Notícias




Data Inicial:
(dd/mm/aaaa)  

Data Final:
(dd/mm/aaaa)  
Título:
Palavras na Notícia:



Nova unidade móvel do CREF2/RS será sua sede sob rodas no interior gaúcho
03/09/2018
Fonte: CREF2/RS

No final de 2017, o CREF2/RS adquiriu um furgão Mercedes Benz 515 CDI, o modelo mais modernado da montadora nesta classe de veículos. Seu interior está sendo transformado em um escritório de atendimento, equipado com notebooks, impressoras e gerador elétrico. Após as modificações, a van terá capacidade para atender até quatro pessoas sentadas confortavelmente dentro do escritório climatizado. Tudo isso para se converter na nova unidade móvel do Conselho, que passará a integrar as viagens do projeto Interiorizasul. O objetivo será aliar uma melhor assistência aos profissionais do interior do estado com o aumento da área de cobertura do projeto, proporcionando autonomia suficiente para chegar a municípios que atualmente não são visitados pela dificuldade de acesso ou pela falta de cedência de local. É importante frisar que o caráter autárquico do CREF2/RS faz com que compras deste vulto sigam a Lei nº 8.666, que prevê licitação para efetuar compra da van, a contratação do projeto e a adaptação interna. Por este motivo, a unidade móvel possivelmente será inaugurada pela nova diretoria escolhida após as eleições do CREF2/RS, em setembro de 2018.

O Rio Grande do Sul possui uma extensão territorial de cerca de 280 mil km², onde apenas 30% das pessoas físicas e jurídicas estão localizados na capital e sua Região Metropolitana. Os 70% restantes estão distribuídos de maneira assimétrica em outras regiões do estado, o que dificulta o atendimento dos profissionais mais distantes. Atualmente, o projeto Interiorizasul conta nas suas viagens com uma supervisora de Interiorização e um motorista para realizar os serviços de translado e atendimento. Eles trabalham em locais cedidos por prefeituras ou instituições de ensino superior, havendo necessidade de adaptação às instalações e aos horários cedidos.

A presidente do CREF2/RS, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), explicou que projeto de expansão física no interior do Conselho no estado, por meio da criação de postos avançados de atendimento, ficou dificultado pela falta de pessoas capacitadas, visto que os funcionários são nomeados por concurso público. Entretanto, no último edital aberto, infelizmente não houve classificados para os cargos no interior, como nas cidades de Pelotas e de Santa Maria. "Agora a van será a sede itinerante do Conselho, pois todos serviços de registro oferecidos em Porto Alegre estarão disponíveis aos profissionais nas suas cidades”, assegurou a presidente, que também ressaltou que as visitas poderão se prolongar por uma semana no município programado, o que dará oportunidade aos profissionais das cidades vizinhas buscarem atendimento. “Este é mais um meio de nos aproximarmos dos nossos registrados na sua própria região”, completou a presidente.

A gerente do CREF2/RS, Tatiana Cidade (CRA TE-001259-RS), declarou que a antiga seccional em Caxias do Sul gerava despesas anuais na ordem de R$ 340 mil reais e que os valores projetados só aumentavam, gerados pelos reajustes anuais com custos de pessoal, serviços contratados, locação do espaço, translados para capacitações e deslocamento dos servidores. “Este valor subsidiaria até dois veículos viajando quinzenalmente para todas as regiões do estado, abrangendo um público de registrados muito maior”, constatou.

Tatiana também esclareceu que o projeto recebeu aporte financeiro do CONFEF, por meio do “Programa de Desenvolvimento dos CREFs”, no qual anualmente o Conselho Federal disponibiliza valores a título de investimento em projetos que julga estrategicamente adequados aos regionais. “O que possibilitou pouquíssimo investimento por parte do CREF2/RS na aquisição do veículo e da própria adaptação interna, visto que o subsídio concedido superou mais da metade do valor do projeto da unidade móvel”.

Segundo a presidente Carmen Masson, o objetivo do Conselho é a de reduzir custos e investir estes recursos de forma mais eficiente, pois com seccionais fixas, atende-se a poucas regiões, já com unidades móveis, esse atendimento seria estendido a um público muito maior. O projeto Interiorizasul, com auxílio da Van, passará a contar com um funcionário do Departamento de Registro, que com seus conhecimentos fará com que os procedimentos possam ser realizados na hora, tais como registros, emissões de Cédula, protocolos diversos, emissão de certificados de funcionamento e atualizações. A van também dará suporte a todos os eventos externos realizados pelo CREF2/RS.

*A imagem que ilustra esta matéria é uma simulação baseada no projeto de adaptação da van*

Interiorizasul