação Física em Porto Alegre, o vereador chegou ao cargo máximo do legislativo municipal após cinco mandatos consecutivos, em 2014. Natural de Porto Alegre, Garcia é graduado em Educação Física pela UFRGS, com especialização em Atletismo pela Universidade de Mainz, na Alemanha. Trabalhou no Sport Club Internacional e no Centro Estadual de Treinamento Esportivo (Cete). Também atuou como coordenador do Colégio La Salle Dores e do Colégio São José, além de lecionar na Faculdade de Educação Física do IPA. É professor licenciado do Estado e conselheiro federal do Confef. Em 1977, o parlamentar foi treinador da equipe brasileira de atletismo no mundial de Saint-Ettienne.

Ao longo de 18 anos de trajetória, Professor Garcia propôs leis como a da obrigatoriedade da presença de um profissional de Educação Física como responsável técnico em academias esportivas em Porto Alegre; a instituição dos Jogos Municipais da 3º Idade; a criação da Semana de Educação Física; a isenção da taxa de licenciamento ambiental em academias de ginástica e de balé que funcionem até as 22h; a criação da Frente Parlamentar da Educação Física; e a criação das Academias ao Ar Livre.

Foto: Ederson Nunes/CMPA

Vereador Professor Garcia



Corredor de rua gaúcho vai à Disney disputar Desafio do Dunga
09/12/2015
Fonte: CREF2/RS

O corredor de rua Darlan Souza (CREF 015393G/RS), credenciado na Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), esteve na sede do CREF2/RS nesta terça-feira (8) para divulgar sua viagem aos Estados Unidos, onde disputará a Maratona Disney (Walt Disney World® Marathon), realizada nos parques temáticos entre os dias 06 a 10 de Janeiro de 2016. Nesta edição da competição, Darlan participará do Desafio do Dunga, correndo em quatro parques as distâncias de 5km, 10km, 21km e 42km, totalizando 78 km. Há 20 anos, o principal complexo de entretenimento do Planeta organiza, na segunda semana de janeiro, provas de corrida de rua que atraem cada vez mais participantes do mundo todo.

Corrida de Rua



CongregaCREF reúne profissionais e estudantes para discutir atividade física e saúde
04/09/2015
Fonte: CREF2/RS

Para comemorar o Dia do Profissional de Educação Física, celebrado todos os anos em 1º de setembro, o CREF2/RS realizou o CongregaCREF – Seminário Sul Brasileiro de Educação Física. O evento, realizado entre os dias 28 e 29 de agosto, no auditório da AMRIGS, reuniu profissionais e estudantes para discutir temas relacionados à atividade e à saúde.

Além da mesa-redonda "Multidisciplinaridade na Saúde", com os conselheiros Leomar Tesche (CREF 000129-G/RS), Carlos Cimino (CREF 001691-G/RS) e representantes do CREFITO5 e do CRN-2, o CongregaCREF contou com diversas palestras. A primeira, ministrada Alexandre Lazzarotto (CREF 002537-G/RS), trouxe para discussão a atuação do profissional de Educação Física nas doenças crônicas. De acordo com o integrante do GT Exercício Físico do Departamento de DST/Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, este tipo de enfermidade representa 72% dos óbitos no Brasil e o exercício é a forma mais barata de prevenção. "O treinamento melhora a capacidade cardiorrespiratória e outros fatores. O profissional de Educação Física tem muitas possibilidades de atuação", destacou.

O primeiro dia (28) contou ainda com a palestra de Elio Carravetta (CREF 002980-G/RS), que foi antecedida pela abertura oficial do evento. No discurso, a presidente Carmen Masson (CREF 001910-G/RS) destacou que o Seminário era uma demanda dos profissionais registrados e que, através do aperfeiçoamento, é possível construir uma profissão e um Conselho mais forte. Carravetta, com quase 20 anos de experiência no Departamento de Preparação e Reabilitação Física do Sport Club Internacional, falou sobre a relação entre a gestão esportiva e a saúde. Ele destacou que o Estado hoje tem 5 milhões de sedentários e que o esporte, sem bem gerido, pode mudar hábitos. "Os profissionais de Educação Física podem assumir o papel de protagonista neste processo, implementando e massificando programas esportivos", pontuou.

