Notícias




Data Inicial:
(dd/mm/aaaa)  

Data Final:
(dd/mm/aaaa)  
Título:
Palavras na Notícia:



II Encontro Sul Brasileiro das Comissões de Orientação e Fiscalização e Ética Profissional é nesta sexta e sábado
21/06/2017
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS irá realizar, nesta sexta e sábado, dias 23 e 24 de junho, o II Encontro Sul Brasileiro das Comissões de Orientação e Fiscalização e Ética Profissional. Pela primeira vez em Porto Alegre, o evento estará aberto à presença dos membros destas respectivas Comissões, vinculadas aos três CREFs da região sul.

Com o intuito de discutir e padronizar os procedimentos voltados à atuação de fiscalização, assim como do trabalho relacionado às respectivas Comissões, o Encontro terá as palestras de Paulo Valério Moraes, procurador de Justiça do Rio Grande do Sul, e do conselheiro federal Angelo Vargas (CREF 000007-G/RJ).

II Encontro Sul Brasileiro das Comissões de Orientação e Fiscalização e Ética Profissional
Data: 23 e 24 de junho, sexta-feira e sábado
Horário: das 13h30min às 20h e das 8h às 13h, respectivamente
Local: Hotel Embaixador
Endereço: Rua Jerônimo Coelho, 354 - Centro Histórico
Inscrições: exclusivamente para membros das Comissões do CREF2/RS, CREF3/SC e ao CREF9/PR

Fiscalização Ética Profissional



DEFOR não tem atendimento nesta sexta-feira
20/06/2017
Fonte: CREF2/RS

Em razão de uma atividade externa, o Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS não irá atender nesta sexta-feira, dia 23 de junho, na sede de Porto Alegre. O expediente retomará o horário normal, das 9h às 17h, já na próxima segunda-feira, dia 26 de junho. Mais informações pelo telefone (51) 3288-0200.

Fiscalização DEFOR



Fiscalização fecha quatro academias irregulares na primeira semana de junho
20/06/2017
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Orientação e Fiscalização (DEFOR) do CREF2/RS, na primeira semana de junho, fechou quatro academias irregulares e autuou 14 estabelecimentos, em todo o Rio Grande do Sul, por algum tipo de infração. Entre as empresas notificadas, sete não contavam com um profissional habilitado no momento da visita e cinco estavam permitindo o exercício ilegal da profissão. As academias que tiveram as atividades suspensas, nas cidades de Novo Hamburgo, Alvorada, Guaíba e Pelotas, vão precisar regular a sua situação antes de voltar a atender.

As ações de fiscalização, realizadas entre os dias 4 e 10 de junho, também autuaram cinco pessoas, sendo três por exercício ilegal da profissão. Ao todo, foram feitas 27 visitas e atendidas 13 denúncias neste período. Outras cinco empresas foram notificadas por não regularizarem a sua situação dentro do prazo estabelecido anteriormente elo DEFOR, duas denúncias foram encaminhadas à Comissão de Ética Profissional do CREF2/RS e cinco processos de fiscalização foram abertos, referentes a casos reincidentes em infrações gravíssimas.

Além dos municípios já mencionados, os agentes fiscais do Conselho também esteviram em Campo Bom, Eldorado do Sul, Charqueadas, São Jerônimo e Porto Alegre. Independente do local, o DEFOR segue à disposição para receber e averiguar irregularidades. Para contribuir com o trabalho da Fiscalização, basta preencher este formulário de denúncia.

Fiscalização



Interiorizasul visita Pelotas e Bagé na primeira semana de julho
19/06/2017
Fonte: CREF2/RS

Com o intuito de estar mais próximo dos profissionais do interior, o CREF2/RS executa o projeto Interiorizasul, em que realiza visitas de atendimento em cidades fora de Porto Alegre. Na primeira semana de julho, o Conselho estará em Pelotas e Bagé, oferecendo os serviços de atualização cadastral, entrega de Cédula, coleta de digital e parcelamento de anuidades, entre outros mais. Nestes locais, a equipe do CREF2/RS também estará recebendo a documentação necessária para novos registros.

O agendamento de cada um destes serviços pode ser feito até dois dias antes de cada saída de visita, acessando este link. Além de ser uma forma de aproveitar melhor o tempo dos profissionais que procuram o Interiorizasul, esta pré-etapa otimiza o trabalho do Conselho e informa previamente os documentos que são imprescindíveis para os procedimentos. Diretamente nos locais, o atendimento não agendado é feito por ordem de chegada.

Interiorizasul Pelotas
Datas: 3 de julho, das 14h30min às 18h; e 4 de julho, das 9h às 12h e das 14h às 18h
Local: Faculdade Anhanguera de Pelotas – Sala 1101
Endereço: Avenida Fernando Osório, 2301 – Centro
Agendamento disponível até o dia 29 de junho

Interiorizasul Bagé
Datas: 5 de julho, das 14 às 18h; e 6 de julho, das 9h às 11h
Local: URCAMP – Campus Esportivo – Ginásio Corujão
Endereço: Rua Coronel Azambuja, 35 – Centro
Agendamento disponível até o dia 29 de junho

Interiorizasul Bagé Pelotas



Fiscalização autua 26 empresas e 21 pessoas na primeira semana de junho
13/06/2017
Fonte: CREF2/RS

As ações de fiscalização do CREF2/RS, realizadas entre os dias 28 de maio e 3 de junho, resultaram em uma academia fechada, em Santo Antônio das Missões, e em outros 26 estabelecimentos autuados por algum tipo de infração, como descumprir o Termo de Cooperação previamente assinado, permitir o exercício ilegal da profissão e não possuir registro ou um profissional habilitado no momento da visita.

Entre estes dias, os agentes do Departamento de Orientação e Fiscalização (DEFOR) também atenderam 25 denúncias e notificaram outras 21 pessoas, por estarem fora da área de atuação – Licenciados trabalhando como Bacharéis – ou por exercício ilegal da profissão. Nove multas também foram aplicadas e 12 empresas e pessoas notificadas por não regularizarem a sua situação após vencido o prazo de justificativa.

As cidades visitadas, neste período, foram Santo Ângelo, Cerro Largo, Roque Gonzales, São Miguel das Missões, Caibaté, São Luiz Gonzaga e Santo Antônio da Missões. O CREF2/RS segue à disposição para receber e averiguar irregularidades. Você pode contribuir com o trabalho da Fiscalização enviando a sua denúncia por aqui.

Fiscalização



CREF2/RS realiza II Encontro Sul Brasileiro das Comissões de Orientação e Fiscalização e Ética Profissional
12/06/2017
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS irá promover, nos dias 23 e 24 de junho, a segunda edição do Encontro Sul Brasileiro das Comissões de Orientação e Fiscalização e Ética Profissional. O evento, dedicado exclusivamente aos membros das respectivas Comissões dos três CREFs da região sul, vai ser realizado pela primeira vez em Porto Alegre, no Hotel Embaixador.

O evento terá, mais uma vez, o objetivo de discutir e padronizar os procedimentos voltados à atuação de fiscalização, assim como das respectivas Comissões, visando a propagação de um trabalho coeso e que resulte, a curto prazo, em uma uniformização das atividades desempenhadas pelo Sistema CONFEF/CREFs neste sentido. Paulo Valério Moraes, procurador de Justiça do Rio Grande do Sul, e o conselheiro federal Angelo Vargas (CREF 000007-G/RJ) serão os palestrantes do evento.

O link para as inscrições foi encaminhado diretamente ao CREF3/SC e ao CREF9/PR.

II Encontro Sul Brasileiro das Comissões de Orientação e Fiscalização e Ética Profissional
Data: 23 e 24 de junho, sexta-feira e sábado
Horário: das 13h30min às 20h e das 8h às 13h, respectivamente
Local: Hotel Embaixador
Endereço: Rua Jerônimo Coelho, 354 - Centro Histórico
Inscrições: abertas exclusivamente para membros das Comissões de Fiscalização e Orientação e Ética Profissional do CREF2/RS, CREF3/SC e ao CREF9/PR

Fiscalização Ética Profissional



Interiorizasul atende em Vacaria no final deste mês
12/06/2017
Fonte: CREF2/RS

Com o intuito de estar mais próximo dos profissionais do interior, o CREF2/RS executa o projeto Interiorizasul, em que realiza visitas da atendimento em cidades fora de Porto Alegre. Nos dias 26 e 27 de junho, o Conselho estará em Vacaria, oferecendo os serviços de atualização cadastral, entrega de Cédula, coleta de digital e parcelamento de anuidades, entre outros mais, àqueles que moram neste município e na região nordeste do Estado. Neste local, o CREF2/RS também estará recebendo a documentação necessária para novos registros.

