Notícias




Data Inicial:
(dd/mm/aaaa)  

Data Final:
(dd/mm/aaaa)  
Título:
Palavras na Notícia:



CREF2/RS expressa preocupação com extinção da Fundergs em reunião com secretário Estadual de Turismo, Esporte e Lazer
11/08/2015
Fonte: CREF2/RS

O projeto de extinção da Fundação de Esporte e Lazer do Rio Grande do Sul (FUNDERG), aliado ao corte de verbas e a possível descontinuidade dos projetos na área de esportes, anunciados pelo Governo do Estado, levaram a presidente do CREF2/RS, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), os conselheiros Carlos Alberto Cimino (CREF 001691-G/RS) e João Guilherme de Souza Queiroga (CREF 000839-G/RS), além de várias entidades desportivas gaúchas a se reunirem, nesta segunda-feira (10), com o secretário Estadual de Turismo, Esporte e Lazer, Juvir Costella, na tentativa de esclarecer as novas diretrizes governamentais.

Durante a reunião, Costella confirmou o fim da Fundergs, mas garantiu aos presentes que seus serviços serão preservados ao serem incorporados pela Secretaria. “É um processo de gestão estratégica em que vamos diminuir o quadro pessoal, com a meta de economizar cerca de R$ 2 milhões. Estes recursos serão reinvestidos no esporte”, alega. O secretário disse que novos editais estão temporariamente suspensos, mas os convênios firmados por meio da Lei Pelé permanecem, e o Projeto Pró-Esporte, de apoio ao esporte educacional, participação, inclusão e rendimento, terá abertura no dia 24 de agosto, com mudanças no regramento e possível diminuição no prazo de captação de recursos. “Também definimos os esportes olímpicos como prioridade dos nossos esforços”, conclui.

A presidente do CREF2/RS manifestou preocupação quanto à extinção da Fundergs e sua absorção pela Secretaria. “Fundações, em sua constituição jurídica, tem dotação orçamentária própria e, se bem administradas, podem dar mais agilidade às questões do esporte e do lazer de que a sociedade gaúcha tanto precisa”, analisa. Carmen também expressou solidariedade aos profissionais que serão demitidos na Fundação e no Centro Estadual de Treinamento Esportivo (CETE). “A despeito da série de problemas estruturais que vimos na trajetória destes órgãos, há um quadro de profissionais com qualidade que deveria continuar a exercer suas atividades com a presteza de sempre”.

O conselheiro Carlos Alberto Cimino analisou as medidas como medianas em relação à crise e também lamentou as demissões. “Falamos claramente nossos anseios, necessidades e urgências ao secretário. Ele, em contrapartida, sinalizou que haverá novos tetos e critérios de abordagem para projetos, e que se deverá respeitar a excepcionalidade dos prazos divulgados”.

Já o conselheiro Queiroga explicitou ao secretário a luta histórica dos profissionais de Educação Física em prol da Educação Física Escolar e pela inclusão social. “Fazemos parte de um processo que construiu neste país uma legislação que visa o incentivo do esporte educacional, conseguindo que o Governo Federal editasse legislação própria. No momento, esperamos apoio da Secretaria aos Jogos Universitários Brasileiros (JUBs), tão importantes na consolidação de novos atletas”.

Fizeram parte do encontro na SEL a Federação Gaúcha de Voleibol, VoleiSul, Associação de Jetski do RS, Federação de Clubes de Esportes Equestres, Veleiros do Sul, Federação Gaúcha Universitária de Esportes e Instituto Gaúcho de Esportes.

Fundergs