No segundo dia (29), o CongregaCREF contou com as palestras de Ricardo Catunda (CREF 000001-G/CE), intitulada "Atividade física na Escola"; Áderson Loureiro (CREF 000038-G/RS), chamada "Academia e seus profissionais, promotores da saúde ou não!;" e Paulo Rodrigo da Silva (CREF 002076-G/RS), intitulada "Anabolizantes na academia: qual é o papel do profissional de Educação Física?". Com transmissão ao vivo pela Internet, o público pode acompanhar também de casa estes debates, que tiveram como tópicos principais as metodologias e estratégias da Educação Física Escolar, a inserção dos profissionais no mercado fitness e formas de combater o uso de anabolizantes para fins exclusivamente estéticos.

Os dados mais curiosos apresentados foram o crescimento de 133% no número de academias no Brasil e que o uso de anabolizantes é maior do que o uso de crack em nosso país. Para Catunda, as dificuldades de hoje não estão relacionadas à forma como a Educação Física é ministrada, sobretudo nas escolas. O que é preciso é reforçar que a atividade física pode mudar e salvar vidas. "Não há como prescrever atividade física sem uma avaliação prévia. Por atender públicos distintos, precisamos conhecer os alunos, em primeiro lugar. Sem isso, ao invés de promover a saúde, podemos ser responsáveis por problemas graves", complementou Oliveira.

O resultado do CongregaCREF, totalmente gratuito para os profissionais registrados no CREF2/RS foi considerado extremamente positivo. De acordo com a Presidente, a ideia agora é aperfeiçoar e incrementar o Seminário para a sua segunda edição, já no ano que vem.

CongregaCREF



Prefeito de Porto Alegre homenageia profissionais de Educação Física
31/08/2015
Fonte: CREF2/RS

A cerimônia de entrega da nova iluminação do Parque Marinha do Brasil, realizada neste sábado (29) pelo prefeito do Porto Alegre José Fortunati, foi palco de uma homenagem do município ao CREF2/RS pelo Dia do Profissional de Educação Física, data comemorada em 1º de Setembro. Logo após acesas as luzes, o prefeito entregou uma placa comemorativa à presidente do Conselho, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), que trabalhou no Parque coordenando a área de esportes por mais de 20 anos.

Em sua fala, Fortunati ressaltou que em Porto Alegre existe um carinho e um respeito muito grande pela Educação Física, traduzido na legislação municipal mais avançada do país na área que, segundo ele, garante a Educação Física escolar orientada por profissionais habilitados. “Compreendemos a importância desta profissão na adequada orientação dos nossos alunos, atletas amadores e profissionais, para que eles possam praticar atividades físicas preservando a saúde”. O prefeito também afirmou que cada parque tem a sua característica, sendo o Marinha um dos mais democráticos porque reúne frequentadores de vários bairros. “Sua característica principal desde sua abertura é ser voltado à atividade física. Por isso a nossa homenagem aos profissionais de Educação Física neste local”, explicou.

"Para mim, esta homenagem se reveste de um caráter muito especial, pois é feita no local onde trabalhei coordenando os esportes por quase 30 anos. É uma honra a deferência feita pelo prefeito José Fortunati, esportista e aliado dos profissionais de Educação Física", assinalou Carmen. Em relação ao Parque, a presidente enfatizou que os problemas de violência e depredação que assustam a todos devem ser combatidos pelo poder público e pela ocupação destes espaços pela população da cidade. “Quando as famílias e os esportistas frequentam estes locais costumeiramente, utilizando seus equipamentos, os marginais se afastam”, enfatizou.

O secretário Municipal de Esportes, Recreação e Lazer e 2º vice-presidente do CREF2/RS, José Edgar Meurer (CREF 001953-G/RS), saudou a iniciativa do prefeito, mas alertou para o grave momento pelo qual o desporto estadual atravessa em razão da extinção da Fundação e Esporte e Lazer do RS (Fundergs). “Estamos apreensivos com a descontinuidade da politica esportiva conquistada a duras penas pelos profissionais de Educação Física e pela sociedade”.