O agendamento de cada um dos serviços pode ser feito até dois dias antes de cada visita, acessando este link. Além de ser uma forma de aproveitar melhor o tempo dos profissionais que procuram o Interiorizasul, esta pré-etapa otimiza o trabalho do Conselho e informa previamente os documentos que são imprescindíveis para estes procedimentos. Diretamente no local, o atendimento não agendado será feito por ordem de chegada.

Interiorizasul Vacaria
Data: 26 e 27 de junho, das 14h30min às 18h e das 9h às 12h, respectivamente
Local: Universidade de Caxias do Sul – Campus de Vacaria – Bloco B – 2013
Endereço: Avenida Dom Frei Cândido Maria Bampi, 2800

Interiorizasul



CREF Serra não tem expediente nesta quinta
08/06/2017
Fonte: CREF2/RS

Em razão dos imprevistos ocasionados pela chuva, o CREF Serra não vai abrir hoje, dia 8 de junho. O atendimento retornará nesta sexta-feira, dia 9 de junho, no seu horário normal, das 13h às 18h. Mais informações pelo telefone (51) 3288-0200.

CREF Serra



CREF2/RS participa da audiência pública sobre os cursos EAD na área na saúde
08/06/2017
Fonte: CREF2/RS

A Câmara da Saúde do Fórum-RS realizou ontem, dia 7 de junho, uma audiência pública para debater os cursos de graduação à distância e a formação por EAD na área da saúde. O encontro, que contou com a presença dos presidentes do CREF2/RS e do CONFEF, respectivamente Carmen Masson (CREF 01910-G/RS) e Jorge Steinhilber (CREF 0000002-G/RJ), foi proposto pela Comissão de Saúde e Meio Ambiente da Assembleia Legislativa, representada pelo deputado estadual Valdeci Oliveira.

Carmen e Steinhilber fizeram parte da mesa, juntamente com representantes de outros nove Conselhos Profissionais da área da saúde e membros da Escola de Saúde Pública do Rio Grande do Sul, do Conselho Nacional de Saúde e da UNE. William Perez, presidente da Comissão de Ensino Farmacêutico, do Conselho Federal de Farmácia, foi quem abriu a discussão, falando a respeito da representatividade dos profissionais de saúde no Brasil, atualmente estimados em quatro milhões de pessoas. Ele também abordou questões relacionadas ao mercado educacional no país, informando que 76% das vagas no Ensino Superior está concentrada na área privada e que existem, aproximadamente, 274 mil acadêmicos na modalidade EAD na área da saúde.

Diante destes números, Carmen salientou que os Conselhos não são contra o uso da tecnologia, mas que há um consenso de que a formação básica destes profissionais precisa ser feita de maneira presencial. “Não estamos nos opondo ao EAD, inclusive acreditamos que esta seja uma ótima modalidade para os níveis de pós-graduação. Mas a Educação Física, assim como os demais cursos da área da saúde, tem as suas particularidades que só podem ser trabalhadas com a prática. Caso isto não ocorra, a formação destes futuros profissionais poderá ficar comprometida”.

Com espaço aberto para a fala dos demais presentes e também da plateia, a Audiência definiu que a Câmara da Saúde, em parceria com a Comissão de Saúde e Meio Ambiente da Assembleia Legislativa, irá encaminhar, nas próximas semanas, uma proposta de projeto de lei estadual para inviabilizar estes cursos EAD em todo o Rio Grande do Sul. Como destacou Oliveira, há também o plano de elaborar uma cartilha para a sociedade em geral, esclarecendo os prejuízos que poderão ser gerados pela formação EAD na área da saúde.

Câmara da Saúde Fórum-RS EAD



Fiscalização autua 16 estabelecimentos e 17 pessoas na última semana de maio
08/06/2017
Fonte: CREF2/RS

As ações de fiscalização do CREF2/RS, realizadas entre os dias 21 e 27 de maio, resultaram em 16 estabelecimentos autuados por algum tipo de infração, como a ausência de registro ou de um profissional habilitado no momento da vista. Além destas academias, os agentes do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) notificaram 17 pessoas, sendo sete por exercício ilegal da profissão e cinco por descumprimento do Código de Ética Profissional.

Na última semana de maio, a Fiscalização também fechou uma academia, que funcionava de maneira totalmente irregular, na capital. As cidades visitadas, neste período, foram Santa Maria, Mata, São Sepé, São Gabriel e Porto Alegre. Você pode contribuir com o trabalho do DEFOR enviando a sua denúncia por aqui.

Fiscalização



Audiência Pública sobre EAD ocorre nesta quarta na Assembleia Legislativa
06/06/2017
Fonte: CREF2/RS

A Câmara da Saúde do Fórum dos Conselhos Regionais e Ordens das Profissões Regulamentadas do Rio Grande do Sul (Fórum-RS) vai realizar amanhã, dia 7 de junho, a Audiência Pública Sobre os Cursos de Formação a Distância para a Área da Saúde. O evento ocorrerá na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, a partir das 19h, com entrada gratuita.

Nos últimos anos, o MEC vem estimulando a disseminação do modelo de Ensino a Distância (EAD), com o objetivo de facilitar o acesso de estudantes ao nível superior. Tendo em vista esta realidade, o Conselho Federal de Educação Física encaminhou um ofício a Hélio Chaves Filho, diretor de Regulação e Supervisão em EAD do Ministério da Educação, para que o curso não seja oferecido nesta modalidade. No documento, o CONFEF listou os problemas inerentes à aplicação do EAD, tanto na Educação Física como nas demais graduações na área da saúde.

A Audiência, que contará com a presença do CREF2/RS e de representantes dos demais Conselhos Profissionais da saúde, terá o intuito de debater este tema e os seus desdobramentos, muito deles relacionados ao desenvolvimento das competências destes futuros profissionais. Compareça!

Audiência Pública Sobre os Cursos de Formação a Distância para a Área da Saúde
Data: quarta-feira, dia 7 de junho, às 19h
Local: Auditório Dante Barone da Assembleia Legislativa
Endereço: Praça Marechal Deodoro, 1010 – Centro Histórico

Audiência Pública Fórum-RS saúde EAD



Estão abertas as indicações para o Troféu Destaque 2017
06/06/2017
Fonte: CREF2/RS

Os profissionais registrados no CREF2/RS têm até o dia 4 de julho para fazer a sua indicação ao Troféu Destaque 2017. O prêmio, entregue pelo CREF2/RS anualmente àqueles que mais se destacaram na profissão ao longo do último ano, faz parte das comemorações do Dia do Profissional de Educação Física, celebrado em 1º de setembro. O regulamento e o link para a votação estão disponíveis aqui.

Com o objetivo de valorizar os profissionais e os estabelecimentos que zelam pelo prestígio da Educação Física, o Troféu Destaque 2017 possui 15 categorias abertas à votação. Todos os profissionais registrados e que estejam em dia com as suas obrigações estatutárias estão aptos a fazer as suas indicações e também a concorrer a um dos prêmios. Outros dois troféus – Personalidade do Ano e Veiculo de Comunicação – terão os seus vencedores escolhidos diretamente pela Plenária. As categorias são:

– Mérito da Educação Física
– Profissional do Ano
– Profissional de Academia
– Profissional de Atividade Física na Empresa e Ginástica Laboral
– Profissional com Atuação em Projetos Sociais
– Profissional de Escola
– Profissional de Esporte Radical e de Aventura
– Profissional de Lutas
– Profissional de Paradesporto e Atividade Adaptada
– Profissional de Recreação
– Profissional de Corrida de Rua
– Profissional Técnico Desportivo
– Profissional da Saúde
– Academia
– Clube ou Sociedade

As indicações feitas pelos profissionais resultarão numa lista com três finalistas para cada uma das categorias. Os nomes mais votados serão revelados aqui no site do CREF2/RS e, posteriormente, os vencedores serão eleitos pela Plenária. Os ganhadores vão ser conhecidos somente na cerimônia de entrega do Troféu, no dia 1º de setembro, no Grêmio Náutico União. Clique aqui para participar.

Trofeu Destaque



Convenção Brasil ocorre nesta semana e tem atendimento do CREF2/RS
05/06/2017
Fonte: CREF2/RS

A 24º Convenção Brasil, que irá ocorrer entre os dias 8 e 11 de junho no Parque Esportivo da PUCRS, vai ter um estande do CREF2/RS, na sua Feira de Esportes, para atendimento. Os profissionais de Edu cação Física encontrarão no local diversos serviços, como atualização cadastral, entrega de Cédula, colega de digital e parcelamento de anuidades. O agendamento destes procedimentos ficará aberto até amanhã, dia 7 de junho, e pode ser feito diretamente por aqui. No local, será respeitada a ordem de chegada.

