Notícias




Data Inicial:
(dd/mm/aaaa)  

Data Final:
(dd/mm/aaaa)  
Título:
Palavras na Notícia:



CongregaCREF reúne profissionais e estudantes para discutir atividade física e saúde
04/09/2015
Fonte: CREF2/RS

Para comemorar o Dia do Profissional de Educação Física, celebrado todos os anos em 1º de setembro, o CREF2/RS realizou o CongregaCREF – Seminário Sul Brasileiro de Educação Física. O evento, realizado entre os dias 28 e 29 de agosto, no auditório da AMRIGS, reuniu profissionais e estudantes para discutir temas relacionados à atividade e à saúde.

Além da mesa-redonda "Multidisciplinaridade na Saúde", com os conselheiros Leomar Tesche (CREF 000129-G/RS), Carlos Cimino (CREF 001691-G/RS) e representantes do CREFITO5 e do CRN-2, o CongregaCREF contou com diversas palestras. A primeira, ministrada Alexandre Lazzarotto (CREF 002537-G/RS), trouxe para discussão a atuação do profissional de Educação Física nas doenças crônicas. De acordo com o integrante do GT Exercício Físico do Departamento de DST/Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, este tipo de enfermidade representa 72% dos óbitos no Brasil e o exercício é a forma mais barata de prevenção. "O treinamento melhora a capacidade cardiorrespiratória e outros fatores. O profissional de Educação Física tem muitas possibilidades de atuação", destacou.

O primeiro dia (28) contou ainda com a palestra de Elio Carravetta (CREF 002980-G/RS), que foi antecedida pela abertura oficial do evento. No discurso, a presidente Carmen Masson (CREF 001910-G/RS) destacou que o Seminário era uma demanda dos profissionais registrados e que, através do aperfeiçoamento, é possível construir uma profissão e um Conselho mais forte. Carravetta, com quase 20 anos de experiência no Departamento de Preparação e Reabilitação Física do Sport Club Internacional, falou sobre a relação entre a gestão esportiva e a saúde. Ele destacou que o Estado hoje tem 5 milhões de sedentários e que o esporte, sem bem gerido, pode mudar hábitos. "Os profissionais de Educação Física podem assumir o papel de protagonista neste processo, implementando e massificando programas esportivos", pontuou.

No segundo dia (29), o CongregaCREF contou com as palestras de Ricardo Catunda (CREF 000001-G/CE), intitulada "Atividade física na Escola"; Áderson Loureiro (CREF 000038-G/RS), chamada "Academia e seus profissionais, promotores da saúde ou não!;" e Paulo Rodrigo da Silva (CREF 002076-G/RS), intitulada "Anabolizantes na academia: qual é o papel do profissional de Educação Física?". Com transmissão ao vivo pela Internet, o público pode acompanhar também de casa estes debates, que tiveram como tópicos principais as metodologias e estratégias da Educação Física Escolar, a inserção dos profissionais no mercado fitness e formas de combater o uso de anabolizantes para fins exclusivamente estéticos.

Os dados mais curiosos apresentados foram o crescimento de 133% no número de academias no Brasil e que o uso de anabolizantes é maior do que o uso de crack em nosso país. Para Catunda, as dificuldades de hoje não estão relacionadas à forma como a Educação Física é ministrada, sobretudo nas escolas. O que é preciso é reforçar que a atividade física pode mudar e salvar vidas. "Não há como prescrever atividade física sem uma avaliação prévia. Por atender públicos distintos, precisamos conhecer os alunos, em primeiro lugar. Sem isso, ao invés de promover a saúde, podemos ser responsáveis por problemas graves", complementou Oliveira.

O resultado do CongregaCREF, totalmente gratuito para os profissionais registrados no CREF2/RS foi considerado extremamente positivo. De acordo com a Presidente, a ideia agora é aperfeiçoar e incrementar o Seminário para a sua segunda edição, já no ano que vem.

CongregaCREF