Também participaram do evento o vice-prefeito Sebastião Melo e o secretário de Obras e Viação, Mauro Zacher, além de dezenas de ciclistas, skatistas, patinadores, tenistas e atletas de vôlei de praia, futevôlei, câmbio e corrida de orientação.

1º de Setembro



CREF2/RS em Revista: a gravidade da obesidade infantil
18/11/2014

Reportagem publicada originalmente no CREF2/RS em Revista nº 7. A publicação pode ser lida na íntegra aqui.

A obesidade é considerada hoje uma epidemia. De acordo com pesquisa publicada pela revista científica Lancet, em maio deste ano, aproximadamente 2,1 bilhões de pessoas estão acima do peso no mundo inteiro. O número não para de crescer e já é motivo de preocupação entre os cientistas. Se em 1980 eram "apenas" 875 milhões de indivíduos nesta faixa, a instituição norte-americana National Survey Data prevê que em 2030 51,1% da população do planeta – porcentagem estimada em cerca de 4 bilhões de seres humanos – será formada por pessoas com excesso de peso.

"A obesidade está relacionada com as maiores pandemias modernas, como depressão, alguns tipos de câncer, diabetes e doenças cardiovasculares", salienta Amélio Matos, médico do Instituto de Diabetes e Endocrinologia do Rio de Janeiro, no documentário "Muito Além do Peso". Se os números atuais e a perspectiva para o futuro já são motivo de atenção entre os adultos, o quadro se torna ainda mais preocupante quando é avaliada apenas a população infantil. No Brasil, em 1989, 4,1% dos meninos de 5 a 9 anos foram classificados como obesos, segundo pesquisa realizada pelo IBGE. Os dados do mesmo estudo, feito em 2008 e 2009, apontaram que 16,6% desta população apresentava o mesmo problema. O índice registrou, portanto, que a obesidade infantil aumentou 300% só nos últimos 20 anos. Por quê?

"A obesidade é o distúrbio mais comum na infância hoje e, na minha opinião, o fato de ter aumentado tanto nos últimos anos está associado às mudanças no estilo de vida da população", avalia Rafael Gambino (CREF 009460-G/RS), professor de Educação Física da Prefeitura Municipal de Esteio e mestre em Ciências do Movimento Humano. "A má alimentação e o consumo exagerado de alimentos hipercalóricos, associada às rotinas apressadas das famílias, são fatores responsáveis pelo excesso de peso e colaboram para agravar o problema", completa.

E não é só isso. As crianças deixaram de brincar como antigamente e praticar esportes. Para elas, hoje em dia, o lazer é muito mais sinônimo de computador e videogame do que de atividade ao ar livre. "O exercício físico ficou em segundo plano, porque falta espaços apropriados, há violência e falta de segurança. Além disto, os pais não têm tempo para levar os filhos para brincar", explica Fabiani da Silveira (CREF 002949-G/RS), professor de Educação Física dos colégios Farroupilha e Sinodal do Salvador, ambos em Porto Alegre. "A atividade física deve andar paralela às demandas diárias, como a escola. Uma não exclui a outra, muito pelo contrário. O estudo e o exercício físico são fundamentais para a formação de nossas crianças".

ATIVIDADE FÍSICA NO AMBIENTE ESCOLAR

A rotina apressada dos pais passa para a escola parte da responsabilidade de incentivar a prática de atividade física e de tornar isto frequente no dia a dia das crianças. "O professor de Educação Física tem que mostrar que exercício é importante para a vida toda. A base da saúde está relacionada a ter hábitos saudáveis", explica Luiz Fernando Kruel (CREF 002211-G/RS), professor da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e coordenador do Grupo de Pesquisa em Atividades Aquáticas e Terrestres (GPAT)."O único profissional da área da saúde que atua regularmente junto às crianças em idade escolar é o profissional de Educação Física. Muitos não se dão conta disto", reforça.