Registrados no CREF2/RS também têm descontos progressivos na inscrição dos cursos da Convenção Brasil deste ano: 10% para uma atividade e 15% para duas ou mais atividades. Ainda há vagas para a maioria dos cursos e a programação completa está disponível neste link.

24ª Convenção Brasil
Data: de 8 a 11 de junho de 2017
Local: Parque Esportivo da PUCRS
Endereço: Avenida Ipiranga, 6690 (Prédio 80 e 81) – Partenon
Mais informações: http://convencaobrasil.com.br e (51) 3273-0716

Convenção Brasil



Profissionais registrados têm desconto no Curso de Especialização em Educação Física Gerontológica da PUCRS
02/06/2017
Fonte: CREF2/RS

A PUCRS está com as inscrições abertas do Curso de Especialização em Educação Física Gerontológica, que será realizado entre agosto de 2017 e setembro de 2018. A atividade, promovida pelo Instituto de Geriatria e Gerontologia da Universidade, é aberta para todos os profissionais de Educação Física, com 10% de desconto para registrados no CREF2/RS. Para mais informações, acesse este link.

Com 366 horas-aula e com encontros às quintas e às sextas-feiras, a cada 15 dias, o curso tem o objetivo de qualificar os profissionais de Educação Física para atuarem com a população idosa, aprofundando os conhecimentos sobre as características biológicas do envelhecimento e a sua associação com as principais doenças que comumente afetam a saúde e a qualidade de vida dos idosos. Inédita no Rio Grande do Sul, a atividade terá mestres e doutores em Geriatria, Gerontologia, Medicina e Educação Física como professores, com todos conhecimento na prescrição de exercício físico para idosos.

Curso de Especialização em Educação Física Gerontológica
Inscrições até o dia 10 de agosto, com 10% de desconto para profissionais registrados no CREF2/RS
Aulas de 24 de agosto de 2017 a 27 de setembro de 2018
Inscrições e mais informações aqui

Convênios



CREF2/RS divulga vencedores do sorteio Convenção Brasil 2017
01/06/2017
Fonte: CREF2/RS

O Conselho sorteou, entre terça e quinta-feira, dias 30 de maio e 1º junho, respectivamente, 21 vagas para os cursos do Convenção Brasil deste ano. A programação completa do evento, que irá ocorrer de 8 a 11 de junho, no Parque Esportivo da PUCRS (Avenida Ipiranga, 6690 – Prédio 81), está disponível aqui.

Todos os vencedores estão sendo contatados por e-mail e deverão responder a mensagem, confirmando presença. No dia de cada curso, os nomes dos contemplados estarão no estande de credenciamento será necessária a apresentação de um documento de identidade com foto para a realização da inscrição, de forma totalmente gratuita.

Confira os vencedores:

Curso Fitness nº 01: “Personal Premium: Treinamento & Gestão”
Cristiane Ribeiro Braga (CREF 016623-G/RS)

Curso Fitness nº 06: “Treinamento de Boxe Feminino”
Cristiane Russo Ferreira (CREF 008628-G/RS)

Curso Gestão nº 14: “Coordenador: Talento para Ser Líder”
Fabio de Souza Lucio (CREF 024469-G/RS)

Curso Wellness nº 18: “Funcional Dance”
Eduardo Fagundes da Silva (CREF 025161-G/RS)

Curso Wellness nº 21: “Exercício Físico na Empresa: um Negócio Rentável para Todos”
Felipe Benevides (CREF 009974-G/RS)

Curso Wellness nº 26: “Lesões no Fitness e no Esporte”
Elisandra Souza Soares dos Santos (CREF 022177-G/RS)

Curso Esporte nº 30: “Treinamento de Corrida: do Iniciante ao Campeão”
Isabel Cristina da Silva Cunha (CREF 016468-G/RS)

Curso Fitness nº 02: “Boxe Funcional”
Jonata Cesar Macagnan Teles (CREF 013206-G/RS)

Curso Fintess nº 10: “A Base do Levantamento de Pesos para o CrossTraining e Treinamento Funcional”
Monalize Cândido Pacheco (CREF 024642-G/RS)

Curso Gestão nº 15: “Como Evitar os 10 Erros Fatais na Gestão”
Mayara Machado Rodrigues (CREF 022385-G/RS)

Curso Wellness nº 19: “Workshop de Liberação Miofascial”
Leandro da Silva Pereira (CREF 023175-G/RS)

Curso Wellness nº 22: “Mat Pilates Original”
Aline Cerqueira Gomes (CREF 009127-G/RS)

Curso Acqua nº 32: “Hidro Acqua Performance: Treinamento Aquático Aplicado no Desempenho Motor”
Fernando Mattos Fernandes (CREF 009640-G/RS)

Curso Fitness nº 4: “Kettlebell: do Fitness ao Treinamento Físico Funcional”
Fátima Aparecida Cunha de Almeida (CREF 012736-G/RS)

Curso Fitness nº 12: “Treinamento Feminino”
Caroline Maria Mielke (CREF 024633-G/RS)

Curso Gestão nº 17: “Empreendedor Fitness Digital”
Vivian Escoteguy Pereira (CREF 020474-G/RS)

Curso Wellness nº 20: “A Avaliação Física Pode Melhorar seus Resultados”
Aline Duarte da Silveira (CREF 023181-G/RS)

Curso Wellness nº 24: “Ginástica Laboral: Oficinas Práticas, Planejamento e Inovação de Programa”
Luális Alves (CREF 024359-G/RS)

Curso Esporte nº 28: “Inovação no Futsal e Futebol”
Ariel Da Forno Mastella (CREF 024116-G/RS)

Curso Nutrição nº 33: “Nutrição e Treinamento Esportivo: Estratégia para Alta Performance”
Glaciane Girardello (CREF 011330-G/RS)

Convenção Brasil



CREF2/RS fecha mais quatro academias e autua 27 estabelecimentos em maio
30/05/2017
Fonte: CREF2/RS

As ações de fiscalização do CREF2/RS, realizadas entre os dias 14 e 20 de maio, resultaram em quatro academias fechadas, nas cidades de Sapucaia do Sul e Três de Maio, e em outros 27 estabelecimentos autuados por algum tipo de infração, como ausência de registro ou de um profissional habilitado no momento de visita. Para voltar a atender o público, estas empresas impedidas de funcionar precisarão, primeiramente, regularizar a situação.

Na terceira semana de maio, os agentes do Departamento de Orientação e Fiscalização (DEFOR) também atenderam 84 denúncias e notificaram 18 pessoas, por estarem fora da sua área de atuação – licenciados trabalhando como bacharelados – ou por exercício ilegal da profissão. Além disto, sete multas foram aplicadas a empresas que descumpriram o Termo de Cooperação e cinco processos foram encaminhados para serem transformados em Ação Civil Pública.

As cidades visitadas, neste período, foram Porto Alegre, São Leopoldo, Esteio, Novo Hamburgo, Sapucaia do Sul, Erechim, Getúlio Vargas, Faxinalzinho, São Valentim, Carazinho, Ijuí, Horizontina, Três de Maio, Santa Morsa, Erebango e Espumoso. O CREF2/RS segue à disposição para receber e averiguar irregularidades. Você pode contribuir com o trabalho da Fiscalização enviando a sua denúncia por aqui.

Fiscalização



Fórum dos Coordenadores de Curso de Educação Física reúne representantes de 30 instituições de ensino
29/05/2017
Fonte: CREF2/RS

A Comissão de Ensino Superior e Preparação Profissional do CREF2/RS realizou, nos dias 26 e 27 de maio, o VII Fórum dos Coordenadores de Curso de Educação Física do Rio Grande do Sul. O evento, que ocorreu pela primeira vez na FADERGS, em Porto Alegre, reuniu cerca de 30 representantes de instituições de ensino de todo o Estado, para debater assuntos relacionados ao estágio e à fiscalização, bem como ao empreendedorismo e à educação a distância.

A abertura do evento, que contou com a presença do presidente do CONFEF Jorge Steinhilber (CREF 000002-G/RJ), foi feita pela presidente do CREF2/RS Carmen Masson (CREF 001910-G/RS). A sua fala, além de destacar o trabalho feito pelo Sistema CONFEF/CREFs visando o fortalecimento da profissão, que atualmente conta com 500 mil registrados em todo o país, foi complementada por Eduardo Merino (CREF 004493-G/RS), presidente da Comissão de Ensino Superior e Preparação Profissional. “O Fórum, que surgiu com a demanda de debater assuntos importantes para o dia a dia das faculdades, chega ao seu sétimo ano, com um histórico de grandes discussões, sobre temas como políticas públicas, tecnologia e saúde mental, entre outros mais”, comentou.

