Notícias




Data Inicial:
(dd/mm/aaaa)  

Data Final:
(dd/mm/aaaa)  
Título:
Palavras na Notícia:



Base Nacional Curricular é tema do 5º Fórum de Educação Física Escolar
02/05/2016
Fonte: CREF2/RS

Na tarde da última sexta, dia 29 de abril, a Comissão de Educação Física Escolar do CREF2/RS realizou a 5ª edição do Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar. O evento, que integrou a programação do 42º Encontro Nacional dos Profissionais de Educação Física (ENAPEF), reuniu cerca de 100 pessoas na Casa de Cultura Erico Verissimo, em Capão da Canoa, para assistir à palestra da conselheira federal Iguatemy de Lucena Martins (CREF 000001-G/PB). O tema principal foi a Base Nacional Comum Curricular (BNCC).

Doutora em Ciências do Desporto pela Universidade do Porto (Portugal) e docente da Universidade Federal da Paraíba por mais de 30 anos, Iguatemy é a representante do CONFEF no Ministério da Educação para a avaliação dos cursos de graduação. Com larga experiência sobre o assunto, ela apresentou os conceitos da BNCC e os seus pilares de sustentação. “O programa orienta a formulação do projeto político-pedagógico das escolas e sinaliza os percursos de aprendizagem e desenvolvimento dos estudantes ao longo da Educação Básica”, explicou. A importância da discussão foi comprovada pelos números apresentados por Iguatemy durante a palestra: no Brasil há mais de 190 mil escolas de Educação Básica e mais de dois milhões de professores atuando nestes locais.

Com a proposta de orientar a formação dos professores e reorganizar os materiais didáticos, a BNCC pretende, em longo prazo, diminuir as desigualdades educacionais entre todos os Estados do Brasil. “Ao definir o que é essencial ao ensino, as expectativas de aprendizagem e os critérios de qualidade ganham transparência e podem dar objetividade à avaliação dos resultados educacionais”, salientou Iguatemy. “A Base Nacional Curricular tem o desafio de unir diferentes culturas educacionais em um modelo único”, complementou.

Além da apresentação destes conceitos, o Fórum também trouxe para debate o espaço ocupado pela Educação Física na BNCC. Estruturada dentro da área das linguagens, a disciplina tem o objetivo de compreender a amplitude da cultura corporal do movimento. “O problema desta definição é que se enquadram muitas coisas. A caracterização da nossa área não está errada, mas está complexa demais. Acredito que falte um pouco de clareza para universalizar a qualidade na Educação Física Escolar”, avaliou a conselheira. No final da palestra, Iguatemy também falou sobre os esforços do CONFEF para recolocar em tramitação, no Congresso Nacional, o projeto de lei 116/2013, que busca garantir, em todas as etapas da Educação Básica, a Educação Física ministrada exclusivamente por licenciados na área.

Antes da palestra, o Fórum teve as falas de Carmen Masson (CREF 001910-G/RS) e do deputado estadual Tiago Simon. A Presidente do Conselho reiterou a importância do evento aos longos dos anos, por elaborar e distribuir a Carta Gaúcha de Educação Física Escolar e por colocar em evidência, sobretudo aos olhos das autoridades públicas, a importância da Educação Física Escolar. “Por causa da Comissão de Educação Física Escolar do CREF2/RS, temos no Rio Grande do Sul um projeto de lei, de autoria do deputado Tiago Simon, para tornar obrigatória as demandas do PLC 116/2013 no nosso Estado. Isto mostra o quanto estamos trabalhando, nos coloca à frente e evidencia a luta de todos os nossos profissionais”, destacou.

A Comissão de Educação Física Escolar é formada pelos profissionais Miryam Brauch (CREF 006834-G/RS), Márcia da Cruz (CREF 007542-G/RS), Leila Iabel (CREF 000113-G/RS) e João Guilherme Queiroga (CREF 000839-G/RS).

Educação Física Escolar ENAPEF