Para muitas crianças, a aula de Educação Física é o único momento da semana em que é praticado algum tipo de exercício. Por isto, "o professor deve estimular o interesse do aluno com aulas dinâmicas, intensidades adequadas e, principalmente, promovendo a inclusão das crianças com sobrepeso e obesidade nas aulas", defende Adriane Vanni (CREF 003918-G/RS), professora do curso de Educação Física da URI – Campus Erechim. Kruel vai mais além e mostrar que a situação é ainda mais complexa. "Para elas, a obesidade pode ser só um problema estético e social, mas no contexto escolar atrapalha muito. Os estudos mostram que compromete o desempenho em aula e as crianças acabam sendo marginalizadas também. A questão do bullying é muito presente e precisa ser bem administrada em aula", explica.

Por esta perspectiva, o profissional de Educação Física passa a ser mais do que apenas o professor responsável pela disciplina. "Ele deve ser o ponto central deste processo, deixando claro para o aluno os benefícios da prática esportiva a favor da saúde e contra os problemas ocasionados pelo sedentarismo e pela obesidade", salienta Bettega Lopes (CREF 020725-G/RS), pesquisador e mestre em Fisiologia. "O papel da Educação Física é estimular nas crianças o gosto pela prática, de formas e maneiras diversas, contemplando o maior número de estímulos diferentes. A vida saudável e equilibrada decorre da boa iniciação que, basicamente, começa na escola com o profissional da área", complementa Silveira.



DOENÇAS DE ADULTOS

O GPAT, em trabalho feito em 2009, avaliou a evolução de crianças com sobrepeso, de sete a dez anos de idade, da rede municipal de Porto Alegre. O índice piorou com o passar do tempo, quando a amostra atingiu a faixa de 11 a 14 anos. "Elas saíram da infância e foram para a adolescência em quadro muito preocupante. O nível de obesidade, que era 25%, passou a ser 50% grave", relata Kruel. A síndrome metabólica, que era antes considerada doença apenas de idosos, passou a ser vista, pela primeira vez, também entre as crianças. "Nós começamos a achar alguns dados alarmantes. Além de hipertensos, a concentração de insulina no sangue ficava em 22,5 mg/DL, quando o normal é de aproximadamente 10 mg/dL. Isto sobrecarrega o pâncreas de maneira assustadora, levando ao que podemos classificar como diabetes tipo 2".

Como é possível perceber, os números apresentados relataram problema de saúde muito grave. A criança, já hipertensa, começa a ter resistência à insulina, o que passa a configurar quadro de síndrome metabólica na adolescência. Das crianças obesas analisadas pelo GPAT, 51% já tinham três ou mais fatores de risco. Se o ponto de corte é diminuído para um, a taxa passa a ser superior a 90%. "A gente não vê ninguém tratando isto. Nem na escola, que seria responsabilidade da Secretaria de Educação, nem nos postos de saúde", critica Kruel. "O que seria ideal? O trabalho conjunto para reverter este quadro. A gente percebe que estas crianças são todas sedentárias. A aula de Educação Física não é adaptada para que têm obesidade", complementa.

Para Kruel, o que é preciso diminuir são os problemas causados pelo sedentarismo. Não há dúvidas de que os fatores de risco podem ser amenizados com atividade física. "A importância do profissional de Educação Física é muito grande, principalmente daquele que atua na escola", explica. "O que a gente vê é a criança obesa que, por causa do bullying e de outras coisas, abandona a atividade física e passa a ser ainda mais sedentária. Nós tivemos conquista muito grande, principalmente em Porto Alegre, quando foi aprovada lei municipal que obriga a presença do profissional de Educação Física nas séries iniciais. Nós temos agora que dar um passo adiante e oferecer formação adequada e especializada para este profissional, para que ele saiba lidar com isto".

Por mais que a criança passe boa parte do dia na escola, a responsabilidade pelo combate à obesidade precisa ser estendida também aos pais, que devem se portar como exemplo. "Os adultos precisam, com urgência, rever suas posturas frente a estas questões básicas que fazem parte da formação inicial das crianças", analisa Silveira. "Prevenir é a palavra-chave. Oferecer estrutura básica, como boa alimentação e acompanhamento médico, além de espaços para brincadeiras, convívio social e exercício físico, é contribuição fundamental que deve vir de casa". "A família é a base para a mudança no estilo de vida. A criança que vive em ambiente onde todos agem de forma desregulada e desregrada tende a se incluir nesta rotina", complementa Gambino.