Já Steinhilber aproveitou a sua saudação inicial também para destacar o número significativo de coordenadores presentes no Fórum. “Isto mostra que o nosso ensino está nas mãos de pessoas preocupadas em discutir o futuro dos profissionais que estão sendo formados pelas faculdades. O Conselho, atuando politicamente, enfrenta os mesmos desafios dos professores, que é solidificar a Educação Física em todos os seus âmbitos”.

Palestras e debates

A primeira apresentação foi feita pela assessora jurídica do CREF2/RS Cristiane Costa e pela coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS). Elas explicaram o funcionamento do procedimento de fiscalização, do momento da visita aos trâmites jurídicos finais, e como a lei de estágio é inserida neste contexto. “O Conselho só verifica se há o termo de estágio assinado e já tivemos casos em que a pessoa autuada colocou a culpa na Universidade por estar fora da sua área. Eles alegaram que não tiveram a informação sobre a divisão entre a Licenciatura e o Bacharelado e que sempre tiveram autorização para fazer estágio fora do seu curso”, relatou a dupla.

O assunto, complementado por tópicos relacionados à responsabilidade técnica de academias e à disputas judiciais que o Sistema CONFEF/CREFs enfrenta atualmente quanto às lutas, ao futebol e à dança, teve prosseguimento com a palestra de Steinhilber. O Presidente do CONFEF numerou as parcerias que existem entre as instituições de ensino e os Conselhos Profissionais e apresentou um breve panorama da Educação Física e da sua evolução enquanto curso superior. “Os professores universitários precisam, mais do que nunca, auxiliar os acadêmicos para que eles criem uma identidade profissional desde o primeiro semestre”, analisou.

O segundo dia de evento, no sábado pela manhã, teve início com a palestra de Marcelo Curth (CREF 011605-G/RS), que trouxe para discussão o empreendedorismo na Educação Física. Com larga experiência na área, ele destacou que muitos egressos do curso de Educação Física têm o perfil empreendedor e que, por causa disto, as faculdades deveriam explorar mais este tema em seus currículos. “A maioria das instituições de ensino tem disciplinas de gestão, mas ainda não se dá aula com ênfase no empreendedorismo. As ferramentas necessárias para quem pretende abrir o seu próprio negócio ainda são pouco estudadas nos cursos de Educação Física”.

A última parte do Fórum foi marcada pela mesa redonda “Educação a Distância”, com as presenças de Steinhilber e de Dari Göller (CREF 002469-G/RS), da UNIJUÍ. Neste momento, todos os coordenadores puderam relatar as experiências que vivenciam em suas faculdades e o Presidente do CONFEF ainda pode reforçar o entendimento que a Educação Física não pode ser transformada em um curso totalmente a distância. O “CONFEF, junto ao Conselho Nacional de Saúde, já se movimenta na Câmara de Deputados para barrar esta ideia”, adiantou. “O EAD só pode existir se tiver qualidade, com estágios obrigatórios, material didático bem elaborado e exigências avaliativas. O desafio é fazer com que os alunos estabeleçam uma relação de troca com os outros estudantes e uma identidade profissional, mesmo longe da sala de aula”, complementou Göller.

Fórum de Coordenadores Ensino Superior



Pesquisador da FADERGS visita CREF2/RS e traz dados preocupantes sobre a obesidade e sedentarismo
23/05/2017
Fonte: CREF2/RS

O Coordenador de Pesquisa da Escola de Saúde e Bem-Estar do Centro Universitário da FADERGS, Roberto Costa, pós-doutorado em Ciências do Movimento Humano pela UFRGS, visitou o CREF2/RS, ontem, dia 22. Costa vem estudando há 20 anos a obesidade na infância e adolescência e as doenças crônicas a elas associadas. Segundo o professor, os dados indicam que a cada ano a condição da saúde juvenil se deteriora, por mais que se façam ações governamentais e sociais de combate à obesidade. “Talvez as estratégias não sejam as mais apropriadas”, avalia.

Segundo a presidente do CREF2/RS, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), o Conselho apoia a ação de combate à obesidade infantil, problema que já se tornou uma pandemia. "Cerca de 33% das crianças e adolescentes estão com sobrepeso ou obesas. Ou seja, uma em cada três crianças tem esta doença. A obesidade implica em várias outras sequelas, sejam psicológicas, como exclusão da criança, ou agressões, via bullyng. Isto pode causar sérios traumas que deveriam ser evitados com atividade física e uma alimentação saudável".

Costa alerta para o bombardeio a que as crianças e a adolescentes sofrem pela publicidade, incentivando o consumo de alimentos ricos em gordura, açúcar e sal e com baixa qualidade nutricional. “De outro lado, enfrentamos o sedentarismo cada vez mais elevado. Crianças que antes brincavam ativamente na rua, hoje ficam inativas em frente a uma tela. A isto, soma-se alimentação inadequada, resultando em um caminho aberto para doenças”, constata.

Segundo Roberto, as classes sociais desfavorecidas sofrem mais com este tipo de alimentação. “Infelizmente, um pacote de biscoito recheado, com 1200 calorias, é mais barato do que uma fruta”, constata. O coordenador explica que o acesso a estes alimentos de má qualidade nutricional é facilitado pelo baixo custo. “Outro ponto é a questão da palatabilidade, não podemos negar que estes alimentos processados são gostosos para o paladar da criança e do adolescente”, explica.

De acordo com o coordenador, os adolescentes obesos apresentam índice elevado de síndrome metabólica. “Encontramos em Porto Alegre adolescentes obesos que tinham triglicérides alterados, colesterol elevado, obesidade abdominal, hipertensão arterial, ou seja, indivíduos com doenças de idosos, o que indica um risco elevado para a saúde, principalmente porque se apresenta uma tendência a se prolongar durante toda a vida”, argumenta. Costa conclui que estas pessoas chegam a sua vida adulta com sobrepeso e doenças crônicas, acabando por apresentar um risco maior de óbitos. “Atualmente vemos um aumento no número de indivíduos apresentando infarto aos 35 anos e AVC aos 45 anos”.

As ações para solucionar este problema têm que envolver toda a sociedade, aponta Costa. “Precisamos de uma mudança de atitude em relação a práticas alimentares e ao combate do sedentarismo, e para isto precisamos do apoio dos pais, da sociedade civil e da classe política em todos os âmbitos”. Costa vislumbra a escola como melhor ambiente para estas políticas serem efetuadas. “É o momento para utilizarmos este ambiente para a incentivarmos saúde. O ensino da matemática, da física e do português são muito importantes, mas é imperativo que eduquemos para a saúde”, arremata.

Para Costa, o professor de Educação Física que é o profissional de saúde dentro da escola, e ele tem que assumir este espaço. “É importante que tenhamos primeiro o conhecimento da condição dos alunos, precisamos saber aqueles que tem obesidade ou que estão em risco”. A partir desta etapa, afirma o professor, temos que propor as ações que envolvam a alimentação e a orientação aos pais sobre o que a criança traz para a escola. “Nos últimos cinco anos, o único país que conseguiu uma redução da obesidade na fase escolar foi nos EUA, com o programa alimentar implementado pela primeira-dama Michelle Obama. Infelizmente, com o novo presidente o programa foi revogado”, constata.

Costa explica que o deputado estadual Maurício Dziedrickir tem dois projetos de Lei envolvendo o tema. O primeiro introduz o cadastro de obesidade infanto juvenil, bem como torna obrigatório a realização da avaliação antropométrica para verificação do estado nutricional e triagem de risco para doenças crônicas não-transmissíveis nos alunos do ensino fundamental e médio nas escolas do Estado.

“E quem se não o profissional de Educação Física seria o mais indicado para realizar estas medidas”, afirma Costa. “Pois na sua graduação, o profissional de Educação Física tem disciplinas como biometria, medidas de avaliação ou avaliação física, que são matérias que cuidam desta medição antropométrica", analisa. O professor afirma ser possível fazer estes procedimentos em apenas uma aula. "Ele consegue fazer estas três medidas em todos os seus alunos. Em uma semana, ele terá conseguido medir todos os seus alunos. “Importante frisar que o PL vale para escolas públicas e particulares”, ressalta.

O segundo PL apresentado obriga todos os produtos alimentícios produzidos por indústrias do Estado a apresentar no rótulo a quantidade de sal e açúcar que contém em medidas em colheres de café. "Por exemplo, este suco tem seis colheres de chá de açúcar”.

