Notícias




Data Inicial:
(dd/mm/aaaa)  

Data Final:
(dd/mm/aaaa)  
Título:
Palavras na Notícia:



CREF2/RS participa do Arrastão da Fiscalização no Litoral gaúcho
18/01/2019
Fonte: CREF2/RS/Assessoria de Comunicação do CRMV-RS

Agentes fiscais das áreas de Medicina Veterinária e Zootecnia, Educação Física, Nutrição, Medicina, Biologia, Farmácia, Fonoaudiologia, Administração e Engenharia realizaram uma série de ações no Litoral gaúcho nesta semana, do dia 15 ao dia 17, para verificar a situação de estabelecimentos da área de saúde. O Arrastão de Fiscalização, como foi denominada a atividade, é uma iniciativa do Fórum dos Conselhos Profissionais do Rio Grande do Sul (Fórum/RS), com foco na saúde única, que compreende as áreas humana, animal e ambiental.

Os fiscais percorrem municípios do Litoral Norte e Sul para garantir o cumprimento das normas que garantem o bom funcionamento e atendimento em hospitais, clínicas veterinárias, Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), Unidades Básicas de Saúde (UBSs), laboratórios e prefeituras e constataram uma série de irregularidades. O objetivo é fiscalizar o exercício regular das profissões e se a estrutura e serviços oferecidos condizem com as exigências previstas em lei, garantindo que a sociedade tenha acesso a serviços de qualidade.

O Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS visitou órgãos públicos e estabelecimentos privados que oferecem algum tipo de atividade privativa do profissional de Educação Física. O objetivo foi reprimir profissionais sem registro ou o exercício ilegal da profissão. Durante a ação, foram fiscalizados um hospital em Tramandaí e outro em Torres, sem nenhuma intercorrência constatada. Também foram vistoriadas três Unidades de Pronto Atendimento (UPA), localizadas em Torres e Capão das Canoa, bem como as prefeituras responsáveis pelas Unidades. Em uma das UPAs, era oferecido serviço de caminhada e alongamento para terceira idade, porém sem acompanhamento de profissional de Educação Física devidamente habilitado. Também foram flagrados profissionais sem registro atuando em dois municípios. Ao todo, foram sete estabelecimentos fiscalizados, entre hospitais, pronto atendimento e prefeituras.
Foto: Fórum-RS

Arrastão de Fiscalização