ALIMENTAÇÃO

Não é só o sedentarismo que preocupa os pesquisadores e profissionais de Educação Física. A alimentação das crianças também tem sido objeto de estudo de nutricionistas. "O que mais assusta é a oferta inadequada e precoce de doces, guloseimas e alimentos com alto teor de sódio e gordura, como salgadinhos, bolachas recheadas e sucos artificiais", analisa Ana Carolina Terrazan (CRN2 8330), nutricionista da Clínica Nutriossoma e especialista em Nutrição Infantil. "Em muitos casos, as famílias demoram a entender que a alimentação correta desde o princípio, ou seja, desde a gestação, é fundamental para a saúde da criança", complementa.

A nutricionista Camila Vargas (CRN2 8264) acredita que o ambiente escolar colabora também de outra maneira no controle da obesidade infantil. "A escola poderia inserir a disciplina de Educação Nutricional desde as séries iniciais. Trabalhos educativos que envolvam o tripé nutrição, saúde e doença pode conscientizar e elucidar a importância de se manter bons hábitos alimentares", defende. "É possível criar formas de incentivar isto, buscando envolver a criança no contexto da alimentação saudável, sempre associando à atividade física".



POSSÍVEIS SAÍDAS

Há diversas alternativas para amenizar – ou até mesmo solucionar – o problema da obesidade infantil no país. "Acredito, que o primeiro passo, antes de tudo, é pensarmos de que forma isto pode ser contido, para não nos depararmos mais com esta realidade que a cada dia é mais frequente", explica Lopes. O estímulo da prática esportiva é consenso entre todos os profissionais de Educação Física. "Não só em casa, mas também nas escolas, como forma de instituir hábitos e costumes mais sudáveis, como forma de prevenção aos inúmeros problemas que são consequência do sedentarismo", complementa.

Além disto, o combate à obesidade não pode começar apenas quando o aparecimento de doenças cardiovasculares, como a hipertensão, se torna quadro inevitável. "A questão que penso ser mais pertinente é: como prevenir?", alerta Silveira. "As nossas crianças necessitam de muito mais atenção em todos os aspectos, afinal, elas não são responsáveis por elas mesmas", complementa. A opinião é compartilhada por Gambino. "A principal prevenção é a manutenção do peso que, no caso das crianças, deve se dar com alimentação adequada associada à prática de atividade física regular. As crianças precisam se movimentar".

Para Ana Carolina, é possível criar formas de incentivar a boa alimentação também entre os pais. "Informação é sempre a melhor estratégia e mostrar os resultados também é importante. Os familiares gostam muito de ver que o esforço e as mudanças realmente fizeram diferença", explica. A conscientização dos pais é importante também na visão de Kruel, já que muitos não conseguem enxergar o problema dos filhos. "Em nossa pesquisa, das 213 mães que tinham filhos obesos, só 50 os viam nesta condição. Muitas classificaram como normal ou abaixo do peso", revela. "Os adultos, geralmente, têm dificuldade de aceitar que a criança precisa emagrecer. Nós temos notado isto. Em alguns casos, só a criança querer não é suficiente. Ela não possui tanta independência para saber o que é certo e o que é errado e decidir o que ela vai ou não fazer".

Outra coisa que deve mudar é a percepção de que atividade física para fazer efeito precisa ser difícil. "A criança obesa não tem que sofrer", considera Kruel. "Se o profissional de Educação Física souber dosar a carga do exercício, é possível ter atividade eficiente sem sofrimento. Desta forma, começa a ter aderência ao programa e os resultados definitivamente aparecem". Para Kruel, o caminho seria procurar atividades de baixo impacto e que sejam prazerosas. "Apesar de muitos já serem adolescentes, eles querem algo lúdico, que não seja aquela coisa monótona de ir para a academia. Ou seja, tem que ser uma atividade que eles se sintam brincando", conclui.