Obesidade e Sedentarismo



6º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar reúne profissionais e estudantes em Capão da Canoa
22/05/2017
Fonte: CREF2/RS

A Comissão de Educação Física Escolar do CREF2/RS realizou, no último sábado, dia 20 de maio, o 6º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar, em Capão da Canoa. O evento, que integrou a programação do 43º ENPAEF, teve a entrada gratuita e reuniu profissionais e acadêmicos para debater o futuro da área. Neste ano, o Fórum contou com as palestras de Vitor Powaczruk (CREF 023027-G/RS), intitulada “A Educação Física dentro da nova BNCC: Reflexões sobre a Obrigação e a Opcionalidade”; e de Maria Teresa Cauduro, com o nome “A Educação Física Escolar e um Passeio pelas Linguagens do Corpo”. Powaczruk é assessor pedagógico da Secretaria Estadual de Educação e Maria Teresa pesquisadora do Grupo de Estudos Qualitativos de Formação de Professores e Prática Pedagógica em Educação Física e Ciências do Esporte (CNPq/UFRGS) e do Observatório de Educação (Unisinos).

A mesa de abertura do evento foi composta pela presidente do CREF2/RS Carmen Masson (CREF 001910-G/RS) e pela presidente da Comissão de Educação Física Escolar Miryam Brauch (CREF 006834-G/RS). Para a plateia, formada em grande parte por professores da rede pública e privada de ensino, Carmen falou sobre as funções do Conselho, para além do trabalho de fiscalização e de orientação. “A nossa atuação tem o intuito também de manter a Educação Física forte e viva no ambiente político. O Sistema CONFEF/CREFs já participou da elaboração de diversos projetos na Câmara Federal, em parceria com os deputados, para garantir a presença e o reconhecimento dos nossos profissionais em nível nacional”, revelou.

Miryam, por outro lado, aproveitou o momento para destacar o crescimento do Fórum, que chegou à sua sexta edição consecutiva, e da aproximação com a Associação dos Profissionais de Educação Física do Rio Grande do Sul (APEF/RS) ao longo desta trajetória. “O nosso trabalho, feito em parceria desde o primeiro ano, tem sido exaustivo para garantir a presença do profissional de Educação Física em todas as séries escolares. O PLC 116/2013, embora esteja engavetado na Assembleia Nacional, teve uma iniciativa parecida aqui no nosso Estado, já transformada no PL 087/2016. Este novo projeto de lei, que continua tramitando, pode ser considerado uma das grandes conquistas deste Fórum”, mencionou.

Palestras

Graduada em Educação Física pela UFRGS e em Direito pela Feevale, com doutorado pela Universitat de Barcelona em Ciências da Educação, Maria Teresa foi a primeira palestrante do Fórum. Depois de falar um pouco sobre a sua trajetória profissional e relatar algumas das suas experiências dando aula e conhecendo a realidade do ensino no Brasil, a pesquisadora apresentou didaticamente a legislação da Educação Física e um pequeno panorama do que ocorre nas escolas. A conclusão, de acordo com Maria Teresa, indica que ainda há um longo caminho para que a Educação Física seja colocada no seu devido lugar. “Ainda precisamos compreender todas as leis da nossa profissão, pois só assim poderemos posicionar a Educação Física, as suas linguagens e as suas interfaces como importantes para as pessoas”, explicou.

No âmbito das escolas, Maria Teresa também destacou a necessidade que os professores têm de trabalhar com diferentes tipos de alunos, mas sem nenhuma segregação. “As crianças, muitas vezes, vêm de lugares distintos, possuem crenças e aspectos culturais que não são compatíveis entre si. O profissional de Educação Física tem a obrigação de lidar com isto e o caminho mais adequado é trabalhar todas as possibilidades corporais, não apenas os jogos com bola”, sentenciou. A decisão do conteúdo programático, por conta disto, acaba sendo a tarefa mais difícil. “Os professores precisam vivenciar a realidade do aluno para definir como serão as aulas. Além disto, eles necessitam trabalhar com o corpo e com os gestos de cada um, aliando teoria e prática e ainda criando uma interface com as outras disciplinas, como geografia, física e matemática. Só assim o conhecimento será capaz de crescer e de abrir possibilidades para os alunos”.

Powaczruk conduziu a segunda palestra do Fórum e trouxe para o centro da discussão os diversos contextos da Educação Física Escolar, que afetam diretamente o dia a dia dos professores. “Na Secretaria Estadual de Educação, temos o dado de que quase metade dos alunos não participa das aulas de Educação Física. Cabe ao profissional de escola, por conta disto, mudar esta realidade e mostrar para a comunidade em geral que a transformação proporcionada pela disciplina é duradoura e essencial para as crianças e para os adolescentes”, comentou.

Powaczruk é um dos especialistas responsáveis pela elaboração da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) ao junto ao MEC. O projeto, que começou a ser discutido em 2013 e deverá ser adotado por todas as escolas públicas e privadas do Brasil em um futuro bastante próximo, também foi abordado na sua apresentação. “A Educação Física ainda não era considerada uma disciplina obrigatória em 1996, mas em 2001 passou a ser um componente curricular imprescindível na formação de todos os alunos. As alterações da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), ao longo do tempo, trouxeram alguns dos benefícios que tentarão ser ampliados agora com a adoção da BNCC”, declarou o palestrante.

A parte final do Fórum foi dedicada às perguntas da plateia. Os palestrantes puderam complementar os assuntos abordados nas suas apresentações e ainda tratar de outros temas extremamente conflituosos e atuais. Para Maria Teresa, os profissionais de escola precisam ter um diálogo permanente com as crianças, para entender o contexto em que vivem, e sempre comunicar a direção da escola quando algum abuso for detectado. “O conhecimento da realidade do aluno é muito importante nestes casos. Nas famílias em que os pais estão desempregados, ou que têm problemas com bebida, os casos de violência podem ocorrer até com uma certa frequência”, explicou. “Os profissionais de Educação Física, por causa da proximidade que acabam tendo com os alunos, podem identificar um comportamento não-verbal de agressão, de depressão ou até mesmo de socorro. Eles devem estar sempre atentos e as escolas não podem ser omissas diante destes casos”, finalizou.

Educação Física Escolar



6º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar ocorre amanhã em Capão da Canoa
19/05/2017
Fonte: CREF2/RS

O 6º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar, promovido pela Comissão de Educação Física Escolar do CREF2/RS, será realizado amanhã, dia 20 de maio, em Capão da Canoa. O evento, que integra a programação do 43º Encontro Nacional dos Profissionais de Educação Física (ENAPEF), vai iniciar às 13h30min e terá a entrada gratuita. As inscrições serão feitas diretamente no local.

Neste ano, o Fórum contará com as palestras de Vitor Powaczruk (CREF 023027-G/RS), intitulada “A Educação Física dentro da nova BNCC: reflexões sobre a obrigação e a opcionalidade”; e de Maria Teresa Cauduro, com o nome “A Educação Física Escolar e um passeio pelas linguagens do corpo e suas interfaces”. Powaczruk é assessor pedagógico da Secretaria Estadual de Educação e Maria Teresa pesquisadora do Grupo de Estudos Qualitativos de Formação de Professores e Prática Pedagógica em Educação Física e Ciências do Esporte CNPq/UFRGS e do Observatório de Educação da Unisinos.

6º Fórum de Mobilização Gaúcha pela Educação Física Escolar
Data: 20 de maio de 2017
Horário: das 13h30min às 16h30min
Local: Casa de Cultura Erico Verissimo
Endereço: Avenida Flávio Boianowski, 789 – Zona Nova, em Capão da Canoa
Entrada gratuita

Educação Física Escolar



CREF2/RS realiza palestra na FADERGS
18/05/2017
Fonte: CREF2/RS

A coordenadora do Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS, Fernanda Rodrigues (CREF 009604-G/RS), e a fiscal Denise Candaten (CREF 010750-G/RS) realizaram palestra no último dia 15 para os alunos do 1º semestre do curso de Educação Física da FADERGS - Campus João Pessoa.

Os temas abordados pelas palestrantes foram regulamentação da profissão, a criação do Conselho, provisionados, Licenciatura e Bacharelado, Educação Física escolar (Pls), fiscalização, exercício ilegal, lei de estágio, denúncias, temas polêmicos no judiciário, fiscalização de gestores públicos. Após a fala das palestrantes, o espaço foi aberto para perguntas.

DEFOR



CREF2/RS participa de Audiência Pública sobre EAD na Assembleia Legislativa
17/05/2017
Fonte: CREF2/RS

O CREF2/RS e a Câmara da Saúde do Fórum/RS estão convidando a todos os profissionais de Educação Física e os acadêmicos do curso para comparecerem na Audiência Pública sobre Cursos de Formação a Distância para a Área da Saúde. O evento será realizado no dia 7 de junho, às 19h, no Auditório Dante Barone da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, no Centro em Porto Alegre.

Nos últimos anos, o MEC vem estimulando a disseminação do modelo de Ensino a Distância (EAD), com o objetivo de facilitar o acesso, ao nível superior, de estudantes que vivem em locais distantes dos centros universitários – e a Educação Física figura entre os cursos ofertados nessa modalidade de estudo. O CONFEF já solicitou ao MEC que o curso de graduação em Educação Física não seja oferecido na modalidade de Ensino a Distância.

Tendo em vista essa questão, o Conselho Federal de Educação Física encaminhou ofício ao Diretor de Regulação e Supervisão em EAD do Ministério da Educação, Hélio Chaves Filho, solicitando que o curso de graduação em Educação Física não seja oferecido na modalidade de Ensino a Distância. No documento, o CONFEF listou problemas inerentes à aplicação da modalidade EAD no curso de Educação Física, sendo o principal deles a falta de um espaço físico para aulas práticas, essenciais no desenvolvimento de competências do futuro profissional.

Compareça à Audiência e junte-se aos esforços para que a profissão de Educação Física seja ensinada de forma adequada, assegurando serviços seguros de saúde à população.

Cursos de Formação a Distância para a Área da Saúde
Data: quarta-feira, dia 7 de junho, às 19h
Local: Auditório Dante Barone da Assembleia Legislativa/RS

EAD



CREF2/RS participará do Dia do Desafio proposto pelo SESC/RS
16/05/2017
Fonte: CREF2/RS/SENAC/RS

A presidente do CERF2/RS, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS), e o seu vice-presidente Lauro Aguiar (CREF 002782-G/RS), participaram hoje (16), no Teatro SESC, em Porto Alegre, do lançamento regional do Dia do Desafio 2017. O evento de foi realizado simultaneamente em Caxias do Sul, Lajeado, Porto Alegre, Passo Fundo, Pelotas, Santa Maria e Santa Rosa. O Dia do Desafio (DDD) acontece sempre na última quarta-feira de maio (este ano, acontece no dia 31) e propõe que as pessoas interrompam suas atividades rotineiras e pratiquem, por pelo menos 15 minutos consecutivos, qualquer tipo de exercício físico.

Em Porto Alegre, a cerimônia reuniu autoridades como o vice-prefeito de Porto Alegre Gustavo Paim, o vereador João Bosco Vaz, o diretor de Eventos da Secretaria Municipal de Porto Alegre Claudio Franzen, parceiros e imprensa. Também estiveram presentes representantes das cidades de Viamão, Cachoeirinha, Gravataí, São Leopoldo, Novo Hamburgo, Canoas, Torres, Tramandaí, Taquara, Montenegro e municípios das respectivas áreas de abrangência.

Durante o evento, foi realizado um bate-papo com os medalhistas olímpicos Gustavo Endres (Vôlei) e Mayra Aguiar (Judô), e contou ainda com a apresentação do ganhador do The Voice Kids, Thomas Machado. Este ano, o DDD conta com o apoio do Governo do Estado e Prefeitura Municipal, além das parcerias com a Secretaria Estadual de Educação, o Centro Estadual de Treinamento Esportivo (CETE), a Prefeitura Municipal, através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, da Coordenadoria Geral da Vigilância em Saúde e Federações Gaúchas de diversas modalidades.

Segundo a presidente do CREF2/RS, o Conselho sempre é parceiro do Dia do Desafio, pois é um movimento que o SESC faz em prol da saúde. “Com isto incentiva-se que as pessoas sejam mais saudáveis ao praticarem atividade física. A ideia para este ano é termos Ginástica Laboral no Conselho no Dia do Desafio. Além disto, pretendemos sempre apoiar o SESC na sua promoção de atividades de Educação Física e dos profissionais de Educação Física”.

Lauro afirmou que a data nada mais é do que reforçar a conscientização da população para a prática de Educação Física. “Ressaltando sua importância para evitar todas as doenças associadas ao sedentarismo e a depressão, que atualmente é considerado o mal do século. Penso que evento faz com que as pessoas repensem modo de viver e seu estilo de vida para que possamos ter uma vida mais saudável.

O Sistema Fecomércio-RS/ Sesc realiza o projeto nas cidades gaúchas em parceria com as prefeituras. No Rio Grande do Sul, o Dia do Desafio foi incluído no calendário oficial do Estado a partir da Lei 12.492 de 16 de maio de 2006, de autoria do então deputado estadual Giovani Cherini.

De acordo o diretor regional do SESC/RS Luiz Tadeu Piva, o DDD foi criado no Canadá, sendo difundido mundialmente pela The Association For International Sport for All (TAFISA), entidade de promoção do esporte para todos, sediada na Alemanha. “É uma campanha de incentivo à prática regular de atividades físicas em benefício da saúde”, afirma. “Não pretendemos ter 10 milhões de atletas no Rio Grande do Sul, mas sim 10 milhões de pessoas saudáveis”, resume Luiz. O Sesc/SP coordena o evento no Continente Americano desde 2000 e no Rio Grande do Sul a ação é capitaneada pelo Sistema Fecomércio-RS/Sesc em parceria com as Prefeituras. O convite à atividade física se estende a todos, envolvendo o poder público de cada cidade, as instituições da sociedade civil, empresas, voluntários locais e os próprios participantes.

Para participar do DDD, os municípios se inscrevem previamente e devem mobilizar a comunidade a realizar alguma atividade física entre 0h e 20h do dia 31 de maio. A ação acontece em forma de disputa entre duas cidades de mesmo porte populacional em todo o continente americano ou como autodesafio. O município que mobilizar mais pessoas em relação ao número oficial de habitantes vence. Mais informações podem ser obtidas no site www.sesc-rs.com.br/diadodesafio.

Dia do Desafio 2017



CREF2/RS sorteia 21 cursos da Convenção Brasil 2017
16/05/2017
Fonte: CREF2/RS

O Conselho vai sortear, a partir do dia 30 de maio, 21 vagas para alguns dos cursos que serão oferecidos na Convenção Brasil deste ano, entre os dias 8 e 11 de junho, no Parque Esportivo da PUCRS (Avenida Ipiranga, 6690 – Prédio 81). As inscrições já estão abertas e podem participar todos os profissionais com registro ativo e em dia com suas obrigações estatutárias. Pessoas Jurídicas com Responsável Técnico ativo também estão aptas a concorrer. Clique aqui e confira o regulamento completo.

Para participar, é necessário apenas preencher o formulário disponível neste link e selecionar os cursos de interesse (pode ser mais de um – não há limite no número de inscrições). Os profissionais que forem contemplados com uma das vagas serão automaticamente excluídos dos próximos sorteios. Em www.convencaobrasil.com.br, é possível conferir os dias e os horários de cada atividade. Há em disputa uma vaga para cada curso.

As inscrições serão encerradas sempre às 12h do dia anterior ao sorteio de cada curso e os sorteios serão realizados a partir de terça-feira, dia 30 de maio, na sede do CREF2/RS. Confira as datas de sorteio e os respectivos cursos:

30 de maio:
Curso Fitness nº 01: “Personal Premium: Treinamento & Gestão”
Curso Fitness nº 06: “Treinamento de Boxe Feminino”
Curso Gestão nº 14: “Coordenador: Talento para Ser Líder”
Curso Wellness nº 18: “Funcional Dance”
Curso Wellness nº 21: “Exercício Físico na Empresa: um Negócio Rentável para Todos”
Curso Wellness nº 26: “Lesões no Fitness e no Esporte”
Curso Esporte nº 30: “Treinamento de Corrida: do Iniciante ao Campeão”

31 de maio:
Curso Fitness nº 02: “Boxe Funcional”
Curso Fintess nº 10: “A Base do Levantamento de Pesos para o CrossTraining e Treinamento Funcional”
Curso Gestão nº 15: “Como Evitar os 10 Erros Fatais na Gestão”
Curso Wellness nº 19: “Workshop de Liberação Miofascial”
Curso Wellness nº 22: “Mat Pilates Original”
Curso Esporte nº 27: “Brincadeiras e Jogos”
Curso Acqua nº 32: “Hidro Acqua Performance: Treinamento Aquático Aplicado no Desempenho Motor”

1º de junho:
Curso Fitness nº 4: “Kettlebell: do Fitness ao Treinamento Físico Funcional”
Curso Fitness nº 12: “Treinamento Feminino”
Curso Gestão nº 17: “Empreendedor Fitness Digital”
Curso Wellness nº 20: “A Avaliação Física Pode Melhorar seus Resultados”
Curso Wellness nº 24: “Ginástica Laboral: Oficinas Práticas, Planejamento e Inovação de Programa”
Curso Esporte nº 28: “Inovação no Futsal e Futebol”
Curso Nutrição nº 33: “Nutrição e Treinamento Esportivo: Estratégia para Alta Performance”

Convenção Brasil



CREF Serra não tem expediente nesta quarta-feira
15/05/2017
Fonte: CREF2/RS

Nesta quarta-feira, dia 17 de maio, o CREF Serra não terá expediente. O atendimento voltará ao horário normal já na quinta-feira, dia 18 de maio, das 9h às 12h e das 13h às 18h. Mais informações pelo telefone (54) 3202-2890.