Para Rafael Gambino, é importante também que todas as crianças tenham a oportunidade de experimentar várias modalidades, individuais e coletivas, para decidir com qual se identifica. A atividade física pode ser competitiva, mas precisa ser aquela que a criança quer praticar. "Ela precisa explorar e experimentar todos os jogos e esportes. A criança precisa ser estimulada e participar o máximo possível de vivências motoras até que consiga se identificar e optar pela que mais desperta interesse", avalia. Para a aderência, a criança tem que sentir vontade e não ser obrigada a participar. "Os pais não podem considerar que a sua vontade será a mesma de seu filho. Os profissionais de Educação Física devem oferecer aos alunos a mais diversificada oportunidade de movimentos. Quando a criança optar por uma, de forma espontânea, não tenho dúvidas de que ela dará continuidade por longo período".

O último alerta fica para os pais. "Os adultos estão atrás das demandas do momento. Muitos acreditam que estar numa boa escola, que invista no lado cognitivo e ensine uma língua estrangeira, já é suficiente para a formação básica. Nós, profissionais de Educação Física, sabemos que isto é importante, mas só parte do contexto todo", comenta Silveira. "A prática de atividade física formativa e saudável, o investimento em alimentação correta e o acompanhamento da saúde é o que deve ser feito. As instituições responsáveis pelo trabalho com crianças necessitam desenvolver projetos para que os pais possam perceber que toda esta formação de base será fundamental para o futuro longe da obesidade".

PARA ASSISTIR: MUITO ALÉM DO PESO



O documentário "Muito Além do Peso" foi lançado em novembro de 2012, com objetivo de criar amplo debate sobre a qualidade da alimentação das crianças brasileiras e os efeitos da comunicação dirigida a elas. O filme, dirigido por Estela Renner, é reflexo do trabalho do Instituto Alana, organziação que busca sensibilizar e mobilizar a sociedade sobre os problemas decorrentes do consumismo na infância. "O documentário mostra que as crianças desconhecem o que é alimentação saudável, aprendem a comer de forma equivocada desde muito", conta a nutricionista Camila Vargas.

A obra mergulha no tema da obesidade infantil ao discutir porque 33% das crianças brasileiras pesam mais do que deviam. As respostas envolvem a indústria alimentícia, a publicidade, o governo e a sociedade de modo geral. Com histórias reais e chocantes, de crianças com menos de dez anos que já apresentam quadros graves de diabetes, hipertensão e colesterol, o filme promove interessante discussão sobre o tema, dando voz a especialistas do mundo todo. "Quando se fala de obesidade infantil, vemos que as crianças não brincam mais na rua, las ficam com só seus polegares em iPhones e iPods. Elas não se exercitam mais", comenta William Dietz, um dos entrevistados pelo documentário. Ele é diretor da Divisão de Nutrição, Atividade Física e Obesidade do Centro de Prevenção e Controle de Doenças dos Estados Unidos.

"Muito Além do Peso" pode ser assistido aqui.



Câmara da Saúde comemora Dia da Saúde com roda de chimarrão
06/08/2013
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS esteve presente na Roda de Chimarrão neste domingo, 4 de agosto, no Parque da Redenção, promovida em comemoração ao Dia Nacional da Saúde. Participaram o Presidente do CREF2/RS, Eduardo Merino e os Conselheiros Lauro Aguiar e Álvaro Laitano. O ato em defesa da Saúde foi realizado pela Câmara da Saúde do Fórum dos Conselhos Profissionais do RS, do qual o CREF2/RS faz parte. Além dos presidentes dos Conselhos, esteve prestigiando o evento o secretário-adjunto da Saúde de Porto Alegre, Jorge Cuty.

O Dia Nacional da saúde é comemorado em 5 de agosto, e foi instituído no Brasil em 1967, como o Dia Nacional da Saúde. O objetivo da data é promover a conscientização sobre a importância do tema entre a população, relembrar os cuidados que cada um deve ter com o corpo e promover a educação sanitária. O dia foi escolhido em homenagem ao nascimento do médico brasileiro Oswaldo Cruz (1872-1917), que se formou aos 20 anos de idade e foi um dos cientistas pioneiros no estudo das doenças tropicais.