CREF Serra
Rua Antônio Ribeiro Mendes, 1849 – Bairro Pio X
Caxias do Sul (RS)

CREF Serra



Práticas Integrativas e Complementares é um novo campo para profissionais de Educação Física
15/05/2017
Fonte: CREF2/RS

A construção da Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares no SUS (PNPIC) iniciou-se a partir do atendimento das diretrizes e recomendações de várias conferências nacionais de saúde e das recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS). Em junho de 2003, representantes das associações nacionais de Fitoterapia, Homeopatia, Acupuntura e Medicina Antroposófica reuniram-se com o então ministro da Saúde, ocasião em que, por solicitação dele, foi instituído um grupo de trabalho, coordenado pelo Departamento de Atenção Básica, da Secretaria de Atenção à Saúde (SAS), e pela Secretaria-Executiva, com a participação de representantes das secretarias de Ciência, Tecnologia e Insumos Estratégicos e de Gestão do Trabalho e Educação na Saúde, do Ministério da Saúde (MS); Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa); e associações brasileiras de Fitoterapia, Homeopatia, Acupuntura e Medicina Antroposófica, para discussão e implementação das ações, no sentido de elaborar-se a política nacional.

Em setembro de 2003, o grupo gestor responsável pela ordenação dos trabalhos e formulação da política nacional definiu, entre outras coisas, a criação de quatro subgrupos de trabalho, respeitando as diversas áreas, em virtude das especificidades de cada uma delas. Como estratégia de elaboração da política, o grupo gestor elaborou um plano de ação a ser adotado pelos subgrupos para, posteriormente, a ser consolidado em documento técnico único relativo à política nacional.

Em 2006 foram criadas no Brasil as Políticas Nacionais de Práticas Integrativas Complementares, partindo da orientação da O.M.S., para fortalecer ações e serviços de PICS (Práticas Integrativas e Complementares) na rede de atenção à saúde e comunidade. A M.T.C. (Medicina Tradicional Chinesa), através de um modelo transdisciplinar foi acrescentado a essas práticas, aqui no Brasil, e abrindo possibilidades aos profissionais de Educação Física para atuação tanto em empresas, comunidades, escolas, academias de rua, NASF (Núcleo de Apoio a Saúde da Família) entre outros.

Marco Aurélio Scharcow (CREF 002463-G/RS) foi um dos profissionais de Educação Física que aderiram às novas modalidades. “Na minha prática e convivência na Educação Física, tive a felicidade de conhecer pessoalmente o criador do método “Lian Gong” em 18 terapias, uma prática corporal elaborada na década de 70 pelo Dr. Zhuang Yuan Ming, médico ortopedista da Medicina Tradicional Chinesa que viveu em Shangai na China”, explica.

Marco afirma que esta prática foi escolhida pelo governo de Shangai para ser amplamente divulgada para a população e o Dr. Zhuang, o seu criador, recebeu o prêmio de “Pesquisa Cientifica de Resultado Relevante”. “O Doutor Zhuang, uniu conhecimento da MTC – Medicina Tradicional Chinesa e a Moderna Medicina Ocidental, com as artes guerreiras e os antigos exercícios terapêuticos”.

Segundo Scharcow, o objetivo principal do Lian Gong em 18 Terapias é a de tratar e prevenir dores no corpo, inúmeros problemas osteosmusculares, articulações, etc. hoje tão freqüente nas condições da vida moderna, além de atuar nas disfunções dos órgãos internos e problemas respiratórios. São exercícios preventivos e curativos, cujas práticas põe em movimento o “Chi” (energia vital) através dos meridianos, em especial ao “Zhen Chi” ou “Chi Verdadeiro” no organismo, termos encontrados nos fundamentos da MTC, Medicina Tradicional Chinesa, que diz “Quando o Zhen Chi esta pleno no interior do corpo humanos fatores negativos não podem invadir”. A prática ajuda na circulação do sangue, dissolve aderências e inflamações dos tendões. Restaura a movimentação natural, melhorando a resistência e a vitalidade do organismo. O sistema completo do Lian Gong em 18 terapias é composto de 3 partes, totalizando 54 exercícios.

Práticas Integrativas e Complementares



Câmara de Corrida de Rua analisa projeto municipal que regula o uso de espaços públicos
12/05/2017
Fonte: CREF2/RS

A Câmara Técnica de Corrida de Rua realizou sua reunião mensal no dia 11, na sede do CREF2/RS. Na ocasião, esteve presente o assessor do deputado federal João Derly, Marcelo Xavier, que trouxe informações sobre o projeto protocolado pelo vereador porto-alegrense professor Tóvi, que regulamenta o uso de espaços públicos. Marcelo disse que a Câmara Técnica poderia contribuir com emendas para o aperfeiçoamento da lei. Junto a isto, o assessor informou que foram encaminhados solicitações de mais pistas de corridas nos parques da cidade.

Com a informação da presidente da Câmara, Cláudia Ramos Lucchese (CREF 002358-G/RS), de que o vereador Mendes Ribeiro já havia protocolado projeto semelhante, o assessor explicou que será criada uma comissão para que os interessados possam se reunir e, através de votação, melhorar os projetos. Marcelo disse que como o projeto foi encaminhado há pouco tempo, este pode ser acrescido de emendas, sugerindo uma reunião ampliada onde o PL será reestruturado de acordo com os objetivos da Câmara Técnica de Corrida de Rua. Por fim, Cláudia solicitou que o projeto seja encaminhado para a Câmara Técnica e o projeto do vereador Mendes ribeiro seja enviado ao assessor do deputado João Derly. “Com isso, a equipe da Câmara Técnica estará ciente dos dois projetos e quais as melhorias e mudanças irão ocorrer”, concluiu.

Participaram da reunião, além dos já citados acima, Darlan Souza (CREF 015393-G/RS), Kátia Ferreira (CREF 014403-G/RS), Juliano Maciel ( CREF 016431-G/RS), Renato Rimoli Capparelli (CREF 002109-G/RS), Leonardo Ribas (CREF 003760-G/RS) e Eduardo Remião (CREF 001855-G/RS).

Câmara Técnica de Corrida de Rua



CREF2/RS fecha quatro academias irregulares e autua 40 estabelecimentos
11/05/2017
Fonte: CREF2/RS

O Departamento de Fiscalização e Orientação (DEFOR) do CREF2/RS, em sua missão de proteger a saúde e zelar pela profissão, visitou 21 municípios entre os dias 23 de abril e 6 de maio, fechando oito academias irregulares distribuídas entre Porto Alegre, Triunfo, Viamão, Guaíba e Três Coroas. Os estabelecimentos não apresentavam profissional habilitado para orientar as atividades. Para voltar a funcionar, a empresa terá que, primeiramente, regularizar a sua situação.

Nas diligências, os agentes do DEFOR realizaram 81 visitas de fiscalização, autuando 40 estabelecimentos por alguma irregularidade, sendo 20 deles pela falta de registro no CREF2/RS, além de constatarem em outras 17 empresas a falta de profissional presente no momento da visita. Ao todo, foram autuadas 24 pessoas, destas 13 por exercício ilegal da profissão, além de oito Responsáveis Técnicos autuados por descumprir as obrigações inerentes à função, além de um diplomado sem seu registro profissional.

Foram visitados os municípios de Novo Hamburgo, Sapucaia do Sul, Campo Bom, Dois Irmãos, São Leopoldo, Nova Petrópolis, Caxias do Sul, Farroupilha, Porto Alegre, Viamão, Gravataí, Alvorada, Guaíba, Triunfo, Charqueadas, Sapucaia do Sul Sapiranga, Gramado, Três Coroas, Taquara, Rolante, Cruz Alta, Panambi e Não-Me-Toque.

DEFOR



Qual a diferença entre Sindicato e Conselho Profissional?
10/05/2017
Fonte: CREF2/RS

O Conselho Regional de Educação Física é uma Autarquia criada por Lei, com o objetivo de fiscalizar e regulamentar a profissão da Educação Física. Diferentemente do Sindicato. Não tem como missão defender os interesses econômicos e trabalhistas da classe profissional.

Por outro lado, o dever do Conselho é garantir o direito da sociedade em ter uma prestação de serviço de qualidade, ministrada por profissional habilitado. Ainda, o Conselho tem como dever garantir o cumprimento dos preceitos éticos da profissão, punindo aqueles profissionais, após devido processo ético, que infringirem os deveres e obrigações dispostos no Código de Ética Profissional.

Ao questionamento: o que o CREF faz pelos profissionais, só há uma resposta possível: o Conselho, por meio de sua fiscalização, visa garantir que os profissionais sem formação não atuem na área da Educação Física, ou seja, impede o exercício ilegal da profissão. Portanto, o CREF não é órgão assistencial, nem sindical e sim ente de fiscalização profissional, e tem como meta garantir o direito da sociedade de ter profissional habilitado e serviço de qualidade na área da Educação Física.

O Sindicato é uma associação para defesa e coordenação dos interesses econômicos e/ou profissionais dos indivíduos (empregados, empregadores, profissionais liberais, autônomos, etc.) que exercem a mesma atividade ou atividades similares ou conexas.

A livre associação sindical resta prevista no artigo 8º da Constituição Federal, sendo importante ressaltar alguns pontos referentes ao tema: 1º0 nos termos do inciso III cabe ao sindicato a defesa dos direitos e interesses coletivos ou individuais da categoria, inclusive em questões judiciais ou administrativas; e 2º0 conforme inciso V ninguém será obrigado a filiar-se ou a manter-se filiado a sindicato. Diante disto, concluímos que o Sindicato é o responsável pela defesa dos direitos e interesses relacionados `categoria, inclusive no âmbito judicial. No entanto, os profissionais não são obrigados à filiação.

Nestes termos é o Sindicato quem auxilia os profissionais de Educação Física quanto a questões como piso salarial, carga horária, assinatura de carteira de trabalho, remuneração e outras demandas trabalhistas. Para esclarecer qualquer dúvida ou mesmo ingresso com demanda trabalhista, o profissional de Educação Física deve buscar orientação junto ao Sindicato dos Profissionais de Educação Física do Rio Grande do Sul (SINPEF/RS). A entidade é o órgão competente para garantir, lutar e exigir os direitos da categoria.

O SINPEF/RS atende de segunda a sexta-feira, das 13h às 17h, na Praça Osvaldo Cruz, 15/2014, no Centro de Porto Alegre. Mais informações pelo telefone (51) 3085-9529 ou pelo e-mail contato@sinpefrs.com.br

SINPEF RS



Câmara Técnica de Futebol fará reuniões itinerantes nas Instituições de Ensino Superior
08/05/2017
Fonte: CREF2/RS

O presidente da Câmara Técnica de Futebol, Alessandro Gamboa (CREF 001534-G/RS), afirmou na última sexta-feira (5) que está empenhado em aumentar o quórum de presenças nas reuniões, mesmo que os encontros já tenham contado com a presença de reconhecidos profissionais da área. Para atrair os participantes, Gamboa aprovou com o professor do IPA, Luiz Afonso Gomes (CREF 000484-G/RS), a promoção de reuniões itinerantes. “Iniciaremos este novo formato por Porto Alegre e Região Metropolitana, para posteriormente avançarmos pelo interior do Estado”, afirma. Com isto, deduz Gamboa, haverá uma aproximação concreta da Câmara junto aos professores da futebol em suas próprias faculdades.

De acordo com o presidente da Câmara, a pauta das reuniões itinerantes tratará em primeiro lugar do mercado de trabalho, focado no aspecto lazer, esporte e recreativo. “Basicamente para quem quer trabalhar com futebol de forma recreacional, visando atividade física, bem-estar e saúde”. Gamboa pontua que o mercado para quem trabalha neste nicho enfrenta dificuldades. "Apesar do Brasil ser o país do futebol, o mercado tem baixíssimo nível de absorção de profissionais, pois os maiores investimentos vão para o futebol de alto rendimento". Gamboa cita como exemplo Porto Alegre, onde os profissionais que atuam no Inter ou no Grêmio estão bem posicionados, mas se atuarem na várzea, enfrentarão condições mínimas de trabalho.

O segundo foco, afirma Gamboa, é a criação de eventos. “Iniciaremos com cursos pequenos, trazendo um profissional que atue no futebol, seja jogador, treinador ou juiz, para ele repassar conhecimentos durante um dia”. Outra possibilidade aventada serão palestras com administradores de empresas, para ensinar as melhores ferramentas de gestão do mercado de trabalho. “Mais adiante, se tudo evoluir bem, pensamos em um congresso multidisciplinar de futebol", concluiu Gamboa.

Os profissionais de Educação Física que desejarem participar da Câmara de Futebol podem enviar um e-mail para administrativo@crefrs.org.br. Eles serão informados das datas e locais das próximas reuniões.

Câmara Técnica de Futebol



CREF2/RS participa de audiência pública sobre a obesidade infantojuvenil na Assembleia Legislativa
05/05/2017
Fonte: Agência de Notícias/ALRS

A presidente do CREF2/RS, Carmen Masson (CREF 001910-G/RS) esteve presente na noite desta quarta-feira (3), na audiência pública conjunta na Assembleia Legislativa para debater a obesidade na infância e na adolescência e os reflexos na saúde pública. A proposição foi do deputado Maurício Dziedricki (PTB), que coordenou o encontro. Ao final do debate, foi criado um grupo permanente de trabalho para dar prosseguimento à discussão do tema, propondo ações concretas, como a criação ou modificação de leis.

O parlamentar explicou que a questão surgiu em 2016, quando disputou a eleição municipal, e se deparou com a questão da reincidência de pessoas no sistema de saúde pública por falta de cuidados relacionados à alimentação saudável e inatividade física. Por isso, apresentou, este ano, o PL 40 2017, que cria o cadastro de obesidade infantojuvenil nas escolas de ensino fundamental e médio do Rio Grande do Sul.

A presidente Carmen Masson lembrou que de todas as áreas da saúde apenas o profissional da Educação Física trabalha realmente com a saúde, pois as demais tratam da doença. Ressaltou que apenas 33% da população brasileira realiza atividades físicas regulares e criticou iniciativas que discutem retirar a disciplina de Educação Física dos currículos escolares. Lembrou também que a atividade física traz benefícios à saúde se bem orientada, defendendo como fundamental a orientação do profissional da área. Ainda destacou que é preciso adequar as atividades físicas à idade da criança.

O professor Roberto Costa, da Faculdade de Desenvolvimento do RS (Fadergs), apresentou dados de estudos acadêmicos e públicos sobre a obesidade na infância e na adolescência. Entre eles, os do Sistema de vigilância de fatores de risco e proteção para doenças crônicas por inquérito telefônico (Vigitel), do Ministério da Saúde. Segundo as informações apresentadas, de 2016, o RS tem 54,9% de prevalência de obesidade. Conforme o Programa Nacional de Saúde do Escolar, de 2015, o sobrepeso e a obesidade estão presentes em 31,5% dos adolescentes de 13 a 17 anos no país e, na Região Sul, essa prevalência chega a 38,4%.

O presidente da Fundação de Saúde de Canoas, Fernando Ritter, defendeu leis que obriguem e estimulem os gestores municipais a executarem ações para prevenir a questão. “O grande problema de quem está na gestão é o tempo que ações de prevenção levam para trazer resultados. Eles só vão ser sentidos em gerações futuras, mas é preciso começar agora”, salientou.

A reitora da Universidade Federal de Ciências da Saúde de Porto Alegre, Lucia Pellanda, defendeu que se invista na prevenção primordial, aquela feita antes da população desenvolver os fatores de risco. “É muito mais efetivo fazer uma campanha para as crianças não começarem a fumar do que tentar fazer os adultos deixarem de fumar”, exemplificou.

A presidente do Conselho Regional de Nutrição, Jacira Conceição dos Santos, lembrou que há uma legislação, de 2009, que obriga escolas públicas a terem um profissional da nutrição, mas o governo do Estado, até agora, não incluiu o cargo de nutricionista nas escolas. Segundo Jacira, além de cuidar da alimentação, o profissional é responsável pela educação alimentar. Lembrou que não apenas na família ocorra a alimentação inadequada, citando cantinas de escola e festas de recreação onde alimentos industrializados e bebidas açucaradas são oferecidas.

Foto: Pablo Santos

Audiência Pública sobre a obesidade infantojuvenil